INFORMATIVO DE PRODUTO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFORMATIVO DE PRODUTO"

Transcrição

1 Sensor / Detector de Chama Convencional Tipo Ultravioleta Código: AFC9104. O detector de chama AFC9104 é um equipamento que deve ser instalado no teto ou na parede das edificações e tem como função enviar um alerta para a central de alarme de incêndio no intuito de informar sobre a ocorrência de chamas em um dado local, indicando que existe uma possível situação emergencial. (como um princípio de incêndio ou um incêndio efetivo, por exemplo.). Ideal para ser instalado em locais onde uma chama pode ocorrer rapidamente, como áreas de produção petroquímica, áreas de armazenagem e/ou transferência de materiais inflamáveis, instalações de gás combustível, etc. Também é indicado para instalações em áreas parcialmente abertas, onde os ventos podem dissipar a fumaça e o calor, impedindo a ação de detectores pontuais de fumaça e temperatura. Ao ser instalado em conjunto com uma central de alarme de incêndio convencional, o detector de chamas AFC9104 não recebe um nome de identificação individual, a não ser que ele esteja instalado solitariamente em um laço da central, pois é o nome do laço que fica gravado na central de alarme de incêndio convencional e não dos dispositivos unitários. Este detector pode ser instalado em conjunto com qualquer central de alarme de incêndio convencional. Cada laço convencional pode receber até 20 dispositivos (Detectores, Botoeiras, etc.), porém, atente-se que os 20 dispositivos não serão endereçados individualmente, ou seja, não receberão nomes individuais, sendo possível apenas saber de qual laço veio o alarme e não de qual dispositivo. Deve-se ter cuidado ao subdividir as localidades de uma edificação em laços, para que não haja confusão na hora de identificar o local de onde vem o alarme. Ao contrário do que muitos pensam, este detector não é ligado diretamente em uma sirene de alarme e sim em uma Central de Alarme de Incêndio, ou seja, quando o sensor detecta a presença de chamas, as sirenes não irão tocar diretamente, pois a ação das sirenes depende da central de alarme de incêndio que, por sua vez, é a responsável de receber o sinal de alerta proveniente do detector e repassar às sirenes. Quando a central de alarme de incêndio convencional recebe o sinal de alerta proveniente do detector de chama, ela realiza automaticamente as ações que lhe foram programadas. Exemplo: Tocar todas as sirenes, liberar portas eletrônicas, etc, a depender do tipo de ligação e configuração realizada. O detector de chama é composto de duas partes, a primeira é a cabeça que abriga internamente o circuito eletrônico e os sensores ultravioletas e, a segunda parte, é a base que serve para fixar o detector no teto ou na parede das edificações. A cabeça do detector deve ser conectado junto a base através de movimentos de encaixe e rotação. Equipamento com 01 ano de garantia contra defeitos de fabricação.

2 Características Técnicas: Acionamento automático, através da identificação da presença de chama em dado local; Detecção tipo Ultravioleta de alta sensibilidade. Faixa espectral entre 0,10 e 0,35 mícron; Reset do equipamento através da central de alarme de incêndio (NBR 17240) ou da interrupção de sua alimentação elétrica; Alimentação: tensão nominal de 24 Vcc e tensão variável de 16 Vcc até 28 Vcc; Possui um LED vermelho que indica o Status de funcionamento: Vigília = piscando Alarme = aceso; Dimensões: 100 mm x 50 mm; Peso: 0,112 kg; Consumo em alarme: 38 ma; Consumo em repouso: Menor que 1.6 mа; Ângulo de Detecção: Menor que 80 Tempo de resposta da detecção: Depende da distância, intensidade e angulação da chama em relação ao detector. Deve-se dimensionar para que o detector leve, no máximo, 5 segundos para detectar a chama; Instalação na posição vertical ou horizontal; Fiação: Dois fios (positivo e negativo) de material não propagante de chama, diâmetro mínimo de 1,0 mm²; Temperatura de Operação: de -20 C até +50 C; Resistência a umidade: Menor que 95%, sem condensação; Índice de Proteção: IP 33; Material: Caixa em ABS pintado na cor branca; Possui certificação LPCB e está em conformidade com a NBR 17240; Teste através da presença de chama, próximo ao detector. (Como acionar um isqueiro, por exemplo.).

3 Considerações para Instalação: Não deve ser instalado com nenhum tipo de objeto obstruindo o caminho entre o sensor e a área de proteção escolhida. Não deve ser instalado em nenhum local onde exista a ocorrência de chamas corriqueiramente, como em cozinhas, locais que utilizam solda, etc. Quando for instalado em locais sujeitos a vibração, deve-se providenciar um suporte especial com amortecimento e/ou tecnologia para inibir a vibração, de forma que o detector funcione perfeitamente. Em locais com vários tipos de combustíveis, deve-se ajustar a sensibilidade de detecção para o combustível mais desfavorável para a detecção, em todo o ambiente. A área total de detecção varia conforme a equação: Área circular (m²) = 2,21 x h². Para ajustar a sensibilidade de detecção de forma que o equipamento identifique a chama em menos de 5 segundos, deve-se fazer testes no local, fixando distâncias máximas em função da intensidade da chama e do ângulo do detector em relação à chama. O desenho abaixo demonstra esta afirmação. Sensibilidade do Detector de Chama AFC9104 em Função do Ângulo de Visão do Sensor e da Sensibilidade da Chama.

