Índice Cumulativo Orçamento e Finanças

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice Cumulativo 2013. Orçamento e Finanças"

Transcrição

1 Orçamento e Finanças

2 Boletim de ORÇAMENTO E FINANÇAS 2013 artigos e pareceres JAN 2013, p. 12 A função jurisdicional dos Tribunais de Contas Evandro Martins Guerra / Denise Mariano de Paula JAN 2013, p. 33 O prévio requerimento administrativo: ganhos financeiros e sociais no desenvolvimento da política pública previdenciária nacional Filipo Bruno Silva Amorim FEV 2013, p. 112 Considerações acerca da Receita Pública Orçamentária e o seu disciplinamento na Lei de Responsabilidade Fiscal Francisco Gilney Bezerra de Carvalho Ferreira FEV 2013, p. 124 O Tribunal de Contas no contexto orgânico da Constituição Federal de 1988 Renan Coelho de Oliveira FEV 2013, p. 130 Moratória, parcelamento e recuperação tributária: institutos tributários previstos na lei n , de 18 de julho de 2012 conhecendo o proies Daniel Cavalcante Silva, Kildare Araújo Meira MAR 2013, p. 212 Tribunal de Contas Estadual e o julgamento das contas do Prefeito ordenador de despesas Fabiana Augusta de Araújo Pereira MAR 2013, p. 223 Das controvérsias doutrinárias quanto à natureza das leis orçamentárias e suas implicações jurídicas na discussão acerca do modelo impositivo de orçamento Francisco Gilney Bezerra de Carvalho Ferreira MAR 2013, p. 233 Aplicação do modelo balanced scorecard para análise do gasto público Leandro Luis dos S. Dall Olio ABRIL 2013, p. 312 Do mecanismo da desvinculação das receitas da união como garantia da livre alocação dos recursos orçamentários: o jeitinho brasileiro entra em cena novamente! Francisco Gilney Bezerra de Carvalho Ferreira ABRIL 2013, p. 322 A contabilidade pública como instrumento de controle e transparência Otaviano Barbosa de Andrade Neto ABRIL 2013, p. 329 As auditorias externas independentes e a ilegalidade do uso de recursos públicos para seu custeio Geovani da Rocha Gonçalves ABRIL 2013, p. 335 Indisponibilidade das receitas públicas Kiyoshi Harada ABRIL 2013, p. 338 Tributação indutora sobre o setor elétrico: breves considerações acerca dos aspectos da regulação por incentivos fiscais, desenvolvimento econômico e impactos financeiros Fabiana Augusta de Araújo Pereira MAIO 2013, p. 412 O contador municipal e suas competências gerenciais com base na opinião de especialistas e profissionais e no índice de Lawshe Alexandre de Freitas Carneiro / Roseli dos Santos Rodrigues MAIO 2013, p. 425 O IPTU progressivo e a função social da propriedade Alexandre de Freitas Carneiro / Marina Vanessa Gomes Caeiro MAIO 2013, p. 428 Da aplicabilidade atual do princípio da unidade orçamentária Francisco Gilney Bezerra de Carvalho Ferreira MAIO 2013, p. 432 Novo teto remuneratório e problemas orçamentários Kiyoshi Harada MAIO 2013, p. 434 Se não presta, não presta Marcus Vinicius de Azevedo Braga JUNHO 2013, p. 512 A atuação do Tribunal de Contas Europeu no controle do orçamento comunitário Pedro Henrique Magalhães Azevedo JUNHO 2013, p. 526 O art. 20, 1º da constituição e a distribuição dos royalties relativos à exploração de petróleo na plataforma continental Rodrigo Meyer Bornholdt JULHO 2013, p. 612 Não-aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA): análise das alternativas, tratamento pelas LDOs e proposta de solução Ronaldo Quintanilha da Silva JULHO 2013, p. 623 A gestão da dívida ativa municipal Flavio C. de Toledo Junior JULHO 2013, p. 629 Aspectos gerais da imunidade tributária Carlos Eduardo Felício JULHO 2013, p. 635 Reverberações da Lei de acesso à informação na dinâmica do controle interno Marcus Vinicius de Azevedo Braga Governet A Revista do Administrador Público

3 2013 Boletim de ORÇAMENTO E FINANÇAS p. 712 p. 723 p. 727 p. 732 p. 812 p. 819 p. 839 p. 912 p. 920 p. 924 p. 932 p. 935 p p p p p p p Procedimentos metodológicos para a realização da pesquisa em contabilidade governamental: uma abordagem teórica e prática Maurício Corrêa da Silva / Fábia Jaiany Viana de Souza / Jorge Expedito de Gusmão Lopes Lei Orçamentária Anual e políticas públicas: uma análise da Medida Provisória n. 598, de 27 de dezembro de 2012 Rodrigo Matos Roriz Permuta entre dotações de mesma categoria não é transposição, remanejamento e nem transferência de recursos orçamentários Flavio C. de Toledo Jr. Cessão de crédito tributário viola a Lei de Responsabilidade Fiscal Kiyoshi Harada Apontamentos sobre o procedimento de tomada de contas especial Natália Hallit Moyses Autonomia municipal e as limitações orçamentárias Paulo Cezar Basílio A confusa divisão dos royalties do petróleo Kiyoshi Harada Orçamento impositivo. Exame da PEC n. 565/06 Kiyoshi Harada Elaboração da Lei Orçamentária do Município lembretes sobre pontos indispensáveis Flavio Corrêa de Toledo Jr Fundos de desenvolvimento regional: considerações sobre a natureza jurídica Diego Franco de Araújo Jurubeba O pagamento da despesa pública mediante comprovação de regularidade fiscal e trabalhista Aline Batista O orçamento nos tribunais Antonio Pessoa Cardoso Benefícios ou gastos tributários: aperfeiçoando critérios de identificação e de estimativa de renúncia de receita José Rui Gonçalves Rosa Gestão financeiro-orçamentária: desafios para a efetividade do gasto público Leandro Luis dos S. Dall Olio O procedimento administrativo de prestação de contas e o respeito aos princípios constitucionais derivados do devido processo legal: uma breve análise da possibilidade legal da anulação e reapreciação das contas prestadas pelo gestor público perante a Câmara Municipal, à luz da Súmula 473 do STF Hugo Lázaro Marques Martins Valor adicionado do ICMS Kiyoshi Harada Arrecadação direta de tributos pelo Sistema S à revelia da lei orçamentária anual Róbison Gonçalves de Castro Contingenciamento de despesas no Poder Executivo: estimativas baseadas em autorizações orçamentárias vigentes em abril e maio de 2013, inclusive na forma de restos a pagar inscritos Maurício Ferreira de Macêdo Decisões judiciais sob o prisma do impacto econômico-financeiro Kiyoshi Harada tribunais de contas JAN 2013, p. 48 Desaprovação de contas por abertura de créditos adicionais sem recursos disponíveis JAN 2013, p. 59 Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso A remuneração do conselheiro tutelar é considerada para o cálculo da despesa com pessoal do executivo Governet A Revista do Administrador Público. 1191

