COMPOSIÇÃO DAS ESPÉCIES DE PEIXES DO RESERVATÓRIO DE SALTO SANTIAGO, RIO IGUAÇU, PARANÁ, BRASIL.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMPOSIÇÃO DAS ESPÉCIES DE PEIXES DO RESERVATÓRIO DE SALTO SANTIAGO, RIO IGUAÇU, PARANÁ, BRASIL."

Transcrição

1 COMPOSIÇÃO DAS ESPÉCIES DE PEIXES DO RESERVATÓRIO DE SALTO SANTIAGO, RIO IGUAÇU, PARANÁ, BRASIL. Yuri Matheus Brunhara Contrera 1, Vitor André Frana 2, Carlos Henrique Orsi 2, Gilmar Baumgartner Acadêmico do curso de Engenharia de Pesca da Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE Toledo PR. 2 Engenheiro de Pesca e Mestrando em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca da Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE Toledo PR. 3 Professor adjunto da Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE Toledo PR. Palavras-chave: Levantamento ictiofaunístico, endemismo, espécies introduzidas. Resumo O rio Iguaçu é um dos principais afluentes do rio Paraná, apresenta uma ictiofauna altamente endêmica devido ao isolamento geográfico imposto pelas cataratas do Iguaçu. O elevado grau de espécies endêmicas faz com que estudos relacionados à fauna ictiológica do rio Iguaçu sejam mais aprofundados. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi caracterizar a composição de peixes do reservatório de Salto Santiago, rio Iguaçu. Os peixes foram coletados mensalmente em quatro estações de amostragem ao longo do Reservatório de Salto Santiago, entre julho de 2003 e junho de 2005, com utilização de redes de espera simples e feiticeiras, além de espinhéis. Neste período foram capturadas 27 espécies, distribuídas em 14 famílias e 6 ordens. As ordens que registraram o maior número de espécies foram Characiformes e Siluriformes (9 espécies). O número de espécies capturadas neste estudo foi baixo quando comparado a outros reservatórios da bacia do rio Iguaçu. As espécies mais abundantes foram Astyanax sp B, Astyanax sp C, A. gymnodontus e P. britskii. O número de espécies endêmicas registradas no reservatório de Salto Santiago é inferior a outros estudos realizados na bacia do rio Iguaçu. Introdução Os represamentos causam vários impactos sobre a ictiofauna, esses efeitos assumem grande importância quando ocorrem sobre faunas endêmicas, que são muito freqüentes em rios com alta declividade e com presença de cachoeiras, que promovem isolamentos biogeográficos (Delariva, 2002). Esse é o caso do médio rio Iguaçu, nesse segmento o endemismo da fauna de peixes chega a 80% e as alterações nos habitats, levam a riscos de extinção em massa, nesse caso em nível global (Agostinho & Gomes, 1997), este comentário pode ser estendido à região do baixo rio Iguaçu, na qual estão inseridos os cinco grandes reservatórios (Foz do Areia, Segredo, Salto Santiago, Salto Osório e Salto Caxias) presentes no rio Iguaçu. A introdução de espécies nesses ambientes está cada vez mais freqüente o que é muito preocupante e que tem sido verificado em muitos reservatórios do estado do Paraná. Segundo Shibatta et al. (2002), a introdução de espécies é justificada pelo interesse de aumentar os estoques pesqueiros e a atividade de pesca esportiva, mas esse tipo de manejo ainda não foi completamente dominado, causando impactos

2 negativos sobre a fauna local, além disso, pode trazer alterações na comunidade ictiíca, com resultados nem sempre previsíveis. Tendo em vista que o reservatório de Salto Santiago esta sujeito a introduções de espécies para aumentar os estoques pesqueiros, logo é necessário o conhecimento da composição ictiofaunística, com o intuito de preservar as espécies, tendo em vista que se trata de uma ictiofauna endêmica. Materiais e Métodos Para o levantamento ictiofaunístico do reservatório de Salto Santiago, foram realizadas coletas mensais, de julho de 2003 a junho de 2005 em quatro locais de amostragens (BAR, POS, CAV e IAT) (Figura 1). Os exemplares foram coletados com redes de espera de malhagens simples (2,4 a 16 cm entre nós) e tresmalho (6 a 8 cm entre nós), com 20 metros de comprimento, instaladas nos estratos de fundo e superfície, alem de espinhéis (50 anzóis), que foram expostos por 24h e checados as 8:00, 16:00 e 22:00 horas. Após as capturas, os peixes foram acondicionados em sacos plásticos, etiquetados quanto ao local, horário e aparelho de pesca, sendo mantidos em caixas térmicas com gelo para posterior análise. BAR CAV POS Em laboratório, os peixes foram identificados e de cada individuo foi obtido o comprimento total, comprimento padrão e peso total. Pelo menos um exemplar de IAT Figura 01 - Localização das estações de amostragem no reservatório de Salto Santiago.

3 cada espécie foi depositado no museu de Ictiologia da Universidade Estadual de Maringá. O enquadramento taxonômico das espécies capturadas foi baseado na classificação proposta por Eschmeyer (1990), Garavello et al. (1997), Britski et al. (1999), Reis et al. (2003) e Graça & Pavanelli (2007). Resultados e Discussões Neste estudo, foram capturados indivíduos, pertencentes a 27 espécies, 12 famílias e 6 ordens, distribuídas conforme segue: 9 espécies de Characiformes, 9 de Siluriformes, 6 de Perciformes, 1 de Gymnotiformes, Cypriniformes e Atherinniformes. Os locais com maior número de espécies foram: BAR (26 espécies) e IAT (25 espécies). As espécies mais abundantes nos quatros locais foram: Astyanax sp. B ( indivíduos), Astyanax sp. C ( indivíduos), Astyanax gymnodontus (6.076 indivíduos) e Pimelodus britskii (4.380 indivíduos) (Tabela 1). Tabela 1 - Enquadramento taxonômico das espécies registradas no reservatório de Salto Santiago, rio Iguaçu, no período de julho de 2003 a junho de CHONDRICHTHYES Espécies BAR POS CAV IAT TOTAL CYPRINIFORMES Cyprinidae Cyprinus carpio** (Linnaeus, 1758) 1 1 CHARACIFORMES Characidae Astyanax altiparanae Garutti & Agassiz, Astyanax gymnodontus* (Eigenmann, 1911) Astyanax sp. B* Astyanax sp. C* Astyanax sp. E* Bryconamericus ikaa* Casciota, Almirón & Azpelicueta, 2004) Oligosarcus longirostris* Menezis & Géry, Erytrinidae Hoplia aff. malabaricus (Bloch, 1794) Parodontidae Apareiodon vittatus* Garavello, SILURIFORMES Callichthyidae Corydoras paleatus (Jenyns, 1842) Loricariidae Hypostomus commersoni Valenciennes, Hypostomus derbyi* (Haseman, 1911) Hypostomus myersi* (Gosline, 1947) Heptapteridae Rhamdia branneri* Haseman, Rhamdia voulezi* Haseman, Pimelodidae Pimelodus britskii* Garavello & Shibatta, Pimelodus ortmanni* Haseman, Auchenipteridae Glanidium ribeiroi* Haseman, GYMNOTIFORMES Gymnotidae Gymnotus sylvius** (Albert& Fernandes-matioli, 1999) PERCIFORMES Cichlidae Cichla kelberi** Kullander & Fereira, Crenicichla iguassuensis* Haseman, Crenicichla sp.* Geophagus brasiliensis (Quoy & Gaimard, 1824) Oreochromis niloticus** (Linnaeus, 1758) Tilapia rendalli** (Boulenger, 1897) ATHERINNIFORMES Atherinopsidae Odontesthes bonariensis** (Valenciennes, 1835) *Espécies endêmicas 2803 **Espécies introduzidas

