Ethanol, fuel for CO2 reduction on ICE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ethanol, fuel for CO2 reduction on ICE"

Transcrição

1 Ethanol, fuel for CO2 reduction on ICE (Etanol, combustível para redução de CO2 em motores de combustão interna) Dr. Eduardo Tomanik MAHLE Metal Leve S/A MAHLE

2 Ethanol, fuel for CO2 reduction on ICE CO2 emissions of Future cars Worldwide Interest for ethanol as fuel Some issues of using ethanol as fuel Conclusions Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/2012 2

3 Which will be the future car? Electrical? Hybrid? Hydrogen fuel cell? Low Cost Downsizing? Bio-Fuel PetroSal? We can only be sure that different solutions will exist! Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/2012 3

4 GreenHousegas (GHG) emissions Predictions to 2035 GHG Emissions (gco2e/km) SI Current (2008) 160 Well-to-tank Tank-to-wheels Materials SI Turbo SI Diesel HEV PHEV FCV BEV SI: Spark-Ignition HEV: Hybrid Electric Vehicle PHEV:Plug-in Hybrid with 30-mile all electric range FCV:Hydrogen Fuel Cell vehicle BEV: Battery Electric Vehicle Price Increment relative to Gasoline SIE (USD): Turbo SI 700 Diesel 1,700 Hybrid 2,500 Plug-in Hybrid 5,900 Fuel Cell 5,300 Battery Electric 14,400 Source: On the road in 2035 MIT report Jul/2008 Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/2012 4

5 Well to Wheel The complete cycle of emissions Considering the emissions to produce the fuel, use of bio-fuels brings more CO2 reduction than battery electric vehicles. CO2 Emissions (%) REF. 23% 32% reduction of 36% 49% 77% 81% 0 Standard Gasoline Standard Diesel Gasoline + Hybrid Diesel + Hybrid Battery Electric Vehicle Biodiesel Ethanol Adapted from Mobility 2030: Meeting the challenges to sustainability World Business Council for Sustainable Development - Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/2012 5

6 Car Fuel Worldwide Fleet till in 2030 By 2030, 90% of the cars still will have internal combustion engines. HCCI: Homogeneous Charge Compression Ignition, CAI: Controlled Auto Ignition Fonte: Continental estimativa baseada em EUCAR 2002, SV, VDA, OEM- Feedback, CVA, CSM 11/2010. Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/2012 6

7 Car Fuel consumption in 2035 Source: On the road in 2035 MIT report Jul/2008 Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/2012 7

8 Propriedade Octanagem Ponto de Fulgor PCI [MJ/kg] Calor Latente de Vaporização [kj/kg] Limite de Inflamabilidade(λ) Relação Estequiométrica - Ar Combustível (A/F) Propriedades físico-químicas E22 x E100 Gasolina (E22) [RON] ~ 92 [ C] ~ 25* [MJ/kg] 38 [kj/kg] 380 ~500 [ -] [ -] 13,2 : 1 Etanol (E100) [RON] > 100 [ C] ~ 13* [MJ/kg] 25,2 [kj/kg] 903 [ -] [ -] 9,0: 1 Desafio Motores que operem em condições tão distintas de taxas compressão ideal Valores menores indicam dificuldade de queima (dificuldadeem partida a frio) Manter a eficiência trabalhando com combustíveis diferentes Dificuldadeem partida a frio Valores maiores implicam em dificuldade de inflamar o combustível Controle da queima estratificada (qualidade do combustível) Controle de vazões diferentes pelo injetor Oportunidade Octanagempermite maior taxa de compressão, aumentando assim, a eficiência do motor Dificuldadede queima pode ser resolvida pelo aumento da pressão de injeção na câmara de combustão (~ 200 bar) Aplicação de downsizing acompanhada de sobrealimentação (cargas altas) Valores maiores aumentamo rendimento volumétrico, pois resfriam a câmara de combustão A queima estratificada explora o potencial do etanol de queimar em condiçõesmais pobres Osinjetores DI são mais precisos mesmo em uma maior faixa de operação (> linearidade) Source: Continental Powertrain

