ESTUDO BIBLIOGRÁFICO SOBRE ACIDENTES COM PERFURO CORTANTES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTUDO BIBLIOGRÁFICO SOBRE ACIDENTES COM PERFURO CORTANTES"

Transcrição

1 ESTUDO BIBLIOGRÁFICO SOBRE ACIDENTES COM PERFURO CORTANTES INTRODUÇÃO *Cindy Heloisa Silva da Silva - NOVAFAPI *Frida Jéssica de Carvalho e Silva- NOVAFAPI *Renata Giordana de Sousa Andrelino- NOVAFAPI *Rinauria Marques Lima- NOVAFAPI **Maria Eliete Batista Moura NOVAFAPI/UFPI As infecções hospitalares (IH) existem deste a criação dos hospitais, possivelmente devido às condições sanitárias precárias com abastecimento de água de origem incerta, manejo inadequado de alimentos e até o compartilhamento de um leito por dois pacientes, nas instituições prestadoras de serviços de saúde (COUTO, PEDROSA, NOGUEIRA, 2003) O Ministério da Saúde (MS), na Portaria nº de 12/05/1998, define IH como a infecção adquirida após a admissão do paciente na unidade hospitalar e que se manifesta durante a internação ou após a alta, quando puder ser relacionada com a internação ou procedimentos hospitalares. Casos de infecções adquiridas durante a internação hospitalar ou mesmo após a alta, são causadas por bactérias, vírus e muitos outros microorganismos que podem ser transmitidos de uma pessoa para outra, podendo até atingir o profissional de saúde, que está em contato direto com materiais contaminados (COUTO, PEDROSA, NOGUEIRA, 2003). O ambiente hospitalar oferece múltiplos e variados riscos aos trabalhadores da área da saúde, tais como os causados por agentes químicos, físicos, biológicos, psicossociais e ergonômicos sendo os principais geradores de periculosidade e insalubridade a esses trabalhadores. (MARZIANE, MHP, 2000, SUELIANDRADE AMARAL, et alli, 2005). Quando o acidente ocorre com material contaminado pode acarretar doenças como a Hepatite B (transmite pelo vírus HBV), Hepatite C (transmitida pelo vírus HCV) e em casos mais letais, a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida AIDS (transmitida pelo vírus HIV). O acidente pode ter repercussões psicossociais, familiares e profissionais. As reações psicossomáticas, posprofilaxia, utilizada devido à exposição ocupacional e ao impacto emocional, também são aspectos preocupantes. (COUTO, PEDROSA, NOGUEIRA, 2003) De acordo com os mesmos autores, estudo realizado entre enfermeiros e auxiliares de enfermagem em um hospital escola no Brasil demonstra que a circunstância, que mais levou a exposição com material biológico foi a de manuseio de perfurocortantes após o seu uso. Os acidentes ocorreram durante o transporte de perfurocortantes para o recipiente de descarte ou para o local do reprocessamento, durante a lavagem dos antigos, pelo reencape de agulhas e por estas terem sido descartados em local inapropriado. Diante da problemática da infecção hospitalar e da importância de se evitar acidentes com material perfurocortante no ambiente hospitalar resultando em complicações, principalmente, para os profissionais da saúde, definiu-se como objeto deste estudo o levantamento bibliográfico sobre acidentes com material perfurocortante entre os trabalhadores de Enfermagem. Desta forma, o interesse pela temática surgiu pela relevância do tema e importância para a Enfermagem, considerando que se trata de um problema que coloca os profissionais de Enfermagem em risco no manejo dos materiais perfurocortantes no seu

2 ambiente de trabalho, havendo assim, a necessidade se prevenirem contra doenças como a hepatite e AIDS. OBJETIVOS Fazer um levantamento bibliográfico dos artigos científicos relacionados com a ocorrência de acidentes com materiais perfurocortantes, publicados no período de 2000 a Apontar os vários tipos de doenças que podem ser adquiridas através da infecção hospitalar por perfurocortantes Discutir como o enfermeiro pode atuar na prevenção dessas doenças e no controle das infecções hospitalares. METODOLOGIA Trata-se de uma pesquisa bibliográfica que procura explicar um problema a partir de referências teóricas publicadas em documentos. Pode ser realizado independentemente ou como parte de pesquisa descritiva ou experimental. Em ambos os casos, buscam conhecer e analisar as contribuições culturais ou científicas do passado existentes sobre determinado assunto, tema ou problema (AMADO, PREDRO, 2003) Foi realizado um levantamento bibliográfico retrospectivo, dos últimos 5 anos ( ), por meio dos bancos de dados no Scientific Electronic Library Online SciELO, na Revista Brasileira de Enfermagem - REBEN e Revista NURSING, utilizando os unitermos Perfurocortantes, Acidentes por perfurocortantes / enfermagem. Foram catalogados 11 artigos os quais foram analisados, buscando-se uma síntese das doenças que podem ser adquiridas através da infecção hospitalar por perfurocortantes e como os Enfermeiros vem atuando na prevenção dessas doenças e no controle das infecções hospitalares. Para proceder à análise foram utilizados fatores relacionados à ocorrência dos acidentes com profissionais de enfermagem. APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS A partir da leitura dos 13 artigos pesquisados, percebeu-se uma preocupação com os profissionais de Enfermagem, os quais estão constantemente expostos aos acidentes com materiais perfurocortantes, que podem ocorrer nos serviços de saúde. Desse modo, abordaremos na análise e discussão dos dados uma reflexão dos artigos em relação a duas categorias: 1.Tipos de doenças adquiridas através da infecção hospitalar com perfurocortantes; 2. O papel dos profissionais de saúde na luta pela diminuição do índice de infecção hospitalar causadas por perfurocortantes. 1 Tipos de Doenças Adquiridas através da Infecção Hospitalar causadas por Perfurocortantes. As causas da sub-notificação de acidentes de trabalho, na visão de trabalhadores de enfermagem de uma cidade do interior paulista, foram atribuídos à falta de importância