4 Boletim de ORÇAMENTO E FINANÇAS 2013 JAN 2013, p. 69 Tribunal de Contas do Estado do Paraná Contas julgadas regulares com ressalva se ultrapassado o limite total de despesas da Câmara em percentual mínimo FEV 2013, p. 140 Tribunal de Contas da União Na aplicação dos recursos do fundo nacional de saúde é indispensável a segregação das verbas federais e municipais FEV 2013, p. 147 Tribunal de Contas do Estado do Paraná Pagamento em desacordo com a lei impõe a instauração de processo administrativo para apurar responsabilidades MAR 2013, p. 244 Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso O limite mínimo de aplicação de verbas públicas na saúde MAR 2013, p. 266 Base de cálculo do repasse financeiro do Poder Executivo à Câmara Municipal ABRIL 2013, p. 348 Tribunal de Contas da União Cálculo acerca da participação da contribuição de intervenção no domínio econômico (CIDE) ABRIL 2013, p. 354 Contabilização de despesas com pessoal e programas do Sociais ABRIL 2013, p. 366 Tribunal de Contas do Estado do Paraná Pagamento de despesas mediante suprimento de fundos MAIO 2013, p. 438 Tribunal de Contas do Estado do Paraná Irregularidades no registro contábil MAIO 2013, p. 453 Procedimento de alienação de bens móveis da Câmara Municipal e a contabilização da receita JUNHO 2013, p. 548 Tribunal de Contas da União Receitas originárias de concurso público devem ser registradas no orçamento da União JUNHO 2013, p. 556 Pagamento de professores que exercem atividades administrativas com verba do FUNDEB JULHO 2013, p. 640 Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso Contribuição de Iluminação Pública não integra a base de cálculo para repasse de duodécimo à Câmara Municipal JULHO 2013, p. 661 Aplicação diferida dos recursos do FUNDEB p. 736 p. 745 p. 748 p. 752 p. 842 p. 845 Não é admitido o aumento de despesa com pessoal nos últimos 180 (cento e oitenta) dias de mandato Superávit financeiro pode ter aplicação livre se não for oriundo de recursos vinculados Tribunal de Contas do Estado do Paraná Falta da apresentação de instrumento de ação por consórcio acarreta irregularidade formal na prestação de contas Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo Contabilização das obrigações patronais Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo O pagamento de bolsas de estágio não integra o limite de despesa com pessoal O pagamento de juros sobre o saldo devedor é responsabilidade do gestor Governet A Revista do Administrador Público

5 2013 Boletim de ORÇAMENTO E FINANÇAS p. 938 p. 944 p. 949 p. 955 p. 961 p p p p Tribunal de Contas da União Irregulares as despesas referentes à contratação de advogado para defesa pessoal de servidor Abertura de créditos adicionais com recursos oriundos de convênio não previstos inicialmente na LOA Tribunal de Contas do Estado da Paraíba Ilícita a abertura de créditos adicionais via decreto do Presidente da Câmara Tribunal de Contas do Estado do Paraná Os recursos destinados à educação devem respeitar o parâmetro constitucional Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul Questionável o pagamento de despesa efetuado sob regime de adiantamento Tribunal de Contas da União Utilização de recursos de fundo em fim diverso do previsto na lei de criação Irregular a abertura de créditos suplementares se não há recursos disponíveis Tribunal de Contas da União As fundações mantidas por recursos públicos obrigam-se às normas de finanças públicas Aplicação do princípio da insignificância em processo de prestação de contas jurisprudência JAN 2013, p. 74 Superior Tribunal de Justiça Base de cálculo do ISS nos serviços de transporte coletivo JAN 2013, p. 77 Superior Tribunal de Justiça Na desapropriação indireta, os juros compensatórios devem incidir a partir do apossamento JAN 2013, p. 81 Tribunal Regional Federal da 1ª Região O repasse de recursos do programa de alimentação escolar demanda a criação de um Conselho Municipal JAN 2013, p. 83 Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais A Administração não pode deixar de pagar os vencimentos dos servidores alegando violação à Lei de Responsabilidade Fiscal FEV 2013, p. 154 Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte Limites da Lei de Responsabilidade Fiscal não podem ser alegados como justificativa para descumprimento de ordem judicial FEV 2013, p. 158 Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais Procedência da ação de cobrança exige prova da entrega das mercadorias FEV 2013, p. 163 Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do sul Vale alimentação não pode ser computado como despesa de pessoal FEV 2013, p. 168 Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina Não cabe ADIN por ofensa à Lei Orgânica em matéria orçamentária MAR 2013, p. 272 Superior Tribunal de Justiça A realização de pagamento sem a prévia constituição de empenho constitui mera irregularidade administrativa MAR 2013, p. 279 Superior Tribunal de Justiça Omissão no orçamento e atraso no pagamento de parcelas, acarreta o sequestro previsto no art. 78, 4º do ADCT MAR 2013, p. 282 Tribunal Regional Federal da 1ª Região Antes de efetuar a inscrição de Município no SIAFI é necessário garantir o devido processo legal Governet A Revista do Administrador Público. 1193

6 Boletim de ORÇAMENTO E FINANÇAS 2013 ABRIL 2013, p. 372 Tribunal Regional Federal da 1ª Região Apreciação da juridicidade dos atos administrativos pelo Poder Judiciário ABRIL 2013, p. 376 Tribunal Regional Federal da 5ª Região Incidência de imposto de Renda sobre juros de mora em virtude do pagamento das verbas remuneratórias pagas em atraso MAIO 2013, p. 460 Superior Tribunal de Justiça Composição da base de cálculo do PIS e COFINS MAIO 2013, p. 464 Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina Declaração de Inconstitucionalidade de lei orçamentária por vício de iniciativa e vinculação de excedente de receita MAIO 2013, p. 477 Tribunal de Justiça do Estado de Rio de Janeiro Situações de calamidade pública não estão sujeitas à regra do limite de empenho MAIO 2013, p. 481 Tribunal de Justiça do Estado do Ceará Impossibilidade de o Poder Judiciário ingressar na análise política a respeito da Lei Orçamentária JUNHO 2013, p. 564 Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul Possibilidade de cobrar taxa de coleta de lixo domiciliar e serviço de proteção de incêndio em imóveis com destinação rural JUNHO 2013, p. 570 Tribunal de Justiça do Estado do Ceará Redução de cargos públicos para cumprir limitação de despesas da Lei de Responsabilidade Fiscal JULHO 2013, p. 670 Tribunal de Justiça do Estado do Pará Os vencimentos de servidor, decorrentes de decisão judicial, não está sujeito ao limite de despesa com pessoal JULHO 2013, p. 674 Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande Sul O numerário relativo à requisição de pequeno valor pode ser sequestrado, se não liquidado no prazo legal p. 758 p. 763 p. 854 p. 862 p. 864 p. 868 p. 868 p. 966 p. 969 p. 973 p Supremo Tribunal Federal Contribuição destinada ao SEBRAE pode ser instituída por lei ordinária Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais Revisão anual de servidores deve observância à reserva do possível Superior Tribunal de Justiça A ausência de dotação orçamentária justifica a recusa da Administração em nomear concursados Superior Tribunal de Justiça A ordem cronológica de pagamento deve ser verificada em cada classe de precatórios Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina Elementos que compõem a base de cálculo da contribuição de melhoria Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Desrespeito às metas previstas na Lei Orçamentária implica ato de improbidade administrativa Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Desrespeito às metas previstas na Lei Orçamentária implica ato de improbidade administrativa Tribunal de Justiça do Estado do Ceará Receitas decorrentes de impostos não podem ser oferecidas em garantia Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul Vale-alimentação não integra o limite de despesa com pessoal Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Vedada a utilização de receita oriunda da COSIP para fins de reajuste salarial Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul Discricionariedade na aplicação das verbas orçamentárias Governet A Revista do Administrador Público

