Soluções de gerenciamento de iluminação Catálogo de produtos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Soluções de gerenciamento de iluminação Catálogo de produtos"

Transcrição

1 Soluções de gerenciamento de iluminação Catálogo de produtos USANDO A ENERGIA COM INTELIGÊNCIA

2 Usando a energia com inteligência ÍNDICE Nossa vi são p 3 Por quê inst stal alarar uma sol oluç ução de gerenciamento de iluminação? p 4 Requ is it os par ara inst stal alar ar uma sol ução de gere nc iamento de iluminação p 6 Como insta tala lar uma so lu ção de ger eren enci amen ento de ilumin ação? p 10 Vantagens de nos ossos prod odut utos e soluçõe s de geren enci amen to de ilum umin inaç ação... p 12 Serviços associa iados p 16 Catálogo p 18 Glos ossá sário p 25

3 NOSSA VISÃO A visão da Legrand consiste em fornecer produtos e serviços que sirvam para melhorar a eficiência energética dos edifícios. Queremos dar fim ao desperdício energético, usando a energia com inteligência. As soluções de gerenciamento de iluminação de alta eficiência energética garantem a quantidade exata de luz quando e onde seja necessário. São confiáveis e fáceis de usar, proveem segurança, reduzem gastos, são sustentáveis e respeitam normas técnicas e o meio ambiente. Dentre as soluções e serviços associados do Grupo Legrand, apresentamos os Sensores Interruptores para garantir que seu projeto de iluminação economize no consumo e respeite o meio ambiente. Sensores interruptores SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS 3

4 POR QUE INSTALAR UMA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO? A iluminação consome uma grande quantidade de energia nos edifícios comerciais do total de energia consumida num edifício 20% é aplicada em iluminação. Se considerada apenas a energia elétrica de rede, a iluminação é o principal fator de consumo, já que consome 40% dela. *A distribuição do uso final da energia varia significativamente em função da atividade do edifício e das áreas geográficas e climáticas (fonte: Administração de Informação Energética dos Estados Unidos).

5 Juntamente com calefação e ar condicionado, a iluminação representa os maiores consumos energéticos e custos de um edifício. Estes custos elevados podem ser gerenciados de uma forma mais eficaz com uma solução de gerenciamento de iluminação. A cada ano, mais empresas instalam soluções de gerenciamento de iluminação porque reconhecem suas inúmeras vantagens: Economia de consumo de energia Talvez a principal vantagem seja a economia no consumo de energia. O gerenciamento de iluminação pode resultar em economia energética de mais de 30%, reduzindo os custos operacionais do edifício em 10% ou mais (1). O desperdício de energia pode ser eliminado com uma solução de gerenciamento automático de iluminação que utilize a luz de forma inteligente: os níveis adequados em cada uma das determinadas áreas, precisamente pelo tempo necessário. Redução de custos A diminuição do uso da iluminação reduz os custos operacionais, economiza dinheiro e ajuda a reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Pode-se conseguir uma maior economia com uma redução nos custos variáveis da operação, a substituição das lâmpadas, manutenção e a redução da demanda de energia durante as horas de maior consumo. Até 55% de economia segundo a norma EN (através de sensor de presença + interruptor manual + sensor de luz natural). (2) Conformidade com as normas A norma européia (Eficiência energética dos edifícios: requisitos energéticos para a iluminação) está se consolidando como uma norma de grande importância na definição dos sistemas de iluminação de alta eficiência energética. Espera-se que esta norma sirva de base para a maioria dos códigos de edificação do mundo. O Grupo Legrand escolheu esta norma como base de todos os cálculos de economia energética com o objetivo de incorporar o maior conhecimento compartilhado existente sobre as soluções de iluminação de alta eficiência energética e proporcionar taxas de economia energética confiáveis e com credibilidade. Práticas de edificação sustentável Pode-se utilizar o gerenciamento de iluminação em projetos de edificação sustentável (p. ex., LEED, HQE/AQUA, BREEAM e GREEN STAR) como uma solução de alta eficiência energética que além disso, pode aumentar o conforto dos ocupantes. SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS 5 (1) Fonte: Administração de Informação Energética dos Estados Unidos (2) O nível de economia alcançada com os sensores depende do tipo de edifício e do tipo de uso do ambiente (atividade).

6 REQUISITOS PARA INSTALAR UMA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO Sustentabilidade como prática comum. As práticas de edificação sustentável estão adquirindo rapidamente uma grande aceitação na sociedade.

7 Em todos os países desenvolvidos e em um número crescente de países em desenvolvimento, os Governos estão adotando regulamentos e normas em prol da melhora da eficiência energética dos edifícios. Os requisitos obrigatórios e os programas voluntários se multiplicam. Tem diferentes escopos de aplicação e níveis de exigência, mas todos compartilham do mesmo objetivo: melhorar a eficiência energética dos edifícios. Visão do Grupo Legrand O Grupo Legrand é um membro ativo de muitas organizações relacionadas à indústria e à eficiência energética. A Legrand reconhece a necessidade de proteger o meio ambiente e conservar os recursos. Por isso, trabalha na adoção de práticas mais sustentáveis e na integração de nosso compromisso para com o meio ambiente em nossos processos de planejamento estratégico e tomada de decisões. SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS 7

8 REQUISITOS PARA INSTALAR UMA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO Requisitos obrigatórios SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS 8 Existem normas (não necessariamente vinculadas às normas de energia) que promovem algumas práticas recomendadas e que geralmente são utilizadas como diretrizes para futuras normas. Normativa de economia de consumo energético Algumas normas também oferecem diretrizes sobre a eficiência energética de determinadas instalações. A norma européia EN 15193, por exemplo, proporciona diretrizes sobre a eficiência energética dos sistemas de iluminação. A Legrand escolheu esta norma como base para demonstrar a eficiência energética de suas soluções de iluminação. Esta norma está amplamente reconhecida e oferece um método de cálculo da economia energética em função do tipo de solução instalada, do tipo de edifício e do tipo de ambiente. Trata-se de uma referência reconhecida que contribui para a consolidação da posição legítima da Legrand no mercado da eficiência energética. Reduzir o desperdício, usando a energia com inteligência Ao instalar soluções de gerenciamento de iluminação assim como outros controles automatizados, evita-se qualquer desperdício de energia e o edifício consome precisamente apenas a quantidade de energia necessária para aquele momento específico. A Legrand se compromete a prover a seus clientes informação exaustiva e transparente sobre a economia real de suas soluções de gerenciamento de iluminação: economia de energia + rentabilidade e período de amortização + emissões de gases de efeito estufa ECONOMIA DE ENERGIA (1) R$ ano EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA EVITADAS (2) 751 kg eq. CO2 ano evitadas. Você pode encontrar muitas destas informações em nossas publicações sobre melhores práticas recomendadas. Solução de gerenciamento de iluminação da Legrand para grandes espaços de escritórios com divisórias (300 m²) baseada em: Controles por ausência + controle por iluminação natural (1) Baseado na EN (2) Entre os gases de efeito estufa estão o vapor de água, o ozônio, o dióxido de carbono (CO 2 ), o metano (CH 4 ) e o óxido nitroso (N 2 O). São medidos em unidades equivalentes de CO 2. Nota: Um veículo que percorre em média 22,2 km/l, emite 0,118 kg CO 2 /Km. Exemplo da guia de aplicações dos sensores interruptores: grandes espaços de escritórios com divisórias