3 dada às pequenas lesões, tal como picada de agulha, e o desconhecimento sobre a importância da emissão da CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho). A vivência profissional no âmbito assistencial e como integrante da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), permitiu o contato freqüente com trabalhadores da área da saúde, principalmente os expostos a materiais perfurocortantes. (CANINI, S. R. M. da S. e et al, 2002) Com relação ao tipo de acidente foi encontrado um percentual significativo de 88,6 por cento dos trabalhadores que sofreram acidente com instrumento perfurocortantes. Apenas uma pequena amostra de 11,4 por cento entrou em contato com fluidos biológicos através de respingos em mucosas oculares (MANSANO, L. M., e et al, 2005, p ) Segundo o Manual de Condutas em Exposição Ocupacional à Material Biológico, do Ministério da Saúde (Brasil, 1999), o risco médio de se adquirir o HIV é de, aproximadamente 0,3% após exposição percutânea, e de 0,09% após exposição mucocutânea. A transmissão ocupacional de Hepatite B (HBV) representa maior risco do que para o HIV. O risco de transmissão ocupacional após acidente percutâneo é de 40% no caso do pacientefonte apresentar sorológico HbsAg reativa. Para o vírus da Hepatite C (HCV), o risco médio é de 1,8%, podendo varia de 1 a 10% (Brasil, 1999). Apesar de outros patológicos serem transmitidos pelo sangue, são os vírus HIV, HBV e HCV que oferecem maior gravidade à saúde dos trabalhadores da área da saúde. (MOURA, GIR, CANINI, 2002) Os acidentes com agulhas constituem sérios problemas nas instituições hospitalares, uma vez que as exposições percutâneas são as maiores responsáveis pela transmissão ocupacional de infecções sangüíneas para os profissionais de saúde. Após um acidente com agulha estima-se que o risco de contaminação com o vírus da Hepatite B (HBV) é de 6 a 30%, com o vírus da Hepatite C (HCV) é de 0,5 a 2%, e com o vírus da AIDS (HIV) é de 0,3 a 0,4%. Dentre os fluidos corporais, tem-se reconhecido o sangue como o mais importante veicula de transmissão ocupacional dos vírus da Hepatite C (HCV), da Hepatite B (HBV) e o HIV. Os fatores de risco para aquisição do HCV após exposição ocupacional, dependeram do grau de contato com o sangue ou com instrumentos cortantes, podendo variar de 1 a 10%. Em relação ao HBV, o risco pode variar de 6 a 30%, podendo atingir até 40% em exposição relacionada com paciente-fonte que apresenta o antígeno de superfície HbsAg presente e quando nenhuma medida profilática é adotada. (CANINI, GIR, HAYASHIDA, et al 2002) Quando o acidente ocorre com material contaminado pode acarretar doenças como a Hepatite B (transmitida pelo vírus HBV), Hepatite C (transmitida pelo vírus HCV) e a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida AIDS (transmitida pelo vírus HIV). O acidente pode ter repercussões, levando a mudanças nas relações psicossomáticas pós-profilaxia, utilizada devido a exposição ocupacional e ao impacto emocional, também são aspectos preocupantes. (NISHIDE, BENATTI, CARDOSO, et al 2004) 2 Atuação do Enfermeiro na Luta pela Diminuição do Índice de Infecção Hospitalar com Perfurocortantes. O processo da comunicação e informação é aprendido e pode ser influenciado por atitudes, experiências, conhecimento, características culturais e étnicas, habilidades de relacionamento pessoal e fatores ambientais. (MOREIRA, NÓBREGA, SILVA, 2003) No Brasil, embora o risco de acidentes dessa natureza estejam presentes nas atividades dos profissionais de saúde, principalmente entre trabalhadores de enfermagem, do grande número de pacientes portadores dos vírus HIV, HBV e HCV e das más condições de trabalho oferecidos por muitos hospitais, é observada a existência de dados sistematizados sobre a ocorrência dos acidentes com material perfurocortantes que permitem conhecer a

4 realidade brasileira, é a falta de cultura para a notificação do acidente do trabalho. (MARZIANE, 2003) O profissional de saúde deve planejar ações mais voltadas para o transporte e local de descarte do material. Trabalhadores de enfermagem, têm que avaliar a opção de adquirir materiais desenvolvidos com tecnologia mais avançada, com ativação de dispositivos de segurança imediatamente após a injeção de forma que a agulha permaneça presa no interior do protetor ativado. (TOMAZIN, 2001) CONCLUSÃO Conclui-se que os tipos de doenças adquiridas através da infecção hospitalar causadas por perfurocortantes se deve aos agentes biológicos veiculados pelo sangue e secreções corporais, principalmente o HIV, HBV e HCV que poderão estar presentes nos materiais causadores. Dentre os vírus adquiridos durante o acidente com materiais perfurocortantes, o que mais oferece risco de ser contraído é o HBV. Assim, os trabalhadores de enfermagem devem melhorar suas ações educativas recebendo treinamento com segurança e qualidade, viabilizando a esses profissionais tipos de dispositivos mais seguros como sistemas de agulhas-retráteis e protetores de agulhas e disponibilizando recipientes de descarte de perfurocortantes em locais de acesso fácil. Portanto, os profissionais de enfermagem devem conhecer as normas de biosegurança que permitiram a eles desenvolver os eu trabalho com mais responsabilidade, segurança e garantia tanto para ele quanto para o cliente. REFERÊNCIAS AMARAL, S. A. et al. Acidentes com material perfurocortante entre proficional de saúde em hospital privado de Vitória da Conquista-BA. Sitientibus, n.33,p , julho-dezembro, BREVIDELLI, M. M.; CIANCIAROLO, T. I. Análise dos Acidentes com Agulhas em um Hopital Universitário: Situações de Ocorrência e Tendências. Rev. Latino-am Enfermagem, n.6, v.10, p , dezembro, CANINI, S. R. M. S. et al. Acidentes Perfurocortantes entre Trabalhadores de Enfermagem de um Hospital Universitário do Interior Paulista. Rev. Latino-am Enfermagem, n.2, v.10, p , março-abril, CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A. Metodologia Científica. 5 ed. São Paulo: Pearson Pretice Hall, COUTO, R. C. ; PEDROSA,T. M. G.; NOGUEIRA, J. M. Infecção Hospitalar e outras complicações Não-Infecciosas da Doença: Epidermiologia, Controle e Tratamento. 3 ed. Rio de Janeiro: Ed. Médico e Científica Ltda, LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Metodologia do Trabalho Científico: Procedimento básicos, pesquisa bliográfica, projeto e relatório,publicações de trabalhos científicos.5 Ed.São Paulo:Atlas,2001.

5 MARZIALE,M.H.P.,NISHIMURA K. Y. N.,FERREIRA,M. M. Riscos de Contaminação Ocasionados por Acidentes de Trabalho com Material Perfuro-cortante entre trabalhadores de Enfermagem.Rev.Latino-am Enfermagem, n.1 v.12,p , janeiro-fevereiro,2004. MOURA,J.P.,GIR,E.,CANINI,S.R.M. Acidentes Ocupacionais com Material Perfurocortante em um Hospital Regional de Minas Gerais.31 de dezembro, NISHIDE,V.M.,BENITTI,M.C.C.,ALEXANDRE,N.M.C.,Ocorrência de acidente do trabalho em uma Unidade de Terapia Intensiva.Rev.Latino-am Enfermagem,n.2,v.12,p ,março-abril,2004. SARQUIS,L.M.M.et al.do A adesão ao Protocolo de Monitoramento dos Trabalhadores de saúde após Exposição a Flúidos Biológicos: Um Problema Vivenciado em um Ambulatório de Saúde Trabalhador no Paraná.Rev.Cogitare enferm,n.2,v.10,p.47-53, de maio-agosto de TONIOLLI,A.C.S.et al.pesquisa em Enfermagem e o Perfil Epidemiológico do Nordeste. Rev.Bras.Enfer,n.2,v.56,p ,março-abril,2003. *Alunas do Curso de Enfermagem da NOVAFAPI **Doutora em Enfermagem, professora da NOVAFAPI e UFPI

ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO E/OU PERFUROCORTANTES ENTRE OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE

ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO E/OU PERFUROCORTANTES ENTRE OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO E/OU PERFUROCORTANTES ENTRE OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE Os acidentes de trabalho com material biológico e/ou perfurocortante apresentam alta incidência entre

Leia mais

Acidentes com materiais perfurocortantes

Acidentes com materiais perfurocortantes Acidentes com materiais perfurocortantes Forma de transmissão: Oral-fecal Riscos biológicos Via respiratória (gotículas ou aérea) Contato Via sanguínea Alto risco Risco Intermediário Sem risco Sangue e

Leia mais

ACIDENTE COM MATERIAL BIOLÓGICO

ACIDENTE COM MATERIAL BIOLÓGICO ACIDENTE COM MATERIAL BIOLÓGICO EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO Sangue, fluidos orgânicos potencialmente infectantes (sêmen, secreção vaginal, liquor, líquido sinovial, líquido pleural, peritoneal, pericárdico,

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO: UMA EDUCAÇÃO PERMANENTE PARA OS TRABALHADORES DA SAÚDE PORTO ALEGRE RIO GRANDE DO SUL

ACIDENTE DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO: UMA EDUCAÇÃO PERMANENTE PARA OS TRABALHADORES DA SAÚDE PORTO ALEGRE RIO GRANDE DO SUL CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde ACIDENTE DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO: UMA EDUCAÇÃO PERMANENTE PARA OS TRABALHADORES DA SAÚDE PORTO ALEGRE

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS RISCOS DE CONTAMINAÇÃO EM UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS NO CENTRO- OESTE DO ESTADO PARANÁ

LEVANTAMENTO DOS RISCOS DE CONTAMINAÇÃO EM UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS NO CENTRO- OESTE DO ESTADO PARANÁ LEVANTAMENTO DOS RISCOS DE CONTAMINAÇÃO EM UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS NO CENTRO- OESTE DO ESTADO PARANÁ Guilherme Viero, Marlise Shoenhals, Franciele A.C. Follador, Darlan Clóvis Vettorello Rech,

Leia mais

SERVIÇO O DE ATENDIMENTO A ACIDENTES COM MATERIAL GICO: Experiência do Instituto de Infectologia Emílio Ribas

SERVIÇO O DE ATENDIMENTO A ACIDENTES COM MATERIAL GICO: Experiência do Instituto de Infectologia Emílio Ribas SERVIÇO O DE ATENDIMENTO A ACIDENTES COM MATERIAL BIOLÓGICO GICO: Experiência do Instituto de Infectologia Emílio Ribas Dr. Francisco Ivanildo de Oliveira Junior O Instituto de Infectologia Emílio Ribas

Leia mais

ACIDENTES COM MATERIAL PERFUROCORTANTE ENTRE PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM HOSPITAL PRIVADO DE VITÓRIA DA CONQUISTA - BA

ACIDENTES COM MATERIAL PERFUROCORTANTE ENTRE PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM HOSPITAL PRIVADO DE VITÓRIA DA CONQUISTA - BA 101 ACIDENTES COM MATERIAL PERFUROCORTANTE ENTRE PROFISSIONAIS DE SAÚDE EM HOSPITAL PRIVADO DE VITÓRIA DA CONQUISTA - BA Sueli Andrade Amaral* Anne Fátima da Silva Sousa** Saadia Oliveira Ribeiro*** Marluce

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 047 / 2011

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 047 / 2011 PARECER COREN-SP GAB Nº 047 / 2011 Assunto: Equipamentos de Proteção Individual - EPIs. 1. Do fato Solicitado parecer sobre a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) pela equipe de Enfermagem.

Leia mais

MANUAL DE CONDUTAS EM EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL A MATERIAL BIOLÓGICO

MANUAL DE CONDUTAS EM EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL A MATERIAL BIOLÓGICO MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE POLÍTICAS DE SAÚDE COORDENAÇÃO NACIONAL DE DST E AIDS MANUAL DE CONDUTAS EM EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL A MATERIAL BIOLÓGICO INTRODUÇÃO O objetivo deste documento é descrever

Leia mais

Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. HOSPITAL...

Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. HOSPITAL... Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes com Materiais Perfuro Cortantes. Baseado na NR 32 Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde Portaria N 1.748 de 30 de Agosto de 2011. HOSPITAL... Validade

Leia mais

O papel da CCIH no Processamento de Roupas de Serviços de Saúde

O papel da CCIH no Processamento de Roupas de Serviços de Saúde O papel da CCIH no Processamento de Roupas de Serviços de Saúde A Portaria MS nº 2616/98 define a Infecção Hospitalar (IH) como sendo aquela adquirida após a admissão do paciente e que se manifesta durante

Leia mais

Palavras-chave: Acidente de trabalho. Equipe de Enfermagem. Material Perfurocortante.

Palavras-chave: Acidente de trabalho. Equipe de Enfermagem. Material Perfurocortante. ACIDENTES COM PERFUROCORTANTES EM TRABALHADORES DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Fernanda Castro Dourado Magalhães Isabella Mendonça de Oliveira RESUMO O trabalho de enfermagem se caracteriza pelo

Leia mais

TÍTULO: AUTORES: e-mail: ÁREA TEMÁTICA: 1- INTRODUÇÃO

TÍTULO: AUTORES: e-mail: ÁREA TEMÁTICA: 1- INTRODUÇÃO TÍTULO: ANÁLISE DOS ACIDENTES DE TRABALHO COM FLUIDOS BIOLÓGICOS OCORRIDOS COM ESTUDANTES DE NÍVEL MÉDIO E SUPERIOR NOS HOSPITAL DOS SERVIDORES DO ESTADO (HSE), DE 1999 A 2001. AUTORES: Nogueira, Daniele

Leia mais

Secretaria de Saúde PROTOCOLO PARA A PREVENÇÃO DA TRANSMISSÃO DO HIV PARA ACIDENTES OCUPACIONAIS UBERABA, 2011

Secretaria de Saúde PROTOCOLO PARA A PREVENÇÃO DA TRANSMISSÃO DO HIV PARA ACIDENTES OCUPACIONAIS UBERABA, 2011 PROTOCOLO PARA A PREVENÇÃO DA TRANSMISSÃO DO HIV PARA ACIDENTES OCUPACIONAIS UBERABA, 2011 INDICE Introdução... 3 1) Definição da sorologia para HIV do paciente-fonte... 4 2) Locais de atendimento ao acidentado...

