RESOLUÇÃO CIB Nº 265/2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESOLUÇÃO CIB Nº 265/2012"

Transcrição

1 RESOLUÇÃO CIB Nº 265/2012 Aprova a Tabela de Valores Diferenciados da Tabela Unificada do SUS para Procedimentos Cirúrgicos Eletivos referentes à Portaria GM/MS Nº de 29 de junho de 2012, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), para os exercícios de junho de 2012 a junho de A Plenária da Comissão Intergestores Bipartite da Bahia, no uso de suas atribuições tendo em vista o decidido na 205ª Reunião Ordinária do dia 19 de julho de 2012 e considerando: A Portaria GM/MS Nº de 29 de junho de 2012 que define a estratégia para o aumento do acesso aos Procedimentos Cirúrgicos Eletivos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) para os exercícios 2012 e 2013; O Art. 5º da Portaria GM/MS Nº de 29 de junho de 2012 que define em caráter excepcional a adoção de valores diferenciados da Tabela Unificada do Sistema Único de Saúde para os procedimentos Cirúrgicos Eletivos relacionados nos Componentes II e III da Portaria supra mencionada; A Resolução CIB/BA. Nº 262/2012 que aprova a alocação de recursos para Procedimentos Cirúrgicos Eletivos no âmbito do Sistema Único de Saúde SUS para o exercício 2012 e 2013 e dar outras providencias; O Art.. 11º da Resolução CIB Nº 262/2012, que define que a Secretaria Estadual da Saúde/BA. SESAB, irá disponibilizar Tabela com Valores Diferenciados da Tabela Unificada do SUS, constando valores dos Procedimentos Cirúrgicos Eletivos, que deverão ser utilizados a Nível Estadual; O Art.. 13º da Resolução CIB Nº 262/2012, que define o Grupo de Trabalho para a condução de Convalidação dos Valores da Tabela Diferenciada da Tabela Unificada do SUS: RESOLVE Art. 1º Estabelecer os valores Diferenciados da Tabela Unificada do SUS, conforme Anexo I desta Resolução, que deverá ser utilizada a Nível Estadual. Parágrafo Único A tabela Diferenciada que trata do art.1º, é Tabela Excepcional que define os valores máximos a serem praticados em todo Estado da Bahia, cujo período de vigência será de junho de 2012 a junho de 2013, de acordo com a Portaria GM/MS Nº Art. 2º Para os valores estabelecidos no cálculo da Tabela com valores Diferenciados da Tabela Unificada do SUS, foram consideradas duas modalidades: I Modalidade Tabela PLANSERV Quando o procedimento constante na Tabela SUS se correlacionou com o procedimento da Tabela PLANSERV, foram considerados 60% do valor total do procedimento correlato à Tabela PLANSERV. II Modalidade Dobro do Valor da Tabela SUS Quando os procedimentos da Tabela Unificada do SUS não apresentavam convalidação com a Tabela do PLANSERV, foi utilizado para definição do valor global do procedimento para a Tabela Diferenciada o dobro do valor do procedimento da Tabela Unificada do SUS. Art. 3º Para os Municípios Executores que adotarem Tabela Diferenciada do SUS a remuneração pelos Serviços Profissionais será obrigatoriamente de 60% do valor total do procedimento e para Serviços Hospitalar 40% do valor total do procedimento. Parágrafo Único Estão inclusos no valor do procedimento os atos cirúrgicos e anestésicos bem como as consultas pré e pós-operatórios, hotelaria e todos os exames pré-operatórios necessários à realização do procedimento Cirúrgico Eletivo. Art. 4º - Os Municípios Executores que utilizarem Tabela Diferenciada da Tabela Unificada do SUS deverão encaminhar à Diretoria de Controle das Ações e Serviços de Saúde DICON, relação dos estabelecimentos de saúde, que estão praticando a Tabela Diferenciada, com os respectivos números do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde CNES. Art. 4º - A Tabela Diferenciada da Tabela Unificada do SUS constando os procedimentos Cirúrgicos Eletivos com seus respectivos valores estará disponível também no site A presente Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Salvador, 02 de agosto de Jorge José Santos Pereira Solla Secretário Estadual da Saúde Coordenador da CIB/BA Raul Moreira Molina Barrios Presidente do COSEMS/BA Coordenador Adjunto da CIB/BA.

