Algoritmos e Programação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Algoritmos e Programação"

Transcrição

1 Algoritmos e Programação Engenharia de Produção Prof. Carlos Noriega 1

2 LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO CONCEITOS BÁSICOS

3 ROTEIRO Representação Algorítmica Fases Básicas da Construção de Algoritmos Programação Estruturada Introdução a uma Linguagem Algorítmica Conceitos de Identificadores e Palavras Reservadas Tipos de Dados Variável Expressões Operadores 3

4 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO Como representar um algoritmo? 4

5 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO DESCRIÇÃO NARRATIVA Utiliza uma linguagem de escrita natural para descrever algoritmos. FLUXOGRAMA (DIAGRAMA DE MÓDULOS) Utiliza uma linguagem de representação gráfica para descrever algoritmos. LINGUAGEM ALGORÍTMICA (PSEUDO-CÓDIGO) Utiliza uma linguagem mais formal para descrever algoritmos. 5

6 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO Exemplo: Algoritmo para converter uma temperatura em Fahrenheit para Celsius 6

7 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO Descrição narrativa do algoritmo Fahrenheit-Celsius: solicite a temperatura em Fahrenheit; transforme a temperatura em Fahrenheit para Celsius; informe a temperatura em Celsius. 7

8 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO Fluxograma do algoritmo Fahrenheit-Celsius Início Início do algoritmo Fahrenheit Entrada da temperatura (F) Celsius = 5/9 * (Fahrenheit 32) Cálculo da temperatura (C) Celsius Apresentação do resultado 8 Fim Fim do algoritmo

9

10

11 11

12 12

13 13

14 14

15 15

16 16

17 17

18 18

19 19

20 20

21 21

22 22

23 EXERCICIO:FAZER O TEXTO 23

24 Pseudocódigo dos anteriores 24

25 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO Linguagem algorítmica (PSEUDO-CÓDIGO) A forma geral de um algoritmo em pseudo-código: algoritmo <nome_do_algoritmo> [<declaração_de_variáveis>] inicio <corpo_do_algoritmo> fimalgoritmo Obs: Explicar utilizando o compilador do VisualG! 25

26 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO Linguagem Algorítmica (PSEUDO-CÓDIGO) Onde: Algoritmo Indica o início da definição do algoritmo. <nome_do_algoritmo> Nome dado ao algoritmo para distingui-lo dos demais. [<declaração_de_variáveis>] Parte opcional onde são declaradas as variáveis globais usadas no algoritmo principal e, eventualmente, nos subalgoritmos. 26

27 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO Linguagem Algorítmica (PSEUDO-CÓDIGO) Onde: inicio Palavra que delimita o início do corpo do algoritmo. <corpo_do_algoritmo> Conjunto de instruções do algoritmo. Fim algoritmo Palavra que delimita o término do corpo do algoritmo. 27

28 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO Pseudo-código do algoritmo Fahrenheit-Celsius algoritmo "Fahrenheit-Celsius Var Fahrenheit, Celsius: real Inicio leia(fahrenheit) Celsius <- 5/9 * (Fahrenheit-32) escreva(celsius) fimalgoritmo 28

29 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO Desc. Narrativa Fluxograma Ling. Algorítmica 1. Solicite a temperatura em Fahrenheit. 2. Transforme de Fahrenheit para Celsius. 3. Informe a temperatura em Celsius. Início Fahrenheit Celsius = 5/9 * (Fahrenheit 32) Celsius algoritmo "Fahrenheit-Celsius Var Fahrenheit, Celsius: real Inicio leia(fahrenheit) Celsius <- 5/9 * (Fahrenheit-32) escreva(celsius) fimalgoritmo 29 Fim

30 FORMAS DE REPRESENTAR UM ALGORITMO Descrição Narrativa Fluxograma Linguagem Algorítmica 30 Vantagens O português é mais fácil de entendermos Padrão mundial. Ferramenta bem conhecida. Figuras dizem muito mais que palavras. Independência de linguagem de programação. Usa o português como base. Define-se melhor quais e como os dados vão estar estruturados. Passagem quase imediata do algoritmo para uma linguagem de programação qualquer. Desvantagens Imprecisão. Pouca confiabilidade (a imprecisão acarreta a desconfiança). Extensão (normalmente, escreve-se muito para dizer pouca coisa). Complica-se à medida que o algoritmo cresce. Pouca atenção aos dados, não oferecendo recursos para declará-los. Exige a definição de uma linguagem não real para trabalho. Não é padronizada.

31 CONSTRUINDO ALGORITMOS Uma boa prática para construir algoritmos é dividir o problema em 4 fases: Processamento Entrada Saída Memória ENTRADA: Que dados preciso para começar? PROCESSAMENTO: Quais são os cálculos e decisões? MEMÓRIA: Quais dados preciso armazenar? SAÍDA: Que dados devem ser exibidos? 31

32 CONSTRUINDO ALGORITMOS No algoritmo Fahrenheit-Celsius temos: ENTRADA: Temperatura em Fahrenheit MEMÓRIA: Celsius, Fahrenheit PROCESSAMENTO: Celsius = 5/9 *(Fahrenheit 32) SAÍDA: Temperatura em Celsius Num algoritmo para calcular a área de um triângulo temos: ENTRADA: Base e Altura do triângulo MEMÓRIA: Área, Base, Altura PROCESSAMENTO: Área = (Base * Altura)/2 SAÍDA: Área 32

