Valor de pixel e interação entre vetor e imagens de satélite através da internet.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Valor de pixel e interação entre vetor e imagens de satélite através da internet."

Transcrição

1 Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p.4368 Valor de pixel e interação entre vetor e imagens de satélite através da internet. Kleber Renato da Paixão Ataíde 1,2 Gustavo Macedo de Mello Baptista 1 1 Universidade de Brasília UnB 2 Instituto Nacional de Meteorologia - INMET Eixo Monumental, Via S1, Sudoeste Brasília DF, Brasil Abstract. This work present some features of the database open source to assist the meteorology and environmental analyses service using resources existing in the DBMS PostgreSQL and yours spatial extensions PostGIS and WKT Raster to storage and query of meteorological and environmental data, resulting in applications that interact raster data (satellite images) and vector data (thematic maps) by structured query language SQL, where one of the main functionality of the final product is to can make query, trough web interface, of the real data contents in each pixel from satellite image into database and relations of intersects, over layer, contains, proximity. Palavras-chave: Valor de pixel, Geoprocessamento, Imagens de Satélite, PostGIS, WKT Raster. 1. Introdução Os dados ambientais e meteorológicos são aplicados em diversas áreas de interesse da sociedade. Estes dados apresentam tipos, freqüência, origens diferentes e geralmente não se encontram centralizados em uma única fonte. (KOZIEVITCH, 2005). Existem diversos algoritmos que relacionam dados vetoriais e dados em formato matricial que geram como produto final informações sobre temperatura de superfície, índice de vegetação, uso de cobertura do solo, evapotranspiração de cultura, saldo de radiação, até produção agrícola e trajetória de tempestades. Porém sempre há a necessidade de se ter todos os dados na máquina do usuário para que seja feita a modelagem e a obtenção do resultado. Logo, torna-se interessante que se possa obter essas informações para um local específico e de interesse do usuário final através de um ambiente de internet, onde o usuário apenas marque seu local de interesse e obtenha a informação desejada. Diante desse contexto, existe a necessidade de armazenar o conjunto dos diferentes tipos de dados geoespaciais tais como dados pontuais das estações meteorológicas, dados poligonais como mapas de regiões, estados, municípios, bacias hidrográficas, áreas de plantio e dados em formato matricial como as imagens de satélite em um banco de dados que possibilite a interação entre esses diversos tipos de dados com auxilio das extensões espaciais. O presente trabalho tem por objetivo apresentar algumas aplicações em desenvolvimento usando algumas funções e características da extensão espacial PostGIS/WKT Raster do SGBD objeto-relacional PostgreSQL, como alternativa open source para armazenamento e consulta de dados espaciais que são utilizados na meteorologia e estudos ambientais. 2. Metodologia de Trabalho O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados objeto-relacional código aberto e de grande porte que oferece suporte a dados espaciais por meio de sua extensão PostGIS para vetores e WKT Raster para dados matriciais, como as imagens de satélite, segundo as especificações do OpenGis (Simple Features Specification for SQL)(PostGIS, 2009). Permitindo uso de linguagem SQL, procedures, funções e consultas complexas entre tabelas e outras características, tornando possível o relacionamento entre tabelas com dados espaciais como vetores e matrizes. 4368

2 Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p.4369 Para instalação do WKT Raster é necessário anteriormente ter instalado o PostgreSQL e a estensão espacial PostGIS. 2.1 Instalação do PostgreSQL O pacote de instalação do PostgreSQL está disponível em várias fontes de formatos binários. O pacote completo inclui: Servidor central com documentação completa (HTML, man) Várias ferramentas para linha de comando (por exemplo, o psql, pg_ctl, pg_dump, pg_restore) Biblioteca C (libpq) e o processador incorporado C (ecpg) Várias linguagens procedurais server-side (por exemplo, plpgsql, pltcl, plperl) Vários pacotes add-on populares (por exemplo, metaphone, pgcrypto e outros acessórios úteis) Além disso, alguns instaladores que incluem pacotes adicionais, como pgadmin e PostGIS. Os pacotes binários estão disponíveis para um número de diferentes sistemas operacionais, como FreeBSD, Linux, Mac OS X, Solaris e Windows encontrados no site Instalação do PostGIS A instalação do PostGIS pode ser efetuada logo após a instalação do PostgreSQL através do seu programa instalador automático, ou pode também ser carregado do site no qual existem diversas versões para download inclusive o pacote binário do WKTRaster. 2.3 Instalação do WKT Raster O WKT Raster pode ser carregado do site citado anteriormente ou se for para Windows pode ser conseguido no seguinte endereço: Os requerimentos para sua instalação são: PostgreSQL versão 8.4 ou superior PostGIS versão 1.5 ou superior Biblioteca Proj4 versão 4.4 ou superior Biblioteca GEOS versão ou superior Onde o GEOS e o PROJ4.6.1 são instalados juntamente com o PostGIS faltando apenas o Python e o GDAL para o Python. Extensão WKTRaster PostGIS versão 0.1.6SVN ou superior Python ( 2.5 ou superior e GDAL para Python( versão ( ou superior para o carregador (gdal2wktraster.py); Instalar o NumPy baixado de Para usar o gdal2wktraster.py, é necessário o Python 2.5 e vínculos com GDAL que pode ser baixado em e executar o programa GDAL win32-py2.5.exe. O PostGIS foi desenvolvido pela Refractions Research, como um projeto em tecnologia de banco de dados espaciais de código aberto e liberado sob a licença GNU General Public 4369