2 ANEXO I DA RESOLUÇÃO CIB Nº 265/2012 TABELA DIFERENCIADA DA TABELA UNIFICADA DO SUS Procedimentos Cirurgias Eletivas - Componentes II e III - PORTARIA GM/MS Nº VIGÊNCIA: JUNHO DE 2012 A JUNHO DE 2013 RESOLUÇÃO CIB/Ba. Nº. 262/2012 Código PROCEDIMENTOS Componente VALOR TABELA UNIFICADA DO SUS (SH+SP) VALOR DIFERENCIADO DA TABELA UNIFICADA DO SUS 60% S. P. 40% S. H. Total ADENOIDECTOMIA II 348,18 454,37 302,92 757, AMIGDALECTOMIA II 306,57 503,27 335,50 838, AMIGDALECTOMIA C/ ADENOIDECTOMIA II 337,22 570,68 380,45 951, ESTAPEDECTOMIA II 676,26 967,04 644, , MASTOIDECTOMIA RADICAL II 757,13 989,84 659, , MASTOIDECTOMIA SUBTOTAL II 483,55 989,84 659, , MICROCIRURGIA OTOLÓGICA II 376,75 452,10 301,40 753, TIMPANOPLASTIA (UNI / BILATERAL) II 618,15 679,27 452, , CORRECAO CIRURGICA DE ESTRABISMO (ACIMA DE 2 MUSCULOS) II 694,88 833,40 555, , CORRECAO CIRURGICA DO ESTRABISMO (ATE 2 MUSCULOS) II 485,37 582,44 388,3 970, VITRECTOMIA ANTERIOR II 381,08 457,30 304,86 762, VITRECTOMIA POSTERIOR II 1.619, , , , TRATAMENTO CIRURGICO DE VARIZES (BILATERAL) II 582,04 698,45 465, , TRATAMENTO CIRURGICO DE VARIZES (UNILATERAL) II 483,37 580,04 386,70 966, ARTROPLASTIA TOTAL DE QUADRIL (REVISAO / RECONSTRUCAO) II 1.678, , , , ARTROPLASTIA TOTAL PRIMARIA DO QUADRIL CIMENTADA II 1.635, , , , ARTROPLASTIA TOTAL PRIMARIA DO QUADRIL NÃO CIMENTADA/HIBRIDA II 1.214, ,66 971, , ARTROPLASTIA TOTAL PRIMÁRIA DO JOELHO II 1.154, ,81 923, , ARTROPLASTIA TOTAL DE JOELHO - REVISÃO/RECONSTRUÇÃO II 1.541, , , , RECONSTRUCAO LIGAMENTAR INTRA-ARTICULAR DO JOELHO (CRUZADO ANTERIOR) II 1.602, , , , TRATAMENTO CIRURGICO DE ROTURA DE MENISCO COM SUTURA MENISCAL UNI / BICOMPATIMENTAL II 578,89 694,67 463, , TRATAMENTO CIRURGICO DE ROTURA DO MENISCO COM MENISCECTOMIA PARCIAL / TOTAL II 332,26 398,71 265,81 664, NEFROLITOTOMIA PERCUTÂNEA II 801, , , , URETEROLITOTOMIA II 766,11 919,33 612, ,22

3 RESSECÇÃO ENDOSCÓPICA DE PRÓSTATA II 594,68 713,62 475, ,36 TOTAL DE QUANTITATIVO DE PROCEDIMENTOS 25 PROCEDIMENTOS* EXERESE DE CISTO SACRO-COCCIGEO III 143,72 172,46 114,98 287, TIREOIDECTOMIA PARCIAL III 425,63 510,76 340,50 851, TRATAMENTO CIRURGICO DE SINDROME COMPRESSIVA EM TUNEL OSTEO-FIBROSO AO NIVEL DO CARPO III 347,62 417,14 278,10 695, TURBINECTOMIA III 315,65 378,78 252,52 631, EXCISÇO E SUTURA DE LESÇO NA BOCA III 28,00 33,60 22,40 56, SEPTOPLASTIA P/ CORRECAO DE DESVIO III 247,46 296,95 197,97 494, VITRECTOMIA POSTERIOR COM INFUSÃO DE PERFLUORCARBONO E ENDOLASER III 2.540, , , , VITRECTOMIA POSTERIOR COM INFUSÃO DE ÓLEO DE SILICONE E ENDOLASER III 2.855, , , , TERMOTERAPIA TRANSPUPILAR III 619,17 743,00 495, , PAN-FOTOCOAGULAÇÇO DE RETINA A LASER III 180,00 216,00 144,00 360, IMPLANTE DE PROTESE ANTI-GLAUCOMATOSA III 499,20 599,04 399,36 998, TRATAMENTO CIRURGICO DE GLAUCOMA CONGENITO III 702,70 843,24 562, , EXCISAO DE LESAO / TUMOR ANU-RETAL III 335,35 402,42 268,28 670, FISTULECTOMIA / FISTULOTOMIA ANAL III 254,12 304,94 203,30 508, HEMORROIDECTOMIA III 315,94 438,72 292,48 731, COLECISTECTOMIA III 695,77 965,71 643, , COLECISTECTOMIA VIDEOLAPAROSCÓPICA III 693, ,51 853, , COLEDOCOTOMIA COM OU SEM COLECISTECTOMIA III 617,41 740,89 493, , HERNIORRAFIA EPIGÁSTRICA III 559,87 394,68 263,12 657, HERNIORRAFIA INCISIONAL III 539,92 760,58 507, , HERNIOPLASTIA INGUINAL/CRURAL (BILATERAL) III 426,02 738,98 492, , HERNIOPLASTIA INGUINAL/CRURAL (UNILATERAL) III 445,51 534,61 356,41 891, HERNIOPLASTIA RECIDIVANTE III 416,43 499,72 33,14 832, HERNIORRAFIA UMBILICAL III 434,99 521,99 347,99 869, REPARACAO DE OUTRAS HERNIAS III 382,19 458,63 305,75 764, ARTRODESE DE MEDIAS / GRANDES ARTICULACOES DE MEMBRO INFERIOR III 371,12 445,34 296,90 742, TRATAMENTO CIRURGICO DE PE TORTO CONGENITO III 284,06 340,87 227,25 568, TRATAMENTO CIRURGICO DO HALUX VALGUS S/ OSTEOTOMIA DO PRIMEIRO OSSO METATARSIANO III 336,60 403,92 269,28 673, ARTROPLASTIA DE RESSECCAO DE MEDIA / GRANDE ARTICULACAO III 1.104, ,26 883, ,76

