Sistemas Supervisórios

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistemas Supervisórios"

Transcrição

1 Sistemas Supervisórios Prof a. Michelle Mendes Santos

2 Sistemas Supervisórios Objetivos: Apresentação e posicionamento da utilização de sistemas supervisórios em plantas industriais; Apresentação das ferramentas utilizadas para programação de sistemas supervisórios; Desenvolvimento de uma aplicação prática de um sistema supervisório. Apresentação dos conceitos básicos de redes industriais; 2

3 Sistemas Supervisórios CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Ferramentas do módulo programador Apresentação do sistema supervisório a ser desenvolvido durante o curso Criação dos TAGs Criação de Logs de alarme Criação de telas e apresentação de suas propriedades Apresentação e utilização dos Objetos de Telas Apresentação e utilização dos Scripts Criação de Receitas Criação de Históricos 3

4 Sistemas Supervisórios METODOLOGIA Apresentação expositiva do conteúdo Utilização de laboratório de Informática para o desenvolvimento de um sistema SCADA AVALIAÇÃO Desenvolvimento de um sistema SCADA; Avaliação escrita. 4

5 O que é um SCADA SCADA: Supervisory Control and Data Acquisition SCADA constitui-se em um sistema de supervisão de processos industriais que coleta dados do processo por meio de remotas industriais, principalmente CLPs, formata esses dados, e os apresenta ao operador em uma tela de computador. 5

6 Objetivos do SCADA O objetivo principal dos sistemas SCADA é propiciar uma interface de alto nível do operador com o processo informando-o "em tempo real" de todos os eventos de importância da planta. 6

7 Pirâmide da Automação Enterprise Resource Planning Manufacturing Execution System Supervisory Control and Data Acquisition Controlador Lógico Programável Sensores e Atuadores 7

8 Histórico do Controle Automático Início do século XX: Painéis de relés possibilitaram a utilização de uma lógica mais complexa. 8

9 Histórico do Controle Automático Modernização dos painéis de relés. 9

10 Funções de um SCADA a) Funções de supervisão: Inclui todos as funções de monitoramento do processo tais como: sinóticos animados, gráficos de tendência de variáveis analógicas e digitais, relatórios em vídeo e impressos, etc. b) Funções de operação: As funções de operação incluem: ligar e desligar equipamentos e seqüência de equipamentos, operação de malhas PID, mudança de modo de operação de equipamentos, etc. 10

11 Sistemas de Supervisão Atuais 11

12 Funções de um SCADA c) Funções de controle: Controle DDC ("Digital Direct Control"): Alguns sistemas de supervisão possuem uma linguagem que permite definir diretamente ações de controle, sem depender de um nível intermediário de controle representado por remotas inteligentes. Obs.: Isto, entretanto, só é possível quando a velocidade do processo assim o permite. 12

13 Funções de um SCADA Controle Supervisório: Os algoritmos de controle são executados pela unidade terminal remota (UTR), mas os set-points para as malhas de controle são calculados dinamicamente pelo sistema de supervisão de acordo com o comportamento global do processo. Esta arquitetura possui maior confiabilidade que os sistemas DDC e traz a vantagem de atuar sobre um grande número de malhas de controle simultaneamente enquanto o operador geralmente só consegue atuar malha a malha com um sistema convencional. 13

14 Componentes Físicos Sensores e atuadores; Rede de comunicação Estações remotas (aquisição/controle) e de monitoração central (IHM). 14

15 Estações de um SCADA Estação ou nó é qualquer computador que esteja rodando um software supervisório. Podem ser divididas em: Estação local: aquela em que se está operando ou configurando em um determinado momento (implantação ou manutenção); Estação remota: aquela que é acessada através de um link de comunicação. 15

16 Estações de um SCADA Quanto ao tipo de comunicação ou de informação disponibilizada pela estação, pode-se classificá-la como: Estação independente ( Stand Alone ): É uma estação que desempenha todas funções de um sistema de supervisão não conectada a uma rede de comunicação. 16

17 Estações de um SCADA Estação servidora de Base de Dados (Servidor SCADA ): É uma estação que executa a função de aquisição de dados. 17

18 Estações de um SCADA Estação de Monitoração e Operação: É uma estação que permite que o operador monitore o processo, altere parâmetros do processo, reconheça alarmes e mais algumas tarefas de operação de processo mas não permite alterar a configuração de telas nem da base de dados. 18

19 Estações de um SCADA Estação de Gerência: É uma estação que permite a gerentes, supervisores ou quaisquer outras pessoas terem acesso aos dados de processo em forma de relatórios, gráficos e telas, sendo que reconhecimentos de alarme ou alteração de parâmetros do processo, entre outras tarefas de operação, não poderão ser realizadas nesta estação Integração com sistemas MES e PIMS. 19

Sistemas de Supervisão e Aquisição de Dados. SCADA - Supervisory Control and Data Aquisition

Sistemas de Supervisão e Aquisição de Dados. SCADA - Supervisory Control and Data Aquisition Sistemas de Supervisão e Aquisição de Dados SCADA - Supervisory Control and Data Aquisition São sistemas que utilizam software para monitorar e supervisionar as variáveis e os dispositivos de sistemas

Leia mais

Sistemas supervisórios

Sistemas supervisórios Sistemas supervisórios O software supervisório utiliza a representação de objetos estáticos e animados para representar todo o processo de uma planta, assim como uma interface IHM. Ela opera em dois modos:

Leia mais

O que são sistemas supervisórios?

