Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira. Texto Naraiany Almeida

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira. Texto Naraiany Almeida"

Transcrição

1

2 Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira Texto Naraiany Almeida Nicole Ferreira Ilustrações Davi Vinícius dos Santos Gomes Ítalo Gabriel Pimenta Italon Antunes Barreto Jéssica Pâmela de Souza Luis Felipe do Carmo Lucas Vilete Dias Matheus Rodrigues dos Santos Miguel do Nascimento M. Pedro Radmila Rachel Barreto Ryan Vilete Serterino Revisão Bruna Lima Lilian Barreto Lorena Gregório Colaborador Fundação Metodista

3 Conheça a nossa turminha Sou Oto! Vim para a cidade em busca de água limpa para beber. E juntos viveremos uma aventura! Veja a história animada em nosso site

4 Sou Ana, irmã do Pedro. Juntos vamos aprender coisas novas sobre O Ribeirão do Onça! Sou Cláudia, mãe de Ana e Pedro. E pensava que a revitalização do Ribeirão fosse impossível. Meu nome é Pedro. Vivo com minha irmã e minha mãe Cláudia.

5 Sou a professora Dandara e juntos vamos aprender sobre a importância de preservar o meio em que vivemos. Sou Danilo, presidente do COMUPRA e vou explicar para vocês o que isso representa.

6 Em busca de um lugar melhor onça Oto mora a muitos anos na serra do Ribeiro de Abreu, lá ele sempre foi feliz e sempre teve tudo que precisava. Com o passar dos anos a situação de Oto começou a mudar... Já não tinha tanta água pra beber nem tanto lugar pra brincar. Então resolveu sair de casa e procurar um lugarzinho melhor. Seus pais, sempre contaram histórias de que perto dali havia um rio muito bonito, cheio de peixe e com muita água pra beber e Oto sempre teve o sonho de conhecer o tão famoso lugar.

7 Depois de anos e anos sonhando, Oto esperançoso saiu da serra à procura do rio de que seus pais e avós tanto falavam. Ele sabia que seria uma aventura e tanto porque nunca tinha saído de perto da família e dos amigos, mas também sabia que era preciso. Oto pouco sabia sobre esse rio tranquilo e bonito. Será que haveria outras onças lá? Ou outros animais da floresta? Bem, ele não sabia então seus pais deram a ele uma mochila com várias coisas, entre elas um desenho que Oto fez do rio quando era filhote. Disseram que era pra ajudar e motivá-lo nessa aventura já que ninguém mais acreditava que ele iria conseguir.

8 Circule no espaço abaixo os itens que Oto poderá precisar para encontrar o rio.

9 Oto faz novos amigos epois que saiu em sua aventura, Oto passou por lugares onde já não havia tantos animais como antes e isso lhe chamou a atenção. Ele sabia que estava no caminho certo. Então, logo veria o rio e talvez os animais estivessem lá. Oto andou mais um pouco e depois de tanto caminhar, quando finalmente avistou o rio, percebeu que tinha alguma coisa errada. O rio estava muito diferente. Estava sujo! Oto então, se aproxima da beira do rio e começa a chorar, de tão triste que estava. Enquanto isso, Pedro e Ana voltavam da escola quando o avistaram.

10 - Olha lá Ana. Uma onça! - diz Pedro apontando na direção de Oto. - Uma onça de verdade aqui na cidade? - disse Ana muito surpresa. Os dois começaram a correr na direção de Oto, que ao perceber a aproximação das crianças, ficou assustado. - Oh! Quem será que vem vindo? - disse Oto coçando a cabeça desconfiado. - Olá! - disseram as crianças. - Olá. Quem são vocês? - Quis saber Oto. - Eu sou Ana. E esse é meu irmão Pedro - disse a menina - Nós moramos aqui perto. Estamos indo para casa. Aliás, você também não devia estar na sua? - Meu nome é Oto. Não posso ir para casa. Acabei de chegar! Vim para conhecer o rio. - disse Oto olhando para o rio com tristeza. - Conhecer esse rio? - disse Pedro com ar de deboche - esse rio é feio e sujo! - Mas ele não era assim! Vim até aqui porque meus pais me contavam histórias sobre ele. Ele era lindo! E como já não tem água para beber no lugar onde eu moro, pensei que aqui pudesse encontrar esperança de novo. - Esse rio já foi bonito? - perguntou Ana sem acreditar.

11 - Sim. Vejam! - Oto mostra o desenho de como era o rio para as crianças - Puxa! É verdade mesmo. - disse Ana - mas já está tarde. Precisamos ir! - Espere! Quando verei vocês de novo? falou Oto aflito. - Amanhã a nossa professora vai nos levar para conhecer a cachoeira. Apareça por lá. - Está bem. Até amanhã crianças! - disse Oto acenando. - Até amanhã! - disseram as crianças acenando também.

12 Desenhe a expressão de Oto ao encontrar o rio poluído e aproveite para colorir a onçinha.

13 Um passeio pelo Ribeiro de Abreu epois que as crianças se foram, logo o sol se pôs e Oto procurou um cantinho para dormir. Não foi muito fácil, já que agora existem muitas casas na região. Mas, com um pouco de paciência ele encontrou um lugar. No dia seguinte, Oto acordou faminto e se lembrou do lanche que sua mãe colocou em sua mochila. Ele aproveitou o resto da manhã para andar pela região e procurar a cachoeira, onde se encontraria com Pedro e Ana. À tarde, quando Oto chegou à, avistou um grupo de crianças e entre elas, estavam Pedro e Ana. Eles estavam acompanhados da professora e de um rapaz. Assim que perceberam a oncinha, Ana e Pedro foram até ela.

