PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇAO ESCRITÓRIO DE PROJETOS E OBRAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇAO ESCRITÓRIO DE PROJETOS E OBRAS"

Transcrição

1 PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇAO ESCRITÓRIO DE PROJETOS E OBRAS ANEXO XIV - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE PROJETO ARQUITETÔNICO Obra: Reforma e restauração geral de prédio existente, com 207,00m² de área edificada, para a instalação da CASA DOS CONSELHOS, de âmbito municipal. Endereço: Av. João Pessoa, nº Bairro Cidade Baixa 1. DADOS DO IMÓVEL 2. DISPOSIÇÕES GERAIS 3. SERVIÇOS PRELIMINARES 4. DEMOLIÇÕES E REMOÇÕES 5. FUNDAÇÕES 6. ESTRUTURAS METÁLICAS INDICE 7. LAJE PRÉ-FABRICADA TRELIÇADA DE CONCRETO ARMADO 8. PAREDES DE ALVENARIA 8.1. Alvenaria de tijolos cerâmicos maciços 8.2. Alvenarias de blocos cerâmicos de 06 furos 9. COBERTURA 9.1. Estrutura do telhado 9.2. Telhas cerâmicas tipo francesas 9.3. Calhas e tubos de queda 10. IMPERMEABILIZAÇÃO Vigas de fundações e contra-pisos Camada de brita 1

2 11. REVESTIMENTOS Revestimento com reboco Revestimento com azulejos 12. CONTRA-PISOS E PISOS Pisos cerâmicos Piso de tábuas de madeira de lei Pisos cimentados desempenados 13. SOLEIRAS 14. RODAPÉS Rodapés de granito polido Rodapés de madeira maciça 15. FORRO DE MADEIRA 16. PEITORIS 17. ESQUADRIAS Janelas de madeira Portas de madeira maciça Portas semi-ocas de compensado de madeira 18. GRADES METÁLICAS 19. GUARDA-CORPOS METÁLICOS 20. CORRIMÃOS METÁLICOS 21. FERRAGENS DE ESQUADRIAS Fechaduras Dobradiças 22. INSTALAÇÕES DE DUTOS METÁLICOS E DE EXAUSTOR DE AR 23. LOUÇAS, METAIS E BARRAS DE APOIO Consoles de concreto nas bacias sanitárias dos WCPPD 2

3 24. PINTURA Pintura em reboco Pintura em madeira Pintura em ferro 25. VIDROS 26. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, DE TELEFONE, DE INFORMÁTICA, HIDRO- SANITÁRIAS, PLUVIAIS E DE PREVENÇÃO CONTRA INCÊNDIO 27. LIMPEZA GERAL E VERIFICAÇÃO FINAL 28. CONSIDERAÇÕES GERAIS 3

4 ANEXO XIV - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE PROJETO ARQUITETÔNICO REFORMA E RESTAURAÇÃO DE PRÉDIO PARA CASA DOS CONSELHOS 1. DADOS DO IMÓVEL: EXPEDIENTE ÚNICO REGISTRO DE IMÓVEIS Termo de cessão de uso nº 160/2009 celebrado entre o Estado do RS, por intermédio da Sec. Da Administração e dos Recursos Humanos e o Município de Porto Alegre. DESCRIÇÃO DO TERRENO Terreno com 710,00m², localizado à Avenida João Pessoa, nº 1100, esquina com Av. Venâncio Aires, no Bairro Cidade Baixa. Terreno plano de forma retangular, com largura igual a 20,00m pela Avenida João Pessoa, e profundidade igual a 35,50m pela Avenida Venâncio Aires. Sobre o terreno vivem cinco árvores de grande porte a serem preservadas. DESCRIÇÃO DO PRÉDIO EXISTENTE Trata-se de prédio relacionado pela EPAHC como prédio inventariado de estruturação, com vistas à preservação. Prédio de alvenaria antigo, construído junto ao alinhamento pela Av. Venâncio Aires, recuado 8,45m do alinhamento pela Av. João Pessoa, com 207,00m² de área edificada, dispostos em dois pavimentos de mesma projeção horizontal, com escada externa aberta para acesso ao pavimento superior. O referido prédio está em péssimo estado de conservação, sem condições de ocupação, com infiltrações de água nas paredes, revestimentos das mesmas totalmente deteriorados, todos os componentes de madeira esquadrias, entre - piso de tábuas, estruturas do entre - piso e do telhado destruídos por cupim, vão do acesso principal sem porta, forro inexistente na sala do pavimento superior, grades de ferro enferrujadas, corrimãos de ferro corroídos junto à escada, instalações elétricas totalmente irrecuperáveis, sem instalações hidráulicas, duas janelas removidas e seus vãos fechados com alvenaria, três aberturas de vãos estranhas à construção original, para instalação de condicionador de ar, para instalação de janela alta com basculante e para instalação de porta secundária na fachada posterior. 4

5 2. DISPOSIÇÕES GERAIS 2.1. As firmas, para participarem da presente Licitação, deverão comprovar experiência e especialização na restauração de prédios antigos, visto que o objeto dessa é prédio relacionado pela EPAHC como prédio inventariado de estruturação, com vistas à preservação As condições gerais a serem obedecidas na execução desta obra, estão contidas nos volumes 1 - Normas Gerais e 3 - Obras Prediais do Caderno de Encargos do Município de Porto Alegre (CE_PMPA). Nele estão fixadas as obrigações e direitos da Prefeitura, sempre representada pela fiscalização, e da firma vencedora da Licitação, adiante designada empreiteiro O Caderno de Encargos do Município de Porto Alegre(CE-PMPA), a presente Especificação Técnica e os Projetos Arquitetônico e Complementares ficarão fazendo parte integrante do Edital e valendo como se nele fossem efetivamente transcritos Todos os materiais, equipamentos e mão-de-obra empregados nesta obra, seguirão as disposições contidas nesta especificação e no CE- PMPA Deverá ser fornecida e instalada pelo empreiteiro a placa de execução da obra, nas dimensões de 2.00 X 1.50m, cujo modelo será obtido junto ao EPO - Escritório de Projetos e Obras da Secretaria Municipal de Obras e Viação - PMPA. Ao final da obra a placa será recolhida para local definido pela fiscalização municipal. 3. SERVIÇOS PRELIMINARES Os serviços preliminares a serem executados nesta obra estão definidos no item 2 do volume 3 - Obras Prediais do CE- PMPA Tapumes deverão ser executados junto à fachada Sul, afastados 1.50m do alinhamento com a Av. Venâncio Aires, de forma que isolem a obra do passeio público Deverão ser realizadas as instalações do canteiro de obras na área do pátio, com o aproveitamento das instalações sanitárias existentes As demolições e remoções necessárias para a execução da obra deverão ser definidas no projeto arquitetônico. 4. DEMOLIÇÕES E REMOÇÕES Os serviços de demolição e remoção seguirão, no que couberem, as disposições do CE-PMPA e o Projeto Arquitetônico em anexo Deverão ser numerados, catalogados, fotografados e removidos, com vistas às reproduções e restaurações: 5

6 a. Todas as esquadrias de madeira existentes e com cupim; b. As grades deterioradas, externas às esquadrias e sobre os muros de fechamento do terreno; c. Os peitoris de janelas; d. Os guarda-corpos e corrimãos deteriorados, juntos à escada externa; e. Os portões metálicos juntos aos muros nos alinhamentos do terreno; f. Telhas cerâmicas, dispostas em quatro águas; g. Estruturas de madeira do telhado, em quatro águas; h. Calhas nas bordas do telhado; Obs.1: Todos os componentes do prédio, acima indicados, antes de qualquer intervenção deverão ser cadastrados e fotografados, para evitar qualquer alteração posterior dos mesmos. Obs.2: As esquadrias de madeira, grades e portões metálicos deverão ser removidas somente quando da substituição por esquadrias novas e idênticas, garantindo a segurança do imóvel Deverão ser demolidos e removidos: a. Os rebocos internos e externos das paredes e da escada externa que estiverem deteriorados, com exceção dos frisos e demais trabalhos em relevo das fachadas; b. Entre-piso e estruturas de madeira; c. Pilares de alvenaria no pavimento térreo, de sustentação da estrutura do entre-piso; d. Trechos de paredes de alvenaria executados para fechamento de vãos de esquadrias originalmente existentes, conforme indicações em planta baixa e corte; e. Muro de alvenaria junto ao alinhamento da Av. João Pessoa, deslocado e danificado pelas raízes de árvore; f. Contra-piso e piso no interior do pavimento térreo; g. Contra-pisos e pisos das calçadas externas juntas ao prédio; h. Instalações elétricas e dutos; 6

