Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira. Texto Naraiany Almeida

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira. Texto Naraiany Almeida"

Transcrição

1

2 Capa e Diagramação Jordane Mendes Nicole Ferreira Texto Naraiany Almeida Nicole Ferreira Ilustrações Davi Vinícius dos Santos Gomes Ítalo Gabriel Pimenta Italon Antunes Barreto Jéssica Pâmela de Souza Luis Felipe do Carmo Lucas Vilete Dias Matheus Rodrigues dos Santos Miguel do Nascimento M. Pedro Radmila Rachel Barreto Ryan Vilete Serterino Revisão Bruna Lima Lilian Barreto Lorena Gregório Colaborador Fundação Metodista

3 Conheça a nossa turminha Sou Oto! Vim para a cidade em busca de água limpa para beber. E juntos viveremos uma aventura! Veja a história animada em nosso site

4 Sou Ana, irmã do Pedro. Juntos vamos aprender coisas novas sobre O Ribeirão do Onça! Sou Cláudia, mãe de Ana e Pedro. E pensava que a revitalização do Ribeirão fosse impossível. Meu nome é Pedro. Vivo com minha irmã e minha mãe Cláudia.

5 Sou a professora Dandara e juntos vamos aprender sobre a importância de preservar o meio em que vivemos. Sou Danilo, presidente do COMUPRA e vou explicar para vocês o que isso representa.

6 Em busca de um lugar melhor onça Oto mora a muitos anos na serra do Ribeiro de Abreu, lá ele sempre foi feliz e sempre teve tudo que precisava. Com o passar dos anos a situação de Oto começou a mudar... Já não tinha tanta água pra beber nem tanto lugar pra brincar. Então resolveu sair de casa e procurar um lugarzinho melhor. Seus pais, sempre contaram histórias de que perto dali havia um rio muito bonito, cheio de peixe e com muita água pra beber e Oto sempre teve o sonho de conhecer o tão famoso lugar.

7 Depois de anos e anos sonhando, Oto esperançoso saiu da serra à procura do rio de que seus pais e avós tanto falavam. Ele sabia que seria uma aventura e tanto porque nunca tinha saído de perto da família e dos amigos, mas também sabia que era preciso. Oto pouco sabia sobre esse rio tranquilo e bonito. Será que haveria outras onças lá? Ou outros animais da floresta? Bem, ele não sabia então seus pais deram a ele uma mochila com várias coisas, entre elas um desenho que Oto fez do rio quando era filhote. Disseram que era pra ajudar e motivá-lo nessa aventura já que ninguém mais acreditava que ele iria conseguir.

8 Circule no espaço abaixo os itens que Oto poderá precisar para encontrar o rio.

9 Oto faz novos amigos epois que saiu em sua aventura, Oto passou por lugares onde já não havia tantos animais como antes e isso lhe chamou a atenção. Ele sabia que estava no caminho certo. Então, logo veria o rio e talvez os animais estivessem lá. Oto andou mais um pouco e depois de tanto caminhar, quando finalmente avistou o rio, percebeu que tinha alguma coisa errada. O rio estava muito diferente. Estava sujo! Oto então, se aproxima da beira do rio e começa a chorar, de tão triste que estava. Enquanto isso, Pedro e Ana voltavam da escola quando o avistaram.

10 - Olha lá Ana. Uma onça! - diz Pedro apontando na direção de Oto. - Uma onça de verdade aqui na cidade? - disse Ana muito surpresa. Os dois começaram a correr na direção de Oto, que ao perceber a aproximação das crianças, ficou assustado. - Oh! Quem será que vem vindo? - disse Oto coçando a cabeça desconfiado. - Olá! - disseram as crianças. - Olá. Quem são vocês? - Quis saber Oto. - Eu sou Ana. E esse é meu irmão Pedro - disse a menina - Nós moramos aqui perto. Estamos indo para casa. Aliás, você também não devia estar na sua? - Meu nome é Oto. Não posso ir para casa. Acabei de chegar! Vim para conhecer o rio. - disse Oto olhando para o rio com tristeza. - Conhecer esse rio? - disse Pedro com ar de deboche - esse rio é feio e sujo! - Mas ele não era assim! Vim até aqui porque meus pais me contavam histórias sobre ele. Ele era lindo! E como já não tem água para beber no lugar onde eu moro, pensei que aqui pudesse encontrar esperança de novo. - Esse rio já foi bonito? - perguntou Ana sem acreditar.

