ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE PESQUISA (2013.1)/Execução 02/2013 PROFA. MS. LAYDE LANA BORGES DA SILVA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE PESQUISA (2013.1)/Execução 02/2013 PROFA. MS. LAYDE LANA BORGES DA SILVA E-mail: laydelana@hotmail.com"

Transcrição

1 Ministério da Educação Fundação Universidade Federal de Rondônia Núcleo de Ciências Sociais Aplicadas Departamento de Ciências Jurídicas DCJ-UNIR - Campus de Porto Velho-RO. ATIVIDADE COMPLEMENTAR DE PESQUISA (2013.1)/Execução 02/2013 PROFA. MS. LAYDE LANA BORGES DA SILVA 1 PROPOSTA, DESCRIÇÃO E PLANO DE PESQUISA Em conformidade com o pleito dos alunos acerca da necessidade de oferecimento de Atividades de Pesquisa no âmbito do DJC/UNIR, na reunião de Departamento de , se estabeleceu a seguinte atividade de pesquisa: TEMA: PROCESSO INTERNACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS. Seguem as diretrizes para a elaboração do Artigo Científico. 2 TEMA: PROCESSO INTERNACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS Problema: O Sistema Internacional Regional de proteção aos Direitos Humanos nas Américas ainda é pouco conhecido da comunidade acadêmica, bem como os seus instrumentos de atuação. O mesmo se dá em relação aos casos tramitados na Corte Interamericana de Direitos Humanos. Uma série de procedimentos são necessários para que um caso seja remetido ao órgão judicial do Sistema Interamericano de Direitos Humanos (SIDH). É premente a demanda de estudo aprofundado e consubstanciado com referencial teórico adequado a respeito do mecanismo de proteção aos direitos humanos oferecidos no âmbito da Comissão Interamericana de Direitos Humanos e da Corte Interamericana de Direitos Humanos. Justificativa: Possibilidade de habilitação de profissionais que possam conhecer o Sistema Interamericano de Direitos Humanos; atuar na defesa dos Direitos Humanos e na sua promoção compreendidos os direitos: das crianças

2 e adolescentes; idosos; comunidades ribeirinhas, quilombolas; indígenas; pessoas com necessidades especiais; perseguidos políticos; combate ao trabalho escravo e infantil; todas as formas de tortura; violência sexual; discriminação em razão de gênero; raça, preferência sexual; intolerância religiosa. Necessário após a atividade, a identificação de políticas públicas positivas para fortificar e implementar ações estatais de reforço aos Direitos Humanos no âmbito das Américas. Aceitação progressiva do jus standi na postulação da proteção aos direitos humanos. Necessidade de estudo sobre o desenvolvimento procedimental e processual no âmbito do SIDH. Investigação sobre a eficácia das decisões emanadas pelos órgãos do sistema regional de proteção, que perpassa pelo nível de compreensão dos Estados sobre a importância e urgência da incorporação no plano interno das normas e metodologias protetivas internacionais (flexibilização de conceito de soberania, cessão de parcela de soberania, mudança de legislação, costumes etc) Metodologia: Descrição de casos processados no Sistema Interamericano de Direitos Humanos. Análise das etapas de desenvolvimento procedimental e processual dos casos nos órgãos do Sistema Interamericano de Direitos Humanos (SIDH). Estudo das políticas públicas decorrentes dos casos resolvidos pelo Sistema Interamericano de Direitos Humanos (SIDH). Análise por temas/áreas de interesse em grupos de no máximo quatro membros, sendo cada um responsável por desenvolver seu texto adequando-o ao texto final, que deverá ser entregue na forma de artigo científico com no mínimo 15 laudas e correta referência às obras consultadas. A Professora proponente da Atividade de Pesquisa se disponibiliza a proceder à revisão dos textos quando requerido e a orientar quanto à normalização da apresentação do Artigo Científico etapa final da Atividade de Pesquisa. Objetivos Gerais: Dar aos alunos uma visão humanística da profissão jurídica. Oferecer uma visão inicial do Sistema Interamericano de proteção aos Direitos Humanos, em consonância com o momento histórico e com os anseios da população no que tange aos Direitos Humanos. Informar o pesquisador sobre o melhor meio de proteção material e processual internacional dos vulneráveis

3 que tem seus direitos violados. Discutir a função social do acadêmico, do advogado e dos demais profissionais do direito, bem como seu papel na defesa dos Direitos Humanos. Objetivos Específicos: I- Introduzir o aluno no Estudo da Proteção aos Direitos Humanos no âmbito regional e do Processo Internacional de Defesa dos Direitos Humanos; II- Fomentar a defesa dos Direitos Humanos e a promoção dos Direitos Humanos de crianças e adolescentes; idosos; comunidades ribeirinhas, quilombolas; indígenas; pessoas com deficiência; perseguidos políticos; combate ao trabalho escravo e infantil; todas as formas de tortura; violência sexual; discriminação em razão de gênero; preferência sexual; intolerância religiosa; III- Auxiliar na identificação de políticas públicas positivas para fortificar e implementar ações estatais de reforço aos Direitos Humanos no âmbito das Américas; III- Transmitir ao aluno o conhecimento dos meios de defesa do Sistema Regional de Proteção aos Direitos Humanos; IV- Internalizar no pesquisador o empoderamento decorrente do conhecimento dos trâmites do processo internacional. Via de consequência, não se terão mais pessoas alheias às atrocidades cometidas por quem quer que seja, que pretenda se constituir uma ameaça aos direitos tão arduamente conquistados ao longo dos tempos. 3 CERTIFICAÇÃO PELO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS Finalização: Produção de Artigo Científico A produção e entrega do Artigo Científico no Departamento de Ciências Jurídicas até a data limite de acarretará no direito ao CERTIFICADO DE ATIVIDADES DE PESQUISA - 40h, a ser expedido pelo Departamento de Ciências Jurídicas DCJ/UNIR e poderá ser retirado em A professora não se responsabiliza pelos Certificados não retirados na data aprazada. OBS: Não haverá possibilidade de entrega do artigo após a data limite de salvo as hipóteses de um dos componentes do grupo apresente

4 doença de caráter infecto-contagiosa, impeditiva do comparecimento, comprovada por atestado médico reconhecido na forma da lei constando o Código Internacional de Doenças (CID); manobras ou exercícios militares comprovados por documento da respectiva unidade militar ou motivo de caso fortuito ou força maior, ocasionados pela Universidade Federal de Rondônia. 4 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E ABODAGEM O Artigo Científico poderá a título de sugestão de abordagem contemplar: Abordagem inicial a respeito do mecanismo de proteção aos direitos humanos oferecidos no âmbito da Comissão Interamericana de Direitos Humanos. Um tema entre os eixos de proteção aos Direitos Humanos: crianças e adolescentes; idosos; comunidades ribeirinhas, quilombolas; indígenas; pessoas com deficiência; perseguidos políticos; combate ao trabalho escravo e infantil; todas as formas de tortura; violência sexual; discriminação em razão de gênero; preferência sexual; intolerância religiosa. Descrição processual da demanda escolhida até sua finalização. Eventuais casos em que se identificaram entraves processuais entre os órgãos do Sistema Interamericano de Direitos Humanos. Eventuais casos em que se identificaram harmonia procedimental (parceria, colaboração) entre os órgãos do Sistema Interamericano de Direitos Humanos. Eventuais consequências da tramitação do caso no sistema jurídico interno dos Estados que foram demandados nos órgãos do SIDH (Eficácia das decisões) De que forma a pesquisa pôde contribuir na identificação e promoção de políticas públicas positivas para fortificar e implementar ações estatais de reforço aos Direitos Humanos no âmbito das Américas. Tudo o que for veiculado no desenvolvimento do trabalho deverá constar nas considerações finais de forma a se ter uma ideia geral do caso estudado.