Leia mais

SEGURANÇA DO PROFISSIONAL

SEGURANÇA DO PROFISSIONAL SEGURANÇA DO PROFISSIONAL RISCO BIOLÓGICO Palestrante: Carolina Cardoso de Araujo Ferri Importância na Enfermagem Brasil: 1,5 milhões de profissionais São Paulo: 346.730 profissionais * Enfermeiros: 65.981

Leia mais

ACIDENTES PERFUROCORTANTES ENTRE TRABALHADORES DE ENFERMAGEM DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO INTERIOR PAULISTA 1

ACIDENTES PERFUROCORTANTES ENTRE TRABALHADORES DE ENFERMAGEM DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO INTERIOR PAULISTA 1 Artigo Orginal 172 ACIDENTES PERFUROCORTANTES ENTRE TRABALHADORES DE ENFERMAGEM DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO INTERIOR PAULISTA 1 Silvia Rita Marin da Silva Canini 2 Elucir Gir 3 Miyeko Hayashida 4 Alcyone

Leia mais

A-3 Modelos de formulários para pesquisa com os trabalhadores sobre a exposição a sangue ou outros materiais biológicos no ambiente de trabalho

A-3 Modelos de formulários para pesquisa com os trabalhadores sobre a exposição a sangue ou outros materiais biológicos no ambiente de trabalho A-3 Modelos de formulários para pesquisa com os trabalhadores sobre a exposição a sangue ou outros materiais biológicos no ambiente de trabalho Esta pesquisa ajuda a avaliar os aspectos relativos à notificação

Leia mais

Acidente com Perfuro- Cortantes. Guia Rápido

Acidente com Perfuro- Cortantes. Guia Rápido Acidente com Perfuro- Cortantes Guia Rápido Cuidado do Ferimento Lavar com água e sabão o ferimento ou pele exposta ao sangue ou fluidos orgânicos. Lavar as mucosas com água em abundância. Não é recomendada

Leia mais

Reportagem Gestão de Resíduos

Reportagem Gestão de Resíduos 22 Reportagem Gestão de Resíduos Conexão 32 Setembro/Outubro 2010 23 Enfermagem na gestão de resíduos Uma das etapas mais complexas da segurança e da limpeza hospitalar está relacionada à gestão dos Resíduos

Leia mais

ACIDENTE DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO

ACIDENTE DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO ACIDENTE DE TRABALHO COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO CID-10: Z20.9 Elaboração: equipe técnica Camila Seixas - Médica - Vigilância em Saúde do Trabalhador Frederico Leão - Médico - Vigilância em Saúde

Leia mais

Risco Biológico. A ocorrência do evento danoso está ligado à :

Risco Biológico. A ocorrência do evento danoso está ligado à : RISCO BIOLÓGICO Risco Biológico A ocorrência do evento danoso está ligado à : 1) Existência ou não de medidas preventivas Níveis de Biossegurança. 2) Existência ou não de medidas preventivas que garantam

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO. Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde

CURSO DE ATUALIZAÇÃO. Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde Promoção da Saúde do Trabalhador da Saúde: conscientização acerca do uso de luvas e higienização das mãos pelos

Leia mais

Profilaxia Pós-Exposição ao HIV. Alcyone Artioli Machado FMRP-USP - 2006

Profilaxia Pós-Exposição ao HIV. Alcyone Artioli Machado FMRP-USP - 2006 Profilaxia Pós-Exposição ao HIV Alcyone Artioli Machado FMRP-USP - 2006 Fatores de risco para infecção ocupacional pelo HIV O risco de infecção ocupacional pelo HIV era aumentado quando: A exposição ocupacional

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: BIOSSEGURANÇA Código: ENF- 307 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo: 2013.1

Leia mais

ACIDENTES COM MATERIAL PERFUROCORTANTE EM PROFISSIONAIS DA SAÚDE - uma revisão de artigos indexados na Biblioteca Virtual em Saúde,

ACIDENTES COM MATERIAL PERFUROCORTANTE EM PROFISSIONAIS DA SAÚDE - uma revisão de artigos indexados na Biblioteca Virtual em Saúde, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE MEDICINA SOCIAL ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA ANDREA DIAS ACIDENTES COM MATERIAL PERFUROCORTANTE EM PROFISSIONAIS DA SAÚDE

Leia mais

Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho [FUNDACENTRO] X Semana da Pesquisa

Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho [FUNDACENTRO] X Semana da Pesquisa Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho [FUNDACENTRO] X Semana da Pesquisa O trabalhador de limpeza hospitalar e o acidente com lesão por instrumento perfurocortante Caetana

Leia mais

Fluxograma de atendimento a acidente de trabalho

Fluxograma de atendimento a acidente de trabalho Fluxograma de atendimento a acidente de trabalho Assim que ocorrer o acidente Introdução Fluxo AT Com o objetivo de adotar medidas de cuidado e segurança à saúde de médicos, clientes e colaboradores, a

Leia mais

Isolamento. HISTÓRICO 1983: Guia de Isolamento do CDC. 1987: Precauções Universais. 1987: Isolamento de Substâncias Corpóreas

Isolamento. HISTÓRICO 1983: Guia de Isolamento do CDC. 1987: Precauções Universais. 1987: Isolamento de Substâncias Corpóreas Isolamento HISTÓRICO 1983: Guia de Isolamento do CDC Isolamento Categoria Específico Isolamento Doença Específico 1987: Precauções Universais 1987: Isolamento de Substâncias Corpóreas 1996: Novo Guia de

Leia mais

Acidente com material pérfuro-cortante

Acidente com material pérfuro-cortante Acidente com material pérfuro-cortante Cássia de Lima Aluna do Curso de Graduação em Enfermagem. Isabel Cristina Kowal Olm Cunha Docente do Curso de Graduação em Enfermagem. Orientadora. RESUMO Existem

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 22

PROVA ESPECÍFICA Cargo 22 13 PROVA ESPECÍFICA Cargo 22 QUESTÃO 31 Os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, obedecendo ao Quadro II da NR- 4, subitem 4.4, com redação dada pela Portaria nº

Leia mais

Programa para prevenção de ATs com perfurocortantes. Érica Lui Reinhardt Pesquisadora - Fundacentro

Programa para prevenção de ATs com perfurocortantes. Érica Lui Reinhardt Pesquisadora - Fundacentro Programa para prevenção de ATs com perfurocortantes Érica Lui Reinhardt Pesquisadora - Fundacentro Respeito Ambiente Ocupacional Saudável Programas integrados PPRA, PCMSO, PGRSS... Visão holística do serviço

Leia mais

Luiz Antonio Vane Prof. Titular do Depto de Anestesiologia da F.M. Botucatu - UNESP

Luiz Antonio Vane Prof. Titular do Depto de Anestesiologia da F.M. Botucatu - UNESP Luiz Antonio Vane Prof. Titular do Depto de Anestesiologia da F.M. Botucatu - UNESP CENTRO CIRÚRGICO Jardim Japonês Centro Cirúrgico Hospital Maternidade Terezinha de Jesus Juiz de Fora (MG) Queimaduras

Leia mais

HIV + sint. C.V. (> 1500 cópias/ml) PPE EXPANDIDO PPE PPE

HIV + sint. C.V. (> 1500 cópias/ml) PPE EXPANDIDO PPE PPE AVALIAÇÃO DO STATUS SOROLÓGICO Conhecida Solicitar consentimento para a realização dos seguintes exames: HBs Ag, Anti-HBc IgM+IgG, Anti-HCV e Anti-HIV (teste rápido para HIV*) Desconhecida Material de