7 Obs.1: Todas as fachadas do prédio, antes de qualquer intervenção, deverão ser cadastradas e fotografadas, para evitar qualquer alteração posterior das mesmas. O mesmo vale para as paredes voltadas para o interior dos compartimentos. Obs.2: O forro do segundo pavimento já foi removido, resultando apenas as marcas do mesmo junto às paredes. 5. FUNDAÇÕES As execuções das fundações e vigas de fundação seguirão as disposições do CE- PMPA, o Projeto Arquitetônico e o Projeto Estrutural em anexo. As fundações deverão respeitar as características específicas do solo, e serem executadas na melhor técnica possível. Deverão ser executadas fundações no interior do pavimento térreo, na área central do compartimento, para sustentação de vigas de equilíbrio em concreto armado, de pilares metálicos, vigas metálicas e laje treliçada de concreto armado como entrepiso dos pavimentos. As fundações deverão ser afastadas das paredes de alvenaria externas existentes, para não comprometer a integridade das mesmas. Deverão ser executadas vigas de equilíbrio em concreto armado, bi-apoiadas nas fundações, no interior do pavimento térreo, dispostas nas duas direções do compartimento e ortogonais entre si, com balanços até as projeções dos pilares metálicos a executarem, porém sem se apoiar nas fundações das paredes de alvenaria existentes, para não comprometer a integridade das mesmas. Deverão ser executadas fundações e vigas de fundação em concreto armado nas projeções das paredes de alvenaria a construir, no interior do pavimento térreo. Os níveis das vigas de equilíbrio e das vigas de fundação deverão estar abaixo do contra-piso existente, de tal forma que o nível do novo piso resulte igual ao nível do piso existente a ser substituído. 6. ESTRUTURAS METÁLICAS A execução das estruturas metálicas, para apoio da laje treliçada, seguirá as disposições do CE-PMPA, o Projeto Arquitetônico e o Projeto Estrutural em anexo. Deverá ser apresentada A.R.T. do Projeto Estrutural. Deverão ser executados pilares metálicos e vigas metálicas nas posições definidas no projeto arquitetônico. Os pilares metálicos terão seus apoios nas extremidades das vigas de equilíbrio de concreto armado, conforme item anterior. 7

8 As vigas metálicas terão suas faces inferiores niveladas com a face inferior da laje treliçada de concreto armado, ou seja, as vigas ficarão embutidas na laje. 7. LAJE PRÉ-FABRICADA TRELIÇADA DE CONCRETO ARMADO A execução de laje pré-fabricada treliçada de concreto armado seguirá as disposições do CE-PMPA, o Projeto Arquitetônico e o Projeto Estrutural em anexo. Deverá ser apresentada A.R.T. do Projeto Estrutural. Deverá ser executada laje pré-fabricada treliçada de concreto armado como entrepiso entre os pavimentos. As vigotas treliçadas serão preenchidas de concreto. A laje pré-fabricada deverá ser reforçada com camada de concreto armado, com armadura nas duas direções ortogonais entre si. Obs. 1: O nível superior da laje deverá ser ajustado, para que o nível final do piso no interior do pavimento superior resulte igual ao nível do piso de madeira removido. Obs. 2: A laje deverá ser dimensionada para suportar, além do peso próprio, carga compatível com instalação de biblioteca. 8. PAREDES DE ALVENARIA As paredes de alvenaria a construir seguirão as disposições do CE-PMPA e o Projeto Arquitetônico em anexo. Antes da execução das paredes, deverão ser fornecidas amostras das peças cerâmicas ao engenheiro da SMOV/fiscal da obra Alvenaria de tijolos cerâmicos maciços Deverão ser executadas alvenarias para preenchimento dos vãos existentes irregularmente na fachada leste, abertos em reforma antiga, para instalação de uma porta secundária de acesso ao pátio, e para instalações de condicionadores de ar. As alvenarias serão executadas com tijolos cerâmicos maciços, de primeira qualidade, nas mesmas espessuras das paredes existentes, e nos vãos indicados no Projeto Arquitetônico. Os tijolos deverão ter dimensões uniformes. O assentamento dos tijolos deverá ser feito com argamassa de cimento e areia, traço 1:3. Os paramentos serão perfeitamente planos e verticais. Os tijolos serão empregados depois de bem molhados, o mesmo se fazendo com a fiada precedente, antes de sobre ela se prosseguir o trabalho. 8

9 8.2. Alvenarias de blocos cerâmicos de 06 furos As alvenarias serão executadas com blocos cerâmicos de 06 furos, de primeira qualidade, nas disposições e dimensões indicadas no Projeto Arquitetônico. Os blocos deverão ter dimensões uniformes. O assentamento dos blocos deverá ser feito com argamassa de cimento e areia, traço 1:3. Os paramentos serão perfeitamente planos e verticais. Os blocos serão empregados depois de bem molhados, o mesmo se fazendo com a fiada precedente, antes de sobre ela se prosseguir o trabalho. 9. COBERTURA 9.1. Estrutura do telhado A estrutura do telhado deverá ser executada com treliças metálicas, para evitar infestação por cupins, conforme corte do projeto arquitetônico em anexo, porém dispostas igualmente à estrutura removida, com mesma inclinação, mesmo ponto, mesmo espaçamento e mesmas dimensões Telhas cerâmicas tipo francesas As telhas serão cerâmicas do tipo francesas dispostas igualmente às telhas removidas do telhado original Calhas e tubos de queda As calhas e tubos de queda deverão ser executadas em chapas de aço galvanizadas, nas mesmas disposições das peças removidas, conforme projeto pluvial em anexo. 10. IMPERMEABILIZAÇÃO Vigas de fundações e contra-pisos As vigas de fundação no pavimento térreo, incluindo as vigas de equilíbrio, deverão ser impermeabilizadas nas faces laterais e superior com 03 demãos de emulsão asfáltica com elastômeros, VEDAPREN ou similar. No pavimento térreo deverá ser incorporado aditivo impermeabilizante de 1ª qualidade na execução dos contra-pisos e das camadas de argamassa para nivelamento e regularização Camada de brita Para evitar a infiltração, por capilarização, de umidade proveniente do solo, deverá ser executada camada de brita nº 1, com espessura de 05cm, sob os contra-pisos no interior do pavimento térreo e nas calçadas externas juntas ao prédio. 9

10 11. REVESTIMENTOS As execuções dos revestimentos seguirão as disposições do CE-PMPA e o Projeto Arquitetônico em anexo Revestimento com reboco Deverão ser rebocadas todas as paredes de alvenaria novas, e as existentes cujos rebocos foram removidos, com exceção das faces internas das paredes dos WCPPD. Deverá ser rebocada a face inferior da laje treliçada de concreto armado. As superfícies, para receberem reboco, terão o seguinte tratamento: a) Primeiramente deverão ser molhadas; b) Em seguida, receberão chapisco, com argamassa no traço 1:4 (cimento: areia sem peneirar) c) Sobre o chapisco, aplicar reboco com massa única, desempenada e feltrada, composta de argamassa traço 1:6 (cimento: argamassa mista). A argamassa mista deverá ter traço 1:4 (cal: areia). A areia da argamassa mista será fina e média com 50 % de cada, e peneirada Revestimento com azulejos As faces internas das paredes do WCPPD deverão ser revestidas com azulejos em toda a altura do pé-direito. Antes de serem revestidas, as paredes deverão ser previamente salpicadas com argamassa de cimento e areia regular traço 1:4. Sobre o salpique será executada argamassa de cal e areia regular peneirada, traço 1:4 adicionada de cimento. A proporção da argamassa acima referida e do cimento será com traço 6:1 respectivamente. A argamassa deverá ser desempenada. Os azulejos serão cuidadosamente escolhidos no canteiro da obra, quanto à qualidade, à calibragem e ao desempeno, sendo rejeitadas as peças que demonstrarem defeitos de superfície, bitolas ou empenos. Os azulejos serão na cor BRANCA, rigorosamente, de primeira qualidade, dimensões 20 X 20 cm, marca INCEPA ou similar. Os azulejos serão assentes com cimento-cola de 1ª qualidade, por mão-de-obra especializada, com juntas verticais e horizontais, não sendo permitida a disposição em contra-fiada. As juntas dos azulejos deverão ser na cor BRANCA, com espessura de 03mm uniformemente bitolada através de uso de espaçadores próprios. 10