5 REFERÊNCIAS E SUGESTÃO DE FONTES DE PESQUISA ALVES, Ariel de Castro. A Febem é uma réplica autêntica e piorada do sistema prisional. Children and Organized Armed Violence (Coav), Rio de Janeiro, 10 abr Entrevista. Disponível em: <http://www.coav.org.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=1865&user ActiveTemplate=_pt&sid=11>. Acesso em: CASO Corumbiara 1995 massacre. Centro de Mídia Independente, 7 nov Disponível em: <http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2005/11/ shtml>. Acesso em: CIDH. Estatuto da Comissão Interamericana de direitos Humanos. Aprovado pela Resolução AG/RES. 447 (IX-O/79), adotada pela Assembléia Geral da OEA, em seu nono período ordinário de sessões, realizado em La Paz, Bolívia, em outubro de Disponível em: <http://www.cidh.org/basicos/portugues/t.estatuto.cidh.htm>. Acesso em:. Estudo sobre o acesso das pessoas à Corte Interamericana de Direitos Humanos: exposição da CIDH sobre o tema da Resolução AG/RES (XXXII-0/02). Conselho Permanente da OEA, 7 de outubro de 2002c. Disponível em: <http://www.oas.org/consejo/pr/ cajp/documentos/cp10289p08.doc.>. Acesso em:. Informe annual. 2002b. Disponível em: <http://www.cidh.org/annualrep/2002sp/cap.3e.htm>. Acesso em:. Regulamento da Comissão Interamericana de Direitos Humanos. Aprovado pela Comissão em seu 109. o período extraordinário de sessões, realizado de 4 a 8 de dezembro de 2000, e modificado em seu 116. período ordinário de sessões, realizado de 7 a 25 de outubro de 2002, em seu 118.º período ordinário de sessões, realizado de 6 a 24 de outubro de 2003 e em seu 126.º período ordinário de sessões, celebrado de 16 a 27 de outubro de Em vigor em 1.º de maio de Atualizado em janeiro de a. Disponível em: <http://www.cidh.org/basicos/portugues/u.regulamento.cidh.htm>. Acesso em:. Relatório anual Disponível em: <http://www.cidh.org/annualrep/96port/96portca2.1.htm>. Acesso em:

6 . Relatório anual 2001: medidas cautelares emitidas ou estendidas pela Comissão. Costa Rica, 2001b. Disponível em: Acesso em:. Relatório de admissibilidade n.º 39/02. Adolescentes custodiados pela Febem. Petição n.º , 9 de outubro de a. Disponível em: <http://www.cidh.oas.org/ annualrep/2002port/brasil12328.htm>. Acesso em:. Relatório de admissibilidade n.º 77/98. Caso Corumbiara n.º , 25 de setembro de Disponível em: <http://www.cidh.org/annualrep/98port/brasil11556.htm>. Acesso em: CORTE da OEA determina que Brasil cesse tortura na Febem de Tatuapé. Cidadania na Internet, Disponível em: <http://www.cidadania.org.br/ conteudo.asp?conteudo_id=5435&secao_id=95>. Acesso em: CORTEIDH. Caso Almonacid Arellano e outros vs. Chile: excepciones preliminares, fondo, reparaciones e costas. Sentencia de 26 de septiembre de Serie C, n.º d. Disponível em: <www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/seriec_154_esp.pdf>. Acesso em:. Caso Barrios Altos: Chumbipuma Aguirre e outros vs. Peru. Sentença de Fundo de 14 de março de Série C, n. 83, ponto resolutivo n.º b. Disponível em: <http:// /search?q=cache:yiddxybbznuj:www.corteidh.or.cr/docs/ casos/articulos/seriec_83_esp.pdf+sentencia+barrios+altos+e+cort E&hl=pt-BR&ct =clnk&cd=3&gl=br>. Acesso em:. Caso Cayara vs. Perú. Excepciones Preliminares. Sentencia de 3 de febrero de Serie C, nº b. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/seriec_14_esp[1].doc>. Acesso em:. Caso Damião Ximenes: voto do juiz Cançado Trindade. Sentença de 4 de julho de 2006f. Disponível em <http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/seriec_149_esp.pdf>. Acesso em:. Caso de la Panel Blanca : Paniagua Morales y otros vs. Guatemala. Sentencia de 8 de marzo de Serie C N Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/seriec_37_esp[1].doc>. Acesso em. Caso El Amparo vs. Venezuela. Sentencia de 18 de enero de Serie C, n.º a. Disponível em:

7 <http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/seriec_19_esp.pdf>. Acesso em:. Caso Fairén Garbi y Solís Corrales vs. Honduras. Sentencia de 15 de marzo de 1989: fondo. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/seriec_04_esp.pdf>. Acesso em:. Caso Febem Tatuapé: voto concordante juiz cançado trindade: decisão sobre medidas provisionais. 2005a. Disponível em: <http://corteidh.or.cr/docs/medidas/votos/febem_vse_01_cancado.doc>. Acesso em: /b. Caso Gangaram Panday vs. Suriname: excepciones preliminares. Sentencia del 4 de diciembre de Serie C: resoluciones y sentencias, n.º 12. San José: Secretaría de la Corte, Caso Godínez Cr/..vs. Honduras. Sentencia de 26 de junio de 1987: excepciones preliminares. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/docs/casos articulos/seriec_03_esp.pdf>. Acesso em:. Caso Herrera Ulloa vs. Costa Rica. Sentencia de 2 de julio de Serie C nº Ponto b. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/seriec_107_esp.doc>. Acesso em:. Caso La Cantuta vs. Perú: fondo, reparaciones y costas. Sentencia de 29 de noviembre de Serie C n.º e. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/casos.cfm?idcaso=259>. Acesso em:. Caso Neira Alegría y otros vs. Perú. Sentencia de 19 de enero de Serie C, n.º b. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/ seriec_20_esp[1]pdf>. Acesso em:. Caso Ricardo Canese vs. Paraguay. Sentencia de 31 de agosto de Serie C, n.º a. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/seriec_ 111_esp.pdf>.. Caso a Última Tentação de Cristo: Olmedo Bustos y Otros v. Chile: reparaciones y costas. Sentencia de 5 de febrero de Serie C, n.º a. Disponível em: <http: Acesso em:

8 . Caso Velásquez Rodríguez contra Honduras. Sentencia de 29 de julio de 1988: fondo Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/docs/casos/articulos/seriec_04_esp.pdf>. Acesso em:. Caso Viviana Gallardo y otras, n.º 101/81. Serie A. Resolución del 15 de julio, decisión del 13 de noviembre de San José, Costa Rica, Disponível em: < Acesso em:.. Caso Ximenes Lopes versus Brasil: voto separado do juiz Cançado Trindade. 2006c. Disponível em: <http://www.mj.gov.br/sedh/documentos/votocancado.pdf>. Acesso em:. Casos contenciosos : jurisprudência. 2006a. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/casos.cfm>. Acesso em:. Opinião consultiva n.º 5/85, de 13 de novembro de Série A n.º Opinião consultiva n.º 13/93, de 16 de julho de Série A. Certas atribuições da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (arts. 41, 42, 44, 46, 47, 50 e 51 da Convenção Americana sobre Direitos Humanos) solicitadas pelos governos da República Argentina e da República Oriental do Uruguai. 1993a. Disponível em: <http://www.pge.sp. gov.br/centrodeestudos/bibliotecavirtual/interamericano/2127opiniao.htm>. Acesso em:. Regulamento da Corte Interamericana de Direitos Humanos. Aprovado pela Corte no seu 49.º período ordinário de sessões celebrado do dia 16 a 25 de novembro de 2000 e reformado parcialmente pela Corte em seu 61.º período ordinário de sessões do dia 20 de novembro a 4 de dezembro de Disponível em: < >. Acesso em. Relatório anual à Assembléia Geral da OEA, em 6 de março de Disponível em: < Acesso em:. Resolução da Corte Interamericana de Direitos Humanos, de 17 de novembro de Solicitação de medidas provisórias apresentada pela

9 Comissão Interamericana de Direitos Humanos com respeito à República Federativa do Brasil, caso das crianças e adolescentes privados de liberdade no Complexo do Tatuapé da Febem. 2005b. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/docs/medidas/febem_se_01_portugues.pdf>. Acesso em:. Resolução da Corte Interamericana de Direitos Humanos, de 4 de julho de Medidas provisórias e solicitação de ampliação de medidas provisórias com respeito à República Federativa do Brasil. Caso das crianças e adolescentes privados de liberdade no Complexo do Tatuapé da Febem. 2006b. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/docs/medidas/febem_se_03_portugues.pdf>. Acesso em: DESAFIOS do Sistema Interamericano na atualidade. Gazeta do Cejil, n. 19, p. 2, Disponível em: <http://www.cejil.org/gacetas/19retos%20portuguez.pdf>. Acesso em: DULITZKY, Ariel E.; KRSTICEVIC, Viviana; VALENCIA VILLA, Alejandro. Reforma do Sistema Interamericano: uma visão não governamental do processo de reforma do Sistema Interamericano. Tradução Adriana Carneiro Monteiro. [ca. 2003]. Disponível em: <http://www.dhnet.org.br/dados/cursos/dh/br/pb/dhparaiba/3/reforma.html>. Acesso em: FERREIRA, Patrícia Galvão. Relatório o Brasil e o Sistema Interamericano de Direitos Humanos. Rede Social de Justiça e Direitos Humanos, Disponível em: <http://www.social.org.br/relatorio2002/relatorio033.htm>. Acesso em: FIX-ZAMUDIO, Hector. El derecho internacional de los derechos humanos en las Constituciones latinoamericanas y en la Corte Interamericana de Derechos Humanos. Revista Latinoamericana de Derecho, México, ano 1, n. 1, enero/jun Disponível em: <http://www.juridicas.unam.mx/publica/librev/rev/revlad/cont/1/art/art5.pdf>. Acesso em:. Prologo. In: CorteIDH. Medidas provisionales n.º 1, 1987/1996. Disponível em: <http://www.corteidh.or.cr/seriee1/prologo.html>. Acesso em:

10 GARCÍA RAMÍREZ, Sérgio. Reflexões sobre a Corte Interamericana de Direitos Humanos com base no relatório de atividades apresentado à Comissão de Assuntos Jurídicos e Políticos. Washington, D. C., 11 de março de Disponível em: <http://scm.oas.org/doc_public/portuguese/hist_04/cp12393p08.doc>. Acesso em: INSTITUTO UNIEMP. Febem São Paulo: internos: pesquisa realizada de 14 de março a 13 de abril de Disponível em: <http://www.febem.sp.gov.br/files/pdf/pesquisafebem/pesquisainternos.pdf>. Acesso em: INTER-AMERICAN COURT OF HUMAN RIGHTS. Case Villagrán Morales et al vs. Guatemala: the Street Children Case. Judgement of November 19, Ser. C, n.º 63, Disponível em: <http://www.juvenilejusticepanel.org/resource/items/i/n/interamericancourthrg uatemalajudgement1999.pdf.>. Acesso em: 28 fev INTERNOS do Presídio Urso Branco: Ofício JG-RJ 091/02 referente à petição das vítimas e seus representantes, Centro de Justiça Global e Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Porto Velho à Comissão Interamericana de Direitos Humanos. Rio de Janeiro, 12 de março de Justiça Global, Disponível em: <http://www.global.org.br/portuguese/arquivos/internosdopresidio.html>. Acesso em: KLINGL, Érika et al. Selvageria explícita. Correio Braziliense, Brasília, 20 abr. 2004, p. A-18. Disponível em: <http://clipping.planejamento.gov.br/noticias.asp?notcod=118312>. Acesso em: KOERNER, Andrei. Ordem política e sujeito de direito no debate sobre direitos humanos. Lua Nova, São Paulo, n. 57, Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s &lng=pt&nrm=iso&tlng=pt#tx02>. Acesso em: MAIA, Luciano Mariz. O Brasil antes e depois do Pacto de São José. Boletim Científico da Escola Superior do Ministério Público da União, São Paulo, v. 4, Disponível em: <http://www3.esmpu.gov.br/linha-editorial/boletimcientifico/boletim4.pdf>. Acesso em:

11 MASSACRE na Casa de Detenção José Mário Alves da Silva: Ofício JG/RJ 008/02 do Centro de Justiça Global e Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Porto Velho sobre o massacre de presos na Casa de Detenção José Mário Alves da Silva (Presídio Urso Branco) no Estado de Rondônia, Brasil, à Relatora Especial sobre Execuções Sumárias da ONU. Rio de Janeiro, 10 de janeiro de Justiça Global, Disponível em: <http://www.global.org.br/portuguese/arquivos/massacrenacasa.html >. Acesso em: 28 fev NASSER, Salem Hikmat. Desenvolvimento, costume internacional e soft law. [ca. 2002]. Disponível em: <http://www.direitogv.com.br/appdata/publication/desenvolvimentocostumeint ernacionaloftlawalemnasser.pdf>. Acesso em: NUNOMURA, Eduardo. A máquina de arquivar processos na Febem. O Estado de São Paulo, São Paulo, 23 maio Disponível em: <http://clipping.planejamento.gov.br/noticias.asp?notcod=125921>. Acesso em: ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Carta das Nações Unidas. Assinada em São Francisco, em 26 de junho de 1945, concluindo a Conferência das Nações Unidas sobre Organização Internacional. Entrada em vigor em 24 de outubro de O Estatuto do Tribunal Internacional de Justiça faz parte integrante da Carta. Disponível em: <http://www.fd.uc.pt/hrc/enciclopedia/onu/textos_onu/cnu.pdf>. Acesso em:. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Adotada e proclamada pela Resolução n.º 217 A da 3.ª Sessão Ordinária da Assembléia Geral das Nações Unidas, em 10 de dezembro de Disponível em: <http://www.mj.gov.br/sedh/ct/legis_intern/ddh_bib_ inter_universal.htm >. Acesso em: ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS. Carta da Organização dos Estados Americanos. Reformada pelo Protocolo de Reforma da Carta da Organização dos Estados A/mericanos "Protocolo de Buenos Aires", assinado em 27 de fevereiro de 1967, na Terceira Conferência Interamericana Extraordinária. Disponível em: < Acesso em:. Convenção Americana sobre Direitos Humanos (1969): Pacto de San José da Costa Rica. Assinada na Conferência Especializada Interamericana sobre Direitos Humanos em San José da Costa Rica, em de 22 de novembro de 1969, ratificada pelo Brasil em 25 de setembro de Disponível em: <

12 Acesso em:. Declaração Americana dos Direitos e Deveres do Homem, Aprovada na Nona Conferência Internacional Americana, Bogotá, em abril de Disponível em: < Acesso em: 10 out Protocolo de San Salvador: protocolo adicional à Convenção Americana sobre Direitos Humanos em matéria de direitos econômicos, sociais e culturais. Adotado em San Salvador, El Salvador, em 17 de novembro de 1988, no décimo oitavo período de sessões da Assembléia Geral Disponível em: >. Acesso em: 18 out PENTEADO, Gilmar. Tortura na FEBEM recebe pena recorde. Folha de S. Paulo, São Paulo, 4 out Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u shtml >. Acesso em: 30 mar PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos e o direito constitucional internacional. São Paulo: Saraiva, 2006a. PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos e justiça internacional: um estudo comparativo dos sistemas regionais europeu, interamericano e africano. São Paulo: Saraiva, 2006b.. Proteção internacional dos direitos humanos. In: SEMINÁRIO POLÍTICA EXTERNA DO BRASIL PARA O SÉCULO XXI, 2002, Brasília. Trabalhos apresentados. Brasília: Câmara dos Deputados, Proteção internacional dos direitos humanos: desafios e perspectivas. Revista do Curso de Direito das Faculdades Jorge Amado. Salvador, v. 2, n.1, PORFÍRIO, Fernando. Débito estatal: Estado terá de indenizar família de menor morto na Febem. Revista Consultor Jurídico, 26 set Disponível em: <http://conjur.estadao.com.br/static/text/48661,1>. Acesso em: 30 mar POR QUÉ Madre Mía y no Cayara? Jornal de Arequipa: La Redacción, maio Disponível em: <http://www.jornaldearequipa.com/humala_cayara.htm>. Acesso em: 28 mar

13 PRONER, Carol. Os direitos humanos e seus paradoxos: análise do sistema americano de proteção. Porto Alegre: Sérgio Antônio Fabris, QUEIROZ, Sheyla Barreto Braga. A Corte Interamericana e a proteção dos direitos humanos Disponível em: <http://www.ccj.ufpb.br/primafacie/prima/ artigos/n7/corte.pdf>. Acesso em: 12 maio RAMIRES, Rosana Laura de Castro Farias. Jurisdição constitucional internacional: o acesso à Corte Interamericana como garantia constitucional. Dissertação (Mestrado) Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/cp pdf>. Acesso em: 13 mar RAMOS, André de Carvalho. Processo internacional dos direitos humanos. Rio de Janeiro: Renovar, RAWLS, John. Comentários sobre o processo do direito dos povos. In:. O direito dos povos. São Paulo: Martins Fontes, Por que povos e não Estados? In:. O direito dos povos. São Paulo: Martins Fontes, REIS, Rossana Rocha. Soberania, direitos humanos e migrações. Revista Brasileira de Ciência e Sociologia, São Paulo, v. 19, n. 55, REZEK, José Francisco. Direito internacional público: curso elementar. São Paulo: Saraiva, SALDANHA, Sansão. Neoliberalismo e globalização: o desafio da democracia. Revista da Escola da Magistratura do Estado de Rondônia, Porto Velho, n. 12, 2004 SUSSEKIND, Arnaldo. Efetividade dos direitos humanos do trabalhador. Revista Jurídica Consulex, ano 11, n. 240, 15 jan Edição especial 10 anos. TRINDADE, Antônio Augusto Cançado. O acesso direto à justiça internacional. [ca. 2002] DHNET: Direitos Humanos na Internet. Disponível em: <http://www.dhnet.org.br/direitos/militantes/cancadotrindade/cancado_acesso.h tml>. Acesso em:

14 . Direitos humanos: personalidade e capacidade jurídica internacional do indivíduo. In: BRANT, L. N. C. (Org.). O Brasil e os novos desafios do Direito Internacional. Rio de Janeiro: Forense, Obra adquirida via biblioteca jurídica virtual da editora, sem paginação. Disponível em: <http://www.bibliotecaforense.com/cgi-bin/cgi.exe/home>. Acesso em: URSO Branco: maioria dos presos foi morta pelas costas. Panorama Brasil, São Paulo, 3 jan Disponível em: <http://www.panoramabrasil.com.br/noticia_completa.asp?s=polotica&st =Pol%C3%ADtica&ssT=Judici%C3%A1rio&ss=judiciario&fT=Criminal&f=c riminal&p=conteudo/txt/2002/01/03/ htm>. Acesso em: VIEIRA, Gustavo Oliveira. Inovações em Direito Internacional: um estudo de caso a partir do Tratado de Ottawa. Santa Cruz do Sul: Edunisc, 2006 YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Tradução Daniel Grassi. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

FACULDADE DE DIREITO DE CAMPOS Reconhecida pelo Decreto Federal Nº 55.754, de 12 de fevereiro de 1965

FACULDADE DE DIREITO DE CAMPOS Reconhecida pelo Decreto Federal Nº 55.754, de 12 de fevereiro de 1965 DISCIPLINA: Direito Internacional dos Direitos Humanos PROFESSOR: Dr. Antonio Celso Alves Pereira EMENTA: Formação, autonomia e consolidação do Direito Internacional dos Direitos Humanos. A Carta Internacional

Leia mais

CONCURSO DE DESENHO DE CARTAZ COMISSÃO INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS

CONCURSO DE DESENHO DE CARTAZ COMISSÃO INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS CONCURSO DE DESENHO DE CARTAZ COMISSÃO INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS REGRAS DO CONCURSO COM AS MODIFICAÇÕES REALIZADAS EM MAIO DE 2009 1. Objeto do Concurso Em abril

Leia mais

A efetividade das sentenças da Corte Interamericana de Direitos Humanos no Brasil

A efetividade das sentenças da Corte Interamericana de Direitos Humanos no Brasil IX Salão de Iniciação Científica PUCRS A efetividade das sentenças da Corte Interamericana de Direitos Humanos no Brasil Gabriela Bratkowski Pereira, Elias Grossmann (orientador) Faculdade de Direito,

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL NO DIREITO POSITIVO Cíntia Cecília Pellegrini

A INFLUÊNCIA DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL NO DIREITO POSITIVO Cíntia Cecília Pellegrini A INFLUÊNCIA DA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL NO DIREITO POSITIVO Cíntia Cecília Pellegrini RESUMO: Após a Segunda Guerra Mundial, a sociedade internacional passou a ter como principal objetivo a criação de acordos

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2014

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2014 FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2014 Disciplina: Direito Internacional Departamento IV Direito do Estado Docente Responsável: Fernando Fernandes da Silva Carga Horária Anual: 100 h/a Tipo: Anual

Leia mais

VIOLÊNCIA INTRAFAMILIAR CONTRA A MULHER E AS REDES DE ATENDIMENTO

VIOLÊNCIA INTRAFAMILIAR CONTRA A MULHER E AS REDES DE ATENDIMENTO CONGRESSO INTERNACIONAL INTERDISCIPLINAR EM SOCIAIS E HUMANIDADES Niterói RJ: ANINTER-SH/ PPGSD-UFF, 03 a 06 de Setembro de 2012, ISSN 2316-266X VIOLÊNCIA INTRAFAMILIAR CONTRA A MULHER E AS REDES DE ATENDIMENTO

Leia mais

DEMOCRÁTICA CARTA INTERAMERICANA

DEMOCRÁTICA CARTA INTERAMERICANA DEMOCRÁTICA CARTA INTERAMERICANA A ASSEMBLÉIA GERAL, CONSIDERANDO que a Carta da Organização dos Estados Americanos reconhece que a democracia representativa é indispensável para a estabilidade, a paz

Leia mais

X CONFERÊNCIA DE MINISTROS DA DEFESA DAS AMÉRICAS PUNTA DEL ESTE - REPÚBLICA ORIENTAL DO URUGUAI 8 A 10 DE OUTUBRO DE 2012

X CONFERÊNCIA DE MINISTROS DA DEFESA DAS AMÉRICAS PUNTA DEL ESTE - REPÚBLICA ORIENTAL DO URUGUAI 8 A 10 DE OUTUBRO DE 2012 X CONFERÊNCIA DE MINISTROS DA DEFESA DAS AMÉRICAS PUNTA DEL ESTE - REPÚBLICA ORIENTAL DO URUGUAI 8 A 10 DE OUTUBRO DE 2012 DECLARAÇÃO DE PUNTA DEL ESTE (10 de outubro de 2012) Os Ministros da Defesa e

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 13 de Setembro de 2011 13:23 - Última atualização Ter, 13 de Setembro de 2011 16:22

Escrito por Administrator Ter, 13 de Setembro de 2011 13:23 - Última atualização Ter, 13 de Setembro de 2011 16:22 Proteção Internacional de Direitos Humanos Coordenação: Profa. Dra. Cristina Figueiredo Terezo Resumo O pioneiro projeto de extensão visa capacitar os discentes para acionar a jurisdição do Sistema Interamericano

Leia mais

Red Derechos Humanos y Educación Superior Taller 1 Metodología de la enseñanza de los DDHH en la Educación Superior (Lima, 16-17 de julio de 2012)

Red Derechos Humanos y Educación Superior Taller 1 Metodología de la enseñanza de los DDHH en la Educación Superior (Lima, 16-17 de julio de 2012) Red Derechos Humanos y Educación Superior Taller 1 Metodología de la enseñanza de los DDHH en la Educación Superior (Lima, 16-17 de julio de 2012) O Ensino de Direitos Humanos da Universidade Federal do

Leia mais

AG/RES. 2577 (XL-O/10) PROMOÇÃO DO TRIBUNAL PENAL INTERNACIONAL 1/2/ (Aprovada na quarta sessão plenária, realizada em 8 de junho de 2010)

AG/RES. 2577 (XL-O/10) PROMOÇÃO DO TRIBUNAL PENAL INTERNACIONAL 1/2/ (Aprovada na quarta sessão plenária, realizada em 8 de junho de 2010) AG/RES. 2577 (XL-O/10) PROMOÇÃO DO TRIBUNAL PENAL INTERNACIONAL 1/2/ (Aprovada na quarta sessão plenária, realizada em 8 de junho de 2010) A ASSEMBLÉIA GERAL, RECORDANDO as resoluções AG/RES. 1619 (XXIX-O/99),

Leia mais

XX Congresso Panamericano da Criança e do Adolescente

XX Congresso Panamericano da Criança e do Adolescente CD/doc. 18/08 Resolução CD/RES.07 (83-R/08) 5 de dezembro, 2008. PROJETO DE TEMÁRIO XX Congresso Panamericano da Criança e do Adolescente A realizar-se em Lima, Peru, setembro de 2009. Indice I. Introdução

Leia mais

Sumário. Nota à 2ª edição... 13 Agradecimentos... 17 Apresentação da coleção... 19 Prefácio... 21 Lista de siglas... 25

Sumário. Nota à 2ª edição... 13 Agradecimentos... 17 Apresentação da coleção... 19 Prefácio... 21 Lista de siglas... 25 Sumário Nota à 2ª edição... 13 Agradecimentos... 17 Apresentação da coleção... 19 Prefácio... 21 Lista de siglas... 25 Capítulo I TERMINOLOGIA E ASPECTOS CONCEITUAIS... 27 1. Diversidade terminológica...

