FOTOGRAMETRIA DIGITAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FOTOGRAMETRIA DIGITAL"

Transcrição

1 FOTOGRAMETRIA DIGITAL Produtos a Obter na Fotogrametria Digital: - Vôo Fotogramétrico + GPS - Fotografias Aéreas Digitais. - Aerotriangulação Digital. - Modelo Digital do Terreno. - Ortofotografia Digital. - Fotomapa. 1

2 Ortofoto Digital: Fotografia Digital: Projeção Cônica Deformações: - Inclinações na obtenção da fotografia. - Relevo do terreno. Orientação Retificação Diferencial MDT Fotomapa: Projeção Ortogonal Vantagens: - Imagem contínua. - Escala uniforme. - Georreferenciada. - Quadricula de Coordenadas. 2

3 Técnica: Fotografia Aérea Orientação MDT 3

4 Escalas Cartográficas mais freqüentes: 4

5 Imagem Fotográfica: A projeção fotográfica: - Projeção cônica ou central - Não se pode medir diretamente sobre ela. - Na Fotogrametria Aérea = foto vertical. - Eixo de obtenção da fotografia perpendicular ao terreno. - Centro da Projeção = Centro Ótico da Objetiva. - Plano da Projeção = Plano do Filme Fotográfico. 5

6 Imagem Fotográfica: - Na realidade temos - O eixo de obtenção não esta totalmente na vertical. - O terreno não é plano. - Devemos conhecer a posição da câmara no momento de obtenção da fotografia e a forma do relevo fotografado. - Obter a projeção ortogonal a partir da projeção cônica. 6

7 Imagem Fotográfica: - Com o objetivo de poder reduzir o erro devido a forma cônica do fotograma devemos conhecer de forma muito precisa: - A distância focal calibrada da câmara. - A posição do ponto principal (PP) no negativo. Orientação Interna - A função matemática de distorção das lentes. - Para poder determinar a posição do PP as câmaras fotogramétricas registram junto com a imagem do terreno uma série de marcas (fiduciais) em que se conhece as suas posições em relação ao PP. - Na intersecção das diagonais definidas pelas marcas fiduciais estaria o PP. 7

8 Imagem Digital: Definição: - Matriz de elementos retangulares (pixeis) que contém um valor digital (ND) que é representa a radiação eletromagnética refletida ou emitida pelo objeto representado. - Imagem Digital = Representação discreta. - Imagem Analógica = Representação contínua. - O tamanho do píxel se mede em: - Micrometros (µm) ou pontos por polegada (dpi) 8

9 Imagem Digital: 9

10 Imagem Digital: - Tamanho das imagens: Tamanho do arquivo = Nº de linhas X Nº de colunas X Nº Bits/pixel Nas Imagens Coloridas o número de bits/pixel é igual a 24 (8bits/cor RGB) Nas Imagens Branco/Preto o número de bits/pixel é igual a 8. 10

11 Certificado de Calibração das Câmeras Fotogramétricas: - Ponto Principal: - Ponto Principal de Autocolimação (PPA) - Ponto Principal de Simetria (PPS) Exemplo: x(mm) y(mm) PPA 0,002 0,002 PPS -0,003 0,001 - Coordenadas das Marcas Fiduciais: - Referidas ao PP - Distância Focal: Exemplo: 152,85mm Exemplo: x(mm) y(mm) 1 106, , , , , , , , , , ,998 0, , , ,002 0,002 11

12 Certificado de Calibração das Câmeras Fotogramétricas: - Distorções Radiais: Refere-se as distorções existentes na lente da câmera em relação ao PP. 12

13 Certificado de Calibração das Câmeras Fotogramétricas: - Graficamente Temos. 13

14 Certificado de Calibração das Câmeras Fotogramétricas: - Graficamente Temos. 14

15 Certificado de Calibração das Câmeras Fotogramétricas: - Comparação das distintas câmeras existentes. Distorções das Câmeras Comuns Adaptadas. 15

16 Certificado de Calibração das Câmeras Fotogramétricas: - Comparação das distintas câmeras existentes. Distorções das Câmeras Fotogramétricas Analógicas. 16

17 Certificado de Calibração das Câmeras Fotogramétricas: - Comparação das distintas câmeras existentes. Distorções das Câmeras Fotogramétricas Digitais. 17

Compreendendo os Efeitos da Projeção nas Imagens Aéreas

Compreendendo os Efeitos da Projeção nas Imagens Aéreas Compreendendo os Efeitos da Projeção nas Imagens Aéreas Introdução Com a atual popularização dos sistemas CAD, ficou muito fácil para usuários de cartografia carregarem um arquivo vetorial, oriundo de

Leia mais

Disciplina: Aerofotogrametria e Tratamento de imagem

Disciplina: Aerofotogrametria e Tratamento de imagem Disciplina: Aerofotogrametria e Tratamento de imagem Professor: Msc. Diego Alves de Oliveira Outubro de 2013 Oliveira Características das câmaras aerofotográficas Formato de seus negativos; Distância focal

Leia mais

Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital

Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital Cobertura Fotogramétrica com uma Câmara Digital Instituto Geográfico Português Direcção-Geral dos Recursos Florestais Paulo Patrício Inventário Florestal Nacional A Direcção-Geral dos Recursos Florestais

Leia mais

FOTOGRAMETRIA I Prof Felipe: Aulas 1 e 2. 2- Câmaras Fotogramétricas

FOTOGRAMETRIA I Prof Felipe: Aulas 1 e 2. 2- Câmaras Fotogramétricas FOTOGRAMETRIA I Prof Felipe: Aulas 1 e 2 2- Câmaras Fotogramétricas Generalidades (fotografia) Elementos Fotografia aérea Espectro Eletromagnético 1 Fotogrametria é a arte, ciência, e tecnologia de obtenção

Leia mais

Geomática Aplicada à Engenharia Civil. 1 Fotogrametria

Geomática Aplicada à Engenharia Civil. 1 Fotogrametria Geomática Aplicada à Engenharia Civil 1 Fotogrametria Conceitos 2 Segundo Wolf (1983), a Fotogrametria pode ser definida como sendo a arte, a ciência e a tecnologia de se obter informações confiáveis de

Leia mais

Dados para mapeamento

Dados para mapeamento Dados para mapeamento Existem dois aspectos com relação aos dados: 1. Aquisição dos dados para gerar os mapas 2. Uso do mapa como fonte de dados Os métodos de aquisição de dados para o mapeamento divergem,

Leia mais

VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40

VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40 VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40 O constante desenvolvimento de sistemas aerotransportados para captação de imagens finalmente trouxe ao mercado os modernos sensores para captação de imagens

Leia mais

Forma de Captura de Imagens Digitais:

Forma de Captura de Imagens Digitais: Forma de Captura de Imagens Digitais: - Câmaras Digitais. -Videografia. - Scanner Normal. - Scanner plano B/P (tons de cinza). - Scanner plano Colorido. - Scanner plano profissional. - Scanner de tambor.

Leia mais

Aula 2 Aquisição de Imagens

Aula 2 Aquisição de Imagens Processamento Digital de Imagens Aula 2 Aquisição de Imagens Prof. Dr. Marcelo Andrade da Costa Vieira mvieira@sc.usp.br EESC/USP Fundamentos de Imagens Digitais Ocorre a formação de uma imagem quando

Leia mais

Benefícios das Ortofotos Geradas a Partir das Imagens da ADS40 com Sensor SH52

Benefícios das Ortofotos Geradas a Partir das Imagens da ADS40 com Sensor SH52 Benefícios das Ortofotos Geradas a Partir das Imagens da ADS40 com Sensor SH52 Abstract As câmeras aéreas digitais são a mais avançada tecnologia de precisão para obtenção de imagens aerofotogramétricas.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UFBA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES DISCIPLINA: TÉCNICAS DE GEOMENSURA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UFBA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES DISCIPLINA: TÉCNICAS DE GEOMENSURA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UFBA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES DISCIPLINA: TÉCNICAS DE GEOMENSURA FUNDAMENTOS DE AEROFOTOGRAMETRIA APLICADA À TOPOGRAFIA PROF. LUIZ CARLOS A. DE A. FONTES

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO 04/04/2013 Leonardo Scharth Loureiro Silva Sumário 1 Fundamentos básicos de Sensoriamento Remoto 2 Levantamento aerofotogramétrico para fins de cadastro

Leia mais

Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil TOPOGRAFIA II. Profa. Adriana Goulart dos Santos

Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil TOPOGRAFIA II. Profa. Adriana Goulart dos Santos Universidade do Estado de Santa Catarina Departamento de Engenharia Civil TOPOGRAFIA II Profa. Adriana Goulart dos Santos Aerofotogrametria Fotogrametria é a ciência aplicada que se propõe a registrar,

Leia mais

Universidade Federal de Alagoas Instituto de Matemática. Câmera Virtual. Prof. Thales Vieira

Universidade Federal de Alagoas Instituto de Matemática. Câmera Virtual. Prof. Thales Vieira Universidade Federal de Alagoas Instituto de Matemática Câmera Virtual Prof. Thales Vieira 2014 Coordenadas Câmera fotográfica Transformações projetivas Câmera Virtual Representação e especificação Transformação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO DE DOCENTES DO QUADRO EFETIVO EDITAL

Leia mais

3. ORIENTAÇÃO INTERIOR

3. ORIENTAÇÃO INTERIOR 3. ORIENTAÇÃO INTERIOR 3.1 CONCEITO INICIAL Por orientação interior entende-se a reconstrução do feixe perspectivo, ou seja, o referenciamento da imagem em relação à câmara. Uma vez que as imagens obtidas

Leia mais

Fotografia aérea e foto-interpretação

Fotografia aérea e foto-interpretação Fotografia aérea e foto-interpretação Fotografias aéreas e foto-interpretação são elementos e técnicas de trabalho fundamentais para um conhecimento aprofundado do território e para a elaboração ou actualização

Leia mais

Projecções Cartográficas

Projecções Cartográficas Projecções Cartográficas Projecções azimutais Projecção azimutal polar ou normal (ponto de tangência é o polo) Projecção azimutal equatorial ou transversa (ponto de tangência é o equador): Projecção azimutal

Leia mais

Técnicas de Cartografia Digital

Técnicas de Cartografia Digital Técnicas de Cartografia Digital Maria Cecília Bonato Brandalize 2011 Aula 8 1. Vetoriais 2. Matriciais 3. Vantagens e Desvantagens 1. Vetoriais 2. Matriciais 3. Vantagens e Desvantagens Como são representados

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Fotogrametria. Parte 1

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Fotogrametria. Parte 1 UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2 Fotogrametria Parte 1 Recife, 2014 Fotogrametria (definição clássica): Pode ser definida como a Ciência,

Leia mais

ORTOFOTOCARTAS DIGITAIS E GEOPROCESSAMENTO EM RODOVIAS

ORTOFOTOCARTAS DIGITAIS E GEOPROCESSAMENTO EM RODOVIAS ORTOFOTOCARTAS DIGITAIS E GEOPROCESSAMENTO EM RODOVIAS Furquim, Maysa P.O. de; Sallem F., Silas ESTEIO Engenharia e Aerolevantamentos S.A. Rua Dr. Reynaldo Machado, 1.151 - Bairro Prado Velho 80215-242

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CANOINHAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO "Departamento de Licitações"

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CANOINHAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO Departamento de Licitações PROCESSO N.º 02/2009 TOMADA DE PREÇOS N.º 0/2009 ANEXO IV CRONOGRAMA FÍSICO PRAZO DE EXECUÇÃO (MESES) ITEM DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS E SERVIÇOS o MÊS 2 o MÊS 3 o MÊS 4 o MÊS 5 o MÊS 6 o MÊS 7 o MÊS 8 o MÊS

Leia mais

Projecções Cartográficas

Projecções Cartográficas Projecções azimutais Projecções Cartográficas Projecção azimutal polar ou normal (ponto de tangência é o polo) Projecção azimutal equatorial ou transversa (ponto de tangência é o equador): Projecção azimutal

Leia mais

Figura 1: Formato matricial de uma imagem retangular. Figura 2: Ampliação dos pixels de uma imagem

Figura 1: Formato matricial de uma imagem retangular. Figura 2: Ampliação dos pixels de uma imagem Universidade Federal de Santa Maria - UFSM Departamento de Eletrônica e Computação - DELC Introdução à Informática Prof. Cesar Tadeu Pozzer Julho de 2006 Imagens Uma imagem é representada por uma matriz

Leia mais

Sistema de Informações Geográficas

Sistema de Informações Geográficas UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE Pós Graduação Ecologia e Manejo de Recursos Naturais Sistema de Informações Geográficas Prof. Fabiano Luiz Neris Criciúma, Março de 2011. A IMPORTÂNCIA DO ONDE "Tudo

Leia mais

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica

Mídia Impressa X Mídia Eletrônica Diferenças entre Mídia Impressa e Eletrônica Resolução Web >> 72dpi Impressão >> 300dpi Padrão de cores Web >> RGB Impressão >> CMYK Tipos de Arquivos Web >> GIF / JPEG Impressão >> TIF / EPS Tamanho dos

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O MATERIAL UTILIZADO NA OBTENÇÃO E NA ANÁLISE DOS VÍDEOS

INFORMAÇÕES SOBRE O MATERIAL UTILIZADO NA OBTENÇÃO E NA ANÁLISE DOS VÍDEOS INFORMAÇÕES SOBRE O MATERIAL UTILIZADO NA OBTENÇÃO E NA ANÁLISE DOS VÍDEOS 1 Material utilizado 1.1 Tracker: um programa de análise de imagens Para a execução da proposta foi utilizado o programa livre

Leia mais

Sistemas de Informação Geográfica Aula 3

Sistemas de Informação Geográfica Aula 3 Sistemas de Informação Geográfica Aula 3 Introdução Equipamentos de entrada de dados são dispositivos que convertem dados analógicos e mapas impressos no papel em mídia m eletrônica ou digital para serem

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE ORTOFOTOCARTAS DIGITAIS NO SISTEMA DE GERÊNCIAMENTO DE REDES DA DISTRIBUIÇÃO CEMIG PROJETO GEMINI

UTILIZAÇÃO DE ORTOFOTOCARTAS DIGITAIS NO SISTEMA DE GERÊNCIAMENTO DE REDES DA DISTRIBUIÇÃO CEMIG PROJETO GEMINI EDITE DO SOCORRO SILVA UTILIZAÇÃO DE ORTOFOTOCARTAS DIGITAIS NO SISTEMA DE GERÊNCIAMENTO DE REDES DA DISTRIBUIÇÃO CEMIG PROJETO GEMINI Monografia apresentada ao Curso de Especialização em Geoprocessamento

Leia mais

CARTOGRAFIA E ORTOFOTOCARTOGRAFIA À ESCALA 1:2 000. Normas técnicas de produção e reprodução DGT, 2013-06-01

CARTOGRAFIA E ORTOFOTOCARTOGRAFIA À ESCALA 1:2 000. Normas técnicas de produção e reprodução DGT, 2013-06-01 CARTOGRAFIA E ORTOFOTOCARTOGRAFIA À ESCALA 1:2 000 Normas técnicas de produção e reprodução DGT, 2013-06-01 DGT - p.2/86 NORMAS TÉCNICAS DE PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO DE CARTOGRAFIA E ORTOFOTOCARTOGRAFIA À

Leia mais

Recuperação da cobertura aérea nacional RAF47

Recuperação da cobertura aérea nacional RAF47 >>Boletim do IGeoE N.º 72 Novembro 2010 Recuperação da cobertura aérea nacional RAF47 >Dora Roque Aluna Estagiária do Mestrado em Engenharia Geográfica dora_rq@msn.com >Prof.ª Dr.ª Paula Redweik Professora

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (I)

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (I) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS DISCIPLINA: LEB450 TOPOGRAFIA E GEOPROCESSAMENTO II PROF. DR. CARLOS ALBERTO VETTORAZZI

Leia mais

A Evolução do Processamento Fotográfico na ESTEIO

A Evolução do Processamento Fotográfico na ESTEIO A Evolução do Processamento Fotográfico na ESTEIO Descrever o processo fotográfico é remeter-se a temas como: câmera, filme, papel fotográfico e processamento de imagens, assuntos tratados e estudados

Leia mais

FOTOGRAMETRIA DIGITAL. Rogério Mercandelle Santana Universidade Federal de Viçosa Departamento de Solos

FOTOGRAMETRIA DIGITAL. Rogério Mercandelle Santana Universidade Federal de Viçosa Departamento de Solos FOTOGRAMETRIA DIGITAL Rogério Mercandelle Santana Universidade Federal de Viçosa Departamento de Solos O que é Fotogrametria? A Fotogrametria é, segundo a American Society for Photogrammetry and Remote

Leia mais

Fotogrametria (definição clássica):

Fotogrametria (definição clássica): Fotogrametria (definição clássica): Pode ser definida como a Ciência, Arte e Tecnologia de se obterem Medidas dignas de confiança por meios de Fotografias É derivada de três palavras de origem grega que

Leia mais

Nuvens de pontos e modelos tridimensionais a partir de fotografias

Nuvens de pontos e modelos tridimensionais a partir de fotografias Nuvens de pontos e modelos tridimensionais a partir de fotografias José Alberto Gonçalves, jagoncal@fc.up.pt Colaboração de: Nelson Pires, Sérgio Madeira Workshop em Fotogrametria e Varrimento por Laser

Leia mais

VANT e fotogrammetria

VANT e fotogrammetria VANT e fotogrammetria Um piscar sobre a tecnologia Emanuele Traversari UFPE - 5 de Julho 2013 1 O que é um VANT O VANT é uma sigla para Veículo Aéreo Não Tripulado: é uma aeronave genérica, criada para

Leia mais

Tel.: 55 (11) 2814-0790 Fax 55 (11) 4647-6782 E-mail: triak@triak.com.br CNPJ: 08.747.866/0001-72 Inc. Estadual: 147.257.444.110 www.triak.com.

Tel.: 55 (11) 2814-0790 Fax 55 (11) 4647-6782 E-mail: triak@triak.com.br CNPJ: 08.747.866/0001-72 Inc. Estadual: 147.257.444.110 www.triak.com. Promoção Válida /janeiro 2011 /fevereiro 2011 das normas internacionais, Garantia de 1 ano Assistência Técnica Própria Tel.: 55 (11) 2814-0790 Fax 55 (11) 4647-6782 E-mail: triak@triak.com.br CNPJ: 08.747.866/0001-72

Leia mais

1 Introdução. 1.2 Pioneiros da Fotogrametria

1 Introdução. 1.2 Pioneiros da Fotogrametria Ficha 1 de Fotogrametria 1 Introdução 1.1 Definição A palavra FOTOGRAMETRIA, deriva de três palavras de origem grega, tem o seguinte significado: Luz, descrição e medidas. Ela pode ser definida como a

Leia mais

RETIFICAÇÃO DE IMAGENS AÉREAS DIGITAIS COM USO DE EFEMÉRIDES PRECISAS

RETIFICAÇÃO DE IMAGENS AÉREAS DIGITAIS COM USO DE EFEMÉRIDES PRECISAS RETIFICAÇÃO DE IMAGENS AÉREAS DIGITAIS COM USO DE EFEMÉRIDES PRECISAS WANDERLEY KAMPA RIBAS ÂNGELA KUGLER Esteio Engenharia e Aerolevantamentos S.A. Departamento de Levantamentos Terrestres e Departamento

Leia mais

OBTENÇÃO DE ORTOFOTOS COM FOTOGRAFIAS DE PEQUENO FORMATO UTILIZANDO DADOS DO LASER SCANNER COM MODELO DE TERRENO

OBTENÇÃO DE ORTOFOTOS COM FOTOGRAFIAS DE PEQUENO FORMATO UTILIZANDO DADOS DO LASER SCANNER COM MODELO DE TERRENO II Simpósio Brasileiro de Geomática Presidente Prudente - SP, 24-27 de julho de 27 ISSN 1981-6251, p. 957-961 OBTENÇÃO DE ORTOFOTOS COM FOTOGRAFIAS DE PEQUENO FORMATO UTILIZANDO DADOS DO LASER SCANNER

Leia mais

A EVOLUÇÃO DOS MÉTODOS DE VISUALIZAÇÃO DO ESPAÇO URBANO COM BASE NA FOTOGRAFIA

A EVOLUÇÃO DOS MÉTODOS DE VISUALIZAÇÃO DO ESPAÇO URBANO COM BASE NA FOTOGRAFIA A EVOLUÇÃO DOS MÉTODOS DE VISUALIZAÇÃO DO ESPAÇO URBANO COM BASE NA FOTOGRAFIA Fabiana Silva de Garcia Ricardo Brod Méndez UCPEL - Universidade Católica de Pelotas, Escola de Engenharia e Arquitetura,

Leia mais

REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL

REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL Representação da imagem Uma imagem é uma função de intensidade luminosa bidimensional f(x,y) que combina uma fonte de iluminação e a reflexão ou absorção de energia a partir

Leia mais

MICROSCÓPIO DIGITAL ISM-PM200SA

MICROSCÓPIO DIGITAL ISM-PM200SA MICROSCÓPIO DIGITAL ISM-PM200SA suporte obter foto ajuste de intensidade da iluminação ajuste de foco ajuste de ampliação placa branca/preta Computador não incluso Pode-se obter fotos ou vídeos. Fornecido

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE. Correção geométrica de imagens

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE. Correção geométrica de imagens Correção geométrica de imagens O georreferenciamento descreve a relação entre os parâmetros de localização dos objetos no espaço da imagem e no sistema de referência, transformando as coordenadas de cada

Leia mais

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 05

Oficina de fotografia e tratamento de imagem. Facilitadora: Camila Silva Aula: 05 Oficina de fotografia e tratamento de imagem Facilitadora: Camila Silva Aula: 05 Objetivas É uma lente óptica ou conjunto de lentes usada em conjunto com um corpo de câmera e um mecanismo para reproduzir

Leia mais

Sistemas Sensores. Introdução

Sistemas Sensores. Introdução Sistemas Sensores 5ª Aulas Introdução O sol foi citado como sendo uma fonte de energia ou radiação. O sol é uma fonte muito consistente de energia para o sensoriamento remoto (REM). REM interage com os

Leia mais

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana.

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana. Cartografia Desde os primórdios o homem tentou compreender a forma e as características do nosso planeta, bem como representar os seus diferentes aspectos através de croquis, plantas e mapas. Desenhar

Leia mais

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica

Imagem digital - 1. A natureza da imagem fotográfica. A natureza da imagem fotográfica A natureza da imagem fotográfica PRODUÇÃO GRÁFICA 2 Imagem digital - 1 Antes do desenvolvimento das câmeras digitais, tínhamos a fotografia convencional, registrada em papel ou filme, através de um processo

Leia mais

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão

Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão Fotografia Digital Obtenção da Imagem e Impressão 1 Diferenças entre o CCD e o Filme: O filme como já vimos, é uma película de poliéster, coberta em um dos lados por uma gelatina de origem animal com partículas

Leia mais

O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO.

O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO. O SITE CICLOVIAS DE CURITIBA, DO PLANEJAMENTO A EXECUÇÃO. INTRODUÇÃO Criar um site sobre as ciclovias da cidade de Curitiba. A idéia surgiu no ano de 2010 a partir de uma conversa entre alguns colaboradores

Leia mais

ASPECTOS DA CORREÇÃO GEOMÉTRICA DE IMAGENS ORBITAIS. Ivan Dornelas Falcone de Melo 1 Admilson P. Pachêco 2

ASPECTOS DA CORREÇÃO GEOMÉTRICA DE IMAGENS ORBITAIS. Ivan Dornelas Falcone de Melo 1 Admilson P. Pachêco 2 ASPECTOS DA CORREÇÃO GEOMÉTRICA DE IMAGENS ORBITAIS Ivan Dornelas Falcone de Melo 1 Admilson P. Pachêco 1 Universidade Federal de Pernambuco UFPE Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas e Tecnologias

Leia mais

Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul Pesquisas CBERS - UFRGS 2001: Início do projeto Participantes: - PPG-SR / CEPSRM - Instituto de Geociências Geodésia Geografia Geologia - Faculdade

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE CALIBRAÇÕES NO GRUPO DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO EM METROLOGIA DIMENSIONAL. Documento de caráter orientativo

ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE CALIBRAÇÕES NO GRUPO DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO EM METROLOGIA DIMENSIONAL. Documento de caráter orientativo Coordenação Geral de Acreditação ORIENTAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DE CALIBRAÇÕES NO GRUPO DE SERVIÇOS DE CALIBRAÇÃO EM METROLOGIA DIMENSIONAL Documento de caráter orientativo DOQ-CGCRE-004 Revisão 02 FEV/2010

Leia mais

Fotografia Digital no Brasil

Fotografia Digital no Brasil 1 Fotografia Digital no Brasil Hoje temos uma grande variedade de câmaras digitais, mas como elas captam a imagem e a transformam em informação digital é o que vamos ver a seguir. Um Pouco de História

Leia mais

Русский Tipo Data Cor Semana Classifi cado conforme o tipo de arquivo (por exemplo, imagem, vídeo ou voz) Classifi cado conforme a seqüência de datas registradas. Classifi cado conforme a cor

Leia mais

2. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE FOTOGRAMETRIA

2. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE FOTOGRAMETRIA 2. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE FOTOGRAMETRIA 2.1 RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA A maioria dos sensores imageadores detecta e registra radiação eletromagnética. Esta radiação caracteriza-se por viajar à velocidade

Leia mais

GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS

GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS - Produtos Cartográficos - Geoprocessamento - Sistemas de Informações Geográficas (GIS) - Serviços de Mapas - Demo de um GIS aplicado na PMSP CARTOGRAFIA (conceitos)

Leia mais

Bases de Dados Geoespaciais: Conceitos e Tendências. Paulo Costa Paulo.fernando.costa@vale.com

Bases de Dados Geoespaciais: Conceitos e Tendências. Paulo Costa Paulo.fernando.costa@vale.com Paulo Costa Paulo.fernando.costa@vale.com Sumário Dados e informações Base de dados Normatização dos Dados Banco de dados único Interoperabilidade de dados Tendências DADOS E INFORMAÇÕES Dados são observações

Leia mais

TOPOCART: Cartografia, Engenharia, Meio Ambiente e Urbanismo a serviço do desenvolvimento.

TOPOCART: Cartografia, Engenharia, Meio Ambiente e Urbanismo a serviço do desenvolvimento. TOPOCART: Cartografia, Engenharia, Meio Ambiente e Urbanismo a serviço do desenvolvimento. Equipe Técnica 300 Profissionais: Engenheiros Civis, Agrônomos, Agrimensores, Cartógrafos e Ambientais Arquitetos,

Leia mais

2. Marcas Complementares. 2.2. Marca Infraero Meio Ambiente

2. Marcas Complementares. 2.2. Marca Infraero Meio Ambiente 2. Marcas Complementares 2.2. Marca Infraero Meio Ambiente Importante elemento da identidade visual da Empresa, contribui para transmitir os atributos de sua imagem e compromisso com questões ambientais.

Leia mais

Geoprocessamento e Cartografia Prof. MSc. Alexander Sergio Evaso

Geoprocessamento e Cartografia Prof. MSc. Alexander Sergio Evaso Geoprocessamento e Cartografia Prof. MSc. Alexander Sergio Evaso Aula 02 Componentes de um GIS (SIE, ou SIG) Ideias dependem de pessoas. Pessoas trazem o conhecimento para uma equipe, que engendra ideias.

Leia mais

Lista 2 Espelhos Planos Construções Extensivo Noite

Lista 2 Espelhos Planos Construções Extensivo Noite 1. (Fuvest 2007) A janela de uma casa age como se fosse um espelho e reflete a luz do Sol nela incidente, atingindo, às vezes, a casa vizinha. Para a hora do dia em que a luz do Sol incide na direção indicada

Leia mais

CAPÍTULO I INTRODUÇÃO 1.1 FOTOGRAMETRIA

CAPÍTULO I INTRODUÇÃO 1.1 FOTOGRAMETRIA CAPÍTULO I INTRODUÇÃO 1.1 FOTOGRAMETRIA O termo fotogrametria deriva das palavras gregas photos, que significa luz, gramma, que significa algo desenhado ou escrito e metron, que significa "medir". Portanto,

Leia mais

2015 Dr. Walter F. de Azevedo Jr. Lei de Bragg e Espaço Recíproco

2015 Dr. Walter F. de Azevedo Jr. Lei de Bragg e Espaço Recíproco 2015 Dr. Walter F. de Azevedo Jr. 000000000000000000000000000000000000000 000000000000000000000000000000000000000 000000000000111111111110001100000000000 000000000001111111111111111111000000001 000000000111111111111111111111111000000

Leia mais

Geração de fotografias aéreas de pequeno formato e mosaicos georreferenciados no monitoramento rodoviário da BR-101

Geração de fotografias aéreas de pequeno formato e mosaicos georreferenciados no monitoramento rodoviário da BR-101 Geração de fotografias aéreas de pequeno formato e mosaicos georreferenciados no monitoramento rodoviário da BR-101 Stella Procopio da Rocha 1 Elizabeth Maria Feitosa da Rocha de Souza 1 Annete Pic 1 Luiz

Leia mais

Álgebra Linear I Solução da 5ª Lista de Exercícios

Álgebra Linear I Solução da 5ª Lista de Exercícios FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS Centro de Ciências e Tecnologia Curso de Graduação em Engenharia de Produção Curso de Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária

Leia mais

Fotografia digital. Aspectos técnicos

Fotografia digital. Aspectos técnicos Fotografia digital Aspectos técnicos Captura CCD (Charge Coupled Device) CMOS (Complementary Metal OxideSemiconductor) Conversão de luz em cargas elétricas Equilíbrio entre abertura do diafragma e velocidade

Leia mais

CÂMARAS AÉREAS DIGITAIS, AS DE MÉDIO FORMATO!

CÂMARAS AÉREAS DIGITAIS, AS DE MÉDIO FORMATO! ÂMARAS AÉREAS DIGITAIS, AS DE MÉDIO FORMATO! As primeiras câmaras aéreas digitais comerciais foram anunciadas há cerca de dez anos. Depois de vários anos de utilização, pode-se constatar a consolidação

Leia mais

SIG - Sistemas de Informação Geográfica

SIG - Sistemas de Informação Geográfica SIG - Sistemas de Informação Geográfica Gestão da Informação Para gestão das informações relativas ao desenvolvimento e implantação dos Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica

Leia mais

Desenho e Apresentação de Imagens por Computador

Desenho e Apresentação de Imagens por Computador Desenho e Apresentação de Imagens por Computador Conteúdo s: Aspetos genéricos sobre o trabalho com imagens computacionais. Imagens computacionais e programas que criam ou manipulam esse tipo de imagens.

Leia mais

Biofísica Bacharelado em Biologia

Biofísica Bacharelado em Biologia Biofísica Bacharelado em Biologia Prof. Dr. Sergio Pilling PARTE A Capítulo 4 Luz como uma onda, refração, polarização, difracão e interferência. Formação de imagens e instrumentos óticos. Objetivos: Nesta

Leia mais

Descrição de um Software livre como Sistema de Análise Clínica

Descrição de um Software livre como Sistema de Análise Clínica Descrição de um Software livre como Sistema de Análise Clínica Autores: Yuri Reno Xavier Felipe Ribeiro de Oliveira Resumo: Este projeto visa demonstrar um sistema de medição óptico, baseado em técnicas

Leia mais

OS LIMITES POSICIONAIS DO GOOGLE EARTH

OS LIMITES POSICIONAIS DO GOOGLE EARTH OS LIMITES POSICIONAIS DO GOOGLE EARTH Além da freqüência de atualização das imagens fornecidas pelo Google Earth, os usuários também devem ter consciência dos limites de precisão e as aplicações possíveis,

Leia mais

Uma aplicação fotogramétrica digital no auxílio do controle do tráfego naval no canal de Rio Grande - RS

Uma aplicação fotogramétrica digital no auxílio do controle do tráfego naval no canal de Rio Grande - RS Uma aplicação fotogramétrica digital no auxílio do controle do tráfego naval no canal de Rio Grande - RS Glauber Acunha Gonçalves Edson Aparecido Mitishita 2 Prof. Dr. Centro de Ciências Computacionais

Leia mais

GUIA PADRONIZAÇÃO DE IMAGENS NO INDICADOR CRM

GUIA PADRONIZAÇÃO DE IMAGENS NO INDICADOR CRM GUIA PADRONIZAÇÃO DE IMAGENS NO INDICADOR CRM ÍNDICE ITEM Página 1. Objetivo... 3 2. Padrões de Proporção... 3 3. Qualidade das Imagens... 6 4. Fotos Panorâmicas... 7 5. Youtube... 8 Página 2 de 9 1. Objetivo

Leia mais

CONTROLE DE QUALIDADE e VALIDAÇÃO DE PRODUTO CARTOGRÁFICO

CONTROLE DE QUALIDADE e VALIDAÇÃO DE PRODUTO CARTOGRÁFICO CONTROLE DE QUALIDADE e VALIDAÇÃO DE PRODUTO CARTOGRÁFICO Editar dados em vários formatos e armazenar estas informações em diferentes sistemas é provavelmente uma das atividades mais comuns para os profissionais

Leia mais

TOPOGRAFIA AULA1 PORQUE? Prof. M.Sc. Engenharia Civil Diogo Maia diogomai@gmail.com

TOPOGRAFIA AULA1 PORQUE? Prof. M.Sc. Engenharia Civil Diogo Maia diogomai@gmail.com TOPOGRAFIA AULA1 PORQUE? Desenvolve a capacidade de visualização do terreno, abordando os princípios práticos e teóricos dos atuais métodos de levantamentos topográficos, bem como sua representação, com

Leia mais

APÊNDICES ATIVIDADES OBJETOS DE APRENDIZAGEM

APÊNDICES ATIVIDADES OBJETOS DE APRENDIZAGEM APÊNDICES ATIVIDADES OBJETOS DE APRENDIZAGEM APÊNDICE A - Análise dos softwares GeoGebra e Winplot I Objetivo: Identificar o software que será utilizado para desenvolver as atividades. II Metodologia:

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO DAS COBERTURAS AEROFOTOGRÁFICAS PARA FINS CIVIS (RTCAP)

REGULAMENTO TÉCNICO DAS COBERTURAS AEROFOTOGRÁFICAS PARA FINS CIVIS (RTCAP) MINISTÉRIO DO AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL INSTITUTO GEOGRÁFICO PORTUGUÊS REGULAMENTO TÉCNICO DAS COBERTURAS AEROFOTOGRÁFICAS PARA FINS CIVIS (RTCAP) Versão 2006 IGP p.

Leia mais

MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE ATRAVÉS DE IMAGENS E ORTOFOTOS GERADAS POR VANTS E FOTOGRAMETRIA

MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE ATRAVÉS DE IMAGENS E ORTOFOTOS GERADAS POR VANTS E FOTOGRAMETRIA MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE ATRAVÉS DE IMAGENS E ORTOFOTOS GERADAS POR VANTS E FOTOGRAMETRIA Guilherme Sonntag Hoerlle*, Jaerton Santini, Nicole Becker Portela, Suane Wurlitzer Bonatto,

Leia mais

Fotografia Digital. Aula 1

Fotografia Digital. Aula 1 Fotografia Digital Aula 1 FOTOGRAFIA DIGITAL Tema da aula: A Fotografia 2 A FOTOGRAFIA A palavra Fotografia vem do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo", "pincel") ou γραφη grafê, e significa

Leia mais

BIBLIOTECA VIRTUAL APLICADA A FOTOTECA DO DECART

BIBLIOTECA VIRTUAL APLICADA A FOTOTECA DO DECART p. 001-005 BIBLIOTECA VIRTUAL APLICADA A FOTOTECA DO DECART CAROLINE MARTINS PEREIRA ANA CLÁUDIA BEZERRA DE ALBUQUERQUE BORBOREMA ALBINO FERREIRA DE FRANÇA LEONARDO MONTEIRO SILVA DIOGO JOSÉ NUNES DA SILVA

Leia mais

Primeiras Informações

Primeiras Informações Primeiras Informações Para que um trabalho escolar fique com melhor qualidade é importante registrálo, não apenas para ser apresentado aos pais, mas principalmente como arquivo. Guardar o registro de trabalhos

Leia mais

Processamento de Imagem. Prof. Herondino

Processamento de Imagem. Prof. Herondino Processamento de Imagem Prof. Herondino Sensoriamento Remoto Para o Canada Centre for Remote Sensing - CCRS (2010), o sensoriamento remoto é a ciência (e em certa medida, a arte) de aquisição de informações

Leia mais

Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Osvaldo Guimarães PUC-SP

Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Osvaldo Guimarães PUC-SP 1 Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Osvaldo Guimarães PUC-SP Alguns experimentos de óptica básica Este item é composto por um conjunto de peças avulsas que permitem

Leia mais

PARA QUE SERVE O QUADRICOPTERO SIRIUS SD4:

PARA QUE SERVE O QUADRICOPTERO SIRIUS SD4: Skydrones, nova empresa gaucha de aviônica, que atua no desenvolvimento de microvants veículos aéreos não tripulados, testa seu protótipo SIRIUS SD4, com novo sistema de telemetria. O produto estará pronto

Leia mais

Universidade Federal de Alagoas Instituto de Matemática. Imagem. Prof. Thales Vieira

Universidade Federal de Alagoas Instituto de Matemática. Imagem. Prof. Thales Vieira Universidade Federal de Alagoas Instituto de Matemática Imagem Prof. Thales Vieira 2014 O que é uma imagem digital? Imagem no universo físico Imagem no universo matemático Representação de uma imagem Codificação

Leia mais

Da Prancheta ao Computador...

Da Prancheta ao Computador... Da Prancheta ao Computador... Introdução Como necessidade básica de se localizar ou mesmo para detalhar projetos de quaisquer obras, ao longo do tempo inúmeras formas de representar paisagens e idéias

Leia mais

O GPS IKE 1000 oferece velocidade, segurança e verificação. Com este equipamento a carga de trabalho e tempo dispendidos são minimizados devido a:

O GPS IKE 1000 oferece velocidade, segurança e verificação. Com este equipamento a carga de trabalho e tempo dispendidos são minimizados devido a: Os equipamentos IKE 1000 são equipamentos GPS de elevada precisão, robustos, adequados para recolher diferentes tipos de informação no campo, tais como dados geoespaciais com informação alfanumérica associada,

Leia mais

Iniciação à Fotografia Prof. Gust avo L. Pozza

Iniciação à Fotografia Prof. Gust avo L. Pozza Iniciação à Fotografia Prof. Gust avo L. Pozza Câm ara Escura Tipos de Câmeras A Câmera Básica Componentes comuns em todas as câmeras Visor Objetiva Plano do filme Diafragma Obturador Mecanismos de foco

Leia mais

1. PRODUTOS EM MÍDIA ANALÓGICA. Carta impressa em papel, por processo off set folha 20. Carta impressa em papel, por traçador gráfico folha 40

1. PRODUTOS EM MÍDIA ANALÓGICA. Carta impressa em papel, por processo off set folha 20. Carta impressa em papel, por traçador gráfico folha 40 TABELA DE PREÇOS 1. PRODUTOS EM MÍDIA ANALÓGICA ESPECIFICAÇÃO UNIDADE VALOR (x R$1,00) Carta impressa em papel, por processo off set folha 20 Carta impressa em papel, por traçador gráfico folha 40 Confecção

Leia mais

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS ELEMENTOS GRÁFICOS Parte 4 José Manuel Russo 2005 24 A Imagem Bitmap (Raster) As imagens digitais ou Bitmap (Raster image do inglês) são desenhadas por um conjunto de pontos quadrangulares Pixel alinhados

Leia mais

Informática Aplicada a Radiologia

Informática Aplicada a Radiologia Informática Aplicada a Radiologia Apostila: Imagem Digital parte I Prof. Rubens Freire Rosa Imagem na forma digital A representação de Imagens na forma digital nos permite capturar, armazenar e processar

Leia mais

FOTOINTERPRETAÇÃO. Interpretação e medidas. Dado qualitativo: lago

FOTOINTERPRETAÇÃO. Interpretação e medidas. Dado qualitativo: lago FOTOINTERPRETAÇÃO a) conceito A fotointerpretação é a técnica de examinar as imagens dos objetos na fotografia e deduzir sua significação. A fotointerpretação é bastante importante à elaboração de mapas

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Instituto de Informática Processamento Digital de Imagens

Universidade Federal de Goiás Instituto de Informática Processamento Digital de Imagens Universidade Federal de Goiás Instituto de Informática Processamento Digital de Imagens Prof Fabrízzio Alphonsus A M N Soares 2012 Capítulo 2 Fundamentos da Imagem Digital Definição de Imagem: Uma imagem

Leia mais

MICMAC: UMA ALTERNATIVA OPEN SOURCE PARA FOTOGRAMETRIA COM RPAS

MICMAC: UMA ALTERNATIVA OPEN SOURCE PARA FOTOGRAMETRIA COM RPAS Apenas Comunicação Oral Apenas Poster Comunicação Oral ou Poster X (Assinalar com X a opção de submissão desejada) MICMAC: UMA ALTERNATIVA OPEN SOURCE PARA FOTOGRAMETRIA COM RPAS Óscar Moutinho; Ana Rodrigues;

Leia mais

Aula 3 - Registro de Imagem

Aula 3 - Registro de Imagem 1. Registro de Imagens Aula 3 - Registro de Imagem Registro é uma transformação geométrica que relaciona as coordenadas da imagem (linha e coluna) com as coordenadas geográficas (latitude e longitude)

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS DISCIPLINA: LEB210 GEOPROCESSAMENTO SEGUNDO SEMESTRE DE 2013 PROF. DR. CARLOS ALBERTO

Leia mais

Scanners Manual Básico. Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos.

Scanners Manual Básico. Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos. Scanners Manual Básico Um guia prático e rápido para conhecer o melhor tipo de equipamento para seus trabalhos. Tipos de Scanners Diferentes tipos de scanners funcionam de diferentes maneiras. Conheça

Leia mais