2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira"

Transcrição

1 Página 1 de 6 PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES DE CLÍNICA MÉDICA 1 (CLM 1) - ALUNOS Coordenadora: Claudia Alves Couto, Vice- coordenadora: Rosa Weiss Teles, ORIENTAÇÕES DO FUNCIONAMENTO: Contatos do coordenador: Celular Calendário e horários É fundamental que trabalhemos os temas dentro de uma sequência estabelecida, pois teremos uma prova intermediária, que contempla os primeiros temas: história clínica, habilidades de comunicação, relação médico-paciente, exame físico geral e exame físico completo normal. O tema de ética e profissionalismo foi transferido para a 9ª aula, quando todos os alunos já fizeram pelo menos um atendimento. Recomendamos que em toda aula o professor estimule a reflexões éticas. PROVA INTERMEDIÁRIA: no dia 03/05/2017, salão nobre, de 19:30-22:00 h. Todas as turmas estarão após a. 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira 7/3 AULA INAUGURAL 9/3 10/3 13/3 14/3 16/3 17/3 20/3 21/3 23/3 24/3 27/3 28/3 30/3 31/3 3/4 4/4 6/4 AULA 5 7/4 AULA 5 10/4 11/4 13/4 11/4

2 Página 2 de 6 AULA 5 AULA 5 17/4 18/4 20/4 21/4 24/4 25/4 27/4 28/4 01/05 2/5 3/5 4/5 5/5 Prova intermediaria 8/05 9/5 11/5 12/5 15/05 16/5 17/05 18/ /05 23/05 25/05 26/ /05 30/05 31/05 01/6 2/6 1 2 Atividade integradora 2 1 5/06 6/6 8/6 9/ /06 13/6 15/6 16/ /06 20/06 22/06 23/ /06 27/06 29/06 30/ /07 4/7 5/7 6/7 7/7 SEMANA DE PROVA SEMANA DE PROVA Prova final 10/07 11/07. AULA INICIAL.. HISTÓRIA CLÍNICA.. HABILIDADES DE COMUNICAÇÃO.. RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE. AULA 5. EXAME FÍSICO GERAL SOB A PERSPECTIVA DO CLÍNICO.. EXAME FÍSICO SOB A PERSPECTIVA DO CLÍNICO.. RACIOCÍNIO CLÍNICO.

3 Página 3 de 6. SISTEMA DE REFERÊNCIA E CONTRA-REFERÊNCIA.. ÉTICA, PROFISSIONALISMO E HUMANISMO. 0. PRESCRIÇÃO. 1. PROMOÇÃO À SAÚDE. A avaliação somativa: a. AV1: prova escrita intermediária. Vale 25 pontos. Elaborada e corrigida pela coordenação e comissão de prova - igual para todos. Contempla os primeiros temas: história clínica, habilidades de comunicação, relação médico-paciente, exame físico geral e exame físico completo normal. b. AV2: prova escrita final. Vale 25 pontos. Elaborada e corrigida pela coordenação e comissão de prova - igual para todos. Contempla todos os temas. c. AV3: Avaliação prática atendimento clínico. Recomenda-se que seu valor seja 20 pontos. d. AV4: Avaliação prática GD. Recomenda-se que seu valor seja 10 pontos. e. AV5: Portfólio. Vale 10 pontos. f. Atividade integradora vale 10 pontos que serão distribuídos pelo professor que participará da atividade. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS LISTA DE REFERÊNCIAS BÁSICAS CLM I Aula 2. ANAMNESE e HISTÓRIA CLÍNICA 1. Bicley L S, Szilagyi PG. Entrevista e Anamnese. In: Bates - Propedêutica Médica. 10ª Ed (português). Tradução de Mundim F D et al. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, Original em inglês. Cap 3, p Bicley L S, Szilagyi PG. Visão Geral: Exame Físico e Anamnese. In: Bates - Propedêutica Médica. 10ª Ed (português). Tradução de Mundim F D et al. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, Original em inglês. Cap 1, p 3-24 (apenas a parte 3-12). 3. Levenstein J H, ET AL. The Patient-Centered Clinical Method. 1. A Model for the Doctor-Patient Interaction in Family Medicine. Fam Pract, v. 3, n 1, p , (Moodle) 4. Lopes J M C. Consulta e Abordagem Centrada na Pessoa. In: Tratado de Medicina de Família e Comunidade: Princípios, Formação e Prática. Gusso G, Lopes J M C. Porto Alegre Cap 13, p OU Lopes J M C. Abordagem Centrada na Pessoa. Porto Alegre p. (Moodle) 5. Ribeiro M M F, Leal, S S. Entrevista Médica. In: Tratado de Semiologia Médica. Silva T M F L. 1ª Ed. Rio de Janeiro Cap 2, p 7-14.

