Escola de Educação Profissional SENAI Visconde de Mauá

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escola de Educação Profissional SENAI Visconde de Mauá"

Transcrição

1 Escola de Educação Profissional SENAI Visconde de Mauá Automação Industrial Porto Alegre, Outubro de 2014 Revisão: B

2 Conhecer os principais conceitos e aplicações de um Software Supervisório; Conhecer principais recursos de programação; Ser capaz de criar telas utilizando os recursos do Software Supervisório; Ser capaz de estabelecer comunicação entre CLP e Software Supervisório em uma rede ponto a ponto RS-232;

3 INTRODUÇÃO

4 É um software utilizado para monitorar e supervisionar as variáveis e os dispositivos de um sistema de controle, fazendo uso de drivers de comunicação específicos, permitindo o controle total ou parcial desse sistema. O Supervisório também é chamado de Sistema de Supervisão ou simplesmente SCADA (Sistema de Supervisão e Aquisição de Dados, que vem do inglês Supervisory Control and Data Acquisition).

5 Qualidade: monitoramento de diversas variáveis do processo determinando ótimos níveis de trabalho; Redução de custos: Pode-se ler dados de todo o processo sem a necessidade de alocação de pessoal ao campo, centralizando a informação e dando a possibilidade ainda da criação de gráficos, históricos, alarmes, etc.; Desempenho: A velocidade na leitura das informações e a centralização desses dados, permite que intervenções necessárias sejam feitas de forma rápida e eficaz; Apenas com esses poucos exemplos podemos entender a importância da aplicação de um software Supervisório.

6 Elipse; Indusoft; ABB;

7 DEFINIÇÃO DA ARQUITETURA

8 Antes de iniciar o projeto devemos definir a arquitetura do nosso projeto. Para essa nova etapa, utilizaremos o meio físico RS-232 interligando ponto-a-ponto CLP e PC. Para protocolo de comunicação, utilizaremos o MODBUS RTU que é um protocolo aberto.

9 Computador com Supervisório (MESTRE) CLP DUO Altus (ESCRAVO) Cabo de programação do CLP

10 O protocolo MODBUS trabalha baseado em quatro variáveis: Variável Tipo de Variável Característica Operando Coils Bit Leitura e escrita Input Coils Bit Apenas Leitura Input Registers Word Apenas Leitura Holding Registers Word Leitura e escrita

11 Sistema de Supervisão = driver MODBUS; CLP = Relações MODBUS; Obs.: Normalmente o equipamento escravo já possui uma tabela com todas as relações MODBUS pré-definidas.

12 FERRAMENTAS DO SOFTWARE

13 O Indusoft Web Studio é o software supervisório da Indusoft. O InduSoft Web Studio é uma poderosa coleção de ferramentas de automação que possibilita o desenvolvimentos de aplicações IHM, SCADA, para sistemas embedded, e para sistemas de instrumentação. Fonte:

14 Para abrir o software clique no ícone:

15 Clicar em Arquivo /Novo; Prof Vander Campos

16 Dar um nome para o projeto; Escolher, em tipo de produto, Windows Lite Interface; Clicar em OK. Prof Vander Campos

17 Na árvore do projeto: Clicar com o botão direito em tela; Selecionar a opção inserir.

18 Atributos da tela: Descrição: Nome da tela; Tamanho; Estilo. Após clicar em OK.

19 Com a tela criada: Clicar em Arquivo/ Salvar como.

20 As telas criadas devem necessariamente serem salvas na pasta screen do projeto.

21 Um recurso interessante é o de criar grupos de telas, podendo assim, obtermos um cabeçalho e um rodapé. Nesse caso, apenas a tela central muda nas trocas de tela, conforme exemplo:

22 Após criar três telas, uma de cabeçalho, uma de rodapé e uma principal: Clicar com o botão direito sobre a opção grupo; Selecionar a opção Inserir grupo de tela.

23 Na janela Inserir Grupo de Tela: Selecionar as telas que pertencerão ao grupo; Clicar em OK.

24 Definir esse grupo de telas como inicial: Clicando com o botão direito sobre o grupo criado; Selecionando a opção Definir como Inicial. Prof Vander Campos

25 A cor do fundo de uma tela pode ser alterada: Clicando com o botão direito sobre a tela desejada; Selecionando a opção Cor de Fundo.

26 O objetivo do grupo de telas criado é o de fazer de uma tela o cabeçalho, de outra o rodapé e de outra a parte central. Para isso, devemos dispor as telas dessa forma utilizando o próximo recurso. Com todas as telas abertas:

27 Selecione, na árvore do projeto, a opção Disposição.

28 Organizar e redimensionar as telas de modo que as mesmas fiquem parecidas com a imagem abaixo:

29 Podemos criar um retângulo na tela e fazer com que o mesmo funcione como um gráfico de barras, marcando essa opção (figura 2). Figura 1 Figura 2

30 Após isso, deve-se configurar o objeto: Tag/Expressão: Quem será a referência; Valor Mínimo e Máximo;

31 A escolha do TAG é feita nessa janela. No exemplo foi utilizado um TAG de sistema (Second). Portanto, a cada segundo que passa o gráfico é atualizado.

32 Existem basicamente dois tipos de botões no Indusoft, o botão comum e o botão de ação.

33 Quando criamos um botão simples, podemos configurá-lo dando um duplo clique em cima do mesmo. As primeiras propriedades a serem configuradas são as gráficas (nome, cor, etc).