11 - Sim. Vejam! - Oto mostra o desenho de como era o rio para as crianças - Puxa! É verdade mesmo. - disse Ana - mas já está tarde. Precisamos ir! - Espere! Quando verei vocês de novo? falou Oto aflito. - Amanhã a nossa professora vai nos levar para conhecer a cachoeira. Apareça por lá. - Está bem. Até amanhã crianças! - disse Oto acenando. - Até amanhã! - disseram as crianças acenando também.

12 Desenhe a expressão de Oto ao encontrar o rio poluído e aproveite para colorir a onçinha.

13 Um passeio pelo Ribeiro de Abreu epois que as crianças se foram, logo o sol se pôs e Oto procurou um cantinho para dormir. Não foi muito fácil, já que agora existem muitas casas na região. Mas, com um pouco de paciência ele encontrou um lugar. No dia seguinte, Oto acordou faminto e se lembrou do lanche que sua mãe colocou em sua mochila. Ele aproveitou o resto da manhã para andar pela região e procurar a cachoeira, onde se encontraria com Pedro e Ana. À tarde, quando Oto chegou à, avistou um grupo de crianças e entre elas, estavam Pedro e Ana. Eles estavam acompanhados da professora e de um rapaz. Assim que perceberam a oncinha, Ana e Pedro foram até ela.

14 - Oto! Você veio mesmo. disse Ana. - Foi difícil chegar aqui? perguntou Pedro. - Não muito. Mas tive que andar bastante. respondeu Oto. - Aquela é nossa professora Dandara. falou Ana apontando para a professora. - E quem é aquele moço com ela? perguntou Oto. - Aquele é o Danilo. Ele será nosso guia no passeio. Respondeu Ana. - Venham crianças! disse Dandara. - A professora está chamando. disse Pedro. - Posso ir com vocês? perguntou Oto. - Claro! respondeu Pedro.

15 Como era a região onde Oto estava? Marque os elementos da imagem e a complete com os que faltam. Sol ( ) Rio sujo ( ) Peixes ( ) Lixo ( ) Árvores ( ) Crianças ( ) Casas ( ) Animais ( )

16 Conhecendo outros lugares s crianças estavam muito animadas para conhecer as cachoeiras do Ribeiro de Abreu, alguns diziam que lá tinha até praia. Eles levavam lanches para fazer piquenique, pipas para soltar e boias para nadar. Não demorou muito e as crianças chegaram à primeira cachoeira, a Ouro Minas. A cara das crianças era de decepção e a de Oto mais ainda, pois, a cachoeira estava suja. Ela era a única esperança da oncinha que queria levar esperança para sua família.

17 - Bom crianças, como podem ver essa excursão será diferente! Hoje vamos aprender sobre o meio ambiente e conhecer os lugares que estão tão pertinho de nós disse Danilo. - Mas Danilo, isso aqui está tudo poluído! as crianças questionaram. - Sim, mas tudo isso já foi bem limpinho, e se cada um de nós cooperar pode voltar a ser. A professora Dandara notou o desapontamento de seus alunos e disse: - Crianças eu tive uma ideia! Que tal se a gente se divertir nessa natureza que continua sendo bonita? E podemos conversar sobre formas de ajudar o rio também. O que acham? - AÊÊÊÊÊ!!! Gritam as crianças que ficam curiosas e animadas novamente.

18 Muita gente não sabe, mas o Ribeiro de Abreu tem três cachoeiras. É isso mesmo! Você conhece alguma delas? Conte sobre algum passeio que fez em alguma cachoeira e depois cole uma foto ou faça um desenho para ilustrar esse dia. FOTO

19 Conhecendo o COMUPRA professora incentiva Danilo a falar sobre os projetos ambientais para as crianças. - Danilo, que tal você falar para as crianças sobre o COMUPRA? sugere Dandara. - Claro! Concorda Danilo. Bom crianças, primeiro vocês tem que saber que COMUPRA significa: Conselho Comunitário Unidos Pelo Ribeiro de Abreu. É uma entidade responsável pelo projeto de desenvolvimento social e ambiental conhecido como: Deixem o Onça beber água limpa.