4 Página 4 de 6 6. Oliveira F A, Pellanda LC. A Consulta Ambulatorial. In: Medicina Ambulatorial: Condutas de Atenção Primária Baseadas em Evidências. Duncan B B, Schmidt M I, Giuliani E R J. 4 a Edição. Porto Alegre. Artmed Cap. 13, p Aula 3. HABILIDADES DE COMUNICAÇÃO 1. Bicley LS, Szilagyi PG. Construindo uma relação terapêutica: as técnicas da entrevista habilidosa. In: Bates Propedêutica Médica. 10ª Ed. Revisão técnica Grinbaun NS; tradução Mundim FD et al. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Cap 3 (parte), p Borges M C, et al. Avaliação formativa e feedback como ferramenta de aprendizado na formação de profissionais da saúde. Medicina (Ribeirão Preto) 2014;47(3): (Moodle) 3. Instituto Innovare. Habilidades básicas de comunicação médico-paciente. Aula do Curso Formação de coordenadores e preceptores para o Programa de Educação Permanente (PEP) para os médicos de família de Minas Gerais, slides. Caso prefira, pode usar o resumo da mesma referência, que se encontra nas complementares. (Moodle) Aula 4. RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE 1. Bicley LS, Szilagyi PG. Construindo uma relação terapêutica: as técnicas da entrevista habilidosa. In: Bates Propedêutica Médica. 10ª Ed. Revisão técnica Grinbaun NS; tradução Mundim FD et al. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Cap 3 (parte), p Martins MA, Kira CM. Relação Médico-Paciente. In: Semiologia Clínica. Benseñor IM et AL. São Paulo: Sarvier, Cap 1, p Porto CC, et al. Relação Médico-Paciente. In: Semiologia Médica. Porto & Porto. 7ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Cap 4, p Charge LOR (Moodle) Aula 5. EXAME FÍSICO GERAL SOB A PERSPECTIVA DO CLÍNICO 1. Silva R M F L. Exame Físico Geral. In: Tratado de Semiologia Médica. Silva T M F L. 1ª Ed. Rio de Janeiro Cap 4, p Pereira L B. Exames Dermatológico, do Sistema Endócrino e dos Linfonodos. In: Tratado de Semiologia Médica. Silva T M F L. 1ª Ed. Rio de Janeiro Cap 5, p (exame dermatológico); (exame da tiroide); (exame dos linfonodos). 3. Maia M M C S. Pressão Arterial. In: Tratado de Semiologia Médica. Silva T M F L. 1ª Ed. Rio de Janeiro Cap 17, p Maxweell M H, et AL. Error in Blood-pressure measurement due to incorrect cuff size in obese patients. Lancet, July 3, 1982, p (Moodle) Aula 6. EXAME FÍSICO SOB A PERSPECTIVA DO CLÍNICO

5 Página 5 de 6 1. Bicley LS, Szilagyi PG. Visão Geral: Exame Físico e Anamnese. In: Bates Propedêutica Médica. 10ª Ed. Revisão técnica Grinbaun NS; tradução Mundim FD et al. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Cap 1 (parte), p (Penso que a referencia correta é: Pinho F M O, Porto C C. Técnica Básicas do Exame Físico. In: Semiologia Médica. Porto & Porto. 7ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Cap 8, p ) 3. Martins MA, Atta JA. Exame Clínico. In: Semiologia Clínica. Benseñor IM et AL. São Paulo: Sarvier, Cap 3, p Aula 7. RACIOCÍNIO CLÍNICO 1. Bickley, LS. Raciocínio Clínico, Avaliação e Registro dos Achados. In: Bates - Propedêutica Médica. 10ª Ed (português). Tradução de Mundim F D et al. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Original em inglês. Cap 2, p Kubiak C A P, Porto C C. Diagnóstico e Prognóstico. In: Semiologia Médica. Porto & Porto. 7ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, Parte 1, Cap 2, p López M. Introdução ao diagnóstico Clínico. In: López M, Laurentys-Medeiros J. In: Semiologia Médica as bases do diagnóstico clínico. 4ª Ed. Rio de janeiro: Revinter, Cap 1, p (parte). 4. Nunes MPT, Martins MA. História Clínica. In: Semiologia Clínica. Bensenor IM et AL. São Paulo: Sarvier, Cap 2, p (parte). Aula 8. REFERÊNCIA E CONTRARREFERÊNCIA (RCR) 1. MOURA, J.A., et al. Avaliação dos relatórios de referência recebidos em um serviço público universitário de Endocrinologia de Belo Horizonte. Rev Med Minas Gerais 2015; 25(2): (Moodle) 2. MOURA, J.A. Introdução. In: INTERCONSULTAS MÉDICAS: Uma avaliação dos Relatórios de Referência sob o ponto de vista dos consultores de um serviço público de ensino, referência em Endocrinologia e Metabologia. Dissertação de mestrado. UFMG p (Moodle) 3. Rakel R E. Uso de Consultores. In: Tratado de Medicina de Família. Rakel. 5ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan Cap 12, p (Moodle) Aula 9. ÉTICA, PROFISSIONALISMO E HUMANISMO 1. Bicley LS, Szilagyi PG. Aspectos Sociais da Entrevista - Ética e Profissionailismo. In: Bates - Propedêutica Médica. 10ª Ed (português). Tradução de Mundim F D et al. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, Original em inglês. Cap 3 (parte) 87-95). 2. Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo. Código de Ética do Estudante de Medicina p. (Moodle) 3. MARTINS e SILVA, J. Educação Médica e Profissionalismo. Acta Med Port, v 26, n4, p , (Moodle)

6 Página 6 de 6 4. Conselho Federal de Medicina. Código de ética médica: resolução CFM nº 1.931, de 17 de setembro de 2009 (versão de bolso). Brasília: Conselho Federal de Medicina, p. Parte: CAP I, II, III, IV, V, IX e X, XII e XIII - especialmente o capítulo I (tópicos I, II, V, VI, VII, XI, XVII, XIX, XXI e XXII); capítulo II (tópicos II, III, V e IX); capítulo III (artigos 1º, 7º, 8º, 9º, 11º, 14º e 20º); capítulo V (artigos 31º, 32º, 33º, 34º, 36º (1), 37º e 38º); capítulo IX (artigos 73º, 74º e 75º); e, capítulo XII (artigo 110º). Aula 10. PRESCRIÇÃO 1. Madruga CMD, Souza ESM. Manual de orientações básicas para prescrição médica. Conselho Federal de Medicina (CFM) p. (Moodle) Download em 17/2/2012 de Aula 11. PROMOÇÃO À SAÚDE 1. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde: PNPS: revisão da Portaria MS/GM nº 687, de 30 de março de 2006/ Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, Download de em 11/5/ Schimidt M I, Duncan B B. Promoção de Saúde do Adulto e Prevenção de Doenças Crônicas. In: Medicina Ambulatorial: Condutas de Atenção Primária Baseadas em Evidências. Duncan B B, Schmidt M I, Giuliani E R J. 4 a Edição. Porto Alegre. Artmed Cap. 56, 57, 58, 59, p

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Fone: (64) 3321-2439 Campus Universitário (64)3321-2440 Rio Verde - Goiás e-mail: medicina@fesur PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Habilidades

Leia mais

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás Fone: (64) 3321-2439 (64)3321-2440 e-mail: medicina@fesurv.br PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina:

Leia mais

1) Conhecimentos: Abordagem das afecções oftalmológicas na atenção secundária e na urgência.