4 EXPLORACAO ARTICULAR C/ OU S/ SINOVECTOMIA DE MEDIAS / GRANDES ARTICULACOES III 283,66 340,39 226,93 567, FASCIECTOMIA III 222,95 267,54 178,36 445, OSTEOTOMIA DE OSSOS LONGOS EXCETO DA MAO E DO PE III 645,68 774,82 516, , RETIRADA DE TRACAO TRANS-ESQUELETICA III 225,17 270,20 180,14 450, RETRACAO CICATRICIAL DOS DEDOS C/ COMPROMETIMENTO TENDINOSO (POR DEDO) III 205,53 246,63 164,42 411, TENOLISE III 229,40 275,28 183,52 458, TENOMIORRAFIA III 205,91 247,09 164,73 411, TENOPLASTIA OU ENXERTO DE TENDAO ÚNICO III 680,20 816,24 544, , TRATAMENTO CIRURGICO DE DEDO EM MARTELO / EM GARRA (MAO E PE) III 268,41 322,09 214,73 536, TRATAMENTO CIRURGICO DE FRATURA VICIOSAMENTE CONSOLIDADA DOS OSSOS LONGOS EXCETO DA MAO E DO PE III 555,83 667,00 444, , TRATAMENTO CIRURGICO DE INFECCAO POS-ARTROPLASTIA (GRANDES ARTICULACOES) III 613,35 736,02 490, , TRATAMENTO CIRURGICO DE RETRACAO MUSCULAR III 394,68 473,62 315,74 789, TRATAMENTO CIRURGICO DE INCONTINENCIA URINARIA VIA ABDOMINAL III 386,20 463,44 308,96 772, PROSTATECTOMIA SUPRAPÚBICA III 1.001, ,71 859, , ORQUIDOPEXIA UNILATERAL III 360,07 392,57 261,72 654, ORQUIECTOMIA BILATERAL III 433,62 499,55 333,04 832, TRATAMENTO CIRÚRGICO DA HIDROCELE III 256,97 301,53 201,02 502, TRATAMENTO CIRÚRGICO DA VARICOCELE III 257,56 360,19 240,73 600, VASECTOMIA PARCIAL OU COMPLETA III 306,47 367,77 245,17 612, CORREÇÃO DE HIPOSPADIA (PRIMEIRO TEMPO) III 372,96 447,55 298,37 745, CORRECAO DE HIPOSPADIA (SEGUNDO TEMPO) III 372,96 447,55 289,37 745, POSTECTOMIA III 219,12 269,30 179,53 448, COLPOPERINEOPLASTIA ANTERIOR E POSTERIOR COM AMPUTAÇÃO DE COLO III 449,20 539,04 359,36 898, CONIZAÇÃO III 443,66 532,39 354,93 887, CURETAGEM SEMIÓTICA COM OU SEM DILATAÇÃO DO COLO UTERINO III 167,42 246,64 164,43 411, HISTERECTOMIA (POR VIA VAGINAL) III 460,08 901,30 600, , HISTERECTOMIA COM ANEXECTOMIA UNI OU BILATERAL III 770,70 901,30 600, , HISTERECTOMIA TOTAL III 634, ,64 817, , HISTEROSCOPIA CIRÚRGICA COM RESSECTOSCÓPIO III 173,33 208,00 138,66 346, LAQUEADURA TUBÁRIA III 339,02 406,82 271,21 678,03

5 MIOMECTOMIA III 528,94 634,73 423, , MIOMECTOMIA VIDEOLAPAROSCÓPICA III 437,46 524,95 349,97 874, OOFORECTOMIA/OOFOROPLASTIA III 509,86 611,83 407, , COLPOPERINEOPLASTIA ANTERIOR E POSTERIOR III 472,43 566,92 377,94 944, EXERESE DE GLÂNDULA DE BARTHOLIN / SKENE III 224,68 269,62 179,74 449, TRATAMENTO CIRÚRGICO DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA POR VIA VAGINAL III 372,89 691,21 460, , MASTECTOMIA SIMPLES III 462,80 934,30 622, , PLÁSTICA MAMÁRIA FEMININA NAO ESTÉTICA III 514,17 643,51 429, , SETORECTOMIA / QUADRANTECTOMIA III 313,44 376,13 250,75 626, SETORECTOMIA / QUADRANTECTOMIA C/ ESVAZIAMENTO GANGLIONAR III 358,2 429,84 286,56 716, SEGMENTECTOMIA DE MAMA EM ONCOLOGIA III 185,32 222,38 148,26 370,64 TOTAL DE QUANTITATIVO DE PROCEDIMENTOS 70 PROCEDIMENTOS** NOTA: Estão inclusos no valor do procedimento os atos cirúrgicos e anestésicos, bem como as consultas pré e pós-operatórias e hotelaria e todos os exames pré-operatórios necessários à realização do Procedimento Cirúrgico Eletivo.

PROCEDIMENTOS HOSPITAL-DIA

PROCEDIMENTOS HOSPITAL-DIA PROCEDIMENTOS HOSPITAL-DIA PROCEDIMENTO PERM. DESCRIÇÃO PORTE 39.03.010-5 HD VARIZES - TRAT. CIRUR. UNIL. 1 MEMBRO 3 39.03.011-3 HD VARIZES - TRAT. CIRUR. BILAR. 2 MEMBRO 5 41.13.001-4 HD EXERESE CISTO

Leia mais

Ministério da Saúde SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 663, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2008.

Ministério da Saúde SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 663, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2008. Ministério da Saúde SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE PORTARIA Nº 663, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2008. A Secretária de Atenção à Saúde Substituta, no uso de suas atribuições, e Considerando a Portaria GM/MS nº

Leia mais

PACIENTES AGUARDANDO CIRURGIA UROLOGIA

PACIENTES AGUARDANDO CIRURGIA UROLOGIA PACIENTES AGUARDANDO CIRURGIA UROLOGIA NA 1 24/03/2009 RTU DE PRÓSTATA 898-002-372-489-358 2 19/05/2009 RTU DE PRÓSTATA 201-020-664-630-007 3 06/07/2009 RTU DE PRÓSTATA 4 06/07/2009 RTU DE PRÓSTATA 206-277-959-480-001

Leia mais

Lista RNS de Cirurgias

Lista RNS de Cirurgias Lista RNS de Cirurgias Pele Anexos Partes Moles Incisão e drenagem de abcesso subcutâneo Incisão e drenagem de abcesso profundo Incisão e drenagem de quisto sebáceo, quisto pilonidal ou furúnculo Incisão

