Conduta nos negócios

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conduta nos negócios"

Transcrição

1 Conduta nos negócios Como funcionários, voluntários e representantes da USP, devemos conhecer e cumprir o Código e todas as leis ou POPs relacionados às nossas responsabilidades na USP, conforme aplicável. Nosso Código em ação Que atitudes podem ser consideradas pedidos de boicote? A seguir estão exemplos de declarações que podem ser consideradas pedidos de boicote: A USP não fornecerá mercadorias ou materiais fabricados ou processados em Israel. A USP não usará serviços de uma organização israelense. A USP confirma que não tem nenhum escritório ou atividades comerciais em Israel. Sendo uma organização que fornece produtos e serviços em todo o mundo, a USP cumprirá totalmente todas as leis, regras e regulamentos que afetem suas atividades e operações comerciais, tanto dos Estados Unidos como de outros países. Como funcionários, voluntários e representantes da USP, devemos conhecer e cumprir o Código e todas as leis ou POPs relacionados às nossas responsabilidades na USP, conforme aplicável. Comércio internacional Embargos e sanções comerciais O governo dos Estados Unidos e de outros países nos quais a USP opera têm leis e regulamentos que restringem o comércio e transações comerciais com determinadas pessoas, organizações e países. Essas leis podem restringir as viagens a certos países ou a importação e exportação de certas mercadorias, tecnologias, informações e serviços. A USP respeita todas as leis e POPs aplicáveis para assegurar a conformidade nessa área. Entre as leis, regras e regulamentos que englobam nossas atividades de comércio internacional estão estes: Embargos que restringem ou proíbem unidades da USP de fazerem negócios com certas organizações, pessoas e países sancionados A USP respeita todas as leis e POPs aplicáveis para assegurar a conformidade 14

2 Controles de exportação que restringem as viagens a países designados ou que proíbem ou restringem a exportação ou reexportação de mercadorias, serviços e tecnologias provenientes dos Estados Unidos a pessoas, entidades ou países designados Nosso Código em ação Boicotes A lei dos Estados Unidos também proíbe a USP de promover ou apoiar boicotes de outros países que não sejam sancionados pelos Estados Unidos. Pedidos de boicotes podem surgir em comunicações verbais, trocas de s ou outros documentos, comerciais ou não. As proibições incluem o que segue: Acordos para se recusar a fazer negócios com companhias na lista negra ou com ou em Israel, ou recusas efetivas Acordos para fornecer informações sobre relações comerciais com companhias na lista negra ou com ou em Israel, ou o fornecimento efetivo Acordos para fornecer informações sobre a raça, religião, sexo ou país de origem de qualquer pessoa, ou o fornecimento efetivo Acordos para discriminar outras pessoas com base em raça, religião, sexo, país de origem ou nacionalidade, ou a discriminação efetiva Em todas as transações comerciais, você deve conhecer e cumprir todos os controles de exportação e restrições comerciais. Qualquer solicitação para participar de um boicote deve ser recusada com educação e prontamente informada aos departamentos de GCE ou GLA, para que se tomem atitudes imediatas. Antissuborno e anticorrupção A USP se compromete a manter os mais altos padrões de conduta comercial em todos os aspectos de nossos negócios em todo o mundo. É política da USP cumprir a Lei sobre Práticas de Corrupção no Exterior dos Estados Unidos e outras leis antissuborno e anticorrupção, sejam federais ou estaduais, sempre que fizer negócios em qualquer país. Práticas corruptas podem ser comuns em alguns países, e alguns países podem não fazer cumprir suas leis antissuborno e anticorrupção, mas isso não é desculpa para fazermos o mesmo. Foi informado de que vários Padrões de Referência do meu portfólio estão sujeitos a restrições de exportação pelo governo dos Estados Unidos. Posso enviar uma amostra de um Padrão de Referência e informações técnicas que estão sujeitas a essas restrições a um laboratório contratado fora dos Estados Unidos? Não. Peça orientação ao GCE antes de despachar qualquer item ou informação técnica sujeita a restrições de exportação. O GCE o ajudará a avaliar as restrições de exportação e a obter as licenças e autorizações aplicáveis. Funcionários, voluntários e representantes não podem participar direta ou indiretamente de subornos ou outras práticas comerciais corruptas, incluindo autorizar, oferecer ou dar a uma pessoa ou representante do governo qualquer item de valor com a intenção de influenciar o indivíduo a fazer mau uso de sua posição ou de conseguir uma vantagem indevida para beneficiar a USP. O termo vantagem indevida inclui um benefício ao qual a USP não tenha direito ou um benefício ao qual a USP tenha direito, mas que seja obtido por meios indevidos. Funcionários, voluntários e representantes não podem participar direta ou indiretamente de subornos ou outras práticas comerciais corruptas. 15

3 Nosso Código em ação Quem pode ser considerado um representante do governo? Estas pessoas podem ser representantes do governo, entre outras: Funcionários de um governo local, estadual, regional ou federal ou de qualquer departamento, agência ou ministério de um governo Funcionários de uma organização pública internacional, como a Farmacopeia Europeia, as Nações Unidas, etc. Representantes de um partido político ou qualquer candidato a cargo político Qualquer representante ou funcionário de uma entidade pública ou financiada ou controlada pelo governo, como laboratório de testes do governo, aeroporto, porto, companhias de serviços de utilidade pública (energia elétrica, água, eletricidade, entre outros) Qualquer indivíduo vinculado a uma agência governamental e a uma empresa privada Qualquer membro de uma família real (observe que essas pessoas podem não ter autoridade formal, mas podem ter influência para favorecer os interesses comerciais da USP por serem sócios ou gerenciarem empresas estatais ou controladas pelo estado) Nossa política também proíbe funcionários, voluntários e representantes de receber qualquer item de valor com a intenção de fornecer tratamento favorável com relação a qualquer atividade da USP. Também somos proibidos de incentivar ou pedir que outros tenham tal conduta ou de ignorar indicações de que outras pessoas podem apresentar tal conduta em nosso nome. Além disso, não fazemos pagamentos de facilitação ou luvas para acelerar ou garantir o desempenho de uma ação governamental. Qualquer exceção à política com relação a pagamentos de facilitação ou luvas exige análise e aprovação por escrito conforme a política de isenção abaixo. Antipropina A USP cumpre a Lei Antipropina dos Estados Unidos, o que nos proíbe estritamente de fornecer ou receber qualquer item de valor para obter ou garantir tratamento favorável com relação à concessão de um contrato, subcontrato, subsídio ou acordo de cooperação com o governo. Com a Lei Antipropina, dar ou aceitar propina é ilegal. Define-se como propina qualquer valor em espécie, honorário, comissão, crédito, presente, gorjeta, item de valor ou compensação de qualquer tipo fornecida direta ou indiretamente a qualquer prestador de serviço, funcionário de prestador de serviço, subcontratado ou funcionário de subcontratado com a intenção de obter ou conceder indevidamente tratamento favorável com relação à concessão de um contrato ou subcontrato do governo. Tratamento favorável pode incluir as seguintes situações: Receber informações confidenciais sobre lances de concorrentes em licitações, como preços, cronograma de entrega ou outras informações não públicas Entrar em uma lista de licitantes sem cumprir os requisitos de qualificação Conseguir remover de uma lista de licitantes qualificados um concorrente que cumpra os requisitos de qualificação Obter prorrogações injustificáveis de prazos de entrega Obter aumentos de preços injustificáveis Recuperar despesas indevidas Ganhar indevidamente um subcontrato ou um pedido de um subcontrato Obter a aceitação de mercadorias e serviços abaixo do padrão A USP cumpre a Lei Antipropina dos Estados Unidos, o que nos proíbe estritamente de fornecer ou receber qualquer item de valor para obter ou garantir tratamento favorável com relação à concessão de um contrato com o governo. 16