33 ATIVIDADE 1 Identifique a entrada, a memória, o processamento e a saída dos problemas abaixo: 1. Calcular e exibir a média ponderada de 2 notas dadas. (nota1= peso 6 e nota2= peso 4) 2. Reajustar um salário em 17,75%. 3. Calcular o desconto de 23% sobre o preço de um produto. 4. Dada uma taxa de câmbio, transformar um valor em Dólar para Reais. 5. Dada uma taxa de câmbio, transformar um valor em Reais para Dólar. 33

34 ATIVIDADE 1 RESPOSTAS 1. Calcular e exibir a média ponderada de 2 notas dadas. (nota1= peso 6 e nota2= peso 4) ENTRADA: nota1 e nota2 MEMÓRIA: nota1, nota2, médiap PROCESSAMENTO: médiap=((nota1 * 6)+(nota2 * 4))/(6+4) SAÍDA: médiap 34

35 ATIVIDADE 1 RESPOSTAS 2. Reajustar um salário em 7,75%. ENTRADA: salário MEMÓRIA: salário, salárior PROCESSAMENTO: salárior = salário+(salário*0,0775) SAÍDA: salárior 3. Calcular o desconto de 23% sobre o preço de um produto. ENTRADA: preço MEMÓRIA: preço, desconto PROCESSAMENTO: desconto = preço*0,23 SAÍDA: desconto 35

36 ATIVIDADE 1 RESPOSTAS 4. Dada uma taxa de câmbio, transformar um valor em Dólar para Reais. ENTRADA: câmbio e dólar MEMÓRIA: real, dólar, câmbio PROCESSAMENTO: real = dólar * câmbio SAÍDA: real 5. Dada uma taxa de câmbio, transformar um valor em Reais para Dólar. ENTRADA: câmbio e real MEMÓRIA: real, dólar, câmbio PROCESSAMENTO: dólar = real/câmbio SAÍDA: dólar 36

37 TIPOS DE DADOS As fases de Entrada, Processamento e Saída podem manipular vários tipos primitivos de dados, a saber: Tipo Primitivo Descrição Inteiro Real Caracter Lógico Representa o conjunto de números inteiros Representa o conjunto de números reais Representa um ou mais caracteres. do teclado Representa um valor lógico (V ou F). Obs: Um Caractere SEMPRE deve estar entre EX: A, Fone , 1, 37

38 ATIVIDADE 3 Classifique os dados de acordo com o seu tipo, sendo (I = Inteiro, R = Real, C = Caractere e L = Lógico): a( ) 0 b( ) + 36 c( ) 0,3257 d( ) F e( ) 1 f( ) F g( ) h( ) -1 i ( ) 0,0 j( ) - 0,001 k( ) -0,0 l ( ).F. m( ) o n( ) + 0,05 o( ).V. p( ) 7/2 q( ) 32 r( ) s( ) V t ( ) -32 u( ) A v( ) abc x( ) -1,9E123 z( ) 0 38

39 ATIVIDADE 3 - RESPOSTAS Classifique os dados de acordo com o seu tipo, sendo (I = Inteiro, R = Real, C = Caractere e L = Lógico): a( I ) 0 b( I ) + 36 c(r) 0,3257 d(l) F e( I ) 1 f(c) F g(c) h( I ) -1 i (R) 0,0 j(r) - 0,001 k(c) -0,0 l (C).F. m(c) o n(r) + 0,05 o(c).v. p(r) 7/2 q( I ) 32 r( I ) s(l) V t ( I ) -32 u(c) A v(c) abc x(r) -1,9E123 z(c) 0 39

40 OBSERVAÇÃO Muitos algoritmos precisam manter uma informação na memória temporariamente. Entrada Dados Temporários (atribuição)

41 VARIÁVEL É um local (endereço) na memória principal utilizado pelo programa para armazenar um determinado conteúdo. Memória principal minhavariável

42 EXEMPLO Calculo da área de uma circunferência! OBS: O algoritmo não muda, apenas o valor! Ex: para uma circunferência com raio 20 Possível execução: para uma circunferência com raio raio raio

43 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS Devem ser declaradas no início do algoritmo Sintaxe: nome da variável: Tipo da variável Exemplos: Idade: inteiro Raio: real Nome: caractere temcelular: logico

44 CONSTANTE Constante é um identificador que representa valores constantes, ou seja, que não variam no decorrer do algoritmo. Seu uso poupa tempo quando tem que alterar o seu valor no algoritmo. Ao trocar o valor de uma constante, todas as instruções que a usam irão manipular, automaticamente, o novo valor. 44

45 DECLARAÇÃO DE CONSTANTES <nome da constante> = <valor>; <nome da constante> = <valor>; Obs: Declarar as constantes antes das variáveis 45

46 VARIÁVEL E CONSTANTE Exemplos corretos: VARIAVEIS notamedia, Salario: Real; contador : Inteiro; temtelefone : Logico; nome, sexo : Caractere; CONSTANTES PI = ; MAX = 10 ; OK = V; PAIS = Brasil ; 46

47 VARIÁVEL E CONSTANTE Exemplos incorretos: VARIAVEIS achou?, 13 Salário : Real; #contador : Inteiro; tem telefone : Lógico; primeira nota, masculino/feminino : Caractere; CONSTANTES -PI = ; Km/h = 80 ; OK! = V; País Padrão = Brasil 47

48 ATIVIDADE 4 1) Escreva a declaração das variáveis abaixo: a) dolar b) sexo c) cpf d) nota e) idade f) fumante g) quantidade h) media i) escolaridade 48

Como representar um algoritmo?

