GABARITO SIMULADO CADERNO 1. Simulado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GABARITO SIMULADO 4 2013 CADERNO 1. Simulado 4 2013 1"

Transcrição

1 GBRITO SIMULDO CDERNO 1 Simulado

2 Ciências da Natureza e suas Tecnologias QUESTÃO SSUNTO GBRITO HBILIDDE / COMENTÁRIO 1 Preservação ambiental C 2 Ciclo do carbono 3 Formas de reprodução E Competência de área 1: Compreender as ciências naturais e as tecnologias a elas associadas como construções humanas, percebendo seus papéis nos processos de produção e no desenvolvimento econômico e social da humanidade. Habilidade: H4 valiar propostas de intervenção no ambiente, considerando a qualidade da vida humana, as medidas de conservação, de recuperação e de utilização sustentável da biodiversidade. Comentário: É considerada energia limpa aquela que não libera (ou libera poucos) gases ou resíduos que contribuem para o aquecimento global em sua produção ou consumo. Os copos feitos de mandioca são resultado de uma produção limpa, livre de emissão (informação fornecida na propaganda). Portanto, a fabricação dos copos de mandioca não emite nenhum gás de efeito estufa, minimizando assim, os problemas climáticos. Competência de área 1: Compreender as ciências naturais e as tecnologias a elas associadas como construções humanas, percebendo seus papéis nos processos de produção e no desenvolvimento econômico e social da humanidade. Habilidade: H4 valiar propostas de intervenção no ambiente, considerando a qualidade da vida humana, as medidas de conservação, de recuperação e de utilização sustentável da biodiversidade. Comentário: O reflorestamento promove o sequestro de CO 2 atmosférico, reduzindo a concentração deste gás de efeito estufa. remoção do CO 2 atmosférico é realizada por meio do processo fotossintético, permitindo a fixação do carbono na biomassa da vegetação. Conforme a vegetação vai crescendo, o carbono vai sendo incorporado nos troncos, galhos, folhas e raízes. Competência de área 4: Compreender interações entre organismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, aspectos culturais e características individuais. Habilidade: H3 Reconhecer mecanismos de transmissão da vida, prevendo ou explicando a manifestação de características dos seres vivos. Comentário: Os tigres, quando cruzam com as leoas, originam os tiões, e quando as tigresas cruzam com leões originam os ligres. pesar de espécies diferentes, esses seres conseguem cruzar normalmente, por meio sexuado, mas não originam descendentes férteis. Portanto, ligres e tiões são inférteis. Simulado

3 4 Genética: outros casos de monoibridismo B Competência de área 4: Compreender interações entre organismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, aspectos culturais e características individuais. Habilidade: H13 Reconhecer mecanismos de transmissão da vida, prevendo ou explicando a manifestação de características dos seres vivos. Comentário: Nos casos de ausência de dominância, especificamente, de herança intermediária e codominância, o fenótipo intermediário é a manifestação de genes alelos diferentes, ou seja, heterozigotos. 5 Processos vitais dos organismos Competência de área 4: Compreender interações entre organismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, aspectos culturais e características individuais. Habilidade: H14 Identificar padrões em fenômenos e processos vitais dos organismos como manutenção do equilíbrio interno, defesa, relações com o ambiente, sexualidade, entre outros. Comentário: lagartixa solta a cauda para se defender. Quando ela se sente ameaçada, libera a cauda, que se mexe por alguns minutos para enganar o predador, enquanto foge. lagartixa consegue romper sua cauda porque alguns ossos que a formam são feitos exatamente para se soltar. Porém, quando regenerada, a cauda deixa de ter ossos, sendo formada apenas de tecidos moles. 6 Fisiologia: homeostase E Competência de área 4: Compreender interações entre organismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, aspectos culturais e características individuais. Habilidade: H14 Identificar padrões em fenômenos e processos vitais dos organismos como manutenção do equilíbrio interno, defesa, relações com o ambiente, sexualidade, entre outros. Comentário: Os animais desenvolvem estratégias para economizar a água: camada espessa de quitina e vida sob o solo para os escorpiões e insetos. Recuperação do vapor de água contido no ar pulmonar fazendo-o condensar nas narinas, produção de fezes muito secas e de urina muito concentrada, perda das glândulas sudoríparas, procura de água e de alimento à noite, acumulação de água em bolsas internas, pelagem curta permitindo uma melhor termólise, aumento da temperatura interna, para evitar a transpiração para os rodeadores. Simulado

4 7 Evolução dos seres vivos D Competência de área 4: Compreender interações entre organismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, aspectos culturais e características individuais. Habilidade: H16 Compreender o papel da evolução na produção de padrões, de processos biológicos ou na organização taxonômica dos seres vivos. Comentário: pressão gerada pelo ambiente sobre os seres vivos representa uma das principais causas da evolução. mbientes naturais geralmente apresentam fatores negativos e limitantes, além de realidades difíceis, como a predação e a competição. mbientes hostis e instáveis impulsionam o processo evolutivo, uma vez que selecionam fortemente apenas a sobrevivência dos mais aptos. 8 Classificação dos seres vivos B Competência de área 4: Compreender interações entre organismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, aspectos culturais e características individuais. Habilidade: H16 Compreender o papel da evolução na produção de padrões, processos biológicos ou na organização taxonômica dos seres vivos. Comentário: O leopardo e o toirão pertencem à mesma ordem carnívora, mas possuem famílias diferentes. Isso significa que possuem em comum o reino, o filo, a classe e a ordem. 9 Ecologia: biomas C Competência de área 8: propriar-se de conhecimentos da biologia para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidade: H28 ssociar características adaptativas dos organismos com seu modo de vida ou com seus limites de distribuição em diferentes ambientes, em especial, em ambientes brasileiros. Comentário: s raízes do tipo pneumatóforos são adaptadas à realização de trocas gasosas com o ambiente. Esse tipo de raiz é encontrado em plantas que vivem no solo encharcado e pobre em oxigênio dos manguezais. Durante a maré vazante, os pneumatóforos ficam expostos e podem realizar trocas de gases com o ar. Simulado

5 10 daptações dos seres vivos E Competência de área 8: propriar-se de conhecimentos da biologia para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidade: H28 ssociar características adaptativas dos organismos com seu modo de vida ou com seus limites de distribuição em diferentes ambientes, em especial, em ambientes brasileiros. Comentário: Curvar o corpo é possível, pois o tatu- -bola apresenta uma carapaça articulada, permitindo que ele fique como se fosse uma pequena bola. Como não é tão bom para cavar como as outras espécies de tatus, geralmente utiliza os buracos feitos por outros animais para se esconder. Quando não consegue fugir de seus predadores, torna-se uma bola, protegendo a parte abdominal do corpo que não possui proteção. 11 Ecologia Competência de área 8: propriar-se de conhecimentos da biologia para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidade: H29 Interpretar experimentos ou técnicas que utilizam seres vivos, analisando implicações para: o ambiente, a saúde, a produção de alimentos, de matérias-primas ou de produtos industriais. Comentário: biorremediação é uma técnica que consiste em usar, de forma controlada, micro- -organismos que ocorrem normalmente na natureza para remover poluentes. 12 Metabolismo energético Competência de área 8: propriar-se de conhecimentos da biologia para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidade: H29 Interpretar experimentos ou técnicas que utilizam seres vivos, analisando implicações para o ambiente, a saúde, a produção de alimentos, de matérias-primas ou de produtos industriais. Comentário: O mecanismo de fermentação das leveduras consiste na transformação do açúcar em gás carbônico e álcool. O álcool evapora quando entra em contato com o calor do forno e o gás carbônico, menos denso que a massa, ao tentar escapar de dentro dela, acaba aerando a massa. Simulado

6 13 Genética: aneuploidias humanas E Competência de área 5: Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. Habilidade: H17 Relacionar informações apresentadas em diferentes formas de linguagem e representação, usadas nas ciências físicas, químicas ou biológicas, como texto discursivo, gráficos, tabelas, relações matemáticas ou linguagem simbólica. Comentário: Para montar a fórmula do cariótipo, é necessário contar o número total de cromossomos presentes naquele indivíduo: 47; representar o par sexual: XX; e somar a aneuploidia (caso haja): trissomia do par 14. Todos os dados devem ser separados por vírgula. O cariótipo usado na questão pertence a uma menina com síndrome de Patau. Por isso sua fórmula cariotípica é: 47, XX, Ecologia: 3R 15 Bioquímica 16 Ecologia B Competência de área 3: ssociar intervenções que resultam em degradação ou conservação ambiental a processos produtivos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos. Habilidade: H8 Identificar etapas em processos de obtenção, transformação, utilização ou reciclagem de recursos naturais, energéticos ou matérias-primas, considerando processos biológicos, químicos ou físicos neles envolvidos. Comentário: reutilização implica em um novo uso para um produto descartado, ou seja, a reutilização é o reaproveitamento criativo que envolve a criação de objetos por meio de materiais em desuso. Competência de área 5: Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. Habilidade: H8 Relacionar propriedades físicas, químicas ou biológicas de produtos, sistemas ou procedimentos tecnológicos às finalidades a que se destinam. Comentário: Os três elementos, nitrogênio, fósforo e potássio, aumentam o teor de proteína produzida na planta. Competência de área 5: Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. Habilidade: H19 valiar métodos, processos ou procedimentos das ciências naturais que contribuam para diagnosticar ou solucionar problemas de ordem social, econômica ou ambiental. Comentário: falta de projetos econômicos de uso múltiplo florestal sustentável pode ser considerada a principal causa do desmatamento da mazônia, inclusive até nas unidades de conservação criadas por lei na região para proteger a floresta nativa. Simulado