4 A maior riqueza das ordens Characiformes e Siluriformes observados no reservatório de Salto Santiago, nos quatro locais de coleta, corroboram com o descrito para ambientes neotropicais (Lowe-McConnell, 1999). Esses resultados também foram observados por Baumgartner et al. (2006) no reservatório de Salto Osório, Garavello et al. (1997) no reservatório de Segredo e por Ingenito et al. (2004) na região do alto rio Iguaçu. A maior riqueza para a família Characidae é decorrente da ampla distribuição de suas espécies em água doce, além desta família incluir a maioria das espécies de peixes de águas interiores do Brasil (Britski, 1972). A ictiofauna do reservatório de Salto Santiago caracteriza-se pela baixa riqueza de espécies, tendo em vista que no reservatório de Salto Osório, localizado a jusante deste, foram registradas 41 espécies (Baumgartner et al., 2006) e no reservatório de Segredo, localizado a montante, foram coletadas 52 espécies (Garavello et al., 1997). Segundo Ingenito et al. (2004), na bacia do rio Iguaçu, já foi registrada a presença de 84 espécies, sendo 50% registradas na região do alto rio Iguaçu. O número de espécies endêmicas (16 espécies) registradas no reservatório de Salto Santiago é inferior aos estudos realizados por Baumgartner et al. (2006), no reservatório de Salto Osório (24 espécies) e Garavello et al. (1997) no reservatório de Segredo (37 espécies). Devido aos estudos de sistemática de peixes do rio Iguaçu, novas espécies endêmicas estão sendo descritas, como Steindachneridion melanodermatum, Pimelodus britskii, Australoheros kaaygua, Bryconamericus ikaa, Tatia jaracatia e recentemente a redescrição da espécie Astyanax gymnodontus por Pavanelli & Oliveira (2009) fez com que os exemplares anteriormente identificados como Astyanax sp F, Psalidodon sp e Psalidodon gymnodontus, passassem a ser identificados como A. gymnodontus. Conclusão Embora este estudo tenha somente utilizado amostragens no corpo do reservatório de Salto Santiago, utilizando redes de espera e espinhéis, ainda assim foram capturadas um numero significante de espécies (27), que representam cerca de 32% das já registradas nesta bacia. Alem de que deste total, 16 são endêmicas, o que mostra a grande relevância deste tipo de estudo. Não obstante, novos estudos devem ser realizados devido à possibilidade de encontrar novas espécies. Referências A. A. Agostinho; L. C. Gomes, Reservatório de Segredo: bases ecológicas para o manejo, UEM-Nupélia/COPEL, Maringá, p. H. A. Britski; K. Z. S. Silimon; B. S. Lopes, Peixes do pantanal. Manual de identificação, Brasília: EMBRAPA, p.

5 R. L. Delariva, Tese de Doutorado, Ecologia trófica da ictiofauna do rio Iguaçu, PR. sob efeitos do represamento de Salto Caxias. Universidade Estadual de Maringá, p. W. N. Eschmeyer, Catalog of the genera of recent fishes, San Francisco: California Academy of Sciences, p. J.C. Garavello; C.S. Pavanelli; H.I. Suzuki, Caracterização da Ictiofauna do Rio Iguaçu. In: A. A. Agostinho; L. C. Gomes Reservatório de Segredo: bases ecológicas para o manejo, UEM-Nupélia/COPEL, Maringá, p L. F. S. Ingenito; L. F. Duboc; V. Abilhoa. Contribuição ao conhecimento da ictiofauna do alto rio Iguaçu, Paraná, Brasil, Arquivos de Ciências Veterinárias e Zoologia da UNIPAR, 2004, 7,1, p W. J. Graça; E. C. S. Pavanelli, Peixes da Planície de Inundação do Alto Rio Paraná e Áreas Adjacentes. Universidade Estadual de Maringá, Maringá, p. H. A. Britski, Peixes de água doce do estado de São Paulo. In: Comissão Internacional da Bacia Paraná Paraguai. Poluição e piscicultura. Faculdade de Saúde Pública da USP e Instituto de Pesca, São Paulo, p R. H. Lowe-Mconnell, Estudos Ecológicos de Comunidades de Peixes tropicais. EDUSP, São Paulo, p. R. E. Reis; S. O. Kullander; C. J Ferraris, Check list of the freshwater fishes of South and Central America. EDIPUCRS, Porto Alegre, p. C. S. Pavanelli; C. A. M. Oliveira, A redescription of Astyanax gymnodontus (Eigenmann, 1911), new combination, a polymorphic characid fish from the rio Iguaçu basin, Brazil, Neotropical Ichthyology, 2009, 7,4, p O. A. Shibatta; M. L. Orsi; S. T. Bennemann; A. T. Silva-Souza, Diversidade e distribuição de peixes na bacia do rio Tibagi In: M. E. Medri, E. Bianchini, O. A. Shibatta, J. A. Pimenta A bacia do rio Tibagi, Londrina, p D. Baumgartner; G. Baumgartner; C. S. Pavanelli; P. R. L. Da Silva; V. A. Frana; L. C. De Oliveira; M. R. Michelon, Fish, Salto Osório Reservoir, Iguaçu River basin, Paraná State, Brazil, Check list, 2006, 2, 1, p.4

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE CENTRO DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS CAMPUS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE CENTRO DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS CAMPUS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ UNIOESTE CENTRO DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS CAMPUS DE TOLEDO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS PESQUEIROS E ENGENHARIA DE PESCA VANESSA SALETE DAGA Variações

Leia mais

ISSN Evolução e Conservação da Biodiversidade e autores Acesso livre em

ISSN Evolução e Conservação da Biodiversidade e autores Acesso livre em ISSN 2236-3866 2012 Evolução e Conservação da Biodiversidade e autores Acesso livre em www.simposiodabiodiversidade.com.br/ecb 45 A CACHOEIRA DO PADRE COMO DIVISOR DA ICTIOFAUNA DO RIO CLARO, MINAS GERAIS,

Leia mais

ALIMENTAÇÃO DE TRÊS ESPÉCIES DE Astyanax, NO CÓRREGO ITIZ, MARIALVA, PR

ALIMENTAÇÃO DE TRÊS ESPÉCIES DE Astyanax, NO CÓRREGO ITIZ, MARIALVA, PR 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 ALIMENTAÇÃO DE TRÊS ESPÉCIES DE Astyanax, NO CÓRREGO ITIZ, MARIALVA, PR Jislaine Cristina da Silva 1 ; Rosilene Luciana Delariva 2 RESUMO: O estudo e conhecimento

Leia mais

A Ictiofauna do Rio Santa Maria do Rio Doce. Guilherme P. Fadini 1*

A Ictiofauna do Rio Santa Maria do Rio Doce. Guilherme P. Fadini 1* III SIMPÓSIO SOBRE A BIODIVERSIDADE DA MATA ATLÂNTICA. 2014 379 A Ictiofauna do Rio Santa Maria do Rio Doce. Guilherme P. Fadini 1* 1 Museu de Biologia Mello Leitão. Av. José Ruschi, Nº 4, Santa Teresa-ES.

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO CITOGENÉTICA DE PEIXES DO PARQUE ESTADUAL

CARACTERIZAÇÃO CITOGENÉTICA DE PEIXES DO PARQUE ESTADUAL 1 CARACTERIZAÇÃO CITOGENÉTICA DE PEIXES DO PARQUE ESTADUAL Introdução MATA SÃO FRANCISCO Lenice Souza-Shibatta 1 Tamyres R. Chaves Fernanda C. Simeão Jaqueline L. A. Souza Aderson S. Lima-Filho João L.