9 Programas voluntários Nossa abordagem para a construção civil vem avançando em direção a formas sustentáveis de projetar, construir e renovar edifícios. Edifício Verde representa uma prática de construção que leva em consideração o impacto ambiental total de um edifício assim como a saúde e o bem-estar de seus ocupantes. Programas de edificação sustentável Várias iniciativas diferentes de Edifícios Verdes em nível internacional estão sendo desenvolvidas ao redor do mundo, estabelecendo um modelo para o desenvolvimento local de edifícios sustentáveis. Estes programas de edificação sustentáveis são programas voluntários e consensuais que fornecem diretrizes de construção conforme os critérios de sustentabilidade. Tais programas costumam estar associados a uma ferramenta de classificação empregada para avaliar o desempenho ambiental do edifício e certificar sua adesão à norma. A certificação de Edifício Verde é concedida para diferenciar os projetos de edificação sustentável e outorgar credibilidade. LEED, BREEAM, HQE/AQUA e GREEN STAR são alguns dos programas de edificação sustentável mais importantes. SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS 9

10 COMO INSTALAR UMA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO? Estratégias de gerenciamento de iluminação SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS 10 As estratégias de gerenciamento de iluminação fazem referência ao método básico que será utilizado para controlar as soluções de iluminação. Incluem o funcionamento automático da iluminação, levando em consideração as necessidades dos ocupantes do ambiente. Controle baseado em presença/ocupação As luzes se acendem e apagam segundo a ocupação de uma determinada área. Isto não depende de intervalos de tempo nem de períodos de tempo programados, mas responde ao uso individual de uma área controlada. Controle baseado em ausência As luzes se acendem e apagam conforme a área fica vazia ou não. Isto não depende de intervalos de tempo nem de períodos de tempo programados, mas responde ao uso individual de uma área controlada. Controle programado Gerencia-se a iluminação de acordo com os tempos programados levando em consideração quando o edifício está aberto ou ocupado, ou quando está fechado ou vazio. Controle da intensidade de luz (dimmerização) Os níveis de iluminação são ajustados para alcançar os efeitos de luz desejados ou os níveis de luz adequados às diferentes atividades dos ocupantes. Controle baseado no nível de luminosidade Esta estratégia implica na regulagem da intensidade de luz fornecida de diversas formas para alcançar objetivos específicos. Estes são os principais tipos de controle por nível de luminosidade: Iluminação natural (ajuste de acordo com a luz natural) Nas áreas internas de edifícios que recebem luz natural abundante, esta estratégia utiliza tal luz para complementar e substituir o uso de luz artificial. Ajuste personalizado (perfil de iluminação) Esta estratégia utiliza a regulagem dos níveis de iluminação para conseguir alguns níveis adequados para as diferentes atividades dos ocupantes. Por exemplo, uma pessoa que desenha ou lê necessitará de um nível maior de iluminação que alguém que coloca produtos em prateleiras. Manutenção do lúmen Esta estratégia está centrada na manutenção de um nível constante de iluminação ao longo da vida útil das lâmpadas do sistema de iluminação. Para isto, reduz-se os níveis de iluminação iniciais no princípio da vida útil e vai-se aumentando gradualmente os níveis de iluminação à medida que transcorre a vida útil das lâmpadas.

11 Tecnologias de gerenciamento de iluminação As tecnologias de gerenciamento de iluminação fazem referência ao dispositivo físico que será utilizado para implantar uma estratégia específica e ao método de funcionamento do dispositivo (sensores infravermelhos passivos, ultrasônicos ou de tecnologia dupla, temporizadores ou reguladores da intensidade). Sensores de presença Os sensores de presença utilizam uma série de tecnologias para detectar a presença dos ocupantes e enviar os sinais adequados para a iluminação da área. Tecnologia PIR A tecnologia infravermelha passiva detecta a presença por sua reação às fontes de energia infravermelha, como é o caso do corpo humano em movimento. Pela identificação da diferença entre tais fontes de energia e o ambiente ao redor, o sensor pode localizar os ocupantes e enviar um sinal às luzes para que se acendam. Para funcionar corretamente, os sensores PIR necessitam uma linha de visão direta que abranja toda a área de cobertura. Tecnologia ultra-sônica Este tipo de sensor de ocupação utiliza os sinais Doppler para detectar os ocupantes. O sensor emite ondas em frequência ultra-sônica que rebatem nos objetos que estão na área coberta e retornam ao sensor, que então, mede o tempo que as ondas demoram a voltar. Quando existe movimento na área, estas ondas voltam para o receptor do sensor em diferentes freqüências, o que gera a detecção da presença. Esta tecnologia é ideal para aplicações nas quais o sensor não pode ter uma linha de visão dos ocupantes ou quando os níveis de atividade sejam muito baixos. Tecnologia dupla Os sensores de presença que utilizam várias tecnologias de detecção costumam ser denominados dispositivos híbridos, de tecnologia dupla ou duais. Normalmente utilizam tecnologias PIR e ultra-sônica, através das quais as luzes se acendem quando ambas as tecnologias detectam a presença, e permanecem acesas enquanto alguma das tecnologias de detecção continua detectando a ocupação. Ajuste de acordo com a luz natural A função de nível de luminosidade mantém a iluminação apagada quando os níveis de luz natural estão acima do nível pré-determinado. Esta configuração é regulável e pode ser alterada a qualquer instante. Está disponível em todos os sensores de teto da Legrand. Por padrão, esta função está ativada. Interruptores temporizados Estes dispositivos, sejam mecânicos ou eletrônicos, acendem e apagam as luzes após um intervalo específico. O intervalo pode ser regulado para cobrir as necessidades do ocupante, podendo variar normalmente de períodos breves de 5 minutos a intervalos de até 12 horas. Com freqüência, estes interruptores substituem os interruptores de parede convencionais sem necessidade de cabos adicionais. Os interruptores temporizados são práticos em áreas de uso freqüente por períodos curtos, como estoques ou salas de controle, locais de armazenamento e corredores entre estantes de livros em livrarias. Controles de intensidade Para um controle customizado das áreas de trabalho, os usuários podem utilizar controles remotos que acendem e apagam a iluminação, ou que regulam o nível de intensidade. Estes tipos de controles são de especial utilidade na hora de realizar ajustes em função das tarefas, já que o usuário pode ajustar o nível de iluminação necessário de acordo com suas tarefas específicas. SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS 11

12 VANTAGENS DE NOSSOS PRODUTOS E SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO Para cada projeto de gerenciamento de iluminação, você vai querer utilizar os produtos mais adequados

13 Posto que os distintos tipos de área requerem estratégias de controle diferentes, a maioria dos projetos necessitam de várias soluções para maximizar a economia de energia e a satisfação dos ocupantes. Sensores interruptores Uma solução fácil e econômica Esta solução é perfeita para gerenciar apenas uma ou várias áreas. Inclui sensores interruptores que funcionam entre 100 e 240 Vca. Estes sensores interruptores estão presentes tanto nas estratégias de gerenciamento da iluminação baseadas em ocupação como nas baseadas em ausência e utilizam tecnologias PIR, ultra-sônica ou dupla. Além disso, todos os sensores de teto da Legrand contam com a característica de ajuste de acordo com a incidência de luz natural. Esta característica mantém a iluminação apagada quando o nível de luz natural está acima do nível pré-determinado. Esta configuração é regulável e pode ser desativada. Sensor Sensor Sensor SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS 13

14 VANTAGENS DE NOSSOS PRODUTOS E SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO SENSORES INTERRUPTORES Sensores interruptores: economia de energia e comodidade, flexibilidade e facilidade de instalação SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS Solução e aplicação Escritórios fechados R f ECONOMIA DE ENERGIA (1) R$ ano EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA EVITADAS (2) 660 kg eq. CO 2 ano Ref : sensor interruptor de 360 montado no teto com tecnologia infravermelha passiva. Está conectado a um pulsador convencional para acender manualmente a luz. O sensor de infravermelhos passivo montado no teto pode detectar os níveis mais baixos de atividade sem falsas ativações, já que o controlador de ambiente é pequeno. Este sensor sai de fábrica com uma configuração pré-determinada de 15 minutos e luz natural a 500 lx. Esta configuração pode ser modificada através das ferramentas de comissionamento com Ref ou Solução de Gerenciamento de Iluminação da Legrand para um edifício de escritórios com 20 escritórios individuais fechados de 15m 2 com controles baseados em ausência + iluminação natural (1) Baseado na instrução EN (2) Entre os gases de efeito estufa estão o vapor de água, o ozônio, o dióxido de carbono (CO 2 ), o metano (CH 4 ) e o óxido nitroso (N 2 O). São medidos em unidades equivalentes de CO 2. Nota: Um veículo que percorre em média 22,2 km/l, emite 0,118 kg CO 2 /Km.