7 17 Transformação de energia C Competência de área 6: propriar-se de conhecimentos da física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico- -tecnológicas. Habilidade: H23 valiar possibilidades de geração, uso ou transformação de energia em ambientes específicos, considerando implicações éticas, ambientais, sociais e/ou econômicas. Comentário: instalação dos parques eólicos provoca um impacto visual considerável, gerando uma grande modificação da paisagem. 18 Movimentos ondulatórios Qualidades fisiológicas do som D Competência de área 1: Compreender as ciências naturais e as tecnologias a elas associadas como construções humanas, percebendo seus papéis nos processos de produção e no desenvolvimento econômico e social da humanidade. Habilidade: H1 Reconhecer características ou propriedades de fenômenos ondulatórios ou oscilatórios, relacionando-os a seus usos em diferentes contextos. Comentário: O timbre é a qualidade do som que permite ao ouvido humano distinguir sons, de mesma frequência e intensidade, mas emitidos de fontes diferentes. 19 Movimentos ondulatórios Tubos sonoros E Competência de área 1: Compreender as ciências naturais e as tecnologias a elas associadas como construções humanas, percebendo seus papéis nos processos de produção e no desenvolvimento econômico e social da humanidade. Habilidade: H1 Reconhecer características ou propriedades de fenômenos ondulatórios ou oscilatórios, relacionando-os a seus usos em diferentes contextos. Comentário: O canal auditivo é um tubo acústico fechado em um de seus extremos. Logo, o comprimento de onda λi e frequência fi de sua série harmônica são expressas pelas relações, 4. L i = ( i = 1, 357,,...) i e iv.. fi = ( i = 1, 357,,...) 4l ssim, para o comprimento de onda e a frequência fundamental (i = 1), temos que 4. L 4334., cm 1 = = = 13, 6cm 1 1 e 1. V m/ s f1 = = = 2, 500Hz = 25, KHz 4L , Simulado

8 20 Circuitos elétricos Potência elétrica Efeito Joule Competência de área 2: Identificar a presença e aplicar as tecnologias associadas às ciências naturais em diferentes contextos. Habilidade: H5 Dimensionar circuitos ou dispositivos elétricos de uso cotidiano. Comentário: s especificações do fabricante indicam que o secador de cabelos deve ser ligado a uma rede elétrica de 127 V de tensão e frequência de 60 Hz para fornecer uma potência de 1000 W. 21 Corrente elétrica Resistores C Competência de área 2: Identificar a presença e aplicar as tecnologias associadas às ciências naturais em diferentes contextos. Habilidade: H5 Dimensionar circuitos ou dispositivos elétricos de uso cotidiano. Comentário: Utilizando a relação básica, i = V/R em que R = 1000 Ω e V = 127V, vem que i = 0,127 = 127 m. Um choque elétrico com uma corrente dessa intensidade se enquadra na faixa da fibrilação ventricular que pode ser fatal. 22 Gravitação Universal Leis de Kepler e Lei da Gravitação C Competência de área 2: propriar-se de conhecimentos da física para, em situações-problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico- -tecnológicas. Habilidade: H20 Caracterizar causas ou efeitos dos movimentos de partículas, substâncias, objetos ou corpos celestes. Comentário: reta imaginária que liga o centro dos planetas ao centro do Sol descreve, no espaço, áreas proporcionais aos intervalos de tempos gastos em descrevê-las. Essa é a 2.ª Lei de Kepler, também conhecida como a Lei das áreas. Simulado

9 Competência de área 6: propriar-se de conhecimentos da física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico- -tecnológicas. Habilidade: H20 Caracterizar causas ou efeitos dos movimentos de partículas, substâncias, objetos ou corpos celestes. Comentário: Na figura a seguir estão representadas as forças que atuam sobre o carro ao fazer a curva. N: reação normal do piso P: peso do carro 23 plicações das Leis de Newton Força centrípeta E f: atrito estático nos pneus Como o piso é plano e horizontal, N = P = m.g força resultante centrípeta que age sobre o carro, assim que ele entra na curva, é a força de atrito estático. f = m.v² /R Como pode-se perceber pela relação anterior, f α v². Logo, a velocidade do carro será máxima, v máx quando o atrito estático sobre os pneus atingir seu valor máximo, ou seja, quando, F = µ.n = µ.m.g Igualando agora as expressões anteriores, temos que, m.v máx ²/ R = µ.m.g vmáx = µ. gr. vmáx = 04010,. m/ s². 100 m vmáx = 20 m/ s = 72 km/ h Percebe-se, assim, que o carro derrapa ao entrar na curva, pois sua velocidade, 90km/h, é superior à velocidade máxima permitida no local. Simulado

10 24 Radioatividade Decaimentos radioativos a e b C Competência de área 6: propriar-se de conhecimentos da física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico- -tecnológicas. Habilidade: H22 Compreender fenômenos decorrentes da interação entre a radiação e a matéria em suas manifestações, em processos naturais ou tecnológicos, ou em suas implicações biológicas, sociais, econômicas ou ambientais.. Comentário: Da equação que descreve todo o processo de decaimento radioativo, U X. α Y. β 82Pb Pode-se obter X Y. 0 = 206 X = 8 E, 92 2X+ 1. Y = Y = 82 Y = 6 25 Teoria atômica Átomo de Bohr E Competência de área 6: propriar-se de conhecimentos da física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico- -tecnológicas. Habilidade: H22 Compreender fenômenos decorrentes da interação entre a radiação e a matéria em suas manifestações, em processos naturais ou tecnológicos, ou em suas implicações biológicas, sociais, econômicas ou ambientais. Comentário: transição indicada pela seta tracejada evidencia que o átomo passa de um nível de energia mais alto (E3 = -1,5eV), para outro de energia mais baixo (E1 = 13,6eV). Desse modo, o átomo emitirá um fóton de energia, E = E 3 E 1 = 1,5eV ( 13,6eV) = 12,1eV Simulado

11 26 Corrente elétrica Intensidade de corrente D Competência de área 6: propriar-se de conhecimentos da física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico- -tecnológicas. Habilidade: H21 Utilizar leis físicas e/ou químicas para interpretar processos naturais ou tecnológicos inseridos no contexto da termodinâmica e/ou do eletromagnetismo. Comentário: intensidade i de corrente elétrica através da seção S e, portanto, através da solução eletrolítica pode ser calculada pela relação q i = t Em que Dq = N. e. Como 0,25 mol íons de Na+ e 0,25 mol ions de Cl passam através da seção S em 40 min (2,4x10 3 s ), a quantidade total de íons que passa por essa seção, nesse tempo, é de 0,50 mol = 0,5x6x10 23 = 3 x íons. ssim, 4 48, x10 C i = = , x10 s 27 Indução Eletromagnética Gerador de fem induzida Dínamo E Competência de área 6: propriar-se de conhecimentos da física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico- -tecnológicas. Habilidade: H8 Identificar etapas em processos de obtenção, transformação, utilização ou reciclagem de recursos naturais, energéticos ou matérias-primas, considerando processos biológicos, químicos ou físicos neles envolvidos. Comentário: energia elétrica obtida em um dínamo, num certo intervalo de tempo, fica maior quanto mais rápido gira a espira no interior do campo magnético. De fato, quanto maior a velocidade angular ω da espira, maior é a variação de fluxo magnético através dela, determinando, assim, maior força eletromotriz induzida e, consequentemente, maior energia elétrica produzida. Simulado

12 28 Indução Eletromagnética Gerador de fem induzida Lei de Faraday Competência de área 5: Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. Habilidade: H17 Relacionar informações apresentadas em diferentes formas de linguagem e representação usadas nas ciências físicas, químicas ou biológicas, como texto discursivo, gráficos, tabelas, relações matemáticas ou linguagem simbólica. Comentário: O princípio físico que fundamenta o funcionamento do dínamo e dos modernos estatores é o da Indução eletromagnética de Faraday. 29 Refração da Luz Índice de refração Leis de Snell Competência de área 5: Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. Habilidade: H18 Relacionar propriedades físicas, químicas ou biológicas de produtos, sistemas ou procedimentos tecnológicos às finalidades a que se destinam. Comentário: figura apresentada evidencia que o ângulo α = 30º é o ângulo limite do par de meios combustível-ar (dióptro plano combustível-ar). plicando a 2.ª Lei da refração a esse par de meios, obtém-se o índice de refração n do combustível. o nar. sen90 = nsen. α o 10,. 10, = nsen , = n. 12 / n = 20, 30 Reflexão da Luz plicações dos Espelhos Esféricos D Competência de área 5: Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. Habilidade: H19 valiar métodos, processos ou procedimentos das ciências naturais que contribuam para diagnosticar ou solucionar problemas de ordem social, econômica ou ambiental. Simulado

13 Comentário: Como o Sol é um objeto infinitamente afastado do espelho, toda a energia por ele irradiada (em particular, o calor e a luz) e que incide sobre o espelho constitui um feixe de raios paralelos. Orientando o espelho de modo que seu eixo principal EE fique paralelo ao feixe de raios incidentes, toda essa energia será refletida convergindo para o seu foco principal F. É nesse local que a panela deve ser posicionada. 31 Propriedades coligativas C Competência de área 6: propriar-se de conhecimentos da física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico- -tecnológicas Habilidade: H23 valiar possibilidades de geração, uso ou transformação de energia em ambientes específicos, considerando implicações éticas, ambientais, sociais e/ou econômicas. Comentário: Reduzir para fogo baixo até que o cozimento se complete realmente gera economia de energia. Isso porque a temperatura da água em ebulição permanece constante, tanto com o fogo mantido alto quanto baixo. Desse modo com fogo alto ou baixo, o cozimento se dá numa mesma temperatura constante, a de ebulição. 32 Funções orgânicas Competência de área 3: ssociar intervenções que resultam em degradação ou conservação ambiental a processos produtivos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos. Habilidade: H11 Reconhecer benefícios, limitações e aspectos éticos da biotecnologia, considerando estruturas e processos biológicos envolvidos em produtos biotecnológicos. Comentário: Na estrutura da quitina, existem os grupos OH (função álcool); - O - (função éter); CONH (função amida). Simulado