Leia mais

PROCEDIMENTOS MÉDICOS GERENCIADOS

PROCEDIMENTOS MÉDICOS GERENCIADOS PROCEDIMENTOS MÉDICOS GERENCIADOS Apresentação Índice Prezado (a) Doutor (a), A fim de padronizar o atendimento de seus pacientes particulares pelo Hospital Santa Catarina, apresentamos a tabela de Procedimentos

Leia mais

30000006 EXCISÃO DE TUMORES BENIGNOS OU QUISTOS SUBCUTÂNEOS EXCEPTO REGIÃO FRONTAL E FACE 90 900.00 900.00 30000007

30000006 EXCISÃO DE TUMORES BENIGNOS OU QUISTOS SUBCUTÂNEOS EXCEPTO REGIÃO FRONTAL E FACE 90 900.00 900.00 30000007 Código PELE. ANEXOS E PARTES MOLES EM 30000001 INCISÃO E DRENAGEM DE ABCESSO SUBCUTÂNEO 90 900.00 900.00 30000002 INCISÃO E DRENAGEM DE ABCESSO PROFUNDO 90 900.00 900.00 30000003 INCISÃO E DRENAGEM DE

Leia mais

30000006 EXCISÃO DE TUMORES BENIGNOS OU QUISTOS SUBCUTÂNEOS EXCEPTO REGIÃO FRONTAL E FACE 90 900.00 900.00 30000007

30000006 EXCISÃO DE TUMORES BENIGNOS OU QUISTOS SUBCUTÂNEOS EXCEPTO REGIÃO FRONTAL E FACE 90 900.00 900.00 30000007 Código PELE. ANEXOS E PARTES MOLES EM 30000001 INCISÃO E DRENAGEM DE ABCESSO SUBCUTÂNEO 90 900.00 900.00 30000002 INCISÃO E DRENAGEM DE ABCESSO PROFUNDO 90 900.00 900.00 30000003 INCISÃO E DRENAGEM DE

Leia mais

NOTA TÉCNICA 38 2011. Diretrizes Gerais Cirurgias Eletivas 2011-2012

NOTA TÉCNICA 38 2011. Diretrizes Gerais Cirurgias Eletivas 2011-2012 NOTA TÉCNICA 38 2011 Diretrizes Gerais Cirurgias Eletivas 2011-2012 1 DIRETRIZES GERAIS CIRURGIAS ELETIVAS 2011-2012 Legislação Anterior Portaria GM nº 1.372 de 01 de julho de 2004 instituiu a Política

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE RESOLUÇÃO N.º 122/04 - CIB / RS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE RESOLUÇÃO N.º 122/04 - CIB / RS RESOLUÇÃO N.º 122/04 - CIB / RS A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais: RESOLVE: Art. 1º - Aprovar a proposta de adequação do Estado à Portaria nº 1372/04/SAS/MS, relativa

Leia mais

LISTA DE CIRURGIAS DATA PRE AGENDAMENTO ESPECIALIDADE Nº CODIGO PROCEDIMENTO SAME DN MUNICÍPIO

LISTA DE CIRURGIAS DATA PRE AGENDAMENTO ESPECIALIDADE Nº CODIGO PROCEDIMENTO SAME DN MUNICÍPIO CIRURGIA CABECA E PESCOCO 1 402010043 TIREOIDECTOMIA TOTAL 23/12/11 180863 06/11/50 MAUA CIRURGIA CABECA E PESCOCO 2 402010043 TIREOIDECTOMIA TOTAL 26/12/11 203470 08/03/45 SANTO ANDRE CIRURGIA CABECA

Leia mais

MS/DATASUS 23/05/2012 10:23:44 E430000001

MS/DATASUS 23/05/2012 10:23:44 E430000001 23/05/2012 10:23:44 Gestor: - Secretaria Estadual da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul Página: 1 PASSO FUNDO COMPLEXIDADE: MEDIA COMPLEXIDADE FINANCIAMENTO: Fundo de Ações Estratégicas e TIPO FINANC:

Leia mais

Procedimentos Cirúrgicos Eletivos Mais Realizados na Gestão Estadual/Bahia De: Setembro/2011 a Dezembro/2014

Procedimentos Cirúrgicos Eletivos Mais Realizados na Gestão Estadual/Bahia De: Setembro/2011 a Dezembro/2014 Região de Saúde: Valença 0405030134 VITRECTOMIA ANTERIOR 9 3.429,72 0406020566 TRATAMENTO CIRURGICO DE VARIZES (BILATERAL) 4 2.961,94 0406020574 TRATAMENTO CIRURGICO DE VARIZES (UNILATERAL) 3 1.957,35

Leia mais

PROCEDIMENTOS MÉDICOS GERENCIADOS

PROCEDIMENTOS MÉDICOS GERENCIADOS PROCEDIMENTOS MÉDICOS GERENCIADOS Apresentação Prezado (a) Doutor (a), A fim de padronizar o atendimento de seus pacientes particulares e agilizar a consulta aos preços praticados pelo Hospital Santa Catarina,

Leia mais

Glossário das tabelas de cirurgias

Glossário das tabelas de cirurgias Glossário das tabelas de cirurgias Geral Biópsia excisão realizada com a finalidade de exame histológico, para fins diagnósticos ou terapêuticos. Crioterapia - "Terapia com Frio", isto é, aplicação terapêutica

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 1.459, DE 2015 (Da Sra. Flávia Morais)

PROJETO DE LEI N.º 1.459, DE 2015 (Da Sra. Flávia Morais) *C0053280A* C0053280A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 1.459, DE 2015 (Da Sra. Flávia Morais) Estabelece prazo para a realização de cirurgia eletiva sensível ao tempo e dá outras providências. DESPACHO:

Leia mais

LISTA DE CIRURGIAS DATA PRE AGENDAMENTO ESPECIALIDADE Nº CODIGO PROCEDIMENTO SAME DN MUNICIPIO

LISTA DE CIRURGIAS DATA PRE AGENDAMENTO ESPECIALIDADE Nº CODIGO PROCEDIMENTO SAME DN MUNICIPIO CIRURGIA GERAL 1 401020045 EXCISAO E ENXERTO DE PELE (HEMANGIOMA, NEVUS OU TUMOR ) 11/11/09 309635 27/10/51 SANTO ANDRE CIRURGIA GERAL 2 401020045 EXCISAO E ENXERTO DE PELE (HEMANGIOMA, NEVUS OU TUMOR

Leia mais

LISTA DE CIRURGIAS DATA PRE AGENDAMENTO ESPECIALIDADE Nº CODIGO PROCEDIMENTO SAME DN MUNICIPIO

LISTA DE CIRURGIAS DATA PRE AGENDAMENTO ESPECIALIDADE Nº CODIGO PROCEDIMENTO SAME DN MUNICIPIO CIRURGIA GERAL 1 401020045 EXCISAO E ENXERTO DE PELE (HEMANGIOMA, NEVUS OU TUMOR ) 11/11/09 309635 27/10/51 SANTO ANDRE CIRURGIA GERAL 2 401020045 EXCISAO E ENXERTO DE PELE (HEMANGIOMA, NEVUS OU TUMOR

Leia mais

LISTA DE CIRURGIAS DATA PRE AGENDAMENTO ESPECIALIDADE Nº CODIGO PROCEDIMENTO SAME DN MUNICIPIO

LISTA DE CIRURGIAS DATA PRE AGENDAMENTO ESPECIALIDADE Nº CODIGO PROCEDIMENTO SAME DN MUNICIPIO CIRURGIA CABECA E PESCOCO 1 412010038 COLOC DE PROT LARINGO-TRAQ, TRAQ, TRAQUEO-BRONQ, BRONQ POR VIA ENDOSC (INCLUI PROTESE) 06/04/15 173277 15/12/77 MAUA CIRURGIA GERAL 1 401020045 EXCISAO E ENXERTO DE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 248/10 - CIB / RS. A Comissão Intergestores Bipartite, ad referendum, no uso de suas atribuições legais, e considerando:

RESOLUÇÃO Nº 248/10 - CIB / RS. A Comissão Intergestores Bipartite, ad referendum, no uso de suas atribuições legais, e considerando: RESOLUÇÃO Nº 248/10 - CIB / RS A Comissão Intergestores Bipartite, ad referendum, no uso de suas atribuições legais, e considerando: a Portaria GM/MS nº 1.919, de 15 de julho de 2010, que redefine a prestação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPOÁ Secretaria Municipal da Saúde

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPOÁ Secretaria Municipal da Saúde Levantamento Quantitativo TFD consultas, exames e viagens. Itapoá, 17/12/2015 CONSULTAS E EXAMES NO MUNICÍPIO GINECOLOGIA Drº IVANILDO 410 GINECOLOGIA Drª GLADIS 375 DERMATOLOGIA 375 NEUROLOGIA 600 ORTOPEDIA

Leia mais

PROTOCOLO DE RESERVAS CIRÚRGICAS

PROTOCOLO DE RESERVAS CIRÚRGICAS PROTOCOLO DE RESERVAS CIRÚRGICAS PROTOCOLO DE RESERVAS CIRÚRGICAS Protocolo de máxima utilização de sangue. Baseado no histórico transfusional de todos os procedimentos cirúrgicos realizados no HUWC de

Leia mais

O SECRETÁRIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. no uso de suas atribuições, RESOLVE:

O SECRETÁRIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. no uso de suas atribuições, RESOLVE: PORTARIA N 42/MS/SAS DE 17 DE MARÇO DE 1994 O SECRETÁRIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1. Estabelecer os procedimentos de Alta Complexidade da área de Ortopedia. constantes

Leia mais

TABELA - CISAMUSEP - 2014

TABELA - CISAMUSEP - 2014 ACOMP/AVAL DOMICILIAR DE CONCENTRADOR DE OXIGÊNIO 05 LITROS, C/EQUI. 90.01.03.005 0 220,00 ACOMP/AVAL DOMICILIAR DE CONCENTRADOR DE OXIGÊNIO 10 LITROS MJ KVIL, HH, KION, C/EQUI. 90.01.03.006 0 220,00 ACOMP/AVAL

Leia mais

Página: 1 de 15 Data: 22/10/2015 Hora: 14:42:33

Página: 1 de 15 Data: 22/10/2015 Hora: 14:42:33 Página: 1 de 15 133 - TABELA DE VALORES CISAMUSEP (FINANCEIRO) 91053 90.01.01.193 0 ACOMP/AVAL DOMICILIAR-VENTILACAO MECANICA NAO INVASIVA-BIPAP - C/EQUIP 810,00 91054 90.01.01.194 0 ACOMP/AVAL DOMICILIAR-VENTILACAO

Leia mais

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 001/2016

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 001/2016 RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 001/2016 A Diretoria Administrativa do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro - CISNORPI, no uso de suas atribuições legais, resolve: Regulamentar o Credenciamento

Leia mais

TABELA CISAMUSEP - 2015 Código Descrição Classificação D.V Valor 90003 AJUSTE DOS PLANOS DE ORIENTAÇÃO PPI 90.01.06.025 0 4,32

TABELA CISAMUSEP - 2015 Código Descrição Classificação D.V Valor 90003 AJUSTE DOS PLANOS DE ORIENTAÇÃO PPI 90.01.06.025 0 4,32 TABELA CISAMUSEP - 2015 Código Descrição Classificação D.V Valor 91168 91169 91053 91054 ACOMP/AVAL DOMICILIAR DE CONCENTRADOR DE OXIGÊNIO 05 LITROS, C/EQUI. ACOMP/AVAL DOMICILIAR DE CONCENTRADOR DE OXIGÊNIO