11 Deverá ser usado rejunte para junta fina de 1ª qualidade. O revestimento de azulejo deverá estar perfeitamente aprumado e plano, ou seja, não podendo haver saliências ou reentrâncias das peças. Depois de concluído o revestimento, as peças deverão apresentar a qualidade original, não se admitindo fissuras, trincas ou falhas. Obs.: Nas paredes revestidas com azulejos, a fixação dos aparelhos sanitários será através de bucha plástica 10 mm tipo FISCHER ou similar. 12. CONTRA-PISOS E PISOS Os serviços para execuções de contra-pisos e pisos seguirão as disposições do CE- PMPA, a presente Especificação Técnica e o Projeto Arquitetônico em anexo. Deverão ser executados contra-pisos de concreto magro - argamassa de cimento e areia no traço 1:4 - desempenado e impermeabilizado, de 08cm de espessura, em todo o interior do pavimento térreo e nas calçadas externas ao prédio; No interior do pavimento térreo deverão ser executados contra-pisos num único nível, tanto no compartimento principal quanto nos banheiros, igual ao nível do contra-piso removido, para garantir que o nível do piso interno resulte igual ao nível da soleira junto à porta de acesso principal. No interior do pavimento superior deverá ser executado contra-piso sobre a laje de concreto armado, cujo nível deverá ser ajustado para garantir que o nível do piso interno resulte igual ao nível da soleira junto à porta externa de acesso ao pavimento, no topo da escada. Para regularização e nivelamento, antes da execução dos diferentes pisos, deverá ser executada camada de argamassa sobre os contra-pisos,; a argamassa será convencional (plástica) de 1,5 a 2.0cm de espessura, traço 1:4 (cimento e areia), que deverá ser desempenada; Sobre a argamassa desempenada deverá ser polvilhado cimento (aproximadamente 1,5kg/m²), procedendo-se o leve alisamento com colher. No pavimento térreo, deverá ser incorporado impermeabilizante de 1ª qualidade à camada de argamassa para regularização Pisos cerâmicos No pavimento térreo, em todos os compartimentos incluindo os banheiros, deverão ser executados pisos de peças cerâmicas anti-derrapantes e para tráfego intenso, da marca Cecrisa ou similar na qualidade, resistência e acabamento. As peças cerâmicas deverão ter dimensões de 30x30 cm, nas cores Branco (50%) e Preto (50%), com disposições tipo tabuleiro de xadrez ; 11

12 Na execução dos pisos cerâmicos deverão ser observadas as seguintes etapas: 1ª - Execução de camada de assentamento, com uma argamassa convencional (plástica) de 1,5 a 2cm de espessura e traço 1:4 (cimento e areia); 2ª - Execução do assentamento das peças cerâmicas. Sobre a argamassa, desempenada e nivelada, deverá ser polvilhado cimento (aproximadamente 1,5kg/m²), procedendo-se o leve alisamento com colher até o afloramento de umidade. Em seguida assentam-se as peças cerâmicas. As juntas entre as peças cerâmicas deverão ter espessura de 03mm, uniformemente bitoladas através de uso de espaçadores próprios. 3ª - Execução de rejuntamento, que deverá ser iniciado só 48 horas após o término do assentamento. Deverá ser usado rejunte para junta fina de 1ª qualidade, na cor BRANCO NEVE Piso de tábuas de madeira de lei No pavimento superior, com um único e amplo compartimento, deverá ser executado piso de tábuas largas de madeira de lei, tipo LOURO FREIJÓ ou similar na cor, porém com maior densidade, devendo ser apropriada para uso em piso. As tábuas do piso deverão ser dispostas no sentido da maior dimensão do compartimento, ou seja, dispostas longitudinalmente. O nível do piso de tábuas deverá ser igual ao nível do piso removido, para garantir o nivelamento com a soleira da porta de acesso Pisos cimentados desempenados Nas calçadas externas ao prédio, os pisos deverão ser de cimento e areia traço 1:4, desempenados, com no máximo 2,5cm de espessura, com caimento de 1% em direção às bordas, para escoamento das águas superficiais, com juntas de dilatação em lâminas plásticas de 5 mm na cor cinza a cada 1,00m, e acabamento com meiofio de concreto nas bordas das calçadas. O nível do piso cimentado da calçada deverá ser de 1,5 cm abaixo do nível da soleira da porta de acesso principal. Na escada externa, os pisos e o patamar superior, bem como os espelhos da mesma, deverão ser de cimento e areia traço 1:4, desempenados, com mesma espessura dos revestimentos removidos. 12

13 13. SOLEIRAS As execuções das soleiras seguirão as disposições do CE-PMPA e a presente especificação técnica. As soleiras das portas da entrada principal e de acesso ao pavimento superior serão de pedra de granito polido, cor BRANCA, com leve caimento de 1% para fora, garantindo o escoamento das águas da chuva. As soleiras nas portas de acesso aos banheiros serão iguais aos pisos adjacentes. Os níveis das soleiras deverão ser iguais aos níveis dos pisos. 14. RODAPÉS As execuções dos rodapés seguirão as disposições do CE-PMPA e a presente especificação técnica Rodapés de granito polido No pavimento térreo, nos encontros dos pisos cerâmicos com as paredes, deverão ser adotados rodapés de granito polido, com borda superior arredondada, na cor BRANCA, com altura de 10 cm e espessura de 1,5 cm. Obs.: Não serão adotados rodapés no interior dos banheiros, visto que as paredes serão revestidas com azulejos Rodapés de madeira maciça No pavimento superior, nos encontros dos pisos de tábuas com as paredes, deverão ser adotados rodapés de madeira de lei LOURO FREIJÓ, com borda superior arredondada, com altura de 10 cm, e espessura de 1,5 cm. 15. FORRO DE MADEIRA A execução do forro de madeira seguirá as disposições do CE-PMPA e a presente especificação técnica. No pavimento superior, com um único e amplo compartimento, deverá ser executado forro de tábuas largas, tipo macho e fêmea, em madeira de lei LOURO FREIJÓ ou similar de mesma cor, devendo ser apropriada para uso em forro. O forro de tábuas deverá ser fixado em barrotes de madeira de lei devidamente dimensionados e previamente aparafusados na estrutura do telhado. As tábuas do forro deverão ser dispostas no sentido da maior dimensão do compartimento, ou seja, dispostas longitudinalmente. 13

14 O nível da face inferior do forro de tábuas deverá ser igual ao nível do forro removido, para garantir a altura original do pé-direito do compartimento, em torno de 4,5 metros. Importante: Em todo o perímetro das paredes, junto aos encontros com o forro, deverão ser executados roda forros de madeira de lei LOURO FREIJÓ, com bordas trabalhadas, altura de 7 cm, e espessura mínima de 1,5 cm. 16. PEITORIS Todas as janelas deverão ter novos peitoris, idênticos aos originais, com pingadeiras. 17. ESQUADRIAS As execuções das esquadrias deverão ser idênticas às das esquadrias de madeira removidas. Seguirão as disposições do CE-PMPA, o projeto arquitetônico e as presentes especificações técnicas Janelas de madeira Todas as janelas serão de madeira maciça, com caixilhos envidraçados, de abrir para dentro, e postigos de madeira, de abrir para dentro, idênticas às removidas, em todos os aspectos Portas de madeira maciça As portas externas serão de madeira maciça, com caixilhos envidraçados e postigos de madeira, de abrir para dentro, idênticas às removidas, em todos os aspectos Portas semi-ocas de compensado de madeira As portas de acesso aos banheiros serão do tipo semi-ocas de compensado de madeira, com esquadros, marcos e guarnições em madeira maciça de 1ª qualidade, dimensões da folha: 80cm de largura, 2.10m de altura e espessura de 35mm. 18. GRADES E PORTÕES METÁLICOS As grades e portões metálicos existentes e corroídos por ferrugem, com mau funcionamento ou faltando componentes, deverão ser restaurados, lixados e entregues em perfeitas condições, iguais aos originais. 19. GUARDA-CORPOS METÁLICOS Os guarda-corpos metálicos existentes juntos à escada externa, que estejam corroídos por ferrugem, deverão ser restaurados, lixados e entregues em perfeitas condições, iguais aos originais. 14

15 20. CORRIMÃOS METÁLICOS Os corrimãos metálicos existentes sobre os guarda-corpos da escada externa, que estejam corroídos por ferrugem, deverão ser restaurados, lixados e entregues em perfeitas condições, iguais aos originais. 21. FERRAGENS DE ESQUADRIAS As características e instalações das ferragens de esquadrias deverão ser idênticas às das originais removidas. As ferragens de esquadrias seguirão as disposições do CE-PMPA, o projeto arquitetônico e as presentes especificações técnicas. Todas as ferragens deverão ser entregues em perfeito funcionamento, devendo ser entregues à Fiscalização dois jogos de chaves de cada fechadura, quando do recebimento da obra Fechaduras As fechaduras das janelas e das portas externas, incluindo maçanetas, deverão ser idênticas às originais, em quantidade, dimensões, desenho, funcionamento, acabamento e qualidade. Na inexistência das fechaduras originais para servir de parâmetros, as mesmas deverão ter desenhos e acabamentos com mesmas características da época de construção do prédio. As fechaduras das portas de acesso aos banheiros deverão ser do modelo 7514 ST/55 - WC, La Fonte ou similar na qualidade, com maçanetas do tipo alavanca, acabamento fosco e mesma cor da esquadria Dobradiças As dobradiças das janelas e portas externas deverão ser idênticas às originais, em quantidade, dimensões, desenho, funcionamento, acabamento e qualidade. As dobradiças das portas de acesso aos banheiros deverão ser da marca La Fonte ou similar, ref. 395, 3 de altura, 3 de largura, em número mínimo de 03 (três) por porta. 22. INSTALAÇÕES DE DUTOS METÁLICOS E EXAUSTOR DE AR Nos banheiros deverão ser instalados dutos metálicos para exaustão do ar, conforme indicação na planta baixa do pavimento térreo. Os dutos deverão ser executados em chapas de aço dobradas, nas dimensões de 20 cm de altura e 40 cm de largura. 15