14 - Oto! Você veio mesmo. disse Ana. - Foi difícil chegar aqui? perguntou Pedro. - Não muito. Mas tive que andar bastante. respondeu Oto. - Aquela é nossa professora Dandara. falou Ana apontando para a professora. - E quem é aquele moço com ela? perguntou Oto. - Aquele é o Danilo. Ele será nosso guia no passeio. Respondeu Ana. - Venham crianças! disse Dandara. - A professora está chamando. disse Pedro. - Posso ir com vocês? perguntou Oto. - Claro! respondeu Pedro.

15 Como era a região onde Oto estava? Marque os elementos da imagem e a complete com os que faltam. Sol ( ) Rio sujo ( ) Peixes ( ) Lixo ( ) Árvores ( ) Crianças ( ) Casas ( ) Animais ( )

16 Conhecendo outros lugares s crianças estavam muito animadas para conhecer as cachoeiras do Ribeiro de Abreu, alguns diziam que lá tinha até praia. Eles levavam lanches para fazer piquenique, pipas para soltar e boias para nadar. Não demorou muito e as crianças chegaram à primeira cachoeira, a Ouro Minas. A cara das crianças era de decepção e a de Oto mais ainda, pois, a cachoeira estava suja. Ela era a única esperança da oncinha que queria levar esperança para sua família.

17 - Bom crianças, como podem ver essa excursão será diferente! Hoje vamos aprender sobre o meio ambiente e conhecer os lugares que estão tão pertinho de nós disse Danilo. - Mas Danilo, isso aqui está tudo poluído! as crianças questionaram. - Sim, mas tudo isso já foi bem limpinho, e se cada um de nós cooperar pode voltar a ser. A professora Dandara notou o desapontamento de seus alunos e disse: - Crianças eu tive uma ideia! Que tal se a gente se divertir nessa natureza que continua sendo bonita? E podemos conversar sobre formas de ajudar o rio também. O que acham? - AÊÊÊÊÊ!!! Gritam as crianças que ficam curiosas e animadas novamente.

18 Muita gente não sabe, mas o Ribeiro de Abreu tem três cachoeiras. É isso mesmo! Você conhece alguma delas? Conte sobre algum passeio que fez em alguma cachoeira e depois cole uma foto ou faça um desenho para ilustrar esse dia. FOTO

19 Conhecendo o COMUPRA professora incentiva Danilo a falar sobre os projetos ambientais para as crianças. - Danilo, que tal você falar para as crianças sobre o COMUPRA? sugere Dandara. - Claro! Concorda Danilo. Bom crianças, primeiro vocês tem que saber que COMUPRA significa: Conselho Comunitário Unidos Pelo Ribeiro de Abreu. É uma entidade responsável pelo projeto de desenvolvimento social e ambiental conhecido como: Deixem o Onça beber água limpa.

20 - E o que isso quer dizer? perguntou uma das crianças. - Isso quer dizer que o nosso objetivo é fazer com que as pessoas tenham uma vida melhor através de ações coletivas nas áreas da saúde, educação ambiental, lazer e trabalho por exemplo. - Danilo! Por que o nome do rio é Onça? perguntou Pedro. - Porque antigamente existiam onças pintadas nesta região e como costumavam serem vistas próximas ao rio, o nome se popularizou. responde Danilo. - E para onde as onças foram? quis saber Ana. - Depois que as pessoas vieram para cá e construíram suas casas, elas começaram a poluir o rio. Então, as onças foram para outro lugar longe do meio urbano. - Acho que nem todas! observou a professora Dandara, olhando sugestivamente para Oto. - Quer se apresentar amiguinho? perguntou Danilo. Oto meio sem jeito foi para perto de Danilo e Dandara e começou a falar com as crianças. - Olá crianças! Meu nome é Oto. Vim para cidade para conhecer o rio. Porque onde eu vivo, já não tem tanta água limpa para beber falou Oto cabisbaixo quando cheguei aqui, conheci

21 Pedro e Ana e eles me convidaram para este passeio. Porém, fiquei muito decepcionado ao perceber como o rio está. - Puxa! Então as onças viviam aqui primeiro que a gente? perguntou um dos alunos. - Sim. E é por isso que é tão importante vocês conhecerem a história deste lugar. disse a professora. Encontre no caça palavras o nome da entidade citada acima. O A C O B R I C P D A C I A O A F O A E F O D C H O L N O F U M E N P U M I L O A U P S C O U I B P S P R A A T P R A R A R C I U C M U S A U A B C O O E P R I

22 Novas descobertas s crianças finalmente entendem o verdadeiro objetivo das mudanças. - Bem crianças, a professora de vocês tem razão. Inclusive, vocês conhecem o projeto BELMONTE? - Eu já ouvi falar. É o Parque que vai tirar nossas casas. disse Ana tristemente. - Mas Ana. Não é bem assim. disse Dandara. - Foi o que nossa mãe disse. falou Pedro.

23 - Crianças, a intenção não é expulsar vocês de suas casas. Vocês irão para um lugar melhor. Terão outra casa. E, além disso, o rio será revitalizado. O que quer dizer que o rio será limpo e livre do risco de contaminar as pessoas com doenças. E o Parque, além de um lugar de preservação, será também um local de lazer. explicou Danilo. - Uau! Isso seria ótimo. diz Oto muito contente. -Sim Oto! A paisagem ficará mais bonita e as pessoas terão uma vida melhor. falou Dandara. - Puxa! Então não ficaremos sem uma casa? pergunta Ana. - É claro que não. responde a professora. Ao final do passeio, as crianças já haviam aprendido muita coisa sobre preservação ambiental e Oto estava esperançoso de novo. Na volta para casa as crianças estavam ansiosas para contar as novidades para a mãe e recitaram até um poema que a professora entregou feito por um morador de lá mesmo.

