Afif Domingos fala sobre projetos para micro e pequenas empresas na Fecomércio-SP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Afif Domingos fala sobre projetos para micro e pequenas empresas na Fecomércio-SP"

Transcrição

1 SINCOMÉRCIO SEMPRE AO LADO DO EMPRESÁRIO Afif Domingos fala sobre projetos para micro e pequenas empresas na Fecomércio-SP Sicredi oferece as melhores opções de crédito aos lojistas do comércio Comércio abre em horário especial no mês de dezembro Sincomércio e Sincomerciários firmam convenção coletiva de trabalho para funcionamento das lojas por ocasião das festas natalinas página 3 Programa Emprega Fácil Fecomércio-SP propõe ao BNDES linha de crédito especial e exclusiva para micro e pequenas empresas do comércio página 4 O ministro chefe da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos apresentou na última plenária da Fecomércio-SP a proposta do Simples Universal, que visa enquadrar todas as categorias de empresa. Confira na página 11. Parceria Sincomércio e Secredi oferece as melhores taxas do mercado para os empresários do comércio e serviços página 10 Cresce o número de empregos temporários no final do ano Saiba como contratar empregados temporários para trabalhar no final do ano página 10

2 SINCOMÉRCIO REPRESENTA MUITO PARA A SUA EMPRESA 2 Palavra do Presidente Empresário! fortaleça a sua categoria com o recolhimento da contribuição assistencial Anualmente, o Sincomércio, trata das negociações coletivas de trabalho, e participa das várias reuniões e assembleias, onde são discutidas exaustivamente todas as cláusulas econômicas que tratam do reajustamento dos pisos salariais e, das cláusulas sociais, defendendo os direitos e interesses de toda categoria, que culminam com a celebração das Convenções Coletivas de Trabalho (CCT), com diversas categorias: dos comerciários, dos motoristas, dos engenheiros, dos vendedores viajantes entre outras, que sobremaneira vem minimizar os conflitos trabalhistas entre as empresas empregadoras e seus empregados. Anualmente, o Sincomércio também celebra aditamentos à Convenção Coletiva de Trabalho, onde são estabelecidas as regras para funcionamento do comércio nas datas especiais e feriados, que vem satisfazer os interesses dos empresários do comércio varejista do comércio de rua, dos supermercadistas e lojistas do shopping. O Sindicato patronal instituiu o REPIS Regime Especial de Pisos Salariais, que consta da Convenção Coletiva de Trabalho. Foi mais uma conquista importante, que estipula pisos salariais diferenciados para as micro e pequenas empresas, que proporcionam uma significativa redução de custos com a folha de pagamento, visando sobretudo o estímulo ao crescimento e desenvolvimento dos pequenos empreendimentos. O Sincomércio mantém um Departamento Jurídico para orientar os empresários nas áreas trabalhistas, cível e comercial, e atende também aos interesses de empresas em particular. Sempre que surge algum problema de qualquer natureza, que possa causar algum impacto negativo e ou prejuízos aos empresários, o Sincomércio toma as providências necessárias para combatê-lo em todos os níveis legislativos, inclusive judiciais se for o caso. Um sindicato forte, terá mais poder de representação, e mais força e representatividade nas negociações coletivas e nas atividades reivindicatórias em geral, valorizando a categoria. A Contribuição Assistencial Patronal destina-se ao custeio dos serviços prestados pelas Entidades Sindicais à categoria, sobretudo à celebração de Acordos ou Convenções Coletivas de Trabalho ou participação em processos de Dissídio Coletivo como descrito acima. Acrescenta-se ainda, que todas as empresas pertencentes à categoria econômica, se beneficiam de todos os resultados das negociações coletivas e, e usufruem de todas as vantagens conquistadas e alcançadas pelo sindicato, independentemente de seu porte ou número de empregados, de estarem ou não associadas, portanto, devem contribuir para o custeio das despesas da instituição que as representam. A Contribuição Assistencial é compulsória para todas as empresas integrantes da categoria econômica, e tem respaldo jurídico no artigo 513 alínea e da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e por força do artigo 7º, inciso XXVI e artigo 8º, inciso III e IV, da Constituição Federal, e também está prevista em cláusula da Convenção Coletiva de Trabalho. Portanto, prezados empresários, não deixem de recolher a Contribuição Assistencial Patronal, você estará contribuindo para o fortalecimento da sua categoria. Gener Silva Presidente do Sincomércio Araçatuba Vice-Presidente da Fecomércio-SP Representação Este espaço é reservado para informar s empresários do comércio varejista, sobre s representações do sindicato, através do seu residente e Diretores junto aos diversos órgãos, m prol da defesa dos direitos e interesses da ategoria, que no mês de novembro representaam a entidade nas seguintes reuniões: 07 - Reunião da Comissão Estadual de Emprego em São Paulo Reunião do Conselho de Assuntos Sindicais da Fecomércio-SP em São Paulo Debate do Dia Municipal de Combate à Venda e ao Consumo de Bebida Alcoólica por Crianças e Adolescentes Reunião do Conselho Municipal de Saúde de Araçatuba Reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Araçatuba Reunião do Conselho do Comércio Varejista da Fecomércio-SP em Bertioga Reunião do Conselho Diretor do Febom em Araçatuba Reunião lançamento do Projeto Construindo Cidades Resilientes Araçatuba Reunião do Conselho do SENAC e do Conselho de Administração da Fecomércio-SP em São Paulo Reunião do Conselho de Previdência Social em Araçatuba. Informativo de divulgação dos trabalhos e das atividades realizadas pelo Sindicato do Comércio Varejista. Tiragem 4 mil exemplares, distribuição gratuita para empresas do comércio varejista em geral. Projeto, editoração e impressão: Editora Somos O informativo também está disponível no site do sindicato para leitura on line. Anuncio no jornal: Arnaldo Castilho e Tiago Castilho Endereço: Rua Silva Jardim nº 798, Vila São Paulo Araçatuba - SP / CEP Fone: (18) / Fax: (18) Site: Diretoria: Gener Silva Presidente, Antonio Eleutério da Silva Secretário, Takashi Habe - Tesoureiro. Nossa Missão: Representar, defender os interesses e direitos da categoria, estimular a livre iniciativa, propor soluções e serviços para gerar resultados positivos no desenvolvimento das empresas e da sociedade.