16 Os dutos serão instalados fixos à laje de forro do pavimento térreo, desde os banheiros até encontrar a parede da fachada norte, voltada para o pátio interno. O exaustor mecânico de ar deverá ser instalado na extremidade externa do duto metálico, em pequeno vão a ser aberto na parede da fachada norte, atrás da escada externa, voltada para o pátio interno. 23. LOUÇAS, METAIS E BARRAS DE APOIO As especificações e instalações das louças, dos metais e das barras de apoio seguirão as disposições do CE-PMPA e o projeto arquitetônico em anexo. Juntas aos WCPPD deverão ser instaladas bacias sanitárias com caixas acopladas e lavatórios sem coluna, marca DECA ou similar, linha Vogue Plus, cor BRANCO GELO, nas disposições definidas em planta baixa. Juntas à bacia sanitária de cada WCPPD deverão ser instaladas 02 barras de apoio em aço, revestidas com nylon, da marca DECA, ou similar, cor BRANCO GELO, nas disposições definidas em projeto, tendo cada uma comprimento de 90cm, diâmetro de 04cm e altura de 76cm entre o eixo horizontal e o piso, devendo distarem 20cm da parede oposta. Sobre as bacias sanitárias deverão ser instalados assentos da marca DECA, ou similar, linha Vogue Plus, da mesma cor da bacia e com fixação cromada. Juntas às bacias sanitárias deverão ser instaladas papeleiras de sobrepor na parede, em acabamento cromado, com tampa e suporte para rolo, de 1ª qualidade. Serão fixadas às paredes, a 50cm do piso, com buchas plásticas e parafusos de aço galvanizado 10 mm tipo FISCHER ou similar. Juntas aos lavatórios deverão ser instaladas torneiras da marca DECA, ou similar, linha Vogue, código 1199, acabamento todo cromado. Juntas e acima dos lavatórios, deverão ser instaladas saboneteiras para sabonete líquido, com recipientes em vidro e estrutura de aço, acabamento cromado, com giro sobre eixo horizontal, da marca LACE ou similar no acabamento; deverão ser de 1ª qualidade, fixadas às paredes a 1,00 m do piso, do lado direito de cada lavatório, com buchas plásticas e parafusos de aço galvanizado 10 mm tipo FISCHER ou similar. Os registros a serem instalados nos WCPPD, conforme projeto hidráulico, deverão ter acabamento cromado Consoles de concreto nas bacias sanitárias dos WCPPD Nas bases das bacias sanitárias dos WCPPD (WC Para Portadores de Deficiências), antes das instalações das mesmas deverão ser executados consoles de concreto com balanços de 05cm em relação às bases das bacias. A soma das alturas do console de concreto e da bacia sanitária com tampa deverá ser igual a 46 cm. 16

17 Para a execução dos consoles de concreto, deverá ser utilizada argamassa de cal e areia no traço 1: PINTURA A execução das pinturas seguirá, no que couber, as disposições do CE-PMPA Pintura em reboco Nos panos de paredes, nos muros juntos aos alinhamentos, nos rebocos em relevo das paredes, e na laje de forro do pavimento térreo, de concreto armado, deverá ser aplicada previamente uma demão de selador pigmentado acrílico antes da pintura. Todos os componentes rebocados, anteriormente definidos, serão pintados com no mínimo duas demãos de tinta acrílica fosca de 1º qualidade, marca Suvinil ou similar. A tinta a ser aplicada nos panos de paredes das fachadas e nos muros deverá ter cor AMARELA OCRE. A tinta a ser aplicada nos rebocos em relevo das fachadas deverá ter cor BRANCA. A tinta a ser aplicada nas paredes voltadas para o interior dos compartimentos deverá ter cor MARFIM CLARO. A tinta a ser aplicada na laje de forro do pavimento térreo deverá ter cor BRANCA. Deverão ser previamente executadas amostras de pintura por parte do empreiteiro, para a escolha definitiva das cores a empregarem Pintura em madeira Todas as esquadrias de madeira receberão uma demão de fundo nivelador para madeira antes da aplicação da pintura. Lixar as peças, eliminar o pó e eliminar as rachaduras com massa. A pintura das esquadrias de madeira será com tinta esmalte sintético, da Renner, ou similar, em no mínimo duas demãos, pintados na cor BRANCA. Os pisos, forro, rodapés e roda forros de madeira de lei deverão receber selador e 02 demãos de verniz poliuretano de acabamento acetinado. Deverão ser previamente executadas amostras de pintura por parte do empreiteiro, para a escolha definitiva das cores a empregarem. 17

18 24.3. Pintura em ferro As grades metálicas junto às esquadrias e sobre os muros, os portões juntos aos muros, os guarda-corpos e corrimãos da escada existente deverão atender ao que segue: a) Preparo da superfície - A superfície deverá ser lixada e limpa, removendo-se toda a sujeira e escamas. A seguir deverá ser aplicado um fundo anti-ferruginoso do tipo Zarcão ou Cromato de Zinco ou outro de 1º qualidade. b) Pintura - aplicação de esmalte sintético de 1º qualidade, marca Renner ou similar, em quantas demãos quantas forem necessárias para um perfeito acabamento. Obs.1: Todas as pinturas em ferro serão na cor BRANCA, precedidas pela execução de amostras, por parte do empreiteiro. Obs.2: A forma de aplicação da tinta deverá seguir as indicações dos fabricantes, ouvida a Fiscalização da SMOV. 25. VIDROS Os vidros seguirão, no que couber, as disposições do CE-PMPA. Os vidros a serem empregados serão de primeira qualidade. Em todas as esquadrias os vidros serão lisos, translúcidos e incolores, idênticos aos vidros das esquadrias originais. 26. INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, DE TELEFONE, DE INFORMÁTICA, HIDRO- SANITÁRIAS, PLUVIAIS E DE PREVENÇÃO CONTRA INCÊNDIO As instalações elétricas, de telefones, de informática, hidro-sanitárias, pluviais e de prevenção contra incêndio seguirão, no que couberem, as disposições do CE-PMPA. As instalações serão executadas conforme os respectivos projetos e especificações em anexo. No projeto de instalação elétrica deverão estar incluídas instalações de splits para ar condicionado. As unidades externas dos splits, incluindo os splits do pavimento superior, deverão ser instaladas sob os vãos da escada externa, conforme indicação na planta baixa do pavimento térreo. As unidades internas dos splits deverão ser instaladas no perímetro dos compartimentos principais, fixadas no alto das paredes de alvenaria. 18

19 As capacidades dos aparelhos de splits - nº de BTUs - deverão ser compatíveis com o volume de ar a ser condicionado. As redes elétricas, de telefones e de informática deverão ser dispostas em dutos embutidos nas paredes e lajes, e sobre o forro de madeira do pavimento superior. As instalações hidráulicas e tubos de queda pluviais deverão ser embutidos nas paredes. 27. LIMPEZA GERAL E VERIFICAÇÃO FINAL A limpeza geral da obra e a verificação final seguirão as disposições do CE-PMPA. A obra será entregue perfeitamente limpa, livre de entulhos ou restos de construções. Os vidros serão lavados, devendo ser removidos quaisquer vestígios de tinta ou argamassa, deixando-se as superfícies completamente limpas, sob pena de serem substituídas. Todos os metais como maçanetas, espelhos, etc., deverão estar perfeitamente polidos, sem arranhões, sob pena de serem substituídos. Todas as instalações deverão estar funcionando perfeitamente. 28. CONSIDERAÇÕES GERAIS A firma vencedora deverá fornecer, quando da entrega da obra, um cadastro atualizado de plantas com todas as modificações de projetos (arquitetônicos, hidráulico, elétrico, etc.) que se fizerem necessárias no decorrer da construção, devidamente autorizadas pelo fiscal de obra. A empresa deverá entregar os originais que ficarão de posse desta secretaria. A empresa contratada será responsável e responderá durante 5 (cinco) anos pela execução e qualidade dos materiais empregados, nos termos do Art do Código Civil Brasileiro que diz: Nos contratos de empreitada de edifícios ou outras construções consideráveis o responsável pelos materiais e execução responderá durante 5 (cinco) anos pela solidez e segurança do trabalho assim em razão dos materiais como do solo, exceto, quanto a este, se, não o achando firme, preveniu em tempo o dono da obra.. ELIZABETE RIBEIRO DUARTE Arquiteta DPP/EPO/SMOV Matrícula