15 Solução e aplicação Sala de Aula Ref Ref SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS ECONOMIA DE ENERGIA (1) R$ ano 15 EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA EVITADAS (2) 610 kg eq. CO 2 ano Sensor Bus de tecnologia dupla (Ref ) + controlador padrão de ambiente (Ref ). O sensor de tecnologia dupla e o controlador padrão de ambiente controlam duas áreas. A função de iluminação natural é ativada apenas para a saída 2, já que controla a área 2 mais próxima às janelas. O sensor Bus deve ser colocado no centro do ambiente. Utilizam-se dois pulsadores convencionais para acender manualmente a luz e para alterações necessárias são úteis quando devem ser apagadas as luzes durante as apresentações, por exemplo. Este sensor é fornecido com uma temporização pré-determinada de 15 minutos e com nível de luz natural a 500 lx. Utilize as ferramentas comissionamento com Ref ou para modificar esta configuração, caso seja necessário. Solução de Gerenciamento de Iluminação da Legrand para uma universidade com 5 salas de aula com 63m 2 com controle baseado em ausência de iluminação natural (1) Baseado na EN (2) Entre os gases de efeito estufa estão o vapor de água, o ozônio, o dióxido de carbono (CO 2 ), o metano (CH 4 ) e o óxido nitroso (N 2 O). São medidos em unidades equivalentes de CO 2. Nota: Um veículo que percorre em média 22,2 km/l, emite 0,118 kg CO 2 /Km.

16 SERVIÇOS ASSOCIADOS Desfrute de um nível de serviço único Desde a fase inicial de projeto até a primeira vez que um ocupante entra no edifício, esteja seguro de que a Legrand estará disponível a ajudar.

17 Desde o suporte técnico e os serviços gratuitos de projeto aos serviços de campo para o comissionamento, nossa equipe especializada está à sua disposição para ajudar com todas as suas necessidades de gerenciamento de iluminação. Com a ajuda de nossa equipe, pode ficar seguro de que seu projeto de gerenciamento de iluminação conseguirá um desempenho ótimo e cumprirá todas as exigências normativas e de sustentabilidade. Assistência local Nossos representantes de vendas estão à sua disposição para ajudar em todos os aspectos dos projetos de gerenciamento de iluminação. Entre os serviços estão incluídas as visitas ao edifício, o treinamento, os estudos de viabilidade e retorno econômicos e as demonstrações de produtos. Suporte técnico O suporte técnico telefônico e por de nossa equipe dedicada oferece orientação pessoal sobre questões relativas às aplicações, assistência na instalação e resolução de problemas. Serviços de campo Poderá contar com pessoal treinado em nossas instalações durante as fases críticas de comissionamento e inicialização dos produtos para garantir seu funcionamento ótimo. Contate a filial Legrand mais próxima de você. Maiores informações: Centro de Suporte Técnico: SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS 17

18 CATÁLOGO Nossa ampla gama oferece as soluções mais adequadas Sensores interruptores

19 Sensores interruptores (1 saída) P20 Controladores de ambiente (2 saídas) P22 SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE ILUMINAÇÃO CATÁLOGO DE PRODUTOS 19

20 gerenciamento de iluminação Sensores interruptores 1 Saída Ref /80 Tipo de instalação teto falso sobrepor/parede parede + teto falso Modo de operação LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA Modo de detecção ocupação ausência & ocupação ocupação PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Ajuste - botões ou confi guradores móveis - - Tecnologia de detecção PIR PIR US PIR/ US PIR PIR PIR PIR Alimentação Temperatura de operação 100 V / 240 V - 50/60 Hz -5 C a +45 C IP IP 20 IP 20 IP 20 IP 20 IP 20 IP 55 IP 42 IP 55 Área de cobertura C x L 45 m 2 45 m m 2 90 m 2 45 m m 2 45 m 2 45 m 2 Diâmetro a altura de 2,5 m Ø 8 m Ø 8 m Ø 14 m Ø 11 m Ø 8 m Ø 15 m Ø 8 m Ø 8 m Níveis de luminosidade (lux) de 1 a 1275 lux Tempo de retardo (min) de 20 s a 30 min de 0 s a 60 min de 20 s a 30 min de 10 s a 16 min FUNCIONALIDADES AJUSTES Alertas sonoros - sim sim sim sim sim - - Modo passagem - sim sim sim sim sim - - Limiar de luz natural - sim sim sim sim sim - - mínimo tempo de retardo 15 minutos 15 minutos mínimo tempo de retardo Pré-configuração máximo lux 500 lux 300 lux máximo lux Potenciômetro rotativo sim sim sim sim de precisão Configurador/Ferramenta DIMENSÕES COMPATIBILIDADE COM TIPOS DE LÂMPADAS Peso (g) 114, ,1 162,2 114, ,6 266,6 bornes bornes bornes bornes bornes Tipo de conexão automáticos automáticos automáticos automáticos automáticos Profundidade sem auxiliares 52,3 58,97 58,97 58,97 52,3 (mm) com auxiliares 55,6 62,27 62,27 62,27 55,6 Halógenas 240 V 100 V Halógenas EBT com transformador ferromagnético ou eletrônico à parte 240 V 100 V 1000 VA 1500 VA Fluorescentes tubulares Fluorescentes com transformador ferromagnético ou eletrônico à parte LED Fluorescentes compactas com reatores dimmerizáveis V Contatores 240 V 100 V 240 V 100 V 240 V 100 V 240 V 100 V 240 V 100 V bornes automáticos bornes automáticos bornes com parafusos 165,83 115, W 2000 W 2000 W 2000 W 2000 W 2000 W 2000 W W 1000 W 1000 W 1000 W 1000 W 1000 W 1000 W 70 x (2 x 36 W) 5 x (2 x 36 W) 1000 VA 1000 VA 1000 VA 1000 VA 1000 VA 1000 VA 1000 VA 1000 VA 500 VA 500 VA 500 VA 500 VA 500 VA 500 VA 500 VA 500 VA 500 W 500 W 500 W 500 W 500 W 500 W 500 W 500 W 250 W 250 W 250 W 250 W 250 W 250 W 250 W 250 W 500 W 500 W 500 W 500 W 500 W 500 W 500 W 500 W 250 W 250 W 250 W 250 W 250 W 250 W 250 W 250 W I máx. 2 A 20