3 SINCOMÉRCIO A VOZ DOS EMPRESÁRIOS DO COMÉRCIO VAREJISTA 3 Horário especial do comércio As lojas abrirão em horário especial no mês de dezembro por ocasião da festas natalinas onforme Termo de Aditamento à Convenção Coletiva de Trabalho firmado entre o Sindicato do Comércio de Araçatuba e Região (SINCOMÉRCIO) e o Sindicato dos Empregados no Comércio de Araçatuba (SINCOMERCIÁRIOS), no mês de dezembro as lojas poderão funcionar nos seguintes horários: nos dias 06 a 23/12/13 (segunda à sexta-feira) das 9h às 22h, nos dias 07, 14 e 21/12/13 (sábado) das 9h às 18h, nos dias 15 e 22/12/13 (domingo) das 9h às 16h, no dia 24/12/13 (terça-feira) das 9h às 18h, dia 25/12/13 (quarta-feira) Natal não funciona, no dia 26/12/13 (quinta-feira) das 12h às 18h, no dia 27/12/13 (sexta-feira) das 9h às 18h, no dia 28/12/13 (sábado) das 9h às 16h, dias 30 e 31/12/13 (segunda e terça-feira) das 9h às 18h, no dia 01/01/14 (quarta-feira) Ano Novo não funciona, no dia 02/01/14 (quinta- -feira) das 12h às 18h. O Intervalo para refeições por ocasião da data especial das festas natalinas, nas jornadas acima de 06 (seis) horas, normalmente de segunda a sexta-feira, convenciona-se que a empresa pode optar por um único intervalo de no mínimo 01 (uma) hora, e no máximo de 3h30 (três horas e trinta minutos) para almoço ou jantar. Se a empresa optar por dois intervalos, um para almoço e outro para jantar, o período despendido no segundo intervalo, deverá ser compensado ou remunerado, a critério das partes (empresa e empregado). As partes recomendam que no período de jornada estendida, o intervalo concedido ao empregado seja de no mínimo duas horas, devido à necessidade de locomoção até sua residência, para refeição, higiene pessoal e descanso. Nos sábados e nos domingos, a empresa fornecerá aos funcionários que trabalharem nestes dias, um lanche ou marmitex de boa qualidade e um refrigerante ou suco, ou um vale refeição no valor de R$ 14,00 (Quatorze reais) com 01 (uma) hora de intervalo para o almoço e, ou 02 (duas) horas de intervalo para refeição na residência. O domingo trabalhado deverá ser compensado com folga na semana que antecede o domingo. As empresas deverão efetuar duas turmas de revezamento: os funcionários que trabalharem em um domingo, deverão folgar no próximo domingo, ou seja, os que trabalharem no dia 15, deverão folgar no dia 22 e, vice-versa, devendo ainda, as empresas manter a escala de revezamento à vista de todos os funcionários. Compensação das Horas Extras, 50% (cinquenta por cento) das horas excedentes trabalhadas, poderão ser compensadas, as outras 50% (cinquenta por cento) deverão ser remuneradas com adicional de 60% (sessenta por cento), incidindo o percentual sobre o valor da hora normal. Os funcionários ocupantes dos cargos de caixa, crediarista e empacotadores, receberão uma gratificação correspondente a 02 (duas) horas extras no mês que ocorrer a data especial, com percentual de 80% (oitenta por cento), calculadas sobre o salário do mês, e pagas no mês seguinte, devendo constar nos recibos de pagamento com a denominação GRATIFICAÇÃO SECA/SINCOMÉRCIO. No feriado de 02/12/13, Aniversário da Cidade (segunda-feira), o horário de trabalho dos empregados no comércio varejista das empresas optantes pelo funcionamento em caráter especial nos feriados, será das 9h às 15h. As empresas deverão pagar a todos os funcionários que efetivamente prestarem serviço nestas datas, o valor de R$ 64,00 (Sessenta e quatro reais), a título de diária, na boca do caixa. O feriado trabalhado deverá ser compensado, com folga no prazo de até 30 (trinta) dias. No caso de rescisão contratual antes da concessão da folga compulsória, esta deverá ser remunerada em dobro. A empresa fornecerá aos funcionários que trabalharem no feriado um lanche ou marmitex de boa qualidade, acompanhado de um refrigerante ou suco, ou um vale refeição no valor de R$ 14,00 (Quatorze reais). Deverá ser observado o intervalo de 15 (quinze) minutos. O Departamento Jurídico do Sincomércio informa ainda, que a pedido do sindicato o alvará autorizando o funcionamento do comércio nestas datas e horários, já foi concedido pela Prefeitura Municipal de Araçatuba através da publicação do Decreto Municipal nº de 21/01/13, a integra do aditamento da convenção coletiva de trabalho e cópia do alvará está disponível no site Como aquecer as vendas de final de ano Algumas iniciativas são fundamentais para garantir o aumento nas vendas de Natal, as mais importantes do ano Natal é a principal data para o comércio. Para uma boa venda, alguns fatores merecem atenção. A lista de presente impõe certa limitação do valor de cada unidade. Assim, é importante oferecer, ao lado de presentes mais requintados, a opção das lembrancinhas. Veja algumas dicas: Quando o consumidor entra na loja para ver os presentes mais baratos, ele também deve visualizar os demais, de valor superior. O importante é que o consumidor tenha contato com os demais produtos oferecidos; Oferecer facilidades para pagamento, com segurança. A venda parcelada, seja em cartão, cheque ou carnê ainda é a melhor saída; Com a chegada do verão, novas opções de vestuário chamam a atenção. As cores das vitrines devem encantar o consumidor que se prepara para as férias de janeiro; Políticas de fidelização podem atrair o cliente. Pesquisas de satisfação podem torná-lo mais assíduo. O importante é promover identificação com o estabelecimento, não somente pela oferta variada de produtos, como também pela qualidade do atendimento e do pós-venda. Para aproveitar ao máximo esse momento o comerciante deve ser criativo e lançar mão de diversas possibilidades para atrair o consumidor, mostrando as vantagens de seus produtos e enfatizando fortemente no atendimento ao cliente que chega à loja. Fonte: Blog do Comércio Varejista