9 International Research on Ethanol ICE Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/2012 9

10 CO2 reduction using Ethanol Schwaderlapp et al., Ethanol and its Potential for Downsized Engine Concepts (FEV and RWTH Aachen University), MTZ Feb 2012 Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/

11 Ethanol, fuel for CO2 reduction on ICE CO2 emissions of Future cars Worldwide Interest for ethanol as fuel Some issues of using ethanol as fuel Conclusions Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/

12 Flex fuel engines Some issues(1/3) Engines Higher efficiency More compact engines CO2 Emissions reduction Lower fuel consumption FFE Technology PCP increase (20 to 30%) More fuel injection (+30%) Spark time changed PCU Higher Loads Less lubrication (fuel dilution) Tribological Severity Increased Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/

13 Flex fuel engines Some issues(2/3) - Ethanol lower lubricity Bearing corrosion -Fuel dilution on cold start -PCP is higher and closer to TDC Bearing corrosion after ethanol usage with a non-appropriated lube oil, Flex-Fuel engine. MAHLE Performance magazine, 2009 Pressure (bar) Gasoline Alcohol PCP (bar) Maximum PCP Gasoline: -E100: Ethanol: E 22: 66 Piston ring spalling Crank angle (º) Ferrarese et al. Piston Ring Tribological Challenges on the Next Generation offlex-fuelengines SAE SAEInt.J.Engines,Vol.3, 13 Issue2 Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/2012

14 Flex fuel engines Some issues(3/3) Valve Issues 4 Rodas Gel in thefuel pump Cordeiro; Yoshino SAE Carmakers rethink sustainability approach amid E10 fuel fiasco 14 4Rodas,Nov2009 Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/2012 MAHLE

15 International Research on Ethanol issues Ethanol effects on Lube and Bearings Hikita et al. Ethanol dilution on Lube Schwarze et al. Effect of Ethanol Fuel E85 on Lube Degradation and Wear in SI Engines MTZ 04/2010 MTZ Jun/2012 Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/

16 Worldwide interest on ethanol as fuel for combustion engines * 109 (2011) USA EPA apud Schwaderlapp et al., Ethanol and its Potential for Downsized Engine Concepts (FEV and RWTH Aachen University), MTZ Feb 2012 Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/

17 Conclusions A variety of vehicle/engine technologies is expected on the future. While developed countries will demand high efficiency/tech solutions, the growing market will be on developing countries. Considering well to wheel, advanced engines burning bio-fuels have the lowest CO2 emissions. Lower even than full electric vehicles. Ethanol fuel brings both advantages and disadvantages in terms of combustion and tribology. So far, engines are mostly adapted from gasoline engines, not ethanol optimized. More concentrated efforts on R&D are needed to fully explore the ethanol potential as engine fuel. Although pioneer in ethanol, Brazil scientific studies of ethanol as combustion engine fuel are relatively few. Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/ MAHLE

18 Ethanol, fuel for CO2 reduction on ICE (etanol, combustivel para redução de CO2 em motores de combustão interna) Obrigado Thanks for the attention Tomanik - SAE Energia Verde - Jun/ MAHLE

Divisão de Projetos de P&D em Portfólios A Experiência MAHLE

Divisão de Projetos de P&D em Portfólios A Experiência MAHLE A Experiência MAHLE André Ferrarese Engenheiro de Pesquisa andre.ferrarese@br.mahle.com MAHLE Metal Leve S/A Junho, 2011 1 Agenda O Futuro dos Carros e dos Motores O Grupo MAHLE Os Desafios de P&D para

Leia mais

NEXT ENERGY REVOLUTION BioFUELS???; Electric Vehicles???? Carla Silva

NEXT ENERGY REVOLUTION BioFUELS???; Electric Vehicles???? Carla Silva NEXT ENERGY REVOLUTION BioFUELS???; Electric Vehicles???? Carla Silva camsilva@ciencias.ulisboa.pt 2 Who am I Carla Silva camsilva@ciencias.ulisboa.pt Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia Integrated

Leia mais

Motorização Diesel Medidas para atender os requisitos em eficiência energética e emissões

Motorização Diesel Medidas para atender os requisitos em eficiência energética e emissões Motorização Diesel Medidas para atender os requisitos em eficiência energética e emissões mario.massagardi@br.bosch.com 1 Segmento: Carros e LD Motorização Diesel para carros e veículos leves 2 EU: Metas

Leia mais

Como aumentar o interesse em desenvolver veículos mais eficientes com etanol?