Leia mais

Fish, Maringá Urban Streams, Pirapó river drainage, upper Paraná river basin, Paraná State, Brazil

Fish, Maringá Urban Streams, Pirapó river drainage, upper Paraná river basin, Paraná State, Brazil Fish, Maringá Urban Streams, Pirapó river drainage, upper Paraná river basin, Paraná State, Brazil Almir Manoel Cunico Weferson Junio da Graça Angelo Antonio Agostinho, 2 Wladimir Marques Domingues 2 João

Leia mais

download free Comprimento padrão 205,6 mm

download free Comprimento padrão 205,6 mm Peixes do baixo rio Iguaçu 1. Manchas e/ou pintas claras distribuídas pelo corpo e nadadeiras... 2 1. Manchas e/ou pintas escuras distribuídas pelo corpo e nadadeiras... 3 2. Acúleo da nadadeira peitoral

Leia mais

ASPECTOS DA BIOLOGIA POPULACIONAL DO TUCUNARÉ (Cichla piquiti) NO RESERVATÓRIO DE LAJEADO, RIO TOCANTINS

ASPECTOS DA BIOLOGIA POPULACIONAL DO TUCUNARÉ (Cichla piquiti) NO RESERVATÓRIO DE LAJEADO, RIO TOCANTINS 11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas ASPECTOS DA BIOLOGIA POPULACIONAL DO TUCUNARÉ (Cichla piquiti) NO RESERVATÓRIO DE LAJEADO, RIO TOCANTINS Leandro Amorim da Silva 1, Fernando Mayer Pelicice

Leia mais

CRESCIMENTO, MORTALIDADE E RECRUTAMENTO PARA Otocinclus (PORTO MURTINHO-MS)

CRESCIMENTO, MORTALIDADE E RECRUTAMENTO PARA Otocinclus (PORTO MURTINHO-MS) CRESCIMENTO, MORTALIDADE E RECRUTAMENTO PARA Otocinclus vitattus (SILURIFORMES, LORICARIIDAE) NO PANTANAL DO NABILEQUE (PORTO MURTINHO-MS) Maiane Jardim Pereira 1 ; Dr Yzel Rondon Súarez 2 1 Programa de

Leia mais

COMPOSIÇÃO ICTIOFAUNÍSTICA DO SISTEMA LACUSTRE DO VALE DO RIO DOCE (MG), BRASIL.

COMPOSIÇÃO ICTIOFAUNÍSTICA DO SISTEMA LACUSTRE DO VALE DO RIO DOCE (MG), BRASIL. 206 COMPOSIÇÃO ICTIOFAUNÍSTICA DO SISTEMA LACUSTRE DO VALE DO RIO DOCE (MG), BRASIL. Marcelo Grombone Vasconcellos 2 ; José Valdecir de Lucca 1 ; Odete Rocha 1 ; Nelsy Fenerich Verani 2 e José Roberto

Leia mais

Alterações na ictiocenose do rio Forqueta em função da instalação da Pequena Central Hidrelétrica Salto Forqueta, Putinga, Rio Grande do Sul

Alterações na ictiocenose do rio Forqueta em função da instalação da Pequena Central Hidrelétrica Salto Forqueta, Putinga, Rio Grande do Sul Alterações na ictiocenose do rio Forqueta em função da instalação... 481 Alterações na ictiocenose do rio Forqueta em função da instalação da Pequena Central Hidrelétrica Salto Forqueta, Putinga, Rio Grande

Leia mais

Gymnotiformes. Gilmar Baumgartner Carla Simone Pavanelli Dirceu Baumgartner Alessandro Gasparetto Bifi Tiago Debona Vitor André Frana

Gymnotiformes. Gilmar Baumgartner Carla Simone Pavanelli Dirceu Baumgartner Alessandro Gasparetto Bifi Tiago Debona Vitor André Frana Gymnotiformes Gilmar Baumgartner Carla Simone Pavanelli Dirceu Baumgartner Alessandro Gasparetto Bifi Tiago Debona Vitor André Frana SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros BAUMGARTNER, G., et al.

Leia mais

Referências. Gilmar Baumgartner Carla Simone Pavanelli Dirceu Baumgartner Alessandro Gasparetto Bifi Tiago Debona Vitor André Frana

Referências. Gilmar Baumgartner Carla Simone Pavanelli Dirceu Baumgartner Alessandro Gasparetto Bifi Tiago Debona Vitor André Frana Referências Gilmar Baumgartner Carla Simone Pavanelli Dirceu Baumgartner Alessandro Gasparetto Bifi Tiago Debona Vitor André Frana SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros BAUMGARTNER, G., et al. Peixes

Leia mais

COMPANHIA ESTADUAL DE GERAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA DIVISÃO DE MEIO AMBIENTE ÁREA DE GERAÇÃO

COMPANHIA ESTADUAL DE GERAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA DIVISÃO DE MEIO AMBIENTE ÁREA DE GERAÇÃO COMPANHIA ESTADUAL DE GERAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA DIVISÃO DE MEIO AMBIENTE ÁREA DE GERAÇÃO WORKSHOP TÉCNICAS DE PROTEÇÃO A FAUNA ÍCTIOLÓGICA ABRAGE\GTMA\FT ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS CEMIG\TRES

Leia mais

RELATÓRIO FINAL MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DOS RESERVATÓRIOS DAS USINAS HIDRELÉTRICAS DE JAGUARA E VOLTA GRANDE

RELATÓRIO FINAL MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DOS RESERVATÓRIOS DAS USINAS HIDRELÉTRICAS DE JAGUARA E VOLTA GRANDE RELATÓRIO FINAL MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DOS RESERVATÓRIOS DAS USINAS HIDRELÉTRICAS DE JAGUARA E VOLTA GRANDE CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S/A DEZEMBRO/ 2008 UBERLÂNDIA / MG EMPRESA RESPONSÁVEL

Leia mais

2.10. Ictiofauna. Fauna associada a bancos flutuantes de macrófitas. PELD Programa de Pesquisas Ecológicas de Longa Duração 126.

2.10. Ictiofauna. Fauna associada a bancos flutuantes de macrófitas. PELD Programa de Pesquisas Ecológicas de Longa Duração 126. PELD Programa de Pesquisas Ecológicas de Longa Duração 126 2.10. Ictiofauna Fauna associada a bancos flutuantes de macrófitas Cíntia Karen Bulla Luiz Carlos Gomes Angelo Antonio Agostinho Introdução A

Leia mais

Freshwater Fishes, Ilha de Santa Catarina, southern coastal drainage of the state of Santa Catarina, Brazil

Freshwater Fishes, Ilha de Santa Catarina, southern coastal drainage of the state of Santa Catarina, Brazil Journal of Species Lists and Distribution ISSN 1809-127X (online edition) www.checklist.org.br 2009 Check List and Authors LISTS OF SPECIES Freshwater Fishes, Ilha de Santa Catarina, southern coastal drainage

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO Centro de Hidráulica e Hidrologia Prof. Parigot de Souza RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ RELATÓRIO TÉCNICO Nº 45 2013 COORDENAÇÃO

Leia mais

Fish, lower Ivinhema River basin streams, state of Mato Grosso do Sul, Brazil.

Fish, lower Ivinhema River basin streams, state of Mato Grosso do Sul, Brazil. ISSN: 1809-127 Fish, lower Ivinhema River basin streams, state of Mato Grosso do Sul, Brazil. Yzel Rondon Súarez 1 1 Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Centro Integrado de Análise e Monitoramento

Leia mais

G e o l o g i a M i n e r a ç ã o e A s s e s s o r i a L t d a. E-mail : geominas@terra.com.br Fone 55 65 3682-7603 Fone Fax 3682-3273

G e o l o g i a M i n e r a ç ã o e A s s e s s o r i a L t d a. E-mail : geominas@terra.com.br Fone 55 65 3682-7603 Fone Fax 3682-3273 159 2.2. ICTIOFAUNA 2.2.1. Introdução Mais de 20 mil espécies de peixes são conhecidas no mundo, a maioria das quais vivem em águas tropicais. Cerca de 42% deste total ocorre em água doce, sendo a maior

Leia mais

Check List 2007: 3(2) ISSN: 1809-127X LISTS OF SPECIES. Fish, Itupararanga Reservoir, Sorocaba River Drainage, São Paulo, Brazil.

