Aplicação de técnicas de Mineração de Dados para descoberta de padrões na Web Motivações:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aplicação de técnicas de Mineração de Dados para descoberta de padrões na Web Motivações:"

Transcrição

1 Aplicação de técnicas de Mineração de Dados para descoberta de padrões na Web Motivações: Encontrar informação relevante Gerar conhecimento a partir da informação disponível na Web Personalizar a informação Aprender sobre consumidores ou usuários individuais 1

2 Mineração de conteúdo (Web content mining) Extração de conhecimento do conteúdo de páginas e suas descrições Mineração de estrutura (Web structure mining) Obtenção de conhecimento a partir da organização da web e da referência cruzada de ligações. Mineração de uso (Web usage mining) Geração de padrões interessantes com o uso dos registros de acesso da web 2

3 Extração de conhecimento do conteúdo de páginas e suas descrições Inclui a Mineração de texto (text mining) Aplicações Classificação de textos Detecção e acompanhamento de evento Extração de regras 3

4 Texto livre Representação: bag of words Palavras do texto são atributos Booleano Baseado em frequência Ignora a sequência em que palavras aparecem Usa estatísticas sobre palavras isoladas 4

5 Outras formas de seleção: Remover pontuação, palavras pouco frequentes, palavras muito frequentes Stemming extrair o radical das palavras Outras formas de representação: Posição da palavra no documento N-grams (sequências de palavras de tamanho até n) 5

6 Tem informação estrutural adicional (HTML e hiperlinks) no documento de hipertexto Aplicações: Classificação de hipertextos Agrupamento Aprendizado de relações entre documentos web Extração de Padrões ou regras 6

7 Tenta descobrir o modelo por trás da estrutura de links na web. Informação extraída: Links apontando para um documento podem indicar sua popularidade Links saindo de um documento podem indicar a riqueza ou variedade de tópicos tratados pelo documento 7

8 Páginas = nós, hyperlinks = arcos conectando páginas 8 Hyperlinks tem duas finalidades: Permitir navegação Apontar para páginas com autoridade no mesmo tópico da página contendo o link

9 9

10 Qualidade da página web Autoridade de uma página Ranking de páginas Estruturas interessantes co-citação, escolha social, etc 10

11 Aplicação das técnicas de mineração de dados para descobrir padrões de uso a partir de registros de acesso à web Tendências: extração de padrão geral de acesso personalização 11

12 Extração de padrão geral de acesso Analisa dados do web log file e outras fontes para descobrir padrões e tendências de acesso Pode ser usado para: Reestruturação dos sites em grupos mais eficientes Localizar pontos para propaganda mais efetiva Direcionar campanhas específicas para usuários específicos 12

13 Uso personalizado Analisa tendências de usuários individuais Pode ser utilizado para: Personalizar dinamicamente a cada usuário, com base no padrão de acesso ao longo do tempo a informação apresentada, a profundidade do site e o formato dos recursos 13

14 Dados do servidor Web Web server log Cookies Dados de consultas 14

15 Dados do cliente Agente remoto (Javascripts ou Java applets) Modificação do código fonte de um browser Requer a cooperação do usuário 15

16 Dados do proxy Web proxy atua como um nível intermediário entre browsers de clientes e servidores web Pode ser usado para reduzir o tempo de carregar uma página web Desempenho depende da habilidade de prever acessos futuros Dados podem revelar requisição de múltiplos usuários a múltiplos servidores web 16

17 Tipos de logs Error Segurança Referência Browser (Agente) Accesso 17 Formatos Common Log Extended log formats

18 18

19 Este arquivo de log mostra visitas ao web site Exploit Interactive de 00:00:00 em 25 de Dezembro de 1999: A visit from an AltaVista robot in UK, downloading several text files A visit from a FAST-Crawler robot in Norway A visit from a PC (WinNT) user of an IE browser who followed a link at <http://www.statslab.cam.ac.uk/%7esret1/ analog/webtechs.html> and downloaded a HTML page and several images 19

20 KDnuggets.com Server Web server log Conteúdo da Página [16/Nov/2005:16:32: ] "GET HTTP/1.1" [16/Nov/2005:16:32: ] "GET /gps.html HTTP/1.1" [16/Nov/2005:16:32: ] "GET /jobs/ HTTP/1.1"

21 Uma linha (exemplo) do log [16/Nov/2005:16:32: ] "GET /jobs/ HTTP/1.1" "http://www.google.com/search?q=salary+for+data+mining&hl=en&lr=&start=10&sa=n" "Mozilla/4.0 (compatible; MSIE 6.0; Windows NT 5.1; SV1;.NET CLR ) [16/Nov/2005:16:32: ] "GET /jobs/ HTTP/1.1" "http://www.google.com/search?q=salary+for+data +mining&hl=en&lr=&start=10&sa=n" "Mozilla/4.0 (compatible; MSIE 6.0; Windows NT 5.1; SV1;.NET CLR )" 21