Leia mais

Nara Rubia Borges da Silva Vitória Maria Lobato Paes

Nara Rubia Borges da Silva Vitória Maria Lobato Paes CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde A PREVENÇÃO DA HEPATITE B ATRAVÉS DA IMUNIZAÇÃO EM CASO DE ACIDENTE COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO DOS TRABALHADORES

Leia mais

Relatório de Gestão da CCIH

Relatório de Gestão da CCIH Relatório de Gestão da CCIH 1 - Apresentação A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar CCIH é formada por membros executores -01 Enfermeira, 01 Farmacêutica e 01 Medico Infectologista e consultores-representantes

Leia mais

Faculdade de Ilhéus INTRODUÇÃO À BIOSSEGURANÇA. Profª MSc Priscilla Céo

Faculdade de Ilhéus INTRODUÇÃO À BIOSSEGURANÇA. Profª MSc Priscilla Céo Faculdade de Ilhéus INTRODUÇÃO À BIOSSEGURANÇA Profª MSc Priscilla Céo BIOSSEGURANÇA É o conjunto de ações voltadas para a prevenção, minimização ou eliminação de riscos inerentes às atividades de pesquisa,

Leia mais

PRÁTICAS DE BIOSSEGURANÇA ADOTADAS POR MANICURES/PEDICURES NA PREVENÇÃO DE HEPATITE B E C

PRÁTICAS DE BIOSSEGURANÇA ADOTADAS POR MANICURES/PEDICURES NA PREVENÇÃO DE HEPATITE B E C PRÁTICAS DE BIOSSEGURANÇA ADOTADAS POR MANICURES/PEDICURES NA PREVENÇÃO DE HEPATITE B E C Renato Nelson Sasso 1, Lauyze Dall"ago Barbosa 2, Janete Lane Amadei 3 RESUMO: As hepatites emergem com problema

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL SÉLENE NOBRE SOUZA DOS SANTOS

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL SÉLENE NOBRE SOUZA DOS SANTOS 0 UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL SÉLENE NOBRE SOUZA DOS SANTOS PERFIL EPIDEMIOLOGICO DOS ACIDENTES DE TRABALHO POR EXPOSIÇÃO A MATERIAL PERFURO CORTANTE DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM

Leia mais

Hepatites Virais 27/07/2011

Hepatites Virais 27/07/2011 SOCIEDADE DIVINA PROVIDÊNCIA Hospital Nossa Senhora da Conceição Educação Semana Continuada de Luta Contra em CCIH as Hepatites Virais 27/07/2011 Enfº Rodrigo Cascaes Theodoro Enfº CCIH Rodrigo Cascaes

Leia mais

PROTOCOLO DE CONDUTA DE EXPOSIÇÃO À MATERIAL BIOLÓGICO: HIV E HEPATITE B E C

PROTOCOLO DE CONDUTA DE EXPOSIÇÃO À MATERIAL BIOLÓGICO: HIV E HEPATITE B E C 1 de 19 PROTOCOLO DE CONDUTA DE EXPOSIÇÃO À MATERIAL BIOLÓGICO: SUMÁRIO 2 de 19 Introdução 3 Profissionais de Saúde e Tipos de Exposição 4 Risco de Transmissão 4 Prevenção da Exposição a Materiais Biológicos

Leia mais

AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA BIOSSEGURANÇA ELABORADAS POR ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA DA NOVAFAPI

AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA BIOSSEGURANÇA ELABORADAS POR ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA DA NOVAFAPI AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA BIOSSEGURANÇA ELABORADAS POR ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA DA NOVAFAPI INTRODUÇÃO Luana Kelle Batista Moura NOVAFAPI* Francisca Tereza Coelho Matos NOVAFAPI** A Biossegurança é

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: BIOSSEGURANÇA Código: ENF- 307 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo: 20.2

Leia mais

1 INTRODUÇÃO. 1.1 Problema

1 INTRODUÇÃO. 1.1 Problema 8 1 INTRODUÇÃO Os acidentes com materiais pérfuro-cortantes entre os profissionais da saúde são muito freqüentes, visto que a manipulação desses materiais dá-se em toda a jornada de trabalho, e tais acidentes

Leia mais

HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE

HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE Experiências educativas no gerenciamento de resíduos gerados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre Tainá Flôres da Rosa contato: tfrosa@hcpa.ufrgs.br telefone:(51)81414438

Leia mais

Universidade Estadual Paulista Faculdade de Medicina. Maristela Aparecida Magri Magagnini

Universidade Estadual Paulista Faculdade de Medicina. Maristela Aparecida Magri Magagnini Universidade Estadual Paulista Faculdade de Medicina Maristela Aparecida Magri Magagnini ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO E O SEU SIGNIFICADO PARA OS PROFISSIONAIS ENVOLVIDOS Dissertação de

Leia mais

Riscos Biológicos & Trabalhadores da Saúde. Dra Cristiane Rapparini Doutora em Infectologia pela UFRJ Coordenadora do Projeto Riscobiologico.

Riscos Biológicos & Trabalhadores da Saúde. Dra Cristiane Rapparini Doutora em Infectologia pela UFRJ Coordenadora do Projeto Riscobiologico. Riscos Biológicos & Trabalhadores da Saúde Dra Cristiane Rapparini Doutora em Infectologia pela UFRJ Coordenadora do Projeto Riscobiologico.org Riscos Biológicos & Trabalhadores da Saúde 1621134 - Produzido

Leia mais

Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho [FUNDACENTRO]

Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho [FUNDACENTRO] Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho [FUNDACENTRO] Seminário do Programa de Pós-graduação em Trabalho, Saúde e Ambiente O trabalhador de limpeza hospitalar e o acidente

Leia mais

Risco Ocupacional e Saúde dos Médicos

Risco Ocupacional e Saúde dos Médicos Risco Ocupacional e Saúde dos Médicos SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR Profª Drª Rosa Amélia Andrade Dantas & AMARÁS, POIS, AO SENHOR TEU DEUS DE TODO O TEU CORAÇÃO, E DE TODA A TUA ALMA, E DE TODO O TEU

Leia mais

ANEXO ROTEIRO DE INSPEÇÃO DO PROGRAMA DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR

ANEXO ROTEIRO DE INSPEÇÃO DO PROGRAMA DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 1 OBJETIVO: ANEXO ROTEIRO DE INSPEÇÃO DO PROGRAMA DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR Este Roteiro estabelece a sistemática para a avaliação do cumprimento das ações do Programa de Controle de Infecção

Leia mais

BIOSSEGURANÇA NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA

BIOSSEGURANÇA NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA Centro Universitário Newton Paiva Escola de Odontologia BIOSSEGURANÇA NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA Maria Aparecida Gonçalves de Melo Cunha O que é biossegurança? O termo biossegurança é formado pelo radical

Leia mais

O PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM E OS RISCOS NO TRABALHO: acidentes com materiais perfurocortantes

O PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM E OS RISCOS NO TRABALHO: acidentes com materiais perfurocortantes O PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM E OS RISCOS NO TRABALHO: acidentes com materiais perfurocortantes Mel DAVID I RESUMO Este trabalho procura caracterizar os acidentes de trabalho com materiais perfurocortantes