21 gerenciamento de iluminação Sensores interruptores 1 saída Conector RJ Tecnologias (p. 11) Emb. Ref. Sensores de teto Fixação direta em forro de teto falso através de garras (fornecidas) ou instalados em caixas Batibox prof. 50 mm Área de cobertura 45 m² Ø 8 m Detector infravermelho 360 Distância ideal entre 2 sensores: 6 m Consumo 0,4 W em espera Sensor interruptor PIR de instalação em teto, modo ocupação, conexão por bornes automáticos Para todas as cargas 8,5 A 240V Sensor interruptor PIR de instalação em teto modos ocupação e ausência (ajustes por botões ou pelo confi gurador móvel) conexão por bornes automáticos Para todas as cargas 10 A 240V Sensor interruptor PIR de instalação em teto, modos ocupação e ausência (ajustes por botões ou pelo confi gurador móvel), conexão por bornes automáticos Para todas as cargas 8,5 A 240V Área de cobertura 90 m² Detector infravermelho e ultrassônico 360 Distância ideal entre 2 sensores: 10 m Consumo 0,8 W em espera Sensor interruptor DUAL de montagem em teto modos ocupação e ausência (ajustes por botões ou pelo confi gurador móvel), conexão por bornes automáticos Para todas as cargas 8,5 A 240V Área de cobertura 150 m² Detector ultrassônico 360 Distância ideal entre 2 sensores: 12 m Consumo 0,8 W em espera Sensor interruptor US de instalação em teto, modos ocupação e ausência (ajustes por botões ou pelo confi gurador móvel), conexão por bornes automáticos Para todas as cargas 8,5 A 240V Sensores de canto de uso interno Fornecidos com base para fi xação Área de cobertura 45 m² Alcance máx.: 8 m Detector infravermelho 170 Distância ideal entre 2 sensores: 6 m Consumo 0,4 W em espera PIR sensor de montagem de canto, modo ocupação, conexão por bornes automáticos Para todas as cargas 8,5 A 240 V Emb. Ref. Sensores externos Cinza Área de cobertura 45 m² Alcance máx.: 8 m - IP 55 Detector infravermelho 360 Sensor interruptor PIR para uso externo, modo ocupação, padrão de cobertura ajustável durante o processo de instalação Branco Sensor interruptor PIR para uso externo, modo ocupação, padrão de cobertura ajustável durante o processo de instalação Área de cobertura 180 m² Alcance máx.: 15 m - IP 55 Detector infravermelho 270º Consumo 0,4 W em espera Para todas as cargas 8.5 A V Sensor interruptor PIR para uso externo, modos ocupação e ausência (ajustes por botões ou pelo confi gurador móvel), conexão por bornes automáticos Configuradores móveis Todos os sensores e detectores são pré-regulados em fábrica - Limiar de luminosidade: 500 lux para teto falso, 300 lux Sobrepor/parede - Tempo de retardo: 15 minutos Os confi guradores móveis permitem modifi car a pré-regulagem e também a sensibilidade de detecção Programação de níveis em botões com pré-defi nições Programação digital com precisão de uma casa decimal visível em display Controle instantâneo de programação Permite visualizar os parâmetros de cada sensor e detector Possibilidade de gravar na memória a regulagem e replicar em outros sensores e detectores Conectores RJ 45-BUS/SCS Permite a conexão direta entre controladores e sensores através de derivações em um cabo BUS/SCS Conector macho Conector fêmea Duplicador RJ Permite duplicar o número de entrada dos controladores 21

22 gerenciamento de iluminação Controlador de ambientes 2 saídas Ref. Tipo de instalação } (1) teto falso encaminhamento de cabos teto falso sobrepor/parede Modo de operação LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA LIGA/DESLIGA Modo de detecção - ausência & ocupaçãoo PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS Ajuste - botões ou controle remoto IR Tecnologia de detecção - PIR US PIR/US PIR/US PIR PIR Alimentação 100 V / 240 V 27 V alimentados por Temperatura de apuração -5 C a +45 C IP IP 20 IP 20 IP 20 IP 20 IP 42 IP 42 IP 55 Área de cobertura C x L - 45 m m 2 90 m 2 90 m 2 45 m m 2 Diâmetro a altura de 2,5 m - Ø 8 m Ø 14 m Ø 11 m Ø 11 m Ø 8 m Ø 15 m Níveis de luminosidade (lux) - de 1 a 1275 lux Tempo de retardo (min) - de 0 a 255 h FUNCIONALIDADES Alertas sonoros - sim sim sim sim sim sim Modo de entrada - sim sim sim sim sim sim Limiar de luz natural - sim sim sim sim sim sim AJUSTES Pré-configuração - 15 minutos / 500 lux 15 minutos / 300 lux Potenciômetro rotativo de precisão Configurador/ferramenta & e software Peso (g) DIMENSÕES COMPATIBILIDADE COM TIPOS DE LÂMPADAS Dimensões C x L x A (mm) 190 x 70 x X Ø X Ø X Ø x 70 x x 70 x X 81 X 104 Tipo de conexão Profundidade em caixa de embutir (mm) Halógenas Halógenas EBT com transformador ferromagnético ou eletrônico à parte Fluorescentes tubulares Fluorescentes com transformador ferromagnético ou eletrônico à parte LED Fluorescentes compactas com reatores dimmerizáveis 1-10V 240 V 100 V 240 V 100 V 240 V 100 V 240 V 100 V 240 V 100 V 240 V 100 V bornes com parafusos RJ 45 RJ 45 RJ 45 RJ 45 RJ 45 RJ W W VA VA VA VA W W W W VA VA V Contactors saída de relé V (1) Em associação com Ref /21/22/23/24/30. 22

23 gerenciamento de iluminação Controlador de ambientes 2 saídas Tecnologias (p. 11) (cabeçote direcionável) Emb. Ref. Controladores de ambiente Permite controlar 2 circuitos de iluminação em 2 fases diferentes ou 1 circuito de iluminação e 1 de ventilação Permite conectar o(s) sensor(es) e o(s) pulsador(es) de cada circuito. Fixação direta em eletrocalha para teto falso Conexão de saída entre controlador e sensor (até 10 sensores Ref /21/22/23/24/30) por patch cord ou cabo UTP com conexão RJ 45 ou cabo BUS/SCS, adaptado com conector RJ 45 Ref Alimentação 100/240 V Controlador de ambiente 2 entradas, 2 saídas 16 A Sensores SCS de teto Fixação direta em forro de teto falso através de garras (fornecidas) ou instalados em caixas Batibox prof. 50 mm Conecta-se a controladores de 2 saídas Ref por patch cord ou Cabo UTP com RJ 45 ou cabo BUS/SCS com conector RJ 45 Ref adaptado Área de cobertura 45 m² Ø 8 m Detector infravermelho 360 Distância ideal entre 2 sensores: 6 m Consumo 0,2 W em espera Para todas as cargas 10 A V Sensor SCS PIR de instalação em teto, modos ocupação e ausência (ajustes manuais por botões ou por controle remoto IR), conexão RJ 45 Área de cobertura 90 m² Emb. Ref. Sensores SCS de canto Fornecidos com base para fi xação Conecta-se a controladores de 2 saídas Ref por patch cord ou Cabo UTP com RJ 45 ou cabo BUS/SCS com conector RJ 45 Ref adaptado Área de cobertura 45 m² Alcance máx.: 8 m - IP 42 Distância ideal entre 2 sensores: 6 m Consumo 0,2 W em espera Para todas as cargas 10 A V Sensor SCS PIR 180 para instalação em cantos, modos ocupação e ausência (ajustes manuais por botões ou por controle remoto IR), conexão por RJ 45 Área de cobertura 90 m² Com cabeçote direcional Distância ideal entre 2 sensores: 6 m Consumo 0,2 W em espera Para todas as cargas 10 A V Sensor SCS DUAL 270 para instalação em canto, modos ocupação e ausência (ajustes manuais por botões ou por controle remoto IR), conexão RJ 45 Área de cobertura 180 m² Alcance máx.: 15 m - IP 55 Consumo 0,5 W em espera Para todas as cargas 10 A V Sensor SCS PIR 270 para instalação em canto, modos ocupação e ausência (ajustes manuais por botões ou por controle remoto IR), conexão RJ 45 Detector infravermelho e ultrassônico 360 Distância ideal entre 2 sensores: 10 m Consumo 0,5 W em espera Para todas as cargas 10 A 240 V Sensor SCS DUAL de instalação em teto, modos ocupação e ausência (ajustes manuais por botões ou por controle remoto IR), conexão RJ 45 Área de cobertura 150 m² Detector ultrassônico 360 Distância ideal entre 2 sensores: 12 m Consumo 0,5 W em espera Para todas as cargas 10 A 240 V Sensor SCS US de instalação em teto, modos ocupação e ausência (ajustes manuais por botões ou por controle remoto IR), conexão RJ 45 23