Check List 2007: 3(2) ISSN: 1809-127X LISTS OF SPECIES. Fish, Itupararanga Reservoir, Sorocaba River Drainage, São Paulo, Brazil. Fish, Itupararanga Reservoir, Sorocaba River Drainage, São Paulo, Brazil. Welber Senteio Smith 1 Miguel Petrere Jr. 2 1 Instituto Manchester Paulista de Ensino Superior - Universidade de Sorocaba. Rua

Leia mais

Revista Eletrônica de Biologia

Revista Eletrônica de Biologia . REB Volume 3 (4): 56-76, 2010 ISSN 1983-7682 Revista Eletrônica de Biologia A Ictiofauna em Diferentes Biótopos da Bacia de Drenagem do Reservatório de Itupararanga, Votorantim, SP The ichthyofauna in

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO Centro de Hidráulica e Hidrologia Prof. Parigot de Souza RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ RELATÓRIO TÉCNICO Nº 44 2012 COORDENAÇÃO

Leia mais

RESUMO O presente estudo tem por finalidade a caracterização das comunidades de peixes e da pesca de um trecho de aproximadamente 32 km do rio Pará, situado entre a jusante da UHE Cajuru e sua confluência

Leia mais

OCORRÊNCIA DA FAMÍLIA LORICARIIDAE (PISCES: SILURIFORMES) NO ALTO CURSO DO RIO SUCURIÚ. Nadialine Stefan Barbosa¹ & Maria José Alencar Vilela 2

OCORRÊNCIA DA FAMÍLIA LORICARIIDAE (PISCES: SILURIFORMES) NO ALTO CURSO DO RIO SUCURIÚ. Nadialine Stefan Barbosa¹ & Maria José Alencar Vilela 2 OCORRÊNCIA DA FAMÍLIA LORICARIIDAE (PISCES: SILURIFORMES) NO ALTO CURSO DO RIO SUCURIÚ. Nadialine Stefan Barbosa¹ & Maria José Alencar Vilela 2 1 Aluna do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO Centro de Hidráulica e Hidrologia Prof. Parigot de Souza RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ RELATÓRIO TÉCNICO Nº 38 2012 COORDENAÇÃO

Leia mais

Variação morfológica em populações de Tetragonopterus argenteus Cuvier, 1817 (Characiformes, Characidae) das bacias dos rios Madeira e Paraguai

Variação morfológica em populações de Tetragonopterus argenteus Cuvier, 1817 (Characiformes, Characidae) das bacias dos rios Madeira e Paraguai Variação morfológica em populações de Tetragonopterus Argenteus cuvier, 1817 (characiformes, characidae) das bacias... Variação morfológica em populações de Tetragonopterus argenteus Cuvier, 1817 (Characiformes,

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO Centro de Hidráulica e Hidrologia Prof. Parigot de Souza RELATÓRIO DE MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NA ÁREA DA UHE MAUÁ RELATÓRIO TÉCNICO Nº 36 2012 COORDENAÇÃO

Leia mais

COMPOSIÇÃO ICTIOFAUNÍSTICA DO RIO DAS CINZAS BACIA DO RIO PARANAPANEMA, SÃO PAULO, BRASIL

COMPOSIÇÃO ICTIOFAUNÍSTICA DO RIO DAS CINZAS BACIA DO RIO PARANAPANEMA, SÃO PAULO, BRASIL COMPOSIÇÃO ICTIOFAUNÍSTICA DO RIO DAS CINZAS BACIA DO RIO PARANAPANEMA, SÃO PAULO, BRASIL Tiago Debona 1, Evelini Arsego 1, Vinicius Valiente dos Santos 1, Daniele Zaneratto Damasceno 2, Norberto Castro

Leia mais

30 REVISTA BRASILEIRA DE ENERGIA

30 REVISTA BRASILEIRA DE ENERGIA 30 REVISTA BRASILEIRA DE ENERGIA O IMPACTO AMBIENTAL CAUSADO À ICTIOFAUNA DO RIO IGUAÇU PELA EXPLORAÇÃO DO POTENCIAL HIDRELÉTRICO: O CASO DO SURUBIM DO IGUAÇU (STEINDACHNERIDION MELANODERMATUM) Marcos

Leia mais

Ictiofauna do rio Carangola, bacia do rio Paraíba do Sul, no município de Carangola, Minas Gerais, Brasil

Ictiofauna do rio Carangola, bacia do rio Paraíba do Sul, no município de Carangola, Minas Gerais, Brasil Lundiana 7(2):133-140, 2006 2006 Instituto de Ciências Biológicas - UFMG ISSN 1676-6180 Ictiofauna do rio Carangola, bacia do rio Paraíba do Sul, no município de Carangola, Minas Gerais, Brasil Fabiana

Leia mais

DINÂMICA POPULACIONAL DA ICTIOFAUNA NOS RESERVATÓRIOS DE SALTO SANTIAGO E SALTO OSÓRIO, RIO IGUAÇU- PR

DINÂMICA POPULACIONAL DA ICTIOFAUNA NOS RESERVATÓRIOS DE SALTO SANTIAGO E SALTO OSÓRIO, RIO IGUAÇU- PR SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GIA - 27 16 a 21 Outubro de 2005 Curitiba - Paraná GRUPO XI GRUPO DE ESTUDO DE IMPACTOS AMBIENTAIS GIA DINÂMICA POPULACIONAL DA ICTIOFAUNA

Leia mais

Monitoramento da Ictiofauna

Monitoramento da Ictiofauna Cemig Geração e Transmissão S.A PCH Dona Rita Monitoramento da Ictiofauna Instalação: Estudo: Relatório: PCH Dona Rita Empresa Responsável: PRB Consultoria e Projetos Ambientais Responsável Técnico: Luiz

Leia mais

Ictiofauna capturada por pescadores artesanais na Lagoa Pequena Região estuarina da Lagoa dos Patos RS

Ictiofauna capturada por pescadores artesanais na Lagoa Pequena Região estuarina da Lagoa dos Patos RS Biotemas, 22 (3): 229-234, setembro de 2009 ISSN 0103 1643 Ictiofauna capturada por pescadores artesanais 229 Comunicação Breve Ictiofauna capturada por pescadores artesanais na Lagoa Pequena Região estuarina

Leia mais

DIETA E MORFOLOGIA TRÓFICA DE HYPOSTOMUS ANCISTROIDES (IHERING, 1911) EM DOIS RIACHOS NA REGIÃO DE MARINGÁ, PARANÁ

DIETA E MORFOLOGIA TRÓFICA DE HYPOSTOMUS ANCISTROIDES (IHERING, 1911) EM DOIS RIACHOS NA REGIÃO DE MARINGÁ, PARANÁ 20 a 24 de outubro de 2008 DIETA E MORFOLOGIA TRÓFICA DE HYPOSTOMUS ANCISTROIDES (IHERING, 1911) EM DOIS RIACHOS NA REGIÃO DE MARINGÁ, PARANÁ Karine Orlandi Bonato 1 ; Maria Isabel de Araújo 1 ; Rosilene

Leia mais

Composição ictiofaunística da Lagoa do Jiqui, Rio Grande do Norte, Brasil

Composição ictiofaunística da Lagoa do Jiqui, Rio Grande do Norte, Brasil ARTIGO DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v2n1p51-58 Composição ictiofaunística da Lagoa do Jiqui, Rio Grande do Norte, Brasil Ana Lígia de Souza Morais¹, Emilly Kataline Rodrigues

Leia mais

18. COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA EM CANAL DE IRRIGAÇÃO NO RIO CAIAPÓ, TRIBUTÁRIO DO RIO ARAGUAIA (TOCANTINS)

18. COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA EM CANAL DE IRRIGAÇÃO NO RIO CAIAPÓ, TRIBUTÁRIO DO RIO ARAGUAIA (TOCANTINS) 18. COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA EM CANAL DE IRRIGAÇÃO NO RIO CAIAPÓ, TRIBUTÁRIO DO RIO ARAGUAIA (TOCANTINS) Aurisan da Silva Barroso 86, Artur da Silva Oliveira 87, Mariana Saragiotto Silva Alves 88, Eduardo

Leia mais

Porto Alegre, setembro de 2010.