4 Além disso, a Lei Antipropina obriga a USP a denunciar suspeitas razoáveis de propina e a implementar procedimentos internos para detectar propinas. Portanto, funcionários da USP que tenham conhecimento de qualquer descumprimento da Lei Antipropina ou que suspeitem que ocorreu ou poderia ocorrer um descumprimento devem denunciar a questão imediatamente conforme nossa política de denúncias. Os requisitos antissuborno, anticorrupção, antipropina, de viagens, presentes e entretenimentos deste Código não proíbem despesas razoáveis com negócios, entretenimento e presentes que sejam comuns e habituais em relações comerciais locais e não violem a lei dos Estados Unidos, as leis do país local ou as diretrizes da organização do funcionário que os recebe. No entanto, é preciso sempre tomar cuidado para que essas despesas não sejam usadas como forma de ocultar pagamentos indevidos ou de influenciar indevidamente pessoas ou representantes do governo a tomar ou deixar de tomar certas atitudes. Se você estiver envolvido em operações internacionais, deve conhecer os requisitos anticorrupção e antissuborno aplicáveis às suas responsabilidades. Deve também respeitar todos os procedimentos da USP relativos a essas leis e sempre demonstrar o mais alto nível de integridade em suas transações comerciais. Viagens, presentes e entretenimento Funcionários da USP que tenham conhecimento de qualquer descumprimento da Lei Antipropina ou que suspeitem que ocorreu ou poderia ocorrer um descumprimento devem denunciar a questão imediatamente conforme nossa política de denúncias. Nosso Código em ação O que são pagamentos de facilitação ou luvas? Pagamentos de facilitação ou luvas são aqueles feitos para promover uma ação governamental de rotina que não envolva o exercício de critério. Exemplos: Processamento de documentos governamentais (como vistos, licenças ou autorizações) que permitiriam à USP conduzir negócios Obtenção de proteção policial, serviço telefônico, fornecimento de água e luz e coleta ou entrega de correio Despesas comerciais razoáveis com viagens, presentes e entretenimento podem ter um papel importante no fortalecimento de nossas relações comerciais e na promoção de nossa missão e nossos produtos. De fato, em algumas culturas, é considerado indelicado não trocar presentes simbólicos com parceiros comerciais. Ainda assim, oferecer viagens, presentes e entretenimento de forma incorreta pode resultar em aparência de impropriedade ou conflito de interesse, seja real ou potencial. Em certos casos, pode também ser visto como uma tentativa de corromper quem os recebe. Além disso, também pode tornar mais difícil ser objetivo com relação a quem os oferece. Muitas organizações e governos têm restrições com relação a seus funcionários receberem ou darem presentes. É sua responsabilidade entender plenamente essas restrições antes de oferecer presentes ou entretenimento a alguém. Ao oferecer ou receber essas cortesias, sempre siga a regra do bom senso....oferecer presentes e entretenimento de forma incorreta pode resultar em aparência de impropriedade ou conflito de interesse, seja real ou potencial. 17

5 Nosso Código em ação O presente ou entretenimento deve respeitar os critérios a seguir: Ser dado ou recebido de maneira aberta e transparente Ser compatível com as práticas habituais de quem dá e de quem recebe Ser oferecido ou recebido apenas raramente Não infringir as leis locais nem diretrizes ou procedimentos de quem dá ou de quem recebe Não obrigar ou parecer obrigar quem recebe a oferecer tratamento favorável Qual é a definição de presentes e entretenimento? A expressão presentes e entretenimento inclui qualquer gorjeta, favor, desconto, hospitalidade, empréstimo, tolerância ou outro item que tenha valor monetário. Inclui também serviços, treinamentos, transportes, alojamentos e refeições, sejam fornecidos em espécie, por compra de um ticket, ingresso ou passagem, pagamento adiantado ou reembolso depois da despesa. Ter valor modesto Ser devidamente contabilizado nos livros e registros da USP Se vier a público, não constranger a USP Não ser dinheiro em espécie ou equivalente (um vale-presente, por exemplo) Funcionários ou voluntários que receberem um presente com valor superior a US$ 50 (ou US$ 100 por ano) atuando em nome da USP devem prontamente notificar seu supervisor e o departamento de GCE. Representantes do governo Quando dados a representantes do governo, entretenimento e presentes normais e aceitáveis em ambientes comerciais em geral, podem ser vistos como meios indevidos de tentar influenciar as decisões do representante. Além disso, muitos governos implementaram leis e regulamentos rígidos limitando a prática de dar e receber viagens, presentes ou entretenimento para seus funcionários. A USP cumprirá todas as leis que restringem dar viagens, presentes e entretenimento a representantes do governo de qualquer país. É sua responsabilidade entender essas restrições antes de oferecer presentes ou entretenimento a um representante do governo. A menos que o assunto seja abordado em um POP, os funcionários devem buscar orientação do departamento de GCE ou GLA antes de oferecer viagens, presentes ou entretenimento a qualquer representante do governo. Quando dados a representantes do governo, entretenimento e presentes normais e aceitáveis em ambientes comerciais em geral, podem ser vistos como meios indevidos de tentar influenciar as decisões do representante. 18

