LISTA DAS PRINCIPAIS REFERÊNCIAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LISTA DAS PRINCIPAIS REFERÊNCIAS"

Transcrição

1 CLIENTE SEGMENTO CIDADE ESTADO DATA DESCRIÇÃO DO SERVIÇO VAZÃO COMPANHIA SIDERÚRGICA NACIONAL - CSN Siderurgia Volta Redonda RJ 2012 PEPSICO Alimentício Itu 2012 LISTA DAS PRINCIPAIS REFERÊNCIAS Implantação e operação de unidade piloto de reuso para estação de tratamento de efluentes oleosos e químicos, utilizando-se tecnologias como: flotação, decantação, filtração, microfiltração, osmose reversa, troca ionica entre outros, na busca da melhor rota de tratamento para obtenção de água industrial de elevada qualidade. Fornecimento de estação físico-quimica, utilizando-se o processo de flotação e adequação da estação de tratamento biológico para tratamento dos efluentes industriais gerados na produção de snacks, cookies e achocolatados. PEPSICO Alimentício Sorocaba 2012 Melhorias no sistema de pré-tratamento para otimização do processo físico-químico e biológico. Será construído um tanque de equalização e uma caixa separadores de água-óleo. PETROCOQUE Petroquímico Cubatão 2012 Fornecimento de equipamentos e serviços que possibilitem o captação e tratamento de água bruta captada do rio Perequê, de forma a permitir seu emprego como água industrial 150m³/h MAXION - CRUZEIRO Autopeças Cruzeiro 2011 Adequação da estação de tratamento de efluentes e água 30m³/h CEBRACE Vidreiro Jacareí 2011 Estação de Tratamento de efluentes industriais e sanitário todo fabricado em Polipropileno (PP) - Turn Key ELEB Aeroespacial Taubaté 2011 Projeto, construção e partida de Sistema de Desmineralização de água por processo de troca iônica. Sistema totalmente automático, controlado por CLT - Turn Key 6m³/h PEPSICO Alimentício Feira de Santana BA 2011 Fornecimento de sistema de tratamento de efluentes composto de: Obras Civis, Pré tratamento por Solved Air Flotation DAF - flotador, sistema biológico por lodos ativados, Sistema de reciclagem de elfuente tratado (80%) por processos de desinfecção, filtração, microfiltração e dessalinização por osmose reversa PEPSICO Alimentício Feira de Santana BA 2011 Sistema de tratamento de água - Turn Key 250m³/h PEPSICO Alimentício Sete Lagoas MG 2011 Ampliação do sistema de tratamento de efluentes por flotação e biológico e operação da mesma 100m³/h PEPSICO Alimentício Curitiba PR Operação da Estação de tratamento de efluentes. CHEMETALL Indústria Química Jundiaí Operação da estação de tratamento de efluentes industriais 20m³/dia REXAM Embalagens e Recipientes Jacareí Operação e fornecimento de produtos químicos HONDA Automobilístico Sumaré Operação de ETE Industrial, ETE Biológico e ETA. 1 CETREL Saneamento Ambiental Camaçari BA 2011 Fornecimento de unidades piloto móveis 3 containers. Processos/Tecnologias: MBR, MBBR, Osmose Reversa, EDR, Microfiltração, Ultrafiltração, Processos Oxidativos Avançados.

2 METALAC Metalúrgica Sorocaba Operação de ETE Industrial e ETE Biológico. 6m³/h LATAPACK Embalagens e Recipientes Alagoinhas 2011 Fornecimento de estação de tratamento de efluentes industriais - Turn Key 30m³/h IHARABRAS Defensivos Agrícolas Sorocaba 2011 Fornecimento de ETE com tecnologia MBR para o tratamento biológico, captação de águas pluviais e reuso de 7 da água. MERCEDES-BENZ - ITATIAIA Automobilístico Sorocaba 2011 Fornecimento de três equipamentos FLOTMAX (Separador água-óleo) com reuso. ATERRO MANTOVANI Aterro Sanitário Santo Antônio da Posse Desenvolvimento do processo de tratamento e operação da estação 10m³/h GENERAL MOTORS Automobilístico Joinville SC 2010 Sistema de tratamento biológico por tecnologia "Wetland" e reciclagem de 7 de água por osmose reversa. 7m³/h MASTERFOODS Alimentício Mogi Mirin Fornecimento Turn Key de sistema de tratamento anaeróbio, aeróbio, físico químico, reciclagem por Microfiltração e Osmose Reversa. Operação da estação. 3 BOMBRIL Higiene e Beleza Recife PE 2010 BOMBRIL Higiene e Beleza São Bernardo do Campo 2010 Projeto, construção e partida de Estação de Tratamento de Efluentes. - Turn Key Trata-se de um processo de pré-tratamento por meio físico-químico, seguido por tratamento biológico de lodos ativados. Operação da estação de tratamento físico-químico. Fornecimento de produtos químicos. Em 2012 será construída uma estação de tratamento e reciclagem de água. CIA SUZANO DE PAPEL Papel e Celulose Suzano 2009 VOLKSWAGEN Automobilístico Taubaté Implantação de unidade piloto de reciclagem de efluente industrial, envolvendo diversas técnicas de polimento e desmineralização. Fornecimento do projeto básico de unidade industrial. Operação e controle sistema de tratamento de efluentes. Fornecimento BOT de sistema de pré-tratamento por microfiltração retrolavável (FILTERN) e sistema 1 de osmose reversa. Adequação de sistema de reciclagem de água. TECSIS Pás para Geradores Eólicos Sorocaba Operação de ETE e ETB. 10m³/h AMBEV Bebidas Maués AM 2009 Estação de tratamento biológico pela tecnologia MBBR e reciclagem de efluentes de fábrica de concentrado de Guaraná Fornecimento regime Turn Key. AMBEV Bebidas Jundiaí 2009 Estação de tratamento de água Adequação, automação e ampliação de capacidade. 31 EMBRAER - Faria Lima Aeroespacial São José dos Campos Operação, controle e fornecimento de produtos químicos para a ETE Industrial (3 estações) 8m³/h EMBRAER - Faria Lima Aeroespacial São José dos Campos Operação da estação de tratamento de efluente doméstico ( somente tratamento primário) e controle analítico. (1 estação) 3 ELEB Aeroespacial Taubaté Operação das estações de tratamento de efluente industrial e controle analítico