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires MEMORIAL DESCRITIVO Obra: OBRAS CIVIS, REFORMA E INSTALAÇÕES - PMAT PAVIMENTO TÉRREO E SUPERIOR DA PREFEITURA MUNICIPAL Local: Rua Osvaldo Aranha-nº 634 Venâncio Aires EXECUÇÃO E SERVIÇOS A execução dos

Leia mais

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO 4.1 APRESENTAÇÃO O presente memorial descritivo tem por finalidade determinar os detalhes de acabamento, tipo e a qualidade dos materiais a serem utilizados

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada:

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada: PROJETO Nº 051/2013 Solicitação: Memorial Descritivo Tipo da Obra: Reforma, ampliação e adequação acesso Posto de Saúde Santa Rita Área existente: 146,95 m² Área ampliar: 7,00 m² Área calçadas e passeio:

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO O

MEMORIAL DESCRITIVO O MEMORIAL DESCRITIVO O presente memorial tem por objetivo estabelecer requisitos técnicos, definir materiais e padronizar os projetos e execuções da obra localizada na Rua Jorge Marcelino Coelho, s/n, Bairro

Leia mais

ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO ESCRITÓRIO DE PROJETOS E OBRAS DIVISÃO DE PROJETOS PREDIAIS ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS OBRA: CONSTRUÇÃO DE MUROS LOCAL:

Leia mais

Prefeitura Municipal de Piratini

Prefeitura Municipal de Piratini MEMORIAL DESCRITIVO O presente Memorial Descritivo visa estabelecer as condições de materiais e execução referentes à construção de um Vestiário Esportivo, localizado na Av. 6 de julho s/n, em Piratini/RS,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO Ampliação E.M.E.I. Manoel dos Santos Ribeiro Bairro José Alcebíades de Oliveira GENERALIDADES Execução por Empreitada Global O presente memorial

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul Secretaria Municipal de Obras Departamento Engenharia

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul Secretaria Municipal de Obras Departamento Engenharia ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1 ARQUITETURA 1.1 VEDAÇÕES 1.1.1 Alvenaria de Blocos Cerâmicos Tipo: 10x20x20 Aplicação: todas as Paredes internas e externas 1.2 ESQUADRIAS 1.2.1 Porta de madeira Compensada As

Leia mais

1 ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO

1 ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO 1 ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ARQUITETÔNICO 4.1 APRESENTAÇÃO O presente MEMORIAL DESCRITIVO tem por finalidade determinar os detalhes de acabamento, tipo e a qualidade dos materiais a serem utilizados

Leia mais

Residencial Recanto do Horizonte

Residencial Recanto do Horizonte MEMORIAL DESCRITIVO Residencial Recanto do Horizonte FUNDAÇÃO E ESTRUTURA As Fundações serão executadas de acordo com o projeto estrutural, elaborado de acordo com as normas técnicas pertinentes e baseadas

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre INDICE 1. GENERALIDADES 1.1. OBJETOS E DADOS 1.2. NORMAS 1.3. PLANTAS 2. INTERPRETAÇÃO 3. PRÉDIO 3.1.

Leia mais

PROJETO PARA FECHAMENTO DE QUADRA DE ESPORTES E.E.B MARIA DO ROSÁRIO

PROJETO PARA FECHAMENTO DE QUADRA DE ESPORTES E.E.B MARIA DO ROSÁRIO PROJETO PARA FECHAMENTO DE QUADRA DE ESPORTES E.E.B MARIA DO ROSÁRIO MONTE CARLO SC JULHO DE 2015 Fazem parte deste projeto: - Projeto Arquitetônico e Detalhes. - Memorial Descritivo. - Orçamento, Cronograma.

Leia mais

CAU/BR 62700-3 CAU/BR

CAU/BR 62700-3 CAU/BR CAU/BR 62700-3 CAU/BR 116819-3 PROJETO BÁSICO Detalhamentos Reforma/Ampliação Quadra de Jogos Comando da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada Av. General João Telles, 1001 - Centro Bagé/RS Resp. Téc.: Arq.

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO INSTITUTO UNI-FAMEMA / OSCIP Marília/SP ÍNDICE 1. PRELIMINARES. 2. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: Nova Instalação da SEMMAC LOCAL: Rua Dr. Lamartine Pinto de Avelar, 2338. Setor Ipanema. Catalão GO TIPO DE SERVIÇO: Reforma e Ampliação. 1.0 INTRODUÇÃO A finalidade do presente

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO Item Código comprasnet Qtde Mínima Qtde Máxima Unidade Descrição do Item Valor Unitário Valor mínimo Valor Máximo 01 295318 450,00 860,00 m² Paredes em gesso acartonado

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA Projeto:... REFORMA POSTO DE SAÚDE Proprietário:... PREFEITURA MUNICIPAL DE IRAÍ Endereço:... RUA TORRES GONÇALVES, N 537 Área a Reformar:... 257,84

Leia mais

ADEQUAÇÃO DAS EDIFICAÇÕES E DO MOBILIÁRIO URBANO À PESSOA DEFICIENTE

ADEQUAÇÃO DAS EDIFICAÇÕES E DO MOBILIÁRIO URBANO À PESSOA DEFICIENTE Esta norma aplica-se atodas as edificações de uso público e/ou mobiliário urbano, tanto em condições temporárias como em condições permanentes. É sempre necessário consultar o REGULAMENTO DO CÓDIGO NACIONAL

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO

MEMORIAL DESCRITIVO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO CAMARA DE VEREADORES DE ABELARDO LUZ - SC MEMORIAL DESCRITIVO 1.- GENERALIDADES 1.1.- OBJETO O presente Memorial Descritivo tem por finalidade estabelecer as condições que orientarão os serviços de construção,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO

MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO PROPRIETÁRIO: Prefeitura Municipal de Carmo de Minas. ENDEREÇO: Rua Luiz Gomes, nº. 150, Bairro: Centro, CEP: 37472-000. CNPJ: 18.188.243/0001-60. ENDEREÇO DA OBRA: Rua Euclides

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA

CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA REFORMA DO PRÉDIO DA CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO Introdução O presente memorial descritivo tem por finalidade definir os trabalhos de Reforma Câmara

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara MEMORIAL DESCRITIVO REDE CEGONHA - HOSPITAL MUNICIPAL JACIARA/MT O presente memorial descritivo define diretrizes referentes à reforma do espaço destinado a Programa REDE CEGONHA no Hospital Municipal

Leia mais

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul 1. O presente memorial tem por

Leia mais

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Banheiros Públicos Rincão do Segredo Local: Rua Carlos Massman - Rincão do Segredo Alm. Tam. do Sul-RS Proprietário: Município de Almirante Tamandaré do Sul / RS 1. O presente

Leia mais

4.2. Instalação de água: Já existe ramal de ligação do concessionário autorizado (CORSAN) até a edificação.

4.2. Instalação de água: Já existe ramal de ligação do concessionário autorizado (CORSAN) até a edificação. MEMORIAL DESCRITIVO Proprietário (a): PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DAS MISSÕES; Obra: Projeto Arquitetônico de Reforma do Centro Administrativo; Cadastro Matrícula: Local: Rua 29 de Abril, nº 165

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAÇADOR SECRETARIA MUNICPAL DE EDUCAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAÇADOR SECRETARIA MUNICPAL DE EDUCAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: REFORMA DA ESCOLA ALCIDES TOMBINI LOCALIZAÇÃO: Rua Augusto Driessen Bairro: Sorgatto 1. DEMOLIÇÕES Todas as paredes internas dos banheiros deverão ser demolidas. Todo o revestimento

Leia mais

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia MEMORIAL DESCRITIVO Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Sumário 1.Considerações gerais...1 2.Serviços

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO MEMORIAL DESCRITIVO 40ª CIRETRAN PRÉDIO-SEDE

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO MEMORIAL DESCRITIVO 40ª CIRETRAN PRÉDIO-SEDE MEMORIAL DESCRITIVO 40ª CIRETRAN PRÉDIO-SEDE Local: Município: Área Estim.: 271,18 m² Av. Cascavel, Quadra 39, Lote 14, Bairro Primavera II Primavera do Leste MT SETEMBRO / 2008 SUMÁRIO 1 INFORMAÇÕES GERAIS:

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO.