Como aumentar o interesse em desenvolver veículos mais eficientes com etanol? Como aumentar o interesse em desenvolver veículos mais eficientes com etanol? Eficiência Energética Sustentável - Metodologia incluindo GEE poço à roda - Segurança de abastecimento de etanol -Competitividade

Leia mais

Tecnologias Bosch para Etanol

Tecnologias Bosch para Etanol Tecnologias Bosch para Etanol Bruno Bragazza Fábio Ferreira Mário Massagardi 1 RBLA/MIT 1/7/2015 Robert Bosch Ltda 2014. Reserves all rights even in the event of industrial property rights. We reserve

Leia mais

Produção de biocombustíveis líquidos por pirólise seguida de hidrogenação de óleos alimentares usados

Produção de biocombustíveis líquidos por pirólise seguida de hidrogenação de óleos alimentares usados UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA GEOGRÁFICA, GEOFÍSICA E ENERGIA Produção de biocombustíveis líquidos por pirólise seguida de hidrogenação de óleos alimentares usados

Leia mais

Inovar-Auto Front Auto part companies proposing technology solutions to the improvement of Inovar Auto with the future of mobility in focus

Inovar-Auto Front Auto part companies proposing technology solutions to the improvement of Inovar Auto with the future of mobility in focus Inovar-Auto Front Auto part companies proposing technology solutions to the improvement of Inovar Auto with the future of mobility in focus Setember, 2015 Value triad to the future of powertrain in automotive

Leia mais

Energy in Transports Fuel consumption and emissions from road vehicles. Tiago Lopes Farias

Energy in Transports Fuel consumption and emissions from road vehicles. Tiago Lopes Farias Energy in Transports Fuel consumption and emissions from road vehicles Tiago Lopes Farias Instituto Superior Técnico Otto Engine: : 4 stroke cycle ADMISSÃO COMPRESSÃO EXPANSÃO ESCAPE Main variables curso

Leia mais

GHG missions in sugar cane ethanol production and avoided CO2

GHG missions in sugar cane ethanol production and avoided CO2 Biocombustíveis GHG missions in sugar cane ethanol production and avoided CO2 Balance of CO2 capture by sugar cane: D = C + E + F + G (3) Net avoided CO2 by sugar cane ethanol = H + H A B - C (4) A B C

Leia mais

9o. Salão Latino-Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias Motores de combustão interna para os veículos elétricos híbridos

9o. Salão Latino-Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias Motores de combustão interna para os veículos elétricos híbridos Motores de combustão interna para os veículos elétricos híbridos Waldyr Luiz Ribeiro Gallo DE FEM - UNICAMP São Paulo, 12 de setembro de 2013 Sumário 1. Por que não veículos elétricos? 2. O papel do veículos

Leia mais

Fuel consumption reduction potential of a Mild Hybrid system applied to a popular flex fuel vehicle

Fuel consumption reduction potential of a Mild Hybrid system applied to a popular flex fuel vehicle Fuel consumption reduction potential of a Mild Hybrid system applied to a popular flex fuel vehicle Terms Definition Pág. 2 07.06.2013 Definitions for the proposed system: Battery state of charge (SOC)

Leia mais

Workshop 2 Changes in Automotive Industry: New Markets Different Technologies?