3 EMBRAER - Eugênio de Melo Aeroespacial São José dos Campos Operação da estação de tratamento de efluente doméstico ( somente tratamento primário) e controle analítico 8m³/h EMBRAER - Taubaté Aeroespacial São José dos Campos Operação da estação de tratamento de efluente doméstico e controle analítico 2, QUATTOR Petroquímico Mauá 2008 Unidade de tratamento e desmineralização de água por meio de sistemas de Osmose Reversa, seguida de polimento por técnica de leitos mistos de troca iônica. Fornecimento Turn Key 230m³/h PETROBRÁS - CENPES Petroquímico Rio de Janeiro RJ Duas unidades móveis (carretas) de ensaio de processos de tratamento e reciclagem de efluentes com mais de 90 rotas possíveis de tratamento para estudo de processos nas refinarias no Brasil. 2-4m³/h OXITENO Petroquímico Mauá 2008 Unidade de tratamento e desmineralização de água por meio de sistemas de Osmose Reversa, seguida de polimento por técnica de leitos mistos de troca iônica. Fornecimento Turn Key. AMBEV Bebidas Juatuba MG 2007 Estação de tratamento de água Adequação, automação e ampliação de capacidade. 600m³/h CIA NITROQUÍMICA Petroquímico São Paulo 2006 Estação de tratamento e polimento de água industrial, empregando-se nossa tecnologia de filtração POLARTACK e adsorção em leitos de carvão ativado. Fornecimento Tun Key. 200m³/h GALVANI Mineral Paulínia 2007 Sistema de tratamento de água e abrandamento - Turn Key 150m³/h MANGELS Metalúrgica São Bernardo do Campo Fornecimento de estação de tratamento de efluentes industriais de unidades de decapagem, galvanoplastia e conformação mecânica Turn Key e Operção da estação. PETROFLEX Petroquímico Rio de Janeiro RJ 2005 Estudo de tratabilidade, projeto, montagem e operação de unidade piloto de reuso de água com as seguintes etapas de tratamento: Físico químico, filtração multimeios, microfiltração, ultrafiltração e osmose reversa. AMBEV Bebidas República Dominicana EX 2005 Fornecimento Turn Key de ETA. Processo desenvolvido em nossos laboratórios especialmente para água contaminada com selênio. Projeto, fornecimento de equipamentos, Civil, montagem, elétrica e automação. 180m³/h DÈGREMONT PETROBRÁS Petroquímico Paulínia 2005 Trabalhos de serviços de melhorias em sistema de ultrafiltração e osmose reversa. --- REPLAN VOLKSWAGEN Automobilístico São Bernardo do Campo 2005 Contrato de fornecimento de equipamentos de controle, gerenciamento e operação de todos os sistemas de abastecimento de água potável e industrial - 15 poços profundos, ETA, controle analítico e hidrogeológico de sua exploração. 150m³/h 3M DO BRASIL Tecnologia Global e Diversificada Campinas Unidade de tratamento e reciclagem de efluentes industriais e sanitários empregando-se tecnologias de: - Processo de clarificação físico química, processo de oxidação biológica por lodos ativados, tratamento terciário e dessalinização por Osmose Reversa reciclagem de água; - Sistema totalmente automático controlado por PLC; - Locação e operação em regime BOO.

4 MAXION FUMAGALLI Autopeças Limeira 2004 Unidade de tratamento e reciclagem (7) de efluentes industriais e sanitários empregando-se tecnologias de: - Flotação por ar dissolvido, processo de clarificação físico química, processo de oxidação biológica por lodos ativados, tratamento terciário e reciclagem de água. - Sistema totalmente automático controlado por PLC. - Responsável pela operação e controle da unidade. BUNGE ALIMENTOS Alimentício Bauru Fornecimento de sistema biológico de tratamento de efluentes industriais e operação da ETE. 6 DAIMLER CHRYSLER Automobilístico São Bernardo do Campo 2004 Fornecimento Turn Key de unidade de tratamento de água, microfiltração e dessalinização por Osmose Reversa. Sistema automático controlado por PLC. GOIÁS - ALIMENTOS Alimentício Goianésia GO 2004 Fornecimento de uma unidade de tratamento e posterior desmineralização de água de superfície, por processo de troca iônica seguida de leito misto - Turn Key PETROBRÁS S/A - RECAP Petroquímico Capuava Sistema de beneficiamento e desidratação de lodos das ETAs I e II, compreendendo: montagem de sistema de arraste e captação, transferência, adensamento e desidratação por meio de centrífuga - decanter e filtro prensa. 34m³/h COPEBRÁS Petroquímico Catalão GO 2003 Unidade de tratamento de águas por processo físico químico, clarificação e filtração. Sistema automático controlado por PLC - Turn Key 580m³/h COPEBRÁS Petroquímico Catalão GO 2003 Unidade de desmineralização de água por processo de troca iônica seguida de polimento por leito misto. Sistema automático por PLC - Turn Key PETROBRÁS S/A - RECAP Petroquímico São Paulo GEOPLAN Tecnologia e Planejamento Ambiental Adequação, operação e controle, de sistema de Pré-Tratamento e desmineralização por Osmose Reversa, de água industrial pelo processo de clarificação/filtração empregando-se tecnologia de filtração POLARTACK, gerando água de abastecimento desmineralizada. 100m³/h Rio de Janeiro RJ 2003 Sistema de polimento de permeado de osmose reversa, por leito misto de resinas - "Turn Key" 280m³/h EMBRAER Aeroespacial São José dos Campos 2003 Montagem e operação de sistema de remoção, processamento e desidratação de lodos de lagoa m³ PROSINT - Grupo Peixoto de Química Rio de Janeiro RJ 2002 Castro PETROBRÁS - FAFEN Petroquímico Camaçari BA 2002 Fornecimento em regime Turn Key de Sistema de Tratamento de Água para Uso Industrial, a partir de captação de água contaminada com esgoto doméstico salobro do canal do Cunha, utilizando processo físico químico, seguindo de polimento final por múltiplas barreiras (POLARTACK) seguindo de dois passos de Osmose Reversa, para produção de água de processo e desmineralizada. Unidade 100% automática via PLC. Fornecimento em regime Turn Key Sistema de Tratamento de Água para Uso Industrial e água desmineralizada, a partir de uma captação de água por poços tubulares profundos. Processos utilizados: clarificação, microfiltração e desmineralização pelo processo de Osmose Reversa seguida por leitos mistos. Sistema automático m³/h VOLKSWAGEN CAMINHÕES Automobilístico Resende RJ 2001 Sistema de tratamento de efluentes industriais. Responsável pela operação e controle da unidade. SCANIA Automobilístico São Bernardo do Campo Unidade de tratamento de efluentes industriais BOT. VOLKSWAGEN Automobilístico São Bernardo do Campo Unidade de pré-tratamento de água, microfiltração e dessalinização por Osmose Reversa (BOO). Responsável pela locação e operação. 3 ZF DO BRASIL Autopeças Sorocaba 1997 Locação de Equipamentos, Fornecimento de Produtos Químicos e Operação dos Sistemas de Tratamento de Água e Efluentes Sanitários. 80m³/h

5 Sobre a EP Engenharia do Processo Atuação por Estado Principais Setores de Atuação 6% 10% 1% 2% 2% 2% 1% 3% RJ BA GO MG AM EX PE 7% 4% 2% 4% 2% 2% 2% 22% 16% Petroquímico Alimentício Automobilístico Aeroespacial Bebidas Autopeças Metalúrgica / Siderúrgica Embalagens e Recipientes Higiene e Beleza 68% PR SC 13% Papel e Celulose Defensivos Agrícolas Indústria Química 16% Mineral Clientes Diretos 60 Número de Colaboradores 260 Plantas Operadas pela EP 25 Atividades em UFs 10 M³/ano de água e efluente tratados 18 Milhões

LISTA DAS PRINCIPAIS REFERÊNCIAS CLIENTE SEGMENTO CIDADE ESTADO DATA DESCRIÇÃO DO SERVIÇO VAZÃO

LISTA DAS PRINCIPAIS REFERÊNCIAS CLIENTE SEGMENTO CIDADE ESTADO DATA DESCRIÇÃO DO SERVIÇO VAZÃO LISTA DAS PRINCIPAIS REFERÊNCIAS CLIENTE SEGMENTO CIDADE ESTADO DATA DESCRIÇÃO DO SERVIÇO VAZÃO SURTEC DO BRASIL Tecnologia de Superfície São Bernardo do Campo 2013 Fornecimento de mão de obra de operação

