CIA DA REPUBLICA "OORIA-GERAL DA UNIAO Federal de Controle Interno ..' , ' ... f: I."', "090 I. Doc.._ f

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIA DA REPUBLICA "OORIA-GERAL DA UNIAO Federal de Controle Interno ..' , ' ... f: I."', "090 I. Doc.._ f"

Transcrição

1 ,, ONG REC ' CIA DA REPUBLICA "OORIA-GERAL DA UNIAO Federal de Controle Interno, '... f: I."', "090 I Doc.._ f

2 : ::,"..' '. ~.'.,....-.:-..;..., "-... '. At. '., PRESIDENCIA DA REPUBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIA.O SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATORIO DE A(:AO DE CONTROLE N / , BRASILIA - DF BrasiliaJDF 17/Fey12006 f~pi2~;~~~rsf I FIs.-NE () 02! - - '... I [loco 090 I e '.

3 Pagina Z fndice 1 - INTRODUC;AO. 2 - ANTECEDENTES IRREGULARIDADES CONSTATADAS 1-REALlZAC;AO DE PAGAMENTOS A SI PROPRIA E FAMILIARES POR PARTEDA 10 DlRETORA-GERAL DO CESPE II - PAGAMENTOS POR PRESTA<;OES DE SERVI<;OS, SEM AMPARO LEGAL, JUSTIFICATIVA NOS AUTOS E COMPROVANTES DA PRESTA<;Ao DE SERVI<;OS, 16 BENEFICIANDO PESSOAS FisICAS, inclusive DlRETORES DO CESPE E FAMILIARES/PARENTES 111- GESTAo IRREGULAR DE SUPRIMENTO DE FUNDOS 44 IV - IRREGULARIDADE NA ORGANlZAC;Ao E FUNCIONAMENTO DO CESPE, 53 DANDO OCASIAo A INSTALA<;Ao DE INTERESSES PRIVADOS V - PAGAMENTOS EFETUADOS A El\IPRESAS POR PRESTA<;OES DE SERVI<;OS, REALIZA<;Ao DE EVENTOS E FORNECIMENTO DE REFEI<;OES, SEM QUE CONSTEM DOS PROCESSOS AMPARO LEGAL, REQUISI<;Ao FUNDAMENTADA, 66 LICITA<;Ao OU JUSTIFICATIVAS PARA SUA DISPENSAIINEXIGIBILIDADE, E COMPROVA<;Ao DE RECEBIMENTO DO OBJETO VI - IRREGULARIDADES NO RELACIONAMENTO DO CESPE COl\1 FUNDA<;OES DE 77 APOIO, FAVORECENDO INTERESSES PRIVADOS VII - UTILIZA<;Ao DO IPAD, POR PARTE DO CESPE, PARA V1ABILIZAR AQUISI<;OES E CONTRATA<;OES SEM LICITA<;Ao E SEM RESPALDO 116 OR<;AMENTARIO, INCLUSIVE DE INTERESSE DO DEPARTAMENTO DA policia RODOVIARIA FEDERAL E policia MILITAR DO DF VIII - REALIZA<;Ao DE PAGAMENTOS IRREGULARES, SENI RESPALDO OR<;AMENTARlO E PREVIO EMPENHO, COM UTILIZA<;Ao DE ARTIFiCIO 137 CONTAmL - EVENTO IX- UTILIZA<;Ao DO CESPE E FUNDA<;OES DE APOIO PARA DAR SUPORTE A 143 CONTRATA<;AO SEM LICITA<;Ao POR PARTE DA COMPANHIA DOC..\S DO PARA X - INDICATIVOS DE FAVORECIMENTO DE SERVIDORES E PRESTADORES DE SERVI<;OS EM CONCURSOS PlmLICOS PROMonDOS PELO CESPE. 146 INDICATIVOS DE RISCOS E PREJUjZOS NAS OPERA<;OES DO CESPE XI - FRACIONAMENTO DE PAGAMENTOS A PESSOAS FISICAS DANDO MARGEM A 166 SONEGA<;Ao DE TRIBUTOS E CONTIUBUI<;OES 4 - CONCLUSAO Missiio da SFC: "Zelar pela boa e regular aplicacao dos recursos publicos." ~ -(~"""'f~"".~,.~._ -'"?cr'~_., ~''",' J RQS no 201/2007 ~SF 'I CPI. ONGs. i. ~ N0-fB-t.-. RAC-N CEfpE.~c Doc, ,..._~ _-"To'11I

4 Pagina INTRODUCAO j -~ ;~ -.:,; -, presente Relat6rio trata de analise realizada em atendimento arequisicao contida no OFICIO N 231/05-GAB LRlPRDFfMPF, de 13/10/2005, da Procuradoria da Republica no Distrito Federal, objeto da instauracao do Processo n" / no ambito da Controladoria-Geral da Uniao, em continuidade aos trabalhos destinados a dar suporte a procedimentos de competencia daquele Parquet, consubstanciados no Relatorio de Acao de Controle n / Versao Preliminar, e seus Anexos, juntados ao Processo n , diante do comprovado cometimento de irregularidades por parte dos Gestores do Centro de Selecao e Promocao de Eventos (CESPE), da Fundacao Universidade de Brasilia Exames foram procedidos por esta Controladoria objetivando avaliar quanta a ocorrencia de irregularidades na gestae de recursos federais por parte dos responsaveis pela Fundacao Universidade de Brasilia, notadamente do Centro de Selecao e de Promocao de Eventos - CESPE, considerando as constatacoes consignadas no Relat6rio de Ac;ao de Controle n / Versao Preliminar, e seus Anexos, com base em analise complementar da docurnentacao apreendida inicialmente, assim como nos elementos documentais e arquivos em meio magnetico apreendidos ou formalmente disponibilizados e sistemas corporativos disponibilizados para consulta Para melhor cornpreensao, 0 significado das pnncipais siglas empregadas neste Relat6rio eapresentado a seguir: Instituicoes Publicas/Privadas Objeto Central dos Exames a) FUB - Fundacao Universidade de Brasilia (tambern UNB ou UnB); b) CESPE - Centro de Selecao e Promocao de Eventos, Unidade Gestora , vinculada a Fundacao Universidade de Brasilia; c) HUB - Hospital Universitario de Brasilia, unidade hospitalar mantida pela FUB; d) SRHIFUB - Secretaria de Recursos HumanoslFUB, mantenedora das bases de dados disponibilizadas a esta Controladoria pela DRPIDF; e) IPAD - Instituto de Planejamento e Apoio ao Desenvolvimento Tecnologico e Cientifico sediado em Recife/PE, grande beneficiario de pagamentos do CESPE e objeto de irregularidades consignadas neste Relat6rio; f) FINATEC - Fundacao de Empreendimentos Cientificos e Tecnologicos, se apresenta como "fundacao de apoio" afoo, acerca da qual foram constatadas irregularidades; g) FUBRA - Fundacao Universitaria de Brasilia, se apresenta como "fundacao de apoio a FUB, acerca da qual foram constatadas irregularidades; h) FAHUB - Fundacao de Apoio ao Desenvolvimento Cientifico e Tecnologico do Hospital da Universidade de Brasilia, se apresenta como "fundacao de apoio" a FOO, acerca da qual foram constatadas irregularidades; i) FEPAD - Fundacao de Estudos e Pesquisas em Adrninistracao e. Desenvolvirnento, se apresenta como "fundacao de apoio" afoo, acerca da qual foram constatadas irregularidades; j) PMDF - Policia Militar do Distrito Federal, cujo Comando Geral (QCG) e Unidades Operacionais foram beneficiadas por procedirnentos irregulares praticados pelo CESPE, com a colaboracao do IPAD, constat ados no transcorrer dos trabalhos'i'rqs~o'20i/2007'~'sf CPI. ON~~.' " -----~-:_=~~---:---~-_: _i-.::=:...- {j(} "i Missiio da SFC: "Zelar pela boa e regular aplicacao lim recursos publicos." l Fis. N0 ~ ~.. RAe-N" OOl9<l.D tes~r-~0'-9-0-' Doc. ~, _f. I l,

5 Pagina-t h) DPRFIMJ... Departamento de Polfcia Rodoviaria Federal do Ministerio da Justica, cuja Administracao Central e Unidades Regionais foram beneficiadas por procedimentos irregulares praticados pelo CESPE, com a colaboracao do IPAD, constatados no transcorrer dos trabalhos; e i) DPFIMJ - Departamento de Polfcia Federal do Ministerio da Justica, beneficiado por procedimentos irregulares praticados pelo CESPE, constatados no transcorrer dos trabalhos Sistemas Corporativos Utilizados para Subsidiar os Exames a) SIAFI - Sistema Integrado de Adrninistracao Financeira do Governo Federal, rnantem registros contabeis dos atos de gestae orcarnentaria, financeira e patrimonial das Unidades Gestoras-UG, em particular da UG CESPE, foco central <los nossos exames; b) SlAPE - Sistema Integrado de Administracao de Recursos Humanos do Governo Federal, mantem os registros pessoais, funcionais e remunerat6rios dos servidores ocupantes de cargos/funcoes publicas no ambito das Instituicoes Federais de Ensino, em especial do Orgao Fundacao Universidade de Brasilia, tendo sido consultado tarnbern sob 0 c6digo Todos os Orgaos do SlAPE; c) CNPJ/SRF - Cadastro Nacional de Pessoas Juridicas da Secretaria da Receita Federal, do Ministerio da Fazenda, utilizado para pesquisas necessarias ao esclarecimento dos fatos pertinentes ao relacionamento das Entidades referidas no item com empresas contratadas e seus socios/adrninistradores; d) CPF/SRF - Cadastro de Pessoas Fisicas da Secretaria da Receita Federal, do Ministerio da Fazenda, utilizado para pesquisas necessarias ao esclarecimento dos fatos pertinentes as pessoas fisicas envolvidas; e) DIRF - Declaracao do Imposto Retido na Fonte, e a declaracao feita pela Fonte Pagadora, destin ada a informar a Receita Federal 0 valor do imposto de renda retido na fonte, dos rendimentos pagos ou creditados, acessivel para consult a no CPF/SRF, quanto aos anos-base de 1999 a 2004; d) RENAVAM - Registro Nacional de Veiculos Automotores, utijizado para pesquisas necessarias ao esclarecimento dos fatos associados a propriedade de veiculos objeto de despesas constatadas na documentacao objeto dos exames; e) INFOSEG - Sistema Nacional de Integracao de Inforrnacoes em Justica e Seguranca Publica, da Secret aria Nacional de Seguranca Publica do Ministerio da Justica, utilizado para cruzamento de inforrnacoes com os demais Sistemas Corporativos, sobretudo para evidenciar a existencia de relacoes de parentesco entre os envolvidos; f) CNIS - Cadastro Nacional de Informacoes Sociais, e a base de dados nacional que contern inforrnacoes cadastrais de trabalhadores empregados e contribuintes individuais, empregadores,. vinculos empregaticios e rernuneracoes, adrninistrado pela Empresa de Tecnologia e Inforrnacoes da Previdencia Social - DAT APREY; e g) INTERNET (Interconnected Networks}- Rede mundial de cornputadores, hospedeira de sitios das Entidades referidas no subitem e programas de busca utilizados para pesquisa de inforrnacoes aduzidas neste Relat6rio Agentes de Controle/Fiscaliza~ao/lnvestiga~ao a) PRDF - Procuradoria da Republica no Distrito Federal, Parquet demandante da acao de controle cujos resultados encontram-se consignados neste Relat6rio i RQS no 201/ SF -C~~~I' ~ CPI I! Mi,,', '" SFe,."',,, p<b boo «<"",,,.plio<', d" ","n" p",';,,,_". ~ -m. NO \. ~J Rile-N" 00' <) CEip~ '_ I ~ DOc.,~ ~~...1.