Porto Alegre, setembro de 2010. RELATÓRIO DE TRABALHO UHE SÃO JOSÉ Salminus brasiliensis Porto Alegre, setembro de 2010. SUMÁRIO 1. EQUIPE TÉCNICA... 3 2. INTRODUÇÃO... 4 3. MATERIAIS E MÉTODOS... 4 4. RESULTADOS... 7 5. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

download free Entalhe da dorsal Linha lateral Linha lateral superior Linha lateral inferior Lóbulo branquial Ramo inferior Ramo superior

download free Entalhe da dorsal Linha lateral Linha lateral superior Linha lateral inferior Lóbulo branquial Ramo inferior Ramo superior Peixes do baixo rio Iguaçu Entalhe da dorsal Linha lateral superior 28 chave de gêneros Lóbulo branquial Ramo inferior Arco branquial Linha lateral Linha lateral inferior Ramo superior G. Baumgartner,

Leia mais

Ana Cecília Hoffmann 1, Mario L. Orsi 2 & Oscar A. Shibatta 1

Ana Cecília Hoffmann 1, Mario L. Orsi 2 & Oscar A. Shibatta 1 Diversidade de peixes do reservatório da UHE Escola Engenharia Mackenzie... 319 Diversidade de peixes do reservatório da UHE Escola Engenharia Mackenzie (Capivara), Rio Paranapanema, bacia do alto rio

Leia mais

TÍTULO: INFLUÊNCIA DA PCH LUIZ DIAS SOBRE A COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA NO RIO LOURENÇO VELHO, MG

TÍTULO: INFLUÊNCIA DA PCH LUIZ DIAS SOBRE A COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA NO RIO LOURENÇO VELHO, MG TÍTULO: INFLUÊNCIA DA PCH LUIZ DIAS SOBRE A COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA NO RIO LOURENÇO VELHO, MG CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS INSTITUIÇÃO: CENTRO

Leia mais

1º MONITORAMENTO DE ICTIOFAUNA

1º MONITORAMENTO DE ICTIOFAUNA Interessado: CPF/CNPJ: 08.587.195 /0001-20 Município: Processo: 1º MONITORAMENTO DE ICTIOFAUNA CONSÓRSIO ENERGÉTICO CRUZEIRO DO SUL CURITIBA- PR Elaboração de monitoramento da ictiofauna em áreas de influência

Leia mais

Introdução de espécies de peixes: o caso da bacia do rio Sorocaba

Introdução de espécies de peixes: o caso da bacia do rio Sorocaba - 1 - Ministério da Educação Brasil Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri UFVJM Minas Gerais Brasil Revista Vozes dos Vales: Publicações Acadêmicas Reg.: 120.2.095 2011 UFVJM ISSN: 2238-6424

Leia mais

UM MÉTODO DE REPRODUÇÃO INDUZIDA PARA O SURUBIM STEINDACHNERIDION MELANODERMATUM (SILURIFORMES, PIMELODIDAE) DO RIO IGUAÇU

UM MÉTODO DE REPRODUÇÃO INDUZIDA PARA O SURUBIM STEINDACHNERIDION MELANODERMATUM (SILURIFORMES, PIMELODIDAE) DO RIO IGUAÇU CDD: 597 UM MÉTODO DE REPRODUÇÃO INDUZIDA PARA O SURUBIM STEINDACHNERIDION MELANODERMATUM (SILURIFORMES, PIMELODIDAE) DO RIO IGUAÇU A METHOD OF INDUCED REPRODUCTION FOR SURUBIM STEINDACHNERIDION MELANODERMATUM

Leia mais

Registro de Phrynops williamsi no rio do Chapecó, Oeste de Santa Catarina, Brasil

Registro de Phrynops williamsi no rio do Chapecó, Oeste de Santa Catarina, Brasil NOTA CIENTÍFICA Registro de Phrynops williamsi no rio do Chapecó, Oeste de Santa Catarina, Brasil SPIER, Edson Fernando * ; FAVRETTO, Mario Arthur ** ; ONGHERO JUNIOR, Osvaldo *** ; PIOVEZAN, Jean Carlos

Leia mais

Introdução: de água doce sendo considerada uma área prioritária

Introdução: de água doce sendo considerada uma área prioritária ISSN 2236-3866 DOI: 10.7902/ecb.v4i1.56 Acesso livre em www.simposiodabiodiversidade.com.br/ecb 8 ESTADO DA CONSERVAÇÃO DA ICTIOFAUNA DO RIO GUANDU, AFLUENTE DO BAIXO RIO DOCE, ESPÍRITO SANTO, SUDESTE

Leia mais

ESTUDO TAXONÔMICO DAS ESPÉCIES DE PEIXES DE ÁGUA DOCE DA BACIA DO RIO POJUCA, BAHIA, BRASIL. Fábio Costa Nunes

ESTUDO TAXONÔMICO DAS ESPÉCIES DE PEIXES DE ÁGUA DOCE DA BACIA DO RIO POJUCA, BAHIA, BRASIL. Fábio Costa Nunes UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE BIOLOGIA ESTUDO TAXONÔMICO DAS ESPÉCIES DE PEIXES DE ÁGUA DOCE DA BACIA DO RIO POJUCA, BAHIA, BRASIL Fábio Costa Nunes Salvador, BA 2012 UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Check List 2007: 3(1) ISSN: X LISTS OF SPECIES

Check List 2007: 3(1) ISSN: X LISTS OF SPECIES Fishes from the Corumbá Reservoir, Paranaíba River drainage, upper Paraná River basin, State of Goiás, Brazil Carla Simone Pavanelli 1,2 Weferson Júnio da Graça 2 Cláudio Henrique Zawadzki 1 Heraldo Antonio

Leia mais

Metodologia e construção de um Sistema de Informação Ambiental para gerênciar informações de Fauna para a Bacia Hidrográfica Taquari-Antas

Metodologia e construção de um Sistema de Informação Ambiental para gerênciar informações de Fauna para a Bacia Hidrográfica Taquari-Antas Metodologia e construção de um Sistema de Informação Ambiental para gerênciar informações de Fauna para a Bacia Hidrográfica Taquari-Antas Clédson Sachini 1, Marcio Bigolin 1, Taison Anderson Bortolin

Leia mais

ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA DO MÉDIO RIO CASCA, BACIA DO (ALTO) RIO DOCE, MINAS GERAIS, BRASIL

ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA DO MÉDIO RIO CASCA, BACIA DO (ALTO) RIO DOCE, MINAS GERAIS, BRASIL ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA DO MÉDIO RIO CASCA, BACIA DO (ALTO) RIO DOCE, MINAS GERAIS, BRASIL Siqueira, R.C.; Oliveira Júnior, P.R.; Silveira, V.C; Melo, R S.; Teixeira, T.M.; Guedes, E.A; Sousa,

Leia mais

RELATÓRIO DO MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA DA PCH PETI

RELATÓRIO DO MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA DA PCH PETI RELATÓRIO DO MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA DA CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A. RELATÓRIO FINAL 2011/2012 DATAS DAS COLETAS: 02 e 03 de setembro de 2011 e 29 de fevereiro e 01 de março de 2012 DATA DO RELATÓRIO:

Leia mais

COMPOSIÇÃO, ABUNDÂNCIA E DINÂMICA REPRODUTIVA E ALIMENTAR DE POPULAÇÕES DE PEIXES DE UM RESERVATÓRIO RECÉM - FORMADO (UHE - CAPIM BRANCO I / MG).

