GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SUDEMA Superintendência de Administração do Meio Ambiente Divisão de Florestas - DIFLO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SUDEMA Superintendência de Administração do Meio Ambiente Divisão de Florestas - DIFLO"

Transcrição

1 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSARIOS AO CADASTRAMENTO DE PESSOAS JURIDICAS CONSUMIDORAS DE PRODUTOS E SUBPRODUTOS FLORESTAIS 1. Requerimento Atividade Florestal RAF ( anexo); 2. Formulário de cadastro pessoa física (modelo em anexo), devidamente preenchido e demais documentos abaixo descriminados de acordo com o perfil da empresa; 3. Para as pessoas jurídicas que pertencem a classe 1.1 contidos nas Normas de Classificação (Anexo): 3.1- Atos constitutivos da empresa atualizados; 3.2- Última ata de eleição da diretoria; 3.3- Cartão do CNPJ; 3.4- Alvará de funcionamento da Prefeitura; 3.5- Procuração para quem se fizer representar Certidão de Responsabilidade Técnica do CREA; 4. Para as pessoas jurídicas que pertençam as classes 1.2 e 1.3 contidas nas Normas de Classificação (Anexo): 4.1- Atos constitutivos da empresa, atualizados; 4.2- Última ata de eleição da diretoria; 4.3- Cartão CNPJ; 4.4- Alvará de funcionamento da Prefeitura; 4.5- Procuração, para quem se fizer representar; 4.6- Ficha de inscrição Estadual, (se for o caso); 5. Para as pessoas jurídicas que pertencem as classes 1.4, 1.5, 1.6, 1.7, 1.8 e 1.9 com volume anual igual ou superior a st (doze mil estéreos) de toras ou toretes de madeira, m³ (oito mil metros cúbicos) de toras de madeira ou mdc (quatro mil metros cúbicos de carvão) incluindo seus resíduos e subprodutos, como cavaco, moinho e outros: 5.1- Atos constitutivos da empresa atualizada; 5.2- Última ata de eleição da diretoria; 5.3- Cartão do CNPJ; 5.4- Alvará de funcionamento da Prefeitura; 5.5- Procuração para quem se fizer representar; 5.6- Ficha de Inscrição Estadual; 5.7- Plano de Auto Suprimento PAS;

2 6. Para as pessoa jurídicas que pertencem as mesmas classes definidas no item III, com volume anual inferior a st (doze mil estéreos) de toras ou toretes de madeira, m³ (oito mil metros cúbicos) de toras de madeira ou mdc (quatro mil metros cúbicos de carvão) de carvão vegetal incluindo seus resíduos e subprodutos, como cavaco, moinho e outros deverão apresentar: 6.1- Atos constitutivos da empresa atualizada; 6.2- Última ata de eleição da diretoria; 6.3- Cartão do CNPJ; 6.4- Alvará de funcionamento da Prefeitura; 6.5- Procuração para quem se fizer representar; 6.5- Ficha de Inscrição Estadual; 6.6- Declaração sobre a sua capacidade de produção ou consumo de produtos e subprodutos; 6.7- Comprovação da origem do produto: Autorização de Desmatamento AD para Vegetação Nativa Informação de Corte para Reflorestamento Contrato de fornecimento quando for de origem de terceiros. OBSERVAÇÕES: Os documentos devem ser apresentados com cópia autenticada ou juntamente com os originais, que serão devolvidos após serem conferidos pelo funcionário do atendimento.

3 REQUERIMENTO ATIVIDADE FLORESTAL - RAF ATENÇÃO REQUERENTE Processo n.º Data de formação: / / Assinatura: Os PRAZOS para análise conforme Regulamento da Legislação Ambiental Estadual Vigente: Autorizações, Plano de Manejo Florestal, Aprovação do PAS, Certificados e Registros, entre outros são de 90 USO EXCLUSIVO DA SUDEMA Município habilitado? Sim ( ) Não ( ) Área total: ( ) até 20 Ha ( ) acima de 20 a 500 Ha ( ) acima de 500 a Ha ( ) de a Ha ( ) acima de Ha ( ) Projetos/ Associações Taxa: R$ PREENCHIMENTO PELO INTERESSADO Conferência pela DIAT 1. Requerente: Razão Social / Pessoa Física: CNPJ / CPF: Endereço do requerente: Bairro: Município: CEP: 2. Requerimento para: ( ) Autorização p/ Uso Alternativo do Solo p/ assentamento do INCRA ( ) Autorização para Uso Alternativo do Solo (Supressão Vegetal) ( ) Autorização para Exploração Florestal (Manejo Florestal) ( ) Autorização para Implantação de Floresta de Produção (Reflorestamento) ( ) Autorização para Uso do Fogo Controlado ( ) Autorização para Plano de Corte Racional ( ) Autorização para Transporte Florestal ATPF-PB Volume (st) Volume (mdc) Volume (m³) ( ) Autorização para Limpeza Agrícola/Agropastoril/Silvipastoril ( ) Vistoria Prévia para Averbação de Reserva Legal ( ) Análise de Plano de Manejo Florestal Sustentado ( ) Análise de Plano de Manejo Agroflorestal ( ) Análise de PRAD ( ) Análise de Plano de Auto Suprimento (PAS) ( ) Cadastro de Consumidor Florestal (P. Física) ( ) Cadastro de Consumidor Florestal (P. Jurídica) ( ) Prorrogação de Prazo de Validade ( ) Transferência/Alteração/Renovação ( ) Homologação de Pátio ( ) Outros/Especificar: 3. Propriedade: Nome da propriedade: Coordenadas da sede: UTM: X ; Y Registro: Matrícula: Livro: Fls: INCRA: Área Total(Ha): Área para supressão vegetal(ha) Uso atual da Propriedade(Ha): Cultura: Pastagem: Manejo Florestal: Pousio: Servidão Florestal Preservação Permanente: Infra-estrutura: Reserva Legal: Outros: Localidade: Município: CEP: UF: Telefone: ( ) Fax:( ) Atividade situada em Unidade de Conservação? ( ) Não ( ) Sim Nome da UC

4 Empreendimento GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA Nome do Empreendimento: Coordenadas: UTM: X ; Y Atividade: Endereço: Bairro: Município: CEP: UF: Telefone: ( ) Fax:( ) Atividade situada em Unidade de Conservação? ( ) Não ( ) Sim Nome da UC 5. O Empreendimento possui Autorização anterior? ( ) Não ( ) Sim Autorização Número Validade 6. Descrição do Empreendimento: 7. Endereço para Correspondência: Endereço: Bairro: Município: CEP: UF: 8. Contato para Assuntos Relacionados ao Requerimento: Nome: Nome Cargo: Telefone: ( ) Fax: ( ) Celular: ( ) 9. Declaração do Representante Legal: Declaro que são verdadeiras as informações prestadas pelo(a) ora requerente neste processo de atividade florestal, o que caso contrário incorre a parte interessada em flagrante infração ao que determina a Lei Estadual N o 6.002/94 e o seu Regulamento aprovado pelo Decreto Estadual N o /02 e também a Lei Federal Nº 9.605/98 e seu Regulamento aprovado pelo Decreto Federal Nº 3.179/99 (LEI DE CRIMES AMBIENTAIS). A documentação e as informações complementares que vierem a ser exigida pela SUDEMA serão fornecidas nos prazos estabelecidos sob pena de perempção do processo e perda de qualquer direito sobre os pagamentos realizados. Para fins de acompanhamento deste processo autorizamos o contato com o profissional indicado no campo 8 deste Requerimento. João Pessoa, de de Nome do representante legal: Cargo: CPF Assinatura: Carimbo da Empresa: Os atos processuais praticados só poderão ser efetivados pelo Requerente ou por seu Representante Legal, mediante apresentação de documentação comprobatória. Este REQUERIMENTO não tem caráter autorizatório 01 CONTROLE FORMULÁRIO CADASTRO REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA

5 01 - N.º DE REGISTRO 02 - MOTIVO DO PREENCHIMENTO 1 - REGISTRO INICIAL 2 - RENOVAÇÃO 02 IDENTIFICAÇÃO DA PESSOA JURÍDICA 03 - RAZÃO SOCIAL 04 - NOME FANTASIA (DENOMINAÇÃO) 05 CGC DA EMPRESA 06 - INSCRIÇÃO ESTADUAL 07 - CPF DO DIRIGENTE 08 - NOME DO DIRIGENTE 03 ENDEREÇO 09 - LOGRADOURO (RUA, NÚMERO, SALA, ETC) 10 - BAIRRO/DISTRITO 11 - MUNICÍPIO 12 - CÓDIGO 13 - UF 14 - TELEFONE - DDD 15 - CEP 16 - CAIXA POSTAL 17 - FAX CONSTITUIÇÕES E CONDIÇÕES LEGAIS 19 - DATA DE CONSTITUIÇÃO 20 - INICIO DAS ATIVIDADES 21 - PRAZO DURAÇÃO DAS ATIVIDADES ( ) DETERMINADO ( ) INDETERMINADO 22 - TIPO DE SOCIEDADE 23 - VALOR DO CAPITAL INTEGRALIZADO (SOCIAL) ( ) S/A ( ) LTDA ( ) OUTROS 24 - N.º DO REGISTRO NA JUNTA COMERCIAL OU CARTÓRIO 25 - CARTÓRIO /NOME (quando for o caso) ( ) LIVRO ) FOLHA 05 CATEGORIAS JUNTO A SUDEMA 27 CONSUMO ANUAL 28 - PORTE 29 - CÓDIGO 30 - CLASSE 31 - SUBCLASSE 06 MATERIA PRIMA FLORESTAL UTILIZADA ANUALMENTE 32 - CÓDIGO 33 - QUANTIDADE 34 - UNIDADE 35 - CÓDIGO 36 - QUANTIDADE 37- UNIDADE 07 FONTE DE ENERGIA UTILIZADA ANUALMENTE 38 - CÓDIGO 39 - QUANTIDADE 40 - UNIDADE 41 - CÓDIGO 42 - QUANTIDADE 43 - UNIDADE 08 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 44 - MÃO DE OBRA EMPREGADA ZONA URBANA escritório: indústria: produção: Escolaridade: 45 - MÃO DE OBRA EMPREGADA ZONA RURAL Plantio: Exploração: Escritório: Escolaridade: Superior: médio: primário: Sem escolaridade: Superior: médio: primário: Sem escolaridade: 46 - PRINCIPAIS MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Tipo Quantidade Modelo Marca Ano /Fabricação CONSUMIDOR LENHA CARVÃO VEGETAL Origem/Procedência Nº da autorização 1 - Quantidade de fornos Média Mensal de produção PRODUÇÃO/INDUSTRIALIZAÇÃO/COMERCIALIZAÇÃO/BENEFICIAMENTO/ARMAZENAMENTO/EXPLORAÇÃO/ESSÊNCIA 48 - Denominação / Produto 49 Cód. Prod./Esssência 50 Unidade/Medida 51 - Volume Anual Autorizado 52 - Volume Real do Ano Anterior 53 - ESSENCIAS FLORESTAIS 10 AUTENTICAÇÃO DA PESSOA FÍSICA(ASSUMO TOTAL RESPONSABILIDADE PELAS DECLARAÇÕES PRESTADAS) 54 - LOCAL E DATA 55 - NOME 56 - ASSINATURA 11 AUTENTICAÇÃO DA SUDEMA 57 - DATA 58 - NOME 59 - ASSINATURA Caso os campos acima não sejam suficientes para o preenchimento das informações solicitadas, favor enviá-las em anexo. Av. Monsenhor Walfredo Leal, 181 Tambiá - CEP João Pessoa PB Tel. (83) / Fax:

6 1- Controle BLOCO 2- Identificação da pessoa Jurídica 3- Endereço 4- Constituição e Condições Legais 5- Categorias Junto a SUDEMA 6- Matéria-Prima Florestal Utilizada anualmente 7- Fonte de Energia Utilizada Anualmente 8- Informações Adicionais 9- Produção/Industrialização/comercialização/ Beneficiamento/Armazenamento/Exploração 10- Autenticação da Pessoa Física (Assumo total responsabilidade pelas declarações prestadas) 11- Autenticação da SUDEMA GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA CÓDIGOS PARA PREENCHIMETO DO FORMULÁRIO CADASTRO DE PESSOA JURIDICA ITEM TITULO INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO 01 Nº. de registro Uso da SUDEMA- não preencher ( se inicial) 02 Motivo de preenchimento 1- no caso de registro inicial: 2- renovação ou alteração de cadastro. 03 Razão Social Preencher com a razão social da empresa 04 Nome Fantasia Preencher com a denominação/ nome fantasia 05 CNPJ da empresa nº. de inscrição da empresa no cadastro nacional do contribuinte da Receita Federal 06 Inscrição estadual nº. de inscrição do dirigente da empresa no cadastro de pessoa física da Receita Federal 07 CPF do dirigente nº. de inscrição do dirigente da empresa no cadastro de pessoa física da Receita Federal. 08 Nome do dirigente Preencher com o nome do dirigente da empresa ( Proprietário, Sócio, Gerente ou Diretor) 09 Logradouro Preencher o endereço completo, abreviando se necessário, algum dado. 10 Bairro/Distrito nome do Bairro ou Distrito onde se localiza o logradouro, abreviando se necessário 11 Município Preencher com o nome do município 12 Código Uso da SUDEMA não preencher 13 UF Preencher com a sigla da Unidade da Federação 14 Telefone/DDD Preencher com o código de discagem direta a distância e o nº. do telefone, se existir. 15 CEP Preencher com o código de endereçamento postal 16 Caixa Postal Preencher com o nº. da caixa postal se existir 17 Fax Preencher com o numero do fax se tiver 18 Preencher com 19 Data de Constituição data de assinatura do Contrato Social. Declaração da firma Individual ou Estatuto (S/A) 20 Inicio da Atividades data prevista no contrato Social, Declaração da firma individual ou Estatuto Social Assinalar com X a opção. Determinado, quando a empresa estabelece o inicio e o fim das atividades. 21 Prazo de duração das atividades Indeterminado, quando a empresa não estabelece o prazo de encerrar suas atividades, podendo fazer quando achar necessário. Assinalar com X a opção S/A Sociedade anônima, constituída por uma Diretoria eleita, por seus acionistas 22 Tipo de Societário por meio de uma assembléia e caracterizada por um Estatuto. Ltda. Constituída por no mínimo 2 (dois) sócios e a firma vem sempre registrada em Ltda. Outros É caracterizada por firmas individuais apresentado por um único proprietário 23 Valor do Capital Integralizado Preencher com o valor do capital social previsto no contrato social, declaração de firma individual, Estatuto (Social) Social S/A 24 Nº. de Registro na Junta Comercial ou Cartório Informar o nº. do documento protocolado na Junta Comercial ou Cartório. 25 Cartório/Nome (quando for o caso) Informar o nome do cartório, quando a firma for registrada em cartório, informando também o nº. do livro e da folha. 26/29 27/30 Uso da SUDEMA Uso da SUDEMA 28/31 32/35 Código Preencher com o código da Matéria Prima abaixo: Código Matéria-Prima 01-Carvão vegetal 02-Lenha 03-Resíduos 04-Toretes 05-Cavacos 06-Toras 07-Pasta Mecânica 08-Celulose 09- Laminados 10- Madeira serrada 11- Plantas ornamentais 12-Palmito 13-Xaxim 14-Folhas 15- Flor seca 16- Semente Florestal 17- Muda Florestal 18- Casca de Madeira 33/36 Quantidade Preencher com o volume anual da Materia-Prima utilizada ( Produto/subproduto). 34/37 Unidade Preencher com o código da unidade de medida conforme tabela abaixo: Código Unidade 01-Metro Cúbico (m³) 02- Quilo (Kg) 03- Tonelada (Ton.) 04- Unidade (Und.) 05- Estéreo (St) 06- Metro de Carvão (mdc) 07- Litro (Lt) 08- Quilowatt/hora (Kw/h) 09- Dúzia 39/42 Quantidade Preencher com o volume anual da fonte de energia utilizada anualmente 40/43 Unidade Preencher com os mesmos códigos do item 34/37 44 Mão-de-obra empregada na zona Informar o nº. de empregados existentes no..., industria, produção, e o nível de...instrução (médio, urbana primário a sem escolaridade). 45 Mão-de-obra empregada zona rural Informar o nº. de empregados existentes no plantio, exploração e escritório, e o nível de escolaridade. 46 Principais maquinas e equipamentos Tipo- informar os tipos de maquinas e equipamentos utilizados na elaboração dos produtos. Quantidade- Informar a quantidade de cada tipo de maquina existente, modelo/marca/ ano de fabricação. Preencher com X sua atividade 47 Consumidor (Lenha/carvão vegetal) Informar a origem do produto/subproduto florestal nº. da autorização, quantidade de fornos (quando produtor /de carvão vegetal ) e a medida mensal de produção 48 Denominação do produto Informar os produtos/subprodutos florestais que estão na produção/industrial...os produtos elaborados 49 Código do produto Uso da SUDEMA - não preencher 50 Unidade de medida Preencher com o código da unidade de medida do item 34/37 51 Volume anual autorizado pela SUDEMA Preencher com o volume anual registrado na SUDEMA 52 Volume real do ano anterior Preencher com o volume real do ano anterior 53 Essências florestais Informar as essências florestais mais utilizadas 54 Local e data Informar o local e a data do preenchimento do formulário 55 Nome Preencher com o nome do prestador das informações 56 Assinatura Assinatura do declarante 57 Data Informar a data de recepção do formulário 58 Nome Informar o nome do funcionário da SUDEMA responsável pelo recebimento 59 Assinatura Assinatura do funcionário responsável pelo recebimento/conferência/sudema