O que são sistemas supervisórios? O que são sistemas supervisórios? Ana Paula Gonçalves da Silva, Marcelo Salvador ana-paula@elipse.com.br, marcelo@elipse.com.br RT 025.04 Criado: 10/09/2004 Atualizado: 20/12/2005 Palavras-chave: sistemas

Leia mais

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL Automação e Controle AR026 SUMÁRIO I. Sistemas Supervisórios... 3 II. Automação... 4 III. Arquitetura de Redes Industriais... 5 IV. Comunicação entre Supervisório e CLP...7 V. O Protocolo

Leia mais

Permite a coleta de dados em tempo real dos processos de produção, possuindo, também, interfaces para a transferência dos dados para os sistemas

Permite a coleta de dados em tempo real dos processos de produção, possuindo, também, interfaces para a transferência dos dados para os sistemas Permite a coleta de dados em tempo real dos processos de produção, possuindo, também, interfaces para a transferência dos dados para os sistemas administrativos da empresa. Nessa configuração, o PC é a

Leia mais

O que é SDCD? O que é SDCD? Alguns Fabricantes. Histórico 24/05/2011. SDCD Sistema Digital de Controle Distibuído. Sala de Controle: Período Clássico

O que é SDCD? O que é SDCD? Alguns Fabricantes. Histórico 24/05/2011. SDCD Sistema Digital de Controle Distibuído. Sala de Controle: Período Clássico O que é SDCD? SDCD Sistema Digital de Controle Distibuído Romeu Reginato Junho de 2008 Nomenclatura em português: SDCD = Sistema Digital de Controle Distribuído Nomenclatura em inglês: DCS Distributed

Leia mais

Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015

Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015 Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015 Engenharia de Controle e Automação Introdução Sistemas Supervisórios são sistemas digitais de monitoração e operação da planta que gerenciam as

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO. Profª Danielle Casillo

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO. Profª Danielle Casillo UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO Profª Danielle Casillo Utilizar os mesmos processos do trabalho anterior (Ladder já existente). Implementar este sistema

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS SUPERVISÓRIOS COM ÊNFASE PRÁTICA UTILIZANDO O ELIPSE SCADA. Plano de Curso

CURSO DE SISTEMAS SUPERVISÓRIOS COM ÊNFASE PRÁTICA UTILIZANDO O ELIPSE SCADA. Plano de Curso CURSO DE SISTEMAS SUPERVISÓRIOS COM ÊNFASE PRÁTICA UTILIZANDO O ELIPSE SCADA. Instrutor: Bene Jazem Bandeira Nobre Eng Eletricista Carga Horária: 34 horas Datas: 02 a 14 de junho ( Segundas, Quartas, Sextas

Leia mais

Sistema de de Gerenciamento, Automação e Economia de Água PROJETO 3T (SCADA + GIS + MODELAGEM) "UM MUNDO NOVO EM SUAS MÃOS"

Sistema de de Gerenciamento, Automação e Economia de Água PROJETO 3T (SCADA + GIS + MODELAGEM) UM MUNDO NOVO EM SUAS MÃOS Sistema de de Gerenciamento, Automação e Economia de de Água ABINEE TEC - Minas Gerais 2006 PROJETO 3T (SCADA + GIS + MODELAGEM) "UM MUNDO NOVO EM SUAS MÃOS" COPASA DIRETORIA METROPOLITANA AGOSTO / 2006

Leia mais

Aula 02 Conceitos básicos elipse. INFORMÁTICA INDUSTRIAL II ENG1023 Profª. Letícia Chaves Fonseca leticia.chavesfonseca@gmail.com

Aula 02 Conceitos básicos elipse. INFORMÁTICA INDUSTRIAL II ENG1023 Profª. Letícia Chaves Fonseca leticia.chavesfonseca@gmail.com Aula 02 Conceitos básicos elipse INFORMÁTICA INDUSTRIAL II ENG1023 Profª. Letícia Chaves Fonseca leticia.chavesfonseca@gmail.com 1. Introdução O Elipse E3 trabalha totalmente orientado para a operação

Leia mais

Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy

Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy Ricardo Caruso Vieira Aquarius Software Revista Cadware Ed.22 versão online 1. Introdução Há mais de duas décadas, a indústria investe intensamente

Leia mais

Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy

Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy Integração de Sistemas Industriais com a Suíte GE Proficy Ricardo Caruso Vieira Aquarius Software 1. Introdução Há mais de duas décadas, a indústria investe intensamente em sistemas ERP (Enterprise Resource

Leia mais

Sumário. TI Industrial Mercado Empresas Perfil do profissional Disciplinas Conclusão