14 33 Química ambiental Biotecnologia E Competência de área 3: ssociar intervenções que resultam em degradação ou conservação ambiental a processos produtivos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos. Habilidade: H11 Reconhecer benefícios, limitações e aspectos éticos da biotecnologia, considerando estruturas e processos biológicos envolvidos em produtos biotecnológicos. Comentário: Os processos biológicos que usam a biotecnologia, de modo geral, agridem menos o meio ambiente, ocorrem com menor gasto energético, com menor temperatura e pressão, maior degradabilidade de rejeitos, menor produção de gases poluentes. 34 Introdução à Química Orgânica Competência de área 7: propriar-se de conhecimentos da química para, em situações- -problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidade: H24 Utilizar códigos e nomenclaturas da química para caracterizar materiais, substâncias ou transformações químicas. Comentário: O texto descreve um gás muito explosivo de menor massa molar do que a água. Esse gás, pelas características descritas, é o metano. O metano forma com o ar uma mistura muito explosiva e perigosa, capaz de explodir prédios, galpões, casas, etc. 35 Equilíbrio Iônico ph e poh C Competência de área 7: propriar-se de conhecimentos da química para, em situações- -problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidades: H24 Utilizar códigos e nomenclaturas da química para caracterizar materiais, substâncias ou transformações químicas. Comentário: Como a hortênsia a ser plantada exige solo básico, o terreno deve ser tratado com substância básica, já que ele se encontra bastante ácido (a questão informa que a concentração de íons H + é igual a 10 2 mol/l). Vai ocorrer uma reação de neutralização entre o CaO e o ácido do solo. Para que o terreno fique com o ph básico, é necessário que se adicione excesso de CaO. O CaO é um óxido básico porque é formado por metal alcalino terroso. Simulado

15 36 Estequiometria C Competência de área 7: propriar-se de conhecimentos da química para, em situações- -problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidade: H25 Caracterizar materiais ou substâncias, identificando etapas, rendimentos ou implicações biológicas, sociais, econômicas ou ambientais de sua obtenção ou produção. Comentário: Pela reação observamos que 1 mol de SO 2 produz 1 mol de H 2 SO 4, logo, podemos efetuar o seguinte cálculo: 64 g de SO g de H 2 SO 4 10 ton X X = 15,3 ton Como o rendimento da reação é de 80%, teremos: 80% de 15,3 ton = 12,2 ton 37 Separação de misturas B Competência de área 7: propriar-se de conhecimentos da química para, em situações-problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidade: H25 Caracterizar materiais ou substâncias, identificando etapas, rendimentos ou implicações biológicas, sociais, econômicas ou ambientais de sua obtenção ou produção. Comentário: água, nas estações de tratamento passa por etapas antes de ser distribuída para a população. Quando dizemos que foi adicionado cloro para matar os germes, na verdade estamos adicionando um sal de cloro. O mais utilizado é o NaClO, hipoclorito, de sódio. Esse sal se dissocia e gera o radical hipoclorito, que tem o poder branqueador, além de ser germicida e bactericida. ssim, a água é clorada. Dizemos, então, que a adição de cloro é a etapa de desinfecção. 38 Reações orgânicas / combustíveis Competência de área 7: propriar-se de conhecimentos da química para, em situações-problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidade: H26 valiar implicações sociais, ambientais e/ou econômicas na produção ou no consumo de recursos energéticos ou minerais, identificando transformações químicas ou de energia envolvidas nesses processos. Comentário: O etanol vem de uma fonte renovável de energia. Quando queimado, ele produz gás carbônico, porém a cana-de-açúcar (produtora de etanol) consome gás carbônico pelo processo da fotossíntese que realiza. Podemos concluir, portanto, que ocorre um balanço entre consumo e produção de gás carbônico, tornando esse combustível sustentável em termos de questões ambientais. Simulado

16 39 Reações orgânicas E Competência de área 7: propriar-se de conhecimentos da química para, em situações-problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidade: H26 - valiar implicações sociais, ambientais e/ou econômicas na produção ou no consumo de recursos energéticos ou minerais, identificando transformações químicas ou de energia envolvidas nesses processos. Comentário: reação de transesterificação ocorre entre o óleo e o álcool. Os produtos são o biodiesel e o glicerol. O glicerol é um triálcool. Na fórmula do glicerol existem grupos OH que estabelecem com a água ligações de hidrogênio. Esse é o motivo do glicerol ser um ótimo umectante. 40 Termoquímica D Competência de área 6: propriar-se de conhecimentos da química para, em situações-problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. Habilidade: H21 Utilizar leis físicas e/ou químicas para interpretar processos naturais ou tecnológicos inseridos no contexto da termodinâmica e/ou do eletromagnetismo. Comentário: O éter usado na pele do atleta é uma substância volátil. Ele evapora com facilidade e, para isso, retira calor da pele. É por esse motivo que o atleta tem a sensação de frio. 41 Química ambiental lixo e reciclagem Competência de área 3: ssociar intervenções que resultam em degradação ou conservação ambiental a processos produtivos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos. Habilidade: H8 Identificar etapas em processos de obtenção, transformação, utilização ou reciclagem de recursos naturais, energéticos ou matérias-primas, considerando processos biológicos, químicos ou físicos neles envolvidos. Comentário: reciclagem de materiais abre possibilidades de melhor ganho para determinada parte da população, já que é uma fonte de renda. reciclagem de latas de alumínio economiza energia, pois a obtenção do alumínio puro a partir da bauxita é um processo energeticamente dispendioso. O fato de haver reciclagem do alumínio, estimula a reciclagem de outros materiais e incentiva os órgãos competentes a desenvolver projetos que visem a reciclagem. prática de reciclagem diminui o lixo nos aterros sanitários, visto que muitos materiais sucateados podem ser reaproveitados. Simulado

17 42 Propriedades dos materiais gráfico de mudança de estado físico Competência de área 5: Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. Habilidade: H17 Relacionar informações apresentadas em diferentes formas de linguagem e representação usadas nas ciências físicas, químicas ou biológicas, como texto discursivo, gráficos, tabelas, relações matemáticas ou linguagem simbólica. Comentário: O gráfico representado é de uma mistura eutética. Durante a fusão a temperatura, fica constante e, durante a ebulição, a temperatura varia. Nos espaços em que existe apenas uma fase (sólido, líquido e vapor), percebemos que a temperatura está aumentando, logo, a energia cinética também aumenta, já que a variação dessa energia depende da variação da temperatura. Durante o aquecimento do sólido, do líquido e do vapor, ocorre rompimento de interações intermoleculares e não formação dessas interações. 43 Biomoléculas e polímeros C Competência de área 5: Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. Habilidade: H18 - Relacionar propriedades físicas, químicas ou biológicas de produtos, sistemas ou procedimentos tecnológicos às finalidades a que se destinam. Comentário: reação de polimerização descrita indica a formação de poliéster, um polímero por condensação. Esse polímero é utilizado para fazer garrafas PET, que são usadas para embalar refrigerantes, água mineral, sucos, etc. O náilon também é um polímero por condensação, porém não é utilizado para fazer embalagem de PET. O náilon é utilizado em tecidos e fios de pesca, por exemplo. O teflon é um polímero por adição e o seu monômero é o tetraflúor etileno. O silicone é um polímero que apresenta silício em sua composição. Simulado

18 44 ph - indicadores C Competência de área 5: Entender métodos e procedimentos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes contextos. Habilidade: H19 valiar métodos, processos ou procedimentos das ciências naturais que contribuam para diagnosticar ou solucionar problemas de ordem social, econômica ou ambiental. Comentário: O melhor processo para medir o ph com precisão é usando um phmetro. No caso, a utilização do indicador fenolftaleína não adiantaria, já que esse indicador torna incolor a solução tanto em meio neutro como em meio ácido. O papel de tornassol poderia ser usado, mas não daria a precisão do phmetro. O mesmo podemos dizer em relação à fita de ph. Já a autoclave não serve para medir ph e sim para esterilizar materiais. O termômetro serve para medir temperatura. 45 Hidrocarbonetosreações de combustão C Competência de área 6: propriar-se de conhecimentos da física para, em situações-problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico- -tecnológicas. Habilidade: H23 valiar possibilidades de geração, uso ou transformação de energia em ambientes específicos, considerando implicações éticas, ambientais, sociais e/ou econômicas. Comentário: O GNV, por ser um gás formado pela mistura de hidrocarbonetos de cadeia pequena, quando queimado, produz menor quantidade de gás carbônico e, por esse motivo, agride menos o meio ambiente. Ciências Humanas e suas Tecnologias 46 formação sociocultural brasileira Competência área 1: Compreender os elementos culturais que constituem as identidades. Habilidade: nalisar a produção da memória pelas sociedades humanas. Comentário: leitura atenta do trecho da carta de Edouard Manet conduz o aluno à resposta, uma vez que o autor dirige um olhar atento às diferentes práticas sociais dos habitantes do Rio de Janeiro durante os seus passeios pela cidade, aos hábitos sociais femininos e às relações escravistas. Detalha essas práticas sociais de modo a evidenciar a sua surpresa diante daquilo que é estranho aos olhos de um europeu. Simulado