7 2013 Boletim de ORÇAMENTO E FINANÇAS p p p Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo O descumprimento da Lei Orçamentária pela ausência de recursos não caracteriza improbidade Tribunal Regional Federal da 1ª Região Os títulos da dívida pública não se prestam para pagar tributos Tribunal Regional Federal da 5ª Região A definição da gravidade do ato de improbidade exige razoabilidade e proporcionalidade ementário JAN 2013, p. 85 Transferências voluntárias Inscrição SIAFI e CAUC Ações sociais JAN 2013, p. 85 Aluguel social Obrigação do município JAN 2013, p. 86 Título executivo Empenho prévio Desnecessidade FEV 2013, p. 174 Improbidade administrativa Despesa sem prévio empenho Conduta dolosa Não comprovação FEV 2013, p. 175 Lei de responsabilidade fiscal Despesas com pessoal Sentença Cumprimento FEV 2013, p. 175 Contrato de repasse Cancelamento de empenho Descumprimento de deveres FEV 2013, p. 176 Compras Superfaturamento Erro Não ocorrência FEV 2013, p. 176 Plano de assistência à saúde Lei de Responsabilidade Fiscal Adequação FEV 2013, p. 176 Lc 101/2000 Cargo público Exoneração FEV 2013, p. 177 Pagamento Acordo extrajudicial Recurso público Indisponibilidade FEV 2013, p. 177 Concurso público Nomeação tardia Lei de responsabilidade fiscal Possibilidade MAIO 2013, p. 484 Obrigação de trato sucessivo Fundo de participação Retenção previdenciária MAIO 2013, p. 484 Retenção de IR Época própria MAIO 2013, p. 485 Inscrição no SIAF Exigibilidade de crédito Possibilidade JUNHO 2013, p. 578 Precatórios Receita corrente Limite JUNHO 2013, p. 578 Regime de precatórios Prazo JULHO 2013, p. 678 Execução fiscal Conselho de farmácia Município p. 777 p. 777 p. 871 p. 976 p. 976 p p p p Pagamento de diárias Ordenador de despesa Improbidade administrativa Improbidade administrativa Nomeação de servidor Descumprimento da LRF Iniciativa do Executivo Aumento de despesa Emenda parlamentar Recebimento irregular de diárias Ausência de dolo Não configuração de improbidade Ausência de licitação e empenho prévios Entrega do objeto Enriquecimento sem causa FUNDEF Valor anual mínimo por aluno Média nacional Fornecimento de medicamento Limitação orçamentária Proteção à vida Militares Reajustes em percentuais distintos Previsão em lei orçamentária Convênio concluído Restos a pagar Enriquecimento ilícito Governet A Revista do Administrador Público. 1195

8 Boletim de ORÇAMENTO E FINANÇAS 2013 JAN 2013, p. 89 JAN 2013, p. 91 JAN 2013, p. 93 JAN 2013, p. 95 FEV 2013, p. 180 FEV 2013, p. 182 FEV 2013, p. 184 FEV 2013, p. 188 FEV 2013, p. 190 FEV 2013, p. 191 FEV 2013, p. 193 MAR 2013, p. 286 MAR 2013, p. 289 MAR 2013, p. 291 MAR 2013, p. 293 ABRIL 2013, p. 384 ABRIL 2013, p. 387 ABRIL 2013, p. 390 MAIO 2013, p. 488 MAIO 2013, p. 489 MAIO 2013, p. 490 JUNHO 2013, p. 580 dúvidas dos assinantes Impedimento em pagar Certidões negativas Bloqueio trabalhista Retenção de contribuição Microempresário individual Serviços de consultoria Retenção IRRF Pessoa jurídica IRRF Informações DCTF Dispensa Execução provisória do projeto de lei orçamentária LOA não aprovada Possibilidade de realizar despesas Nota fiscal eletrônica Obrigatoriedade Impossibilidade de liquidação Retenção Imposto de Renda Fonte RPV Código utilizado Bens inservíveis Identificação Critérios Nota de empenho Emissão com dados incorretos Nota de anulação de empenho Bens públicos inservíveis Doação Publicidade Necessidade Microempresa Locação de bens Retenção Impossibilidade Retenção de INSS Base de cálculo Fornecimento de materiais Regime de contabilidade Empresa estatal dependente Secretaria do Tesouro Nacional Fato gerador ISS Setor Público Setor Privado Empenho Empenho global Reserva orçamentária Subempenho Retenção de imposto Serviços remotos Administração de banco de dados Declaração de adequação orçamentária Contratação Comprometimento Regime de adiantamento Nota fiscal Irregularidade Pagamento Indenização Nota de empenho Restos a pagar Pagamento Retenção INSS Simples nacional DCTF Obrigação de apresentação Débitos a declarar Exceções Retenção de PIS, COFINS e CSLL Complementação salarial DIRF Honorários de dirigentes de empresa Governet A Revista do Administrador Público

9 2013 Boletim de ORÇAMENTO E FINANÇAS JUNHO 2013, p. 585 JUNHO 2013, p. 588 JUNHO 2013, p. 590 JUNHO 2013, p. 592 JULHO 2013, p. 680 JULHO 2013, p. 685 p. 780 p. 783 p. 784 p. 785 p. 787 p. 789 p. 874 p. 876 p. 978 p. 981 p. 983 p. 986 p p p p p Empenho por estimativa Reforço da nota de empenho Impossibilidade Empenho global Subempenho Orçamento Classificação Despesa Software Pagamento parcial Nota fiscal glosada Tributação Contrato Vários itens Pagamento Possibilidade Imunidade tributária Entidades sem fins lucrativos Requisitos Retenção INSS Prestação de serviços Transporte Pessoal e cargas Imposto de renda Retenção na fonte Não ocorrência Consequências Retenção na fonte Imposto sobre a renda e INSS Alíquotas Descentralização Convênio Recursos Pagamento Valor reduzido Ordem cronológica Observância Retenção de ISS Serviço de pintura Materiais empregados Prestação de serviço por estrangeiro Pagamento Despesa Rito legal PIS/PASEP Base de cálculo Descentralização de créditos Receitas correntes Transferências correntes ou de capital Taxa de liberação de alvarás da vigilância sanitária Poder de polícia Receita destinada à composição de fundo especial Lei de criação do fundo Orçamento Unidade gestora Unidade orçamentária Unidade administrativa Ordenador de despesa Contribuição para fundo de previdência complementar Despesa primária Considerações Contrato Prestação de serviços Buffet Fornecimento de alimentos Tributação Fatos geradores distintos Obra Matrícula no CEI Retenção INSS Credenciamento Insuficiência de saldo Suplementação Créditos orçamentários Descentralização Orçamentos distintos Vedação constitucional Multa Receita Destinação Associação Impossibilidade Suprimento de fundos Critérios Cobertura de despesas Despesas com festividades e materiais relacionados Classificação contábil Motivação Governet A Revista do Administrador Público. 1197