22 IP address pode ser convertido para o nome do host, por exemplo: xyz.example.com 22

23 A última parte do domínio é o TLD TLD Generico.com (comercial) geralmente mas não necessariamente USA.net (ISP, network providers).edu US educacional, e.g. conncoll.edu Outros:.gov (governo),.org (organizações sem fins lucrativos), 23

24 Alguns dos mais comuns 24

25 - Name: nome do usuário remoto (normalmente omitido e trocado por um traço - ) - Login: Login do usuário remoto (também é normalmente omitido e trocado por um traço - ) 25

26 [16/Nov/2005:16:32: ] Date: DD/MM/AAAA Time: HH:MM:SS Time Zone: (+ -)HH00 relativo ao GMT 26

27 "GET /jobs/ HTTP/1.1" 27 Method: GET HEAD POST OPTIONS URL: Relativo ao domínio Protocolo HTTP: e.g. HTTP/1.0 or HTTP/1.1 Nota: a requisição é armazenada como é enviada, assim, pode conter erros, falhas, e qualquer tipo de coisa estranha.

28 Status (Response) code. Os mais importantes são: 200 OK (é o mais frequente, ainda bem!) 206 acesso parcial 301 redirecionamento permanente 302 redirecionamento temporário 304 não modificado 404 não encontrado

29 15140 O tamanho do objeto retornado ao cliente (em bytes) Pode ser - se o código de status for

30 +for+data +mining&hl=en&lr=&start=10&sa=n URL que da qual o visitante veio (neste exemplo é uma query do Google: salary for data mining, 2a. Página de resutados começando de 10) Também pode ser uma página estática, interna, externa ou - no caso de uma requisição direta (bookmark, por exemplo) Esta é uma informação valiosa 30

31 "Mozilla/4.0 (compatible; MSIE 6.0; Windows NT 5.1; SV1;.NET CLR )" User agent (browser) Por razões históricas, quase todos os browsers começam com Mozilla Em muitos casos pode-se ter informações adicionais: Browser type, version : MSIE Internet Explorer 6.0 OS: Windows NT 5.1 (XP SP2) with.net Framework 1.1 installed 31

32 Free Analog, awstats, webalizer Google analytics Comerciais WebTrends, WebSideStory, 32

33 Podem fazer análises e emitir relatórios como por exemplo: lista de IPs conectados a um website pie chart detalhando quais arquivos foram acessados com mais frequência, e muitos outros 33

34 34 Usuário Click-streams seqüência de requisições de acessos a páginas. Os dados disponíveis pelo servidor nem sempre fornece informação para reconstruir um click-stream completo para um site Visões de páginas uma única ação do usuário e pode consistir de vários arquivos: frames, gráficos, scripts. O usuário requer uma web-page e não cada um dos componentes.

35 Sessões click-stream de páginas para um único usuário por toda a web. Tipicamente, apenas a parte de cada sessão de usuário acessando um site específico pode ser usada para análise, pois informações de acesso não são públicas. 35

36 Visita ou sessão do servidor conjunto de acessos a páginas em uma sessão de usuário para um web site em particular. Um conjunto de visitas é a entrada necessária para qualquer ferramenta de análise de uso ou de mineração de dados. Episódios subconjunto de uma sessão de usuário ou de servidor que tem significado semântico. 36

37 Pré-processamento Descoberta de Padrões Análise de Padrões 37

38 38

39 Pré-processamento Consiste em converter os dados disponíveis nas várias fontes de dados identificando itens necessários para a descoberta de padrões. Considerada a etapa mais difícil em Web usage mining devido aos dados disponíveis não serem completos 39

40 Identificar: Usuários Sessões do servidor Usando: Endereço de IP Agente Cadeia de requisições (click-streams) 40

41 Problemas: IP único / Múltiplas sessões de servidor Um proxy pode ter vários usuários acessando um Web site, no mesmo período de tempo registros do usuário não serão sequenciais nem no tempo correto. Múltiplos IPs / Sessão de servidor única por motivo de segurança, o provedor pode atribuir aleatoriamente um entre vários endereços de IP a cada requisição de um usuário. 41

42 Múltiplos IP / Usuário único um usuário que acessa a Web de máquinas diferentes terá IPs diferentes a cada sessão, dificultando registro de visitas repetidas do mesmo usuário. Múltiplos agentes / Usuário único o usuário pode usar diferentes browsers, de uma mesma máquina, pode parecer mais de um usuário. 42

43 43 Exemplo- web server log

44 Soluções: usar Cookies logins IP/agentes/caminhos 44

45 (depois de identificados cada usuário) Dividir o click-stream de cada usuário em sessões Dificuldades: saber quando um usuário saiu de um website Requisições de outros websites não estão disponíveis Usar intervalo de tempo 45

46 Inferir referências a páginas em cache Exige monitoramento de uso do lado do cliente O campo de referência pode ser usado para detectar quando paginas em cache foram vistas 46