4 Onde: h = Distância entre o visor frontal do detector e a chama gerada e X = Intensidade da chama. No desenho acima, pode-se observar que no ângulo de 90º o detector identifica a chama de intensidade X, a uma distância h, em menos de 5 segundo. Quando este ângulo cai de 90º para 40º, para que o detector continue detectando a aparição da chama de intensidade X em menos de 5 segundos, deve-se diminuir pela metade a distância h entre o visor frontal e a chama em questão. Observe que, se na angulação de 40º aparecer uma chama de intensidade 2X, a distância h permanece devido ao aumento proporcional da intensidade da chama. Abaixo é possível observar uma tabela com alguns exemplos de intensidades de chama conhecidas e seus ângulos de detecção com tempo de resposta menor que 5 segundos. Tempo de resposta do detector de chama AFC9104: Inferior a 5 segundos nos ângulos e distâncias abaixo Ângulo de detecção 90º 40º Distância h (m) Tipo de Chama Distância h (m) Tipo de Chama 1,0 01 x Isqueiro Pequeno 1,0 01 x Isqueiro Pequeno 2,0 01 x Isqueiro Pequeno 2,0 02 x Isqueiro Pequeno (Chamas unidas) 3,0 01 x Isqueiro Pequeno 3,0 02 x Isqueiro Pequeno (Chamas unidas) 3,3 02 x Isqueiro Pequeno (Chamas unidas) 3,3 04 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 3,6 02 x Isqueiro Pequeno (Chamas unidas) 3,6 04 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 3,9 02 x Isqueiro Pequeno (Chamas unidas) 3,9 04 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 4,2 02 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 4,2 04 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 4,5 02 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 4,5 04 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 4,8 02 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 4,8 04 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 5,1 02 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 5,1 04 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 5,4 03 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 5,4 06 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 5,7 03 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 5,7 06 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 6,0 03 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 6,0 06 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 6,3 04 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 6,3 08 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 6,6 04 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 6,6 08 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 6,9 04 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 6,9 08 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 7,2 05 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 7,2 10 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 7,5 05 x Isqueiro Grande (Chamas unidas) 7,5 10 x Isqueiro Grande (Chamas unidas)

5 Bornes de Ligação do Detector de Chama. Escolha o lugar apropriado para fixar o detector no teto ou na parede. Desencaixe a cabeça do detector de sua base, fazendo um movimento de rotação no sentido anti-horário, conforme demonstra a imagem abaixo. Remova a cabeça do detector, contendo o visor frontal e coloque-o em um local seguro. Pegue a base e identifique os bornes de ligação. O borne positivo está marcado como 1+ positivo e o borne negativo está marcado como 4. ATENÇÃO: Alguns modelos de base possuem grafia dos números errada, portanto, utilize SEMPRE o borne 1+ como sendo o positivo e o borne 4 como sendo o negativo. Abaixo é possível visualizar o esquema de ligação do detector de chama em conjunto com uma central de alarme de incêndio convencional AFVR40LTS. (Lembrando que este detector pode ser conectado à qualquer central de alarme de incêndio convencional.)

6 Considerações Gerais na Instalação do Detector de Chama AFC9104 no Laço da Central de Alarme de Incêndio AFVR8 ou 40L Desligue o laço antes de iniciar a instalação do detector AFC9104. Escolha o lugar apropriado para fixar a base do detector na parede. Ao Lado pode-se encontrar o esquema geral de ligação do detector AFC9104 Para realizar a ligação do sensor em conjunto com o laço proveniente da central AFVR8LS ou AFVR40L, deve-se abrir a central e encontrar seus bornes de ligação de laço. Na central AFVR8L o borne de ligação positivo é comum a todos os laços, ou seja, existirá apenas 1 fio vermelho (positivo) para toda a instalação. Este borne está grafado com +VCC. Na central AFVR40LTS, o borne de ligação positivo é comum a cada 10 laços, ou seja, em uma instalação em que se use todos os laços, existirão 04 fios positivos. O borne negativo é o responsável por endereçar cada laço. Na central AFVR8L existem oito bornes negativos (8 endereços) que poderão ser nomeados na central. Se for utilizar a central AFVR40LTS, existirão quarenta bornes negativos (40 endereços) que poderão ser nomeados na central. Os bornes negativos de laço estão marcados com -L1, -L2,... L8 ou -L1, -L2,..., -L40. Na próxima página iremos demonstrar diversos tipos de ligação e exemplificar suas atuações através de seus esquemas de ligação de uma ou mais unidades do detector de chama AFC9104 em conjunto com uma central de alarme de incêndio código AFVR40LTS.

7 Esquema de ligação de uma unidade do detector de chama AFC9104 em conjunto com uma central de alarme de incêndio código AFVR40LTS. Primeiramente, separe um fio preto (negativo) e ligue uma das extremidades deste fio preto junto ao borne negativo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com -L1, -L2,..., -L40. Pegue a outra extremidade deste fio preto (negativo), que está livre, e ligue no borne simbolizado com 4 localizado na base do detector de chama AFC9104. Depois disso, separe um fio vermelho (positivo) e ligue uma das extremidades deste fio vermelho junto ao borne positivo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com +VCC. Pegue a outra extremidade deste fio vermelho (positivo), que está livre, e ligue no borne positivo simbolizado com 1+ localizado na base do detector de chama AFC9104. Depois de realizar estas duas ligações, corte os fios. Como as centrais convencionais não endereçam o dispositivo individualmente, somente o laço (setor) e levando em consideração que existe apenas um equipamento ligado no laço 01 desta central, é possível nomear o laço como se fosse o endereço individual do detector.