6 ,.. f: "":'. " ~....':;.".. Pagina 5 ) \ J. b) DRPIDF- Delegacia da Receita Previdenciaria no Distrito Federal, Unidade da Secretaria da Receita Previdenciaria do Ministerio da Previdencia Social responsavel pelos exames antecedentes que fundamentararn a acao de controle demandada pela PRDF; c) CGU Controladoria-Geral da Uniao, responsavel pelos exames; e d) TCU Tribunal de Contas da Uniao, expediu determinacoes reiteradamente descumpridas pela FUB e CESPE, acerca da contratacao direta de pessoal, sem concurso publico ou licitacao Os trabalhos foram realizados nas Sedes da Controladoria-Geral da Uniao, da Procuradoria da Republica no Distrito Federal e da Delegacia da Receita Previdenciaria, em Brasilia, nos periodos de 31OUT2005 a 16DEZ2005 e 30JAN2006 a 17FEV2006, em estrita observancia as normas de auditoria aplicaveis ao Servico Publico Federal. ~ Foi realizada selecao por arnostragem de registros orcamentarios, financeiros e contabeis relacionados a Unidade Gestora CESPE, sob responsabilidade da ex Diretora Geral daquele Centro, ROMILDA GUIMAR.AEs MACARINI, assim como nas capias de documentos e arquivos magneticos apreendidos nas dependencias do CESPE, FUBRA, FINATEC, IPAD e nas residencias de ROMILDA. GUIMARAES MACARINI, ANDRE VIEIRA MAC ARINI, AUGUSTO PINTO DA SILVA NETO, RAIM1JNDO COSMO DE LIMA FILHO, CREA ANTONIA DE ALMEIDA FARIA, MARCO ANTONIO PINHO WERNECK RODRIGUES, JOARDO ANTONIO DE DEUS PASSOS E SAMUEL FARIA DE ABREU. ; 1.6. Foi realizada analise quanta it existencia de vinculacao entre os agentes publicos responsaveis pelo CESPE e pela FUB e os integrantes do corpo dirigente de fundacoes de apoio e entidades que mantiveram relacionarnento direto/indireto com 0 CESPEIFUB, e com empresas/prestadores de servicos contratados ou subcontratados pela Direcao daque1e Centro presente Relatorio, em complemento ao Relatorio Pre1iminar citado no item 1.1, copia anexa, apresentara uma sintese dos fatos irregulares constatados e a conclusao desta Controladoria acerca da gestae do CESPE e da FUB Relacionamos a seguir, inforrnacoes extraidas das bases de dados institucionais da FUB e do SIAFI, que permitem identificar a dirnensao da docurnentacao e recursos sob exame: Montante Ccral de Pagamentos fcitos pelo CESPE/FUB Pessoas fisicas - titulos diversos>. 49~N g~...l(~~j9tb ~~n mn~fim~ri9st:::jf9... $} ' ,91 'cornspondrnlr ao periodo de oilo anos I' meio (janriroll996 a jwlhoi200~) a qui' 51' refer-em os rrgislro. dispon.ibilizados pela FUB. pagarnrnlos por services prestados, boisas I'. reembolsos. Missfio da SFC: "Zclar pela boa e regular aplicacao dos recursos publicos." RAe-N

7 ... ~. -,.: : '..., '".,....:. Pagina 6. Maiores beneficiaries de pagamentos do CESPElUnB* No periodo de 01101/2001 a 22/ ".;.;.;.;.'.:.:... ::~::::lllllj ; ;j~~~:~~ 111!!j~:IIIIIIII~:IiTw ;. OOOOOOOOOOO BANCO DO BRASIL SA (com lista de credores) , INST. DE PLANEJAMENTO E APOJO AO ,99 DESENVOLVIMENTO TECNOLOGICO E CIENTIFICO- IPAD FUNDACAO EMPREENDIMENTOS CIENTIFICOS. E TECNOLOGICOS- FINATEC , CJ TRIPS PASSAGENS E TURISMO LTDA , FUNDACAO UNIVERSITARIA DE BRASILIA ,62 FUBRA XEROX COMERCIO E INDUSTRIA LTDA , DEPARTAMENTO DE POLlCIA RODOVIARIA ,84 FEDERAL CENARIOS E CENAS CONSULTORIA ASSESSORIA ,96 E PLANFJAMENTO LTDA - P&G CENOGRAFIA BANCO DO BRASIL SA (UsIa de credores) , EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E ,56 TELEGRAFOS FUNDACAO UNIVERSIDADE DE BRASILIA - FUB , IMPRENSA NACIONAL , EMPRESA BRASILEIRA DE ,02 TELECOI\IUNICACOES 14. SA EMBRATEL VARIG S A VIACAO AEREA RIO GRANDENSE , FUNDO DE 11\IPRENSA NACIONAU EXEC.ORC ,80 FINANC D + 3 PRODUC;:OESARTISTICAS LTDA , RADIOBRAS - EMP.BRASI LEI RA DE COJ\IUNIC.-\CAO S/A , XEROX COJ\IERCIO E INDUSTRIA LTDA , FILIAL TELEBRASILI.-\ - BRASIL TELECOM SfA , GABINETE CULTUR.-\ SIC LTDA ,52 2~893687oo VOETUR CARGAS E ENCOI\IENDAS LTDA , GRUPO NOVO DE CINEI\IA E TV LTDA , H. MULTPAPER OISTRIBUIDORA DE I'APEIS ,04 LTOA.-I\IULTPAPER REAL SEGlJROS S.A. n , DIGISELO BRASIL COM ERCI.-\L1ZA<;:..\O DE PRODUTOS GR. \FICOS DE SEGURANC;:A LTOA ,37 - I\IE PETROLEO BRASILEIRO S A PETROBRAS , POLlCEN"fRO TECNOLOGIA OA INFORI\IACAO SA , FUNJ)O DE MELIIORIA DA GESTAO PUBLlC.-\ DA SECRETARIA DE ESTAOO DE GEST..\O ,68 ADI\JlNISTRATJ". \ DO DF - PRO-(;ESTAO 13323i74oo016.J 30. naiiia SECRET..\RJ.\ DA,ml\JlNJSTRACAO , HOSPITAL UNI\,ERSITARIO DE 8RASILIA - JIlin , ESTUDIO R.B.. LTDA ,64 Total ,70 Fonte: SIAFI Beneficiaries que receberarn pagamentos acima de RS OtHl,OO, acrcscidos do HUB e Estudio RB Ltda, dada a proximidade do valor referendal esripulado Dados Ccrais da Unidade Gestora 154U79-C SPE, no SlAY) Total de beneficiaries: Total de ordens bancarias: Valor total das nrdens bancarias: R Missiio da SFC: "Zelar pela boa e regular aplicacao dos recursos~publicos." RQS no 201/2007. SF!. CPl ONGs 1. ~ i~,.. - ~.. RAC-N" "r0069-J CES"E DoC ;

8 .".: Pagina Este Relat6rio absorve.atualiza e detalha os fatos irregulares consignadosno Relatorio de A~ao de Controle / Preliminar e seus Anexos, no tocante aos seus Capitulos I a VIII) alem de demonstrar 0 cometimento de novas ilegalidades por parte dos envolvidos, conforme Capitulos IX a XI. -, 2. ANTECEDENTES 2.1 Por intermedio do OFicIO N 079/05-GABfLRJPRDFIMPF, de 28/04/2005) da Procuradoria da Republica no Distrito Federal, foi noticiada a existencia de solidos indicios de irregularidades administrativas, constat ados do exame de docurnentacao do Centro de Selecao e Prornocao de Eventos (CESPE) da Universidade de Brasilia, apreendida mediante autorizacao judicial, com 0 objetivo de arrecadar provas de crimes, relacionados em especial a sonegacao fiscal) supostamente praticados no ambito do CESPE, para analise por parte dos auditores da Secretaria da Receita Previdenciaria no Distrito Federal. Relatorio Preliminar - Conclusoes 2.2 Da analise efetuada pela CGU n(,l documentacao do CESPE apreendida e em poder da Delegacia da Receita Previdenciaria no Distrito Federal, na base de dados disponibilizada, em meio magnetico, pela Secretaria de Recursos HumanoslFUB aquela Delegacia, e ainda em registros extraidos dos Sistemas SIAFI, SlAPE, CPF, CNPJ e INFOSEG, assim como pesquisas realizadas na INTERNET, concluiu pela ocorrencia de irregularidades.cometidas pela enrao Diretora-Geral e unica Gestora indicada no Rol de Responsaveis da Unidade Gestora CESPE, ROMU,DA GUIMARAES MACARINI, matricula SlAPE , CPF , conforme transcrito a seguir: "3. J. Evidencia-se 0 cometimento generalizado de irregularidades em prejuizo do Erario, do interesse publico, dos principios constitucionais, Iegais e normativos que regent a gestiio da coisa publica, as quais remontam valores superiores aos indicados neste Relatorio. 3.J.J Verificacdo do acervo documental apreendido constatou a ausencia de processos referentes a pagamentos realizados ao IPAD e as fundacoes de apoio FUBRA e FINA TEe. assim como qualquer evidencia documental da comprovada prestaciio de services. 3.J.2 Xo SIAFI, os valores pagos as pessoas fisicas, a titulo de "services prestados ". encontram-se descontadosdo IRRF e ISS, retidos pelo CESPE. indicaudo necessidade de apuraciio especial para determinar os valores brutos efetivamente pagos, procedimento dificultado pelos artificios contabeis utilizados 110 ambito do Unidade Gestora J54079 CESPEUNB. Missao da SFC: "Zelar pela boa e regular aplicacao dos recursos publicus."