Eunice CRUZ Gestora de produto de Segurança e Sistemas de Gestão de Edifícios

Eunice CRUZ Gestora de produto de Segurança e Sistemas de Gestão de Edifícios Eunice CRUZ Gestora de produto de Segurança e Sistemas de Gestão de Edifícios Introdução à Solução de Gestão de Iluminação Legrand MUNDO MAIS VERDE... MUNDO MAIS VERDE... MUNDO MAIS VERDE... As práticas

Leia mais

Soluções de Gestão de Iluminação

Soluções de Gestão de Iluminação Soluções de Gestão de Iluminação Catálogo TERMINAR COM O DESPERDÍCIO DE ENERGIA Terminar com o desperdício de energia ÍNDICE Nossa missão... 3 Razões para instalar soluções de gestão de iluminação... 4

Leia mais

MY HOME INTRODUÇÃO TOUCH SCREEN. Comando de Automação

MY HOME INTRODUÇÃO TOUCH SCREEN. Comando de Automação TOUCH SCREEN Comando de Automação Central de Cenário 54 ÍNDICE DE SEÇÃO 56 A casa como você quer 62 As vantagens de 66 Dispositivos BUS 68 Integração das funções My Home 70 Vantagens da instalação BUS

Leia mais

TOMADAS E INTERRUPTORES

TOMADAS E INTERRUPTORES BORNES COM CONEXÃO AUTOMÁTICA 6110 11 6110 21 6120 11 6120 16 Interruptores Interruptores simples 20 6110 10 1 módulo borne automático 1 20 6110 00 1 módulo 1 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1 10 6120

Leia mais

Emb. Ref. 20 6110 10 1 módulo borne automático 1. 20 6110 00 1 módulo 1. 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1. 10 6120 10 2 módulos borne automático 2

Emb. Ref. 20 6110 10 1 módulo borne automático 1. 20 6110 00 1 módulo 1. 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1. 10 6120 10 2 módulos borne automático 2 6110 10 6120 10 6110 21 6120 16 Emb. Ref. 10 A - 250 V9 módulos 20 6110 10 1 módulo borne automático 1 20 6110 00 1 módulo 1 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1 10 6120 10 2 módulos borne automático 2 10

Leia mais

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br Monitoramento de motores monofásico/trifásico MRU, MRI, MRM 1 Características Tensão de Alimentação UC12-48V ou UC110-240V Contato Reversível Entradas de medição separadas galvanicamente da alimentação

Leia mais

Automação industrial Sensores

Automação industrial Sensores Automação industrial Sensores Análise de Circuitos Sensores Aula 01 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina O que são sensores?

Leia mais

LINHA ILUS Interruptores e tomadas

LINHA ILUS Interruptores e tomadas LINHA ILUS Interruptores e tomadas IDEIA VISUAL O design que você quer. A qualidade que você precisa! Você pediu a Siemens fez A qualidade e a segurança associada à marca Siemens está presente na nova

Leia mais

Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante

Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante Conteúdo do Curso Introdução. Conceito de Eficiência Energética. Conceitos de Iluminação. Luminotécnica. Avaliação financeira

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Fumaça Óptico Endereçável 04 Níveis de Detecção Com Módulo Isolador - Código: AFS130IS. (Uso Conjunto às Centrais de Alarme da Série IRIS). O detector de fumaça código AFS130IS é um

Leia mais

Boletim Técnico Agosto / 2011

Boletim Técnico Agosto / 2011 Página 01/08 TÍTULO: INFORMATIVO DO NOVO CONTROLE REMOTO COM FIO PARA UNIDADES SPLITÃO 2 ESTÁGIOS SUMÁRIO Esta publicação visa informar o novo controle remoto com fio para as Unidades da Linha Splitão

Leia mais

www.alumbra.com.br SAC 0800-193130

www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ www.alumbra.com.br INOVA NO NOME E EM SEUS AMBIENTES INOVA PRÓ JÁ ENCANTA PELO DESIGN E POR APRESENTAR UM CONJUNTO HARMONIOSO Traços retos e

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Mini Sirene Eletrônica Audiovisual Um Toque Iluminação a LED - Para Pequenas e Médias Áreas - Código: AFMSF A sirene audiovisual de alarme código AFMSF é um equipamento que deve ser instalado no teto ou

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

SISTEMAS PREDIAIS II. Segurança contra Incêndio - Detecção e Alarme

SISTEMAS PREDIAIS II. Segurança contra Incêndio - Detecção e Alarme PCC-2466 SISTEMAS PREDIAIS II Segurança contra Incêndio - Detecção e Alarme Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio Definição da Norma NBR 9441/98 Sistema constituído pelo conjunto de elementos planejadamente

Leia mais

Sistemas Terciários. Hotéis, Soluções Globais Soluções KNX adaptadas a cada área do hotel. Nuno Carvalho

Sistemas Terciários. Hotéis, Soluções Globais Soluções KNX adaptadas a cada área do hotel. Nuno Carvalho Sistemas Terciários Hotéis, Soluções Globais Soluções KNX adaptadas a cada área do hotel Nuno Carvalho Introduction Desafios dos edifícios Conforto Segurança Comunicação Eficiência energética Evolutivos

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL Módulos para automação Características gerais - Processamento independente - Possui alerta sonoro e luminoso de falta de conexão - Não precisa ser configurado (Plug and

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Detector / Sensor de Fumaça Autônomo Rede AC e Bateria - Com Saída Rele NA/NF - Código: AFDFAR. O detector de Fumaça código AFDFAR é um equipamento que deve ser instalado no teto ou na parede das edificações

Leia mais

Detetores Analógicos

Detetores Analógicos Detetores Analógicos Certificado de qualidade Nº. 010 ISO 9001 Integridade do sistema confirmada Continuamente para operação segura Pré-alarme e verificação de níveis de alarme ajuda a reduzir falsos alarmes

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Seguidor de Linha Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19 Sensor Smart Seguidor de Linha 1. Introdução Os sensores seguidores de linha são sensores que detectam

Leia mais

Segurança com tecnologia LED

Segurança com tecnologia LED K9 Segurança com tecnologia LED TECNOLOGIA LED A K9 é uma gama completa de iluminação de emergência com tecnologia LED (Díodo Emissor de Luz), desde a iluminação de presença e iluminação de vias de emergência

Leia mais

A iluminação além da imaginação

A iluminação além da imaginação A iluminação além da imaginação 2014 Índice Introdução... 4 Aplicações...5 Conhecendo o Iluminador... 6 Instalação e Uso... 7 Recomendações Elétricas... 8 Solucionando problemas... 13 Especificações técnicas...

Leia mais

WattStation Carregador de Veículos Elétricos

WattStation Carregador de Veículos Elétricos GE Industrial Solutions WattStation Carregador de Veículos Elétricos GE imagination at work Design WattStation A segunda coisa mais interessante na sua garagem Por que não escolher um carregador com uma

Leia mais

Catálogo Técnico 2013

Catálogo Técnico 2013 Catálogo Técnico 203 Tudo o que se espera em material elétrico Identificação Esquema de ligação Interruptor imples - 0A/250V~ 2 FAE Permite comandar uma o u m a i s l â m p a d a s exclusivamente de um

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) + Módulo Endereçável Código: AFDG2-E O Detector de Gás, código AFDG2 é um equipamento que deve ser instalado na parede de cozinhas,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO KIT ALARM. www.kitfrigor.com.br Fone: 0XX11 5033-5656

MANUAL DE INSTRUÇÃO KIT ALARM. www.kitfrigor.com.br Fone: 0XX11 5033-5656 MANUAL DE INSTRUÇÃO KIT ALARM www.kitfrigor.com.br Fone: 0XX11 5033-5656 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO... 3 2 - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS... 4 3 INSTALAÇÃO... 5 4 - OPERAÇÃO... 6 5 SIMBOLOGIA... 7 6 LIMPEZA...