Leia mais

1.2. Ratificação da Convenção: Decreto Legislativo nº 152/2002, de 25 de junho de 2002.

1.2. Ratificação da Convenção: Decreto Legislativo nº 152/2002, de 25 de junho de 2002. Relatório Terceira Reunião da Comissão de Peritos do Mecanismo de Seguimento da Convenção Interamericana Contra a Corrupção, realizado em Washington D.C., de 10 a 13 de fevereiro de 2003. 1. Questões formais

Leia mais

ESCOLA DE FORMAÇÃO 2007 ESTUDO DIRIGIDO. Liberdade de profissão

ESCOLA DE FORMAÇÃO 2007 ESTUDO DIRIGIDO. Liberdade de profissão ESCOLA DE FORMAÇÃO 2007 ESTUDO DIRIGIDO Liberdade de profissão Preparado por Carolina Cutrupi Ferreira (Escola de Formação, 2007) MATERIAL DE LEITURA PRÉVIA: 1) Opinião Consultiva n. 5/85 da Corte Interamericana

Leia mais

NOVOS INSTRUMENTOS PERMITEM CONCRETIZAR DIREITOS HUMANOS NO STF E STJ

NOVOS INSTRUMENTOS PERMITEM CONCRETIZAR DIREITOS HUMANOS NO STF E STJ NOVOS INSTRUMENTOS PERMITEM CONCRETIZAR DIREITOS HUMANOS NO STF E STJ (Conjur, 10/12/2014) Alexandre de Moraes Na luta pela concretização da plena eficácia universal dos direitos humanos o Brasil, mais

Leia mais

Estatuto da Comissão Interamericana de Direitos Humanos

Estatuto da Comissão Interamericana de Direitos Humanos Estatuto da Comissão Interamericana de Direitos Humanos Aprovado pela resolução AG/RES. 447 (IX-O/79), adotada pela Assembléia Geral da OEA, em seu Nono Período Ordinário de Sessões, realizado em La Paz,

Leia mais

Direitos das Pessoas Idosas e a Implementação da Convenção

Direitos das Pessoas Idosas e a Implementação da Convenção Direitos das Pessoas Idosas e a Implementação da Convenção Perly Cipriano Subsecretário de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos - Brasil Dados atuais sobre envelhecimento no mundo No ano de 2007, 10.7%

Leia mais

Reunião Plenária Final da

Reunião Plenária Final da Reunião Plenária Final da Conferência Regional das Américas sobre Avanços e Desafios no Plano de Ação contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e as Intolerância Correlatas Resumo da Presidenta

Leia mais

Relatório de Atividades e Avaliação do VII Curso Anual de Capacitação em Direitos Humanos CADH:

Relatório de Atividades e Avaliação do VII Curso Anual de Capacitação em Direitos Humanos CADH: VII Curso de Capacitação em Direitos Humanos - CADH 13 Relatório de Atividades e Avaliação do VII Curso Anual de Capacitação em Direitos Humanos CADH: SISTEMA INTERAMERICANO DE DIREITOS HUMANOS 1 a 5 de

Leia mais

A INTERNACIONALIZAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

A INTERNACIONALIZAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS A INTERNACIONALIZAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS Gabriela Maciel Lamounier Assunção José Luiz Quadros de Magalhães A INTERNACIONALIZAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS Gabriela Maciel Lamounier Assunção 1 Advogada, especialista

Leia mais

BRASIL. (tradução não oficial para o português)

BRASIL. (tradução não oficial para o português) Distr. GERAL CCPR/C/BRA/CO/2 2 de Novembro 2005 Original: Inglês Comitê de Direitos Humanos 85ª Sessão CONSIDERAÇÃO DE RELATÓRIOS ENVIADOS POR ESTADOS PARTES SOB O ARTIGO 40 DO PACTO Observações finais

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária. E-06 10º 04 Semanal Mensal 04 60

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária. E-06 10º 04 Semanal Mensal 04 60 e Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária E-06 10º 04 Semanal Mensal 04 60 Nome da Disciplina DIREITOS HUMANOS Curso DIREITO D- 30 DIREITO CONSTITUCIONAL III (MATRIZ 2008/01) D- 32 DIREITO CONSTITUCIONAL

Leia mais

COMUNICADO CONJUNTO DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E DOS ESTADOS ASSOCIADOS DECLARAÇÃO DE OURO PRETO

COMUNICADO CONJUNTO DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E DOS ESTADOS ASSOCIADOS DECLARAÇÃO DE OURO PRETO COMUNICADO CONJUNTO DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E DOS ESTADOS ASSOCIADOS DECLARAÇÃO DE OURO PRETO Os Presidentes dos Estados Partes do MERCOSUL e dos Estados Associados, reunidos na

Leia mais

O BRASIL E O SISTEMA INTERAMERICANO DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

O BRASIL E O SISTEMA INTERAMERICANO DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS O BRASIL E O SISTEMA INTERAMERICANO DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS LUIZ FLÁVIO GOMES * VALERIO DE OLIVEIRA MAZZUOLI ** SUMÁRIO: 1. Introdução 2. As obrigações do Estado brasileiro relativamente aos tratados

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DO SERVIÇO DE ATENÇÃO À MULHER SOB VIOLÊNCIA DE GÊNERO

LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DO SERVIÇO DE ATENÇÃO À MULHER SOB VIOLÊNCIA DE GÊNERO 1. Marco Lógico LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DO SERVIÇO DE ATENÇÃO À MULHER SOB VIOLÊNCIA DE GÊNERO Publicação/Origem NORMATIVAS INTERNACIONAIS DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS Declaração

Leia mais

Ref.: Mecanismo Estadual de Prevenção e Combate à Tortura

Ref.: Mecanismo Estadual de Prevenção e Combate à Tortura São Paulo, 19 de setembro de 2013. Ilustre Senhora Eloísa Arruda Secretária de Estado da Justiça e Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania do Estado de São

Leia mais

Os sistemas global e americano de proteção dos direitos humanos parte I. A Declaração Universal dos Direitos Humanos

Os sistemas global e americano de proteção dos direitos humanos parte I. A Declaração Universal dos Direitos Humanos Os sistemas global e americano de proteção dos direitos humanos parte I Camila Bressanelli* A Declaração Universal dos Direitos Humanos Antes mesmo da análise dos sistemas global e americano de proteção

Leia mais

Direito constitucional: repercussão geral e súmulas vinculantes

Direito constitucional: repercussão geral e súmulas vinculantes Direito constitucional: repercussão geral e súmulas vinculantes IDP Veduca 40h Sobre o curso O curso visa o estudo do novo perfil da Jurisdição Constitucional no Brasil. Dois novos institutos foram inseridos

Leia mais

1ª CONFERÊNCIA ANUAL SOBRE O CONTROLO PELA CRIMIGRAÇÃO PROPOSTA DE ARTIGO

1ª CONFERÊNCIA ANUAL SOBRE O CONTROLO PELA CRIMIGRAÇÃO PROPOSTA DE ARTIGO 1ª CONFERÊNCIA ANUAL SOBRE O CONTROLO PELA CRIMIGRAÇÃO PROPOSTA DE ARTIGO Linha Temática: Justiça e Controlo Social Formato de Comunicação: Escrita Autora: Gabrielle Louise Soares Timóteo. Qualificação:

Leia mais

IHRLG na América Latina

IHRLG na América Latina IHRLG na América Latina Defesa dentro do Sistema Interamericano de Direitos Humanos O IHRLG, nos seus 24 anos de história, há estado envolvido em numerosos casos, tanto na defesa, como pleiteando perante

Leia mais

ANEXO III CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO A ESTUDOS, PESQUISAS E PROJETOS INOVADORES

ANEXO III CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO A ESTUDOS, PESQUISAS E PROJETOS INOVADORES ANEXO III CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO A ESTUDOS, PESQUISAS E PROJETOS INOVADORES I ÁREAS DE INTERESSE Criança e Adolescente Apoio a Estudos e Pesquisas e Projetos Inovadores para promoção,

Leia mais

RICARDO S. PEREIRA NOÇÕES DE DIREITOS HUMANOS. 1ª Edição OUT 2012

RICARDO S. PEREIRA NOÇÕES DE DIREITOS HUMANOS. 1ª Edição OUT 2012 RICARDO S. PEREIRA NOÇÕES DE DIREITOS HUMANOS TEORIA 38 QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS GABARITADAS Teoria e Seleção das Questões: Prof. Ricardo S. Pereira Organização e Diagramação: Mariane dos Reis 1ª

Leia mais

1948 Lista os direitos e deveres fundamentais de todo ser humano. 1959 Estabelece direitos universais das crianças.

1948 Lista os direitos e deveres fundamentais de todo ser humano. 1959 Estabelece direitos universais das crianças. LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DO PROGRAMA NACIONAL DE DST E AIDS PNDST-AIDS 1. Marcos Lógicos NORMATIVAS INTERNACIONAIS DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS 1948 Lista os direitos e deveres

Leia mais

VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO

VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO 140 Viagens do Secretário-Geral Conferência sobre o Sistema Interamericano São Domingos, República Dominicana, 2 e 3 de junho de 2005 Trigésimo

Leia mais

Informação de referência. Mortes violentas de mulheres por razões de gênero (femicidio/feminicídio)

Informação de referência. Mortes violentas de mulheres por razões de gênero (femicidio/feminicídio) Informação de referência Mortes violentas de mulheres por razões de gênero (femicidio/feminicídio) Conceito de femicidio/feminicídios A expressão femicidio foi cunhada nos anos 1970 por Diana Russell para