6 Funcionários e voluntários Ao desempenhar suas funções para a USP, funcionários e voluntários devem exercer independência e objetividade. Não solicitamos nem aceitamos qualquer pagamento, honorário ou empréstimo de terceiros por conta de qualquer ato realizado dentro do escopo de nossas funções como voluntários ou funcionários da USP. Além disso, não solicitamos presentes ou entretenimentos pessoais de terceiros para atividades realizadas dentro do escopo de nossas funções como funcionários ou voluntários. O Manual de viagens da USP e a Política de viagens e reembolso para voluntários para membros de comitês de convenção, Conselho de Especialistas, Comitê de Especialistas e painéis consultivos da USP trazem mais orientações sobre viagens a negócios para funcionários ou voluntários da USP. As restrições com relação a presentes e entretenimento não proíbem funcionários ou voluntários de participar de arranjos cuidadosos de boa-fé com qualquer terceiro ou de receber compensação de um terceiro por atividades realizadas fora do escopo de suas funções na USP. No entanto, você deve sempre seguir a política de conflito de interesse da USP e qualquer outra disposição aplicável das Regras de práticas comerciais, das Regras e procedimentos do Conselho de Especialistas e das Regras e Procedimentos do Conselho da Convenção. Nós respeitamos patentes, marcas registradas e direitos autorais e não infringimos intencionalmente os direitos de propriedade intelectual de terceiros. Propriedade intelectual Na USP, nós respeitamos patentes, marcas registradas e direitos autorais e não infringimos intencionalmente os direitos de propriedade intelectual de terceiros. Não reproduzimos materiais protegidos por direitos autorais, a menos que estejam cobertos pela licença da USP para o Copyright Clearance Center ou que a reprodução seja permitida pelos procedimentos de direitos autorais da USP. Não temos permissão para instalar ou usar arquivos ou software de computador não licenciados pela USP ou para usar software aprovado de forma que contrarie nossas licenças ou acordos de direitos autorais. Na USP, nos esforçamos para defender nossos direitos autorais e de marcas nos Estados Unidos e em outros países. O nome e as marcas registradas da USP podem ser usados apenas de acordo com nossos procedimentos aplicáveis. Não solicitamos presentes ou entretenimentos pessoais de terceiros para atividades realizadas dentro do escopo de nossas funções como funcionários ou voluntários. 19

7 Nosso Código em ação Um acordo contra a concorrência precisa estar escrito para ser ilegal? Não, um acordo não precisa estar escrito para ser ilegal. Um acordo verbal ou informal, ou até mesmo apenas um entendimento, pode ser considerado ilegal. O produto do trabalho de funcionários, voluntários e representantes da USP para a USP é propriedade intelectual da organização se for criado ou desenvolvido, no todo ou em parte, durante o horário de trabalho na USP, como parte das funções profissionais ou com o uso de recursos ou informações da organização. Produto do trabalho inclui invenções, descobertas, ideias, melhorias, programas de software, arte e trabalhos autorais. Os representantes devem informar prontamente à USP, por escrito, sobre qualquer produto de trabalho desse tipo e cooperar com nossos esforços para obter proteção de propriedade intelectual para a USP. Para assegurar que a USP receba o benefício do trabalho feito por seus representantes, é essencial que uma liberação ou acordo apropriado esteja em vigor antes do início do trabalho. Antitruste e concorrência Na USP, nós acreditamos em concorrência livre e aberta. A maioria dos países nos quais operamos tem leis rígidas que proíbem comportamento comercial injusto ou conspiratório que restrinja a livre concorrência. A lei antitruste dos EUA e as leis de concorrência de outros países são complicadas, e não cumprir essas leis pode resultar em penalidades significativas. Na USP, nós acreditamos em concorrência livre e aberta. Na maioria das circunstâncias, é ilegal fazer acordos com concorrentes para fixar preços, termos de venda ou volume de produção, dividir mercados ou clientes ou intervir no processo de seleção de contratados manipulando o teor das licitações ou controlando ilegalmente o processo de seleção de qualquer outra maneira. Também pode ser ilegal tentar discriminar preços ou termos de venda entre nossos clientes ou restringir de qualquer outra forma a liberdade de concorrência de nossos clientes. Não discutiremos nenhuma dessas questões com nossos clientes ou concorrentes nem participaremos de reuniões em que assuntos contrários à livre concorrência sejam discutidos. É importante observar que o descumprimento das leis antitruste e de concorrência trazem sérias penalidades cíveis e criminais. Se você se encontrar em uma circunstância na qual esses tópicos ilegais estejam sendo discutidos, deve notificar as outras partes de que não pode participar da discussão e relatar prontamente o evento a um dos recursos indicados neste Código. 20 Negociação com informações privilegiadas Como funcionários, voluntários ou representantes da USP, podemos receber informações confidenciais sobre doadores ou parceiros de negócios da USP antes que estejam disponíveis para investidores comuns. Algumas dessas informações podem ser consideradas relevantes e podem ser importantes para um investidor decidir comprar, vender ou manter títulos. Informações relevantes são informações que um investidor sensato consideraria importantes ao decidir comprar ou vender um título. Alguns exemplos de informações relevantes: Desenvolvimentos em produto ou produção Uma ação judicial ou investigação regulatória importante

8 Informações financeiras Mudanças de administração Ganho ou perda de um cliente ou fornecedor importante Fusão, compra, venda ou joint venture Informações que podem ter efeito positivo ou negativo sobre o preço das ações Na USP, não usamos informações internas relevantes para benefício pessoal, não negociamos títulos com base em informações internas relevantes nem fornecemos informações internas relevantes para outras pessoas fora de nossa organização. Essas atitudes infringem nosso Código e sua obrigação de proteger informações confidenciais. Você também pode se expor a responsabilização criminal ou civil. Não usamos informações internas relevantes para benefício pessoal, não negociamos títulos com base em informações internas relevantes nem fornecemos informações internas relevantes para outras pessoas fora de nossa organização. Política de relatórios financeiros e manutenção de registros Na USP, mantemos o compromisso de divulgações financeiras completas, justas, precisas e oportunas em relatórios ou documentos que criamos, publicamos ou submetemos a uma autoridade governamental. Mantemos sistemas contábeis, de auditoria e controle interno para assegurar a exatidão de nossos registros e demonstrações financeiras. Todas as informações financeiras divulgadas devem estar em conformidade com os princípios contábeis geralmente aceitos (GAAP) e com os POPs financeiros em vigor na USP. Transações e desembolsos devem ser relatados de maneira exata e completa, com os devidos detalhes, para assegurar a plena contabilização de todos os bens e atividades da USP e para suprir os dados necessários para a preparação de suas declarações financeiras. Não registramos nos livros e registros da USP declarações ou entradas enganosas que não estejam em conformidade com os GAAP ou com os requisitos legais locais. Exatidão de declarações, submissões e representações No curso normal das atividades da USP, fazemos inúmeras submissões, certificações e representações para governos federais, estaduais e locais e para os principais prestadores de serviços dessas entidades. Entre as submissões, certificações e representações estão estes documentos: Informações de propostas Dados e estimativas para formação de preços Fatur a s Informações sobre aquisições Declarações sobre produtos e serviços da USP 21