Sumário. TI Industrial Mercado Empresas Perfil do profissional Disciplinas Conclusão Prof. Ricardo Lüders (DAINF/CPGEI) Prof. Flávio Neves Jr (DAELN/CPGEI) Sumário TI Industrial Mercado Empresas Perfil do profissional Disciplinas Conclusão Vídeo: STUXNET http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=dbmlkomu3au

Leia mais

Wander Samuel Maass. Edson Basquiroto ORIENTADOR NA EMPRESA. Antônio Carlos Tavares SUPERVISOR NA FURB

Wander Samuel Maass. Edson Basquiroto ORIENTADOR NA EMPRESA. Antônio Carlos Tavares SUPERVISOR NA FURB AUTOMAÇÃO DE UM FORNO PARA TRATAMENTO DE CHAPAS COM CONTROLE VIA CLP E SISTEMA SUPERVISÓRIO RIO Trabalho de Estágio Supervisionado WEG INDÚSTRIAS LTDA. DIVISÃO AUTOMAÇÃO Wander Samuel Maass ACADÊMICO Edson

Leia mais

SIMULADOR DE OPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DESENVOLVIDO EM EXCEL

SIMULADOR DE OPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DESENVOLVIDO EM EXCEL SIMULADOR DE OPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DESENVOLVIDO EM EXCEL Gilson Vaz de Oliveira Gerente de Engenharia da EPC Automação Ltda. A simulação de situações reais evoluiu muito desde as primeiras aplicações,

Leia mais

Uso do Action₀NET com o PI System da OsiSoft

Uso do Action₀NET com o PI System da OsiSoft Uso do Action₀NET com o PI System da OsiSoft Introdução Se sua empresa utiliza o PI System da OsiSoft, o Action₀NET é o software SCADA (Supervisory Control and Data Acquisition) que mais se adequa a sua

Leia mais

Controle Supervisório e Aquisição de Dados (SCADA) Sistema de Execução da Manufatura MES Sistemas a Eventos Discretos (SED

Controle Supervisório e Aquisição de Dados (SCADA) Sistema de Execução da Manufatura MES Sistemas a Eventos Discretos (SED Controle Supervisório e Aquisição de Dados (SCADA) Sistema de Execução da Manufatura MES Sistemas a Eventos Discretos (SED Yuri Kaszubowski Lopes Roberto Silvio Ubertino Rosso Jr. UDESC 24 de Abril de

Leia mais

Estudo do sistema de IHM para automação de sistema de renovação de água dos chillers em processo de abate de aves.

Estudo do sistema de IHM para automação de sistema de renovação de água dos chillers em processo de abate de aves. Estudo do sistema de IHM para automação de sistema de renovação de água dos chillers em processo de abate de aves. TIAGO NELSON ESTECECHEN tiago_cascavel@hotmail.com UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ

Leia mais

www.inovatronic.com.br março / 2002

www.inovatronic.com.br março / 2002 Programa Supervisório para Tanques de Armazenamento de Gases CEP 20261-070 pág. 1 TEL: 0xx21-2587-8410 Apresentação Desenvolvido especificamente com a finalidade de efetuar a supervisão remota de tanques

Leia mais

Centro de Operação Integrado da Queiroz Galvão Energias Renováveis

Centro de Operação Integrado da Queiroz Galvão Energias Renováveis Centro de Operação Integrado da Queiroz Galvão Energias Renováveis Resumo A Spin Engenharia participou da implantação do Centro de Operações Integrado (COI) da Queiroz Galvão Energias Renováveis (QGER).

Leia mais

Automação Industrial Parte 2

Automação Industrial Parte 2 Automação Industrial Parte 2 Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html Perspectiva Histórica Os primeiros sistemas de controle foram desenvolvidos durante a Revolução

Leia mais

PIMS Process Information Management System

PIMS Process Information Management System INTRODUÇÃO O setor industrial vem sofrendo constantes pressões para alcançar a excelência operacional, objetivando garantir sua competitividade. Algumas das principais pressões observadas são: redução

Leia mais

PIMS & MES Process Information Management Systems & Manufacturing Execution Systems

PIMS & MES Process Information Management Systems & Manufacturing Execution Systems PIMS & MES Process Information Management Systems & Manufacturing Execution Systems Prof. Ricardo J. Rabelo UFSC Universidade Federal de Santa Catarina DAS Departamento de Automação e Sistemas SUMÁRIO

Leia mais

Escola de Educação Profissional SENAI Visconde de Mauá

Escola de Educação Profissional SENAI Visconde de Mauá Escola de Educação Profissional SENAI Visconde de Mauá Automação Industrial Porto Alegre, Outubro de 2014 Revisão: B Conhecer os principais conceitos e aplicações de um Software Supervisório; Conhecer

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace Tactium Tactium IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

ENGG55 REDES INDUSTRIAIS Introdução à Automação Industrial

ENGG55 REDES INDUSTRIAIS Introdução à Automação Industrial ENGG55 REDES INDUSTRIAIS Introdução à Automação Industrial Prof. Eduardo Simas Essa apresentação foi adaptada do material elaborado pelo Prof. Bernardo Ordoñez em 2013.2 DEE Departamento de Engenharia