7 BLOCO GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA CÓDIGOS PARA PREENCHIMETO DO FORMULÁRIO CADASTRO DE PESSOA JURIDICA ITEM TITULO INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO TABELA - NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO DOS GRUPOS, CLASSES E SUBCLASSES Grupo Classe Sub classe Descrição 1 Flora Especializadas Consultoria florestal Administradora Cooperativa florestal Associação florestal Responsável técnico Extrativismo da Vegetação Nativa Toras, toretes, estacas, mourões e similares Palmitos e similares Óleos essenciais e similares Vime, bambu, cipó e similares Xaxim Resina, goma e cera Fibras Alimentícias Plantas ornamentais, medicinais, aromáticas e partes Sementes florestais Produção e colheita Reflorestamento Toras, toretes, estacas, mourões e similares Carvão vegetal Postes, dormentes e similares Palmitos e similares Óleos essenciais e similares Resina, goma e cera Fibras Alimentícias Plantas, ornamentais, medicinais, aromáticas e partes Sementes florestais Mudas florestais Consumidor Lenha, briquetes, cavacos, serragem de madeiras, casca de côco e similares Carvão vegetal, moinho de briquetes, peletes e similares Beneficiamento Usina de preservação de madeira Fábrica de beneficiamento de plantas ornamentais, medicinais e aromáticas Fábrica de conservas e beneficiamento de palmito e similares Desdobramento Madeira serrada Madeira laminada, desfolhada e froveada Transformação / manutenção Artefatos de madeira, cipó, vime, bambu e similares Cavacos, palhas, briquetes, peletes de madeira e similares Artefatos de xaxim Embarcações de madeira Fábrica de móveis Fábrica de fósforos, palitos e similares Industrialização Madeira compensada e contraplacadas Madeira prensada e similares Celulose Papel e papelão Óleos essenciais, resinas e tananantes Comercialização Matéria-prima, produtos, sub produtos da flora Plantas ornamentais, medicinais e aromáticas.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, DOS RECURSOS HÍDRICOS E DA AMAZÔNIA LEGAL INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS IBAMA

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, DOS RECURSOS HÍDRICOS E DA AMAZÔNIA LEGAL INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS IBAMA Página 1 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, DOS RECURSOS HÍDRICOS E DA AMAZÔNIA LEGAL INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS IBAMA PORTARIA NORMATIVA Nº 113 1997 DE 25 DE SETEMBRO

Leia mais

INDÚSTRIA DE MADEIRA QUE SE ABASTEÇA DE FLORESTA PLANTADA

INDÚSTRIA DE MADEIRA QUE SE ABASTEÇA DE FLORESTA PLANTADA Perguntas e Respostas 1 - O que é a Reposição Florestal? A Reposição Florestal caracteriza-se pelo plantio obrigatório de árvores de espécies adequadas ou compatíveis, exigido de pessoas físicas ou jurídicas

Leia mais

Art. 1º O Cadastro de Exploradores e Consumidores de Produtos Florestais do Estado de Rondônia CEPROF- RO fica subordinado à Gerência Ambiental.

Art. 1º O Cadastro de Exploradores e Consumidores de Produtos Florestais do Estado de Rondônia CEPROF- RO fica subordinado à Gerência Ambiental. PORTARIA N. 0172/2006/GAB/SEDAM Porto Velho 16 de outubro de 2.006 Cria as normas e procedimentos para o Cadastro de Exploradores e Consumidores de Produtos Florestais do Estado de Rondônia CEPROF-RO O

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O DOF

INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O DOF RESPOSTAS RÁPIDAS DOF Recuperação de Senha do DOF INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O DOF A recuperação de senha para categorias e atividades relacionadas ao Documento de Origem Florestal DOF somente pode ser feita

Leia mais

AMBIENTAL LL, LP, LI e LO (TORRES). ( ) Este documento (Devidamente Preenchido)

AMBIENTAL LL, LP, LI e LO (TORRES). ( ) Este documento (Devidamente Preenchido) I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DO LICENCIAMENTO AMBIENTAL LL, LP, LI e LO (TORRES). ( ) Este documento (Devidamente Preenchido) ( ) Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal;

Leia mais

DECRETO Nº 35.096, DE 25 DE JANEIRO DE 1994.