24 Conheça o poema que Ana e Pedro ganharam. Você pode recitar ele para a mamãe e para o papai. Salvemos o Onça! Hoje aqui do meu quintal Sofro a esperar Olhando para o céu Mas sei que não adianta Já perdi a confiança O homem que tanto constrói Com sua ganância tudo corrói Lembro-me do Onça Como era lindo Em toda sua bonança E agora tão horrível Espero a chuva chegar Hoje está sujo Que causa repulsa Roubaram-lhe a vida Mas não assumem a culpa Por isso nestes versos Venho agora pedir Salvem o Onça Porque a esperança vive ali.

25 A verdade sobre o Onça o chegarem em casa, as crianças foram logo contar para a mãe o que aprenderam. - Mãe! Mãe! disseram Ana e Pedro em coro. - O que foi meus filhos? Como foi o passeio? disse Cláudia. - Descobrimos várias coisas legais hoje mãe! disse Pedro com os olhos brilhando de tanta empolgação. - É mesmo? E o que de tão importante você aprendeu? perguntou a mãe curiosa. - Descobri que não ficaremos sem casa. E que as onças viviam aqui antes da gente quando o rio ainda era limpo. respondeu Pedro. - É mesmo? E que história é essa? - É verdade mãe. O Danilo nos disse que quando tivermos que deixar nossas casas para construir o Parque, iremos para um lugar melhor e o rio ficará bonito outra vez. respondeu Ana. - Mas isso não pode ser verdade! Quem é esse Danilo? perguntou a mãe. - Ele é o presidente do COMUPRA. Que é a entidade responsável pelo projeto que vai deixar o rio bonito outra vez e vai deixar a vida das pessoas melhor. respondeu Ana.

26 - Isso é bobagem! Esse rio ficar bonito? Deixem isso para lá meus filhos. E essa é a única casa que temos falou a mãe com indiferença e que história é essa de onça vivendo aqui? questionou Cláudia. - É que muito tempo atrás quando ainda não morava ninguém aqui, havia muitas onças nessa região. E elas só foram embora porque as pessoas que vieram para cá, começaram a poluir o rio. Mas agora elas não têm mais água para beber, e voltaram em busca de esperança! explicou Ana. - Como você sabe que tem onça aqui de novo Ana? Estamos no meio urbano minha filha. E como sabe que as onças estão sem água? perguntou a mãe. - Foi o Oto mãe! Ele nos contou tudo. E ele está muito feliz com a ideia de um lugar para pescar no meio da cidade. falou Pedro. - Vocês de novo com esse Oto! Imagine só. Ele devia voltar para o lugar de onde veio.

27 Substitua os símbolos pelas letras correspondentes e veja a mensagem que o Oto tem para você! A B C D E F I J M N O P R S T U V Z

28 A esperança ressurge o dia seguinte, as crianças já demonstravam que aprenderam a importância de preservar o meio em que vivem. E toda vez que Cláudia pensava em jogar alguma embalagem de biscoito ou de bala perto do rio, era surpreendida pelos filhos: - Não mãe! disse Ana. - O que foi minha filha? perguntou Cláudia. - A senhora não deve jogar lixo perto do rio. Ele já está poluído e se jogarmos mais lixo, vai ser mais difícil de limpá-lo depois. explicou Ana. - Mas você acredita mesmo que ele ainda tem salvação? perguntou a mãe. - Sim. Mas para isso, todos precisam ajudar. Cada um deve fazer sua parte, começando em não jogar lixo perto do rio. respondeu Ana. E assim, os dias foram passando e Cláudia aos poucos foi aderindo às ideias ecologicamente corretas dos filhos. Também ia explicando aos seus vizinhos como o projeto Deixem o Onça beber água limpa era importante e o que o Parque Ecológico representava. Para tristeza das crianças, chegou o dia de Oto ir embora.

29 - Adeus crianças! disse Oto com lágrimas nos olhos. - Adeus! responderam as crianças. - Nós prometemos mandar uma carta para avisar quando o Parque Ecológico estiver pronto e o rio limpo outra vez. disse Pedro. - Vou ficar esperando - disse Oto agora preciso ir e contar para minha família tudo que descobri. falou Oto se afastando. - Tudo bem. Faça uma boa viagem e cuidado pelo caminho. Ah! E não se esqueça do lanche que colocamos na sua mochila. disse Ana. - Sim. Muito obrigado! falou Oto já ao longe.

30 Organize as letras e forme o nome de um dos projetos do COMUPRA. DEMIXE O AÇON REBEB ÁGAU APMIL!

31 O sonho realizado epois da partida de Oto, muito tempo se passou. E as crianças junto da mãe acompanharam de perto os andamentos do projeto e a construção do Parque Ecológico. Receberam uma indenização por sua antiga casa e foram para uma casa melhor, assim como tantas famílias da região. As crianças mandaram a carta a Oto como prometido. E quando veio visitar as crianças, ele ficou maravilhado com a beleza do Parque e como o rio estava limpo. Os peixes reapareceram e as pessoas estavam mais felizes. Sempre que vem à cidade, Oto gosta de brincar com as crianças no Parque e observar as pessoas pescando no rio. Também tira fotos para o novo álbum que está fazendo, para um dia mostrar aos seus filhos e netos como foi feliz quando pode tomar água limpa novamente.

32 Produção Multimídia 2º Período

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

www.rockstarsocial.com.br

www.rockstarsocial.com.br 1 1 Todos os Direitos Reservados 2013 Todas As Fotos Usadas Aqui São Apenas Para Descrição. A Cópia Ou Distribuição Do Contéudo Deste Livro É Totalmente Proibida Sem Autorização Prévia Do Autor. AUTOR

Leia mais

A qualidade de vida. Vou responder para vocês, é só ler está história que vou contar.