COMPOSIÇÃO, ABUNDÂNCIA E DINÂMICA REPRODUTIVA E ALIMENTAR DE POPULAÇÕES DE PEIXES DE UM RESERVATÓRIO RECÉM - FORMADO (UHE - CAPIM BRANCO I / MG). Universidade Federal de Uberlândia Instituto de Biologia Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais COMPOSIÇÃO, ABUNDÂNCIA E DINÂMICA REPRODUTIVA E ALIMENTAR DE POPULAÇÕES

Leia mais

PARÂMETROS ERITROCITÁRIOS DO JUNDIÁ Rhamdia voulezi CULTIVADOS EM TANQUES-REDE

PARÂMETROS ERITROCITÁRIOS DO JUNDIÁ Rhamdia voulezi CULTIVADOS EM TANQUES-REDE PARÂMETROS ERITROCITÁRIOS DO JUNDIÁ Rhamdia voulezi CULTIVADOS EM TANQUES-REDE Micheli Zaminhan 2, Edionei Maico Fries 2, Márcia Luzia Ferrarezi Maluf 4, Juliana Mara Costa 3, Aldi Feiden 1, Wilson Rogério

Leia mais

Licenciamento Ambiental para o Projeto de Duplicação Rodovia BR 163/MS

Licenciamento Ambiental para o Projeto de Duplicação Rodovia BR 163/MS Foto 01: Estação de coleta P01 localizada no rio Iguatemi no eixo Foto 02: Estação de coleta P01 localizada no rio Iguatemi no eixo Foto 03: Estação de coleta P02 localizada no rio Itaquiraí no eixo Foto

Leia mais

DIETA DO PEIXE-CACHORRO Acestrorhynchus pantaneiro MENEZES, 1992 (Characidae: Acestrorhynchinae) DO PANTANAL DE POCONÉ, MATO GROSSO, BRASIL

DIETA DO PEIXE-CACHORRO Acestrorhynchus pantaneiro MENEZES, 1992 (Characidae: Acestrorhynchinae) DO PANTANAL DE POCONÉ, MATO GROSSO, BRASIL Original Article 287 DIETA DO PEIXE-CACHORRO Acestrorhynchus pantaneiro MENEZES, 1992 (Characidae: Acestrorhynchinae) DO PANTANAL DE POCONÉ, MATO GROSSO, BRASIL DIET OF THE DOG FISH Acestrorhynchus Pantaneiro

Leia mais

Flávio César Thadeo de Lima 1,2 & Rodrigo Antunes Caires 1

Flávio César Thadeo de Lima 1,2 & Rodrigo Antunes Caires 1 Biota Neotrop., vol. 11, no. 1 Peixes da Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins, bacias dos Rios Tocantins e São Francisco, com observações sobre as implicações biogeográficas das águas emendadas dos

Leia mais

Assessment of the ichthyofauna in stretches under the influence of Salto Grande Reservoir (Middle Paranapanema River, SP/PR, Brazil)

Assessment of the ichthyofauna in stretches under the influence of Salto Grande Reservoir (Middle Paranapanema River, SP/PR, Brazil) Assessment of the ichthyofauna in stretches under the influence of Salto Grande Reservoir (Middle Paranapanema River, SP/PR, Brazil) Levantamento da ictiofauna nos trechos sob influência do reservatório

Leia mais

RELATÓRIO FINAL REFERENTE ÀS CAMPANHAS DE CAMPO

RELATÓRIO FINAL REFERENTE ÀS CAMPANHAS DE CAMPO COMPANHIA ENERGÉTICA DE MINAS GERAIS - CEMIG MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA NO RESERVATÓRIO DA UHE NOVA PONTE, RIO ARAGUARI-MG (ANO DE 2003) RELATÓRIO FINAL REFERENTE ÀS CAMPANHAS DE CAMPO N.º ST-674-D-RE-Z08-002

Leia mais

ESTRUTURA POULACIONAL DE H. ancistroides (Ihering, 1911) EM RIACHOS URBANOS NO MUNICIPIO DE TOLEDO, PARANA

ESTRUTURA POULACIONAL DE H. ancistroides (Ihering, 1911) EM RIACHOS URBANOS NO MUNICIPIO DE TOLEDO, PARANA ESTRUTURA POULACIONAL DE H. ancistroides (Ihering, 1911) EM RIACHOS URBANOS NO MUNICIPIO DE TOLEDO, PARANA 1* Thales Serrano Silva, 2 Tiago Debona, 3 Vinicius Valiente do Santos, 4 Ricardo Soni, 5 Éder

Leia mais

Ictiofauna de área prioritária para conservação, Médio São Francisco, Minas Gerais, sudeste do Brasil

Ictiofauna de área prioritária para conservação, Médio São Francisco, Minas Gerais, sudeste do Brasil Neotropical Biology and Conservation 11(2):94-100, may-august 2016 Unisinos - doi: 10.4013/nbc.2016.112.06 Ictiofauna de área prioritária para conservação, Médio São Francisco, Minas Gerais, sudeste do

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO AO CONHECIMENTO DA ICTIOFAUNA DA BACIA DO ALTO RIO IGUAÇU, PARANÁ, BRASIL

CONTRIBUIÇÃO AO CONHECIMENTO DA ICTIOFAUNA DA BACIA DO ALTO RIO IGUAÇU, PARANÁ, BRASIL 23 CONTRIBUIÇÃO AO CONHECIMENTO DA ICTIOFAUNA DA BACIA DO ALTO RIO IGUAÇU, PARANÁ, BRASIL Leonardo Ferreira da Silva Ingenito Luiz Fernando Duboc Vinícius Abilhoa INGENITO 1, L. F. S.; DUBOC 2, L. F.;

Leia mais

ICTIOFAUNA DO PARQUE DAS NEBLINAS

ICTIOFAUNA DO PARQUE DAS NEBLINAS ICTIOFAUNA DO PARQUE DAS NEBLINAS INTRODUÇÃO A fauna de peixes da Mata Atlântica caracteriza-se por ser bastante rica, variada e com alto grau de endemismo, e por apresentar íntima associação com a floresta,

Leia mais

Relação entre parâmetros ecológicos e qualidade ambiental em três córregos na bacia do alto rio Paraná

Relação entre parâmetros ecológicos e qualidade ambiental em três córregos na bacia do alto rio Paraná Biotemas, 26 (4): 101-110, dezembro de 2013 ISSNe 2175-7925 101 http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2013v26n4p101 Relação entre parâmetros ecológicos e qualidade ambiental em três córregos na bacia do

Leia mais

Estudos Ictiológicos e Monitoramento da Qualidade das Águas dos Reservatórios de Salto Santiago e Salto Osório Rio Iguaçu, PR*

Estudos Ictiológicos e Monitoramento da Qualidade das Águas dos Reservatórios de Salto Santiago e Salto Osório Rio Iguaçu, PR* Estudos Ictiológicos e Monitoramento da Qualidade das Águas dos Reservatórios de Salto Santiago e Salto Osório Rio Iguaçu, PR* Gilmar Baumgartner, UNIOESTE; Dirceu Baumgartner, UNIOESTE; Nyamien Y. Sebastien,

Leia mais

Diversidade da ictiofauna do Alto Rio Paraná: composição atual e perspectivas futuras

Diversidade da ictiofauna do Alto Rio Paraná: composição atual e perspectivas futuras Diversidade da ictiofauna do Alto Rio Paraná: composição atual e perspectivas futuras Francisco Langeani 1,6, Ricardo Macedo Corrêa e Castro 2, Osvaldo Takeshi Oyakawa 3, Oscar Akio Shibatta 4, Carla Simone

Leia mais

Impacto de barragem hidrelétrica na reprodução de peixes NILO BAZZOLI

Impacto de barragem hidrelétrica na reprodução de peixes NILO BAZZOLI Impacto de barragem hidrelétrica na reprodução de peixes NILO BAZZOLI Nos reservatórios: peixes migradores completam a vitelogênese mas a maturação final e a desova não ocorrem. Peixes muito importantes

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DA ICTIOFAUNA E AVALIAÇÃO DOS ATRIBUTOS AMBIENTAIS DE DUAS SUB-BACIAS DO BAIXO SOROCABA, SP.

CARACTERIZAÇÃO DA ICTIOFAUNA E AVALIAÇÃO DOS ATRIBUTOS AMBIENTAIS DE DUAS SUB-BACIAS DO BAIXO SOROCABA, SP. CARACTERIZAÇÃO DA ICTIOFAUNA E AVALIAÇÃO DOS ATRIBUTOS AMBIENTAIS DE DUAS SUB-BACIAS DO BAIXO SOROCABA, SP. Cruz, B. B. 1 ; Teshima, F. A. 1 ; Cetra, M. 1 ¹ Universidade federal de São Carlos, Campus Sorocaba.