8 Ligação de dois Detectores de Chama AFC9104 em conjunto com um laço da central de alarme de incêndio convencional AFVR40LTS: Primeiramente, separe um fio preto (negativo) e ligue uma das extremidades deste fio preto junto ao borne negativo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com -L1, -L2,..., -L40. Pegue a outra extremidade deste fio preto (negativo), que está livre, e ligue no borne simbolizado com 4 localizado na base do detector de chama AFC9104. Em seguida, sem cortar o fio, continue com o mesmo fio negativo para o borne 4 do segundo detector. Feito isso, separe um fio vermelho (positivo) e ligue uma das extremidades deste fio vermelho junto ao borne positivo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com +VCC. Pegue a outra extremidade deste fio vermelho (positivo), que está livre, e ligue no borne simbolizado com +1, localizado na base do detector de chama AFC9104. Em seguida, sem cortar o fio, continue com o mesmo fio positivo para o borne +4 do segundo detector. Depois de realizada a ligação das bases dos detectores, corte os fios. Como as centrais convencionais não endereçam o dispositivo individualmente, somente o laço (setor) e levando em consideração que existem dois detectores de chama ligados no laço 01 desta central, não é possível nomear o detector individualmente, somente o laço. Se, por exemplo, existir um detector em cada andar de um prédio, não será possível distinguir de qual andar vem o alarme. (Neste caso deve-se instalar um detector por laço).

9 Ligação de dois Detectores de Chama AFC9104 em conjunto com dois laços da central de alarme de incêndio convencional AFVR40LTS: Primeiramente, separe dois fios pretos (negativos) e ligue uma das extremidades do primeiro fio preto junto ao borne negativo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com -L1. Pegue a outra extremidade deste fio preto (negativo), que está livre, e ligue no borne simbolizado com 4 localizado na base do primeiro detector de chama AFC9104. Em seguida, pegue o segundo fio preto (negativo) e ligue no borne da central de alarme simbolizado com -L2. Pegue a outra extremidade deste fio preto, que está livre, e ligue no borne localizado na base do segundo detector de chama, também simbolizado com 4. Feito isso, separe um fio vermelho (positivo) e ligue uma das extremidades deste fio vermelho junto ao borne positivo da placa de laço proveniente da central de alarme de incêndio, simbolizado com +VCC. Pegue a outra extremidade deste fio vermelho (positivo), que está livre, e ligue no borne simbolizado com +1, localizado na base do detector de chama AFC9104. Em seguida, sem cortar o fio, continue com o mesmo fio positivo para o borne +1 do segundo detector. Depois de realizada a ligação das duas bases dos detectores de chama, corte os fios. Como as centrais convencionais não endereçam o dispositivo individualmente, somente o laço (setor) e levando em consideração que existem dois detectores de chama ligados em dois laços (Laço 01 e Laço 02) desta central, é possível nomear o detector individualmente, pois existe apenas um detector por laço. Se, por exemplo, existir um detector em cada andar de um prédio instalados desta forma, será possível distinguir de qual andar vem o alarme, pois cada detector está individualizado em um laço.

10 LEMBRETE O borne da central +Vcc é comum ao número máximo de 10 laços, portanto, caso venha a utilizar um grupo maior que 10 laços, deve-se utilizar o borne +VCC do próximo grupo de laços, sendo necessário mais um fio vermelho (positivo) para realizar as ligações. No caso abaixo, os 12 detectores estariam endereçados individualmente, pois existe apenas 01 equipamento por laço.

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Acionador Manual de Alarme de Incêndio Convencional Á Prova de Tempo (IP67) Resetável Código: AFMCPEIP67. O acionador manual de alarme de incêndio AFMCPEIP67 é um equipamento que deve ser instalado na

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Fumaça Óptico Endereçável 04 Níveis de Detecção Com Módulo Isolador - Código: AFS130IS. (Uso Conjunto às Centrais de Alarme da Série IRIS). O detector de fumaça código AFS130IS é um

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) Com Saída Relé NA / NF Código: AFDG2 O Detector de Gás, código AFDG2 é um equipamento que deve ser instalado na parede de cozinhas,

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Gás Natural e Derivados de Metano Com Saída Relé NA / NF Código: AFNB983N O Detector de Gás, código AFNB893N é um equipamento que deve ser instalado na parede de cozinhas, salas e

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Fumaça Óptico Endereçável BOSCH - Código: AFD7050. (Uso Conjunto à Central de Alarme de Incêndio FPD7024+D7039). O detector de fumaça código AFD7050 é um equipamento que deve ser instalado

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Fumaça Óptico Convencional + Módulo Endereçável Código: AFDFE. (Ideal Para Utilizar em Conjunto com a Central de Alarme de Incêndio AFSLIM). O detector de fumaça código AFDFE é um

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Detector / Sensor de Fumaça Autônomo Rede AC e Bateria - Com Saída Rele NA/NF - Código: AFDFAR. O detector de Fumaça código AFDFAR é um equipamento que deve ser instalado no teto ou na parede das edificações

