Visão geral da Arquitetura de referência HP FlexFabric

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Visão geral da Arquitetura de referência HP FlexFabric"

Transcrição

1 Documento técnico introdutório Visão geral da Arquitetura de referência HP FlexFabric Construindo uma rede de centros de dados modernos e virtualizados Índice Introdução 2 Motivadores comerciais e tecnológicos para novas arquiteturas de centro de dados 2 Desafios atuais de design do centro de dados existente 3 Arquitetura de referência HP FlexFabric Construindo uma rede de centro de dados modernos e virtualizados 5 HP FlexFabric para uma rede ágil e econômica do núcleo à borda 6 Convergência de rede e consolidação de E/S 10 HP e F5 Networks acelerando o fornecimento de aplicativos 11 Conectando centros de dados dispersos geograficamente com vários usuários 11 Protegendo o centro de dados virtual 12 Protegendo o FlexFabric 12 Unificando o gerenciamento de rede física e virtual 14 A visão da HP para redes definidas por software 15 Resumo 16 Para obter mais informações 16

2 Introdução Novos modelos de implantação de software e arquiteturas de aplicativos estão transformando fundamentalmente o centro de dados. As demandas de virtualização de servidor, computação em nuvem e tudo como serviço (XaaS) estão alterando os fluxos de tráfego do centro de dados, aumentando as demandas de largura de banda e desempenho e introduzindo novos requisitos de orquestração de segurança e serviço. As redes de centro de dados existentes são simplesmente muito complexas, caras e rígidas para atender às necessidades do novo mundo sob demanda. O centro de dados virtualizado do futuro exige soluções de rede mais ágeis, eficientes e escaláveis. A HP acredita que os clientes devem adotar uma visão de longo prazo de modernização do centro de dados e perseguir estratégias que protejam e ampliem os investimentos existentes e reduzam as interrupções. Os clientes devem buscar abordagens que mantenham a continuidade como as práticas existentes de gerenciamento de armazenamento, servidor e rede e escolher soluções baseadas em padrões que evoluam corretamente para atender às necessidades de escalabilidade e desempenho que surgem. A HP oferece uma arquitetura de rede de centro de dados pronta para virtualização e flexível que requer bem menos dispositivos, interconexões, camadas e dispositivos separados. As soluções HP Networking aprimoram as operações de rede e aceleram o fornecimento de aplicativos e serviços; reduza os requisitos de espaço, energia, refrigeração e capital; e proteja os investimentos enquanto fornece uma base sólida para o futuro. Este documento técnico analisa as tendências do centro de dados e descreve as soluções da HP para criar redes de centro de dados avançadas econômicas que atendam às demandas em evolução de desempenho, confiabilidade e agilidade do século XXI. Motivadores comerciais e tecnológicos para novas arquiteturas de centro de dados Consolidação de centro de dados Para muitos clientes empresariais, o centro de dados é a empresa. Com aplicativos e serviços de missão crítica para fornecer uma base para as operações diárias e o fornecimento de serviços ao usuário final, o centro de dados deve oferecer disponibilidade excepcional e atender aos rígidos acordos de nível de serviço. Explorando a virtualização de servidor e o poder de computação de baixo custo, os clientes estão implantando cada vez mais aplicativos sofisticados em uma escala mais larga. Para reduzir a gigantesca complexidade e aprimorar as operações dessas implantações, os clientes estão buscando consolidar instalações fragmentadas e dispersas em locais centralizados em menor número. Esses novos mega centros de dados são fundamentalmente desafiadores no modo como as redes devem ser construídas. As redes de hoje devem ser projetadas para fornecer níveis muito mais altos de desempenho, escalabilidade e disponibilidade do que o esperado antes, a fim de atender aos acordos de nível de serviço (SLAs) e manter a continuidade das operações. Além de alto desempenho, essas redes de centro de dados devem se recuperar rapidamente de falhas relacionadas a hardware ou software e proteger contra vulnerabilidades de servidor, armazenamento, rede e aplicativo para ajudar no desempenho contínuo e reduzir as interrupções de serviço. Computação cada vez mais poderosa e escalável A adoção de servidores de processador com vários núcleos cada vez mais poderosos, de interfaces de largura de banda maiores e de blades de servidor está aumentando bastante a escala de implantações de centro de dados. Agora, milhares de máquinas virtuais podem ser implantadas em um único centro de dados para consolidar a infraestrutura e aprimorar as operações. Essas soluções em larga escala estão aumentando demasiadamente os requisitos de desempenho de rede no lado do servidor e em toda a rede estendida. Da mesma forma, a virtualização e as ferramentas vmotion/live Migration para mover servidores virtuais estão introduzindo fluxos de tráfego entre máquinas em altos volumes e afetando as práticas administrativas existentes, criando uma nova borda virtual que faz desaparecer os limites tradicionais entre a rede e a administração de servidor. Novos modelos de implantação e fornecimento de aplicativos Os modelos tradicionais de software e implantação de infraestrutura cliente-servidor estão dando lugar a novos modelos de fornecimento de serviço e arquiteturas de aplicativos que estão remodelando o centro de dados. Mashups Web 2.0, soluções de arquitetura orientada a serviço (SOA) e outros aplicativos federados estão sendo amplamente implantados para fornecer informações e serviços integrados, correlacionados a conteúdo e específicos de contexto aos usuários finais dentro da empresa e além dela. Essa implantações resultam em novos fluxos de tráfego que utilizam muita largura de banda no centro de dados e exigem conexões de servidor para servidor e entre servidores e de máquina virtual para máquina virtual de baixa latência e alto desempenho. Ao mesmo tempo, as iniciativas de computação em nuvem e XaaS estão introduzindo exigências de segurança e em nível de serviço mais rígidas e impulsionando os requisitos para uma infraestrutura mais ágil e dinâmica. 2

3 Megatendências de virtualização e nuvem As empresas estão adotando a nuvem para aumentar a agilidade dos negócios, reduzir despesas e acelerar a inovação nos negócios. A computação em nuvem redefine a forma como a empresa emprega e consome recursos e arquitetos de TI e gerencia redes de centro de dados. As redes de centro de dados hierárquicas convencionais criadas para suportar arquiteturas de TI em silo tradicionais não conseguem atender aos requisitos de segurança, agilidade e preço/desempenho de ambientes de computação em nuvem virtualizados. Os provedores e empresas de serviço de nuvem pública que implantam nuvens privadas devem implementar redes de centro de dados mais simples e uniformes para oferecer suporte a fluxos de tráfego entre servidores sensíveis a atraso que utilizam alta largura de banda. As empresas devem também evoluir e adotar novos sistemas e práticas de gerenciamento para administrar e proteger os recursos virtuais e orquestrar os serviços sob demanda. A consequência de alterar a implantação de aplicativos e do uso maior de migração de MV significará que os padrões de tráfego na rede do centro de dados estão mudando de ser predominantemente cliente/servidor (norte-sul) para um nível significativo de fluxos servidor para servidor (leste-oeste). Em 2014, os planejadores de rede devem esperar que mais de 80% do tráfego na rede do centro de dados esteja entre os servidores. 1 Gartner, abril de 2011 Desafios atuais de design do centro de dados existente As redes de centro de dados atuais foram projetadas para suportar as arquiteturas de TI em silos convencionais em que os servidores estão dedicados a funções ou organizações específicas e a maior parte do tráfego flui para dentro e para fora do centro de dados. A maioria das redes de centro de dados tem como base projetos hierárquicos compostos por uma camada de acesso, uma camada de agregação e uma camada principal (figura 1). Figura 1. Arquitetura de rede de centro de dados em três camadas existente Camada de núcleo Camada de agregação Camada de acesso Servidores dedicados A camada de acesso é composta por switches Ethernet que conectam servidores em rack e dispositivos de armazenamento baseados em IP (normalmente conexões 10/100 Mb/s ou 1GbE). Os switches de acesso são conectados via Ethernet a um conjunto de switches de agregação (normalmente conexões 1/10GbE) que, por sua vez, são conectados a uma camada de switches ou roteadores principais que encaminham o tráfego para uma intranet, para a Internet e entre switches de agregação. VLANs de Camada 2 são normalmente implementadas nas camadas de acesso e agregação, e o roteamento de Camada 3 é implementado no núcleo. A largura de banda normalmente tem um provisionamento excessivo na camada de acesso e, em menor parte, na camada de agregação. Equipes separadas que usam conjuntos de ferramentas distintos geralmente administram a infraestrutura do servidor e a infraestrutura de rede de maneira independente. Cada servidor é dedicado a uma função específica (por exemplo, servidor da Web, servidor de aplicativos, servidor de banco de dados) e pode ser razoavelmente bem protegido usando soluções de segurança convencionais como um sistema de prevenção contra intrusões. As redes hierárquicas não são adequadas para comunicações de servidor para servidor. O tráfego de servidor para servidor deve percorrer várias camadas de switches. Cada salto agrega atraso. Isso significa que o projeto da rede deve mudar. As arquiteturas tradicionais de rede de centro de dados de três e quatro camadas enfocam a agregação de fluxos de tráfego de servidores para usuários. Esse não é um projeto ideal de fluxo de tráfego entre servidores, porque pode ser 1 Sua rede do centro de dados está caminhando para enfrentar o caos do tráfego, Bjarne Munch, Número de ID: G , Gartner, abril de