9 Sempre nos esforçamos para assegurar que as informações que fornecemos sejam verdadeiras, atualizadas, exatas e completas, mas temos obrigações especiais sempre que enviamos informações (incluindo faturas, certificações ou relatórios) para entidades governamentais ou entidades comerciais ou privadas que recebam fundos governamentais. Existem sérias sanções criminais e cíveis por fazer alegações falsas quando fundos governamentais são usados para pagar ou reembolsar uma parte do preço. Para evitar alegações de declarações falsas, devemos sempre ser verdadeiros e exatos em qualquer comunicação ou submissão em nossas responsabilidades diárias. Se houver qualquer dúvida sobre a exatidão de uma declaração, não fazemos a declaração nem afirmamos que seja exata. Em negociações que exigem o fornecimento de dados certificados de custo ou preço, todos os relatórios, certificações e propostas devem conter informações e preços completos, exatos e atualizados. Contribuições políticas A USP incentiva a contribuição com a comunidade e a participação nos processos políticos locais, nacionais e internacionais. Como organização, porém, a USP não pode fazer contribuição direta ou indireta nem ter despesas em nome destes: Candidatos a cargos eletivos Partidos políticos Comitês de ação política Os funcionários da USP não podem usar as propriedades, instalações ou o horário de trabalho da USP para apoiar uma causa ou candidato político. Uso de bens da empresa A USP fornece equipamentos e recursos tecnológicos destinados ao uso e à eficiência dos funcionários e voluntários em suas obrigações para com a USP, como os que seguem: Computadores S of t w are Telefones Dispositivos móveis Equipamentos e materiais para escritório Equipamentos e suprimentos de laboratório Os recursos da USP devem ser usados apenas para suas finalidades de negócios legítimas. Podemos fazer uso pessoal limitado desses recursos, mas sem interferir com o desempenho de nosso trabalho ou dos Os recursos da USP devem ser usados apenas para suas finalidades de negócios legítimas. colegas, nem causar um custo adicional para a USP. O uso indevido ou ilegal de recursos da USP é estritamente proibido. Reservamo-nos o direito de monitorar e inspecionar o uso de recursos da USP, conforme disposto pela lei local e de acordo com este Código. 22

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN 1 Introdução A EVEN conduz seus negócios de acordo com os altos padrões éticos e morais estabelecidos em seu Código de Conduta, não tolerando qualquer forma de corrupção e suborno.

Leia mais

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters Código de Conduta do Fornecedor Em vigor a partir de 2 de julho de 2012 Ethics Matters Mensagem do CPO [Chief Procurement Officer - Diretor de Compras] A Duke Energy está comprometida com a segurança,

Leia mais

ICTSI CÓDIGO DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS

ICTSI CÓDIGO DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS ICTSI CÓDIGO DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS MENSAGEM DO PRESIDENTE A ICTSI tem crescido de forma sólida ao longo dos anos, tornando-se uma empresa líder na gestão de portos, com um alcance global que se estende

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO DA ALCOA INC.

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO DA ALCOA INC. POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO DA ALCOA INC. a JUSTIFICATIVA: A Alcoa Inc. ( Alcoa ) e sua administração têm o compromisso de conduzir todas as suas operações em todo o mundo com ética e em conformidade com todas

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO DA CORPORAÇÃO DANAHER

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO DA CORPORAÇÃO DANAHER I. PROPÓSITO POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO DA CORPORAÇÃO DANAHER A corrupção é proibida pelas leis de quase todas as jurisdições do mundo. A Danaher Corporation ( Danaher ) está comprometida em obedecer as leis

Leia mais

Código de conduta de parceiros de negócios da Pearson

Código de conduta de parceiros de negócios da Pearson Código de conduta de parceiros de negócios da Pearson Finalidade e escopo Na Pearson (incluindo suas subsidiárias e empresas com controle acionário), acreditamos fortemente que agir de forma ética e responsável

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO MAGNA INTERNATIONAL INC. DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO Oferecer ou receber presentes e entretenimento é muitas vezes uma

Leia mais

Código de Conduta da Dachser

Código de Conduta da Dachser Código de Conduta da Dachser 1. Introdução A fundação de todas as atividades na Dachser é a nossa adesão a regulamentos juridicamente vinculativos em nível nacional e internacional, assim como a quaisquer

Leia mais

Código de Conduta de Fornecedor

Código de Conduta de Fornecedor Código de Conduta de Fornecedor www.odfjelldrilling.com A Odfjell Drilling e suas entidades afiliadas mundialmente estão comprometidas em manter os mais altos padrões éticos ao conduzir negócios. Como

Leia mais

POLÍTICA ANTISSUBORNO E ANTICORRUPÇÃO DA UL

POLÍTICA ANTISSUBORNO E ANTICORRUPÇÃO DA UL Setor jurídico N. do documento: 00-LE-P0030 Edição: 5.0 Data da publicação: 09/04/2010 Data da revisão: 16/09/2013 Data de entrada em vigor: 16/09/2013 Página 1 de 8 POLÍTICA ANTISSUBORNO E ANTICORRUPÇÃO

Leia mais

Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os

Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os aspectos, os seus direitos e as suas obrigações. O original

Leia mais

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET JUNHO DE 2015 OBJETIVO DA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO A Dun & Bradstreet está comprometida com os mais elevados padrões éticos. Acreditamos em conduzir os negócios

Leia mais

Manual Anticorrupção

Manual Anticorrupção Manual Anticorrupção pág. 2 Estrutura do Manual Anticorrupção 1. Introdução pág. 04 2. Definições pág. 06 3. Regras e Procedimentos pág. 08 4. Violações e Sanções Aplicáveis pág. 16 pág. 3 1. Introdução

Leia mais

POL 004 Rev. A POP, Código de Conduta

POL 004 Rev. A POP, Código de Conduta Página 1 de 7 A LDR é uma empresa de equipamentos médicos comprometida com o desenvolvimento, marketing, distribuição e venda de implantes vertebrais para implantação em seres humanos no tratamento de

Leia mais

Política de denúncias

Política de denúncias WWW.USP.ORG/ETHICS Política de denúncias Espera-se que você fale se tiver alguma preocupação de boa-fé. Expresse-se Além de conhecer as normas éticas e legais que se aplicam ao seu cargo, esperase que

Leia mais

Código de Conduta de Negócios & Ética. Efetivo a partir de 1º de abril de 2014

Código de Conduta de Negócios & Ética. Efetivo a partir de 1º de abril de 2014 Código de Conduta de Negócios & Ética Efetivo a partir de 1º de abril de 2014 Mensagem do Presidente & CEO A integridade pessoal, os valores compartilhados e a conduta ética dos negócios por todos os funcionários

Leia mais

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO I. Declaração da Diretriz. É a diretriz da Global Crossing Limited ( Global Crossing ou a Empresa ) conduzir todos os seus negócios de uma maneira honesta e ética. Ao fazer

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 1 de 9 UL NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 2 de 9 ÍNDICE 1.0 OBJETIVO... 4 2.0 ESCOPO... 4 3.0 DEFINIÇÕES... 4 4.0 PRÁTICAS DE CONTRATAÇÃO... 5 4.1 TRABALHO FORÇADO... 5 4.2 TRABALHO

Leia mais

Código de Conduta e Ética nos Negócios do Parceiro

Código de Conduta e Ética nos Negócios do Parceiro Oracle PartnerNetwork Código de Conduta e Ética nos Negócios do Parceiro 1 I. ADEQUAÇÃO Este Código aplica-se a você como Oracle Partner, a seus revendedores e a todo o pessoal empregado ou envolvido na

Leia mais

Ecology and Environment, Inc. e Subsidiárias

Ecology and Environment, Inc. e Subsidiárias Ecology and Environment, Inc. e Subsidiárias Código de Conduta de Negócios e Ética ECOLOGY BRASIL 1. Princípios Gerais O propósito deste Código é descrever os nossos padrões de ética de conduta de negócios.