1) Conhecimentos: Abordagem das afecções oftalmológicas na atenção secundária e na urgência. NOME: ESTÁGIO OPCIONAL EM OFTALMOLOGIA Código: OFT041 Carga horária: 300 HORAS Créditos: 20 Período do curso: 12º PERÍODO Pré-requisitos: CIR018, PED022, CLM029, GOB011 PLANO DE ENSINO EMENTA Princípios

Leia mais

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO CURSO DE MEDCINA SELEÇÃO DE PROFESSORES PARA OS CURSOS DE GRADUCAÇÃO EDITAL Nº 1/2014

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO CURSO DE MEDCINA SELEÇÃO DE PROFESSORES PARA OS CURSOS DE GRADUCAÇÃO EDITAL Nº 1/2014 UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO CURSO DE MEDCINA SELEÇÃO DE PROFESSORES PARA OS CURSOS DE GRADUCAÇÃO EDITAL Nº 1/2014 São Paulo, 30 de outubro de 2014. O Curso de Medicina da Universidade Cidade de São

Leia mais

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber. Fone: (64) Campus Universitário. (64) Rio Verde - Goiás

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber. Fone: (64) Campus Universitário. (64) Rio Verde - Goiás FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Fone: (64) 3611-2235 Campus Universitário (64)3611-2200 Rio Verde - Goiás e-mail: medicina@fesurv.br PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina:

Leia mais

PROJETO DE SOLICITAÇÃO DE DISCIPLINA NO PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PID

PROJETO DE SOLICITAÇÃO DE DISCIPLINA NO PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PID 1 PROJETO DE SOLICITAÇÃO DE DISCIPLINA NO PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PID I. Professor orientador: Carlos Fernando Moreira Silva II. Disciplinas de atuação: Semiologia I e Semiologia II III. Justificativa

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Diagnóstico Clínico. Sinais e Sintomas. Diagnóstico Diferencial.

PALAVRAS-CHAVE Diagnóstico Clínico. Sinais e Sintomas. Diagnóstico Diferencial. 14. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido - ISSN 2238-9113 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EFG210 Habilidades em Enfermagem I

Programa Analítico de Disciplina EFG210 Habilidades em Enfermagem I Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina EFG10 Habilidades em Enfermagem I Departamento de Medicina e Enfermagem - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos:

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Medicina Departamento de Pediatria. Disciplina Pediatria II

Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Medicina Departamento de Pediatria. Disciplina Pediatria II Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Medicina Departamento de Pediatria Disciplina Pediatria II 5 o período do Curso de Medicina 2 o semestre de 2017 Coordenação Prof a Flávia Gomes Faleiro

Leia mais

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA E COMPLEMENTAR DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 5º PERÍODO

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA E COMPLEMENTAR DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 5º PERÍODO EMENTÁRIO E E COMPLR DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 5º PERÍODO ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM À SAÚDE DO ADULTO E DO IDOSO Assistência de Enfermagem sistematizada a clientes adultos e idosos em

Leia mais

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás Fone: (64) 3321-2439 (64)3321-2440e-mail: medicina@fesurv.br PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina:

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher)

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher) CURSO DE GRADUAÇÃO: MEDICINA SÉRIE: a partir da 2ª série SEMESTRE LETIVO DO ANO: ( ) 1º SEMESTRE ( x ) 2º SEMESTRE ( ) 1º e 2º SEMESTRES PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO Código da Disciplina:

Leia mais

MEDICINA GERAL DE ADULTOS II

MEDICINA GERAL DE ADULTOS II MEDICINA GERAL DE ADULTOS II CÓDIGO DA DISCIPLINA: CLM 006 NOME: MEDICINA GERAL DE ADULTOS II CARGA HORÁRIA: Prática: 150 h. COORDENADOR(A): Prof. Márcio Weissheimer Lauria marciowlauria@gmail.com PERÍODO:

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Diagnóstico Clínico. Sinais e Sintomas. Diagnóstico Diferencial.

PALAVRAS-CHAVE Diagnóstico Clínico. Sinais e Sintomas. Diagnóstico Diferencial. 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE

Leia mais

EDITAL 45/2015 ÁREA I ENFERMAGEM GERAL E ESPECIALIZADA

EDITAL 45/2015 ÁREA I ENFERMAGEM GERAL E ESPECIALIZADA EDITAL 45/2015 ÁREA I ENFERMAGEM GERAL E ESPECIALIZADA TEMAS 1- Sistematização da Assistência de Enfermagem 2- Ações de Enfermagem no Controle de Infecção Hospitalar 3- Políticas Públicas de Saúde no Brasil

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher)

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher) CURSO DE GRADUAÇÃO: MEDICINA SÉRIE: a partir da 2ª série SEMESTRE LETIVO DO ANO: ( x ) 1º SEMESTRE ( ) 2º SEMESTRE ( ) 1º e 2º SEMESTRES PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO Código da Disciplina:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA ESTE DOCUMENTO NÃO SUBSTITUI O ORIGINAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA ESTE DOCUMENTO NÃO SUBSTITUI O ORIGINAL 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Medicina e Enfermagem - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: 3 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA PLANO DE ENSINO SAÚDE DA MULHER IV (SEXTA FASE DE MEDICINA) I. IDENTIFICAÇÃO DO MÓDULO: Código Nome do Módulo e fase

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Semiologia Fisioterapêutica Código: Fisio 207 Pré-requisito: Cinesiologia e Biomecânica

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Identificar as peculiaridades da atenção à criança/adolescente e sua família em ambulatório de cuidados primários.