4 EMPRESÁRIO ACESSE O SITE: CONTÉM INFORMAÇÕES ÚTEIS PARA A SUA EMPRESA 4 Impulso ao varejo Programa Emprega Fácil, da Fecomércio-SP, propõe ao BNDES linha de crédito especial Linha de crédito direcionada exclusivamente à micro e pequenas empresas do comércio Acapacidade de geração de emprego das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) é decisiva em tempos de cenário econômico adverso. Elas compõem um negócio com alta capacidade social e marcam firme presença em todo o território nacional. Mais: exibem grande absorção de mão de obra que inclui tanto jovens à procura do primeiro emprego como pessoas com mais de 50 anos que, apesar de grande vigor para o trabalho, enfrentam dificuldades de recolocação. Movida pela capacidade de impulsão dessa empresas, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FE- COMÉRCIO-SP), elaborou o projeto Emprega Fácil. Desenvolvido pelo Conselho da Pequena Empresa da entidade, a proposta pretende estimular micro e pequenos empresários por meio de linha de financiamento no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). As empresas com até dez profissionais na folha de pagamento poderão solicitar financiamento para a contratação (pela CLT) de dois novos funcionários por um ano, mais férias. A proposta permitirá que, durante a fase de treinamento do funcionário, o empregador não precise desembolsar o aumento da folha de pagamento. Assim, ele conseguirá treinar o novo colaborador e ter retorno da contratação antes de começar a pagar por ela. Na opinião do Presidente do BNDES, Luciano Coutinho, o excelente desempenho das micro e pequenas empresas nos últimos anos tem sido decisivo na transformação do Brasil em uma sociedade desenvolvida: Esses negócios foram o grande vetor do crescimento brasileiro na última década, especialmente no aumento do emprego formal. O desenvolvimento do país é indissociável das atividades das pequenas empresas. Para Paulo Feldmann, presidente do Conselho da Pequena Empresa da Fecomércio- -SP, o Emprega Fácil terá papel social importante neste momento em que a economia brasileira começa a enfrentar forte redução de consumo: Esperamos que o BNDES adote a iniciativa para estimular os comerciantes a contratar pessoas. A FECOMÉRCIO-SP acredita que o programa pode ser também porta de entrada para o pequeno empresário ao crédito do BNDES. Na opinião de Feldmann, esta seria um notícia a ser muito comemorada. Ele aponta que o pequeno empreendedor dificilmente consegue ser contemplado com o Cartão BNDES repassado pelas entidades bancárias: No geral, esses empresários são levados a creditar que não tem direito ao benefício e acabam aceitando as taxas dos bancos normais. (Fonte: Matéria condensada da Revista Conselho nº 21 da Fecomércio-SP). Raio-X do Emprega Fácil Exclusivo para a contratação em empresas com até dez funcionários; Cada negócio poderá solicitar, no máximo, dois novos empregados; O profissional poderá ser contratado por um ano pela CLT. A empresa será obrigada a mantê- -lo por esse período; O valor total do financiamento será equivalente a 13 meses (salário e férias) mais encargos trabalhistas. O empréstimo só poderá ser pedido uma única vez e o limite será equivalente ao salário bruto registrado em carteira do empregado até o teto de 150% do salário mínimo vigente mais 75% destinados ao pagamento de encargos; O desembolso será mensal, mediante comprovação do registro em carteira; O financiamento terá carência de 12 meses. A partir desse período, a empresa deverá amortizar o valor em 24 parcelas mensais. O programa Emprega Fácil deverá se implementado por agências credenciadas pelo BNDES. Governo empossa membros da Comissão Estadual do Emprego e Trabalho Decente Gener Silva, Presidente do Sincomércio Araçatuba, tomou posse no dia 1/10, como representante da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FE- COMÉRCIO) junto a Comissão Estadual do Emprego e Trabalho Decente, o Governo do Estado de São Paulo certificou 38 pessoas que compõem a Comissão Estadual do Emprego e Trabalho Decente. A Comissão é formada por representantes da administração pública, entidades sindicais e patronais. Cerca de 150 pessoas participaram da cerimônia de posse, que foi realizada às 10h, no Palácio dos Bandeirantes. O objetivo da Comissão é formular a proposta da política estadual de Trabalho Decente. O Trabalho Decente e seus agentes A premissa básica requerida de seus membros é que eles desenvolvam programas, Ao centro Gener Silva e ao lado direito o Secretário Estadual de Emprego Tadeu Morais no momento da entrega do certificado projetos e ações que promovam o Trabalho Decente. Ao longo de 2013, a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), em parceria com a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), realizou oficinas nas 16 regiões administrativas do Estado. Nesses encontros, seguindo o modelo tripartite (setor público, empregadores e trabalhadores), foram discutidas a situação do trabalhador e os indicadores regionais para desenvolver o Trabalho Decente. O representante da classe patronal, Gener Silva declarou que o trabalho decente é condição fundamental para erradicação da pobreza, redução das desigualdades sociais, garantia da governabilidade democrática e para o desenvolvimento sustentável. O que é Trabalho Decente? O conceito de Trabalho Decente foi constituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em 1999, com base na Declaração dos Princípios e Direitos Fundamentais do Trabalho. Para a disseminação mundial do tema, foi criada a Agenda Global de Trabalho Decente. A Agenda estabelece uma série de compromissos com os países-membros com a finalidade de constituir instrumentos para a efetiva implantação de práticas de Trabalho Decente.