Leia mais

Revista Agrogeoambiental - v.7, n.1 - Março 2015

Revista Agrogeoambiental - v.7, n.1 - Março 2015 COMPOSIÇÃO E ESTRUTURA DA COMUNIDADE DE PEIES DE UM AFLUENTE DO RIO TIETÊ, BACIA DO ALTO RIO PARANÁ 1 Jane Piton Serra Fabio de Faria e Souza Campos 3 André Luis da Silva Castro 2 Resumo A América do Sul

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DO ICTIOPLÂNCTON NO MÉDIO RIO URUGUAI: INFLUÊNCIA DE VARIÁVEIS REGIONAIS E LOCAIS

DISTRIBUIÇÃO DO ICTIOPLÂNCTON NO MÉDIO RIO URUGUAI: INFLUÊNCIA DE VARIÁVEIS REGIONAIS E LOCAIS DISTRIBUIÇÃO DO ICTIOPLÂNCTON NO MÉDIO RIO URUGUAI: INFLUÊNCIA DE VARIÁVEIS REGIONAIS E LOCAIS ÍSIS TAMARA DE VLIEGER 1,2, DAVID AUGUSTO REYNALTE TATAJE 1,2 1 Universidade Federal da Fronteira Sul, campus

Leia mais

CRISTINA SARTORI. A hipótese de aceitação biótica explica o sucesso das invasões biológicas em ambientes aquáticos modificados

CRISTINA SARTORI. A hipótese de aceitação biótica explica o sucesso das invasões biológicas em ambientes aquáticos modificados UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CONSERVAÇÃO E MANEJO DE RECURSOS NATURAIS NÍVEL MESTRADO CRISTINA SARTORI A

Leia mais

Ictiofauna dos trechos alto e médio da bacia do rio Tibagi, Paraná, Brasil

Ictiofauna dos trechos alto e médio da bacia do rio Tibagi, Paraná, Brasil Ictiofauna dos trechos alto e médio da bacia do rio Tibagi, Paraná, Brasil Shibatta, OA et al. Biota Neotropica, Vol.7 (number 2): 2007; p. 125-134. A versão on-line completa deste artigo está disponível

Leia mais

Ichthyofauna of headwaters from Sepotuba River Basin, Upper Paraguay River Basin, Tangará da Serra, Mato Grosso State, Brazil

Ichthyofauna of headwaters from Sepotuba River Basin, Upper Paraguay River Basin, Tangará da Serra, Mato Grosso State, Brazil Ichthyofauna of headwaters from Sepotuba River Basin, Upper Paraguay River Basin, Tangará da Serra, Mato Grosso State, Brazil DIONES KRINSKI 1, EDSON J. DO CARMO 2* & CARLOS S. MIYAZAWA 3 1 Universidade

Leia mais

PROGRAMA DE INVENTARIAMENTO, MONITORAMENTO E RESGATE DA ICTIOFAUNA UHE FOZ DO RIO CLARO

PROGRAMA DE INVENTARIAMENTO, MONITORAMENTO E RESGATE DA ICTIOFAUNA UHE FOZ DO RIO CLARO PROGRAMA DE INVENTARIAMENTO, MONITORAMENTO E RESGATE DA ICTIOFAUNA UHE FOZ DO RIO CLARO RELATÓRIO SEMESTRAL JULHO 2008 Execução: Consiliu Meio Ambiente & Projetos CREA PR 12.212/F Systema Naturae Consultoria

Leia mais

Lima, F.C.T. & Caires, R.A.

Lima, F.C.T. & Caires, R.A. Peixes da Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins, bacias dos rios Tocantins e São Francisco, com observações sobre as implicações biogeográficas das águas emendadas dos rios Sapão e Galheiros Biota

Leia mais

VARIAÇÃO SAZONAL NA DIETA DE Astyanax aff. paranae EIGENMANN, 1914 EM UMA REGIÃO DE CABECEIRA NA BACIA DO RIO IVAÍ

VARIAÇÃO SAZONAL NA DIETA DE Astyanax aff. paranae EIGENMANN, 1914 EM UMA REGIÃO DE CABECEIRA NA BACIA DO RIO IVAÍ Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, Maringá (PR) DOI: http://dx.doi.org/10.17765/2176-9168.2015v8n3p683-696 VARIAÇÃO SAZONAL NA DIETA DE Astyanax aff. paranae EIGENMANN, 1914 EM UMA REGIÃO DE CABECEIRA

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GIA 27 14 a 17 Outubro de 2007 Rio de Janeiro - RJ GRUPO XI GRUPO DE ESTUDO DE IMPACTOS AMBIENTAIS GIA ESTUDO ICTIOFAUNÍSTICO PARA

Leia mais

UM TERCEIRO CITÓTIPO DE Astyanax aff. fasciatus (TELEOSTEI, CHARACIDAE) DA BACIA DO RIO SÃO FRANCISCO

UM TERCEIRO CITÓTIPO DE Astyanax aff. fasciatus (TELEOSTEI, CHARACIDAE) DA BACIA DO RIO SÃO FRANCISCO ISSN 2236-3866 DOI: 10.7902/ecb.v4i1.42 Acesso livre em www.simposiodabiodiversidade.com.br/ecb 1 UM TERCEIRO CITÓTIPO DE Astyanax aff. fasciatus (TELEOSTEI, CHARACIDAE) DA BACIA DO RIO SÃO FRANCISCO A

Leia mais

16) Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887)

16) Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887) 130 Ovos e larvas de peixes de água doce... 16) Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887) Nomes comuns : Pacu e pacu-caranha. Distribuição geográfica: Bacia do rio da Prata (Romagosa; Paiva; Godinho; Storfer,

Leia mais

UHE Santo Antônio Programa de Conservação da Ictiofauna Subprograma de Monitoramento do Sistema de Transposição de Peixes

UHE Santo Antônio Programa de Conservação da Ictiofauna Subprograma de Monitoramento do Sistema de Transposição de Peixes UHE Santo Antônio Programa de Conservação da Ictiofauna Subprograma de Monitoramento do Sistema de Transposição de Peixes Proposta apresentada à Santo Antônio Energia Belo Horizonte Junho de 2011 1 Apresentação

Leia mais

Vazão Ambiental no Baixo Curso do Rio São Francisco

Vazão Ambiental no Baixo Curso do Rio São Francisco Vazão Ambiental no Baixo Curso do Rio São Francisco Yvonilde Medeiros UFBA Novembro 2014 VAZÃO AMBIENTAL A qualidade, quantidade e distribuição de água necessárias para manter os componentes, funções e

Leia mais

Fish, Barra Bonita River, upper Paraná River basin, state of Paraná, Brazil.

Fish, Barra Bonita River, upper Paraná River basin, state of Paraná, Brazil. Fish, Barra Bonita River, upper Paraná River basin, state of Paraná, Brazil. Álvaro Maier 1 Cláudio Henrique Zawadzki 2 Weferson Júnio da Graça 2 Alessandro Gasparetto Bifi 2 1 Universidade Estadual do

Leia mais

PARECER TÉCNICO Nº. 001/08 NCA/TEC GOIÂNIA, GO, 18 DE JULHO DE REFERÊNCIA: GRADE ANTI CARDUMES UHE FOZ DO RIO CLARO OBJETIVO DO DOCUMENTO

PARECER TÉCNICO Nº. 001/08 NCA/TEC GOIÂNIA, GO, 18 DE JULHO DE REFERÊNCIA: GRADE ANTI CARDUMES UHE FOZ DO RIO CLARO OBJETIVO DO DOCUMENTO PARECER TÉCNICO Nº. 001/08 NCA/TEC GOIÂNIA, GO, 18 DE JULHO DE 2008. REFERÊNCIA: GRADE ANTI CARDUMES UHE FOZ DO RIO CLARO OBJETIVO DO DOCUMENTO Este documento faz uma avaliação técnica sobre o dimensionamento

Leia mais

22 a 26 de maio de Toledo - Paraná - Brasil

22 a 26 de maio de Toledo - Paraná - Brasil Estudo da movimentação ascendente e descendente de peixes na escada da UHE (Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta - CESP) Sérgio Issao Fukushima¹, Gilmar Baumgartner², Sérgio Makrakis², Pedro Rogério

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DO MONITORAMENTO DE ICTIOFAUNA E ICTIOPLÂNCTON NA UHE SÃO DOMINGOS - MS