Leia mais

MS/DATASUS 26/09/11 18:28:03 E420000001

MS/DATASUS 26/09/11 18:28:03 E420000001 26/09/11 18:28:03 Página: 1 FLORIANOPOLIS FINANCIAMENTO: Fundo de Ações Estratégicas e TIPO FINANC: Tratamento de doenças do Estabelecimento: 2691868 HOSPITAL INFANTIL JOANA DE GUSMAO 4211102529458 0403010390

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA RESERVA CIRÚRGICA DE HEMOCOMPONENTES

ORIENTAÇÕES PARA RESERVA CIRÚRGICA DE HEMOCOMPONENTES ORIENTAÇÕES PARA RESERVA CIRÚRGICA DE HEMOCOMPONENTES O conhecimento e análise do consumo de hemocomponentes pelo paciente submetido à intervenção cirúrgica são de fundamental importância para que o Hemocentro

Leia mais

V. CONSIDERAÇÕES FINAIS

V. CONSIDERAÇÕES FINAIS AGENDA I. PERSPECTIVAS DA GESTÃO Trabalhando DA SAÚDE em Redes Cooperativas: Compartilhamento II. ABORDAGENS para DE CUSTEIO SUStentabilidade Case I Apresentação do III. EXPERIÊNCIA DAS SANTAS CASAS DE

Leia mais

RESOLUÇÃO CNRM N.º 07, 05 de setembro de 2006 (*)

RESOLUÇÃO CNRM N.º 07, 05 de setembro de 2006 (*) RESOLUÇÃO CNRM N.º 07, 05 de setembro de 2006 (*) Dispõe sobre a duração do programa de Residência Médica de Cancerologia/Cirúrgica e seu conteúdo programático O Presidente da Comissão Nacional de Residência

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS CIRÚRGICOS

TABELA DE HONORÁRIOS CIRÚRGICOS 1 TABELA DE HONORÁRIOS CIRÚRGICOS Relação adotada entre peso e porte dos pacientes (P, M, G, Gigante). COD. PROCEDIMENTO VALOR (R$) 1. CIRURGIA 1 Caudectomia terapêutica adulto pequeno 200,00 2 Caudectomia

Leia mais

Considerando a pauta das reuniões do Comitê Transfusional do HSPE, apresentamos o protocolo de Reserva Cirúrgica de Sangue aprovado.

Considerando a pauta das reuniões do Comitê Transfusional do HSPE, apresentamos o protocolo de Reserva Cirúrgica de Sangue aprovado. Considerando a pauta das reuniões do Comitê Transfusional do HSPE, apresentamos o protocolo de Reserva Cirúrgica de Sangue aprovado. O conhecimento e análise do consumo de hemocomponentes pelo paciente

Leia mais

MANUAL DE ANTIBIOTICOPROFILAXIA CIRÚRGICA

MANUAL DE ANTIBIOTICOPROFILAXIA CIRÚRGICA MANUAL DE ANTIBIOTICOPROFILAXIA CIRÚRGICA manual.indd 1 Serviço de Controle de Infecção Hospitalar SCIH Índice Parâmetros para Antibióticoprofilaxia Cirúrgica... Cirurgia Cardíaca... Cirurgia de Cabeça

Leia mais

Relatório Sintético de Procedimentos

Relatório Sintético de Procedimentos Apêndice E Procedimentos em Oftalmologia da Tabela Unificada do SUS Procedimentos que exigem habilitação como Centro de Atenção Oftalmológico (504) ou Unidade de Atenção Especializada em Oftalmologia (503)

Leia mais

SISTEMÁTICAS DE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS QUE ATUAM NA SAÚDE SUPLEMENTAR: PROCEDIMENTOS GERENCIADOS

SISTEMÁTICAS DE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS QUE ATUAM NA SAÚDE SUPLEMENTAR: PROCEDIMENTOS GERENCIADOS SISTEMÁTICAS DE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS QUE ATUAM NA SAÚDE SUPLEMENTAR: PROCEDIMENTOS GERENCIADOS GRUPO DE TRABALHO SOBRE REMUNERAÇÃO DOS HOSPITAIS REGRAS GERAIS Outubro de 2012 Associação Brasileira

Leia mais

MS/DATASUS 24/04/2015 15:00:39 M330455001

MS/DATASUS 24/04/2015 15:00:39 M330455001 24/04/2015 15:00:39 Gestor: - Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro Página: 1 Estabelecimento: 2269341 SMS HOSPITAL MUNICIPAL JESUS AP 22 3315101123851 0403010101 DERIVACAO VENTRICULAR PARA PERITONEO

Leia mais

Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007

Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007 Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007 Dispõe sobre a duração e o conteúdo programático da Residência Médica de Cirurgia da Mão O PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA, no uso das

Leia mais

PONTO-FINAL CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

PONTO-FINAL CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA PONTO-FINAL CUO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DERIÇÃO: Cursos presenciais Vale 3,0 pontos para a Revalidação do TEOT PROGRAMAÇÃO: OSTEONECROSE DA CABEÇA BELÉM/ PA 18.05.2007 SEXTA-FEIRA 20:00-20:20

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. 026/2016

PROJETO DE LEI Nº. 026/2016 PROJETO DE LEI Nº. 026/2016 Súmula: Inclui Anexo I na Lei Municipal 2.449/2015 de 05 de fevereiro de 2015. A Câmara Municipal de Mandaguari, Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, aprovou

Leia mais

SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA Procedimentos videoartroscópicos Procedimentos Porte

SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA Procedimentos videoartroscópicos Procedimentos Porte RESOLUÇÃO NORMATIVA CNHM Nº 003/2007 AOS MÉDICOS, HOSPITAIS E ENTIDADES CONTRATANTES A Comissão Nacional de Honorários Médicos e Sociedades Brasileiras de Especialidade comunicam as seguintes alterações,