34 Nas configurações de comando podemos desde programar um código VB Script ou abrir e fechar telas até acionar e desacionar variáveis.

35 Ao criar um botão de ação, também podemos o configurar dando um duplo clique em cima do mesmo. Dentre as primeiras propriedades a serem apresentadas, as mais importantes são: Tag/Expressão: Escolha da variável acionada; Tipo: Momentâneo (Pulso) e Mantido (Chave). Estado: NA e NF; Tecla: Tecla do teclado do pc que aciona esse botão de ação (opcional).

36 Ao pressionar no botão Config..., há a possibilidade de configuração gráfica: Cor: Seleção de cores diferentes para cada estado (pressionado ou não pressionado); Piscar: Possibilidade de piscar, devagar ou rápido, o botão ou o texto; Fonte: Configuração do texto. Legenda: Texto a ser apresentado.

37 O Indusoft permite a criação de gráficos que podem apresentar leituras de variáveis em tempo real.

38 Após selecionar a ferramenta de gráficos deve-se desenhar o mesmo na tela. Recomenda-se que utiliza-se uma tela somente para isso.

39 Dando um duplo clique em cima do gráfico é possível configurar os pontos de leitura, definindo o TAG (variável), a escala mínima e a máxima, por exemplo.

40 O Indusoft permite a criação de objetos de alarme que podem apresentar leituras de variáveis em tempo real, apresentar histórico entre outras funções.

41 Após selecionar a ferramenta de alarmes deve-se desenhar o mesmo na tela. Recomenda-se que se utilize uma tela somente para isso.

42 Com um duplo clique no objeto de alarmes podemos configurar suas propriedades. No botão colunas é possível por exemplo dimensionar a largura das mesmas.

43 É necessário criar uma tarefa para os alarmes funcionarem. Na aba Tarefas da árvore do projeto, clicar com o botão direito na pasta alarmes e selecionar inserir.

44 Descrição: Nome do alarme; Nome da TAG: Variável que será monitorada; Tipo: Sinal que gerará o alarme; Mensagem: Mensagem que será mostrada. Prof Vander Campos

45 Para executar o software desenvolvido, deve ser acionado o botão play destacado na imagem. Para voltar a tela de edição deve ser utilizar do recurso alt+tab ou criar uma função Shutdown que será abordada posteriormente.

46 Qualquer objeto colocado na tela pode ser movimentado utilizando-se do recurso posição, quando o objeto em questão estiver selecionado.

47 Após selecionar o recurso posição, com um duplo clique no objeto é possível configurar se o movimento será vertical ou horizontal entre outros ajustes.

48 Criar um objeto na tela (círculo ou retângulo) e marcar a animação cor.

49 Em Limite Expr, deve ser colocada a TAG referência. Podem ser configuradas as cores de cada estado e a possibilidade do objeto piscar. No exemplo abaixo, se a TAG for 0, o objeto fica vermelho, se a TAG for 1, o objeto fica verde.

50 Para mostrar uma contagem de valores, deve-se utilizar a ferramenta texto. Cada hashtag equivale a um algarismo. A opção Texto com link de dados deve ser marcada:

51 Dando um duplo clique no texto criado, deverá ser configurado o objeto. Nota-se que foi utilizado o TAG Second. Logo, os algarismos que aparecerão ao lado do texto serão a contagem dos segundos.

52 Na necessidade de inserção de valores, deve-se marcar a opção Entrada habilitada. Há também a possibilidade de ajustar níveis máximo e mínimo.

53 Há a possibilidade de criar uma função para parar a tela de execução do sinóptico através de um botão. É necessário fazer um script como no próximo slide.

54

55 CONFIGURAÇÃO DA COMUNICAÇÃO

56 Meio físico: Já definido = RS-232; Protocolo de Comunicação: Escolher o Driver; Parâmetros de Comunicação: Dependem do protocolo definido;

57 Na parte de baixo da árvore do projeto, deve ser selecionada a aba Comunicação; Na pasta drivers, clicar com o botão direito e selecionar a opção Adicionar/Remover drivers;

58 Seguindo nossa linha de trabalho com o S7-200, utilizaríamos o driver SIPPI:

59 Porém agora nosso CLP será o DUO da Altus e o driver será o MODBU (Modbus).

60 Após selecionado o driver, clicar com o botão direito na pasta do mesmo e selecionar configurações:

61 Para testar a comunicação criaremos três TAGs, duas booleanas (bits) e uma inteira (word 16 bits). Para criá-las selecione a aba global no inferior da árvore do projeto e após Tags do projeto/planilha de dados.

62 No CLP, as relações já estão definidas na aba Recursos/Configuração do CP.

63

64 Logo: Digital_Output1 = = %QX0.0; Digital_Input1 = = %IX0.0; Analog_Input1 = = %MW0. Os números de vermelho correspondem ao tipo de operando MODBUS, respectivamente Coil, Input coil e Holding Register.

65 No Indusoft as relações são feitas através da FOLHA PRINCIPAL DE DRIVER. Estação é o endereço do CLP definido anteriormente na tabela do software do CLP.

66 A relação abaixo faz com que o sinal da entrada digital %IX0.0 do CLP seja transferido para a TAG do Supervisório DIGITAL_INPUT1. A ação ler é definida porque não é possível forçar uma entrada digital do CLP através de uma rede. No endereço I/O, 1X:1 equivale ao endereço 1 dos operando Input Coils (10001).