Leia mais

Aplicação do Software Proficy ifix como padrão de software supervisório nos 48 Terminais da TRANSPETRO existentes em todas as regiões do Brasil

Aplicação do Software Proficy ifix como padrão de software supervisório nos 48 Terminais da TRANSPETRO existentes em todas as regiões do Brasil Testes Definidos por Software Saber Eletrônica 436 Software para testes de próteses de válvulas cardíacas Saber Eletrônica 433 Softwares de Supervisão www.mecatronicaatual.com. br/secoes/leitura/786 AutoCad

Leia mais

Automação de Locais Distantes

Automação de Locais Distantes Automação de Locais Distantes Adaptação do texto Improving Automation at Remote Sites da GE Fanuc/ Water por Peter Sowmy e Márcia Campos, Gerentes de Contas da. Nova tecnologia reduz custos no tratamento

Leia mais

Aplicação do software Elipse E3 na Estação de Tratamento de Esgoto ABC ETEABC, em São Paulo

Aplicação do software Elipse E3 na Estação de Tratamento de Esgoto ABC ETEABC, em São Paulo Aplicação do software Elipse E3 na Estação de Tratamento de Esgoto ABC ETEABC, em São Paulo Apresentamos neste case a implantação do software E3 para monitorar o processo realizado na Estação de Tratamento

Leia mais

Tecnologias de Automação na ALUNORTE. Apresentadora: Márcia Ribeiro Empresa: Alunorte/Hydro

Tecnologias de Automação na ALUNORTE. Apresentadora: Márcia Ribeiro Empresa: Alunorte/Hydro Tecnologias de Automação na ALUNORTE Apresentadora: Márcia Ribeiro Empresa: Alunorte/Hydro Sumário A Alunorte; Processo de Obtenção da Alumina; Automação na Alunorte; Sistemas Interligados; Projetos Futuros.

Leia mais

O que é automação? SENAI / RJ. Julho / 2011

O que é automação? SENAI / RJ. Julho / 2011 O que é automação? SENAI / RJ Julho / 2011 O que é automação? Automação industrial é o uso de qualquer dispositivo mecânico ou eletro-eletrônico para controlar máquinas e processos. Entre os dispositivos

Leia mais

Introdução e Aplicação de Sistemas SCADA em Engenharia

Introdução e Aplicação de Sistemas SCADA em Engenharia Introdução e Aplicação de Sistemas SCADA em Engenharia Eng. Fernando Guessi Plácido E-mail: fernandogplacido@hotmail.com Skype: fernando.guessi Roteiro O que é SCADA Benefícios de um sistema de supervisão;

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 001/2011 SENAI-DR-RN/CTGÁS-ER PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. CARGO: INSTRUTOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLOGIAS I Nível O

PROCESSO SELETIVO 001/2011 SENAI-DR-RN/CTGÁS-ER PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. CARGO: INSTRUTOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLOGIAS I Nível O 2 PROCESSO SELETIVO 001/2011 SENAI-DR-RN/CTGÁS-ER PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CARGO: INSTRUTOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLOGIAS I Nível O CÓDIGO DO CARGO/VAGA: V0013 1) Considere um transformador

Leia mais

Fundamentos de Automação. Controladores

Fundamentos de Automação. Controladores Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação Controladores

Leia mais

A Engenharia de Automação Automação Semestre 01/2015

A Engenharia de Automação Automação Semestre 01/2015 A Engenharia de Automação Automação Semestre 01/2015 Engenharia de Controle e Automação Sistemas Dinâmicos Classe dos Sistemas Dinâmicos: Tempo time-driven Descritos por equações diferenciais na variável

Leia mais

TOPKAPI VISION. 15 de Março de 2010 (versão provisória) TOPKAPI MMI: Interface grafica autonoma para operadores de terminais.

TOPKAPI VISION. 15 de Março de 2010 (versão provisória) TOPKAPI MMI: Interface grafica autonoma para operadores de terminais. MÓDULOS TOPKAPI SOFTWARE SCADA TOPKAPI VISION 15 de Março de 2010 (versão provisória) A gama dos produtos TOPKAPI é composta por: TOPKAPI MMI: Interface grafica autonoma para operadores de terminais. TOPKAPI

Leia mais

MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA DE AUTOMAÇAO DE UMA FABRICA DE CIMENTO

MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA DE AUTOMAÇAO DE UMA FABRICA DE CIMENTO MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA DE AUTOMAÇAO DE UMA FABRICA DE CIMENTO Giancarlo Borges de Avelar - Automaton Integração de Sistemas Leopoldo José Naves Alves, AUTOMATON Marcio L Martins Neto - MULTIPLUS 19 a

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Um Único Dispositivo para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

A Unidade HOSPITAL UNIMED-RIO

A Unidade HOSPITAL UNIMED-RIO HOSPITAIS SAUDÁVEIS A Unidade HOSPITAL UNIMED-RIO Projeto Hospital UNIMED - RIO Construído em uma área de 30 mil m² o Hospital UNIMED RIO foi inaugurado em Dez / 2012 O Hospital tem como seus principais

Leia mais

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center.