10 Boletim de ORÇAMENTO E FINANÇAS 2013 p p p Imposto Sobre Serviços Retenção Base de cálculo Benefícios fiscais Descontos incondicionais Fundo Extinção Procedimentos Lei de Responsabilidade Fiscal Observância obrigatória Lei de Responsabilidade Fiscal Art. 42 Aplicação Titular de Poder Art. 20, 2º ABRIL 2013, p. 396 JULHO 2013, p. 690 p. 880 p. 882 p. 887 p. 889 Legislação especializada Portaria n. 75, de 6 de março de 2013 Atualiza o valor máximo da multa a que se refere o art. 58 da Lei n , de 16 de julho de 1992 Lei n , de 15 de maio de 2013 Dispõe sobre o parcelamento de débitos com a Fazenda Nacional relativos às contribuições previdenciárias de responsabilidade dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios; altera as Leis n , de 24 de julho de 1991, 9.715, de 25 de novembro de 1998, , de 20 de novembro de 2008, , de 19 de julho de 2002, , de 9 de maio de 2001, , de 11 de junho de 2010, , de 25 de abril de 2005, 5.869, de 11 de janeiro de 1973 Código de Processo Civil, 6.404, de 15 de dezembro de 1976, 6.385, de 7 de dezembro de 1976, 6.015, de 31 de dezembro de 1973, e 9.514, de 20 de novembro de 1997; e revoga dispositivo da Lei n , de 7 de agosto de 2012 Lei complementar n. 143, de 17 de julho de 2013 Altera a Lei Complementar n. 62, de 28 de dezembro de 1989, a Lei n , de 25 de outubro de 1966 (Código Tributário Nacional), e a Lei n , de 16 de julho de 1992 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas da União), para dispor sobre os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE); e revoga dispositivos da Lei n , de 25 de outubro de 1966 Decreto n , de 29 de julho de 2013 Altera o Decreto n , de 2 de maio de 2013, que dispõe sobre a programação orçamentária e financeira, estabelece o cronograma mensal de desembolso do Poder Executivo para o exercício de 2013, e dá outras providências Norma Brasileira de Contabilidade cta 18, de 26 de julho de 2013 Dispõe sobre a emissão do relatório do auditor independente e procedimentos de auditoria requeridos quando da reapresentação de demonstrações contábeis ou informações intermediárias Decisão Normativa n. 128, de 24 de julho de 2013 Aprova os coeficientes individuais de participação dos Estados e do Distrito Federal nos recursos previstos no art. 159, inciso II, da Constituição Federal, para aplicação no exercício de Governet A Revista do Administrador Público

DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015

DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre critérios a serem adotados na execução orçamentária e financeira do Poder Executivo do Município de Goiânia para o exercício

Leia mais

ÍNDICE Volume 1 CONHECIMENTOS GERAIS

ÍNDICE Volume 1 CONHECIMENTOS GERAIS Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás TCE/GO Auditor de Controle Externo Área Controle Externo ÍNDICE Volume 1 CONHECIMENTOS GERAIS Língua Portuguesa Ortografia oficial... 01 Acentuação

Leia mais

QUESTÕES DE AFO SIMULADO 1 ANALISTA ADMINISTRATIVO DO TRF

QUESTÕES DE AFO SIMULADO 1 ANALISTA ADMINISTRATIVO DO TRF QUESTÕES DE AFO SIMULADO 1 ANALISTA ADMINISTRATIVO DO TRF 01 No momento da elaboração do projeto de lei orçamentária anual deve se atentar para algumas normas contidas nas legislações pertinentes à matéria.

Leia mais

D E C R E T A CAPÍTULO I DO RESPONSÁVEL E DA ABRANGÊNCIA

D E C R E T A CAPÍTULO I DO RESPONSÁVEL E DA ABRANGÊNCIA Imprimir "Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado." DECRETO Nº 13.869 DE 02 DE ABRIL DE 2012 Estabelece procedimentos a serem adotados pelos órgãos e entidades da Administração

Leia mais

Decreto nº 10.606, de 22 de JANEIRO de 2015

Decreto nº 10.606, de 22 de JANEIRO de 2015 Decreto nº 10.606, de 22 de JANEIRO de 2015 Estabelece normas para execução orçamentária, e define a programação financeira para o exercício de 2015 e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

LEI Nº. 1293/10- DE 05 DE JULHO DE 2010. SEBASTIÃO DE OLIVEIRA BAPTISTA, Prefeito do Município de São Francisco, Estado de São Paulo,

LEI Nº. 1293/10- DE 05 DE JULHO DE 2010. SEBASTIÃO DE OLIVEIRA BAPTISTA, Prefeito do Município de São Francisco, Estado de São Paulo, LEI Nº. 1293/10- DE 05 DE JULHO DE 2010 Dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o exercício financeiro de 2011 e dá outras providências. SEBASTIÃO DE OLIVEIRA BAPTISTA, Prefeito do Município de São

Leia mais

Retenção de Impostos e Contribuições

Retenção de Impostos e Contribuições Retenção de Impostos e Contribuições COMO A FONTE PAGADORA DEVE DESCONTAR: IR PIS/PASEP COFINS CSLL ISS INSS Resumo do conteúdo: IR Fonte Assalariados / Pro Labore IR Fonte Terceiros e Não Assalariados

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS - DMU DESTINAÇÃO DA RECEITA PÚBLICA - APLICÁVEL PARA O EXERCÍCIO DE 2012 CODIFICAÇÃO UTILIZADA PARA CONTROLE DAS

Leia mais

Diretrizes e Procedimentos de Auditoria do TCE-RS RESOLUÇÃO N. 987/2013

Diretrizes e Procedimentos de Auditoria do TCE-RS RESOLUÇÃO N. 987/2013 Diretrizes e Procedimentos de Auditoria do TCE-RS RESOLUÇÃO N. 987/2013 Dispõe sobre as diretrizes e os procedimentos de auditoria a serem adotados pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul,

Leia mais

CONSULTA N. 809.491 EMENTA:

CONSULTA N. 809.491 EMENTA: Utilização do saldo positivo da reserva do regime próprio de previdência social para abertura de créditos adicionais suplementares. Arquivamento de notas de empenho pela administração pública CONSULTA

Leia mais

Serviço Público Municipal Prefeitura Municipal de Ubatã Estado da Bahia CNPJ: 14.235.253/0001-59 PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015.

Serviço Público Municipal Prefeitura Municipal de Ubatã Estado da Bahia CNPJ: 14.235.253/0001-59 PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015. PORTARIA Nº 301 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2015. Estabelece os procedimentos e as normas a serem adotados pelos órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta, para o encerramento anual

Leia mais

Apresentação. Objetivo. Público-alvo

Apresentação. Objetivo. Público-alvo Apresentação Com a nova in RFB 1.234/12 que revoga a in SRF 480/04 alteração da in RFB 971/09 pela in RFB 1.238/12 as inovações da retenção de tributos e contribuições socias Como calcular e reter tributos

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL (LRF) Atualizado até 13/10/2015 LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) tem como base alguns princípios,

Leia mais

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS OBJETIVOS Dotar as Promotorias de Justiça

Leia mais

Prefeitura Municipal de Marília Secretaria da Fazenda. Audiência Pública 3º Quadrimestre de 2014

Prefeitura Municipal de Marília Secretaria da Fazenda. Audiência Pública 3º Quadrimestre de 2014 Prefeitura Municipal de Marília Secretaria da Fazenda Audiência Pública 3º Quadrimestre de 2014 FUNDAMENTO LEGAL O artigo 9º, parágrafo 4 da Lei Complementar nº 101 de 04/05/2000 (Lei de Responsabilidade

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO INDIRETA

ADMINISTRAÇÃO INDIRETA GLOSSÁRIO A AÇÃO GOVERNAMENTAL: Conjunto de operações, cujos produtos contribuem para os objetivos do programa governamental. A ação pode ser um projeto, atividade ou operação especial. ADMINISTRAÇÃO DIRETA:

Leia mais

Lei de Responsabilidade Fiscal

Lei de Responsabilidade Fiscal AOF Lei de Responsabilidade Fiscal PLANEJAMENTO Lei de Diretrizes Orçamentárias Lei Orçamentária Anual Execução Orçamentária e do Cumprimento das Metas RECEITA PÚBLICA Previsão e da Arrecadação Renúncia

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI SISTEMA FINANCEIRO Nº 004/2013, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI SISTEMA FINANCEIRO Nº 004/2013, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI SISTEMA FINANCEIRO Nº 004/2013, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2013. DISPÕE SOBRE ESTABELECIMENTO DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Versão: 01 Aprovação em: 26 de fevereiro

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 014 /2009

NOTA TÉCNICA Nº 014 /2009 NOTA TÉCNICA Nº 014 /2009 Brasília, 03 de dezembro de 2009. ÁREA: Jurídico TÍTULO: Proposta de alterações nas regras para pagamento de precatórios. REFERÊNCIA(S): art. 100 da Constituição Federal de 1988;

Leia mais

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais,

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012 Dispõe sobre procedimentos e prazos relativos ao encerramento do exercício de 2012 e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições

Leia mais

SIEEESP - SEMINÁRIO JURIDICO EDUCACIONAL. Tributação das Instituições de Ensino Particulares Perspectivas e Medidas. Wagner Eduardo Bigardi 27/05/2014

SIEEESP - SEMINÁRIO JURIDICO EDUCACIONAL. Tributação das Instituições de Ensino Particulares Perspectivas e Medidas. Wagner Eduardo Bigardi 27/05/2014 SIEEESP - SEMINÁRIO JURIDICO EDUCACIONAL Tributação das Instituições de Ensino Particulares Perspectivas e Medidas Wagner Eduardo Bigardi 27/05/2014 Sistema Tributário Nacional Conjunto de regras jurídicas

Leia mais

GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA

GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA Brasília 14 de agosto de 2014 EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E EXECUÇÃO FINANCEIRA Ocorrem concomitantemente; e Estão intrinsecamente relacionadas uma à outra. A despesa não poderá

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em ação de indenização, em que determinada empresa fora condenada a pagar danos materiais e morais a Tício Romano, o Juiz, na fase de cumprimento de sentença, autorizou

Leia mais

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências.

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013 Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. (Publicado no DOE de 10 de abril de 2013) O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

Transição de governo: Desafios Jurídicos e Administrativos e Finanças Públicas

Transição de governo: Desafios Jurídicos e Administrativos e Finanças Públicas Transição de governo: Desafios Jurídicos e Administrativos e Finanças Públicas TEMPO TOTAL : 3 h 180 MIN - Transição: Aspectos Gerais - exposição: 15 min - Desafios Jurídicos e Administrativos: 40 min

Leia mais

Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente:

Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente: Adamantina, 16 de novembro de 2011. Prezado cliente: Assunto: Procedimentos contábeis, administrativos e patrimoniais para o fechamento das contas do exercício de 2011 e abertura das contas de 2012. Dentro

Leia mais

Trataremos nesta aula das contribuições destinadas ao custeio da seguridade social

Trataremos nesta aula das contribuições destinadas ao custeio da seguridade social 1.4.7.3. Contribuições do art.195 CF Trataremos nesta aula das contribuições destinadas ao custeio da seguridade social (previdência, saúde e assistência social), espécies de contribuições sociais, como

Leia mais

Itabuna PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA

Itabuna PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA D E C R E T O Nº 11.028, de 10 de novembro de 2014 EMENTA: Dispõe sobre os procedimentos e prazos para o Encerramento do Exercício Financeiro de 2014, no âmbito da Administração Pública Municipal e, dá

Leia mais

NECESSIDADES DE FINANCIAMENTO DO GOVERNO CENTRAL METODOLOGIA DE CÁLCULO DO SUPERÁVIT PRIMÁRIO

NECESSIDADES DE FINANCIAMENTO DO GOVERNO CENTRAL METODOLOGIA DE CÁLCULO DO SUPERÁVIT PRIMÁRIO NECESSIDADES DE FINANCIAMENTO DO GOVERNO CENTRAL METODOLOGIA DE CÁLCULO DO SUPERÁVIT PRIMÁRIO O resultado primário, que exclui das receitas totais os ganhos de aplicações financeiras e, dos gastos totais,

Leia mais

PRINCIPAIS TRIBUTOS PÁTRIOS E SEUS FUNDAMENTOS

PRINCIPAIS TRIBUTOS PÁTRIOS E SEUS FUNDAMENTOS PRINCIPAIS TRIBUTOS PÁTRIOS E SEUS FUNDAMENTOS Thiago Figueiredo de Lima Cursando o 9º Semestre do Curso de Direito A Constituição Federal, como lei fundamental de organização do Estado, determina a competência

Leia mais

PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA. Auditor Substituto de Conselheiro Omar P. Dias

PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA. Auditor Substituto de Conselheiro Omar P. Dias PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA Auditor Substituto de Conselheiro Omar P. Dias A ARTE DE GOVERNAR (segundo Matus) PROJETO DE GOVERNO SABER ARTICULAR GOVERNABILIDADE GOVERNANÇA Plano de Governo: Base do Planejamento

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL. Apresentamos a seguir as principais alterações ocorridas na legislação tributária no mês de maio de 2011.

INFORMATIVO MENSAL. Apresentamos a seguir as principais alterações ocorridas na legislação tributária no mês de maio de 2011. INFORMATIVO MENSAL Apresentamos a seguir as principais alterações ocorridas na legislação tributária no mês de maio de 2011. I FEDERAL IPI - NOVAS DISPOSIÇÕES SOBRE A SUSPENSÃO DO IMPOSTO NA EXPORTAÇÃO

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL PORTARIA CONJUNTA Nº 900, DE 19 DE JULHO DE 2002. Disciplina o pagamento ou parcelamento de débitos de que trata o art. 11 da Medida Provisória nº 38, de 14 de maio de 2002.

Leia mais

PLANO DE AULAS CURSO ONLINE PRINCIPAIS TEMAS PFN (GRUPO 1 + PROCESSO CIVIL)

PLANO DE AULAS CURSO ONLINE PRINCIPAIS TEMAS PFN (GRUPO 1 + PROCESSO CIVIL) PLANO DE AULAS CURSO ONLINE PRINCIPAIS TEMAS PFN (GRUPO 1 + PROCESSO CIVIL) Disciplina: Direito Constitucional Ravi Peixoto, Procurador Municipal. 10 (Dez) horas/aulas. 1 2 3 4 5 6 7 57:00m 54:00m 50:00m

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 6.469, DE 16/12/2003 - Pub. BM nº 1.591, de 19/12/2003

LEI MUNICIPAL Nº 6.469, DE 16/12/2003 - Pub. BM nº 1.591, de 19/12/2003 Art. 1º LEI MUNICIPAL Nº 6.469, DE 16/12/2003 - Pub. BM nº 1.591, de 19/12/2003 O Prefeito Municipal de São José dos Campos faz saber que a Câmara Municipal aprova e ele sanciona e promulga a seguinte

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ LEI Nº 5456, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2012. Estima a receita e fixa a despesa do Município de Sumaré para o exercício financeiro de 2013, e dá outras providências.- O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ seguinte

Leia mais

Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação?

Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação? 1 Sumário I. Introdução... 3 II. Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação?... 3 III. As Imunidades Tributárias das Empresas Juniores... 4 IV. Incidência de Tributos sobre Empresas Juniores:...

Leia mais

Antes de saber o que é Administração Pública e de falar sobre a estrutura da Administração Pública brasileira, é importante que sejam dados conceitos

Antes de saber o que é Administração Pública e de falar sobre a estrutura da Administração Pública brasileira, é importante que sejam dados conceitos DIREITO FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO Prof.ª Kênia Rodrigues de Oliveira Prof. Genival Santos Oliveira GESTÃO PÚBLICA Necessidades Captação COLETIVAS de Recursos: e do ESTADO Próprios Transferências GESTÃO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VIANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VIANA INSTRUÇÃO NORMATIVA SFI: 01/2014 Versão nº: 01 Data da Aprovação: 31/03/2014 Ato de Aprovação: Decreto Municipal nº 074/2014. Unidade Responsável: Departamento Financeiro da Secretaria Municipal de Finanças

Leia mais

PARECER/PGFN/CAT Nº 1851 /2013

PARECER/PGFN/CAT Nº 1851 /2013 PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL Registro nº. 6803/2013 PARECER/PGFN/CAT Nº 1851 /2013 Parecer público. Retenção de tributos federais sobre o montante a ser pago pelo fornecimento de energia elétrica.

Leia mais

Governo do Estado do Piauí Secretaria da Fazenda Unidade de Gestão Financeira e Contábil do Estado Gerência de Controle Contábil

Governo do Estado do Piauí Secretaria da Fazenda Unidade de Gestão Financeira e Contábil do Estado Gerência de Controle Contábil R I S C O S F I S C A I S (Artigo 4º, 3º da Lei Complementar nº 101/2000) A Lei Complementar n.º 101 de 2002 Lei de Responsabilidade Fiscal, estabelece que a Lei de Diretrizes Orçamentárias conterá o Anexo

Leia mais

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1 Para mais informações, acesse o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, Parte I Procedimentos Contábeis Orçamentários, 5ª edição. https://www.tesouro.fazenda.gov.br/images/arquivos/artigos/parte_i_-_pco.pdf

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DA RECEITA PÚBLICA RECEITA PÚBLICA. Classificação, segundo a Lei 4.320/64: Orçamentária. Extra-orçamentária

CLASSIFICAÇÃO DA RECEITA PÚBLICA RECEITA PÚBLICA. Classificação, segundo a Lei 4.320/64: Orçamentária. Extra-orçamentária Receita Pública Receitas públicas são os recursos previstos em legislação e arrecadados pelo poder público com a finalidade de realizar gastos que atenda as necessidades ou demandas da sociedade. RECEITA

Leia mais

PARECER ANISTIA FISCAL MULTA E JUROS RENÚNCIA DE RECEITA

PARECER ANISTIA FISCAL MULTA E JUROS RENÚNCIA DE RECEITA Salvador, 17 de Março de 2014. Da: CAMP - Consultoria em Administração Pública Ltda. Para: Prefeito Municipal de Barrocas Senhor Prefeito, Vimos por meio deste, em atenção a consulta feita por V.Exª.,

Leia mais

REPARTIÇÃO DE RECEITA TRIBUTÁRIA

REPARTIÇÃO DE RECEITA TRIBUTÁRIA A forma de Estado adotada pela Constituição Federal é a Federação, e esta só estará legitimada se cada ente da Federação gozar de autonomia administrativa e fiscal. A CF estabelece percentuais a serem

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA 2014 CONTADOR PROVA OBJETIVA

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACEMA 2014 CONTADOR PROVA OBJETIVA 1 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1) Os poderes legislativo, executivo e judiciário manterão, de forma integrada, sistema de controle interno. A finalidade que NÃO integra atribuição constitucional do controle

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO LIBERDADE PARA TODOS PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARAMIRANGA - CEARÁ

ADMINISTRAÇÃO LIBERDADE PARA TODOS PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARAMIRANGA - CEARÁ Lei nº. 210/2010 Dispões sobre as Diretrizes para elaboração da Lei Orçamentária para o exercício financeiro de 2011 e dá outras providências. Luís Eduardo Viana Vieira, Prefeito Municipal de Guaramiranga,

Leia mais

Gestão dos Recursos da Saúde: Fundo de Saúde

Gestão dos Recursos da Saúde: Fundo de Saúde Gestão dos Recursos da Saúde: Fundo de Saúde Antonio Carlos Rosa de Oliveira Junior 1 Arionaldo Bomfim Rosendo 2 Erasmo Ferreira da Silva 3 José Carlos da Silva 4 Sandra Yoko Sato 5 Este texto tem o propósito

Leia mais

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral 1 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO FRENTE À LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL NO EXERCÍCIO DE 2012 Este relatório tem por objetivo abordar, de forma resumida, alguns aspectos

Leia mais

MONITORIA - DEPARTAMENTO DE DIREITO DO ESTADO Vagas para Direito Constitucional I e II e Direito Constitucional III e IV (vide edital)

MONITORIA - DEPARTAMENTO DE DIREITO DO ESTADO Vagas para Direito Constitucional I e II e Direito Constitucional III e IV (vide edital) MONITORIA - DEPARTAMENTO DE DIREITO DO ESTADO Vagas para Direito Constitucional I e II e Direito Constitucional III e IV (vide edital) Banca de seleção: Professores Luis Roberto Barroso, Jane Reis e Ana

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE UNAÍ

CÂMARA MUNICIPAL DE UNAÍ CÂMARA MUNICIPAL DE UNAÍ RELATÓRIO DO SISTEMA CONTROLE INTERNO Mês:: Janeiro/2014 Janeiro/2014 SUMÁRIO I APRESENTAÇÃO... II - AVALIAÇÃO DOS RESULTADOS QUANTO À EFICIÊNCIA E À EFICÁCIA DA GESTÃO ORÇAMENTÁRIA,

Leia mais

INFORMATIVO JURÍDICO

INFORMATIVO JURÍDICO 1 ROSENTHAL E SARFATIS METTA ADVOGADOS INFORMATIVO JURÍDICO NÚMERO 5, ANO III MAIO DE 2011 1 ESTADO NÃO PODE RECUSAR CRÉDITOS DE ICMS DECORRENTES DE INCENTIVOS FISCAIS Fiscos Estaduais não podem autuar

Leia mais

RECURSOS DIREITO TRIBUTÁRIO- ALEXANDRE LUGON PROVA 2 ATRFB (ÁREA GERAL) -DIREITO TRIBUTÁRIO

RECURSOS DIREITO TRIBUTÁRIO- ALEXANDRE LUGON PROVA 2 ATRFB (ÁREA GERAL) -DIREITO TRIBUTÁRIO RECURSOS DIREITO TRIBUTÁRIO- ALEXANDRE LUGON QUESTÃO 1 1 - Responda às perguntas abaixo e em seguida assinale a opção correta. I. É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios cobrar

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TEIXEIRÓPOLIS ESTADO DE RONDÔNIA. Lei nº 690/2012 De 22 de Outubro de 2012

PREFEITURA MUNICIPAL DE TEIXEIRÓPOLIS ESTADO DE RONDÔNIA. Lei nº 690/2012 De 22 de Outubro de 2012 PREFEITURA MUNICIPAL DE TEIXEIRÓPOLIS ESTADO DE RONDÔNIA Lei nº 690/2012 De 22 de Outubro de 2012 Dispõe sobre a Lei de diretrizes orçamentárias, para elaboração e execução da lei orçamentária para o exercício

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 18/2014

NOTA TÉCNICA Nº 18/2014 NOTA TÉCNICA Nº 18/2014 Brasília, 04 de Agosto de 2014. ÁREA: Finanças TÍTULO: Taxas, Preços Públicos e Tarifas REFERÊNCIA(S): Constituição Federal de 03 de outubro de 1988; Lei nº 4.320, de 17 de março

Leia mais

DIREITO FINANCEIRO JULIANA BRAGA

DIREITO FINANCEIRO JULIANA BRAGA DIREITO FINANCEIRO JULIANA BRAGA CONCEITO DE DIREITO FINANCEIRO CONCEITO DE DIREITO FINANCEIRO Ciência das Finanças: estuda o fenômeno financeiro em geral, seus aspectos econômico,social; trata-se de uma

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze)

PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze) *C0051416A* C0051416A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze) Institui isenção da contribuição para o PIS/PASEP, COFINS e CIDE- Combustíveis incidente sobre o óleo

Leia mais

NOTA TÉCNICA 48 2013. Lei nº 12.873 de 24/10/2013: PROSUS Registros de preços

NOTA TÉCNICA 48 2013. Lei nº 12.873 de 24/10/2013: PROSUS Registros de preços NOTA TÉCNICA 48 2013 Lei nº 12.873 de 24/10/2013: PROSUS Registros de preços Brasília, 29 de outubro de 2013 INTRODUÇÃO A Lei 12.873 de 24/10/13 trata de vários assuntos, altera algumas leis e entre os

Leia mais

SEMINÁRIO PREPARATÓRIO À NOVA GESTÃO MUNICIPAL

SEMINÁRIO PREPARATÓRIO À NOVA GESTÃO MUNICIPAL SEMINÁRIO PREPARATÓRIO À NOVA GESTÃO MUNICIPAL A prestação de contas no exercício de 2012 Paulo Sérgio Castelo Branco Carvalho Neves Ednize Oliveira Auditores Fiscais de Controle Externo Teresina, 04 de

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 63, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 63, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 63, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010 Estabelece normas de organização e de apresentação dos relatórios de gestão e das peças complementares que constituirão os processos de contas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA LEI Nº 875/2009 DISPÕE SOBRE AS DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA ELABORAÇÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA PARA O EXERCÍCIO DE 2010, E DÁ OUTRAS PROVIDENCIAS. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE JURANDA,, faz saber a todos os

Leia mais

Professor Alex Sandro.

Professor Alex Sandro. 1 (OAB 2009-3 CESPE Q. 58) Considere que João e Marcos tenham deliberado pela constituição de sociedade limitada, com atuação no segmento de transporte de cargas e passageiros na América do Sul. Nessa

Leia mais

Dispositivos da Constituição

Dispositivos da Constituição Dispositivos da Constituição DISPOSITIVOS DA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL PERTINENTES AO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO Art. 19... 1º o controle externo da Câmara Municipal será exercido com o auxílio do Tribunal

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Estudo Técnico n.º 17/2013 CÂMARA DOS DEPUTADOS OBRIGATORIEDADE DE APLICAÇÃO DO EXCESSO DE ARRECADAÇÃO DOS RECURSOS QUE COMPÕEM O FUNDEB E DAQUELES DESTINADOS À MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO.

Leia mais

Maratona Fiscal ISS Direito tributário

Maratona Fiscal ISS Direito tributário Maratona Fiscal ISS Direito tributário 1. São tributos de competência municipal: (A) imposto sobre a transmissão causa mortis de bens imóveis, imposto sobre a prestação de serviço de comunicação e imposto

Leia mais

Tributos www.planetacontabil.com.br

Tributos www.planetacontabil.com.br Tributos www.planetacontabil.com.br 1 Conceitos 1.1 Art. 3º do CTN (Disposições Gerais) Tributo é toda prestação pecuniária compulsória, em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir, que não constitua

Leia mais

MARCELO OLÍMPIO CARNEIRO TAVARES

MARCELO OLÍMPIO CARNEIRO TAVARES D E C L A R A Ç Ã O O Secretário da Fazenda, no uso das suas atribuições e consoante o disposto no artigo 42, 1º, incisos I e IV, da Constituição do Estado do Tocantins, DECLARA para fins de cumprimento

Leia mais

Área Técnica: Equipe responsável pelo SIOPS Área de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva Ministério da Saúde.

Área Técnica: Equipe responsável pelo SIOPS Área de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva Ministério da Saúde. Assunto: Composição dos indicadores estaduais calculados automaticamente pelo SIOPS, após a declaração de dados contábeis, pelos Estados e pelo DF, a partir do SIOPS 2007 semestral. Área Técnica: Equipe

Leia mais

Ilegalidade e inconstitucionalidade da cobrança da Contribuição Sindical Rural. Proposta de sua extinção

Ilegalidade e inconstitucionalidade da cobrança da Contribuição Sindical Rural. Proposta de sua extinção Ilegalidade e inconstitucionalidade da cobrança da Contribuição Sindical Rural. Proposta de sua extinção Kiyoshi Harada* É pacífico na doutrina e na jurisprudência que o crédito tributário resulta do ato

Leia mais

Cenário financeiro dos Municípios brasileiros em final de mandato

Cenário financeiro dos Municípios brasileiros em final de mandato 1 Cenário financeiro dos Municípios brasileiros em final de mandato Estudos Técnicos CNM Introdução Em decorrência da surpresa dos dirigentes municipais com a atual dificuldade financeira vivida pelos

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA CAPITULO III CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO DIRETA 31 3 CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 3.1 DOS BALANÇOS 3.1.1 - Resultado Financeiro do Exercício Considerando que a receita arrecadada

Leia mais

OS DADOS SE REFEREM A UMA REPUBLICAÇÃO? (1 = SIM 2 = NÃO)

OS DADOS SE REFEREM A UMA REPUBLICAÇÃO? (1 = SIM 2 = NÃO) OS DADOS SE REFEREM A UMA REPUBLICAÇÃO? (1 = SIM = NÃO) UNIÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO/006

Leia mais

NOTA TÉCNICA N o 025/2013

NOTA TÉCNICA N o 025/2013 NOTA TÉCNICA N o 025/2013 Brasília, 04 de junho de 2013. ÁREA: TÍTULO: REFERÊNCIA: Jurídico Parcelamento de débitos dos Municípios com a Fazenda Nacional relativos ao Programa de Formação do Patrimônio

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE IGREJINHA

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE IGREJINHA DECRETO N.º 3.543, DE 28 DE MARÇO DE 2012. Institui o Execução das Atividades a serem implementadas para o atendimento integral dos dispositivos constantes no Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor

Leia mais

CONTROLE EXTERNO DO SISTEMA SEBRAE

CONTROLE EXTERNO DO SISTEMA SEBRAE CONTROLE EXTERNO DO SISTEMA SEBRAE Palestrante: Ricardo de Mello Araújo APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO Objetivos Oferecer visão geral do sistema de controle brasileiro e da atuação do TCU A p r e s e n t a

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Informativo CÂMARA DOS DEPUTADOS PEC 565/2006 INTERPRETAÇÕES DO SUBSTITUTIVO APROVADO DO ORÇAMENTO IMPOSITIVO Ricardo Alberto Volpe Hélio Martins Tollini AGOSTO/2013 Endereço na Internet: http://www2.camara.gov.br/atividadelegislativa/orcamentobrasil/

Leia mais

VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64

VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64 VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64 Apresentação Este volume compõe o Balanço Geral do Estado do exercício financeiro 2010. Nele são apresentados os anexos exigidos na LEI 4.320/64. LUIZ MARCOS DE LIMA SUPERINTENDENTE

Leia mais

TRIBUTAÇÃO DE RECEITAS FINANCEIRAS PELO PIS/COFINS DECRETO 8.426/20015

TRIBUTAÇÃO DE RECEITAS FINANCEIRAS PELO PIS/COFINS DECRETO 8.426/20015 TRIBUTAÇÃO DE RECEITAS FINANCEIRAS PELO PIS/COFINS DECRETO 8.426/20015 Pela importância da matéria, tomamos a liberdade de lhe enviar o presente boletim extraordinário (maio de 2015). 1. INTRODUÇÃO O STJ

Leia mais

ENCERRAMENTO DE MANDATO. Heraldo da Costa Reis Professor da ENSUR/IBAM e do Departamento de Contabilidade da UFRJ.

ENCERRAMENTO DE MANDATO. Heraldo da Costa Reis Professor da ENSUR/IBAM e do Departamento de Contabilidade da UFRJ. ENCERRAMENTO DE MANDATO Professor da ENSUR/IBAM e do Departamento de Contabilidade da UFRJ. No ano em curso de 2008, dois fatos ocuparão as nossas atenções: O encerramento dos mandatos dos atuais prefeitos,

Leia mais

ANEXO DE RISCOS FISCAIS TABELA 1 - DEMONSTRATIVO DE RISCOS FISCAIS E PROVIDÊNCIAS 2013 ARF (LRF, art. 4º, 3º) PASSIVOS CONTINGENTES PROVIDÊNCIAS Descrição Valor Descrição Valor Abertura de créditos adicionais

Leia mais

TERCEIRO SETOR, CULTURA E RESPONSABILIDADE SOCIAL

TERCEIRO SETOR, CULTURA E RESPONSABILIDADE SOCIAL TERCEIRO SETOR, CULTURA E RESPONSABILIDADE SOCIAL 22/12/2015 ATENÇÃO 1 Declaração de Imunidade Tributária Municipal deve ser enviada até 31.12.2015 Nos termos da Instrução Normativa nº 07/2015 da Secretaria

Leia mais

Unidade I DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES. Prof. Luís Fernando Xavier Soares de Mello

Unidade I DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES. Prof. Luís Fernando Xavier Soares de Mello Unidade I DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES Prof. Luís Fernando Xavier Soares de Mello Direito nas organizações Promover uma visão jurídica global do Sistema Tributário Nacional, contribuindo para a formação do

Leia mais

Transferências voluntárias: um meio para a viabilização das políticas públicas do GDF

Transferências voluntárias: um meio para a viabilização das políticas públicas do GDF Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Departamento de Economia Governo do Distrito Federal - GDF Subsecretaria de Captação de Recursos SUCAP Transferências voluntárias:

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Determinada pessoa jurídica declarou, em formulário próprio estadual, débito de ICMS. Apesar de ter apresentado a declaração, não efetuou o recolhimento do crédito

Leia mais

Controle da Gestão Orçamentária e Financeira na Educação

Controle da Gestão Orçamentária e Financeira na Educação Controle da Gestão Orçamentária e Financeira na Educação PROFESSORA: Iza Angélica Carvalho da Silva CONTROLE DO GASTO PÚBLICO Controle é a fiscalização e o acompanhamento de todos os atos e fatos da execução

Leia mais

CURSO SOBRE TRIBUTAÇÃO MUNICIPAL PANORAMA DO SISTEMA TRIBUTÁRIO MUNICIPAL

CURSO SOBRE TRIBUTAÇÃO MUNICIPAL PANORAMA DO SISTEMA TRIBUTÁRIO MUNICIPAL CURSO SOBRE TRIBUTAÇÃO MUNICIPAL PANORAMA DO SISTEMA TRIBUTÁRIO MUNICIPAL FUNÇÃO DOS TRIBUTOS FUNÇÃO FISCAL OU ARRECADATÓRIA; FUNÇÃO EXTRAFISCAL OU REGULATÓRIA NECESSIDADE ARRECADATÓRIA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS

Leia mais

TRIBUTÁRIO EM FOCO # Edição 12

TRIBUTÁRIO EM FOCO # Edição 12 TRIBUTÁRIO EM FOCO # Edição 12 Dezembro de 2012 / Janeiro 2013 NOVIDADES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA IOF - OPERAÇÕES DE CÂMBIO - EMPRÉSTIMO EXTERNO - ALÍQUOTA - ALTERAÇÃO DO PRAZO MÉDIO MÍNIMO - DECRETO Nº

Leia mais

Prestação e Tomada de Contas Responsabilização. Auditora Milene Dias da Cunha

Prestação e Tomada de Contas Responsabilização. Auditora Milene Dias da Cunha Prestação e Tomada de Contas Responsabilização. Auditora Milene Dias da Cunha Quando entregamos nosso dinheiro nas mãos de alguém para que cuide do nosso futuro, o que esperamos? O que acontece quando

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2015. (Diário Oficial de Contas de 01.12.2015)

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2015. (Diário Oficial de Contas de 01.12.2015) INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2015 (Diário Oficial de Contas de 01.12.2015) Estabelece diretrizes para a prestação das contas anuais do Chefe do Poder Executivo Municipal referente ao exercício de 2015 e dá

Leia mais

MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL Conheça as condições para recolhimento do Simples Nacional em valores fixos mensais Visando retirar da informalidade os trabalhadores autônomos caracterizados como pequenos

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU Alterações em relação ao arquivos publicados em 03/06/2014: Item alterado/incluído Motivo Regras de consolidação. b.8 Numeração errada. Regras de consistência, b Exclui-se as consignações do passivo financeiro

Leia mais

Execução e controle das despesas com pessoal conforme as regras da Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF

Execução e controle das despesas com pessoal conforme as regras da Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF Execução e controle das despesas com pessoal conforme as regras da Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF Amigos concursandos! Desejo a todos muita paz, tranqüilidade e que seus objetivos estejam caminhando

Leia mais

Cadernos ASLEGIS. ISSN 1677-9010 / www.aslegis.org.br. http://bd.camara.leg.br

Cadernos ASLEGIS. ISSN 1677-9010 / www.aslegis.org.br. http://bd.camara.leg.br ASSOCIAÇÃO DOS CONSULTORES LEGISLATIVOS E DE ORÇAMENTO E FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Cadernos ASLEGIS ISSN 1677-9010 / www.aslegis.org.br http://bd.camara.leg.br o palrimôniode afetação

Leia mais

Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4

Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4 Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4 Banca: SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO/RJ Edital SMA Nº 84/2010 (data da publicação: 27/09/2010) Carga horária (aulas presenciais): 126 horas

Leia mais

Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (CIDEs)

Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (CIDEs) Curso de Atualização de Direito Tributário 2010 Módulo II 21 de agosto de 2010 Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (CIDEs) Ricardo Maitto ricardomaitto@gmail.com Visão geral Base Constitucional

Leia mais

A indevida contribuição de 10% sobre o FGTS

A indevida contribuição de 10% sobre o FGTS Informe Jurídico - nº I - 2014 A indevida contribuição de 10% sobre o FGTS De acordo com o artigo 1º da Lei Complementar nº 110, de 29 de junho de 2001, em caso de demissão de empregado sem justa causa,

Leia mais

10.4 SALDO FINANCEIRO DE CAIXA

10.4 SALDO FINANCEIRO DE CAIXA renda e proventos de qualquer natureza, incidente na fonte, sobre rendimentos pagos, a qualquer título, por eles, suas autarquias e pelas fundações que instituírem e mantiverem, bem como de parcelas dos

Leia mais

ABERTURA DE CAPITAL COMO FORMA DE ALAVANCAGEM NO BRASIL. AUTOR: EVANGELISTA, Aparecida Conceição de Oliveira. ORIENTADOR: LIMA, Hyder Marcelo de.

ABERTURA DE CAPITAL COMO FORMA DE ALAVANCAGEM NO BRASIL. AUTOR: EVANGELISTA, Aparecida Conceição de Oliveira. ORIENTADOR: LIMA, Hyder Marcelo de. ABERTURA DE CAPITAL COMO FORMA DE ALAVANCAGEM NO BRASIL AUTOR: EVANGELISTA, Aparecida Conceição de Oliveira. ORIENTADOR: LIMA, Hyder Marcelo de. O presente artigo visa apresentar a abertura de capital

Leia mais

LEI Nº 358/2011. Súmula: Institui o Fundo Municipal de Saúde e dá outras providências. Capitulo I. Objetivos

LEI Nº 358/2011. Súmula: Institui o Fundo Municipal de Saúde e dá outras providências. Capitulo I. Objetivos LEI Nº 358/2011 Faço saber a todos os habitantes que a Câmara Municipal de Cafeara, Estado do Paraná aprovou e eu sanciono a presente Lei, que revoga a Lei nº. 084/92 de 17/09/1992. Súmula: Institui o

Leia mais