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS NOS ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE - GERES

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS NOS ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE - GERES SUPERINTENDÊNCIA DE GERENCIAMENTO DAS UNIDADES ASSISTENCIAIS DE SAÚDE SUNAS GERÊNCIA DE GESTÃO DE RISCOS - GERISCO GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS NOS ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE - GERES Dra. Rôsani Arantes de

Leia mais

SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO

SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO Jader Dornelas Neto 1 ; Daniel Antonio Carvalho dos Santos 2 ; Guilherme Elcio Zonta 3 ; Simone Martins Bonafé 4 RESUMO: O objetivo

Leia mais

COMISSÃO DE PREVENÇÃO DE RISCOS DE ACIDENTES COM MATERIAIS PERFUROCORTANTES PROTOCOLO DE PRONTO ATENDIMENTO

COMISSÃO DE PREVENÇÃO DE RISCOS DE ACIDENTES COM MATERIAIS PERFUROCORTANTES PROTOCOLO DE PRONTO ATENDIMENTO COMISSÃO DE PREVENÇÃO DE RISCOS DE ACIDENTES COM MATERIAIS PERFUROCORTANTES PROTOCOLO DE PRONTO ATENDIMENTO EM ACIDENTES COM EXPOSIÇÃO AO RISCO BIOLÓGICO ASSIS 2013 Página 1 de 7 COMISSÃO DE PREVENÇÃO

Leia mais

Coleta de sangue do caso índice e do profissional: Caso fonte. Profissional (fonte de contaminação) 2 tubos secos de 8 ml 2 tubos secos de 8 ml

Coleta de sangue do caso índice e do profissional: Caso fonte. Profissional (fonte de contaminação) 2 tubos secos de 8 ml 2 tubos secos de 8 ml Universidade Estadual de Campinas Hospital da Mulher Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti - CAISM - Seção de Apoio e Desenvolvimento do Profissional / RH COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR Rotina

Leia mais

SESSÃO I. APRESENTAÇÃO POSTER

SESSÃO I. APRESENTAÇÃO POSTER SESSÃO I. APRESENTAÇÃO POSTER 1. Riscos e causas de contaminação na Central de Material de Juliana Santos Andrade Esterilização: uma análise teórico-reflexiva 2. Biossegurança e Higienização das mãos:

Leia mais

Acidente perfurocortante e o profissional de saúde: onde procurar atendimento?

Acidente perfurocortante e o profissional de saúde: onde procurar atendimento? Acidente perfurocortante e o profissional de saúde: onde procurar atendimento? Accidents involving piercing cutting material and the health professionals: where to search for attending? Luanne Nayara Ferreira

Leia mais

Dr Iris Ricardo Rossin Médico Assistente HC-FMRP/USP Tese doutorado

Dr Iris Ricardo Rossin Médico Assistente HC-FMRP/USP Tese doutorado Uso de dispositivos eletrônicos para melhorar a adesão dos trabalhadores da saúde ao tratamento e seguimento de acidentes ocupacionais com risco biológico Dr Iris Ricardo Rossin Médico Assistente HC-FMRP/USP

Leia mais

12 e 13 de agosto de 2011 ISSN 1984-9354

12 e 13 de agosto de 2011 ISSN 1984-9354 ISSN 1984-9354 ANÁLISE DE PROCESSOS E A IMPLANTAÇÃO DO MAPA DE RISCO OCUPACIONAL EM SERVIÇOS DE SAÚDE: UM ESTUDO NO SERVIÇO DE HEMOTERAPIA DE UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA FEDERAL Rosanna Novello (Ministério

Leia mais

Uma área em expansão. Radiologia

Uma área em expansão. Radiologia Uma área em expansão Conhecimento especializado e treinamento em novas tecnologias abrem caminho para equipes de Enfermagem nos serviços de diagnóstico por imagem e radiologia A atuação da Enfermagem em

Leia mais

CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR É DEFICIENTE EM MAIS DE 90% DOS HOSPITAIS DE SÃO PAULO

CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR É DEFICIENTE EM MAIS DE 90% DOS HOSPITAIS DE SÃO PAULO CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR É DEFICIENTE EM MAIS DE 90% DOS HOSPITAIS DE SÃO PAULO 13/04/2009 Levantamento inédito sobre a situação do controle da infecção hospitalar realizado pelo Conselho Regional

Leia mais

EXPOSIÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM AOS RISCOS E AOS ACIDENTES DE TRABALHO

EXPOSIÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM AOS RISCOS E AOS ACIDENTES DE TRABALHO EXPOSIÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM AOS RISCOS E AOS ACIDENTES DE TRABALHO Bruna Zucheto Tadielo 1 Flavia Feron Luiz 2 Juliane Umann 3 Luana Rodrigues Muller 4 Regiane Porsch Delavechia 5 Rosângela

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA PORTARIA 1.748 CASSIANA PRATES

IMPLEMENTAÇÃO DA PORTARIA 1.748 CASSIANA PRATES IMPLEMENTAÇÃO DA PORTARIA 1.748 CASSIANA PRATES Serviço de Epidemiologia e Gerenciamento de Riscos Hospital Ernesto Dornelles Tópicos Nos próximos 25min: Hospital Ernesto Dornelles Gestão de Riscos e Segurança

Leia mais

ENFERMAGEM EM BIOSSEGURANÇA

ENFERMAGEM EM BIOSSEGURANÇA BIOSSEGURANÇA : 1-CONCEITO: É a ciência que estuda o manuseio de substâncias biológicas avaliando todas as condições que serão necessárias para a atividade de enfermagem. 1.2 Considerações gerais : Em

Leia mais

VIGILÂNCIA DE HIV EM SANGUE DOADO: TENDÊNCIA DE SOROPREVALÊNCIA

VIGILÂNCIA DE HIV EM SANGUE DOADO: TENDÊNCIA DE SOROPREVALÊNCIA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 VIGILÂNCIA DE HIV EM SANGUE DOADO: TENDÊNCIA DE SOROPREVALÊNCIA Janete Lane Amadei 1 ; Deborah Cristiny Dantas Moreti 2 ; Diego Montanhei 2 ; Dennis Armando

Leia mais

VIGILÂNCIA DE HIV EM ACIDENTES PERFUROCORTANTES COM TRABALHADORES DA SAÚDE HIV surveillance in needlestick accidents with health workers

VIGILÂNCIA DE HIV EM ACIDENTES PERFUROCORTANTES COM TRABALHADORES DA SAÚDE HIV surveillance in needlestick accidents with health workers Acidentes perfurocortantes e HIV VIGILÂNCIA DE HIV EM ACIDENTES PERFUROCORTANTES COM TRABALHADORES DA SAÚDE HIV surveillance in needlestick accidents with health workers Artigo Original RESUMO Objetivo:

Leia mais

BIOSSEGURANÇA/RISCO. S e r v i ç o s O d o n t o l ó g i c o s : prevenção e controle de risco.