Como representar um algoritmo? de Algoritmos Prof. Araken Medeiros araken@ufersa.edu.br Angicos, RN 15/9/2009 Como representar um algoritmo? 15/9/2009 Prof. Araken Medeiros 2 Há várias formas de representação de Dentre elas, as mais

Leia mais

Algoritmos e Técnicas de Programação Introdução Givanaldo Rocha de Souza

Algoritmos e Técnicas de Programação Introdução Givanaldo Rocha de Souza Algoritmos e Técnicas de Programação Introdução Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Conceitos Lógica de Programação técnica de encadear pensamentos

Leia mais

Processamento de Dados aplicado à Geociências. AULA 3: Algoritmos computacionais Representação de Algoritmos Sintaxe Tipos de dados Expressões

Processamento de Dados aplicado à Geociências. AULA 3: Algoritmos computacionais Representação de Algoritmos Sintaxe Tipos de dados Expressões Processamento de Dados aplicado à Geociências 1 AULA 3: Algoritmos computacionais Representação de Algoritmos Sintaxe Tipos de dados Expressões UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Conceitos Básicos ENTRADA PROCESSAMENTO SAÍDA

Conceitos Básicos ENTRADA PROCESSAMENTO SAÍDA Aula 02 - Algoritmos Disciplina: Algoritmos Prof. Allbert Velleniche de Aquino Almeida E-mail: allbert.almeida@fatec.sp.gov.br Site: http://www.allbert.com.br /allbert.almeida Conceitos Básicos Desde o

Leia mais

CURSO de NIVELAMENTO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO

CURSO de NIVELAMENTO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO CURSO de NIVELAMENTO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO Lógica de Programação Lógica de programação é a técnica de encadear pensamentos (instruções) para atingir determinado objetivo. Instruções Instruções são regras

Leia mais

Microcontroladores. Programação: fluxogramas, pseudocódigos e lógica. Prof. Daniel

Microcontroladores. Programação: fluxogramas, pseudocódigos e lógica. Prof. Daniel Microcontroladores Programação: fluxogramas, pseudocódigos e lógica Prof. Daniel 1 Algoritmo Pseudocódigo Também conhecido como Portugol ou Português Estruturado; As instruções são todas padronizadas;

Leia mais

Introdução à Programação de Computadores Fabricação Mecânica

Introdução à Programação de Computadores Fabricação Mecânica Introdução à Programação de Computadores Fabricação Mecânica Edilson Hipolito da Silva edilson.hipolito@ifsc.edu.br - http://www.hipolito.info Aula 06 - Introdução a algoritmos Roteiro Algoritmos Formas

Leia mais

Conceitos Básicos. Professor: Juliano Lucas Gonçalves.

Conceitos Básicos. Professor: Juliano Lucas Gonçalves. Conceitos Básicos Professor: Juliano Lucas Gonçalves juliano.goncalves@ifsc.edu.br Agenda Revisão Algoritmos Memória, variáveis e constantes Estrutura básica de um algoritmo em pseudocódigo 2 O que já

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Pampa Campus-Bagé Algoritmos e Programação Aula 2 - Elementos fundamentais de Algoritmos, Conceitos de Varíaveis Prof. Julio Saraçol juliodomingues@unipampa.edu.br Slide1 Aula de

Leia mais

Algoritmos e Estrutura de Dados I Conceitos de Algoritmos. Prof. Elyssandro Piffer

Algoritmos e Estrutura de Dados I Conceitos de Algoritmos. Prof. Elyssandro Piffer Algoritmos e Estrutura de Dados I Conceitos de Algoritmos Prof. Elyssandro Piffer CONCEITO DE ALGORITMO O computador pode auxiliar em muitas tarefas, contudo ele não possui independência, não é inteligente,

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

Introdução à Programação. 2ª aula. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. 2ª aula. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação 2ª aula Resumo da aula Representação de algoritmos Atividades de revisão de algoritmos Variáveis Tipos de dados Constantes Atividades Formas de Representação de Algoritmos As principais

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Pampa Campus-Bagé Algoritmos e Programação Aula 1 Apresentação da Disciplina Conceitos Introdutórios Prof. Julio Saraçol juliodomingues@unipampa.edu.br Slide1 APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO 1 - CONCEITO DE ALGORITMO A automação é o processo em que uma tarefa deixa de ser desempenhada pelo homem e passa a ser realizada por máquinas, sejam estas dispositivos mecânicos,

Leia mais

Algoritmo para converter uma temperatura em Fahrenheit para Celsius

Algoritmo para converter uma temperatura em Fahrenheit para Celsius Algoritmo e Programação Algoritmo para converter uma temperatura em Fahrenheit para Celsius Conversão: Celsius -> Fahrenheit F = C 1,8 + 32 Fahrenheit -> Celsius C = ( F 32) / 1,8 1 Formas de representar

Leia mais

Português Estruturado (VISUALG)

Português Estruturado (VISUALG) Português Estruturado (VISUALG) Estrutura do programa Exemplo: algoritmo "Ola mundo" // Função : Mostrar na tela uma saudação // Autor : Christianne Dalforno // Data : 09/03/2016

Leia mais

PSEUDO-CÓDIGO. Nickerson Fonseca Ferreira

PSEUDO-CÓDIGO. Nickerson Fonseca Ferreira 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA PSEUDO-CÓDIGO Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br Introdução 2 Um algoritmo pode ser