5 SUA CONTRIBUIÇÃO REPRESENTA MUITO PARA VOCÊ E PARA A SUA EMPRESA 5

6 DEFENDER OS INTERESSES DO COMÉRCIO É NOSSA RAZÃO DE EXISTIR 6

7 SINCOMÉRCIO SEMPRE AO LADO DO EMPRESÁRIO 7

8 SINCOMÉRCIO REPRESENTA MUITO PARA A SUA EMPRESA 8

9 SUA CONTRIBUIÇÃO REPRESENTA MUITO PARA VOCÊ E PARA A SUA EMPRESA 9

10 DEFENDER OS INTERESSES DO COMÉRCIO É NOSSA RAZÃO DE EXISTIR 10 Sicredi empresas Soluções que cooperam com o tamanho do seu negócio Sicredi em parceria com o Sincomércio oferece aos empresários os mesmos produtos e serviços de um banco tradicional, e as melhores taxas do mercado. O Sicredi não é um banco, é uma instituição financeira cooperativista que, ao invés de clientes, tem sócios, e isso faz toda a diferença. Por ser uma instituição cooperativa, o Sicredi oferece um atendimento mais próximo, uma parceria com um objetivo em comum e um modelo de negócios sustentável, no qual todos saem ganhando: o seu negócio, a sua cooperativa e a comunidade. Pois o resultado obtido na cooperativa é revertido para os associados gerando mais resultado para cidade e região. E o crescimento da sua empresa contribui para isso. Afinal, se o seu negócio cresce, gera emprego, renda e fortalece a economia local. Com o Sicredi sua empresa pode realizar pagamentos, gerenciar recebimentos, investir seus recursos entre muitos outros serviços para facilitar o dia a dia do seu negócio. Organizando pagamentos e serviços: contas correntes, cobranças, cartões de crédito, central de recebíveis, pagamento de fornecedores, folha de pagamentos, pagamento de tributos, débito automático,, débito direto autorizado, custódia de cheques. Investimento de recursos: depósitos a prazo, poupança, fundos de investimentos, previdência privada. Empréstimos de recursos: cheque empresarial, antecipação de recebíveis, capital de giro, crédito rural, financiamentos, consórcios, carta de fiança, câmbio. Proteção patrimonial: Seguros patrimoniais, seguro de vida e empresarial, seguros rurais, seguro de vida. Se o negócio da sua empresa é crescer? Vem para a Sicredi você também! São mais de 100 cooperativas, mais de pontos de atendimento, mais 2,4 milhões de associado e está presente em 10 estados brasileiros. Tem mais de 3,8 bilhões de patrimônio líquido e mais de 28 bilhões de ativos. Seja a sua empresa pequena, média ou grande, você pode contar com uma equipe de profissionais, pronta para orientá-lo na escolha das melhores soluções para atender às necessidades da sua empresa. Sempre com a agilidade, a praticidade e a segurança que o mundo dos negócios exige. Venha conhecer nossa unidade de atendimento ou agende uma visita com o gerente na sua empresa. Sicredi Alta Noroeste Rua General Glicério nº Centro Araçatuba/SP Tel: (18) site: Trabalho temporário Cresce o número de empregos temporários no final do ano com o aquecimento das vendas no comércio trabalho temporário é uma modalidade de emprego regulamentada pela Lei 6019/74, é uma oportunidade de emprego para os trabalhadores serem inseridos no mercado de trabalho e em muitos casos é a porta de entrada do jovem no primeiro emprego. Para que seja caracterizado o emprego temporário dentro da lei é necessário participação de 03 figuras nesse processo, sendo: 1) Empresa de Trabalho Temporário (ou agência de emprego temporário) 2) Empresa Tomadora de Serviços (Lojas, Indústria, empresas em geral) 3) Trabalhador Temporário. Num mercado competitivo e com mão- -de-obra cada vez mais qualificada, seja devido o surgimento de novas tecnologias e até mesmo pelo dinamismo das corporações a adequarem ao mundo globalizado, é fundamental que a escolha dos profissionais quem veem somar aos seus quadros funcionais deva obedecer critérios, como: COMPETÊNCIA, EXPERIÊNCIA, VERSATILI- DADE, BOA FORMAÇÃO EDUCACIONAL E TRABA- LHO EM EQUIPE. Nesse contexto os trabalhadores temporários poderão contribuir positivamente para atender a demanda do mercado, pois em muitos casos o profissional qualificado em busca de uma oportunidade e poderá dar o melhor de si para se destacar no trabalho visando ser efetivado pela empresa. A grande vantagem para o empresário utilizar a mão-de-obra temporária, além da empresa não precisar dispensar o seu tempo em Recrutamento e Seleção de Pessoal, pois a empresa de Trabalho Temporário realiza esse trabalho, o custo com a mão-de-obra temporária é mais barato do que a contratação direta pela empresa em regime CLT, a redução de custo é cerca de 20%, explica Alexander Domingues, Consultor em RH da YHELO Consultoria em RH, pois os Encargos Sociais do Trabalho Temporário são menores, assim flexibilizando os Custos com Pessoal. Com o aquecimento da economia no período das datas especiais do comércio, e em especial no Natal, o número de vagas temporárias aumenta significativamente. Para Gener Silva, Presidente do Sindicato do Comércio de Araçatuba e Região (SINCOMERCIO), as vagas temporárias para o final do ano deve aumentar em 30%, é bom para o lojista utilizar essa mão de obra, como para o trabalhador que além de conseguir se recolocar no mercado de trabalho, dependendo do seu desempenho pode ser efetivado pela empresa ao final do contrato. O Sindicato estará orientando os lojistas e auxiliando na contratação de pessoal e no preenchimento das vagas temporárias, e estará também recebendo curriculum das pessoas interessadas em encontrar uma colocação no mercado de trabalho. O Sincomércio funciona na Rua Silva Jardim nº 798, próximo da rodoviária, fone , o curriculum poderá ser entregue no sindicato e ou enviado através da internet do site:

11 SINCOMÉRCIO SEMPRE AO LADO DO EMPRESÁRIO 11 H Simplificação online Portal para desburocratizar abertura de empresas entrará em vigor em um ano, diz ministro Segundo Guilherme Afif Domingos, governo também vai criar Simples Trabalhista e proibir substituição tributária para MPEs ministro da Secretaria de Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, afirmou que a simplificação do processo de abertura e fechamento de empresas, anunciado recentemente pela presidente Dilma Rousseff, será implantado em um ano. A abertura de uma companhia pode levar 119 dias no Brasil e o governo espera que o prazo seja reduzido para cinco dias. A declaração foi feita durante reunião com empresários ligados à Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), nesta segunda-feira (28/10). "Devemos migrar do medieval para o digital. Vamos implantar processo único de abertura e fechamento de empresas, utilizando certificados digitais para declarações eletrônicas. O sistema digital entrará em vigor em um ano. Com ele, o processo de abertura de empresa levará no máximo cinco dias", destacou. Além de desburocratizar a abertura e o fechamento de empresas, Afif afirmou que o governo vai adotar outros dois pilares para impulsionar o setor: proibir a substituição tributária sobre MPEs e diminuir os gastos com contratação de trabalhadores por meio do Simples Trabalhista. Propostas neste sentido já haviam sido apresentadas ao governo pela FecomercioSP. "Devemos acabar com a substituição tributária que corrompe o equilíbrio tributário. As pequenas e micro empresas devem ter tratamento diferenciado, garantido pela Constituição. A substituição tributária enfraquece os benefícios alcançados pelo Simples", defendeu Afif. O portal permitirá ainda a troca de informações entre as micros e pequenas empresas para encontrar possíveis fornecedores e compradores. "O custo de prospecção de novos fornecedores e compradores é muito grande para eles. O Governo possui os dados cadastrais de todas as empresas, então o que falta é criar um ambiente para eles serem disponibilizados gratuitamente. Vamos criar a Praça Eletrônica de Negócios, uma aba dentro do portal para que todas as empresas possam participar de pesquisas e encontrar potenciais compradores", explicou o ministro. Outro ponto importante destacado pelo ministro é a decisão de acabar com os obstáculos que impedem as MPEs de optar pelo Simples. "É importante que haja universalização, classificação pelo porte da empresa e não diferenciação pelo segmento que ela se enquadra. Devemos ter uma tabela universal de tributos, não com valores diferenciados para serviços, como existe atualmente", ponderou Afif. Ao final do encontro, o presidente da FecomercioSP, Abram Szajman, entregou ao ministro um oficio com as reivindicações da entidade para a pasta e salientou que a grande parte das propostas foram defendidas pelo ministro durante o encontro. "Estou muito satisfeito com as propostas apresentadas pelo ministro", afirmou Szajman. Parceria Yázigi Sincomércio firma convênio com a escola de idiomas Yázigi O Sincomércio fechou parceria com a escola de idiomas Yazigi, com o objetivo de beneficiar os empresários, seus dependentes e também os funcionários, com o desconto de 17% nas parcelas dos cursos de inglês e espanhol oferecidos pela escola, que vai desde o básico ao pós- -avançado, de acordo com a necessidade, para vestibular, para viagem ou para sua profissão. O Yazigi é uma franquia pioneira no Brasil, atuando no mercado há 63 anos com cursos de inglês e espanhol, oferece garantia de aprendizado, com média de oito alunos por turma, além das aulas regulares, possui professores online todos os dias e possui os alunos mais satisfeitos do Brasil. O Yázigi trabalha com a metodologia sócio construtivista, onde o aluno aprende vivenciando situações do dia a dia, de maneira descontraída e com muita interatividade. Para maiores informações entre em contato: Yázigi Araçatuba Rua Carlos Gomes, (18) Registros no SCPC Alerta ao número de consultas com registro O total de consumidores inadimplentes registrados no SCPC de Araçatuba em novembro/2013, foi de , ou seja 13% da população possui alguma restrição no sistema, estes consumidores somam registros ativos no banco de dados. O SCPC revela também que a cada mil consultas efetuadas pelas empresas, 270 consumidores estão constando no cadastro. Empresário proteja seu patrimônio, consulte o SCPC antes de fechar qualquer negócio. Se você ainda não tem o sistema de consultas na sua loja, entre em contato, faremos uma visita para demonstração dessa ferramenta eficaz no combate da inadimplência. SCPC/Sincomércio Rua Silva Jardim nº 798

12 12 Listas Telefônicas EPIL inicia contatos para comercialização de publicidade A Editora Pesquisa e Indústria Ltda. (EPIL) informa que iniciará a comercialização dos espaços publicitários nas Listas Telefônicas e de Birigui e Região, para a Edição 2014/2015. Assim, no período de 21/10/2013 a 20/12/2013, os representantes da EPIL, devidamente identificados, estarão realizando visitas a todos os segmentos empresariais de Araçatuba e região, para ofertar as várias opções de como figurar na Lista Telefônica. A EPIL é uma Empresa com 48 anos de existência, com atuação há mais de 26 anos na região, e chama a atenção dos empresários para SINCOMÉRCIO REPRESENTA MUITO PARA A SUA EMPRESA não caírem em golpes de empresas que se utilizam do nome da EPIL para conturbarem o mercado e os empresários. E alerta ainda, para que não caiam no golpe de falsas cobranças, a EPIL não faz a substituição de boletos de cobrança e nem envia um novo boleto sem a solicitação do anunciante afirma Nelson Martins, Gerente da filial da EPIL em Araçatuba. Em caso de dúvidas, Martins orienta para entre em contato com a EPIL por meio do telefone: ou pelo nosso Portal:

ACORDO COLETIVO 2008/2009

ACORDO COLETIVO 2008/2009 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA E ATACADISTA DE VITÓRIA DA CONQUISTA ACORDO COLETIVO 2008/2009 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO EM VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA 01 DE MARÇO DE 2008 CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2011

CONVENÇÃO COLETIVA 2011 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA E ATACADISTA DE VITÓRIA DA CONQUISTA CONVENÇÃO COLETIVA 2011 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO EM VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PELO PRESENTE

Leia mais

3ª CLÁUSULA PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS: Os empregados participarão nos lucros de suas empresas empregadoras, na forma que vier estabelecida em lei.

3ª CLÁUSULA PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS: Os empregados participarão nos lucros de suas empresas empregadoras, na forma que vier estabelecida em lei. 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO FIRMADA ENTRE O SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE JACOBINA E O SINDICATO PATRONAL DO COMERCIO VAREJISTA DE JACOBINA E REGIÃO, PARA O PERIODO DE 01 DE JUNHO

Leia mais

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVICO SOCIAL DO DISTRITO FEDERAL

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVICO SOCIAL DO DISTRITO FEDERAL PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVICO SOCIAL DO DISTRITO FEDERAL O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002285/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/10/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR055933/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.001820/2011-96 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002142/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067522/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46666.003592/2015-83 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001554/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032670/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023032/2010-49 DATA DO

Leia mais

Ministro apresenta programa Bem Mais Simples Brasil para deputados de comissão que discute novo Código Comercial

Ministro apresenta programa Bem Mais Simples Brasil para deputados de comissão que discute novo Código Comercial Ministro apresenta programa Bem Mais Simples Brasil para deputados de comissão que discute novo Código Comercial O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE), Guilherme Afif Domingos, apresentou

Leia mais

CIRCULAR INFORMATIVA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CIRCULAR INFORMATIVA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CIRCULAR INFORMATIVA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 Segue para conhecimento da categoria, a presente circular informativa conjunta das Entidades: Sindicato dos Empregados no Comércio de São Carlos

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000287/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR037320/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002586/2015-19 DATA DO

Leia mais

SINDMINÉRIOS SANTOS. Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios, Derivados de Petróleo e Combustíveis de Santos e Região.