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Mini Sirene Eletrônica Audiovisual Um Toque Iluminação a LED - Para Pequenas e Médias Áreas - Código: AFMSF A sirene audiovisual de alarme código AFMSF é um equipamento que deve ser instalado no teto ou

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Gás Multigás (GLP / GN / Gás de Carvão / Álcool) + Módulo Endereçável Código: AFDG2-E O Detector de Gás, código AFDG2 é um equipamento que deve ser instalado na parede de cozinhas,

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Botoeira / Acionador Manual Resetável - Acionamento Direto de Gás, Controle de Acesso em Áreas Sujeitas a Presença de Gáses, Combate e Alarme de Gás Código: AFAM5 O Acionador Manual / Botoeira Convencional

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Gás Natural e Derivados de Metano Com Saída Relé NA / NF Código: ALM1224BR O Detector de Gás, código ALM1224BR é um equipamento que deve ser instalado na parede de cozinhas, salas

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO SUB Central de Alarme de Incêndio Convencional de 08 Laços (Setores) Com Visor de LCD - Código AFVR8LS A Central de Alarme de Incêndio Convencional é o Cérebro do sistema de alarme de incêndio e cabe a

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Acionador Manual de Alarme de Incêndio Convencional Resetável Alavanca Simples Código: AFAM2. O acionador manual de alarme de incêndio AFAM2 é um equipamento que deve ser instalado na parede das edificações

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO CATEGORIA: BOTOEIRAS / ACIONADORES MANUAIS SUBCATEGORIA: ACIONADORES MANUAIS DE ALARME DE INCÊNDIO Acionador Manual de Alarme de Incêndio À Prova de Tempo IP54 Quebra Vidro Código: AFAM1PT. O acionador

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO MODELO DFOL

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO MODELO DFOL DETECTOR DE FUMAÇA ÓTICO LINEAR MODELO DFOL PARA MÉDIOS E GRANDES SISTEMAS IDEAL PARA GALPÕES ALCANCE DE 20 A 100 METROS ÁREA DE COBERTURA MÁXIMA 14x100M² ECONOMIA NA INSTALAÇÃO EM GRANDES ÁREAS ONDE SE

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO CATEGORIA: SIRENES ELETROMECÂNICAS Sirene Eletromecânica Industrial Convencional Para Médias e Grandes Áreas - Código: AFRT12. A sirene de alarme código AFRT12 é um equipamento que deve ser instalado no

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Central de Iluminação de Emergência 12 V(cc), 20 A, com Capacidade de 240 W. Código AFB240 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial (110 ou 220 volts) e também possui

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO A EQUIPEL assegura ao proprietário deste aparelho garantia de 01 ano contra qualquer defeito de peça ou de fabricação desde que,

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO SISTEMA SEM FIO PARA ALARME DE INCÊNDIO ENDEREÇÁVEL WALMONOF ROTEADOR

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO SISTEMA SEM FIO PARA ALARME DE INCÊNDIO ENDEREÇÁVEL WALMONOF ROTEADOR SISTEMA SEM FIO PARA ALARME DE INCÊNDIO ENDEREÇÁVEL WALMONOF ACIONADOR MANUAL BWF/3V6 ROTEADOR RTWF/24 DETECTOR DE FUMAÇA DFEWF CRIA UMA ZONA SEM FIO QUE POSSIBILITAR COLOCAR BOTOEIRAS E DETECTORES SEM

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL FÊNIX-20L

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL FÊNIX-20L MANUAL TÉCNICO SUMÁRIO CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 3 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 3 PAINEL... 4 FUNÇÕES DO PAINEL... 4 FUNÇÕES INTERNAS PLACA DE CONTROLE... 6 FUNÇÕES INTERNAS

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Unidade Discadora Telefônica - Para Monitoramento Remoto Até 5 Números Código: AFDISC A unidade discadora telefônica para monitoramento remoto, código AFDISC é um equipamento que deve ser instalado em

Leia mais

SISTEMAS PREDIAIS II. Segurança contra Incêndio - Detecção e Alarme

SISTEMAS PREDIAIS II. Segurança contra Incêndio - Detecção e Alarme PCC-2466 SISTEMAS PREDIAIS II Segurança contra Incêndio - Detecção e Alarme Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio Definição da Norma NBR 9441/98 Sistema constituído pelo conjunto de elementos planejadamente

Leia mais

Manual de instalação e operação

Manual de instalação e operação Manual de instalação e operação Central de alarme de incêndio endereçável INC 2000 Central de alarme de incêndio INC 2000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul.

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201 CENTRAL DE ALARME COM FIO AW201 CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de 1 setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado; Tempo de

Leia mais

Termo de Garantia. Extinção da Garantia

Termo de Garantia. Extinção da Garantia OBS IMPORTANTE: Você esta adquirindo um produto de segurança. Verifique com o Engenheiro responsável da obra, se ele atende as necessidades para o local onde será Instalado, pois todo o equipamento de

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964 1 CENTRALNGSG101.DOC CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101 Manual de Instalação e de Operação INDICE 1. Generalidades 2. Especificações técnicas 3. Estrutura e configuração 3.1 Aspecto exterior

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Central de Detecção e Alarme Contra Incêndio V260 Imagem Central V260 36 Laços Manual de Instalação Leia atentamente o manual antes do manuseio do equipamento ÍNDICE 1 COMANDOS E SINALIZAÇÕES DA CENTRAL

Leia mais

SENSOR DE GÁS SEM FIO STK 846 SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS SEM FIO STK

SENSOR DE GÁS SEM FIO STK 846 SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS SEM FIO STK SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS SEM FIO STK 846 www.samtek.com.br Agradecemos a sua preferência por nossos produtos. Nossos produtos possuem vários certificados nacionais e internacionais sendo projetados de

Leia mais

- ohmega@ohmeganet.com.br 18 SETORES MOD. CID 1806. Centrais convencionais para alarme de incêndio, com 18 ou 30 setores supervisionados.