PLANO DE ENSINO. Identificar as peculiaridades da atenção à criança/adolescente e sua família em ambulatório de cuidados primários. NOME: PEDIATRIA IV Código: PED020 Carga horária: 75 HORAS-AULA (10 HORAS TEÓRICAS E 65 HORAS PRÁTICAS) Créditos: 05 Período do curso: 7 PERÍODO Pré-requisitos: PED019 EMENTA PLANO DE ENSINO Atendimento

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA VERSÃO CURRICULAR: 2014/2 PERÍODO: DEPARTAMENTO: ENB

PROGRAMA DE DISCIPLINA VERSÃO CURRICULAR: 2014/2 PERÍODO: DEPARTAMENTO: ENB PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: Tópicos em Enfermagem IV - Terapias Dialíticas CÓDIGO: EFM068 COORDENADOR: CARGA HORÁRIA CARGA HORÁRIA CRÉDITOS INÍCIO TÉRMINO TEÓRICA PRÁTICA 30 15 3 VERSÃO CURRICULAR:

Leia mais

CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS

CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS Santos, Março de 2014. Nível do Curso Pós-graduação Lato Sensu em nível de especialização. Titulação Especialista em Clinica Médica de Pequenos Animais Direção e Coordenação

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Curso nº 168 Aprovado pela portaria Cetec nº 125 de 03/10/2012. ETEC Sylvio de Mattos Carvalho Código: 103 Município: Matão Eixo Tecnológico: Ambiente

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EFG211 Habilidades em Enfermagem II

Programa Analítico de Disciplina EFG211 Habilidades em Enfermagem II 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Medicina e Enfermagem - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: 6 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

Cronograma de execução das disciplinas MFC-I, CMP-I e Habilidades específicas 5º período. Teórica Prática Teórica Prática Teórica Prática

Cronograma de execução das disciplinas MFC-I, CMP-I e Habilidades específicas 5º período. Teórica Prática Teórica Prática Teórica Prática Disciplinas MFC-I, CMP-I e Habilidades específicas 5º período. A organização das disciplinas acontecerá em torno de algumas das principais síndromes encontradas na prática clínica, tal abordagem facilitará

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/2 Aprovada pela Resolução nº 15 CONSEPE, de 18 de junho de 2014.

ESTRUTURA CURRICULAR 2014/2 Aprovada pela Resolução nº 15 CONSEPE, de 18 de junho de 2014. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE MEDICINA DO MUCURI FAMMUC CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA ESTRUTURA CURRICULAR 2014/2 Aprovada pela Resolução

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA INTERNATO OBRIGATÓRIO DE PEDIATRIA ATIVIDADES PRÁTICAS: I. OBJETIVO GERAL O internato de pediatria tem como objetivo geral capacitar à formação do médico generalista com conhecimentos médicos pediátricos,

Leia mais

LIGA ACADÊMICA DE GASTROENTEROLOGIA (LAGE CMMG) EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 e 2º SEM. 2017

LIGA ACADÊMICA DE GASTROENTEROLOGIA (LAGE CMMG) EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 e 2º SEM. 2017 LIGA ACADÊMICA DE GASTROENTEROLOGIA (LAGE CMMG) EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 e 2º SEM. 2017 A Liga Acadêmica de Gastroenterologia (LAGE CMMG) vinculada à Faculdade Ciências Médicas de Minas Gerais (FCM-MG)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ CURSO DE ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ CURSO DE ENFERMAGEM 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS JATAÍ CURSO DE ENFERMAGEM 1 - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Unidade: Campus Jataí - UFG Curso: Enfermagem Disciplina: Enfermagem pediátrica e neonatológica I Código: 8282

Leia mais

PLANO DE ENSINO - CURSO DE MEDICINA

PLANO DE ENSINO - CURSO DE MEDICINA Disciplina: Medicina de Família e Comunidade. Professores: Prof. Ms. Alex Miranda Rodrigues. Ano/semestre letivo: 2012 2 Turma: Medicina 6º período. Carga Horária: 160 horas 110 teóricas / 50 práticas.

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher)

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher) CRSO DE GRADAÇÃO: MEDICINA SÉRIE: 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª SEMESTRE LETIVO DO ANO: ( ) 1º SEMESTRE ( x ) 2º SEMESTRE ( ) 1º e 2ª SEMESTRES PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO Código da Disciplina:

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Semiologia e Semiotécnica II Professores: Fabiano Mendes de Menezes e Lívia Fernanda Ferreira Deodato. e-mail: fmmenezes_2@yahoo.com.br

Leia mais

SÍRIO-LIBANÊS 2018 ANO ADICIONAL ERGOMETRIA

SÍRIO-LIBANÊS 2018 ANO ADICIONAL ERGOMETRIA SÍRIO-LIBANÊS 2018 ANO ADICIONAL ERGOMETRIA CADERNO DO PROGRAMA 2018 Reprodução autorizada pelo autor somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino, não sendo autorizada sua reprodução para

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DO APARELHO LOCOMOTOR DISCIPLINA OPTATIVA REUMATOLOGIA PROGRAMA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DO APARELHO LOCOMOTOR DISCIPLINA OPTATIVA REUMATOLOGIA PROGRAMA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DO APARELHO LOCOMOTOR DISCIPLINA OPTATIVA REUMATOLOGIA PROGRAMA 1º e 2º SEMESTRE CARGA HORÁRIA: 60 (SESSENTA) HORAS CRÉDITO: 04 (QUATRO)

Leia mais

1.DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

1.DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PLANO DE CURSO 1.DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Semiologia e Semiotécnica I Professor: Lívia Fernanda Ferreira Deodato E-mail: livia.deodato@fasete.edu.br Código: SAU18

Leia mais

Disciplina a Especialidade Profissional de Fisioterapia Esportiva e dá outras providências.