47 47

48 IP é responsável por 3 sessões IPs e são responsáveis por uma sessão. Usando informações de referência e agente, linhas 1 a 11 podem ser divididas em: A-B-F-O-G L-R A-B-C-J 48 Complementando os caminhos seriam adicionadas páginas: A-B-F-O-F-B-G L-R A-B-A-C-J

49 Tempo de acesso real 49

50 50

51 Web robots são programas que percorrem automaticamente a estrutura de hyperlinks para localizar e recuperar informações. Porque distinguir: Recuperam informação não autorizada Sobrecarga de tráfego Dificultam o acompanhamento de clik-streams 51

52 Depois de identificadas as sessões, transações devem ser inferidas Possível critério: transação é um caminho dentro de uma sessão, terminando em uma página de conteúdo Páginas devem estar classificadas em : navegação e conteúdo 52

53 Algoritmos e métodos de mineração de dados são aplicados aos dados obtidos da web Análises estatísticas Método mais comum Análises estatísticas descritivas: média, frequência, mediana..) Variáveis: visões de páginas, tempo de permanência, comprimento do caminho de navegação. Utilidade: melhorar desempenho do sistema, melhorar a segurança, facilitar tarefas de modificação do site, apoiar decisões de mercado 53

54 Características: Pode relacionar páginas que são acessadas com mais frequência em uma mesma sessão. Podem não estar relacionadas por um link Exemplo: relação entre usuários que visitaram uma página de produtos eletrônicos e aqueles que visitaram uma página de equipamentos esportivos 54

55 Utilidade: Aplicações de negócios e comércio Reestruturação de web sites Pré-recuperação de documentos para reduzir a latência percebida pelo usuário para carregar página de um site remoto 55

56 60% dos clientes que acessaram /products também acessaram /products/software/ webminer.htm 30% dos clientes que acessaram /specialoffer.htm submeteram um pedido on-line para /products/software 56

57 57 Características Grupos de usuários: identifica grupos de usuários com padrões de navegação semelhantes Grupos de páginas: identifica grupos de páginas tendo conteúdo semelhante Utilidade: Inferir dados demográficos para segmentação de mercado em e-commerce Personalização Sites de busca Provedores de assistência na web

58 Páginas podem ser criadas para sugerir hyperlinks para o usuário de acordo com as consultas do usuário ou históricos de necessidades de informação 58

59 Características: Identifica atributos que melhor descrevem as características de uma dada classe Exemplo: 30% dos usuários que compraram alguma coisa no setor Produto/Musica estão na faixa de anos e moram na região sudeste. Utilidade: Permite define perfis de usuários que pertencem a uma classe ou categoria 59

60 Clientes que frequentemente acessam / products/software.webminer.htm tendem a ser de instituições de ensino Clientes que fizeram pedido on-line para software tendem a ser estudantes na faixa etária de e moram nos EUA 75% dos clientes que fizeram download de softwares de products/software/demos visitam entre 7 e 11 pm nos finais de semana 60

61 Filtra as regras ou padrões que não tem utilidade 61

62 62

Estatísticas --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente

Estatísticas --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente Estatísticas --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Manual do cliente www.plugin.com.br 1 ÍNDICE O que é o PlugStats:...4 Acessando

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso

Universidade Federal de Mato Grosso Universidade Federal de Mato Grosso Programação III Curso de Ciência da Computação Prof. Thiago P. da Silva thiagosilva@ufmt.br Material basedado em [Kurose&Ross 2009] e [Gonçalves, 2007] Agenda Internet

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION Parabéns por instalar o CRACKIT MV! Agora chegou a hora de configurá-lo e administrá-lo. Todo o ambiente de administração do CRACKIT MV é web, ou seja via Browser

Leia mais

Avaliação do acesso a periódicos eletrônicos na web pela análise do arquivo de log de acesso *

Avaliação do acesso a periódicos eletrônicos na web pela análise do arquivo de log de acesso * ARTIGOS Avaliação do acesso a periódicos eletrônicos na web pela análise do arquivo de log de acesso * Guilherme Ataíde Dias Bacharel em Ciência da Computação Universidade Federal da Paraíba 1990. Mestre

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Basedos na Web Capítulo 12 Agenda Arquitetura Processos Comunicação Nomeação Sincronização Consistência e Replicação Introdução

Leia mais

Software de gerenciamento de impressoras

Software de gerenciamento de impressoras Software de gerenciamento de impressoras Este tópico inclui: "Usando o software CentreWare" na página 3-10 "Usando os recursos de gerenciamento da impressora" na página 3-12 Usando o software CentreWare

Leia mais

Teleprocessamento e Redes

Teleprocessamento e Redes Teleprocessamento e Redes Aula 21: 06 de julho de 2010 1 2 3 (RFC 959) Sumário Aplicação de transferência de arquivos de/para um host remoto O usuário deve prover login/senha O usa duas conexões TCP em

Leia mais

Redes de Computadores LFG TI

Redes de Computadores LFG TI Redes de Computadores LFG TI Prof. Bruno Guilhen Camada de Aplicação Fundamentos Fundamentos Trata os detalhes específicos de cada tipo de aplicação. Mensagens trocadas por cada tipo de aplicação definem

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador Microsoft Internet Explorer Browser/navegador/paginador Browser (Navegador) É um programa que habilita seus usuários a interagir com documentos HTML hospedados em um servidor web. São programas para navegar.