3 Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p.4370 License e continua em desenvolvimento onde tem sido acrescentado de ferramentas de interface para usuário, suporte a topologia básica, validação de dados, transformação de coordenadas, APIs de programação entre outros, onde também há suporte à topologia completa, suporte de varredura, redes e roteamento, superfície tridimensional, curvas, splines e outras características, (PostGIS Manual, 2009). O WKTRaster implementa um tipo RASTER como o tipo GEOMETRY implementado no PostGIS e oferece um conjunto de funções SQL (como intersects) que operam de forma integrada em vetores e raster, pois é uma extensão do PostGIS instalada separadamente em versões superiores a e tão simples quanto, onde RASTER é um novo tipo de coluna, assim como o tipo geometria do PostGIS, para uma camada de raster, do mesmo modo como uma camada de vetor no PostGIS, uma linha da tabela com uma coluna do tipo raster contendo um tile assim como uma linha de características do vetor no PostGIS, (OBE et al, 2009). Os vetores de municípios, regiões, bacias hidrográficas, etc. e as imagens são inseridas nesse banco de dados com suas características originais para consulta, mantendo a resolução espacial, valores dos pixels de cada banda, quantidade de bandas múltiplas, resolução de até 16 bits, informações geográficas, atribuição de valores nulos para pixels indesejados entre outras permitindo interagir valores de pixel da imagem com determinada área de interesse do usuário inserida em formato de vetor nesse banco de dados, além de suas operações matemáticas. Cada tile raster tem especificações de tamanho do pixel, largura e altura, georreferenciamento, número de bandas, tipo de pixel por banda e valor de pixeis nodata por banda, quais são essenciais para realizar operações básicas de GIS raster. Para inserir uma imagem nesse banco de dados é utilizado um programa em python, que é semelhante ao shp2pgsql.exe chamado gdal2wktraster.py. Possibilitando a conversão de raster para geometria, introduz raster como construtor de geometria, onde não há necessidade de se preocupar se está trabalhando com raster ou vetor em funções de análise, operações geométricas, armazenamento de raster dentro do banco de dados como WKB, para operações de análise eficiente entre camadas vetor e raster, ou fora do banco de dados, para desktop e aplicações web que podem ser acessados rapidamente e carregar tiles, beneficiando os índices espaciais GIST do PostGIS. Cada função SQL WKT Raster permite que um raster dentro do banco de dados trabalhe perfeitamente com raster armazenado fora do banco de dados. Introduz o conceito de objetos raster com características geográficas armazenadas com tiles de tamanhos variados ao invés de polígonos e conversão de vetor para raster sem perda de informação. O WKT Raster é muito mais simples que PGRaster e Oracle GeoRaster, pois suporta apenas um tipo, onde não existe diferença entre raster e tiles, um tile é um raster e vice-versa, por exemplo, uma linha é um tile que por sua vez é um raster; uma tabela é uma camada raster; sem metadados; sem máscara, sem múltiplas dimensões, apenas x e y, mas sem confundir com bandas, pois o WKT Raster suporta multibandas raster sem pirâmide (OBE et al, 2009).. Conforme Casanova et al.(2005), os tipos de dados geográficos do PostGIS são textuais no formato WKT (Well-Know Text): Point: (0 0 0), LineString: (0 0, 1 1, 2 2); Polygon: ((0 0 0, 4 0 0, 4 4 0, 0 4 0, 0 0 0), (1 0 0,...),...) MultPoint: (0 0 0, 4 4 0) MultLineString: ((0 0 0, 1 1 0, 2 2 0), (4 4 0, 5 5 0, 6 6 0)) MultiPolygon: (((0 0 0, 4 0 0, 4 4 0, 0 4 0, 0 0 0), (...),...),...) GeometryCollection: (POINT(2 2 0), LINESTRING((4 4 0, 9 9 0)) 4370

4 Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p Resultados e Discussão A seguir são apresentados alguns exemplos que simulam os resultados apresentados a partir de consultas que interagem informações em formato raster, como imagens de satélite ou dados interpolados e vetores, como municípios, áreas de interesse mapeadas, bacias hidrográficas entre outros. A Figura 1 apresenta operação Vetor / Vetor com resultado como uma camada vetor; Figura 1 Um buffer circular(a)vetorial que intersecta com dois tipos de vegetação vetoriais (tipo 1 e tipo 2) com resultado em vetor. raster; A Figura 2 apresenta operação Vetor / Raster com resultado como uma camada Figura 2 Um buffer circular(a) vetorial que intersecta com dois tipos de vegetação raster (tipo 1 e tipo 2) com resultado em raster. 4371

5 Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p.4372 A Figura 3 apresenta operação Vetor / Raster com resultado como uma camada vetor Figura 3 Um buffer circular(a) vetorial que intersecta com dois tipos de vegetação raster (tipo 1 e tipo 2) com resultado em vetor. A Figura 4 apresenta operação Raster/ Raster com resultado como uma camada raster Figura 4 Um buffer circular(a) raster que intersecta com dois tipos de vegetação raster (tipo 1 e tipo 2) com resultado em raster. Diante disso, o objetivo final do trabalho na forma mais completa consiste de um Sistema de Informações Geográficas via WEB que permite ao usuário consultar remotamente os valores dos pixels de uma imagem de satélite inserida no banco de dados para uma determinada área de interesse do usuário final sem a necessidade de fazer download da imagem para sua máquina. Esse sistema possibilitará, por exemplo, escolher o tipo de informação que deseja a partir de determinada área, por exemplo, o índice de vegetação, temperatura da superfície do continente, do oceano ou do topo das nuvens, albedo, tipo de nebulosidade entre outros que sejam inseridos no banco de dados ou que possam ser gerados a partir das imagens brutas consultadas através de cada algoritmo específico. O tipo de consulta pode ser por demanda do usuário ou até mesmo haver campos para inserção de fórmulas matemáticas que o próprio usuário manuseie obedecendo a uma lista de comandos que o sistema entenda e que ficarão disponibilizados na página web. Um exemplo da interface é apresentado na Figura

6 Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p.4373 Figura 5 Exemplo do ambiente de consulta do valor do pixel da imagem apenas com o clique do mouse na coordenada geográfica via interface web. 4. Conclusões Diante desse contexto, observam-se as diversas funcionalidades e aplicações que podem surgir com uso do PostgreSQL e suas extensões espaciais para dados meteorológicos e ambientais principalmente com o surgimento do WKT Raster, o qual apresenta-se como uma ferramenta avançada para consultas e armazenamento de imagens de satélite, possibilitando resolver algumas questões de níveis micrometeorológicos, agrometeorológicos, estudos ambientais entre outros, além de permitir o usuário consultar valores reais de dados contidos na imagem do satélite sem a necessidade de fazer o download da imagem para ter acesso a essa informação, além de permitir fazer consultas que interagem informações em formato vetor e matricial. 5. Referências Bibliográficas Kozievitch, N. P. Dados meteorológicos: um estudo de viabilidade utilizando um SGBD em plataforma de baixo custo, dissertação de mestrado, Curitiba-PR, 2005, p.70. Obe, Regina. O.; Hsu, Leo. S. PostGIS in Action: MEAP Edition Manning Early. Manning Publications Co. Acces Program. p. 425, ISBN: , May Disponível em: < Acessado em: 10/01/2010. Postgis manual. Disponível em < em: 10/10/2009. The Mapserver Team. MapServer: MapServer documentation, Release 5.6.1, 2010, p