9 Pagina As notas jiscais apreendidas no CESPE tendo como destinatario 0 IPAD niio correspondem ao montante de recursos que aquela Entidade recebeu do CESPE,nem se pode assegurar que, a despeito de ilegais, os bens foram fomecidos e os services efetivamente prestados Dado 0 volume de documentos apreendidos, tal analise se deu na extensiio necessaria afundamentacdo das constataciies contidas neste Relatorio, ndo espelhando, portanto, a total dimensiio do dano causado ao Erorio e das irregularidades praticadas, ou suas ramificacoes nas fundacoes de apoio e demais entidades,publicas e privadas, mencionadas neste Relatorio Conforme evidenciado, as irregularidades se processaram em todos os setores e atividades do CESPE objeto dos exames, incluindo a apropriaciio indevida de recursos publicos, os indicativos de manutenciio de caixas "2" (CESPEj e caixa "3" (nas fundaciies de apoio e no IPADj, alem de despesas realizadas sem ampara e observdncia aos requisitos legais, em prejuizo do Erario e do interesse publico PorJim, hit indicios de co-responsabilidade dos Dirigentes da Fundaciio Universidade de Brasilia - FUB, que estabeleceram ilegalmente estrutura organizacional do CESPE com funcoes niio amparadas em lei Em face dos exames realizados, relacionamos resumidamente, a seguir, as irregularidades constatadas e montantes envolvidos, valendo ressaltar que os valores sdo aqueles efetivamente evidenciados. Por se tratar de sucessiio de irregularidades ajetas a 11m mesmo montante de recursos, 1100 etecnicamente viavel totaliza-las. Constataciio Pt/1!ina 1- Realizacao de pagamensos a si propria e familiares por parte da Dire/ora- Geral do CESPE Pagilla 07 II - Pagtunentos por prestd)iio de services, sent amparo legal, justlficanva 1I0S autos e comprovantes da prestacao de services, beneficiando pessoas fisicas, inclusive Dire/ores do CESPE e familiares/parentes Paeina 10 III - Gestiio irregular de Suprimento de Fundos Pdgina 15 - Conclusiies Montante Irregularidade (RS) Diante do exposto, trata-se da realitaciio de ,00 pagamentos COlli recursos publicos federais, por parte da Diretora-Geral do CESPE, a ela propria e seus parentes, sent. amparo legal, conduta iucompativel com os principios de legalidade, impessoalidade e moralidade, que regem a Administraciio Publica (arl 37, caput, da Constituicdo FederalllJlJ). Trata-se da colltrajafljo, pela Diretora-Geral do /1.262,91 CESPE, de pessoas fisicas, dela propria e de seus parentes. setn amparo legal, pag".f diretamente pelo proprio CESPE, sob a forma de "serviens prestados", "balsas" e "reembolsos", conduta incompative! com os principios de. legalidade, impessoalidade e moralidade. que regem a Administraciio Publica (an. 3 7, caput, da Constituicao Federal/Sk). Novamente observa-se que a condutu -irregular da 2-15.'f10,fJ() Dire/ora-Gaul do CESPE e dos agentes publicos supridos na gestiio irregular de recursos pnblicos, dade a extrema liberalidade na emissiio tie ordens bancarias para suprimento de fundos a pessoas.. flsicas sem vinculo COlli a. lcb"illiftrafdo Publica. ate o descumprimento de dispositivos legais. em prejui:a Ii tronsparencia 'I"e deve nortear os atos administrotivos. Os Dirigentes da Fundacdo L'niversidade de Brasilia I IV - Irregularidade 110 Organizacao e Fnnciona-mento do CESPE - FUR estabelerum ilegalsnente estrutura Pagilla 23 amparadas em lei, S<io."::~f!iiL /2007. SF organizacional do C ')PE com /tl1lflies niio RQS ~r}~l..., L ONGs 009 Missao da SFC: "Zelar pela boa e regular aplicacao dos recursos publicus. ~ -.FIStN RAe-N 001') ~ jfspe.: -./' ~ Do[.._... ono_

10 ., j Constattlfiio Conclusdes Montante Pa1!ina Irregularidade (R$) v - Pagamentos Efetuados a Empresas As despesas relacionadas demonstram a extrema ,31 por prestllfoes de servicos, reali'l.liftlo liberaliddde com qlle l'mj utilizalulo os recursos de eventos e fomecimento de refeifoes, publicos arrecadados pela Unidade Gestora sem que cons/em dos processos CESPE/UNB, descunlprindo reiteradamente amparo legal, requisiftjo tlisposifoes da legisloftlo federal que regula as fundamentada; licitllftjo Oil licitafoes e contra/os para aquisiftlo de justiflcativas para su«bens/prestaftjo de servico«no Sdor PUblico. dispensa/inexigibdidade, e comprovacdo de recebimento do objao Papina 2& VI - Irregularidades No Relacionamento Consoante a legislaftjo citada; sdo ilegais: ,26 do CESPE com 0 [PAD e Fundacses de Apoio, Favorecendo Interesses a) a colltrataftjo das fllndafoes de apoio e1lqual1jo Privados participarem de sua administraciio dirigentes/servidores da Fundacso Universidade de Pagina 34 Brasilia - FUB; b) 0 exercicio da administrafao das fundafoes de apoio por parte de servidores, docentes ou ndo; e c) 0 pagamento cia remunerllfao correspondente ao regime de Dedicllfdo Exclusiva aos docentes que participam do corpo dirigente cias fulldllfoes de apoio. A irregularidade do relacionamento do CESPE com as fundafijes de apoio e IPAD decorre das ilegalidades evidenciadas e da ndo demonstracdo dos cruerios objetivos que motivaram a escolha dessas Entidades, uma vez que os dispositivos legals que autorizam a dispensa/inexigibilidade niio sao aplicaveis quando desacompanhados de justificativas de fornecedor e preco que asseguretn qlle esta sendo obtida a proposta mais vantajosa para a FUR Considerando de permanece obscura a efetiva destinaaio de RS ,27, torna-se imprescindivel viabilizar-se 0 acesso Ii documentaciio que esclareca os fatos, a qual deve encontrar-se arquivada lios fundacoes de apoio beneficiadas com os recursos. "II - Utilizacdo do [PAD, plit parte do A irregularidade do relacionamento do CESPE e 0 CESPE, para Viabilizar Aquisicoes [PAD Testa demonstrada lias evidencias Sent Licitacdo e Sem Respaldo apresentadas, 110 montante de RS ,07. No Orcamenuirio, inclusive de interesse ental/to, considerando que permanece obscura a do Departamento da Policia destinacao de RS ,92, torna-se Rodovuiria Federal e Policia Militar imprescindivel viabilizar-se 0 acesso Ii documentactio dodf que esclareca os fatos, a qual pode estar arquivada Pagilla 38 em outras dependencies da Fundaciio Eniversidade de Brasilia ou 110 proprio IP.W..nil - Realizacdo de Pagamentos A 11m contexto de irregularidades ja demonstradas , 5.1 Irregulares, Sem Respaldo acresce 0 descaso pew legiswfao que rege a Orcamenttirio e Previa Empenho, com execuciio orcamentdria e financeira 110 ambito da Utilizacao de Artificio Couttibil Administracao PUblica, prevista; em especial, na Lei Evento ,, e 110 Decreto n" / Com relaciio aos fatos e situacoes noticiados a Controladoria-Geral do Unxio pela Procuradoria da Republica 110 Distrito Federal, procede 0 enteudimeuto quanto 00 cometimento de IRREGULARJDADES no ambito do Centro de Sclqiio e PromOr(10 de Eve~llos - CESPE, da Flllldafoo Ullil'ersidade de Brasilia - FUB, collsoall/e e.\p'. e!j~~:~uw... _,,"._,..~ =, DFlelD N Oi9/05-GABLRiPRDFlMPF. de , ass;m como 110 li?#obj('jhi20l/2007 SF Pre/iminar de Audiloria Fisca/ Previdellciaria, dalado de , produzida pia COirn '.ONGs Missiio da SFC: "Zelar pela boa e regular aplica~iio dos recursos publicus. h RAC-N~ l)U ,l - =-Ol.D...

11 "j' ".: "".~. Pagina 10. de auditores da Delegacia da Receita Previdenciaria/Dli, da Secretaria da Receita Previdenciaria-SRPIMPS". 2.3 Considerando a gravidade das irregularidades constatadas, 0 Juiz Federal Substituto da 12 a - Vara - Secao Judiciaria do Distrito Federal, expediu mandados objetivando busca e apreensao de documentos e arquivos magneticos nas dependencias do CESPE, FUBRA:, FINATEC, IPAD e nas residencias de. ROMll..DA GUIMARAES MACARINI, ANDRE VIEIRA MACARINI, AUGUSTO PINTO DA sava NETO, RAlMUNDO COSMO DE LIMA FaHO, CREA ANTONIA :DE ALMEIDA FARIA, MARCO ANTONIO PINHO WERNECK RODRIGUES, JOARDO ANTONIO DE DEUS PASSOS E SAMUEL FARIA DE ABREU, os quais foram cumpridos no dia 18/10/2005. i.> 2.4 As constatacoes do presente Relatorio consignadas nos Capitulos I a VIII sao decorrentes dos resultados ja registrados no Relatorio Preliminar e seus Anexos, acrescidos de aditamentos, quando cabivel. Quanto aos Capitulos IX em diante, os seus Anexos integram 0 presente Relatorio. 3 IRREGULARIDADES CONSTATADAS 1- REALIZACAO DE PAGAMENTOS A SI PROPRIA E FAMILIARES POR PARTE DA DIRETORA-GERAL DO CESPE 3.1. Realizacao de pagamentos a si propria e a seus parentes/agregados, a titulo de prestacao de services, reembolsos por despesas realizadas (inclusive contas telefonicas residenciais/celulares e outras despesas particulares) e bolsas de iniciacao ao trabalho, assim como indicios de favorecimento a outros seus parentes e de outros servidores do CESPE e da Fundacao Universidade de Brasilia - FUB Sequer restam demonstrados, nos autos apreendidos que formalizaram os pagamentos irregulares, quaisquer criterios legais/tecnicos que sustentassem a escolha das referidas pessoas fisicas e os valores pagos, ou mesmo qualquer comprovante da efetiva prestacao dos services Foi procedida.. nova depuracao.dos pagamentos realizados por ROMILDA GUIMARAES MACARTNI a si propria e a seus parentes/agregados a titulo de prestacao de s: services, reembolsos por despesas realizadas (inclusive. contas.'telefonicas. residenciais/celulares e outras despesas particujares) e bolsas de iniciacao ao trabalho. Foram identificados, alern da propria Dirigente, outros 24 parentes/agregados que se beneficiaram de pagamentos do CESPE durante sua gestae: r. ;i P~~\?c. flig;;a~tils p;;gjffijcirl~ Qu~nt......s I.A...AA..F...~.~.2... (.. M..,...}.;l...?..~... Cl'agt!iS Ni&i~limjjASEONB». Jt1~-i9tHa).. ",,~..' $~Af'I.... ~ Romilda Guimarar, Macarinl - I>ir..tora-Cera A Andre Yieinl-l\lacarini - Marido 1.1.1A.l Andre Guimar:ir' Macarini - Filho 1.1.1A.2. Cintia Guimarar, l\bnrini -}'jlba 1.1.1A.2.-\ Andre Fabiano Vh'ia"j Pinheiro - Marido de Cintia Cuimar:irs Macarini, Cenro ~ ~ ~ /2/19 13 l~f7il ,91 5.6~ , ,09 Missao da SFC: "Zclar pela boa e regular aplicacao dos recursos publicus. n JFI~.Jl~--Ol1. RAC-N t t - C1SPE. ~ z..: '.,' 090 I)nc ~"-~~~ ' _.,,.