19 47 Cultura material: s construções simbólicas do poder D Competência área 1: Compreender os elementos culturais que constituem as identidades. Habilidade: nalisar a produção da memória pelas sociedades humanas. Comentário: s imagens são de fácil observação e o enunciado contextualiza e orienta uma de suas possíveis leituras. O aluno terá de mobilizar os conhecimentos prévios, além daqueles mobilizados pelas imagens, acerca do processo de elaboração da Constituição nos dois períodos históricos em questão, o Primeiro Reinado e o Estado Novo. 48 Cultura material dos povos indígenas Competência área 1: Compreender os elementos culturais que constituem as identidades. Habilidade: Identificar as manifestações ou representações da diversidade do patrimônio cultural e artístico em diferentes sociedades.. Comentário: questão requer, a priori, o reconhecimento da arte como uma forma de expressão dos conhecimentos, das práticas, das maneiras de conhecer e pensar o mundo. O texto aborda explicitamente a arte Kusiwa, portanto, indica o caminho para a resposta mais adequada no contexto. 49 O negro na formação da sociedade brasileira Competência área 1: Compreender os elementos culturais que constituem as identidades. Habilidade: Identificar as manifestações ou representações da diversidade do patrimônio cultural e artístico em diferentes sociedades. Comentário: questão é difícil, pois exige um conhecimento além daquele que está no texto. O aluno precisa ter conhecimentos acerca da natureza dinâmica do encontro cultural entre grupos, caracterizada pelas trocas e, ao mesmo tempo, pela preservação de elementos da cultura de origem. Ter a compreensão de noções, como mestiçagem e impermeabilidade cultural. 50 O negro na formação da sociedade brasileira E Competência área 3: Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais. Habilidade: H7 Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço. Comentário: O texto menciona a principal atividade realizada na comunidade quilombola, a atividade agrícola para o sustento das famílias. O aluno deverá saber que, nos antigos quilombos, a população também se dedicava à atividade agrícola de subsistência e, assim, atender a demanda da questão, uma vez que é solicitada a indicação de uma permanência na comunidade. Simulado

20 51 Forma de organização da produção: Feudalismo C Competência área 3: Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais. Habilidade: H7 Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço. Comentário: O texto apresenta as reivindicações do Terceiro Estado para abolição dos privilégios feudais. O aluno necessitará de conhecimentos prévios acerca das relações feudais, entre suserano e vassalo, para identificá-las no texto e, assim, indicar a resposta correta. 52 Direitos sociais nas Constituições brasileiras D Competência área 3: Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais. Habilidade: nalisar o papel da justiça como instituição na organização das sociedades. Comentário: Constituição Federal de 1988 assegurou aos povos indígenas o direito à diferença, situação inédita na sociedade brasileira. análise dos fragmentos apresentados nos Textos 1 e 2 conduzem à resposta correta. 53 Revoluções políticas na Europa Moderna D Competência área 3: Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais. Habilidade: nalisar o papel da justiça como instituição na organização das sociedades. Comentário: análise do trecho da Constituição francesa permite ao aluno identificar a resposta correta. Nele há a menção à soberania da Nação e ao exercício do poder por meio da delegação. O aluno deverá ter conhecimentos prévios acerca dos significados políticos dos vocábulos. 54 Luta pela conquista de direitos pelos cidadãos: direitos sociais B Competência área 3: Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais. Habilidade: nalisar a atuação dos movimentos sociais que contribuíram para mudanças ou rupturas em processos de disputa pelo poder. Comentário: Na década de 1960, as ligas camponesas mobilizaram-se em torno da radicalização do projeto de reforma agrária. O aluno necessita de conhecimentos prévios acerca do contexto da década de 1960, entretanto, o exame atento da fotografia poderá conduzir o aluno à resposta correta. Simulado

21 55 Processos revolucionários do século XX: Revolução Sandinista B Competência área 3: Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais. Habilidade: nalisar a atuação dos movimentos sociais que contribuíram para mudanças ou rupturas em processos de disputa pelo poder. Comentário: análise do texto permite a identificação de dois projetos políticos em disputa, um relacionado ao capitalismo e outro ao socialismo. Os empresários, identificados com a manutenção das relações capitalistas, enquanto os revolucionários sandinistas lutavam por ideais socialistas, de desapropriação das terras e demais meios de produção. questão exige conhecimentos acerca dos modelos capitalista e socialista. 56 Conflitos no século XX: processo de emancipação afro- -asiático Competência área 2: Compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder. Habilidade: Comparar o significado histórico- -geográfico das organizações políticas e socioeconômicas em escala local, regional ou mundial. Comentário: O texto I é uma declaração de emancipação e direito de autodeterminação dos povos africanos. O texto II aborda o processo de luta do Vietnã pela emancipação política. mbos contextualizados no processo da luta afro-asiática contra o imperialismo. Neste caso, o aluno deverá possuir conhecimentos acerca dos princípios que orientaram os movimentos nacionalistas afro- -asiáticos no século XX, ou seja, a emancipação e autodeterminação dos povos. 57 Geopolítica e conflitos entre os séculos XIX e XX C Competência área 2: Compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder. Habilidade: Comparar o significado histórico- -geográfico das organizações políticas e socioeconômicas em escala local, regional ou mundial. Comentário: questão requer conhecimento prévio acerca da geopolítica do continente africano no século XX. s atuais fronteiras do território africano estão relacionadas às práticas imperialistas europeias. o longo da dominação imperialista, século XIX e XX, as potências europeias realizaram a partilha da África de acordo com os seus respectivos interesses, desconsiderando os povos africanos, seus habitantes. Simulado

22 58 Expansão territorial brasileira E Competência área 2: Compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder. Habilidade: Identificar os significados histórico- -geográficos das relações de poder entre as nações. Comentário: análise atenta da charge remete ao processo de expansão territorial brasileiro. No século XVIII, por meio de tratados entre Portugal e Espanha, foram redefinidas as fronteiras da mérica portuguesa, sobretudo, diante da ocupação das áreas para além do Tratado de Tordesilhas pelos colonos brasileiros. O aluno, além da análise e interpretação da charge, terá de mobilizar conhecimentos sobre o processo de legitimação das novas fronteiras. 59 Políticas de Colonização no Brasil nos séculos XIX e XX B Competência área 2: Compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder. Habilidade: nalisar a ação dos estados nacionais no que se refere à dinâmica dos fluxos populacionais e no enfrentamento de problemas de ordem econômica. Comentário: análise do texto permite identificar a ação do Estado em três etapas da ocupação da mazônia. resposta exige o conhecimento prévio acerca das ações implementadas pelo governo na região, ou seja, estímulo à imigração, às atividades de economia e de infraestrutura. 60 Conflitos político- -culturais Pós Guerra Fria Competência área 3: Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas, econômicas, associando-as aos diferentes grupos, conflitos e movimentos sociais. Habilidade: valiar criticamente conflitos culturais, sociais, políticos, econômicos ou ambientais ao longo da história. Comentário: resposta exige a avaliação dos rumos assumidos pelo conflito entre palestinos e israelenses nas últimas quatro décadas. Uma análise cuidadosa do texto conduzirá o aluno à resposta correta, ou seja, o conflito arrefeceu-se em função do fundamentalismo político e religioso de ambos os povos. O aluno necessita compreender os significados e as relações entre os termos árabe/ palestino e judaico/israelense. Simulado

23 61 Recursos energéticos: exploração e impactos C Competência área 4: Entender as transformações técnicas e tecnológicas e seus impactos nos processos de produção, no desenvolvimento do conhecimento e na vida social. Habilidade: Selecionar argumentos favoráveis ou contrários às modificações impostas pelas novas tecnologias à vida social e ao mundo do trabalho.. Comentário: questão exige somente a interpretação cuidadosa do texto sobre a produção de energia de biomassa. Conforme o texto, preços mais competitivos estimulariam o setor, sobretudo, nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, pois lá estão 90% do cultivo da cana e da produção do bagaço, um dos elementos necessários para a produção da energia de biomassa. lém disso, respondem por 60% da demanda de energia do país. ssim, o bagaço da cana pode ser bastante útil do ponto de vista econômico nas regiões. 62 apropriação dos recursos naturais pelas sociedades ao longo do tempo B Competência área 6: Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos. Habilidade: Relacionar o uso das tecnologias com os impactos ambientais em diferentes contextos histórico-geográficos. Comentário: O texto aborda o elevado grau de sofisticação agrícola dos povos astecas e incas, descrevendo algumas de suas técnicas, e relaciona tudo isso à estrutura social desses povos. análise do texto conduz o aluno à resposta correta. 63 Filosofia Contemporânea Epistemologia D Competência de área 5: Utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade. Habilidade: H23 nalisar a importância dos valores éticos na estruturação política das sociedades. Comentário: Para dorno, o nosso maior risco é acreditar que o pensamento humano é capaz de captar a realidade de maneira pura e indubitável. realidade não é algo que se apresenta objetivamente à razão humana, por isso o pensar não se identifica imediatamente ao ser das coisas. penas admitindo isso é que podemos nos afastar de teorias dominadoras e totalizadoras. Simulado

24 64 Filosofia Contemporânea Ética E Competência de área 5: Utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade. Habilidade: H22 nalisar as lutas sociais e conquistas obtidas no que se refere às mudanças nas legislações ou nas políticas públicas. Comentário: Para Nietzsche, o cristianismo subverte os valores e os transforma em negação da vida em vez de promover uma vida livre e forte. O cristianismo enfraquece a vida ao apregoar valores que, de acordo com Nietzsche, surgem do ódio, do ressentimento de uma moral fraca diante de uma moral forte, livre, aristocrática. 65 Filosofia Contemporânea Filosofia Política Competência de área 5: Utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade. Habilidade: H24 Relacionar cidadania e democracia na organização das sociedades. Comentário: partir do momento em que o ser humano passou a trocar sua força de trabalho por um salário, ele alienou essa força a quem tem o domínio dos meios de produção. O trabalho tornou-se, então, uma mercadoria e como qualquer mercadoria está sujeito às leis do mercado. 66 Filosofia Contemporânea Filosofia da Ciência B Competência de área 5: Utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade. Habilidade: H25 Identificar estratégias que promovam formas de inclusão social. Comentário: O contexto global, hoje, nos mostra o quanto as expectativas do positivismo foram frustradas. Em sua origem, o Positivismo via no avanço da ciência e da técnica um caminho que levaria, indubitavelmente a uma sociedade plena, livre de injustiças e conhecedora da verdade. Contudo, a própria energia nuclear, emblema do avanço científico, mostra que o método das ciências não garante um progresso verdadeiro. Simulado