Workshop 2 Changes in Automotive Industry: New Markets Different Technologies? Organization: Cooperation: Workshop 2 Changes in Automotive Industry: New Markets Different Technologies? Volkswagen do Brasil Cologne, August 25 th, 2008 Volkswagen do Brasil Present in Brazil since 1953

Leia mais

Simpósio de Eficiência Energética: Emissões e Combustíveis

Simpósio de Eficiência Energética: Emissões e Combustíveis Simpósio de Eficiência Energética: Emissões e Combustíveis Eficiência de Veículos com Etanol Francisco E. B. Nigro São Paulo, 21/05/2015 AGENDA: PROPRIEDADES - ETANOL X GASOLINA EVOLUÇÃO DA PROPULSÃO DE

Leia mais

Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles

Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles Adcley Souza (adcley.souza@hotmail.com) Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric

Leia mais

Equipment Guide Rev. 1. Técnicas Preditivas Aplicadas em Motores Alternativos

Equipment Guide Rev. 1. Técnicas Preditivas Aplicadas em Motores Alternativos Técnicas Preditivas Aplicadas em Motores Alternativos INTRODUÇÃO Introdução Analise Preditava é amplamente difundida para máquinas rotativas (Bombas, turbinas, compressores centrífugos, motores elétricos,

Leia mais

Porsche Híbridos, Elétricos e a Mobilidade Câmara Alemã. PAG Region V5

Porsche Híbridos, Elétricos e a Mobilidade Câmara Alemã. PAG Region V5 Porsche Híbridos, Elétricos e a Mobilidade Câmara Alemã Bem-vindos. Mariana Roméro Gerente de RP e Imprensa Porsche Brasil Bem-vindos. Matthias Brück Diretor Presidente Porsche Brasil A personalidade da

Leia mais

Criando as bases para uma terceira revolução do etanol

Criando as bases para uma terceira revolução do etanol INEE III Seminário Internacional sobre Uso Eficiente de Etanol Auditório Bosch/Campinas, Setembro de 2016 Criando as bases para uma terceira revolução do etanol Luiz A. Horta Nogueira Universidade Federal

Leia mais

MOTORES Flex. Tadeu Cordeiro, M.Sc., D.Sc. Consultor Senior CENPES/PDAB/DPM. UFRJ Dezembro de 2012

MOTORES Flex. Tadeu Cordeiro, M.Sc., D.Sc. Consultor Senior CENPES/PDAB/DPM. UFRJ Dezembro de 2012 MOTORES Flex Tadeu Cordeiro, M.Sc., D.Sc. Consultor Senior CENPES/PDAB/DPM UFRJ Dezembro de 2012 FLEX FUEL BRASILEIRO Permite a utilização de álcool hidratado (E100), gasolina (E22) ou qualquer mistura

Leia mais

Exame de Seleção. Mestrado em Engenharia de Reatores Nucleares - Turma 2011

Exame de Seleção. Mestrado em Engenharia de Reatores Nucleares - Turma 2011 Instituto de Engenharia Nuclear COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA NUCLEARES Exame de Seleção Mestrado em Engenharia de Reatores Nucleares - Turma 2011

Leia mais

Relatório de viagem. Ciência sem Fronteiras University of Surrey (Inglaterra) Leticia Vidal Ozorio Curso: Engenharia Mecânica

Relatório de viagem. Ciência sem Fronteiras University of Surrey (Inglaterra) Leticia Vidal Ozorio Curso: Engenharia Mecânica Relatório de viagem Ciência sem Fronteiras University of Surrey (Inglaterra) Leticia Vidal Ozorio Curso: Engenharia Mecânica Período de intercâmbio: Setembro 2015 Agosto 2016 Realizei um intercâmbio acadêmico

Leia mais

Prof. Mario Eduardo Santos Martins, Phd.

Prof. Mario Eduardo Santos Martins, Phd. Seminário Internacional de Energia da AUGM Prof. Mario Eduardo Santos Martins, Phd. Universidade Federal de Santa Maria Grupo de Pesquisa em Motores, Combustíveis e Emissões Necessidade de energia Iluminação

Leia mais

Nome empresa: Criado por: Telefone:

Nome empresa: Criado por: Telefone: Texto da proposta Data: 22-1-216 SCALA2 3-45 A Grundfos SCALA2 is a fully integrated, self-priming, compact waterworks for pressure boosting in domestic applications. SCALA2 incorporates integrated speed

Leia mais

Inovação na MAHLE Ricardo Abreu MAHLE

Inovação na MAHLE Ricardo Abreu MAHLE Inovação na MAHLE Ricardo Abreu 27.11.2014 1 Agenda Processo de Inovação MAHLE Soluções para Inovar-auto Novas soluções em periféricos FINEP e a estratégia de Inovação da MAHLE Conclusões Baseado em pesquisa