Leia mais

ELDORADO GOLD CORPORATION SUBSIDIÁRIAS E AFILIADAS CÓDIGO DE CONDUTA COMERCIAL E ÉTICA

ELDORADO GOLD CORPORATION SUBSIDIÁRIAS E AFILIADAS CÓDIGO DE CONDUTA COMERCIAL E ÉTICA ELDORADO GOLD CORPORATION SUBSIDIÁRIAS E AFILIADAS CÓDIGO DE CONDUTA COMERCIAL E ÉTICA A Eldorado Gold Corporation e suas subsidiárias e afiliadas estão comprometidas com os mais elevados padrões de conduta

Leia mais

Código de Conduta. Código de Conduta Schindler 1

Código de Conduta. Código de Conduta Schindler 1 Código de Conduta Código de Conduta Schindler 1 2 Código de Conduta Schindler Código de Conduta da Schindler Os colaboradores do Grupo Schindler no mundo inteiro devem manter o mais alto padrão de conduta

Leia mais

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes.

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes. CÓDIGO DE CONDUTA 1. Introdução O Código de Conduta Ahlstrom descreve os princípios éticos que sustentam o modo como conduzimos os negócios em nossa empresa. Baseia-se em nossos principais valores Agir

Leia mais

AMMPL (BME) Código de Conduta

AMMPL (BME) Código de Conduta AMMPL (BME) Código de Conduta 1 Código de Conduta da AMMPL (BME) I Introdução A Association Materials Management, Purchasing and Logistics (Associação de Gestão de Materiais, Compras e Logística, AMMPL

Leia mais

RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO I. DECLARAÇÃO DA POLÍTICA A política da RGIS ( Companhia ) é conduzir as operações mundiais de forma ética e conforme as leis aplicáveis, não só nos EUA como em outros países.

Leia mais

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial É sempre exigido um comportamento legal e ético Este Resumo das políticas de conduta comercial (este "Resumo") fornece uma descrição

Leia mais

Prezado associado, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 -

Prezado associado, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 - Prezado associado, Há mais de sessenta anos, o nome Tupperware representa os mais altos padrões de qualidade de produto. Também levamos a sério a qualidade e a integridade dos nossos produtos e somos uma

Leia mais

HILLENBRAND, INC. E SUBSIDIÁRIAS. Anticorrupção Global Declaração de Política e Manual de Conformidade

HILLENBRAND, INC. E SUBSIDIÁRIAS. Anticorrupção Global Declaração de Política e Manual de Conformidade HILLENBRAND, INC. E SUBSIDIÁRIAS Anticorrupção Global Declaração de Política e Manual de Conformidade A Hillenbrand, Inc., incluindo todas suas subsidiárias (referidas em conjunto como a Empresa ), mantém

Leia mais

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Introdução 5 INTRODUÇÃO A seguir, são descritos os comportamentos e princípios gerais de atuação esperados dos Colaboradores da Endesa

Leia mais

Informações para Parceiros de Negócios Cumprimento das leis, regulamentos e convenções. Transparência nos negócios. www.siemens.

Informações para Parceiros de Negócios Cumprimento das leis, regulamentos e convenções. Transparência nos negócios. www.siemens. Informações para Parceiros de Negócios Cumprimento das leis, regulamentos e convenções. Transparência nos negócios www.siemens.com/compliance "A cultura de uma empresa e seus valores fazem a diferença.

Leia mais

1 Introdução... 2. 2 Definições... 3. 3 Compromisso e adesão... 5. 4 Indícios que podem caracterizar corrupção... 6

1 Introdução... 2. 2 Definições... 3. 3 Compromisso e adesão... 5. 4 Indícios que podem caracterizar corrupção... 6 Manual Anticorrupção Versão 1 Abr/2015 SUMÁRIO 1 Introdução... 2 2 Definições... 3 3 Compromisso e adesão... 5 4 Indícios que podem caracterizar corrupção... 6 5 Violações e Sanções Aplicáveis... 6 6 Ações

Leia mais

Esta política é baseada na legislação vigente e nos valores da Global conforme definições apresentadas no Código de Ética e Conduta.

Esta política é baseada na legislação vigente e nos valores da Global conforme definições apresentadas no Código de Ética e Conduta. POLITICAS CORPORATIVAS Assunto: Programa Anticorrupção / Antissuborno Objetivo Visa descrever e explicar as proibições contra suborno e corrupção em todas as operações da Companhia, destacar os requisitos

Leia mais

WILLIAM E. CONNOR & ASSOCIATES LIMITED CÓDIGO DE ÉTICA PARA FUNCIONÁRIOS

WILLIAM E. CONNOR & ASSOCIATES LIMITED CÓDIGO DE ÉTICA PARA FUNCIONÁRIOS 1. Code of Ethics WILLIAM E. CONNOR & ASSOCIATES LIMITED CÓDIGO DE ÉTICA PARA FUNCIONÁRIOS Honestidade, integridade e transparência são valores fundamentais da William E. Connor & Associates Limited (a

Leia mais

DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS DE CONDUTA - Illinois Tool Works Inc.

DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS DE CONDUTA - Illinois Tool Works Inc. DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS DE CONDUTA - Illinois Tool Works Inc. Estes princípios de conduta aplicam-se a todos os funcionários, diretores, empresas e subsidiárias da ITW ao redor do mundo. Espera-se que

Leia mais

Política de integridade Empresarial

Política de integridade Empresarial Política de integridade Empresarial Introdução Integridade e responsabilidade são valores fundamentais para a Anglo American. Ganhar a confiança e mantê-la é fundamental para o sucesso de nossos negócios.

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

Política de Integridade

Política de Integridade Política de Integridade 1. INTRODUÇÃO Os procedimentos aqui descritos são complementares às diretrizes do Código de Conduta da empresa, e são norteados pelo compromisso assumido junto ao Pacto Empresarial

Leia mais

Manual Anticorrupção GDC Alimentos S.A.