20 - E o que isso quer dizer? perguntou uma das crianças. - Isso quer dizer que o nosso objetivo é fazer com que as pessoas tenham uma vida melhor através de ações coletivas nas áreas da saúde, educação ambiental, lazer e trabalho por exemplo. - Danilo! Por que o nome do rio é Onça? perguntou Pedro. - Porque antigamente existiam onças pintadas nesta região e como costumavam serem vistas próximas ao rio, o nome se popularizou. responde Danilo. - E para onde as onças foram? quis saber Ana. - Depois que as pessoas vieram para cá e construíram suas casas, elas começaram a poluir o rio. Então, as onças foram para outro lugar longe do meio urbano. - Acho que nem todas! observou a professora Dandara, olhando sugestivamente para Oto. - Quer se apresentar amiguinho? perguntou Danilo. Oto meio sem jeito foi para perto de Danilo e Dandara e começou a falar com as crianças. - Olá crianças! Meu nome é Oto. Vim para cidade para conhecer o rio. Porque onde eu vivo, já não tem tanta água limpa para beber falou Oto cabisbaixo quando cheguei aqui, conheci

21 Pedro e Ana e eles me convidaram para este passeio. Porém, fiquei muito decepcionado ao perceber como o rio está. - Puxa! Então as onças viviam aqui primeiro que a gente? perguntou um dos alunos. - Sim. E é por isso que é tão importante vocês conhecerem a história deste lugar. disse a professora. Encontre no caça palavras o nome da entidade citada acima. O A C O B R I C P D A C I A O A F O A E F O D C H O L N O F U M E N P U M I L O A U P S C O U I B P S P R A A T P R A R A R C I U C M U S A U A B C O O E P R I

22 Novas descobertas s crianças finalmente entendem o verdadeiro objetivo das mudanças. - Bem crianças, a professora de vocês tem razão. Inclusive, vocês conhecem o projeto BELMONTE? - Eu já ouvi falar. É o Parque que vai tirar nossas casas. disse Ana tristemente. - Mas Ana. Não é bem assim. disse Dandara. - Foi o que nossa mãe disse. falou Pedro.

23 - Crianças, a intenção não é expulsar vocês de suas casas. Vocês irão para um lugar melhor. Terão outra casa. E, além disso, o rio será revitalizado. O que quer dizer que o rio será limpo e livre do risco de contaminar as pessoas com doenças. E o Parque, além de um lugar de preservação, será também um local de lazer. explicou Danilo. - Uau! Isso seria ótimo. diz Oto muito contente. -Sim Oto! A paisagem ficará mais bonita e as pessoas terão uma vida melhor. falou Dandara. - Puxa! Então não ficaremos sem uma casa? pergunta Ana. - É claro que não. responde a professora. Ao final do passeio, as crianças já haviam aprendido muita coisa sobre preservação ambiental e Oto estava esperançoso de novo. Na volta para casa as crianças estavam ansiosas para contar as novidades para a mãe e recitaram até um poema que a professora entregou feito por um morador de lá mesmo.

24 Conheça o poema que Ana e Pedro ganharam. Você pode recitar ele para a mamãe e para o papai. Salvemos o Onça! Hoje aqui do meu quintal Sofro a esperar Olhando para o céu Mas sei que não adianta Já perdi a confiança O homem que tanto constrói Com sua ganância tudo corrói Lembro-me do Onça Como era lindo Em toda sua bonança E agora tão horrível Espero a chuva chegar Hoje está sujo Que causa repulsa Roubaram-lhe a vida Mas não assumem a culpa Por isso nestes versos Venho agora pedir Salvem o Onça Porque a esperança vive ali.

25 A verdade sobre o Onça o chegarem em casa, as crianças foram logo contar para a mãe o que aprenderam. - Mãe! Mãe! disseram Ana e Pedro em coro. - O que foi meus filhos? Como foi o passeio? disse Cláudia. - Descobrimos várias coisas legais hoje mãe! disse Pedro com os olhos brilhando de tanta empolgação. - É mesmo? E o que de tão importante você aprendeu? perguntou a mãe curiosa. - Descobri que não ficaremos sem casa. E que as onças viviam aqui antes da gente quando o rio ainda era limpo. respondeu Pedro. - É mesmo? E que história é essa? - É verdade mãe. O Danilo nos disse que quando tivermos que deixar nossas casas para construir o Parque, iremos para um lugar melhor e o rio ficará bonito outra vez. respondeu Ana. - Mas isso não pode ser verdade! Quem é esse Danilo? perguntou a mãe. - Ele é o presidente do COMUPRA. Que é a entidade responsável pelo projeto que vai deixar o rio bonito outra vez e vai deixar a vida das pessoas melhor. respondeu Ana.