4 que ele precise seguir por vários switches até chegar ao núcleo para depois chegar a outros servidores. Dessa forma, o tráfego encontrará vários saltos de switch e seguirá por pontos de agregação de tráfego de usuário alto. Em vez disso, as redes devem ser projetadas para oferecer suporte a fluxos de tráfego arbitrários, o que significa uma topologia em malha, em vez da topologia de árvore tradicional. Isso requer mudanças no projeto das topologias física e lógica. - 2 Gartner, abril de 2011 As redes de centro de dados atuais projetadas para suportar arquiteturas de TI em silos simplesmente não conseguem atender aos requisitos de desempenho, segurança, disponibilidade e agilidade da nuvem. Os provedores e empresas de serviço de nuvem pública que implantam nuvens privadas devem implementar redes mais simples e eficientes, que suportam os fluxos de tráfego de servidor para servidor sensíveis a atrasos que utilizam alta largura de banda e as exigências de SLA e segurança rígidas que acompanham a computação em nuvem. Eles devem também adotar novos sistemas e práticas de gerenciamento para orquestrar serviços sob demanda e administrar e isolar recursos virtuais. Os requisitos para a nova rede de centro de dados otimizada para nuvem são os seguintes: Conexões de servidor para servidor de baixa latência: As redes hierárquicas de três camadas de hoje não são bem adequadas para comunicações de servidor para servidor em altos volumes. O tráfego entre servidores é forçado a percorrer várias camadas de switches e cada switch adiciona latência à conexão (figura 1). As empresas e os provedores de serviços devem implementar redes de centro de dados de baixa latência, e uniformes para acomodar os fluxos de tráfego entre servidores com altos volumes sensíveis a atrasos que acompanham os modelos de computação em nuvem. Mais desempenho e resiliência: As redes hierárquicas de centro de dados normalmente contam com alguma variante do Spanning Tree Protocol (STP) para resiliência. O STP foi desenvolvido para permitir somente um caminho ativo de um switch para outro, seja qual for o número de conexões atuais existentes na rede. Se o caminho ativo falhar, o protocolo selecionará automaticamente um caminho de backup. O STP pode levar vários segundos para se recuperar de falhas de links e não é adequado para aplicativos sensíveis a atrasos. A computação em nuvem requer projetos de rede mais eficientes e resilientes que utilizam totalmente os recursos de rede (nenhum caminho de backup ocioso) e se recuperam de falhas em milissegundos para atender aos requisitos de resiliência rígidos. Domínios de Camada 2 grandes: Migração de MV (vmotion/live Migration) A capacidade de mover MVs perfeitamente de um servidor físico para outro sem afetar aplicativos ou usuários está impulsionando o requisito de domínios de Camada 2 em larga escala que oferecem alto rendimento e baixa latência. A manutenção da MV é crucial para executar as funções de manutenção de rotina, continuidade dos negócios (BC) e recuperação de desastres (DR) na nuvem. Maior largura de banda no servidor: Os servidores blade e a virtualização de servidor reúnem poder de computação cada vez maior em formatos cada vez menores, aumentando as demandas de largura de banda no lado do servidor, aumentando os requisitos de novas soluções de comutação que oferecem melhor desempenho e densidades de porta maiores. Infraestrutura de rede convergente: Com a proliferação da virtualização e a demanda em crescimento por comunicação e desempenho de armazenamento, a disseminação de E/S leva a TI ao ponto de ruptura. O modelo tradicional de redes de dados e armazenamento autônomas completamente paralelas com placas de interface dedicadas, switches e esquemas de cabeamento pode ser caro e ineficiente. As empresas estão buscando consolidar a conectividade de servidor e armazenamento para reduzir as despesas com equipamentos e operacionais; reduzir a desorganização e a complexidade; e usar de maneira eficiente os recursos de rede compartilhados enquanto se garante a continuidade do serviço. Fornecimento de aplicativos confiável através de nuvem pública ou privada: Fornecimento de desempenho e disponibilidade de aplicativo aprimorados. As organizações responsáveis pelos serviços de nuvem privada devem fornecer serviços de rede previsíveis e confiáveis para oferecer suporte a aplicativos comerciais de missão crítica, e abordar os objetivos de compromissos em nível de serviço internos. 2 Sua rede do centro de dados está caminhando para enfrentar o caos do tráfego, Bjarne Munch, Número de ID: G , Gartner, abril de

5 Alta disponibilidade, BC e DR: Com centenas ou até mesmo milhares de aplicativos virtualizados agora em execução em vários centros de dados consolidados, a resiliência de rede e a alta disponibilidade (HA) assumem um nível de importância novo e mais alto. As plataformas e os projetos de rede devem estar preparados para recuperação rápida de falhas de hardware e software para manter a continuidade do serviço e BC. O fornecimento de cargas de trabalho distribuídas e a replicação de dados e aplicativos em vários centros de dados dispersos geograficamente são um desafio. As soluções de WAN orientadas com base em Camada 3 convencionais não conseguem atender aos requisitos rígidos de desempenho e latência, e as tecnologias de virtualização de servidor requerem domínios de rede contíguos. Os clientes que desejam estender e conectar as redes de Camada 2 entre centros de dados requerem conectividade e tecnologias que ampliem essas redes entre vários locais físicos. Segurança compatível com virtualização: A vantagem virtual está além do escopo de práticas e sistemas de segurança existentes. Nos centros de dados contemporâneos, as cargas de trabalho distintas (banco de dados, aplicativos e hospedagem na Web) e os usuários são implantados em servidores físicos independentes. As comunicações entre cargas de trabalho sempre ocorrem em conexões físicas e podem ser protegidas com o uso de ferramentas de prevenção de intrusão convencionais. Com a virtualização de servidor, as cargas de trabalho podem se comunicar por conexões virtuais no mesmo servidor de modo transparente com sistemas de prevenção de intrusão baseados em rede existentes. Novas soluções de segurança preparadas para virtualização para policiar fluxos de comunicações entre servidores, proteger recursos virtuais e particionar ambientes com vários usuários devem ser consideradas. Gerenciamento unificado: A virtualização de servidor cria uma nova vantagem virtual que faz desaparecer os limites tradicionais entre administração de rede e servidor e apresenta uma variedade de desafios operacionais. Novas ferramentas são necessárias para administrar switches virtuais, servidores e conexões de maneira eficiente; orquestrar aplicativos e serviços sob demanda; e garantir SLAS e impor políticas de serviço conforme as MVs migram pelo centro de dados. Tabela 1. Projeto existente versus requisitos de nuvem que surgem Projeto de rede existente tradicional Requisitos de redes de nuvem que surgem 80% de tráfego norte para sul 80% de tráfego leste para oeste Latência de 100+us entre racks Latência de 15+us entre racks Inscrição em excesso até 64:1 Inscrição em excesso 1:1 Servidores de rack conectados 10/100M e GbE Modelo de provisionamento de aplicativo/rede serial em silos, interface de linha de comando (CLI) Projetado para picos (provisionamento excessivo) Custo e complexidade altos Servidores blade conectados 10/40GbE Provisionamento de plano de controle ágil e flexível Otimização de projeto dimensionada corretamente conforme necessário Custo e complexidade mais baixos (compartilhados) O resultado final é que as redes de centro de dados atuais projetadas para suportar arquiteturas de TI em silos simplesmente não foram projetadas para atender aos requisitos de desempenho, segurança, disponibilidade e agilidade da nuvem. Arquitetura de referência HP FlexFabric Construindo uma rede de centro de dados modernos e virtualizados A arquitetura de referência HP FlexFabric faz parte da arquitetura HP FlexNetwork, que é um marco da HP para redes otimizadas para nuvem, que permite às empresas alinhar suas redes às suas necessidades comerciais. Com FlexNetwork, as empresas podem segmentar suas redes nos quatro componentes modulares inter-relacionados: FlexFabric, FlexCampus, FlexBranch e FlexManagement (figura 2). HP FlexFabric e HP FlexCampus permitem a construção de redes de centro de dados e campus uniformes e de baixa latência com menos camadas, menos equipamentos e cabeamentos e densidades de porta maiores. HP FlexBranch inclui soluções de otimização e roteamento de WAN abrangentes para fornecer serviços dinâmicos baseados em nuvem a empresas geograficamente distribuídas. HP FlexManagement fornece uma visão unificada da infraestrutura de rede virtual e física que acelera a distribuição de aplicativos e serviços, simplifica as operações e o gerenciamento e melhora a disponibilidade da rede. HP FlexNetwork ajuda as empresas a implantar com segurança e orquestrar centralmente as arquiteturas otimizadas para nuvem que podem ser estendidas do centro de dados para a borda da rede. Ele permite a construção de redes de centro de dados mais uniformes e simples para oferecer suporte aos fluxos de tráfego de máquina virtual e carga de trabalho de servidor para servidor sensíveis a atrasos que utilizam muita largura de banda, e oferece ferramentas de gerenciamento completas para administrar e proteger os recursos virtuais, bem como orquestrar serviços sob demanda. 5

6 Figura 2. HP FlexNetwork permite que as empresas alinhem as redes às necessidades comerciais A única arquitetura de rede do setor a convergir centro de dados, campus e filial FlexFabric Converge e protege a rede de centro de dados, a computação e o armazenamento nos mundos físicos e virtuais FlexCampus Converge as redes com fio e sem fio para fornecer acesso seguro baseado em identidade FlexBranch Converge a funcionalidade, a segurança e os serviços das redes para fins de simplicidade FlexFabric FlexCampus FlexBranch FlexManagement Converge gerenciamento de rede e orquestração FlexManagement Arquitetura FlexNetwork Aberta Escalável Segura Ágil Experiência consistente Arquitetura FlexNetwork HP FlexFabric para uma rede ágil e econômica do núcleo à borda Os projetos de rede flexíveis estão no núcleo da abordagem da HP para criar soluções de redes de centro de dados. As plataformas da HP Networking são criadas com o uso de tecnologias de padrões abertos e para interoperar com toda a gama de interfaces de servidor de terceiros e switches e roteadores baseados em padrões nas implantações de protocolo de Camada 2, Camada 3, IPv4, IPv6, MPLS e VPLS. Essa compatibilidade ajuda a garantir a coesão com infraestruturas de rede existentes e oferece flexibilidade para integrar recursos de terceiros excelentes. As empresas que procuram proteger investimentos em infraestrutura principal podem implementar um projeto de rede tradicional de três camadas e implantar plataformas de agregação e servidor HP ToR econômicas que interoperam com seus switches principais existentes. Essa abordagem permite que os clientes preservem os recursos existentes e migrem gradualmente para um projeto de rede mais ágil com o tempo enquanto desfrutam dos benefícios da virtualização do switch Intelligent Resilient Framework (IRF) e dos switches de centros de dados empresariais HP econômicos e que consomem pouca energia nas camadas de servidor e agregação. As organizações que procuram reduzir o custo e a complexidade podem implementar um projeto de rede compacto de duas camadas que elimina completamente uma camada de agregação dedicada. Esses projetos utilizam a série de switches HP Virtual Connect ou HP 58x0/59x0 no servidor junto com os switches principais da série de switches HP altamente dimensionáveis como uma camada principal/de agregação compacta. Esses projetos de rede uniforme ajudam a garantir desempenho de servidor para servidor direto enquanto reduzem os números de porta de rede. Um projeto compacto de duas camadas também simplifica e aprimora o gerenciamento de rede e reduz as despesas de capital e o consumo de energia. 6