Leia mais

REFERÊNCIAS DE PROJETOS DE RECICLAGEM...8

REFERÊNCIAS DE PROJETOS DE RECICLAGEM...8 Índice EP ENGENHARIA DO PROCESSO...4 NOSSA ESTRUTURA DE PROJETOS E ADMINISTRATIVA...5 ESTRUTURA LABORATORIAL - EP ANALÍTICA...6 LABORATÓRIOS DE ANÁLISES AMBIENTAIS...7 REFERÊNCIAS DE PROJETOS DE RECICLAGEM...8

Leia mais

A Química para o Bem do Meio Ambiente

A Química para o Bem do Meio Ambiente EP ENGENHARIA DO PROCESSO A EP Engenharia do Processo atua desde 1974 em tratamento de águas e efluentes, oferecendo a seus clientes alternativas técnicas superiores a custos competitivos. Nossa empresa

Leia mais

ETAPAS DE UM TRATAMENTO DE EFLUENTE

ETAPAS DE UM TRATAMENTO DE EFLUENTE ETAPAS DE UM TRATAMENTO DE EFLUENTE Estação de Tratamento de Efluente (ETE) compreende basicamente as seguintes etapas: Pré-tratamento (gradeamento e desarenação), Tratamento primário (floculação e sedimentação),

Leia mais

Futuro é já! Universalização só virá com vontade política e enfrentando corporações estatais

Futuro é já! Universalização só virá com vontade política e enfrentando corporações estatais TRATAMENTO E REÚSO: GRANDES EMPRESAS FORNECEM SOLUÇÕES SOB MEDIDA Ano 3 nº 16 Maio/Junho de 2010 R$ 10,00 Ano 2 nº 16 Maio/Junho de 2010 R$ 10,00 Água - Gestão e Sustentabilidade Ranking Balanço de 81

Leia mais

ETAPAS DE UM TRATAMENTO DE EFLUENTE

ETAPAS DE UM TRATAMENTO DE EFLUENTE ETAPAS DE UM TRATAMENTO DE EFLUENTE O funcionamento de uma Estação de Tratamento de Efluente (ETE) compreende basicamente as seguintes etapas: pré-tratamento (gradeamento e desarenação), tratamento primário

Leia mais

1986 2000 2013 VALORES

1986 2000 2013 VALORES HISTÓRIA Motivado pelo espírito empreendedor e acreditando num futuro de oportunidades, em 1986 o fundador da JDF deu início a suas atividades como uma pequena oficina de manutenção de máquinas. No início

Leia mais

Melhorias na Estação de Tratamento de Água e Esgoto para combate ao stress hídrico

Melhorias na Estação de Tratamento de Água e Esgoto para combate ao stress hídrico Melhorias na Estação de Tratamento de Água e Esgoto para combate ao stress hídrico Sr. Sylvio Andraus Vice- Presidente SINDESAM Agosto/2015 Índice ABIMAQ / SINDESAM Exemplos de Melhoria em Plantas de Água

Leia mais

Tecnologias em tratamentos de água, esgoto e lodos como forças motivadoras para acelerar a universalização do Saneamento no Brasil

Tecnologias em tratamentos de água, esgoto e lodos como forças motivadoras para acelerar a universalização do Saneamento no Brasil Tecnologias em tratamentos de água, esgoto e lodos como forças motivadoras para acelerar a universalização do Saneamento no Brasil Palestrante: Valdir Folgosi Dez/2010 Índice Abimaq / Sindesam Tecnologias

Leia mais

Moda em SP, reúso de água é praxe na indústria

Moda em SP, reúso de água é praxe na indústria Moda em SP, reúso de água é praxe na indústria - Dotadas de poderosas estações de tratamento, montadoras chegam a recuperar 99% da água usada no processo produtivo Incomodada com a recente crise de abastecimento

Leia mais

REUSO PLANEJADO DA ÁGUA: UMA QUESTÃO DE INTELIGÊNCIA...

REUSO PLANEJADO DA ÁGUA: UMA QUESTÃO DE INTELIGÊNCIA... REUSO ÁGUA: INTELIGÊNCIA... PLANEJADO DA UMA QUESTÃO DE CONSUMO DE ÁGUA doméstico Indústria Agricultura 18,60% 8,00% 22,40% 22,00% 59,00% 70,00% Brasil Mundo Consumo mundial = 3.240 km 3 / ano Consumo

Leia mais

Introdução. Sistemas. Tecnologia. Produtos e Serviços

Introdução. Sistemas. Tecnologia. Produtos e Serviços Introdução Apresentamos nosso catálogo técnico geral. Nele inserimos nossa linha de produtos que podem ser padronizados ou de projetos desenvolvidos para casos específicos. Pedimos a gentileza de nos contatar

Leia mais

Todos Vivemos a Jusante. We All Live Downstream...

Todos Vivemos a Jusante. We All Live Downstream... Todos Vivemos a Jusante. We All Live Downstream... Tratamento terciário para produção de água de reuso. Sistema modular de ultra-filtração, em containers, com membranas cerâmicas de carbeto de silício.

Leia mais

Tratamento de Água para Abastecimento

Tratamento de Água para Abastecimento Tratamento de Água para Abastecimento Prof. Dr. Jean Carlo Alanis Usos da água As águas são usadas ou consumidas pelo homem de várias maneiras. As águas são classificadas em dois grupos: - consuntivo;

Leia mais

Práticas e Processos Inovadores em Tratamento de Água e Efluentes, Reuso e Aproveitamento Energético de Lodo e Resíduos Urbanos.

Práticas e Processos Inovadores em Tratamento de Água e Efluentes, Reuso e Aproveitamento Energético de Lodo e Resíduos Urbanos. Práticas e Processos Inovadores em Tratamento de Água e Efluentes, Reuso e Aproveitamento Energético de Lodo e Resíduos Urbanos Junho /2013 Índice ABIMAQ / SINDESAM Desafios Futuros e Tecnologia Futuro

Leia mais

REUSO DE ÁGUA A PARTIR DE EFLUENTE TRATADO TÉCNICAS E INOVAÇÕES

REUSO DE ÁGUA A PARTIR DE EFLUENTE TRATADO TÉCNICAS E INOVAÇÕES REUSO DE ÁGUA A PARTIR DE EFLUENTE TRATADO TÉCNICAS E INOVAÇÕES OBTER ÁGUA DE REUSO DE BOA QUALIDADE COMEÇA POR UM SISTEMA TRATAMENTO DE ESGOTOS DE ALTA PERFORMANCE TRATAMENTO PRIMÁRIO: CONSISTE NA SEPARAÇÃO

Leia mais

FISICO-QUÍMICA DOS MATERIAIS GERAÇÃO DE RESÍDUOS. Prof. Dr. José Roberto de Oliveira

FISICO-QUÍMICA DOS MATERIAIS GERAÇÃO DE RESÍDUOS. Prof. Dr. José Roberto de Oliveira FISICO-QUÍMICA DOS MATERIAIS GERAÇÃO DE RESÍDUOS 1 Brasil e Estado de São Paulo Valor desconhecido Cerca de 75,4 milhões toneladas por ano Estima-se a geração de 2,9 milhões de toneladas por ano de resíduos

Leia mais

Acquasolution Consultoria Ambiental Programa de Capacitação e Desenvol- vimento Operacional em Tratamento de Água e Efl uentes AcquaTraining