12 Pagina 11 j Maria Milza Santos Gubnaries - Irma Raul Santos Guimaries - Innao Ru Santos Guimaries - Innao Urbano Santos Guimaries - Innio Luiz Carlos Santos Guimaries - Irmao Vasco Guimaries de Oliveira - Sobrinho Ridalva Guimaries de Oliveira - Innil }(alia AdrialUl Guimaries de Oliveira da Silva Sobrinha Erika Lilian Guimaries Rodri uez - Sobrinha DaliJa Dantas Guimaraes - Sobrinha I Fernando Dantas Guirnaries - Sobrinho " Milian Marise Carneiro Guimaries - Mullier de Fernando Dantas Guimaries, Sobrinho Eric Carneiro Guimaraes - Filho do Sobrinho Leonardo Carneiro Guimariles - Fillto do Sobrinho Fernanda Carneiro Guimariles - Filha do Sobrinho A Armando Lopes Martins - Marido de Lidia Dantas Guimaries Martins, Sobrinha Leandro Guimaries Martins - Filho de Lidia Dantas Guimaraes Martins, Sobrinha /1/ , / , , S / , , / , , / ,00 J.441,oo , , / , , / , /10/ , , mI , , , , )0t49 18/2/ , , /3/ , , ml , , , , / , , /8/ , /4/ , , ,4 Luiz Carlos Dantas Guimariles - Sobrinho /6/ , ,00 8 TOTAL , , (I) Pagamentos realizados no periodo de janeiro/1996 a junhol2oo4, valores brutos em reais, sem desconto de IRRFIISS, conforme consla da base de dados disponibilizada pela Secretaria de Recursos Humanos/FUB it Delegacia da Receita Prevideneiarta/Df' (2) Pagamentos registrados no Sistema SIAFI, no periodo de janeiro12001 a novembrol2005, valores em reals, conforme extrarao de dados procedida por esta Equipe, Os valores registrados como pagamentos a titulo de prestacao de services euconrram-se deduzidos de IRRFIlSS, consoante sistematica adotada pela Unidade Gestora CESPE no periodo considcrado. COMPROVAc;:Ao DE PARENTESCO PENDENTE - RELATORIO PRELIMINAR Com o.acesso a base de dados do CNlS foi possivel identificar duplicidade de registros da Sea. Ridalva Cuimaraes de Oliveira, urn dos quais continha seu nome de solteira, Ridalva Santos Cuimaraes, constando COIllO filha de Antonia Santos Guirnaraes, sendo, portanto, irma da Diretora-Geral do CESPE. ' A contratacao indiscriminada de parentes resta compravada no exemplo exposto e nas ocorrencias registradas no Capitulo I do Relat6rio Preliminar de Acao de Controle, anexo a este Relat6rio. Observando-se 0 periodo decorrido e a intensidade dos pagarnentos, constatou-se a manutencao de vinculo de natureza constante por mais de 30 meses consecutivos (valores em reais): Romilda Guimaraes Macarini Dalila Dantas Guimaraes Raul Santos Guimaraes M'Cdtar-;~~~m/ '.MlIiofPat~.. Data i...~~ B~:FU0;J":.1 1\1eilio\Ylll6r..P~~f#.uliiJllo<.:.'. rmes.mf~m>paojniciill PMtl) 59 3, , ,08 30/ /1lI Katia Adriana Cuimaraes de Oliveira da Silva Andre Fabiano Viviani Pinheiro ,85 1, ,25 to()o,oo 30/1/2001 1/ Mirian Marise Carneiro Guimaraes ,33 2, ,34 750,00 18/1/ / Maria MilIa Santos Guimaraes ,70 0, , ,00 16/1/2001 8/ Fernanda Carneiro GuimaracS" ,80 1, ,07 750,00 10/ /11/2005 Cintia Guimaraes Macarini ,93 1, , ,34 211/5/ Leonardo Carneiro Guimaracs 25,462,24 1, ,95 632,00 18/1/ Erika Lilian Guimaraes Rodri uel ,72 1, , ,00 10/6/ /8/2005 Fonte: SIAFI (pagamentos por Ordem Bancaria - OB realizados no periodo lit, 0l/01/2001 OJ 22111/20(5) RAC-N" 00 I J et Doc._.Q.~ 0..",:~,..:::'''':''~...l'''''''...~...,,.,,,_.

13 J-.,-". ~-.., :~:~o':<:o_:{i :;~P_~~ <~:':;fi~f,1t;-:.,...,... Pagina Os exames procedidos no SIAFI demonstram que ROMILDA GUIMARA.ES MACARINI recebeu os pagamentos sob comento ate a sua exoneracao do cargo de Diretora Geral do Centro (14/11/2005). Segue relacao dos pagamentos recebidos em 2005: :~~i:~~i:t:~ggwi! f.~g~1a g.ij j~mt SACADAS t:::~~::~yq~_!p.:t#:r~tt: g~~.!!htlft:::lif:t:ffil:~#.:8m!~~t~~:l:r:iir:rttlr:i(fc:l::::/:::ir)::::;:(:: -, -} :, I UG GESTAO NUMERO TIP<> DATA VALOR LISTA Jan , Jan05 865, Jan , Jan05 277, Jan , Jan05 208, Jan , Jan05 54, Jan05 129, E:ev , I1Fev , Fev05 973, Fev05 o' 723, Fev , Fev05 351, Mar05 865, Mar05 203, Mar , lmar , Mar , OlAbr , Abr05 865, Abr05 203, Abr , Abr05 332, Abr , Abr05 277, Abr05 394, Mai , Mai05 629, Mai , IlMai05 865, IBMai05 203, Mai , Jun05 129, Jun , Jun05 971, Jun05 195, Jun , Jun05 277, ~ Jun , Jun , Jun05 277, Jun05 277, Jul05 971, Jul , I1Jul05 13Jul05 20Jul05 555, , , ' Ago , llago05 971, llago , lAgo05 203, Ago05 703,76 00J21,,2"'L~"_~_...,".o,_ Ago Set05 Missao da SFC: "Zelar pela boa e regular aplicacao dos recursos publicus." RAe-N ~ ! 2.335,08 ~p~ no 201/2007. SF 203,43 (PI:, ONGs FIS7"N0 013 CESPE.:....'.

14 " ~..:';.",,,"' Pagina '-iijtmmy»t4i9.gp SACADAS..,: UG GESTAO NUHERO TIPO DATA VALOR LISTA Set , Set05 801, Set , Set05 203, Set05 203, Set , OUt , OUt05 801, OUt , OUt , OUt05 574, out , o7novo , Nov05 801, lonov , llnov , Observa-se que no rnes de outubro/05 a Diretora-Geral do CESPE se autoconcedeu R$ ,92 a titulo de servicos prestados ao Centro. Somente no periodo de 01 a 11/11/05, a Diretora-Geral realizou pagamentos a si propria no montante de R$ ,64. No periodo de 39 dias ROMILDA MACARINI, utijizando-se da condicao privilegiada de Dirigente do Centro e estabelecendo, ela propria, 0 valor a receber, apropriou-se do equivalente a 7,65 vezes a rernuneracao bruta mensal do Cargo de Direcao CD-4 que exercia (R$ 3.080,50) Da relacao destacamos, por relevante, a Ordem Bancaria 20050B904563, de 17/06/2005, como exemplo dos pagamentos irregulares autoconcedidos pela Diretora-Geral do CESPE:. SIAFI2005-DOCUMENTO-CONSULTA-CONOB (CONSULTA OlUlEM BANCARIA) _ 27/06/05 09:19 USUARIO : HARCIAPE DATA EMISSAO 17Jun05 TIPO OB: 13 NUHERO 20050B UG/GESTAO EMITENTE: / CENTRO DE SEL. E DE PROMOCAO DE EVENTOS-C BANCO 001 AGENCIA: 1607 CONTA CORRENTE FAVORECIDO / BANCO DO BRASIL SA BANCO 001 AGENCIA: 1607 CONTA CORRENTE BANCO DOCUHENTO ORIGEM /15257/2005NP NUMERO BANCARIO RE PROCESSO /05 INVERTE SALDO : NAO VALOR 4.676,15 IDENT. TRANSFER. LISTA CREDOR 2005LC OBSERVACAO DATA SAQUE BACEN: 20/06/05 pagt(). D... FOI.HA 298'-06/05 LC 1373; '....i..i..... SERVICO. PRESTADO.COH CONSULTORIA TECNICA PARA REALIZACAOoOCONCURSO DO ANTJ~(t I~ B TJCZ" PROVAORAL ; -;..., }.:.:" EVENTO INSCRICAO 1 INSCRICAO 2 CLASSIF. 1 CLASSIF. 2 V A LOR NEOOOOI , ,15 LANCADO POR : SANDRO UG : Jun05 18:03 PFl=AJUDA PF3=SAI PF4=ESPELHO PF6=DETALHA LISTA PFI2=RETORNA _ SIAFI2005-DOCUHENTO-CONSULTA-CONOB (CONSULTA ClUlEM BANCARIA) _ 27/06/05 09: 22 USUARIO : HARCIAPE' PAGINA 1 UG/GESTAO EMITENTE: / CENTRO DE SEL. E DE PROHOCAO DE EVENTOS-CE NUMERo LC: FEC. NUHERO OB: SEQ. CREOOR/FAVORECIDO DOHICILIO BANCARIO VALOR SITUACAO /3603/371635X 4.676,15 Missiio da SFC: "Zclar pela boa e regular aplicacao dos recursos publicos.".. '-n_..... _. j ijllc no '~n~,11007 CPI.: -QNGs RAe_N J~E~~. 4 _. SF 01 II. 090 DOc._->;.--..lt.:..-!