Leia mais

Fluxograma. Conjunto de símbolos utilizados em fluxogramas

Fluxograma. Conjunto de símbolos utilizados em fluxogramas 27 Símbolo Nome Terminador Seta de fluxo Entrada de dados Atribuição Saída de dados Desvio condicional Declaração Fluxograma Descrição Indica o início e o fim do fluxo do algoritmo. Indica o sentido do

Leia mais

Pseudocódigo e visualg

Pseudocódigo e visualg Pseudocódigo e visualg Professor: Juliano Lucas Gonçalves juliano.goncalves@ifsc.edu.br Agenda Revisão Algoritmos Estrutura de dados Estrutura básica de um algoritmo em pseudocódigo Teste de mesa Operadores

Leia mais

Introdução aos Algoritmos. Prof. Paulo Cesar F. de Oliveira, BSc, PhD

Introdução aos Algoritmos. Prof. Paulo Cesar F. de Oliveira, BSc, PhD aos Algoritmos Prof. Paulo Cesar F. de Oliveira, BSc, PhD 1 Seção 1.1 Fundamentos 2 ² Lógica ² Conjunto de estudos, que têm por fim determinar categorias racionais válidas para a apreensão da realidade

Leia mais

Fundamentos de Programação Introdução

Fundamentos de Programação Introdução Fundamentos de Programação Introdução Arquitetura Genérica de um Computador Máquina de Von Neumann Diagrama conhecido como Máquina de Von Neumann (grande nome da informática) A finalidade de um computador

Leia mais

Subalgoritmos. algoritmo completo é dividido num algoritmo principal e em diversos subalgoritmos (tantos quantos forem necessários ou convenientes).

Subalgoritmos. algoritmo completo é dividido num algoritmo principal e em diversos subalgoritmos (tantos quantos forem necessários ou convenientes). Subalgoritmos Sempre é possível dividir problemas grandes e complicados em problemas menores e de solução mais simples. A decomposição de um problema é fator determinante para a redução da complexidade.

Leia mais

Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C. Profa. Elaine Faria UFU

Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C. Profa. Elaine Faria UFU Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C Profa. Elaine Faria UFU - 2017 Linguagem de Programação Para que o computador consiga ler um programa e entender o que fazer, este programa deve ser escrito

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Parte 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti www.twitter.com/jorgecav

Leia mais

Algoritmos e Técnicas - Identificadores. Linguagem Algorítmica

Algoritmos e Técnicas - Identificadores. Linguagem Algorítmica Algoritmos e Técnicas - Identificadores Linguagem Algorítmica Conceitos básicos: Identificadores e Palavras Reservadas Tipos de Dados Variável e Constante Expressões Operadores Sintaxe e Semântica Instruções

Leia mais

CAPÍTULO 3 INSTRUÇÕES BÁSICAS

CAPÍTULO 3 INSTRUÇÕES BÁSICAS CAPÍTULO 3 INSTRUÇÕES BÁSICAS Guilherme da Cunha Fonseca FEPI Centro Universitário de Itajubá Curso de Tecnologia em Fabricação Mecânica 1 INTRODUÇÃO As instruções ou comandos básicos são o conjunto de

Leia mais

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho Gilson de Souza Carvalho gaucho.gilson@hotmail.com 1. Estruturas básicas Apresentaremos um resumo com os comandos estudados para criação de algoritmos. Para utilizar estes comandos, usaremos uma sintaxe

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação. Adaptação de Luis Otavio Alvares

Introdução à Lógica de Programação. Adaptação de Luis Otavio Alvares 1 Introdução à Lógica de Programação Adaptação de Luis Otavio Alvares 2 Elaboração de um programa Problema Análise Programa Algoritmo 3 Processo de geração de um programa Análise do problema: Ler atentamente

Leia mais

EXERC EXAME DISCIPLINA: ALG ESTRUTURA DE DADOS I

EXERC EXAME DISCIPLINA: ALG ESTRUTURA DE DADOS I EXERC EXAME DISCIPLINA: ALG ESTRUTURA DE DADOS I CURSO: ENG CIVIL PROFESSOR: ANDRÉ LUÍS DUARTE PERÍODO 1º BIMESTRE 1 1) Identifique as afirmações como verdadeira (V) ou falsa (F): a) Existem três tipos

Leia mais

Algoritmos. Algoritmos. Linguagem de programação. Conceitos. Conceitos. Conceitos. Sintaxe do comando para incluir bibliotecas no programa:

Algoritmos. Algoritmos. Linguagem de programação. Conceitos. Conceitos. Conceitos. Sintaxe do comando para incluir bibliotecas no programa: Algoritmos Algoritmos Leandro Tonietto Unisinos ltonietto@unisinos.br http://www.inf.unisinos.br/~ltonietto/inf/pg1/algoritmosi_java.pdf Mar-2008 Possuem sintaxe flexível e são mais úteis para descrição

Leia mais

Algoritmos e Programação de Computadores Disciplina:

Algoritmos e Programação de Computadores Disciplina: Algoritmos e Programação de Computadores Disciplina: 113476 Profa. Carla Denise Castanho Universidade de Brasília UnB Instituto de Ciências Exatas IE Departamento de Ciência da Computação CIC 3. REPRESENTAÇÃO

Leia mais

Introdução aos Algoritmos

Introdução aos Algoritmos Introdução aos Algoritmos Aula 05 Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa http://www2.ufersa.edu.br/portal/professor/diogopedrosa diogopedrosa@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semiárido Bacharelado