26 - Isso é bobagem! Esse rio ficar bonito? Deixem isso para lá meus filhos. E essa é a única casa que temos falou a mãe com indiferença e que história é essa de onça vivendo aqui? questionou Cláudia. - É que muito tempo atrás quando ainda não morava ninguém aqui, havia muitas onças nessa região. E elas só foram embora porque as pessoas que vieram para cá, começaram a poluir o rio. Mas agora elas não têm mais água para beber, e voltaram em busca de esperança! explicou Ana. - Como você sabe que tem onça aqui de novo Ana? Estamos no meio urbano minha filha. E como sabe que as onças estão sem água? perguntou a mãe. - Foi o Oto mãe! Ele nos contou tudo. E ele está muito feliz com a ideia de um lugar para pescar no meio da cidade. falou Pedro. - Vocês de novo com esse Oto! Imagine só. Ele devia voltar para o lugar de onde veio.

27 Substitua os símbolos pelas letras correspondentes e veja a mensagem que o Oto tem para você! A B C D E F I J M N O P R S T U V Z

28 A esperança ressurge o dia seguinte, as crianças já demonstravam que aprenderam a importância de preservar o meio em que vivem. E toda vez que Cláudia pensava em jogar alguma embalagem de biscoito ou de bala perto do rio, era surpreendida pelos filhos: - Não mãe! disse Ana. - O que foi minha filha? perguntou Cláudia. - A senhora não deve jogar lixo perto do rio. Ele já está poluído e se jogarmos mais lixo, vai ser mais difícil de limpá-lo depois. explicou Ana. - Mas você acredita mesmo que ele ainda tem salvação? perguntou a mãe. - Sim. Mas para isso, todos precisam ajudar. Cada um deve fazer sua parte, começando em não jogar lixo perto do rio. respondeu Ana. E assim, os dias foram passando e Cláudia aos poucos foi aderindo às ideias ecologicamente corretas dos filhos. Também ia explicando aos seus vizinhos como o projeto Deixem o Onça beber água limpa era importante e o que o Parque Ecológico representava. Para tristeza das crianças, chegou o dia de Oto ir embora.

29 - Adeus crianças! disse Oto com lágrimas nos olhos. - Adeus! responderam as crianças. - Nós prometemos mandar uma carta para avisar quando o Parque Ecológico estiver pronto e o rio limpo outra vez. disse Pedro. - Vou ficar esperando - disse Oto agora preciso ir e contar para minha família tudo que descobri. falou Oto se afastando. - Tudo bem. Faça uma boa viagem e cuidado pelo caminho. Ah! E não se esqueça do lanche que colocamos na sua mochila. disse Ana. - Sim. Muito obrigado! falou Oto já ao longe.

30 Organize as letras e forme o nome de um dos projetos do COMUPRA. DEMIXE O AÇON REBEB ÁGAU APMIL!

31 O sonho realizado epois da partida de Oto, muito tempo se passou. E as crianças junto da mãe acompanharam de perto os andamentos do projeto e a construção do Parque Ecológico. Receberam uma indenização por sua antiga casa e foram para uma casa melhor, assim como tantas famílias da região. As crianças mandaram a carta a Oto como prometido. E quando veio visitar as crianças, ele ficou maravilhado com a beleza do Parque e como o rio estava limpo. Os peixes reapareceram e as pessoas estavam mais felizes. Sempre que vem à cidade, Oto gosta de brincar com as crianças no Parque e observar as pessoas pescando no rio. Também tira fotos para o novo álbum que está fazendo, para um dia mostrar aos seus filhos e netos como foi feliz quando pode tomar água limpa novamente.

32 Produção Multimídia 2º Período

A.C. Ilustrações jordana germano

A.C. Ilustrações jordana germano A.C. Ilustrações jordana germano 2013, O autor 2013, Instituto Elo Projeto gráfico, capa, ilustração e diagramação: Jordana Germano C736 Quero-porque-quero!! Autor: Alexandre Compart. Belo Horizonte: Instituto

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava

Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava O Príncipe das Histórias Era uma vez um príncipe que morava num castelo bem bonito e adorava histórias. Ele gostava de histórias de todos os tipos. Ele lia todos os livros, as revistas, os jornais, os

Leia mais

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura.