BIOSSEGURANÇA/RISCO. S e r v i ç o s O d o n t o l ó g i c o s : prevenção e controle de risco. BIOSSEGURANÇA/RISCO S e r v i ç o s O d o n t o l ó g i c o s : prevenção e controle de risco. SIGLÁRIO ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária CAT Comunicação de Acidente de Trabalho CDC Centro

Leia mais

PERCEPÇÃO DA EQUIPE DE LIMPEZA NO CONTROLE E PREVENÇÃO DA INFECÇÃO HOSPITALAR

PERCEPÇÃO DA EQUIPE DE LIMPEZA NO CONTROLE E PREVENÇÃO DA INFECÇÃO HOSPITALAR 1 PERCEPÇÃO DA EQUIPE DE LIMPEZA NO CONTROLE E PREVENÇÃO DA INFECÇÃO HOSPITALAR CONSIDERAÇÕES INICIAIS WLLINGTON JORGE DOS SANTOS 1 - UFPI. IVONIZETE PIRES RIBEIRO 2 - NOVAFAPI As Infecções Hospitalares

Leia mais

Relatório de Gestão da CCIH

Relatório de Gestão da CCIH Relatório de Gestão da CCIH 1 - Apresentação A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar CCIH é formada por membros executores -01 enfermeira, 01 farmacêutica e 01 infectologista e consultoresrepresentantes

Leia mais

Kérima Magalhães Machado 1, Laiena Sávia Santos de Moura 1, Tânia Kellen de Faria Conti 2

Kérima Magalhães Machado 1, Laiena Sávia Santos de Moura 1, Tânia Kellen de Faria Conti 2 MEDIDAS PREVENTIVAS DA EQUIPE DE ENFERMAGEM FRENTE AOS RISCOS BIOLÓGICOS NO AMBIENTE HOSPITALAR Kérima Magalhães Machado 1, Laiena Sávia Santos de Moura 1, Tânia Kellen de Faria Conti 2 A equipe de enfermagem

Leia mais

A PERCEPÇÃO DO TÉCNICO DE ENFERMAGEM SOBRE LIMPEZA TERMINAL EM UTI

A PERCEPÇÃO DO TÉCNICO DE ENFERMAGEM SOBRE LIMPEZA TERMINAL EM UTI 1 A PERCEPÇÃO DO TÉCNICO DE ENFERMAGEM SOBRE LIMPEZA TERMINAL EM UTI INTRODUÇÃO Maria do Socorro Oliveira Guimarães - NOVAFAPI Paula Cristina Santos Miranda Queiroz - NOVAFAPI Rosania Maria de Araújo -

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

BIOSSEGURANÇA NA VISÃO DO RECÉM INGRESSO NO CURSO DE ODONTOLOGIA

BIOSSEGURANÇA NA VISÃO DO RECÉM INGRESSO NO CURSO DE ODONTOLOGIA BIOSSEGURANÇA NA VISÃO DO RECÉM INGRESSO NO CURSO DE ODONTOLOGIA Vanara Florêncio Passos * Thyciana Rodrigues Ribeiro * João Arruda Cajazeira Neto * Sérgio Lima Santiago ** PET Odontologia Universidade

Leia mais

TÍTULO: SÍNDROME DE BURNOUT VOLTADO À PROFISSIONAIS DO SETOR DE NEONATOLOGIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

TÍTULO: SÍNDROME DE BURNOUT VOLTADO À PROFISSIONAIS DO SETOR DE NEONATOLOGIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: SÍNDROME DE BURNOUT VOLTADO À PROFISSIONAIS DO SETOR DE NEONATOLOGIA CATEGORIA: EM ANDAMENTO

Leia mais

Incidência de acidentes ocupacionais envolvendo profissionais de enfermagem em um hospital público

Incidência de acidentes ocupacionais envolvendo profissionais de enfermagem em um hospital público PESQUISAS / RESEARCH / INVESTIGACIÓN Incidência de acidentes ocupacionais envolvendo profissionais de enfermagem em um hospital público Incidence of occupational accidents involving nursing professionals

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Proteção e prevenção SUBFUNÇÃO: SEGURANÇA NO TRABALHO E BIOSSEGURANÇA

Leia mais

Estudo e levantamento de dados de Laboratórios Analíticos

Estudo e levantamento de dados de Laboratórios Analíticos NoveNNnmbro Dezembro de 2005 NEstudo Estudo e levantamento de dados de Laboratórios Analíticos Manejo e Descarte de Resíduos Laboratoriais: -Recomendações do correto destino de resíduos de Laboratórios

Leia mais

REDE DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO EM HOSPITAIS DO BRASIL

REDE DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO EM HOSPITAIS DO BRASIL Profª Drª Maria Helena Palucci Marziale Profª Associada da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto/USP Coordenadora do Núcleo de Estudos em Saúde e Trabalho Editora da Revista Latino americana de Enfermagem

Leia mais

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar MANUAL DO AVALIADOR Parte I 1.1 Liderança Profissional habilitado ou com capacitação compatível. Organograma formalizado, atualizado e disponível. Planejamento

Leia mais

Estratégias para a Gestão de Riscos para o Uso de Medicamentos em Unidades de Saúde.

Estratégias para a Gestão de Riscos para o Uso de Medicamentos em Unidades de Saúde. Estratégias para a Gestão de Riscos para o Uso de Medicamentos em Unidades de Saúde. Índice Prof. Dr. Marcelo Polacow Bisson...3 1. Introdução...3 2. Norma Regulamentadora Nº 32 de 2005...5 3. Risco biológico...6

Leia mais

SEGURANÇA NO TRABALHO: USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM1

SEGURANÇA NO TRABALHO: USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM1 SEGURANÇA NO TRABALHO: USO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM1 Elisabeth Alves Silva Martha Maria Macedo Bezerra Rachel de Sá Barreto Luna Callou Cruz Resumo O homem expõe-se

Leia mais

WITH NEEDLESTICK MATERIALS AMONG MEMBERS OF THE NURSING TEAM LA PRODUCCIÓN CIENTÍFICA DE LOS AJADORES ADORES DE ENFERMERÍA

WITH NEEDLESTICK MATERIALS AMONG MEMBERS OF THE NURSING TEAM LA PRODUCCIÓN CIENTÍFICA DE LOS AJADORES ADORES DE ENFERMERÍA Artigo de Revisão 571 A PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE OS ACIDENTES DE TRABALHO ALHO COM MATERIAL PERFUROCOR OCORTANTE ENTRE TRABALHADORES ALHADORES DE ENFERMAGEM Maria Helena Palucci Marziale 1 Christiane

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ENFERMAGEM Qualificação:

Leia mais

ACIDENTES OCUPACIONAIS COM MATERIAL PERFUROCORTANTE EM UM HOSPITAL REGIONAL DE MINAS GERAIS, BRASIL

ACIDENTES OCUPACIONAIS COM MATERIAL PERFUROCORTANTE EM UM HOSPITAL REGIONAL DE MINAS GERAIS, BRASIL CIENCIA Y ENFERMERIA XII (1): 29-37, 2006 I.S.S.N. 0717-2079 ACIDENTES OCUPACIONAIS COM MATERIAL PERFUROCORTANTE EM UM HOSPITAL REGIONAL DE MINAS GERAIS, BRASIL OCCUPATIONAL NEEDLESTICK INJURIES IN A REGIONAL