A qualidade de vida. Vou responder para vocês, é só ler está história que vou contar. A qualidade de vida Dentre as prioridades da maioria das instituições de ensino está a qualidade da alimentação oferecida aos seus alunos, isso por desempenhar um papel primordial no ciclo de vida e principalmente

Leia mais

Dilemas de Adolescente

Dilemas de Adolescente Dilemas de Adolescente Quando pensamos que a vida está parada, ai temos uma grande surpresa. Meu nome é Ellen Ster, tenho 14 anos, loura, olhos castanhos, cabelos ondulados. Minha vida é composta de amigos,

Leia mais

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento Eu e umas amigas íamos viajar. Um dia antes dessa viagem convidei minhas amigas para dormir na minha casa. Nós íamos para uma floresta que aparentava ser a floresta do Slender-Man mas ninguém acreditava

Leia mais

Luís Norberto Pascoal

Luís Norberto Pascoal Viver com felicidade é sucesso com harmonia e humildade. Luís Norberto Pascoal Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-131-6 9 788576 941316 Era uma vez um pássaro que

Leia mais

Casa Templária, 9 de novembro de 2011.

Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Mais uma vez estava observando os passarinhos e todos os animais que estão ao redor da Servidora. Aqui onde estou agora é a montanha, não poderia ser outro lugar.

Leia mais

Ideionildo. E a Chave Azul. Pelo Espírito Vovó Amália. Robson Dias

Ideionildo. E a Chave Azul. Pelo Espírito Vovó Amália. Robson Dias Ideionildo E a Chave Azul Robson Dias Pelo Espírito Vovó Amália Livrinho da Série - As Histórias Que a Vovó Gosta de Contar (http:\www.vovoamalia.ubbi.com.br - Distribuição Gratuita) - A venda deste produto

Leia mais

Relato de parto: Nascimento do Thomas

Relato de parto: Nascimento do Thomas Relato de parto: Nascimento do Thomas Dia 15 de dezembro de 2008, eu já estava com 40 semanas de gestação, e ansiosa para ter meu bebê nos braços, acordei as 7h com uma cólica fraca, dormi e não senti

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

A CURA DE UM MENINO Lição 31

A CURA DE UM MENINO Lição 31 A CURA DE UM MENINO Lição 31 1 1. Objetivos: Mostrar o poder da fé. Mostrar que Deus tem todo o poder. 2. Lição Bíblica: Mateus 17.14-21; Marcos 9.14-29; Lucas 9.37-43 (Leitura bíblica para o professor)

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB!

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! A história da Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para Analista Tributário da Receita Federal do Brasil, é mais uma das histórias

Leia mais

Em um campo inabitado, cheio de flores, em

Em um campo inabitado, cheio de flores, em Para onde foi o meu dinheiro? A fábula das abelhas. Em um campo inabitado, cheio de flores, em uma terra distante, havia uma colméia diferente das demais. Tudo nessa colméia era muito bem organizado, limpo

Leia mais

De Fernando Prado Registrado junto à Biblioteca do Rio de Janeiro / 2001 DRAMATURGIA 1 - Textos Reunidos

De Fernando Prado Registrado junto à Biblioteca do Rio de Janeiro / 2001 DRAMATURGIA 1 - Textos Reunidos Fragmentos Fragmentos Insólitos Fragmentos Insólitos Insólitos Fragmentos Fragmentos Insólitos Insólitos Fragmentos Insólitos Fragmentos Insólitos De Fernando Prado Registrado junto à Biblioteca do Rio

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES ASPECTOS TEÓRICOS. POR QUE /POR QUÊ / PORQUE / PORQUÊ a) POR QUE: Equivale a POR QUAL MOTIVO ou a pelo qual e variações; vem também depois de EIS e DAÍ. b) POR QUÊ: Equivale

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

AGUAS PROFUNDAS. Lc 5

AGUAS PROFUNDAS. Lc 5 1 Lc 5 AGUAS PROFUNDAS 1 Certo dia Jesus estava perto do lago de Genesaré, e uma multidão o comprimia de todos os lados para ouvir a palavra de Deus. 2 Viu à beira do lago dois barcos, deixados ali pelos

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

MATHEUS DUARTE. A beleza está nos olhos de quem vê

MATHEUS DUARTE. A beleza está nos olhos de quem vê MATHEUS DUARTE A beleza está nos olhos de quem vê Um simples gesto, um simples olhar, um abraço, uma brincadeira, dependendo dos olhos de quem vê pode significar uma coisa simples, mas em outros olhos

Leia mais

Reunião de junho na Sede da Associação

Reunião de junho na Sede da Associação Ano 1 Lagedo, Domingo, 03 de agosto de 2014 N o 3 Reunião de junho na Sede da Associação Reunião na Sede da Associação. foto: Mirene Moraes, 29/06/2014. A reunião estava marcada para ter início as 13:00h.

Leia mais

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens Arthur de Carvalho Jaldim e Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR

Leia mais

Meu filho, não faça isso

Meu filho, não faça isso Meu filho, não faça isso Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44)

Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44) Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44) Autora: Tell Aragão Colaboração: Marise Lins Personagens Menina Zé Bonitinho +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

Material Didáctilo Raul Ventura o Cosmonauta!

Material Didáctilo Raul Ventura o Cosmonauta! Raul Ventura o Cosmonauta! Narrador: Raul era um menino muito curioso! Adorava fazer experiências, conhecer coisas novas! Já tinha efectuado várias viagens a volta de sua casa, na companhia do seu gato

Leia mais

Vamos mudar o mundo? Mais esta mudança deve começar por você!