Leia mais

Sistema Multi-Combustível e seu Futuro

Sistema Multi-Combustível e seu Futuro Sistema Multi-Combustível e seu Futuro Frans Theunissen Orlando Volpato Delphi Automotive Systems South America Technical Center - Brasil Unimep Santa Bárbara D oeste 17 de agosto de 2005 Agenda Benefícios

Leia mais

CAPITULO 2. Potência e pressões médias de um motor de combustão. Eng. Julio Cesar Lodetti

CAPITULO 2. Potência e pressões médias de um motor de combustão. Eng. Julio Cesar Lodetti CAPITULO 2 Potência e pressões médias de um motor de combustão Eng. Julio Cesar Lodetti Definição de Potência e rendimento A potência, é por definição função do torque fornecido sobre o virabrequim, e

Leia mais

Produtos para Motocicletas & Aplicações para Motores Especiais. Products for Motocycles & Special Engines

Produtos para Motocicletas & Aplicações para Motores Especiais. Products for Motocycles & Special Engines Produtos para Motocicletas & Aplicações para Motores Especiais Products for Motocycles & Special Engines Introdução / Introduction Com 66 mil empregados, o Grupo Schaeffler é um dos líderes mundiais na

Leia mais

O FUTURO DA MATRIZ ENERGÉTICA EM FUNÇAO DOS MOTORES II Simpósio Internacional de Combustíveis, Biocombustíveis e Aditivos JOÃO IRINEU MEDEIROS

O FUTURO DA MATRIZ ENERGÉTICA EM FUNÇAO DOS MOTORES II Simpósio Internacional de Combustíveis, Biocombustíveis e Aditivos JOÃO IRINEU MEDEIROS O FUTURO DA MATRIZ ENERGÉTICA EM FUNÇAO DOS MOTORES II Simpósio Internacional de Combustíveis, Biocombustíveis e Aditivos JOÃO IRINEU MEDEIROS DIRETOR DE ENGENHARIA DO PRODUTO FPT MERCOSUL FÁ BR IC A S

Leia mais

O impulso para a utilização de lubrificantes mais avançados

O impulso para a utilização de lubrificantes mais avançados O impulso para a utilização de lubrificantes mais avançados Fabio Araujo, Latin America Product Manager, Engine Oils 6 º Encontro Internacional com o Mercado America do Sul 2016 Rio de Janeiro, Brasil

Leia mais

Evolução dos lubrificantes para as novas tecnologias automotivas. 28 de outubro de 2015

Evolução dos lubrificantes para as novas tecnologias automotivas. 28 de outubro de 2015 Evolução dos lubrificantes para as novas tecnologias automotivas 28 de outubro de 2015 Agenda Evolução dos lubrificantes Ferramentas e Desafios Impacto das novas tecnologias de motores no desenvolvimento

Leia mais

Palavras-chave: Injeção direta de combustível, Mistura, Motores de ignição por centelha.

Palavras-chave: Injeção direta de combustível, Mistura, Motores de ignição por centelha. INJEÇÃO DIRETA DE COMBUSTÍVEL EM MOTORES DE IGNIÇÃO POR CENTELHA Rodrigo Fernando Estella dos Santos Leônidas Hildebrand Júnior Luís Carlos Passarini Antônio Moreira dos Santos Adriano Carlos Nogueira

Leia mais

PMC5617. Motores Flexíveis. Semana de Eng. Mackenzie. Eduardo S. Oliveira, José Maria Muniz, Luciana R. Colin José Mauro, Roger Guilherme.