Disciplina a Especialidade Profissional de Fisioterapia Esportiva e dá outras providências. RESOLUÇÃO n. 395/2011 Disciplina a Especialidade Profissional de Fisioterapia Esportiva e dá outras providências. O Plenário do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - COFFITO, no exercício

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisiologia Humana Código: Fisio 107 Pré-requisito: Bioquímica Período Letivo: 2016.1

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS DA CARREIRA DE PROFESSOR DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS - UNIMONTES O Reitor da Universidade Estadual de Montes

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM REUMATOLOGIA

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM REUMATOLOGIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM REUMATOLOGIA BELO HORIZONTE, 18 DE ABRIL DE 2012. 1 REGISTRO DO PROJETO PROPONENTE: INSTITUTO DE PESQUISA E ENSINO MÉDICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS.

Leia mais

PLANO DE ENSINO NOME: CLÍNICA MÉDICA V. Código: CLM028. Carga horária: 150 HORAS-AULA (150 HORAS PRÁTICAS) Créditos: 10. Período do curso: 8 PERÍODO

PLANO DE ENSINO NOME: CLÍNICA MÉDICA V. Código: CLM028. Carga horária: 150 HORAS-AULA (150 HORAS PRÁTICAS) Créditos: 10. Período do curso: 8 PERÍODO NOME: CLÍNICA MÉDICA V Código: CLM028 Carga horária: 150 HORAS-AULA (150 HORAS PRÁTICAS) Créditos: 10 Período do curso: 8 PERÍODO Pré-requisitos: CLM027 EMENTA PLANO DE ENSINO Avaliação clínica especializada,

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A B A H I A SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA SECRETARIA GERAL DOS CURSOS EPIDEMIOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO SANITÁRIA

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A B A H I A SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA SECRETARIA GERAL DOS CURSOS EPIDEMIOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO SANITÁRIA U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A B A H I A SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA SECRETARIA GERAL DOS CURSOS COMPONENTE CURRICULAR CÓDIGO MEV 163 NOM E EPIDEMIOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO SANITÁRIA CARGA HORÁRIA

Leia mais

A disciplina apresenta os aspectos conceituais do psicodiagnóstico clínico. Correlaciona conceitos teóricos e possibilidades técnicas.

A disciplina apresenta os aspectos conceituais do psicodiagnóstico clínico. Correlaciona conceitos teóricos e possibilidades técnicas. Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso Psicologia Disciplina PSICODIAGNÓSTICO Professor (es) e DRTs 111923-8 Rosa Maria Lopes Affonso 112688-6 Lucia Cunha Lee Código

Leia mais

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás Fone: (64) 3321-2439 (64)3321-2440 e-mail: medicina@fesurv.br PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina:

Leia mais

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás

FAMERV Faculdade de Medicina de Rio Verde Fazenda Fontes do Saber Campus Universitário Rio Verde - Goiás PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Medicina Integrada à Saúde da Comunidade II- MISCO II Código da Disciplina: MED221 Curso: Medicina Semestre de oferta da disciplina: 2 Faculdade responsável: Faculdade

Leia mais

Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia. Titulação: Especialista em Terapia Manual e Postural, CESUMAR/ PR PLANO DE CURSO

Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia. Titulação: Especialista em Terapia Manual e Postural, CESUMAR/ PR PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia Código: Fisio 213 Pré-Requisito: -------

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher) Seminário Integrador em Atenção Primária à Saúde I Sexta-Feira 14h00 às 17h00

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher) Seminário Integrador em Atenção Primária à Saúde I Sexta-Feira 14h00 às 17h00 ROGRAD 2016 CURSO DE GRADUAÇÃO: FISIOTERAIA SÉRIE: 1º e 2º SEMESTRE LETIVO DO ANO: 2º SEMESTRE LANO DE ENSINO DA DISCILINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO Código da Disciplina: Nome da Disciplina: Dia(s) da semana

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DA UFSC. Atualizado para

CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DA UFSC. Atualizado para SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE COORDENADORIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO BLOCO E3 (DIDÁTICO-PEDAGÓGICO)

Leia mais

PLANO DE AULA. 1 3 Tarantino, A.F.Doenças Pulmonares, 4ª ed Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997

PLANO DE AULA. 1 3 Tarantino, A.F.Doenças Pulmonares, 4ª ed Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1997 PLANO DE AULA Disciplina: Fisioterapia Pneumológica e Cardiovascular Professor(a): Elder dos Santos Cavalcante Curso: Fisioterapia Semestre/Ano 4 Turma: Atividades temáticas Estratégias/bibliografia Semana

Leia mais

Componente Curricular: METODOLOGIA DO PROCESSO DE CUIDAR III PLANO DE CURSO

Componente Curricular: METODOLOGIA DO PROCESSO DE CUIDAR III PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: METODOLOGIA DO PROCESSO DE CUIDAR III Código: ENF 205 Pré-requisito: ENF-

Leia mais

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Semiologia e Semiotécnica II Professores: Fabiano Mendes de Menezes e Lívia Fernanda Ferreira Deodato e-mail: fabiano.menezes@fasete.edu.br

Leia mais

MED 1110 Unidade II- Bases Fisiopatológicas e Propedêutica da Maturidade e de Envelhecimento I Eixo temático: Semiologia

MED 1110 Unidade II- Bases Fisiopatológicas e Propedêutica da Maturidade e de Envelhecimento I Eixo temático: Semiologia MED 1110 Unidade II- Bases Fisiopatológicas e Propedêutica da Maturidade e de Envelhecimento I Eixo temático: Semiologia CONTEÚDO Estudo da semiotécnica da anamnese, do exame físico geral, cardiovascular,

Leia mais

Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação. Curso: PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação. Curso: PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação Curso: PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Disciplina ou Módulo: Habilidades Específicas VII- Laboratório TP TTP VII- Clinica do adulto. Série/Semestre:

Leia mais

Elementos Constitutivos da Estrutura Curricular por Semestre

Elementos Constitutivos da Estrutura Curricular por Semestre Elementos Constitutivos da Estrutura Curricular por Semestre 1º SEMESTRE Competências e Habilidades Específicas para Atuação Profissional promover estilos de vida saudáveis, conciliando as necessidades