7 Figura 3. FlexFabric oferece suporte a uma gama de projetos de rede para dar suporte a requisitos de cliente variados. Legacy Core HP Collapsed Core + Agregação IRF HP Collapsed Core + Agregação IRF Camada de agregação HP Server Edge IRF Servidores Blade/Rack 3-camadas otimizado Proteção do investimento HP Server Edge IRF Servidores Blade/Rack 2 camadas simplificado Complexidade reduzida Os clientes podem reduzir as despesas de capital e operacionais ainda mais por meio da implementação de um projeto de rede compacto em uma camada otimizado com o uso de servidores HP BladeSystem e HP Virtual Connect, que oferece o que há de melhor em simplificação, agilidade e otimização de custos. Os switches Ethernet HP e a tecnologia IRF inovadora oferecem projetos de rede de baixa latência e uniforme para suporte a centros de dados altamente virtualizados. Além disso, os switches empresariais oferecem densidade de porta para servidor líder do setor para atender às demandas de largura de banda maiores que acompanham a implementação da tecnologia de virtualização de servidor e de servidor blade. Virtual Connect Servidores HP BladeSystem e Virtual Connect BladeSystem de uma cada integrado Pronto para a nuvem Switches Ethernet de centro de dados HP Os switches principais da série HP utilizam a geração mais recente de ASICs e um design totalmente sem bloqueio baseado em uma arquitetura CLOS para fornecer o melhor em desempenho, densidade e escalabilidade. A família de produtos fornece 13 Tb/s de desempenho e oferece densidade de porta altíssima atualmente (512 10GbE por chassi) com suporte para conexões 40GbE e 100GbE no futuro. Os switches HP 58x0 e 59x0 Top of Rack (ToR) utilizam buffers de pacote ultraprofundos, tecnologia de comutação direta e uma arquitetura de alta disponibilidade para fornecer desempenho de taxa linear, desempenho de baixa latência e confiabilidade excepcional do servidor. A alta densidade de porta da família de produtos (até 48 portas 10GbE e 4 40GbE por unidade) atende à largura de banda crescente exigida pelos servidores. A HP fornece soluções flexíveis para entregar conectividade de alto desempenho de servidor para servidor. As soluções da HP podem interconectar diretamente centenas de máquinas virtuais na rede, eliminando saltos de rede desnecessários, reduzindo a latência e otimizando o desempenho para os fluxos de tráfego de alto volume de servidor para servidor. Para instalações tradicionais de servidor ToR, os switches HP 58x0/59x0 ToR podem ser implantados com a tecnologia de virtualização IRF para fornecer conectividade com alta taxa de transferência e baixa latência de servidor para servidor. Com a IRF, vários switches podem ser virtualizados e logicamente combinados para permitir estruturas de comutação virtual de baixa latência e ultrarresilientes, abrangendo centenas ou até mesmo milhares de portas de comutação 1GbE ou 10GbE todas gerenciadas por um único endereço IP. Para implantações de BladeSystem, os switches de blade HP Virtual Connect e 6125 fornecem conectividade direta de servidor para servidor no rack, possibilitando comunicações com velocidade máxima de transmissão, de máquina para máquina para tráfego sensível a atrasos e que utiliza muita largura de banda. Além disso, os módulos HP Virtual Connect Flex-10 e FlexFabric podem ser utilizados para ajustar dinamicamente o desempenho específico de aplicativos pelo servidor e por redes de armazenamento, a fim de melhorar a escala e utilizar melhor os recursos de conectividade compartilhados. 7

8 Figura 4. Conectividade de alto desempenho de servidor para servidor: Switches ToR de centro de dados HP com IRF para servidores em rack; HP Virtual Connect para implantação em ambientes de servidores HP BladeSystem HP IRF virtualiza até 4 switches principais HPN Projeto de 2 camadas HP IRF virtualiza até 9 switches ToR HPN Virtual Connect Projeto de 1 camada HP BladeSystem com Virtual Connect FlexFabric O 80% ou mais de tráfego L Direto Servidores em rack Simplificando a arquitetura de rede do centro de dados No núcleo da rede, os switches da série HP podem ser implantados em conjunto com a IRF para eliminar completamente a camada de agregação encontrada em redes convencionais de centro de dados de três camadas. A IRF supera as limitações de redes existentes de árvore de expansão utilizando por completo toda a conectividade da rede (nenhum caminho de backup inativo) e fornecendo failover rápido para melhorar drasticamente a utilização da rede e o desempenho no núcleo da rede. Uma arquitetura de rede de centro de dados de duas camadas compacta oferece um desempenho direto de servidor para servidor, requer bem menos conexões e portas (sem switches de agregação), otimiza o provisionamento e o gerenciamento da rede e reduz despesas de capital e o consumo de energia. Além disso, essas redes de duas camadas fornecem grandes domínios de Camada 2 para permitir a migração de MV no centro de dados (movendo cargas de trabalho de um servidor a outro na mesma sub-rede VLAN/IP). HP Intelligent Resilient Framework Servidores Blade Com a implantação da IRF em conjunto com switches HPN de alto desempenho, as empresas podem interconectar diretamente centenas de máquinas virtuais na rede, eliminando saltos de rede desnecessários, reduzindo a latência e otimizando o desempenho para as cargas de trabalho grandes dentro do centro de dados. No núcleo da rede, a HP utiliza plataformas modulares altamente escaláveis e as mesmas tecnologias IRF implantadas no servidor para melhorar significativamente a escalabilidade e fornecer extensão de rede unificada, de alto desempenho e em vários centros de dados. A IRF supera as limitações de redes existentes de árvore de expansão fornecendo rápido failover para aplicativos de missão crítica sensíveis a atrasos e melhorando bastante a utilização e o desempenho da rede no núcleo da rede. 8

9 Figura 5. Projetos arquitetônicos de camada 1 e 2 da HP Networking (vista de rack) Figura 5a. Vista de rack de arquitetura de 1 camada de servidor de blade Fibre Channel A Fibra 10GbE Fibre Channel B Core Core Chassi de blade C7000 Para visualizar as camadas em um ambiente real, considere esse projeto de camada 1 na figura 5a. Logicamente, a rede está dividida em uma camada principal com um switch HP Networking série conectado diretamente a um HP BladeSystem por meio de interconexões Virtual Connect FlexFabric, para fornecer um projeto simplificado de alto desempenho e baixa latência. Figura 5b. Vista de rack de arquitetura de 2 camadas simplificada Fibra 10GbE Fibre Channel A 5820 ToR Core Core Fibre Channel B DL320 CNA de porta dupla com FCoE DL360 DL380 Montagem em rack ProLiant DL Logicamente, a rede de duas camadas simplificada está dividida em duas camadas. A camada de acesso consiste em switches de LAN séries HPN 5800 e Os swtiches da série são definidos na camada principal para oferecer um núcleo de alto desempenho e alta disponibilidade na rede. Os switches das séries 5800 e 5900 neste projeto, vistos na Figura 5b, estão configurados como switches L2, embora eles possam também lidar com roteamento e switches L3 completos para oferecer latência ultrabaixa e fluxo de tráfego de aplicativos de servidor para servidor otimizado. 9

10 Utilizando IRF, os operadores podem simplificar bastante o projeto de rede inicial e as operações de rede em andamento (85% ou mais) consolidando os arquivos de configuração. A abordagem da IRF permite que cada domínio IRF (até nove dispositivos) opere a partir de um único arquivo de configuração. Essa redução diminui a carga administrativa e também reduz bastante o potencial de introdução de erros de configuração manual que afetam o funcionamento. 3 Enterprise Management Associates, Inc. (EMA) Convergência de rede e consolidação de E/S Com a proliferação da virtualização e a demanda em crescimento por comunicação e desempenho de armazenamento, a disseminação de E/S leva a TI ao ponto de ruptura. O modelo tradicional de redes de dados e armazenamento autônomas completamente paralelas com placas de interface dedicadas, switches e esquemas de cabeamento pode ser caro e ineficiente. As empresas estão buscando consolidar a conectividade de servidor e armazenamento para reduzir as despesas com equipamentos e operacionais, reduzir a desorganização e a complexidade e usar de maneira eficiente os recursos de rede compartilhados enquanto se garante a continuidade do serviço. A HP está exercendo uma função importante ao estimular Fibre Channel over Ethernet (FCoE) e o conjunto de padrões Data Center Bridging (DCB) que estão surgindo em IEEE e T11. Com o compromisso com o fornecimento de soluções baseadas em padrão comprovadas, os produtos da HP Networking oferecem um caminho perfeito para a consolidação da rede de centro de dados que fornece convergência no rack e uma migração ordenada para uma infraestrutura de LAN/SAN totalmente convergente conforme FCoE e DCB ganham maturidade no mercado e se tornam comercialmente disponível na gama completa de produtos de centro de dados. Além de ter o potencial de reduzir a complexidade na rede, FCoE também promete reduzir os custos de equipamento além da camada de acesso ao permitir a convergência na rede estendida. Entretanto, dada a natureza crítica das redes de armazenamento e sua importância central para a integridade da arquitetura de centro de dados completa, os clientes devem cuidadosamente avaliar as implicações dessas soluções ao considerar implantações de FCoE mais abrangentes. FCoE é uma tecnologia forte para redes Fibre Channel nativas, com FCoE de 1 salto comprovado e FCoE de 2 saltos viáveis nos casos selecionados. Atualmente, o FCoE completo é viável apenas nas redes proprietárias de um único fornecedor no futuro próximo. Qualquer implantação de FCoE completo deve ser examinada cuidadosamente quanto a custos, benefícios, riscos e retorno do investimento. Nesse ínterim, uma abordagem comum, mas separada (em que os clientes continuam implantando redes de servidor e armazenamento estendidas separadas usando componentes de redes habilitados para FCoE) permitirá que os clientes desfrutem de reduções de custos adicionais de tecnologias baseadas em Ethernet implantadas uniformemente em ambas as infraestruturas de rede. Complementando outras tecnologias de rede baseadas em Ethernet amplamente implementadas, como network-attach storage (NAS), direct-attached storage (DAS) e iscsi, a HP Networking oferece soluções baseadas em FCoE que oferecem aos clientes ainda mais flexibilidade para atender às demandas variáveis de redes de armazenamento. Consolidação de E/S com FCoE/DCB: Com os switches de centro de dados HP ToR e os módulos Virtual Connect FlexFabric, as empresas podem consolidar a conectividade de E/S de LAN e SAN em uma malha de servidor FCoE comum no rack enquanto preservam os investimentos em infraestruturas de LAN e SAN estendidas. Essa abordagem permite que os clientes eliminem as despesas e a complexidade, bem como aumentem o desempenho da rede sem afetar a infraestrutura de LAN/SAN instalada ou interromper as práticas de gerenciamento existentes. Conforme as soluções baseadas em FCoE continuam evoluindo, uma gama maior de tecnologias de redes de armazenamento baseadas em Ethernet também continuará. Os clientes devem cuidadosamente caracterizar as oportunidades de consolidação/simplificação e considerar FCoE junto com NAS, DAS e iscsi como abordagens viáveis potenciais. Para os casos em que FCoE é uma boa escolha, a HP recomenda que os clientes comecem pelo servidor, onde as economias reais são mais substanciais, e ampliem a solução com o tempo. Uma abordagem evolutiva reduz o custo e a complexidade no curto prazo enquanto mantem a continuidade das operações e maximiza os investimentos no longo prazo. A HP recomenda explorar as alternativas de conexão de armazenamento e estimar qual porcentagem de suas necessidades de armazenamento são atendidas melhor por armazenamento em bloco em uma SAN (Fibre Channel, FCoE ou iscsi), qual porcentagem são atendidas melhor por armazenamento de arquivo (NAS, e em qual escala) e qual porcentagem são atendidas melhor por DAS. 3 "O HP IRF simplifica as redes e as operações", Enterprise Management Associates, Inc, 2011 Visite: HYPERLINK "http://h20195.www2.hp.com/v2/getpdf.aspx/4aa3-6079enw.pdf" 10