67 A relação abaixo faz com que o sinal da saída digital %QX0.0 do CLP seja linkado com a TAG do Supervisório DIGITAL_OUPUT1. A ação escrever é definida para que possamos acionar a saída do CLP através da rede. No endereço I/O, 0X:1 equivale ao endereço 1 dos operando Coils (00001).

68 A relação abaixo faz com que o sinal da memória %MW0 do CLP seja transferido para a TAG do Supervisório ANALOG_INPUT1. A ação ler é definida porque queremos ler o valor contido nessa memória. No endereço I/O, 4X:1 equivale ao endereço 1 dos operando Holding Registers(40001).

69 EXERCÍCIOS

70 Vamos fazer nossa aplicação? Para isso, você deverá utilizar os slides aqui passados, os tutoriais da Indusoft e os ensinamentos da aula expositiva com o software Indusoft Web Studio... Exercício 7.1 da apostila. Bom trabalho!

71 Mais informações em

72 REVISÃO: B 21/10/2014

Tutorial 160 CP FBs - Elipse Scada (RS232 Protocolo MODBUS)

Tutorial 160 CP FBs - Elipse Scada (RS232 Protocolo MODBUS) Tutorial 160 CP FBs - Elipse Scada (RS232 Protocolo MODBUS) Este documento é propriedade da ALTUS Sistemas de Informática S.A., não podendo ser reproduzido sem seu prévio consentimento. Altus Sistemas

Leia mais

Tutorial GSControl CLP DUO CellControl GPRS. Suporte Técnico Rev: A

Tutorial GSControl CLP DUO CellControl GPRS. Suporte Técnico Rev: A Tutorial GSControl CLP DUO CellControl GPRS Suporte Técnico Rev: A Considerações Gerais Tutorial de Produtos Considerações Gerais Este documento descreve a utilização do CLP Duo e do CellControl GPRS e

Leia mais

Nota de Aplicação IHM 002

Nota de Aplicação IHM 002 N.A 002 Comunicação IHM M e PLC PM serial RS485 Protocolo MODBUS RTU Objetivo: Este documento descreve os procedimentos a serem realizados para fazer a comunicação MODBUS entre PLC e IHM Ativa. Este driver

Leia mais

Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master)

Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master) Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master) Este documento é propriedade da ALTUS Sistemas de Informática S.A., não podendo ser reproduzido sem seu prévio consentimento. Altus

Leia mais

APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK

APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK 1 SÚMARIO ASSUNTO PÁGINA Componentes da Lousa... 03 Função Básica... 04 Função Bandeja de Canetas... 05 Calibrando a Lousa... 06

Leia mais

Exemplo de comunicação Modbus entre CLP s MPC4004, EXPERT, EXPERT DX e TICO onde se utiliza a ferramenta de programação Winsup 2 e I/O remota BRIO.

Exemplo de comunicação Modbus entre CLP s MPC4004, EXPERT, EXPERT DX e TICO onde se utiliza a ferramenta de programação Winsup 2 e I/O remota BRIO. BRIO Exemplo de comunicação Modbus entre CLP s MPC4004, EXPERT, EXPERT DX e TICO onde se utiliza a ferramenta de programação Winsup 2 e I/O remota BRIO. Comunicação Modbus RS485 Arquitetura da rede EXPERT

Leia mais

Multimedidores Inteligentes MGE G3 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf. ABB Automação. Hartmann & Braun

Multimedidores Inteligentes MGE G3 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf. ABB Automação. Hartmann & Braun Multimedidores Inteligentes MGE G3 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf ABB Automação Hartmann & Braun Índice 1. IBIS_BE_CNF - DEFINIÇÃO... 3 2. INSTALAÇÃO... 3 2.1. PRÉ-REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO... 3

Leia mais

Considere um alarme residencial ligado a um CLP compacto com os seguintes I/Os:

Considere um alarme residencial ligado a um CLP compacto com os seguintes I/Os: Exercícios de CLP Exercício 1 I/O Simulator Considere um alarme residencial ligado a um CLP compacto com os seguintes I/Os: I:1/1 Aciona o Alarme I:1/2 Desliga o Alarme I:1/3 Sensor de Presença I:1/4 Sensor

Leia mais

Guia de Utilização da IHM Touch Screen Rockwell. Realização:

Guia de Utilização da IHM Touch Screen Rockwell. Realização: Guia de Utilização da IHM Touch Screen Rockwell Realização: Thiago de Oliveira Felipe Guilherme Stein Joinville Santa Catarina Outubro de 2010 INTRODUÇÃO Analisando os processos de manufatura e o desenvolvimento

Leia mais

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL Automação e Controle AR026 SUMÁRIO I. Sistemas Supervisórios... 3 II. Automação... 4 III. Arquitetura de Redes Industriais... 5 IV. Comunicação entre Supervisório e CLP...7 V. O Protocolo

Leia mais

Autor : Paulo Roberto Rangel Falcão Duque de Caxias RJ 23/09/2012.