25 67 Filosofia Contemporânea Epistemologia B Competência de área 5: Utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade. Habilidade: H22 nalisar as lutas sociais e conquistas obtidas no que se refere às mudanças nas legislações ou nas políticas públicas. Comentário: s várias maneiras de o homem lidar com o conhecimento que adquire mostra que não podemos falar de uma racionalidade una e absoluta. razão instrumental é o conceito contemporâneo que demonstra que grande parte da humanidade opera de acordo com interesses econômicos, onde os fins justificam os meios, onde o valor produtivo ultrapassa os limites da moralidade e passa por cima da ideia de uma sociedade pluricultural. 68 Filosofia Contemporânea Ética C Competência de área 5: Utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade. Habilidade: H21 Identificar o papel dos meios de comunicação na construção da vida social. Comentário: O alcance da informação, nos dias de hoje, propiciou um aumento em larga escala das mídias massificadoras. Isso nos transmite a ideia de uma sociedade consumidora de tragédia, onde a informação é o crime, a violência, a pornografia e o esporte. Uma sociedade onde bom é o que vende mais, e o que vende mais não é informação em si, mas o espetáculo, isto é, aquilo que disfarça, que muda o foco, que excita, que entretém e que não valoriza o pensamento crítico. 69 Cartografia C Competência de área 2 Compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder. Habilidade: H6 Interpretar diferentes representações gráficas e cartográficas dos espaços geográficos. Comentário: projeção de Mercator apresenta o Eurocentrismo e maior deformação, à medida que aumenta a latitude. Simulado

26 70 Cartografia (Interdisciplinar com Matemática) Competência de área 2 Compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder. Habilidade: H6 Interpretar diferentes representações gráficas e cartográficas dos espaços geográficos. Comentário: 1cm m 5cm xm X = 30m = L 2 = 30 m x 30 m = 900 m 2 71 Geografia Física C 72 Geografia Física E Competência de área 6 Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos. Habilidade: H30 valiar as relações entre preservação e degradação da vida no planeta nas diferentes escalas. Comentário: O intemperismo químico provocado pela água dissolve o calcário, formando as grutas. Competência de área 6 Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos. Habilidade: H26 Identificar, em fontes diversas, o processo de ocupação dos meios físicos e as relações da vida humana com a paisagem. Comentário: O processo de erosão pluvial provoca desabamentos de encostas, intensificado pela ocupação antrópica. 73 Geografia Física Competência de área 6 Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos. Habilidade: H26 Identificar, em fontes diversas, o processo de ocupação dos meios físicos e as relações da vida humana com a paisagem. Comentário: O deslocamento das placas desprende grande quantidade de energia no seu epicentro, deslocando a massa oceânica e formando os tsunamis. Simulado

27 74 Geografia Física B Competência de área 6 Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos. Habilidade: H30 valiar as relações entre preservação e degradação da vida no planeta nas diferentes escalas. Comentário: O relevo brasileiro é caracterizado por apresentar uma base geológica antiga, datada do Pré-cambriano e desgastada pelos agentes exógenos modeladores do relevo. 75 Geografia Física E Competência de área 6 Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos. Habilidade: H26 Identificar, em fontes diversas, o processo de ocupação dos meios físicos e as relações da vida humana com a paisagem. Comentário: retirada da vegetação compacta ainda mais o solo, reduzindo o processo de infiltração e aumentando o escoamento, intensificando, assim, o processo de erosão pluvial. 76 Geografia Física C Competência de área 6 Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos. Habilidade: H29 Reconhecer a função dos recursos naturais na produção do espaço geográfico, relacionando-os com as mudanças provocadas pelas ações humanas. Comentário: Um dos fatores provocados pelo aquecimento global é a redução do índice pluviométrico em determinadas áreas como a região Sul do Brasil, afetando diretamente a agricultura. 77 Geografia Física D Competência de área 4 Entender as transformações técnicas e tecnológicas e seu impacto nos processos de produção, no desenvolvimento do conhecimento e na vida social. Habilidade: H19 Reconhecer a função dos recursos naturais na produção do espaço geográfico, relacionando-os com as mudanças provocadas pelas ações humanas. Comentário: Os furacões são provocados pelo forte deslocamento dos ventos de alta para baixa pressão atmosférica. Simulado

COLÉGIO SANTA TERESINHA R. Madre Beatriz 135 centro Tel. (33) 3341-1244 www.colegiosantateresinha.com.br

COLÉGIO SANTA TERESINHA R. Madre Beatriz 135 centro Tel. (33) 3341-1244 www.colegiosantateresinha.com.br PLANEJAMENTO DE AÇÕES DA 2 ª ETAPA 2015 PERÍODO DA ETAPA: 01/09/2015 á 04/12/2015 TURMA: 9º Ano EF II DISCIPLINA: CIÊNCIAS / QUÍMICA 1- S QUE SERÃO TRABALHADOS DURANTE A ETAPA : Interações elétricas e

Leia mais

FICHAS DE ESTUDO COM A HABILIDADE E O TEMA FOCALIZADOS

FICHAS DE ESTUDO COM A HABILIDADE E O TEMA FOCALIZADOS FICHAS DE ESTUDO COM A HABILIDADE E O TEMA FOCALIZADOS AULAS DE LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS Ficha 1 - H1: Identificar as diferentes linguagens e seus recursos expressivos como elementos de caracterização

Leia mais

Competências e habilidades EIXOS COGNITIVOS (comuns a todas as áreas de conhecimento) I. Dominar linguagens (DL): dominar a norma culta da Língua

Competências e habilidades EIXOS COGNITIVOS (comuns a todas as áreas de conhecimento) I. Dominar linguagens (DL): dominar a norma culta da Língua Competências e habilidades EIXOS COGNITIVOS (comuns a todas as áreas de conhecimento) I. Dominar linguagens (DL): dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística

Leia mais

Unidade IV Ser Humano e saúde. Aula 17.1

Unidade IV Ser Humano e saúde. Aula 17.1 Unidade IV Ser Humano e saúde. Aula 17.1 Conteúdo: O efeito estufa. Habilidade: Demonstrar uma postura crítica diante do uso do petróleo. REVISÃO Reações de aldeídos e cetonas. A redução de um composto

Leia mais

ANEXO 1- EDITAL DO VESTIBULAR UNIFEMM 01/2014 (VESTIBULAR DE VERÃO) ANEXO I - PROGRAMA DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE REDAÇÃO

ANEXO 1- EDITAL DO VESTIBULAR UNIFEMM 01/2014 (VESTIBULAR DE VERÃO) ANEXO I - PROGRAMA DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE REDAÇÃO ANEXO I - PROGRAMA DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE REDAÇÃO Prova de Conhecimentos Gerais (Todos os Cursos) Trabalhando em consonância com as diretrizes curriculares nacionais, o UNIFEMM entende

Leia mais

CONTEÚDOS DE QUÍMICA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CONTEÚDOS DE QUÍMICA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO DE QUÍMICA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO Paulo Henrique Saraiva Câmara SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES Frederico

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA DISCIPLINA QUIMICA EIXO TEMÁTICO: MATÉRIA, TRASFORMAÇÕES QUÍMICAS E AMBIENTE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA DISCIPLINA QUIMICA EIXO TEMÁTICO: MATÉRIA, TRASFORMAÇÕES QUÍMICAS E AMBIENTE PRISE/PROSEL- 1ª ETAPA EIXO TEMÁTICO: MATÉRIA, TRASFORMAÇÕES QUÍMICAS E AMBIENTE COMPETÊNCIA HABILIDADE CONTEÚDO - Compreender as transformações químicas em linguagem discursivas. - Compreender os códigos

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO QUÍMICA CADERNO DE QUESTÕES 2014/2015

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO QUÍMICA CADERNO DE QUESTÕES 2014/2015 Informações de Tabela Periódica CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO QUÍMICA CADERNO DE QUESTÕES 2014/2015 Folha de Dados Elemento H C N O F Al Cl Zn Sn I Massa atômica (u) 1,00 12,0 14,0

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS 3 PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS QUÍMICA 01 - O dispositivo de segurança que conhecemos como air-bag utiliza como principal reagente para fornecer o gás N 2 (massa molar igual a 28 g mol -1

Leia mais

As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo.

As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo. QUÍMICA As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo. Em diversos países, o aproveitamento do lixo doméstico é quase 100%. Do lixo levado para as usinas de compostagem, após a reciclagem, obtém-se

Leia mais

QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014.

QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014. QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014. 1- Prazeres, benefícios, malefícios, lucros cercam o mundo dos refrigerantes. Recentemente, um grande fabricante nacional anunciou que havia reduzido em 13

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA - 2013

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA - 2013 PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA - 2013 FÍSICA CARLOS 3ª MÉDIO Srs. pais ou responsáveis, caros alunos, Encaminhamos a Programação de Etapa, material de apoio para o acompanhamento dos conteúdos e habilidades que

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e necessita de uma constante renovação de energia, que é garantida pelo Sol. Com a matéria inorgânica que participa dos ecossistemas

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO 1

EQUILÍBRIO QUÍMICO 1 EQUILÍBRIO QUÍMICO 1 1- Introdução Uma reação química é composta de duas partes separadas por uma flecha, a qual indica o sentido da reação. As espécies químicas denominadas como reagentes ficam à esquerda

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE A química é a ciência que estuda a estrutura, a composição, as propriedades e as transformações da matéria. Ela é frequentemente

Leia mais

4. O Ciclo das Substancias na Termoelétrica Convencional De uma maneira geral todas as substâncias envolvidas na execução do trabalho são o

4. O Ciclo das Substancias na Termoelétrica Convencional De uma maneira geral todas as substâncias envolvidas na execução do trabalho são o 1.Introdução O fenômeno da corrente elétrica é algo conhecido pelo homem desde que viu um raio no céu e não se deu conta do que era aquilo. Os efeitos de uma descarga elétrica podem ser devastadores. Há