Manual Anticorrupção GDC Alimentos S.A. Manual Anticorrupção GDC ALIMENTOS S.A. SUMÁRIO MENSAGEM DO PRESIDENTE... 5 1. INTRODUÇÃO... 6 2. APLICAÇÃO... 6 3. DEFINIÇÕES... 6 4. O QUE ESTABELECE A LEI 12.846/13?... 8 4.1 Atos lesivos segundo a

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014 CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014 Índice INTRODUÇÃO INTEGRIDADE NOS NEGÓCIOS DIREITOS HUMANOS E DIREITOS FUNDAMENTAIS NO TRABALHO Eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou compulsório

Leia mais

Ética & Princípios de Conduta Empresarial

Ética & Princípios de Conduta Empresarial Nossa Cadeia de Fornecedores Ética & Princípios de Conduta Empresarial ao exercer atividades de negócios com a CH2M HILL Outubro 2011 Princípios baseados no livro The Little Yellow Book, escrito em 1978

Leia mais

Introdução. Observância às leis. Conflitos de interesses. Negociação justa (Fair Dealing) Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa

Introdução. Observância às leis. Conflitos de interesses. Negociação justa (Fair Dealing) Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa Código de Conduta Sumário Introdução 2 Observância às leis 3 Conflitos de interesses 5 Negociação justa (Fair Dealing) 7 Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa 10 Respeito à comunidade ArcelorMittal

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta 2015 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ALIANSCE I. Abrangência A Aliansce, todas as sociedades, direta ou indiretamente por ela controladas ou sob mesmo controle, e os Shopping Centers

Leia mais

Política Mundial Anticorrupção

Política Mundial Anticorrupção Política Mundial Anticorrupção I. OBJETIVO A legislação da maioria dos países considera crime o pagamento, oferta de pagamento, ou mesmo o recebimento de suborno, propina, ou outro pagamento corrupto,

Leia mais

POLÍTICA ANTI-CORRUPÇÃO. Política Anti-corrupção Versão 02 1/9

POLÍTICA ANTI-CORRUPÇÃO. Política Anti-corrupção Versão 02 1/9 POLÍTICA ANTI-CORRUPÇÃO Política Anti-corrupção Versão 02 1/9 RESUMO Resumo dos princípios fundamentais A Securitas acredita num mercado livre para a prestação dos seus serviços, e num ambiente competitivo

Leia mais

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 -

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 - Prezado colaborador, Há mais de sessenta anos que o nome Tupperware representa os mais altos padrões de qualidade de produto. Levamos a sério a qualidade e a integridade dos nossos produtos e somos uma

Leia mais

Política Global Anticorrupção

Política Global Anticorrupção POLÍTICA A Política Global Anticorrupção da Savis (a Política ) obriga a Savis Tecnologia e Sistemas S.A. e suas subsidiárias e afiliadas (coletivamente, Savis ou a Empresa ), em todas as operações ao

Leia mais

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig de Ética Código CÓDIGO de Ética Código de Ética Código DE de Ética Código de Ética de Ética Código de Ética Código ÉTICA de Ética Código de Ética Código de Ética Fazendo Negócios com Integridade Realizamos

Leia mais

www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD

www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD O SUCESSO DA IMCD É BASEADO NO ESTABELECIMENTO DE UM AMBIENTE QUE PROMOVE A RESPONSABILIDADE, CONFIANÇA E O RESPEITO. IMCD Código de Conduta 3 1. Introdução O

Leia mais

2015 Guia do Código de Conduta

2015 Guia do Código de Conduta 2015 Guia do Código de Conduta Comitê de Conformidade Corporativa Joe Puishys Jim Porter Pat Beithon Warren Planitzer Nós, da Apogee, conduzimos nossos negócios com o mais alto padrão de honestidade e

Leia mais

Política relativa a subornos, presentes e hospitalidade Data efetiva 2 de Março de 2011 Função

Política relativa a subornos, presentes e hospitalidade Data efetiva 2 de Março de 2011 Função Título Política relativa a subornos, presentes e hospitalidade Data efetiva 2 de Março de 2011 Função Departamento Jurídico da Holding Documento BGHP_version1_03032011 1. Finalidade A finalidade desta

Leia mais

Padrões Nidera para Parceiros de Negócio

Padrões Nidera para Parceiros de Negócio Padrões Nidera para Parceiros de Negócio Caro Parceiro de Negócio, A história da nossa empresa inclui um compromisso de longa data em estar de acordo com as leis onde quer que atuemos e realizar nossos

Leia mais

UL NORMAS DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS

UL NORMAS DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS Departamento jurídico da empresa N do documento: 00-LE-P0001 Edição: 3.2 Data de emissão: 16/7/2004 Data da revisão: 31/07/2012 Data de vigência: 31/07/2012 Página 1 de 24 UL NORMAS DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS

Leia mais

NORMATIVOS INTERNOS DO GRUPO - NIG

NORMATIVOS INTERNOS DO GRUPO - NIG 1. OBJETIVO A presente política tem como principal objetivo assegurar que os Colaboradores do Rendimento (GRUPOBRSA) observem os requisitos da Lei nº 12.846, de 1º de agosto de 2013 conhecida como Lei

Leia mais

CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES

CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES Sede Social: 25 St. James s Street, Londres, SW1A 1HA Reino Unido CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES Visão Geral Nós, da CNH INDUSTRIAL NV e nossas subsidiárias ("CNH Industrial" ou a Companhia)

Leia mais

XEROX GLOBAL ETHICS HELPLINE

XEROX GLOBAL ETHICS HELPLINE ALCANCE: Xerox Corporation e suas subsidiárias. OBJETIVO: Este documento descreve a conduta ética que deve ser adotada durante as negociações pelos empregagos da Xerox Corporation. Todos os empregados

Leia mais

Política Antissuborno e Anticorrupção

Política Antissuborno e Anticorrupção Política Antissuborno e Anticorrupção Agosto 2015 1 de 8 Sumário 1. Objetivo... 1 2. Âmbito de Aplicação... 1 3. Considerações Gerais... 1 4. Suborno e Pagamento de Propina... 1 5. Brindes, Presentes,

Leia mais

Treinamento Anticorrupção para Parceiros da Microsoft

Treinamento Anticorrupção para Parceiros da Microsoft Treinamento Anticorrupção para Parceiros da Microsoft 1 Versão em português Bem-vindo Bem-vindo Bem-vindo ao Treinamento Anticorrupção para Parceiros da Microsoft. Este curso foi desenvolvido para ajudar

Leia mais

POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E OUTROS ATOS LESIVOS

POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E OUTROS ATOS LESIVOS POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E OUTROS ATOS LESIVOS 1. Introdução A presente Política, aplicável à WEG S/A e todas as suas controladas, representa uma síntese das diretrizes existentes na

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO COMBRASCAN

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO COMBRASCAN O CONTEÚDO DESTA POLÍTICA É DE PROPRIEDADE DA COMBRASCAN E DESTINADO AO USO E DIVULGAÇÃO INTERNA, NÃO SENDO PERMITIDA A REPRODUÇÃO POR MEIO ELETRÔNICO OU FÍSICO, SEM PRÉVIA A AUTORIZAÇÃO DO DEPARTAMENTO

Leia mais

MOTA-ENGIL AFRICA N.V. POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO

MOTA-ENGIL AFRICA N.V. POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO 2014 MOTA-ENGIL AFRICA N.V. POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO E SUBORNO INTRODUÇÃO A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-Engil Africa ou a Empresa e juntamente com as suas subsidiárias, o Grupo ") compromete-se a conduzir

Leia mais

Código de Conduta. Cooper-Standard Holdings Inc. Cooper-Standard Automotive Inc.