- ohmega@ohmeganet.com.br 18 SETORES MOD. CID 1806. Centrais convencionais para alarme de incêndio, com 18 ou 30 setores supervisionados. 18 SETORES MOD. CID 1806 30 SETORES MOD. CID 3006 Centrais convencionais para alarme de incêndio, com 18 ou 30 setores supervisionados. Instruções de Funcionamento: A central OHMEGA possui dois modos principais

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final)

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) 1 - INTRODUÇÃO: CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) Trata-se de uma sistema de alarme de incêndio para utilização onde há somente acionadores manuais e sirenes convencionais, não

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

1 Introdução. 2 REDES sem fio de comunicações

1 Introdução. 2 REDES sem fio de comunicações 1 Introdução Neste manual serão apresentados os procedimentos de instalação e configuração do sistema de detecção e prevenção de incêndio GALBA V251, além de dicas que certamente agilizarão os trabalhos

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO. Central de Alarme de Incêndio WALMONOF CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO CONVENCIONAL STANDARD MICROPROCESSADA MODELOS

MANUAL DO PRODUTO. Central de Alarme de Incêndio WALMONOF CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO CONVENCIONAL STANDARD MICROPROCESSADA MODELOS Central de Alarme de Incêndio WALMONOF CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO CONVENCIONAL STANDARD MICROPROCESSADA MODELOS CMALCD 16/24 B 1 ÍNDICE FICHA TÉCNICA 3 FUNÇÕES DA PLACA 4 INSTALAÇÃO DA CENTRAL 5 ESQUEMA

Leia mais

Aplicações: Em sistemas de prevenção de incêndio. Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais.

Aplicações: Em sistemas de prevenção de incêndio. Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais. SIRENE Aplicações: Dispositivo destinado a transmitir sinais sonoros e sinais visuais. SIRENE AUDIOVISUAL modelo: SRL-01 SIRENE AUDIOVISUAL modelo:srp-01 / SRV-01 Acionadores: Acionado automáticamente

Leia mais

Manual do instalador Box Input Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Input.

Manual do instalador Box Input Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Input. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para detecção de acionamentos e monitoração de sensores. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. Possui seis entradas digitais optoacopladas com indicação de

Leia mais

CHANDER FIRE DO BRASIL. equipamentos de segurança

CHANDER FIRE DO BRASIL. equipamentos de segurança CHANDER FIRE DO BRASIL equipamentos de segurança www.chanderfiredobrasil.com.br SISTEMA ENDEREÇÁVEL CENTRAL ENDEREÇÁVEL DE 250 ENDEREÇOS Especificações Técnicas: - Alimentação primária: 110V ou 220V AC

Leia mais

SENSOR STK 817 SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS STK 817. www.samtek.com.br SAMTEK

SENSOR STK 817 SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS STK 817. www.samtek.com.br SAMTEK SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS STK 817 www.samtek.com.br Agradecemos a sua preferência por nossos produtos. Nossos produtos possuem vários certificados nacionais e internacionais sendo projetados de modo a

Leia mais

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003 AL-2003 Manual do usuário Anunciador de Alarme MAN-PT-DE-AL2003 Rev.: 1.00-12 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso AL-2003. Para garantir o uso correto e eficiente do AL-2003, leia este manual

Leia mais

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 PLUS

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 PLUS CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS PLUS CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de zona mista, ou seja, aceita tanto sensores com fio como sensores sem fio. Tempo de sirene: 5 minutos com rearme automático.

Leia mais

CHANDER FIRE DO BRASIL. Equipamentos de Segurança

CHANDER FIRE DO BRASIL. Equipamentos de Segurança CHANDER FIRE DO BRASIL Equipamentos de Segurança SISTEMA ENDEREÇÁVEL: Central Endereçável Especificações Técnicas: - CENTRAL ENDEREÇÁVEL DE 250 ENDEREÇOS - Alimentação primária: 110V ou 220V AC - 60Hz

Leia mais

Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V. Central. Fonte de Alimentação. 1. Apresentação 1/12

Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V. Central. Fonte de Alimentação. 1. Apresentação 1/12 Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V 1. Apresentação Parabéns, você acaba de adquirir mais um produto desenvolvido pela CS Comunicação e Segurança: Central de Alarme de Incêndio

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2 N de Homologação: 1702-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS MOTO V2 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

Manual do usuário. Central de alarme de incêndio Slim

Manual do usuário. Central de alarme de incêndio Slim Manual do usuário Central de alarme de incêndio Slim Central de alarme de incêndio Slim Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul. Este manual é válido apenas para

Leia mais

SENSOR DE FUMAÇA SEM FIO STK 916 SENSOR DE FUMAÇA SEM FIO STK

SENSOR DE FUMAÇA SEM FIO STK 916 SENSOR DE FUMAÇA SEM FIO STK SENSOR DE FUMAÇA SEM FIO STK 916 www.samtek.com.br Agradecemos a sua preferência por nossos produtos. Nossos produtos possuem vários certificados nacionais e internacionais sendo projetados de modo a oferecer

Leia mais

Connect-i Manual do Usuário - Português

Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário Contronics Automação Ltda. Rua Tenente Silveira, 225 Ed. Hércules - 10 andar Centro - Florianópolis - SC, 88010-300 Brasil Fone: (48)

Leia mais

Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET. Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras.

Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET. Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras. Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras. O sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET oferece detecção

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-211 CONTROLE REMOTO

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-211 CONTROLE REMOTO CENTRAL DE ALARME COM FIO AW2 CONTROLE REMOTO CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado;

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 SUMÁRIO Descrição do Rastreador ST-240... 03 Descrição das entradas e saídas... 03 Led indicador GPS - Vermelho... 04 Led indicador GPRS - Azul... 04 Dicas de instalação... 05

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET. Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras.

Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET. Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras. Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras. O sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET oferece detecção

Leia mais

www.sulton.com.br 1. Apresentação do Tele Alarme Tom e Pulso

www.sulton.com.br 1. Apresentação do Tele Alarme Tom e Pulso 1. Apresentação do Tele Alarme Tom e Pulso Equipamento desenvolvido a fim de realizar automaticamente discagens telefônicas para aviso de alarme. Podendo ser implementado praticamente à todos os sistema

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação RADAR DUO 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento... 4 3.1

Leia mais

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 CENTRAL DE E SEM FIO AS- CARACTERÍSTICAS DO APARELHO - Central de alarme sem fio com setor misto ( com e/ou sem fio ); - Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; - Carregador de bateria

Leia mais

2-Instalação da cuba. 1-Apresentação. Cuba de Ionização Abraçadeira s. Cano. Mangote

2-Instalação da cuba. 1-Apresentação. Cuba de Ionização Abraçadeira s. Cano. Mangote Manual de Instalação Índice 1- Apresentação 2- Instalação da cuba. 3- Instalação do painel de controle 4- Ligação elétrica 5- Dispositivo de segurança 6- Características do Purilaqua 7- Tempo de filtragem

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO FICHA TÉCNICA DO PRODUTO A barra sinalizadora Winglux-S oferece uma solução moderna de sinalização com tecnologia 100% digital. Equipada com módulos de 4 ou 8 LEDs de 1W - 45 Lumens (típico) conhecidos

Leia mais

Controle de Acesso Stand Alone Biofinger 22K

Controle de Acesso Stand Alone Biofinger 22K Imagem meramente ilustrativa Controle de Acesso Stand Alone Biofinger 22K 1 Sumário Apresentação... 3 1. Fixação do Equipamento... 3 2. Estrutura e Funções... 4 3. Conexões... 4 4. Conexão com outros acessórios...

Leia mais

Building Technologies

Building Technologies Building Technologies Detecção de Incêndio Catálogo de Produtos BC80 Índice Página 1. Central de Detecção e Alarme de Incêndio Série BC8001... 4 BC8001/e Central de Detecção e Alarme de Incêndio BC8001

Leia mais

PALESTRA NOVA NBR 17240 DE ALARME DE INCÊNDIO

PALESTRA NOVA NBR 17240 DE ALARME DE INCÊNDIO PALESTRA NOVA NBR 17240 DE ALARME DE INCÊNDIO O que mudou em relação à antiga NBR? Por que o empresário e o síndico tem que estar atentos a essa nova NBR? Quais os riscos que os tomadores de decisão estão

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Modelo: VPJ5.6C V Í DEO PORTEIRO COLORIDO COM CONTROLE DE ACESSO. Especificações sujeitas à mudanças sem aviso prévio

MANUAL DO USUÁRIO. Modelo: VPJ5.6C V Í DEO PORTEIRO COLORIDO COM CONTROLE DE ACESSO. Especificações sujeitas à mudanças sem aviso prévio V Í DEO PORTEIRO COLORIDO COM CONTROLE DE ACESSO Parabéns por adquirir um produto com a qualidade COP! Para mais informações sobre nossa empresa e produtos, Visite o site: www.copbr.com.br Especificações

Leia mais

PT-700. Manual de Instruções

PT-700. Manual de Instruções PT-700 Manual de Instruções Parabéns!!! Você acaba de adquirir um produto para a sua segurança e conforto com a ótima qualidade Protection. O Alarme para Piscina Protection, PT-700, foi desenvolvido para

Leia mais

ECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET IMMUNITY USO EXTERNO

ECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET IMMUNITY USO EXTERNO SENSOR STK 6609 TRIPLA TECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET USO EXTERNO Nossos produtos possuem o certificado norte americano FCC, e são projetados de modo a não emitir ondas que possam prejudicar

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

Controladora CT370 Manual Versão 3.2 Revisão 0 Outubro/2014

Controladora CT370 Manual Versão 3.2 Revisão 0 Outubro/2014 Controladora CT370 Manual Versão 3.2 Revisão 0 Outubro/2014 Sumário 1. Apresentação... 4 2. Itens que Acompanham... 4 3. Especificações Técnicas... 4 4. Características Gerais... 5 5. Visão Geral do Equipamento...