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO. SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO CASTANHAL (PA) MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO. ABRIL/2014 REFORMA

Leia mais

FUNDAÇÃO PROFESSOR MARTINIANO FERNANDES- IMIP HOSPITALAR - HOSPITAL DOM MALAN

FUNDAÇÃO PROFESSOR MARTINIANO FERNANDES- IMIP HOSPITALAR - HOSPITAL DOM MALAN 25% 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES R$ 12.734,82 1.1 COTAÇÃO MOBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS, FERRAMENTAS E PESSOAL. M² 200,00 2,57 3,21 642,50 1.2 74220/001 TAPUME DE CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA, E= 6MM, COM PINTURA

Leia mais

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS Área: 488,50 m² Local: Comunidade de Rio Bonito Alto Bairro: Rio Bonito Alto Cidade: Pontão - RS Proprietário: Comunidade

Leia mais

PLANILHA DE SERVIÇOS GERAIS DE OBRA

PLANILHA DE SERVIÇOS GERAIS DE OBRA 1 PRELIMINARES 1.1 Instalações do canteiro de obra vb 1,00 5.000,00 5.000,00 90,09 1.2 Placa de obra 2,00m x 3,00m, conforme orietações da administração vb 1,00 550,00 550,00 9,91 SUB TOTAL PRELIMINARES

Leia mais

Memorial Descritivo Condomínio Residencial Renascer

Memorial Descritivo Condomínio Residencial Renascer Memorial Descritivo Memorial Descritivo Condomínio Residencial Renascer Um novo tempo. Sua nova vida. Incorporação e Construção: JDC Engenharia Ltda Empreendimento: Construção de 2 torres residenciais,

Leia mais

CONDOMÍNIO VILLA TORLONIA

CONDOMÍNIO VILLA TORLONIA CONDOMÍNIO VILLA TORLONIA MEMORIAL DESCRITIVO OBS.: OS ITENS COM * SERÃO ENTREGUES PELO COMPRADOR QUANDO O IMÓVEL FOR VENDIDO NA OPÇÃO DE VENDA SEM ACABAMENTO...1 1 O IMÓVEL...3 2 ESPECIFICAÇÕES GERAIS...3

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL MEMORIAL DESCRITIVO

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: CALÇAMENTO COM PEDRAS DE BASALTO IRREGULAR ÁREA: 4.990,99m² - CONTRATO 1016190.50 LOCAL: Rua Andina M. de Quadros, Dosalina M. de Quadros e Manoel Ferreira da Silva no Bairro

Leia mais

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS 1 1.1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas 01520.8.1.1 m² 7,50 1.2 Ligação provisória de água para a obra

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 1.1 ENDEREÇO: Rua dos Goytacazes, nº.: 447/447-A Bairro Centro Campos dos Goytacazes RJ.

MEMORIAL DESCRITIVO. 1.1 ENDEREÇO: Rua dos Goytacazes, nº.: 447/447-A Bairro Centro Campos dos Goytacazes RJ. 1 DADOS INICIAIS 1.1 ENDEREÇO: Rua dos Goytacazes, nº.: 447/447-A Bairro Centro Campos dos Goytacazes RJ. 1.2 PRÉDIO MULTIFAMILIAR COMPOSTO DE 1.2.1 TÉRREO / BLOCOS 01/02 (01) Portaria, (53) cinqüenta

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA (Versão resumida)

MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA (Versão resumida) MEMORIAL DESCRITIVO DA OBRA (Versão resumida) TAMANHO E DEPENDÊNCIAS DO IMÓVEL Definido com o Corretor de Imóveis da negociação em conjunto com nosso Escritório de Arquitetura parceiro: FRAN Arquitetura

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE OBRA PROJETO ARQUITETÔNICO MOTO TAXI RODOVIÁRIA

MEMORIAL DESCRITIVO DE OBRA PROJETO ARQUITETÔNICO MOTO TAXI RODOVIÁRIA MEMORIAL DESCRITIVO DE OBRA PROJETO ARQUITETÔNICO MOTO TAXI RODOVIÁRIA 1. OBJETIVO O presente memorial descritivo tem por objetivo estabelecer requisitos técnicos, definir materiais a utilizar e normatizar

Leia mais

ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 80,20m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 80,20m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS ENDEREÇO: Rua nº 01 - Loteamento Maria Laura ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² 1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA 1.1 Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas

Leia mais

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética REVESTIMENTO DE FACHADA Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética Documentos de referência para a execução do serviço: Projeto arquitetônico Projeto de esquadrias NR 18 20

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Residencial Nihal Rua Aragão Bozano, 131 Lotes 2, Quadra 57, Torres, RS

MEMORIAL DESCRITIVO. Residencial Nihal Rua Aragão Bozano, 131 Lotes 2, Quadra 57, Torres, RS MEMORIAL DESCRITIVO Residencial Nihal Rua Aragão Bozano, 131 Lotes 2, Quadra 57, Torres, RS 1. LOCALIZAÇÃO: O empreendimento localiza-se à Rua Aragão Bozano,131 Lotes 2, Quadra 57, Praia Grande, Torres/RS.

Leia mais

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I REVESTIMENTO DEFACHADA Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FUNÇÕES DO REVESTIMENTO DE FACHADA Estanqueida de Estética CONDIÇÕES DE INÍCIO

Leia mais

IFES/CAMPUS DE ALEGRE - ES PROJETO BÁSICO

IFES/CAMPUS DE ALEGRE - ES PROJETO BÁSICO IFES/CAMPUS DE ALEGRE - ES PROJETO BÁSICO Especificação Destinada Construção do Núcleo de Empresas Junior INTRODUÇÃO A execução dos serviços referente Construção do Núcleo de Empresas Junior, obedecerá

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE CONSTRUÇÃO DE ESCRITÓRIO EM ARIQUEMES/RO.

PROJETO BÁSICO DE CONSTRUÇÃO DE ESCRITÓRIO EM ARIQUEMES/RO. UNID. QUANT. UNITÁRIO TOTAL CÓD. DEOSP 1. SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 1.2 Aquisição e assentamento de placas de obras pronta de 3,00 x 2,00 m, conforme modelo. Barracão de obra em chapa de madeira compensada

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES PROJETO ARQUITETÔNICO ADEQUAÇÕES NA USINA DE TRIAGEM DE LIXO LINHA ESTRELA MEMORIAL DESCRITIVO 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1. OBJETIVO: USINA DE TRIAGEM DE LIXO A presente especificação tem por objetivo estabelecer

Leia mais

1.3 MÁQUINAS E FERRAMENTAS Serão fornecidos todos os equipamentos e ferramentas adequadas de modo a garantir o bom desempenho da obra.

1.3 MÁQUINAS E FERRAMENTAS Serão fornecidos todos os equipamentos e ferramentas adequadas de modo a garantir o bom desempenho da obra. MEMORIAL DESCRITIVO IDENTIFICAÇÃO: EDIFÍCIO SPAZIO DI ACÁCIA Proponente : Construtora Brum Ltda. Construtora : Construtora Brum Ltda. Empreendimento : Edifício Spazio Di Acácia Endereço : Rui Barbosa,

Leia mais

Grupo 30.24 A - Material de construção

Grupo 30.24 A - Material de construção O catálogo do grupo 30.24 A contém as especificações de material de construção. Os itens que estão destacados com a mesma coloração significam que possuem a mesma descrição, no entanto, possuem diferentes

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Reforma muro lateral, calçadas e cercas E. M. E. F. Marcelino José Bento Champagnat GENERALIDADES Execução por empreitada global O presente

Leia mais

VIMOS SOLICITAR A ANALISE DO PROJETO ARQUITETÔNICO TRATA-SE DE UM CONJUNTO RESIDENCIAL VERTICAL COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS:

VIMOS SOLICITAR A ANALISE DO PROJETO ARQUITETÔNICO TRATA-SE DE UM CONJUNTO RESIDENCIAL VERTICAL COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS: Á PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LEOPOLDO EM ANEXO. VIMOS SOLICITAR A ANALISE DO PROJETO ARQUITETÔNICO TRATA-SE DE UM CONJUNTO RESIDENCIAL VERTICAL COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS: - 12 EDIFICIOS COM 10

Leia mais

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 1 SERVIÇOS GERAIS 1.1 ADMINISTRAÇÃO PROJETOS COMPLEMENTARES e "as

Leia mais

ANEXO I-B. Descrição dos Serviços Material Mão de Obra Quant. Unid. Unitário Total Unitário Total PAVIMENTO TÉRREO. Item. Total

ANEXO I-B. Descrição dos Serviços Material Mão de Obra Quant. Unid. Unitário Total Unitário Total PAVIMENTO TÉRREO. Item. Total ANEXO I-B PLANILHA DE PREÇOS, COM OS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL DESCRITIVO Item 1 Descrição dos Serviços Material Mão