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk. Redes de Computadores e Telecomunicações. Camada de Aplicação. Camada de Aplicação

Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk. Redes de Computadores e Telecomunicações. Camada de Aplicação. Camada de Aplicação Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk Redes de Computadores e Telecomunicações. A camada da aplicação serve como a janela na qual os utilizadores e processos da aplicação podem

Leia mais

ENTENDENDO O SERVIÇO DE ESTATÍSTICAS

ENTENDENDO O SERVIÇO DE ESTATÍSTICAS ENTENDENDO O SERVIÇO DE ESTATÍSTICAS DEFININDO O PERÍODO (MÊS E ANO) EM QUE OS DADOS SERÃO VISUALIZADOS Indique o período (mês e ano) que deseja visualizar as estatísticas para o seu site. ENTENDENDO O

Leia mais

IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc.

IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc. Endereços IP Endereços IP IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc.) precisam ter endereços. Graças

Leia mais

SERVIDOR WEB + LOG DE ACESSO LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES Responsável: Ana Luíza Cruvinel

SERVIDOR WEB + LOG DE ACESSO LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES Responsável: Ana Luíza Cruvinel Versão 2.0 1. INTRODUÇÃO SERVIDOR WEB + LOG DE ACESSO LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES Responsável: Ana Luíza Cruvinel Data: 02/12/2014 Logs são muito importantes para a administração segura de sistemas,

Leia mais

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web;

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; CONCEITOS INICIAIS Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; O que é necessário para se criar páginas para a Web; Navegadores; O que é site, Host, Provedor e Servidor Web; Protocolos.

Leia mais

Questões sobre Web Mining e Web Warehousing

Questões sobre Web Mining e Web Warehousing Curso de Data Warehousing PUC-Rio TecBD Prof. Rubens Melo Tendências Web Warehousing e Web Mining Questões sobre Web Mining e Web Warehousing Quais são as características da plataforma WEB Quais os tipos

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DE REDE

MANUAL DO USUÁRIO DE REDE MANUAL DO USUÁRIO DE REDE Armazenar registro de impressão na rede Versão 0 BRA-POR Definições de observações Utilizamos o seguinte ícone neste Manual do Usuário: Observações indicam como você deve reagir

Leia mais

World Wide Web e Aplicações

World Wide Web e Aplicações World Wide Web e Aplicações Módulo H O que é a WWW Permite a criação, manipulação e recuperação de informações Padrão de fato para navegação, publicação de informações e execução de transações na Internet

Leia mais

Prof. Msc. Paulo Muniz de Ávila

Prof. Msc. Paulo Muniz de Ávila Prof. Msc. Paulo Muniz de Ávila O que é Data Mining? Mineração de dados (descoberta de conhecimento em bases de dados): Extração de informação interessante (não-trivial, implícita, previamente desconhecida

Leia mais

Proxy. Krishna Tateneni Tradução: Lisiane Sztoltz Tradução: Marcus Gama

Proxy. Krishna Tateneni Tradução: Lisiane Sztoltz Tradução: Marcus Gama Krishna Tateneni Tradução: Lisiane Sztoltz Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Proxies 4 1.1 Introdução.......................................... 4 1.2 Uso..............................................

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

Valor Comercial das Telecomunicações. Telecomunicações nas Empresas. Superar barreiras geográficas. Superar barreiras do tempo

Valor Comercial das Telecomunicações. Telecomunicações nas Empresas. Superar barreiras geográficas. Superar barreiras do tempo Valor Comercial das Telecomunicações Superar barreiras geográficas Atendimento ao cliente/preenchimento de pedidos Superar barreiras do tempo Consultas de crédito (POS) Superar barreiras de custo Videoconferência

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

WEBDESIGN. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira

WEBDESIGN. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira WEBDESIGN Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 1 CDI - Curso de Webdesign - Prof. Paulo Trentin Objetivos para esta aula Debater sobre

Leia mais

Módulo 11 A Web e seus aplicativos

Módulo 11 A Web e seus aplicativos Módulo 11 A Web e seus aplicativos Até a década de 90, a internet era utilizada por acadêmicos, pesquisadores e estudantes universitários para a transferência de arquivos e o envio de correios eletrônicos.

Leia mais

Web. Até a década de 1990, a Internet era utilizada. por pesquisadores, acadêmicos e universitários, para troca de arquivos e para correio eletrônico.