11 HP e F5 Networks acelerando o fornecimento de aplicativos Application Delivery é um conjunto de tecnologias que consistem em: segurança de aplicativo, aceleração de aplicativo e disponibilidade de rede. Ele assegura que os aplicativos sejam sempre seguros, rápidos e estejam sempre disponíveis em qualquer rede. Application Delivery Controller (ADC) é um dispositivo normalmente colocado em um centro de dados entre o firewall e um ou mais servidores de aplicativos (uma área conhecida como DMZ). Os ADCs de primeira geração realizavam principalmente a aceleração de aplicativos e manipulavam o balanceamento de carga entre servidores. A geração mais recente de ADCs pode lidar com uma variedade mais ampla de funções, incluindo balanceamento de carga de servidor global, suporte para manipulação de protocolo em tempo real (por exemplo, Transmission Control Protocol [TCP] Quality of Service [QoS], proteção de DOS, offload de SSL e resiliência/failover). A parceria da HP com a F5 Networks (líder inquestionável em participação de mercado de ADC) oferece aos clientes uma proposta de valor líder de mercado com foco na abordagem das demandas de desempenho de aplicativos de missão crítica, centros de dados virtualizados e serviços de nuvem. Crie uma infraestrutura de centro de dados mais dinâmica e ágil hoje mesmo Desde a otimização de aplicativos e o balanceamento de carga de servidor até a continuidade dos negócios e a recuperação de desastres, a HP e a F5 oferecem uma variedade altamente integrada de soluções Virtual Application Networks para ajudar você a acelerar a implantação do serviço e aumentar o desempenho dos aplicativos, tudo com o suporte de arquiteturas de referência totalmente testadas, de integração de gerenciamento e de serviços profissionais globais. As soluções Virtual Application Network da HP e da F5 incluem: Application/VM, Server Optimization: Otimize o tráfego de aplicativos usando balanceamento de carga, aceleração, rendimento e melhorias de desempenho e disponibilidade Business Continuity/Disaster Recovery: Controle o tráfego global para garantir máxima disponibilidade e desempenho de aplicativos em execução em vários centros de dados vmotion, Live Migration Microsoft Optimization: Otimize o desempenho do sistema e da rede do Microsoft Exchange, do SharePoint ou do Lync As soluções HP e F5 fazem parte da arquitetura de referência HP FlexFabric. Essas soluções são projetadas para ajudar os clientes a criar uma infraestrutura de data dinâmica e ágil que ajude às organizações a alinhar as funções de TI com as necessidades comerciais que mudam constantemente, assegurando que seus aplicativos continuem seguros, rápidos e disponíveis. Conectando centros de dados dispersos geograficamente com vários usuários Você tem diversos centros de dados localizados em todo o mundo. Você deseja evoluir seu ambiente de centro de dados virtualizado. Para fazer isso, é preciso reunir todos os centros de dados localizados em diferentes partes do mundo. A necessidade de estender e fornecer "infraestrutura como um serviço" para reunir os centros de dados localizados em todo o mundo está se tornando importante e um usuário de projeto de missão crítica. HP Data Center Interconnect (DCI) é uma solução independente de transporte inovadora que estende a conectividade de rede de Camada 2 aos locais de centro de dados presentes em todo o mundo. Ele permite que vários centros de dados funcionem como um só e sejam mais ágeis enquanto proporcionam maior eficiência, disponibilidade e resiliência de negócios. Com HP DCI, você conseguirá migrar cargas de trabalho de servidor ativas, aumentar o desempenho de aplicativos com balanceamento de carga e alcançar um grau ideal de HA, além de evitar desastres para permitir a continuidade dos negócios. As opções de transporte do HP Data Center Interconnect incluem: Extensão de LAN Ethernet: Esta opção estende Ethernet de maneira nativa por meio de uma fibra escura ou transporte óptico por multiplexação por divisão de comprimento de onda denso (DWDM). Ela estende VLANs entre sites remotos utilizando EtherChannels com vários chassis estabelecidos entre dispositivos implantados em sites diferentes. Comutação de rótulos de vários protocolos (MPLS) ou VPLS: Esta opção usa as tecnologias MPLS para fornecer serviços de conectividade L2 sobre um serviço de rede L3. Dependendo da natureza da infraestrutura de transporte entre os locais de centro de dados a serem interconectados, diferentes tecnologias podem abordar os requisitos de conectividade. Os produtos HP Networking que oferecem suporte a MPLS/VPLS incluem os switches das séries HP e e os roteadores das séries HP 8800, Ethernet Virtual Interconnect (EVI): Esta opção de solução baseada em IP é extremamente útil na simplificação da interconexão do centro de dados. A transmissão entre centros de dados por DWDM ou MPLS pode ser complexa para gerenciar e em geral é altamente dependente de infraestruturas rígidas e dedicadas de alto custo do provedor de serviço. Por outro lado, EVI é executado na infraestrutura IP para que possa ser implantado sem exigir alterações em uma infraestrutura existente. Essa característica simplifica 11

12 a implantação permitindo a conectividade de Camada 2 na rede sem precisar lidar com as dependências de redes de Camada 3. EVI é atualmente suportado pelo switch da série HP Estendendo a nuvem com vários usuários Um requisito de centro de dados relacionado e que está surgindo é a capacidade de particionar logicamente um único dispositivo físico, como o HP 12500, em vários dispositivos virtuais. Esse recurso, conhecido como multi-tenancy, oferece ao administrador a flexibilidade de configurar vários clientes ou linhas de negócios no mesmo hardware físico enquanto garante gerenciamento dedicado e independente e separação e isolamento de serviços de rede e segurança de outros "usuários". EVI pode ser implantado em conjunto com a inovação da HP conhecida como contexto de dispositivo com vários usuários (MDC), que permite o particionamento de um único HP físico em vários dispositivos lógicos. A cada um desses dispositivos virtuais, podem ser alocados seus próprios recursos e qualidade de serviço. É possível também atribuir a cada dispositivo virtual seus próprios arquivos de configuração, interfaces de gerenciamento e acesso. HP MDC pode proporcionar redução de custo e complexidade de até 75% com o uso de menos infraestrutura para suporte aos requisitos do cliente e do serviço. Por exemplo, na situação em que um operador de centro de dados precise comprar, implantar e gerenciar quatro switches de núcleo L2/L3 independentes para oferecer suporte a quatro requisitos de cliente separados, o HP MDC permite que um único dispositivo físico seja particionado em vários dispositivos virtuais. Figura 6. Caso de uso de EVI e MDC para centro de dados de nuvem privada Otimização da nuvem Mobilidade de dados e carga de trabalho de longa distância Recuperação de desastres e continuidade nos negócios VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM Hipervisor VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM VM Hipervisor Nuvem privada 1 Qualquer transportepara a extensão Ethernet Nuvem privada 2 75% de redução dos dispositivos para diminuir os custos DCI em minutos em vez de meses vmotion c/ IRF 80% mais rápido Failover de vmotion c/ IRF 500x mais rápido Protegendo o centro de dados virtual A virtualização de servidor cria uma nova "vantagem virtual" que afeta significativamente os sistemas e as práticas de segurança de servidor e rede tradicionais. Anteriormente, bancos de dados, aplicativos e cargas de trabalho com hospedagem na Web eram implantados em servidores físicos independentes. Os fluxos de tráfego entre cargas de trabalho ficavam totalmente contidos dentro de um servidor físico único, permitindo um gerenciamento de ameaças baseado em rede física e direto com o uso de ferramentas de prevenção de invasão tradicionais. A virtualização de servidor apresentou a capacidade de hospedar várias cargas de trabalho em um único servidor físico e iniciou o conceito de switches virtuais (vswitches) para facilitar a comunicação entre servidores. As MVs podem se comunicar diretamente entre elas e transmitir o tráfego de um modo que seja transparente para os sistemas de segurança convencionais e não percorra a malha da rede física. Na prática, a natureza virtualizada dessas comunicações entre servidores torna a aplicação das políticas de segurança ou o monitoramento da rede muito difícil. As ferramentas e as práticas de segurança existentes criadas com base nos servidores e nos switches físicos não têm ciência desses fluxos de tráfego. Protegendo o FlexFabric O HP TippingPoint Secure Virtualization Framework (SVF) permite uma segurança unificada em domínios virtualizados e físicos, protegendo o tráfego de máquina virtual para máquina virtual e entre servidores e entre redes em uma plataforma comum. A estrutura otimiza a administração e reduz as despesas com operações centralizando e automatizando funções de gerenciamento de segurança. Os administradores definem políticas de segurança avançadas e em toda a infraestrutura, implementadas em máquinas virtuais e 12