Vamos mudar o mundo? Mais esta mudança deve começar por você! Vamos mudar o mundo? Mais esta mudança deve começar por você! Este Livro Digital (Ebook) é fruto de uma observação que eu faço no mínimo há dez anos nas Redes Sociais, e até pessoalmente na convivência

Leia mais

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão

INDICE Introdução 03 Você é muito bonzinho 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade Pg: 05 Evite pedir permissão 1 INDICE Introdução... Pg: 03 Você é muito bonzinho... Pg: 04 Vamos ser apenas amigos dicas para zona de amizade... Pg: 05 Evite pedir permissão... Pg: 07 Não tenha medo de ser você mesmo... Pg: 08 Não

Leia mais

O TEMPLO DOS ORIXÁS. Site Oficial: http://www.tfca.com.br E-mail: tfca@tfca.com.br

O TEMPLO DOS ORIXÁS. Site Oficial: http://www.tfca.com.br E-mail: tfca@tfca.com.br O TEMPLO DOS ORIXÁS Quando, na experiência anterior, eu tive a oportunidade de assistir a um culto religioso, fiquei vários dias pensando a que ponto nossa inconsciência modificou o mundo espiritual. Conhecendo

Leia mais

Amanda Pereira de Farias Fernandes Lima. A Boneca da Imaginação. Biblioteca Popular de Afogados BPA Recife - PE

Amanda Pereira de Farias Fernandes Lima. A Boneca da Imaginação. Biblioteca Popular de Afogados BPA Recife - PE Amanda Pereira de Farias Fernandes Lima A Boneca da Imaginação Biblioteca Popular de Afogados BPA Recife - PE Amanda Pereira de Farias Fernandes Lima Capa e pesquisa de imagens Amanda P. F. Lima A Boneca

Leia mais

O Laboratório de. Lelê & Trix. A Experiência Investigativa. Patrícia Engel Secco. Ilustrações Fábio Sgroi

O Laboratório de. Lelê & Trix. A Experiência Investigativa. Patrícia Engel Secco. Ilustrações Fábio Sgroi O Laboratório de Lelê & Trix A Experiência Investigativa Patrícia Engel Secco Ilustrações Fábio Sgroi Coleção Lelê e Trix Projeto Gráfico & Editoração Lili Tedde Revisão Trisco Comunicação O Laboratório

Leia mais

Patrícia Engel Secco. Ilustrações Bruna Brito

Patrícia Engel Secco. Ilustrações Bruna Brito Patrícia Engel Secco Ilustrações Bruna Brito Priiiiii! Final de jogo! Cinco a zero para o time da Fazenda Boa Forma! gritou o juiz, apontando para o meio do gramado. Viva! gritaram as crianças do time

Leia mais

Série: CRESCIMENTO Preletor: Dr. Bob Harrison Cd: 1/11

Série: CRESCIMENTO Preletor: Dr. Bob Harrison Cd: 1/11 TEMA: CRESCIMENTO, AVANÇO E CONQUISTA! 1/11. PRINCIPES E PRINCESAS SE VOCÊ É UMA DAS MILHARES DE PESSOAS QUE DESEJAM CRESCER, QUE DE VERDADE QUEREM CRESCIMENTO PARA SUA VIDA, AQUI VÃO ALGUMAS BOAS NOTÍCIAS.

Leia mais

O Renal é um ser humano como todos e tem seu direito de ser respeitado e não ter vergonha de ser renal. Jaderson

O Renal é um ser humano como todos e tem seu direito de ser respeitado e não ter vergonha de ser renal. Jaderson Jaderson é um garoto de 11 anos, portador de insuficiência renal crônica, paciente do Serviço de Hemodiálise Pediátrica do Hospital Roberto Santos em Salvador-BA. É uma criança muito inteligente e talentosa,

Leia mais

COMPROMISSO COM O FUTURO

COMPROMISSO COM O FUTURO Editora Artecétera apresenta: COMPROMISSO COM O FUTURO Papel Reciclado com a Família Qualidade Família Qualidade em: toda forma de vida no planeta obedece às leis naturais, agindo no meio ambiente e sendo

Leia mais

entre as crianças Ciate: sucesso absoluto Conheça o Iate

entre as crianças Ciate: sucesso absoluto Conheça o Iate Ciate: sucesso absoluto entre as crianças Em 2008, o Iate Clube de Brasília comemora o sucesso do Centro Infanto Juvenil - Ciate. Depois de 12 anos de fundação, o espaço é muito procurado pelos sócios,

Leia mais

Apresentação COLÉGIO ESTADUAL PROFESSOR NARCISO MENDES ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

Apresentação COLÉGIO ESTADUAL PROFESSOR NARCISO MENDES ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO COLÉGIO ESTADUAL PROFESSOR NARCISO MENDES ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO TRABALHO REALIZADO PELAS 5ªS SÉRIES B, C, D e E, SOB ORIENTAÇÃO DA PROFESSORA VIVIANE M. CAVICHIOLO, NA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS. Apresentação

Leia mais

PROJETO DE ARTICULAÇÃO HORIZONTAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ABEL SALAZAR

PROJETO DE ARTICULAÇÃO HORIZONTAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ABEL SALAZAR PROJETO DE ARTICULAÇÃO HORIZONTAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ABEL SALAZAR ANO LETIVO 2012/2013 Era uma vez um peixinho azul muito pequenino, que nadava no fundo

Leia mais

Iracema estava na brinquedoteca

Iracema estava na brinquedoteca Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Iracema estava na brinquedoteca com toda a turma quando recebeu a notícia de que seu sonho se realizaria. Era felicidade que

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico)

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) Januária setembro/2011 CENÁRIO: Livre, aberto, porém, deve se haver por opção uma cadeira, uma toalha e uma escova

Leia mais

UM RETRATO DAS CIDADES DE MENOS DE 100 MIL HABITANTES DO BRASIL

UM RETRATO DAS CIDADES DE MENOS DE 100 MIL HABITANTES DO BRASIL A P R E S E N T A M UM RETRATO DAS CIDADES DE MENOS DE 100 MIL HABITANTES DO BRASIL POR QUE FAZER ESSA PESQUISA? PELA RELEVÂNCIA QUE ESSES PEQUENOS MUNICÍPIOS TÊM. 95% Dos municípios brasileiros têm menos

Leia mais

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Psicografias Setembro de 2014 Sumário Luciana Pereira da Costa... 2 Luiz Paiva Neto... 2 Comunicado... 3 Debi Godoi Galvão... 3 Sou a criança...