Web. Até a década de 1990, a Internet era utilizada. por pesquisadores, acadêmicos e universitários, para troca de arquivos e para correio eletrônico. A Web e o HTTP Web Até a década de 1990, a Internet era utilizada por pesquisadores, acadêmicos e universitários, para troca de arquivos e para correio eletrônico. Então, no início dessa década, iniciou-se

Leia mais

Sistema de log do Apache

Sistema de log do Apache Sistema de log do Apache O apache é bem flexível na especificação do que será registrado em seus arquivos de log, possibilitando utilizar um arquivo de log único, diversos arquivos de logs registrando

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II

Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II Professor: Macêdo Firmino Disciplina: Redes de Computadores II Na aula de hoje iremos conhecermos e relembrarmos duas ferramentas do Windows, chamadas de ipconfig e nslookup. Além disso, iremos discutirmos

Leia mais

Site Estático Site Dinâmico Objetivos de Websites (tipos por finalidade)

Site Estático Site Dinâmico Objetivos de Websites (tipos por finalidade) A2 Site Estático Site Dinâmico Objetivos de Websites Ferramentas Plano de Vôo Aulas 1 ministrada pela prof. Tatiana Site Estático Site Dinâmico Objetivos de Websites (tipos por finalidade) (AWStats, Webalizer,

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR

MANUAL DO ADMINISTRADOR WinShare Proxy admin MANUAL DO ADMINISTRADOR Instalação do WinShare Índice 1. Instalação 2. Licenciamento 3. Atribuindo uma senha de acesso ao sistema. 4. Configurações de rede 5. Configurações do SMTP

Leia mais

Guia de comunicações de rede e Internet Computadores Desktop Comerciais

Guia de comunicações de rede e Internet Computadores Desktop Comerciais Guia de comunicações de rede e Internet Computadores Desktop Comerciais Número de peça: 312968-201 Fevereiro de 2003 Este guia apresenta definições e instruções para uso dos recursos dos controladores

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade Sua Privacidade Bem-vindo ao site eureca.me. Este site é de propriedade da empresa Eureca Atitude Empreendedora LTDA-ME. Esta Política de Privacidade destina-se a informá-lo sobre

Leia mais

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Aviso sobre direitos autorais 2004 Copyright Hewlett-Packard Development Company, L.P. A reprodução, adaptação ou tradução sem permissão

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA conceito inicial Amplo sistema de comunicação Conecta muitas redes de computadores Apresenta-se de várias formas Provê

Leia mais

Programação para a Internet. Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala

Programação para a Internet. Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala Programação para a Internet Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala A plataforma WEB Baseada em HTTP (RFC 2068) Protocolo simples de transferência de arquivos Sem estado

Leia mais

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte O TCP/IP, na verdade, é formado por um grande conjunto de diferentes protocolos e serviços de rede. O nome TCP/IP deriva dos dois protocolos mais

Leia mais

WWW - World Wide Web

WWW - World Wide Web WWW World Wide Web WWW Cap. 9.1 WWW - World Wide Web Idéia básica do WWW: Estratégia de acesso a uma teia (WEB) de documentos referenciados (linked) em computadores na Internet (ou Rede TCP/IP privada)

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Lembrando... Aula 4 1 Lembrando... Aula 4 Sistemas de apoio

Leia mais

Estudar a Internet. As soluções da Marktest

Estudar a Internet. As soluções da Marktest Estudar a Internet As soluções da Marktest Formas de medir a Internet Estudos centrados no utilizador (user-centric) Medição de audiências Internet através de uma amostra representativa de utilizadores

Leia mais

Seu manual do usuário HP DC72 BLADE CLIENT http://pt.yourpdfguides.com/dref/887902

Seu manual do usuário HP DC72 BLADE CLIENT http://pt.yourpdfguides.com/dref/887902 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para HP DC72 BLADE CLIENT. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a HP DC72

Leia mais

Instalando servidor Apache

Instalando servidor Apache Instalando servidor Apache Apache é um software livre de código aberto que corre mais de 50% dos servidores web do mundo. Para instalar o apache, abra um terminal e digite o comando: 1- # yum install httpd

Leia mais

Guia de Comunicações de Rede e Internet Business Desktops

Guia de Comunicações de Rede e Internet Business Desktops Guia de Comunicações de Rede e Internet Business Desktops Número de peça: 312968-202 Maio de 2004 Este guia apresenta definições e instruções para uso dos recursos dos controladores de interface de rede

Leia mais

Internet. Email: gedalias@gmail.com. Informática para Concursos. Facebook: http://facebook.com/gedalias.valentim. Dúvidas. Informática para Concursos

Internet. Email: gedalias@gmail.com. Informática para Concursos. Facebook: http://facebook.com/gedalias.valentim. Dúvidas. Informática para Concursos Professor Gedalias Valentim Internet Dúvidas Email: gedalias@gmail.com Facebook: http://facebook.com/gedalias.valentim 1 Módulo - Internet Conceitos Básicos Internet é uma Rede de Computadores, que opera

Leia mais

Projeto e Implementação de um Filtro para Transformar Logs de Servidores Web em Arquivos no Formato Padrão do Sistema Discover.