Leia mais

Algoritmos Estrutura Condicional

Algoritmos Estrutura Condicional Algoritmos Estrutura Condicional Aula 06 Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa http://www2.ufersa.edu.br/portal/professor/diogopedrosa diogopedrosa@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semiárido Bacharelado

Leia mais

Pseudocódigo. Regras para nomear um algoritmos: Variáveis. Exemplo: Exemplo: Exemplo: O valor do dolar; O peso de uma pessoa;

Pseudocódigo. Regras para nomear um algoritmos: Variáveis. Exemplo: Exemplo: Exemplo: O valor do dolar; O peso de uma pessoa; Pseudocódigo Português estruturado Mais formal e estruturado Facilidade de compreensão /* Algoritmo que descreve os passos para trocar uma lâmpada */ comentário Algoritmo TrocaLampada nome do algoritmo

Leia mais

Professora Martha Spalenza Professora de Informática da Faetec

Professora Martha Spalenza Professora de Informática da Faetec Algoritmos em Estrutura seqüencial 1. Tipos de dados São quatro os tipos básicos de dados, e podem assumir os seguintes valores válidos: - números inteiros: -,, -3, -2, -1, 0, 1, 2, 3,, + ; - números reais:

Leia mais

PORTUGUÊS ESTRUTURADO: INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PROF. ALEXANDRO DOS SANTOS SILVA

PORTUGUÊS ESTRUTURADO: INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PROF. ALEXANDRO DOS SANTOS SILVA PORTUGUÊS ESTRUTURADO: INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PROF. ALEXANDRO DOS SANTOS SILVA SUMÁRIO Introdução Conceitos básicos Formato básico Tipos primitivos Variáveis Constantes Operadores Operações

Leia mais

Métodos de Representação de Algoritmos

Métodos de Representação de Algoritmos Métodos de Representação de Algoritmos Contudo, quando falamos em algoritmo sob o enfoque computacional, como já foi mencionado, não podemos utilizar uma descrição narrativa para representar um algoritmo.

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 ALGORITMOS

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 ALGORITMOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 ALGORITMOS Profª ª Danielle Casillo ALGORITMOS Um algoritmo é uma sequência de instruções

Leia mais

Fábio Rodrigues / Israel Lucania

Fábio Rodrigues / Israel Lucania Fábio Rodrigues / Israel Lucania Variável é um local na memória principal, isto é, um endereço que armazena um conteúdo. Em linguagem de alto nível nos é permitido dar nomes a esse endereço, facilitando

Leia mais

Lógica e Linguagem de Programação Aula 01 - Introdução Exercícios 01 - Respostas Professor: Danilo Giacobo

Lógica e Linguagem de Programação Aula 01 - Introdução Exercícios 01 - Respostas Professor: Danilo Giacobo Lógica e Linguagem de Programação Aula 01 - Introdução Exercícios 01 - Respostas Professor: Danilo Giacobo Para cada problema abaixo escreva uma solução algorítmica utilizando a forma da descrição narrativa

Leia mais

Algoritmo e Programação Matemática

Algoritmo e Programação Matemática Algoritmo e Programação Matemática Fundamentos de Algoritmos Parte 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Dados A funcionalidade principal de um computador

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA DISCUSSÃO DOS EXERCÍCIOS E EXERCÍCIOS EXTRAS

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA DISCUSSÃO DOS EXERCÍCIOS E EXERCÍCIOS EXTRAS LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA DISCUSSÃO DOS EXERCÍCIOS E EXERCÍCIOS EXTRAS Prof. Dr. Daniel Caetano 2011-2 Visão Geral 1 Discussão dos Exercícios 2 Exercícios Extras Material de Estudo Material

Leia mais

Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados

Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados Escola de Ciências e Tecnologia UFRN Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados ECT1103 INFORMÁTICA FUNDAMENTAL Manter o telefone celular sempre desligado/silencioso quando estiver em

Leia mais

Ciência da Computação. Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano Cansian

Ciência da Computação. Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano Cansian Algoritmos e Programação Informática II Ciência da Computação Prof. Dr. Leandro Alves Neves Prof. Dr. Adriano Cansian 1 Sumário Noções de lógica Representação do Conhecimento Lógica na Programação Lógica

Leia mais

Lógica de Programação

Lógica de Programação Resolução de problemas utilizando computador Módulo II Prof. RANILDO LOPES Computador: ferramenta para processamento automático de dados Processamento de dados: atividade que transforme dados de entrada

Leia mais

Funcionamento do computador. Conceito e definição de algoritmos. Prof. Alex Camargo

Funcionamento do computador. Conceito e definição de algoritmos. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Funcionamento do computador. Conceito e definição de algoritmos Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Funcionamento do computador

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação

Introdução à Lógica de Programação Introdução à Lógica de Programação 1 Elaboração de um programa Problema Análise Programa Algoritmo 2 Processo de geração de um programa Análise do problema: Ler atentamente o enunciado do problema até

Leia mais

Algoritmos Computacionais

Algoritmos Computacionais Material produzido por professores da UFABC Objetivos Aprender a sintaxe e a semântica de instruções de saída e de entrada de dados na linguagem PORTUGOL Aprender alguns operadores pra uso na parte de

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS ALGORITMOS

CADERNO DE EXERCÍCIOS ALGORITMOS J. EXERCÍCIOS SOBRE MODULARIZAÇÃO 77. Faça uma função que recebe um número inteiro por parâmetro e retorna verdadeiro se ele for par e falso se for ímpar. 78. Escreva um programa que leia o raio de um