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Palavras do autor Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Durante três anos, tornei-me um leitor voraz de histórias juvenis da literatura nacional, mergulhei

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Era domingo e o céu estava mais azul que o azul mais azul que se pode imaginar. O sol de maio deixava o dia ainda mais bonito

Leia mais

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO)

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) Explorando a obra EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) INTRODUÇÃO Antes da leitura Peça para que seus alunos observem a capa por alguns instantes e faça perguntas: Qual é o título desse livro?

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

Eu, Você, Todos Pela Educação

Eu, Você, Todos Pela Educação Eu, Você, Todos Pela Educação Um domingo de outono típico em casa: eu, meu marido, nosso filho e meus pais nos visitando para almoçar. Já no final da manhã estava na sala lendo um livro para tentar relaxar

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

8º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO

8º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO 8º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO 1. A alternativa que melhor completa a frase abaixo é: Até agora, você queria conhecer os das coisas existentes. Daqui para a frente, acrescente outra pergunta:

Leia mais

Esta é uma história para divertir, ensinar e conscientizar. Boa leitura!

Esta é uma história para divertir, ensinar e conscientizar. Boa leitura! É de pequeno que se aprende, como diz o ditado. Pensando desta forma, as secretarias de Estado de Saúde e Defesa Civil e de Educação decidiram unir forças para combater um inimigo de todos: o mosquito

Leia mais

Bartolomeu Campos Queirós. Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. I SBN 85-7694 - 111-2

Bartolomeu Campos Queirós. Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. I SBN 85-7694 - 111-2 Ficava intrigado como num livro tão pequeno cabia tanta história. O mundo ficava maior e minha vontade era não morrer nunca para conhecer o mundo inteiro e saber muito da vida como a professora sabia.

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

Vivendo e aprendendo em família

Vivendo e aprendendo em família Vivendo e aprendendo em família VERSÍCULO BÍBLICO Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

Mostra Cultural 2015

Mostra Cultural 2015 Mostra Cultural 2015 Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais. Iago Faria e Julio César V. Autores:

Leia mais

...existe algum motivo legal que impeça a sentença de ser pronunciada?

...existe algum motivo legal que impeça a sentença de ser pronunciada? Levante-se o réu. 6 ...capítulo um Fiquei de pé. Por um momento vi Glória de novo, sentada no banco no píer. A bala acabara de atingir a sua cabeça, de lado, o sangue ainda nem tinha começado a escorrer.

Leia mais

Anexo II - Guião (Versão 1)

Anexo II - Guião (Versão 1) Anexo II - Guião (Versão 1) ( ) nº do item na matriz Treino História do Coelho (i) [Imagem 1] Era uma vez um coelhinho que estava a passear no bosque com o pai coelho. Entretanto, o coelhinho começou a

Leia mais

Luís Norberto Pascoal

Luís Norberto Pascoal Viver com felicidade é sucesso com harmonia e humildade. Luís Norberto Pascoal Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-131-6 9 788576 941316 Era uma vez um pássaro que

Leia mais

Obedecer é sempre certo

Obedecer é sempre certo Obedecer é sempre certo Obedecer. Palavra fácil de entender, mas muitas vezes difícil de colocar em prática. Principalmente quando não entendemos ou concordamos com a orientação dada. Crianças recebem

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE

RELATÓRIO DE ATIVIDADE RELATÓRIO DE ATIVIDADE A IMPORTÂNCIA DE CADA ALIMENTO Coordenador da atividade: Thaís Canto Cury Integrantes da equipe: Manha: Bianca Domingues, Fernando Peixoto e Juliana Ravelli Tarde: Thaís Cury, Thalita

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo Instituto Presbiteriano de Educação Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse Leia o texto abaixo para responder às questões 01 a

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Encontros de vida que se faz vivendo.

Encontros de vida que se faz vivendo. Encontros de vida que se faz vivendo. Thatiane Veiga Siqueira 1 A menina do coração de chocolate. Juliana tem nove anos, é uma menina de olhos esbugalhados, com sorriso fácil, ao primeiro olhar já se vê

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

Orando pela minha família

Orando pela minha família Orando pela minha família Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja

Leia mais

SILAS, 8 ANOS, CURITIBA-PR

SILAS, 8 ANOS, CURITIBA-PR Pelo sétimo ano consecutivo, a Concessionária ECOVIA Caminho do Mar - traz para o Festival de Inverno da UFPR em Antonina as Oficinas de Robótica Sem Mistérios Um Desafio para Futuros Campeões. Nesta 23ª

Leia mais

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento Eu e umas amigas íamos viajar. Um dia antes dessa viagem convidei minhas amigas para dormir na minha casa. Nós íamos para uma floresta que aparentava ser a floresta do Slender-Man mas ninguém acreditava

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007

Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007 Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração dos condomínios do Programa de Arrendamento Residencial em Santa Cruz Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Quem tem medo da Fada Azul?