Acquasolution Consultoria Ambiental Programa de Capacitação e Desenvol- vimento Operacional em Tratamento de Água e Efl uentes AcquaTraining 2 QUEM SOMOS A Acquasolution Consultoria Ambiental é uma empresa provedora de soluções integradas em sistemas de tratamento de água e efluentes voltada para a melhoria do gerenciamento das operações e

Leia mais

Tratamento de Efluentes na Indústria e Estabelecimentos de Alimentos

Tratamento de Efluentes na Indústria e Estabelecimentos de Alimentos IV Curso de Controle de Qualidade na Indústria de Alimentos Tratamento de Efluentes na Indústria e Estabelecimentos de Alimentos Por: Djalma Dias da Silveira Eng. Químico Centro de Tecnologia - UFSM A

Leia mais

ABES - PR 2º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE REÚSO DE ÁGUA. 28 a 29 DE ABRIL DE 2015 CURITIBA - PR

ABES - PR 2º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE REÚSO DE ÁGUA. 28 a 29 DE ABRIL DE 2015 CURITIBA - PR O DESAFIO DA IMPLANTAÇÃO DE UM PROCESSO DE REÚSO DE ÁGUA SANASA - CAMPINASNAS ABES - PR 2º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE REÚSO DE ÁGUA 28 a 29 DE ABRIL DE 2015 CURITIBA - PR Objetivos Principais do Tratamento

Leia mais

TRATAMENTO DE CHORUME

TRATAMENTO DE CHORUME TRATAMENTO DE CHORUME Com tecnologias de alta performance e custos compatíveis com o mercado brasileiro 6 de Agosto, 2014 Sede do CREA, Rio de Janeiro, Brasil O QUE É CHORUME? Lixiviação de água durante

Leia mais

Capacitação das empresas de tecnologias e fabricantes de água e esgoto por nossas associadas. Palestrante: Valdir Folgosi

Capacitação das empresas de tecnologias e fabricantes de água e esgoto por nossas associadas. Palestrante: Valdir Folgosi Capacitação das empresas de tecnologias e fabricantes de água e esgoto por nossas associadas Palestrante: Valdir Folgosi Maio-2010 Índice Abimaq / Sindesam Relação do nosso setor com o setor industrial

Leia mais

II-070 - REUSO DE ÁGUA NO ZOOLÓGICO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

II-070 - REUSO DE ÁGUA NO ZOOLÓGICO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO II-070 - REUSO DE ÁGUA NO ZOOLÓGICO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Gandhi Giordano (1) Engenheiro Químico (UERJ), D.Sc. Enga Metalúrgica e de Materiais (PUC-Rio). Diretor Técnico da Tecma - Tecnologia em

Leia mais

ESTAÇÃO DE PRODUÇÃO DE ÁGUA DE REÚSO EPAR CAPIVARI II SANASA - CAMPINAS 5º ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS ABIMAQ SÃO PAULO - SP 14 DE AGOSTO DE 2014

ESTAÇÃO DE PRODUÇÃO DE ÁGUA DE REÚSO EPAR CAPIVARI II SANASA - CAMPINAS 5º ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS ABIMAQ SÃO PAULO - SP 14 DE AGOSTO DE 2014 ESTAÇÃO DE PRODUÇÃO DE ÁGUA DE REÚSO EPAR CAPIVARI II SANASA - CAMPINAS 5º ENCONTRO NACIONAL DE ÁGUAS ABIMAQ SÃO PAULO - SP 14 DE AGOSTO DE 2014 Objetivos principais do tratamento de esgoto Necessidade...A

Leia mais

Workshops Meio Ambiente. Convênio CETESB-CIESP. Engº. Regis Nieto. Gerente do Setor de Avaliação de Sistemas de Saneamento

Workshops Meio Ambiente. Convênio CETESB-CIESP. Engº. Regis Nieto. Gerente do Setor de Avaliação de Sistemas de Saneamento Workshops Meio Ambiente Convênio CETESB-CIESP TRATAMENTO DE EFLUENTES LÍQUIDOS Engº. Regis Nieto Gerente do Setor de Avaliação de Sistemas de Saneamento Escolha do Sistema de Tratamento de Efluentes Caracterização

Leia mais

Aplicação de Reúso na Indústria Têxtil

Aplicação de Reúso na Indústria Têxtil Aplicação de Reúso na Indústria Têxtil 1. Indústria Têxtil Uma Abordagem Geral: Indústria têxtil tem como objetivo a transformação de fibras em fios, de fios em tecidos e de tecidos em peças de vestuário,

Leia mais

Degrémont Equipamentos

Degrémont Equipamentos Degrémont Equipamentos ç ~ para tratamento de águas e efluentes Soluções Tradição, know How e inovação para o meio ambiente Degrémont Equipamentos Equipamentos Tecnologias patenteadas com alto valor agregado,

Leia mais

REÚSO DE ÁGUA REFINARIA S DA PETROBR A S MANTÊM PL ANOS PAR A REAPROVEITAR EFL UENTES EM CALDEIR A S E TORRES DE RESFRIAMENTO.

REÚSO DE ÁGUA REFINARIA S DA PETROBR A S MANTÊM PL ANOS PAR A REAPROVEITAR EFL UENTES EM CALDEIR A S E TORRES DE RESFRIAMENTO. REÚSO DE ÁGUA Agência Petrobras REFINARIA S DA PETROBR A S MANTÊM PL ANOS PAR A REAPROVEITAR EFL UENTES EM CALDEIR A S E TORRES DE RESFRIAMENTO Marcelo Furtado A Regap, em Betim-MG, reúsa efluentes como

Leia mais

CATÁLOGO DOS PRODUTOS QUIMICOS

CATÁLOGO DOS PRODUTOS QUIMICOS CATÁLOGO DOS PRODUTOS QUIMICOS COMERCIALIZADOS PELA: Polímeros Catiônicos (Polieletrólitos) Funções e Benefícios Os Polímeros catiônicos comercializados pela AUTON têm alto poder de floculação, sendo utilizados

Leia mais

Introdução AGROINDÚSTRIA PREOCUPAÇÃO!!! Importância para o País INDISCUTÍVEL!!!! ECONOMIA Harmonia entre população urbana e rural

Introdução AGROINDÚSTRIA PREOCUPAÇÃO!!! Importância para o País INDISCUTÍVEL!!!! ECONOMIA Harmonia entre população urbana e rural Introdução AGROINDÚSTRIA Importância para o País INDISCUTÍVEL!!!! ECONOMIA Harmonia entre população urbana e rural PREOCUPAÇÃO!!! Introdução Tabela 1: Produção de leite (milhões de litros) no País e no

Leia mais

Opersan Resíduos Industriais Sociedade Ltda. 3º Prêmio FIESP de Conservação e Reuso de Água

Opersan Resíduos Industriais Sociedade Ltda. 3º Prêmio FIESP de Conservação e Reuso de Água Opersan Resíduos Industriais Sociedade Ltda. 3º Prêmio FIESP de Conservação e Reuso de Água Projeto de Reuso de Água Eng. Juliano Saltorato Fevereiro 2008 1) Identificação da Empresa: Endereço completo

Leia mais

SISTEMAS DE TRATAMENTO DE EFLUENTES INDUSTRIAIS. Engº Ricardo de Gouveia

SISTEMAS DE TRATAMENTO DE EFLUENTES INDUSTRIAIS. Engº Ricardo de Gouveia SISTEMAS DE TRATAMENTO DE EFLUENTES INDUSTRIAIS Engº Ricardo de Gouveia SEQÜÊNCIA TÍPICA Tratamento Primário Tratamento Secundário Tratamento Terciário SEQÜÊNCIA TÍPICA Tratamento Primário Grades ou Peneiras

Leia mais

CÂMARA TEMÁTICA DE TRATAMENTO DE ESGOTOS NBR-12.209 ABNT

CÂMARA TEMÁTICA DE TRATAMENTO DE ESGOTOS NBR-12.209 ABNT CÂMARA TEMÁTICA DE TRATAMENTO DE ESGOTOS NORMA BRASILEIRA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS HIDRAULICO SANITÁRIOS DE ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTOS SANITÁRIOS NBR-12.209 ABNT Eduardo Pacheco Jordão, Dr.Eng.