DECRETO Nº 35.096, DE 25 DE JANEIRO DE 1994. REVOGADO PELO DECRETO N 41.420/2002 DECRETO Nº 35.096, DE 25 DE JANEIRO DE 1994. Regulamenta o Sistema de Controle para o Transporte de Produto Florestal, através de licenciamento obrigatório, no território

Leia mais

MANEJO FLORESTAL E FLUXO LICENCIATÓRIO

MANEJO FLORESTAL E FLUXO LICENCIATÓRIO 04/10/2010 MANEJO FLORESTAL E FLUXO LICENCIATÓRIO CÓDIGO FLORESTAL ESTADUAL LEI 9.519/92 Art. 1º - As florestas nativas e as Art. demais formas de vegetação natural existente no território estadual, reconhecidas

Leia mais

RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Este documento;

RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Este documento; RENOVAÇÃO DA LICENÇA DE OPERAÇÃO DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Este documento; Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal; Cadastro Descritivo da Atividade ; Cópia da Outorga de Lavra do DNPM,

Leia mais

Portaria n.º 172, de 24 de abril de 2014.

Portaria n.º 172, de 24 de abril de 2014. Portaria n.º 172, de 24 de abril de 2014. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, no uso de suas atribuições constitucionais previstas no Art. 71, inciso IV, da Constituição do Estado de Mato Grosso,

Leia mais

AÇÃO MADEIRA LEGAL Informativo às construtoras - Internet

AÇÃO MADEIRA LEGAL Informativo às construtoras - Internet AÇÃO MADEIRA LEGAL Informativo às construtoras - Internet A Ação Madeira Legal está vigorando, desde 02 de Janeiro de 2009. O procedimento implantado pela CAIXA é simples e consiste na apresentação do

Leia mais

PRODUÇÃO DA EXTRAÇÃO VEGETAL E DA SILVICULTURA

PRODUÇÃO DA EXTRAÇÃO VEGETAL E DA SILVICULTURA INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE DIRETORIA DE PESQUISAS COORDENAÇÃO DE AGROPECUÁRIA GERÊNCIA DE SILVICULTURA E EXTRAÇÃO VEGETAL PRODUÇÃO DA EXTRAÇÃO VEGETAL E DA SILVICULTURA CONCEITOS

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE EMPRESA. (Cópias e originais ou cópias autenticadas)

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE EMPRESA. (Cópias e originais ou cópias autenticadas) 1- Requerimento DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE EMPRESA 2- Contrato Social e seus aditivos E CNPJ (Cópias e originais ou cópias autenticadas) 3- Indicação de responsável (eis) técnico (s) para

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 006 DE 21 DE DEZEMBRO DE 1992

RESOLUÇÃO Nº 006 DE 21 DE DEZEMBRO DE 1992 RESOLUÇÃO Nº 006 DE 21 DE DEZEMBRO DE 1992 DISPÕE DE NORMAS DE CONTROLE DO DESMATAMENTO QUE VISE A ALTERAÇÃO DO USO DO SOLO NO ESTADO DE MINAS GERAIS O Diretor Geral do IEF, no uso das atribuições que

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos INSTRUÇÕES GERAIS PARA OBTENÇÃO DO C.R.C. (CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL), CONFORME DISPOSTO NA LEI Nº 8.666/93 1. CADASTRAMENTO 1.1 PROCEDIMENTO 1.1.1 A empresa interessada em obter o Certificado

Leia mais

PORTARIA INTERSETORIAL SDM/FATMA Nº 01, de 05/11/2002

PORTARIA INTERSETORIAL SDM/FATMA Nº 01, de 05/11/2002 PORTARIA INTERSETORIAL SDM/FATMA Nº 01, de 05/11/2002 "Estabelece que a exploração e a supressão de produtos florestais nativos em qualquer modalidade, no Estado de Santa Catarina, dependem da emissão,

Leia mais

1 Objetivo. 2 Instrumentos do Processo de Controle Ambiental. 3 Etapas do Processo de Cadastramento. 4 Instruções Gerais

1 Objetivo. 2 Instrumentos do Processo de Controle Ambiental. 3 Etapas do Processo de Cadastramento. 4 Instruções Gerais Termo de Referência nº. 01 (Versão setembro/2015) Atividades sujeitas a Autorização Ambiental 1 Objetivo Definir a documentação necessária ao cadastro ambiental das atividades da Listagem Baixo Impacto

Leia mais

Formulário para Licenciamento Ambiental de Extração Mineral. Responsável pela leitura no GPS Nome: Profissão: Telefone: ( )

Formulário para Licenciamento Ambiental de Extração Mineral. Responsável pela leitura no GPS Nome: Profissão: Telefone: ( ) 1. IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDEDOR NOME / RAZÃO SOCIAL CPF/ CNPJ End. n Bairro CEP Município Telefone ( ) 2. IDENTIFICAÇÃO DA ATIVIDADE/ EMPREENDIMENTO Atividade Endereço Logradouro (Rua, Av,Linha, Picada,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013

PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013 PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013 1. DADOS CADASTRAIS DATA : o 1.1. Projeto Título: Período de realização: Local de desenvolvimento do trabalho/ município/uf: 1 Recursos FBB (R$):

Leia mais

NORMA GERAL PARA CADASTRO DE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS NO SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL DA CDP

NORMA GERAL PARA CADASTRO DE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS NO SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL DA CDP NORMA GERAL PARA CADASTRO DE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS NO SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL DA CDP TÍTULO 2 Diretoria Administrativo-Financeira Capítulo 1 Diretrizes Administrativas e Financeiras Seção Nome

Leia mais

D E C R E T A: Art. 3º. Para obtenção do CRC será necessária a apresentação das seguintes documentações:

D E C R E T A: Art. 3º. Para obtenção do CRC será necessária a apresentação das seguintes documentações: Decreto nº 015, de 16 de outubro de 2015. Regulamenta o Certificado de Registro Cadastral- CRC para fornecedores e/ou prestadores de serviços, previsto no artigo 34 da Lei Federal nº 8.666/93, e dá providências

Leia mais

Regulamentação das serrarias portátis. proposta de Instrução Normativa elaborada pelo Projeto Floresta Viva

Regulamentação das serrarias portátis. proposta de Instrução Normativa elaborada pelo Projeto Floresta Viva Regulamentação das serrarias portátis proposta de Instrução Normativa elaborada pelo Projeto Floresta Viva Projeto Floresta Viva - Dezembro de 2006 INDICE Contexto 3 Objetivos perseguidos 3 Dois pontos

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SUDEMA Superintendência de Administração do Meio Ambiente

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SUDEMA Superintendência de Administração do Meio Ambiente RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSARIOS À SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO PARA EXPLORAÇÃO FLORESTAL NA MODALIDADE DE PLANO DE MANEJO SUSTENTÁVEL 1. Requerimento Atividade Florestal - RAF (Anexo); 2. CPF e RG do requerente

Leia mais

PORTARIA Nº. 93, DE 27 DE JUNHO DE 2008.

PORTARIA Nº. 93, DE 27 DE JUNHO DE 2008. PORTARIA Nº. 93, DE 27 DE JUNHO DE 2008. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, no uso das atribuições legais que lhe confere a Lei Complementar nº. 214, de 23 de junho de 2005, que cria a Secretaria

Leia mais

Revogada pela Resolução ANP nº 20, de 18.6.2009 DOU 19.6.2009 Efeitos a partir de 19.6.2009.

