LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES DIAGRAMA DO SISTEMA INFORMAÇÕES DE SERVIÇO ANTES DA DIAGNOSE DE DEFEITOS...

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES... 23-2 DIAGRAMA DO SISTEMA... 23-3 INFORMAÇÕES DE SERVIÇO... 23-4 ANTES DA DIAGNOSE DE DEFEITOS..."

Transcrição

1 23. programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES DIAGRAMA DO SISTEMA INFORMAÇÕES DE SERVIÇO ANTES DA DIAGNOSE DE DEFEITOS DIAGNOSE DE DEFEITOS DOS SINTOMAS LOCALIZAÇÃO DOS CONECTORES DO ESP INFORMAÇÕES SOBRE A DIAGNOSE DE DEFEITOS DO ESP ÍNDICE DE DTC DO ESP DIAGNOSE DE DEFEITOS DOS CÓDIGOS DE DTC DIAGNOSE DE DEFEITOS DOS CÓDIGOS DE PISCADAS SENSOR DO ÂNGULO DE MUDANÇA INTERRUPTOR DE MUDANÇA DE MARCHA MOTOR DE CONTROLE DE MUDANÇA/ENGRENAGENS DE REDUÇÃO

2 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES INTERRUPTOR PARA MARCHA MAIS ALTA INTERRUPTOR PARA MARCHA MAIS BAIXA INTERRUPTOR DE IGNIÇÃO BATERIA CAIXA DE FUSÍVEIS FUSÍVEL MAIN (PRINCIPAL) 1 (30 A) FUSÍVEL MAIN (PRINCIPAL) 2 (30 A) FUSÍVEL IGN (IGNIÇÃO) (10 A) SENSOR TP/ SENSOR MAP DLC PCM SENSOR VS MOTOR DE CONTROLE DE MUDANÇA SENSOR DO ÂNGULO DE MUDANÇA INTERRUPTOR DE POSIÇÃO DA MARCHA 23-2

3 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM DIAGRAMA DO SISTEMA FUSÍVEL PRINCIPAL 2 (30 A) INTERRUPTOR DE IGNIÇÃO FUSÍVEL IGN (iginição) (10 A) BATERIA RELÉ DE PARADA DO MOTOR (MÓDULO DOS RELÉS) FUSÍVEL PRINCIPAL 1 (30 A) SENSOR de inclinação DO CHASSI INTERRUPTOR DE MUDANÇA CONJUNTO DOS SENSORES MOTOR DE CONTROLE DE MUDANÇA SENSOR TP SENSOR MAP SENSOR DO ÂNGULO DE MUDANÇA SENSOR DE POSIÇÃO DA MARCHA PAINEL DE INSTRUMENTOS SENSOR VS Bl Preto Br Marrom Y Amarelo O Laranja Bu Azul Lb Azul claro G Verde Lg Verde claro R Vermelho P Rosa W Branco Gr Cinza 23-3

4 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) INFORMAÇÕES DE SERVIÇO INSTRUÇÕES GERAIS Consulte Recursos Técnicos para informações sobre a função e o controle de cada componente pelo PCM (Módulo de Controle do Motor e da Transmissão) (página 2-2). Consulte Antes da Diagnose de Defeitos antes de iniciar o procedimento de diagnose (página 23-5). Ao efetuar a diagnose de defeitos dos códigos de DTC, leia atentamente o item Informações sobre a Diagnose de Defeitos do ESP, e então inspecione e efetue a diagnose de defeitos de acordo com o DTC. Observe cada etapa dos procedimentos, passo a passo. Anote o DTC e a provável peça defeituosa antes de iniciar a diagnose de defeitos. O PCM é sensível a quedas. Além disso, se o conector for desligado quando houver fluxo de corrente, a voltagem excessiva poderá danificar o PCM. Sempre desligue o interruptor de ignição antes de desacoplar ou acoplar os conectores. Utilize um multitester digital para a inspeção do sistema ESP. Para a Diagnose de Defeitos do ESP O PCM controla os sistemas PGM-FI e ESP. Portanto, alguns itens de detecção são compartilhados pelo PGM-FI e pelo ESP, e eles podem afetar o funcionamento de ambos os sistemas. Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique os itens abaixo e consulte os procedimentos de diagnose de defeitos apropriados. 1. A luz de advertência de falhas (MIL) pisca ou é indicado o DTC do sistema de combustível (página 6-12). 2. O indicador de posição da marcha pisca ou é indicado o DTC do sistema ESP (página 23-8). 3. Sintoma de funcionamento do ESP (página 23-6). Consulte o capítulo Sistema de Alimentação para informações sobre a Diagnose de Defeitos Geral (página 6-12). VALOR DE TORQUE Parafuso do sensor do ângulo de mudança 6 N.m (0,6 kgf.m) Aplique trava química na rosca. FERRAMENTAS ESPECIAIS Ponta de prova de pino (Macho) 07ZAJ-RDJA110 Dispositivo de teste do ECM, 33P 070MZ-MCA0100 Testador portátil HDS 23-4

5 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM ANTES DA DIAGNOSE DE DEFEITOS Se o quadriciclo apresentar algum problema no ESP, o indicador de posição da marcha piscará para indicar o DTC (Código da Diagnose de Defeitos) (página 23-8). Verifique o DTC, consulte o índice de DTC e então inicie o procedimento apropriado da diagnose de defeitos (página 23-13). Se não houver nenhum DTC registrado na memória do PCM, efetue a diagnose de defeitos conforme descrito em Diagnose de Defeitos dos Sintomas (página 23-6). VERIFIQUE A RECLAMAÇÃO Verifique a precisão da reclamação do cliente fazendo um teste de rodagem com o quadriciclo. Anote os sintomas. Não comece a desmontar ou testar até que tenha determinado se o problema é elétrico ou mecânico, mudando de marcha manualmente (página 23-6). Falhas temporárias podem ocorrer. Sob certas condições, o sistema ESP pode perder uma mudança. Quando isto acontece, o PCM pode registrar um DTC. Certifique-se de anotar e então apagar qualquer DTC registrado quando verificar a reclamação do cliente. Se a reclamação do cliente for duplicada durante o teste de rodagem e o indicador de posição da marcha piscar, indicando um DTC, prossiga com a diagnose de defeitos. INSPEÇÃO PRELIMINAR DO SISTEMA ESP Antes de iniciar a diagnose do sistema, verifique os seguintes itens: Certifique-se de que a bateria esteja totalmente carregada e em boas condições. Certifique-se de que a embreagem esteja corretamente ajustada. Verifique se algum fusível está queimado. 23-5

6 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) DIAGNOSE DE DEFEITOS DOS SINTOMAS Sintoma Diagnose Verifique também quanto a Falha no controle de mudança, mas não há registro de DTC O indicador de posição da macha pisca constantemente (Sem registro de DTC) Não há indicação do indicador de posição da marcha e a MIL permanece acesa, mas não há registro de DTC A Mudança Elétrica não Funciona (página 23-6) Linha de comunicação serial (página 2-3) Curto-circuito no DLC (Conector de Transmissão de Dados) (fio Marrom/ vermelho) Ajuste da embreagem (página 4-25) Fio relacionado ao DLC A Mudança Elétrica não Funciona 1. Verificação de Funcionamento da Mudança de Marcha O DTC 23-1 será indicado com o interruptor de ignição ligado. Remova a tampa lateral esquerda (página 3-4). Desligue o interruptor de ignição. Mude de marcha manualmente, movendo o eixo do seletor de marchas, com a ferramenta de mudança de marcha. As marchas podem ser mudadas manualmente? Não Verifique o seletor de marchas (página 11-20) e a transmissão (página 13-8). Sim VÁ PARA A ETAPA 2. FERRAMENTA DE MUDANÇA DE MARCHA EIXO 2. Inspeção do Interruptor de Mudança de Marcha no Conector do PCM Remova a tampa do pára-lama traseiro (página 3-9). Desacople o conector 33P (preto) do PCM. Verifique se há continuidade (use a ferramenta especial) entre os seguintes terminais do conector no lado da fiação, enquanto pressiona o interruptor de mudança de marcha. FERRAMENTA: Ponta de prova de pino (Macho) 07ZAJ-RDJA110 Com o interruptor para marcha mais alta pressionado: Branco/vermelho Branco/azul Com o interruptor para marcha mais baixa pressionado: Branco/vermelho Branco/amarelo Existe continuidade? Sim Conector solto ou mau contato Não VÁ PARA A ETAPA Inspeção do Interruptor de Mudança de Marcha Verifique o interruptor de mudança de marcha (página 23-38). O interruptor de mudança de marcha está normal? Não Interruptor de mudança de marcha defeituoso Sim Circuito aberto no fio entre o interruptor de mudança de marcha e o PCM CONECTOR 33P (Preto) DO PCM Branco/azul Branco/amarelo Branco/vermelho 23-6

7 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM LOCALIZAÇÃO DOS CONECTORES DO ESP Consulte as notas secundárias para os componentes que devem ser removidos para executar os serviços. (1) CONECTOR 33P (Cinza) DO PCM Tampa do pára-lama traseiro (página 3-9) (2) CONECTOR 33P (Preto) DO PCM Tampa do pára-lama traseiro (página 3-9) (3) CONECTOR 5P (Preto) DO PCM Tampa do pára-lama traseiro (página 3-9) (4) CAIXA DE FUSÍVEIS Tampa do pára-lama traseiro (página 3-9) (5) DLC Tampa do pára-lama traseiro (página 3-9) (6) CONECTOR 14P (Verde) DOS INTERRUPTORES DO GUIDÃO Bagageiro/pára-lama traseiro (página 3-10) (7) CONECTOR 3P (Preto) DO SENSOR VS Tampa lateral esquerda (página 3-4) (8) CONECTOR 3P (Cinza) DO SENSOR DO ÂNGULO DE MUDANÇA Pára-barro esquerdo (página 3-6) (9) CONECTOR 2P (Preto) DO MOTOR DE CONTROLE DE MUDANÇA Pára-barro direito (página 3-6) (10) CONECTOR 8P (Cinza) DO INTERRUPTOR DE POSIÇÃO DA MARCHA Tampa lateral direita (página 3-4) (11) CONECTOR 6P (Branco) DA FIAÇÃO SECUNDÁRIA DO MOTOR (para o Sensor do Ângulo de Mudança/ Sensor VS) Tampa lateral direita (página 3-4) 23-7

8 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) INFORMAÇÕES SOBRE A DIAGNOSE DE DEFEITOS DO ESP Consulte o capítulo Sistema de Alimentação para informações sobre a Diagnose de Defeitos Geral (página 6-12). DESCRIÇÃO DO SISTEMA SISTEMA DE AUTODIAGNOSE O PCM controla os sistemas PGM-FI e ESP. Portanto, alguns itens de detecção são compartilhados pelo PGM-FI e pelo ESP, e eles podem afetar o funcionamento de ambos os sistemas. O sistema ESP está equipado com um sistema de autodiagnose. Se o PCM detectar uma falha no ESP, ele interrompe o funcionamento do sistema e aciona o indicador de posição da marcha, fazendo com que este pisque para indicar o DTC. O DTC correspondente à falha do sistema é registrado na memória regravável do PCM. Para reiniciar o sistema ESP, ligue o interruptor de ignição, desligue-o e então o ligue novamente. No entanto, se o PCM ainda detectar um problema, ele continuará a impedir o funcionamento do sistema ESP. Quando isto ocorrer, o indicador de posição da marcha piscará um certo número de vezes para indicar o DTC. Para indicar o DTC, o indicador de posição da marcha pisca de 1 a 5, N, R ou, dependendo do tipo de problema. DTC (Código da Diagnose de Defeitos) Consulte o capítulo Sistema de Alimentação para informações sobre o DTC (página 6-12). PADRÃO DE PISCADAS DO INDICADOR INDICADOR DE POSIÇÃO DA MARCHA O número de piscadas do indicador é equivalente ao código principal do DTC (o código secundário não pode ser indicado pelo indicador). O indicador apresenta dois tipos de piscadas, piscadas longas e piscadas curtas. A piscada longa dura 1,3 segundo; a piscada curta dura 0,3 segundo. Uma piscada longa equivale a dez piscadas curtas. Por exemplo, quando duas piscadas longas forem seguidas por três piscadas curtas, o DTC corresponderá a 23 (duas piscadas longas = 20 piscadas, mais 3 piscadas curtas). 1,3 seg. 0,5 seg. 0,3 seg. LIGADO Padrão repetido DESLIGADO Uma Piscada Piscadas longas 2 vezes Piscadas Curtas 3 vezes Quando o PCM armazenar mais de um DTC, o indicador os indicará em ordem crescente. 23-8

9 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM DTC ATUAL/DTC REGISTRADO O DTC é indicado de duas formas, de acordo com o status da falha. Se o PCM detectar o problema no momento, o indicador de posição da marcha piscará sempre. É possível fazer a leitura do padrão de piscadas do indicador como o DTC atual. Caso o PCM não detecte qualquer problema no momento, mas exista um problema registrado em sua memória, o indicador não piscará. Será necessário recuperar o problema passado e efetuar a leitura do DTC registrado, seguindo o procedimento de leitura do DTC. INFORMAÇÕES SOBRE O TESTADOR PORTÁTIL HDS O HDS pode fazer a leitura de DTC, dos dados registrados, dos dados atuais e de outras condições do PCM. Como conectar o testador portátil HDS Desligue o interruptor de ignição. Remova a tampa do pára-lama traseiro (página 3-9). Remova o protetor do conector do DLC. Conecte o testador portátil HDS ao DLC. Posicione o interruptor do motor em, ligue o interruptor de ignição e verifique o DTC e dados registrados. Os dados registrados indicam as condições do motor e do ESP quando a primeira falha foi detectada. Reinicialização do PCM O testador portátil HDS pode reinicializar os dados do PCM, incluindo os DTCs, dados registrados e alguma memória registrada. DLC protetor do CONECTOR 23-

10 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) LEITURA DO DTC Se a luz de advertência de falhas (MIL) piscar, consulte Informações sobre a Diagnose de Defeitos do PGM-FI e faça primeiro a diagnose do sistema PGM-FI. Então verifique novamente o ESP após apagar o DTC do PGM-FI. Após fazer a diagnose de defeitos, apague o(s) DTC(s) do problema (página 23-11) e faça um teste de rodagem com o quadriciclo para certificar-se de que o problema tenha sido eliminado. Conecte o testador portátil HDS ao DLC (página 23-9). Faça a leitura do DTC e dos dados registrados, e siga o índice de diagnose de defeitos (página 23-13). Para fazer a leitura do DTC sem o testador portátil HDS, siga o procedimento abaixo. Leitura do DTC com o indicador de posição da marcha Ligue o interruptor de ignição e faça a leitura das piscadas do indicador de posição da marcha. O número de piscadas indica o DTC atual. Consulte o índice da diagnose de defeitos (página 23-13). INDICADOR DE POSIÇÃO DA MARCHA Ao recuperar um DTC registrado, siga os procedimentos descritos abaixo. 1. Desligue o interruptor de ignição e remova a tampa do páralama traseiro (página 3-9). 2. Remova o protetor do conector e ligue diretamente os terminais do DLC, usando a ferramenta especial. FERRAMENTA: Conector de serviço (SCS) 070PZ-ZY30100 CONEXÃO: Marrom/vermelho Verde 3. Ligue o interruptor de ignição e faça a leitura das piscadas do indicador de posição da marcha. O número de piscadas indica o DTC registrado. Consulte o índice da diagnose de defeitos (página 23-13). DLC CONECTOR DE serviço (SCS) 23-10

11 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM APAGANDO O DTC O DTC do PGM-FI também será apagado quando o DTC do ESP for apagado conforme descrito abaixo. Verifique as piscadas da luz de advertência de falhas (MIL) e efetue a diagnose de defeitos do sistema PGM-FI antes de fazer a leitura/apagar o DTC do ESP. Conecte o testador portátil HDS ao DLC (página 23-9). Apague o DTC com o testador portátil HDS enquanto o motor estiver desligado. Para apagar o DTC sem o testador portátil HDS, siga o procedimento abaixo. Como apagar o DTC sem o HDS 1. Desligue o interruptor de ignição e remova a tampa do páralama traseiro (página 3-9). 2. Remova o protetor do conector e ligue diretamente os terminais do DLC, usando a ferramenta especial. FERRAMENTA: Conector de serviço (SCS) 070PZ-ZY30100 CONEXÃO: Marrom/vermelho Verde 3. Ligue o interruptor de ignição. 4. Remova a ferramenta especial do DLC. 5. O indicador se acenderá por aproximadamente 5 segundos. Enquanto o indicador estiver aceso, ligue diretamente os terminais do DLC novamente com a ferramenta especial. A memória da autodiagnose será apagada se o indicador de posição da marcha se apagar e começar a piscar. O DLC deve ser conectado diretamente enquanto o indicador estiver aceso. Do contrário, o indicador não começará a piscar. Observe que a memória da autodiagnose não poderá ser apagada se o interruptor de ignição for desligado antes do indicador começar a piscar. INSPEÇÃO DO CIRCUITO INSPEÇÃO NO CONECTOR DO PCM Sempre limpe ao redor do conector do PCM e mantenha materiais estranhos afastados antes de desconectá-lo. As falhas no sistema PGM-FI geralmente estão associadas a conexões frouxas ou conectores corroídos. Verifique essas conexões antes de prosseguir. Não puxe a fiação ao desacoplar os conectores do PCM. Ao testar o terminal do conector do PCM (lado da fiação), sempre use a ponta de prova. Insira a ponta de prova (ferramenta especial) no terminal do conector e então conecte a ponta de prova do multitester na ponta de prova (ferramenta especial). FERRAMENTA: Ponta de prova 07ZAJ-RDJA110 CONECTOR DE serviço (SCS) DLC PONTA DE PROVA 23-11

12 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) CONEXÃO Do dispositivo DE TESTE Desacople os conectores 33P (preto e cinza) do PCM (página 6-60). Conecte o dispositivo de teste no PCM e nos conectores 33P do PCM. FERRAMENTA: Dispositivo de teste do ECM, 33P 070MZ-MCA0100 dispositivo DE TESTE PCM CONECTORES DO PCM CONFIGURAÇÃO DOS TERMINAIS Do dispositivo DE TESTE Os terminais dos conectores do PCM são numerados conforme mostrado. CONECTOR PRETO (TERMINAL A) CONECTOR CINZA (TERMINAL B) Os terminais do dispositivo de teste apresentam a mesma configuração dos terminais dos conectores do PCM, conforme mostrado. PARA O CONECTOR 33P PRETO PARA O CONECTOR 33P CINZA 23-12

13 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM ÍNDICE DE DTC DO ESP Quando o indicador de posição da marcha piscar constantemente (e a luz de advertência de falhas e o indicador de temperatura do líquido de arrefecimento estiverem apagados), mas nenhum DTC for indicado ou puder ser recuperado, consulte a linha de comunicação serial (página 2-3). Existem alguns DTCs (21-1 a 23-1) relacionados ao circuito do sensor do ângulo de mudança que apresentam diferentes condições de detecção da falha. No caso de baixa voltagem (cerca de 0 V) ou alta voltagem (cerca de 5 V) no circuito do sensor do ângulo de mudança, o DTC 22-2 será indicado quando o motor de controle não funcionar. DTC (Consulte a página) 8-1 (página 6-21) 8-2 (página 6-23) 11-1 (página 23-14) 21-1 (página 23-15) 21-2 (página 23-17) 22-1 (página 23-18) 22-2 (página 23-18) 23-1 (página 23-19) 24-1 (página 23-20) 32-1 (página 23-22) 33-2 (página 6-16) 41-1 (página 23-22) 41-2 (página 23-23) 42-1 (página 23-25) Falha no Funcionamento Baixa voltagem no circuito do sensor TP (menos de 0,22 V) Falha no sensor TP ou no seu circuito Alta voltagem no circuito do sensor TP (mais de 4,93 V) Conector do sensor TP solto ou com mau contato Falha no sensor TP ou no seu circuito Sem sinal do sensor VS Conector do sensor VS traseiro solto ou com mau contato Falha no sensor VS traseiro ou no seu circuito Baixa voltagem no circuito do sensor do ângulo de mudança (menos de 0,37 V) Falha no sensor do ângulo de mudança ou no seu circuito Alta voltagem no circuito do sensor do ângulo de mudança (mais de 4,62 V) Conector do sensor do ângulo do eixo do seletor de marchas secundário solto ou com mau contato Falha no sensor do ângulo de mudança ou no seu circuito Resposta do sensor do ângulo de mudança (travamento do motor de controle) O PCM ativa o motor, mas a voltagem do sensor do ângulo não muda na posição intermediária. Falha no motor de controle ou no seu circuito Falha no sensor do ângulo de mudança ou no seu circuito Resposta do sensor do ângulo de mudança (Motor de controle engripado) O PCM não ativa o motor, mas a voltagem do sensor do ângulo fica fora da posição intermediária (1,95 3,05 V) Falha no motor de controle ou no seu circuito Falha no sensor do ângulo de mudança ou no seu circuito Resposta do sensor do ângulo de mudança (variação da voltagem) O PCM não ativa o motor, mas a voltagem do sensor do ângulo varia constantemente. Problema na instalação do sensor do ângulo de mudança Falha no sensor do ângulo de mudança ou no seu circuito Falha no motor de controle ou no seu circuito Circuito de acionamento do motor de controle de mudança Falha no motor de controle ou no seu circuito Falha no circuito de acionamento do motor de controle Circuito do relé de segurança de falha Falha no circuito do relé de segurança de falha Sintoma/ Função de Segurança de Falha Aceleração deficiente do motor Valor da segurança de falha: 0 O ESP não funciona Piscadas (Consulte a página) 8 (página 6-32) Aceleração deficiente do motor Valor da segurança de falha: 0 O ESP não funciona O ESP não funciona 11 (página 23-27) O ESP não funciona 21 (página 23-28) DTC DO PGM-FI O ESP não funciona O ESP não funciona 22 (página 23-30) O ESP não funciona O ESP não funciona 23 (página 23-31) O ESP não funciona 24 (página 23-32) O ESP não funciona 32 (página 23-34) Falha na EEPROM 33-2 Circuito do interruptor de posição da marcha Falha no circuito do interruptor de posição da marcha (Curto) Circuito do interruptor de posição da marcha Falha no circuito do interruptor de posição da marcha (Aberto) Circuito do interruptor de mudança de marcha (Marcha mais alta/baixa) Falha no circuito do interruptor de mudança de marcha (Marcha mais alta/baixa) (Curto) O ESP não funciona O indicador de posição da marcha pisca O ESP não funciona O indicador de posição da marcha pisca 41 (página 23-34) O ESP não funciona 42 (página 23-36)

14 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) DIAGNOSE DE DEFEITOS DOS CÓDIGOS DE DTC Consulte Localização dos Conectores do ESP para a localização dos conectores e componentes necessários para desacoplar o conector (página 23-7). Efetue a inspeção com o interruptor de ignição desligado, salvo especificação em contrário. Após efetuar a diagnose de defeitos, apague o DTC e faça um teste de rodagem com o quadriciclo para certificar-se de que o sistema esteja normal. VERIFIQUE SE O CONTATO DO CONECTOR É ADEQUADO Muitos problemas de mudança do ESP e DTCs subseqüentes são causados por mau contato dos conectores. O primeiro passo da diagnose de defeitos de qualquer DTC é inspecionar os conectores afetados. INSPEÇÃO DOS CONECTORES Verifique quanto à umidade no conector afetado. Verifique quanto à corrosão. Verifique quanto a pinos dobrados no lado macho do conector. Verifique quanto a pinos soltos e/ou pinos empurrados para fora do conector. DTC 11-1 (Sem Sinal do Sensor VS) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-14). Conector 3P do sensor VS Conector 6P da fiação secundária Conector 33P do PCM (preto e cinza) 1. Inspeção do Sistema do Sensor VS Apague o DTC (página 23-11). Faça um teste de rodagem com o quadriciclo e verifique o sinal do sensor VS, utilizando o testador portátil HDS. O sinal do sensor VS é indicado normalmente? Sim Falha intermitente Conector solto ou com mau contato Não VÁ PARA A ETAPA Inspeção da Voltagem de Entrada do Sensor VS Desligue o interruptor de ignição. Desacople o conector 3P (preto) do sensor VS. Meça a voltagem entre os terminais do conector 3P no lado da fiação com o interruptor de ignição ligado. Conexão: Preto/branco (+) Verde ( ) É indicada a voltagem da bateria? Não Circuito aberto ou em curto no fio Preto/branco ou no fio Preto/rosa Circuito aberto no fio Verde Sim VÁ PARA A ETAPA 3. CONECTOR 3P DO SENSOR VS Preto/branco (+) Verde ( ) 23-14

15 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM 3. Inspeção da Linha de Saída do Sensor VS Meça a voltagem entre os terminais do conector 3P no lado da fiação. Conexão: Rosa (+) Verde ( ) A voltagem é de aproximadamente 5 V? Não Circuito aberto ou em curto no fio Rosa ou rosa/verde Sim VÁ PARA A ETAPA 4. CONECTOR 3P DO SENSOR VS Rosa (+) Verde ( ) 4. Inspeção do Sensor VS Desligue o interruptor de ignição. Substitua o sensor VS por um novo (página 6-58). Apague o DTC (página 23-11). Faça um teste de rodagem com o quadriciclo e verifique novamente o DTC. O DTC 11-1 é indicado? Sim Substitua o PCM por um novo e verifique novamente. Não Sensor VS original defeituoso DTC 21-1 (Baixa Voltagem no Sensor do Ângulo de Mudança) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-14). Conector 3P do sensor do ângulo de mudança Conector 6P da fiação secundária Conector 33P (preto) do PCM 1. Inspeção do Sistema do Sensor do Ângulo Ligue o interruptor de ignição e coloque o interruptor do motor em. Verifique o sensor do ângulo de mudança com o testador portátil HDS. É indicado cerca de 0 V (baixa voltagem)? NÃO Falha intermitente Conector solto ou com mau contato Sim VÁ PARA A ETAPA

16 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) 2. Inspeção da Resistência do Sensor do Ângulo Desligue o interruptor de ignição. Remova o conector 3P (cinza) do sensor do ângulo de mudança. Verifique a resistência nos terminais do sensor do ângulo. Conexão: Marrom/branco Verde/vermelho 4 6 kw (20 C) Conexão: Verde/amarelo Verde/vermelho 2 3 kw (20 C) A resistência está dentro da especificação? Não Sensor do ângulo de mudança defeituoso Sim VÁ PARA A ETAPA Inspeção da Voltagem de Entrada do Sensor do Ângulo Ligue o interruptor de ignição e coloque o interruptor do motor em. Meça a voltagem entre os terminais do conector 3P no lado da fiação. Conexão: Marrom/branco (+) Verde/vermelho ( ) A voltagem é de aproximadamente 5 V? Não Circuito aberto no fio Marrom/branco ou marrom/verde. Se o fio estiver normal, o PCM estará defeituoso. Sim VÁ PARA A ETAPA 4. Verde/vermelho SENSOR DO ÂNGULO Verde/amarelo Marrom/branco CONECTOR 3P DO SENSOR DO ÂNGULO Marrom/branco (+) Verde/vermelho ( ) 4. Inspeção do Circuito Aberto/Curto-circuito na Linha de Saída do Sensor do Ângulo Desligue o interruptor de ignição. Desacople o conector 33P (preto) do PCM. Verifique os fios Verde/azul e Verde/amarelo quanto à continuidade entre os terminais do conector 33P (preto) do PCM e do conector 3P do sensor do ângulo. Conexão: Verde/azul (A14) Verde/amarelo FERRAMENTA: Ponta de prova 07ZAJ-RDJA110 Deve haver continuidade. Verifique se há continuidade entre o terminal do conector 3P no lado da fiação e o terra. Conexão: Verde/amarelo Terra Não deve haver continuidade. A condição é normal? Sim Substitua o PCM por outro em boas condições e verifique novamente. Não Circuito aberto ou em curto no fio Verde/amarelo ou Verde/azul CONECTOR 33P (Preto) DO PCM Verde/azul (A14) Verde/amarelo CONECTOR 3P DO SENSOR DO ÂNGULO CONECTOR 3P DO SENSOR DO ÂNGULO Verde/amarelo 23-16

17 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM DTC 21-2 (Alta Voltagem no Sensor do Ângulo de Mudança) 1. Inspeção do Sistema do Sensor do Ângulo Ligue o interruptor de ignição e coloque o interruptor do motor em. Verifique o sensor do ângulo de mudança com o testador portátil HDS. É indicado cerca de 5 V? Não Falha intermitente Conector solto ou com mau contato Sim VÁ PARA A ETAPA Inspeção da Resistência do Sensor do Ângulo Desligue o interruptor de ignição. Remova o conector 3P (cinza) do sensor do ângulo de mudança. Verifique a resistência nos terminais do sensor do ângulo. Conexão: Marrom/branco Verde/vermelho 4 6 kw (20 C) Conexão: Verde/amarelo Verde/vermelho 2 3 kw (20 C) A resistência está dentro da especificação? Não Sensor do ângulo de mudança defeituoso Sim VÁ PARA A ETAPA Inspeção da Voltagem de Entrada do Sensor do Ângulo Ligue o interruptor de ignição e coloque o interruptor do motor em. Meça a voltagem entre os terminais do conector 3P no lado da fiação. Conexão: Marrom/branco (+) Verde/vermelho ( ) A voltagem é de 4,7 5,3 V? Sim Substitua o PCM por outro em boas condições e verifique novamente. Não Circuito aberto no fio Verde/vermelho ou Verde/laranja Verde/vermelho SENSOR DO ÂNGULO Verde/amarelo Marrom/branco CONECTOR 3P DO SENSOR DO ÂNGULO Marrom/branco (+) Verde/vermelho ( ) 23-17

18 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) DTC 22-1/22-2 (Resposta do Sensor do Ângulo de Mudança: Motor de Controle Travado/Engripado) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-14). Conector 3P do sensor do ângulo de mudança Conector 6P da fiação secundária Conector 33P (preto) do PCM 1. Inspeção do Sistema do Sensor do Ângulo Ligue o interruptor de ignição e coloque o interruptor do motor em. Verifique o sensor do ângulo de mudança com o testador portátil HDS. São indicados valores de baixa voltagem (cerca de 0 V) ou de alta voltagem (cerca de 5 V)? Sim 0 V: Consulte o DTC 21-1 (página 23-15). 5 V: Consulte o DTC 21-2 (página 23-17). Não VÁ PARA A ETAPA Verificação de Funcionamento da Mudança de Marcha O DTC 23-1 será indicado com o interruptor de ignição ligado. Desligue o interruptor de ignição. Verifique o funcionamento da mudança de marcha manualmente, movendo o eixo do seletor de marchas com a ferramenta de mudança de marcha. As marchas podem ser mudadas manualmente? Não Verifique o seletor de marchas (página 11-20) e a transmissão (página 13-8). Sim VÁ PARA A ETAPA Inspeção da Resistência de Funcionamento do Sensor do Ângulo Desacople o conector 3P (cinza) do sensor do ângulo de mudança. Verifique se a resistência entre os terminais dos fios Verde/ amarelo e Verde/vermelho do sensor do ângulo varia enquanto a marcha é mudada manualmente (página 23-37). Ao mudar para uma marcha mais alta: A resistência aumenta Ao mudar para uma marcha mais baixa: A resistência diminui A resistência varia corretamente? Não Sensor do ângulo de mudança defeituoso Sim VÁ PARA A ETAPA Verificação das Condições do Sensor do Ângulo Verifique o sensor do ângulo de mudança quanto às condições de instalação e danos (página 23-37). O sensor do ângulo está instalado corretamente e suas condições são normais? Não Instale corretamente ou substitua o sensor do ângulo. Sim VÁ PARA A ETAPA 5. FERRAMENTA DE MUDANÇA DE MARCHA EIXO SENSOR DO ÂNGULO Verde/amarelo Verde/vermelho 23-18

19 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM 5. Verificação das Condições das Engrenagens de Redução Verifique as engrenagens de redução e o motor de controle quanto às condições de instalação e danos (página 23-40). As engrenagens de redução e o motor de controle estão instalados corretamente e suas condições são normais? Não Instale corretamente ou substitua o componente defeituoso. Sim Substitua o PCM por um novo e verifique novamente. DTC 23-1 (Resposta do Sensor do Ângulo de Mudança: Variação da Voltagem) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-14). Conector 3P do sensor do ângulo de mudança Conector 6P da fiação secundária Conector 33P (preto) do PCM Este código será indicado ao mudar de marcha manualmente enquanto o interruptor de ignição estiver ligado. 1. Inspeção do Sistema do Sensor do Ângulo Ligue o interruptor de ignição e coloque o interruptor do motor em. Verifique o sensor do ângulo de mudança com o testador portátil HDS. São indicados valores de baixa voltagem (cerca de 0 V) ou de alta voltagem (cerca de 5 V)? Sim 0 V: Consulte o DTC 21-1 (página 23-15). 5 V: Consulte o DTC 21-2 (página 23-17). Não VÁ PARA A ETAPA Verificação das Condições do Sensor do Ângulo Verifique se o sensor do ângulo de mudança está solto (página 23-37). O sensor do ângulo está instalado corretamente? Não Instale corretamente ou substitua o sensor do ângulo. Sim VÁ PARA A ETAPA Inspeção da Resistência de Funcionamento do Sensor do Ângulo Desacople o conector 3P (cinza) do sensor do ângulo de mudança. Verifique se a resistência entre os terminais dos fios Verde/ amarelo e Verde/vermelho do sensor do ângulo varia enquanto a marcha é mudada manualmente (página 23-37). Ao mudar para uma marcha mais alta: A resistência aumenta Ao mudar para uma marcha mais baixa: A resistência diminui A resistência varia corretamente? Não Sensor do ângulo de mudança defeituoso Sim Substitua o PCM por um novo e verifique novamente. SENSOR DO ÂNGULO Verde/amarelo Verde/vermelho 23-19

20 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) DTC 24-1 (Circuito de Acionamento do Motor de Controle de Mudança) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-14). Conector 2P do motor de controle Conector 5P do PCM 1. Inspeção da Linha de Alimentação do Motor do PCM Desacople o conector 5P (preto) do PCM. Meça a voltagem entre o terminal do fio Vermelho/branco (+) do conector 5P no lado da fiação e o terra ( ). É indicada a voltagem da bateria? Não Fusível MAIN (principal) 1 (30 A) queimado Circuito aberto no fio Vermelho/branco ou Vermelho Sim VÁ PARA A ETAPA 2. CONECTOR 5P DO PCM Vermelho/branco 2. Inspeção da Linha do Terra da Alimentação do PCM Verifique se existe continuidade entre o terminal do fio Verde 2 do conector 5P no lado da fiação e o terra. Existe continuidade? Não Circuito aberto no fio Verde 2 Sim VÁ PARA A ETAPA 3. CONECTOR 5P DO PCM Verde 2 3. Inspeção de Circuito Aberto na Linha do Motor de Controle Desacople o conector 2P (preto) do motor de controle. Verifique os fios Vermelho e Verde 1 quanto à continuidade entre o conector 5P do PCM e o conector 2P do motor. Existe continuidade? Não Circuito aberto no fio Vermelho e/ou Verde 1 Sim VÁ PARA A ETAPA 4. Vermelho Vermelho Verde 1 CONECTOR 5P DO PCM Verde 1 CONECTOR 2P DO MOTOR 23-20

21 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM 4. Inspeção de Curto-circuito na Linha do Motor de Controle Verifique se existe continuidade entre o terminal do fio Vermelho do conector 5P do PCM e o terra, e entre o terminal do fio Verde 1 do conector 5P e o terra. Existe continuidade? Não VÁ PARA A ETAPA 5. Sim Curto-circuito no fio Vermelho e/ou Verde 1 CONECTOR 5P DO PCM Vermelho Verde 1 5. Inspeção do Motor de Controle Conecte uma bateria de 12 V totalmente carregada aos terminais do conector 2P do motor. O motor gira? Não Motor de controle defeituoso Sim VÁ PARA A ETAPA 6. MOTOR DE CONTROLE 6. Verificação de Falha na Mudança Elétrica Acople os conectores do PCM e do motor. Apague o DTC (página 23-11). Desligue e ligue o interruptor de ignição. Verifique novamente o funcionamento da mudança de marcha e o DTC. O DTC 24-1 é indicado? Não Falha intermitente Sim Substitua o PCM por um novo e verifique novamente. se o DTC for novamente indicado, substitua o motor de controle

22 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) DTC 32-1 (Circuito do Relé de Segurança de Falha) 1. Verifique novamente o DTC. Apague o DTC (página 23-11). Desligue e ligue o interruptor de ignição, e verifique o DTC. O DTC 32-1 é indicado? Não Falha intermitente Sim Substitua o PCM por um novo e verifique novamente. DTC 41-1 (Circuito do Interruptor de Posição da Marcha: Curto) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-14). Conector 8P do interruptor de posição da marcha Conector 5P (preto) do PCM 1. Inspeção do Interruptor de Posição da Marcha com o testador portátil HDS Verifique o status do interruptor de posição da marcha com o menu da lista de dados do testador portátil HDS. O status da posição de marcha é normal? Sim Falha intermitente Não VÁ PARA A ETAPA Inspeção do Interruptor de Posição da Marcha Desligue o interruptor de ignição. Desacople o conector 8P (cinza) do interruptor de posição da marcha. Verifique quanto à continuidade nos terminais do conector 8P no lado do sensor. Deve haver continuidade em cada marcha, conforme a tabela abaixo, e não deve haver continuidade nas outras marchas. CONECTOR 8P DO INTERRUPTOR DE POSIÇÃO DA MARCHA Cinza Branco/verde Azul claro/branco Verde claro/ vermelho Amarelo Azul Branco/ vermelho O interruptor de posição da marcha está normal? Não Interruptor de posição da marcha defeituoso Sim VÁ PARA A ETAPA Marcha Conexão Ré Cinza terra Ponto morto Verde claro/vermelho terra 1ª Branco/verde terra 2ª Branco/vermelho terra 3ª Azul terra 4ª Amarelo terra 5ª Azul claro/branco terra

23 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM 3. Inspeção do Interruptor de Posição da Marcha no PCM Acople o conector 8P do interruptor de posição da marcha e desacople o conector 33P (preto) do PCM. Verifique se existe continuidade nos terminais do conector 33P no lado da fiação, usando a ferramenta especial. Deve haver continuidade em cada marcha, conforme a tabela abaixo, e não deve haver continuidade nas outras marchas. FERRAMENTA: Ponta de prova de pino (Macho) 07ZAJ-RDJA110 Marcha Conexão Ré Cinza terra Ponto morto Verde claro/vermelho terra 1ª Rosa/azul terra 2ª Azul/branco terra 3ª Azul claro terra 4ª Azul terra 5ª Amarelo/laranja terra CONECTOR 33P (Preto) DO PCM Verde claro/vermelho Azul/branco Azul claro Cinza Azul Rosa/azul Amarelo/ laranja A condição da continuidade é normal? Não Circuito aberto ou em curto na fiação entre o PCM e o interruptor de posição da marcha Sim VÁ PARA A ETAPA Verifique novamente o DTC. Acople o conector 33P do PCM. Apague o DTC (página 23-11). Desligue e ligue o interruptor de ignição. Coloque a transmissão em cada marcha e verifique o DTC. O DTC 41-1 é indicado? Não Falha intermitente Sim Substitua o PCM por um novo e efetue novamente a diagnose de defeitos. DTC 41-2 (Circuito do Interruptor de Posição da Marcha: Aberto) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-14). Conector 8P do interruptor de posição da marcha Conector 5P (preto) do PCM 1. Inspeção do Interruptor de Posição da Marcha com o testador portátil HDS Verifique o status do interruptor de posição da marcha com o menu da lista de dados do testador portátil HDS. O status do interruptor de posição da marcha é normal? Sim Falha intermitente Não VÁ PARA A ETAPA

24 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) 2. Inspeção do Interruptor de Posição da Marcha Desligue o interruptor de ignição. Desacople o conector 8P (cinza) do interruptor de posição da marcha. Verifique quanto à continuidade nos terminais do conector 8P no lado do sensor. Deve haver continuidade em cada marcha, conforme segue: Marcha Conexão Ré Cinza terra Ponto morto Verde claro/vermelho terra 1ª Branco/verde terra 2ª Branco/vermelho terra 3ª Azul terra 4ª Amarelo terra 5ª Azul claro/branco terra Existe continuidade? Não Interruptor de posição da marcha defeituoso Sim VÁ PARA A ETAPA Inspeção do Interruptor de Posição da Marcha no PCM Acople o conector 8P do interruptor de posição da marcha e desacople o conector 33P (preto) do PCM. Verifique se existe continuidade nos terminais do conector 33P no lado da fiação, usando a ferramenta especial. Deve haver continuidade em cada marcha, conforme segue: FERRAMENTA: Ponta de prova de pino (Macho) 07ZAJ-RDJA110 Marcha Conexão Ré Cinza terra Ponto morto Verde claro/vermelho terra 1ª Rosa/azul terra 2ª Azul/branco terra 3ª Azul claro terra 4ª Azul terra 5ª Amarelo/laranja terra Existe continuidade? Não Circuito aberto na fiação entre o PCM e o interruptor de posição da marcha Sim VÁ PARA A ETAPA Verifique novamente o DTC. Acople o conector 33P do PCM. Apague o DTC (página 23-11). Faça um teste de rodagem com o quadriciclo e verifique novamente o DTC. O DTC 41-2 é indicado? Não Falha intermitente Sim Substitua o PCM por um novo e efetue novamente a diagnose de defeitos. CONECTOR 8P DO INTERRUPTOR DE POSIÇÃO DA MARCHA Azul claro/ branco Cinza Branco/verde Verde claro/ vermelho Amarelo Azul CONECTOR 33P (Preto) DO PCM Verde claro/vermelho Azul/branco Azul claro Cinza Azul Rosa/azul Branco/ vermelho Amarelo/ laranja 23-24

25 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM DTC 42-1 (Circuito do Interruptor de Mudança de Marcha) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-14). Conector 14P do interruptor de mudança de marcha Conector 33P (preto) do PCM 1. Inspeção do Interruptor de Mudança de Marcha Verifique o status do interruptor de mudança de marcha com o menu da lista de dados do testador portátil HDS. MARCHA MAIS ALTA MARCHA MAIS BAIXA Marcha mais alta 3,64 4,08 V 1,76 2,09 V ligada Marcha mais baixa 1,76 2,09 V 3,64 4,08 V ligada Ambos ligados 4,0 4,99 V 4,0 4,99 V Ambos desligados 0 0,99 V 0 0,99 V O status do interruptor de mudança de marcha é normal? Sim Falha intermitente Não VÁ PARA A ETAPA Inspeção do Interruptor de Mudança de Marcha no Conector do Interruptor do Guidão Solte o conector 14P (verde) do interruptor do guidão. Verifique se há continuidade entre os seguintes terminais do conector 14P no lado do interruptor, enquanto o interruptor de mudança de marcha é pressionado. Com o interruptor para marcha mais alta pressionado: Branco/vermelho Branco/azul Com o interruptor para marcha mais baixa pressionado: Branco/vermelho Branco/amarelo Existe continuidade? Não Interruptor do guidão defeituoso Sim VÁ PARA A ETAPA Inspeção do Interruptor de Mudança de Marcha no Conector do PCM Acople o conector 14P do interruptor do guidão e desacople o conector 33P (preto) do PCM. Verifique se há continuidade (use a ferramenta especial) entre os seguintes terminais do conector 33P no lado da fiação, enquanto pressiona o interruptor de mudança de marcha. FERRAMENTA: Ponta de prova de pino (Macho) 07ZAJ-RDJA110 Com o interruptor para marcha mais alta pressionado: Branco/vermelho Branco/azul Com o interruptor para marcha mais baixa pressionado: Branco/vermelho Branco/amarelo Existe continuidade? Não Circuito aberto no fio Branco/vermelho, Branco/azul ou Branco/amarelo entre o interruptor e o PCM. Sim VÁ PARA A ETAPA 4. CONECTOR 14P DO INTERRUPTOR DO GUIDÃO Branco/azul Branco/vermelho CONECTOR 33P (Preto) DO PCM Branco/amarelo Branco/azul Branco/amarelo Branco/vermelho 23-25

26 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) 4. Verifique novamente o DTC. Acople os conectores 14P do interruptor do guidão e 33P do PCM. Apague o DTC (página 23-11). Desligue e ligue o interruptor de ignição. Verifique o funcionamento da mudança de marcha e o DTC. O DTC 42-1 é indicado? Não Falha intermitente Sim Substitua o PCM por um novo e efetue novamente a diagnose de defeitos

27 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM DIAGNOSE DE DEFEITOS DOS CÓDIGOS DE PISCADAS Consulte Localização dos Conectores do ESP para a localização dos conectores e componentes necessários para desacoplar o conector (página 23-7). Efetue a inspeção com o interruptor de ignição desligado, salvo especificação em contrário. Após efetuar a diagnose de defeitos, apague o DTC e faça um teste de rodagem com o quadriciclo para certificar-se de que o sistema esteja normal. VERIFIQUE SE O CONTATO DO CONECTOR É ADEQUADO Muitos problemas de mudança do ESP e DTCs subseqüentes são causados por mau contato dos conectores. O primeiro passo da diagnose de defeitos de qualquer DTC é inspecionar os conectores afetados. INSPEÇÃO DOS CONECTORES Verifique quanto à umidade no conector afetado. Verifique quanto à corrosão. Verifique quanto a pinos dobrados no lado macho do conector. Verifique quanto a pinos soltos e/ou pinos empurrados para fora do conector. 11 Piscadas (Circuito do Sensor VS) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-27). Conector 3P do sensor VS Conector 6P da fiação secundária Conector 33P do PCM (preto e cinza) 1. Inspeção do Sensor VS Desligue o interruptor de ignição. Conecte o dispositivo de teste do ECM no PCM e nos conectores do PCM (página 23-12). Coloque a transmissão em ponto morto (página 23-6). Apóie o quadriciclo usando um elevador ou dispositivo equivalente e levante as rodas traseiras do chão. Ligue o interruptor de ignição. Meça a voltagem entre os terminais do dispositivo de teste e o terra, enquanto gira lentamente as rodas traseiras com a mão. Conexão: B5 (+) terra ( ) São indicados pulsos de voltagem de 0 a 5 V? Sim Falha intermitente Conector solto ou com mau contato Não VÁ PARA A ETAPA Inspeção da Voltagem de Entrada do Sensor VS Desligue o interruptor de ignição. Desacople o conector 3P (preto) do sensor VS. Meça a voltagem entre os terminais do conector 3P no lado da fiação com o interruptor de ignição ligado. Conexão: Preto/branco (+) Verde ( ) É indicada a voltagem da bateria? Não Circuito aberto ou em curto no fio Preto/branco ou no fio Preto/rosa Circuito aberto no fio Verde Sim VÁ PARA A ETAPA 3. CONECTOR 3P DO SENSOR VS Preto/branco (+) Verde ( ) 23-27

28 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) 3. Inspeção da Linha de Saída do Sensor VS Meça a voltagem entre os terminais do conector 3P no lado da fiação. Conexão: Rosa (+) Verde ( ) A voltagem é de aproximadamente 5 V? Não Circuito aberto ou em curto no fio Rosa ou rosa/verde Sim VÁ PARA A ETAPA 4. CONECTOR 3P DO SENSOR VS Rosa (+) Verde ( ) 4. Inspeção do Sensor VS Desligue o interruptor de ignição. Substitua o sensor VS por um novo (página 6-58). Apague o DTC (página 23-11). Faça um teste de rodagem com o quadriciclo e verifique novamente o DTC. São indicadas 11 piscadas? Sim Substitua o PCM por um novo e verifique novamente. Não Sensor VS original defeituoso 21 Piscadas (Voltagem do Sensor do Ângulo de Mudança) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-27). Conector 3P do sensor do ângulo de mudança Conector 6P da fiação secundária Conector 33P (preto) do PCM 1. Inspeção da Resistência do Sensor do Ângulo Desligue o interruptor de ignição. Remova o conector 3P (cinza) do sensor do ângulo de mudança. Verifique a resistência nos terminais do sensor do ângulo. Conexão: Marrom/branco Verde/vermelho 4 6 kw (20 C) Conexão: Verde/amarelo Verde/vermelho 2 3 kw (20 C) A resistência está dentro da especificação? Não Sensor do ângulo de mudança defeituoso Sim VÁ PARA A ETAPA 2. SENSOR DO ÂNGULO Verde/amarelo Verde/vermelho Marrom/branco 23-28

29 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM 2. Inspeção da Voltagem de Entrada do Sensor do Ângulo Ligue o interruptor de ignição e coloque o interruptor do motor em. Meça a voltagem entre o terminal do conector 3P no lado da fiação e o terra. Conexão: Marrom/branco (+) terra ( ) A voltagem é de aproximadamente 5 V? Não Circuito aberto no fio Marrom/branco ou marrom/verde. Se o fio estiver normal, o PCM estará defeituoso. Sim VÁ PARA A ETAPA 3. CONECTOR 3P DO SENSOR DO ÂNGULO Marrom/branco (+) 3. Inspeção da Linha do Terra do Sensor do Ângulo Meça a voltagem entre os terminais do conector 3P no lado da fiação. Conexão: Marrom/branco (+) Verde/vermelho ( ) A voltagem é de aproximadamente 5 V? Não Circuito aberto no fio Verde/vermelho ou Verde/laranja Sim VÁ PARA A ETAPA 4. CONECTOR 3P DO SENSOR DO ÂNGULO Marrom/branco (+) Verde/vermelho ( ) 4. Inspeção de Circuito Aberto/Curto-circuito na Linha de Saída do Sensor do Ângulo Desligue o interruptor de ignição. Desacople o conector 33P (preto) do PCM. Verifique os fios Verde/azul e Verde/amarelo quanto à continuidade entre os terminais do conector 33P (preto) do PCM e do conector 3P do sensor do ângulo. Conexão: Verde/azul (A14) Verde/amarelo FERRAMENTA: Ponta de prova 07ZAJ-RDJA110 Deve haver continuidade. Verifique se há continuidade entre o terminal do conector 3P no lado da fiação e o terra. Conexão: Verde/amarelo Terra Não deve haver continuidade. A condição é normal? Sim Substitua o PCM por outro em boas condições e verifique novamente. Não Circuito aberto ou em curto no fio Verde/amarelo ou Verde/azul CONECTOR 33P (Preto) DO PCM Verde/azul (A14) Verde/amarelo CONECTOR 3P DO SENSOR DO ÂNGULO CONECTOR 3P DO SENSOR DO ÂNGULO Verde/amarelo 23-29

30 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) 22 Piscadas (Resposta do Sensor do Ângulo de Mudança: Motor de Controle Travado/Engripado) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-27). Conector 3P do sensor do ângulo de mudança Conector 6P da fiação secundária Conector 33P (preto) do PCM 1. Inspeção da Voltagem de Saída do Sensor do Ângulo Desligue o interruptor de ignição. Conecte o dispositivo de teste do ECM no PCM e nos conectores do PCM (página 23-12). Meça a voltagem entre os terminais do dispositivo de teste com o interruptor de ignição ligado. Conexão: A14 (+) B2 ( ) São indicados valores de baixa voltagem (cerca de 0 V) ou de alta voltagem (cerca de 5 V)? Sim Consulte o DTC 21 (página 23-28). Não VÁ PARA A ETAPA Verificação de Funcionamento da Mudança de Marcha O DTC 23 será indicado com o interruptor de ignição ligado. Desligue o interruptor de ignição. Verifique o funcionamento da mudança de marcha manualmente, movendo o eixo do seletor de marchas com a ferramenta de mudança de marcha. As marchas podem ser mudadas manualmente? Não Verifique o seletor de marchas (página 11-20) e a transmissão (página 13-8). Sim VÁ PARA A ETAPA 3. FERRAMENTA DE MUDANÇA DE MARCHA EIXO 3. Inspeção da Resistência de Funcionamento do Sensor do Ângulo Desacople o conector 3P (cinza) do sensor do ângulo de mudança. Verifique se a resistência entre os terminais dos fios Verde/ amarelo e Verde/vermelho do sensor do ângulo varia enquanto a marcha é mudada manualmente (página 23-37). Ao mudar para uma marcha mais alta: A resistência aumenta Ao mudar para uma marcha mais baixa: A resistência diminui A resistência varia corretamente? Não Sensor do ângulo de mudança defeituoso Sim VÁ PARA A ETAPA 4. Verde/vermelho SENSOR DO ÂNGULO Verde/amarelo 23-30

31 programa de mudança elétrica (esp: Modelos te/fe) trx420 Tm/FM 4. Verificação das Condições do Sensor do Ângulo Verifique o sensor do ângulo de mudança quanto às condições de instalação e danos (página 23-37). O sensor do ângulo está instalado corretamente e suas condições são normais? Não Instale corretamente ou substitua o sensor do ângulo. Sim VÁ PARA A ETAPA Verificação das Condições das Engrenagens de Redução Verifique as engrenagens de redução e o motor de controle quanto às condições de instalação e danos (página 23-40). As engrenagens de redução e o motor de controle estão instalados corretamente e suas condições são normais? Não Instale corretamente ou substitua o componente defeituoso. Sim Substitua o PCM por um novo e verifique novamente. 23 Piscadas (Resposta do Sensor do Ângulo de Mudança: Variação da Voltagem) Antes de iniciar a diagnose de defeitos, verifique quanto a contato solto ou mau contato dos seguintes conectores, e verifique novamente o DTC (página 23-27). Conector 3P do sensor do ângulo de mudança Conector 6P da fiação secundária Conector 33P (preto) do PCM Este código será indicado ao mudar de marcha manualmente enquanto o interruptor de ignição estiver ligado. 1. Inspeção da Voltagem de Saída do Sensor do Ângulo Desligue o interruptor de ignição. Conecte o dispositivo de teste do ECM no PCM e nos conectores do PCM (página 23-12). Meça a voltagem entre os terminais do dispositivo de teste com o interruptor de ignição ligado. Conexão: A14 (+) B2 ( ) São indicados valores de baixa voltagem (cerca de 0 V) ou de alta voltagem (cerca de 5 V)? Sim Consulte o DTC 21 (página 23-28). Não VÁ PARA A ETAPA Verificação das Condições do Sensor do Ângulo Verifique se o sensor do ângulo de mudança está solto (página 23-37). O sensor do ângulo está instalado corretamente? Não Instale corretamente ou substitua o sensor do ângulo. Sim VÁ PARA A ETAPA

19. INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 19-1 LUZES/INDICADORES/ INTERRUPTORES NX-4 FALCON

19. INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 19-1 LUZES/INDICADORES/ INTERRUPTORES NX-4 FALCON NX-4 FALCON 19. LUZES/INDICADORES/ INTERRUPTORES LOCALIZAÇÃO DO SISTEMA 19-0 INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 19-1 SUBSTITUIÇÃO DAS LÂMPADAS 19-3 PAINEL DE INSTRUMENTOS 19-5 TACÔMETRO 19-9 SENSOR DO NÍVEL DE COMBUSTÍVEL

Leia mais

APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P

APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P CAPITULO 64 APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P VECTRA 2.0-8V - 97 VECTRA 2.0-16V - 97 KADETT 2.0-97 S10 2.2 VECTRA 2.2 COMO FUNCIONA O SISTEMA. Este sistema de injeção eletrônica é um sistema digital

Leia mais

BOSCH MOTRONIC M2.8-16V

BOSCH MOTRONIC M2.8-16V CAPITULO 56 BOSCH MOTRONIC M2.8-16V APLICATIVOS GM VECTRA GSI CALIBRA 2.0 16V COMO FUNCIONA O SISTEMA MOTRONIC 2.8 DO VECTRA GSI 2.0 E CALIBRA 2.0 16V Como funciona injeção eletrónica de combustível MOTRONIC

Leia mais

SEÇÃO 7C Alternadores

SEÇÃO 7C Alternadores SEÇÃO 7C Alternadores Índice da Seção Página ALTERNADORES Tabela nº... Identificação, Descrição dos Sistemas... Teste de Saída de Tensão - Somente CA... 0 Teste de Saída de Tensão - Somente CC... 9 / A...

Leia mais

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5 CAPÍTULO 13 APLICATIVOS RENAULT Siemens/Fênix 5 MEGANE 1.6 K7M 702/703/720 1995 em diante COMO FUNCIONA ESTE SISTEMA Este sistema é multiponto seqüencial, com 4 válvulas injetoras que possui autodiagnose

Leia mais

APLICATIVO VOLVO 240 2.3L (B230F) 1986-94 740 2.3L (B230F) 1991-92 940 2.3L (B230F) 1992-95. Localização dos Componentes AUTODIAGNOSTICO

APLICATIVO VOLVO 240 2.3L (B230F) 1986-94 740 2.3L (B230F) 1991-92 940 2.3L (B230F) 1992-95. Localização dos Componentes AUTODIAGNOSTICO APLICATIVO VOLVO 240 2.3L (B230F) 1986-94 740 2.3L (B230F) 1991-92 940 2.3L (B230F) 1992-95 Localização dos Componentes AUTODIAGNOSTICO - Modulo de controle do motor UC tem incorporado à função de autodiagnose.

Leia mais

Motocicleta Elétrica para Crianças TF-840

Motocicleta Elétrica para Crianças TF-840 Motocicleta Elétrica para Crianças TF-840 Manual para Instalação e Operação Design de simulação de motocicleta Funções para frente e para trás Função de reprodução de música na parte frontal O produto

Leia mais

-DJ MOTOR DIRECT-DRIVE

-DJ MOTOR DIRECT-DRIVE -DJ MOTOR DIRECT-DRIVE Manual de operação e manutenção- motor direct-drive...11~14 Encaixe o cabeçote na base e instale os cabos corretamente na caixa de controle MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO-

Leia mais

Bicicletas Elétricas MANUAL KIT ELÉTRICO

Bicicletas Elétricas MANUAL KIT ELÉTRICO MANUAL KIT ELÉTRICO Seu KIT de conversão parcial é composto por: - Módulo Controlador Eletrônico - Suporte de Bateria - Bateria de Lítio - Painel Indicador - Acelerador - Motor da roda dianteiro 250w de

Leia mais

CAUSA DO ÚLTIMO DISPARO Sensor de ultrassom Interruptor de portas Chave de ignição Interruptor do capô e portamalas. Alarme 1 - Apresentação

CAUSA DO ÚLTIMO DISPARO Sensor de ultrassom Interruptor de portas Chave de ignição Interruptor do capô e portamalas. Alarme 1 - Apresentação - Desligue a ignição; Sequência 1 - Apresentação para Ligar o Alarme - Saia do veículo, feche portas, capô e portamala; - Pressione o botão TRAVA do Chaveador eletrônico do veículo; - A sirene emite um

Leia mais

DICAS TÉCNICAS S100/105/120/125

DICAS TÉCNICAS S100/105/120/125 Chamada de serviço: Nível de plataforma inoperante Subida/descida da lança inoperantes P22 - P22R código de rolagem na tela Ferramentas necessárias: Multímetro Chave de 7/16 2º técnico de serviço Modelo:

Leia mais

TF-830 MOTOCICLETA. Leia cuidadosamente antes do uso

TF-830 MOTOCICLETA. Leia cuidadosamente antes do uso TF-830 MOTOCICLETA Leia cuidadosamente antes do uso Leia este manual cuidadosamente antes de usar este produto. O manual o informará como operar e montar o produto de uma forma correta para que nenhuma

Leia mais

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Última atualização: Fevereiro de 2013 www.triforcerastro.com.br ÍNDICE 1 - Instalação 1.1 - Detalhes do Módulo...3 Descrição dos Pinos...3,4 1.2 - Instalando

Leia mais

KW-AV68BT Manual de Instalação/Conexão

KW-AV68BT Manual de Instalação/Conexão Manual de Instalação/Conexão LVT229-002A-PT [JW] PORTUGUÊS 2EHHMDWJEIN PT 20 JVC KENWOOD Corporation Este aparelho foi projetado para funcionar com sistemas elétricos conectados a terra NEGATIVA de CC

Leia mais

GUIA DE CONSULTA RÁPIDA O Guia de Consulta Rápida foi desenvolvido para auxiliar você a familiarizar-se com seu novo Honda e fornecer instruções básicas sobre alguns dos itens tecnológicos. Indicador de

Leia mais

Automático de Nivel. Manual Técnico

Automático de Nivel. Manual Técnico Automático de Nivel com supervisão Um equipamento profissíonal para seu abastecimento de água Manual Técnico www.bombac.com.br Industria Brasileira Menú Menu Para começar Fixar o Controle Montagem no reservatório

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO 1 1. AVISOS Leia este manual cuidadosamente antes de instalar e operar o equipamento. A operação da máquina deve estar de acordo com as instruções

Leia mais

23. SISTEMAS DE IGNIÇÃO

23. SISTEMAS DE IGNIÇÃO 23. SISTEMAS DE INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 23-1 DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 23-1 DESCRIÇÃO DO SISTEMA 23-4 VELA DE 23-9 TESTE DE FAÍSCA 23-10 PONTO DE 23-11 BOBINA DE 23-12 SISTEMA CDI 23-13 SISTEMA DE TRANSISTORIZADA

Leia mais

TREINAMENTO DE CERTIFICAÇÃO QTEK Bomber

TREINAMENTO DE CERTIFICAÇÃO QTEK Bomber TREINAMENTO DE CERTIFICAÇÃO QTEK Bomber O QTEK Bomber é um dispositivo de separação de camada independente, projetado para remover ou adicionar camadas de produtos sobre um palete. O Bomber também pode

Leia mais

Sumário Serra Fita FAM

Sumário Serra Fita FAM Sumário Serra Fita FAM 1 Componentes... 1 Painel de controle... 1 Sensores de segurança... 2 Especificações... 2 Instalação... 3 Condições Gerais do Local... 3 Rede Elétrica... 3 Instalação da Tomada...

Leia mais

Versão 1.0 do documento Maio de 2014. Solução de Digitalização para Grandes Formatos Xerox 7742 Guia do Usuário

Versão 1.0 do documento Maio de 2014. Solução de Digitalização para Grandes Formatos Xerox 7742 Guia do Usuário Versão 1.0 do documento Maio de 2014 Solução de Digitalização para Grandes Formatos Xerox 7742 BR9918 Índice 1 Visão geral do produto...1-1 Visão geral das ferramentas do software do produto...1-1 Componentes

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO DO SUPORTE PARA VEÍCULO CRD TC7X CVCD1 01

GUIA DE INSTALAÇÃO DO SUPORTE PARA VEÍCULO CRD TC7X CVCD1 01 GUIA DE INSTALAÇÃO DO SUPORTE PARA VEÍCULO CRD TC7X CVCD1 01 2 Suporte para Veículo CRD-TC7X-CVCD1-01 A Zebra reserva o direito de fazer alterações em qualquer produto para melhorar a confiabilidade, as

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 SUMÁRIO Descrição do Rastreador ST-240... 03 Descrição das entradas e saídas... 03 Led indicador GPS - Vermelho... 04 Led indicador GPRS - Azul... 04 Dicas de instalação... 05

Leia mais

CONTROLADOR DE COMBUSTÍVEL

CONTROLADOR DE COMBUSTÍVEL CONTROLADOR DE COMBUSTÍVEL MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MODO DE CIRCUITO ABERTO Visite www.wiseco.com para traduções em outros idiomas FC 7.5.1-99 Obrigado por adquirir o controlador de combustível

Leia mais

Relê. Suporte A. Suporte B. Suporte C do Farol de Neblina Esquerdo. Suporte C do Farol de Neblina Direito. 23 Abraçadeiras de Fixação

Relê. Suporte A. Suporte B. Suporte C do Farol de Neblina Esquerdo. Suporte C do Farol de Neblina Direito. 23 Abraçadeiras de Fixação MANUAL DE INSTALAÇÃO Acessório FAROL DE NEBLINA Modelo Aplicável HONDA FIT 2007 No. da publicação Data de emissão fev/06 Moldura Farol de Neblina Esquerdo Relê Moldura Farol de Neblina Direito Suporte

Leia mais

O acelerador eletrônico

O acelerador eletrônico O acelerador eletrônico Os sistemas drive by wire ("guiado/controlado por fio") vão tomando espaço de mecanismos e sistemas hidráulicos complexos. Com o lançamento do motor fire 1.3 16 V, a fiat esbanja

Leia mais

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800 Manual do Usuário 1. Sumário O novo estilo de Verificador de Resistência de Isolamento Analógico é IT801A. Seu design é moderno e conta com

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO N de Homologação: 1703-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS AUTO 2 Índice Página 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 4 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2

BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2 CAPÍTULO 52 BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2 APLICATIVO DA GM OMEGA 2.0 SUPREMA 2.0 OMEGA 3.0 SUPREMA 3.0 VECTRA 2.0 COMO FUNCIONA O SISTEMA MOTRONIC 1.5 Omega 2.0 e 3.0 Vectra 2.0 Como funciona injeção eletrónica

Leia mais

Fechadura de códigos por Impressão Digital. Manual de instalação e utilização

Fechadura de códigos por Impressão Digital. Manual de instalação e utilização Fechadura de códigos por Impressão Digital Manual de instalação e utilização CARACTERÍSTICAS SUMÁRIO CARACTERÍSTICAS ---------------------------------------------------------------------- P2 COMPONENTES,

Leia mais

P á g i n a 2. Avisos Importantes

P á g i n a 2. Avisos Importantes P á g i n a 1 P á g i n a 2 Avisos Importantes Todas as instruções contidas neste manual devem ser seguidas, caso contrário o produto perderá a garantia. Faça primeiro as conexões dos cabos de alimentação

Leia mais

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5 CAPÍTULO 11 APLICATIVOS RENAULT Siemens/Fênix 5 MEGANE 2.0 F3R 750/751 1996 em diante LAGUNA 1.8 F3P B670/S724 1996 em diante LAGUNA 2.0 F3R 722/723 1996 em diante LAGUNA 2.0 16V N7Q 700 1996 em diante

Leia mais

Manual de instalação

Manual de instalação Manual de instalação Índice Condições do motor...2 Retirada do chicote original...2 Colocação do chicote novo...2 Identificação do chicote novo...3 Ligação do chicote na parte do motor...4 Fixação dos

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2. N de Homologação: 1702-09-2791. Versão 1.00 MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS MOTO V2 N de Homologação: 1702-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS MOTO V2 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões Manual de Instruções Manual de Instruções Esta embalagem contém: Módulo AT1000 1 relé de potência 1 alto falante 1 antena GPS 1 antena GSM 1 soquete p/ relé com cabo 1 conector com cabo Manual de instruções

Leia mais

Localização dos Componentes

Localização dos Componentes 1 of 40 21/07/2014 18:54 CAPÍTULO 15 AUDI A4 1.8 ADR 1995 em diante AUDI A4 1.8 TURBO AEB 1995 em diante COMO FUNCIONA ESTE SISTEMA Este sistema é multiponto seqüencial, com 4 válvulas injetoras que possui

Leia mais

DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES

DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES Leia atentamente as informações deste Manual de Instruções antes de utilizar o instrumento. DM-1000 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

Segurança do usuário. Segurança elétrica. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Segurança do usuário. Segurança elétrica. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Segurança do usuário Seu sistema e os suprimentos recomendados foram projetados e testados para atender a exigências de segurança rígidas. A atenção às seguintes informações garantirá uma operação contínua

Leia mais

Informativo de Assistência Técnica

Informativo de Assistência Técnica Prezado Instalador, O Fiat Stilo é um veículo com um grande volume de tecnologia eletrônica e a utilização de ferramental inadequado pode causar sérios danos ao sistema elétrico. IMPORTANTE: Antes de começar

Leia mais

GUIA RÁPIDO Monitor Cardíaco NEXCOR Modelo NX3L

GUIA RÁPIDO Monitor Cardíaco NEXCOR Modelo NX3L GUIA RÁPIDO Monitor Cardíaco NEXCOR Modelo NX3L Lista de símbolos... 02 Precauções... 03 Restrições... 04 Possíveis problemas de funcionamento e soluções... 06 Bateria... 07 Indicação de carga de bateria...

Leia mais

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Última atualização: Maio de 2010 www.trackmaker.com ÍNDICE 1 - Instalação 1.1 - Detalhes do Módulo... 3 Descrição dos Pinos... 3,4 1.2 - Instalando o Chip

Leia mais

DEH-X8700DAB DEH-X8700BT

DEH-X8700DAB DEH-X8700BT RECETOR RDS COM LEITOR DE CD Português DEH-X8700DAB DEH-X8700BT Manual de instalação Ligações/ Instalação Ligações Importante Ao instalar a unidade em veículos sem a posição ACC (acessório) na ignição,

Leia mais

SISTEMA I MOTION. FOX - I Motion

SISTEMA I MOTION. FOX - I Motion SISTEMA I MOTION FOX - I Motion Professor SCOPINO Técnico e Administrador da Auto Mecânica Scopino Professor do Umec Universo do Mecânico Ex-Professor do Senai Diretor do Sindirepa-SP Consultor do Jornal

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N Imagem Ilustrativa Características: 1. Leitura de 125 khz do cartão de proximidade com o EM chip acoplado internamente para o modelo padrão. 2. Os parâmetros do sistema

Leia mais

NUNCA UTILIZE OS PARAFUSOS OU ARRUELAS DOS DISPOSITIVOS DE SEGURANÇA DO VEÍCULO PARA A INSTALAÇÃO.

NUNCA UTILIZE OS PARAFUSOS OU ARRUELAS DOS DISPOSITIVOS DE SEGURANÇA DO VEÍCULO PARA A INSTALAÇÃO. Manual de Instalação/Conexão PORTUGUÊS ADVERTÊNCIA A instalação exige conhecimento especializado. Não instale o monitor sozinho. Consulte um revendedor que possua este tipo de conhecimento especializado

Leia mais

Instruções para o Motorista

Instruções para o Motorista Eaton Fuller Heavy Duty Transmissions Instruções para o Motorista Fuller Heavy Duty Transmissions FTS- XX108LL Abril 2009 CUIDADOS Leia completamente as instruções para o motorista antes de operar a transmissão.

Leia mais

20. DIAGRAMA ELÉTRICO

20. DIAGRAMA ELÉTRICO CB00R 0. 0-0-1 CB00R NOTAS 0- CB00R / J/C W PC 1 () / / / / / / / / / / / / () / M / / / + - 1 5 6 7 8 9 16P HI BEAM IND (ABS IND) V TURN R IND FUEL UNIT GND SP SENSOR EARTH TURN L IND NEUTRAL SP SENSOR

Leia mais

DW 81. Marrom - Preto. + Vermelho. Vermelho / Verde - Destrava Vermelho / Azul - Trava Roxo Verde Azul

DW 81. Marrom - Preto. + Vermelho. Vermelho / Verde - Destrava Vermelho / Azul - Trava Roxo Verde Azul acessórios ÍNDICE Introdução Diagrama geral Golf/Passat até 98 Golf após 98 Passat após 98 Ômega até 98 e Vectra até 2000 de 1s para levantamento de vidros (veículos especiais) Vectra após 2000 Astra até

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

Especificação do Modelo

Especificação do Modelo REMB-05/2011 Especificação do Modelo Modelo: Nome: Dínamo: Freio Dianteiro: Freio: Traseiro: Velocidade Distancia: Parâmetro de Desempenho REMB = 05 / 2011 REMA. 250 Watts. Disco. Disco. 20-28 km, Shimano

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO PARA MOEDOR DE CARNE

MANUAL DE OPERAÇÃO PARA MOEDOR DE CARNE MANUAL DE OPERAÇÃO PARA MOEDOR DE CARNE 1-8 1 INTRODUÇÃO Neste manual de operação, você encontrará todas as informações necessárias sobre o equipamento para usá-lo corretamente. Ao adquirir um dos modelos

Leia mais

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Instruções de Operação Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Conteúdo Instruções de segurança... pág. 03 Função e características... pág. 04 Montagem... pág. 04 Conexão elétrica... pág. 05

Leia mais

DISPOSITIVO DE PARTIDA E TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA PARA GERADORES DE ENERGIA ELÉTRICA MANUAL DO USUÁRIO

DISPOSITIVO DE PARTIDA E TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA PARA GERADORES DE ENERGIA ELÉTRICA MANUAL DO USUÁRIO DISPOSITIVO DE PARTIDA E TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA PARA GERADORES DE ENERGIA ELÉTRICA MANUAL DO USUÁRIO Por favor, leia este manual com atenção para uso do equipamento. Instruções de Operação do QTA. I.

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE VELOCIDADE

SISTEMA DE CONTROLE DE VELOCIDADE R1 SISTEMA DE CONTROLE DE 8H - 1 SISTEMA DE CONTROLE DE CONTEÚDO página E CABO DO SERVO...3 CIRCUITOS DO SOLENÓIDE DO CONTROLE DE...2 ENTRADA DA DO VEÍCULO...3 INTERRUPTOR DA LUZ DO FREIO...3...2 MÓDULO

Leia mais

MINI COOPER. Vermelho

MINI COOPER. Vermelho Manual de Montagem e Instruções de Uso Manual do brinquedo e do controle remoto. Brinquedo com marcha frente/ ré e duplo comando: controle remoto para um adulto direcionar os movimentos do brinquedo. Controle

Leia mais

Impressora HP DeskJet 720C Series. Sete passos simples para configurar a sua impressora

Impressora HP DeskJet 720C Series. Sete passos simples para configurar a sua impressora Impressora HP DeskJet 720C Series Sete passos simples para configurar a sua impressora Parabéns pela aquisição de sua impressora HP DeskJet 720C Series! Aqui está uma lista dos componentes da caixa. Se

Leia mais

CORTINA MOTORIZADA G3 G U I A T É C N I C O

CORTINA MOTORIZADA G3 G U I A T É C N I C O G U I A T É C N I C O A Ambiente G3 agradece seu interesse em nossos produtos garantindo o total envolvimento com a qualidade e compromisso com os clientes. Nosso objetivo é levar ao seu espaço conforto

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791

MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 MANUAL DE INSTALAÇÃO RADAR DUO N de Homologação: 0723-12-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação RADAR DUO 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 3 3. Conhecendo o equipamento... 4 3.1

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

- + ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. Introdução... 2. Configuração das Entradas de RPM e Velocidade... 5 1.1 ENTRADA AUXILIAR 1/RPM

- + ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO. Introdução... 2. Configuração das Entradas de RPM e Velocidade... 5 1.1 ENTRADA AUXILIAR 1/RPM 1 ÍNDICE Introdução... 2 Configuração das Entradas de RPM e Velocidade... 5 1 INTRODUÇÃO 1.1 ENTRADA AUXILIAR 1/RPM O produto Rastrear Light possui uma entrada digital positiva para uso genérico. Essa

Leia mais

Phantom. Manual de Instruções. Parabéns!

Phantom. Manual de Instruções. Parabéns! Phantom 1308 Manual de Instruções Parabéns! Você acaba de adquirir um produto CANDIDE. Saiba que fez uma excelente escolha. Sempre pensamos em um brinquedo seguro que estimule a criatividade e dê alegria

Leia mais

3. TESTE DE MOTOR INFORMAÇÕES DE SERVIÇO DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 3-1 INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 3-1 DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 3-1 TESTE DE COMPRESSÃO 3-2

3. TESTE DE MOTOR INFORMAÇÕES DE SERVIÇO DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 3-1 INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 3-1 DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 3-1 TESTE DE COMPRESSÃO 3-2 3. TESTE DE MOTOR INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 3-1 DIAGNÓSTICO DE DEFEITOS 3-1 TESTE DE COMPRESSÃO 3-2 INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 3 O teste de compressão fornece informações importantes sobre a condição mecânica

Leia mais

Manual do Usuário Sistema Viva-Voz Bluetooth

Manual do Usuário Sistema Viva-Voz Bluetooth Este equipamento opera em caráter secundário, isto é, não tem direito a proteção contra interferência prejudicial, mesmo de estações do mesmo tipo e não pode causar interferência a sistemas operando em

Leia mais

Aviso antes da instalação

Aviso antes da instalação Aviso antes da instalação Desligue a Câmara de Rede se vir fumo ou sentir cheiros estranhos. Não coloque a câmara de rede próximo de fontes de calor como, por exemplo, um televisor ou um forno. Mantenha

Leia mais

MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001

MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001 MULTÍMETRO DIGITAL ET-1001 MANUAL DE INSTRUÇÕES ET-1001 MULTÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 2 2. ADVERTÊNCIA... 2 3. DESCRIÇÃO DO PAINEL FRONTAL... 5 4. ESPECIFICAÇÕES... 7

Leia mais

Manual de Instruções. Estação de Solda HK-936B

Manual de Instruções. Estação de Solda HK-936B Manual de Instruções Estação de Solda HK-936B Para sua segurança, leia este Manual de Instruções atenciosamente antes da operação deste equipamento. Mantenha-o sempre ao seu alcance para consultas futuras.

Leia mais

bambozzi Manual de Instruções NM 250 TURBO +55 (16) 3383 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com.

bambozzi Manual de Instruções NM 250 TURBO +55 (16) 3383 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com. bambozzi A SSISTÊNCIAS T ÊCNICAS AUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 3383 3818 Manual de Instruções BAMBOZZI SOLDAS LTDA. Rua Bambozzi, 522 Centro CEP 15990-668

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO ALÍVIO DE PRESSÃO INTERNA

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO ALÍVIO DE PRESSÃO INTERNA CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO Os módulos da linha TOTALSAFE PRO foram desenvolvidos para agregar além de conforto, segurança total na automação dos vidros elétricos. Essa linha de produtos oferece

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO MODO FAIL

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO MODO FAIL CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO Os módulos da linha TOTALSAFE PRO foram desenvolvidos para agregar além de conforto, segurança total na automação dos vidros elétricos. Essa linha de produtos oferece

Leia mais

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Additional Manual do Information Produto be certain. 100-238-343 A Informações sobre Direitos Autorais Informações sobre Marca Registrada Informação

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Central de Iluminação de Emergência 12 V(cc), 20 A, com Capacidade de 240 W. Código AFB240 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial (110 ou 220 volts) e também possui

Leia mais

Guia de Dicas e Informações

Guia de Dicas e Informações Guia de Dicas e Informações DICAS PARA A CONFEÇÃO DE CHICOTES Aterramento Os fios negativos dos chicotes são chamados de Terras. Os equipamentos FuelTech tem dois tipos de terras, um deles é o fio preto,

Leia mais

Servoacionamento série CuiDADoS E PrECAuÇÕES

Servoacionamento série CuiDADoS E PrECAuÇÕES A U T O M A Ç Ã O Servoacionamento série CuiDADoS E PrECAuÇÕES Recomendamos a completa leitura deste manual antes da colocação em funcionamento dos equipamentos. 1 Sumário Garantia Estendida Akiyama 3

Leia mais

ECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET IMMUNITY USO EXTERNO

ECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET IMMUNITY USO EXTERNO SENSOR STK 6609 TRIPLA TECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET USO EXTERNO Nossos produtos possuem o certificado norte americano FCC, e são projetados de modo a não emitir ondas que possam prejudicar

Leia mais

MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO

MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO 2015 MANUAL SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO SUSPENSÃO MECÂNICA SENSOR DE ÂNGULO Passo 1: O primeiro passo é determinar qual versão do Sensor de Ângulo foi incluído no seu kit. Existe uma versão Direita

Leia mais

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto.

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Com o intuito de fornecer ao mercado um dispositivo de rastreamento seguro e confiável, com base na mais alta tecnologia de rastreamento de veículos, seguindo rígidos padrões de

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR

MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR MOVIMENTADOR PARA PORTAS DE ENROLAR www.mastertec.ind.br 1 ÍNDICE 1. Recursos:... 3 2. Condições de funcionamento:... 3 3. Características técnicas:... 3 4. Características construtivas:... 3 5. Diagrama

Leia mais

MaxHome. Mini Ferro de Viagem. MaxHome. Sm-110 Bivolt

MaxHome. Mini Ferro de Viagem. MaxHome. Sm-110 Bivolt Mini Ferro de Viagem Sm-110 Bivolt ÍNDICE NOTAS: Parabéns por ter adquirido o seu Mini Ferro de Viagem. Características do produto Dicas de Segurança Informações do aparelho Usando o aparelho Cuidados

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔMETRO ANALÓGICO SK-1000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔMETRO ANALÓGICO SK-1000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔMETRO ANALÓGICO SK-1000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA... 1 3. ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

Manual do Usuário. Exsto Tecnologia Ltda.

Manual do Usuário. Exsto Tecnologia Ltda. Manual do Usuário Ltda. R. Vereador José Eduardo da Costa, 169 Santa Rita do Sapucaí MG CEP: 37540 000 +55 35 3471 6898 www.exsto.com.br 2 1 Introdução Parabéns! Você acaba de adquirir um produto de alta

Leia mais

Sky Rider 22. Helicóptero com Radiocontrole. Manual do Usuário CÓD. 6406 GARANTIA. Candide Indústria e Comércio Ltda.

Sky Rider 22. Helicóptero com Radiocontrole. Manual do Usuário CÓD. 6406 GARANTIA. Candide Indústria e Comércio Ltda. GARANTIA A Candide Indústria e Comércio Ltda. garante este produto pelo período de 90 dias, contados a partir da data de emissão da nota fiscal de compra, desde que o mesmo tenha sido instalado e manuseado

Leia mais

FKE 505. Alarme especifico para veículos com chaveador eletrônico

FKE 505. Alarme especifico para veículos com chaveador eletrônico FKE 505 Alarme especifico para veículos com chaveador eletrônico Índice Apresentação Característica do produto Funcionamento do alarme Modo de travamento pelo sensor de movimento Instalação Diagrama de

Leia mais

Luminárias LED Lumination (Série BL Opção de Fileira Contínua)

Luminárias LED Lumination (Série BL Opção de Fileira Contínua) GE Lighting Guia de Instalação Luminárias LED Lumination (Série BL Opção de Fileira Contínua) ANTES DE INICIAR Leia cuidadosamente estas instruções. AVISO RISCO DE CHOQUE ELÉTRICO Desligue a energia antes

Leia mais

CAPITULO 20 APLICATIVOS PEUGEOT MAGNETI MARELLI MULTIPOINT 8P. 306 1.8/2.0 XU7JP (LFZ)/XU10J2 (RFX) 1993 em diante

CAPITULO 20 APLICATIVOS PEUGEOT MAGNETI MARELLI MULTIPOINT 8P. 306 1.8/2.0 XU7JP (LFZ)/XU10J2 (RFX) 1993 em diante CAPITULO 20 APLICATIVOS PEUGEOT MAGNETI MARELLI MULTIPOINT 8P 306 1.8/2.0 XU7JP (LFZ)/XU10J2 (RFX) 1993 em diante 806 2.0 XU10J2C/Z (RFU) 1994 em diante BOXER 2.0 XU10J2U/X3 (RFW) 1994 em diante COMO FUNCIONA

Leia mais

18. PARTIDA ELÉTRICA INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 18-1 NX-4 FALCON INTERRUPTOR DO RELÉ DE PARTIDA 18-9 DIODO DA EMBREAGEM DIODO DO PONTO MORTO 18-11

18. PARTIDA ELÉTRICA INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 18-1 NX-4 FALCON INTERRUPTOR DO RELÉ DE PARTIDA 18-9 DIODO DA EMBREAGEM DIODO DO PONTO MORTO 18-11 NX-4 FALCON 18. PARTIDA ELÉTRICA DIAGRAMA DO SISTEMA 18-0 INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 18-1 DIAGNOSE DE DEFEITOS 18-2 MOTOR DE PARTIDA 18-4 INTERRUPTOR DO RELÉ DE PARTIDA 18-9 DIODO DA EMBREAGEM 18-11 DIODO

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ACIONADOR DE PORTA CORREDIÇA

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ACIONADOR DE PORTA CORREDIÇA MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ACIONADOR DE PORTA CORREDIÇA (MODELOS NUM. 1071.101 e 1071.102) Guarde este manual com cuidado para mantê-lo em boas condições para uso futuro. Cuidado Assegure-se de que o acionador

Leia mais

VARREDEIRA ZE072. Manual de serviço

VARREDEIRA ZE072. Manual de serviço VARREDEIRA ZE072 Manual de serviço A varredeira ZE072 foi desenvolvida para trabalhos na construção civil, de manutenção em estradas, ou locais que necessitem o mesmo sistema de remoção de resíduos. Qualquer

Leia mais

P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle

P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle regulador de volume de combustível circuito baixo P0004

Leia mais

A empresa se reserva no direito de fazer alterações sem prévio aviso. Produto produzido por Eletroppar - CNPJ. 02.748.434/0001-08

A empresa se reserva no direito de fazer alterações sem prévio aviso. Produto produzido por Eletroppar - CNPJ. 02.748.434/0001-08 As imagens deste manual são meramente ilustrativas. A empresa se reserva no direito de fazer alterações sem prévio aviso. Produto produzido por Eletroppar - CNPJ. 02.748.434/0001-08 P27130 - Rev. 1 1 Índice

Leia mais

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA A BATERIA FP 818/K1. ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto.

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA A BATERIA FP 818/K1. ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA A BATERIA FP 818/K1 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Uso e cuidados

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO FICHA TÉCNICA DO PRODUTO A barra sinalizadora Winglux-S oferece uma solução moderna de sinalização com tecnologia 100% digital. Equipada com módulos de 4 ou 8 LEDs de 1W - 45 Lumens (típico) conhecidos

Leia mais

RT-1000 B Manual de Instalação, Operação e Programação

RT-1000 B Manual de Instalação, Operação e Programação Introdução The RT1000-B is an amplifier 50W/100W created to command all acoustic and visual functions of a vehicle adapted with lightbar and siren. It has digital inputs that allow you to activate these

Leia mais

AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012

AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012 AJUSTADORES AUTOMÁTICOS DE FREIO JUNHO 2012 Conheça o funcionamento, diagnóstico e reparo do ajustador de freio automático, um componente primordial para segurança, aplicado em veículos pesados. Que a

Leia mais

Manual de instalação e operação

Manual de instalação e operação Manual de instalação e operação Central de alarme de incêndio endereçável INC 2000 Central de alarme de incêndio INC 2000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul.

Leia mais

ATENÇÃO Interfone T-35

ATENÇÃO Interfone T-35 ATENÇÃO Antes de ligar o equipamento na rede elétrica, verifique a voltagem utilizada na sua região. Não coloque o cabo elétrico, plug ou até mesmo o produto em água ou outro líquido Interfone T-35 INFORMAÇÕES

Leia mais

Manual do Usuário SINALIZADOR DE PONTOS LINCE GPS. Comece Aqui

Manual do Usuário SINALIZADOR DE PONTOS LINCE GPS. Comece Aqui Manual do Usuário SINALIZADOR DE PONTOS LINCE GPS Comece Aqui Bem vindo (a) ao Lince GPS! O Sinalizador de Pontos Lince GPS é um aparelho GPS especializado, para instalação no painel do carro, que auxilia

Leia mais

110228-002. MICROFLASH 2Te. Guia do usuário

110228-002. MICROFLASH 2Te. Guia do usuário 110228-002 Guia do usuário Impressora microflash 2te: visão superior... 1 Utilização da bateria: orientações gerais... 2 Carregamento da bateria... 2 Determinação da condição da bateria... 2 Instalação

Leia mais