Leia mais

Lógica e Linguagem de Programação Aula 02 - Tópicos Preliminares Atividade 01 - RESPOSTAS Professor: Danilo Giacobo

Lógica e Linguagem de Programação Aula 02 - Tópicos Preliminares Atividade 01 - RESPOSTAS Professor: Danilo Giacobo Lógica e Linguagem de Programação Aula 02 - Tópicos Preliminares Atividade 01 - RESPOSTAS Professor: Danilo Giacobo 1. Quais são os quatro tipos primitivos para a construção de algoritmos? R.: inteiro,

Leia mais

Fundamentos de Programação 1

Fundamentos de Programação 1 Fundamentos de Programação 1 Slides 5 Prof. SIMÃO Jean Marcelo SIMÃO Exemplo de Algoritmo 1 algoritmo "Soma Dois Números v1" var prim_num, seg_num, soma : inteiro // Parte Principal inicio prim_num

Leia mais

1 ESTRUTURA SEQUENCIAL

1 ESTRUTURA SEQUENCIAL Noções de Programação de Computadores Prof. Eduardo 1 1 ESTRUTURA SEQUENCIAL algoritmo Nome_do_algoritmo declaração de variáveis variáveis inicio bloco de comandos; fim_algoritmo 1.1 Declaração de variáveis

Leia mais

Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz

Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz Sumário de Aula } Conceito de Memória } Variáveis e Tipos de Dados } Constantes 2 Conceito de Memória } A memória de um computador é

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

Fluxograma. Símbolo Nome Descrição

Fluxograma. Símbolo Nome Descrição 65 Fluxograma Analisaremos agora o método de representação de algoritmos denominado fluxograma. Conceitualmente um fluxograma é um tipo de diagrama, e pode ser entendido como uma representação esquemática

Leia mais

Introdução à Pseudo-código PROGRAMAÇÃO I (COM06842) LÓGICA E TÉCNICA DE PROGRAMAÇÃO (COM06039)

Introdução à Pseudo-código PROGRAMAÇÃO I (COM06842) LÓGICA E TÉCNICA DE PROGRAMAÇÃO (COM06039) Introdução à Pseudo-código PROGRAMAÇÃO I (COM06842) LÓGICA E TÉCNICA DE PROGRAMAÇÃO (COM06039) F REDDY BRASILEIRO www.inf.ufes.br/~fbrasileiro fbrasileiro@inf.ufes.br Conteúdo 4. Elementos fundamentais

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada Prática com declaração e inicialização de variáveis Capacidade de representação (estouro de representação) Tamanho ocupado pela variável na memória (comando

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO 1

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO 1 LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO 1 Prof. RANILDO LOPES CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Introdução aos conceitos básicos de lógica de programação Fundamentos da Lógica de Programação Tipos e estrutura de dados, variáveis, constantes,

Leia mais

Variável. Expressões. Atribuição. Tipos básicos Declaração. Aritméticas Lógicas. Professor Leandro Augusto Frata Fernandes

Variável. Expressões. Atribuição. Tipos básicos Declaração. Aritméticas Lógicas. Professor Leandro Augusto Frata Fernandes Programação de Computadores III Aula 3 Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2011.1/tcc-03.063 Roteiro da Aula

Leia mais

Lógica. Necessida de se usar lógica. Solucionar problemas Eficiência e eficácia Boa performance de conhecimento

Lógica. Necessida de se usar lógica. Solucionar problemas Eficiência e eficácia Boa performance de conhecimento Lógica INTRODUÇÃO Lógica consiste na arte de pensar corretamente, organizando o pensamento, de forma a corrigir o raciocínio. Em nosso dia-a-dia, sem percebermos colocamos em prática a lógica, em qualquer

Leia mais

Fundamentos de Programação

Fundamentos de Programação Fundamentos de Programação CP41F Aula 2 Prof. Daniel Cavalcanti Jeronymo Conceito de algoritmo. Raciocínio lógico na construção de algoritmos. Estrutura de algoritmos. Universidade Tecnológica Federal

Leia mais

Introdução à Linguagem Lua Variáveis e Expressões

Introdução à Linguagem Lua Variáveis e Expressões Introdução a Programação em Lua Introdução à Linguagem Lua Variáveis e Expressões 1 Tópicos Principais Programando em Lua Funções Variáveis Operadores e Expressões Entrada e Saída Exemplos 2 Programando

Leia mais

Aula 4B. Lógica e Algoritmos. Profª. Fabiany

Aula 4B. Lógica e Algoritmos. Profª. Fabiany Fundamentos de Programação 1 Aula 4B Lógica e Algoritmos. Profª. Fabiany Lógica A lógica de programação é a técnica de encadear pensamentos para atingir determinado objetivo. Sequência Lógica São passos

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

5. Expressões aritméticas

5. Expressões aritméticas 5. Expressões aritméticas DIM0320 2015.1 DIM0320 5. Expressões aritméticas 2015.1 1 / 37 Sumário 1 Operadores inteiros 2 Precedências 3 Alteração de prioridades 4 Operadores reais 5 Expressões de tipo

Leia mais

CONCEITOS DE ALGORITMOS

CONCEITOS DE ALGORITMOS CONCEITOS DE ALGORITMOS Fundamentos da Programação de Computadores - 3ª Ed. 2012 Editora Prentice Hall ISBN 9788564574168 Ana Fernanda Gomes Ascênsio Edilene Aparecida Veneruchi de Campos Algoritmos são

Leia mais

01/08/2011. Introdução Lógica Sequencia lógica Instruções Algoritmos Programas. Lógica. Lógica na programação. Instrução.