13 switches virtuais de um modo transparente. A solução ajuda os provedores de serviço de nuvem e as empresas a implementar nuvens públicas que lidam com os desafios exclusivos associados ao particionamento de comunidades de usuários distintas e à proteção de ambientes com vários usuários. O SVF apresenta a melhor prevenção contra intrusões TippingPoint, recursos de gerenciamento de segurança e atenuação de ameaças para o setor virtual, protegendo os recursos de TI e otimizando a disponibilidade do serviço. O HP TippingPoint vcontroller, que faz parte do componente SVF, funciona com o HP TippingPoint N-Platform IPS para proporcionar prevenção de intrusão de alto desempenho a servidores virtualizados. Uma solução baseada em software de instalação fácil em servidores virtualizados, o vcontroller direciona o tráfego da máquina virtual para uma N-Platform, em que serviços eficientes de proteção contra intrusão são aplicados com taxa máxima de desempenho (figura 7). A solução segrega recursos virtuais e inspeciona e policia fluxos de tráfego dentro dos servidores, fornecendo segurança consistente e unificada em infraestruturas de rede do centro de dados físico e virtualizado. As soluções de segurança de alto desempenho da HP permitem que as empresas suportem demandas de tráfego dinâmicas e fluxos de serviço sem adicionar dispositivos e complexidade ou comprometer a segurança. Os centros de dados de nuvem privada corporativos podem migrar para nuvens públicas de tempos em tempos para acomodar os picos de demanda; portanto, os centros de dados devem verificar a proteção em tempo real de sua nuvem privada e das máquinas virtuais que oferecem capacidade de migração para a nuvem pública. HP TippingPoint Secure Virtualization Framework oferece segurança em tempo real conforme as MVs são provisionadas na nuvem pública, ajudando a garantir proteção perfeita, segura e dentro do contexto, permitindo que as empresas dinamicamente desloquem e realoquem serviços sem comprometer a segurança. Figura 7. Ambiente com vários usuários convencional versus ambiente virtualizado Ambiente convencional com vários ambientes Ambiente virtualizado IPS Web IPS Web? Switch virtual Apl Apl Web (Usuário A) Apl (Usuário A) Web (Usuário B) Apl (Usuário B) DB Usuário A DB Usuário B Hypervisor Servidor Fluxos de tráfego entre cargas de trabalho sobre conexões físicas entre servidores distintos Fluxos de tráfego entre cargas de trabalho sobre conexões virtuais no mesmo servidor Com opções de implantação flexíveis, o vcontroller + Firewall se integra à malha da rede HA, e a implantação de vsphere automatizada oferece instalação e configuração aprimoradas do ambientes virtual. O HP TippingPoint Virtualization Management Center (VMC) está integrado ao Secure Virtualization Framework e incluído no vcontroller + Firewall. O VMC permite que as equipes de segurança monitorem e apliquem políticas de segurança em todo o ambiente virtual, o que permite a integração de segurança de virtualização dentro das funções existentes, das responsabilidades e das práticas recomendadas das organizações. Altamente integrado ao vsphere, o VMC oferece visualização em tempo real de todos os ambientes virtuais gerenciados do vcenter. Com a capacidade de ser dimensionado em vários servidores vcenter, o VMC oferece um ambiente unificado único para gerenciar de modo eficiente a segurança em todo o ambiente virtual, oferecendo o recurso exclusivo de definir zonas e políticas de segurança virtual usando atributos do VMware, além dos atributos de tráfego de Camada 2 e Camada 3 tradicionais. Esse ambiente permite que as equipes de segurança desenvolvam zonas altamente automatizadas e definições de política que se adaptem ao ambiente virtual em constante mudança em tempo real. Isso é feito por meio de soluções de gerenciamento que permitem que as organizações criem zonas de segurança e políticas com base em atributos de MV e/ou de infraestrutura para aumentar a segurança e implementar as práticas recomendadas para separar obrigações. As definições baseadas em atributo oferecem proteção contra alterações de configuração acidentais ou maliciosas que podem de outra forma criar vulnerabilidades de segurança. E, como parceira de aliança de tecnologia global da VMware, a HP trabalha em conjunto com a VMware para validar a integração de produtos e a interoperabilidade. 13

14 Unificando o gerenciamento de rede física e virtual Como descrito na seção anterior, a virtualização de servidor apresenta uma nova vantagem virtual que faz desaparecer a demarcação entre a administração de rede e de servidor. Anteriormente, a rede era definida como o ponto em que o servidor se conectada ao switch, com servidores estaticamente implantados com um único sistema operacional e um conjunto de interfaces. Com a virtualização e a inserção de vswitches no servidor, os administradores de sistema agora têm mais capacidade de controlar, configurar e gerenciar a conectividade de servidor. O mais importante é que como os administradores podem facilmente migrar servidores virtuais entre servidores físicos, as ferramentas para gerenciar conexões com cargas de trabalho devem evoluir para serem mais ágeis e acomodar a natureza dinâmica do ambiente. O gerenciamento de um centro de dados cada vez mais virtual se tornou um tarefa assustadora para gerentes de centro de dados. Além disso, o gerenciamento da atribuição e a alocação de servidores virtuais altamente dinâmicos e móveis entre redes físicas e virtuais aumentou bastante a complexidade de todas as operações de rede e administração do centro de dados. A configuração de servidores, máquinas virtuais e redes físicas e virtuais (vswitches) pode geralmente ser complexa e difícil de coordenar na equipe de TI. As inclusões, migrações e alterações de servidor podem ser demoradas e suscetíveis a erros. A falta de uma visão unificada da infraestrutura de rede virtual e física dificulta ou até mesmo impossibilita a solução de problemas. Em suma, a virtualização apresenta inúmeros desafios e requisitos de gerenciamento de rede novos, como: A configuração de servidores, máquinas virtuais e redes físicas e virtuais é uma tarefa complexa e demorada, que exige coordenação entre as equipes de rede e servidor. A implementação de inclusões, migrações e alterações é um processo manual suscetível a erros que envolve vários aplicativos e vários equipes de centro de dados. Isolar e solucionar os problemas é um processo árduo que envolve vários sistemas de gerenciamento com funções que se sobrepõem. HP Intelligent Management Center O HP Intelligent Management Center (IMC) unifica o gerenciamento de rede físico e virtual e ajuda a TI a superar os desafios de administrar o novo servidor virtual. A solução fornece uma visão unificada da infraestrutura de rede virtual e física que acelera a distribuição de aplicativos e serviços, simplifica as operações e o gerenciamento e melhora a disponibilidade da rede. Os recursos incluem o seguinte: Detecção automática de máquinas virtuais, switches virtuais e suas relações com a rede física Gerenciamento de recursos de MV e comutação virtual, incluindo a criação de switches virtuais e grupos de portas Configuração automática e transparente da infraestrutura de rede virtual e física Monitoramento de alarmes e desempenho unificado de hosts, cargas de trabalho e switches virtuais Exibições de topologias e indicadores de status para redes, cargas de trabalho e switches virtuais A reconfiguração automática de políticas de rede à medida que as cargas de trabalho migram pelo centro de dados O IMC oferece um novo modelo de provisionamento proativo, dinâmico e voltado para aplicativos com integração de solução abrangente para alinhamento com operações de TI completas. Esse novo paradigma muda os negócios para um modelo mais ágil ao eliminar as etapas desnecessárias na virtualização dos ambientes de negócios. O tempo para implantação foi reduzido por meio da definição antecipada de perfis com características de conectividade de máquina virtual, que são arquivados em uma biblioteca, em vez do uso de um processo manual iterativo para definir as características de conectividade de rede que não podem ser aproveitadas e reformuladas. Esses perfis prontos para uso permitirão rápida implantação e acompanharão a carga de trabalho se forem movidos, pausados e/ou retomados. O HP IMC pode ajudar a reduzir as interrupções nos serviços causadas por erros de configuração de rede virtual/física; reduzir a administração e a solução de problemas fornecendo gerenciamento unificado da infraestrutura de rede física e virtual por um único painel; e acelerar a entrega de novos aplicativos e serviços automatizando a configuração da infraestrutura de rede virtual e física. A solução IMC da HP representa uma abordagem madura e integrada para gerenciar infraestruturas complexas, de vários fornecedores e altamente virtualizada em diversas áreas funcionais. O suporte integral do IMC para gerenciamento de segurança o destaca de vários outros no mercado, assim como sua abordagem para cobrir o grande número de tarefas de gerenciamento em um único produto. 4 Enterprise Management Associates, Inc. (EMA) 4 Sete prioridades para gerenciamento de rede integrado: como o HP Intelligent Management Center pode fornecer uma solução de nível empresarial, Enterprise Management Associates (EMA), março de