Revogada pela Resolução ANP nº 20, de 18.6.2009 DOU 19.6.2009 Efeitos a partir de 19.6.2009. AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS PORTARIA ANP Nº 127, DE 30.7.1999 - DOU 2.8.1999 - REPUBLICADA DOU 30.9.1999 E 28.4.2000 Estabelece a regulamentação para a atividade de coleta

Leia mais

IRRIGAÇÃO. Bairro: Município: CEP: CNPJ/CPF: Telefone: Fax:

IRRIGAÇÃO. Bairro: Município: CEP: CNPJ/CPF: Telefone: Fax: IRRIGAÇÃO 1. Identificação Empresa/Interessado: Endereço: Bairro: Município: CEP: CNPJ/CPF: Telefone: Fax: E-mail: Atividade: Localização do empreendimento (Endereço): Bairro: CEP: Contato: Cargo/Função:

Leia mais

Instrução Normativa nº 001, de 27 de janeiro de 2014

Instrução Normativa nº 001, de 27 de janeiro de 2014 Instrução Normativa nº 001, de 27 de janeiro de 2014 O diretor-presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo IDAF, usando das atribuições que lhe confere o artigo 48 do regulamento

Leia mais

) $$$*" + $$,$" ( $$* + $, $ $ $ " ) '/$$* + 0$ 12! '3$ $ $$* 3)" + ) " 3$ $ '5$ 0$ 62! '3$ '5" % $ 7 $ $ 62 ) " 3$ $ $4,$1+! '3$ $ $,$ ) " 3$ $ $4,

) $$$* + $$,$ ( $$* + $, $ $ $  ) '/$$* + 0$ 12! '3$ $ $$* 3) + )  3$ $ '5$ 0$ 62! '3$ '5 % $ 7 $ $ 62 )  3$ $ $4,$1+! '3$ $ $,$ )  3$ $ $4, !" # $ % &'( ) $$$*" + $$,$" ( $$* + $, $ $ $ " ) $$$$- -!( ), ),(. '/$$* + 0$ 12! '3$ $ $$* 3)" + ) " 3$ $ $4,$1+! '5$ 0$ 62! '3$ '5" % $ 7 $ $ 62 ) " 3$ $ $4,$1+! '/$,$ '3$ $ $,$ ) " 3$ $ $4, $1+! '

Leia mais

ANEXO III DO PARECER ÚNICO

ANEXO III DO PARECER ÚNICO Página: 1 de 5 GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD ANEXO III DO PARECER ÚNICO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Tipo de Requerimento

Leia mais

ANEXO III DO PARECER ÚNICO

ANEXO III DO PARECER ÚNICO GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD ANEXO III DO PARECER ÚNICO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Tipo de Requerimento de Intervenção

Leia mais

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST)

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) LICENÇA SIMPLIFICADA (LS) LICENÇA SIMPLIFICADA LS Autoriza a localização, instalação e operação conforme Art. 5º, incisos V e VI da Resolução COEMA nº 04 de 12 de abril

Leia mais

BARES, CASAS NOTURNAS, RESTAURANTES, LANCHERIAS, AÇOUGUES, PADARIAS

BARES, CASAS NOTURNAS, RESTAURANTES, LANCHERIAS, AÇOUGUES, PADARIAS Formulário para licenciamento BARES, CASAS NOTURNAS, RESTAURANTES, LANCHERIAS, AÇOUGUES, PADARIAS INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO: As instruções necessárias para o preenchimento da folha de rosto deste formulário

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA. Decreto nº. 24.419 João Pessoa, 23 de Agosto de 2006.

ESTADO DA PARAÍBA. Decreto nº. 24.419 João Pessoa, 23 de Agosto de 2006. Decreto nº. 24.419 João Pessoa, 23 de Agosto de 2006. Dá nova redação aos artigos 1º e 5º do Decreto 24.419, de 27 de setembro de 2003, sobre o uso do fogo controlado no Estado da Paraíba. O GOVERNADOR

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES DE MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINA 2 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES PÁGINA 4 DECLARAÇÃO

Leia mais

ANEXO II MODELO DO CFO NOME DO ÓRGÃO ESTADUAL DE DEFESA SANITÁRIA VEGETAL

ANEXO II MODELO DO CFO NOME DO ÓRGÃO ESTADUAL DE DEFESA SANITÁRIA VEGETAL ANEXO II MODELO DO CFO NOME DO ÓRGÃO ESTADUAL DE DEFESA SANITÁRIA VEGETAL CERTIFICADO FITOSSANITÁRIO DE ORIGEM: Nº Nome do produtor/nome empresarial: Endereço: Município: UF: CNPJ / CPF/ Identi cação da

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE PESSOA JURÍDICA (Cópias e originais ou cópias autenticadas) 1- Requerimento; 2- Contrato Social + Aditivos (se tiver, todos); 3- CNPJ (atualizado); 4- Indicação

Leia mais

ANEXO III DO PARECER ÚNICO

ANEXO III DO PARECER ÚNICO Página: 1 de 4 GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD ANEXO III DO PARECER ÚNICO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Tipo de Requerimento

Leia mais

CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA CNPJ 20.961.629/0001-05

CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA CNPJ 20.961.629/0001-05 CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA 1 - DADOS DA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Nº Cooperativa PAC 4031 00 Nome CECM DOS COLABORADORES CVRD LTDA 2 - DADOS PESSOAIS Nome 1 titular CNPJ 20.961.629/0001-05

Leia mais

Taxas: Certidão R$ 36,89 ART R$ 60,00

Taxas: Certidão R$ 36,89 ART R$ 60,00 DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA IDICAÇÃO DE RESPONSÁVEL TÉCNICO (Cópias e originais ou cópias autenticadas) 1- Requerimento; 2- Indicação de responsável (eis) técnico (s) para atividades técnicas da Empresa

Leia mais

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA e/ou INSTALAÇÃO LAVA-JATO E SIMILARES

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA e/ou INSTALAÇÃO LAVA-JATO E SIMILARES I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA e/ou INSTALAÇÃO LAVA-JATO E SIMILARES ( ) Este documento Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal; deve ser preenchido e assinado

Leia mais

LOCAL DE ABERTURA DOS ENVELOPES:

LOCAL DE ABERTURA DOS ENVELOPES: EDITAL DE CREDENCIAMENTO PÚBLICO DE ARTESÃOS E ENTIDADES DE PRODUÇÃO DE ARTESANATO, PARA FINS DE COMERCIALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DE ARTESANATO PARA O ANO DE 2013. A SECRETARIA DO TRABALHO E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Este documento. Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal. Cadastro Descritivo da Atividade - Geral devidamente

Leia mais

CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: SAÚDE

CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: SAÚDE CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: SAÚDE ENTIDADES ABRANGIDAS: Entidades que atuam na área da saúde (Art. 4º ao Art. 11º da Lei nº 12.101/2009) ÓRGÃO RESPONSÁVEL

Leia mais

1. INFORMAÇÕES SOBRE FLORESTAS PRODUÇÃO DA EXTRAÇÃO VEGETAL E DA SILVICULTURA CENSO AGROPECUÁRIO, FLORESTAL E/OU AQÜÍCOLA

1. INFORMAÇÕES SOBRE FLORESTAS PRODUÇÃO DA EXTRAÇÃO VEGETAL E DA SILVICULTURA CENSO AGROPECUÁRIO, FLORESTAL E/OU AQÜÍCOLA 1. INFORMAÇÕES SOBRE FLORESTAS PRODUÇÃO DA EXTRAÇÃO VEGETAL E DA SILVICULTURA CENSO AGROPECUÁRIO, FLORESTAL E/OU AQÜÍCOLA 1. INFORMAÇÕES SOBRE FLORESTAS PRODUÇÃO DA EXTRAÇÃO VEGETAL E DA SILVICULTURA OBJETIVO