01/08/2011. Introdução Lógica Sequencia lógica Instruções Algoritmos Programas. Lógica. Lógica na programação. Instrução. Engenharia de Controle e Automação Programação I Prof. Ricardo Sobjak ricardo.sobjak@ifsc.edu.br Introdução Lógica Sequencia lógica Instruções s Programas Lógica Raciocínio estruturado (partindo-se do

Leia mais

Fluxograma Pseudocódigo Estruturas de decisão. Professor Leandro Augusto Frata Fernandes

Fluxograma Pseudocódigo Estruturas de decisão. Professor Leandro Augusto Frata Fernandes Programação de Computadores III Aula 4 Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2011.1/tcc-03.063 Roteiro da Aula

Leia mais

Conceitos básicos de algoritmos

Conceitos básicos de algoritmos Conceitos básicos de algoritmos Operadores Aritméticos Unários: +, - Exemplos: +1-5.9... var a: inteiro... a

Leia mais

Algoritmos - 1. Alexandre Diehl. Departamento de Física - UFPel

Algoritmos - 1. Alexandre Diehl. Departamento de Física - UFPel Algoritmos - 1 Alexandre Diehl Departamento de Física - UFPel Conceitos básicos Computador: conceito clássico (até quando????) HARDWARE (partes físicas) SOFTWARE (programas) PCF2017 2 Conceitos básicos

Leia mais

19/1/2011. ALGORITMO Resolvendo Problemas. ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Desenvolvimento de Aplicativos Comerciais. ALGORITMO - Definição

19/1/2011. ALGORITMO Resolvendo Problemas. ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Desenvolvimento de Aplicativos Comerciais. ALGORITMO - Definição ALGORITMO Resolvendo Problemas ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Desenvolvimento de Aplicativos Comerciais Quando temos um problema e vamos utilizar um computador para resolve-lo, precisamos passar pelas seguintes

Leia mais

Algoritmos Fundamento e Prática

Algoritmos Fundamento e Prática Everton Coimbra de Araújo Algoritmos Fundamento e Prática 3 a Edição Ampliada e Atualizada Visual Books Sumário Prefácio... 15 Introdução... 17 Capítulo 1 - Os Cursos de Informática e Computação... 23

Leia mais

ALGORITMOS. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Tecnologia Departamento de Computação e Automação

ALGORITMOS. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Tecnologia Departamento de Computação e Automação Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Tecnologia Departamento de Computação e Automação ALGORITMOS tal, RN, maio/2004 Professor Responsável: Luiz Affonso Henderson Guedes de Oliveira Prof.

Leia mais

Programação de Computadores III

Programação de Computadores III Programação de Computadores III Pseudocódigo e Estruturas Básicas de Controle Professor Hugo de Oliveira Barbalho hbarbalho@ic.uff.br Material produzido pelo professor: Leandro Augusto Frata Fernandes

Leia mais

Algoritmos Introdução. Thiago Leite e Francisco Barretto

Algoritmos Introdução. Thiago Leite e Francisco Barretto Algoritmos Introdução Thiago Leite e Francisco Barretto thiago.leite@udf.edu.br francisco.barretto@udf.edu.br Bibliografia MANZANO, José Augusto; OLIVEIRA, Jayr Figueiredo de. Algoritmos: Lógica para Desenvolvimento

Leia mais

Programação de Computadores:

Programação de Computadores: Instituto de C Programação de Computadores: Pseudocódigo e Estruturas Básicas de Controle Luis Martí Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Roteiro

Leia mais

01/08/2011. Tipos de dados Numéricos Alfanuméricos Lógicos. Numéricos. Tipos de dados. Dados Numéricos Inteiros. Dados Numéricos Reais.

01/08/2011. Tipos de dados Numéricos Alfanuméricos Lógicos. Numéricos. Tipos de dados. Dados Numéricos Inteiros. Dados Numéricos Reais. Engenharia de Controle e Automação Programação I Prof. Ricardo Sobjak ricardo.sobjak@ifsc.edu.br Tipos de dados Numéricos Alfanuméricos Lógicos Tipos de dados Os tipos de dados primitivos ou básicos são

Leia mais

FLUXOGRAMA. Nickerson Fonseca Ferreira

FLUXOGRAMA. Nickerson Fonseca Ferreira 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA FLUXOGRAMA Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br Introdução 2 Um algoritmo pode ser representado

Leia mais

EXPRESSÕES ARITMÉTICAS PARTE 2

EXPRESSÕES ARITMÉTICAS PARTE 2 AULA 6 EXPRESSÕES ARITMÉTICAS PARTE 2 6.1 Operadores aritméticos sobre os reais Como vimos na aula anterior, os operadores aritméticos definem as operações aritméticas que podem ser realizadas sobre os

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada 1º Programa: olamundo.c #include // biblioteca padrão de E/S /* Programa Olá Mundo */ int main(void) { printf( Olá mundo\n ); //exibe Olá mundo

Leia mais

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C DCC 120 Laboratório de Programação Variáveis Uma variável representa um espaço na memória do computador para armazenar um determinado tipo de dado. Em C,

Leia mais

ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO - MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO - MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO - MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Memória Variáveis e constantes Tipos primitivos de

Leia mais

Português Estruturado

Português Estruturado Português Estruturado Português Estruturado Para que o algoritmo possa ser executado por uma máquina é importante que as instruções sejam corretas e sem ambigüidades. O português estruturado é, na verdade,

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados

Algoritmos e Estruturas de Dados Algoritmos e Estruturas de Dados Introdução Prof. Sinaide Nunes Bezerra Vídeoaulas e exercícios em linguagem C, acesse www.mathgraph.com.br 1 de novembro de 2015 Sumário 1 Introdução

Leia mais

Introdução à Algoritmos. Professora: Fabíola Gonçalves.