Quem tem medo da Fada Azul? Quem tem medo da Fada Azul? Lino de Albergaria Quem tem medo da Fada Azul? Ilustrações de Andréa Vilela 1ª Edição POD Petrópolis KBR 2015 Edição de Texto Noga Sklar Ilustrações Andréa Vilela Capa KBR

Leia mais

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar

Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar Segmentos da Entrevista do Protocolo 5: Alunos do Pré-Escolar CATEGORIAS OBJECTIVOS ESPECÍFICOS S. C. Sim, porque vou para a beira de um amigo, o Y. P5/E1/UR1 Vou jogar à bola, vou aprender coisas. E,

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Compreensão de texto Nome: Data: Leia este texto expositivo e responda às questões de 1 a 5. As partes de um vulcão

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Português Compreensão de texto 3 o ano Unidade 1 5 Unidade 1 Compreensã de texto Nome: Data: A carta é uma forma de comunicação escrita que pode ser endereçada a uma ou a várias

Leia mais

Mensagem Pr. Mário. Culto da Família Domingo 06 de abril de 2014

Mensagem Pr. Mário. Culto da Família Domingo 06 de abril de 2014 Mensagem Pr. Mário Culto da Família Domingo 06 de abril de 2014 VOCÊ RECONHECE ESTES SÍMBOLOS? E ESTES SÍMBOLOS? E ESTES? A BÍBLIA TAMBÉM TEM SEUS SÍMBOLOS ANTIGO TESTAMENTO NOVO TESTAMENTO AO LONGO DA

Leia mais

Coisas de pais. partes I e II Língua Portuguesa e Matemática. texto 1. Você pode utilizar o verso de todas as folhas e a última página como rascunho.

Coisas de pais. partes I e II Língua Portuguesa e Matemática. texto 1. Você pode utilizar o verso de todas as folhas e a última página como rascunho. Você pode utilizar o verso de todas as folhas e a última página como rascunho. partes I e II Língua Portuguesa e Matemática texto 1 Coisas de pais Eu estudava em um colégio bom, ele tinha uma ótima localização.

Leia mais

RECADO AOS PROFESSORES

RECADO AOS PROFESSORES RECADO AOS PROFESSORES Caro professor, As aulas deste caderno não têm ano definido. Cabe a você decidir qual ano pode assimilar cada aula. Elas são fáceis, simples e às vezes os assuntos podem ser banais

Leia mais

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava O menino e o pássaro Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava comida, água e limpava a gaiola do pássaro. O menino esperava o pássaro cantar enquanto contava histórias para

Leia mais

5 Dicas Testadas para Você Produzir Mais na Era da Internet

5 Dicas Testadas para Você Produzir Mais na Era da Internet 5 Dicas Testadas para Você Produzir Mais na Era da Internet Uma das verdades absolutas sobre Produtividade que você precisa saber antes de seguir é entender que se ocupar não é produzir. Não sei se é o

Leia mais

A CURA DE UM MENINO Lição 31

A CURA DE UM MENINO Lição 31 A CURA DE UM MENINO Lição 31 1 1. Objetivos: Mostrar o poder da fé. Mostrar que Deus tem todo o poder. 2. Lição Bíblica: Mateus 17.14-21; Marcos 9.14-29; Lucas 9.37-43 (Leitura bíblica para o professor)

Leia mais

Coleção Amigos da Floresta. Festa na Floresta. Patrícia Engel Secco. Ilustrações Maria Eugênia

Coleção Amigos da Floresta. Festa na Floresta. Patrícia Engel Secco. Ilustrações Maria Eugênia Coleção Amigos da Floresta Festa na Floresta Patrícia Engel Secco Ilustrações Maria Eugênia Coleção Amigos da Floresta Festa na Projeto Folclore, Alegria e Tradição Coleção Amigos da Floresta Floresta