Autor : Paulo Roberto Rangel Falcão Duque de Caxias RJ 23/09/2012. Autor : Paulo Roberto Rangel Falcão Duque de Caxias RJ 23/09/2012. Tutorial Comunicação ModBus RTU com Arduino e o Supervisório Elipse Scada Bom, apresento neste momento um pequeno Tutorial para efetuar

Leia mais

Multimedidores Inteligentes IDM96 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf. ABB Automação. Hartmann & Braun

Multimedidores Inteligentes IDM96 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf. ABB Automação. Hartmann & Braun Multimedidores Inteligentes IDM96 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf ABB Automação Hartmann & Braun Índice 1. IBIS_BE_CNF - DEFINIÇÃO... 3 2. INSTALAÇÃO... 3 2.1. PRÉ-REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO... 3 3.

Leia mais

MANUAL ZEDIT 32 Índice:

MANUAL ZEDIT 32 Índice: MANUAL ZEDIT 32 Índice: Configuração Painel -------------------------------------------------------------------- 02 à 04 Criar Novo modelo Painel -------------------------------------------------------------

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

Quadro de consulta (solicitação do mestre)

Quadro de consulta (solicitação do mestre) Introdução ao protocolo MODBUS padrão RTU O Protocolo MODBUS foi criado no final dos anos 70 para comunicação entre controladores da MODICON. Por ser um dos primeiros protocolos com especificação aberta

Leia mais

Software Ativo. Operação

Software Ativo. Operação Software Ativo Operação Página deixada intencionalmente em branco PROTEO MANUAL OPERAÇÃO SUMÁRIO 1 - INSTALAÇÃO DO SOFTWARE ATIVO... 5 2 CRIANDO PROJETO UVS/ TMS PROTEO... 10 2.1 - Estrutura do Projeto...

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Compartilhamento de Arquivos no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução...

Leia mais

APOSTILA WORD BÁSICO

APOSTILA WORD BÁSICO APOSTILA WORD BÁSICO Apresentação O WORD é um editor de textos, que pertence ao Pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de textos, cartas, memorandos, documentos, mala

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Gerenciamento. Controlador de Fator de Potência. Self Control

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Gerenciamento. Controlador de Fator de Potência. Self Control MANUAL DO USUÁRIO Software de Gerenciamento Controlador de Fator de Potência Self Control ÍNDICE 1.0 INTRODUÇÃO 4 1.1 Aplicações 4 2.0 CARACTERÍSTICAS 4 2.1 Compatibilidade 4 3.0 INSTALAÇÃO 4 4.0 INICIALIZAÇÃO

Leia mais

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria 1 Sumário Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria... 1 1 Sumário... 1 2 Lista de Figuras... 5 3 A Janela principal...

Leia mais

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO O controlador CDE4000 é um equipamento para controle de demanda e fator de potência. Este controle é feito em sincronismo com a medição da concessionária, através dos dados

Leia mais

COMO INSTALAR O CATÁLOGO

COMO INSTALAR O CATÁLOGO Este guia tem por finalidade detalhar as etapas de instalação do catálogo e assume que o arquivo de instalação já foi baixado de nosso site. Caso não tenho sido feita a etapa anterior favor consultar o

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Portaria Express 3.0

Portaria Express 3.0 Portaria Express 3.0 A portaria do seu condomínio mais segura e eficiente. Com a preocupação cada vez mais necessária de segurança nos condomínio e empresas, investe-se muito em segurança. Câmeras, cercas,

Leia mais

Manual do Usuário Android Neocontrol

Manual do Usuário Android Neocontrol Manual do Usuário Android Neocontrol Sumário 1.Licença e Direitos Autorais...3 2.Sobre o produto...4 3. Instalando, Atualizando e executando o Android Neocontrol em seu aparelho...5 3.1. Instalando o aplicativo...5

Leia mais

1. Introdução: 2. Softwares Utilizados nesse exemplo: 2.1 Siemens: - Step7 V5.3 ; - SimaticNet V6.2;

1. Introdução: 2. Softwares Utilizados nesse exemplo: 2.1 Siemens: - Step7 V5.3 ; - SimaticNet V6.2; TUTORIAL DE CONFIGURAÇÃO COMUNICAÇÃO S7 V5.3 COM IFIX V3.0 1. Introdução: Esse tutorial visa mostrar de uma maneira fácil e detalhada a maneira de configurar a comunicação entre CLPs Siemens sejam esses,

Leia mais

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Pós-Graduação em Gestão de Negócios CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD EMENTA

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Introdução Aula 03: Pacote Microsoft Office 2007 O Pacote Microsoft Office é um conjunto de aplicativos composto, principalmente, pelos

Leia mais

Microsoft PowerPoint 2003

Microsoft PowerPoint 2003 Página 1 de 36 Índice Conteúdo Nº de página Introdução 3 Área de Trabalho 5 Criando uma nova apresentação 7 Guardar Apresentação 8 Inserir Diapositivos 10 Fechar Apresentação 12 Abrindo Documentos 13 Configurar

Leia mais

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART Continuação 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART a) Vá para o primeiro slide da apresentação salva no item 31. b) Na guia PÁGINA INICIAL, clique no botão LAYOUT e selecione (clique) na opção TÍTULO

Leia mais

VIAWEB service. Cadastrar empresa de segurança. Versão 3.5.0. PASSO 1 Cadastro:

VIAWEB service. Cadastrar empresa de segurança. Versão 3.5.0. PASSO 1 Cadastro: VIAWEB service Versão 3.5.0 Cadastrar empresa de segurança PASSO 1 Cadastro: Vá em www.viawebsystem.com.br, clicar em Produtos, depois em "VIAWEB service" Em seguida escolher a opção "Para cadastrar sua

Leia mais

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO. Apostila de Programação Ativa XPANEL Cód MTXXTSC-ET. Programação Básica. IHM ATIVA Xpanel. Software Xpanel Designer

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO. Apostila de Programação Ativa XPANEL Cód MTXXTSC-ET. Programação Básica. IHM ATIVA Xpanel. Software Xpanel Designer Apostila de Programação Ativa XPANEL Cód MTXXTSC-ET Programação Básica IHM ATIVA Xpanel Software Xpanel Designer 1 1. Conectividade IHM Xpanel MANUAL DE PROGRAMAÇÃO (1) USB Client Upload and Download project.