RELATÓRIO FINAL DO MONITORAMENTO DE ICTIOFAUNA E ICTIOPLÂNCTON NA UHE SÃO DOMINGOS - MS RELATÓRIO FINAL DO MONITORAMENTO DE ICTIOFAUNA E ICTIOPLÂNCTON NA UHE SÃO DOMINGOS - MS Janeiro de 2015. SUMÁRIO 1 EQUIPE TÉCNICA... 4 2 INTRODUÇÃO... 5 Ictiofauna... 5 Ictioplâncton... 6 2.1. OBJETIVO

Leia mais

COLEÇÃO ICTIOLÓGICA DO IFC ARAQUARI: PADRONIZAÇÃO E CRIAÇÃO DE UM SISTEMA DE CATALOGAÇÃO

COLEÇÃO ICTIOLÓGICA DO IFC ARAQUARI: PADRONIZAÇÃO E CRIAÇÃO DE UM SISTEMA DE CATALOGAÇÃO COLEÇÃO ICTIOLÓGICA DO IFC ARAQUARI: PADRONIZAÇÃO E CRIAÇÃO DE UM SISTEMA DE CATALOGAÇÃO Xavier, Gabriella Hagedorn 1 ; Preto, Artur de Lima 2 ; Limeira, Daniel Meneguello 2 Instituto Federal Catarinense,

Leia mais

ÊNFASE NO ANDIRÁ Henochilus wheatlandii

ÊNFASE NO ANDIRÁ Henochilus wheatlandii ESTUDOS E LEVANTAMENTOS DAS ESPÉCIES DE PEIXES DA BACIA DO RIO SANTO ANTÔNIO ÊNFASE NO ANDIRÁ Henochilus wheatlandii Abril DE 2008 Belo Horizonte-MG LOCALIZAÇÃO DOS EMPREENDIMENTOS PCH's da Globalbank

Leia mais

As Cabeceiras de um Rio que ainda não Morreu

As Cabeceiras de um Rio que ainda não Morreu As Cabeceiras de um Rio que ainda não Morreu Considerado morto dentro dos limites da cidade de São Paulo, o rio Tietê abriga a menos de 80 km do centro da capital espécies de peixes não descritas pela

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE AQUICULTURA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AQUICULTURA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE AQUICULTURA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AQUICULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE AQUICULTURA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AQUICULTURA EFEITO DA VARIAÇÃO DO NÍVEL DE ÁGUA DOS RESERVATÓRIOS SOBRE O RECRUTAMENTO

Leia mais

Relatório Parcial sobre os primeiros trabalhos de campo realizado no Parque Nacional do Caparaó

Relatório Parcial sobre os primeiros trabalhos de campo realizado no Parque Nacional do Caparaó Relatório Parcial sobre os primeiros trabalhos de campo realizado no Parque Nacional do Caparaó Organização: Luisa Maria Sarmento Soares e Ronaldo Fernando Martins Pinheiro Museu de Biologia Prof. Mello

Leia mais

RELATÓRIO FINAL. Guilherme Souza ASSOCIAÇÃO DOS PESCADORES E AMIGOS DO RIO PARAÍBA DO SUL/PROJETO PIABANHA

RELATÓRIO FINAL. Guilherme Souza ASSOCIAÇÃO DOS PESCADORES E AMIGOS DO RIO PARAÍBA DO SUL/PROJETO PIABANHA Levantamentos rápidos de biodiversidade no tema ictiofauna (peixes) nas sub-bacias dos Rios Imbé, Muriaé e Guaxindiba e elaboração de estratégias para a conservação no âmbito da região do Norte e Noroeste

Leia mais

Variação ecomorfológica em populações de Astyanax aff. paranae Eigenmann, 1914, na bacia do alto Rio Paraná

Variação ecomorfológica em populações de Astyanax aff. paranae Eigenmann, 1914, na bacia do alto Rio Paraná ARTIGO DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v5n3p44-49 Variação ecomorfológica em populações de Astyanax aff. paranae Eigenmann, 1914, na bacia do alto Rio Paraná 1,2* 2,5 2,5 2,3 2,4

Leia mais

INSTITUTO SOUZA. Mirim

INSTITUTO SOUZA. Mirim UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DIOGO FREITAS SOUZA Interferência das construções sucessivas de Pequenas Centrais Hidroelétricas (PCH), sobre a ictiofaunaa do rio Sapucaí- Mirim

Leia mais

MONOGENAS DE PSEUDOPLATYSTOMA (SILURIFORMES: PIMELODIDAE) ORIUNDOS DE PISCICULTURAS E AMBIENTES NATURAIS

MONOGENAS DE PSEUDOPLATYSTOMA (SILURIFORMES: PIMELODIDAE) ORIUNDOS DE PISCICULTURAS E AMBIENTES NATURAIS MONOGENAS DE PSEUDOPLATYSTOMA (SILURIFORMES: PIMELODIDAE) ORIUNDOS DE PISCICULTURAS E AMBIENTES NATURAIS Tauane Catilza Lopes Fernandes 1 ; Cristiane de Fátima Meldau de Campos 2 1 Bolsista do CNPq, estudante

Leia mais

Mural da SBI Nº 76. Editorial. XVI ENCONTRO BRASILEIRO DE ICTIOLOGIA Ictiofauna brasileira: estado atual do conhecimento. João Pessoa Setembro 2004

Mural da SBI Nº 76. Editorial. XVI ENCONTRO BRASILEIRO DE ICTIOLOGIA Ictiofauna brasileira: estado atual do conhecimento. João Pessoa Setembro 2004 ISSN 1519-0021 João Pessoa Setembro 2004 Editorial Nº 76 Utilidade Pública Municipal: Decreto Municipal 36.331, São Paulo Utilidade Pública Estadual: Decreto Estadual 42.825, São Paulo Utilidade Pública

Leia mais

A ictiofauna do rio das Antas: distribuição e bionomia das espécies

A ictiofauna do rio das Antas: distribuição e bionomia das espécies A ictiofauna do rio das Antas: distribuição e bionomia das espécies DADOS DA EDITORA? Karla Danielle Gaspar da Luz Agostinho João Dirço Latini Fabiane Abujanra Luiz Carlos Gomes Angelo Antonio Agostinho

Leia mais

Estudo da diversidade de peixes do Estado de São Paulo (versão preliminar - dezembro/1996)

Estudo da diversidade de peixes do Estado de São Paulo (versão preliminar - dezembro/1996) Estudo da diversidade de peixes do Estado de São Paulo (versão preliminar - dezembro/1996) RICARDO M.C. CASTRO Laboratório de Ictiologia, Departamento de Biologia, FFCLRP-USP, Av. Bandeirantes 3900, 14040-901,

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO FINAL. Sumário. EQUIPE TÉCNICA RESPONSÁVEL PELO... vi. RESGATE DE ICTIOFAUNA E COMPOSIÇÃO DO RELATÓRIO... vi

RELATÓRIO TÉCNICO FINAL. Sumário. EQUIPE TÉCNICA RESPONSÁVEL PELO... vi. RESGATE DE ICTIOFAUNA E COMPOSIÇÃO DO RELATÓRIO... vi PROGRAMA AMBIENTAL DE RESGATE DE ICTIOFAUNA DA PCH SALTO MAUÁ - KLABIN NO RIO TIBAGI - RELATÓRIO TÉCNICO FINAL - Dezembro / 2013 PROGRAMA AMBIENTAL DE RESGATE DE ICTIOFAUNA DA PCH SALTO MAUÁ - KLABIN,

Leia mais

MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA USINA HIDRELÉTRICA EMBORCAÇÃO

MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA USINA HIDRELÉTRICA EMBORCAÇÃO CAMPANHA MONITORAMENTO DA ICTIOFAUNA USINA HIDRELÉTRICA EMBORCAÇÃO Água e Terra Planejamento Ambiental Ltda. PATOS DE MINAS, MARÇO DE 2008. 1 RESPONSABILIDADE TÉCNICA Água e Terra Planejamento Ambiental

Leia mais

Revista Eletrônica de Biologia

Revista Eletrônica de Biologia 36. REB Volume 5 (1): 36-48, 2012 ISSN 1983-7682 Revista Eletrônica de Biologia Estudo Preliminar Comparativo das Espécies de Peixes do Rio Itapetininga e em uma de suas Lagoas Marginais Preliminary Comparative

Leia mais