Leia mais

As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial

As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial ONU A ONU (Organização das Nações Unidas) foi fundada no dia 24 de outubro de 1945, em São Francisco, Estados Unidos. O encontro

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2014/1 DISCIPLINA: DIREITO CONSTITUCIONAL II PROFESSOR: SERGIO ROBERTO LEAL DOS SANTOS TURMA: 4º

Leia mais

NORMATIVAS INTERNACIONAIS Publicação/Origem

NORMATIVAS INTERNACIONAIS Publicação/Origem LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DO SERVIÇO DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA, ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES 1. Marcos Lógicos NORMATIVAS INTERNACIONAIS DECLARAÇÃO DE GENEBRA

Leia mais

CASOTECA DIREITO GV PRODUÇÃO DE CASOS 2011

CASOTECA DIREITO GV PRODUÇÃO DE CASOS 2011 CASOTECA DIREITO GV PRODUÇÃO DE CASOS 2011 CASOTECA DIREITO GV Caso do Campo de Algodão: Direitos Humanos, Desenvolvimento, Violência e Gênero ANEXO I: DISPOSITIVOS RELEVANTES DOS INSTRUMENTOS INTERNACIONAIS

Leia mais

SISTEMA AFRICANO DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

SISTEMA AFRICANO DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS SISTEMA AFRICANO DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS Eneida Orbage de Britto Taquary A Carta Africana de Direitos do Homem e dos Povos, conhecida como Carta de Banjul, porque foi aprovada pela Conferência

Leia mais

Bruno Cavalcanti Marcelo Magalhães Peixoto Sérgio Augusto Zampol Pavani

Bruno Cavalcanti Marcelo Magalhães Peixoto Sérgio Augusto Zampol Pavani DIREITO DO TRABALHO EMPRESARIAL Coordenadores Bruno Cavalcanti Marcelo Magalhães Peixoto Francisco das C. Lima Filho William de Almeida Brito Júnior Mário Paiva Gilberto de Castro Moreira Junior Marcelo

Leia mais

Estatutos da RIICOTEC

Estatutos da RIICOTEC ESTATUTO DA REDE INTERGOVERNAMENTAL IBEROAMERICANA DE COOPERAÇÃO TÉCNICA PARA O DESENVOLVIMENTO DE POLÍTICAS INTEGRAIS PARA AS PESSOAS IDOSAS E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA (RIICOTEC) 1 (Com as modificações

Leia mais

** Agradeço aos amigos do Centro de Direito Internacional (CEDIN) e do Grupo de Estudos de Direito

** Agradeço aos amigos do Centro de Direito Internacional (CEDIN) e do Grupo de Estudos de Direito AS MEDIDAS DE URGÊNCIA DO SISTEMA INTERAMERICANO DE DIREITOS HUMANOS PARA AS PENITENCIÁRIAS BRASILEIRAS: UMA ANÁLISE DO DEVER DE GARANTIA E DO DEVER DE PROTEÇÃO À INTEGRIDADE PESSOAL À LUZ DO PACTO DE

Leia mais

Declaração de Brasília: Rumo à Cidadania Sul- Americana

Declaração de Brasília: Rumo à Cidadania Sul- Americana Declaração de Brasília: Rumo à Cidadania Sul- Americana XI Conferência Sul-Americana sobre Migrações Brasília, de 19 a 21 de outubro de 2011 Declaração de Brasília Rumo à Cidadania Sul-Americana Os representantes

Leia mais

VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO

VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO - 1 - Viagens do Secretário-Geral Caracas, Venezuela, 2 a 23 de janeiro de 2003 Caracas, Venezuela, 28 de janeiro a 6 de fevereiro de 2003

Leia mais

ACESSO AOS MECANISMOS CONVENCIONAIS DE PROTEÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS

ACESSO AOS MECANISMOS CONVENCIONAIS DE PROTEÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS ACESSO AOS MECANISMOS CONVENCIONAIS DE PROTEÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS DOCUMENTO PREPARADO PARA O MÊS DA ONU PETIÇÕES INDIVIDUAIS DANIELA IKAWA QUAIS SÃO OS MECANISMOS DE PROTEÇÃO EXISTENTES? O QUE SÃO MECANISMOS

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA REDE BÁSICA DE SAÚDE

LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA REDE BÁSICA DE SAÚDE LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA REDE BÁSICA DE SAÚDE 1. Marcos Lógicos Publicação/Origem NORMATIVAS INTERNACIONAIS DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS Declaração Americana dos Direitos

Leia mais

CONVENÇÃO INTERAMERICANA PARA PREVENIR, PUNIR E ERRADICAR A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, CONVENÇÃO DE BELÉM DO PARÁ

CONVENÇÃO INTERAMERICANA PARA PREVENIR, PUNIR E ERRADICAR A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, CONVENÇÃO DE BELÉM DO PARÁ CONVENÇÃO INTERAMERICANA PARA PREVENIR, PUNIR E ERRADICAR A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, CONVENÇÃO DE BELÉM DO PARÁ (Adotada em Belém do Pará, Brasil, em 9 de junho de 1994, no Vigésimo Quarto Período Ordinário

Leia mais

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Modelo de Currículo Vagas no CNJ e no CNMP

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Modelo de Currículo Vagas no CNJ e no CNMP Nome Tribunal de origem ROBERTO LEMOS DOS SANTOS FILHO TRF3 - Tribunal Regional Federal da 3ª Região Data de posse 24/09/1999 Vaga a que deseja concorrer Membro do CNJ Juiz Federal (Art. 103-B, caput,

Leia mais

PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL

PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL PROPOSTAS PARA O ESTADO BRASILEIRO - NÍVEIS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL MEDIDAS CONCRETAS PARA O ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO ÂMBITO DOMÉSTICO/FAMILIAR A presente Matriz insere-se no

Leia mais

Módulo Europeu sobre Direitos Fundamentais

Módulo Europeu sobre Direitos Fundamentais Módulo Europeu sobre Direitos Fundamentais Coordenadores: Professores Doutores Fausto de Quadros, Luís Pereira Coutinho e Lourenço Vilhena de Freitas Duração: Início no dia 17 de Maio Dias de leccionação:

Leia mais

PROTOCOLO ADICIONAL À CONVENÇÃO AMERICANA SOBRE DIREITOS HUMANOS EM MATÉRIA DE DIREITOS ECONÔMICOS, SOCIAIS E CULTURAIS, PROTOCOLO DE SAN SALVADOR

PROTOCOLO ADICIONAL À CONVENÇÃO AMERICANA SOBRE DIREITOS HUMANOS EM MATÉRIA DE DIREITOS ECONÔMICOS, SOCIAIS E CULTURAIS, PROTOCOLO DE SAN SALVADOR PROTOCOLO ADICIONAL À CONVENÇÃO AMERICANA SOBRE DIREITOS HUMANOS EM MATÉRIA DE DIREITOS ECONÔMICOS, SOCIAIS E CULTURAIS, PROTOCOLO DE SAN SALVADOR Preâmbulo Os Estados Partes na Convenção Americana sobre

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO DEFENSOR PÚBLICO FEDERAL DE SEGUNDA CATEGORIA. Questão Grupo III PADRÃO DE RESPOSTA

DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO DEFENSOR PÚBLICO FEDERAL DE SEGUNDA CATEGORIA. Questão Grupo III PADRÃO DE RESPOSTA Questão Grupo III Espera-se que o candidato responda à questão conforme o que se segue. A garantia provisória de emprego (ou estabilidade temporária) está garantida, no presente caso, pelo disposto no

Leia mais

Crimes Contra Humanidade nas Américas: Uma dívida pendente de reparação

Crimes Contra Humanidade nas Américas: Uma dívida pendente de reparação 1 Crimes Contra Humanidade nas Américas: Uma dívida pendente de reparação Rui Aurélio de Lacerda Badaró 1 Rei Creonte: E te atreveste a desobedecer às leis? Antígona: Mas Zeus não foi o arauto delas para

Leia mais

O Estado chileno foi condenado a modificar o seu ordenamento jurídico interno, resultando em uma alteração da norma constitucional daquele país.