Leia mais

Quadro de Comando 24V SMD CAN ISO 9001. 32 bits. A modernização necessária para seu elevador! 240m/min. Até 48. Componentes. Alimentação.

Quadro de Comando 24V SMD CAN ISO 9001. 32 bits. A modernização necessária para seu elevador! 240m/min. Até 48. Componentes. Alimentação. Quadro de Comando Componentes SMD Processador 32 bits Alimentação 24V Até 48 Comunicação CAN pavimentos Velocidade até Apenas conexões* 240m/min 27 Empresa com Duplex, Triplex e Quadriplex ISO 9001 A modernização

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Central de Iluminação de Emergência 12 V(cc), 20 A, com Capacidade de 240 W. Código AFB240 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial (110 ou 220 volts) e também possui

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Um Único Dispositivo para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. Medidor de Formaldeído HCHO (CH 2 O) para Desktop. Modelo FM300

GUIA DO USUÁRIO. Medidor de Formaldeído HCHO (CH 2 O) para Desktop. Modelo FM300 GUIA DO USUÁRIO Medidor de Formaldeído HCHO (CH 2 O) para Desktop Modelo FM300 Introdução Obrigado por escolher o Modelo FM300 da Extech Instruments, esse medidor foi projetado com tecnologia de sensor

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES WWW.ELGIN.COM.BR UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555

MANUAL DE INSTRUÇÕES WWW.ELGIN.COM.BR UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 WWW.ELGIN.COM.BR MANUAL DE INSTRUÇÕES UMIDIFICADOR DE AR FGUA-03AZ-0 Atenção: antes de usar o produto leia cuidadosamente as instruções deste manual. SAC: 0800 7035446 GDE. SÃO PAULO (11) 3383-5555 VANTAGENS

Leia mais

PRODUTO: FOLHA TÉCNICA 1 /10

PRODUTO: FOLHA TÉCNICA 1 /10 PRODUTO: FOLHA TÉCNICA 1 /10 O relé CHM-P é um detector de presença de chama recomendado para queimador de uso industrial ou comercial, com ciclo de uso não contínuo (liga / desliga queimador num período

Leia mais

C ATÁ L O G O D E P R O D U T O S

C ATÁ L O G O D E P R O D U T O S CATÁLOGO DE PRODUTOS Reator Eletrônico para lâmpadas fluorescentes tubulares e compactas 4 pinos Reator Eletrônico alto fator de potência para lâmpadas fluorescentes RET AF e RET BF RET HI-TECH e RET DYNAMIC

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

SISTEMAS PREDIAIS II. Automação Predial

SISTEMAS PREDIAIS II. Automação Predial PCC-2466 SISTEMAS PREDIAIS II Automação Predial Serviços dos Edifícios HIDRÁULICOS Água Fria; Água Gelada; Água Quente; Sistemas de Aquecimento (solar etc.); Esgotos Sanitários; Águas Pluviais; Drenagem

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Tráfego Miconic 10 A solução final para filas e aglomerações no seu edifício comercial.

Sistema de Gerenciamento de Tráfego Miconic 10 A solução final para filas e aglomerações no seu edifício comercial. Sistema de Gerenciamento de Tráfego Miconic 10 A solução final para filas e aglomerações no seu edifício comercial. Elevadores de Passageiros Schindler Tempo O menor tempo entre você e o seu andar O Miconic

Leia mais

Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET. Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras.

Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET. Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras. Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras. O sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET oferece detecção

Leia mais

SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE

SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE duoiva-3010 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO Esta página foi intencionalmente deixada em branco. INTRODUÇÃO

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) Com Saída Relé NA / NF Código: AFDG2 O Detector de Gás, código AFDG2 é um equipamento que deve ser instalado na parede de cozinhas,

Leia mais

ECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET IMMUNITY USO EXTERNO

ECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET IMMUNITY USO EXTERNO SENSOR STK 6609 TRIPLA TECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET USO EXTERNO Nossos produtos possuem o certificado norte americano FCC, e são projetados de modo a não emitir ondas que possam prejudicar

Leia mais

Automação Industrial Parte 5

Automação Industrial Parte 5 Automação Industrial Parte 5 Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html Sensores capacitivos -Sensores de proximidade capacitivos estão disponíveis em formas e tamanhos

Leia mais

Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência.

Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência. COMPOSIÇÃO DO SISTEMA DE ALARME Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência. INFORMAÇÕES AO PROPRIETÁRIO 1. OPERAÇÕES BÁSICAS DO ALARME

Leia mais

Monitor de Temperatura MONITEMP

Monitor de Temperatura MONITEMP ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp foi desenvolvido para supervisionar até 3 (três) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

P á g i n a 2. Avisos Importantes

P á g i n a 2. Avisos Importantes P á g i n a 1 P á g i n a 2 Avisos Importantes Todas as instruções contidas neste manual devem ser seguidas, caso contrário o produto perderá a garantia. Faça primeiro as conexões dos cabos de alimentação

Leia mais

CINEMA SB100 alto-falante de barra de som com energia própria

CINEMA SB100 alto-falante de barra de som com energia própria CINEMA SB100 alto-falante de barra de som com energia própria Manual de consulta rápida Obrigado por escolher este produto da JBL O alto-falante de barra de som energizado JBL Cinema SB100 é um sistema

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

Pialplus Refletindo beleza e tecnologia

Pialplus Refletindo beleza e tecnologia Refletindo beleza e tecnologia A Pialplus é referência absoluta no mercado porque tem soluções adequadas a todos os tipos de projetos e ambientes. Seus produtos atendem às necessidades de disponibilização

Leia mais

www.alumbra.com.br SAC 0800-193130

www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 www.alumbra.com.br SAC 0800193130 SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ www.alumbra.com.br RAVELO VALORIZA OS AMBIENTES DESIGN, ELEGÂNCIA E FUNCIONALIDADE EM UMA LINHA ÚNICA Apresentamos uma ótima opção para projetos

Leia mais

INTRODUÇÃO. Rua Andr e Adolf o Ferra ri, nº 550 - Distrit o Ind ustrial No va Era - Indai atub a - SP - C.P.208 6 - CEP:13.347-395

INTRODUÇÃO. Rua Andr e Adolf o Ferra ri, nº 550 - Distrit o Ind ustrial No va Era - Indai atub a - SP - C.P.208 6 - CEP:13.347-395 TRANSPORTADOR BART-ONE GUIA GERAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO INTRODUÇÃO Este presente manual tem por objetivo proporcionar as informações fundamentais necessárias para o uso e manutenção do equipamento.