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center. TACTIUM IP com Integração à plataforma Asterisk Vocalix Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

Gerenciamento de software como ativo de automação industrial

Gerenciamento de software como ativo de automação industrial Gerenciamento de software como ativo de automação industrial INTRODUÇÃO Quando falamos em gerenciamento de ativos na área de automação industrial, fica evidente a intenção de cuidar e manter bens materiais

Leia mais

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES. Prof. André Dutton

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES. Prof. André Dutton ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Prof. André Dutton EMENTA: Conceitos fundamentais e histórico da ciência da computação; Histórico dos computadores, evolução e tendências; Modalidades de computadores

Leia mais

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO O controlador CDE4000 é um equipamento para controle de demanda e fator de potência. Este controle é feito em sincronismo com a medição da concessionária, através dos dados

Leia mais

Augusto Ribeiro Mendes Filho Assessoria de Comunicação da Elipse Software

Augusto Ribeiro Mendes Filho Assessoria de Comunicação da Elipse Software APLICAÇÃO DO SOFTWARE ELIPSE E3 NAS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E ESGOTO DO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTOS DE PORTO ALEGRE-RS (DMAE) Apresentamos neste case a implantação do

Leia mais

Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais

Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais L I N H A D E P R O D U T O S PA R A Monitoramento, Controle, Registro e Supervisão de Processos Industriais Índice Apresentação 03 Características Individuais Controlador de Processos C702 Aquisitor de

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância

Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância Monitoramento de Transformadores de Potência Gerenciamento de Dados para o Monitoramento e Avaliação da Condição Operativa de Transformadores Seminário: Transmissão de Energia Elétrica a Longa Distância

Leia mais

Automação Industrial. Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki. http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html

Automação Industrial. Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki. http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html Automação Industrial Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html -Duas Aulas quinzenais -Datas: Engenharia Elétrica 08 e 18 de agosto 01, 15, 29 de setembro 13 e 27

Leia mais

Gerenciamento Inteligente do Sensor na Fabricação de Cerveja

Gerenciamento Inteligente do Sensor na Fabricação de Cerveja Gerenciamento Inteligente do Sensor na Fabricação de Cerveja Gerenciamento Inteligente do Sensor O Gerenciamento Inteligente do Sensor, ou simplesmente ISM, é uma tecnologia digital para sistemas analíticos

Leia mais

SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO BÁSICO DE AUTOMAÇÃO

SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO BÁSICO DE AUTOMAÇÃO 01 DEZEMBRO 2005 SÃO LEOPOLDO - RS SEMINÁRIO TÉCNICO DE AUTOMAÇÃO PARA SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO BÁSICO DE AUTOMAÇÃO SCAI Automação Ltda. ESCOPO DOS SERVIÇOS Os serviços deverão ser desenvolvidos

Leia mais

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões Manual de Instruções Manual de Instruções Esta embalagem contém: Módulo AT1000 1 relé de potência 1 alto falante 1 antena GPS 1 antena GSM 1 soquete p/ relé com cabo 1 conector com cabo Manual de instruções

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec:PAULINO BOTELHO Código: 091 Município:São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

Automação Industrial AULA 13/08/2013. A pirâmide de automação OBJETIVO:

Automação Industrial AULA 13/08/2013. A pirâmide de automação OBJETIVO: AULA 13/08/2013 OBJETIVO: A pirâmide de automação A pirâmide de automação Fonte: www.smar.com A pirâmide de automação Enterprise Resource Planning http://www.administradores.com.br/mobile/artigos /marketing/erp-uma-tecnologia-para-gestao-ouautomacao/13985/

Leia mais

Projeto: Implantação de Sistema Objetivo

Projeto: Implantação de Sistema Objetivo Projeto: Implantação de Sistema Objetivo Permitir ao aluno o contato com sistemas de informação gerenciais e com algumas fases de implantação de sistemas, como, análise do sistema, definição da matriz

Leia mais

Automação de Subestações

Automação de Subestações Automação de Subestações Geração Distribuição Transmissão Indústria Produtos e Serviços: Merging Units Gateway DNP -IEC 61850 Projeto, Integração, TAF, TAC Montagem de Painéis Configuração de Sistemas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FICHA DE COMPONENTE CURRICULAR CÓDIGO: COMPONENTE CURRICULAR: CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS (CLPs) E DISPOSITIVOS INDUSTRIAIS UNIDADE ACADÊMICA OFERTANTE: SIGLA:

Leia mais

Sistemas SCADAS. Apresentação dos sistemas de supervisão do mercado de automação: - Elipse E3 (fabricante Eilpse)

Sistemas SCADAS. Apresentação dos sistemas de supervisão do mercado de automação: - Elipse E3 (fabricante Eilpse) A palavra SCADA é um acrônimo para Supervisory Control And Data Acquisition. Os primeiros sistemas SCADA, basicamente telemétricos, permitiam informar periodicamente o estado corrente do processo industrial,

Leia mais

PRODUTIVIDADE PARA O MUNDO REAL. APS Excellence Day Rio de Janeiro, 24 de junho de 2015