O Estado chileno foi condenado a modificar o seu ordenamento jurídico interno, resultando em uma alteração da norma constitucional daquele país. No mundo atual está superada a ideia monista do Direito. É indiscutível que em um mundo complexo e multifacetado haja um pluralismo jurídico que se verifica tanto internamente, com as diversas fontes formais

Leia mais

SISTEMA DE PETIÇÕES E CASOS

SISTEMA DE PETIÇÕES E CASOS SISTEMA DE PETIÇÕES E CASOS Folheto Informativo COMISSÃO INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS 00 Organização dos Estados Americanos Para que serve este folheto? Mediante a apresentação de uma petição à

Leia mais

Carta Unir para Cuidar Apresentação

Carta Unir para Cuidar Apresentação Carta Unir para Cuidar Apresentação Durante o 17º Encontro Nacional de Apoio à Adoção (ENAPA), na capital federal, de 07 a 09 de junho de 2012, as entidades participantes assumem, com esta carta de compromisso,

Leia mais

Princípios Básicos Relativos à Função dos Advogados

Princípios Básicos Relativos à Função dos Advogados Princípios Básicos Relativos à Função dos Advogados O Oitavo Congresso das Nações Unidas para a Prevenção do Crime e o Tratamento dos Delinquentes, Lembrando o Plano de Acção de Milão 139, adoptado pelo

Leia mais

CONCLUSÕES DOS GRUPOS DE TRABALHO DO ENCONTRO NACIONAL SOBRE TRABALHO INFANTIL

CONCLUSÕES DOS GRUPOS DE TRABALHO DO ENCONTRO NACIONAL SOBRE TRABALHO INFANTIL CONCLUSÕES DOS GRUPOS DE TRABALHO DO ENCONTRO NACIONAL SOBRE TRABALHO INFANTIL BRASÍLIA/DF, 22 de agosto de 2012. Grupo de Trabalho sobre Autorizações para o Trabalho Infanto-juvenil: I. Não cabe autorização

Leia mais

Acordo sobre o Aquífero Guarani

Acordo sobre o Aquífero Guarani Acordo sobre o Aquífero Guarani A República Argentina, a República Federativa do Brasil, a República do Paraguai e a República Oriental do Uruguai, Animados pelo espírito de cooperação e de integração

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 416, DE 2008

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 416, DE 2008 MEDIDA PROVISÓRIA Nº 416, DE 2008 NOTA DESCRITIVA FEVEREIRO/2008 Nota Descritiva 2 2008 Câmara dos Deputados. Todos os direitos reservados. Este trabalho poderá ser reproduzido ou transmitido na íntegra,

Leia mais

A MULHER E OS TRATADOS INTERNACIONAIS DE DIREITOS HUMANOS

A MULHER E OS TRATADOS INTERNACIONAIS DE DIREITOS HUMANOS A MULHER E OS TRATADOS INTERNACIONAIS DE DIREITOS HUMANOS Os Direitos Humanos surgiram na Revolução Francesa? Olympe de Gouges (1748-1793) foi uma revolucionária e escritora francesa. Abraçou com destemor

Leia mais

XXVI REUNIÃO DE ALTAS AUTORIDADES EM DIREITOS HUMANOS (RAADH)

XXVI REUNIÃO DE ALTAS AUTORIDADES EM DIREITOS HUMANOS (RAADH) MERCOSUL/RAADH/ATA N 01/15 XXVI REUNIÃO DE ALTAS AUTORIDADES EM DIREITOS HUMANOS (RAADH) Realizou-se na cidade de Brasília, República Federativa do Brasil, no dia 6 de julho de 2015, sob a Presidência

Leia mais

QUESTIONÁRIO Formas de discriminação que limitam o exercício pleno dos direitos econômicos, sociais e culturais das mulheres

QUESTIONÁRIO Formas de discriminação que limitam o exercício pleno dos direitos econômicos, sociais e culturais das mulheres QUESTIONÁRIO Formas de discriminação que limitam o exercício pleno dos direitos econômicos, sociais e culturais das mulheres Este questionário foi preparado como parte do plano de trabalho da Relatoria

Leia mais

Preocupados com a discriminação de que são objeto as pessoas em razão de suas deficiências;

Preocupados com a discriminação de que são objeto as pessoas em razão de suas deficiências; CONVENÇÃO INTERAMERICANA PARA A ELIMINAÇÃO DE TODAS AS FORMAS DE DISCRIMINAÇÃO CONTRA AS PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA (CONVENÇÃO DA GUATEMALA), de 28 de maio de 1999 Os Estados Partes nesta Convenção,

Leia mais

Ação Orçamentária - Padronizada Setorial 14U2 - Implantação, Instalação e Modernização de Espaços e Equipamentos Culturais

Ação Orçamentária - Padronizada Setorial 14U2 - Implantação, Instalação e Modernização de Espaços e Equipamentos Culturais Momento do Tipo de Temático Macrodesafio Fortalecer a cidadania Eixo Desenvolvimento Social e Erradicação da Miséria Valor de Referência para Individualização de Projetos em Iniciativas Esferas Fiscal

Leia mais

As Nações Unidas e as Políticas de Redução da Desigualdade Racial

As Nações Unidas e as Políticas de Redução da Desigualdade Racial As Nações Unidas e as Políticas de Redução da Desigualdade Racial Introdução Este documento foi elaborado e aprovado pela Equipe de País do Sistema das Nações Unidas no Brasil em resposta ao interesse

Leia mais

DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO

DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO Concurso Delegado de Polícia Federal 2012 Prof. Leopoldo Canal Leopoldo Canal, advogado, assessor e procurador do consulado da República da Guiné no Rio de Janeiro, diretor

Leia mais

Comentários à Prova de Papiloscopista da Polícia Civil do Estado de Goiás provas em 24.03.2015

Comentários à Prova de Papiloscopista da Polícia Civil do Estado de Goiás provas em 24.03.2015 Comentários à Prova de Papiloscopista da Polícia Civil do Estado de Goiás provas em 24.03.2015 Questão FUNIVERSA/PC-GO Papiloscopista - 2015 Quanto aos Direitos Humanos na Constituição Federal de 1988,

Leia mais

Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Apresentação da 2ª edição... 19 Apresentação... 21

Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Apresentação da 2ª edição... 19 Apresentação... 21 Sumário Sumário Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Apresentação da 2ª edição... 19 Apresentação... 21 Capítulo I LIÇÕES PRELIMINARES... 23 1. Introdução... 23 2. Proteção

Leia mais

DADOS BIOGRÁFICOS. Maria Catarina Vieira Trincão Machado Cordeiro. Documentação: B.I. n.º 8894709, de 15/12/1997 Arquivo de Identificação de Coimbra

DADOS BIOGRÁFICOS. Maria Catarina Vieira Trincão Machado Cordeiro. Documentação: B.I. n.º 8894709, de 15/12/1997 Arquivo de Identificação de Coimbra DADOS BIOGRÁFICOS Nome: Maria Catarina Vieira Trincão Machado Cordeiro Data de Nascimento: 03 de Março de 1970 Estado Civil: Solteira Documentação: B.I. n.º 8894709, de 15/12/1997 Arquivo de Identificação

Leia mais

DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE VARA CÍVEL DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PORTARIA N 001/2010

DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE VARA CÍVEL DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PORTARIA N 001/2010 DJe de 17/06/2010 (cópia sem assinatura digital) DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE VARA CÍVEL DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PORTARIA N 001/2010 Dispõe quanto ao procedimento de habilitação de pretendentes

Leia mais

CONVENÇÃO INTERAMERICANA PARA PREVENIR, PUNIR E ERRADICAR A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, CONVENÇÃO DE BELÉM DO PARÁ

CONVENÇÃO INTERAMERICANA PARA PREVENIR, PUNIR E ERRADICAR A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, CONVENÇÃO DE BELÉM DO PARÁ CONVENÇÃO INTERAMERICANA PARA PREVENIR, PUNIR E ERRADICAR A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, CONVENÇÃO DE BELÉM DO PARÁ (Adotada em Belém do Pará, Brasil, em 9 de junho de 1994, no Vigésimo Quarto Período Ordinário

Leia mais

COLEGIO NACIONAL BARTOLOME MITRE, S.M. de Tucumán, Bachiller, dezembro 1976.