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

ENH916-NWY. Manual do Usuário

ENH916-NWY. Manual do Usuário ENH916-NWY Manual do Usuário Aviso da FCC Este equipamento foi testado e se encontra em conformidade com os limites de dispositivo digital de Classe B, de acordo com a Parte 15 das Regras de FCC. Estes

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 6 Cabeamento Residencial

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 6 Cabeamento Residencial APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 6 Cabeamento Residencial Cabeamento residencial Sistema que integra os serviços de telecomunicações em uma residência: Rede local de computadores, acesso à internet, controle

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Instalações Elétricas Gerais 02.1. Geral 02.2. Normas 02.3. Escopo de Fornecimento 02.4. Características Elétricas para Iluminação de Uso Geral 02.4.1. Geral 02.4.2. Tensões de Alimentação

Leia mais

Linha de Módulos de Comando

Linha de Módulos de Comando RKM SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E CONTROLE LTDA. Rua Catão Coelho, 215 PORTO ALEGRE RS Fone: (51) 3029-3250 www.rkmautomacao.com.br Linha de Módulos de Comando RKM Aurora MANUAL DE CONFIGURAÇÃO Rev. 1.0 Abril

Leia mais

ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal

ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal PT ACS2000 Sistema de contagem de eixos universal Amigável ao cliente e comprovado Com a implementação do ACS2000 há alguns anos, foram estabelecidos novos

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Chama Convencional Tipo Ultravioleta Código: AFC9104. O detector de chama AFC9104 é um equipamento que deve ser instalado no teto ou na parede das edificações e tem como função enviar

Leia mais

Projetos de Eletrônica Básica II

Projetos de Eletrônica Básica II Projetos de Eletrônica Básica II MUITO CUIDADO NA MONTAGEM DOS CIRCUITOS, JÁ QUE SE ESTÁ TRABALHANDO COM A REDE ELÉTRICA. Projete um sistema para uma casa inteligente, com as seguintes características:

Leia mais

Manual de Instruções. Crossover 4 Vias HD-X4W. Especificações Técnicas (Crossover 4 Vias) Nível máximo de entrada

Manual de Instruções. Crossover 4 Vias HD-X4W. Especificações Técnicas (Crossover 4 Vias) Nível máximo de entrada Especificações Técnicas (Crossover 4 Vias) Nível máximo de entrada 9V RMS Tweeter CH Crossover /octave 2K, 4K, 6K, 8K Mid CH Crossover /octave Low: 0, 0, 0Hz em Flat High:,, 1,Hz Mid Bass Crossover /octave

Leia mais

Manual de instalação e operação

Manual de instalação e operação Manual de instalação e operação Central de alarme de incêndio endereçável INC 2000 Central de alarme de incêndio INC 2000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul.

Leia mais

Prime IHC. Intelligent Home Control. Automação residencial com estilo, segurança e economia de energia.

Prime IHC. Intelligent Home Control. Automação residencial com estilo, segurança e economia de energia. Intelligent Home Control com estilo, segurança e economia de energia. Projetos inteligentes exigem um sistema de automação completo. Funcionamento do sistema. O funciona com entradas e saídas, controlando

Leia mais

Detector Digital de Movimento Alta Segurança Externa

Detector Digital de Movimento Alta Segurança Externa Detector Digital de Movimento Alta Segurança Externa PS-85 Guia de Instalação Sumário 1. Instalação... 2 2. Ajuste de altura da Placa PCB... 2 3. Configurações das Chaves DIP...3 4. Sinalização de Movimento...5

Leia mais

Realizando o ensaio de ultra-som

Realizando o ensaio de ultra-som Realizando o ensaio de ultra-som A UU L AL A Na aula anterior, você ficou sabendo que o ultra-som é uma onda mecânica que se propaga de uma fonte emissora até uma fonte receptora, através de um meio físico.

Leia mais

Iluminando com Luz Fria

Iluminando com Luz Fria 1 Fonte: Lumatek Iluminação http://www.luzfria.com.br/web/catalogo/tutorial_iluminando_lf.htm Iluminando com Luz Fria As lâmpadas fluorescentes são uma eficiente fonte de luz, com qualidades que nenhum

Leia mais

Modelo OSI. Prof. Alexandre Beletti Ferreira. Introdução

Modelo OSI. Prof. Alexandre Beletti Ferreira. Introdução Modelo OSI Prof. Alexandre Beletti Ferreira Introdução Crescimento das redes de computadores Muitas redes distintas International Organization for Standardization (ISO) Em 1984 surge o modelo OSI Padrões

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO CENTRAL MC 4D

MANUAL DO USUÁRIO CENTRAL MC 4D 12 Manual do Usuário Intrusos podem entrar em zonas sem proteção, ou ter sofisticação para isolar um sensor ou desconectar dispositivos de aviso de alarme; Central, detectores, sensores só funcionam quando

Leia mais

SENSOR DE GÁS SEM FIO STK 846 SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS SEM FIO STK

SENSOR DE GÁS SEM FIO STK 846 SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS SEM FIO STK SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS SEM FIO STK 846 www.samtek.com.br Agradecemos a sua preferência por nossos produtos. Nossos produtos possuem vários certificados nacionais e internacionais sendo projetados de

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Exclusivo sistema de hibernação quando o equipamento encontra-se sem energia vinda da rede elétrica, o

Leia mais

automação residencial module neocontrol

automação residencial module neocontrol automação residencial module neocontrol 2014 www.neocontrol.com.br A Neocontrol S/A, indústria brasileira, oferece produtos e soluções para o mercado de automação residencial e predial. Com mais de 215

Leia mais

O testo 480 oferece apoio integral a consultores, especialistas,

O testo 480 oferece apoio integral a consultores, especialistas, Compromisso com o futuro Profissionais no fluxo de ar Instrumento de medição para análise de VAC testo 480 O testo 480 lhe oferece: > Sondas digitais de elevada qualidade e conceito inteligente de calibração

Leia mais

1. Apresentação. Fig. 1 - Rastreador Portátil OnixMiniSpy. Led indicativo de Sinal GSM/GPRS e GPS. LED indicativo de recarga de bateria

1. Apresentação. Fig. 1 - Rastreador Portátil OnixMiniSpy. Led indicativo de Sinal GSM/GPRS e GPS. LED indicativo de recarga de bateria 1. Apresentação O OnixMiniSpy é um rastreador portátil que utiliza a tecnologia de comunicação de dados GPRS (mesma tecnologia de telefone celular) para conectar-se com a central de rastreamento e efetuar

Leia mais

Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência

Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência 2 Família PS 6000 A perfeição da engenharia em solda por resistência A Família PS 6000 é o mais recente sistema de solda por resistência

Leia mais

Manutenção Elétrica. Entre os elementos de processamento de sinais podemos citar:

Manutenção Elétrica. Entre os elementos de processamento de sinais podemos citar: Manutenção Elétrica Elementos de Processamento de Sinais Os componentes de processamento de sinais elétricos são aqueles que analisam as informações emitidas ao circuito pelos elementos de entrada, combinando-as

Leia mais

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas IW10 Rev.: 02 Especificações Técnicas Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 2. COMPOSIÇÃO DO IW10... 2 2.1 Placa Principal... 2 2.2 Módulos de Sensores... 5 3. APLICAÇÕES... 6 3.1 Monitoramento Local... 7 3.2 Monitoramento

Leia mais

PT-700. Manual de Instruções

PT-700. Manual de Instruções PT-700 Manual de Instruções Parabéns!!! Você acaba de adquirir um produto para a sua segurança e conforto com a ótima qualidade Protection. O Alarme para Piscina Protection, PT-700, foi desenvolvido para

Leia mais

OUT-SMART Manual OUT-SMART CARACTERÍSTICAS Controlo remoto NOTAS IMPORTANTES INTRODUÇÃO

OUT-SMART Manual OUT-SMART CARACTERÍSTICAS Controlo remoto NOTAS IMPORTANTES INTRODUÇÃO OUT-SMART Detetor de interior/exterior de dupla tecnologia e dupla zona independente PIR e Micro-ondas. Selado hermeticamente e à prova de água. Deteção micro-ondas tridimensional. CARACTERÍSTICAS Dupla