Leia mais

O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ - FUNECE, no uso de suas atribuições estatutárias,

O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ - FUNECE, no uso de suas atribuições estatutárias, Governo do Estado do Ceará Secretaria da Ciência Tecnologia e Educação Superior Fundação Universidade Estadual do Ceará FUNECE Secretaria dos Órgãos de Deliberação Coletiva - SODC RESOLUÇÃO Nº 424/2011

Leia mais

RESOLUÇÃO CREMERJ Nº 218/2006

RESOLUÇÃO CREMERJ Nº 218/2006 RESOLUÇÃO CREMERJ Nº 218/2006 Aprova os procedimentos urológicos em concordância com o disposto na Resolução CREMERJ nº 215/2006. O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, no uso das

Leia mais

MS/DATASUS 26/09/2011 12:52:37 M330455001

MS/DATASUS 26/09/2011 12:52:37 M330455001 26/09/2011 12:52:37 Página: 1 COMPLEXIDADE: MEDIA COMPLEXIDADE FINANCIAMENTO: Fundo de Ações Estratégicas e TIPO FINANC: Central Nacional de Estabelecimento: 2273276 MS INTO INSTITUTO NACIONAL DE TRAUMATOLOGIA

Leia mais

EDITAL Credenciamento Nº 000003/2016

EDITAL Credenciamento Nº 000003/2016 PREÂMBULO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE CREDENCIAMENTO Nº 003/2016 O MUNICIPIO DE PRESIDENTE KENNEDY-ES, através do Secretário Municipal de Saúde, torna público que a partir do dia 21 de março de 2016, no

Leia mais

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 08/2014

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 08/2014 RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 08/2014 A Diretoria Administrativa do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro - CISNORPI, no uso de suas atribuições legais, resolve: Regulamentar o Credenciamento

Leia mais

MODELOS DE TERMOS DE CONSENTIMENTOS PÓS- INFORMADOS EM UROLOGIA

MODELOS DE TERMOS DE CONSENTIMENTOS PÓS- INFORMADOS EM UROLOGIA MODELOS DE TERMOS DE CONSENTIMENTOS PÓS- INFORMADOS EM UROLOGIA Prezado Colega, Há cerca de 30 anos nos principais países do mundo, têm sido implantado como rotina os Termos de ConsentimentoS Pós-Informados

Leia mais

UNIMED COSTA DO SOL. Nº Cód.Tab Cód.UCS DESCRIÇÃO vlr tx video

UNIMED COSTA DO SOL. Nº Cód.Tab Cód.UCS DESCRIÇÃO vlr tx video UNIMED COSTA DO SOL Nº Cód.Tab Cód.UCS DESCRIÇÃO vlr tx video 1 31005454 88010001 ABSCESSO HEPÁTICO - DRENAGEM CIRÚRGICA POR 163,24 2 30735033 88010002 ACROMIOPLASTIA 194,35 3 30205271 88010003 ADENOIDECTOMIA

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010 DIÁRIO OFICIAL Nº. 31587 de 18/01/2010 SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA AOS SERVIDORES DO ESTADO Republicação da resolução n 04 de 21 de dezembro de 2009 Número de Publicação:

Leia mais

RELATÓRIO CIRCUNSTANCIADO DE ATIVIDADES - EXERCÍCIO DE 2012

RELATÓRIO CIRCUNSTANCIADO DE ATIVIDADES - EXERCÍCIO DE 2012 RELATÓRIO CIRCUNSTANCIADO DE ATIVIDADES - EXERCÍCIO DE 2012 APRESENTAÇÃO Estatutariamente, a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Garça é uma pessoa jurídica de direito privado, sem fins econômicos

Leia mais

ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE)

ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE) ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE) DESCRIÇÃO: Aulas interativas ao vivo pela internet. Participe ao vivo, respondendo as enquetes e enviando suas perguntas. Vale pontos para a Revalidação

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.945, DE 27 DE AGOSTO DE 2009

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.945, DE 27 DE AGOSTO DE 2009 Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.945, DE 27 DE AGOSTO DE 2009 Altera, atualiza, e recompõe a Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses/Próteses e Materiais Especiais do SUS.

Leia mais

Listagem de Procedimentos Cadastrados

Listagem de Procedimentos Cadastrados Grupo:01 CONSULTAS 00007 CONSULTA EM ATENÇÃO ESPECIALIZADA 0301010072 75,00 00629 CONSULTA ESPECIALIZADA - DERMATOLOGIA 0301010072 110,00 00915 CONSULTA ESPECIALIZADA - NEUROLOGIA 110,00 00630 CONSULTA

Leia mais

TERMINOLOGIA CIRÚRGICA. Prefixos da terminologia cirúrgica e seus significados

TERMINOLOGIA CIRÚRGICA. Prefixos da terminologia cirúrgica e seus significados TERMINOLOGIA CIRÚRGICA Essa terminologia é formada por prefixos, que designam a parte do corpo relacionada à cirurgia, e por sufixos, que indicam o ato cirúrgico referente. Prefixos da terminologia cirúrgica

Leia mais

Recomendações para Programas de Cirurgia do Ambulatório

Recomendações para Programas de Cirurgia do Ambulatório Recomendações para Programas de Cirurgia do Ambulatório M. Americano Cirurgia do Ambulatório 15. 12. 2005 Título Apresentação 1 Índice 1. Evolução Histórica 2. Situação em Portugal 3. Definição e Âmbito

Leia mais

UROLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA CREDENCIADO PELA CNRM, PARECER DE CREDENCIAMENTO Nº 152/03 DE 02/10/2003

UROLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA CREDENCIADO PELA CNRM, PARECER DE CREDENCIAMENTO Nº 152/03 DE 02/10/2003 UROLOGIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA CREDENCIADO PELA CNRM, PARECER DE CREDENCIAMENTO Nº 152/03 DE 02/10/2003 SEDE ADMINISTRATIVA: Disciplina de Urologia Faculdade de Ciências Médicas - UNICAMP Cidade

Leia mais

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.002-8 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

Cirurgias Urológicas

Cirurgias Urológicas Nefrectomia Cirurgias Urológicas Retirada parcial ou total do rim. 1 Nefrectomia Indicações: Cirurgias Urológicas hidronefrose, tumores renais, cálculos renais, anomalias congênitas e traumatismos graves.