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 Arquitetônico Hidrossanitário EMPREENDIMENTO: Edifício Residencial ÁREA CONSTRUIDA: 2.323,60 m² ÁREA DO TERRENO: 1.474,00 m² LOCALIZAÇÃO: Rua Ianne Thorstemberg, n 344 Bairro

Leia mais

MUNICÍPIO DE ILHA COMPRIDA

MUNICÍPIO DE ILHA COMPRIDA MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: REFORMA, ADEQUAÇÃO E AMPLIAÇÃO DA CRECHE CRIANÇA FELIZ LOCAL: BALNEÁRIO ICARAÍ DE IGUAPE 1. Descrição As adequações e ampliações da Creche Criança feliz visam melhorar o atendimento

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE A FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE A FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL MEMÓRIA DE CÁLCULO Objeto: CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Proprietário: Endereço: Área da Edificação: 165,30 M² Pavimento: térreo Área do Terreno: 450,00 M² INTRODUÇÃO Este documento técnico

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS

DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS Secretaria de Transportes, Obras e Urbanismo Departamento de Engenharia DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS Obra: Conclusão das obras de melhoria da infraestrutura e revitalização do Parque Ambiental

Leia mais

Projeto Executivo Prancha 01 Inst Plantas de Lay-out das Instalações Elétricas do 1 e 2 pavimentos SERVIÇOS A EXECUTAR:

Projeto Executivo Prancha 01 Inst Plantas de Lay-out das Instalações Elétricas do 1 e 2 pavimentos SERVIÇOS A EXECUTAR: MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE AMPLIAÇÃO DO POSTO DE SAÚDE MUNICIPAL DE ILÓPOLIS / RS OBJETIVO O presente Memorial Descritivo tem por objetivo estabelecer as diretrizes básicas do projeto de arquitetura,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: ESPAÇO FITNESS FLORAIS CUIABÁ

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: ESPAÇO FITNESS FLORAIS CUIABÁ MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: ESPAÇO FITNESS FLORAIS CUIABÁ ESPECIFICAÇÕES DE ARQUITETURA OBRA: PROJETO DO ESPAÇO FITNESS - FLORAIS CUIABÁ 1.0 - DESCRIÇÃO DO PROJETO: O empreendimento será implantado no Condomínio

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO NORMAS GERAIS:

MEMORIAL DESCRITIVO NORMAS GERAIS: MEMORIAL DESCRITIVO INFORMAÇÕES GERAIS: OBRA: REFORMA E ADAPTAÇÃO DE P.S.F. CIDADE/UF: GOIATUBA / GO DATA: ABRIL DE 2013. UNIDADE: RECREIO DOS BANDEIRANTES (307) NORMAS GERAIS: 1. Os materiais e serviços

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA DATA agosto/2013 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.2 74209/001 Aquisição e assentamento de placas de obra em aço galvanizado. Abrigo Provisorio de madeira executado na obra para m² 6,00 157,35 944,10 1.3 01520.8.1.1

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015

MEMORIAL DESCRITIVO. Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015 MEMORIAL DESCRITIVO Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015 1. DESCRIÇÃO DA OBRA As presentes especificações, bem como

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase Este Memorial Descritivo tem por finalidade especificar os materiais e serviços a serem executados na REFORMA DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 7.992,27 1.1 74209/001 PLACA DE OBRA EM CHAPA DE ACO GALVANIZADO m2 3,91 289,92 1.133,59 1.2 73899/002 DEMOLICAO DE ALVENARIA DE TIJOLOS FURADOS S/REAPROVEITAMENTO

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO OBRA: Construção da Farmácia Municipal ÁREA: 315,78 m² ENDEREÇO: Rua Visconde do Rio Branco, nº 485, anexo ao Posto de Saúde Central Bairro Centro Venâncio Aires - RS 1.0 -

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 1.4 LIMPEZA PERMANENTE DA OBRA Durante a execução, até a entrega definitiva da obra, a mesma será mantida permanentemente limpa.

MEMORIAL DESCRITIVO. 1.4 LIMPEZA PERMANENTE DA OBRA Durante a execução, até a entrega definitiva da obra, a mesma será mantida permanentemente limpa. Identificação da obra: RESIDENCIAL ANCHIETA GOLD Rua Anchieta nº 5034 Projeto e execução: A3 Arquitetura e Krolow Construção e Comércio. MEMORIAL DESCRITIVO 1. SERVIÇOS PRELIMINARES E GERAIS 1.1 SERVIÇOS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA.

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. Dados da Obra: Endereço da obra: Rua Amazonas, nº512, Centro. Parte

Leia mais

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP.

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP. MEMORIAL DESCRITIVO RECONSTRUÇÃO DO ALBERGUE JUNTO AO PRESIDIO ESTADUAL DE VACARIA RS. VACARIA RS. GENERALIDADES: Este Memorial Descritivo tem a função de propiciar a perfeita compreensão do projeto e

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO OBRA: Ampliação e reforma Posto de Saúde Estancia Nova ENDEREÇO: Vila Estancia Nova Venâncio Aires - RS 1.0 - INFORMAÇÕES PRELIMINARES: O presente memorial descritivo tem por

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MEMORIAL DESCRITIVO

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO 1. INTRODUÇÃO O presente memorial tem por objetivo nortear e complementar os elementos contidos no projeto gráfico para a execução de REFORMA DA EDIFICAÇÃO DO PRÉDIO DA QUARENTENA DE

Leia mais

ANEXO XII PLANILHA ORÇAMENTÁRIA. Planilha Orçamentária

ANEXO XII PLANILHA ORÇAMENTÁRIA. Planilha Orçamentária ANEXO XII PLANILHA ORÇAMENTÁRIA Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária- Embrapa Coordenadoria de Engenharia e Arquitetura-CEN/DRM PLANILHA DE ORÇAMENTO UNIDADE: Embrapa Algodão OBRA: REFORMA DO LABORATÓRIO

Leia mais

TRANSMISSÃO VIA FAC-SÍMILE

TRANSMISSÃO VIA FAC-SÍMILE TRANSMISSÃO VIA FAC-SÍMILE Para: Fone: Fax: De: Luciana Ribeiro Suffi TEL: (61) 2192-8888 FAX: (61) 2192-8882 Número de páginas incluindo esta: 02 Data: 29/06/2006 Se não receber bem esta transmissão,

Leia mais

LISTAGEM DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREDIAL PREVENTIVA E CORRETIVA

LISTAGEM DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREDIAL PREVENTIVA E CORRETIVA 1 Serviços de Demolições, Remoções e Retiradas 1.1 Serviço de demolição de contrapiso m² 330,00-1.2 Serviço de demolição do chapisco/emboço m² 95,30-1.3 Serviço de demolição de alvenaria de 1/2 vez m²

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DE MERITI MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DE MERITI MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DE MERITI MEMORIAL DESCRITIVO Objeto: Reforma e Adequação sem acréscimo de área construída do Posto de Saúde de Eden. End.: Rua Roberto Silveira s/n Éden - São João de

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO SECCIONAL SANTA MARIA - OBRA -

MEMORIAL DESCRITIVO CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO SECCIONAL SANTA MARIA - OBRA - MEMORIAL DESCRITIVO CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO SECCIONAL SANTA MARIA - OBRA - Porto Alegre 12 de agosto de 2014 1 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 2. DISPOSIÇÕES GERAIS... 3 3. INSTALAÇÃO

Leia mais

Município. Prefeitura Municipal de Santa Barbara - BA. Sexta-Feira - 13 de Abril de 2012 - Ano VII - N º 40

Município. Prefeitura Municipal de Santa Barbara - BA. Sexta-Feira - 13 de Abril de 2012 - Ano VII - N º 40 do Município Prefeitura Municipal de Santa Barbara - BA Sexta-Feira - - Ano VII - N º 40 PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA BÁRBARA TOMADA DE PREÇOS Nº 01/2012 OBJETO: a execução de obras de reforma dos seguintes

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE. Julho 2011 Revisão 02

RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE. Julho 2011 Revisão 02 RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE Julho 2011 Revisão 02 2 INTRODUÇÃO Os Centros de Saúde incluídos nesta categoria são unidades que foram construídas recentemente e que

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Reforma de Prédio Delegacia CRA Proprietário: Conselho Regional de administração Endereço: Av. Presidente Getulio Vargas, N 2.923 Área: 110,00 m² 1.

Leia mais

Projeto Executivo Prancha 01 Inst Plantas de Lay-out das Instalações Elétricas do 1 e 2 pavimentos SERVIÇOS A EXECUTAR:

Projeto Executivo Prancha 01 Inst Plantas de Lay-out das Instalações Elétricas do 1 e 2 pavimentos SERVIÇOS A EXECUTAR: MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE AMPLIAÇÃO DO POSTO DE SAÚDE MUNICIPAL DE ILÓPOLIS / RS OBJETIVO O presente Memorial Descritivo tem por objetivo estabelecer as diretrizes básicas do projeto de arquitetura,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 1.1 - ENDEREÇO: Rua Aurélio Francisco Gomes, nºs. 96/102 - Bairro Flamboyant - Campos dos Goytacazes- RJ.