Leia mais

Pesquisas e Implantação de Tecnologias de Ponta no Tratamento e Reuso de Efluentes Hídricos em Refinarias. Vânia M. J. Santiago PETROBRAS/CENPES

Pesquisas e Implantação de Tecnologias de Ponta no Tratamento e Reuso de Efluentes Hídricos em Refinarias. Vânia M. J. Santiago PETROBRAS/CENPES Pesquisas e Implantação de Tecnologias de Ponta no Tratamento e Reuso de Efluentes Hídricos em Refinarias Vânia M. J. Santiago PETROBRAS/CENPES ESCOPO PETROBRAS / CENPES Tratamento e reuso de efluentes

Leia mais

ESTUDO TÉCNICO E ECONÔMICO PARA IMPLANTAÇÃO DE REÚSO DE ÁGUA EM UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES SANITÁRIOS DE UMA INDÚSTRIA ELETRÔNICA.

ESTUDO TÉCNICO E ECONÔMICO PARA IMPLANTAÇÃO DE REÚSO DE ÁGUA EM UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES SANITÁRIOS DE UMA INDÚSTRIA ELETRÔNICA. ESTUDO TÉCNICO E ECONÔMICO PARA IMPLANTAÇÃO DE REÚSO DE ÁGUA EM UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES SANITÁRIOS DE UMA INDÚSTRIA ELETRÔNICA. Nilton de Paula da Silva 1 Ederaldo Godoy Junior 2 José Rui

Leia mais

Sumário. manua_pratic_05a_(1-8)_2014_cs4_01.indd 9 26/05/2014 15:40:32

Sumário. manua_pratic_05a_(1-8)_2014_cs4_01.indd 9 26/05/2014 15:40:32 Sumário Apresentação... 15 Capítulo 1 Qualidade da água e saneamento... 17 Referências bibliográficas...24 Capítulo 2... 25 Resumo geral da teoria... 25 2.1 Poluição e contaminação dos recursos hídricos...25

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - IV REGIÃO (SP)

CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - IV REGIÃO (SP) CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - IV REGIÃO (SP) Princípios de reúso de água na indústria Ministrante: Química Industrial Ana Elisa S. Caravetti Gerente de projetos especiais da Kurita do Brasil Contatos:

Leia mais

Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de. Antônio Malard FEAM 09/06/2015

Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de. Antônio Malard FEAM 09/06/2015 Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de Reuso de Água Antônio Malard FEAM 09/06/2015 Sumário Legislações de Reuso; Consumo de Água na Indústria; Experiências de Sucesso: Banco de Boas Práticas Ambientais;

Leia mais

CTPNEWS. A pesar de as previsões não serem otimistas para a economia brasileira, Centroprojekt na contramão da crise

CTPNEWS. A pesar de as previsões não serem otimistas para a economia brasileira, Centroprojekt na contramão da crise Ano VI Número 13 2009 CTPNEWS Petrobras Contrato com o Consórcio Galvão/ Colares:ETE para o TEBIG, Terminal Marítimo Almirante Maximiliano Fonseca Contrato para ETRA da expansão do CENPES está em plena

Leia mais

Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies. Gianfranco Verona

Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies. Gianfranco Verona Depuração das aguas residuais provenientes da plantas de tratamento das superficies Gianfranco Verona DESCARTE ZERO NUMA CABINE DE PINTURA SKIMMERFLOT Para o tratamento e a reutilização de águas provenientes

Leia mais

Desinfecção de Água. Indústria de Bebidas

Desinfecção de Água. Indústria de Bebidas Desinfecção de Água Indústria de Bebidas Tecnologia, inovação, melhoria contínua, confiabilidade e excelência. É isso que faz da TECHFILTER uma empresa moderna e diferenciada, especializada em sistemas

Leia mais

Química das Águas - parte 3

Química das Águas - parte 3 QUÍMICA AMBIENTAL Química das Águas - parte 3 Aula S07 - Purificação de águas poluídas (Tratamento de esgoto) Prof. Rafael Arromba de Sousa Departamento de Química UFJF 2º período de 2013 Recapitulando...

Leia mais

CONSERVAÇÃO E REÚSO DE ÁGUA COMO INSTRUMENTOS DE GESTÃO A VISÃO DA INDÚSTRIA

CONSERVAÇÃO E REÚSO DE ÁGUA COMO INSTRUMENTOS DE GESTÃO A VISÃO DA INDÚSTRIA CIRRA / IRCWR PRIMEIRO ENCONTRO AIDIS/UCBE SOBRE REÚSO DE ÁGUA SÃO PAULO 16 DE AGOSTO DE 2010 CONSERVAÇÃO E REÚSO DE ÁGUA COMO INSTRUMENTOS DE GESTÃO A VISÃO DA INDÚSTRIA IVANILDO HESPANHOL PROF. IVANILDO

Leia mais

Nº Cliente (Encomenda) Local Descrição do Fornecimento Ano

Nº Cliente (Encomenda) Local Descrição do Fornecimento Ano 1 Companhia Siderúrgica Nacional CSN (E-15004) Volta Redonda Montagem eletromecânica para sistema de coleta de águas do pátio de matéria prima (PMP). 2015 2 Companhia Siderúrgica Nacional CSN (E-14237)

Leia mais

Engº. Gandhi Giordano

Engº. Gandhi Giordano Processos físico-químicos e biológicos associados para tratamento de chorume Engº. Gandhi Giordano Professor Adjunto do Departamento de Engª Sanitária e Meio Ambiente da UERJ Diretor Técnico da TECMA Tecnologia

Leia mais

TÍTULO: Alternativa Para Desaguamento de Lodo de Estação de Tratamento de Água e Esgoto por Bag S de Secagem

TÍTULO: Alternativa Para Desaguamento de Lodo de Estação de Tratamento de Água e Esgoto por Bag S de Secagem TÍTULO: Alternativa Para Desaguamento de Lodo de Estação de Tratamento de Água e Esgoto por Bag S de Secagem TEMA: Resíduos Sólidos AUTORES: Engª Gládis Meiry Matteo responsável pela apresentação oral

Leia mais

Principais equipamentos de uma estação de tratamento Físico-químico de efluentes industriais

Principais equipamentos de uma estação de tratamento Físico-químico de efluentes industriais MATÉRIAS TÉCNICAS Principais equipamentos de uma estação de tratamento Físico-químico de efluentes industriais Nesta matéria é descrito o estado atual tecnológico dos principais equipamentos utilizados

Leia mais

Nº Cliente (Encomenda) Local Descrição do Fornecimento Ano

Nº Cliente (Encomenda) Local Descrição do Fornecimento Ano 1 Sabesp (E-13173) Bertioga Fornecimento com instalação de sistema de ultrafiltração por membranas com capacidade de até 100 l/s para a ETA Indaiá/Bertioga na Unidade de Negócio Baixada Santista - RS 2013