Código de Conduta. Cooper-Standard Holdings Inc. Cooper-Standard Automotive Inc. Código de Conduta Cooper-Standard Holdings Inc. Cooper-Standard Automotive Inc. Mensagem de Jeff Edwards Presidente e Diretor executivo Prezado membro da equipe Cooper Standard, É com satisfação que apresento

Leia mais

MOMENTIVE PERFORMANCE MATERIALS CÓDIGO DE CONDUTA

MOMENTIVE PERFORMANCE MATERIALS CÓDIGO DE CONDUTA MOMENTIVE PERFORMANCE MATERIALS CÓDIGO DE CONDUTA Conduzir os negócios de maneira ética e em conformidade com as normas aplicáveis é a base sobre a qual a nossa Empresa está constituída e essencial para

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA COMERCIAL. Informações confidenciais; Proteção e uso adequado dos ativos da empresa 4

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA COMERCIAL. Informações confidenciais; Proteção e uso adequado dos ativos da empresa 4 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA COMERCIAL CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA COMERCIAL Introdução e Propósito 2 Padrões gerais de ética 2 Conflito de interesses 3 Informações confidenciais; Proteção e uso adequado dos

Leia mais

Padrões de conduta comercial da PerkinElmer

Padrões de conduta comercial da PerkinElmer Padrões de conduta comercial da PerkinElmer VALORES ÉTICOS E COMERCIAIS DA PERKINELMER Objetivo Os Padrões de conduta comercial da PerkinElmer ( Padrões ) identificam valores e princípios que norteiam

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Escopo: Conselheiros, Diretores e Empregados da Apolo Tubulars S.A., e Terceiros DESCRIÇÃO DA POLÍTICA

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Escopo: Conselheiros, Diretores e Empregados da Apolo Tubulars S.A., e Terceiros DESCRIÇÃO DA POLÍTICA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Escopo: Conselheiros, Diretores e Empregados da Apolo Tubulars S.A., e Terceiros DESCRIÇÃO DA POLÍTICA 1. A Apolo Tubulars S.A. ("Apolo ou "Empresa ) não tolera nenhuma forma de

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA. Fortalecendo a confiança

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA. Fortalecendo a confiança CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Fortalecendo a confiança Mensagem do presidente: Na Laureate, temos orgulho da reputação internacional que conquistamos de integridade e conduta ética. Graças à nossa conduta,

Leia mais

Padrões de Conduta de Negócios

Padrões de Conduta de Negócios Padrões de Conduta de Negócios A integridade da Dana está em suas mãos A importância destes padrões A Dana Holding Corporation e todas as suas subsidiárias devem conduzir os negócios de uma forma ética

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética Página 1 de 5 Código de Conduta e Ética 2012 Resumo A SAVEWAY acredita que seu sucesso está pautado na prática diária de elevados valores éticos e morais, bem como respeito às pessoas, em toda sua cadeia

Leia mais

REGAL-BELOIT CORPORATION PROGRAMA Corporativo Anticorrupção Política de Contratação de Terceiros Anexo 1

REGAL-BELOIT CORPORATION PROGRAMA Corporativo Anticorrupção Política de Contratação de Terceiros Anexo 1 Instruções: O REPRESENTANTE DEVIDAMENTE AUTORIZADO DO TERCEIRO DEVE RESPONDER ÀS QUESTÕES DA VERIFICAÇÃO MINUCIOSA E PREENCHER O TERMO DE CERTIFICAÇÃO E ENVIAR TODAS AS INFORMAÇÕES PARA O FUNCIONÁRIO REGAL

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA LOGZ LOGÍSTICA BRASIL S.A. APRESENTAÇÃO A LOGZ Logística Brasil S.A. (a Companhia ou LOGZ ) é uma sociedade holding consolidadora de participações em ativos logísticos e tem como objetivo a expansão de suas atividades possibilitando

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE CADASTRAMENTO NO BANCO DE CONSULTORES DA ACOI EXPERT NETWORK 1

TERMOS E CONDIÇÕES DE CADASTRAMENTO NO BANCO DE CONSULTORES DA ACOI EXPERT NETWORK 1 TERMOS E CONDIÇÕES DE CADASTRAMENTO NO BANCO DE CONSULTORES DA ACOI EXPERT NETWORK 1 Os Termos e Condições abaixo dizem respeito aos requisitos exigidos dos profissionais especializados para seu cadastramento

Leia mais

Diretrizes para a prevenção de conflitos de interesses e corrupção

Diretrizes para a prevenção de conflitos de interesses e corrupção 1. Princípios e validade Integridade e transparência são as chaves para atividades comerciais bem sucedidas e sustentáveis. Nossa imagem e reputação pública se baseiam em objetividade e honestidade. Imparcialidade

Leia mais

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA EMBRAER

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA EMBRAER 1. POLÍTICA A Política Anticorrupção Global da Embraer (a Política ) obriga a Embraer S.A. e suas subsidiárias e afiliadas (coletivamente, Embraer ou a Empresa ), em todas as operações ao redor do mundo,

Leia mais

FUNDAÇÃO NACIONAL PARA A DEMOCRACIA DIRETRIZES DA PROPOSTA DIRETRIZ ADICIONAL

FUNDAÇÃO NACIONAL PARA A DEMOCRACIA DIRETRIZES DA PROPOSTA DIRETRIZ ADICIONAL Utilize este documento como uma ajuda adicional para escrever um orçamento ou narrativa da proposta. Se tiver outras perguntas, queria enviar um email à equipe regional do NED apropriada ou para proposals@ned.org.

Leia mais

POLÍTICA DE CONFORMIDADE ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA DE CONFORMIDADE ANTICORRUPÇÃO POLÍTICA DE CONFORMIDADE ANTICORRUPÇÃO Introdução A integridade é um dos valores mais importantes da American Sugar Holdings, Inc.. Esta política de conformidade anticorrupção descreve as normas de comportamento

Leia mais

ITURAN SISTEMAS DE MONITORAMENTO LTDA.