MEMORIAL DESCRITIVO. 1.1 - ENDEREÇO: Rua Aurélio Francisco Gomes, nºs. 96/102 - Bairro Flamboyant - Campos dos Goytacazes- RJ. MEMORIAL DESCRITIVO CONDIÇÕES GERAIS: Estas especificações fazem parte integrante dos Contratos de Compra e Venda das unidades do Prédio Residencial denominado ARBORETTO. 1- DADOS INICIAIS: 1.1 - ENDEREÇO:

Leia mais

SPLENDIDO RESIDENCE MEMORIAL DESCRITIVO

SPLENDIDO RESIDENCE MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO CONDIÇÕES GERAIS: Estas especificações fazem parte integrante dos Contratos de Compra e Venda, das unidades do Prédio Residencial denominado Splendido 1 DADOS INICIAIS: 1.1 ENDEREÇO:

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA COBERTURA DE QUADRA POLIESPORTIVA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO SUBSTITUIÇÃO DA COBERTURA DA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR

MEMORIAL DESCRITIVO SUBSTITUIÇÃO DA COBERTURA DA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR MEMORIAL DESCRITIVO SUBSTITUIÇÃO DA COBERTURA DA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 MEMORIAL DESCRITIVO 3 I. DADOS FÍSICOS LEGAIS 3 II. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 III. SERVIÇOS

Leia mais

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS

Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS MEMORIAL DESCRITIVO: APRESENTAÇÃO DO EMPREENDIMENTO: LOCALIZAÇÃO: Rua Dante Francisco Zattera, Quadra 4907, lote 14, Loteamento Cidade Nova II. Bairro Distrito Industrial Caxias do Sul RS DESCRIÇÃO: Edifício

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Serviços a Executar

MEMORIAL DESCRITIVO. Serviços a Executar MEMORIAL DESCRITIVO Obra: CONSTRUÇÃO DA PRIMEIRA ETAPA DO GINÁSIO DE ESPORTES BELA VISTA II Localização: Rua São Francisco esq. Rua Maranhão Bairro Bela Vista Área futura a ampliar: 361,48m² OBJETIVO O

Leia mais

Memorial Descritivo. Prédio: Residencial 25 de Julho

Memorial Descritivo. Prédio: Residencial 25 de Julho Memorial Descritivo Prédio: Residencial 25 de Julho 1. Descrição do prédio. O prédio a ser construído compõe-se de 16 pavimentos mais casa de máquinas, constituído de 46 (quarenta e seis) unidades autônomas

Leia mais

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL (CRECHE 0-6 ANOS)

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL (CRECHE 0-6 ANOS) Departamento Municipal de Habitação Superintendência de Urbanismo e Produção Habitacional Coordenação de Urbanização PROJETO ARQUITETÔNICO MEMORIAL DESCRITIVO ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL (CRECHE 0-6 ANOS)

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS SISTEMAS HIDROSSANITÁRIOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS SEMANA 01 DIÁRIO Verificação

Leia mais

Construção de Edícula

Construção de Edícula Guia para Construção de Edícula Guia do montador Mais resistência e conforto para sua vida. As paredes com Placas Cimentícias Impermeabilizadas e Perfis Estruturais de Aço Galvanizado para steel framing

Leia mais

Planilha de Orçamento GLOBAL

Planilha de Orçamento GLOBAL Prefeitura Municipal de 1. SERVIÇOS INICIAIS.1 DEMOLICAO ESTRUTURA DE MADEIRA DE TELHADO.2 DEMOLICAO DE ALVENARIA DE TIJOLOS MACICOS (E=15CM).3 DEMOLICAO DE PISO DE TABUAS CORRIDAS.4 RETIRADA DE ESQUADRIAS.5

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Construção Unidade Básica de Saúde PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE CACIQUE DOBLE.

MEMORIAL DESCRITIVO. Construção Unidade Básica de Saúde PROPRIETÁRIO: PREFEITURA MUNICIPAL DE CACIQUE DOBLE. MEMORIAL DESCRITIVO Construção Unidade Básica de Saúde TIPO DE CONSTRUÇÃO: Prédio em Alvenaria UBS Unidade Básica de Saúde da Sede do município. LOCAL: Rua Édimo Luiz Tonial na cidade de Cacique Doble

Leia mais

Câmara Municipal de Itajubá

Câmara Municipal de Itajubá . - ÁREA EXTERNA 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES R$ 35.063,79 PLACA DA OBRA DE ACORDO COM A LEI MUNICIPAL Nº. 2551 DE 06/07/2005, IIO-PLA-005 1.1 MODELO REFERÊNCIA PMI/SEMUP, INCLUSIVE O FORNECIMENTO, UNID 1,00

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL I SERVIÇOS DE ENGENHARIA Constitui objeto do presente memorial descritivo uma edificação para abrigar segura e adequadamente equipamentos de rede estabilizada, Grupo Moto-gerador

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 Limpeza do Canteiro de Obras. 1,00 vb 1.2 Locação da Obra. 236,69 m² 1.3 Licenças e Taxas. 1,00 vb 1.4 Projeto Arquitetônico. 1,00 vb 1.5 Projeto Estrutural. 1,00 vb 1.6 Projeto

Leia mais

OBRA: PROJETO BÁSICO COORDENADORIA ESTADUAL DE INFRAESTRUTURA/PAC

OBRA: PROJETO BÁSICO COORDENADORIA ESTADUAL DE INFRAESTRUTURA/PAC DESCRIÇÃO DO SERVIÇO UNID. OBRA: PROJETO BÁSICO COORDENADORIA ESTADUAL DE INFRAESTRUTURA/PAC SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 CANTEIRO DE OBRA E REQUISITOS GERAIS S73992/001 C 1.1.1 Locação da obra m² 192,65

Leia mais

Empreendimento: Edifício Comercial Ravello Endereço: Rua Najla Carone Guedert esq. c/ Ariena - Pagani Palhoça / SC

Empreendimento: Edifício Comercial Ravello Endereço: Rua Najla Carone Guedert esq. c/ Ariena - Pagani Palhoça / SC MEMORIAL DESCRITIVO Edifício Comercial Ravello São José, SETEMBRO DE 2010. Empreendimento: Edifício Comercial Ravello Endereço: Rua Najla Carone Guedert esq. c/ Ariena - Pagani Palhoça / SC DESCRIÇÃO DOS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO Obra: Reforma e Adequação do campo Municipal Carlos Schreder Endereço: Av. Salgado Filho Local: Santo Ângelo RS. MEMORIAL DESCRITIVO Generalidades: Este memorial tem

Leia mais

OBRA: EDIFÍCIO RESIDENCIAL MIRABELLO LOCALIZAÇÃO: Coronel Luiz Caldeira, Itacorubi, Florianópolis/SC. EMPRESA: BEO CONSTRUÇÕES LTDA.

OBRA: EDIFÍCIO RESIDENCIAL MIRABELLO LOCALIZAÇÃO: Coronel Luiz Caldeira, Itacorubi, Florianópolis/SC. EMPRESA: BEO CONSTRUÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES OBRA: EDIFÍCIO RESIDENCIAL MIRABELLO LOCALIZAÇÃO: Coronel Luiz Caldeira, Itacorubi, Florianópolis/SC. EMPRESA: BEO CONSTRUÇÕES LTDA. ÍNDICE: 1. Características 2. Serviços

Leia mais

PLANILHA GERAL ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA GERAL ORÇAMENTÁRIA ANEXO I PROCESSO LICITATÓRIO N 022/2009 CONVITE N 15 PLANILHA GERAL ORÇAMENTÁRIA LOCAL: CÂMARA DE VEREADORES DE URUGUAIANA OBJETO: REFORMA DE SANITÁRIOS PRAZO DE OBRAS: 120 dias MODALIDADE: EMPREITADA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO VERCELLI RESIDENCIAL

MEMORIAL DESCRITIVO VERCELLI RESIDENCIAL MEMORIAL DESCRITIVO VERCELLI RESIDENCIAL Rua Firmino Toreli, 171 Torres-RS 1. LOCALIZAÇÃO: O empreendimento localiza-se à Rua Firmino toreli 171, Torres/RS. 2. INFORMAÇÕES GERAIS: O empreendimento será

Leia mais

ANEXO X - MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA

ANEXO X - MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA ANEXO X - MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA ESPECIFICAÇÕES POR AMBIENTES 1. SANITÁRIOS, MASCULINO E FEMININO: 1.1. Piso: Cerâmica TP Gres extra ou 1a Qualidade 63x63 para piso PEI-4, cor cream sensation

Leia mais