Leia mais

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas

CLIMATIZAÇÃO. Relação de Entradas e Saídas CLIMATIZAÇÃO O exemplo apresentado aqui controla um sistema que envolve bombas, torres, chillers e fan-coils para climatização ambiente para conforto térmico. Pode-se montar controles para sistemas dos

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e Uso

Manual de Instalação, Configuração e Uso Manual de Instalação, Configuração e Uso Classic RDM8-AC RDM8-DC 127 V e 220 V 2008 Índice 1 Manual de Utilização... 2 1.1 Apresentação do Painel e identificação das teclas... 2 1.2 Modos de operação do

Leia mais

GDE4000. Gerenciador de Energia

GDE4000. Gerenciador de Energia Gerenciador de Energia Funções avançadas de controle de demanda e fator de potência Seleção de cargas por prioridade e por potências Flexibilidade na programação de demandas sazonais Simulação de fatura

Leia mais

SPOTS SUPERLED DE EMBUTIR

SPOTS SUPERLED DE EMBUTIR www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 SPOTS SUPERLED DE EMBUTIR SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ VERSATILIDADE AO SEU DISPOR SPOT E SUPERLED AGORA EM UM PRODUTO ÚNICO E DE MUITO BOM GOSTO

Leia mais

Aula V Medição de Variáveis Mecânicas

Aula V Medição de Variáveis Mecânicas Aula V Medição de Variáveis Mecânicas Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Disciplina: Instrumentação e Automação Industrial I(ENGF99) Professor: Eduardo Simas(eduardo.simas@ufba.br) Sensores

Leia mais

Módulos de potência remotos

Módulos de potência remotos Os (RPMs) são utilizados para controlar as cargas de iluminação, motor e ventilador. Há vários tipos de RPMs. Cada modelo controla determinados tipos de carga. Os RPMs são montados em painéis remotos de

Leia mais

Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1

Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1 Partidas para motores ultra-compactas SIRIUS 3RM1 Partidas para motores SIRIUS 3RM1 Multifuncionais e com apenas 22,5 mm de largura siemens.com/motorstarter/3rm1 Answers for industry. Acionamento de motores

Leia mais

DESCRIÇÃO DETALHADA DO ANALISADOR DE CO E DE SEU FUNCIONAMENTO

DESCRIÇÃO DETALHADA DO ANALISADOR DE CO E DE SEU FUNCIONAMENTO DESCRIÇÃO DETALHADA DO ANALISADOR DE CO E DE SEU FUNCIONAMENTO O analisador de CO para baixas concentrações (ppm - partes por milhão) no ar ambiente é um instrumento de alta sensibilidade, usado para monitorar

Leia mais

Cabeamento Óptico 14/03/2014. Vantagens de utilização. Noções Ópticas. Vantagens de utilização. Sistema de comunicação Fibra. Funcionamento da Fibra

Cabeamento Óptico 14/03/2014. Vantagens de utilização. Noções Ópticas. Vantagens de utilização. Sistema de comunicação Fibra. Funcionamento da Fibra Cabeamento Óptico Fundamentos de Redes de Computadores Prof. Marcel Santos Silva Vantagens de utilização Total imunidade às interferências eletromagnéticas; Dimensões reduzidas; Maior segurança no tráfego

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. Monitor de Monóxido de Carbono de Mesa. Modelo CO50

GUIA DO USUÁRIO. Monitor de Monóxido de Carbono de Mesa. Modelo CO50 GUIA DO USUÁRIO Monitor de Monóxido de Carbono de Mesa Modelo CO50 Introdução Obrigado por escolher o Extech Instruments Modelo CO50, Esse medidor mede o monóxido de carbono (CO), temperatura do ar e umidade.

Leia mais

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador WSI250 - HI Tecnologia W i re l e s s S i g n a l I n t e r fa c e O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador WSI250 da HI tecnologia

Leia mais

SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION. Conheça a nova face do. controle de pista.

SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION. Conheça a nova face do. controle de pista. SISTEMA DE PISTA WAYNE FUSION Conheça a nova face do controle de pista. Controle onde você mais precisa. Controle onde voc O Sistema de Pista Wayne Fusion permite uma interface ininterrupta de suas bombas,

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO MODELO DFOL

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO MODELO DFOL DETECTOR DE FUMAÇA ÓTICO LINEAR MODELO DFOL PARA MÉDIOS E GRANDES SISTEMAS IDEAL PARA GALPÕES ALCANCE DE 20 A 100 METROS ÁREA DE COBERTURA MÁXIMA 14x100M² ECONOMIA NA INSTALAÇÃO EM GRANDES ÁREAS ONDE SE

Leia mais

Mude para digital. Sistema de rádio bidirecional digital profissional MOTOTRBO

Mude para digital. Sistema de rádio bidirecional digital profissional MOTOTRBO Sistema de rádio bidirecional digital profissional A solução de comunicação em rádios bidirecionais de próxima geração está aqui, com melhor desempenho, produtividade e preço e mais oportunidades para

Leia mais

Exemplo de uma planta de distribuição elétrica utilizando parte da simbologia acima.

Exemplo de uma planta de distribuição elétrica utilizando parte da simbologia acima. TOMADA NO PISO PONTO DE FORÇA 2 3 3w 4w INTERRUPTOR DE 1 SEÇÃO INTERRUPTOR DE 2 SEÇÕES INTERRUPTOR DE 3 SEÇÕES INTERRUPTOR THREE-WAY PARALELO INTERRUPTOR FR-WAY INTERMEDIÁRIO ACIONADOR DE CIGARRA CIGARRA

Leia mais

Institui o Programa Estadual de Redução e Racionalização do Uso de Energia e dá providências correlatas

Institui o Programa Estadual de Redução e Racionalização do Uso de Energia e dá providências correlatas Decreto Estadual nº 45.765, de 4 de maio de 2001 Institui o Programa Estadual de Redução e Racionalização do Uso de Energia e dá providências correlatas GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO,

Leia mais

Controller. D e s c r i ç ã o G e r a l. C a r a c t e r í s t i c a s e B e n e f í c i o s

Controller. D e s c r i ç ã o G e r a l. C a r a c t e r í s t i c a s e B e n e f í c i o s Controller Vibraswitch Monitor Eletrônico VIBRASWITCH 563A D e s c r i ç ã o G e r a l O modelo Robertshaw 563A Vibraswitch Monitor Eletrônico é um microprocessador de sistema de controle baseado em supervisão

Leia mais

Manual do usuário IVP 3000 MW

Manual do usuário IVP 3000 MW Manual do usuário IVP 3000 MW IVP 3000 MW Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O sensor de infravermelho passivo IVP 3000 MW com tecnologia tripla combina

Leia mais

Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800

Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800 Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800 Atenção: Antes de operar o equipamento, leia o manual do usuário, qualquer dano causado decorrente de utilização errônea do mesmo implicará na perda imediata

Leia mais

Detecção fornecida. Confiabilidade garantida. Detectores de movimento Commercial Series

Detecção fornecida. Confiabilidade garantida. Detectores de movimento Commercial Series Detecção fornecida. Confiabilidade garantida. Detectores de movimento Commercial Series A detecção é a primeira etapa para proteger uma casa ou empresa, bem como as pessoas e o espaço físico que elas contêm.

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204 Versão 1.XX / Rev. 1 Índice Item Página 1. Introdução...02 2. Características...02

Leia mais

HUMITECH 1. DESCRIÇÃO

HUMITECH 1. DESCRIÇÃO PARA RESFRIAMENTO EVAPORATIVO TEMPER UMIDADE 1. DESCRIÇÃO Controlador microprocessado de alta performance, o Humitech aplica-se em conjunto a sistemas de resfriamento evaporativo para conforto térmico

Leia mais

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência O princípio de transmissão de dados de telemetria por rádio freqüência proporciona praticidade, agilidade,

Leia mais