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO MÓDULO DE ABORDAGEM DO PACIENTE NA FORMAÇÃO ACADÊMICA DO ESTUDANTE DE MEDICINA

A IMPORTÂNCIA DO MÓDULO DE ABORDAGEM DO PACIENTE NA FORMAÇÃO ACADÊMICA DO ESTUDANTE DE MEDICINA A IMPORTÂNCIA DO MÓDULO DE ABORDAGEM DO PACIENTE NA FORMAÇÃO ACADÊMICA DO ESTUDANTE DE MEDICINA Rafaelly Duarte Fernandes¹ Sandra Barreto Fernandes² Raul Rodrigues Barros¹ Kédma Suelen Braga Barros¹ Neylson

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina NUR300 Epidemiologia

Programa Analítico de Disciplina NUR300 Epidemiologia Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina Campus Rio Paranaíba - Campus Rio Paranaíba Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

COMISSÃO DE SISTEMATIZAÇÃO DA REFORMA CURRICULAR

COMISSÃO DE SISTEMATIZAÇÃO DA REFORMA CURRICULAR REESTRUTURAÇÃO DAS ATIVIDADES DO CURSO MÉDICO CARACTERIZAÇÃO DAS DISCIPLINAS E ESTÁGIOS DA NOVA MATRIZ CURRICULAR CÓDIGO DA DISCIPLINA ATUAL: não se aplica - disciplina nova NOME ATUAL: não se aplica -

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MONITORIA DA SEMIOLOGIA MÉDICA NA FORMAÇÃO ACADÊMICA

A IMPORTÂNCIA DA MONITORIA DA SEMIOLOGIA MÉDICA NA FORMAÇÃO ACADÊMICA A IMPORTÂNCIA DA MONITORIA DA SEMIOLOGIA MÉDICA NA FORMAÇÃO ACADÊMICA Alessandra Alves Gomes Martins 1 Sandra Barreto Fernandes da Silva 2 Rafael Lima da Cunha 3 Raul Rodrigues Barros 4 Kédma Suelen Braga

Leia mais

PROCESSO SELETIVO

PROCESSO SELETIVO PROCESSO SELETIVO 2015.1 EDITAL E MANUAL DO CANDIDATO A LIGA A Liga Acadêmica de Clínica Médica da FTC é uma entidade sem fins lucrativos com duração ilimitada e caráter multidisciplinar. Tem fins primários

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE MEDICINA INSTITUTO DE PATOLOGIA TROPICAL E SAÚDE PÚBLICA INSTITUTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE MEDICINA INSTITUTO DE PATOLOGIA TROPICAL E SAÚDE PÚBLICA INSTITUTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE MEDICINA INSTITUTO DE PATOLOGIA TROPICAL E SAÚDE PÚBLICA INSTITUTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA Curso: Medicina Ano letivo: 2017 Nome do Módulo: Saúde, família

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO Disciplina: Saúde da Criança I Carga Horária Semestral: 160 h Código: CS 04014 Natureza: Teórico- Prática Fase: (7º semestre) Caráter: Obrigatório Créditos: 6 DADOS GERAIS

Leia mais

LIGA ACADÊMICA DE ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA DE MINAS GERAIS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO LAEM 2º SEM. 2017/ 1º SEM. 2018

LIGA ACADÊMICA DE ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA DE MINAS GERAIS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO LAEM 2º SEM. 2017/ 1º SEM. 2018 LIGA ACADÊMICA DE ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA DE MINAS GERAIS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO LAEM 2º SEM. 2017/ 1º SEM. 2018 A Liga Acadêmica de Endocrinologia e Metabologia de Minas Gerais (LAEM) vinculada

Leia mais

LIGA ACADÊMICA DE CLÍNICA MÉDICA DE BELO HORIZONTE (LACLIME-BH) EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 e 2º SEM. 2017

LIGA ACADÊMICA DE CLÍNICA MÉDICA DE BELO HORIZONTE (LACLIME-BH) EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 e 2º SEM. 2017 LIGA ACADÊMICA DE CLÍNICA MÉDICA DE BELO HORIZONTE (LACLIME-BH) EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 1 e 2º SEM. 2017 A Liga Acadêmica de Clínica Médica de Belo Horizonte (LACLIME-BH) vinculada à Faculdade Ciências

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico 333 Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso Etec :Paulino Botelho Código:091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional: Técnico em Enfermagem

Leia mais

Plano de Curso nº 168 aprovado pela portaria Cetec nº 125 de 03 /10 /2012. Qualificação: Qualificação Técnica de Nível Médio de AUXILIAR DE ENFERMAGEM

Plano de Curso nº 168 aprovado pela portaria Cetec nº 125 de 03 /10 /2012. Qualificação: Qualificação Técnica de Nível Médio de AUXILIAR DE ENFERMAGEM Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Curso nº 168 aprovado pela portaria Cetec nº 125 de 03 /10 /2012 Etec Sylvio de Mattos Carvalho Código: 103 Município: Matão Eixo Tecnológico: Ambiente

Leia mais

Programa da Disciplina GOB009. 2º. Semestre de Departamento de Ginecologia e Obstetrícia (31)

Programa da Disciplina GOB009. 2º. Semestre de Departamento de Ginecologia e Obstetrícia  (31) Departamento de Ginecologia e Obstetrícia http://www.medicina.ufmg.br/gob (31) 3409 9764 Programa da Disciplina GOB009 2º. Semestre de 2016 Chefe do Departamento de GOB: Profa. Marcia Mendonça Carneiro

Leia mais

Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna

Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna Estrutura Curricular do Curso de Medicina da Universidade Iguaçu - Itaperuna A construção da estrutura curricular do Curso de Medicina da Universidade

Leia mais

Seminário: Investigação clínica, laboratorial e de imagem em nefrologia Seminário: Nefropatia diabética Seminário: IRC clínica

Seminário: Investigação clínica, laboratorial e de imagem em nefrologia Seminário: Nefropatia diabética Seminário: IRC clínica MED 1410 Clinica II Eixo temático: Ambulatório de Nefro Estudo da semiologia, etiopatogenia, fisiopatologia, quadro clínico, diagnóstico, tratamento e prevenção das principais doenças do sistema urinário.