PRODUTIVIDADE PARA O MUNDO REAL. APS Excellence Day Rio de Janeiro, 24 de junho de 2015 PRODUTIVIDADE PARA O MUNDO REAL. APS Excellence Day Rio de Janeiro, 24 de junho de 2015 Confidencialidade, Propriedade Intelectual e Marca Registrada Apresentação Renato Mendes renato.mendes@mezasoft.com

Leia mais

DIGIMAN. WTB Tecnologia 2009. www.wtb.com.br

DIGIMAN. WTB Tecnologia 2009. www.wtb.com.br DIGIMAN MANDADO JUDICIAL ELETRÔNICO Arquitetura WTB Tecnologia 2009 www.wtb.com.br Arquitetura de Software O sistema DIGIMAN é implementado em três camadas (apresentação, regras de negócio e armazém de

Leia mais

Central de Alarme com monitoramento de Temperatura e Umidade

Central de Alarme com monitoramento de Temperatura e Umidade 20anos Central de Alarme com monitoramento de Temperatura e Umidade Sistemas Inteligentes *- Número ilimitado de pontos de medição; *- Monitoramento em tempo real de Temperatura e Umidade; *- Registro

Leia mais

Robson Paoli Clóvis Simões José Aurélio SB Porto

Robson Paoli Clóvis Simões José Aurélio SB Porto GRUPO V ESTUDO DE PROTEÇÃO, MEDIÇÃO, CONTROLE E COMUNICAÇÃO EM SISTEMAS DE POTÊNCIA (GPC) PROJETO CEB A INTEGRAÇÃO COMPLETA ENTRE COS, EMS, DMS, REDE CORPORATIVA, CORs, SUBESTAÇÕES E CHAVES DE POSTE Robson

Leia mais

Gerência da Informação nos Processos de Automação Industrial

Gerência da Informação nos Processos de Automação Industrial Gerência da Informação nos Processos de Automação Industrial Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Redes Industriais Professor Affonso Alessandro J. de Souza / Affonso Guedes Objetivos Discorrer

Leia mais

Tecnologia da Informação: Otimizando Produtividade e Manutenção Industrial

Tecnologia da Informação: Otimizando Produtividade e Manutenção Industrial Tecnologia da Informação: Otimizando Produtividade e Manutenção Industrial Por Christian Vieira, engenheiro de aplicações para a América Latina da GE Fanuc Intelligent Platforms, unidade da GE Enterprise

Leia mais

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO TÉRMICO WWW.THERMAL.PENTAIR.COM DIGITRACE NGC-40 O NGC-40 é um avançado sistema modular

Leia mais

Módulos IP Configuração e Criação de Cenas

Módulos IP Configuração e Criação de Cenas Módulos IP Configuração e Criação de Cenas Versão do documento: 1-12/08/2015 Versão do software: 1.6 Versão de Mínima do Firmware do Módulo IP: 48 1. Visão Geral Os módulos dimer e relê com conexão IP

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

Instrumentação Inteligente: Ferramentas de Configuração e Monitoramento

Instrumentação Inteligente: Ferramentas de Configuração e Monitoramento Instrumentação Inteligente: Ferramentas de Configuração e Monitoramento Edgar Jhonny Amaya Simeón Grupo de Automação e Controle (GRACO) Universidade de Brasília (UnB) eamaya@unb.br Planta Didática DRENO

Leia mais

Guia de Especificação. Vijeo Citect

Guia de Especificação. Vijeo Citect Guia de Especificação Vijeo Citect Guia de Especificação Vijeo Citect > Este documento destina-se à auxiliar nas especificações do software SCADA Vijeo Citect. > Descreve as licenças disponíveis e mostra

Leia mais

1. MEDIDORES E ANALISADORES DE QUALIDADE DE ENERGIA JANITZA

1. MEDIDORES E ANALISADORES DE QUALIDADE DE ENERGIA JANITZA Conteúdo 1. MEDIDORES E ANALISADORES DE QUALIDADE DE ENERGIA JANITZA... 2 1.1. UMG 103... 2 1.2. UMG 104... 2 1.3. UMG 96L e UMG 96... 3 1.4. UMG 96S... 3 1.5. UMG 96RM... 4 1.6. UMG 503... 4 1.7. UMG

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Tópicos do Seminário SCADA Systems Sistemas de Informação 1º Trimestre de 2009 Noturno Prof. Nunzio Torrisi ESEQUIEL DE PAIVA FERREIRA LAURY LIERS LEWNEY FERREIRA MARIO MATIUSSO

Leia mais

Centros de Operação do Segmento de Missão Critica Sala de Controle de Gás Natural

Centros de Operação do Segmento de Missão Critica Sala de Controle de Gás Natural Centros de Operação do Segmento de Missão Critica Sala de Controle de Gás Natural 15/04/2014 1 Quem somos A maior distribuidora de gás natural canalizado do Brasil Responsável por cerca de 1/4 das vendas

Leia mais

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA E CENTROS DE CONTROLE Área de Distribuição e Comercialização Identificação