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

O céu. Aquela semana tinha sido uma trabalheira! www.interaulaclube.com.br

O céu. Aquela semana tinha sido uma trabalheira! www.interaulaclube.com.br A U A UL LA O céu Atenção Aquela semana tinha sido uma trabalheira! Na gráfica em que Júlio ganhava a vida como encadernador, as coisas iam bem e nunca faltava serviço. Ele gostava do trabalho, mas ficava

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo O dia em que parei de mandar minha filha andar logo Rachel Macy Stafford Quando se está vivendo uma vida distraída, dispersa, cada minuto precisa ser contabilizado. Você sente que precisa estar cumprindo

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome:

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: Leia o texto com ajuda do professor. EU QUERO! EU QUERO! A Júlia é pequenininha, mas quando quer alguma coisa grita mais do que qualquer pessoa grandona. Esta

Leia mais

Historinhas para ler durante a audiência dos pais. Pio Giovani Dresch

Historinhas para ler durante a audiência dos pais. Pio Giovani Dresch Historinhas para ler durante a audiência dos pais Pio Giovani Dresch Historinhas para ler durante a audiência dos pais Pio Giovani Dresch Ilustrações: Santiago Arte: www.espartadesign.com.br Contatos

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira?

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira? HISTÓRIA DE LINS EE PROF.PE. EDUARDO R. de CARVALHO Alunos: Maria Luana Lino da Silva Rafaela Alves de Almeida Estefanny Mayra S. Pereira Agnes K. Bernardes História 1 Unidas Venceremos É a história de

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

Este testemunho é muito importante para os Jovens.

Este testemunho é muito importante para os Jovens. Este testemunho é muito importante para os Jovens. Eu sempre digo que me converti na 1ª viagem missionária que fiz, porque eu tinha 14 anos e fui com os meus pais. E nós não tínhamos opção, como é o pai

Leia mais

UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12

UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12 UMA ESPOSA PARA ISAQUE Lição 12 1 1. Objetivos: Ensinar que Eliézer orou pela direção de Deus a favor de Isaque. Ensinar a importância de pedir diariamente a ajuda de Deus. 2. Lição Bíblica: Gênesis 2

Leia mais

Geração Graças Peça: A Páscoa Continua

Geração Graças Peça: A Páscoa Continua Geração Graças Peça: A Páscoa Continua Autora: Tell Aragão Personagens: Cantor Apresentador Maluco Nino Nana Sapinho 1 Sapinho 2 Voz de locutor Cena 1 A cortina abre. As duas crianças estão na sala assistindo

Leia mais

18/11/2005. Discurso do Presidente da República

18/11/2005. Discurso do Presidente da República Discurso do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega de certificado para os primeiros participantes do programa Escolas-Irmãs Palácio do Planalto, 18 de novembro de 2005

Leia mais

Nada de telefone celular antes do sexto ano

Nada de telefone celular antes do sexto ano L e i n º1 Nada de telefone celular antes do sexto ano Nossos vizinhos da frente estão passando uma semana em um cruzeiro, então me pediram para buscar o jornal e a correspondência todos os dias, enquanto

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão , Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão Santa Cruz de Cabrália-BA, 28 de setembro de 2005 Meu caro governador Paulo Souto, governador do estado da Bahia, Meu querido companheiro Miguel

Leia mais

curiosidade. Depois desta aula toda, só posso dizer que também

curiosidade. Depois desta aula toda, só posso dizer que também James recém havia saído de férias. Seu pai havia prometido que, se fosse bem aplicado na escola, passaria alguns dias na companhia do vô Eleutério. O avô de James era um botânico aposentado que morava

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 1.1 Conteúdos: Apresentação do Plano Didático Pedagógico; Classificação das orações coordenadas sindéticas e inferência. 1.1 Habilidade:

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Viajar com Crianças. Sem Stress

Viajar com Crianças. Sem Stress Viajar com Crianças Sem Stress A escolha do DESTINO Nem sempre podemos escolher o local da viagem. Às vezes vamos visitar um parente, por exemplo, ou existe o sonho antigo dos pais de conhecer algum lugar,

Leia mais

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim?

este ano está igualzinho ao ano passado! viu? eu não falei pra você? o quê? foi você que jogou esta bola de neve em mim? viu? eu não falei pra você? o quê? este ano está igualzinho ao ano passado! foi você que jogou esta bola de neve em mim? puxa, acho que não... essa não está parecendo uma das minhas... eu costumo comprimir