SINDMINÉRIOS SANTOS. Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios, Derivados de Petróleo e Combustíveis de Santos e Região. FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO DE MINÉRIOS E DERIVADOS DE PETRÓLEO NO ESTADO DE SÃO PAULO 01 - REAJUSTE SALARIAL PAUTA DE REIVINDICAÇÕES SIREGÁS 2012/2013 As Empresas concederão, a todos os empregados

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 1/5 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES CULTURAIS, RECREATIVAS, DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, DE ORIENTAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, NO ESTADO DO PARANÁ SENALBA/PR, CNPJ 75.992.446/0001-49,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO COMÉRCIO E TRABALHO DOS COMERCIÁRIOS -2015-

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO COMÉRCIO E TRABALHO DOS COMERCIÁRIOS -2015- , SINCCMEACIÃAICS SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO DE SIN OM CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO COMÉRCIO E TRABALHO DOS COMERCIÁRIOS -2015- Por este instrumento e na melhor

Leia mais

BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br

BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br BEM-VINDO AO SICOOB. A maior instituição financeira cooperativa do país. www.sicoob.com.br Parabéns! Agora você faz parte de uma cooperativa Sicoob e conta com todos os produtos e serviços de um banco,

Leia mais

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS 3. SALÁRIO 3.1 RECEBIMENTO DO SALÁRIO No comércio o pagamento de salários ocorre de várias formas. Alguns empregadores fazem o depósito em conta corrente e fornecem o comprovante de pagamento discriminando

Leia mais

Novas vantagens do Supersimples poderão ser aprovadas ainda este ano

Novas vantagens do Supersimples poderão ser aprovadas ainda este ano Novas vantagens do Supersimples poderão ser aprovadas ainda este ano Ainda durante este ano, o Congresso Nacional poderá aprovar novas vantagens para as micro e pequenas empresas optantes do Simples Nacional,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029594/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 21/05/2015 ÀS 15:50 SINDICATO DOS EMP NO COM DE CONSELHEIRO LAFAIETE, CNPJ n. 19.721.463/0001-70,

Leia mais

Funcionamento do Comércio no mês de Junho de 2014

Funcionamento do Comércio no mês de Junho de 2014 ACORDO COLETIVO PARA FUNCIONAMENTO DO COMÉRCIO EM GERAL DE SANTO ANTONIO DE JESUS. Acordo que faz entre si, de um lado o SINCOMSAJ SINDICATO DO COMERCIO VAREJISTA DE SANTO ANTONIO DE JESUS e do outro,

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE000698/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR012138/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.014461/2014-79

Leia mais

O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE

O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE AGENTES DA PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DAS COMUNIDADES ONDE ATUAM Principais

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DE 2013/2014 ACORDO COLETIVA DE TRABALHO QUE ENTRE SI FAZEM DE UM LADO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE SEGUROS PRIVADOS E CAPITALIZAÇÃO E DE AGENTES AUTÔNOMOS DE SEGUROS

Leia mais

ACORDO COLETIVO. Parágrafo 5º - As horas serão remuneradas com base no salário do mês de seu efetivo pagamento.

ACORDO COLETIVO. Parágrafo 5º - As horas serão remuneradas com base no salário do mês de seu efetivo pagamento. ACORDO COLETIVO Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Juiz de Fora, registro sindical nº. 10.610, inscrito no CNPJ sob nº. 20.453.643/0001-06, sito a rua Halfeld, 805/603 Juiz de Fora MG 36010-000,

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS Page 1 of 10 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE000608/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029924/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.009880/2013-16

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000145/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR080680/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.001357/2014-74 DATA

Leia mais

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEGMENTOS DE ASSOCIADOS Joel Queiroz 1 COOPERATIVAS DE CRÉDITO INSTRUMENTO DE ORGANIZAÇÃO ECONÔMICA Associação voluntária de pessoas para satisfação de necessidades econômicas,

Leia mais

Conhecendo os Processos de Cobrança

Conhecendo os Processos de Cobrança Conhecendo os Processos de Cobrança 03 Processos de Cobrança Entenda a Fatura Ferramentas de Suporte Consulta de Extratos 05 09 11 16 Consumo Consciente 02 Processos de Cobrança conheça os processos de

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2014

CONVENÇÃO COLETIVA 2014 CONVENÇÃO COLETIVA 2014 SINDICATO DOS MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS, MOTO- FRETE, MOTOBOYS E MOTO-TAXISTAS DE CURVELO E REGIÃO, CNPJ n 17.437.757/0001-40, NESTE ATO REPRESENTADO POR SEU PRESIDENTE,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002217/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053080/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.035134/2010-15 DATA DO

Leia mais

PAT. Tudo. sobre o. Programa de Alimentação do Trabalhador. www.vb.com.br

PAT. Tudo. sobre o. Programa de Alimentação do Trabalhador. www.vb.com.br www.vb.com.br PAT Tudo sobre o Programa de Alimentação do Trabalhador Com a VB seu maior benefício é aumentar a produtividade da sua empresa. Especializada na comercialização e logística de benefícios,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001633/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017942/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.001682/2013-16 DATA DO

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2014-2015 DOS EMPREGADOS DA EMPRESA ADINOR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ADITIVOS LTDA. 1ª Cláusula - REAJUSTE SALARIAL A Empresa reajustará o salário de seus empregados em 100% (cem

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000433/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/09/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR054260/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.010934/2010-24 DATA DO

Leia mais

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso!

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso! Fornecedores www.grupoquantica.com Apresentação 2010 A idéia Fundado e idealizado por Cleber Ferreira, Consultor de Marketing e Vendas, autor do livro Desperte o Vendedor Interior com Técnicas de Vendas

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002716/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/11/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064091/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.006426/2015-78 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE AUTOMÓVEIS E ACESSÓRIOS DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 17.265.893/0001-08, neste ato representado por seu Presidente, Sr. HELTON

Leia mais

TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PARA OS SUPERMERCADOS REFERENTE AO PERÍODO NATALINO ANO 2013/2014

TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PARA OS SUPERMERCADOS REFERENTE AO PERÍODO NATALINO ANO 2013/2014 TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PARA OS SUPERMERCADOS REFERENTE AO PERÍODO NATALINO ANO 2013/2014 Por este instrumento e na melhor forma de direito, de um lado o SINCOMERCIÁRIOS SINDICATO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000433/2008 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/10/2008 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015947/2008 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.032963/2008-13 DATA DO

Leia mais

Convenção Coletiva 2014

Convenção Coletiva 2014 Convenção Coletiva 2014 SINDICATO DOS MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS, MOTO- FRETE, MOTOBOYS E MOTO-TAXISTAS DE CURVELO E REGIÃO, CNPJ n 12.512.993/0001-60, NESTE ATO REPRESENTADO POR SEU PRESIDENTE,