Leia mais

FORMULÁRIOS PARA AUTORIZAÇÃO DE RECUPERAÇÃO OU RESTAURAÇÃO DE ÁREAS PROTEGIDAS COM SUPRESSÃO DE ESPÉCIES EXÓTICAS

FORMULÁRIOS PARA AUTORIZAÇÃO DE RECUPERAÇÃO OU RESTAURAÇÃO DE ÁREAS PROTEGIDAS COM SUPRESSÃO DE ESPÉCIES EXÓTICAS CONDIÇÃO OBRIGATÓRIA EXECUÇÃO DE PROJETO DE RECUPERAÇÃO DAS ÁREAS CONSIDERADAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE ATINGIDAS COM PLANTIOS E MANUTENÇÃO DE ÁRVORES NATIVAS DA REGIÃO E/OU CONDUÇÃO DA REGENERAÇÃO NATURAL,

Leia mais

ANEXO I PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO. Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SMAC

ANEXO I PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO. Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SMAC ANEXO I PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SMAC CERTIFICADO DE ADEQUAÇÃO DE IMÓVEL DECRETO MUNICIPAL N.º 28.247/07 CAI SMAC Nº 000000 de (DIA / MÊS / ANO). PROCESSO

Leia mais

ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Este documento. Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal. Cadastro Descritivo da Atividade - Geral devidamente

Leia mais

EDITAL PARA O CADASTRO TECNICO MUNICIPAL DE CONSULTORES AMBIENTAIS 2015/2016

EDITAL PARA O CADASTRO TECNICO MUNICIPAL DE CONSULTORES AMBIENTAIS 2015/2016 EDITAL PARA O CADASTRO TECNICO MUNICIPAL DE CONSULTORES AMBIENTAIS 2015/2016 1. Das Disposições Gerais Considerando a exigência de realizar o licenciamento ambiental de empreendimentos e atividades utilizadoras

Leia mais

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS)

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) ÍNDICE: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE EMPRESAS INTERESSADAS NA EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE TERRENOS, LOJAS E ESPAÇOS DE PROPRIEDADE DA COMPANHIA DO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS GABINETE SECRETÁRIO PORTARIA N º 064, DE 04 DE AGOSTO DE 2014.

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS GABINETE SECRETÁRIO PORTARIA N º 064, DE 04 DE AGOSTO DE 2014. GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS GABINETE SECRETÁRIO PORTARIA N º 064, DE 04 DE AGOSTO DE 2014. Disciplina no âmbito do Estado do Maranhão, os procedimentos

Leia mais

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD ANEXO III DO PARECER ÚNICO AGENDA VERDE

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD ANEXO III DO PARECER ÚNICO AGENDA VERDE Página: 1 de 5 Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SEMAD SISTEMA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE ANEXO III DO PARECER ÚNICO AGENDA VERDE 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Tipo de

Leia mais

CT03.07 - Departamento de Gestão Social Fevereiro/2013 Atualizado em março/2014 CARTA TÉCNICA

CT03.07 - Departamento de Gestão Social Fevereiro/2013 Atualizado em março/2014 CARTA TÉCNICA CARTA TÉCNICA Nome do Certificado: INSCRIÇÃO NO CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL ENTIDADES QUE DEVEM REALIZAR O REGISTRO: Entidades de Assistência Social ORGÃO RESPONSÁVEL PELA EMISSÃO: Conselho

Leia mais

DICAS DE PREENCHIMENTO DA FSCC-e

DICAS DE PREENCHIMENTO DA FSCC-e DICAS DE PREENCHIMENTO DA FSCC-e Para solicitar a Ficha Eletrônica de Solicitação de Cadastramento de Contribuinte do ICMS do Estado do Amazonas - FSCC-e, os campos de seleção obrigatórios devem ser preenchidos.

Leia mais

Informações para Licenciamento Ambiental Municipal de DEPÓSITO DE GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO (GLP) CLASSES I E II (CODRAM 4.750,10 Depósito de GLP)

Informações para Licenciamento Ambiental Municipal de DEPÓSITO DE GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO (GLP) CLASSES I E II (CODRAM 4.750,10 Depósito de GLP) DEPÓSITO DE GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO (GLP) CLASSES I E II (CODRAM 4.750,10 Depósito de GLP) 1 - IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDEDOR Nome ou Razão Social: CNPJ: CPF: CGC/TE: Endereço (Rua/Av.) : nº: Bairro:

Leia mais

Regulamenta o art. 21 da Lei no 9.985, de 18 de julho de 2000, que dispõe sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza.

Regulamenta o art. 21 da Lei no 9.985, de 18 de julho de 2000, que dispõe sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. DECRETO Nº 5.746, DE 5 DE ABRIL DE 2006 Regulamenta o art. 21 da Lei no 9.985, de 18 de julho de 2000, que dispõe sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

DECRETO Nº 6.660, DE 21 DE NOVEMBRO DE

DECRETO Nº 6.660, DE 21 DE NOVEMBRO DE DECRETO Nº 6.660, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2008: Regulamenta dispositivos da Lei no 11.428, de 22 de dezembro de 2006, que dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Mata Atlântica.

Leia mais

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA (LP) IMOBILIÁRIO

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA (LP) IMOBILIÁRIO I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA (LP) IMOBILIÁRIO ( ) Este documento Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal; deve ser preenchido e assinado pelo requerente

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG Edital de Chamamento para Cadastro nº 01/2013

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG Edital de Chamamento para Cadastro nº 01/2013 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG Edital de Chamamento para Cadastro nº 01/2013 Edital de convocação de Pessoas Jurídicas para inscrição e atualização do Cadastro de Fornecedores do Município de Itaúna.

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL (CORE-MS).

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL (CORE-MS). Relação de Documentos Exigidos para Registros de: Sociedade Empresária e de Pessoa Natural (do Responsável Técnico): Documentos da Empresa: a) Fotoc. autenticada do Contrato Social e de sua(s) Alteração(ões),

Leia mais

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST)

ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) ANÁLISE DOCUMENTAL (CHECK LIST) LICENÇA DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO (LIO) LICENÇA DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO (LIO) Autoriza a instalação e operação do empreendimento/atividade, conforme Art. 5, Inciso IV da

Leia mais

ATIVIDADES OU EMPREENDIMENTOS SUJEITAS AO LICENCIAMENTO AMBIENTAL

ATIVIDADES OU EMPREENDIMENTOS SUJEITAS AO LICENCIAMENTO AMBIENTAL Licenciamento Ambiental e suas exigências legais Julio César Bachega Sec. Adjunto de Mudanças Climática - SEMA Licenciamento Ambiental e suas exigências Legais Código Florestal Lei Federal 4771/1965; Código

Leia mais

Dispõe sobre a emissão da Certidão de Informações sobre a vinculação de Imóvel com Unidade de Conservação da Natureza

Dispõe sobre a emissão da Certidão de Informações sobre a vinculação de Imóvel com Unidade de Conservação da Natureza RESOLUÇÃO SMAC Nº 514, DE 17 DE MAIO DE 2012. Dispõe sobre a emissão da Certidão de Informações sobre a vinculação de Imóvel com Unidade de Conservação da Natureza O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 008 Licenciamento Ambiental de Condomínios Residenciais Horizontais e Verticais e Atividade de Hotelaria

INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 008 Licenciamento Ambiental de Condomínios Residenciais Horizontais e Verticais e Atividade de Hotelaria INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 008 Licenciamento Ambiental de Condomínios Residenciais Horizontais e Verticais e Atividade de Hotelaria Disciplina o processo de licenciamento ambiental de condomínios residenciais

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FCEI IGAM Agenda Azul

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FCEI IGAM Agenda Azul INTRODUÇÃO 1/5 O FCEI, Formulário de Caracterização do Empreendimento Integrado, é o documento que o empreendedor utiliza para apresentar ao órgão ambiental as informações do empreendimento para regularização

Leia mais

NORMA DE OUTORGA. Assunto: Instrução Documental para Requerimentos de Outorga INTERVENÇÕES E OBRAS

NORMA DE OUTORGA. Assunto: Instrução Documental para Requerimentos de Outorga INTERVENÇÕES E OBRAS Dezembro de 2010 1/... A seguir serão descritos os documentos necessários para abertura de processos administrativos de Outorga para Intervenções e Obras. Cabe salientar que o AGUASPARANÁ a seu critério

Leia mais

S U P E R I N T E N D Ê N C I A E S T A D U A L D O M E I O A M B I E N T E

S U P E R I N T E N D Ê N C I A E S T A D U A L D O M E I O A M B I E N T E DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE ESTABELECIMENTOS QUE COMERCIALIZA PRODUTOS AGROTÓXICOS (VALIDADE DO REGISTRO = 01 ANO) 1. Requerimento do Registro dirigido ao Superintendente da SEMACE. 2. Formulário

Leia mais

Fundo de Desenvolvimento da Amazônia FDA

Fundo de Desenvolvimento da Amazônia FDA Roteiro de Apresentação de Carta-Consulta FDA/SUDAM Fundo de Desenvolvimento da Amazônia FDA Roteiro para Apresentação de Carta-Consulta Roteiro de Apresentação de Carta-Consulta FDA/SUDAM ÍNDICE 1 - Glossário

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 411, DE 6 DE MAIO DE 2009 Publicada no DOU nº 86, de 08/05/2009, págs. 93-96

RESOLUÇÃO N o 411, DE 6 DE MAIO DE 2009 Publicada no DOU nº 86, de 08/05/2009, págs. 93-96 RESOLUÇÃO N o 411, DE 6 DE MAIO DE 2009 Publicada no DOU nº 86, de 08/05/2009, págs. 93-96 Correlação Complementa a Resolução nº 379/2006. Resolução alterada pela 474/2016 em seus arts. 6º e 9º e anexos

Leia mais

Legislação ambiental aplicada à cultura do eucalipto

Legislação ambiental aplicada à cultura do eucalipto Legislação ambiental aplicada à cultura do eucalipto Palestrante: M.Sc. Leandro de Almeida Salles Analista de Atividades do Meio Ambiente Especialidade: Engenharia Florestal Constituição Federal Art.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SUDEMA Superintendência de Administração do Meio Ambiente

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SUDEMA Superintendência de Administração do Meio Ambiente RELAÇAO DE DOCUMENTOS PARA OBTENÇAÕ DE LICENCIAMENTO DE LINHAS DE TRANSMISSÃO LICENÇA PRÉVIA 1 - Requerimento 2 - Cadastro 3 - Guia de Recolhimento 4 - Cópia da Publicação do Requerimento e da concessão

Leia mais

PORTARIA Nº 22, DE 1º DE ABRIL DE 2008.

PORTARIA Nº 22, DE 1º DE ABRIL DE 2008. Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal PORTARIA Nº 22, DE 1º DE ABRIL DE 2008. Estabelece normas complementares necessárias à aplicação da Lei nº 3.914, de 05 de dezembro de 2006, regulamentada

Leia mais

DECRETO Nº 728, DE 14 DE MARÇO DE 2016

DECRETO Nº 728, DE 14 DE MARÇO DE 2016 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 728, DE 14 DE MARÇO DE 2016 Regulamenta a Lei nº 9.498, de 19 de novembro de 2014, que dispõe sobre a cobrança de preço público decorrente da prestação de serviços de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALÉM PARAÍBA DEPARTAMENTO DE LICITAÇÕES

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALÉM PARAÍBA DEPARTAMENTO DE LICITAÇÕES REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO Pessoa Jurídica Requerimento composto de 05 páginas: 1. página 01: IDENTIFICAÇÃO E DO FORNECEDOR; 2. página 02: ENQUADRAMENTO NA CATEGORIA; 3. página 03 e 04: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N o 411, DE 06 DE MAIO DE 2009 Dispõe sobre procedimentos para inspeção de

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N o 411, DE 06 DE MAIO DE 2009 Dispõe sobre procedimentos para inspeção de MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N o 411, DE 06 DE MAIO DE 2009 Dispõe sobre procedimentos para inspeção de indústrias consumidoras ou transformadoras de produtos

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. As presentes disposições visam regulamentar o Programa Parceiros em Ação, instituído pela Área de Responsabilidade Social do BANCO

Leia mais

RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA SECRETARIA DA FAZENDA NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA

RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA SECRETARIA DA FAZENDA NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA SECRETARIA DA FAZENDA NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA 1. SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DE IPVA 1.1 TIPOS: Para Deficiente Físico 1. Requerimento do interessado, conforme

Leia mais

FICHA CADASTRAL DE CLIENTE PESSOA FÍSICA

FICHA CADASTRAL DE CLIENTE PESSOA FÍSICA Código do Distribuidor (uso interno): FICHA CADASTRAL DE CLIENTE PESSOA FÍSICA Código do Cliente (uso interno): Parte I Dados do Titular (1) Nome do Investidor: Data de Nascimento: Nacionalidade: Local

Leia mais

AS PRINCIPAIS SOCIETÁRIAS.

AS PRINCIPAIS SOCIETÁRIAS. PALESTRA: AS PRINCIPAIS FORMAS SOCIETÁRIAS. (Novo Código Civil (Lei nº: 10.406 de 10/01/2002). Palestrante: Ana Júlia Nascimento Souza 1 Empresário; 2 - Sociedade Limitada; 3 Autônomo; 4 - Sociedade Simples;

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FILIAÇÃO JUNTO A F.P.B.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FILIAÇÃO JUNTO A F.P.B. DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FILIAÇÃO JUNTO A F.P.B. 1. Oficio em papel timbrado, assinado pelo presidente em exercício, à Federação Paulista de Basketball, (conf. Modelo ANEXO I), solicitando sua filiação.