Leia mais

LIÇÃO 8 Respeitando as diferenças uns dos outros

LIÇÃO 8 Respeitando as diferenças uns dos outros LIÇÃO 8 Respeitando as diferenças uns dos outros VERSÍCULO BÍBLICO Filhos, obedeçam a seus pais em tudo, pois isso agrada ao Senhor. Pais, não irritem seus filhos, para que eles não se desanimem. Colossenses

Leia mais

Em um campo inabitado, cheio de flores, em

Em um campo inabitado, cheio de flores, em Para onde foi o meu dinheiro? A fábula das abelhas. Em um campo inabitado, cheio de flores, em uma terra distante, havia uma colméia diferente das demais. Tudo nessa colméia era muito bem organizado, limpo

Leia mais

CURSO ON-LINE PROFESSOR GUILHERME NEVES. Resolverei neste ponto o desafio que coloquei no site na semana passada.

CURSO ON-LINE PROFESSOR GUILHERME NEVES. Resolverei neste ponto o desafio que coloquei no site na semana passada. Olá pessoal! Resolverei neste ponto o desafio que coloquei no site na semana passada. Fiquei muito feliz com o respaldo que essa questão teve. Virou até tópico do Fórum Concurseiros. http://www.forumconcurseiros.com/forum/showthread.php?t=274909

Leia mais

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA?

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? Projeto Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro tem como tema o meio ambiente em que mostra o homem e a destruição da natureza,

Leia mais

Meu filho, não faça isso

Meu filho, não faça isso Meu filho, não faça isso Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja

Leia mais

O pato perto da porta o pato perto da pia o pato longe da pata o pato pia que pia

O pato perto da porta o pato perto da pia o pato longe da pata o pato pia que pia PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ==================================================================== TEXTO 1 O PATO 01- De acordo com o

Leia mais

As 12 Vitimas do Medo.

As 12 Vitimas do Medo. As 12 Vitimas do Medo. Em 1980 no interior de São Paulo, em um pequeno sítio nasceu Willyan de Sousa Filho. Filho único de Dionizia de Sousa Millito e Willian de Sousa. Sempre rodeado de toda atenção por

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

Aula 4 Deus quer uma família

Aula 4 Deus quer uma família Escrituras a serem estudadas: Gênesis 12:1-3, Gênesis 13:14-16, Gênesis 15:4-6, Gênesis 18:19, Gênesis 22:1-18 Notas do Professor A família é uma base muito importante para a fé cristã por uma razão principal:

Leia mais

Colorindo Missões. Para obter este recurso em português e em outras línguas, visite: www.colorindomissoes.blogspot.com.br

Colorindo Missões. Para obter este recurso em português e em outras línguas, visite: www.colorindomissoes.blogspot.com.br Colorindo Missões Olá irmãos! É com felicidade que apresentamos a vocês a revista Colorindo Missões, uma revista totalmente gratuita de atividades para crianças, que tem como objetivo ensiná-las, de forma

Leia mais

Não acredito! Está quase chegando! Só faltam

Não acredito! Está quase chegando! Só faltam Domingo Não acredito! Está quase chegando! Só faltam algumas semanas para as férias! Sabe o que isso significa? Chega de Escola Monstro! Chega de professores e livros! Chega de ter que sair para assustar

Leia mais

Vá para a página 1 para ter um exemplo

Vá para a página 1 para ter um exemplo Curumatara: de volta à floresta é um livro jogo, ou seja, uma história em que o leitor é o personagem principal e pode decidir o que dizer e fazer a cada página. Esse personagem é uma criança de dez a

Leia mais

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto 1 Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto eram também os únicos que passavam horas a ler, nos tempos

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. Trabalho Avaliativo Valor: 30 % Nota: Minhas Férias Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro

Leia mais

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo.

Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Capítulo um Meu espelho mágico deve estar quebrado Tenho um espelho mágico no porão e vou usá-lo. Jonah está com as mãos paradas em frente ao espelho. Está pronta? Ah, sim! Com certeza estou pronta. Faz

Leia mais

SAMUEL, O PROFETA Lição 54. 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil.

SAMUEL, O PROFETA Lição 54. 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil. SAMUEL, O PROFETA Lição 54 1 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil. 2. Lição Bíblica: 1 Samuel 1 a 3 (Base bíblica para a história o professor) Versículo

Leia mais