15 A visão da HP para redes definidas por software A HP está mudando as regras da conexão em rede com a arquitetura HP FlexNetwork, um componente da infraestrutura convergente comprovada da HP. HP FlexNetwork é a única arquitetura convergente que conecta o centro de dados, que fornece os aplicativos ao campus e à filial, onde os usuários os consomem. A arquitetura FlexNetwork permite que as redes sejam abertas, escaláveis, seguras, ágeis e consistentes. As redes definidas por software (SDNs) são uma nova forma de olhar para as redes, separando as complexidades de rede subjacentes e fornecendo acesso por meio de softwares para alterar o comportamento da rede. Isso permite aplicar a lógica comercial ao comportamento de rede dinamicamente e facilita o controle do fluxo de dados. As empresas estão adotando a SDN para lidar com rápida adoção de nuvem privada, BYOD, segurança e aplicativos de mídia diversificada que requerem recursos de rede, como QoS, os quais são complexos e difíceis de gerenciar. As empresas estão considerando a SDN para ganhar eficiência operacional, garantindo alta disponibilidade de serviços enquanto reduz a complexidade do gerenciamento de redes. Figura 8. Visão da HP de redes definidas por software Visão de redes definida pela HP Software Aplicativos de negócios 2010 Camada de aplicativo Virtual Cloud Network Sentinel Security Aplicativos HP SDN empresariais Balanceame nto de carga Aplicativos de terceiros Camada de controle Controlador SDN de Virtual Application Networks Controladores de terceiros Camada de infraestrutura Centro de dados WAN Campus/filial Switches virtuais Infraestrutura HP Ecossistema de terceiros A visão da HP da SDN é separar o plano de controle e o plano de dados tradicionalmente na malha de rede, dando aos aplicativos de rede controle para manipular o comportamento da rede. Ao fornecer interfaces programáveis ao plano de controle (ou controlador), a HP fornece uma arquitetura de SDN modular que leva ao desenvolvimento de aplicativos de rede, que rapidamente adaptam a rede aos requisitos dos aplicativos de negócios. A HP está fornecendo essa visão de SDN com o Virtual Application Networks. Virtual Application Networks HP Virtual Application Networks (VANs) são soluções completas que permitem às empresas criar redes dimensionáveis, ágeis e seguras que aprimorem as operações. HP VAN simplifica a implantação de redes de nuvem e acelera a migração de aplicativos para a nuvem. VANs diferentes podem ser usadas para atender a requisitos de aplicativo particulares como voz, transações financeiras ou vídeo em uma infraestrutura compartilhada segura. As VANs também oferecem suporte a um modelo com vários usuários, em que cada um está dedicado a unidades de negócios ou empresas. Com a VAN, as empresas podem se concentrar em conectar os usuários a aplicativos comerciais e na qualidade da experiência e não nos detalhes da configuração da rede, dispositivo a dispositivo. Os clientes empresariais podem começar a usar esses recursos inovadores hoje com soluções como HP IMC VAN Manager. Criado para eliminar o provisionamento manual em um esquema dispositivo por dispositivo, o Intelligent Management Center (IMC) VAN Manager foi projetado para acelerar a entrega de aplicativos fornecendo uma abordagem baseada em política consistente que aproveita perfis. As políticas de conexão baseadas em largura de banda, QoS e requisitos de segurança são vinculadas à VAN e a seguem onde quer que esteja em uma rede global. Com o IMC VAN Manager, sua equipe de TI pode fornecer os serviços de rede com mais rapidez e de forma mais consistente e segura com o benefício adicional de número reduzido de interrupções e erros manuais. 15

16 Resumo As empresas estão adotando a nuvem para acelerar a inovação dos negócios, aumentar a agilidade dos negócios e conter custos. A computação em nuvem redefine a forma como os aplicativos são implantados e consumidos e influencia os projetos de rede de centro de dados. A HP ajuda as empresas a criar redes unificadas de centro de dados e prontas para virtualização que atendem às exigências rigorosas de desempenho, escalabilidade, disponibilidade e agilidade. As soluções de rede HP FlexNetwork fornecem: Malha de rede de centro de dados mais eficiente e simplificada com menos camadas, menos equipamentos e cabeamento e maior densidade de portas Conectividade dentro do centro de dados de alto desempenho e baixa latência para migração de MV e comunicações entre servidores que usam muita largura de banda Segurança voltada para virtualização para particionar ambientes com vários usuários e isolar recursos virtuais e fluxos de comunicações dentro de servidores Gerenciamento em vários locais e para vários fornecedores para conectar e controlar milhares de recursos físicos e virtuais a partir de um único painel Administração unificada e orquestração de serviço para acelerar a entrega de aplicativos e serviços baseados em nuvem Um novo modelo operacional inovador que permite que as empresas gastem menos tempo gerenciando a infraestrutura e mais conectando usuários a aplicativos Para obter mais informações Para saber mais sobre como a HP pode ajudar a criar uma rede de centro de dados otimizada, entre em contato com seu gerente de contas ou revendedor da HP ou visite: hp.com/networking/flexfabric Conecte-se hp.com/go/getconnected Alertas de segurança, suporte e drivers atuais da HP entregues diretamente em seu desktop Copyright 2012 Hewlett-Packard Development Company, L.P. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso. As únicas garantias para produtos e serviços da HP são as estabelecidas nas declarações de garantia expressa que acompanham tais produtos e serviços. Nada aqui contido deve ser interpretado como constituindo uma garantia adicional. A HP não será responsável por erros ou omissões técnicas ou editoriais contidos neste documento. Microsoft é marca registrada da Microsoft Corporation nos EUA. 4AA4-0789PTL, criado em abril de 2012; atualizado em dezembro de 2012, Rev. 1 16

SOLUÇÕES DE REDES CORPORATIVAS E DATA CENTERS

SOLUÇÕES DE REDES CORPORATIVAS E DATA CENTERS SOLUÇÕES DE REDES CORPORATIVAS E DATA CENTERS O advento dos meios digitais proporcionou novas opções de modelos de negócios: modelos mais simples, em que arquiteturas inflexíveis e caras deram lugar a

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO DO PARCEIRO Soluções de garantia do serviço da CA Technologies você está ajudando seus clientes a desenvolver soluções de gerenciamento da TI para garantir a qualidade do serviço e a

Leia mais

Cisco Unified Data Center A infraestrutura ideal para ambientes e aplicações da Microsoft

Cisco Unified Data Center A infraestrutura ideal para ambientes e aplicações da Microsoft Cisco Unified Data Center A infraestrutura ideal para ambientes e aplicações da Microsoft SIMPLIFIQUE SUA TI MODERNIZE SUA EMPRESA Ineficiência da equipe de TI Interrupção não programada Gerenciamento

Leia mais

Avaya Virtualization Provisioning Service

Avaya Virtualization Provisioning Service Avaya Virtualization Provisioning Service Uma solução que fornece visibilidade, validação, automatização e geração de relatórios ao longo dos diferentes servidores, aplicações e dispositivos de rede para

Leia mais

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO arcserve UDP Impulsionadas pelo aumento no volume dos dados e os avanços da tecnologia como a virtualização, as arquiteturas atuais para proteção dos dados deixam

Leia mais

Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem

Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem White paper Para provedores de nuvem Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem Introdução: os novos desafios dos clientes estimulam a adoção da nuvem Em um ambiente de negócios dinâmico,

Leia mais

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles FAMÍLIA EMC VPLEX Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles GARANTINDO DISPONIBILIDADE CONTÍNUA E MOBILIDADE DE DADOS PARA APLICATIVOS ESSENCIAIS A infraestrutura de armazenamento

Leia mais

A Cisco no seu data center. A infraestrutura ideal para os ambientes e aplicativos da Microsoft

A Cisco no seu data center. A infraestrutura ideal para os ambientes e aplicativos da Microsoft A Cisco no seu data center A infraestrutura ideal para os ambientes e aplicativos da Microsoft Simplifique a TI... Modernize sua empresa DATA CENTER Desafios Eficiência da equipe de TI Interrupção não

Leia mais

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Módulo corporativo do Cisco APIC simplifica as operações de rede

Módulo corporativo do Cisco APIC simplifica as operações de rede Módulo corporativo do Cisco APIC simplifica as operações de rede Janeiro de 2014 Preparado por: Zeus Kerravala Módulo corporativo do Cisco APIC simplifica as operações de rede por Zeus Kerravala Janeiro

Leia mais

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible FOLHA DE PRODUTOS: CA Server Automation agility made possible CA Server Automation O CA Server Automation é uma solução integrada de gerenciamento de data center que automatiza o provisionamento, a aplicação

Leia mais

Cisco Unified Data Center A infraestrutura ideal para ambientes e aplicações da Microsoft

Cisco Unified Data Center A infraestrutura ideal para ambientes e aplicações da Microsoft Cisco Unified Data Center A infraestrutura ideal para ambientes e aplicações da Microsoft SIMPLIFIQUE SUA TI TRANSFORME SUA EMPRESA Ineficiência da equipe de TI Interrupção não programada Gerenciamento

Leia mais

CASO DE SUCESSO MICROWARE

CASO DE SUCESSO MICROWARE CASO DE SUCESSO MICROWARE CLIENTE: Ortobom SEGMENTO: Indústria MAIOR INTEGRAÇÃO E FLUXO DE DADOS GARANTE RESULTADOS ÁREA DE ATUAÇÃO: Datacenter DEMANDA: A empresa buscava maior comunicação e integração

Leia mais

ARMAZENAMENTO E COMPUTAÇÃO

ARMAZENAMENTO E COMPUTAÇÃO EMC SCALEIO SAN de servidor convergente definida por software PRINCÍPIOS BÁSICOS Apenas software Arquitetura convergida de camada única Capacidade de expansão linear Desempenho e capacidade sob demanda

Leia mais

FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT

FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT Solução econômica para proteção de dados e recuperação de desastres local e remota FUNDAMENTOS Maximize a proteção de dados de aplicativos e a recuperação de desastres Proteja

Leia mais

Família Dell PowerVault MD. Armazenamento. modular. A família de storage Dell PowerVault MD

Família Dell PowerVault MD. Armazenamento. modular. A família de storage Dell PowerVault MD Família Dell PowerVault MD Armazenamento modular A família de storage Dell PowerVault MD Família Dell PowerVault MD A escolha acessível A família Dell PowerVault MD é uma escolha de armazenamento acessível

Leia mais

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT A importância da inovação em fornecedores de sistemas, serviços e soluções para criar ofertas holísticas Julho de 2014 Adaptado de Suporte a ambientes de datacenter: aplicando

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

Brochura Como a Hiperconvergência Pode Ajudar a TI

Brochura Como a Hiperconvergência Pode Ajudar a TI Brochura Como a Hiperconvergência Pode Ajudar a TI A próxima onda de virtualização Iniciativas bem intencionadas de TI podem levar a... Brochura Página 2 O que é hiperconvergência? O próximo passo na evolução

Leia mais

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia.