Leia mais

ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 038, DE 15 DE JANEIRO DE 2016

ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 038, DE 15 DE JANEIRO DE 2016 PORTARIA Nº 038, DE 15 DE JANEIRO DE 2016. Publicada no DOE nº 11.724, de 18 de janeiro de 2016. Dispõe sobre a isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores - IPVA, na forma dos incisos

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS INSTRUÇÕES HSBC Brasil Administradora de Consórcio Ltda. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS 1- Preencher a Ficha Cadastral em sua totalidade de forma legível, datar e assinar com reconhecimento de

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO DE MANEJO DE ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS (Armadilhas)

SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO DE MANEJO DE ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS (Armadilhas) ATENÇÃO 1) Observe as orientações de preenchimento deste formulário constantes nas páginas 6 a 9 deste documento. 2) Este documento permite que pessoas físicas e jurídicas prestem serviços de controle

Leia mais

Autarquia Municipal de Meio Ambiente de Eusébio

Autarquia Municipal de Meio Ambiente de Eusébio Autarquia Municipal de Meio Ambiente de Eusébio DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA CADASTRO TÉCNICO MUNICIPAL CTAMMA PESSOA FÍSICA Requerimento do Cadastro Técnico Municipal; RG e CPF; Comprovante de Endereço;

Leia mais

Cadastro de Transportadora

Cadastro de Transportadora Cadastro de Transportadora Para realizar o cadastro de uma transportadora proceda da seguinte forma: Acesse o módulo Administrativo. Clique no menu Cadastro em seguida clique na opção Transportadora e

Leia mais

Relação de Documentos para Análise. Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO

Relação de Documentos para Análise. Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO Nome da Empesa: CNPJ: Contato: Telefone: Relação de Documentos para Análise Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO 1 Ficha cadastral e Autorização de Consulta de Restritivos assinada (Anexo); 2

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SUDEMA Superintendência de Administração do Meio Ambiente

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SUDEMA Superintendência de Administração do Meio Ambiente RELAÇAO DE DOCUMENTOS PARA PROJETOS DE IRRIGAÇÃO E /OU SIMILARES. CATEGORIA A PROJETOS COM ÁREA ATÉ 5,0 ha LICENÇA PRÉVIA 1. Requerimento; 3. Guia de recolhimento, quitada; 4. Cópia da Publicação do Requerimento

Leia mais

Relação de Documentos Exigidos Para Inscrição Pessoa Jurídica

Relação de Documentos Exigidos Para Inscrição Pessoa Jurídica Relação de Documentos Exigidos Para Inscrição Pessoa Jurídica AS CÓPIAS DOS DOCUMENTOS APRESENTADOS DEVERÃO ESTAR AUTENTICADAS OU ACOMPANHADAS DOS ORIGINAIS. 1. Preencher o requerimento, que deverá ser

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA O CADASTRO DE PESSOAS JURÍDICAS JUNTO AO FOZTRANS NOS SERVIÇOS DE MOTO FRETE

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA O CADASTRO DE PESSOAS JURÍDICAS JUNTO AO FOZTRANS NOS SERVIÇOS DE MOTO FRETE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA O CADASTRO DE PESSOAS JURÍDICAS JUNTO AO FOZTRANS NOS SERVIÇOS DE MOTO FRETE Solicitação da Empresa para cadastro junto ao FOZTRANS (preencher solicitação em anexo com firma

Leia mais

Relação de documentos necessários para requerer o CEBAS?

Relação de documentos necessários para requerer o CEBAS? Relação de documentos necessários para requerer o CEBAS? DOCUMENTO DESCRIÇÃO DO DOCUMENTO SOLICTADO Requerimento assinado pelo O modelo do requerimento pode ser obtido no anexo I desta relação representante

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 09/2015

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 09/2015 Página 1 de 35 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 09/2015 Processo nº 33/2015 Pregão Presencial nº 26/2015 O CENTRO UNIVERSITÁRIO MUNICPAL DE FRANCA UNI-FACEF situado à Av. Major Nicácio, 2433, Bairro São José,

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124

Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124 Diário Oficial Imprensa Nacional N.º 246 DOU de 23/12/05 Seção 1 - p. 124 MINISTERIO DA SAUDE SECRETÁRIO DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 743, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA

Leia mais

ORIZICULTURA. A FATMA coloca-se a disposição dos interessados para dirimir possíveis dúvidas sobre esta instrução normativa;

ORIZICULTURA. A FATMA coloca-se a disposição dos interessados para dirimir possíveis dúvidas sobre esta instrução normativa; ORIZICULTURA IN-12 INSTRUÇÕES GERAIS A FATMA coloca-se a disposição dos interessados para dirimir possíveis dúvidas sobre esta instrução normativa; Sempre que julgar necessário a FATMA solicitará informações,

Leia mais

PROPOSTA DE AFILIAÇÃO DE ESTABELECIMENTO

PROPOSTA DE AFILIAÇÃO DE ESTABELECIMENTO PROPOSTA DE AFILIAÇÃO DE ESTABELECIMENTO Matriz ou Independente Inclusão PDV Alteração Contratual N do Estabelecimento Código - Acordo Sub-industria Expectativa Anual de faturamento Amex Cód. Localização

Leia mais

PORTO ALEGRE: Na OAB/Serviços - Rua Vicente de Paula Dutra, 236 (ao lado do FORO CENTRAL), horário contínuo das 08h30min às 18h30min.

PORTO ALEGRE: Na OAB/Serviços - Rua Vicente de Paula Dutra, 236 (ao lado do FORO CENTRAL), horário contínuo das 08h30min às 18h30min. 1. INSTRUÇÕES PARA REQUERIMENTO NO QUADRO DE ADVOGADOS Requerimento preenchido, datado, assinado somente pelo requerente. Não deixar campos em branco. Não rasurar. As importâncias recolhidas à tesouraria

Leia mais

6 Exploração florestal ATENÇÃO!

6 Exploração florestal ATENÇÃO! 6 Exploração florestal 6.1 O que depende de autorização ambiental? Uso alternativo do solo Toda intervenção na cobertura vegetal nativa (ou seja, desmatamento com ou sem destoca, raleamento ou brocamento

Leia mais

PORTARIA Nº 29 DE 10 DE MAIO DE 2005. RESOLVE:

PORTARIA Nº 29 DE 10 DE MAIO DE 2005. RESOLVE: Salvador Quarta-feira 11 de maio de 2005 Ano LXXXIX No 18.837 PORTARIA Nº 29 DE 10 DE MAIO DE 2005. Dispõe sobre diretrizes para a exploração florestal, o plano de manejo florestal, a supressão de vegetação

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 149 DE 16 DE OUTUBRO DE 2009.

LEI COMPLEMENTAR Nº 149 DE 16 DE OUTUBRO DE 2009. LEI COMPLEMENTAR Nº 149 DE 16 DE OUTUBRO DE 2009. Cria o Programa Roraimense de Regularização Ambiental Rural RR SUSTENTÁVEL, disciplina as etapas do Processo de Licenciamento Ambiental de Imóveis Rurais

Leia mais

CIRCULAR N 3.172. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012.

CIRCULAR N 3.172. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012. CIRCULAR N 3.172 Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012. Estabelece procedimentos relativamente ao exercício de cargos em órgãos estatutários de instituições financeiras e demais

Leia mais

Licenciamento Ambiental Simplificado Secretaria de Meio Ambiente - SMA

Licenciamento Ambiental Simplificado Secretaria de Meio Ambiente - SMA Licenciamento Ambiental Simplificado Secretaria de Meio Ambiente - SMA PROTOCOLO Nº PROCESSO Nº Aviso: Este formulário só é válido para empreendimentos de pequenos porte e impacto ambiental, definidos

Leia mais

ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006 - ANEEL. Modelos de documentos

ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006 - ANEEL. Modelos de documentos ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006-ANEEL Fl. 1/ 17 ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006 - ANEEL Modelos de documentos ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006-ANEEL Fl. 2/ 17 ANEXO 8 A Carta

Leia mais

ANEXO I REQUERIMENTO DE HABILITAÇÃO INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO

ANEXO I REQUERIMENTO DE HABILITAÇÃO INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO ANEXO I REQUERIMENTO DE HABILITAÇÃO INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO QUADRO I. IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE / INTERESSADO Deve ser preenchido com os dados da pessoa física ou jurídica interessada. 1. Nome /

Leia mais