PMC5617. Motores Flexíveis. Semana de Eng. Mackenzie. Eduardo S. Oliveira, José Maria Muniz, Luciana R. Colin José Mauro, Roger Guilherme. Apresentar: 1) Alguns conceitos de motores de combustão interna; 2) Funcionamento simplificado da tecnologia Total-Flex ; Motor Otto: Para cada 13,8g de ar você pode colocar 1g de combustível (gasohol);

Leia mais

Etanol eficiente, A alternativa brasileira para o controle dos gases de efeito estufa (GEE) Sustentabilidade

Etanol eficiente, A alternativa brasileira para o controle dos gases de efeito estufa (GEE) Sustentabilidade Etanol eficiente, A alternativa brasileira para o controle dos gases de efeito estufa (GEE) PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA SUSTENTÁVEL. Sustentabilidade Eficiência Energética Conectadas e Sincronizadas

Leia mais

a) pressão máxima do ciclo; b) rendimento térmico; c) pressão média

a) pressão máxima do ciclo; b) rendimento térmico; c) pressão média Lista 1 de Motores de Combustão Interna 1. Para alguns motores Diesel é adequada a representação do ciclo motor segundo um ciclo dual, no qual parte do processo de combustão ocorre a volume constante e

Leia mais

Mariana de Lemos Alves. Carro Flex Fuel: Uma Avaliação por Opções Reais. Dissertação de Mestrado

Mariana de Lemos Alves. Carro Flex Fuel: Uma Avaliação por Opções Reais. Dissertação de Mestrado Mariana de Lemos Alves Carro Flex Fuel: Uma Avaliação por Opções Reais Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de Mestre pelo Programa de Pós- Graduação

Leia mais

Prêmio AEA Projetos de Meio Ambiente Redução de emissão de CO2 a partir de camisas com revestimento de níquel em blocos modernos de alumínio

Prêmio AEA Projetos de Meio Ambiente Redução de emissão de CO2 a partir de camisas com revestimento de níquel em blocos modernos de alumínio Prêmio AEA 2016 - Projetos de Meio Ambiente Redução de emissão de CO2 a partir de camisas com revestimento de níquel em blocos modernos de alumínio Rafael Bettini Rabello, Edney Rejowski, André Ferrarese

Leia mais

FLUIDOS REFRIGERANTES REFRIGERANTS

FLUIDOS REFRIGERANTES REFRIGERANTS FLUIDOS REFRIGERANTES REFRIGERANTS SOBRE A RLX ABOUT US A RLX é uma empresa multinacional com mais de 10 anos de mercado e especialista em fluidos refrigerantes. Possui atuação em todo o continente americano,

Leia mais

Química Aplicada. QAP0001 Licenciatura em Química Prof a. Dr a. Carla Dalmolin

Química Aplicada. QAP0001 Licenciatura em Química Prof a. Dr a. Carla Dalmolin Química Aplicada QAP0001 Licenciatura em Química Prof a. Dr a. Carla Dalmolin carla.dalmolin@udesc.br carla.dalmolin@gmail.com Combustíveis Reações de Combustão Reação química entre uma substância (combustível)

Leia mais

Overview -Experiences of ITAIPU in the Electric Vehicle Project

Overview -Experiences of ITAIPU in the Electric Vehicle Project Overview -Experiences of ITAIPU in the Electric Vehicle Project Rio de Janeiro - 2012 June 18th. Eng. Celso Ribeiro Barbosa de Novais CTO - Sustainable Electrical Mobility ITAIPU BINACIONAL Historical

Leia mais

EURO VI. Tecnologias & Estratégias

EURO VI. Tecnologias & Estratégias EURO VI Tecnologias & Estratégias Euro VI A entrada na força da normativa do novo Euro VI dá um estímulo à Iveco para actualizar a oferta de motores perseguindo a lógica da melhoria tecnológica Euro VI:

Leia mais

6. Conclusões e recomendações

6. Conclusões e recomendações 87 6. Conclusões e recomendações É importante relembrar que o funcionamento do motor de um grupo gerador, para uma revolução de 1800 RPM, sempre irá atingir o seu melhor desempenho, pois é fabricado para

Leia mais

ADITIVAÇÃO TOTAL DA GASOLINA A EXPERIÊNCIA AMERICANA

ADITIVAÇÃO TOTAL DA GASOLINA A EXPERIÊNCIA AMERICANA ADITIVAÇÃO TOTAL DA GASOLINA A EXPERIÊNCIA AMERICANA V SIMPÓSIO DE COMBUSTÍVEIS AEA Airton Britto 20/06/2012 The Lubrizol Corporation Segments Lubrizol Additives Lubrizol Advanced Materials The Right Mix