A EMPRESA. A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A EMPRESA A Future Technology é uma divisão da Do Carmo voltada para o mercado de soluções em tecnologia. A experiência da Future Technology nas diversas áreas de TI disponibiliza aos mercados público

Leia mais

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION UNIFIED A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION Incentivadas pelo crescimento

Leia mais

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral da solução Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral À medida que tecnologias como nuvem, mobilidade, mídias sociais e vídeo assumem papéis

Leia mais

O que há de novo no VMware vcenter 5.0

O que há de novo no VMware vcenter 5.0 O que há de novo no VMware vcenter 5.0 Gerenciamento eficiente da virtualização DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA DE MARKETING V 1.0/ATUALIZADO EM ABRIL DE 2011 Índice Introdução... 3 vsphere Web Client.... 4 Recursos

Leia mais

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD

DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD ARMAZENAMENTO DE DADOS MODULAR ARMAZENAMENTO DE DADOS DELL POWERVAULT SÉRIE MD Simplificação da TI O Dell série MD pode simplificar a TI, otimizando sua arquitetura de armazenamento de dados e garantindo

Leia mais

Symantec NetBackup for VMware

Symantec NetBackup for VMware Visão geral A virtualização de servidor é a maior tendência modificadora na área de TI atual. Os departamentos de TI, que dependem do orçamento, estão se apressando para aderir à virtualização por vários

Leia mais

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura maneiras

Leia mais

Uma infraestrutura centrada em aplicativos possibilitará agilidade comercial

Uma infraestrutura centrada em aplicativos possibilitará agilidade comercial Uma infraestrutura centrada em aplicativos possibilitará agilidade comercial Março de 2014 Preparado por: Zeus Kerravala Uma infraestrutura centrada em aplicativos possibilitará agilidade comercial by

Leia mais

Documento técnico de negócios

Documento técnico de negócios Documento técnico de negócios Manual de proteção de dados para armazenamento totalmente em flash Principais considerações para o comprador de armazenamento com experiência em tecnologia Documento técnico

Leia mais

LAN Design. LAN Switching and Wireless Capítulo 1. Version 4.0. 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved. Cisco Public 1

LAN Design. LAN Switching and Wireless Capítulo 1. Version 4.0. 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved. Cisco Public 1 LAN Design LAN Switching and Wireless Capítulo 1 Version 4.0 2006 Cisco Systems, Inc. All rights reserved. Cisco Public 1 Objetivos do Módulo Compreender os benefícios e do uso de uma organização hierárquica

Leia mais

SolarWinds Virtualization Manager

SolarWinds Virtualization Manager SolarWinds Virtualization Manager Gerenciamento potente e unificado da virtualização que não ultrapassa seu orçamento! A SolarWinds aprimorou a forma pela qual profissionais de TI de todo o mundo gerenciam

Leia mais

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Phil Maynard UNIDADE DE SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE DADOS PARA O CLIENTE FEVEREIRO DE 2012 Introdução Em todos os lugares, o volume de

Leia mais

Melhorando o desempenho do data center por meio da virtualização de bancos de dados SQL Server

Melhorando o desempenho do data center por meio da virtualização de bancos de dados SQL Server Melhorando o desempenho do data center por meio da virtualização de bancos de dados SQL Server Conteúdo Resumo.........................................................1 O papel do SQL Server em pequenas

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Automatizando o Data Center

Automatizando o Data Center Este artigo examina uma arquitetura alternativa que suporte a automação do data center e o provisionamento dinâmico sem a virtualização do sistema operacional. por Lori MacVittie Gerente Técnico de Marketing,

Leia mais

Construindo a ponte para a Terceira Plataforma com a composable infrastructure da HPE

Construindo a ponte para a Terceira Plataforma com a composable infrastructure da HPE BOLETIM INFORMATIVO Construindo a ponte para a Terceira Plataforma com a composable infrastructure da HPE Oferecido por: Hewlett Packard Enterprise (HPE) Jed Scaramella Novembro de 2015 OPINIÃO DA IDC

Leia mais

White paper. White paper IBM BCFC. Por que escolher o IBM BladeCenter Foundation for Cloud

White paper. White paper IBM BCFC. Por que escolher o IBM BladeCenter Foundation for Cloud 89 Fifth Avenue, 7th Floor New York, NY 10003 www.theedison.com 212.367.7400 White paper White paper IBM BCFC Por que escolher o IBM BladeCenter Foundation for Cloud Impresso nos Estados Unidos da América

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Enfrente os atuais desafios de BYOD

Enfrente os atuais desafios de BYOD Folheto Enfrente os atuais desafios de BYOD HP Intelligent Management Center para BYOD Quem é você? Seu dispositivo está em conformidade? Atribuído para redes de aplicativos virtuais de identidade Usuário

Leia mais

COLABORAÇÃO COMPLETA PARA O MIDMARKET

COLABORAÇÃO COMPLETA PARA O MIDMARKET COLABORAÇÃO COMPLETA PARA O MIDMARKET Você está realmente conectado? Esse é o desafio atual no panorama dos negócios virtuais e móveis, à medida que as empresas se esforçam para ter comunicações consistentes

Leia mais

Seja dentro da empresa ou na nuvem

Seja dentro da empresa ou na nuvem Arquitetura de próxima geração para recuperação garantida Seja dentro da empresa ou na nuvem PROVEDORES DE SERVIÇOS GERENCIADOS RESUMO DA SOLUÇÃO A plataforma de serviços Assured Recovery O mundo da proteção

Leia mais

Informe técnico: Virtualização de endpoints Symantec Endpoint Virtualization Suite Otimização dinâmica do espaço de trabalho

Informe técnico: Virtualização de endpoints Symantec Endpoint Virtualization Suite Otimização dinâmica do espaço de trabalho Informe técnico: Virtualização de endpoints Otimização dinâmica do espaço de trabalho Visão geral O é uma solução poderosa e flexível com foco na produtividade do usuário, independentemente dos equipamentos,

Leia mais

Grid e Gerenciamento Multi-Grid

Grid e Gerenciamento Multi-Grid Principais Benefícios Alta disponibilidade, Escalabilidade Massiva Infoblox Oferece serviços de rede sempre ligados através de uma arquitetura escalável, redundante, confiável e tolerante a falhas Garante

Leia mais

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos

Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Resumo da solução Cisco UCS Mini: solução avançada com recursos corporativos Você deseja uma solução de computação unificada para a sua empresa de médio ou pequeno porte ou para o padrão avançado do seu

Leia mais

CA ARCserve Backup. Visão geral

CA ARCserve Backup. Visão geral INFORME DE PRODUTO: CA ARCSERVE BACKUP R12.5 CA ARCserve Backup CA ARCSERVE BACKUP, O PRODUTO DE ALTA PERFORMANCE, LÍDER DA INDÚSTRIA DE PROTEÇÃO DE DADOS, COMBINA TECNOLOGIA INOVADORA DE ELIMINAÇÃO DE

Leia mais

As dez coisas que você mais precisa considerar ao adquirir uma infraestrutura hiperconvergente

As dez coisas que você mais precisa considerar ao adquirir uma infraestrutura hiperconvergente As dez coisas que você mais precisa considerar ao adquirir uma infraestrutura hiperconvergente Por Scott D. Lowe, vexpert Sócio e co-fundador, ActualTech Media junho de 2015 Índice Índice... 2 Introdução...

Leia mais

Melhore a conectividade sem fio para seus usuários

Melhore a conectividade sem fio para seus usuários Documento técnico de negócios Melhore a conectividade sem fio para seus usuários Conecte-se com Índice 3 Resumo executivo 4 Interferência indesejada 4 Otimize o desempenho e a confiabilidade da WLAN 6

Leia mais

EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER

EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER Facilite a transição para uma infraestrutura em nuvem privada ou híbrida nos Vblock Systems Crie um ambiente único e virtualizado Provisione como uma só infraestrutura

Leia mais

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS)

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Hoje é fundamental para as empresas poder contar com recursos de comunicação, mobilidade, flexibilidade

Leia mais

monitoramento unificado

monitoramento unificado DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA monitoramento unificado uma perspectiva de negócios agility made possible sumário resumo executivo 3 Introdução 3 Seção 1: ambientes de computação emergentes atuais 4 Seção 2: desafios

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. VISÃO GERAL

Detecção e investigação de ameaças avançadas. VISÃO GERAL Detecção e investigação de ameaças avançadas. VISÃO GERAL DESTAQUES Introdução ao RSA Security Analytics, que oferece: Monitoramento da segurança Investigação de incidente Geração de relatórios de conformidade

Leia mais

Uma solução de desempenho para a distribuição de documentos: Habilitando a distribuição de documentos em tempo real para corporações globais

Uma solução de desempenho para a distribuição de documentos: Habilitando a distribuição de documentos em tempo real para corporações globais Uma solução de desempenho para a distribuição de documentos: Habilitando a distribuição de documentos em tempo real para corporações globais Visão Geral Desafio Hoje, os aplicativos da web são um tremendo

Leia mais

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Virtualização Microsoft: Data Center a Estação de Trabalho Estudo de Caso de Solução para Cliente Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Visão

Leia mais

Folha de Especificações ASTRO 25 Core

Folha de Especificações ASTRO 25 Core CONFIGURAÇÕES FLEXÍVEIS E ESCALÁVEIS ASTRO 25 CORE Um pequeno povoado ou uma grande cidade um único departamento ou vários órgãos seu sistema de rádio deve adaptar-se às suas necessidades e ao seu orçamento.