Leia mais

Registro da Experiência: Acampamento Vaga Lume 2008

Registro da Experiência: Acampamento Vaga Lume 2008 Registro da Experiência: Acampamento Vaga Lume 2008 A Vaga Lume é uma organização social de interesse público, sem fins lucrativos, fundada a partir da crença de que o investimento em seres humanos é a

Leia mais

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

Coleção: Encantando a Gramática. Autora: Pâmela Pschichholz* palavras que existem no mundo. Lá, várias famílias vivem felizes.

Coleção: Encantando a Gramática. Autora: Pâmela Pschichholz* palavras que existem no mundo. Lá, várias famílias vivem felizes. Coleção: Encantando a Gramática Autora: Pâmela Pschichholz* Um lugar diferente Em um vilarejo chamado classes Gramaticais moram todas as palavras que existem no mundo. Lá, várias famílias vivem felizes.

Leia mais

ESTADO DO ACRE PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL CÂMARA MUNICIPAL DE SANTA ROSA DO PURUS

ESTADO DO ACRE PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL CÂMARA MUNICIPAL DE SANTA ROSA DO PURUS ESTADO DO ACRE PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL CÂMARA MUNICIPAL DE SANTA ROSA DO PURUS RUA PROFIRO DE MOURA SN/ CENTRO/CEP 69.955-000/ CNPJ Nº 84.306.547/0001-00/ FONE (68) 3615-1031 PODER LEGISLATIVO MESA

Leia mais

MATERIAL DE APOIO OFICINA EVANGELISMO PESSOAL MIN. FILIPE ARAÚJO

MATERIAL DE APOIO OFICINA EVANGELISMO PESSOAL MIN. FILIPE ARAÚJO MATERIAL DE APOIO OFICINA EVANGELISMO PESSOAL MIN. FILIPE ARAÚJO DO CONCEITO PARA PRATICA E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos

Leia mais

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais)

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Tempo para tudo (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da

Leia mais

Livro com atividades para colorir, desenhar, construir, e muito mais! Este livro pertence a

Livro com atividades para colorir, desenhar, construir, e muito mais! Este livro pertence a Livro com atividades para colorir, desenhar, construir, e muito mais! Este livro pertence a CENTRO DE PSICOLOGIA APLICADA DO EXÉRCITO NÚCLEO DE APOIO PSICOLÓGICO E INTERVENÇÃO NA CRISE Edição - Julho 2014

Leia mais

Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu?

Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu? Olá meninos, vocês parecem contrariados. O que aconteceu? Puxa, o lixo é mesmo um problema muito sério. Vocês sabiam que muitos animais silvestres estão morrendo porque confundem lixo com comida? Sério?

Leia mais

Índice Geral. Índice de Autores

Índice Geral. Índice de Autores Victor Fernandes 1 Índice Geral A perua-galinha 3 A vida de um porco chamado Ricky 4 Um burro chamado Burro 5 O atrevido 6 O Burro que abandonou a família por causa de uma rã 7 A burra Alfazema 8 Índice

Leia mais

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país Brasil Você sabia que... A pobreza e a desigualdade causam a fome e a malnutrição. Os alimentos e outros bens e serviços básicos que afetam a segurança dos alimentos, a saúde e a nutrição água potável,

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs TALVEZ VOCÊ TENHA SENTIDO

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs TALVEZ VOCÊ TENHA SENTIDO Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões 1 e 2. O MELHOR DE CALVIN / Bill Watterson OI, SUSIE,

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

Datas das próximas viagens da UFMG. Visitas às casas dos moradores de Lagedo e Riacho

Datas das próximas viagens da UFMG. Visitas às casas dos moradores de Lagedo e Riacho Ano 2 Lagedo, Domingo, 25 de janeiro de 2015 N o 8 Datas das próximas viagens da UFMG Data Casa 8 23 a 25 de janeiro de 2015 Lúcia 9 27 de fevereiro a 1 de março de 2015 Irene/Paulo 10 27 de março a 29

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

Coragem, Solidariedade, Confiança, Justiça.

Coragem, Solidariedade, Confiança, Justiça. Valores: Coragem, Solidariedade, Confiança, Justiça. Competências -chave: Saber reagir a atentados à integridade física ou psicológica; Saber medir consequências de um segredo; Ser capaz de confiar e pedir

Leia mais

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA UMA AVENTURA NA FALÉSIA COLEÇÃO UMA AVENTURA ATIVIDADES PROPOSTAS Leitura orientada por capítulos Interpretação do texto/funcionamento da Língua Fichas de trabalho para

Leia mais

Arte do Namoro - Manual de Como Seduzir pelo Telefone por Rico 2009-2010, Todos Direitos Reservados - Pg 1

Arte do Namoro - Manual de Como Seduzir pelo Telefone por Rico 2009-2010, Todos Direitos Reservados - Pg 1 Direitos Reservados - Pg 1 Aviso aos que se acham malandros, ou que querem ser processados ou parar na cadeia. Este livro é registrado com todos os direitos reservados pela Biblioteca Nacional. A cópia,

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

Só que tem uma diferença...