Leia mais

ANÁLISE DE EMISSÕES DE POLUENTES EM MOTOCICLETA BICOMBUSTÍVEL UTILIZANDO ÁLCOOL E GASOLINA

ANÁLISE DE EMISSÕES DE POLUENTES EM MOTOCICLETA BICOMBUSTÍVEL UTILIZANDO ÁLCOOL E GASOLINA VI CONGRESSO NACIONAL DE ENGENHARIA MECÂNICA VI NATIONAL CONGRESS OF MECHANICAL ENGINEERING 18 a 21 de agosto de 2010 Campina Grande Paraíba - Brasil August 18 21, 2010 Campina Grande Paraíba Brazil ANÁLISE

Leia mais

EFICIÊNCIA DE UM MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA OPERANDO COM BIOGÁS

EFICIÊNCIA DE UM MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA OPERANDO COM BIOGÁS VI CONGRESSO NACIONAL DE ENGENHARIA MECÂNICA VI NATIONAL CONGRESS OF MECHANICAL ENGINEERING 18 a 21 de agosto de 2010 Campina Grande Paraíba - Brasil August 18 21, 2010 Campina Grande Paraíba Brazil EFICIÊNCIA

Leia mais

Estudo Experimental da Ignição por Compressão de Misturas Homogêneas em Motores a Combustão Interna

Estudo Experimental da Ignição por Compressão de Misturas Homogêneas em Motores a Combustão Interna Anthony Oswaldo Roque Ccacya Estudo Experimental da Ignição por Compressão de Misturas Homogêneas em Motores a Combustão Interna Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação

Leia mais

IMPACTO DOS VEÍCULOS ELÉTRICOS NO PLANEJAMENTO ENERGÉTICO BRASILEIRO:

IMPACTO DOS VEÍCULOS ELÉTRICOS NO PLANEJAMENTO ENERGÉTICO BRASILEIRO: IMPACTO DOS VEÍCULOS ELÉTRICOS NO PLANEJAMENTO ENERGÉTICO BRASILEIRO: SETOR DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS Caderno FGV Energia: Carros Elétricos Rio de Janeiro 24 maio 2017 José Mauro Coelho Diretor de Estudos

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GERAÇÃO DISTRIBUIDA. Prof. Electo Eduardo Silva Lora

FUNDAMENTOS DA GERAÇÃO DISTRIBUIDA. Prof. Electo Eduardo Silva Lora FUNDAMENTOS DA GERAÇÃO DISTRIBUIDA Prof. Electo Eduardo Silva Lora electo@unifei.edu.br Avg. Generation Cost, $/MW 1930 1990 1950 1970 1980 50 200 600 1,000 Plant Size, MW O retorno às ideias de Edison

Leia mais

Simulação do rendimento de um motor do ciclo Otto ideal alimentado com álcool e gasolina em diferentes condições de ignição

Simulação do rendimento de um motor do ciclo Otto ideal alimentado com álcool e gasolina em diferentes condições de ignição Simulação do rendimento de um motor do ciclo Otto ideal alimentado com álcool e gasolina em diferentes condições de ignição Marcelo Adriano Fogiatto m.a.fogiatto@gmail.com Luis Fernando C. A. S. Moratto

Leia mais

ESTUDO DO ETANOL NA MÁQUINA DE COMPRESSÃO RÁPIDA, CICLO DIESEL

ESTUDO DO ETANOL NA MÁQUINA DE COMPRESSÃO RÁPIDA, CICLO DIESEL ESTUDO DO ETANOL NA MÁQUINA DE COMPRESSÃO RÁPIDA, CICLO DIESEL Aluno: Adahyl de Paula Garcez Rodrigues Orientador: Sergio Leal Braga Introdução Petróleo, gás natural e seus subprodutos representam cerca

Leia mais

Trends and Business Opportunities in Latin America

Trends and Business Opportunities in Latin America Trends and Business Opportunities in Latin America Hamilton Terni Costa ANconsulting ANconsulting LA overview Latin America is composed of South and Central America, Mexico and Caribbean 20 countries in