Leia mais

Guia ineocontrol. iphone e ipod Touch

Guia ineocontrol. iphone e ipod Touch Guia ineocontrol iphone e ipod Touch Referência completa para o integrador do sistema Module. Aborda os recursos necessários para a itulização, instalação do software e importação das interfaces criadas

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT Power Point Básico Santa Maria, julho de 2006 O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações.

Leia mais

Como incluir artigos:

Como incluir artigos: Como incluir artigos: O WordPress é uma ferramenta muito flexível, com muitas variações e ajustes que podem torná-lo algo muito simples e também muito sofisticado conforme os recursos que são configurados

Leia mais

Manual PAINT.NET de imagens

Manual PAINT.NET de imagens Manual PAINT.NET de imagens 1. Instalação 1.1 - Para instalar o programa paint.net, o primeiro passo é baixá-lo do endereço a seguir e salvá-lo em seu computador. http://ww2.prefeitura.sp.gov.br/paint_net/paint.net.3.36.exe

Leia mais

CONFIGURADOR DO PAINEL FP1 v 1.3

CONFIGURADOR DO PAINEL FP1 v 1.3 CONFIGURADOR DO PAINEL FP1 v 1.3 1. INTRODUÇÃO Este software permite a configuração dos dispositivos de detecção manuais e ou automáticos do sistema digital de alarme de incêndio FP1. Pode-se, por intermédio

Leia mais

Tutorial MSN Messenger

Tutorial MSN Messenger Tutorial MSN Messenger Este tutorial irá ensiná-lo(a) a usar o programa MSN Messenger, utilizado para conversação Online. Dependendo da sua conexão a página pode demorar um pouco até ser carregada totalmente.

Leia mais

Nota de Aplicação IHM 001

Nota de Aplicação IHM 001 N.A 001 Comunicação IHM M e PLC PM via Ethernet Objetivo: Este documento descreve o procedimento para realizar a comunicação entre os CLPs PM da Ativa com as IHM Xpanel. Os requisitos para este procedimento

Leia mais

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN S U M Á R I O 1Tela de Login...2 2 Painel......3 3 Post...4 4 Ferramentas de Post...10 5 Páginas...14 6 Ferramentas de páginas...21 7 Mídias...25 8 Links......30 1 1- TELA DE LOGIN Para ter acesso ao wordpress

Leia mais

Manual básico de utilização da Mesa Tátil

Manual básico de utilização da Mesa Tátil Mesa Tátil - IVEO VIEWPLUS A mesa tátil IVEO é muito prática e de fácil utilização, excelente equipamento para aprendizagem de pessoas com necessidades visuais. Seu funcionamento consiste na inserção de

Leia mais

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 04 Word Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Editor de Texto - Word Microsoft Office Conjunto de aplicativos para escritório que contém programas

Leia mais

INFORMATIVOS TÉCNICOS Versão de Teste

INFORMATIVOS TÉCNICOS Versão de Teste INFORMATIVOS TÉCNICOS Versão de Teste 1 SUMARIO Informativos Técnicos CLP TRSPUX / IHM - TRPMIU... 3 1. Como criar um novo programa no software TRPGM... 3 1.1 Programação do CLP SPUX ou IHM PMIU... 3 1.2

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Curso: Desenvolvendo Jogos 2d Com C# E Microsoft XNA. Instalar corretamente as ferramentas necessárias para a criação dos jogos

Curso: Desenvolvendo Jogos 2d Com C# E Microsoft XNA. Instalar corretamente as ferramentas necessárias para a criação dos jogos META Curso: Desenvolvendo Jogos 2d Com C# E Microsoft XNA Conteudista: André Luiz Brazil Aula 4: INSTALANDO O VISUAL C# E O XNA GAME STUDIO Instalar corretamente as ferramentas necessárias para a criação

Leia mais

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client?

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Assim que abrir o DVR Client, no canto superior direito há um grupo de opções denominado Login, preencha de acordo

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

masterlogger A202 Versão 01 / Revisão 1.0

masterlogger A202 Versão 01 / Revisão 1.0 SISTEMA supervisório masterlogger A202 Versão 01 / Revisão 1.0 MANUAL DE operação CONTEMP IND. COM. E SERVIÇOS LTDA. Al. Araguaia, 204 - CEP 09560-580 S. Caetano do Sul - SP - Brasil Fone: 11 4223-5100

Leia mais

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário

Security Shop MRS. Media Relay System. Manual do Usuário Página 1 de 20 Security Shop MRS Media Relay System Manual do Usuário Página 2 de 20 Conteúdos: Conteúdos:... 2 Figuras:... 3 1. Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Terminologia... 4 2. GERAL...