SOFTWARES DE GEOPROCESSAMENTO

SOFTWARES DE GEOPROCESSAMENTO SOFTWARES DE GEOPROCESSAMENTO Ferramentas Proprietário para SIG É um conjunto de aplicativos computacionais de Sistemas de Informações Geográficas (SIGs) desenvolvido pela empresa norte americana Esri

Leia mais

Geoprocessamento com Software Livre. Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias

Geoprocessamento com Software Livre. Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias Geoprocessamento com Software Livre Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias SUMÁRIO O que é Software Livre? A GLP GNU Geoprocessamento Algumas Geotecnologias Geotecnologias Livres

Leia mais

MAPAS E BASES DE DADOS EM SIG. QUANTUM GIS E POSTGRE SQL Operar e programar em tecnologia SIG com software open source

MAPAS E BASES DE DADOS EM SIG. QUANTUM GIS E POSTGRE SQL Operar e programar em tecnologia SIG com software open source MAPAS E BASES DE DADOS EM SIG QUANTUM GIS E POSTGRE SQL Operar e programar em tecnologia SIG com software open source 1 02 DESTINATÁRIOS Todos os que trabalhando ou que virão a trabalhar com tecnologia

Leia mais

TUTORIAL DE CRIAÇÃO DE BANCO DE DADOS ESPACIAL

TUTORIAL DE CRIAÇÃO DE BANCO DE DADOS ESPACIAL TUTORIAL DE CRIAÇÃO DE BANCO DE DADOS ESPACIAL Este tutorial tem por objetivo explicar a criação de bancos de dados espaciais usando o Postgis que é a extensão espacial do PostgreSQL. Os passos que serão

Leia mais

Estudo Sobre Armazenamento de Modelagem Digital de Terreno em Banco de Dados Geográficos

Estudo Sobre Armazenamento de Modelagem Digital de Terreno em Banco de Dados Geográficos Estudo Sobre Armazenamento de Modelagem Digital de Terreno em Banco de Dados Geográficos Eduilson L. N. C. Carneiro, Gilberto Câmara, Laércio M. Namikawa Divisão de Processamento de Imagens (DPI) Instituto

Leia mais

Mapserver e Bancos de Dados

Mapserver e Bancos de Dados Mapserver e Bancos de Dados João Araujo O que é um Banco de Dados? É uma ferramenta usada para armazenar e acessar tabelas de informação. O tipo de dados pode variar de acordo com o Banco de Dados, mas

Leia mais

Cenário atual de uso e das ferramentas de software livre em Geoprocessamento

Cenário atual de uso e das ferramentas de software livre em Geoprocessamento Cenário atual de uso e das ferramentas de software livre em Geoprocessamento Tiago Eugenio de Melo tiago@comunidadesol.org 1 Sumário Conceitos GIS e Software Livre Ferramentas: Jump Qgis Thuban MapServer

Leia mais

PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7

PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 Sobre o PostGIS PostGIS é um Add-on (complemento, extensão)

Leia mais

O Termo SIG é aplicado para sistemas que realizam o tratamento computacional de dados geográficos

O Termo SIG é aplicado para sistemas que realizam o tratamento computacional de dados geográficos Prof. Herondino O Termo SIG é aplicado para sistemas que realizam o tratamento computacional de dados geográficos Inserir e integrar, numa única base de dados informações espaciais provenientes de: meio

Leia mais

Explorando a extensão WKT Raster do PostGIS para armazenamento e manipulação de imagens de sensoriamento remoto

Explorando a extensão WKT Raster do PostGIS para armazenamento e manipulação de imagens de sensoriamento remoto Explorando a extensão WKT Raster do PostGIS para armazenamento e manipulação de imagens de sensoriamento remoto Lúbia Vinhas 1, Karine Reis Ferreira 1 1 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE

Leia mais

Banco de Dados Geográficos. Márcio Fernando Machry Rafael Orssatto

Banco de Dados Geográficos. Márcio Fernando Machry Rafael Orssatto Banco de Dados Geográficos Márcio Fernando Machry Rafael Orssatto Sistema de Informação Geográfico (SIG) Um Sistema de Informação Geográfico (SIG ou GIS Geographic Information System) é um sistema de hardware,

Leia mais

Servidor de Mapas Introdução Autores: prof. Dr. Carlos Augusto Mattei Faggin, Eunice Barbosa, Ricardo S. Nader e Edgar Spilla. Data: nov.

Servidor de Mapas Introdução Autores: prof. Dr. Carlos Augusto Mattei Faggin, Eunice Barbosa, Ricardo S. Nader e Edgar Spilla. Data: nov. Servidor de Mapas Introdução Autores: prof. Dr. Carlos Augusto Mattei Faggin, Eunice Barbosa, Ricardo S. Nader e Edgar Spilla. Data: nov. 2015 1- O que é: uma estrutura para a apresentação de dados geoespaciais

Leia mais

Desenvolvimento de um sistema web para a divulgação das empresas da cidade de São Sebastião do Paraíso - MG

Desenvolvimento de um sistema web para a divulgação das empresas da cidade de São Sebastião do Paraíso - MG Desenvolvimento de um sistema web para a divulgação das empresas da cidade de São Sebastião do Paraíso - MG Henrique de Oliveira Graduando em Sistemas de Informação Fernando Roberto Proença Mestre em Ciência

Leia mais

Banco de Dados de Imagens: características e aplicações

Banco de Dados de Imagens: características e aplicações Banco de Dados de Imagens: características e aplicações CAP 378 / 2010 Tópicos em Observação da Terra Carlos Alberto Pires de Castro Filho Leonardo Arthur Esteves Lourenço Introdução: Banco de Dados -

Leia mais

BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS E WEBMAPPING. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS E WEBMAPPING. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza 1 BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS E WEBMAPPING Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza INTRODUÇÃO AO POSTGIS PostGIS é uma extensão do sistema de banco de dados objeto-relacional PostgreSQL,

Leia mais

Prática com Mapserver

Prática com Mapserver Prática com Mapserver Plataformas que aceitam o Mapserver Windows 2000, XP, 95 RedHat/SuSE/Debian/Mandrake Linux Solaris Mac OS X Panther Vmware rodando Windows e Linux FreeBSD SCO Open Server SGI IRIX