Leia mais

Configuração do Linux Educacional 5 para melhor uso do MonitorINFO-V4

Configuração do Linux Educacional 5 para melhor uso do MonitorINFO-V4 Configuração do Linux Educacional 5 para melhor uso do MonitorINFO-V4 Primeiro fazemos o login com o usuário admin para ter acesso total ao sistema Usuário: admin Senha: admin Estando no sistema com administrador

Leia mais

BluePlant Software SCADA/HMI. altus. evolução em automação. www.altus.com.br

BluePlant Software SCADA/HMI. altus. evolução em automação. www.altus.com.br BluePlant Software SCADA/HMI altus www.altus.com.br evolução em automação Uma nova visão da sua realidade Impressionante: gráficos de alta qualidade e configuração intuitiva Superior: segurança, redundância

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Engenharia Departamento de Engenharia AUTOMAÇÃO CODICRED 44637-04 PROGRAMA DE DISCIPLINA 01 SÍNTESE DISCIPLINA: CURSO (S): Engenharia

Leia mais

TÍTULO: PROGRAMAÇÃO DE CLP PARA UMA MÁQUINA DE SECÇÃO SEGMENTOS ORGÂNICOS

TÍTULO: PROGRAMAÇÃO DE CLP PARA UMA MÁQUINA DE SECÇÃO SEGMENTOS ORGÂNICOS Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: PROGRAMAÇÃO DE CLP PARA UMA MÁQUINA DE SECÇÃO SEGMENTOS ORGÂNICOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA:

Leia mais

Aplicações de GED. Aplicações de GED. Document imaging. Document imaging

Aplicações de GED. Aplicações de GED. Document imaging. Document imaging Aplicações de GED Processamento, arquivamento e recuperação de documentos (Document Imaging) Gerenciamento de documentos (Document Management) Sistema de Gerenciamento de documentos técnicos (engineering

Leia mais

Aula 03 Redes Industriais. Informática Industrial II ENG1023 Profª. Letícia Chaves

Aula 03 Redes Industriais. Informática Industrial II ENG1023 Profª. Letícia Chaves 1 Aula 03 Redes Industriais Informática Industrial II ENG1023 Profª. Letícia Chaves Plano de aula Tópicos da aula: 1 Introdução 2 Benefícios na utilização de redes 3 Dificuldades na utilização de redes

Leia mais

AUTOMAÇÃO PREDIAL INTRODUÇÃO

AUTOMAÇÃO PREDIAL INTRODUÇÃO AUTOMAÇÃO PREDIAL 1 INTRODUÇÃO A evolução da computação e dos sistemas digitais tem viabilizados aplicações, que se tornam presentes no cotidiano das pessoas, sendo hoje referenciais de conforto e praticidade

Leia mais

PROJETO PIMS DO PÁTIO DE MINÉRIOS UMA PODEROSA FERRAMENTA DE APOIO À MANUTENÇÃO RESUMO

PROJETO PIMS DO PÁTIO DE MINÉRIOS UMA PODEROSA FERRAMENTA DE APOIO À MANUTENÇÃO RESUMO PROJETO PIMS DO PÁTIO DE MINÉRIOS UMA PODEROSA FERRAMENTA DE APOIO À MANUTENÇÃO Riberte Dias de Souza riberte.souza@arcelormittal.com ArcelorMittal Tubarão Edílson Jose Machado Correia edilson.correia@arcelormittal.com

Leia mais

UNIVERSIDADE DE CUIABÁ FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SISTEMA OPEN-SOURCE DE SUPERVISÃO CONTROLE E AQUISIÇÃO DE DADOS MÁRCIO COIADO RAYSARO

UNIVERSIDADE DE CUIABÁ FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SISTEMA OPEN-SOURCE DE SUPERVISÃO CONTROLE E AQUISIÇÃO DE DADOS MÁRCIO COIADO RAYSARO 0 UNIVERSIDADE DE CUIABÁ FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SISTEMA OPEN-SOURCE DE SUPERVISÃO CONTROLE E AQUISIÇÃO DE DADOS MÁRCIO COIADO RAYSARO CUIABÁ 2012 1 MÁRCIO COIADO RAYSARO SISTEMA OPEN-SOURCE

Leia mais

A solução INFOTRÂNSITO abrange sistemas web multiplataformas, podendo ser instalados em ambientes Linux, Windows e Apple.

A solução INFOTRÂNSITO abrange sistemas web multiplataformas, podendo ser instalados em ambientes Linux, Windows e Apple. INFOTRÂNSITO A plataforma INFOTRÂNSITO emprega tecnologias inovadoras para garantir ao poder público um gerenciamento eficaz da operação do trânsito nos grandes centros urbanos. A partir da coleta, em

Leia mais

Capítulo XIV Interface Homem Máquina (IHM) e sistemas supervisórios

Capítulo XIV Interface Homem Máquina (IHM) e sistemas supervisórios 30 Capítulo XIV Interface Homem Máquina (IHM) e sistemas supervisórios Equipe de engenharia da Schweitzer Engineering Laboratories (SEL) A principal ferramenta para a operação de uma subestação de energia

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (APRESENTAÇÃO)

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (APRESENTAÇÃO) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMA OPERACIONAL DE REDE (APRESENTAÇÃO) A disciplina Nome: Administração de Sistema

Leia mais

Com o objetivo de atender aos diferentes tipos de Terminais e necessidades operacionais o AutoLoad é comercializado nas seguintes versões:

Com o objetivo de atender aos diferentes tipos de Terminais e necessidades operacionais o AutoLoad é comercializado nas seguintes versões: O AutoLoad é um software industrial que opera em tempo real que foi especificamente desenvolvido para Gestão de Terminais de Movimentação de Combustíveis e Produtos Químicos e Usinas de Biocombustíveis.