Leia mais

DIA DOS PAIS 2015 SERÁ DE COMPRAS À VISTA E PRESENTES COM VALOR MÉDIO DE R$ 100

DIA DOS PAIS 2015 SERÁ DE COMPRAS À VISTA E PRESENTES COM VALOR MÉDIO DE R$ 100 VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 24.07.15 EDITORIA: ECONOMIA VEÍCULO: BLOG COMUNICAR DATA: 22.07.15 EDITORIA: ECONOMIA DIA DOS PAIS 2015 SERÁ DE COMPRAS À VISTA E PRESENTES COM VALOR MÉDIO DE R$ 100 22

Leia mais

d) participação em competições esportivas, incluídos gastos com treinamento;

d) participação em competições esportivas, incluídos gastos com treinamento; CAPÍTULO : 10 - Viagens Internacionais, Cartões de Uso Internacional e Transferências Postais SEÇÃO : 1 - Viagens Internacionais 1. Esta seção trata das compras e das vendas de moeda estrangeira, inclusive

Leia mais

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e FENACAT

Produtos e Serviços. Convênio. Banco do Brasil S.A. e FENACAT Produtos e Serviços Convênio Banco do Brasil S.A. e FENACAT 2 Prezadas Associadas, As informações aqui tratadas orientam sobre como obter os benefícios e utilizar os produtos e serviços descritos nesta

Leia mais

BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL

BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL BRADESCO MINICARD VISA NACIONAL Ele foi criado para lhe oferecer um conjunto de benefícios e facilitar seu dia-a-dia, especialmente nos momentos em que você mais precisa de um Cartão. Para o Bradesco,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP012425/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060338/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46263.004405/2014-31 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO DE HORÁRIO COLETIVO DE TRABALHO HORÁRIO ESPECIAL DEZEMBRO 2014 A NOVEMBRO 2015 SÃO CARLOS COMÉRCIO TRADICIONAL

CONVENÇÃO DE HORÁRIO COLETIVO DE TRABALHO HORÁRIO ESPECIAL DEZEMBRO 2014 A NOVEMBRO 2015 SÃO CARLOS COMÉRCIO TRADICIONAL CONVENÇÃO DE HORÁRIO COLETIVO DE TRABALHO HORÁRIO ESPECIAL DEZEMBRO 2014 A NOVEMBRO 2015 SÃO CARLOS COMÉRCIO TRADICIONAL Por este instrumento e na melhor forma de Direito, de um lado, como representante

Leia mais

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O guia online Vitrine de Guarulhos é um dos produtos do Grupo Vitrine X3, lançado no dia 11/11/11 com o objetivo de promover

Leia mais

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho SINPEFESP-(empregados)-SINDELIVRE-(patronal) Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2015. VIGÊNCIA E DATA-BASE As cláusulas e condições da presente Convenção Coletiva de Trabalho que

Leia mais

CARTÃO BRADESCO VISA NACIONAL

CARTÃO BRADESCO VISA NACIONAL CARTÃO BRADESCO VISA NACIONAL Bem-vindo ao grupo de Associados do Cartão de Crédito Bradesco Visa Ele foi criado para lhe oferecer um conjunto de benefícios e facilitar seu dia-a-dia. Especialmente nos

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 6 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG004008/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR057851/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.008943/2011-67 DATA

Leia mais

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Qual é o prazo para pagamento dos salários dos empregados? R: O pagamento deve ser realizado até o 5º dia útil do mês seguinte. Esta deve ser a data em que deve

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002030/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/09/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR054079/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.033057/2010-51 DATA

Leia mais

Empréstimo. Pagamento em até 30 meses; Sem taxa de abertura de crédito; Parcelas debitadas em conta; Limites analisados pela renda.

Empréstimo. Pagamento em até 30 meses; Sem taxa de abertura de crédito; Parcelas debitadas em conta; Limites analisados pela renda. Produtos Conta Corrente Com isenção de tarifas de manutenção, dez folhas cheques, quatro extratos mensais, emissão de extratos on-line, tarifas reduzidas, só na Credlíder. Conta Poupança A Poupança Credlider

Leia mais

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo).

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo). 02/06/2015 07h40 - Atualizado em 02/06/2015 13h01 Regulamentação dos direitos das domésticas é publicada Trabalhadoras terão adicional noturno, seguro-desemprego e mais 5 direitos. Emenda constitucional

Leia mais

TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR004220/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/10/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR058142/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.017517/2011-12

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000007/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR072509/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.000014/2014-10 DATA

Leia mais

CARTILHA DA LEI GERAL DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE DO MUNICÍPIO DE CURITIBA

CARTILHA DA LEI GERAL DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE DO MUNICÍPIO DE CURITIBA CARTILHA DA LEI GERAL DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE DO MUNICÍPIO DE CURITIBA Curitiba tem se mostrado uma cidade dinâmica e de grandes oportunidades para os trabalhadores e empreendedores.

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 1.019, DE 21 DE JANEIRO DE 1992 "Institui o Fundo de Industrialização do Acre FIAC, e dá outras providências." O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2012

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2012 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: TO000023/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/04/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017571/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46226.009193/2012-62

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 8 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001959/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/09/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046033/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023134/2012-26

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000812/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/06/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017988/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.002440/2009-54 DATA

Leia mais

Sr (ª). Prefeito (a),

Sr (ª). Prefeito (a), Sr (ª). Prefeito (a), O Banco do Brasil é um dos principais parceiros dos Governos Federal, Estaduais e Municipais na implantação de políticas públicas, projetos e programas impulsionadores do desenvolvimento.

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PI000036/2008 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/09/2008 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015042/2008 NÚMERO DO PROCESSO: 46214.002894/2008-23 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001249/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030888/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.001732/2014-15 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DOS TECNICOS EM SEGURANCA TRABALHO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n. 25.578.642/0001-01, neste ato representado por seu Presidente, Sr. CLÁUDIO FERREIRA SANTOS;

Leia mais

BRADESCO VISA NACIONAL. Índice. Facilidades e Benefícios Serviços de Emergência Reposição Emergencial de Cartão Saques de Emergência

BRADESCO VISA NACIONAL. Índice. Facilidades e Benefícios Serviços de Emergência Reposição Emergencial de Cartão Saques de Emergência BRADESCO VISA NACIONAL Índice Facilidades e Benefícios Serviços de Emergência Reposição Emergencial de Cartão Saques de Emergência Formas de Pagamento Parcelamento de Compras Crédito Rotativo Parcelamento

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 Processo no Ministério do Trabalho nº 46218.018897/2014-97 Número da Solicitação: MR074363/2014 SINDICATO DO COMÉRCIO ATACADISTA DE ALCOOL E BEBIDAS EM GERAL NO

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA ENTRE O SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE CONGONHAS E A FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CONFORME AS SEGUINTES CLÁUSULAS E CONDIÇÕES:

Leia mais

Parágrafo Único -- Não serão compensados os aumentos decorrentes de promoção, transferência, equiparação salarial e término de aprendizagem.