Projeto e Implementação de um Filtro para Transformar Logs de Servidores Web em Arquivos no Formato Padrão do Sistema Discover. Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação ISSN - 0103-2569 Projeto e Implementação de um Filtro para Transformar Logs de Servidores Web em Arquivos no Formato Padrão do Sistema Discover Ramon Chiara

Leia mais

Internet Visão Geral. O que é a Internet? Ong Ação Cidadã

Internet Visão Geral. O que é a Internet? Ong Ação Cidadã Internet Visão Geral Ong Ação Cidadã O que é a Internet? INTERNET é o conjunto de computadores conectados em escala mundial, utilizando o protocolo TCP/IP para comunicar entre si. Nasceu em 1969 com a

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br IntroduçãoàTecnologiaWeb TiposdeSites ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br TiposdeSites Índice 1 Sites... 2 2 Tipos de Sites... 2 a) Site

Leia mais

O espaço de nomes DNS Registros de recursos de domínio Servidores de nome

O espaço de nomes DNS Registros de recursos de domínio Servidores de nome DNS Sistema de Nomes de Domínio O espaço de nomes DNS Registros de recursos de domínio Servidores de nome Camada de Aplicação DNS Telnet e SSH SNMP SMTP, POP e IMAP WWW FTP O espaço de nomes DNS Parte

Leia mais

Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web

Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web AÇÕES IMPORTANTES Ao tentar acessar o Cadastro Web por meio da certificação digital, é fundamental realizar

Leia mais

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Objetivos da Disciplina Conhecer os limites de atuação profissional em Web

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo CCA UFES. Centro de Ciências Agrárias CCA UFES Departamento de Computação. Programação WEB

Universidade Federal do Espírito Santo CCA UFES. Centro de Ciências Agrárias CCA UFES Departamento de Computação. Programação WEB Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA UFES Departamento de Computação Universidade Federal do Espírito Santo CCA UFES Programação WEB Desenvolvimento de Sistemas para WEB

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

UFF-Fundamentos de Sistemas Multimídia. Redes de Distribuição de Conteúdo (CDN)

UFF-Fundamentos de Sistemas Multimídia. Redes de Distribuição de Conteúdo (CDN) Redes de Distribuição de Conteúdo (CDN) Objetivos da Apresentação Apresentar as arquiteturas de Redes de Distribuição de Conteúdo (CDN) com a ilustração de aplicações em ambientes corporativos e residenciais.

Leia mais

Universo Online. Loja de Aplicativos - API v1.0 [05/2012]

Universo Online. Loja de Aplicativos - API v1.0 [05/2012] Universo Online Loja de Aplicativos - API v1.0 [05/2012] Conteúdo 1 Introdução 1.1 Sobre o provisionamento............................ 1.2 Detalhes do mecanismo de integração..................... 1.2.1

Leia mais

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta.

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. Prof. Júlio César S. Ramos P á g i n a 1 INTERNET OUTLOOK 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. A O Outlook Express permite criar grupo de pessoas

Leia mais

Um estudo sobre o uso de agentes de internet em buscas (Junho 2010)

Um estudo sobre o uso de agentes de internet em buscas (Junho 2010) IA009 INTRODUÇÃO À TEORIA DE AGENTES 1 Um estudo sobre o uso de agentes de internet em buscas (Junho 2010) Alexandre Fatayer Canova, RA 107214, UNICAMP Agentes de internet são parte integrante da web na

Leia mais

Kaseya 2. Dados de exibição rápida. Version R8. Português

Kaseya 2. Dados de exibição rápida. Version R8. Português Kaseya 2 Software Deployment and Update Dados de exibição rápida Version R8 Português Outubro 23, 2014 Agreement The purchase and use of all Software and Services is subject to the Agreement as defined

Leia mais

11/06/2015. Professor Gedalias Valentim. Informática para Concursos de Enfermagem. Internet. Módulo 1 - Internet

11/06/2015. Professor Gedalias Valentim. Informática para Concursos de Enfermagem. Internet. Módulo 1 - Internet Professor Gedalias Valentim Informática para Concursos de Enfermagem Internet Módulo 1 - Internet 1 Conceitos Básico Internet é uma Rede de Computadores, que opera no Modelo Cliente/Servidor e interliga

Leia mais

Programação para Internet Flávio de Oliveira Silva, M.Sc.

Programação para Internet Flávio de Oliveira Silva, M.Sc. INTERNET Grande conjunto de redes de computadores interligadas pelo mundo. Começou como uma rede interligando Universidades no E.U.A A partir de 1993 a Internet começou a ser explorada comercialmente.