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Procedimento de Instalação do Min200E Conexão USB

STK (Start Kit DARUMA) Procedimento de Instalação do Min200E Conexão USB STK (Start Kit DARUMA) Procedimento de Instalação do Min200E Conexão USB Esse STK ensinará como você deve instalar o driver conversor do Modem MIN200E USB em ambiente que utiliza o sistema operacional

Leia mais

SISTEMAS SUPERVISÓRIOS ELIPSE SCADA

SISTEMAS SUPERVISÓRIOS ELIPSE SCADA FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA SISTEMAS SUPERVISÓRIOS ELIPSE SCADA ELETROTÉCNICA NOVO HAMBURGO - 2014 Capítulo 1 1.1 AS NOVAS FRONTEIRAS DA AUTOMAÇÃO A AUTOMAÇÃO ultrapassou o

Leia mais

Treinamento Excel 2010 Thalles Cezar Montenegro

Treinamento Excel 2010 Thalles Cezar Montenegro + Treinamento Excel 2010 Thalles Cezar Montenegro + Agenda Histórico Interface Principais Menus Salvando arquivos Abrindo arquivos Formatação + Histórico Surgiu em 1985 para Mac Fazer tudo o que o 1-2-3

Leia mais

Roteiro de Tutorial das Ferramentas de Usabilidade. Por Heblon Motta Alves Barbosa

Roteiro de Tutorial das Ferramentas de Usabilidade. Por Heblon Motta Alves Barbosa Roteiro de Tutorial das Ferramentas de Usabilidade Por Heblon Motta Alves Barbosa Ampliador de Tela O que é O ampliador de tela é um software que ao ser acionado, aumenta o tamanho da imagem que está sendo

Leia mais

Manual do Usuário. Tag List. Tag List Generator. smar FIRST IN FIELDBUS JUL / 02. Tag-List VERSÃO 1.0 TAGLSTC3MP

Manual do Usuário. Tag List. Tag List Generator. smar FIRST IN FIELDBUS JUL / 02. Tag-List VERSÃO 1.0 TAGLSTC3MP Tag List Tag List Generator Manual do Usuário smar FIRST IN FIELDBUS JUL / 02 Tag-List VERSÃO 1.0 TAGLSTC3MP www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem prévia consulta.

Leia mais

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO 1 Índice Administração de Documentos...2 Lista de documentos criados...3 Criando um novo documento...3 Barra de ferramentas do editor...4 Editando um documento...7 Administrando suas

Leia mais

TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN

TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN Agosto/2012 Versão 1.0 1. ACESSANDO O PORTAL Acesse o site do TJ no endereço www.tjrn.jus.br Observação: utilize

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

Sistema de Controle de Cheques GOLD

Sistema de Controle de Cheques GOLD Sistema de Controle de Cheques GOLD Cheques GOLD é um sistema para controlar cheques de clientes, terceiros ou emitidos. Não há limitações quanto as funcionalidades do programa, porém pode ser testado

Leia mais

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados.

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados. Bem Vindo GDS TOUCH Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO O GDS Touch é um painel wireless touchscreen de controle residencial, com design totalmente 3D, interativo

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções SISTEMA SUPERVISÓRIO ContempView Simple Versão 1.0 ContempView Simple Revisão 1.0 Pág. 1 de 47 Índice 1. - OBJETIVO... 4 2. - ESCOPO... 4 3. - DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 4 4. - BOTÕES

Leia mais

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint Serviço Técnico de Informática Curso Básico de PowerPoint Instrutor: Tiago Souza e Silva de Moura Maio/2005 O Microsoft PowerPoint No Microsoft PowerPoint, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

Manual Instalação Pedido Eletrônico

Manual Instalação Pedido Eletrônico Manual Instalação Pedido Eletrônico 1 Cliente que não utiliza o Boomerang, mas possui um sistema compatível. 1.1 Instalação do Boomerang Inserir o CD no drive do computador, clicar no botão INICIAR e em

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Professor On-line. Em construção versão: 16/01/2015. Elaboração SED/DITI/GETIG

Professor On-line. Em construção versão: 16/01/2015. Elaboração SED/DITI/GETIG Professor On-line Em construção versão: 16/01/2015 Tela inicial de acesso Nº do IP do equipamento que está acessando o sistema 2 Login Matrícula no formato NNNNNN-D-VV (número, dígito, vínculo) Obs: independente

Leia mais

O CamShot permite que você tire fotos e grave filmes facilmente.

O CamShot permite que você tire fotos e grave filmes facilmente. CamShot O CamShot permite que você tire fotos e grave filmes facilmente. Para ativar o CamShot, clique em no console do aplicativo da webcam da Kworld. A interface do CamShot é exibida e apresenta a imagem

Leia mais

Introdução à Informática Professor: Juliano Dornelles

Introdução à Informática Professor: Juliano Dornelles Pra que serve o computador? O computador é uma extensão dos sentidos humanos. Pode ser utilizado no trabalho, nos estudos e no entretenimento. Com finalidades de interação, comunicação, construção de conteúdo,