Leia mais

Telefones: (31) 3471-9659/8896-9659 E-mail: vendas@marcosultoria.com Site: www.marconsultoria.com

Telefones: (31) 3471-9659/8896-9659 E-mail: vendas@marcosultoria.com Site: www.marconsultoria.com Telefones: (31) 3471-9659/8896-9659 E-mail: vendas@marcosultoria.com NOSSA EMPRESA A MAR Consultoria Ambiental, sediada em Belo Horizonte, Minas Gerais, foi criada em 2002 para atender às lacunas existentes

Leia mais

ETEs COMPACTAS VERTICAIS BIOFIBER

ETEs COMPACTAS VERTICAIS BIOFIBER ETEs COMPACTAS VERTICAIS BIOFIBER APRESENTAÇÃO O tratamento de esgoto nos centros urbanos tem se mostrado um desafio crescente. Devido à área requerida para implantação, bem como dos maus odores característicos

Leia mais

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A Diretoria Técnica Gerência de Produção e Operação

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A Diretoria Técnica Gerência de Produção e Operação TÍTULO: Estudo de reúso para Efluente de ETE s da SANASA/Campinas Nome dos Autores: Renato Rossetto Cargo atual: Coordenador de Operação e Tratamento de Esgoto. Luiz Carlos Lima Cargo atual: Consultor

Leia mais

CONTRATOS TV POR ASSINATURA

CONTRATOS TV POR ASSINATURA CONTRATOS TV POR ASSINATURA CIDADE LOCAL DE Nº DE DATA DE AMERICANA SP Oficial de Registro de Títulos e Documentos de Americana - SP 233339 28/12/2007 ANAPOLIS GO 2º Ofício de Registro de Títulos e Documentos

Leia mais

Reuso de Água na ArcelorMittal Tubarão. Maio /2015

Reuso de Água na ArcelorMittal Tubarão. Maio /2015 Reuso de Água na ArcelorMittal Tubarão Maio /2015 A empresa produtora de aço Número um no mundo PERFIL Líder nos principais mercados, entre eles o de automóveis, construção, eletrodomésticos e embalagens.

Leia mais

Sistemas Compactos de Tratamento de Esgotos Sanitários para Pequenos Municípios

Sistemas Compactos de Tratamento de Esgotos Sanitários para Pequenos Municípios Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Alto Rio Jacuí - COAJU III Seminário Estadual sobre os Usos Múltiplos da Água Erechim, 30 de julho de 2010 Sistemas Compactos de Tratamento de Esgotos Sanitários

Leia mais

Águas do Douro e Paiva SA O novo ciclo da água Complexo de Lever

Águas do Douro e Paiva SA O novo ciclo da água Complexo de Lever Águas do Douro e Paiva SA O novo ciclo da água Complexo de Lever Página 1 Complexo de Lever é responsável pelo abastecimento de água a mais de 1,4 O milhões de habitantes de 13 municípios Accionistas da

Leia mais

CET 303 Química Aplicada. Relatório: Visita técnica Estação de tratamento de água ETA 3 Capim Fino, em Piracicaba. Data da visita: 02.04.

CET 303 Química Aplicada. Relatório: Visita técnica Estação de tratamento de água ETA 3 Capim Fino, em Piracicaba. Data da visita: 02.04. Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Tecnologia - FT Curso de Especialização em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável CET 303 Química Aplicada Relatório: Visita técnica Estação de tratamento

Leia mais

VI-002 GERENCIAMENTO AMBIENTAL COMO INSTRUMENTO DE COMPETITIVIDADE: ESTUDO DE CASO

VI-002 GERENCIAMENTO AMBIENTAL COMO INSTRUMENTO DE COMPETITIVIDADE: ESTUDO DE CASO VI-002 GERENCIAMENTO AMBIENTAL COMO INSTRUMENTO DE COMPETITIVIDADE: ESTUDO DE CASO Ronaldo Ruiz Duarte (1) Bacharel em Química Modalidades Tecnológica e Licenciatura pela Universidade Estadual de Campinas

Leia mais

Tratamento de Efluentes

Tratamento de Efluentes Tratamento de Efluentes A IMPORTÂNCIA DO TRATAMENTO DE EFLUENTES E A REGULAMENTAÇÃO DO SETOR INTRODUÇÃO Conservar a qualidade da água é fundamental, uma vez que apenas 4% de toda água disponível no mundo

Leia mais

Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Sistemas de Tratamento de Efluentes Líquidos Industriais

Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Sistemas de Tratamento de Efluentes Líquidos Industriais Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos Instruções Técnicas para Apresentação de Projetos de Sistemas Avenida Nascimento de Castro, 2127 Lagoa

Leia mais

GESTÃO, TRATAMENTO E REUTILIZAÇÃO DE EFLUENTES LÍQUIDOS. José dos Santos Santiago (*)

GESTÃO, TRATAMENTO E REUTILIZAÇÃO DE EFLUENTES LÍQUIDOS. José dos Santos Santiago (*) GESTÃO, TRATAMENTO E REUTILIZAÇÃO DE EFLUENTES LÍQUIDOS José dos Santos Santiago (*) RESUMO: Apresenta-se, neste artigo, a metodologia a seguir para gerir, tratar a reutilizar os efluentes industriais,

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO COAGULANTE SULFATO FÉRRICO,EM DIFERENTES TEMPERATURAS. Abner Figueiredo Neto Fernanda Posch Rios Paulo Sérgio Scalize

AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO COAGULANTE SULFATO FÉRRICO,EM DIFERENTES TEMPERATURAS. Abner Figueiredo Neto Fernanda Posch Rios Paulo Sérgio Scalize AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO COAGULANTE SULFATO FÉRRICO,EM DIFERENTES TEMPERATURAS Abner Figueiredo Neto Fernanda Posch Rios Paulo Sérgio Scalize Introdução Água bruta; Remoção de impurezas: Coagulação Floculação

Leia mais

TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTES

TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTES TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTES Nº Cliente (Encomenda) Local Descrição do Fornecimento Ano 1 Petrobras / RPBC Consorcio Tomé / Technip (E-10267) Fornecimento de equipamentos, engenharia e supervisão de

Leia mais

DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA EM LAGOA FACULTATIVA DE ESGOTO: CARACTERIZAÇÃO DA ETA

DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA EM LAGOA FACULTATIVA DE ESGOTO: CARACTERIZAÇÃO DA ETA 1 DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS DE ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA EM LAGOA FACULTATIVA DE ESGOTO: CARACTERIZAÇÃO DA ETA Susane Campos Mota ANGELIM Escola de Engenharia Civil, UFG. Aluna do curso de Mestrado em

Leia mais

Desafios e perspectivas do reuso de esgotos sanitários em áreas urbanas: O projeto da ETE Penha - CEDAE. Edição 26/03/08

Desafios e perspectivas do reuso de esgotos sanitários em áreas urbanas: O projeto da ETE Penha - CEDAE. Edição 26/03/08 Desafios e perspectivas do reuso de esgotos sanitários em áreas urbanas: O projeto da ETE Penha - CEDAE Edição 26/03/08 1 Desafios e perspectivas do reuso de esgotos sanitários em áreas urbanas: O projeto

Leia mais

ULTRAVIOLETA DESINFECÇÃO DE ÁGUA E EFLUENTES COM RAIOS. Sistema de decantação. Fenasan 2013. tratamento de água e efluentes