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S QUÍMICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém cinco

Leia mais

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Sustentabilidade significa permanecer vivo. Somos mais de 7 bilhões de habitantes e chegaremos a 9 bilhões em 2050, segundo a ONU. O ambiente tem limites e é preciso fazer

Leia mais

SUBÁREA DE FÍSICA E QUÍMICA PLANEJAMENTO ANUAL PARA A DISCIPLINA DE FÍSICA 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO 2014. Identificação e Conteúdo Programático

SUBÁREA DE FÍSICA E QUÍMICA PLANEJAMENTO ANUAL PARA A DISCIPLINA DE FÍSICA 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO 2014. Identificação e Conteúdo Programático UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE ENSINO E PESQUISA APLICADA À EDUCAÇÃO - CEPAE ÁREA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA E MATEMÁTICA SUBÁREA DE FÍSICA E QUÍMICA PLANEJAMENTO ANUAL

Leia mais

ANEXO I, DA PORTARIA N 111 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO ENCCEJA/2003 ENSINO MÉDIO

ANEXO I, DA PORTARIA N 111 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO ENCCEJA/2003 ENSINO MÉDIO ANEXO I, DA PORTARIA N 111 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO ENCCEJA/2003 ENSINO MÉDIO 1 - Matriz de Competências e Habilidades de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias Ensino Médio EIXOS COGNITIVOS

Leia mais

Participação dos Setores Socioeconômicos nas Emissões Totais do Setor Energia

Participação dos Setores Socioeconômicos nas Emissões Totais do Setor Energia INVENTÁRIO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA DO ESTADO DE MINAS GERAIS ANO BASE 2005 O Governo do Estado, por meio da Fundação Estadual de Meio Ambiente FEAM, entidade da Secretaria Estadual de Meio

Leia mais

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.:

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= TEMPO ATMOSFÉRICO

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente BIOLOGIA I TRIMESTRE A descoberta da vida Biologia e ciência Origem da vida

Leia mais

Fração. Página 2 de 6

Fração. Página 2 de 6 1. (Fgv 2014) De acordo com dados da Agência Internacional de Energia (AIE), aproximadamente 87% de todo o combustível consumido no mundo são de origem fóssil. Essas substâncias são encontradas em diversas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio ETEC Prof. Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital-SP Área de conhecimento: Ciências da Natureza Matemática e suas Tecnologias Componente Curricular:

Leia mais

Agricultura de Baixo Carbono e Bioenergia. Heitor Cantarella FAPESP: Programa BIOEN & Instituto Agronômico de Campinas(IAC)

Agricultura de Baixo Carbono e Bioenergia. Heitor Cantarella FAPESP: Programa BIOEN & Instituto Agronômico de Campinas(IAC) Agricultura de Baixo Carbono e Bioenergia Heitor Cantarella FAPESP: Programa BIOEN & Instituto Agronômico de Campinas(IAC) Bioenergia: energia renovável recicla o CO 2 E + CO 2 + H 2 O CO 2 + H 2 O Fotossíntese

Leia mais

2. (Ifsc 2014) A reação abaixo representa este processo: CO 3H H COH H O ΔH 12 kcal/mol

2. (Ifsc 2014) A reação abaixo representa este processo: CO 3H H COH H O ΔH 12 kcal/mol 1. (Uel 2014) A gasolina é uma mistura de vários compostos. Sua qualidade é medida em octanas, que definem sua capacidade de ser comprimida com o ar, sem detonar, apenas em contato com uma faísca elétrica

Leia mais

Conceito. são os diversos tipos de materiais ou processos dos quais se podem obter energia. Podem ser divididos em dois grandes grupos:

Conceito. são os diversos tipos de materiais ou processos dos quais se podem obter energia. Podem ser divididos em dois grandes grupos: Conceito são os diversos tipos de materiais ou processos dos quais se podem obter energia. Podem ser divididos em dois grandes grupos: Renováveis renovação em um curto período de tempo; Não renováveis

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE QUÍMICA

PLANEJAMENTO ANUAL DE QUÍMICA COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 134, Toledo PR Fone: 377-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE QUÍMICA SÉRIE: 1ª SÉRIE E.M. PROFESSOR: Paulo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de 4º ano Ano Letivo 2015/2016 ESTUDO DO MEIO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de 4º ano Ano Letivo 2015/2016 ESTUDO DO MEIO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de 4º ano Ano Letivo 2015/2016 1.º Período ESTUDO DO MEIO Domínios Subdomínios Metas finais Conteúdos programáticos Avaliação natural

Leia mais

Aula 16 DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO

Aula 16 DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO Aula 16 DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO DESEQUILÍBRIO ECOLÓGICO I Ocorre de maneira natural; Atividade humana; Década de 1970 preocupação com a biodiversidade e poluição; Esforço global... Substituir civilização

Leia mais

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA QUÍMICA E BIOLÓGICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA QUÍMICA E BIOLÓGICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA Página 1 de 12 Provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior para titulares de Diploma de Especialização Tecnológica, Decreto-Lei n.º 113/2014, de

Leia mais

CAPÍTULO 10 ENERGIAS RENOVÁVEIS FONTES ALTERNATIVAS

CAPÍTULO 10 ENERGIAS RENOVÁVEIS FONTES ALTERNATIVAS CAPÍTULO 10 ENERGIAS RENOVÁVEIS FONTES ALTERNATIVAS. O Sol, o vento, os mares...fontes naturais de energia que não agridem o meio ambiente. Será viável utilizá-las? A Energia renovável é aquela que é obtida

Leia mais

Disciplina: Fontes Alternativas de Energia

Disciplina: Fontes Alternativas de Energia Disciplina: Fontes Alternativas de Parte 1 Fontes Renováveis de 1 Cronograma 1. Fontes renováveis 2. Fontes limpas 3. Fontes alternativas de energia 4. Exemplos de fontes renováveis 1. hidrelétrica 2.

Leia mais

FCJJ-30. Kit de Mobilidade Elétrica. Descrição do Produto. Destaques. Atividades e Experiências. Experiências com Energia Solar. Kit Opcional FCH-024

FCJJ-30. Kit de Mobilidade Elétrica. Descrição do Produto. Destaques. Atividades e Experiências. Experiências com Energia Solar. Kit Opcional FCH-024 FCH-024 Kit de Mobilidade Elétrica FCJJ-30 Kit Opcional Descrição do Produto O kit educacional de Mobilidade Elétrica é o mais versátil do mercado com um chassis flexível onde diferentes tecnologias de

Leia mais

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA - 1997 - TARDE

QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA - 1997 - TARDE QUÍMICA PRIMEIRA ETAPA - 1997 - TARDE QUESTÃO 01 Um estudante listou os seguintes processos como exemplos de fenômenos que envolvem reações químicas: I adição de álcool à gasolina. II fermentação da massa

Leia mais

-2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE

-2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE -2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE DISCURSIVA OBJETIVA QUÍMICA FÍSICA QUÍMICA FÍSICA Matéria e energia Propriedades da matéria Mudanças de estado físico

Leia mais

O interesse da Química é analisar as...

O interesse da Química é analisar as... O interesse da Química é analisar as... PROPRIEDADES CONSTITUINTES SUBSTÂNCIAS E MATERIAIS TRANSFORMAÇÕES ESTADOS FÍSICOS DOS MATERIAIS Os materiais podem se apresentar na natureza em 3 estados físicos

Leia mais

Resumo das atividades para o Nível I pré-escolar, 1º e 2º anos

Resumo das atividades para o Nível I pré-escolar, 1º e 2º anos Resumo das atividades para o Nível I pré-escolar, 1º e 2º anos Papel Como atividade propõe-se a realização de um processo artesanal de reciclagem de papel. Associada a esta temática pretende-se transmitir

Leia mais

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 2009 2ª Fase PROVA DE QUÍMICA

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 2009 2ª Fase PROVA DE QUÍMICA Questão 1: As bebidas alcoólicas contêm etanol e podem ser obtidas pela destilação do álcool (ex. whiskey e vodka) ou pela fermentação de uma variedade de produtos como frutas e outros vegetais (ex. vinho

Leia mais

Av. Moaci, 965 Moema São Paulo SP CEP: 04083-002 Tel. +55 (11) 2532-4813 www.geekie.com.br. Prezados colégios,

Av. Moaci, 965 Moema São Paulo SP CEP: 04083-002 Tel. +55 (11) 2532-4813 www.geekie.com.br. Prezados colégios, Prezados colégios, Buscando atender a demanda por GeekieTestes para o 1º e 2º anos do Ensino Médio, elaboramos nossa Matriz Geekie de Avaliação para 2014. Nela, buscamos contemplar os principais conteúdos

Leia mais

Ambiental. Cartilha. Aquecimento Global. Saiba como reduzir ou até neutralizar suas emissões de Co2. Vamos deixar um futuro melhor para nossos filhos?

Ambiental. Cartilha. Aquecimento Global. Saiba como reduzir ou até neutralizar suas emissões de Co2. Vamos deixar um futuro melhor para nossos filhos? Cartilha Ambiental Vamos deixar um futuro melhor para nossos filhos? Saiba como reduzir ou até neutralizar suas emissões de Co2 Com atitudes simples você pode contribuir para diminuir sua emissão de CO2,

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA

MATRIZ DE REFERÊNCIA DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA MATRIZ DE REFERÊNCIA DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA COMPETÊNCIA 1 Compreender as Ciências Naturais e as tecnologias a elas associadas como construções humanas, percebendo seus papéis nos processos de produção

Leia mais

A Questão da Energia no Mundo Atual

A Questão da Energia no Mundo Atual A Questão da Energia no Mundo Atual A ampliação do consumo energético Energia é a capacidade que algo tem de realizar ou produzir trabalho. O aumento do consumo e a diversificação das fontes responderam

Leia mais

O mundo da energia...9 1. Uma presença universal... 10

O mundo da energia...9 1. Uma presença universal... 10 S UNIDADE 1 U M Á R I O O mundo da energia...9 1. Uma presença universal... 10 ENERGIA, SEMPRE MUDANDO DE FORMA...11 ENERGIA AO LONGO DA HISTÓRIA...16 NA VIDA MODERNA...18 Buscando a sustentabilidade...20

Leia mais

O Aquecimento Global se caracteriza pela modificação, intensificação do efeito estufa.