Leia mais

A velocidade dos negócios

A velocidade dos negócios A velocidade dos negócios Índice Obstáculos para a velocidade nas empresas...... 2 Construindo blocos para na velocidade nas empresas... 3 Implementação de serviços 27 vezes mais rápida... 3 Avançando

Leia mais

Alinhar o gerenciamento da TI com as prioridades dos negócios

Alinhar o gerenciamento da TI com as prioridades dos negócios Ideias para o setor da Empresa inteligente A maneira inteligente de expandir sua empresa Alinhar o gerenciamento da TI com as prioridades dos negócios Como as empresas de médio porte podem usar as recentes

Leia mais

IBM Software. Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011

IBM Software. Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011 IBM Software Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011 2 Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Destaques Amplie os serviços de negócios

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Mais agilidade de TI: Cisco Unified Computing System

Mais agilidade de TI: Cisco Unified Computing System Resumo da solução Mais agilidade de TI: Cisco Unified Computing System Em colaboração com 2011 2012 Cisco e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Este documento contém informações públicas da

Leia mais

Painel MSP. Guia da solução

Painel MSP. Guia da solução Guia da solução Painel MSP Este documento aborda o painel de serviços gerenciados Cisco Meraki, que contém recursos criados especialmente para provedores de serviços gerenciados que oferecem redes gerenciadas

Leia mais

Visão geral da tecnologia Cisco Unified Access: Acesso convergente

Visão geral da tecnologia Cisco Unified Access: Acesso convergente White Paper Visão geral da tecnologia Cisco Unified Access: Acesso convergente Introdução Hoje, menos de um por cento de tudo no mundo físico está conectado em rede. Em um futuro próximo o crescimento

Leia mais

as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las

as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las agility made possible sumário resumo executivo 3 efetivo do servidor: 3 difícil e piorando

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada

Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada Um White Paper da Websense Web Security Gateway: A Web 2.0 Protegida e Simplificada Visão Geral do Mercado Embora o uso dos produtos da Web 2.0 esteja crescendo rapidamente, seu impacto integral sobre

Leia mais

Symantec Backup Exec 2012

Symantec Backup Exec 2012 Melhor Backup para todos Data Sheet: Backup e recuperação após desastres Visão geral O é um produto integrado que protege ambientes físicos e virtuais, simplifica o backup e a recuperação após desastres

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? As ofertas de nuvem pública proliferaram, e a nuvem privada se popularizou. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores NASCIDO PARA NUVEM. INFORME PUBLICITÁRIO Windows Server 2012 março de 2013 COM A NUVEM NO DNA WINDOWS SERVER 2012 É A RESPOSTA DA MICROSOFT PARA O NOVO CENÁRIO DOS DATACENTERS pág. 4 FUTURO Sistema operacional

Leia mais

Convergência de redes de campus

Convergência de redes de campus Convergência de redes de campus Comparação das soluções Aruba Networks, Cisco, HP e Ruckus Wireless Fevereiro de 2015 Patrocinada pela HP, a Porter Consulting trabalha com fornecedores para fornecer avaliações

Leia mais

Convergência por Design

Convergência por Design Convergência por Design Ronaldo Aloise Diretor de Vendas ESSN 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. 1 As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso. A Transformação

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

Inovações de rede para servidores HP ProLiant Gen9

Inovações de rede para servidores HP ProLiant Gen9 Documento técnico Inovações de rede para servidores HP ProLiant Gen9 Índice Resumo... 2 Introdução... 2 Desempenho e convergência... 2 Tecnologias de virtualização e rede... 2 Tecnologia HP FlexibleLOM...

Leia mais

FLUÊNCIA DE APLICATIVOS GARANTINDO AO USUÁRIO UMA EXPERIÊNCIA DE ALTA QUALIDADE PERMITINDO O ACESSO UNIFICADO ÀS REDES CORPORATIVAS CONVERGENTES

FLUÊNCIA DE APLICATIVOS GARANTINDO AO USUÁRIO UMA EXPERIÊNCIA DE ALTA QUALIDADE PERMITINDO O ACESSO UNIFICADO ÀS REDES CORPORATIVAS CONVERGENTES FLUÊNCIA DE APLICATIVOS GARANTINDO AO USUÁRIO UMA EXPERIÊNCIA DE ALTA QUALIDADE PERMITINDO O ACESSO UNIFICADO ÀS REDES CORPORATIVAS CONVERGENTES WHITE PAPER ESTRATÉGICO As redes corporativas estão enfrentando

Leia mais

Consolidação inteligente de servidores com o System Center

Consolidação inteligente de servidores com o System Center Consolidação de servidores por meio da virtualização Determinação do local dos sistemas convidados: a necessidade de determinar o melhor host de virtualização que possa lidar com os requisitos do sistema

Leia mais

Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage

Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage Tendências, desenvolvimentos e dicas para tornar o seu ambiente de storage mais eficiente Smart decisions are built on Storage é muito mais do que

Leia mais

Resumo da solução de virtualização

Resumo da solução de virtualização Resumo da solução de virtualização A virtualização de servidores e desktops se tornou muito difundida na maioria das organizações, e não apenas nas maiores. Todos concordam que a virtualização de servidores

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO Gerenciamento da infraestrutura convergente da CA Technologies Como posso fornecer serviços inovadores ao cliente com uma infraestrutura cada vez mais complexa e convergente? E com gerenciamento

Leia mais

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização Hoje a virtualização de servidores e desktops é uma realidade não só nas empresas, mas em todos os tipos de negócios. Todos concordam

Leia mais

White. paper. Otimizando o data center virtual com pools de caminho de dados. EMC PowerPath/VE. Fevereiro de 2011

White. paper. Otimizando o data center virtual com pools de caminho de dados. EMC PowerPath/VE. Fevereiro de 2011 White paper Otimizando o data center virtual com pools de caminho de dados EMC PowerPath/VE Bob Laliberte Fevereiro de 2011 Este white paper do ESG foi encomendado pela EMC e é distribuído sob licença

Leia mais

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo.

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Desafios da vigilância por vídeo hoje O mercado de vigilância por vídeo está crescendo, impulsionado por preocupações de segurança

Leia mais

Matriz global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: 508.872.8200 Fax: 508.935.4015 www.idc.com

Matriz global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: 508.872.8200 Fax: 508.935.4015 www.idc.com Matriz global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: 508.872.8200 Fax: 508.935.4015 www.idc.com B O L E T I M I N F O R M A T I V O M a x i m i z a n d o S e u A m b i e n t e V i r t u a l p a

Leia mais

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1 Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio slide 1 Objetivos de estudo Quais os principais componentes das redes de telecomunicações e quais as principais tecnologias de rede? Quais os principais

Leia mais

UNIFIED D TA. A nova geração de arquitetura para recuperação garantida. em ambientes locais ou na nuvem para imcomparável proteção PROTECTION

UNIFIED D TA. A nova geração de arquitetura para recuperação garantida. em ambientes locais ou na nuvem para imcomparável proteção PROTECTION UNIFIED A nova geração de arquitetura para recuperação garantida D TA em ambientes locais ou na nuvem para imcomparável proteção PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO PARA PROVEDORES DE SERVIÇOS GERENCIADOS A plataforma

Leia mais

Acelere sua viagem à virtualização

Acelere sua viagem à virtualização Back to top Acelere sua viagem à virtualização Índice Acelere sua viagem à virtualização........................................ 1 Faça a virtualização trabalhar para você....................................

Leia mais

Alinhando a infra-estrutura de aplicações com os negócios através de Application Delivery orientado a serviços

Alinhando a infra-estrutura de aplicações com os negócios através de Application Delivery orientado a serviços Alinhando a infra-estrutura de aplicações com os negócios através de Application Delivery orientado a serviços Visão Geral Desafio Solução Uma implementação SOA (Service Oriented Architecture) bem-sucedida

Leia mais

Backup r16.5 Resumo do produto

Backup r16.5 Resumo do produto Backup r16.5 Resumo do produto Nos negócios, a evolução é constante. A equipe aumenta. Surgem novas filiais. Novos aplicativos são implementados, e geralmente cai sobre você a responsabilidade de garantir

Leia mais

Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos

Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos FOLHA DE PRODUTOS: CA AppLogic Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos agility made possible O CA AppLogic é uma plataforma de computação na nuvem pronta para o uso que ajuda a

Leia mais

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Sumário Introdução... 3 Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3 Live Migration... 3 Volumes compartilhados do Cluster... 3 Modo de Compatibilidade de Processador...

Leia mais

Computação em nuvem. Mudança da função e da importância das equipes de TI O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM.

Computação em nuvem. Mudança da função e da importância das equipes de TI O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM. O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM O ponto de vista dos executivos sobre a nuvem Janeiro de 2015 Computação em nuvem Mudança da função e da importância das equipes de TI Janeiro de 2015 1 Capacitação

Leia mais

Soluções e servidores PowerEdge para aplicativos empresariais

Soluções e servidores PowerEdge para aplicativos empresariais Soluções e servidores PowerEdge para aplicativos empresariais Soluções e servidores PowerEdge para aplicativos empresariais Na Dell, ouvimos sua opinião diariamente, e foi assim que descobrimos que suas

Leia mais

Desafios na implantação de nuvens públicas

Desafios na implantação de nuvens públicas INFORME TÉCNICO Garantia de serviços de rede de nível empresarial para AWS O Infoblox DDI for AWS aumenta a agilidade na nuvem, oferece suporte a políticas de rede consistentes em implantações híbridas

Leia mais

NEVOA BACKUP SYSTEM. 2009 Nevoa Networks Ltda. All Rights Reserved.

NEVOA BACKUP SYSTEM. 2009 Nevoa Networks Ltda. All Rights Reserved. NEVOA BACKUP SYSTEM Com o Nevoa Backup System você garante não só o mais eficiente sistema de backup para seus dados, mas também a solução mais escalável do mercado, afinal, se sua empresa cresce, seus

Leia mais

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Obtenha soluções em nuvem comprovadas para as suas prioridades mais urgentes Destaques da solução Saiba sobre os benefícios mais comuns de implementações

Leia mais

Veritas Storage Foundation da Symantec

Veritas Storage Foundation da Symantec Veritas Storage Foundation da Symantec Gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line O Veritas Storage Foundation oferece uma solução completa para o gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line.

Leia mais

Backup e recuperação para ambientes VMware com o EMC Avamar 6.0

Backup e recuperação para ambientes VMware com o EMC Avamar 6.0 White paper Backup e recuperação para ambientes VMware com o EMC Avamar 6.0 Análise detalhada Resumo Com o ritmo sempre crescente dos ambientes virtuais implantados na nuvem, os requisitos de proteção

Leia mais

Symantec concretiza sua visão estratégica com datacenter seguro de próxima geração distribuído pela Cisco ACI

Symantec concretiza sua visão estratégica com datacenter seguro de próxima geração distribuído pela Cisco ACI DESTAQUE DO IDC ExpertROI Symantec concretiza sua visão estratégica com datacenter seguro de próxima geração distribuído pela Cisco ACI Patrocinado pela: Cisco Matthew Marden Maio de 2015 Brad Casemore

Leia mais