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS MÉDICOS FUSEX - CBHPM 4ª EDIÇÃO (SADT-PLENO) E CBHPM 5ª EDIÇÃO HONORÁRIOS MÉDICOS 5% (ATUALIZADA EM 01/01/2015)

TABELA DE HONORÁRIOS MÉDICOS FUSEX - CBHPM 4ª EDIÇÃO (SADT-PLENO) E CBHPM 5ª EDIÇÃO HONORÁRIOS MÉDICOS 5% (ATUALIZADA EM 01/01/2015) Código Anatômico Procedimento Porte Valor 10100008 CONSULTAS 10101004 CONSULTAS 10101012 Em consultório (demais especialidades) 70,00 R$ 70,00 10101039 Em pronto socorro (demais especialidades) 70,00Em

Leia mais

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.001-0 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

A ANS não incluiu os seguintes procedimentos, conforme solicitado pelo CBO, que já constam na CBHPM:

A ANS não incluiu os seguintes procedimentos, conforme solicitado pelo CBO, que já constam na CBHPM: ! #"$% & ' Discordâncias em vermelho: TESTE E ADAPTAÇÃO DE LENTES DE CONTATO (SESSÃO) BINOCULAR. A SOBLEC pediu para ser retirado. EXÉRESE DE TUMOR DE ESCLERA CBO pediu que retirassem, pois não existe.

Leia mais

PORTARIA Nº 876/GM, DE 16 DE MAIO DE 2013. p. DOU, Seção1, de 17.5.2013, págs. 135/136

PORTARIA Nº 876/GM, DE 16 DE MAIO DE 2013. p. DOU, Seção1, de 17.5.2013, págs. 135/136 PORTARIA Nº 876/GM, DE 16 DE MAIO DE 2013 p. DOU, Seção1, de 17.5.2013, págs. 135/136 Dispõe sobre a aplicação da Lei nº 12.732, de 22 de novembro de 2012, que versa a respeito do primeiro tratamento do

Leia mais

Cirurgias do sistema urinário INDICAÇÕES. Traumatismos. Urolitíase. Neoplasias. Infecções do trato t urinário

Cirurgias do sistema urinário INDICAÇÕES. Traumatismos. Urolitíase. Neoplasias. Infecções do trato t urinário CIRURGIAS DO OSS SISTEMA URINÁRIO Prof. Dr. João Moreira da Costa Neto Departamento de Patologia e Clínicas Escola de Medicina Vetrinária -UFBA Cirurgias do sistema urinário INDICAÇÕES Traumatismos Urolitíase

Leia mais

CENTRAL ESTADUAL DE TRANSPLANTES DO PARANA

CENTRAL ESTADUAL DE TRANSPLANTES DO PARANA CENTRAL ESTADUAL DE TRANSPLANTES DO PARANA MANUAL DE COBRANÇA DE PROCEDIMENTOS E AÇÕES RELACIONADAS A DOAÇÕES/TRANSPLANTES - PARA HOSPITAIS SUS E NÃO SUS CURITIBA 2013 ÍNDICE: INTRODUÇÃO... 3 CAPITULO

Leia mais

SINDICATO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - SIMVET/RS. Unidos somos Fortes

SINDICATO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - SIMVET/RS. Unidos somos Fortes SINDICATO DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - SIMVET/RS Unidos somos Fortes TABELA DE HONORÁRIOS PROFISSIONAIS GRANDES ANIMAIS (EQUINOS) UMV - Unidade Médico Veterinária ( Valor UMV

Leia mais

Lista Provisória de Comunicações Livres Propostas a Passarem para Poster. 1 de 5

Lista Provisória de Comunicações Livres Propostas a Passarem para Poster. 1 de 5 12 A propósito de um caso clínico: Encurtamento isolado dos isquio-tibiais 53 A utilização do VEPTR no tratamento das deformidades da coluna pediátrica. Mª Teresa Combalia Pedro Fernandes 73 Abordagem

Leia mais

4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS

4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE FRAIBURGO 4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS OBJETO: Credenciamento de empresas do ramo interessadas na prestação de serviços de consultas

Leia mais

Secretaria da Administração do Estado da Bahia

Secretaria da Administração do Estado da Bahia ELABORAÇÃO VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: HISTEROSCOPIA JULHO/2008 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO MANOEL VITÓRIO DA SILVA FILHO REALIZAÇÃO COORDENADOR GERAL SONIA MAGNÓLIA

Leia mais

PLANO DE TRABALHO OBJETO

PLANO DE TRABALHO OBJETO PLANO DE TRABALHO RAZÃO SOCIAL: CLINICA DE OLHOS AVENIDA RIO BRANCO NOME FANTASIA: CLINICA DE OLHOS AVENIDA RIO BRANCO MATRIZ CNPJ: 01.397.085 0001/56 CNES: 7165765 OBJETO O presente Plano de Trabalho

Leia mais

Lembramos, no entanto, que a Deficiência Física, não está contemplada na sua totalidade, existindo outros CIDs não listados e que sofrerão análise.

Lembramos, no entanto, que a Deficiência Física, não está contemplada na sua totalidade, existindo outros CIDs não listados e que sofrerão análise. Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Em função de ocorrer dúvidas em relação ao encaminhamento do benefício do passe-livre intermunicipal,

Leia mais