Só que tem uma diferença... Só que tem uma diferença... Isso não vai ficar assim! Sei. Vai piorar. Vai piorar para o lado dela, isso é que vai! Por enquanto, só piorou para o seu, maninho. Pare de me chamar de maninho, Tadeu. Você

Leia mais

ENTRE FRALDAS E CADERNOS

ENTRE FRALDAS E CADERNOS ENTRE FRALDAS E CADERNOS Entre Fraldas e Cadernos Proposta metodológica: Bem TV Educação e Comunicação Coordenação do projeto: Márcia Correa e Castro Consultoria Técnica: Cláudia Regina Ribeiro Assistente

Leia mais

MEMPORIAS DOS APOSENTADOS JOSÉ CARLOS ORTIZ PROMOTOR DE JUSTIÇA APOSENTADO ENTRÂNCIA ESPECIAL INÍCIO E SAÍDA DO MPSP: 01/12/1978 A 08/08/1997

MEMPORIAS DOS APOSENTADOS JOSÉ CARLOS ORTIZ PROMOTOR DE JUSTIÇA APOSENTADO ENTRÂNCIA ESPECIAL INÍCIO E SAÍDA DO MPSP: 01/12/1978 A 08/08/1997 MEMPORIAS DOS APOSENTADOS JOSÉ CARLOS ORTIZ PROMOTOR DE JUSTIÇA APOSENTADO ENTRÂNCIA ESPECIAL INÍCIO E SAÍDA DO MPSP: 01/12/1978 A 08/08/1997 APMP: Como surgiu a ideia de prestar concurso para o MP? Desde

Leia mais

Pequena História do meu Estágio de Português orientado pelo Senhor Dr. Virgílio Couto na Escola Comercial de Veiga Beirão

Pequena História do meu Estágio de Português orientado pelo Senhor Dr. Virgílio Couto na Escola Comercial de Veiga Beirão Pequena História do meu Estágio de Português orientado pelo Senhor Dr. Virgílio Couto na Escola Comercial de Veiga Beirão Ano Primeiro (1948-1949) Janeiro, 11 Para começar, falou connosco durante uma hora

Leia mais

O LIVRO QUE QUERIA SER BRINQUEDO

O LIVRO QUE QUERIA SER BRINQUEDO O LIVRO QUE QUERIA SER BRINQUEDO Autora Sandra Aymone Coordenação editorial Maria Fernanda Moscheta Sílnia N. Martins Prado Ilustração Pierre Trabbold Luiz Rodrigues Revisão de texto Marília Mendes Diagramação

Leia mais

Rezar, cantar e crescer

Rezar, cantar e crescer Rezar, cantar e crescer Thereza Ameal e João Ameal Acordes A Mãe Eu gosto tanto da mãe (mãe) A mais querida, querida, querida (dizer rápido) (bonita também) E poder dar-lhe beijinhos m É a melhor coisa

Leia mais

Escrito por WEBMASTER Douglas Ter, 25 de Setembro de 2012 10:07 - Última atualização Ter, 25 de Setembro de 2012 10:09

Escrito por WEBMASTER Douglas Ter, 25 de Setembro de 2012 10:07 - Última atualização Ter, 25 de Setembro de 2012 10:09 BÃO OCÊ QUERIA O QUE, SALÁRIO PRESIDIARIO R$ 960,00 REAIS PROS BANDIDO, TRAFICANTE, ESTRUPADOR E ASSASINOS E UM PAI DE FAMILIA TRABALHADOR UM SALARIO MINIMO DE R$ 622,00 REAIS, AI JA É MAIS DA CONTA, ACHO

Leia mais

Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às 4 Instituições do Ensino Superior (2017)

Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às 4 Instituições do Ensino Superior (2017) Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às 4 Instituições do Ensino Superior (2017) Português B 澳 門 四 高 校 聯 合 入 學 考 試 ( 語 言 科 及 數 學 科 )2017 Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

2013 Ana Zarco Câmara e Taline Schubach. Editoras Cristina Fernandes Warth Mariana Warth. Coordenação editorial Raphael Vidal

2013 Ana Zarco Câmara e Taline Schubach. Editoras Cristina Fernandes Warth Mariana Warth. Coordenação editorial Raphael Vidal 2013 Ana Zarco Câmara e Taline Schubach Editoras Cristina Fernandes Warth Mariana Warth Coordenação editorial Raphael Vidal Coordenação gráfica Aron Balmas Projeto gráfico e diagramação Rafael Nobre Babilonia

Leia mais

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido.

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Assim que ela entrou, eu era qual um menino, tão alegre. bilhete, eu não estaria aqui. Demorei a vida toda para encontrá-lo. Se não fosse o

Leia mais

Comitê Cubatão Cachoeira Joinville - CCJ. Um passeio pelos rios de Joinville

Comitê Cubatão Cachoeira Joinville - CCJ. Um passeio pelos rios de Joinville Comitê Cubatão Cachoeira Joinville - CCJ Um passeio pelos rios de Joinville Autoras: Therezinha Maria Novais de Oliveira Mariele Simm Bianca de Oliveira Goulart Maia Equipe Técnica Bianca G. de Oliveira

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

Trecho do livro Nora Webster (Companhia das Letras), de Colm Tóibín Tradução de Rubens Figueiredo. Capítulo Um

Trecho do livro Nora Webster (Companhia das Letras), de Colm Tóibín Tradução de Rubens Figueiredo. Capítulo Um Trecho do livro Nora Webster (Companhia das Letras), de Colm Tóibín Tradução de Rubens Figueiredo Capítulo Um Você deve estar de saco cheio deles. Será que nunca vão parar de vir aqui? Tom O Connor, seu

Leia mais

Fundação Cultural e Espaço Cultural Pierre Verger:

Fundação Cultural e Espaço Cultural Pierre Verger: GUIA DO PROFESSOR Fundação Cultural e Espaço Cultural Pierre Verger: divulgação e preservação das culturas africanas e afro-brasileiras Pierre Fatumbi Verger (1902, Paris 1996, Salvador) registrou quase

Leia mais

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas?