Leia mais

SEMIOLOGIA II UFOP ESCOLA DE MEDICINA MED SEMIOLOGIA II (ANO 2016/2 6º PERÍODO)

SEMIOLOGIA II UFOP ESCOLA DE MEDICINA MED SEMIOLOGIA II (ANO 2016/2 6º PERÍODO) SEMIOLOGIA II UFOP ESCOLA DE MEDICINA 1. DOCENTES Prof. Alexandre Barbosa Andrade - Clínica Médica Profa. Carolina Coimbra Marinho- Clínica Médica Prof. Felipe Ferreira - Clínica Médica Profa. Fabiana

Leia mais

Programa de Treinamento Médico em Clínica Médica 2017

Programa de Treinamento Médico em Clínica Médica 2017 Programa de Treinamento Médico em Clínica Médica 2017 do Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades (IBEPEGE) Reconhecido pela Sociedade Brasileira de Clínica

Leia mais

Fisioterapia Aplicada à Reumatologia e Imunologia - RCG-3011

Fisioterapia Aplicada à Reumatologia e Imunologia - RCG-3011 Fisioterapia Aplicada à Reumatologia e Imunologia - RCG-3011 Profa. Dra. Daniela Cristina Carvalho de Abreu DIA HORÁRIO SUB TURMA 22/03 14:00 às 28/03 16:15 às 29/03 14:00 às 04/04 8h ás 12h ou 13h às

Leia mais

LIGA ARAGUAINENSE DE SEMIOLOGIA MÉDICA

LIGA ARAGUAINENSE DE SEMIOLOGIA MÉDICA LIGA ARAGUAINENSE DE SEMIOLOGIA MÉDICA EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016/2 Agosto de 2016 PARTE 1 - NORMAS PARA O PROCESSO SELETIVO: 1 Da abertura. 2 - Das inscrições. 3 Da seleção. 4 Dos Critérios para a

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL PROGRAD nº. 078/2017, DE 09 DE JUNHO DE 2017 O PRÓ-REITOR DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Neonatologia Código: Fisio 223 Pré-requisito: Desenvolvimento Humano

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ORTOPEDIA MULTIDISCIPLINAR Unidade Dias

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA. CARGA HORÁRIA TEÓRICA: 60 horas

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA. CARGA HORÁRIA TEÓRICA: 60 horas SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ENFERMAGEM GRADE: RESOLUÇÃO CEPEC Nº 831 MATRIZ CURRICULAR: BACHARELADO

Leia mais

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA Turma I - 3as e 5as feiras, às 8 h

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA Turma I - 3as e 5as feiras, às 8 h UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA Disciplina: INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA Turma I - 3as e 5as feiras, às 8 h Professor: Prof. Dr. Sergio B. F. Tavolaro sergiotavolaro@unb.br

Leia mais

PLANO DE CURSO EMENTA

PLANO DE CURSO EMENTA CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: METODOLOGIA DO PROCESSO DE CUIDAR I Código: ENF 202 Pré-requisito: Nenhum

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Curso nº 168 Aprovado pela portaria Cetec nº 125 de 03/10/2012. ETEC Sylvio de Mattos Carvalho Código: 103 Município: Matão Eixo Tecnológico: Ambiente

Leia mais

André Alexey Polidoro Aline Elias da Vinha Andrade Jacqueline Aedinet Pruner Polidoro Juliana Schuster Semmer Krambeck Rodrigo Cechelero Bagatelli

André Alexey Polidoro Aline Elias da Vinha Andrade Jacqueline Aedinet Pruner Polidoro Juliana Schuster Semmer Krambeck Rodrigo Cechelero Bagatelli André Alexey Polidoro Aline Elias da Vinha Andrade Jacqueline Aedinet Pruner Polidoro Juliana Schuster Semmer Krambeck Rodrigo Cechelero Bagatelli 12º Congresso Brasileiro de Medicina de Família e Comunidade

Leia mais

PLANO DE ENSINO PPC 2010

PLANO DE ENSINO PPC 2010 PLANO DE ENSINO PPC 2010 IDENTIFICAÇÃO Atividade Curricular/Módulo: Atenção à Saúde do Sistema Cardiovascular Carga Horária Semestral: 136 h Natureza: Teórico-Prática Dias da semana: Turma A/C: 2ª e 3ª

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Diagnóstico por Imagem

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Diagnóstico por Imagem CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Diagnóstico por Imagem CÓDIGO: Fisio 118 CH TOTAL: 30h PRÉ-REQUISITO: ------ PERÍODO

Leia mais

CONSIDERANDO a Lei 9394/1996 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; CONSIDERANDO as normas internas do IFB:

CONSIDERANDO a Lei 9394/1996 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; CONSIDERANDO as normas internas do IFB: RESOLUÇÃO Nº 023/2017/CS IFB Estabelece os parâmetros para o Calendário Acadêmico dos campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília. O Conselho Superior do INSTITUTO FEDERAL

Leia mais

Componente Curricular: ENFERMAGEM NO CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR PLANO DE CURSO. Permitir ao aluno desenvolver as seguintes habilidades:

Componente Curricular: ENFERMAGEM NO CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR PLANO DE CURSO. Permitir ao aluno desenvolver as seguintes habilidades: CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM NO CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR Código: ENF-219 Pré-requisito:

Leia mais

Oferta de Estágio Curricular para Inscrição online: 30/11/12 a 08/01/13 Sorteio: 08/01/2013

Oferta de Estágio Curricular para Inscrição online: 30/11/12 a 08/01/13 Sorteio: 08/01/2013 Oferta de Estágio Curricular para 201-1 Inscrição online: 0/11/12 a 08/01/1 Sorteio: 08/01/201 ESTÁGIO EM SUTURA Pequenos procedimentos no trauma Professor Total de vagas Dia/horário Local Estágio em Sutura

Leia mais

SERVIÇO DE CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CÂMPUS CONCÓRDIA

SERVIÇO DE CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CÂMPUS CONCÓRDIA SERVIÇO DE CLÍNICA MÉDICA DE PEQUENOS ANIMAIS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CÂMPUS CONCÓRDIA Voese, Francine Maiara 1 ; Rosa, Débora Fernanda da 1 ; Olsson, Débora Cristina1; Faria, Joice Lara Maia

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Assistência de Enfermagem na Saúde do Trabalhador Professor: Maria Júlia Nascimento Cupolo e-mail: mjcupolo@gmail.com

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág.

CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág. CURSO DE ENFERMAGEM Autorizado pela Portaria no 135, de 29/01/09, publicada no DOU no 21, de 30/01/09, seção 1, pág. Componente Curricular: METODOLOGIA DO PROCESSO DE CUIDAR I Código: ENF 202 Pré-requisito:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA, ESTÁGIO OU TRABALHO DE GRADUAÇÃO-2016/1

PROGRAMA DE DISCIPLINA, ESTÁGIO OU TRABALHO DE GRADUAÇÃO-2016/1 PROGRAMA DE DISCIPLINA, ESTÁGIO OU TRABALHO DE GRADUAÇÃO-2016/1 CAMPUS: CURSO: ENFERMAGEM E OBSTRETÍCIA HABILITAÇÃO: OPÇÃO: DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: ENFERMAGEM IDENTIFICAÇÃO: 26 CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO

Leia mais

1. MATRIZ CURRICULAR. C/H SEMESTRAL Pré-Requisito. C/H Sem. Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE

1. MATRIZ CURRICULAR. C/H SEMESTRAL Pré-Requisito. C/H Sem. Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE INÍCIO DO CURSO: 01/02/2011 AUTORIZAÇÃO: N 1.562 de 24 de setembro de 2010. DURAÇÃO DO CURSO: 5 anos TURNOS: Diurno TÍTULO DE GRADUAÇÃO: Fisioterapeuta O perfil do profissional a ser formado é de um fisioterapeuta

Leia mais

PROCESSO SELETIVO

PROCESSO SELETIVO PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL E MANUAL DO CANDIDATO A LIGA A Liga Acadêmica de Clínica Médica da FTC é uma entidade sem fins lucrativos com duração ilimitada e caráter multidisciplinar. Tem fins primários

Leia mais

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO E CENTRO DE MATERIAL ESTERILIZADO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO E CENTRO DE MATERIAL ESTERILIZADO PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO E CENTRO DE MATERIAL ESTERILIZADO Código:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA CURSO: Bacharelado em Nutrição DEPARTAMENTO: Nutrição Aplicada

Leia mais

DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: EDUCAÇÃO ESPECIAL IDENTIFICAÇÃO. Estágio Supervisionado II

DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: EDUCAÇÃO ESPECIAL IDENTIFICAÇÃO. Estágio Supervisionado II CAMPUS DE MARÍLIA!"#$$% UNIDADE UNIVERSITÁRIA: CURSO: HABILITAÇÃO: - OPÇÃO: - DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: EDUCAÇÃO ESPECIAL IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO SERIAÇÃO IDEAL - Estágio Supervisionado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA IDENTIFICAÇÃO Disciplina: Imagenologia Código: CS 01015 PLANO DE ENSINO Carga Horária Total: 40h Teoria: 10 Prática : 30

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Assistência de Enfermagem na Saúde do Trabalhador Professor: Maria Júlia Nascimento Cupolo E-mail: mjulia.cupolo@fasete.edu.br

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. DISCIPLINA: Tópicos em Enfermagem V Enfermagem em Cuidados Intensivos CÓDIGO: EFM069 COORDENADOR:

PROGRAMA DE DISCIPLINA. DISCIPLINA: Tópicos em Enfermagem V Enfermagem em Cuidados Intensivos CÓDIGO: EFM069 COORDENADOR: PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: Tópicos em Enfermagem V Enfermagem em Cuidados Intensivos CÓDIGO: EFM069 COORDENADOR: CARGA HORÁRIA CARGA HORÁRIA CRÉDITOS INÍCIO TÉRMINO TEÓRICA PRÁTICA 45 15 04 VERSÃO

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Coleta e Conservação de Material Biológico

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Coleta e Conservação de Material Biológico FACULDADE DE IMPERATRIZ FACIMP Associação Região Tocantina de Educação e Cultura S/C Ltda. Telefax: (99) 524-8298 site: www.facimp.edu.br e-mail: facimp@facimp.edu.br. Av. Prudente de Morais, s/nº, Qd.

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Biologia Geral Código: Fisio 102 Pré-requisito: -------- Período Letivo: 2016.1

Leia mais

DISCIPLINA DE EMERGÊNCIA EM OTORRINOLARINGOLOGIA 6º ANO Período: 17/09/2012 A 07/10/2012

DISCIPLINA DE EMERGÊNCIA EM OTORRINOLARINGOLOGIA 6º ANO Período: 17/09/2012 A 07/10/2012 Carga Horária: 120 Horas Coordenador: Prof. Dr. Lídio Granato DISCIPLINA DE EMERGÊNCIA EM OTORRINOLARINGOLOGIA 6º ANO - 2012 Período: 17/09/2012 A 07/10/2012 OBJETIVOS: Diagnosticar e tratar as doenças

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. TEORIA: Terapias não convencionais: Racionalidades Médicas.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. TEORIA: Terapias não convencionais: Racionalidades Médicas. DEPARTAMENTO DE FARMACOLOGIA INSTITUTO DE CIENCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FARMACOLOGIA DISCIPLINA TERAPIAS NÃO CONVENCIONAIS Nº DE CRÉDITOS = 05 CR. Teóricos 03 cr + Práticos 02 cr. Código : FAR 021

Leia mais