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL Módulos para automação Características gerais - Processamento independente - Possui alerta sonoro e luminoso de falta de conexão - Não precisa ser configurado (Plug and

Leia mais

Manual de Instalação e Operações

Manual de Instalação e Operações Manual de Instalação e Operações Acionador On/Off Bivolt Sistema de Aquecimento para banheira de hidromassagem PARA SUA SEGURANÇA: Antes de Instalar este produto, leia atentamente este manual de instruções.

Leia mais

Convencional. endereçável? Conheça as diferenças e saiba qual a tecnologia ideal para cada projeto

Convencional. endereçável? Conheça as diferenças e saiba qual a tecnologia ideal para cada projeto Convencional ou endereçável? Conheça as diferenças e saiba qual a tecnologia ideal para cada projeto As centrais de alarme de incêndio se diferenciam de acordo com a tecnologia, o local de aplicação, o

Leia mais

Aula V Medição de Variáveis Mecânicas

Aula V Medição de Variáveis Mecânicas Aula V Medição de Variáveis Mecânicas Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Disciplina: Instrumentação e Automação Industrial I(ENGF99) Professor: Eduardo Simas(eduardo.simas@ufba.br) Sensores

Leia mais

CONTROLADOR DE TEMPERATURA TRES-S TS MANUAL DE INSTRUÇÕES TS01-TS03-TS05-TS08-TS12

CONTROLADOR DE TEMPERATURA TRES-S TS MANUAL DE INSTRUÇÕES TS01-TS03-TS05-TS08-TS12 CONTROLADOR DE TEMPERATURA TRES-S TS MANUAL DE INSTRUÇÕES TS01-TS03-TS05-TS08-TS12 INSTALAÇÃO DO CONTROLADOR DE TEMPERATURA Atenção: A Montagem e manutenção devem ser realizadas apenas por profissionais

Leia mais

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Características Quatro zonas com capacidade de teste/isolamento. Dois circuitos de alarme com possibilidade de isolamento. Fonte de alimentação

Leia mais

ATENÇÃO Interfone T-35

ATENÇÃO Interfone T-35 ATENÇÃO Antes de ligar o equipamento na rede elétrica, verifique a voltagem utilizada na sua região. Não coloque o cabo elétrico, plug ou até mesmo o produto em água ou outro líquido Interfone T-35 INFORMAÇÕES

Leia mais

Eletroímã VERSÃO DO MANUAL

Eletroímã VERSÃO DO MANUAL Eletroímã VERSÃO DO MANUAL 1.4 de 19/02/2013 3045 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Itens que Acompanham... 3 2.1. FECHBEM SUPER FS 150 e FS 200... 3 2.2. AUTOMAG F300 E F600... 4 3. Especificações Técnicas...

Leia mais

Este produto está garantido contra defeito de fabricação por um período de 18 (dezoito) meses, a contar da data da nota fiscal de saída do produto.

Este produto está garantido contra defeito de fabricação por um período de 18 (dezoito) meses, a contar da data da nota fiscal de saída do produto. Parabéns por ter adquirido um dos produtos da Fertron, uma empresa que tem orgulho de ser brasileira, atendendo clientes em todo o território nacional e também em diversos países. Nossa meta é oferecer

Leia mais

2.5. Placas eletrônicas da central

2.5. Placas eletrônicas da central 2.5. Placas eletrônicas da central Placa eletrônica de laço Piezo Placa de laço Na placa eletrônica de laço podem ser ligados quatro laços de detecção, compostos por detectores de fumaça, detectores termovelocimétricos

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO RELÓGIO PONTO CARTOGRÁFICO TECPRINT

MANUAL DO USUÁRIO RELÓGIO PONTO CARTOGRÁFICO TECPRINT MANUAL DO USUÁRIO RELÓGIO PONTO CARTOGRÁFICO TECPRINT VISÃO GERAL O Tecprint é um relógio ponto cartográfico usado para registrar cartões ponto em preto e vermelho. Ao colocar o cartão ponto no relógio

Leia mais

FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA CWF24-01

FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA CWF24-01 FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA (Input: 85 ~ 264 Vac / 120 ~ 370 Vdc) (Output: 24 Vdc / 1 A) CWF24-01 Fonte de Alimentação Chaveada Manual do usuário MAN-PT-DE-CWF24-01-01.00_14 Introdução Obrigado por

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500 MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Especificações...02 2.1. Gerais...02

Leia mais

RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES

RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES Atenção e Cuidado Os seguintes símbolos podem ser encontrados no produto ou toda a documentação. Consulte o manual do usuário para obter informações adicionais quando

Leia mais

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto.

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Com o intuito de fornecer ao mercado um dispositivo de rastreamento seguro e confiável, com base na mais alta tecnologia de rastreamento de veículos, seguindo rígidos padrões de

Leia mais

RECOMENDAÇÕES PARA INSTALADORES SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO MODELO SAFIRA

RECOMENDAÇÕES PARA INSTALADORES SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO MODELO SAFIRA RECOMENDAÇÕES PARA INSTALADORES SISTEMAS DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO MODELO SAFIRA 1. INSTALAÇÃO E INFRAESTRUTURA A Central de alarme e detecção de incêndio Safira exige cuidados importantes na hora

Leia mais

Controlador de Segurança para chamas de Gás

Controlador de Segurança para chamas de Gás Controlador de Segurança para chamas de Gás Para queimadores de gás atmosféricos de 2 estágios: Detecção de chamas: - Sonda de Ionização - Detector de Infra-vermelho IRD 1020 - Sensor de chamas Ultravioleta

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO AP6 Central de Alarme Particionada www.compatec.com.br 2 www.compatec.com.br 3 4. Dimensões do produto... 5. Conhecendo o seu produto... 7 5.1 Conhecendo as funções da central...