Leia mais

MBA em Auditoria dos Serviços de Saúde Objetivo do curso:

MBA em Auditoria dos Serviços de Saúde Objetivo do curso: Com carga horária de 420 horas o curso de MBA em Auditoria dos Serviços de Saúde é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos diversos

Leia mais

INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS E HIV/AIDS: CONHECIMENTOS E PERCEPÇÃO DE RISCO DE IDOSOS DE UMA COMUNIDADE EM JOÃO PESSOA-PB

INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS E HIV/AIDS: CONHECIMENTOS E PERCEPÇÃO DE RISCO DE IDOSOS DE UMA COMUNIDADE EM JOÃO PESSOA-PB INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS E HIV/AIDS: CONHECIMENTOS E PERCEPÇÃO DE RISCO DE IDOSOS DE UMA COMUNIDADE EM JOÃO PESSOA-PB Nívea Maria Izidro de Brito (UFPB). E-mail: niveabrito@hotmail.com Simone

Leia mais

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae.

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae. A Equipe Multiprofissional de Saúde Ocupacional da UDESC lembra: Dia 01 de dezembro é dia mundial de prevenção à Aids! Este material foi desenvolvido por alunos do Departamento de Enfermagem da Universidade

Leia mais

BIOSSEGURANÇA NOCÕES BÁSICASB. Ione Pinto ioneppinto@hotmail.co m

BIOSSEGURANÇA NOCÕES BÁSICASB. Ione Pinto ioneppinto@hotmail.co m BIOSSEGURANÇA NOCÕES BÁSICASB Ione Pinto ioneppinto@hotmail.co m Definição de Biossegurança Conjunto de medidas voltadas para a prevenção ão, minimização ou eliminação de riscos inerentes as atividades

Leia mais

Limpeza hospitalar *

Limpeza hospitalar * CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO São Paulo, março de 2009. Limpeza hospitalar * Limpeza hospitalar é o processo de remoção de sujidades de superfícies do ambiente, materiais e equipamentos,

Leia mais

Hepatites virais e profissionais de saúde

Hepatites virais e profissionais de saúde Hepatites virais e profissionais de saúde Prof. Antonio Carlos de Castro Toledo Jr. Faculdade de Medicina da Unifenas-BH Pós-graduação em Medicina Tropical e Infectologia da Universidade Federal do Triângulo

Leia mais

REDE NACIONAL DE MONITORAMENTO DA RESISTÊNCIA MICROBIANA EM SERVIÇOS DE SAÚDE REDE RM NOVO TERMO DE ADESÃO

REDE NACIONAL DE MONITORAMENTO DA RESISTÊNCIA MICROBIANA EM SERVIÇOS DE SAÚDE REDE RM NOVO TERMO DE ADESÃO REDE NACIONAL DE MONITORAMENTO DA RESISTÊNCIA MICROBIANA EM SERVIÇOS DE SAÚDE REDE RM NOVO TERMO DE ADESÃO Atribuições dos participantes da Rede RM 1) Gestor dos Hospitais Colaboradores da Rede RM Indicar

Leia mais

V Jornada. Brasileira de. Queimaduras. 06 a 09 de Junho de 2007. Hotel Parque dos Coqueiros - Aracaju-SE

V Jornada. Brasileira de. Queimaduras. 06 a 09 de Junho de 2007. Hotel Parque dos Coqueiros - Aracaju-SE V Jornada Brasileira de Queimaduras 06 a 09 de Junho de 2007 Hotel Parque dos Coqueiros - Aracaju-SE Apresentação A Jornada Brasileira de Queimaduras será realizada entre os dias 07 e 09 de junho de 2007,

Leia mais

Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil

Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil Sardinha Lisboa, Eduardo; Magnabosco Melo, Cecília; Darc Bardella, Joana; Mayer

Leia mais

2. MATERIAL E MÉTODOS

2. MATERIAL E MÉTODOS FATORES DE RISCO PARA ACIDENTE DE TRABALHO COM MATERIAL BIOLÓGICO E PÉRFURO-CORTANTE ENTRE PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM E AÇÕES QUE VISEM A SUA REDUÇÃO RESUMO Alessandra da Silva Condé Bacharel em Enfermagem

Leia mais

Proposta Especialidade FONOAUDIOLOGIA DO TRABALHO segundo os critérios da CBO e outros

Proposta Especialidade FONOAUDIOLOGIA DO TRABALHO segundo os critérios da CBO e outros Proposta Especialidade FONOAUDIOLOGIA DO TRABALHO segundo os critérios da CBO e outros CATECE Comissão de Análise de Títulos de Especialistas e Cursos de Especialização Complexidade da especialidade O

Leia mais

DRA. GLÁUCIA BERRETA RUGGERI MÉDICA ENDOCRINOLOGISTA DO CENTRO DE SAÚDE OCUPACIONAL HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN glauciabr@einstein.

DRA. GLÁUCIA BERRETA RUGGERI MÉDICA ENDOCRINOLOGISTA DO CENTRO DE SAÚDE OCUPACIONAL HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN glauciabr@einstein. DRA. GLÁUCIA BERRETA RUGGERI MÉDICA ENDOCRINOLOGISTA DO CENTRO DE SAÚDE OCUPACIONAL HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN glauciabr@einstein.br Segurança do Paciente => 1999 => Marco => TheError is Human

Leia mais

A SAÚDE DO TRABALHADOR NA ENFERMAGEM: UM RESGATE LITERÁRIO. Palavra-chave: acidente de trabalho, enfermagem, saúde ocupacional.

A SAÚDE DO TRABALHADOR NA ENFERMAGEM: UM RESGATE LITERÁRIO. Palavra-chave: acidente de trabalho, enfermagem, saúde ocupacional. A SAÚDE DO TRABALHADOR NA ENFERMAGEM: UM RESGATE LITERÁRIO 1 Elizandra Fernandes 2 Jocemara de Souza Fermino 3 Maria Zilar Scarmagnani Palavra-chave: acidente de trabalho, enfermagem, saúde ocupacional.

Leia mais

Material Perfurocortante

Material Perfurocortante Prevenção de acidentes por Material Perfurocortante Gestão da Fase Pré-Analítica: Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial GESTÃO PREVENÇÃO DE DE RISCOS ACIDENTES

Leia mais

RISCOS BIOLÓGICOS NOS SERVIÇOS DE SAÚDE

RISCOS BIOLÓGICOS NOS SERVIÇOS DE SAÚDE I Simpósio de Biossegurança ESTES/UFU RISCOS BIOLÓGICOS NOS SERVIÇOS DE SAÚDE Tanyse Galon Contextualizando a Temática RISCO BIOLÓGICO O conceito tem um fim em si mesmo? CONCEITOS DA RELAÇÃO SAÚDE E TRABALHO

Leia mais