Parágrafo Único -- Não serão compensados os aumentos decorrentes de promoção, transferência, equiparação salarial e término de aprendizagem. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA ENTRE O SINDIMVET SINDICATO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DO ESTADO DE SÃO PAULO e SINPAVET SINDICATO PATRONAL DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS DO ESTADO DE SÀO PAULO PERÍODO

Leia mais

TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO TERMO ADITIVO Á CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1 Entre as partes, de um lado o SINDICATO DOS EMPREGADOS VENDEDORES E VIAJANTES DO COMÉRCIO, PROPAGANDISTAS, PROPAGANDISTAS VENDEDORES E VENDEDORES DE PRODUTOS

Leia mais

Ações promocionais do CORRESPONDENTE nas universidades no período de matrículas e volta às aulas - 2010

Ações promocionais do CORRESPONDENTE nas universidades no período de matrículas e volta às aulas - 2010 Ações promocionais do CORRESPONDENTE nas universidades no período de matrículas e volta às aulas - 2010 Contexto: No cenário atual, é grande o desafio das empresas prestadoras de serviços em apresentar

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2017 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067405/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 13/10/2015 ÀS 16:29 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.016733/2015 14 DATA DO PROTOCOLO: 16/10/2015 SINDICATO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1996 SENAC SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1996 SENAC SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1996 SENAC SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO QUE entre si fazem o SESC SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO, Administração Regional do Distrito

Leia mais

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001902/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR019390/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46236.000751/2012-13 DATA DO

Leia mais

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL EMPREENDEDOR INDIVIDUAL Oportunidade de regularização para os empreendedores individuais, desde a vendedora de cosméticos, da carrocinha de cachorro-quente ao pipoqueiro. 2 Empresas em geral Microempresas

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002058/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018377/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004510/2012-13 DATA DO

Leia mais

1º Rol de negociação 2013 a 2014

1º Rol de negociação 2013 a 2014 1º Rol de negociação 2013 a 2014 Celebram entre si o SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE MATERIAIS PLÁSTICOS E SIMILARES DE CHAPECÓ E REGIÃO OESTE DE SANTA CATARINA com CNPJ Nº 80.623.929/0001-06,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1993 SESI/DR SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1993 SESI/DR SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1993 SESI/DR SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA SINDAF/DF PRIMEIRO TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA EM 30 DE AGOSTO DE 1993. ENTRE O SINDICATO DOS EMPREGADOS

Leia mais

AO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO REQUERIMENTO DE REGISTRO DE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

AO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO REQUERIMENTO DE REGISTRO DE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO Page 1 U1 1 Requerimento- Registro AO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO REQUERIMENTO DE REGISTRO DE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO N DA SOLICITAÇÃO: MR076479/2012 SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDUSTRIAS

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001621/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020706/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.008089/2011-29 DATA DO

Leia mais

Cooperativismo. Cooperativa de Crédito. Apoio

Cooperativismo. Cooperativa de Crédito. Apoio Cooperativismo Cooperativa de Crédito Apoio O que é uma cooperativa. É uma sociedade de pessoas com forma e natureza jurídica própria, de natureza civil, sem fins lucrativos, não sujeita à falência, constituída

Leia mais

Como contratar seu empregado

Como contratar seu empregado MEI - Microempreendedor Individual: Como contratar seu empregado O que você precisa para contratar o seu empregado? Para você que já se tornou MEI Microempreendedor Individual e precisa contratar um empregado,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002667/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/06/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR027436/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.005491/2011-61 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000334/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039626/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001278/2014-33 DATA DO

Leia mais

CONVENÇAO COLETIVA DE TRABALHO 2006/2008

CONVENÇAO COLETIVA DE TRABALHO 2006/2008 CONVENÇAO COLETIVA DE TRABALHO 2006/2008 ABRANGENCIA EMPRESAS E EMPREGADOS NO COMERCIO EM GERAL DOS MUNICIPIOS DE BRASNORTE, JUINA, CASTANHEIRA, JURUENA, COTRIGUAÇU E ARIPUANÃ. Por este instrumento, de

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000311/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/05/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020828/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.007783/2013-70

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO, que celebram de um lado, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo SESCOOP NACIONAL - CNPJ N.º 03.087.543/0001-86,

Leia mais

CRÉDITO FOMENTO CRESCIMENTO

CRÉDITO FOMENTO CRESCIMENTO INTRODUÇÃO OBJETIVO PRINCIPAL. Oferecer microcrédito para população de baixa renda, atendendo pessoas que não tem perspectivas e nenhum crédito nas instituições financeiras tradicionais. Acreditamos que,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR035902/2013 SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSP RODOV NO EST GO, CNPJ n. 01.089.689/0001-35, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 10 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001530/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022315/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.004377/2013-77 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000224/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026711/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002952/2014-59 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000955/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028972/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009094/2013-61 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000213/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018205/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.000661/2015-55 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 6 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001428/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021439/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.003413/2010-41 DATA

Leia mais

Presidente do Sincomércio salienta que grandes investimentos do varejo fortalecem o comércio local

Presidente do Sincomércio salienta que grandes investimentos do varejo fortalecem o comércio local SINCOMÉRCIO SEMPRE AO LADO DO EMPRESÁRIO PPZona azul Pesquisa do Sincomércio revela que 60% dos comerciantes aprovam o estacionamento rotativo, mas falta bolsões para motos Pesquisa realizada no início

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000776/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/05/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015125/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46305.000402/2014-94 DATA

Leia mais

RELAÇÕES DE TRABALHO CONDIÇÕES DE TRABALHO, NORMAS DE

RELAÇÕES DE TRABALHO CONDIÇÕES DE TRABALHO, NORMAS DE Page 1 of 8 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR005308/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067852/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.015192/2014-78 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 Page 1 of 6 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RN000247/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026524/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46217.003899/2011-49 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2007

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2007 2006 / 2007 O SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS DE AVIAÇÃO AGRÍCOLA SINDAG e o SINDICATO DOS TÉCNICOS AGRÍCOLAS DE NÍVEL MÉDIO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SINTARGS, firmam a presente CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais