REUNIÃO DE ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO_2015 Secretariado de Provas Finais e Exames 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REUNIÃO DE ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO_2015 Secretariado de Provas Finais e Exames 2015"

Transcrição

1 2015

2 REUNIÃO DE ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO_2015 Secretariado de Provas Finais e Exames 2015

3

4 Quais são as disciplinas que obrigam à realização de Provas Finais? Português e Matemática

5 Quem é admitido a Prova Final? São admitidos todos os alunos, exceto os que, após avaliação sumativa interna, no final do 3º Período, obtiverem: Classificação de frequência de nível 1 simultaneamente nas disciplinas de Português e Matemática Classificação de frequência inferior a 3 em três disciplinas, exceto se alguma delas for Português e/ou Matemática e nestas tiver obtido nível 2

6 Exemplos Geografia; Físico- Química; C. Naturais História; Geografia; Inglês Nível doís Matemática; Geografia; Inglês Português; Geografia; Matemática Português; Matemática; Físico-Química; C. Naturais Não Admitido a Prova Final Admitido a Prova Final

7 O que deve o aluno fazer para se inscrever na Prova Final? São automaticamente inscritos pelos serviços de Administração Escolar, desde que satisfaça as condições anteriores de: Admitido a Prova Final

8 Tempo de duração das Provas Finais Português 90 minutos Matemática + 30 minutos de tolerância, de acordo com o ponto 13, do artigo 1º, anexo II, do Despacho normativo nº 6-A/2015

9 Quando é que o aluno sabe se está em condições de realizar as Provas Finais? No dia da afixação das Pautas do 3º Período Local Átrio do Edifício A

10 Constituição das provas Provas Finais de: Português* e Matemática são constituídas por provas escritas (* os alunos autopropostos realizam obrigatoriamente, também, prova oral) as provas e os respetivos critérios de classificação são da competência do IAVE (Instituto de Avaliação Educativa) (www.gave.min-edu.pt)

11 Cotação das provas As provas são cotadas na escala percentual de 0 a 100, convertidas na escala de 1 a 5, de acordo com a seguinte tabela Classificação Nível 0 a a a a a 100 5

12 Quando é que se realizam as Provas Finais? As Provas Finais realizam-se em DUAS FASES (Chamada única) 1ª FASE (carácter obrigatório) 15 junho (2ª feira) 91 - Português 17 junho (4ª feira) 9.30 horas 93/94 -PLNM 19 junho (6ª feira) 92 - Matemática

13 2ª Fase só poderão realizar estas provas os alunos em situações excecionais, devidamente comprovadas* / ficado não aprovados na 1ª fase / melhoria de classificação 16 julho (5ª feira) 91 - Português 17 julho (6ª feira) 9.30 horas 93/94 -PLNM 20 julho (2ª feira) 92 - Matemática *O EE apresenta a respetiva justificação perante o órgão de gestão da escola no prazo de três dias úteis a contar da data da realização da prova da 1ª Fase. O Diretor decide pela aceitação da justificação e o aluno é admitido à 2ª Fase ou o Diretor opta pela não aceitação da justificação e não é permitido ao aluno a realização desta prova.

14 Qual o peso das Provas Finais na classificação dos alunos? CF = classificação final da disciplina Cf = classificação obtida no 3º período Cpf = classificação de Prova Final

15 Quando é que são publicados os resultados das Provas Finais / Aproveitamento dos alunos do 9º ano na 1ª Fase? 9 de julho Átrio do edifício A

16 Quando é que são publicados os resultados das Provas Finais / Aproveitamento dos alunos do 9º ano na 2ª Fase? 4 de agosto Átrio do edifício A

17 O que pode fazer um aluno que não seja admitido a Prova Final do 9º ano? Propõe-se para realizar as Provas Finais (2ª Fase)e de Equivalência à Frequência do 9º ano (1ª fase e/ou 2ª fase), na qualidade de aluno autoproposto

18 Quando e onde realizam as inscrições como aluno autoproposto? 1ª Fase 9 a 20 de março 2ª Fase 10 e 13 de julho Secretaria do EJAF Os alunos inscrevem-se nas disciplinas que obtiveram nível inferior a três exceto os alunos que anularam a matrícula que se inscrevem em todos os exames

19 Que documentos devem ser apresentados no ato da inscrição? Boletim de inscrição (mod EME) Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão

20 Quando é que se realizam as Provas de Equivalência à Frequência? 1ª Fase 15 a 24 de junho 2ª Fase 15 a 24 de julho

21 Quando são afixados os resultados das Provas de Equivalência à Frequência? 1ª Fase até 9 de julho 2ª Fase até 4 de agosto

22 Quando são afixadas os resultados das Reapreciações das Provas Finais e de Equivalência à Frequência? 1ª Fase 4 de agosto 2ª Fase 26 de agosto

23 No dia das Provas e Exames, os alunos devem Verificar o seu nome nas pautas de chamada afixadas no átrio do edifício A Apresentar-se 30 minutos antes da realização da prova Dirigirem-se para a sala, 15 minutos antes da realização da prova Ser portadores do BI/Cartão do Cidadão emitido pelas autoridades portuguesas. Em sua substituição, podem apresentar o título de residência ou passaporte ou documento de identificação do seu país mas, neste caso, devem também ser portadores do documento emitido pela escola com o número interno de identificação Trazer o material necessário para a realização da prova

http://www3.esvilela.pt/exames-nacionais

http://www3.esvilela.pt/exames-nacionais http://www3.esvilela.pt/exames-nacionais PROVAS FINAIS DO ENSINO BÁSICO (3º CICLO) 2014 QUAL O OBJETIVO E A QUEM SE DESTINAM AS PROVAS FINAIS? As provas finais de Língua Portuguesa e Matemática do 9º ano

Leia mais

INSCRIÇÕES - Ensino Secundário

INSCRIÇÕES - Ensino Secundário AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR.ª LAURA AYRES INSCRIÇÕES - Ensino Secundário EXAMES NACIONAIS E PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 2015 1. INFORMAÇÕES Os exames finais nacionais têm lugar em duas fases a ocorrerem

Leia mais

Secretariado de Exames

Secretariado de Exames REUNIÃO DE ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 2012 Secretariado de Exames Despacho Normativo nº 14/2011, de 18 de Novembro Despacho nº 1942/2012, de 10 de Fevereiro Norma 01 /JNE / 2012, de 23 de Fevereiro Para

Leia mais

AVALIAÇÃO SUMATIVA NO FINAL DO 9º ANO / 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO RESUMO. I AVALIAÇÃO SUMATIVA INTERNA: classificação de frequência

AVALIAÇÃO SUMATIVA NO FINAL DO 9º ANO / 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO RESUMO. I AVALIAÇÃO SUMATIVA INTERNA: classificação de frequência AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MIRAFLORES ESCOLA SECUNDÁRIA DE MIRAFLORES ANO LETIVO DE 2014-2015 AVALIAÇÃO SUMATIVA NO FINAL DO 9º ANO / 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO RESUMO I AVALIAÇÃO SUMATIVA INTERNA: classificação

Leia mais

Secretariado de Exames

Secretariado de Exames REUNIÃO DE ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 2012 Secretariado de Exames Despacho Normativo nº 14/2011, de 18 de Novembro Despacho nº 1942/2012, de 10 de Fevereiro Norma 01 /JNE / 2012, de 23 de Fevereiro Para

Leia mais

REUNIÃO DE ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO_2015 Secretariado de Provas Finais e Exames 2015

REUNIÃO DE ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO_2015 Secretariado de Provas Finais e Exames 2015 2015 REUNIÃO DE ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO_2015 Secretariado de Provas Finais e Exames 2015 Quais são as disciplinas que obrigam à realização de Provas Finais? Português e Matemática O que deve o aluno

Leia mais

Exames Finais Nacionais e Exames de Equivalência à Frequência do Ensino Secundário

Exames Finais Nacionais e Exames de Equivalência à Frequência do Ensino Secundário Exames Finais Nacionais e Exames de Equivalência à Frequência do Ensino Secundário EXAMES NA 1ª FASE - OS ALUNOS INTERNOS (alunos da Via Científica) e AUTOPROPOSTOS que faltarem à 1ª fase dos exames finais

Leia mais

Secretariado de Provas Finais e Exames 2013

Secretariado de Provas Finais e Exames 2013 REUNIÃO DE ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 2013 Secretariado de Provas Finais e Exames 2013 Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de Julho Despacho normativo nº 24-A/2012, de 6 de Dezembro Despacho nº 2162-A/2013, de

Leia mais

EXAMES DO ENSINO SECUNDÁRIO 2012 CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS (11º E 12º ANOS) EXAMES FINAIS NACIONAIS E PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

EXAMES DO ENSINO SECUNDÁRIO 2012 CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS (11º E 12º ANOS) EXAMES FINAIS NACIONAIS E PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA EXAMES DO ENSINO SECUNDÁRIO 2012 Escola Básica e Secundária de Velas CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS (11º E 12º ANOS) EXAMES FINAIS NACIONAIS E PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Planos curriculares do

Leia mais

[ Para alunos de outros cursos que pretendam prosseguir estudos no ensino superior]

[ Para alunos de outros cursos que pretendam prosseguir estudos no ensino superior] CONDIÇÕES e CALENDÁRIO de INSCRIÇÃO/ REALIZAÇÃO de EXAMES - 2014 ENSINO SECUNDÁRIO ( Decreto -Lei n.º 139/2012, de 05 de julho, estabelece os princípios orientadores da organização e da gestão dos currículos,

Leia mais

EXAMES NACIONAIS E PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA -2014/2015

EXAMES NACIONAIS E PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA -2014/2015 EXAMES NACIONAIS E PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA -2014/2015 ESCLARECIMENTOS PARA DIRETORES DE TURMA E ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO (11º e 12º anos dos cursos científico-humanísticos e 12º ano dos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CARLOS GARGATÉ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CARLOS GARGATÉ AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CARLOS GARGATÉ Exmo. Sr. Encarregado de Educação Vimos, por este meio, informá-lo sobre algumas das normas das Provas Finais Nacionais de 6º e 9º ano de Português e Matemática e

Leia mais

Agrupamento de Escolas Raul Proença 12 de março de 2013 Informações

Agrupamento de Escolas Raul Proença 12 de março de 2013 Informações Os alunos devem ser alertados para a necessidade de confirmar o seu nome nas pautas de chamada, se possível dias antes dos exames, para a necessidade de trazerem identificação pessoal, de verificarem o

Leia mais

Escola Secundária Filipa de Vilhena 2013/2014

Escola Secundária Filipa de Vilhena 2013/2014 Escola Secundária Filipa de Vilhena 2013/2014 Documentos reguladores Decretos-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho; (Princípios orientadores da organização, da gestão e do desenvolvimento dos currículos dos

Leia mais

Exames 2012 - Ensino Secundário. Informações

Exames 2012 - Ensino Secundário. Informações Exames 2012 - Ensino Secundário Informações A. Exames nacionais a. Os exames nacionais são um elemento de avaliação externa com um peso de para a classificação final da disciplina (CFD), nas disciplinas

Leia mais

Candidatura ao Ensino Superior

Candidatura ao Ensino Superior Candidatura ao Ensino Superior Para concluir o ensino secundário, os alunos têm que obter aprovação a todas as disciplinas do plano de estudos do respetivo curso. Nas disciplinas não sujeitas à realização

Leia mais

Exames Nacionais do Ensino Secundário. http://agrcanelas.edu.pt/

Exames Nacionais do Ensino Secundário. http://agrcanelas.edu.pt/ 2015 Exames Nacionais do Ensino Secundário http://agrcanelas.edu.pt/ PARA EFEITOS DE ADMISSÃO A EXAME, OS CANDIDATOS CONSIDERAM-SE: ALUNOS INTERNOS ALUNOS AUTOPROPOSTOS EXAMES NACIONAIS DO ENSINO SECUNDÁRIO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA 11476 Diário da República, 2.ª série N.º 68 8 de abril de 2013 3- As patologias e domínios da intervenção clinica visados poderão abarcar cuidados desenvolvidos nos níveis ambulatório, domiciliário e hospitalar.

Leia mais

E X A M E S N A C I O N A I S D O E N S I N O S E C U N D Á R I O

E X A M E S N A C I O N A I S D O E N S I N O S E C U N D Á R I O 2012 DECRETO-LEI N.º 50/2011 [PLANO DE ESTUDOS] PORTARIA N.º 244/2011 [AVALIAÇÃO] DESPACHO N.º 1942/2012 [CALENDÁRIO DE EXAMES] NORMA 01/JNE/2012 [INSTRUÇÕES PARA A INSCRIÇÃO] E X A M E S N A C I O N A

Leia mais

Antes de começar a preencher o seu boletim de inscrição, leia atentamente as seguintes instruções:

Antes de começar a preencher o seu boletim de inscrição, leia atentamente as seguintes instruções: Antes de começar a preencher o seu boletim de inscrição, leia atentamente as seguintes instruções: O boletim de inscrição deve ser preenchido com esferográfica, azul ou preta e não deve conter quaisquer

Leia mais

Serviço de Psicologia e Orientação (SPO) Psicóloga Maria João Caria

Serviço de Psicologia e Orientação (SPO) Psicóloga Maria João Caria Serviço de Psicologia e Orientação (SPO) Psicóloga Maria João Caria Alunos 12º anos; Fevereiro de 2011 Para concluir um curso do ensino secundário os alunos, têm de obter aprovação em todas as disciplinas!

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro 170100 Escola Básica 2,3 de Pegões 345192 2014/2015

Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro 170100 Escola Básica 2,3 de Pegões 345192 2014/2015 Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro 170100 Escola Básica 2,3 de Pegões 345192 2014/2015 INFORMAÇÃO AOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO E ALUNOS ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

2ª FASE HORA 2ª FEIRA, 13 DE JULHO 3ª FEIRA, 14 DE JULHO 4ª FEIRA, 15 DE JULHO 5ª FEIRA, 16 DE JULHO 6ª FEIRA, 17 DE JULHO

2ª FASE HORA 2ª FEIRA, 13 DE JULHO 3ª FEIRA, 14 DE JULHO 4ª FEIRA, 15 DE JULHO 5ª FEIRA, 16 DE JULHO 6ª FEIRA, 17 DE JULHO CALENDÁRIO DAS PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO Português (41) Português Matemática (42) Estudo do Meio (22) (Prova escrita 60 minutos) Expressões Artísticas (23) 90 minutos)

Leia mais

Exames nacionais E N S I N O S E C U N D Á R I O

Exames nacionais E N S I N O S E C U N D Á R I O Exames nacionais E N S I N O S E C U N D Á R I O Afixação dos resultados da avaliação Afixação das pautas de avaliação final do 3.º período: 9 de junho Entrega de avaliações pelos diretores de turma: 9

Leia mais

PREENCHIMENTO DO BOLETIM DE INSCRIÇÃO

PREENCHIMENTO DO BOLETIM DE INSCRIÇÃO PREENCHIMENTO DO BOLETIM DE INSCRIÇÃO O boletim de inscrição deve ser preenchido com esferográfica, azul ou preta, não conter rasuras e devem ser tidas em consideração as seguintes indicações: 1.1. Nome

Leia mais

MATRÍCULAS ANO LETIVO 2015/2016. Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares

MATRÍCULAS ANO LETIVO 2015/2016. Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares ANO LETIVO 2015/2016 MATRÍCULAS Escola Secundária da Baixa da Banheira Praceta Maria Helena Vieira da Silva 2835-220 Vale da Amoreira Tlf.: 21 209 99 70 Fax:

Leia mais

Calendarização das provas e exames

Calendarização das provas e exames do ensino básico, provas escola e provas de equivalência à frequência - 1.º Ciclo 1.º Ciclo 1.ª FASE 12 de maio 14 de maio 18 de maio 20 de maio Estudo do Meio (22) (23) (41) PLNM (43) (44) final escola)

Leia mais

EXAMES / PROVAS NACIONAIS 2º e 3º Ciclo

EXAMES / PROVAS NACIONAIS 2º e 3º Ciclo Agrupamento de Escolas de Pegões, Canha e Santo Isidro 170100 Escola Básica 2,3 de Pegões 345192 EXAMES / PROVAS NACIONAIS 2º e 3º Ciclo 2013/2014 INFORMAÇÃO AOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO E ALUNOS ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Ensino Superior EXAMES 2013. fevereiro de 2013 GAPEX

Ensino Superior EXAMES 2013. fevereiro de 2013 GAPEX Ensino Superior EXAMES 2013 fevereiro de 2013 GAPEX 5 de fevereiro Despacho nº 2162-A/2013 de 5 de Fevereirode INSCRIÇÕES EXAMES 34.Os prazos de inscrição para admissão aos exames finais nacionais do ensino

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDOME PROVAS FINAIS DE CICLO ENSINO BÁSICO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PEDOME PROVAS FINAIS DE CICLO ENSINO BÁSICO PROVAS FINAIS DE CICLO ENSINO BÁSICO Provas Finais do 1. Ciclo 1. As provas finais do 1. ciclo realizam-se no 4. ano de escolaridade, em duas fases com uma única chamada, sendo a 1.ª fase em maio e obrigatória

Leia mais

NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 1

NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 1 NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 1 NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 2 FICHA TÉCNICA

Leia mais

Candidatura ao Ensino Superior

Candidatura ao Ensino Superior Candidatura ao Ensino Superior Para concluir o ensino secundário, os alunos têm que obter aprovação a todas as disciplinas do plano de estudos do respectivo curso. Nas disciplinas não sujeitas à realização

Leia mais

Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes REGULAMENTO DE RECUPERAÇÃO DE MÓDULOS EM ATRASO

Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes REGULAMENTO DE RECUPERAÇÃO DE MÓDULOS EM ATRASO Página 1 de 9 Objeto, âmbito e destinatários 1. O presente regulamento estabelece o regime geral de realização das provas de recuperação a realizar em época extraordinária para conclusão de módulos em

Leia mais

Regulamento das provas de ingresso nos cursos de Licenciatura em Educação Básica e em Gerontologia Social por alunos que realizaram o CET

Regulamento das provas de ingresso nos cursos de Licenciatura em Educação Básica e em Gerontologia Social por alunos que realizaram o CET Escola Superior de Educação João de Deus Regulamento das provas de ingresso nos cursos de Licenciatura em Educação Básica e em Gerontologia Social por alunos que Escola Superior de Educação João de Deus

Leia mais

REUNIÕES JNE_ESCOLAS 2015

REUNIÕES JNE_ESCOLAS 2015 REUNIÕES JNE_ESCOLAS 2015 PREPARAÇÃO DO PROCESSO DE REALIZAÇÃO DE PROVAS E EXAMES DOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO Abril de 2015 Júri Nacional de Exames Ordem de Trabalhos 2 Provas Finais de Ciclo e de

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência

Ministério da Educação e Ciência Despacho O calendário escolar constitui um elemento indispensável à planificação das atividades a desenvolver por cada agrupamento de escolas e escolas não agrupadas, tendo em vista a execução do seu projeto

Leia mais

EXAMES FINAIS NACIONAIS DO ENSINO SECUNDÁRIO E ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

EXAMES FINAIS NACIONAIS DO ENSINO SECUNDÁRIO E ACESSO AO ENSINO SUPERIOR GUIAGERALDE EXAMES2013 FICHA TÉCNICA Título: Guia Geral de Exames 2013 Exames Finais Nacionais do Ensino Secundário e Acesso ao Ensino Superior Composição: Direção-Geral do Ensino Superior e Direção-Geral

Leia mais

Prova/código Fase/chamada Dia Hora Língua Portuguesa / 22 1ª / 1ª 20. 06. 11 09.00 Matemática / 23 1ª / 1ª 22. 06. 11 09.00

Prova/código Fase/chamada Dia Hora Língua Portuguesa / 22 1ª / 1ª 20. 06. 11 09.00 Matemática / 23 1ª / 1ª 22. 06. 11 09.00 Escola Básica 2º e 3º ciclos D. Luís Mendonça Furtado Ano lectivo 2010/11 EXAMES NACIONAIS DE 3º CICLO Língua Portuguesa e Matemática Súmula da Norma 02/EB/11 Este documento não dispensa a leitura integral

Leia mais

ExamesNacionaisdoensinosecundario EACESSOAOENSINOSUPERIOR

ExamesNacionaisdoensinosecundario EACESSOAOENSINOSUPERIOR ExamesNacionaisdoensinosecundario EACESSOAOENSINOSUPERIOR FICHA TÉCNICA Título: Guia Geral de Exames 2014 Exames Finais Nacionais do Ensino Secundário e Acesso ao Ensino Superior Composição: Direção-Geral

Leia mais

M U N I C Í P I O D E V A L E N Ç A C ÂM ARA MUNIC I PAL

M U N I C Í P I O D E V A L E N Ç A C ÂM ARA MUNIC I PAL REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO Nota justificativa Os municípios são autarquias locais que têm como objetivo primordial a prossecução dos interesses próprios e comuns dos respetivos

Leia mais

EXAMES FINAIS NACIONAIS E PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ENSINO SECUNDÁRIO

EXAMES FINAIS NACIONAIS E PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ENSINO SECUNDÁRIO EXAMES FINAIS NACIONAIS E PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ENSINO SECUNDÁRIO INFORMAÇÕES PARA ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO I - FIM DAS ATIVIDADES ESCOLARES As atividades escolares dos alunos do 11º e 12º

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência

Ministério da Educação e Ciência Despacho O Despacho Normativo n.º 24/2000, de 11 de maio, com as alterações que lhe foram introduzidas pelo Despacho Normativo n.º 36/2002, de 4 de junho, estabelece as regras orientadoras para a organização

Leia mais

Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão

Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão Artigo 1º Âmbito e Disposições Gerais 1. O presente Regulamento é aplicável às candidaturas aos cursos de Licenciatura da Faculdade

Leia mais

ExamesNacionaisdoensinosecundario EACESSOAOENSINOSUPERIOR

ExamesNacionaisdoensinosecundario EACESSOAOENSINOSUPERIOR ExamesNacionaisdoensinosecundario EACESSOAOENSINOSUPERIOR FICHA TÉCNICA Título: Guia Geral de Exames 2015 Exames Finais Nacionais do Ensino Secundário e Acesso ao Ensino Superior Composição: Direção-Geral

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. JOAQUIM DE CARVALHO EXAMES NACIONAIS/ 2015

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. JOAQUIM DE CARVALHO EXAMES NACIONAIS/ 2015 ESCOLA SECUNDÁRIA DR. JOAQUIM DE CARVALHO EXAMES NACIONAIS/ 2015 Reunião com Encarregados de Educação 28/05/2015 18,00 Horas Auditório Joaquim de Carvalho ENSINO SECUNDÁRIO Quais as disciplinas em que

Leia mais

de ensino (modelo oficial).

de ensino (modelo oficial). INFORMAÇÕES SOBRE AS PROVAS FINAIS DO 3º CICLO Todas as instruções constantes desta Informação têm de ser lidas e esclarecidas pelo diretor de turma, na sala de aula, até à semana anterior à realização

Leia mais

Instruções para os alunos

Instruções para os alunos Instruções para os alunos Resumo da norma 02/JNE/2015 e do Despacho Normativo n.º 6A/2015 de 5 de março Parte I - Instruções para a realização das provas Ensino Básico e Secundário Capítulo I Realização

Leia mais

DOCUMENTO DE AVALIAÇÃO

DOCUMENTO DE AVALIAÇÃO DOCUMENTO DE AVALIAÇÃO 1 INTRODUÇÃO 7 AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM 8 MODALIDADES DE AVALIAÇÃO 8 AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 10 SUPORTE LEGISLATIVO 10 AVALIAÇÃO NO ENSINO BÁSICO 11 EFEITOS DA AVALIAÇÃO

Leia mais

DESPACHO SP/61/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA

DESPACHO SP/61/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA DESPACHO SP/61/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Face à necessidade de ajustar o regime do Estudante Internacional do Instituto

Leia mais

Secretariado de exames. Normas para os Professores Vigilantes

Secretariado de exames. Normas para os Professores Vigilantes Secretariado de exames Normas para os Professores Vigilantes Nota: Nos termos do ponto 5.1 da norma 02/JNE/2013, o serviço de exames, nomeadamente, o exercício de funções no secretariado de exames, vigilância,

Leia mais

Mais de 40 anos de Progresso! Calendário de Exames do Ensino Secundário e de Acesso ao Ensino Superior 2010/2011

Mais de 40 anos de Progresso! Calendário de Exames do Ensino Secundário e de Acesso ao Ensino Superior 2010/2011 Mais de 40 anos de Progresso! Calendário de Exames do Ensino Secundário e de Acesso ao Ensino Superior 2010/2011 1. Calendário Geral de Exames do Ensino Secundário e de Acesso ao Ensino Superior (2011)*

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE LOUSADA Escola Sede Escola Secundária de Lousada Código de Agrupamento - 151518 CALENDÁRIO - 2013/2014 1º CICLO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE LOUSADA Escola Sede Escola Secundária de Lousada Código de Agrupamento - 151518 CALENDÁRIO - 2013/2014 1º CICLO 1º CICLO PROVAS FINAIS - 1ª FASE 19/05/2014 21/05/2014 Português (Código 41) Português (Código 31) Prova Oral - 12h* Matemática (Código 42) Matemática (Código 32) PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 1ª

Leia mais

ANO LETIVO 2014 / 2015 I NÚMERO DE VAGAS

ANO LETIVO 2014 / 2015 I NÚMERO DE VAGAS Código IMP.EM.EI.8_ ANO LETIVO 2 / 25 I NÚMERO DE VAGAS. O número total de vagas para o º ano de cada curso, é: VAGAS Medicina Dentária (MD) 2 Ciências Farmacêuticas (CF) 2* Engenharia Biomédica (EB) 8

Leia mais

Perguntas frequentes:

Perguntas frequentes: Perguntas frequentes: 1. Enade 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria Normativa

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus. Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino Superior

Escola Superior de Educação João de Deus. Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino Superior Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino Superior 1 Artigo 1º Objeto e âmbito O disposto no presente regulamento aplica-se aos ciclos de estudos conducentes ao

Leia mais

REALIZAÇÃO DAS PROVAS FINAIS DO 1ºCICLO

REALIZAÇÃO DAS PROVAS FINAIS DO 1ºCICLO REALIZAÇÃO DAS PROVAS FINAIS DO 1ºCICLO Material específico autorizado 2014 Português Caneta ou esferográfica de tinta azul ou preta. Matemática Caneta ou esferográfica de tinta azul ou preta, lápis, borracha,

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DOS EXAMES NACIONAIS 2012 ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO

INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DOS EXAMES NACIONAIS 2012 ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DOS EXAMES NACIONAIS 2012 ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO 4. Material específico autorizado 4.1. As folhas de prova a utilizar na prova final do 3.º ciclo de Língua Portuguesa, nos

Leia mais

NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 1

NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 1 NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 1 NORMA 01/JNE/2015 Instruções para a Inscrição nas Provas Finais de Ciclo e Exames Nacionais 2 FICHA TÉCNICA

Leia mais

PROVAS FINAIS 2015 Ensino Básico Norma 02/EB/2015

PROVAS FINAIS 2015 Ensino Básico Norma 02/EB/2015 PROVAS FINAIS 2015 Ensino Básico Norma 02/EB/2015 Resumo das instruções 4. MATERIAL ESPECÍFICO AUTORIZADO Relativamente às provas finais do 1.º ciclo, cada escola deve providenciar material para fornecer

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006. Resolução n.

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006. Resolução n. UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006 Resolução n.º 94/2006 Por resolução do conselho directivo da Faculdade de Ciências

Leia mais

Norma 02. Júri Nacional de exames/2015. Extrato da Norma 02/JNE/2015 Instruções para Realização Classificação Reapreciação Reclamação

Norma 02. Júri Nacional de exames/2015. Extrato da Norma 02/JNE/2015 Instruções para Realização Classificação Reapreciação Reclamação Norma 02 Júri Nacional de exames/2015 Extrato da Norma 02/JNE/2015 Instruções para Realização Classificação Reapreciação Reclamação CAPÍTULO I REALIZAÇÃO DAS PROVAS FINAIS DE CICLO E DOS EXAMES FINAIS

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 158/2013

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 158/2013 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 158/2013 Dispõe sobre as normas e fixa o calendário e o número de vagas do Processo Seletivo/2014 para o Curso de Medicina da Universidade de Taubaté. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA,

Leia mais

EDITAL SMEE/DAA Nº 47, DE 10 DE OUTUBRO DE 2013

EDITAL SMEE/DAA Nº 47, DE 10 DE OUTUBRO DE 2013 EDITAL SMEE/DAA Nº 47, DE 10 DE OUTUBRO DE 2013 DURVAL ORLATO, Secretário de Educação e Esportes da Prefeitura do Município de Jundiaí. Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, ------------------------------------------

Leia mais

EDITAL Nº 03/2011. Art. 1º O total de vagas para este Processo Seletivo são em número de 480 (quatrocentos e oitenta), assim distribuídas:

EDITAL Nº 03/2011. Art. 1º O total de vagas para este Processo Seletivo são em número de 480 (quatrocentos e oitenta), assim distribuídas: EDITAL Nº 03/2011 A FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DA REGIÃO DOS LAGOS faz saber, através do presente EDITAL, que estão abertas a partir de 16/11/2011, as inscrições do PROCESSO SELETIVO para os Cursos de Licenciatura

Leia mais

Secção I Matricula e Inscrição. Art.º 16.º ( conceito) Art.º 17.º (Matricula e Inscrição)

Secção I Matricula e Inscrição. Art.º 16.º ( conceito) Art.º 17.º (Matricula e Inscrição) Secção I Matricula e Inscrição Art.º 16.º ( conceito) 1. A matrícula é o acto pelo qual o estudante ingressa na universidade Agostinho Neto. 2. A matrícula á Universidade Agostinho Neto faz-se uma só vez.

Leia mais

1º PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR FAENE 2013.2 EDITAL Nº 002/2013

1º PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR FAENE 2013.2 EDITAL Nº 002/2013 1 1º PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR FAENE 2013.2 EDITAL Nº 002/2013 A FACULDADE ESCOLA DE NEGÓCIOS EXCELLENCE FAENE torna pública a abertura de inscrições para o Processo Seletivo 2013.2 destinado a selecionar

Leia mais

Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência

Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência A Portaria n 401/2007, de 5 de Abril, aprova o Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino

Leia mais

Critérios de avaliação. Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*)

Critérios de avaliação. Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*) Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*) Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória: Português Matemática Estudo do Meio Expressões: Artísticas e Físico-Motoras Inglês

Leia mais

Coordenação do Processo Seletivo

Coordenação do Processo Seletivo Coordenação do Processo Seletivo Edital nº 003/14 Processo Seletivo Verão 2015-1 A Diretora Geral da Faculdade Catuaí, mantida pela Associação de Ensino de Cambé, com base em dispositivos constantes de

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO REGULAMENTO GERAL DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO Artigo 1º (Âmbito) O presente regulamento fixa as normas gerais relativas a Matrículas e Inscrições nos diferentes

Leia mais

Poderão ser aceitos no programa os candidatos que obtiverem nota superior ou igual a 8 (oito), seguindo a distribuição indicada acima.

Poderão ser aceitos no programa os candidatos que obtiverem nota superior ou igual a 8 (oito), seguindo a distribuição indicada acima. INSTITUTO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DE COMPUTAÇÃO - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AOS PROCESSOS SELETIVOS nº

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ENSINO BÁSICO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ENSINO BÁSICO Considerando que a Portaria nº 9 /2013, de 11 de fevereiro revogou a Portaria nº 29/2012, de 6 de março referente à avaliação das aprendizagens e competências no

Leia mais

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO POPULAR PREPARATÓRIO ENEM 2011

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO POPULAR PREPARATÓRIO ENEM 2011 EDITAL Nº 01/2011 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O CURSO POPULAR PREPARATÓRIO ENEM 2011 A Universidade Federal de Itajubá Campus Itabira torna público o edital que regulamenta a seleção de alunos para ingresso

Leia mais

2.3O candidato deverá ter disponibilidade para atuar como monitor nos fins de semana e feriados, no horário matutino e/ou vespertino.

2.3O candidato deverá ter disponibilidade para atuar como monitor nos fins de semana e feriados, no horário matutino e/ou vespertino. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA PRO TEMPORE DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS DIRETORIA DE AÇÃO INTERCULTURAL CURSINHO POPULAR: MOVIMENTO DE EDUCAÇÃO

Leia mais

DESPACHO SP/3/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA

DESPACHO SP/3/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA DESPACHO SP/3/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Nos termos dos artigos 2.º e 3.º do Regulamento do Estatuto do Estudante Internacional

Leia mais

INSTRUÇÕES. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO VESTIBULAR DE INVERNO 2012 3 a etapa: QUÍMICA, MATEMÁTICA E FÍSICA

INSTRUÇÕES. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO VESTIBULAR DE INVERNO 2012 3 a etapa: QUÍMICA, MATEMÁTICA E FÍSICA 3 a etapa: Química, Matemática e Física Química 16 a 30 Matemática 31 a 45 Física 3 a etapa: QUÍMICA, MATEMÁTICA E FÍSICA 31 23 03 30 15 31 11 22 27 29 06 15 21 31 10 23 05 27 31 06 13 06 21 31 15 03 26

Leia mais

Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL

Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL I - DO PROCESSO SELETIVO De ordem do Senhor Diretor e para conhecimento de todos os interessados, torno público que, no período indicado neste

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA Credenciada pelo Decreto Federal nº 78709, de 10/11/1976, DOU DE 11/11/1976

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA Credenciada pelo Decreto Federal nº 78709, de 10/11/1976, DOU DE 11/11/1976 FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA Credenciada pelo Decreto Federal nº 78709, de 10/11/1976, DOU DE 11/11/1976 EDITAL 2011 PROCESSO SELETIVO ISECC 2011 2º SEMESTRE 2 O Presidente da Fundação Educacional

Leia mais

Reitoria. É revogado o Despacho RT-34/2014, de 2 junho. Universidade do Minho, 5 de dezembro de 2014. O Reitor. António M. Cunha. despacho RT-55/2014

Reitoria. É revogado o Despacho RT-34/2014, de 2 junho. Universidade do Minho, 5 de dezembro de 2014. O Reitor. António M. Cunha. despacho RT-55/2014 Reitoria despacho RT-55/2014 A Universidade do Minho tem vindo a atrair um número crescente de estudantes estrangeiros, que hoje representam um importante contingente da sua comunidade estudantil. Com

Leia mais

copyright DGES/DGE-JNE2012. Todos os direitos reservados.

copyright DGES/DGE-JNE2012. Todos os direitos reservados. FICHA TÉCNICA Título: Guia Geral de Exames 2012 Exames Finais Nacionais do Ensino Secundário e Acesso ao Ensino Superior Composição: Direção-Geral do Ensino Superior e Direção-Geral de Educação Júri Nacional

Leia mais

Norma 02/2015 Provas Finais 4º e 6º anos

Norma 02/2015 Provas Finais 4º e 6º anos Norma 02/2015 Provas Finais 4º e 6º anos Todas estas instruções têm de ser lidas e esclarecidas pelo diretor de turma ou professor titular de turma, na sala de aula, antes do final do 3.º período, devendo

Leia mais

Coordenação do Processo Seletivo

Coordenação do Processo Seletivo Coordenação do Processo Seletivo Edital nº 002/12 Processo Seletivo Inverno 2012/2 A Diretora Geral da Faculdade Catuaí, mantida pela Associação de Ensino de Cambé, com base em dispositivos constantes

Leia mais

SERVIÇOS ACADÉMICOS REGULAMENTO DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES ARTIGO 1º ÂMBITO ARTIGO 2º DEFINIÇÕES

SERVIÇOS ACADÉMICOS REGULAMENTO DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES ARTIGO 1º ÂMBITO ARTIGO 2º DEFINIÇÕES SERVIÇOS ACADÉMICOS REGULAMENTO DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES ARTIGO 1º ÂMBITO 1. O presente regulamento fixa as normas gerais relativas a matrículas e inscrições nos diferentes cursos das Escolas integradas

Leia mais

Um novo Conceito em Educação! 402 Sul, Av. NS-02, Conj. II, Lote 16 Palmas TO Fone: 63 3214-7345/ 3214-7377 www.itopedu.com.br

Um novo Conceito em Educação! 402 Sul, Av. NS-02, Conj. II, Lote 16 Palmas TO Fone: 63 3214-7345/ 3214-7377 www.itopedu.com.br FACULDADE ITOP EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 06/2014 2º SEMESTRE LETIVO DE 2014 A Comissão Organizadora do Processo Seletivo - COPS, da Faculdade ITOP, considerando o que dispõe a legislação em vigor,

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-PRIVADA DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA

REGULAMENTO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-PRIVADA DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA REGULAMENTO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-PRIVADA DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA (Aprovado pela Assembleia de Faculdade, em 16 de Janeiro de 2014) CAPÍTULO I Objecto e conceitos

Leia mais

Um novo Conceito em Educação! 402 Sul, Av. NS-02, Conj. II, Lote 16 Palmas TO Fone: 63 3214-7345/ 3214-7377 www.itopedu.com.br

Um novo Conceito em Educação! 402 Sul, Av. NS-02, Conj. II, Lote 16 Palmas TO Fone: 63 3214-7345/ 3214-7377 www.itopedu.com.br FACULDADE ITOP EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2014 A Comissão Organizadora do Processo Seletivo - COPS, da Faculdade ITOP, considerando o que dispõe a legislação em vigor, faz saber pelo presente Edital,

Leia mais

Regulamento Candidaturas Maiores de 23 Anos Página 1 de 6

Regulamento Candidaturas Maiores de 23 Anos Página 1 de 6 Regulamento Candidaturas Maiores de 23 Anos Página 1 de 6 REGULAMENTO DAS PROVAS DE ADMISSÃO AO INSTITUTO SUPERIOR DE PAÇOS DE BRANDÃO ISPAB PARA CANDIDATOS MAIORES DE 23 ANOS NÃO TITULARES DE HABILITAÇÃO

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Carapicuíba

Faculdade de Tecnologia de Carapicuíba Faculdade de Tecnologia de Carapicuíba Edital de Abertura n. 05/11 para Inscrições para Transferência Externa, do 1.º Semestre de 12, para os cursos da Fatec de Carapicuíba. A Faculdade de Tecnologia de

Leia mais

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes ENADE 2014 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA/UEPG Mary Ângela Teixeira Brandalise Cursos da UEPG avaliados em 2014 Bacharelado em Biologia Licenciatura em Biologia

Leia mais

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR ESPECIAL DE VERÃO 2009/1

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR ESPECIAL DE VERÃO 2009/1 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR ESPECIAL DE VERÃO 2009/1 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÃO O Reitor do Centro Universitário Feevale, instituição de ensino superior recredenciada pela Portaria nº 1.566, de 27

Leia mais

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO ISVOUGA

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO ISVOUGA Página 1 de 6 Preâmbulo O presente regulamento define as regras de acesso e ingresso nos cursos técnicos superiores profissionais do e institui os critérios pelos quais se pautam as provas de avaliação

Leia mais

NORMAS DO SISTEMA DE MONITORIA

NORMAS DO SISTEMA DE MONITORIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CÂMARA DE MONITORIA NORMAS DO SISTEMA DE MONITORIA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - Complementar a formação acadêmica do aluno, na área de seu

Leia mais

Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes)

Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Perguntas frequentes 1. ENADE 1.1. Qual a legislação pertinente ao ENADE? Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria Normativa

Leia mais

SECÇÃO I Disposições Gerais. Artigo 1.º Objeto

SECÇÃO I Disposições Gerais. Artigo 1.º Objeto Despacho Normativo O Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, estabelece os princípios orientadores da organização, da gestão e do desenvolvimento dos currículos dos ensinos básico e secundário, bem como

Leia mais

deexames DIREÇÃO-GERAL DAEDUCAÇÃO

deexames DIREÇÃO-GERAL DAEDUCAÇÃO guiageral 2012 deexames DIREÇÃO-GERAL DAEDUCAÇÃO FICHA TÉCNICA Título: Guia Geral de Exames 2012 Exames Finais Nacionais do Ensino Secundário e Acesso ao Ensino Superior Composição: Direção-Geral do Ensino

Leia mais

Um novo Conceito em Educação! 402 Sul, Av. NS-02, Conj. II, Lote 16 Palmas TO Fone: 63 3214-7345/ 3214-7377 www.itopedu.com.br

Um novo Conceito em Educação! 402 Sul, Av. NS-02, Conj. II, Lote 16 Palmas TO Fone: 63 3214-7345/ 3214-7377 www.itopedu.com.br FACULDADE ITOP EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015 1º SEMESTRE LETIVO DE 2015 A Comissão Organizadora do Processo Seletivo - COPS, da Faculdade ITOP, considerando o que dispõe a legislação em vigor,

Leia mais

EDITAL Nº 61, DE 28 DE JULHO DE 2014

EDITAL Nº 61, DE 28 DE JULHO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA EDITAL Nº 61, DE 28 DE JULHO DE 2014 Edital complementar ao Edital

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quinta-feira, 6 de junho de 2013. Série. Número 70

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quinta-feira, 6 de junho de 2013. Série. Número 70 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quinta-feira, 6 de junho de 2013 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS Despacho normativo n.º 4/2013 Regulamenta a avaliação e certificação

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS VOCACIONAIS

REGULAMENTO DOS CURSOS VOCACIONAIS Agrupamento de Escolas Gaia Nascente REGULAMENTO DOS CURSOS VOCACIONAIS ENSINO BÁSICO Escola Secundária Gaia Nascente Artigo 1.º Âmbito e Enquadramento O presente regulamento estabelece as diretrizes essenciais

Leia mais

EXAMES NACIONAIS DO ENSINO SECUNDÁRIO e ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

EXAMES NACIONAIS DO ENSINO SECUNDÁRIO e ACESSO AO ENSINO SUPERIOR GUIA GERAL DE EXAMES - 2010 EXAMES NACIONAIS DO ENSINO SECUNDÁRIO e ACESSO AO ENSINO SUPERIOR Direcção-Geral de Inovação e de Desenvolvimento Curricular -Júri Nacional de Exames Direcção-Geral do Ensino

Leia mais