ULTRAVIOLETA DESINFECÇÃO DE ÁGUA E EFLUENTES COM RAIOS. Sistema de decantação. Fenasan 2013. tratamento de água e efluentes revista especializada em tratamento de DESINFECÇÃO DE ÁGUA E EFLUENTES COM RAIOS ULTRAVIOLETA Sistema de decantação Ação dos decantadores em tratamento de água Fenasan 2013 9 772236 261064 junho/julho-2013

Leia mais

JUNTOS COMPROMETIDOS PELA ÁGUA, FONTE DE VIDA

JUNTOS COMPROMETIDOS PELA ÁGUA, FONTE DE VIDA JUNTOS COMPROMETIDOS PELA ÁGUA, FONTE DE VIDA JUNTOS COMPROMETIDOS PELA ÁGUA, FONTE DE VIDA FONTE DE SOLUÇÕES FONTE DE ÊXITO ESPECIALISTAS EM TRATAMENTO DE ÁGUAS 70 ANOS DE EXPERIÊNCIA A Degrémont concebe,

Leia mais

RESÍDUOS GERADOS EM ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA COM DESCARGAS DIÁRIAS

RESÍDUOS GERADOS EM ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA COM DESCARGAS DIÁRIAS RESÍDUOS GERADOS EM ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA COM DESCARGAS DIÁRIAS Francisco Gláucio Cavalcante de Souza (*) Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) Universidade de São Paulo (USP). Engenheiro civil

Leia mais

Reúso na indústria têxtil e lavanderias

Reúso na indústria têxtil e lavanderias 14 Hydro Abril 2012 Especial Reúso na indústria têxtil e lavanderias Letícia Passos Resende, da Redação da Hydro A escassez de recursos hídricos e a cobrança pelo uso da água têm estimulado a prática de

Leia mais

Introdução. Sistemas. Tecnologia. Produtos e Serviços

Introdução. Sistemas. Tecnologia. Produtos e Serviços Introdução Apresentamos nosso catálogo técnico geral. Nele inserimos nossa linha de produtos que podem ser padronizados ou de projetos desenvolvidos para casos específicos. Pedimos a gentileza de nos contatar

Leia mais

SISTEMAS DE FILTRAÇÃO

SISTEMAS DE FILTRAÇÃO SISTEMAS DE FILTRAÇÃO CONCEITO DE FILTRAÇÃO Filtração é o processo de remoção de partículas sólidas de um meio líquido que passa através de um meio poroso. Desta forma, os materiais sólidos presentes no

Leia mais

A construção da saúde pelo saneamento dos municípios. Eng Civil Henrique Pires

A construção da saúde pelo saneamento dos municípios. Eng Civil Henrique Pires A construção da saúde pelo saneamento dos municípios Eng Civil Henrique Pires 2011 O Homem e a água uma longa história Os primeiros poços, chafarizes, barragens e aquedutos foram construídos no Egito,

Leia mais

ASPECTOS TÉCNICOS RELEVANTES PARA O DIMENSIONAMENTO DE SISTEMAS DE TRATAMENTO BIOLÓGICO AERÓBIO E ANAERÓBIO

ASPECTOS TÉCNICOS RELEVANTES PARA O DIMENSIONAMENTO DE SISTEMAS DE TRATAMENTO BIOLÓGICO AERÓBIO E ANAERÓBIO ASPECTOS TÉCNICOS RELEVANTES PARA O DIMENSIONAMENTO DE SISTEMAS DE TRATAMENTO BIOLÓGICO AERÓBIO E ANAERÓBIO PEDRO ALEM SOBRINHO ESCOLA POLITÉCNICA - USP TRATAMENTO DE ESGOTO O INÍCIO 1.850 1.900 MOTIVO

Leia mais

Reunião Técnica Plano de Segurança da Água. 23 de novembro de 2010 - OPAS

Reunião Técnica Plano de Segurança da Água. 23 de novembro de 2010 - OPAS Reunião Técnica Plano de Segurança da Água 23 de novembro de 2010 - OPAS Introdução Qualidade da água e saneamento inadequados provocam 1,8 milhão de mortes infantis a cada ano no mundo (OMS, 2004), o

Leia mais

TRATAMENTO E RECICLAGEM DE EFLUENTES FINAIS DE LAVANDERIAS COM USO DE CARVÃO ATIVADO DE OSSO BOVINO

TRATAMENTO E RECICLAGEM DE EFLUENTES FINAIS DE LAVANDERIAS COM USO DE CARVÃO ATIVADO DE OSSO BOVINO Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 TRATAMENTO E RECICLAGEM DE EFLUENTES FINAIS DE LAVANDERIAS COM USO DE CARVÃO ATIVADO DE OSSO OVINO Aline Galhardo Peres

Leia mais

Soluções em Equipamentos Industriais

Soluções em Equipamentos Industriais Soluções em Equipamentos Industriais QUEM SOMOS Com atuação a nível nacional e internacional, a Jemp Equipamentos é a maior empresa brasileira na área de equipamentos industriais, acumulando uma experiência

Leia mais

Numa fossa séptica não ocorre a decomposição aeróbia e somente ocorre a decomposição anaeróbia devido a ausência quase total de oxigênio.

Numa fossa séptica não ocorre a decomposição aeróbia e somente ocorre a decomposição anaeróbia devido a ausência quase total de oxigênio. As fossas sépticas são unidades de tratamento primário de esgoto doméstico nas quais são feitas a separação e a transformação físico-química da matéria sólida contida no esgoto. É uma maneira simples e

Leia mais

Processos Inorgânicos FAT / UERJ

Processos Inorgânicos FAT / UERJ REÚSO DE ÁGUAS NA INDÚSTRIA Prof. César C Pereira Processos Inorgânicos FAT / UERJ TERMINOLOGIA (Resolução nº n 54 do CNRH, de 28/11/2005) Estabelece modalidades e critérios rios gerais para a prática

Leia mais

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias 50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias Pesquisa realizada pela Rizzo Franchise e divulgada pela revista Exame listou as 50 cidades com as melhores oportunidades para abertura de

Leia mais

Por dentro da produção de ÓLEO E GÁS

Por dentro da produção de ÓLEO E GÁS Por dentro da produção de ÓLEO E GÁS A indústria de petróleo e derivados é considerada, em toda sua extensão, desde a plataforma de exploração às refinarias, referência em tecnologia de ponta, onde os

Leia mais

Um pouco da nossa história

Um pouco da nossa história Um pouco da nossa história Possui 250 empresas Presente 57 países 119 mil empregados Produtos presente 175 países US$ 63,4 bilhões faturamento Instalada em SP em 1933 Em 1954 mudou-se para SJC 1 milhão

Leia mais

TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTES

TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTES TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTES Nº Cliente (Encomenda) Local Descrição do Fornecimento Ano 1 OSX Brasil (E-11002) São João da Barra Central de utilidades fornecida em modalidade BOT, com operação durante

Leia mais

Sistema de Gestão Ambiental Fiat Chrysler Automobiles (FCA)

Sistema de Gestão Ambiental Fiat Chrysler Automobiles (FCA) Sistema de Gestão Ambiental Fiat Chrysler Automobiles (FCA) Cristiano Felix Gerente de Meio Ambiente, Energia, Saúde e Segurança do Trabalho da FCA para a América Latina Betim, Minas Gerais Junho 2016