Leia mais

COMUNICAÇÃO ENTRE INVERSOR E PLC SÉRIE Q COM MÓDULO QJ71MB91

COMUNICAÇÃO ENTRE INVERSOR E PLC SÉRIE Q COM MÓDULO QJ71MB91 COMUNICAÇÃO ENTRE INVERSOR E PLC SÉRIE Q COM MÓDULO QJ71MB91 No. DAP-QPLC-01 rev. 2 Revisões Data da Revisão Mar/2013 Out/2013 Nome do Arquivo Revisão DAP-QPLC-01 ModbusPLC-INV Primeira edição DAP-QPLC-01

Leia mais

BIT 0006-12 Atualização de Sistema Android 2.3 para Android 4.0

BIT 0006-12 Atualização de Sistema Android 2.3 para Android 4.0 BIT 0006-12 Atualização de Sistema Android 2.3 para Android 4.0 Família: TAB200 Data Elaboração: 29/06/2012 Elaborador: Enviado para o SAC? XXXXX ( x )Sim ( )Não Data do envio: 02/07/2012 DESCRIÇÃO TÉCNICA

Leia mais

Manual. Rev 2 - junho/07

Manual. Rev 2 - junho/07 Manual 1.Desbloquear o software ------------------------------------------------------------------02 2.Botões do programa- --------------------------------------------------------------------- 02 3. Configurações

Leia mais

Fundação Universidade Federal do Rio Grande Colégio Técnico Industrial Prof. Mário Alquati Divisão de Ensino de Eletrotécnica Módulo III Automação

Fundação Universidade Federal do Rio Grande Colégio Técnico Industrial Prof. Mário Alquati Divisão de Ensino de Eletrotécnica Módulo III Automação Fundação Universidade Federal do Rio Grande Colégio Técnico Industrial Prof. Mário Alquati Divisão de Ensino de Eletrotécnica Módulo III Automação TUTORIAL DO SOFTWARE MASTERTOOL 4.01 DA ALTUS 1 - Considerações

Leia mais

TUTORIAL PARA INSTALAÇÃO DO CAMTASIA STUDIO

TUTORIAL PARA INSTALAÇÃO DO CAMTASIA STUDIO TUTORIAL PARA INSTALAÇÃO DO CAMTASIA STUDIO 1. REQUISITOS MÍNIMOS DO COMPUTADOR Processador de 1Ghz; 512 de memória RAM; 60 MB de espaço em disco; 2. INSTALANDO O CAMTASIA Fazer o download do instalador

Leia mais

Exemplo de sincronismo de relógio em protocolo Modbus entre IHM ARION e CLP M340. IHM Arion

Exemplo de sincronismo de relógio em protocolo Modbus entre IHM ARION e CLP M340. IHM Arion Exemplo de sincronismo de relógio em protocolo Modbus entre IHM ARION e CLP M340. IHM Arion 1 Comunicação Modbus RS485 Cabo de comunicação PLC M340 e IHM ARION 2 2 Comunicação Modbus RS485 Pinagem do cabo

Leia mais

Procedimento para reinstalação dos aplicativos da mesa multi-toque através da imagem do sistema.

Procedimento para reinstalação dos aplicativos da mesa multi-toque através da imagem do sistema. Procedimento para reinstalação dos aplicativos da mesa multi-toque através da imagem do sistema. 1) Materiais a serem utilizados - Para realizar este procedimento deve-se estar de posse dos seguintes itens:

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER

MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER Sumário Sumário...2 Instalação do Luz do Saber no Linux...3 1ª opção Utilizando um Instalador...3 2ª opção Utilizando comandos no Konsole...6 Observações Importantes...7

Leia mais

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral MICROSOFT WORD 2007 George Gomes Cabral AMBIENTE DE TRABALHO 1. Barra de título 2. Aba (agrupa as antigas barras de menus e barra de ferramentas) 3. Botão do Office 4. Botão salvar 5. Botão de acesso à

Leia mais

APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo)

APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) 1 Índice Aula 1 - Área de trabalho e personalizando o sistema... 3 A área de trabalho... 3 Partes da área de trabalho.... 4 O Menu Iniciar:...

Leia mais

Manual Sistema MLBC. Manual do Sistema do Módulo Administrativo

Manual Sistema MLBC. Manual do Sistema do Módulo Administrativo Manual Sistema MLBC Manual do Sistema do Módulo Administrativo Este documento tem por objetivo descrever as principais funcionalidades do sistema administrador desenvolvido pela MLBC Comunicação Digital.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO. Profª Danielle Casillo

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO. Profª Danielle Casillo UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO Profª Danielle Casillo Utilizar os mesmos processos do trabalho anterior (Ladder já existente). Implementar este sistema

Leia mais

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010 Tutorial do Iniciante Excel Básico 2010 O QUE HÁ DE NOVO O Microsoft Excel 2010 é um programa de edição de planilhas eletrônicas muito usado no mercado de trabalho para realizar diversas funções como;

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

O cursor se torna vermelho e uma Paleta de Edição contendo as instruções mais utilizadas é apresentada.