15 '"'.'".. ':::.:.-~; -.' ) \ ;' \.J SIAP'I2005-DOCUMENTO-CONSULTA-CONOB (CONSULTA ORDEH BANCARIA)---,:-:::-:::-=:::-::-:: /06/05 0~:22 USUARIO : HARCIAPE CREDOR 07608~18187 TITULO TITULOREDUZIDO BNDERECO ROMILDA GUIMARAES MACARINI ROMILDA KACARINI SQN 107 BLOOD I APT. 201-PLANO PI LOTO - ASA NORTE-FONE 34~-646~. CEP: MUNICIPIO ~701 - BRASILIA SIMPLES: NAO OPTANTE OF DF - DISTRITO FEDERAL roto EXCLUSIVO POR OBO: NAO PAIS BRASIL TELEFONE FAX MOTIVO: CREDOR UTILIZADO NO EXERCICIO DE 1996 PARAMETRO CONTROLE SITUACAO-SRF : REGULAR DATA DA SITUACAO 05Jan05 ALTERADO POR: ISHAR UG : DATA 14Fev96 PF1=AJUDA PF3=SAI PF6=DOMICILIO PF12=RETORNA Em exames complementares da documentacao apreendida foi constatada a existencia de volume intitulado "ANDRE FABIANO PROPOSTASIFICHAS CONTRA TOICONTRATOS ASSINADOS e Relatorio ARQUIVO". Trata-se de propostas e services de ANDRE FABIANO VIVIANI PINHEIRO, CPF , genro de Romilda Guirnaraes Macarini, Diretora-Geral, por ela contratado como prestador de services sem quaisquer das justificativas ou fundamentos previstos na Lei n 8.666/93. Observa-se nas capias extraidas a diversidade e ate a ausencia de objeto nos instrumentos, apesar de ja constar Termo de Compromisso assinado por ANDRE VIVIANI: Documento Data Obieto ValorfRS) Contrato S/data Projeto diploma dos formandos do Institute Rio Branco do Curso de 2.300, Mestrado em Dinlomacia Contrato S/data Consultoria pedag6gica e avaliacao de portfolios (nao espcciflca a 900, destinacao) Contrato S/data Projeto de cr iacao de identidade visual TJ-AM 5.200, / Contrato S/data Nao consta objcto 2.612, / Contrato S/data Projeto de sinalizacao: sinalizacao inte rna; sinalizacao extcrna (totcn); 2.600, / adesivamento das portas (nao esnecifica a dcstinacao) Contrato S/data Nao consta objeto 5.289, / Contrato S/data Reforma da logomarca, manual de uso da logomarca, identidade visual, 7.003, oo.l82 papel timbrado, cartao, pastas, envelope, cracha e blocos de anotacocs (nao cspecifica a dcstinacao) Contrato 16/03/03 Assistcnte de Coordcnacao (em Salvador/Bn) 750,00 INSS-2003 Contrato S/data Criacao. de identidade visual do 1 0. Forum "Sucicdude.. Poder e , / Mercado", cuntcndo os seguintes item: rriar;ao da logomarca, ilustracao sequcncial, identidade visual, pruposta de patrocinio/montagem) Contrato sind Assistente de Coordcnacao - Concurso Companhia de Sancamento de 350,00 Sergipe Contrato Sldata Nao consta objeto 8.073, / Total da Amostra UI()J,64 RQS no 201/2007 " SF! -~--~:-:--;~~-;--"""';"""";------:--;:----::--;- --:-:-:":'-=- t--~cpi ~ ONGs RAC-W OOIYO.V06Y '~~o~ Doc.. i 090

16 Pagina Com os artificios contabeis utilizados pelo CESPE para a realizacao de pagamentos diretos e indiretos aos beneficiaries, conforme registrado no Capitulo vm deste Relatorio, a amostra traduz parcialmente 0 montante dos valores pagos de forma irregular. Tampouco se pode assegurar que a relacao apresentada encerra 0 quantitativo de parenteslagregados contratado ilegalmente. Desta forma, sao considerados ilegais todos os pagamentos efetuados pela Diretora-Geral do CESPE a seus parentes e agregados. CONCLUSOES: Trata-se da realizacao de pagamentos com recursos publicos federais, por parte de ROMILDA GUIMARAES MACARINI, ex-diretora-geral do CESPE, a si propria e parentes/agregados, valendo-se de facilidade que the proporcionava a qualidade de Co Gestora e Diretora daquele Centro para lograr proveito pessoal e de seus familiares, conduta incompativel com os principios de legalidade, impessoalidade e moralidade que regem a Adrninistracao Publica (art. 37, caput, da Constituicao FederaI/88) Conforme relatado nos Capitulos VI e VII deste Relatorio, ROMILDA GUIMARAES MACARlNI recebeu pagamentos com recursos do CESPE tarnbern por interrnedio de fundacoes de apoio e entidades sem fins lucrativos (IPAD). Missao da SFC: "Zelar pcla boa c regular apli~a~ao dos recursos publicus." : RQS no 201/lu07 - SF, 1 CPL~ ONGs I ~..,..""..,.,...

17 ~.. ') Pagina Io..,.,~ j ) II - PAGAMENTOS POR PRESTACOES DE SERVICOS,SEM AMPARO LEGAL, JUSTIFICATIVA NOS AUTOS E COMPROVANTES DA PRESTACAO DE SERVIeos, BENEFICIANDO PESSOAS FisICAS, INCLUSIVE DIRETORES DO CESPE E FAMILIARESIPARENTES 3.2 Realizacao de pagamentos a titulo de prestacaode services, reernbolsos por despesas realizadas (inclusive contas telefonicas residenciaislcelulares e outras despesas particulares) e bolsas de iniciacao ao trabalho a pessoas fisicas, com evidencias de favorecimento a grupo restrito de individuos, caracterizando manutencao de vinculo funcional que contraria 0 art. 37, II, da Constituicao Federal e as disposicoes da Lei n 8.112/90, apesar de reiteradas determinacoes do TCD, a exemplo das Decisoes Plenarias nos 720/99, 893/99 e 514/ Mapa de Lotacao produzido pelo proprio CESPE, datado 04/10/04, demonstra a manutencao remunerada de 308 prestadores de services (entre servidores ativos e inativos, bolsistas e outras pessoas fisicas) em carater permanente para atendimento ao funcionamento do Centro, gerando despesa mensal da ordem de-r$ ,00, sem ingresso mediante concurso publico ou mesmo existencia de cargo publico que suporte 0 exercicio de suas atividades. Ressalte-se a manutencao, somente no CESPE, de 10 advogados, ao custo mensa I de R$ , Alem dos custos fixos, constata-se a realizacao sistematica de pagamentos irregulares de horas extras, 13 0 salario e descanso remunerado (equivalente a rernuneracao de ferias) a prestadores de service e bolsistas, caracterizando relacao de emprego Dentre a documentacao apreendida no CESPE, foram encontrados Expedientes versando sobre pagamento a prestadores de service mantidos irregularmente por outros setores da Fundacao Universidade de Brasilia, a exemplo de: Documento/ Data MEMO.LabPAM N 0123/2002, de 06/01/03 MEMO.LabPAM N 012-1/2002, de 06/01/03 MEMO. LabPAM N 012-1/2002, de 06/01/03 Folha Numero de Controle , con tendo terrno de cornprornisso datado de 16/ Emitente Objeto/observacoes Prof. Bartholomeu T. Pagamento antccipado a Bartholomeu Torres Trocoli, Coordenador do Trocoli por servicos prestados ao LabPAM no LabPAM mes de janeirol2oo3. Prof. Bartholomeu T. Pagamento antecipado a Cristiane Faiad de Trocoli, Coordenador do Moura e Patricia Fagundes Caetano por servicos LabPAM prestados ao LabPAM no rnes de janeiro/2003. Prof. Bartholomeu T. Pagamento a quatro pessoas flsicas por services Trocoli, Coordenador do presrados ao LabPAl\1 no mes de dezembro. LabPAM Jose Miranda Sobrinho Conrratarao de Jose Miranda Sobrinho para trabalhar como jardineiro na manutencao dos jardins da Casa de Niemeyer, no periodo de 21/7 a 20/8/2002 Valor (RS) 2.000,00 600,00 2S0,OO -160,00 j) '." r ~..-;, u ""2Ii",..,.,:...,..~li.'''''''.~''''.. " RAe-N lXJ52 Doc. _

18 Pagina 17 ) Documento/ Data MEMO. CPCE 009/00, de 14/01/00 Emitente Pro! paulo Jose Cunha Diretor do CPCE Objeto/observacoes Valor (RS) Solidta proceder 0 pagamento dos prestadores 8.510,00 de service-que menciona, os quais executaram efetivarnente as tarefas previstas para mes de janeir0f2000. Acrescenta: "Os recursos para tal estdo previstos na Conta do CPeE". ";. MEMO/CEPCI, de 24/01100 Prof" Marisa Maria Brito da Justa Neves - Psicopedagogia - Secretaria IPlUnB Do Anexo consta que 0 periodo de referenda e de "01 a ". Alem do proprio Diretor do CPCE (RS ). figuram como beneficlarios 01 senidor e 09 outras pessoas fisicas, qualificadas como "free lancers" pelo Di~ente. Solicita pagamento do 13 saltirio referente a 2.878,00 presta~oes de services realizados no ano de ao n curso de Psicopedagogia Clinica e Institutional oferecido pelo Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento. Alem da propria signataria (RS 696,00) figuram outros 04 nrestadores de servico/bolsistas Total ms) Pagamento de hora extra a "bolsistas" Documento/ Data COMUNlCADO N 172/2004, de 03/08/04 Emitente Rosalina Pereira - de Atendimento Gerente Objeto/observacoes Valor (RS) Pagamento de horas extras a bolsistas 2.395,00 encarregados do Nucleo de Atendimento ao Candidate (services prestados pagos como bolsa) Considerando que ficou cornprovada a realizacao, por parte da ex-diretora-geral do CESPE, de pagarnentos a si propria e a farniliares, parentes e agregados, procedernos levantamento processual objetivando identificar quaisquer criterios legais/tecnicos que sustentassem a escolha e os valores pagos aos prestadores de service do CESPE. Nada constava dos autos examinados que sustentasse os pagamentos realizados, inexistindo qualquer comprovante de efetiva prestacao dos services, seja atestados expedidos pelo proprio CESPE, notas fiscais de servicos (autonomos), ou qualquer produto conexo aos services prestados. Nao constam da documentacao arrecadada comprovantes da efetiva prestacao de services por parte dos beneficiados As inforrnacoes apresentadas a seguir foram extraidas da base de dados mantida pela SRH/FUB, disponibilizada a DRPIDF em atendimento ao Termo de Intirnacao para Apresentacao de Documentos - TIAD datado de 04/ Dernonstrarn concentracao de pagamentos a urn numero reduzido de individuos, dentre os quaisfigurarn os Diretores do CESPE. parentes da Diretora-GeraJ, servidores dafub, inclusive docentes subrnetidos ao regime de Dedicacao Exclusiva e dirigentes de fundacoes de apoio (valores em reais): MONTANTE GERAL DE PAGAMENTOS FEITOS PELO CESPE/FUB PESSO;\S l-isicas - TITULOS DIYERSOS.. } 2~.~.~,~.~~n _..~~~.._~,~! ~_~~,2.~_...c.. _..,!~.~.~7.~f,?~~~ J..67 ~91 ~~ ;c~;~;~j~()~d;~t;'-;~i;~ri;;d;;~d; ~it;;;~~;'~ - ;;i~ (f;~;i; ~)i996 ;-I~~h ~hoo 4) ;--II,ll~ se referem os registros disponibilizados pela FUB Missao da SFC: "Zelar pela boa e regular aplicacao dos recursos publicus." RAC-W a ~_li.,--,,-. _ DOll