Leia mais

Tecitec implanta Estação de Tratamento Biológico

Tecitec implanta Estação de Tratamento Biológico Matéria de Capa Tecitec implanta Estação de Tratamento Biológico Este sistema de tratamento de efluentes desenvolvido pela empresa constitui um passo importante rumo ao reuso não-potável de água, com baixos

Leia mais

Eficiência de remoção de DBO dos principais processos de tratamento de esgotos adotados no Brasil

Eficiência de remoção de DBO dos principais processos de tratamento de esgotos adotados no Brasil Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - SABESP Associação das Empresas de Saneamento Básico Estaduais - AESBE Eficiência de remoção de DBO dos principais processos de tratamento de esgotos

Leia mais

Título do Projeto: O Ciclo da Água no Espaço Natura Cajamar. Categoria em que o Projeto concorre: Meio Ambiente

Título do Projeto: O Ciclo da Água no Espaço Natura Cajamar. Categoria em que o Projeto concorre: Meio Ambiente 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Título do Projeto: O Ciclo da Água no Espaço Natura Cajamar Nome da Empresa: Natura Cosméticos S/A CNPJ da Empresa: 71.673.990/0001-77 Categoria em que o Projeto concorre: Meio

Leia mais

II-SABOGAL-PAZ-BRASIL-1

II-SABOGAL-PAZ-BRASIL-1 II-SABOGAL-PAZ-BRASIL-1 SELEÇÃO DE TECNOLOGIAS DE TRATAMENTO DE ÁGUA EM FUNÇÃO DO TRATAMENTO, APROVEITAMENTO E DISPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS GERADOS NAS ETAS Lyda Patrícia Sabogal-Paz (1) Engenheira Sanitária

Leia mais

ESTAÇÃO DE PRODUÇÃO DE ÁGUA DE REÚSO CAPIVARI II CAMPINAS - SP

ESTAÇÃO DE PRODUÇÃO DE ÁGUA DE REÚSO CAPIVARI II CAMPINAS - SP ESTAÇÃO DE PRODUÇÃO DE ÁGUA DE REÚSO CAPIVARI II CAMPINAS - SP Objetivos principais do tratamento de esgoto O futuro e as próximas gerações na bacia PCJ INVESTIMENTO MACIÇO EM TRATAMENTO DE ESGOTO CONCEPÇÕES

Leia mais

CDN Serviços de Água e Esgoto S.A. CONCESSÃO DO GERENCIAMENTO DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO AEROPORTO INTERNACIONAL DO RIO DE JANEIRO - GALEÃO

CDN Serviços de Água e Esgoto S.A. CONCESSÃO DO GERENCIAMENTO DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO AEROPORTO INTERNACIONAL DO RIO DE JANEIRO - GALEÃO CONCESSÃO DO GERENCIAMENTO DOS SISTEMAS DE E ESGOTO DO AEROPORTO INTERNACIONAL DO RIO DE JANEIRO - GALEÃO OBJETIVOS PRINCIPAIS DA CONCESSÃO Redução das tarifas pagas pela INFRAERO e pelos concessionários;

Leia mais

Separadores Água/Óleo

Separadores Água/Óleo Separador Água/Óleo Separadores Água/Óleo Tratamento de Água e Efluentes Folheto Técnico Separadores Água-Óleo (SAO) A poluição da água pela presença de hidrocarbonetos oleosos é especialmente danosa a

Leia mais

A WATER SOLUTION UMA SOLUÇÃO EM ÁGUAS

A WATER SOLUTION UMA SOLUÇÃO EM ÁGUAS A WATER SOLUTION UMA SOLUÇÃO EM ÁGUAS Escritório Rua Vicente Leporace, 1352 Campo Belo São Paulo-SP Tel.: (55 11) 2925-4297 Cel.: (55 11) 98787-5300 edison@1ws.com.br www.1ws.com.br NOSSO COMPROMISSO A

Leia mais

De acordo com uma notícia dada pela Gazeta

De acordo com uma notícia dada pela Gazeta A U A UL LA Poluição da água Deu no jornal De acordo com uma notícia dada pela Gazeta Mercantil, de 11/01/94, o excesso de efluentes industriais e de esgoto doméstico lançados no leito do rio Iririú, em

Leia mais

Aula 1º P ESA A Importância do Tratamento dos Esgotos

Aula 1º P ESA A Importância do Tratamento dos Esgotos Aula 1º P ESA A Importância do Tratamento dos Esgotos 28/05/2013 Ana Silvia Pereira Santos anasilvia.santos@ufjf.edu.br Temas Poluição da Água Níveis de atendimento no Brasil em relação ao esgotamento

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação ( ) Curso I. Dados Identificadores Disciplina Professor

Leia mais

CUSTOS OPERACIONAIS DE ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTO POR LODOS ATIVADOS: ESTUDO DE CASO ETE - BARUERI

CUSTOS OPERACIONAIS DE ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTO POR LODOS ATIVADOS: ESTUDO DE CASO ETE - BARUERI CUSTOS OPERACIONAIS DE ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTO POR LODOS ATIVADOS: ESTUDO DE CASO ETE - BARUERI Américo de Oliveira Sampaio (1) Engenheiro Civil diplomado pela Universidade Mackenzie, Mestre em

Leia mais

Sistemas Prediais de Esgoto Sanitário

Sistemas Prediais de Esgoto Sanitário AULA 13 Sistemas Prediais de Esgoto Sanitário Após o uso da água em qualquer que seja o equipamento sanitário (chuveiro, lavatório, bacia sanitária, pia de cozinha, etc.), a água utilizada (efluente) deve

Leia mais

Gestão de Águas: Garantia para as gerações atual e futura

Gestão de Águas: Garantia para as gerações atual e futura Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014 Gestão de Águas: Garantia para as gerações atual e futura Robert Bosch Ltda. Gestão de Águas: Garantia para as gerações atual e futura 2 Força

Leia mais

AVALIAÇÃO DA FILTRAÇÃO LENTA NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA CAMPUS- SISTEMA SAMAMBAIA

AVALIAÇÃO DA FILTRAÇÃO LENTA NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA CAMPUS- SISTEMA SAMAMBAIA AVALIAÇÃO DA FILTRAÇÃO LENTA NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA CAMPUS- SISTEMA SAMAMBAIA MACHADO*, Luciana de Souza Melo; SCALIZE, Paulo Sérgio. Escola de Engenharia Civil - Programa de Pós-Graduação em

Leia mais

Abaixo pode ver como funciona a maior das 197 ETAs de São Paulo, a de Guaraú, que fica na zona norte da capital e abastece 8,1 milhões de pessoas!

Abaixo pode ver como funciona a maior das 197 ETAs de São Paulo, a de Guaraú, que fica na zona norte da capital e abastece 8,1 milhões de pessoas! A água captada de rios ou represas vem com folhas, peixes, lodo e muitas bactérias. Para chegar às casas limpa e sem cheiro, ela passa cerca de três horas dentro de uma estação de tratamento (ETA), o que

Leia mais

INFLUÊNCIA DAS CONDIÇÕES OPERACIONAIS DE UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO NA ANÁLISE DE FÓSFORO TOTAL

INFLUÊNCIA DAS CONDIÇÕES OPERACIONAIS DE UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO NA ANÁLISE DE FÓSFORO TOTAL 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 INFLUÊNCIA DAS CONDIÇÕES OPERACIONAIS DE UMA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO NA ANÁLISE DE FÓSFORO TOTAL Hugo Renan Bolzani 1, Sandro Rogério Lautenschlager

Leia mais