Introdução à Algoritmos. Professora: Fabíola Gonçalves. Introdução à Algoritmos Professora: Fabíola Gonçalves. AGENDA Algoritmos Definição Por que precisamos de Algoritmos Características Formas de representação Descrição Narrativa Fluxograma Linguagem Algorítmica

Leia mais

AULA 07. HABILIDADES TRABALHADAS: Desenvolver algoritmos utilizando laços a partir da leitura de fluxogramas ou algoritmos em portugol.

AULA 07. HABILIDADES TRABALHADAS: Desenvolver algoritmos utilizando laços a partir da leitura de fluxogramas ou algoritmos em portugol. AULA 07 OBJETIVO: Estruturas de repetição: visão geral HABILIDADES TRABALHADAS: Desenvolver algoritmos utilizando laços a partir da leitura de fluxogramas ou algoritmos em portugol. ESTRUTURA DE REPETIÇÃO

Leia mais

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS 782 - Programação em C/C++ - estrutura básica e conceitos fundamentais Linguagens de programação Linguagem de programação são conjuntos de palavras formais, utilizadas na escrita de programas, para enunciar

Leia mais

Algoritmos e Lógica de Programação. Prof. Marcos Antonio Estremoe. 1 - Faça um programa que imprima a frase: Bem Vindo à Engenharia Firb 2014.

Algoritmos e Lógica de Programação. Prof. Marcos Antonio Estremoe. 1 - Faça um programa que imprima a frase: Bem Vindo à Engenharia Firb 2014. Algoritmos e Lógica de Programação Prof. Marcos Antonio Estremoe 1 - Faça um programa que imprima a frase: Bem Vindo à Engenharia Firb 2014. 2 - Faça um programa que imprima a palavra Bem Vindo à Engenharia

Leia mais

Conceitos Básicos de Algoritmos

Conceitos Básicos de Algoritmos Conceitos Básicos de Algoritmos 35 TIPOS PRIMITIVOS Palavra-reservada: inteiro - define variáveis numéricas do tipo inteiro, ou seja, sem casas decimais Palavra-reservada: real - define variáveis numéricas

Leia mais

Faculdade de Estudos Avançados do Pará Disciplina: Algoritmos Professor: Armando Hage Algoritmos- continuação

Faculdade de Estudos Avançados do Pará Disciplina: Algoritmos Professor: Armando Hage Algoritmos- continuação Faculdade de Estudos Avançados do Pará Disciplina: Algoritmos Professor: Armando Hage Algoritmos- continuação Situação Problema Cálculos Decisão Verdadeiro Falso Diagrama de Bloco O diagrama de bloco é

Leia mais

INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO - EPET006 -

INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO - EPET006 - INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO - EPET006 - Heleno Pontes Bezerra Neto - helenopontes@lccv.ufal.br Introdução ao MATLAB Tipos Primitivos 3. TÓPICOS PRELIMINARES Tipos Primitivos - ATÉ AGORA TRABALHAMOS NO MATLAB

Leia mais

Pseudocódigo Exercício 6

Pseudocódigo Exercício 6 Pseudocódigo Exercício 6 Elabore um algoritmo que receba como entrada o valor do saque realizado pelo cliente de um banco e retorne quantas notas de cada valor serão necessárias para atender ao saque com

Leia mais

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Introdução Variáveis Tipos de dados Operadores e Expressões: Operadores

Leia mais

Noções de Algoritmos

Noções de Algoritmos Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Noções de Algoritmos DCA0800 - Algoritmos e Lógica de Programação Heitor Medeiros 1 Tópicos da aula Algoritmos

Leia mais

Constantes, Variáveis, tipos de dados e expressões

Constantes, Variáveis, tipos de dados e expressões FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre Constantes, Variáveis, tipos de dados e expressões Rafael Barbosa Neiva rafael@prodados.inf.br Variáveis Como referenciar e recuperar

Leia mais

Introdução à Programação

Introdução à Programação Introdução à Programação Edilson Hipolito da Silva edilson.hipolito@ifsc.edu.br - http://www.hipolito.info Aula 05 Formas de representação de algoritmos Roteiro Representação de algoritmos Linguagem natural

Leia mais

Programação de Computadores III

Programação de Computadores III Programação de Computadores III Pseudocódigo e Estruturas Básicas de Controle Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.1/tcc-00.157

Leia mais

Introdução à Programação. Vetores. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. Vetores. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação Vetores Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@bonfim.ifbaiano.edu.br Vetores Podemos definir um Vetor como uma variável dividida em vários "pedaços", em várias "casinhas",

Leia mais

Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída. Prof. Alex Camargo

Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Linguagem C A linguagem

Leia mais

Computação I: Representações de Algoritmos

Computação I: Representações de Algoritmos Computação I: Representações de Algoritmos reginaldo.re@utfpr.edu.br * Parte da apresentação foi gentilmente cedida pelo prof. Igor Steinmacher Agenda Objetivos Relembrando... Algoritmos para desenvolver

Leia mais