19 Pagina 18 MONTANTKACIMADER.$ ,00 EMPAGAMENTOS FEITOS PELO CESPEIFUB - TITULOS DIVERSOS ) MONTANTE PAGO AOS CEM MAJORES BENEFICIARIOS PELO CESPEIFUB - TiTULOS DIVERSOS ;;;;;;:;;;;;;;=:::;~~:::;;;;;;;;;;;;;:;;;;51 ~I'II; ttl ;i:l!!l":i!iii"i!'j~!;;;!;:~!~:'~'!:;;:::;/:;:;:;:ji!li!lrrltllill; L=" }~.~1.. ~~:.1P.:!.~.!~.!,.1 _ ~.~Z:.PJ:,:?!I!,,"''''''''= ~h1p,.~11~ Observa-se que os recursos auferidos pelo CESPE convergiram para urn grupo restrito de pessoas fisicas. as vinte principais beneficiaries, encabecados pela Diretora-Geral do CESPE, sornam R$ ,91 em pagamentos recebidos no mesmo periodo Considerando a materialidade dos pagamentos, foram selecionadas para verificacao amostra1 no Sistema SIAFI vinte e cinco pessoas fisicas dentre os maiores beneficiaries, em especial servidores e ex-servidores da Fundacao Universidade de Brasilia, Diretores do CESPE e seus parentes, cujos resultados encontrarn-se ao anexados Relatorio Preliminar Constatou-se que foram realizados pagamentos a titulo de "prestacao de services", "bolsas" e "reembolsos", entre janeiro/1996 e junho/2004, a 57 dos atuais ocupantes de Cargos de Direcao da FUB :.. Servidor Funcao Total(RS) 1. ROMILDA GUlMARAES MACARINI CD-4 - NOME ADO ,62 2. FRANCISCO JOSE DANTAS CD-4 - DESIGNADO IH.057,29 3. SAAfiJEL FARIA DE ABREU CD-4 - DESIGNADO ,50 4. MAURO HENRIQUE DE CASTRO CD-4 - DESIGNADO ,83 5. MARIA NADJE MOURA CARVAUlO COST A CD-4 - DESIGNADO ,59 6. IRAN JUNQUEIRA DE CASTRO CD-4 - DESIGNADO ,80 7. VIVIANE VIEIRA COUTINHO SABINO CD-4 - DESIGNADO ,50 8. WEGliSSON MEDEIROS FERREIRA CD-4 - DESIGNADO ,62 9. EDUARDO TADEU VIEIRA CD-4 - DESIGNADO , ANGELAUMA CD-4 - NOMEADO , EVERALDO ANASTACIO PEREIRA CD-4 - DESIGNADO , ARNALDO CARLOS ALVES CD-4 - DESIGNADO , ERASTO FORTES MENDONCA CD-4 - DESIGNADO , ROBSON FIGUEIREDO CUNHA CD-4 - NOME ADO , CESAR AUGUSTO TIBURCIO SILVA CD-4 - DESIGNADO , JOSE FLAVIO SOMBRA SARAIVA CD-4 - DESIGNADO 49,647, SONIA NAIR BAO CD-4 - DESIGNADO , RODRIGO JOSE DEPAULA E SLLVACAETANO CD-4 - NOME ADO , FRANCISCO JOAQUIM DE SOUSA CD-4.- DESIGNADO , MARCIO ALVES CABRAL CD-4 - NOMEADO , ALEXANDRE lima CD-4 - DESIGNADO , JOAOUIM ARNOLDO PIMENTEL PINHEIRO CD-4 - DESIGNADO , REYNALDOFELIPETAREUlO CD-4 - DESIGNADO 40.~00,OO 24. SYLVIO QUEZADO DE MAGALHAES CD-3 - DESIGNADO , ANA MARIA CORSINI VELLOSO CD-4 - NOMEADO , LAURO MORHY CD-I-NOMEADO , ELANA RAMOS DE SOUZA CD--4 NOME ADO , ALOISIO CEZAR RABELO MACHADO CD-4 - NOME ADO , ERICOPAULO SIEGMAR WEIDLE CD-3 - NOME ADO 22.65, '-~' 30. THERESE HOFMANN GATTI RODRIGUES DA COSTA CD-3 - DESIGNADO 2U2Jl,~ O.... v I Missao da SFC: "Zelar pela boa e regular aplicacao dos rccursos publicus." - 201/luO?. SF CPI o,ongs.rac-n" Cl'flse~~ \ r )oac,~

20 :: '-.<,:.:, Pagina 19 -f ;>' Servidor Fun~3o TotaiCRS) 31. ERMELINA DA SILVA PAULA CD-4 - NOMEADO SUZETE VENTURELLI. CD-4 - DESIGNADO NILSON FRANCISOUINIBOTElHO CD-4 - DESIGNADO TANIA SCHMITT CD-4 - DESIGNADO NAIR AGUIAR DE MIRANDA CD-4 - DESIGNADO CLAUDIO BERNARDOPEDROSA DE FREITAS CD-4 - DESIGNADO HENRYK SIEWIERSKI CD-4 - DESIGNADO MARCUS FARO DE CASTRO CD-4 - DESIGNADO 9.720, NUBIA DAVID MACEDO CD-4 - NOMEADO 9.552, JOELPAULO RUSSOMANO VEIGA CD-4 - DESIGNADO 6.140, MARIO DINIZ DE ARAUJO NETO CD-4 - DESIGNADO 5.443, MARILUCIA ROCHA DE ALMEIDA PICANCO CD-4 - DESIGNADO U86, FERNANDO SOARES DOS SANTOS CD-4 - DESIGNADO 4.367, ERENI GONTLJO DE LIMA CD-4 - DESIGNADO 4.140, FERNANDO JORGE RODRIGUES NEVES CD-4 - DESIGNADO 3.640, NORAIROMEUROCCO CD-3 - DESIGNADO 3.563, MARIA APARECIDA GODOY SOLERPAJANIAN CD-4 - DESIGNADO 3.200, IVAN MAROUES DE TOLEDO CAMARGO CD-3 - DESIGNADO 2.850, JOSE WEBER HOLANDA ALVES CD-4 - DESIGNADO 1.553, HUMBERTO ABDALLA JUNIOR CD-4 - DESIGNADO 1.470, LUIS AFONSO BERMUDEZ CD-4 - DESIGNADO UOO,OO 52. RICARDO PEZZUOL JACOBI CD-4 - DESIGNADO 1.360, TIMOTHY MARTIN MULHOLLAND CD-2 - DESIGNADO 900, LUCIANO CESAR PIRES CD-4 - NOMEADO 800, MARCAL DE OLIVEIRA NETO CD-4 - DESIGNADO 600, LUZIA MARIA DIAS CARNEIRO RODRIGUES CD-4 - DESIGNADO 480, ROSANA ANDREA COSTA DE CASTRO CD-4 - NOMEADO 90,00 TOTAL ,87 Fonte: base de dados SRHIFUB - Centro de Custo Sistema SlAPE - Dados Funcionais - FUB "Responsavel pela Contabilidade da FUB e CESPE No tocante ias inforrnacoes contidas no Relatorio Preliminar que fundamentou a geracao da relacao anterior, evidenciou-se que a base de dados fornecida pela SRHlFUB a DRPIDF contempla pagamentos realizados por outras Unidades Gestoras da FUB alem do CESPE. Exames complementares procedidos nos Sistemas SIAFI e SlAPE demonstraram que expressivo quantitativo de ocupantes de cargos de direcao e funcoes gratificadas da FUB recebeu pagamentos do.cespe entre janeiro12001 e abri1/2005. Mes de refcrencia Sistema SlAPE Ocupantes de CDIFG Total Reeeberam pagamentos do CESPE Perecntual de Beneficiaries Valores Pagos. (R$) DEZEMBRO/ ,26% ,.u ABRIL/ ,14% ,15 Fonte: SlAPE (meses dez/2001 e abr/20os) SIAFI (pagamentos realizados por ordem bancaria/iista de credorcs entre e 22/11/2005) Foi procedida atualizacao dos pagamentos efetuados pelo CESPE a ocupantes de cargos de direcao da FUB, no periodo de 01/ a 22/11/2005, com os seguintes resultados: 1. ROMILDA GUIMARAES MACARINI 2. SAMUEL FARIA DE ABREU 3.. FRANCISCO JOSE DANT AS CD NOMEADO CD DESIGNADO CD DESIG=,"ADO Missao da SFC: "Zelar pela boa e regular aplicacao dos recursos publicus.» RAe-N f~P1r-..., ;...;;,. DQc'~n _

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº

Leia mais

TAXA: OBSERVACAO TAXA DE COLETA DE LIXO 2009.

TAXA: OBSERVACAO TAXA DE COLETA DE LIXO 2009. SIAFI2009-DOCUMENTO-CONSULTA-CONNE (NOTA DE EMPENHO) 17/11/09 13:56 USUARIO : MARIA ANGELA DATA EMISSAO : 23Jan09 NUMERO : 2009NE000001 UG EMITENTE : 160261-1 INSPETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS DO

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 08700.000687/2007-82 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

Número: 00213.000058/2010-38 Unidade Examinada: Município de Portel/PA.

Número: 00213.000058/2010-38 Unidade Examinada: Município de Portel/PA. Número: 00213.000058/2010-38 Unidade Examinada: Município de Portel/PA. Relatório de Demandas Externas n 00213.000058/2010-38 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 23087.000109/2007-14 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº : 00217.000181/2008-02 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA-REGIONAL DA UNIÃO NO ESTADO DE RORAIMA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA-REGIONAL DA UNIÃO NO ESTADO DE RORAIMA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA-REGIONAL DA UNIÃO NO ESTADO DE RORAIMA TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO Fls. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO N.º : 00218.000799/2008-54 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO NO ESTADO DE RONDÔNIA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO NO ESTADO DE RONDÔNIA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO NO ESTADO DE RONDÔNIA TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO UNIDADE AUDITADA : NÚCLEO ESTADUAL DO MINISTÉRIO DA SAÚDE/PE CÓDIGO UG : 250029 RELATÓRIO Nº : 189831 UCI EXECUTORA : 170063 Chefe da CGU-Regional/PE, RELATÓRIO

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº : 04600.001267/2008-71 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCI Nº. 003

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCI Nº. 003 INSTRUÇÃO NORMATIVA SCI Nº. 003 UCCI Unidade Central de Controle Interno SCI Sistema de Controle Interno Versão: 1.0 Aprovada em: 31/10/2011 Unidade Responsável: Unidade Central de Controle Interno I -

Leia mais

Número: 00190.010346/2010-14 Unidade Examinada: Município de Avanhandava/SP

Número: 00190.010346/2010-14 Unidade Examinada: Município de Avanhandava/SP Número: 00190.010346/2010-14 Unidade Examinada: Município de Avanhandava/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.010346/2010-14 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de Viagens

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de Viagens Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de 17/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1

Leia mais

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14 Leia-se:...Art. 1º DELEGAR COMPETÊNCIA e as responsabilidades decorrentes ao Superintendente Regional do DNIT nos estados de Goiás e Distrito Federal para Lavrar o Termo Aditivo de Prorrogação de prazo,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO UNIDADE AUDITADA : SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE DE ALTO RENDIMENTO CÓDIGO UG : 180009 RELATÓRIO Nº : 209307 UCI EXECUTORA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 25004.005767/2007-09 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

I ATOS E PORTARIAS DA DIREÇÃO DO FORO 1. Portarias

I ATOS E PORTARIAS DA DIREÇÃO DO FORO 1. Portarias PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE 1º GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DA BAHIA Boletim Interno Informativo Nº 186/2005 Salvador, 20 de outubro de 2005 (Quinta-feira). TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO Presidente:

Leia mais

Rua Ulisses Caldas, 81 - Centro - Natal/RN 59025-090 (55)xx84-3232-8863 www.natal.rn.gov.br