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? 2 Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? É SOBRE ISSO QUE VOU FALAR NESTE TEXTO. A maioria das empresas e profissionais

Leia mais

Entrevista com Aires Alves

Entrevista com Aires Alves 1 Entrevista com Aires Alves Hélder Bértolo (Professor da Faculdade de Medicina de Lisboa) e Maria Lúcia Batezat Duarte Transcrição: Maria Lúcia Batezat Duarte 1 38 anos técnico de computador - cego congênito

Leia mais

Peça de Teatro Sinopse Argumento

Peça de Teatro Sinopse Argumento 1 Peça de Teatro Sinopse Duas crianças da comunidade...(comunidade local onde será encenada a peça) se encontram, conversam à respeito de limpar a rua e ser útil de alguma forma para o meio em que habitam.

Leia mais

- Não me arrependo de nada. Quebrei o círculo. - Nem de ter assassinado uns cinco ou seis ou até mais, D. Eloisa?

- Não me arrependo de nada. Quebrei o círculo. - Nem de ter assassinado uns cinco ou seis ou até mais, D. Eloisa? A Quebra do Círculo Cristovam Buarque - Não me arrependo de nada. Quebrei o círculo. - Nem de ter assassinado uns cinco ou seis ou até mais, D. Eloisa? - Foi mais, e vou contar tudo. Mas não me arrependo.

Leia mais

Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks.

Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks. 1 Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks. A Virtualbooks gostaria de receber suas críticas e sugestões sobre suas edições. Sua opinião é muito importante para

Leia mais

Afinal, o que houve com meu corpo?

Afinal, o que houve com meu corpo? Este livro faz parte do projeto Ciência para pequenos curiosos - um espaço de popularização científica para crianças, uma parceria entre o Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz e o Instituto de Ciências

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Alexandre, Gabriela, Sabrina e Vovô Jerson

Alexandre, Gabriela, Sabrina e Vovô Jerson GUTA E SUAS AMIGUINHAS Alexandre, Gabriela, Sabrina e Vovô Jerson 01 02 Copyright 2014 by Jerson Kelman Alexandre, Gabriela, Sabrina e Vovô Jerson GUTA E SUAS AMIGUINHAS 1ª Edição Rio de Janeiro Jerson

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI)

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) II 1 Indicadores Desqualificação Não poder fazer nada do que preciso, quero fazer as coisas e não posso ; eu senti-me velho com 80 anos. Aí é que eu já

Leia mais

USO DE DEDOCHES NO REPASSE DAS RECOMENDAÇÕES DE ATIVIDADES FÍSICAS PARA CRIANÇAS

USO DE DEDOCHES NO REPASSE DAS RECOMENDAÇÕES DE ATIVIDADES FÍSICAS PARA CRIANÇAS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LABORATÓRIO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE USO DE DEDOCHES NO REPASSE DAS RECOMENDAÇÕES DE

Leia mais

ESTAMOS DE MUDANÇA UM GUIA PARA FAMÍLIAS EM MUDANÇA DE CASA, DE CIDADE, DE PAÍS

ESTAMOS DE MUDANÇA UM GUIA PARA FAMÍLIAS EM MUDANÇA DE CASA, DE CIDADE, DE PAÍS ESTAMOS DE MUDANÇA UM GUIA PARA FAMÍLIAS EM MUDANÇA DE CASA, DE CIDADE, DE PAÍS ALICIA MACEDO ESTAMOS DE MUDANÇA UM GUIA PARA FAMÍLIAS EM MUDANÇA DE CASA, DE CIDADE, DE PAÍS estamos de mudança Categoria:

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 No dia em que Iracema e Lipe voltaram para visitar a Gê, estava o maior rebuliço no hospital. As duas crianças ficaram logo

Leia mais

Este template é muito diferente e muito, mas muito especial!

Este template é muito diferente e muito, mas muito especial! Esta é nossa última sequência! Este template é muito diferente e muito, mas muito especial! Quero que você olhe para ele com olhos de águia e reflita, e muito, se ele realmente serve para o seu produto

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Estrelas Estrelas nos olhos... Ele tem um brilho intenso nos olhos... Tem um brilho que se expande em estrelas nos meus olhos... Faz pensar...em ser brilho... Brilho nos olhos dele... Perfume de Amor Flor,

Leia mais

Graças ao Coaching. eu descobri o que havia de melhor em mim. Bhia Beatriz

Graças ao Coaching. eu descobri o que havia de melhor em mim. Bhia Beatriz Graças ao Coaching eu descobri o que havia de melhor em mim Bhia Beatriz 1 2 Graças ao Coaching eu descobri o que havia de melhor em mim Ilustração da Capa Nádia Krummenauer Artista Plástica Arte Final

Leia mais

- Se for pra mim, eu não estou. - Ah. Oi... Está sim. Espera um minutinho.

- Se for pra mim, eu não estou. - Ah. Oi... Está sim. Espera um minutinho. 1 AMAR... dir: Carlos Gregório CASA DE LAURA... - Você não vai dizer nada? - O que você quer que eu diga? - Qualquer coisa. - Olha,... Não foi tão importante pra mim... - Não... foi!!? - É... É isso mesmo.

Leia mais

FIM DE SEMANA. Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa

FIM DE SEMANA. Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa FIM DE SEMANA Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa CENA 1 EXTERIOR / REUNIÃO FAMILIAR (VÍDEOS) LOCUTOR Depois de uma longa semana de serviço, cansaço, demoradas viagens de ônibus lotados...

Leia mais