ITURAN SISTEMAS DE MONITORAMENTO LTDA. ITURAN SISTEMAS DE MONITORAMENTO LTDA. CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Introdução Este Código de Conduta e Ética tem como objetivo o comprometimento da Ituran Sistemas de Monitoramento Ltda. (a Empresa ) para

Leia mais

Guia de Prevenção e Combate à Corrupção

Guia de Prevenção e Combate à Corrupção Guia de Prevenção e Combate à Corrupção Objetivo Estabelecer diretrizes e definir o que são práticas de corrupção, bem como reiterar qual é a conduta e a postura da Brasil Kirin frente a este tema, reafirmando

Leia mais

Jaguar Mining Inc. Código de Ética e Conduta. Responsável: Diretor Presidente. Versão: 2.0

Jaguar Mining Inc. Código de Ética e Conduta. Responsável: Diretor Presidente. Versão: 2.0 Jaguar Mining Inc. Código de Ética e Conduta Responsável: Diretor Presidente Versão: 2.0 Entrada em Vigor: Setembro, 2014 Sumário Histórico de Aprovação e Revisão 2 1. Propósito... 3 2. Aplicabilidade

Leia mais

GUIA DE ÉTICA DA GN. GN STORE NORD GROUP Outubro 2015

GUIA DE ÉTICA DA GN. GN STORE NORD GROUP Outubro 2015 GUIA DE ÉTICA DA GN GN STORE NORD GROUP Outubro 2015 Indice Introdução... 2 Responsabilidades... 2 Para obter mais ajuda ou relatar um problema... 3 Ética nas tomadas de decisão... 3 Pergunte-se... 4 Análise

Leia mais

4 Princípio 1 Responsabilizar-se pela Própria Segurança e pela Segurança dos Outros

4 Princípio 1 Responsabilizar-se pela Própria Segurança e pela Segurança dos Outros Aplicação O Código de Conduta e Ética Comercial("Código") da Apolo Tubulars S.A. ( Apolo ) se aplica a todos nós -- diretores, funcionários e empregados em tempo integral e meio-expediente da Apolo. No

Leia mais

Política Anticorrupção

Política Anticorrupção Soluções que impulsionam e valorizam sua empresa. Política Anticorrupção Ano fiscal 2016 Política Anticorrupção Objetivo Definir procedimentos para assegurar que todos os colaboradores, funcionários, sócios

Leia mais

Agradecemos por manterem seu compromisso coin a ITW, cora nossos principios e nossas politicas.

Agradecemos por manterem seu compromisso coin a ITW, cora nossos principios e nossas politicas. Corporate Headquarters 155 Harlem Avenue Glenview, Illinois 60025 Telephone 847.724.7500 22 de outubro de 2015 Prezados Empregados e Diretores da ITW: REF: Politica Global Contra Corrupcio da ITW Recentemente,

Leia mais

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL Março de 2015 1ª edição MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta da RIP ( Código ) é a declaração formal das expectativas que servem

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. 1 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. Este código de ética e conduta foi aprovado pelo Conselho de Administração da INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. ( Companhia

Leia mais

22 de Dezembro de 2009

22 de Dezembro de 2009 W. L. GORE & ASSOCIATES, INC. 555 PAPER MILL ROAD P.O. BOX 9329 NEWARK, DE 19714-9329 Telefone 302.738.4880 Fax 302.738.7710 22 de Dezembro de 2009 RE: NORMAS DE CONDUTA ÉTICA DOS ASSOCIADOS Caro Associado:

Leia mais

Código de Conduta. Os fundamentos

Código de Conduta. Os fundamentos Os fundamentos A ética e a integridade nos negócios asseguram nossa credibilidade. Nem é preciso dizer que todos os colaboradores devem observar as leis e regulamentações dos locais em que trabalham e

Leia mais

A presente é uma tradução de um documento em língua inglesa, exclusivamente para sua comodidade. O texto do original em inglês regerá, em todos os

A presente é uma tradução de um documento em língua inglesa, exclusivamente para sua comodidade. O texto do original em inglês regerá, em todos os A presente é uma tradução de um documento em língua inglesa, exclusivamente para sua comodidade. O texto do original em inglês regerá, em todos os aspectos, os seus direitos e as suas obrigações. O original

Leia mais

ManpowerGroup Inc. Política Anticorrupção

ManpowerGroup Inc. Política Anticorrupção ManpowerGroup Inc. Política Anticorrupção Índice POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO I. OBJETIVO...3 IX. PRECISAMOS MANTER LIVROS E REGISTROS PRECISOS...7 II. ESTA POLÍTICA SE APLICA A TODOS DO MANPOWERGROUP...3 X.

Leia mais

Princípios de Ética no Grupo DB

Princípios de Ética no Grupo DB Princípios de Ética no Grupo DB Código de conduta Objetivo do código de conduta Estipulamos com valor vinculativo os nossos padrões e as expectativas relativas aos nossos negócios diários. Para todos os

Leia mais

Política Anticorrupção

Política Anticorrupção Política Anticorrupção pág. 1 Política Anticorrupção Índice 1. Introdução pág. 03 2. Abrangência pág. 07 3. Definições pág. 09 4. Informações Preliminares pág. 13 5. pág. 17 6. Sinais de Alerta pág. 29

Leia mais

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Conteúdo 1 Página Capítulo 2 1. Introdução 3 2. Nossos Compromissos 3! Compromissos com a sociedade 3! Compromissos para com os clientes 4! Compromissos para

Leia mais

Código de Conduta da DuPont. Garantindo um futuro sustentável

Código de Conduta da DuPont. Garantindo um futuro sustentável Código de Conduta da DuPont Garantindo um futuro sustentável Nossos valores corporativos em ação Janeiro 2011 Mensagem do CEO Aos colegas da DuPont: Ao longo dos séculos, os funcionários da DuPont utilizam

Leia mais

POLÍTICA ANTITRUSTE DAS EMPRESAS ELETROBRAS. Política Antitruste das Empresas Eletrobras

POLÍTICA ANTITRUSTE DAS EMPRESAS ELETROBRAS. Política Antitruste das Empresas Eletrobras Política Antitruste das Empresas Eletrobras Versão 1.0 19/05/2014 1 Sumário 1. Objetivo... 3 2. Conceitos... 3 3. Referências... 3 4. Princípios... 4 5. Diretrizes... 4 5.1. Corrupção, Suborno & Tráfico

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DE NEGÓCIOS DA EXTREME NETWORKS, INC.

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DE NEGÓCIOS DA EXTREME NETWORKS, INC. CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DE NEGÓCIOS DA EXTREME NETWORKS, INC. Declaração de Política Na Extreme Networks, nos comprometemos a conduzir nossos negócios honestamente e de maneira ética. Esta meta não pode

Leia mais

Padrões de Conduta e Ética em Negócios para Terceiros

Padrões de Conduta e Ética em Negócios para Terceiros Todas as atividades de negócios na Bristol-Myers Squibb (BMS) estruturam-se sobre a base do nosso compromisso com a integridade e o cumprimento de todas as leis, regulamentações, diretrizes e códigos de

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR A Weatherford construiu sua reputação como uma organização que exige práticas comerciais éticas e altos níveis de integridade em todas as nossas transações comerciais. A

Leia mais

Deutsche Bank. Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank

Deutsche Bank. Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank Deutsche Bank Código de Conduta Empresarial e Ética para o Grupo Deutsche Bank Índice remissivo Visão Geral 2 Capítulo Um: Compromisso com os nossos clientes e com o mercado 4 Capítulo Dois : Compromisso

Leia mais

Política de Gestão de Risco de Fraude

Política de Gestão de Risco de Fraude Política de Gestão de Risco de Fraude Versão: 1.0-2015 Alterada: 2 de junho de 2015 Aprovado por: Conselho de Administração Data: 3 de junho de 2015 Preparado por: Conselho de Administração Data: 2 de

Leia mais