Rua Ulisses Caldas, 81 - Centro - Natal/RN 59025-090 (55)xx84-3232-8863 www.natal.rn.gov.br LEI Nº. 6.067, DE 11 DE MARÇO DE 2010. Altera a Lei Ordinária 5.711/06, que dispõe sobre a Organização Administrativa da Câmara Municipal do Natal, e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL Anexo IX MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL (PARA TOMADAS DE CONTAS ESPECIAIS QUE NÃO TRATEM DE RECURSOS REPASSADOS POR CONVÊNIO OU INSTRUMENTOS CONGÊNERES) RELATÓRIO DE TCE Nº 999/20XX

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO UNIDADE AUDITADA : MAPA/CONAB SUREG/PE CÓDIGO UG : 135285 RELATÓRIO Nº : 208220 UCI EXECUTORA : 170063 RELATÓRIO DE AUDITORIA Senhor Chefe da CGU - Regional/PE,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO CONTROLE INTERNO DO PODER LEGISLATIVO DE POCONÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O Presidente da Câmara Municipal de Poconé,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 25160.000544/2007-44 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003/DIR/2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003/DIR/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003/DIR/2013 ESTABELECE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA O PAGAMENTO DE SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOA FÍSICA, EM CARÁTER EVENTUAL, POR MEIO DE RECIBO DE PAGAMENTO A CONTRIBUINTE INDIVIDUAL

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 08297.001142/2007-01 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS

BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS Campus Floriano Teresina (PI), 31 de outubro de 2014. PORTARIA Nº001/2014, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2014. Designar os servidores Lázaro Miranda Carvalho, Professor do Ensino

Leia mais

EDUARDO BRAGA Governador do Estado

EDUARDO BRAGA Governador do Estado DECRETO N.º 24031, DE 26 DE JANEIRO DE 2.004 APROVA o Regimento Interno da SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO, ÉTICA E TRANSPARÊNCIA - SCI, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02/2015 - CD

RESOLUÇÃO Nº 02/2015 - CD Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado da Educação e da Cultura - SEEC FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE FUERN Conselho Diretor - CD Rua Almino Afonso, 478 -

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO Nº 07/2013 31 de julho de 2013

BOLETIM DE SERVIÇO Nº 07/2013 31 de julho de 2013 BOLETIM DE SERVIÇO Nº 07/2013 31 de julho de 2013 Campus Muriaé Av. Monteiro de Castro, nº 550, Barra Muriaé MG CEP:36.880-000 Página 1 PRESIDENTA DA REPÚBLICA DILMA VANA ROUSSEFF MINISTRO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO - RELATÓRIO DE AUDITORIA nº 009/2009 Página 1 de 8 SUMÁRIO EXECUTIVO

SUMÁRIO EXECUTIVO - RELATÓRIO DE AUDITORIA nº 009/2009 Página 1 de 8 SUMÁRIO EXECUTIVO SUMÁRIO EXECUTIVO - RELATÓRIO DE AUDITORIA nº 009/2009 Página 1 de 8 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO AUDITORIA INTERNA SUMÁRIO EXECUTIVO Tema: DESPESAS COM SUPRIMENTO DE FUNDOS NA

Leia mais

REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I

REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º A Auditoria Interna do IF Sudeste de Minas Gerais, está vinculada ao Conselho Superior,

Leia mais

COMPETÊNCIAS E DESAFIOS DO SECRETÁRIO DE FINANÇAS. Fernando Carlos Almeida

COMPETÊNCIAS E DESAFIOS DO SECRETÁRIO DE FINANÇAS. Fernando Carlos Almeida COMPETÊNCIAS E DESAFIOS DO SECRETÁRIO DE FINANÇAS Fernando Carlos Almeida A QUESTÃO Quais os compromissos do Secretário Municipal de Finanças com a gestão financeira moderna e responsável, com a execução

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA: Auditoria de Gestão EXERCÍCIO: 2010 PROCESSO: 00190-015345/2011-39

Leia mais

Folha de Pagamento (Analítica) Emitido em: MARÇO DE 2015

Folha de Pagamento (Analítica) Emitido em: MARÇO DE 2015 Unidade: FUNDEB - SAMBAIBA Departamento: 15.02.00.00 - FUNDEB - EDUCAÇÃO BÁSICA (40%) Lotação: 15.02.01.02 - FUNDEB ENSINO FUNDAMENTAL - CONTRATADOS Nº Matrícula : 00671 Servidor :ANA LUCIA BATISTA PEREIRA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO COORDENAÇÃO-GERAL DE AUDITORIA RELATÓRIO DE AUDITORIA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO COORDENAÇÃO-GERAL DE AUDITORIA RELATÓRIO DE AUDITORIA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO COORDENAÇÃO-GERAL DE AUDITORIA TIPO DE AUDITORIA : Auditoria de Gestão EXERCÍCIO : 2009 PROCESSO : 00181.000687/2010-82 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO PROCESSO Nº : 23000086135/2007-34 UNIDADE AUDITADA : CEFET/BAMBUI CÓDIGO UG : 153195 : BAMBUI RELATÓRIO Nº : 189721 UCI EXECUTORA : 170099 RELATÓRIO DE AUDITORIA

Leia mais

: Fundo de Garantia para Promoção da Competitividade - FGPC RELATÓRIO DE AUDITORIA

: Fundo de Garantia para Promoção da Competitividade - FGPC RELATÓRIO DE AUDITORIA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO CONTROLADORIA-REGIONAL DA UNIÃO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TIPO DE AUDITORIA : Auditoria de Gestão EXERCÍCIO

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO UNIDADE AUDITADA : CONAB SUREG/PE CÓDIGO UG : 135285 RELATÓRIO Nº : 190674 UCI EXECUTORA : 170063 RELATÓRIO DE AUDITORIA Chefe da CGU-Regional/PE, Em atendimento

Leia mais

Gestão de Suprimento de Fundos

Gestão de Suprimento de Fundos Suporte Institucional MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Gestão de Suprimento de Fundos Esta edição do Manual foi atualizada até 26/06/2014. Ministério Público Federal Procuradoria da República do Rio Grande

Leia mais

Número: 00190.004342/2013-31 Unidade Examinada: Município de Marília/SP

Número: 00190.004342/2013-31 Unidade Examinada: Município de Marília/SP Número: 00190.004342/2013-31 Unidade Examinada: Município de Marília/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.004342/ 2013-31 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.054, DE 29 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 29.10.2015 N. 3.763 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno Semef,

Leia mais

MINUTA DA RESOLUÇÃO DA COMISSÃO DE IMPLANTAÇÃO DAS 30 HORAS SEMANAIS DO CEFET-MG

MINUTA DA RESOLUÇÃO DA COMISSÃO DE IMPLANTAÇÃO DAS 30 HORAS SEMANAIS DO CEFET-MG MINUTA DA RESOLUÇÃO DA COMISSÃO DE IMPLANTAÇÃO DAS 30 HORAS SEMANAIS DO CEFET-MG Regulamenta o processo de implementação e avaliação da flexibilização da jornada de trabalho dos servidores técnico-administrativos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2013 Regulamenta o processo de implementação e avaliação da flexibilização para ajuste de jornada de trabalho

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2008 PROCESSO Nº

Leia mais

Recomendação Conjunta

Recomendação Conjunta Recomendação Conjunta OFÍCIO DO PATRIMÔNIO PÚBLICO E SOCIAL O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, por intermédio dos Procuradores da República signatários, no uso de suas atribuições legais e constitucionais,

Leia mais

Art. 1º - Fica aprovado o Regimento Interno da Central do Sistema de Controle Interno, anexo ao presente Decreto.

Art. 1º - Fica aprovado o Regimento Interno da Central do Sistema de Controle Interno, anexo ao presente Decreto. DECRETO N.º 961/08 De 01 de julho de 2008. APROVA O REGIMENTO INTERNO DA CENTRAL DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A PREFEITA MUNICIPAL DE VALE DO SOL, no uso de suas atribuições

Leia mais

03.01.01 Execução Orçamentária e Financeira

03.01.01 Execução Orçamentária e Financeira 03 Suporte Institucional 03.01 Gestão Orçamentária e Financeira 03.01.01 Execução Orçamentária e Financeira Manual de Normas e Procedimentos Anexo da Instrução de Serviço PR-PI/MPF nº 01/2014 Versão 1.0

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TOMADA DE CONTAS ANUAL AGREGADA TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 71000.002060/2007-90

Leia mais

I sob o enfoque contábil: Modelo de Projeto de Lei de Controle Interno Controladoria e Auditoria

I sob o enfoque contábil: Modelo de Projeto de Lei de Controle Interno Controladoria e Auditoria Modelo de Projeto de Lei de Controle Interno Controladoria e Auditoria Dispõe sobre a organização e a atuação do Sistema de Controle Interno no Município e dá outras providências. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA: Auditoria de Gestão EXERCÍCIO: 2010 PROCESSO: 00190-015347/2011-28

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2008 PROCESSO Nº

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 25106.000.849/2007-19 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº

Leia mais

Ref.: NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO DE 2009

Ref.: NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO DE 2009 Universidade Federal de Minas Gerais Pro - Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Departamento de Contabilidade e Finanças e-mail: dcf@dcf.ufmg.br Tel. (031) 3409-4102 1 OFÍCIO CIRCULAR DCF 028/2009

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

COMUNICADO SOBRE RESTOS A PAGAR

COMUNICADO SOBRE RESTOS A PAGAR COMUNICADO SOBRE RESTOS A PAGAR A SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA, no uso das atribuições que lhe outorga o inciso II, do art.114, da Constituição Estadual e considerando a autorização contida nos arts.

Leia mais

SERVIDORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO

SERVIDORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO SERVIDORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO A Assessoria de Gestão da Secretaria de Recursos Humanos torna pública a listagem dos servidores em Estágio Probatório e o período em que os mesmos deverão ser avaliados,

Leia mais

Universidade Federal da Bahia Escola de Administração da UFBA Núcleo de Pós-Graduação em Administração

Universidade Federal da Bahia Escola de Administração da UFBA Núcleo de Pós-Graduação em Administração EDITAL DE SELEÇÃO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TERCEIROS DE PESSOA FÍSICA A Fundação de Apoio à Pesquisa e à Extensão FAPEX, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, inscrita no CNPJ sob

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 10680.001801/2007-19 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO CÓDIGO UG : 170106 RELATÓRIO Nº : 208865 UCI EXECUTORA : 170113 RELATÓRIO DE AUDITORIA Chefe da CGU-Regional/MS, Em atendimento à determinação contida na Ordem de

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Fundo fixo. Estabelecer critérios e procedimentos para utilização de fundo fixo na COPASA MG.