Leia mais

Descrição Geral...4 Especificações Técnicas...5 2.1 Características Funcionais...5 2.2 Características Ambientais...5 3 Instalação...6 3.

Descrição Geral...4 Especificações Técnicas...5 2.1 Características Funcionais...5 2.2 Características Ambientais...5 3 Instalação...6 3. Manual do Equipamento ME-035_Rev02-AS-0001 AS-0001 Conversor de sinais FO TTL SUMÁRIO 1 2 Descrição Geral...4 Especificações Técnicas...5 2.1 Características Funcionais...5 2.2 Características Ambientais...5

Leia mais

T O M e P U L S O. Disca em linhas ECONÔMICAS. Discadora Telefônica

T O M e P U L S O. Disca em linhas ECONÔMICAS. Discadora Telefônica Discadora Telefônica T O M e P U L S O Disca em linhas ECONÔMICAS Disca em modo TOM e PULSO Disca para até 5 números Não perde memória em caso de falta de energia elétrica www.genno.com.br MAGADTDPTF05V1

Leia mais

TERMO DE GARANTIA. CONFORTO COM SEGURANÇA Cód: P26708 rev.:8 mod. 150

TERMO DE GARANTIA. CONFORTO COM SEGURANÇA Cód: P26708 rev.:8 mod. 150 TERMO DE GARANTIA A ELETROPPAR, Indústria Eletrônica Ltda, Localizada na Rua Carlos Ferrari nº2651, Distrito Industrial, Garça/SP, CEP 17.400-000, CNPJ 02.748.434/0001-08, IE 315.026.341.111 garante este

Leia mais

DISTRIBUIDOR - REPRESENTANTE

DISTRIBUIDOR - REPRESENTANTE PRODUTO: CHM-T- C-P FOLHA TÉCNICA 1/10 1. CERTIFICAÇÕES DA SELCON 2. APLICAÇÃO O sistema de comprovação de estanqueidade é aplicado de modo a possibilitar a identificação da ocorrência de vazamento de

Leia mais

CAE 80. Manual de Instruções. Revisão 4

CAE 80. Manual de Instruções. Revisão 4 CAE 80 Manual de Instruções Revisão 4 1. INTRODUÇÃO. Parabéns pela aquisição da central endereçável da ILUMAC, modelo CAE80, este equipamento será uma excelente ferramenta na proteção e prevenção contra

Leia mais

Sumário. Aviso. Para evitar risco de incêndio ou choque elétrico, não exponha este PRODUTO à chuva ou à umidade.

Sumário. Aviso. Para evitar risco de incêndio ou choque elétrico, não exponha este PRODUTO à chuva ou à umidade. Sumário Este símbolo destina-se a alertar o usuário quanto à presença de tensão perigosa não isolada dentro do gabinete do produto, a qual pode ser de magnitude suficiente para constituir risco de choque

Leia mais

Detetores Analógicos

Detetores Analógicos Detetores Analógicos Certificado de qualidade Nº. 010 ISO 9001 Integridade do sistema confirmada Continuamente para operação segura Pré-alarme e verificação de níveis de alarme ajuda a reduzir falsos alarmes

Leia mais

Sistemas de Proteção contra Incêndio em Sites de Telecom

Sistemas de Proteção contra Incêndio em Sites de Telecom Sistemas de Proteção contra Incêndio em Sites de Telecom Este tutorial apresenta a descrição de conceitos de Sistemas de Proteção contra Incêndio em Sites de Telecom. (Versão revista do tutorial original

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048. Discadora por Celular HERA HR2048 Manual do Usuário Índice: Paginas: 1. Introdução 03 1.1 Visão Geral 03 2. Características 04 3. Funcionamento 04, 05 e 06 3.1 Mensagens 06 e 07 4. Instalação da Discadora

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

CONVERSOR PARA TERMOPAR TRM-270T

CONVERSOR PARA TERMOPAR TRM-270T CONVERSOR PARA TERMOPAR TRM-270T Introdução Obrigado por ter escolhido nosso CONVERSOR PARA TERMOPAR TRM-270T. Para garantir o uso correto e eficiente do TRM-270T, leia este manual completo e atentamente

Leia mais

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330.

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás. É composto por um circuito inteligente (microcontrolado) que recebe o sinal gerado por um sensor eletrônico de gás, processa sua calibração

Leia mais

MANUAL DO CONSUMIDOR VENTILADOR DE TETO

MANUAL DO CONSUMIDOR VENTILADOR DE TETO VENTILADOR DE TETO MODELOS: AIRES, LUMIAR FÊNIX, FÊNIX CONTR PETIT Obrigado por adquirir o VENTISOL. Antes de utilizar o seu produto leia atentamente este manual de instruções. Após a leitura guarde-o

Leia mais

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS 9.0 - INTRODUÇÃO AOS PORTEIROS ELETRÔNICOS Os Porteiros Eletrônicos Coletivos THEVEAR são sistemas constituídos de quatro componentes básicos. 9.1 - PRIMEIRO COMPONENTE: A PLACA DE RUA É um painel instalado,

Leia mais