ANO XVIII - EDIÇÃO FEVEREIRO DE Servidores votam e aprovam a Paralisação Nacional das Universidades S E D E C A M P E S T R E

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANO XVIII - EDIÇÃO 195 - FEVEREIRO DE 2015. Servidores votam e aprovam a Paralisação Nacional das Universidades S E D E C A M P E S T R E"

Transcrição

1 IMPRESSO ESPECIAL CONTRATO ECT/DR/MG ANO XVIII - EDIÇÃO Juntos Somos Fortes! Servidores votam e aprovam a Paralisação Nacional das Universidades ssembleia também Aelegeu os delegados que irão representar a categoria na Plenária Nacional da Fasubra nos dias 07 e 08/03 e votou participação em ato no Rio d e J a n e i r o c o n t r a a EBSERH Leia na pág. 4 L E I S T R A B A L H I S T A S Medidas Provisórias atacam direitos dos trabalhadores Leia na pág. 3 S E D E C A M P E S T R E Novo regimento é elaborado e será enviado à categoria Leia na pág. 7 C O L Ô N I A D E F É R I A S Crianças aproveitam semana de brincadeiras e diversão Leia na pág. 4 T E R C E I R I Z A Ç Ã O PL 4330 é dasarquivada e está pronta para ser votada Leia na pág. 4 N O S S O D I R E I T O Projeto de Lei pode penalizar instituição onde ocorrer Assédio Moral Leia na pág. 5 Confira na pág. 8

2 2 EDITORIAL PALAVRA DO SERVIDOR Dia Internacional da Mulher No dia 08 de março, comemoramos o dia Internacional da Mulher. Nós mulheres estamos em todos os lugares, e por isso, necessitamos garantir nosso espaço, como já acontece em alguns países. A União Soviética tornou-se o primeiro país a garantir os direitos da mulher, tendo elas os mesmos direitos dos homens. Estamos empenhados para que isto aconteça também aqui no Brasil. Nossa luta é pela igualdade nos salários, contra a violência sobre a mulher, e a desigualdade social. A lei Maria da Penha é uma forte aliada das mulheres, mas é preciso avançar ainda mais. É imprescindível melhorar a estrutura de atendimento à mulher vítima de violência, além de identificar, prender e condenar os responsáveis por tais crimes. Para isto, é necessário reforçar a criação de delegacias especializadas no atendimento à mulher, tarefa essa dos ministérios da Justiça e da Saúde e força de vontade dos políticos. O sindicato está engajado nesta luta, e convida toda a categoria a participar das atividades e reuniões promovidas pelo GT Mulheres Trabalhadoras do Sintufejuf. Vamos discutir a condição de desigualdade econômica, política e social da mulher no Brasil e no mundo, a divisão social, principalmente no trabalho, políticas de saúde para as trabalhadoras, assédio moral e sexual, feminicídio, violência institucional, opressão cultural, mercantilização do corpo feminino, machismo. Lugar de Mulher é onde ela quiser! Expediente Sintufejuf Sindicato dos Trabalhadores Técnico- Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino no Município de Juiz de Fora Rua Santo Antônio, nº Centro Tel.: (32) / Fax: (32) Facebook: https://www.facebook.com/sintufejuf Coordenação Geral: Paulo Dimas de Castro Lucas da Silva Simeão Coordenação de Comunicação: Luiz Roberto Pereira Silvestre dos Santos Jornalista Responsável: Camila Pravato DRT/MG Qual a sua opinião a respeito das mudanças nas leis trabalhistas impostas pelo Governo Federal? As leis trabalhistas estão sendo muito votadas no escuro, não está havendo discussão. Deveria ter uma opinião da nação, fazer uma pesquisa, uma consulta à população para resolver essa situação em que o país está passando. O governo já está apresentando a proposta aprovada, sem ter uma participação popular. Deveriam consultar os sindicatos para saber o que realmente o trabalhador está passando, principalmente em relação à terceirização do serviço público. O governo deveria ter uma política de abertura de concurso público, porque todos os setores estão sendo sucateados e não está tendo retorno. Hitamar de Souza Ramos - Vigilância É um modelo de política que veio do passado e está tentando se restabelecer diante desta conjuntura que está a nível nacional. Você tem a câmara e o senado hoje dominado por um determinado partido que está ditando as ordens. Os ataques aos trabalhadores passam direto pela previdência, pela lei do trabalho, etc. É uma afronta ao trabalhador. Em relação ao seguro-desemprego, eu discordo de alguns pontos, da ação direta sem um debate com as representações sindicais, com movimento dos trabalhadores, com as centrais. Esse debate não aconteceu, sem debate, é prejudicial. Mas se você observar, existem pontos que as organizações sem dúvida defenderiam, como fazer com que o seguro desemprego deixasse de ser um circulo vicioso para se tornar um verdadeiro seguro desemprego. Por exemplo o trabalhador é demitido, continua trabalhando na empresa, porém com salário menor, recebendo seguro desemprego. Isso precisa ser combatido. Todas as medidas que não passam por debate com as centrais sindicais são prejudiciais. É necessário a classe trabalhadora, através das centrais e sindicatos, retomar as ruas e mostrar que a gente está num momento de disputa dentro dessa nova conjuntura nacional. Heronides Meirelles - Faculdade de Engenharia Os direitos do trabalhador deveriam ser mantidos, no entanto, é necessário haver mais rigor e fiscalização em relação aos que são indevidamente beneficiados. Deveria ter mais lisura e transparência nos atos do Governo. Estou preocupado com o que está acontecendo. Antigamente, as informações veiculavam de maneira lenta, hoje é tudo muito rápido, porém silencioso. O país está caminhando para explodir, justamente devido às pressões e à falta de lisura do Governo. No momento em que é possível comunicar mais, se comunica menos aquilo que não tem interesse em comunicar. Vivemos em uma democracia entre aspas, uma vez que a comunicação não é democrática. As medidas são impostas de cima para baixo e a população tem que engolir. As decisões são tomadas antes de consultar as pessoas.. Juvenal Alencar de Medeiros Aposentado Conselho Editorial: Carlos Augusto Martins Santos José Fanias Lima José Pedro de Paula Lêda Maria Chaves Faria Lucas da Silva Simeão Luiz Roberto Pereira Paulo Dimas de Castro Rogério da Silva Rosângela Frizzero Silvestre dos Santos Diagramação: Sintufejuf Colaboração: Laura Kronbauer, Vanessa Ferreira e Mauro Assis. Fotos: Sintufejuf Projeto gráfico: Kojio Comunicação Os artigos assinados são de total responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião da Diretoria do Sintufejuf.

3 Fasubra Fórum Nacional dos Servidores Públicos define campanha salarial de 2015 Calendário de lutas unificado é aprovado, reforçando a união dos Servidores Públicos Federais Foto:Fasubra Reunião ampliada em Brasília aprova pauta unificada dos servidores públicos Nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro, representantes de todo o Brasil, das 31 entidades que compõem o Fórum em Defesa dos Servidores e Serviços Públicos participaram de uma reunião ampliada, em Brasília. O encontro aprovou a pauta unificada que fazerá parte da campanha salarial de 2015 dos servidores federais. Um dos pontos principais da discussão envolve a luta por uma política salarial permanente, com correção das distorções e reposição de perdas inflacionárias. Será solicitado ao governo um índice linear de reajuste de 27,3%. Esse percentual tem como ponto de partida o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de agosto de 2010 a julho de 2016 que gira em torno de 44%. Nesses cálculos os servidores levaram em conta que entre 2010 e 2012 não houve reajuste. Somente em agosto de 2012, após uma forte greve geral, foi conquistado o reajuste de 15,8% parcelados em três anos, sendo a última parcela do acordo em março de 2015, considerados e descontados no cálculo. Um calendário de lutas unificado também foi aprovado. No dia 25 de fevereiro, acontecerá um ato de lançamento da campanha salarial no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Reforçando a luta do serviço público, no último dia 2, representantes das entidades que compõem o Fórum dos Servidores Públicos Federais foram ao Congresso Nacional entregar uma carta aos parlamentares reivindicando a retirada de pauta de projetos de lei e medidas que Reforma Previdenciária e Trabalhista ameaçam os direitos dos trabalhadores. Em evidência a PL 4330/2004 que foi desarquivada no dia 10 de fevereiro. Além disso, destacaram projetos de lei que são de interesses da classe e que precisam, ainda, serem aprovados. Destaque para a PLS 121/2009, que torna o assédio moral crime de improbidade administrativa e o PL 4434/2008, que busca a valorização dos aposentados, recuperando o valor das aposentadorias. Na luta contra a privatização dos hospitais e a EBSERH, o Fórum deliberou um ato nacional no Rio de Janeiro, no dia 06 de março. O Sintufejuf irá participar dessa manifestação e está disponibilizando um ônibus para a base poder participar (vagas limitadas). As inscrições começaram na Assembléia Geral da categoria do dia 12 de fevereiro. Para participar o servidor deverá entrar em contato com o sindicato e fornecer o nome completo e o RG. Outras informações pelo telefone Medidas Provisórias atacam direitos da classe trabalhadora Sob o pretexto de combater "fraudes e salários nos últimos 16 meses. E na terceira, da previdência através do FUNPRESP, a falta de distorções" e reajustar as contas federais, o seis salários nos meses imediatamente reajustes que recompõem as perdas ou as governo editou no final de 2014 as Medidas anteriores à dispensa. Antes, o trabalhador limitações nos benefícios sociais e a tentativa de Provisórias nº 664 e nº 665. Estas medidas tinha apenas que ter recebido seis salários nos acabar com o direito de greve. atingem direitos dos trabalhadores ao últimos 36 meses. Não ao retrocesso promover mudanças para a concessão de De acordo com Informe de Direção da Reconhecido na Convenção 87 da a l g u n s b e n e f í c i o s t r a b a l h i s t a s e Fasubra que afirma a necessidade de revogar as Organização Internacional do Trabalho previdenciários. Desta forma, caso sejam MPs, as medidas impostas pela nova equipe (OIT), o direito de greve é a forma que o aprovadas pelo Congresso, as MPs do econômica, sob o comando de Joaquim Levy, cidadão tem para dizer não às injustiças neoliberal Ministro da Fazenda Joaquim Levy, não só subtraem direitos dos trabalhadores e sofridas no campo trabalhista, em função do tornarão mais difícil o acesso a benefícios como trabalhadoras como ampliam a estagnação e baixo salário que se recebe, do desrespeito a um seguro-desemprego, pensão por morte, auxílio- recessão econômica. direito ou de um benefício negado por um saúde, auxílio-doença, PIS/PASEP e abono Para tanto, a Fasubra exige a mudança governo ou empresa. Sua regulamentação tem salarial, além do parcelamento do 13º salário. da política econômica, que conduz a estagnação, como objetivo limitar o que é garantido na Outras medidas impopulares são os à recessão e ao retrocesso social. É fundamental Constituição Federal, e enfraquecer a reajustes nas tarifas públicas, aumento dos que os servidores públicos federais façam uma categoria. O PLS 327/2014 está em tramitação juros e de combustíveis. Construídas de forma grande mobilização conjunta para barrar estas no congresso e tem como relator o senador unilateral, sem consulta às entidades sindicais, medidas que vão contra os direitos dos Romero Jucá (PMDB). Com o pretexto de as medidas reduzem o valor da pensão por trabalhadores conquistados com muito custo. regulamentar o direito de greve do morte à metade. Em relação ao seguro Em defesa da classe trabalhadora, é preciso funcionalismo público, dificulta a organização desemprego, para ter direito pela primeira vez, manter a resistência contra os ataques dos trabalhadores para a greve, coloca amarras o trabalhador tem que ter recebido 18 salários permanentes ao serviço público, como a nas lutas da classe e prejudica a capacidade de mínimos ou mais nos últimos 24 meses. Para privatização da saúde através da EBSERH, reação da força de trabalho, facilitando os receber pela segunda vez, pelo menos 12 cortes no orçamento da Educação, a privatização ataques do governo.

4 4 Sintufejuf solidariza com trabalhadores terceirizados Servidores terceirizados fazem protesto na reitoria e ameaçam paralisação Ministério Público. A UFJF está pagando as terceirizadas como se nada estivesse aconte- cendo, e elas não estão repassando o dinheiro para os trabalhadores, diz. Sérgio afirma que a categoria está aguardando uma reunião com o Pró-Reitor de planejamento, e que se nada for resolvido, haverá paralisação das atividades. Com apitos e gritos de protesto, trabalhadores que prestam serviços na UFJF pelas firmas terceirizadas, na manhã do dia 02 de fevereiro, uma manifestação na reitoria. Sensibilizados com a luta dos terceirizados, o Sintufejuf conversou com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio, Conservação e Limpeza Urbana de Juiz de Fora (Sinteac-JF), Sérgio Félix. De acordo com o presidente, os trabalhadores de uma das empresas não receberam o pagamento, nem os benefícios de janeiro e fevereiro. Já os de outra empresa tiveram atraso em janeiro e novamente em fevereiro. Isso está virando rotina. Já denunciamos as terceirizadas ao Ministério do Trabalho e Terceirização não é a solução Trabalhadores denunciam falta de pagamento PL 4330 é desarquivado e está pronto para ser votado Apesar de todas as dificuldades como limpeza, manutenção e vigilância, geradas com a terceirização nas relações de (considerados atividades-meio), os empresátrabalho, tais como as empresas que praticam rios terão liberdade para contratar terceiros baixos salários, atrasam pagamento, altas para realizar inclusive a principal atividade da jornadas e pouco ou nenhum investimento em empresa. melhoria das condições de trabalho, o PL Sob o pretexto de regulamentar a 4330/04, de autoria do ex-deputado Sandro terceirização no Brasil, o PL 4330 contribui Mabel (PMDB-GO), que expande a terceiriza- com a precarização do trabalho, uma vez que as ção, foi desarquivado no dia 10 de fevereiro. O responsabilidades passam para a terceirizada. projeto, agora, depende apenas do presidente Se a contratada não arcar com as obrigações da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha t r a b a l h i s t a s, a e m p r e s a, n o c a s o a (PMDB-RJ), para ser colocado na ordem do Universidade, não terá qualquer responsabilidia para votação pelo plenário. Se aprovado, dade pelos trabalhadores que prestavam além dos serviços já largamente terceirizados, serviço a ela e nem ser cobrada na Justiça. Extensão PROEX busca permissão para que TAEs coordenem projetos Objetivo é oficializar o que já acontece Em reunião com o Sintufejuf no dia 09 de fevereiro, o pró-reitor de extensão Leonardo Oliveira Carneiro comunicou que está estudando formas de permitir que os técnico-administrativos sejam autores de projeto de extensão. De acordo com Leonardo, o objetivo é oficializar o que já acontece dentro da UFJF, para que eles assumam funções compatíveis com sua qualificação. O pró-reitor afirma ser freqüente o recebimento de propostas interessantes de TAE`s, que no entanto não são permitidos de coordená-los porque existe um regimento que os impedem. A resolução diz que coordenadores de projetos de extensão são professores, justifica. Conforme Leonardo, a possível solução seria a construção de uma portaria temporária, com justificativa dizendo que servidores podem sim ser coordenadores de projetos de extensão, de cursos e eventos, uma vez que, atualmente, os servidores estão capacitados para isso. Eles não estarão fazendo nada mais do que é justo e devido, diz Leonardo. Plenária Nacional da Fasubra Servidores elegem delegados para Plenária da Fasubra e aprovam Paralisação Nacional das Universidades em 03 de março Reunidos em Assembleia Geral grupo Vamos à Luta e Independentes. A das Universidades, com manifestação na realizada no dia 12 de fevereiro, no auditório da Chapa 1 obteve 35 votos e a Chapa 2 obteve 22 reitoria e convite aos terceirizados para um Faculdade de Comunicação, os servidores votos. Na proporcionalidade, o grupo da movimento unificado. Em relação à participatecnico-administrativos em educação elegeram Tribo e Ressignificar terá direito a dois ção no ato no RJ, a mesa sugeriu e a categoria os delegados que representarão a categoria na representantes na delegação e o coletivo aprovou, a disponibilização de um ônibus. Os Plenária Nacional da Fasubra, dias 07 e 08 de Vamos à Luta e Independentes a um delegado. interessados em fazer parte da caravana já março, no Rio de Janeiro. Além da escolha de delegados, a começaram a inscrições durante a assembleia. Pela direção do Sintufejuf, foi indicada assembleia teve como pauta o relato da Plenária Foi aprovada também uma moção de a coordenadora Janemar Melandre referendada da Fasubra, realizada entre os dias 05 e 07 de apoio e solidariedade aos colegas terceirizados em votação pela assembleia. Como suplente, a dezembro de 2014; ato contra a EBSERH e que estão com salários atrasados, além de direção indicou o Coordenador Geral Paulo contra a privatização do SUS no Rio de Janeiro iniciar uma campanha de doação de cesta Dimas de Castro. A escolha dos demais delega- (06/03); Dia Nacional de Paralisação das básica aos mesmos. dos foi feita por meio de votação presencial nas Universidades (03/03) em defesa da Educação. Quem tiver interesse em fazer as chapas inscritas. Concorreram a Chapa 1, dos Com a maioria absoluta dos votos, doações, basta comparecer ao Sintufejuf ou grupos Tribo e Ressignificar, e a Chapa 2, do ficou decidida a adesão à Paralisação Nacional entrar em contato pelo telefone

5 Área Cível Procedimentos adotados para o inventário Para a interposição da ação de inventário é necessário primeiro avaliar a situação dos bens e das partes que irão compor o mesmo. Assim, havendo somente bens móveis, ou se o de cujus (falecido) não tiver deixado bens, não se procede a referida ação. Contudo, caso tenha deixado somente um carro, por exemplo, este bem é considerado imóvel e terá que se proceder ao inventário. É importante ressalvar que, mesmo que a pessoa tenha deixado apenas aplicações ou dinheiro em contas, sem deixar bens imóveis, para se levantar tais valores não será necessário o inventário. Neste caso, o procedimento adotado será ação de alvará judicial. Mas em qualquer outra situação que tenha bens imóveis, para se partilhar tais bens, somente por inventário. O inventário poderá ser por arrolamento (quando as partes são capazes e estão de acordo quanto à partilha de bens). Sendo assim, o processo é mais simplificado. Caso os requisitos anteriores não sejam preenchidos (havendo herdeiros menores e disputa quanto a divisão de bens), o inventário seguirá o procedimento comum. Há ainda outra possibilidade de interposição de inventário, que será por Assédio Moral Assédio moral contra servidor poderá ser enquadrado na Lei de Improbidade Administrativa O PLS 121/2009 que criminaliza o assédio moral contra o servidor foi aprovada no dia 5 de novembro na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Entretanto, para ser encaminhada a Câmara dos Deputados o projeto precisará ser aprovado em mais um turno na mesma comissão. O projeto será acrescentado à Lei de I m p r o b i d a d e A d m i n i s t r a t i v a ( L e i 8.429/1992). De acordo com o coordenador e advogado Carlos Augusto Martins, hoje não há uma lei especifica que protege o servidor, existem as normas legais que Assessoria Jurídica Nosso Direito escritura pública em cartório (devendo neste caso também, ser as partes capazes e estando em total acordo quanto à divisão dos bens). Desta forma, o procedimento é mais rápido. Contudo, deverão ser pagas as taxas do cartório. Em qualquer destes casos, será necessário que o estado faça, através da Fazenda Pública Estadual, o cálculo do ITCD - Imposto de Transmissão causa mortis. Assim, para que se faça a transmissão dos bens será necessário pagar o referido imposto ao estado de Minas Gerais, após o cálculo. Todavia, para que seja feito o cálculo e não haja incidência de multa, será necessário, em conformidade com o art. 27 da LEI Nº , DE 29 DE DEZEMBRO DE 2003 SEF/MG, que o inventário ou o arrolamento seja feito no prazo de noventa dias contados da abertura da sucessão (certidão de óbito), caso contrário, será cobrada multa de 10% (dez por cento) sobre o valor do imposto devido, sem prejuízo de outras penalidades cabíveis. Para quaisquer dúvidas ou esclarecimentos o departamento jurídico da área cível está à disposição mediante agendamento. *Alessandro da Silva Coutinho Advogado da Área Cível. regem as questões do assédio moral, que é uma lei geral, explica o coordenador. Normalmente, o assédio moral é mais do orgão superior para o inferior", afirma Carlos. Com a aprovação desse projeto de lei, a forma de punição irá mudar, pois além do pagamento de multa, a instituição onde ocorreu o assédio moral poderá ser punida. A Improbidade Administrativa só pode ser contra o gestor da instituição, disse Carlos. Para ele, o maior beneficio dessa lei é o fim da impunidade, nesse caso, sabendo que a instituição pode ser punida, as pessoas vão entrar na justiça. 5 Capacitação Advogados e coordenadores do Sintufejuf participam de curso de formação Com as mudanças que ocorrem a partir do Novo Código de Processo Civil, os coordenadores e advogados do Sintufejuf participam de um curso de capacitação. Para ministrar as aulas, o curso de 60 horas conta com um dos maiores processualistas do país, Fredie Didier. As aulas acontecem toda segunda e quarta-feira desde o dia 02 de fevereiro. De acordo com o coordenador Carlos Augusto Martins, a capacitação dos advogados visa agilizar ainda mais o trabalho do jurídico em relação aos sindicalizados. O sindicato está um passo à frente nas mudanças que serão realizadas no judiciário até o final do ano. Quando chegar um processo, os advogados não precisarão estudar as mudanças implantadas. A tendência é que todos os advogados tenham que fazer essa nova qualificação, afirma Carlos. PLANTÕES DEPARTAMENTO JURÍDICO Área Administrativa 3ª e 6ª feira (13h às 17h): Vívian Fagundes 3ª e 4ª feira (08h às 12h): Luciana Delácio 2ª feira (10h às 13h): Sérgio Ricardo Área Cível 2ª e 3ª feira (14h às 18h): Alessandro Coutinho 4ª e 5ª feira (09h às 13h): Alessandra Alves Atenção: Toda reunião a ser marcada pelo sindicalizado em qualquer orgão, com a presença do advogado do sindicato, deverá ser agendada dentro do horário de atendimento do mesmo, conforme o cronograma do Departamento Jurídico. Em caso de desistência, pedimos que nos comuniquem.

6 Processo democrático Categoria elege novo Conselho Fiscal Novas regras Sindicato atualiza regimento da Sede Campestre Com 42 votos contra 22, chapa 1 é eleita para novo Conselho Fiscal do Sintufejuf SIGEPE 1 foi composta pelos servidores Claudia Seccadio (Farmácia), Hitamar de Souza Ramos (Vigilância), Geraldo Fernandes de Assis (aposentado), Carlos Messias Rosa (aposentado), Ana Bernadete da Silva Rocha (Odontologia) e João Francisco de Freitas (aposentado), já a Chapa 2, foi composta por Felipe José Alves Santos (ICH), Carlos Castilho de Mattos (RU), Elizangela Soares Pereira (HU), Igor Coelho Oliveira (Engenha- Reunidos em Assembleia Geral Ordinária realizada no dia 22 de janeiro no auditório da Faculdade de Serviço Social, os servidores técnico-administrativos da UFJF escolheram os novos representantes do Conselho Fiscal que irão acompanhar a gestão financeira e patrimonial do Sintufejuf nos próximos três anos. O processo eleitoral teve a partici- pação de duas chapas concorrentes. A chapa ria), Wander Dias da Silva (HU), Marcos Antônio Gomes Barbosa (Transporte) e Benício Domingos (aposentado). Em regime de votação, a Chapa 1 foi eleita com 42 votos, contra 22 para chapa 2 e uma abstenção. Ao final da assembleia, os eleitos tomaram posse de seus cargos, com início em 22/01/2015 e término em 04/09/2017. Servidores encontram dificuldades com o Portal Sigepe O Módulo Servidor do Siapenet foi substituido pelo novo Portal de Serviços do Servidor do Sigepe (Sistema de Gestão de Pessoas do Governo Federal), no dia 07 de janeiro. A previsão é que até 2017 o sistema substitua as funcionalidades suportadas pelo Siape, Siape-CAD, Siapenet e Extrator. De acordo com o assessor em administração da UFJF, Felipe Andrade, a mudança não beneficiou o acesso do servidor, devido a instablidiade e erros constantes. Um dos problemas mais rotineiros é o acesso com a senha antiga do Siapenet. O que nos foi dito é que a senha seria mantida, mas ao acessar o Sigepe, a senha não está sendo aceita, explica Felipe. Nesse caso, o servidor deverá tentar recuperar a senha através do icone precisa de ajuda?, após essa etapa acessar a pagina esqueci minha senha e preencher os dados pedidos. Felipe explica que está ocorrendo problemas nos campos de preenchimento de dados. Me parece que falta transparência nos dados que o servidor precisa preencher, por isso, como são os dois principais problemas é importante que nos procurem por telefone, disse Felipe. Alguns processos não podem ser r e a l i z a d o s p o r t e l e f o n e, s o m e n t e presencialmente como o desbloqueio de senha. Nesse caso, o servidor deverá entrar em contato para maiores informações. Como alternativa, o servidor poderá enviar por a solicitação com os dados completos. Outro problema que pode ser encontrado ao solicitar a recuperação de senha é a inatividade do . Após encaminhar o pedido ao sistema, a nova senha será enviada para o cadastrado. Se o servidor desejar a alteração do cadastrado, ele pode nos informar qual novo que ele deseja, porque se o que consta no sistema for desatualizado ou ele não lembrar mais a senha, então ele não vai conseguir acessar o Sigepe Para esclarecer essas e outras dúvidas entrar em contato através do telefone ou pelo Com o objetivo de proporcionar ainda mais conforto e bem-estar aos usuários da Sede Campestre, entre eles sindicalizados, familiares e sócios contribuintes, os coordenadores do Sintufejuf se reuniram para atualizar o regimento, estabelecer as normas para utilização das dependências do clube, além de definir atribuições e regulamentar a disciplina para os frequentadores. O Regulamento foi aprovado pela Diretoria Executiva, em reunião ordinária realizada no dia 02 de fevereiro de 2015, na Sede Administrativa do Sintufejuf. Entre os itens presentes no documento, é importante ressaltar que para utilizar a Sede Campestre, é imprescindível a presença do sindicalizado junto ao convidado. Não é permitido levar animais, nem entrar com bebidas. O consumo de qualquer bebida é autorizado somente através da venda no bar da sede. Lembramos que o bar é arrendado, e, portanto, as regras do mesmo são de responsabilidade do comodatário, hoje representado por Ana Lúcia, e devem ser respeitosamente seguidas. Para ingressar como Sócio Contribuinte, é cobrada uma taxa de adesão, e mensalidade no valor aproximado de 10% do salário mínimo vigente. A admissão será feita mediante pedido por escrito à Diretoria Executiva do Sintufejuf. A Sede Campestre funciona de Terça-Feira à Sexta-Feira das 09h às 17h, sábados, domingos e feriados, das 08h às 17h. Durante o horário de verão, o funcionamento é estendido até as 18h. A manutenção da Sede é feita toda segunda-feira, quando a mesma permanece fechada. Em breve, os sindicalizados receberão a cartilha com o novo regimento da Sede Campestre do Sintufejuf.

7 Ä II Seminário Das Mulheres Trabalhadoras do Temos a honra de convidá-los para o II Seminário das Mulheres Trabalhadoras do Sintufejuf, com o tema Mulher na Política e no Social, em Comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a ser realizado dia 12/03/2015, das 14h às 18h no Auditório Ricardo Bonfante (Rua Santo Antonio, Centro - Juiz de Fora - Minas Gerais). GT Mulheres Trabalhadoras do Sintufejuf GT Aposentados - reuniões semanais, às quartas-feiras. GT Mulher Trabalhadora - reuniões todas últimas terças-feiras de cada mês GT Antirracismo - reuniões toda terceira terça-feira de cada mês. 26 de fevereiro - Curso de Formação Sindical 03 de março - Dia nacional de paralisação nas Universidades. Novos convênios Agenda Ÿ Salão Studio Marlene Souza - Av. Getúlio Vargas, 831/101 e 102, Centro. Tel Ÿ Restaurante Estrela - Av. dos Andradas, 71, Centro. Tel ou / Rua Batista de Oliveira, 322. Tel Ä Ä Ä Ä 8 da Mulher de março Dia Internacional 06 de março - Ato Contra a EBSERH no Rio de Janeiro. 07 e 08 de março - Plenária Nacional da Fasubra no Rio de Janeiro 12 de março - II Seminário das Mulheres Trabalhadoras do Sintufejuf 27 de março - Seminário sobre Carreira (Sintufejuf) Atenção ao espaço da gasto SAÚDE inconsciente da água Em tempo de falta d água, a ordem é economizar. Com o secamento dos reservatórios, diversas ações, que ajudam a poupar água, estão sendo implementadas. Armezenar e reutilizar a água da chuva ou da máquina de lavar são boas soluções imediatas para o problema. Entretanto, deve-se ficar atento em relação a o a r m a z e n a m e n t o, t a m p a n d o o s recipientes para não virarem criadouro do mosquito da dengue. M e d i d a s q u e d e v e r i a m s e r adotadas diariamente pela população, não só nos momentos de crise, irão auxiliar na manutenção dos reservatórios. Checar vasamentos em canos e torneiras; não tomar banhos demorados e ao ensaboar permanecer com o chuveiro aberto; diminuir a frequência com que o carro é lavado; verificar se a valvula da descarga não está com defeito, entre outras medidas ja conhecidas. A água é um recurso limitado e dependemos dela para nossa sobrevivência. Em tempos de economia é importante r e d u z i r o c o n s u m o c o m g a s t o s desnecessários, porém, mais importante a i n d a é m a n t e r e s s e s h á b i t o s permanentemente. 7 7 Seja também protagonista desta história! Sindicalizado há 17 anos, o servidor de curso da Faculdade de Farmácia, Geraldo M a r i a G o m e s, N O V A A D M I N I S T R A Ç Ã O SUPERIOR DA UFJF decidiu se filiar na época da Associação d o s S e r v i d o r e s. Segundo ele, que acompanhou todo o processo de mudança para sindicato, já existiam diversos benefícios que o atraíram para a instituição. Quando você é sindicalizado, você é resguardado, e caso qualquer dúvida surja, basta procurar a assessoria jurídica que você será orientado. Uma das ações em que fui contemplado, graças ao suporte jurídico do sindicato, é a dos 3,17%, conta Geraldo. Segmentos elegem novo Reitor e Vice O servidor lembra que além dos benefícios pessoais, o servidor que é sindicalizado passa a ter o respaldo de uma entidade que o representa, nas greves, negociações e reivindicações. Existe o direito de greve, mas se você não se sindicaliza, você não pode nem pensar nessa possibilidade, pois fica vulnerável. Isso é muito perigoso para o funcionário público, afirma o servidor. Geraldo elogia a estrutura do sindicato, com sede campestre, eventos diversos para lazer e confraternização, cursos, seminários. Por tudo aquilo que o sindicato oferece pelo preço baixo que a gente contribui, o servidor não tem nada a perder. Vale a pena se filiar, e em time que está ganhando, não se mexe, diz.

8 8 Diversão 16ª Colônia de Férias do Sintufejuf agita Sede Campestre uita brincadeira e diversão agitaram a Sede Campestre do sindicato entre os dias 26 e 30 de Mjaneiro. Cerca de 150 crianças participaram da 16ª Colônia de Férias do Sintufejuf. Nem a rápida chuva atrapalhou a animação da garotada, que aproveitou o momento com jogos e recreação na quadra de esporte. Durante os cinco dias, com a supervisão de monitores bolsistas, coordenadores do Sintufejuf e equipe de apoio, a meninada curtiu a piscina, campo de futebol, parquinho, totó, escorrega sabão, cama elástica, fizeram trabalhos artísticos e participaram da peça de teatro com Gabi Gabizoca e sua trupe. Tudo isso acompanhado de um delicioso e variado lanche, para garantir a energia da garotada. Na sexta-feira foi o grande dia do grito de carnaval. As crianças vestiram fantasias e dançaram muito. Os irmãos Daniel Augusto Silva Martins, 07 anos, e Pedro Augusto Silva Martins, 10 anos, não perdem uma colônia. É muito legal porque tem muitas brincadeiras, diz Daniel. Pedro, já pensa em quando não estiver mais dentro da faixa etária. Quero voltar como monitor e poder aproveitar a piscina por muito tempo, afirma Pedro. João Pedro dos Santos Messias, 06 anos, participou pela primeira vez e fez muitas amizades. Adorei desde o primeiro dia, a gente faz brincadeiras, joga futebol, pique, são tantas que eu até esqueci, conta João Pedro, entusiasmado. Quem curtiu muito o quiosque de trabalhos artísticos foi Julia de Moura Pereira, 10 anos. Ela também nunca tinha participado da colônia de férias, e já pensa na próxima edição. Gosto muito de pintar e brincar com balão. Estou doida pra voltar aqui, diz Júlia. Além de muito entretenimento, a Colônia de Férias é uma oportunidade de rever os colegas das edições anteriores e fazer novas amizades. Foi o que aconteceu com Karine Santos Barros, 09 anos. Foi bem legal chegar aqui e rever as minhas amigas. Também adorei o carnaval, vestir fantasia. É muito divertido, relata Karine. Para garantir a segurança de todos e atendimento rápido em caso de qualquer ocorrência, uma ambulância com equipe da Unimed permaneceu na Sede Campestre em todo o evento. A colônia recebeu das crianças a doação de um litro de leite para ser encaminhado a instituições filantrópicas. Acompanhe nossas notícias também pelo site

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS Data: 14/11/2014 Local: Sede da Fenasps Estados presentes: MG- SP- PR- RS- ES- SC- RN- CE e Oposição da BA e do DF. Nº de participantes: 65 Delegados e 10 Observadores

Leia mais

Abrangência da terceirização

Abrangência da terceirização Reportagem especial explica os pontos polêmicos do projeto da terceirização A proposta que regulamenta a terceirização no Brasil e derrubou a reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

Leia mais

1 Informações diversas Projeto de Terceirização A Câmara dos Deputados concluiu dia 22/04 a votação do projeto de lei que regulamenta contratos de terceirização. O texto principal foi aprovado no último

Leia mais

Quanto aos itens da pauta setorial, o MEC informou o que segue:

Quanto aos itens da pauta setorial, o MEC informou o que segue: Brasília, 7 de setembro de 2015 Reunião com Ministério da Educação (MEC) e com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) realizada dia 04/09/2015 e Contraproposta da FASUBRA ao Governo Na

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

Companheiros e companheiras,

Companheiros e companheiras, Companheiros e companheiras, Utilizada sob o falso argumento de modernizar as relações de trabalho e garantir a especialização no serviço, a terceirização representa na realidade uma forma de reduzir o

Leia mais

RELATÓRIO N.º 3/2015

RELATÓRIO N.º 3/2015 RELATÓRIO N.º 3/2015 Relatório n.º 3/2015. Relator: Vicente de Paulo da Silva Sousa. Condição: Delegado escolhido em Assembleia Geral. Motivo: Participar da Reunião Ampliada da Federação Nacional dos Trabalhadores

Leia mais

Todos a favor da agilidade

Todos a favor da agilidade Todos a favor da agilidade Você sabia que agora os inventários, partilhas, separações e divórcios podem ser feitos no cartório? Pois é! Agora os cidadãos tiveram suas vidas facilitadas! Esses atos podem

Leia mais

Foram eleitos os seguintes pontos relevantes: 1. Delegacias Sindicais, 2. Diretoria, 3. Diretoria Provisória, 4. Questões patrimoniais,

Foram eleitos os seguintes pontos relevantes: 1. Delegacias Sindicais, 2. Diretoria, 3. Diretoria Provisória, 4. Questões patrimoniais, Registro da segunda reunião Ordinária da Comissão de Sistematização e Elaboração de Propostas de Estatuto para a entidade resultante da unificação da FENAFISP E Unafisco Sindical. Presentes pela FENAFISP:

Leia mais

ESCLARECIMENTO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA JORNADA DE 30 HORAS PARA ASSISTENTES SOCIAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL

ESCLARECIMENTO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA JORNADA DE 30 HORAS PARA ASSISTENTES SOCIAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL ESCLARECIMENTO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA JORNADA DE 30 HORAS PARA ASSISTENTES SOCIAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL Desde a publicação da lei nº 12.317, de 27 de agosto de 2010, que estabeleceu a jornada de trabalho

Leia mais

JORNADA DAS MARGARIDAS 2013

JORNADA DAS MARGARIDAS 2013 JORNADA DAS MARGARIDAS 2013 PAUTA INTERNA 1 - ORGANIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SINDICAL 1 Assegurar condições de igualdade para homens e mulheres exercerem com autonomia o trabalho sindical nas diversas secretarias

Leia mais

3. Autonomia frente aos partidos e parlamentares e Independência em relação aos patrões e governos

3. Autonomia frente aos partidos e parlamentares e Independência em relação aos patrões e governos Eixo III: Programa de trabalho para a direção do SISMMAC Continuar avançando na reorganização do magistério municipal com trabalho de base, organização por local de trabalho, formação política e independência

Leia mais

Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no REDOM

Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no REDOM Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no De: Mario Avelino [mailto:marioavelino@domesticalegal.org.br] Enviada em: quarta-feira, 9 de setembro de 2015 23:50 Para:

Leia mais

Circular nº 157/2014 Brasília, 2 de setembro de 2014. Às Seções Sindicais, às Secretarias Regionais e aos Diretores do ANDES-SN

Circular nº 157/2014 Brasília, 2 de setembro de 2014. Às Seções Sindicais, às Secretarias Regionais e aos Diretores do ANDES-SN Circular nº 157/2014 Brasília, 2 de setembro de 2014 Às Seções Sindicais, às Secretarias Regionais e aos Diretores do ANDES-SN Companheiros, Encaminhamos, para ampla divulgação, a Carta de Aracaju (59º

Leia mais

Protesto nacional no STF critica reajuste só para cúpula

Protesto nacional no STF critica reajuste só para cúpula Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal do Estado de Mato Grosso BOLETIM SEMANAL De 02 a 06 de fevereiro de 2015 Protesto nacional no STF critica reajuste só para cúpula Foto: Joana Darc Melo

Leia mais

SUGESTÕES PARA O DEBATE SOBRE O REGIMENTO INTERNO

SUGESTÕES PARA O DEBATE SOBRE O REGIMENTO INTERNO SUGESTÕES PARA O DEBATE SOBRE O REGIMENTO INTERNO Os Fóruns estão começando a rever seus Regimentos Internos e conferindo se estes estão colaborando da melhor forma possível para seu funcionamento. Este

Leia mais

RESOLUÇÕES DO V ENCONTRO NACIONAL DO RAMO DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO DA CTB

RESOLUÇÕES DO V ENCONTRO NACIONAL DO RAMO DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO DA CTB RESOLUÇÕES DO V ENCONTRO NACIONAL DO RAMO DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO DA CTB O Encontro Nacional do Ramo da Construção e do Mobiliário da CTB, este ano em sua 5ª edição, realizado nos dias 28 e 29 de

Leia mais

PRIMEIRA ALTERAÇÃO DO ESTATUTO DA ARESMUM- ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E ESPORTIVA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MAMBORÊ PARANÁ CAPÍTULO I

PRIMEIRA ALTERAÇÃO DO ESTATUTO DA ARESMUM- ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E ESPORTIVA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MAMBORÊ PARANÁ CAPÍTULO I PRIMEIRA ALTERAÇÃO DO ESTATUTO DA ARESMUM- ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E ESPORTIVA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MAMBORÊ PARANÁ CAPÍTULO I DA FUNDAÇÃO, DENOMINAÇÃO E FINALIDADES Artigo 1º - A Associação Recreativa

Leia mais

Tudo que você precisa para organizar o movimento no seu local de trabalho!

Tudo que você precisa para organizar o movimento no seu local de trabalho! Tudo que você precisa para organizar o movimento no seu local de trabalho! Este documento tem o objetivo de facilitar a organização dos servidores em sua cidade e local de trabalho durante a jornada de

Leia mais

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DO EMPREGADOR DOMÉSTICO = MENOS DEMISSÕES E MAIS FORMALIDADE Dê seu voto em www.domesticalegal.org.br CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM

Leia mais

RESUMO DE NOTÍCIAS. Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo www.sintetel.org/ sintetel@sintetel.org.

RESUMO DE NOTÍCIAS. Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo www.sintetel.org/ sintetel@sintetel.org. Mundo Sindical SÃO PAULO (SP): TRABALHADORES DO TELEATENDIMENTO COMPÕEM PAUTA DE REIVINDICAÇÕES Os trabalhadores do setor de teleatendimento compuseram a Pauta de Reivindicações para a Convenção Coletiva

Leia mais

Relatório de reunião do Reunião do Comitê de Mulheres da ISP. 19 de agosto de 2015 SP CSA

Relatório de reunião do Reunião do Comitê de Mulheres da ISP. 19 de agosto de 2015 SP CSA Relatório de reunião do Reunião do Comitê de Mulheres da ISP 19 de agosto de 2015 SP CSA 1. Abertura e apresentação do programa do dia Jocélio Drummond Secretário regional da ISP abriu a reunião, dando

Leia mais

QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009

QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009 QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009 ESTADOS GREVE/PERCENTUAL ES Greve * MG Greve a partir de 13/11 PR Greve * RJ Greve * RS Greve * SE Greve * BA Greve * SP Adesão a partir do

Leia mais

O indicativo 2 trata de proposta de alteração estatutária visando a adequar a Entidade e o Unafisco Saúde à Resolução Normativa ANS nº 173/2008.

O indicativo 2 trata de proposta de alteração estatutária visando a adequar a Entidade e o Unafisco Saúde à Resolução Normativa ANS nº 173/2008. Considerações e Indicativos para a Assembleia Nacional de 26 de novembro de 2015 A presente Assembleia Nacional apreciará deliberações do Conselho de Delegados Sindicais (CDS) e outras proposições da Diretoria

Leia mais

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013 Matérias na Câmara PEC 185/2012 Acrescenta parágrafos ao art. 37 da Constituição Federal para estabelecer data certa para a revisão geral anual da remuneração dos servidores públicos e dá outras providências.

Leia mais

SEÇÃO SINDICAL DOS DOCENTES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA REGIMENTO. Título I Da finalidade, sede e duração

SEÇÃO SINDICAL DOS DOCENTES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA REGIMENTO. Título I Da finalidade, sede e duração SEÇÃO SINDICAL DOS DOCENTES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA REGIMENTO Título I Da finalidade, sede e duração Art. 1º. A Seção Sindical dos Docentes da Universidade Estadual de Ponta Grossa, fundada

Leia mais

DADOS. Histórico de lutas

DADOS. Histórico de lutas MULHERES O partido Solidariedade estabeleceu políticas participativas da mulher. Isso se traduz pela criação da Secretaria Nacional da Mulher e por oferecer a esta Secretaria completa autonomia. Acreditamos

Leia mais

BANCÁRIOS. Uma História marcada por lutas e conquistas

BANCÁRIOS. Uma História marcada por lutas e conquistas BANCÁRIOS Uma História marcada por lutas e conquistas 1 932 18/04/1932 1ª Greve dos Bancários Iniciada em Santos, formada por funcionários do Banco Banespa que reivindicavam melhorias salariais e das condições

Leia mais

Proposta aprovada: utilizar as duas estratégias no esforço para aprovação do PL7027/2013.

Proposta aprovada: utilizar as duas estratégias no esforço para aprovação do PL7027/2013. RELATÓRIO DE SUELY SILVEIRA, COORDENADORA DO SINDJUFE Como afirmou o coordenador da FENAJUFE e servidor do TRE-GO, João Batista, a Fenajufe realizou intervenção junto ao TSE sobre a majoração do auxílio

Leia mais

MENSAGEM Nº, de 2008.

MENSAGEM Nº, de 2008. MENSAGEM Nº, de 2008. = Tenho a honra de submeter à elevada consideração de Vossas Excelências o projeto de Lei anexo, que objetiva criar o Conselho Municipal Antidrogas COMAD. Um dos mais graves problemas

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA No dia 13 de novembro de 2013, em Assembleia Geral Extraordinária, reuniram-se na sede da Asibama DF, as 09h50min horas em segunda chamada, os assinantes da lista de presença

Leia mais

Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não

Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não Por que esta cartilha? Os direitos dos trabalhadores no Brasil não caíram do céu, não foram concessões patronais ou de governos, como os patrões tentam nos fazer parecer. A história da classe trabalhadora

Leia mais

CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO

CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO HQ se lga! i CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO Defender a CONSTITUINTE é um erro! Erro, por que? A direita vai aproveitar uma Constituinte

Leia mais

O que é Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar?

O que é Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar? O Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar CDCE tem amparo legal? Sim. A Lei 7.040/98 que estabeleceu a gestão democrática no Sistema de Ensino, instituiu o CDCE, na forma, composição e outros providências

Leia mais

De sindicalização, tendo como foco principal a juventude trabalhadora; Pela inclusão da Filosofia e da Sociologia no currículo do ensino básico;

De sindicalização, tendo como foco principal a juventude trabalhadora; Pela inclusão da Filosofia e da Sociologia no currículo do ensino básico; PLANO DE LUTAS DA CUT/SP CALENDÁRIO DE ATOS PÚBLICOS 24/05 Ato em Brasília pela estabilidade do serviço público. Dia Nacional de lutas em defesa do funcionário público admitido em caráter temporário. Estabilidade

Leia mais

Do 6º. Congresso Estatutário dos Funcionários da USP

Do 6º. Congresso Estatutário dos Funcionários da USP REGIMENTO DO 6º CONGRESSO ESTATUTÁRIO DOS FUNCIONÁRIOS DA USP SINDICATO DOS TRABALHADORES DA USP DATA: 27, 28, 29 E 30 DE ABRIL DE 2015. LOCAIS: ABERTURA DIA 27, ÀS 18H00 E INSTALAÇÃO DA PLENÁRIA PARA

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO Escola Judiciária Eleitoral Abril 2013 TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Presidente Desembargadora Letícia De Faria Sardas Corregedor

Leia mais

Informativo SAI. 08 de junho

Informativo SAI. 08 de junho 08 de junho Informativo SAI 2012 Informativo com notícias sobre avaliação e regulação extraídas da mídia e de sítios eletrônicos de entidades da área educacional. Volume 10 Professor da UFRGS é designado

Leia mais

O Continente faz mobilização contra Prosegur

O Continente faz mobilização contra Prosegur Confederação Nacional dos Vigilantes - Brasília - DF 16/06/2015 - Edição 1292 O Continente faz mobilização contra Prosegur Vigilantes da Bahia entregaram carta aberta na porta da Prosegur, denunciando

Leia mais

Relatório do Encontro Nacional do Jurídico Sindicatos da base da CNTSS.

Relatório do Encontro Nacional do Jurídico Sindicatos da base da CNTSS. Relatório do Encontro Nacional do Jurídico Sindicatos da base da CNTSS. - Local da atividade: João Pessoa Paraíba - Dias: 15 e 16 de agosto de 2013 - Estados participantes: Diretores Jurídicos dos Sindicatos

Leia mais

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Projeto Legalize sua doméstica e pague menos INSS = Informalidade ZERO CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Realização Jornal Diario de Pernambuco

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2016 Gestão 2014/2017

PLANO DE AÇÃO 2016 Gestão 2014/2017 INTRODUÇÃO O Plano de Ação do Sindicato-Apase adota como referencial de elaboração as Teses aprovadas no XI Fórum Sindical/2015, referendadas na Assembleia Geral Extraordinária Deliberativa de 11/12/2015.

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE ESPORTES E SAÚDE - LIES Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A Liga Acadêmica de Esportes e Saúde é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

Medidas Provisórias 664 e 665 ( Pacote Levy ): mudanças no seguro-desemprego, abono salarial, auxílio-doença, pensão por morte OTAVIO PINTO E SILVA

Medidas Provisórias 664 e 665 ( Pacote Levy ): mudanças no seguro-desemprego, abono salarial, auxílio-doença, pensão por morte OTAVIO PINTO E SILVA Medidas Provisórias 664 e 665 ( Pacote Levy ): mudanças no seguro-desemprego, abono salarial, auxílio-doença, pensão por morte OTAVIO PINTO E SILVA Pacote Levy No dia 30 de dezembro de 2014, o Governo

Leia mais

ATA DA 105ª ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA (AGE) DA ASSOCIAÇÃO DE DOCENTES DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA

ATA DA 105ª ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA (AGE) DA ASSOCIAÇÃO DE DOCENTES DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA A D C E F E T - R J ASSOCIAÇÃO DE DOCENTES DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA SEÇÃO SINDICAL DA A N D E S - SINDICATO NACIONAL Av. Maracanã 229 - Rio de Janeiro - RJ - CEP

Leia mais

RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES

RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES 1) Já completei 25 anos como professora em sala de aula, tenho hoje 45 anos de idade, com esta idade vou aposentar

Leia mais

Número 25 Junho 2006 NOTA TÉCNICA INCENTIVO À FORMALIZAÇÃO DO EMPREGO DOMÉSTICO

Número 25 Junho 2006 NOTA TÉCNICA INCENTIVO À FORMALIZAÇÃO DO EMPREGO DOMÉSTICO Número 25 Junho 2006 NOTA TÉCNICA INCENTIVO À FORMALIZAÇÃO DO EMPREGO DOMÉSTICO Incentivo à formalização do emprego doméstico No Brasil, no ano de 2004, 6,5 milhões de pessoas trabalhavam com empregados

Leia mais

Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o. Não Pagamento da Dívida Pública

Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o. Não Pagamento da Dívida Pública Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o Não Pagamento da Dívida Pública O endividamento público vem pautando a vida do povo brasileiro sob diversas formas, especialmente a partir da

Leia mais

Reajuste salarial volta à pauta dos servidores públicos em 2015

Reajuste salarial volta à pauta dos servidores públicos em 2015 Edição nº 119 Fevereiro de 2015 educação nacional Início do ano com reajuste salarial, mas sem expectativas Servidores públicos recebem última parcela do acordo com o governo federal. Proposta de reestruturação

Leia mais

RELATÓRIO DA PLENÁRIA NACIONAL DA FENASPS

RELATÓRIO DA PLENÁRIA NACIONAL DA FENASPS RELATÓRIO DA PLENÁRIA NACIONAL DA FENASPS Data: domingo, 12 de junho de 2016 Local: sala 11 do Hotel Nacional, em Brasília Pauta: 1. Informes Nacionais PL 4250/2015, PL 4252/2015 e PLP 257/2016, Reforma

Leia mais

ATA EXECUTIVA DA ª REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA MESA MUNICIPAL DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE DO SUS DE VITÓRIA MMNP SUS VITÓRIA

ATA EXECUTIVA DA ª REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA MESA MUNICIPAL DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE DO SUS DE VITÓRIA MMNP SUS VITÓRIA ATA EXECUTIVA DA ª REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA MESA MUNICIPAL DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE DO SUS DE VITÓRIA MMNP SUS VITÓRIA Reunião realizada no dia 13 de fevereiro de 2012, às 15:00 horas, no auditório da

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Segurança proíbe depósitos de terceiros em contas de presidiários

CÂMARA DOS DEPUTADOS Segurança proíbe depósitos de terceiros em contas de presidiários ASSESSORIA PARLAMENTAR INFORMATIVO 14 DE NOVEMBRO DE 2014 CÂMARA DOS DEPUTADOS Segurança proíbe depósitos de terceiros em contas de presidiários A intenção é evitar que condenados usem essas contas para

Leia mais

1 Informações diversas Câmara aprova ampliação de parcelamento do Refis da crise O plenário da Câmara aprovou na noite desta quarta-feira (21) a medida provisória que amplia o parcelamento de débitos tributários,

Leia mais

INFORMES DE BASE. SINTESPB: ATENÇÃO - ASSUFBA, SINTUFS, SINTUFAL, SINTESPB, SINTUFEPE, SINTUFEPE-Rural, SINTEST-RN,

INFORMES DE BASE. SINTESPB: ATENÇÃO - ASSUFBA, SINTUFS, SINTUFAL, SINTESPB, SINTUFEPE, SINTUFEPE-Rural, SINTEST-RN, MAI-01 010102 Brasília, 13 de maio de 2013. Presente em Brasília: Rolando. CF em Brasília: Leonir, Rudnei, Ademar, Paulão e Mauro Mendes. INFORMES DE BASE "Todo o conteúdo publicado neste espaço (IB) é

Leia mais

Relatório de Particiçação da ADUFERPE no Seminário Nacional Sobre a Estrutura Organizativa do ANDES-SN

Relatório de Particiçação da ADUFERPE no Seminário Nacional Sobre a Estrutura Organizativa do ANDES-SN Relatório de Particiçação da ADUFERPE no Seminário Nacional Sobre a Estrutura Organizativa do ANDES-SN Representantes da ADUFERPE: Cícero Monteiro de Souza (Recife); Levy Paes Barreto (Diretoria-Recife);

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000096/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/01/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064426/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.042751/2011-40 DATA DO

Leia mais

Encontro Nacional ISONOMIA. Conquistando uma só Caixa para todos os empregados

Encontro Nacional ISONOMIA. Conquistando uma só Caixa para todos os empregados 3º o Encontro Nacional de ISONOMIA Conquistando uma só Caixa para todos os empregados ATS e licença-prêmio já! ISONOMIA, UMA LUTA DE TODOS A isonomia de direitos e benefícios entre todos os trabalhadores

Leia mais

GOVERNOS INTENSIFICAM ATAQUES AOS NOSSOS DIREITOS! A

GOVERNOS INTENSIFICAM ATAQUES AOS NOSSOS DIREITOS! A BOLETIM DA REDE Nº 97 08/04/2016 GOVERNOS INTENSIFICAM ATAQUES AOS NOSSOS DIREITOS! A nossa resposta deve ser na luta e com greve! A nossa indignação deve ultrapassar os muros das Escolas e UMEIs diante

Leia mais

EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015.

EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. A Presidente do no uso de suas atribuições legais e regulamentadas pela Lei Nº 2.750 de 31 de Dezembro publica as normas para o processo eleitoral das entidades

Leia mais

Clipping de Notícias Educacionais. Fontes: Folha de SP e UOL

Clipping de Notícias Educacionais. Fontes: Folha de SP e UOL Clipping 13/06/2012 SEMERJ www.semerj.org.br semerj@semerj.org.br Caso sua instituição ainda não seja associada ao SEMERJ, visite nosso site e descubra as vantagens em associar-se ao Sindicato das Entidades

Leia mais

Audiência Pública Comissão Especial PL 4238/12 Piso Salarial de Vigilantes. Brasília, 07 de maio de 2015

Audiência Pública Comissão Especial PL 4238/12 Piso Salarial de Vigilantes. Brasília, 07 de maio de 2015 Audiência Pública Comissão Especial PL 4238/12 Piso Salarial de Vigilantes 1 Brasília, 07 de maio de 2015 Quem Somos? A Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores - FENAVIST,

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL REGIMENTO INTERNO A Comissão Institucional de Gestão Ambiental CIGA, do Ministério Público

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO

REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO Art. 1º A Diretoria Executiva, subordinada ao Presidente da Fundação, é responsável pelas atividades

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO Art. 1º - O presente Regimento tem por finalidade estabelecer normas para o funcionamento do Conselho Deliberativo da Associação Atlética Banco do Brasil São

Leia mais

Movimento SOS Saúde dá início a agenda externa na porta do Hospital Souza Aguiar

Movimento SOS Saúde dá início a agenda externa na porta do Hospital Souza Aguiar Movimento SOS Saúde dá início a agenda externa na porta do Hospital Souza Aguiar Cumprindo determinação do Movimento SOS Saúde, médicos e dentistas da rede pública municipal realizaram manifestação na

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 Altera a Lei 11.907 de 02 de fevereiro de 2009, para estabelecer a jornada de trinta horas para os integrantes da carreira de Perito Médico Previdenciário e da Carreira de Supervisor

Leia mais

Com base na proposição P: Precisando de ajuda, o filho recorre ao. pai, julgue os próximos itens, relativos a lógica proposicional.

Com base na proposição P: Precisando de ajuda, o filho recorre ao. pai, julgue os próximos itens, relativos a lógica proposicional. De acordo com o comando a que cada um dos itens a seguir se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o

Leia mais

PLANO DE AÇÃO SINDICAL

PLANO DE AÇÃO SINDICAL PLANO DE LUTAS 1. Plano de carreira - Continua em pauta, reiniciar a discussão como TJ. ISONOMIA; 2. URV das pensionistas - Continua em pauta, TJ não aceita responsabilidade, ajuizamos ação; 3. Reajustes

Leia mais

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO MANUAL DO JOVEM DEPUTADO Edição 2014-2015 Este manual procura expor, de forma simplificada, as regras do programa Parlamento dos Jovens que estão detalhadas no Regimento. Se tiveres dúvidas ou quiseres

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA GERIATRIA E GERONTOLOGIA - LIG Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A LIGA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob a supervisão

Leia mais

Relatório de Gestão 2013

Relatório de Gestão 2013 Relatório de Gestão 2013 Eventos Oficina Gestão de Trabalho nas OSS 11 e 12/04/2013 Eventos II Congresso estadual CGTB 30/07/2013 Eventos Seminário COSEMS 06/02/2013 Seminário estadual de Conselhos UFMT

Leia mais

INSTITUTO METODISTA DE EDUCAÇÃO

INSTITUTO METODISTA DE EDUCAÇÃO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO PARA REGULARIZAÇÃO DO CONTROLE DE JORNADA DE TRABALHO ATRAVÉS DE REGISTRO ELETRÔNICO DE MARCAÇÃO DE PONTO POR MEIO DE CARTÃO MAGNÉTICO OU SISTEMA BIOMÉTRICO. Acordo Coletivo

Leia mais

AÇÃO DE REVISÃO DO FGTS POR DEFASAGEM EM CORREÇÃO PELA TR

AÇÃO DE REVISÃO DO FGTS POR DEFASAGEM EM CORREÇÃO PELA TR COMUNICADO SINDECTEB 036/2013 AÇÃO DE REVISÃO DO FGTS POR DEFASAGEM EM CORREÇÃO PELA TR SINDECTEB orienta os trabalhadores a recuperarem as perdas do FGTS Ação na Justiça solicitando o recálculo retroativo

Leia mais

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL Por Profa.Dra. Cyllene de M.OC de Souza Dra em Ciência e Tecnologia de Alimentos (UFRRJ), Mestre em Vigilância Sanitária (INCQS-FIOCRUZ) Supervisora

Leia mais

ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA

ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA Boletim Informativo Edição 01 19 de Março de 2012 ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA Controladoria-Geral da União Implementação da Lei de Acesso a Informação A Lei de Acesso à Informação (LAI) representa mais

Leia mais

A Semana no Congresso Nacional

A Semana no Congresso Nacional A Semana no Congresso Nacional Brasília, 10/08/2015 CÂMARA Câmara instalará seis comissões mistas para analisar MPs Relator da CPI do BNDES apresentará plano de trabalho Comissão de Finanças e Tributação

Leia mais

1 de 5 16/11/2011 08:20

1 de 5 16/11/2011 08:20 1 de 5 16/11/2011 08:20 Nome E-mail OK Quarta-Feira, 16 de Novembro de 2011 Palavra chave 2 de 5 16/11/2011 08:20 Home Artigos Biblioteca Revista Notícias Informativo Galeria de Fotos Humor Livro de Visitas

Leia mais

III- lutar por uma universidade autônoma, democrática e participativa, que cumpra suas funções acadêmicas e político-sociais;

III- lutar por uma universidade autônoma, democrática e participativa, que cumpra suas funções acadêmicas e político-sociais; ESTATUTO DO CENTRO ACADÊMICO RUY BARBOSA (Faculdade de Direito-UFBA) TÍTULO I DA ENTIDADE Capítulo I Da Natureza Jurídica Art.1º O Centro Acadêmico Ruy Barbosa (CARB), fundado em 25 de Outubro de 1999,

Leia mais

SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO

SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO A OCB/TO é formada por cooperativas singulares, federações e centrais de todos os ramos. Pela Lei 5.764/71, ainda em vigor, todas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I 1 Conselho Municipal do Idoso de São Caetano do Sul Lei n 4.179 de 23/10/2003. R. Heloísa Pamplona, 304 B. Fundação CEP 09520-310 São Caetano do Sul/SP. cmi@saocaetanodosul.sp.gov.br REGIMENTO INTERNO

Leia mais

INSTITUTO FÓRUM NACIONAL DOS SECRETÁRIOS E DIRIGENTES ESTADUAIS DE TURISMO - INFORUM ESTATUTO SOCIAL SUMÁRIO

INSTITUTO FÓRUM NACIONAL DOS SECRETÁRIOS E DIRIGENTES ESTADUAIS DE TURISMO - INFORUM ESTATUTO SOCIAL SUMÁRIO 1 INSTITUTO FÓRUM NACIONAL DOS SECRETÁRIOS E DIRIGENTES ESTADUAIS DE TURISMO - INFORUM ESTATUTO SOCIAL SUMÁRIO CAPITULO I - DA DENOMINAÇÃO, DOS FINS, DA SEDE E DO PRAZO Art. 2º Para a consecução dos seus

Leia mais

T R I B U N A L DE J U S T I Ç A

T R I B U N A L DE J U S T I Ç A Ata da Segunda Sessão do ano de 2014 da Comissão Executiva da Câmara Técnica do Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres e do Programa: Mulher Viver sem Violência, realizada aos trinta

Leia mais

ORIENTAÇÕES DO SISMMAC SOBRE O NOVO PLANO DE CARREIRA

ORIENTAÇÕES DO SISMMAC SOBRE O NOVO PLANO DE CARREIRA ORIENTAÇÕES DO SISMMAC SOBRE O NOVO PLANO DE CARREIRA 1. VALE A PENA ADERIR AO NOVO PLANO DE CARREIRA? Avaliamos que para a maioria dos professores valerá a pena aderir ao novo Plano, pois através da nossa

Leia mais

Educação Financeira PASSATEMPOS. O Paraná Banco traz o assunto de forma divertida para você BOM PRA CABEÇA. Diretox Dominox caça-palavra

Educação Financeira PASSATEMPOS. O Paraná Banco traz o assunto de forma divertida para você BOM PRA CABEÇA. Diretox Dominox caça-palavra Educação Financeira O Paraná Banco traz o assunto de forma divertida para você BOM PRA CABEÇA PASSATEMPOS Diretox Dominox caça-palavra 2 O Paraná Banco propõe um desafio consciente a você! O Paraná Banco,

Leia mais

Por mais de três anos, a Comissão Estadual

Por mais de três anos, a Comissão Estadual Paralisação emblemática confronta planos de saúde Por mais de três anos, a Comissão Estadual de Honorários Médicos buscou negociação com o Bradesco Saúde. As tentativas, entretanto, não obtiveram êxito.

Leia mais

As lutas que vencemos em 2013

As lutas que vencemos em 2013 Original Órgão de divulgação do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Editoras de Livros, Publicações Culturais e Categorias Afins do Estado de São Paulo www.seel-sp.org.br seel@seel-sp.org.br Livro

Leia mais

CAMPANHA DE FILIAÇÃO SEDIN 2014

CAMPANHA DE FILIAÇÃO SEDIN 2014 EDITAL nº 001/2014 Sindicato dos Trabalhadores nas Unidades de Educação Infantil da Rede Direta e Autárquica do Município de São Paulo SEDIN, Sindicato da Educação Infantil, através de seu representante

Leia mais

O que fazer para reformar o Senado?

O que fazer para reformar o Senado? O que fazer para reformar o Senado? Cristovam Buarque As m e d i d a s para enfrentar a crise do momento não serão suficientes sem mudanças na estrutura do Senado. Pelo menos 26 medidas seriam necessárias

Leia mais

XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COBRANÇA DE TERCEIROS E DOAÇÕES, ATRAVÉS DA CONTA DE ENERGIA ELÉTRICA HEITOR LUIZ BREDA CELESC CENTRAIS ELÉTRICAS DE SANTA

Leia mais

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica Rogério Reis Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica CRESCIMENTO ECONÔMICO DA REGIÃO SUL IMPULSIONA MERCADO PARANAENSE POR ADRIANE DO VALE redacao@cipanet.com.br FOTOS

Leia mais

2 Encontro do GT Psicossocial/SITRAEMFA Seg, 13 de Abril de 2015 18:39

2 Encontro do GT Psicossocial/SITRAEMFA Seg, 13 de Abril de 2015 18:39 No dia 11 de abril de 2015, aconteceu o 2 encontro do GT Psicossocial (Grupo de Trabalho), estiveram presentes à reunião:o conselheiro Gustavo de Lima Bernardes Sales, representante do Conselho Regional

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 01.06.2015

C L I P P I N G DATA: 01.06.2015 C L I P P I N G DATA: 01.06.2015 Dívidas de Agnelo serão pagas pela ordem cronológica Para atender à lei, governo reformula cronograma para quitar débitos com mais de 900 fornecedores. Um questionamento

Leia mais

o artigo 13, VIII do Estatuto da UEPG;

o artigo 13, VIII do Estatuto da UEPG; Certifico que a presente Resolução foi disponibilizada neste local no dia 05/12/2014 Graziela de Fátima Rocha Secretaria da Reitoria RESOLUÇÃO UNIV. N o 43, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2014. Aprova o Regimento

Leia mais

Câmara Municipal de Tijucas do Sul

Câmara Municipal de Tijucas do Sul ATA DA 9 a SESSÃO ORDINÁRIA DO PRIMEIRO PERÍODO ORDINÁRIO DA PRIMEIRA SESSÃO LEGISLATIVA DA 15 a LEGISLATURA EM 07/04/2014. Aos sete dias do mês de abril do ano de dois mil e quatorze, nesta cidade de

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ

ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ CAPÍTULO I DA SOCIEDADE, DENOMINAÇÃO, NATUREZA, SEDE, PRAZO E FINALIDADES Artigo 1 - A Comissão Estadual de Residência Médica

Leia mais