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Fundo fixo. Estabelecer critérios e procedimentos para utilização de fundo fixo na COPASA MG. Pág. 1/5 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos para utilização de fundo fixo na COPASA MG. 2 Definições Para melhor entendimento desta norma, aplicam-se as seguintes definições: a) fundo fixo

Leia mais

Relatório Controle Interno 2º. Quadrimestre 2015

Relatório Controle Interno 2º. Quadrimestre 2015 Relatório Controle Interno 2º. Quadrimestre 2015 1. APRESENTAÇÃO Nos termos do artigo 74 da Constituição Federal, artigo 59 da Lei Complementar nº. 59, artigos 63 a 66 da Lei Complementar nº. 33, de 28

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO COORDENAÇÃO-GERAL DE AUDITORIA RELATÓRIO DE AUDITORIA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO COORDENAÇÃO-GERAL DE AUDITORIA RELATÓRIO DE AUDITORIA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO COORDENAÇÃO-GERAL DE AUDITORIA TIPO DE AUDITORIA : Auditoria de Gestão EXERCÍCIO : 2009 PROCESSO : 0912/2010 UNIDADE AUDITADA : Empresa

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : ACOMPANHAMENTO DA GESTÃO UNIDADE AUDITADA : FUB CÓDIGO : 154040 CIDADE : BRASILIA RELATÓRIO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CUNI Nº 024, DE 8 DE MAIO DE 2012 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS, no uso de suas atribuições

Leia mais

Número: 00224.000897/2010-27 Unidade Examinada: Município de Belo Horizonte/MG e Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e

Número: 00224.000897/2010-27 Unidade Examinada: Município de Belo Horizonte/MG e Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e Número: 00224.000897/2010-27 Unidade Examinada: Município de Belo Horizonte/MG e Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e Capacitação CAPACITAR. Relatório de Demandas Externas

Leia mais

DOAÇÃO DE MATERIAIS ADQUIRIDOS PELAS ASSOCIAÇÕES DE PAIS E MESTRES - APMS, ATRAVÉS DE CONVÊNIOS.

DOAÇÃO DE MATERIAIS ADQUIRIDOS PELAS ASSOCIAÇÕES DE PAIS E MESTRES - APMS, ATRAVÉS DE CONVÊNIOS. DOAÇÃO DE MATERIAIS ADQUIRIDOS PELAS ASSOCIAÇÕES DE PAIS E MESTRES - APMS, ATRAVÉS DE CONVÊNIOS. Capa: Francisco Mesquita DA/CEPAT JUL/2012 Página 1 ÍNDICE Apresentação Pág. 03 Encaminhamento de ofício

Leia mais

Execução de Despesa. DNT/SSSCI/SF Abril 2013

Execução de Despesa. DNT/SSSCI/SF Abril 2013 DNT/SSSCI/SF Abril 2013 Realização Secretaria da Fazenda Subsecretaria do Sistema de Controle Interno Departamento de Normas Técnicas Apresentação David Fabri Monique Junqueira Ferraz Zanella INTRODUÇÃO

Leia mais

Coordenação Geral de Tributação

Coordenação Geral de Tributação Fl. 19 Fls. 1 Coordenação Geral de Tributação Solução de Consulta Interna nº 23 Data 30 de agosto de 2013 Origem COORDENAÇÃO GERAL DE CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO E JUDICIAL COCAJ ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS RCC IJUCI/MG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SEÇÃO I DOS PRINCÍPIOS

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS RCC IJUCI/MG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SEÇÃO I DOS PRINCÍPIOS REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS RCC IJUCI/MG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SEÇÃO I DOS PRINCÍPIOS Art. 1º Este regulamento aplica os procedimentos e os princípios observados pelo Instituto

Leia mais

Boletim de Serviço Edição nº 11 - EXTRAORDINÁRIO

Boletim de Serviço Edição nº 11 - EXTRAORDINÁRIO PRESIDENTE DA REPÚBLICA DILMA ROUSSEFF Boletim de serviço - PROPA MINISTRO DA EDUCAÇÃO RENATO JANINE RIBEIRO REITOR NAOMAR MONTEIRO DE ALMEIDA FILHO VICE-REITORA JOANA ANGÉLICA GUIMARÂES PRÓ-REITOR DE

Leia mais

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL

JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL PLANO DE AUDITORIA DE LONGO PRAZO - 2014 a 2017 PLANO ANUAL DE AUDITORIA - 2015 COORDENADORIA DE AUDITORIA - CAUDI INTRODUÇÃO Submete-se à consideração a alteração do Plano de Auditoria de Longo Prazo

Leia mais

Formação dos integrantes do Conselho de Planejamento e Orçamento Participativos (CPOP)

Formação dos integrantes do Conselho de Planejamento e Orçamento Participativos (CPOP) Formação dos integrantes do Conselho de Planejamento e Orçamento Participativos (CPOP) Conceitos gerais de gestão pública: princípios e regras da administração pública, processos de licitação, contratos

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2007 PROCESSO Nº

Leia mais

LEI Nº 599/2011. Artigo 1 - As consignação Pública direta e indireta do Município de Novo São Joaquim são disciplinadas por esta Lei.

LEI Nº 599/2011. Artigo 1 - As consignação Pública direta e indireta do Município de Novo São Joaquim são disciplinadas por esta Lei. LEI Nº 599/2011 DISPÕE SOBRE AS CONSIGNAÇÕES EM FOLHA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEONARDO FARIAS ZAMPA, Prefeito Municipal de Novo São Joaquim MT faz saber

Leia mais

ESTADO DE RORAIMA GOVERNADOR DO ESTADO JOSÉ DE ANCHIETA JÚNIOR VICE-GOVERNADOR DO ESTADO FRANCISCO DE ASSIS ROGRIGUES

ESTADO DE RORAIMA GOVERNADOR DO ESTADO JOSÉ DE ANCHIETA JÚNIOR VICE-GOVERNADOR DO ESTADO FRANCISCO DE ASSIS ROGRIGUES ESTADO DE RORAIMA GOVERNADOR DO ESTADO JOSÉ DE ANCHIETA JÚNIOR VICE-GOVERNADOR DO ESTADO FRANCISCO DE ASSIS ROGRIGUES CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO DE RORAIMA Controladora Geral MARIA PERPÉTUA S. G. MAGALHÃES

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 22 21 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 206 - Data 11 de julho de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA RETIDO NA FONTE - IRRF REFORMA A SOLUÇÃO DE

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 23040.000699/2007-11 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

CERTIFICADO DE AUDITORIA Nº 001/2010

CERTIFICADO DE AUDITORIA Nº 001/2010 CERTIFICADO DE AUDITORIA Nº 001/2010 UNIDADES: Senado Federal Fundo Especial do Senado Federal - FUNSEN EXERCÍCIO: 2009 Examinamos os atos de gestão dos responsáveis relacionados às fls. 95 a 97 deste

Leia mais

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA RIBEIRO 5 ALEXANDRE FERREIRA DE MENEZES 6 ADALBERTO GOMES DA SILVA

Leia mais

PORTARIA CONJUNTA Nº 1, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2012

PORTARIA CONJUNTA Nº 1, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2012 PORTARIA CONJUNTA Nº 1, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2012 A SECRETÁRIA DE GESTÃO PÚBLICA E A SECRETÁRIA DE ORÇAMENTO FEDERAL DO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO E A CONSULTOR-GERAL DA UNIÃO DA ADVOCACIA-GERAL

Leia mais

Encerramento Exercício 2015 UNICON SUTESP SEFAZ-PI

Encerramento Exercício 2015 UNICON SUTESP SEFAZ-PI Encerramento Exercício 2015 UNICON SUTESP SEFAZ-PI Estrutura e Composição da Unicon UNICON UNIDADE DE CONTROLE CONTÁBIL EQUIPE Dalvani Soares Loureiro Lago Jenisvaldo Oliveira Rocha Kátia Patrícia Maria

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015 RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015 Ementa: Estabelece requisitos a serem observados para obtenção de apoio financeiro e/ou institucional junto ao CRMV-RJ. O - CRMV-RJ, no uso das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015.

LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015. LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015. DISPÕE SOBRE O SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DO MUNICÍPIO DE MORMAÇO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LUÍS CARLOS MACHADO PREFEITO MUNICIPAL DE MORMAÇO, Estado do Rio

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria de Comunicação Social Secretaria de Gestão, Controle e Normas Departamento de Normas

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria de Comunicação Social Secretaria de Gestão, Controle e Normas Departamento de Normas PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria de Comunicação Social Secretaria de Gestão, Controle e Normas Departamento de Normas NOTA TÉCNICA Nº 04/2012/DENOR/SGCN/SECOM-PR Brasília, 20 de abril de 2012. Referência:

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS RESOLUÇÃO N 137, DE 21 DE JANEIRO DE 2010.

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS RESOLUÇÃO N 137, DE 21 DE JANEIRO DE 2010. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS RESOLUÇÃO N 137, DE 21 DE JANEIRO DE 2010. Dispõe sobre os parâmetros para a criação e o funcionamento dos Fundos Nacional, Estaduais e Municipais

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 01350.000002/2007-76 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS)

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS) Sala B5 KFS ALEXANDRE DE ALMEIDA SILVA ALEXANDRE HENRIQUE DA ROCHA OLIVEIRA ALEXANDRE MIGUEL DE ALMEIDA PEREIRA ALEXANDRE SILVA FIGUEIREDO ANA CATARINA GOMES MOREIRA ANA CATARINA MARQUES GOMES ANA MARGARIDA

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS TIPO DE AUDITORIA : AUDITORIA DE GESTÃO EXERCÍCIO : 2008 PROCESSO Nº

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 1102/2011

PROJETO DE LEI Nº 1102/2011 PROJETO DE LEI Nº 1102/2011 EMENTA: ALTERA A LEI Nº 5981/2011, QUE DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA DAS ONG S, OSCIP S E DEMAIS ENTIDADES QUE RECEBAM RECURSOS PÚBLICOS NO ESTADO DO RIO

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO TIPO DE AUDITORIA : Auditoria de Gestão EXERCÍCIO : 2006 PROCESSO Nº : 00218.000087/2007-54 UNIDADE AUDITADA

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS

BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO AUDITORIA GERAL DO ESTADO BOAS PRÁTICAS NA APLICAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS APLICAÇÃO DE RECURSOS PÚBLICOS DE CONVÊNIOS

Leia mais

A INFLUÊNCIA DOS RESTOS A PAGAR NO ORÇAMENTO BRASILEIRO

A INFLUÊNCIA DOS RESTOS A PAGAR NO ORÇAMENTO BRASILEIRO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO INSTITUTO SERZEDELLO CORRÊA - ISC CÂMARA DOS DEPUTADOS CENTRO DE FORMAÇÃO, TREINAMENTO E APERFEIÇOAMENTO - CEFOR SENADO FEDERAL UNIVERSIDADE DO LEGISLATIVO BRASILEIRO - UNILEGIS

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO GERÊNCIA DE AUDITORIA TOMADA DE CONTAS ANUAL SIMPLIFICADA RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 18/2007/GEAUD/CISET/MD TIPO DE AUDITORIA : AVALIAÇÃO DE GESTÃO EXERCÍCIO

Leia mais

0281/15 São Paulo, 09 de fevereiro de 2015. Ao Instituto Brasileiro de Governança Corporativa - IBGC At.: Sr. Alexandre Tanaami

0281/15 São Paulo, 09 de fevereiro de 2015. Ao Instituto Brasileiro de Governança Corporativa - IBGC At.: Sr. Alexandre Tanaami Tel.: +55 11 3848 588o Rua Major Quedinho 90 Fax: + 55 11 3045 7363 Consolação São Paulo, SP - Brasil www.bdobrazil.com.br 01050-030 0281/15 São Paulo, 09 de fevereiro de 2015. Ao Instituto Brasileiro

Leia mais