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II INTERNET Protocolos de Aplicação Intranet Prof: Ricardo Luís R. Peres As aplicações na arquitetura Internet, são implementadas de forma independente, ou seja, não existe um padrão

Leia mais

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero Servidor, Proxy e Firewall Professor Victor Sotero 1 Servidor: Conceito Um servidor é um sistema de computação centralizada que fornece serviços a uma rede de computadores; Os computadores que acessam

Leia mais

10/07/2013. Camadas. Principais Aplicações da Internet. Camada de Aplicação. World Wide Web. World Wide Web NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO

10/07/2013. Camadas. Principais Aplicações da Internet. Camada de Aplicação. World Wide Web. World Wide Web NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO 2 Camadas NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística e Informática Aplicação Transporte

Leia mais

www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Conceitos Básicos

www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Conceitos Básicos Desenvolvimento Andrique web Amorim II www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Conceitos Básicos Sites e Aplicações Web Normalmente, as pessoas utilizam o termo SITE quando se referem a blogs, sites

Leia mais

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito

Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Diagrama lógico da rede da empresa Fácil Credito Tabela de endereçamento da rede IP da rede: Mascara Broadcast 192.168.1.0 255.255.255.192 192.168.1.63 Distribuição de IP S na rede Hosts IP Configuração

Leia mais

2 Conceitos Gerais de Classificação de Documentos na Web

2 Conceitos Gerais de Classificação de Documentos na Web Conceitos Gerais de Classificação de Documentos na Web 13 2 Conceitos Gerais de Classificação de Documentos na Web 2.1. Páginas, Sites e Outras Terminologias É importante distinguir uma página de um site.

Leia mais

1.1 Porque um nível de aplicação proxy?

1.1 Porque um nível de aplicação proxy? 1.0 Introdução Os proxies são principalmente usados para permitir acesso à Web através de um firewall (fig. 1). Um proxy é um servidor HTTP especial que tipicamente roda em uma máquina firewall. O proxy

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS)

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS) POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA DIXCURSOS (ANEXO AOS TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO SITE E CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS) 1. A aceitação a esta Política de Privacidade se dará com o clique no botão Eu aceito

Leia mais

SURGIMENTOE CRESCIMENTO

SURGIMENTOE CRESCIMENTO INTERNET Wagner de Oliveira SURGIMENTOE CRESCIMENTO Grande teia que integra máquinas/redes de todosostiposetamanhos; Interliga redes distintas ligadas por roteadores através doprotocolotcp/ippara compartilhar

Leia mais

Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs

Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs Pergunta O que é o teste de velocidade? Quem é o público alvo? O que oferece? Como funciona? Por onde é o acesso? Resposta Um teste de qualidade de banda

Leia mais

5/7/2010. Apresentação. Web Proxy. Proxies: Visão Geral. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux

5/7/2010. Apresentação. Web Proxy. Proxies: Visão Geral. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux Apresentação Servidor Proxy Administração de Sistemas Curso Tecnologia em Telemática Disciplina Administração de Sistemas Linux Professor: Anderson Costa anderson@ifpb.edu.br Assunto da aula Proxy (Capítulo

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

Protocolo de Sinalização SIP

Protocolo de Sinalização SIP Protocolos de Sinalização Protocolos com processamento distribuído e clientes/terminais inteligentes SIP - Session Initiation Protocol, desenvolvido pelo IETF para comunicação multimídia pela Internet

Leia mais

3 SERVIÇOS IP. 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança

3 SERVIÇOS IP. 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança 3 SERVIÇOS IP 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança Os serviços IP's são suscetíveis a uma variedade de possíveis ataques, desde ataques passivos (como espionagem) até ataques ativos (como a impossibilidade

Leia mais

Componentes de um sistema de firewall - II. Segurança de redes

Componentes de um sistema de firewall - II. Segurança de redes Componentes de um sistema de firewall - II Segurança de redes O que são Bastion Hosts? Bastion host é o nome dado a um tipo especial de computador que tem funções críticas de segurança dentro da rede e

Leia mais

Unidade 4 Concepção de web sites. Subunidade 4 - Finalização do web site. -Teste, publicação e promoção do web site

Unidade 4 Concepção de web sites. Subunidade 4 - Finalização do web site. -Teste, publicação e promoção do web site Unidade 4 Concepção de web sites. Subunidade 4 - Finalização do web site -Teste, publicação e promoção do web site o Teste do web site o Publicação do web site - Num servidor pessoal - Por FTP Usando software

Leia mais

Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose)

Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose) Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose) 1. Qual a diferença entre um Programa de computador e um Processo dentro do computador? R. Processo é um programa que está sendo executado em uma máquina/host,

Leia mais

Manual de configurações do Conectividade Social Empregador

Manual de configurações do Conectividade Social Empregador Manual de configurações do Conectividade Social Empregador Índice 1. Condições para acesso 2 2. Requisitos para conexão 2 3. Pré-requisitos para utilização do Applet Java com Internet Explorer versão 5.01

Leia mais

CA Nimsoft Monitor para servidores

CA Nimsoft Monitor para servidores DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 CA Nimsoft Monitor para servidores agility made possible CA Nimsoft para monitoramento de servidores sumário CA Nimsoft Monitor para servidores 3 visão geral da solução