Leia mais

Centro de Monitoramento de Perdas

Centro de Monitoramento de Perdas Apresentação Metering JUL/04 Centro de Monitoramento de Perdas Gerência de Medição e Perdas Grandes Clientes Apresentador: Fabio Toledo Gerente do Departamento Epower Análise Conceitual Remota de Telemetria

Leia mais

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES Somos uma empresa brasileira, especializada em soluções de automação de máquinas e processos industriais, instalação, comissionamento e segurança de infraestrutura elétrica e de máquinas, microgeração

Leia mais

Sincronização das Bases de Tempo de CLPs Distribuídos numa Rede de Automação de Processo Industrial

Sincronização das Bases de Tempo de CLPs Distribuídos numa Rede de Automação de Processo Industrial ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO MARCOS YUKIO YAMAGUCHI Sincronização das Bases de Tempo de CLPs Distribuídos numa Rede de Automação de Processo Industrial v.1 São Paulo 2006 MARCOS YUKIO

Leia mais

Controle e Corte Emergencial de Cargas com Recomposição Automática Através do Sistema SCADA BRASIL

Controle e Corte Emergencial de Cargas com Recomposição Automática Através do Sistema SCADA BRASIL Controle e Corte Emergencial de Cargas com Recomposição Automática Através do Sistema SCADA MONTENEGRO, J. C. F. S. (José Carlos de França e Silva Montenegro) BANDEIRANTE BRASIL MARQUES, R. (Rogério Marques)

Leia mais

AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL. Sistema Integrado de Teste em Umbilicais

AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL. Sistema Integrado de Teste em Umbilicais BI AUTOMAÇÃO E INSTRUMENTAÇÃO VIRTUAL Sistema Integrado de Teste em Umbilicais Objetivos da Apresentação Demonstrar a Arquitetura de hardware e software da National Instruments utilizada na solução; Discutir

Leia mais

Sistemas Supervisórios para Automação Industrial usando Software Livre

Sistemas Supervisórios para Automação Industrial usando Software Livre Sistemas Supervisórios para Automação Industrial usando Software Livre Alan Carvalho de Assis acassis@gmail.com 1 Sumário 1) Breve histórico da Automação/Controle 2) Linux em Automação Industrial 3) Introdução

Leia mais

Automação de Bancada Pneumática

Automação de Bancada Pneumática Instituto Federal Sul-rio-grandense Campus Pelotas - Curso de Engenharia Elétrica Automação de Bancada Pneumática Disciplina: Projeto Integrador III Professor: Renato Allemand Equipe: Vinicius Obadowski,

Leia mais

Projeto CONVERGE UFSM: Rede de Sensores-Atuadores para Controle de Acesso em Laboratórios Usando VoIP e Rede Sem Fio

Projeto CONVERGE UFSM: Rede de Sensores-Atuadores para Controle de Acesso em Laboratórios Usando VoIP e Rede Sem Fio : Rede de Sensores-Atuadores para Controle de Acesso em Laboratórios Usando VoIP e Rede Sem Fio Cristiano Cortez da Rocha, Matheus Anversa Viera, Rodolfo Leffa de Oliveira, Benhur de Oliveira Stein, Iara

Leia mais

S i s t e m a s d e E n e r g i a

S i s t e m a s d e E n e r g i a S i s t e m a s d e E n e r g i a c a t á l o g o d e p r o d u t o s 2 0 1 0 A Analo oferece soluções completas, software e equipamentos para: Supervisão Telemedição Comunicação de dados Supervisão A

Leia mais

Aplicação de SNMP no Centro de Controle da Automação da Eletrosul. Brasil

Aplicação de SNMP no Centro de Controle da Automação da Eletrosul. Brasil Aplicação de SNMP no Centro de Controle da Automação da Eletrosul Pablo Humeres Flores Eletrosul Brasil Diogo Vargas Marcos Eletrosul RESUMO O trabalho apresenta uma aplicação do protocolo SNMP na gerência

Leia mais

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-30

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-30 Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-30 SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO TÉRMICO WWW.THERMAL.PENTAIR.COM digitrace ngc-30 O DigiTrace NGC-30 é um avançado sistema

Leia mais

Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio

Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio Access Professional Edition O sistema de controle de acesso flexível que cresce com o seu negócio 2 Access Professional Edition: a solução de controle de acesso ideal para empresas de pequeno e médio porte

Leia mais