COLEGIO NACIONAL BARTOLOME MITRE, S.M. de Tucumán, Bachiller, dezembro 1976. SECRETÁRIO DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS PARA A DEFESA Bel. Alfredo Forti FORMAÇÃO HARVARD UNIVERSITY, John F. Kennedy School of Government Título: Mestrado em Administração Pública. Concentração: política

Leia mais

DECLARAÇÃO DE BUENOS AIRES (2012) 1

DECLARAÇÃO DE BUENOS AIRES (2012) 1 DECLARAÇÃO DE BUENOS AIRES (2012) 1 Sobre a atuação dos Juízes e Poderes Judiciários Iberoamericanos relativamente à informação, à participação pública e ao acesso à justiça em matéria de meio ambiente

Leia mais

50º CONSELHO DIRETOR 62 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL

50º CONSELHO DIRETOR 62 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE 50º CONSELHO DIRETOR 62 a SESSÃO DO COMITÊ REGIONAL Washington, D.C., EUA, 27 de setembro a 1º de outubro de 2010 Tema 4.17 da agenda CD50/26

Leia mais

Declaração de Princípios sobre a Tolerância * (**)

Declaração de Princípios sobre a Tolerância * (**) Declaração de Princípios sobre a Tolerância * (**) Os Estados Membros da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura reunidos em Paris em virtude da 28ª reunião da Conferência

Leia mais

ATA DA PRIMEIRA ASSEMBLÉIA GERAL PARA CRIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO SUL AMERICANA DE ENGENHARIA ESTRUTURAL ASSEMBLÉIA DE ENCERRAMENTO DAS

ATA DA PRIMEIRA ASSEMBLÉIA GERAL PARA CRIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO SUL AMERICANA DE ENGENHARIA ESTRUTURAL ASSEMBLÉIA DE ENCERRAMENTO DAS ATA DA PRIMEIRA ASSEMBLÉIA GERAL PARA CRIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO SUL AMERICANA DE ENGENHARIA ESTRUTURAL E ASSEMBLÉIA DE ENCERRAMENTO DAS "XXV JORNADAS SUL-AMERICANAS DE ENGENHARIA ESTRUTURAL" DATA: 15 de novembro

Leia mais

Instituições Nacionais de Direitos Humanos à luz dos princípios de Paris

Instituições Nacionais de Direitos Humanos à luz dos princípios de Paris REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E DOS DIREITOS HUMANOS DIRECÇÃO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS Instituições Nacionais de Direitos Humanos à luz dos princípios de Paris As Instituições Nacionais

Leia mais

erikammartins@gmail.com

erikammartins@gmail.com Erika Moreira Martins Doutoranda PPGE/FE/UNICAMP erikammartins@gmail.com O Todos Pela Educação não é um projeto de uma organização específica, mas sim um projeto de Nação. É uma união de esforços, em que

Leia mais

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA Regras Básicas para as Atividades de Prática Jurídica a partir do ano letivo de 2013 Visitas Orientadas 72 Horas Obrigatórias Visitas Justiça

Leia mais

LISTA DE SIGLAS. CDHMP: Centro de Direitos Humanos e Memória Popular. DADDH: Declaração Americana dos Direitos e Deveres do Homem

LISTA DE SIGLAS. CDHMP: Centro de Direitos Humanos e Memória Popular. DADDH: Declaração Americana dos Direitos e Deveres do Homem 1 LISTA DE SIGLAS ONG: Organização não governamental ONU: Organização das Nações Unidas OEA: Organização dos Estados Americanos CADH: Convenção Americana de Direitos Humanos CIDH: Comissão Interamericana

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Sistema Interamericano de Proteção dos Direitos Humanos. Convenção Americana sobre Direitos Humanos. Liberdade de expressão.

PALAVRAS-CHAVE: Sistema Interamericano de Proteção dos Direitos Humanos. Convenção Americana sobre Direitos Humanos. Liberdade de expressão. O ALCANCE DO DIREITO À LIBERDADE DE EXPRESSÃO NO SISTEMA INTERAMERICANO DE PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS: A INCOMPATIBILIDADE DA EXIGÊNCIA DO DIPLOMA PARA O EXERCÍCIO DO JORNALISMO COM A CONVENÇÃO AMERICANA

Leia mais

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS BR/1998/PI/H/4 REV. DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS Adotada e proclamada pela resolução 217 A (III) da Assembléia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948 Brasília 1998 Representação

Leia mais

DELIBERAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA N 01/2014

DELIBERAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA N 01/2014 CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE MINAS GERAIS DELIBERAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA N 01/2014 A Diretoria Executiva do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente

Leia mais

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de 2006 - D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal DEPARTAMENTO DE DIREITO DO ESTADO 2015

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de 2006 - D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal DEPARTAMENTO DE DIREITO DO ESTADO 2015 DE DIREITO DO ESTADO 2015 EMENTA O Direito Constitucional é a referência axiológica para a aplicação de todos os ramos do Direito. Nesse sentido, este curso de Prática Jurídica Constitucional possibilita

Leia mais

VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO

VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO Viagens do Secretário-Geral Reunião de Ministros da Justiça ou de Ministros ou Procuradores-gerais das Américas Port-of-Spain, Trinidad e

Leia mais

Perguntas e Respostas

Perguntas e Respostas DECLARAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE OS DIREITOS DOS POVOS INDÍGENAS Perguntas e Respostas I - Introdução O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, comemora a adoção da Declaração dos Direitos dos

Leia mais

SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...15

SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...15 SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...15 DIREITO ADMINISTRATIVO...17 Fernando Ferreira Baltar Neto e Ronny Charles Lopes de Torres 1. Direito Administrativo e o Regime Jurídico-Administrativo...17

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 5.237, DE 2013 (Apenso: Projeto de Lei nº 385, de 2015)

PROJETO DE LEI Nº 5.237, DE 2013 (Apenso: Projeto de Lei nº 385, de 2015) PROJETO DE LEI Nº 5.237, DE 2013 (Apenso: Projeto de Lei nº 385, de 2015) Acrescenta inciso V ao art. 3º da Lei 9.474, de 22 de agosto de 1997, e inciso VI e parágrafo único ao art. 7º da Lei nº 6.815,

Leia mais

direitos humanos AUTORES: JOSÉ RICARDO CUNHA, CAROLINA DE CAMPOS MELLO E PAULA SPIELER ROTEIRO De CURSO 2009.1

direitos humanos AUTORES: JOSÉ RICARDO CUNHA, CAROLINA DE CAMPOS MELLO E PAULA SPIELER ROTEIRO De CURSO 2009.1 AUTORES: JOSÉ RICARDO CUNHA, CAROLINA DE CAMPOS MELLO E PAULA SPIELER 4ª edição ROTEIRO De CURSO 2009.1 Aula 15: Direitos humanos econômicos, sociais e culturais NOTA AO ALUNO A busca por uma proteção

Leia mais

Justiça Militar estadual e Justiça de Transição. Necessidade de preservar a unidade e obediência das tropas que garantiam a dominação sobre a colônia.

Justiça Militar estadual e Justiça de Transição. Necessidade de preservar a unidade e obediência das tropas que garantiam a dominação sobre a colônia. Justiça Militar estadual e Justiça de Transição Justiça Militar no Império Conselho Supremo Militar e de Justiça Decreto de 1º de abril de 1808. Necessidade de preservar a unidade e obediência das tropas

Leia mais

www. Lifeworld.com.br

www. Lifeworld.com.br 1 Artigos da Constituição Mundial A Constituição Mundial é composta de 61º Artigos, sendo do 1º ao 30º Artigo dos Direitos Humanos de 1948, e do 31º ao 61º Artigos estabelecidos em 2015. Dos 30 Artigos

Leia mais

O respeito dos direitos humanos e a integração: uma concordância garantida?

O respeito dos direitos humanos e a integração: uma concordância garantida? DIREITOS HUMANOS O respeito dos direitos humanos e a integração: uma concordância garantida? Síntese das conferências e discussões da sexta-feira, 19 de setembro de 1997 Presidente: Sr. Carlos Baraibar

Leia mais

A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO:

A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO: EDITAL N.º 010/2015 Processo seletivo para ingresso ao quadro de estagiários da Defensoria Pública do Estado do Paraná em Piraquara - PR A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO:

Leia mais

PROGRAMA. Brasil, Gênero e Raça. Orientações Gerais

PROGRAMA. Brasil, Gênero e Raça. Orientações Gerais PROGRAMA Brasil, Gênero e Raça Orientações Gerais Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Trabalho e Emprego Luiz Marinho Secretário-Executivo Marco Antonio de Oliveira Secretário

Leia mais

Patrocínios: Governos Nacionais e Locais, empresas, organismos de cooperação internacional, universidades, doações.

Patrocínios: Governos Nacionais e Locais, empresas, organismos de cooperação internacional, universidades, doações. Criando ferramentas para a garantia ao direito à convivência familiar e comunitária. Documento Preparatório do Seminário Relaf 2013 Fortalecendo os Avanços. Criando ferramentas para a Garantia do Direito

Leia mais

Sumário NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 NOTA PRÉVIA... 19 PREFÁCIO... 21 APRESENTAÇÃO... 23

Sumário NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 NOTA PRÉVIA... 19 PREFÁCIO... 21 APRESENTAÇÃO... 23 Sumário NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 NOTA PRÉVIA... 19 PREFÁCIO... 21 APRESENTAÇÃO... 23 CAPÍTULO I... 25 1. Novos riscos, novos danos... 25 2. O Estado como responsável por danos indenizáveis... 26 3.

Leia mais