Leia mais

Informática para Banca IADES. Módulos do Cursos. Teoria, Exercícios e Dicas de Estudo

Informática para Banca IADES. Módulos do Cursos. Teoria, Exercícios e Dicas de Estudo Professor Gedalias Valentim Informática para Banca IADES Internet Módulos do Cursos Teoria, Exercícios e Dicas de Estudo Módulo 1 Internet Módulo 2 Segurança da Informação Módulo 3 Backup Módulo 4 Conceitos

Leia mais

milenaresende@fimes.edu.br

milenaresende@fimes.edu.br Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior Sistemas de Informação A Internet, Intranets e Extranets milenaresende@fimes.edu.br Uso e funcionamento da Internet Os dados da pesquisa de TIC reforçam

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Professora: Sheila Cáceres Uma mensagem enviada em internet é dividida em pacotes de tamanho uniforme. Cada pacote

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

1º Seminário de Software Livre Tchelinux Software Livre: leve adiante esta idéia. Soluções de Web Caching e Web Acceleration

1º Seminário de Software Livre Tchelinux Software Livre: leve adiante esta idéia. Soluções de Web Caching e Web Acceleration 1º Seminário de Software Livre Tchelinux Software Livre: leve adiante esta idéia Soluções de Web Caching e Web Acceleration Domingos Parra Novo domingosnovo@terra.com.br Tópicos Introdução O que são web

Leia mais

Internet. A Grande Rede Mundial. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Internet. A Grande Rede Mundial. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Internet A Grande Rede Mundial Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha O que é a Internet? InterNet International Network A Internet é uma rede mundial de

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará :

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará : 1ª PARTE CAPÍTULO 2 Este capítulo tratará : 1. O que é necessário para se criar páginas para a Web. 2. A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web 3. Navegadores 4. O que é site, Host,

Leia mais

Norton Internet Security Guia do Usuário

Norton Internet Security Guia do Usuário Guia do Usuário Norton Internet Security Guia do Usuário O software descrito neste guia é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado somente conforme os termos do contrato. Documentação versão

Leia mais

Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0

Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0 Manual de instalação Priority HIPATH 1100 versão 7.0 2014 Innova Soluções Tecnológicas Este documento contém 28 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Novembro de 2014. Impresso

Leia mais

FIREWALL. Prof. Fabio de Jesus Souza. fabiojsouza@gmail.com. Professor Fabio Souza

FIREWALL. Prof. Fabio de Jesus Souza. fabiojsouza@gmail.com. Professor Fabio Souza FIREWALL Prof. Fabio de Jesus Souza fabiojsouza@gmail.com Professor Fabio Souza O que são Firewalls? Os firewalls são sistemas de segurança que podem ser baseados em: um único elemento de hardware; um

Leia mais

Certificação AVG Certificação Técnica - Fase 1

Certificação AVG Certificação Técnica - Fase 1 Certificação AVG Certificação Técnica - Fase 1 Conteúdo Níveis de Proteção & Métodos de Detecção Novas Tecnologias Plataformas Suportadas Instalação Interface de Usuário do AVG AVG Desktop Widget Visão

Leia mais

Teia de alcance mundial (World Wide Web WWW) Web composta de

Teia de alcance mundial (World Wide Web WWW) Web composta de Web Teia de alcance mundial (World Wide Web WWW) Web composta de Agentes de usuário para a Web (browsers) Servidores Web Protocolo de transferência de hipertexto (HyperText Transfer Protocol HTTP) Web

Leia mais

Java Enterprise Edition. by Antonio Rodrigues Carvalho Neto

Java Enterprise Edition. by Antonio Rodrigues Carvalho Neto Java Enterprise Edition by Antonio Rodrigues Carvalho Neto Enterprise Edition Architecture O que é Java Enterprise Edition? Java EE é uma plataforma que reune diversas especificações relacionadas a computação

Leia mais

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP

HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP HCN/HCS SERIES CÂMERAS E CONVERSORES IP Obrigado por utilizar os produtos Dimy s. Antes de operar o equipamento, leia atentamente as instruções deste manual para obter um desempenho adequado. Por favor,

Leia mais

Teleprocessamento e Redes

Teleprocessamento e Redes Teleprocessamento e Redes Aula 23: (laboratório) 13 de julho de 2010 1 2 3 ICMP HTTP DNS TCP 4 nslookup Sumário Permite fazer requisições a um servidor DNS O nslookup envia uma requisição para o servidor,

Leia mais

RESPOSTA QUESTIONAMENTOS

RESPOSTA QUESTIONAMENTOS RESPOSTA QUESTIONAMENTOS REF.: PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 02-2015 CONSULT JPC GERENCIAMENTO E TREINAMENTO LTDA ME, já devidamente qualificada nos autos do pregão acima, vem com o devido acatamento apresentar

Leia mais

Programação e Designer para WEB

Programação e Designer para WEB Programação e Designer para WEB Introdução Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Ementa Introdução a hipertexto. A linguagem HTML.

Leia mais