Leia mais

Banco de Dados Espaciais. Banco de Dados Espaciais

Banco de Dados Espaciais. Banco de Dados Espaciais Banco de Dados Espaciais Henrique Cota Camêllo Banco de Dados Espaciais Sua estrutura de funcionamento é semelhante a dos bancos relacionais convencionais. Sua principal diferença é suportar feições geométricas

Leia mais

AULA 15 Plugin Preenchimento de Células

AULA 15 Plugin Preenchimento de Células 15.1 AULA 15 Plugin Preenchimento de Células Nessa aula são apresentadas as funcionalidades do plugin de preenchimento de células. O plugin Preenchimento de Células possibilita calcular valores para atributos

Leia mais

OpenJUMP. Pontos fracos do OpenJUMP

OpenJUMP. Pontos fracos do OpenJUMP OpenJUMP No início foi chamado apenas de JUMP (JAVA Unified Mapping Platform), e se tornou popular no mundo livre de SIG(Sistema de informação Geográfica), desenhado por Vivid Solutions. Atualmente é desenvolvido

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA

ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA 1. Introdução Nos últimos anos, a área de geotecnologias ganhou maior visibilidade através da popularização

Leia mais

TerraView. O TerraView está estruturado da seguinte forma: - Modelo de dados

TerraView. O TerraView está estruturado da seguinte forma: - Modelo de dados TerraView O TerraView é um aplicativo desenvolvido pelo DPI/INPE e construído sobre a biblioteca de geoprocessamento TerraLib, tendo como principais objetivos: - Apresentar à comunidade um fácil visualizador

Leia mais

Sistemas de Informação Geográfica Prof. Tiago Eugenio de Melo, MSc.

Sistemas de Informação Geográfica Prof. Tiago Eugenio de Melo, MSc. Sistemas de Informação Geográfica Prof. Tiago Eugenio de Melo, MSc. SUMÁRIO Apresentação da ementa Introdução Conceitos Básicos de Geoinformação Arquitetura de SIGs Referências Bibliográficas APRESENTAÇÃO

Leia mais

Software Livre e GIS: Quais são as alternativas?

Software Livre e GIS: Quais são as alternativas? Software Livre e GIS: Quais são as alternativas? Tiago Eugenio de Melo tiago@comunidadesol.org 1 Sumário Conceitos GIS e Software Livre Ferramentas: Thuban Qgis Jump MapServer O Futuro das Tecnologias

Leia mais

Importação de arquivos Raster e Vetorial no Terraview

Importação de arquivos Raster e Vetorial no Terraview MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior DEPEM MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Executiva Diretoria de Desenvolvimento

Leia mais

QGIS 2.4 Recorte de Raster em Lote (Clip Raster in Batch Mode)

QGIS 2.4 Recorte de Raster em Lote (Clip Raster in Batch Mode) QGIS 2.4 Recorte de Raster em Lote (Clip Raster in Batch Mode) Jorge Santos 2014 Conteúdo Sumário Capítulo 1... 3 Informações Complementares... 3 1.1 Camada Máscara (Vetor)... 3 1.2 Referência Espacial...

Leia mais

I Encontro Brasileiro de usuários QGIS

I Encontro Brasileiro de usuários QGIS I Encontro Brasileiro de usuários QGIS Uso do QGIS no Processamento Digital de Imagens de Sensoriamento Remoto Jorge Santos jorgepsantos@outlook.com www.processamentodigital.com.br Dicas, tutoriais e tudo

Leia mais

GEOTECNOLOGIAS SOLUÇÕES COM SOFTWARE LIVRE. Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias 2012

GEOTECNOLOGIAS SOLUÇÕES COM SOFTWARE LIVRE. Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias 2012 GEOTECNOLOGIAS SOLUÇÕES COM SOFTWARE LIVRE Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias 2012 SOBRE O AUTOR ANDERSON MACIEL LIMA DE MEDEIROS Coordenador dos projetos de Geoinformação da

Leia mais

Onde estão as novidades?

Onde estão as novidades? Novidades gvsig 2.0 Onde estão as novidades? 2.0 1.12 Migrando e construindo... Alguns exemplos... 1.12 2.0 Legenda em formato de gráfico de pizza e barras Tabela no mapa Importar/exportar símbolos Administrador

Leia mais

Funcionalidades da ferramenta zabbix

Funcionalidades da ferramenta zabbix Funcionalidades da ferramenta zabbix Jordan S. Romano¹, Eduardo M. Monks¹ ¹Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS (FATEC PELOTAS) Rua Gonçalves Chaves,

Leia mais

Apostila do curso: Quantum GIS Básico Módulo I

Apostila do curso: Quantum GIS Básico Módulo I Apostila do curso: Quantum GIS Básico Módulo I Helio Larri Vist Geógrafo Mestre em Sensoriamento Remoto Ayr Müller Gonçalves Educador Físico e Graduando em Segurança da Informação Rai Nunes dos Santos

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 INTRODUÇÃO AO POSTGRES...3 2 INSTALAÇÃO...3 2.1 Download...3 2.2 Instalação...4 3 CONFIGURAÇÃO...7 3.1 CIDR-ADDRESS...8 3.2 Biometria...9 4 LINHA DE COMANDO...10

Leia mais

PGHYDRO OBJETOS HIDROGRÁFICOS EM BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS PGHYDRO HYDROGRAPHIC OBJECTS IN SPATIAL DATABASE MANAGEMENT SYSTEM

PGHYDRO OBJETOS HIDROGRÁFICOS EM BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS PGHYDRO HYDROGRAPHIC OBJECTS IN SPATIAL DATABASE MANAGEMENT SYSTEM PGHYDRO OBJETOS HIDROGRÁFICOS EM BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS Alexandre de Amorim Teixeira 1* ; Adalene Moreira Silva 2 ; Gustavo Souto Fontes Molleri 3 ; Fábio Vicente Ferreira 4 ; Aldir José Borelli 5

Leia mais

Ferramentas de Administração. PostgreSQL

Ferramentas de Administração. PostgreSQL Ferramentas de Administração ao SGBD PostgreSQL Diego Rivera Tavares de Araújo diegoriverata@gmail.com Introdução Mas o que é PostgreSQL? Introdução as ferramentas O PostgreSQL pode ser acessado a partir

Leia mais

Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um servidor WMS utilizando tecnologia Open Source: MapServer

Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um servidor WMS utilizando tecnologia Open Source: MapServer Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um servidor WMS utilizando tecnologia Open Source: MapServer Danilo Furtado dfurtado@igeo.pt 2 as Jornadas SASIG Évora 2009 1 Agenda 1. Serviço

Leia mais

GEOCODIFICAÇÃO DE ENDEREÇOS

GEOCODIFICAÇÃO DE ENDEREÇOS GEOCODIFICAÇÃO DE ENDEREÇOS Sergio Vicente Denser Pamboukian 1, Gabriella Teixeira Dias Leite 2, Larissa Porteiro Carminato 3 Resumo Muitas vezes, informações referenciadas apenas pelo endereço do seu

Leia mais

PTR 2355/2389 Princípios de Geoprocessamento. Atividade Prática: Laboratório SIG

PTR 2355/2389 Princípios de Geoprocessamento. Atividade Prática: Laboratório SIG PTR 2355/2389 Princípios de Geoprocessamento Atividade Prática: Laboratório SIG Docentes: Prof. Dr Claudio Luiz Marte Prof. Dr. José Alberto Quintanilha Elaboração Roteiro: Mariana Abrantes Giannotti Colaboração:

Leia mais

Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um serviço de visualização utilizando tecnologia Open Source: MapServer

Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um serviço de visualização utilizando tecnologia Open Source: MapServer Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um serviço de visualização utilizando tecnologia Open Source: MapServer Danilo Furtado dfurtado@igeo.pt myesig2010 Lisboa 2010 1 Agenda 1.

Leia mais

Software Livre na Implantação do CTM Integrado a um Banco de Dados Geográfico

Software Livre na Implantação do CTM Integrado a um Banco de Dados Geográfico Software Livre na Implantação do CTM Integrado a um Banco de Dados Geográfico Helton Nogueira Uchoa (1) Luiz Carlos Teixeira Coelho Filho (1) Paulo Roberto Ferreira (2) (1) Opengeo Consultoria de Informática

Leia mais

Figura 1 Classificação Supervisionada. Fonte: o próprio autor

Figura 1 Classificação Supervisionada. Fonte: o próprio autor ANÁLISE DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO JUQUERY ATRÁVES DE TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO E IMAGENS DE SENSORIAMENTO REMOTO 1. INTRODUÇÃO Ultimamente tem-se visto uma grande

Leia mais

TerraLib: A arquitetura de uma biblioteca de software livre para GIS

TerraLib: A arquitetura de uma biblioteca de software livre para GIS Objetivo : A arquitetura de uma biblioteca de software livre para GIS Lúbia Vinhas Time INPE / Divisão de Processamento de Imagens http://www.dpi.inpe.br Apresentar uma experiência de design, geração e

Leia mais

Mapserver Servidor de Mapas. João Araujo

Mapserver Servidor de Mapas. João Araujo Mapserver Servidor de Mapas João Araujo Por que fazer mapas? Mapas têm tido papel prepoderante nas atividades humanas por milhares de anos. Desde o início, mapas eram usados para mostrar onde as coisas

Leia mais

BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS

BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS E WEBMAPPING - I 3 GEO Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Apresentação Instalação do i 3 Geo Visão geral do i3geo Características e funcionalidades

Leia mais

Produto 1. Mapas e figuras georreferenciadas contendo cicatrizes de queimadas para as regiões de interesse no Cerrado

Produto 1. Mapas e figuras georreferenciadas contendo cicatrizes de queimadas para as regiões de interesse no Cerrado Produto 1. Mapas e figuras georreferenciadas contendo cicatrizes de queimadas para as regiões de interesse no Cerrado Outubro de 2014 0 ARTURO EMILIANO MELCHIORI MAPAS E FIGURAS GEORREFERENCIADOS CONTENDO

Leia mais

Apresentação. Maio de 2014

Apresentação. Maio de 2014 Apresentação Maio de 2014 Desafios para a disponibilização da geoinformação para o Monitoramento Ambiental Moderno Case: Ibama Objeto Auxiliar a promoção de um Monitoramento Ambiental Moderno apoiado por

Leia mais

Introdução ao Mapserver

Introdução ao Mapserver Introdução ao Mapserver SigWeb by João Araujo 2/28 Mapserver Ambiente de desenvolvimento para construção de aplicações espaciais voltadas para WEB; Não é um GIS completo, nem tem este objetivo; Criado

Leia mais

Serviços de rede INSPIRE: visualização e descarregamento

Serviços de rede INSPIRE: visualização e descarregamento Serviços de rede INSPIRE: visualização e descarregamento Implementação utilizando o MapServer Danilo Furtado Laboratório Nacional de Engenharia Civil Agenda 1. Serviço de visualização INSPIRE View Service

Leia mais

Geoprocessamento e Padrões OGC

Geoprocessamento e Padrões OGC Geoprocessamento e Padrões OGC Martin Pereira 36 slides Agenda Geoprocessamento Definição Histórico SIG OGC Definição Importância Histórico Padrões Slide 2 de 36 Geoprocessamento Definição Disciplina do

Leia mais

Banco de Dados. Um momento crucial na organização dos dados é a forma com que cadastramos estes dados, a estrutura de armazenamento que criamos.

Banco de Dados. Um momento crucial na organização dos dados é a forma com que cadastramos estes dados, a estrutura de armazenamento que criamos. Banco de Dados O que é um Banco de Dados? Este assunto é muito vasto, tentaremos resumi-lo para atender as questões encontradas em concursos públicos. Já conhecemos o conceito de dado, ou seja, uma informação

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

Nota 4 Técnica Campinas, SP

Nota 4 Técnica Campinas, SP Nota 4 Técnica Campinas, SP dezembro, 2014 Infraestrutura de Dados Espaciais do MATOPIBA Jaudete Daltio 1 Carlos Alberto de Carvalho 2 1 Mestre em ciência da computação e analista de TI da Embrapa - GITE.

Leia mais

Ajudando as organizações a compreenderem seus negócios

Ajudando as organizações a compreenderem seus negócios Localização Inteligente Sistema de Informação Geográfica MapInfo Professional v12.5 A solução de localização inteligente de última geração - agora muito melhor, mais rápida e mais forte do que nunca! Ajudando

Leia mais

Clientes. Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Ministério das Cidades. Agência Nacional de Águas. Correios IMBEL

Clientes. Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Ministério das Cidades. Agência Nacional de Águas. Correios IMBEL Helton UCHOA OpenGEO A OpenGEO é uma empresa de Engenharia e Tecnologia que atua em 3 grandes segmentos: Sistemas de Gestão Corporativa (ERP & GRP), Geotecnologias e Treinamentos; Em poucos anos, a OpenGEO

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL

ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL 1. INTRODUÇÃO E REFERENCIAL TEÓRICO A área de geoprocessamento

Leia mais

Atualização de um Simulador de Cenários Sísmicos em ambiente WebSIG

Atualização de um Simulador de Cenários Sísmicos em ambiente WebSIG Atualização de um Simulador de Cenários Sísmicos em ambiente WebSIG Nuno AFONSO 1, Alexandra CARVALHO 1 1 Laboratório Nacional de Engenharia Civil (nuno.fnvs.afonso@gmail.com; xana.carvalho@lnec.pt) Palavras-chave:

Leia mais

MANIPULANDO BANCO DE DADOS NO POSTGRESQL SEM FAZER USO DE COMANDOS SQL

MANIPULANDO BANCO DE DADOS NO POSTGRESQL SEM FAZER USO DE COMANDOS SQL MANIPULANDO BANCO DE DADOS NO POSTGRESQL SEM FAZER USO DE COMANDOS SQL INTRODUÇÃO: O PostgreSQL é um dos mais populares e avançados sistemas gerenciadores de banco de dados (SGBD) com código aberto. É

Leia mais

AULA 2 Planos, Vistas e Temas

AULA 2 Planos, Vistas e Temas 2.1 AULA 2 Planos, Vistas e Temas Essa aula apresenta os conceitos de Plano de Informação, Vista e Tema e suas manipulações no TerraView. Para isso será usado o banco de dados criado na AULA 1. Abra o

Leia mais

CONCEITOS E ARQUITETURA DO SISTEMA DE BANCO DE DADOS

CONCEITOS E ARQUITETURA DO SISTEMA DE BANCO DE DADOS riuningá UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ERINALDO SANCHES NASCIMENTO CONCEITOS E ARQUITETURA DO SISTEMA DE BANCO DE DADOS MARINGÁ 2014 SUMÁRIO 3 ARQUITETURA...3

Leia mais

INDICADORES SOCIAIS E ESPACIALIZAÇÃO

INDICADORES SOCIAIS E ESPACIALIZAÇÃO p. 001-008 INDICADORES SOCIAIS E ESPACIALIZAÇÃO NILO CESAR COELHO DA SILVA AILTON JOSÉ LIMA MARTINS FURTADO Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Diretoria de Pesquisas DPE Coordenação

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO: Fundamentos e Prática com o Software QGIS

GEOPROCESSAMENTO: Fundamentos e Prática com o Software QGIS GEOPROCESSAMENTO: Fundamentos e Prática com o Software QGIS Flávia F. Feitosa Disciplina PGT 035 Geoprocessamento Aplicado ao Planejamento e Gestão do Território Programa de Pós-Graduação em Planejamento

Leia mais

OpenGL. Uma Abordagem Prática e Objetiva. Marcelo Cohen Isabel Harb Manssour. Novatec Editora

OpenGL. Uma Abordagem Prática e Objetiva. Marcelo Cohen Isabel Harb Manssour. Novatec Editora OpenGL Uma Abordagem Prática e Objetiva Marcelo Cohen Isabel Harb Manssour Novatec Editora Capítulo 1 Introdução A Computação Gráfica é uma área da Ciência da Computação que se dedica ao estudo e ao desenvolvimento

Leia mais

Conceitos Iniciais MARCEL SANTOS SILVA

Conceitos Iniciais MARCEL SANTOS SILVA Conceitos Iniciais MARCEL SANTOS SILVA DPI - INPE Criada em 1984, a Divisão de Processamento de Imagens (DPI) faz parte da Coordenação Geral de Observação da Terra/OBT do Instituto Nacional de Pesquisas

Leia mais

Desenvolvimento de Mapas Interativos Utilizando Tecnologias Livres 1

Desenvolvimento de Mapas Interativos Utilizando Tecnologias Livres 1 Desenvolvimento de Mapas Interativos Utilizando Tecnologias Livres 1 Fernando Martins Pimenta 2, Elena Charlotte Landau 3, André Hirsch 4 e Daniel Pereira Guimarães 3 1 Projeto financiado pela FAPEMIG

Leia mais

Introdução Padrões OGC Instalação Configuração Formatos de Saída Aplicação AGENDA

Introdução Padrões OGC Instalação Configuração Formatos de Saída Aplicação AGENDA Introdução ao Introdução Padrões OGC Instalação Configuração Formatos de Saída Aplicação AGENDA INTRODUÇÃO GeoServer GeoTools INTRODUÇÃO GeoServer Servidor de informação geoespacial OGC; Utilizado para

Leia mais

Conceito de Rede e seus Elementos. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Conceito de Rede e seus Elementos. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceito de Rede e seus Elementos Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceito de Rede e seus Elementos O conceito de rede segundo Tanenbaum é: um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações

Leia mais

6. BD Geográfico (BDG)

6. BD Geográfico (BDG) Sumário 1. Introdução a plicações Não-Convencionais 2. Revisão de Modelagem Conceitual 3. BD Orientado a Objetos (BDOO) 4. BD Objeto-Relacional (BDOR) 5. BD Temporal (BDT) 6. BD Geográfico (BDG) 7. BD

Leia mais

TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS. Tecnologia. Geoprocessamento. Sistemas de Informações Geográficas. Sensoriamento Remoto. Geociências.

TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS. Tecnologia. Geoprocessamento. Sistemas de Informações Geográficas. Sensoriamento Remoto. Geociências. TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS Tecnologia Geoprocessamento Sistemas de Informações Geográficas Sensoriamento Remoto Geociências Geofísica www.hexgis.com PIONEIRISMO E INOVAÇÃO Idealizada a partir

Leia mais

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2

Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 Guia de Introdução do Novell ZENworks 10 Asset Management SP2 10.2 27 de maio de 2009 www.novell.com Guia de Introdução do ZENworks 10 Asset Management Informações Legais A Novell, Inc. não faz representações

Leia mais

TerraLib e Aplicativos. Emiliano F. Castejon INPE Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais DPI Divisão de Processamento de Imagens

TerraLib e Aplicativos. Emiliano F. Castejon INPE Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais DPI Divisão de Processamento de Imagens TerraLib e Aplicativos Emiliano F. Castejon INPE Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais DPI Divisão de Processamento de Imagens Divisão de Processamento de Imagens http://www.dpi.inpe.br/ Competência

Leia mais

Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica

Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica Mestrado Profissionalizante 2015 Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br IFMA / DAI Modelagem de Dados Geográficos 2 1 O que é um Modelo de Dados? É um conjunto

Leia mais

Introdução a Banco de Dados Aula 03. Prof. Silvestri www.eduardosilvestri.com.br

Introdução a Banco de Dados Aula 03. Prof. Silvestri www.eduardosilvestri.com.br Introdução a Banco de Dados Aula 03 Prof. Silvestri www.eduardosilvestri.com.br Arquiteturas de Banco de Dados Arquiteturas de BD - Introdução Atualmente, devem-se considerar alguns aspectos relevantes

Leia mais

Diferenças entre Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados para GIS - SGBDs

Diferenças entre Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados para GIS - SGBDs Diferenças entre Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados para GIS - SGBDs O objetivo deste documento é fazer uma revisão bibliográfica para elucidar as principais diferenças entre os SGBDs, apontando

Leia mais

Plataforma TerraLib. Lúbia Vinhas. EUsISSeR São José dos Campos, Outubro 2010

Plataforma TerraLib. Lúbia Vinhas. EUsISSeR São José dos Campos, Outubro 2010 Plataforma TerraLib Lúbia Vinhas E.F.Castejon, K.R.Ferreira, J.P.Garrido, L.T.Hara, A.M.V.Monteiro, M.Motta, G.Ribeiro EUsISSeR São José dos Campos, Outubro 2010 DPI Divisão de Processamento de Imagens

Leia mais

ferramentas da imagem digital

ferramentas da imagem digital ferramentas da imagem digital illustrator X photoshop aplicativo ilustração vetorial aplicativo imagem digital 02. 16 imagem vetorial X imagem de rastreio imagem vetorial traduz a imagem recorrendo a instrumentos

Leia mais

Introdução ao PostGIS. Introdução ao PostGIS. Introdução ao PostGIS. Introdução ao PostGIS. Introdução ao PostGIS

Introdução ao PostGIS. Introdução ao PostGIS. Introdução ao PostGIS. Introdução ao PostGIS. Introdução ao PostGIS Banco de Dados Fernando Fonseca & Robson Fidalgo PostGIS: Uma extensão Geo para o PostgreSQL Download http://postgis.refractions.net/download/ Diretórios Windows Program Files\PostgreSQL\8.1\share\contrib

Leia mais

DEFINIÇÃO DE ÁREAS POTENCIAIS AO RISCO DE DESLIGAMENTO DE LINHAS DE TRANSMISSÃO DEVIDO A INCÊNDIOS - PLANEJAMENTO E CRITÉRIOS DE MANUTENÇÃO

DEFINIÇÃO DE ÁREAS POTENCIAIS AO RISCO DE DESLIGAMENTO DE LINHAS DE TRANSMISSÃO DEVIDO A INCÊNDIOS - PLANEJAMENTO E CRITÉRIOS DE MANUTENÇÃO DEFINIÇÃO DE ÁREAS POTENCIAIS AO RISCO DE DESLIGAMENTO DE LINHAS DE TRANSMISSÃO DEVIDO A INCÊNDIOS - PLANEJAMENTO E CRITÉRIOS DE MANUTENÇÃO Giovani Eduardo Braga(1) Leonardo Santana O. Dias(2) Carlos Alberto

Leia mais

Processamento de Imagem. Representação, Armazenamento e Formato de imagens Professora Sheila Cáceres

Processamento de Imagem. Representação, Armazenamento e Formato de imagens Professora Sheila Cáceres Processamento de Imagem Representação, Armazenamento e Formato de imagens Professora Sheila Cáceres Representação e armazenamento de imagens Process. de Imagem - Prof. Sheila Cáceres 2 Representação Matricial

Leia mais

Morfologia Matemática: Delimitar área de desastre ambiental causado por vazamento de petróleo utilizando imagem de satélite.

Morfologia Matemática: Delimitar área de desastre ambiental causado por vazamento de petróleo utilizando imagem de satélite. Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p.7636 Morfologia Matemática: Delimitar área de desastre ambiental causado por

Leia mais

Banco de dados de Pontos de Controle para Correção de Imagens de Sensoriamento Remoto na Internet.

Banco de dados de Pontos de Controle para Correção de Imagens de Sensoriamento Remoto na Internet. Banco de dados de Pontos de Controle para Correção de Imagens de Sensoriamento Remoto na Internet. Kátia Alves Arraes 1 Miguel Dragomir Zanic Cuellar 1 Paulo Cesar Gurgel Albuquerque 2 1 Instituto Nacional

Leia mais

Por que Geoprocessamento?

Por que Geoprocessamento? Um pouco sobre a NOSSA VISÃO Processamento Digital é um endereço da Web criado pelo geógrafo Jorge Santos com objetivo de compartilhar dicas sobre Geoprocessamento e Software Livre. A idéia surgiu no ano

Leia mais

SISTEMAS E INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

SISTEMAS E INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SISTEMAS E INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA Agosto 2014 Atualizar & Inovar Ação de formação em Sistemas de Informação Geográfica com software Open Source QGIS, em parceria com Atualizar & Inovar instalações da Atualizar

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA REPRESENTAÇÃO DE IMAGENS

COMPUTAÇÃO GRÁFICA REPRESENTAÇÃO DE IMAGENS COMPUTAÇÃO GRÁFICA REPRESENTAÇÃO DE IMAGENS Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA ARQUITETURA GRÁFICA Frame-buffer

Leia mais

Novos cenários para a análise SIG

Novos cenários para a análise SIG DESKTOP GIS Por Giovanni Manghi, Victor Olaya & Paolo Cavallini Quantum GIS e Sextante Todos os direitos reservados Novos cenários para a análise SIG E m muitos casos, quando aconselhamos o uso um programa

Leia mais

GABARITO MAB08. b) X = número de anos com inundação tem distribuição Binomial com n = 4 e p = 0,25.

GABARITO MAB08. b) X = número de anos com inundação tem distribuição Binomial com n = 4 e p = 0,25. GABARITO MAB08 Questão 1 a) A probabilidade pedida é 1 P[nenhuma inundação nos próximos 4 anos] = 1 0,75 4 0,684 b) X = número de anos com inundação tem distribuição Binomial com n = 4 e p = 0,25. Assim,

Leia mais

CADASTRO DE METADADOS POR SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS GEOGRÁFICO (SGBD) EM SIG PARA UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

CADASTRO DE METADADOS POR SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS GEOGRÁFICO (SGBD) EM SIG PARA UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CADASTRO DE METADADOS POR SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS GEOGRÁFICO (SGBD) EM SIG PARA UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Raphael de Oliveira Fernandes Vivian Castilho da Costa

Leia mais

Armazenamento e Pesquisa de Topic Maps em Banco de Dados Relacional

Armazenamento e Pesquisa de Topic Maps em Banco de Dados Relacional Armazenamento e Pesquisa de Topic Maps em Banco de Dados Relacional Lucas Indrusiak, Renato Azevedo, Giovani R. Librelotto UNIFRA Centro Universitário Franciscano Rua dos Andradas, 1614 97.010-032 Santa

Leia mais

4 Implementação e Ambiente de Simulação

4 Implementação e Ambiente de Simulação 4 Implementação e Ambiente de Simulação Conforme apresentado no capítulo anterior, o protocolo HIP não estava implementado em nenhum framework do OMNeT++. Estudando os frameworks disponíveis para esse

Leia mais

1 www.tbrinfo.com.br

1 www.tbrinfo.com.br 1 2 BACULA BACKUP 3 AGENDA Introdução Principais Características Interfaces Graficas Topologia Estrutura Descrição das Funções 4 INTRODUÇÃO Bacula é uma solução de backup empresarial multi-plataforma desenvolvida

Leia mais

SIG - Sistemas de Informação Geográfica

SIG - Sistemas de Informação Geográfica SIG - Sistemas de Informação Geográfica Gestão da Informação Para gestão das informações relativas ao desenvolvimento e implantação dos Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica

Leia mais

Imagem e Gráficos. vetorial ou raster?

Imagem e Gráficos. vetorial ou raster? http://computacaografica.ic.uff.br/conteudocap1.html Imagem e Gráficos vetorial ou raster? UFF Computação Visual tem pelo menos 3 grades divisões: CG ou SI, AI e OI Diferença entre as áreas relacionadas

Leia mais

Mapas Cadastrais na Internet: Servidores de mapas. Prof. M.Eng.-Cart. Gabriel Cremona Parma

Mapas Cadastrais na Internet: Servidores de mapas. Prof. M.Eng.-Cart. Gabriel Cremona Parma Mapas Cadastrais na Internet: Servidores de mapas Prof. M.Eng.-Cart. Gabriel Cremona Parma Universidade Federal de Santa Catarina UFSC/PPGEC: Doutorando em Engenharia Civil Florianópolis - SC, Brasil.

Leia mais

Técnicas de Cartografia Digital

Técnicas de Cartografia Digital Técnicas de Cartografia Digital Maria Cecília Bonato Brandalize 2011 Aula 8 1. Vetoriais 2. Matriciais 3. Vantagens e Desvantagens 1. Vetoriais 2. Matriciais 3. Vantagens e Desvantagens Como são representados

Leia mais

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 Prezados Senhores da comissão de licitação da UENF, seguem alguns questionamentos acerca do edital de concorrência 01/2013 para esclarecimentos: 1. ANEXO

Leia mais

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Fabrício Viero de Araújo, Gilse A. Morgental Falkembach Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção - PPGEP Universidade

Leia mais

VIGDENGUE - SISTEMA DE APOIO AO ACOMPANHAMENTO E VIGILÂNCIA DE CASOS NOTIFICADOS DE DENGUE

VIGDENGUE - SISTEMA DE APOIO AO ACOMPANHAMENTO E VIGILÂNCIA DE CASOS NOTIFICADOS DE DENGUE VIGDENGUE - SISTEMA DE APOIO AO ACOMPANHAMENTO E VIGILÂNCIA DE CASOS NOTIFICADOS DE DENGUE 1. Introdução Prof. MSc. Bruno Carlos da Cunha Costa Coordenador do Projeto UNIFESO Prof. MSc. José Roberto de

Leia mais

Proposta para implantação e utilização de gerenciador corporativo de imagens georreferenciadas na CEMIG

Proposta para implantação e utilização de gerenciador corporativo de imagens georreferenciadas na CEMIG 06 a 10 de Outubro de 2008 Olinda - PE Proposta para implantação e utilização de gerenciador corporativo de imagens georreferenciadas na CEMIG Carlos Alberto Moura Ricardo Crispim Costa Fernando Iran Fonseca

Leia mais

Manual de Utilizador. Caderno. Recursos da Unidade Curricular. Gabinete de Ensino à Distância do IPP. http://eweb.ipportalegre.pt. ged@ipportalegre.

Manual de Utilizador. Caderno. Recursos da Unidade Curricular. Gabinete de Ensino à Distância do IPP. http://eweb.ipportalegre.pt. ged@ipportalegre. Manual de Utilizador Caderno Recursos da Unidade Curricular Gabinete de Ensino à Distância do IPP http://eweb.ipportalegre.pt ged@ipportalegre.pt Índice RECURSOS... 1 ADICIONAR E CONFIGURAR RECURSOS...

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação INSTITUTO BRASILEIRO DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA Manual de Instalação Tecer [Linux] ÍNDICE DE FIGURAS Figura 1 Tecer-ds...8 Figura 2 Criando a pasta tecer...9 2 P á g i n a SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4

Leia mais

ERRATA DO EDITAL nº 01/15 MOT/CIGEx, de 08 de abril de 2015. Quartafeira

ERRATA DO EDITAL nº 01/15 MOT/CIGEx, de 08 de abril de 2015. Quartafeira ERRATA DO EDITAL nº 01/15 MOT/CIGEx, de 08 de abril de 2015. 11. DAS CONDIÇÕES PARA CONTRATAÇÃO Onde se lê : Total de horas semanais Terça-feira Segundafeira Quartafeira Quintafeira Sexta-feira da Salário

Leia mais