O Aquecimento Global se caracteriza pela modificação, intensificação do efeito estufa. O que é o Aquecimento Global? O Aquecimento Global se caracteriza pela modificação, intensificação do efeito estufa. O efeito estufa é um fenômeno natural e consiste na retenção de calor irradiado pela

Leia mais

Efeitos da Corrente Elétrica. Prof. Luciano Mentz

Efeitos da Corrente Elétrica. Prof. Luciano Mentz Efeitos da Corrente Elétrica Prof. Luciano Mentz 1. Efeito Magnético Corrente elétrica produz campo magnético. Esse efeito é facilmente verificado com uma bússola e será estudado no eletromagnetismo. 2.

Leia mais

Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2

Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2 11 Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2 4 ), para que a água esteja em conformidade com

Leia mais

DEFINIÇÃO: Matriz energética é toda a energia disponibilizada para ser transformada, distribuída e consumida nos processos produtivos.

DEFINIÇÃO: Matriz energética é toda a energia disponibilizada para ser transformada, distribuída e consumida nos processos produtivos. R O C H A DEFINIÇÃO: Matriz energética é toda a energia disponibilizada para ser transformada, distribuída e consumida nos processos produtivos. O petróleo e seus derivados têm a maior participação na

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 2008-1ª Prova Comum TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 41 Diferentes modelos foram propostos ao longo da história para explicar o mundo invisível da matéria. A respeito desses modelos

Leia mais

Enem, fantasias e verdades. Rommel Fernandes

Enem, fantasias e verdades. Rommel Fernandes 2014 Enem, fantasias e verdades. Rommel Fernandes Enem, fantasias e verdades. 3 Eu sou Rommel Fernandes, Diretor de Ensino do Bernoulli, e vou expor um tema interessantíssimo, que envolve o Enem. O exame

Leia mais

CONTEÚDOS OBJETIVOS PERÍODO

CONTEÚDOS OBJETIVOS PERÍODO ESCOLA BÁSICA2,3 EUGÉNIO DOS SANTOS 2013 2014 página 1 ESCOLA BÁSICA DO 2.º E 3.º CICLOS EUGÉNIO DOS SANTOS PLANIFICAÇÃO E METAS DE APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 8.º ANO DE ESCOLARIDADE

Leia mais

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO Provas 2º Bimestre 2012 CIÊNCIAS DESCRITORES DESCRITORES DO 2º BIMESTRE DE 2012

Leia mais

DATA: 17/11/2015. 2. (ENEM) Discutindo sobre a intensificação do efeito estufa, Francisco Mendonça afirmava:

DATA: 17/11/2015. 2. (ENEM) Discutindo sobre a intensificação do efeito estufa, Francisco Mendonça afirmava: EXERCÍCIOS REVISÃO QUÍMICA AMBIENTAL (EFEITO ESTUFA, DESTRUIÇÃO DA CAMADA DE OZÔNIO E CHUVA ÁCIDA) e EQUILÍBRIO QUÍMICO DATA: 17/11/2015 PROF. ANA 1. Na década de 70, alguns cientistas descobriram quais

Leia mais

Exercícios 3º ano Química -

Exercícios 3º ano Química - Exercícios 3º ano Química - Ensino Médio - Granbery 01-ufjf-2003- Cada vez mais se torna habitual o consumo de bebidas especiais após a prática de esportes. Esses produtos, chamados bebidas isotônicas,

Leia mais

As Principais Fontes De Energia Presentes No Mundo

As Principais Fontes De Energia Presentes No Mundo As Principais Fontes De Energia Presentes No Mundo INTRODUÇÃO: Desde a pré-história o homem vem se utilizando de diversas fortes e formas de energia, para suprir suas necessidades energéticas, por isso,

Leia mais

TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima

TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima 1. Em diversos países, o aproveitamento do lixo doméstico é quase 100%. Do lixo levado para as usinas de compostagem, após a reciclagem, obtém-se

Leia mais

PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA DESTINADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE QUÍMICA

PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA DESTINADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE QUÍMICA PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA DESTINADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE QUÍMICA TEMAS 1. Estrutura da matéria 1.1 Elementos, átomos e iões 1.2

Leia mais

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37 01 - Os problemas ambientais estão na ordem do dia dos debates científicos, das agendas políticas, da mídia e das relações econômicas. Até muito recentemente, ao se falar de meio ambiente, as instituições

Leia mais

Divirta-se com o Clube da Química

Divirta-se com o Clube da Química Divirta-se com o Clube da Química Produzido por Genilson Pereira Santana www.clubedaquimica.com A idéia é associar a Química ao cotidiano do aluno usando as palavras cruzadas, o jogo do erro, o domino,

Leia mais

Termos Técnicos Ácidos Classe de substâncias que têm ph igual ou maior que 1 e menor que 7. Exemplo: sumo do limão. Átomos Todos os materiais são formados por pequenas partículas. Estas partículas chamam-se

Leia mais

SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA

SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA SÉRIE: 2º ano EM Exercícios de recuperação final DATA / / DISCIPLINA: QUÍMICA PROFESSOR: FLÁVIO QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA QUESTÃO 01 Em uma determinada transformação foi constatado que poderia ser representada

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa

PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa PROVA DE QUÍMICA - 1998 Segunda Etapa QUESTÃO 01 Num laboratório químico, havia três frascos que continham, respectivamente, um alcano, um álcool e um alqueno. Foram realizados experimentos que envolviam

Leia mais

www.cursinhoemcasa.com Prof. Helena contato@cursinhoemcasa.com Fonte arquivo particular.

www.cursinhoemcasa.com Prof. Helena contato@cursinhoemcasa.com Fonte arquivo particular. Irradiação térmica È o processo de troca de calor que ocorre através da radiação eletromagnética, que não necessitam de um meio material para isso. Ondas eletromagnéticas é uma mistura de campo elétrico

Leia mais

PLANIFICAÇÃO CIÊNCIAS NATURAIS (8.º ANO) 2015/2016 Docentes: João Mendes, Madalena Serra e Vanda Messenário

PLANIFICAÇÃO CIÊNCIAS NATURAIS (8.º ANO) 2015/2016 Docentes: João Mendes, Madalena Serra e Vanda Messenário PLANIFICAÇÃO CIÊNCIAS NATURAIS (8.º ANO) 2015/2016 Docentes: João Mendes, Madalena Serra e Vanda Messenário 1 Metras Curriculares Estratégias Tempo Avaliação TERRA UM PLANETA COM VIDA Sistema Terra: da

Leia mais

RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS

RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS 1 RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS QUESTÕES ( ) I Unidade ( ) II Unidade ( x ) III Unidade FÍSICA E GEOGRAFIA Curso: Ensino Fundamental Ano: 1.º Turma: ABCDEFG Data: / / 11 009 Física Profs. 1. Resolução I

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ FÍSICA PROSEL/PRISE 1ª ETAPA 1 MECÂNICA COMPETÊNCIAS

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ FÍSICA PROSEL/PRISE 1ª ETAPA 1 MECÂNICA COMPETÊNCIAS 1.1 Conceitos fundamentais: Posição, deslocamento, velocidade e aceleração. 1.2 Leis de Newton e suas Aplicações. 1.3 Trabalho, energia e potência. 1.4 Momento linear e impulso. UNIVERSIDADE DO ESTADO

Leia mais

QUESTÕES DE CARACTERIZAÇÃO E ANÁLISE AMBIENTAL. O 2(g) O 2(aq)

QUESTÕES DE CARACTERIZAÇÃO E ANÁLISE AMBIENTAL. O 2(g) O 2(aq) QUESTÕES DE CARACTERIZAÇÃO E ANÁLISE AMBIENTAL Questão 01 O agente oxidante mais importante em águas naturais é, sem a menor dúvida, o oxigênio molecular dissolvido, O 2. O equilíbrio entre o oxigênio

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3.º CICLO DE CAMARATE Planificação de Ciências Naturais 8.º ano Ano letivo 2014/2015

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3.º CICLO DE CAMARATE Planificação de Ciências Naturais 8.º ano Ano letivo 2014/2015 Domínio: Terra em transformação Subdomínio: Dinâmica externa da Terra ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3.º CICLO DE CAMARATE Identificar os minerais constituintes de rochas, considerando as suas propriedades físicas

Leia mais

Resumo Aula-tema 02: Panorama mundial e nacional mudanças climáticas e políticas públicas emergentes.

Resumo Aula-tema 02: Panorama mundial e nacional mudanças climáticas e políticas públicas emergentes. Resumo Aula-tema 02: Panorama mundial e nacional mudanças climáticas e políticas públicas emergentes. As mudanças nos ecossistemas, causadas pelo modelo de desenvolvimento econômico atual, trazem impactos

Leia mais

Engenharia Florestal. Desenvolvimento Rural

Engenharia Florestal. Desenvolvimento Rural Engenharia Florestal Desenvolvimento Rural 2/05/2010 Trabalho realizado por : Ruben Araújo Samuel Reis José Rocha Diogo Silva 1 Índice Introdução 3 Biomassa 4 Neutralidade do carbono da biomassa 8 Biomassa

Leia mais

Centro de Educação Integrada

Centro de Educação Integrada Centro de Educação Integrada 2º ANO BIOLOGIA Sistemática e classificação biológica Biodiversidade Vírus Reino Monera: bactérias e arqueas Reino Protoctistas: Algas e protozoários Reino Fungi: Fungos Fundamentos

Leia mais

REVISÃO 2º BIMESTRE LIXO E SEU DESTINO

REVISÃO 2º BIMESTRE LIXO E SEU DESTINO REVISÃO 2º BIMESTRE LIXO E SEU DESTINO 1) Analise as alternativas sobre aspectos relacionados ao lixo e marque (V) para as verdadeiras e (F) para as falsas. ( ) O lixo é caracterizado como tudo aquilo

Leia mais

Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo.

Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo. CNHECIMENTS GERAIS 01 Analise a veracidade (V) ou falsidade (F) das proposições abaixo, quanto aos efeitos negativos da utilização de combustíveis fósseis sobre o ambiente. ( ) A combustão de gasolina

Leia mais

BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO O ENEM, Exame Nacional do Ensino Médio, em sua versão 2012, apresentará uma redação e 180 questões objetivas, divididas nas quatro áreas do conhecimento: - Ciências

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1) Geração e Transferência de Tecnologia 1.1) Estudo de viabilidade técnico-econômica de projetos Princípios fundamentais de aplicação de capital. Mecanismos de aplicação. Investimentos.

Leia mais

METODOLOGIA DA PESQUISA. Característica: Obrigatória. Créditos: 2 (30 h)

METODOLOGIA DA PESQUISA. Característica: Obrigatória. Créditos: 2 (30 h) METODOLOGIA DA PESQUISA Ementa: Pesquisa qualitativa e quantitativa. As técnicas de observação e o trabalho de campo: componentes do trabalho de campo: componentes do trabalho de campo. O método cientifico.

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08 P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08 Nome: Gabarito Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes: R 8,314 J mol -1 K -1 0,0821

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO E VIABILIDADES DE FONTES ENERGÉTICAS

CLASSIFICAÇÃO E VIABILIDADES DE FONTES ENERGÉTICAS CLASSIFICAÇÃO E VIABILIDADES 1 INTRODUÇÃO NA PRÉ HISTÓRIA O HOMEM UTILIZAVA SUA PRÓPRIA ENERGIA PARA DESENVOLVER SUAS ATIVIDADES TRANSFERÊNCIA DO ESFORÇO PARA OS ANIMAIS 2 APÓS A INVENSÃO DA RODA: UTILIZAÇÃO

Leia mais

PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS

PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS PRESERVAR O MEIO AMBIENTE UMA MISSÃO DE TODOS NÓS Meio Ambiente Tudo que está a nossa volta: todas as formas de vida e todos os elementos da natureza. Ecologia Ciência que estuda a relação dos seres vivos

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011

RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011 RESOLUÇÃO DA PROVA DE QUÍMICA DA UFRGS 2011 Questão 26 Como a questão pede a separação do sólido solúvel do líquido, o único processo recomendado é a destilação simples. Lembrando que filtração e decantação

Leia mais

PLANO DE ENSINO: QUÍMICA

PLANO DE ENSINO: QUÍMICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÉ REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA PROJETO DESAFIO PRÉ VESTIBULAR O plano de ensino consiste em traduzir em termos mais concretos e operacionais o

Leia mais

PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO

PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO DEFINIÇÃO DO FOGO O FOGO É UMA REAÇÃO QUIMICA QUE LIBERA LUZ E CALOR. PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO 193 QUAL É O NUMERO DO CORPO DE BOMBEIROS?

Leia mais

PORTUGUÊS BIOLOGIA FÍSICA QUÍMICA SEGUNDO SIMULADO - EM CONTEÚDOS PRIMEIRO ANO

PORTUGUÊS BIOLOGIA FÍSICA QUÍMICA SEGUNDO SIMULADO - EM CONTEÚDOS PRIMEIRO ANO SEGUNDO SIMULADO - EM CONTEÚDOS PORTUGUÊS PRIMEIRO ANO Programa da 1ª série: Interpretação de texto Linguagem figurada Trovadorismo Humanismo "Auto da barca do inferno" BIOLOGIA Características gerais

Leia mais

PLANO DE SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS 3º ano / Ensino Médio Área: Ciências da Natureza e suas Tecnologias Disciplina Biologia carga horária: 120 horas

PLANO DE SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS 3º ano / Ensino Médio Área: Ciências da Natureza e suas Tecnologias Disciplina Biologia carga horária: 120 horas MINISTERIO DA DEFESA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXERCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATORIA E ASSISTENCIAL PLANO DE SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS 3º ano / Ensino Médio Área: Ciências da Natureza e suas

Leia mais

Processo de Avaliação Seriada

Processo de Avaliação Seriada QUÍMICA Considera-se importante que o ensino da Química não promova a necessidade de uma excessiva memorização, mas possibilite ao estudante adquirir a capacidade de observar e descrever fenômenos, de

Leia mais

FÍSICA. Professores: Cezar, Luciano, Maragato

FÍSICA. Professores: Cezar, Luciano, Maragato FÍSICA Professores: Cezar, Luciano, Maragato Comentário Geral O aluno preocupado com macetes com certeza encontrou problemas na realização da prova, uma vez que ela apresentou elevado grau de dificuldade

Leia mais

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Durante uma brincadeira, Rafael utiliza o dispositivo mostrado nesta figura para lançar uma bolinha horizontalmente. Nesse

Leia mais

Aula 5 A energia não é o começo de tudo, mas já é um início

Aula 5 A energia não é o começo de tudo, mas já é um início Aula 5 A energia não é o começo de tudo, mas já é um início Itens do capítulo 5 A energia não é o começo de tudo, mas já é o início 5. A energia não é o começo de tudo, mas já é o início 5.1 O consumo

Leia mais

Matriz de referência de Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Matriz de referência de Ciências da Natureza e suas Tecnologias Matriz de referência de Ciências da Natureza e suas Tecnologias Competência de área 1 Compreender as ciências naturais e as tecnologias a elas associadas como construções humanas, percebendo seus papéis

Leia mais

MINISTERIO DA DEFESA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXERCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL

MINISTERIO DA DEFESA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXERCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL APROVO Em conformidade com as Port. 38-DECEx, 12ABR11 e Port 137- Cmdo Ex, 28FEV12 MINISTERIO DA DEFESA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXERCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL

Leia mais

SIMULAÇÃO E AVALIAÇÃO DO EFEITO ESTUFA A PARTIR DA ADIÇÃO DA CO 2 EM UM SISTEMA FECHADO

SIMULAÇÃO E AVALIAÇÃO DO EFEITO ESTUFA A PARTIR DA ADIÇÃO DA CO 2 EM UM SISTEMA FECHADO 1 SIMULAÇÃO E AVALIAÇÃO DO EFEITO ESTUFA A PARTIR DA ADIÇÃO DA CO 2 EM UM SISTEMA FECHADO Diego Oliveira Cordeiro 1 diegoocordeiro@gmail.com Janduir Egito da Silva 1 jaduires@yahoo.com Cláudia Laís Araújo

Leia mais

Tecnologia & Engenharia Desafio Prático. Temporada 2014. Tecnologia & Engenharia. Desafio Prático. Torneio Brasil de Robótica

Tecnologia & Engenharia Desafio Prático. Temporada 2014. Tecnologia & Engenharia. Desafio Prático. Torneio Brasil de Robótica Temporada 2014 Tecnologia & Engenharia Desafio Prático Tecnologia & Engenharia Desafio Prático 7 3 1 4 5 6 2 1. Agroenergia: Descrição: trata-se da fabricação e uso dos diversos tipos de biocombustíveis

Leia mais

CONCEITOS CHAVE EM PROJETOS FLORESTAIS DE CARBONO. Celia A. Harvey, Climate Change Initiatives

CONCEITOS CHAVE EM PROJETOS FLORESTAIS DE CARBONO. Celia A. Harvey, Climate Change Initiatives CONCEITOS CHAVE EM PROJETOS FLORESTAIS DE CARBONO Celia A. Harvey, Climate Change Initiatives Projetos de carbono devem : Demonstrar adicionalidade Localizar potenciais fugas Garantir a permanência do

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOMASSAS

ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOMASSAS ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOMASSAS O que é biomassa? - É toda matéria orgânica proveniente das plantas e animais. Como se forma a biomassa? - A biomassa é obtida através da fotossíntese realizada pelas plantas.

Leia mais

Aprender Ciências a Brincar

Aprender Ciências a Brincar Aprender Ciências a Brincar Os conhecimentos serão transmitidos recorrendo à exploração do meio e através de experiências simples, com materiais de uso corrente. A realização de experiências permitirá

Leia mais

Física - QUESTÕES de 01 a 06 INSTRUÇÕES: Questão 01 (Valor: 20 pontos) RASCUNHO

Física - QUESTÕES de 01 a 06 INSTRUÇÕES: Questão 01 (Valor: 20 pontos) RASCUNHO Física - QUESTÕES de 01 a 06 LEIA CUIDADOSAMENTE O ENUNCIADO DE CADA QUESTÃO, FORMULE SUAS RESPOSTAS COM OBJETIVIDADE E CORREÇÃO DE LINGUAGEM E, EM SEGUIDA, TRANSCREVA COMPLETA- MENTE CADA UMA NA FOLHA

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE DOCENTE RESPONSÁVEL : MARIA LUIZA TONUSSI DE OLIVEIRA

PLANO DE TRABALHO DOCENTE DOCENTE RESPONSÁVEL : MARIA LUIZA TONUSSI DE OLIVEIRA COLÉGIO ESTADUAL BARBOSA FERRAZ Ensino Médio, Normal e Profissional Rua Rio Grande do Sul, 1200 Centro - Telefone: (43) 3472-5009 www.colegiobarbosa.com.br e.mail: colbarbosa@ig.com.br CEP: 86870-000 -

Leia mais

Guia de sustentabilidade para plásticos

Guia de sustentabilidade para plásticos Guia de sustentabilidade para plásticos Maio 2014 1 2 3 4 5 6 7 8 Introdução... 4 Contextualização dos plásticos... 6 Composição dos móveis e utensílios de plásticos...7 Requerimentos para materiais que

Leia mais