O cursor se torna vermelho e uma Paleta de Edição contendo as instruções mais utilizadas é apresentada. Editor de Ladder para VS7 Versão Teste O editor de ladder é um software de programação que permite que o VS7 e o µsmart sejam programados em linguagem de contatos. Esse editor está contido na pasta Público

Leia mais

Clique no botão novo

Clique no botão novo Tutorial para uso do programa Edilim Criado pela profª Carina Turk de Almeida Correa 1- Abra o programa Edilim. Clique no botão novo, como mostrado abaixo: Clique no botão novo 2- Todos os arquivos a serem

Leia mais

Autor: Cícero Carlos Barbosa Silva

Autor: Cícero Carlos Barbosa Silva 1 Power Point 2003 Autor: Cícero Carlos Barbosa Silva 2 3 SUMÁRIO O editor de apresentações Power Point... 41 Criando o primeiro slide... 41 Salvando a apresentação com senha de proteção... 42 Criando

Leia mais

TUTORIAL DO ACCESS PASSO A PASSO. I. Criar um Novo Banco de Dados. Passos: 1. Abrir o Access 2. Clicar em Criar um novo arquivo

TUTORIAL DO ACCESS PASSO A PASSO. I. Criar um Novo Banco de Dados. Passos: 1. Abrir o Access 2. Clicar em Criar um novo arquivo TUTORIAL DO ACCESS PASSO A PASSO I. Criar um Novo Banco de Dados Passos: 1. Abrir o Access 2. Clicar em Criar um novo arquivo 3. Clicar em Banco de Dados em Branco 4. Escrever um nome na caixa de diálogo

Leia mais

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado.

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado. 1 Área de trabalho O Windows XP é um software da Microsoft (programa principal que faz o Computador funcionar), classificado como Sistema Operacional. Abra o Bloco de Notas para digitar e participar da

Leia mais

C D. C) Coleções: é usada para organizar o conteúdo de áudio, vídeo e imagens em pastas, buscando facilitar a montagem do storyboard.

C D. C) Coleções: é usada para organizar o conteúdo de áudio, vídeo e imagens em pastas, buscando facilitar a montagem do storyboard. 1 Windows Movie Maker XP O Windows Movie Maker é um software de edição de vídeos que permite criar e editar filmes caseiros, inserindo efeitos, músicas, legendas e transições. O vídeo pode ser criado a

Leia mais

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA: BrOffice Impress terceira parte Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer a integração dos softwares do BrOffice; Aprender a trabalhar no slide mestre; Utilizar interação entre

Leia mais

Prof Rafael Guem Murakami

Prof Rafael Guem Murakami Prof Rafael Guem Murakami São Paulo 2006 Sumário: Definição:... 4 Barra de Formatação:... 4 Configuração de página:... 5 Bordas e Sombreamento:... 6 Índices:... 8 Inserindo Figuras:... 12 Word-Art:...

Leia mais

,QWURGXomRDR(GLWRUGH $SUHVHQWDo}HV3RZHU3RLQW

,QWURGXomRDR(GLWRUGH $SUHVHQWDo}HV3RZHU3RLQW Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática,QWURGXomRDR(GLWRUGH $SUHVHQWDo}HV3RZHU3RLQW Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador) PROJETO UNESC@LA Setembro

Leia mais

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal Word 1 - Introdução O Word para Windows ou NT, é um processador de textos cuja finalidade é a de nos ajudar a trabalhar de maneira mais eficiente tanto na elaboração de documentos simples, quanto naqueles

Leia mais

Boletim Técnico R&D 02/08 Simulador do software A1 Automation Tools 27 de fevereiro de 2008

Boletim Técnico R&D 02/08 Simulador do software A1 Automation Tools 27 de fevereiro de 2008 Boletim Técnico R&D 02/08 Simulador do software A1 Automation Tools 27 de fevereiro de 2008 O objetivo deste boletim é mostrar o funcionamento e as características do recurso Simulador disponível no software

Leia mais

MANUAL COTAÇAO WEB MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email]

MANUAL COTAÇAO WEB MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL COTAÇAO WEB [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Materiais Autor: Equipe

Leia mais

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores Attack 1.35 Software de controle e Monitoração de amplificadores 1 Índice 1 Hardware necessário:... 3 1.1 Requisitos do computador:... 3 1.2 Cabos e conectores:... 3 1.3 Adaptadores RS-232 USB:... 4 1.4

Leia mais

Manual do usuário. isic 5 - Android

Manual do usuário. isic 5 - Android Manual do usuário isic 5 - Android isic 5 - Android Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O novo aplicativo Intelbras isic 5 possui tecnologia capaz de visualizar

Leia mais

Resumo da Instalação do Modelo HC-1180 Modbus RTU 150924V1.2. 1-Instalações Necessárias. P1- Drive USB para Windows do Conversor RS- 485 para USB.

Resumo da Instalação do Modelo HC-1180 Modbus RTU 150924V1.2. 1-Instalações Necessárias. P1- Drive USB para Windows do Conversor RS- 485 para USB. Resumo da Instalação do Modelo HC-1180 Modbus RTU 150924V1.2 1-Instalações Necessárias P1- Drive USB para Windows do Conversor RS- 485 para USB. P2- Programa Supervisório HC-1180 Rodelta. P3- Instalação

Leia mais

5.3.3.5 Lab - Monitorar e Gerenciar os Recursos do Sistema no Windows 7

5.3.3.5 Lab - Monitorar e Gerenciar os Recursos do Sistema no Windows 7 IT Essentials 5.0 5.3.3. - Monitorar e Gerenciar os Recursos do Sistema no Windows 7 Introdução Imprima e preencha este laboratório. Neste laboratório, você vai usar as ferramentas administrativas para

Leia mais

Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8

Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8 Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8 Este arquivo ReadMe contém as instruções para a instalação dos drivers de impressora PostScript e PCL

Leia mais