Leia mais

Prêmio AEA 2012 - Projetos de Meio Ambiente NOVA BRONZINA COM COBERTURA POLIMÉRICA PARA REDUÇÃO DE ATRITO E EMISSÃO DE CO 2

Prêmio AEA 2012 - Projetos de Meio Ambiente NOVA BRONZINA COM COBERTURA POLIMÉRICA PARA REDUÇÃO DE ATRITO E EMISSÃO DE CO 2 Prêmio AEA 2012 - Projetos de Meio Ambiente NOVA BRONZINA COM COBERTURA POLIMÉRICA PARA REDUÇÃO DE ATRITO E EMISSÃO DE CO 2 Matheus dos Santos Ferreira, Mário Sérgio da Silva Praça, Samantha Uehara, Sandra

Leia mais

Desempenho e Combustão de Etanol Anidro e Hidratado em Motor Multicombustível

Desempenho e Combustão de Etanol Anidro e Hidratado em Motor Multicombustível Antonio Carlos Scardini Villela Desempenho e Combustão de Etanol Anidro e Hidratado em Motor Multicombustível Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título

Leia mais

Inovações das Tecnologias Diesel

Inovações das Tecnologias Diesel Inovações das Tecnologias Diesel Seminário Frotas e Fretes Verdes Dezembro 2013 Marco Rangel Cummins América do Sul 2 Inovações Tecnológicas Diesel e as Mudanças Climáticas Globais Qual o ambiente regulamentador

Leia mais

Máquinas Térmicas I Prof. Eduardo Loureiro MÁQUINAS TÉRMICAS I. Motores de Combustão Interna. Prof. Eduardo C. M. Loureiro, DSc.

Máquinas Térmicas I Prof. Eduardo Loureiro MÁQUINAS TÉRMICAS I. Motores de Combustão Interna. Prof. Eduardo C. M. Loureiro, DSc. MÁQUINAS TÉRMICAS I Motores de Combustão Interna Prof. Eduardo C. M. Loureiro, DSc. Ementa Tipos de motores e operação Introdução Histórico Classificação dos motores Ciclos operativos Componentes Operação

Leia mais

Energy Management : 2009/2010

Energy Management : 2009/2010 : 009/010 Class# P3 SGCIE Prof. Miguel Águas miguel.aguas@ist.utl.pt Prof.ª Tânia Sousa taniasousa@ist.utl.pt Problem Production of refined vegetable oil The aim is to develop an analysis of Sankey to

Leia mais

Metodologia da Calculadora Economize o Planeta

Metodologia da Calculadora Economize o Planeta A Calculadora do Economize o Planeta é uma calculadora online que permite que pessoas físicas calculem as suas emissões de gases de efeito estufa (GEE), ou seja, a sua pegada de carbono. Este documento

Leia mais

Marcos Langeani Information herein contained are proprietary of Sygma Motors and protected under the terms of intellectual property law.

Marcos Langeani Information herein contained are proprietary of Sygma Motors and protected under the terms of intellectual property law. Marcos Langeani Conteúdo Contexto Motores alternativas Motores DISI Avaliação Preliminar Configuração Avançada Projeto de Industrialização Comentários Finais CONTEXTO Matriz Energética Brasileira Adição

Leia mais

O consorcio Tribo-Flex uma perspectiva pessoal

O consorcio Tribo-Flex uma perspectiva pessoal Gestão da cooperação em P&D: empresa/universidade/institutos de pesquisa O consorcio Tribo-Flex uma perspectiva pessoal DESAFIOS TRIBOLÓGICOS EM MOTORES FLEX FUEL Seminário Direcionadores Estratégicos

Leia mais

Agenda. Combustíveis Fosseis X Combustíveis Renováveis. Matrizes Energéticas no Transporte. Alternativas aos Motores Diesel. Opções Tecnológicas

Agenda. Combustíveis Fosseis X Combustíveis Renováveis. Matrizes Energéticas no Transporte. Alternativas aos Motores Diesel. Opções Tecnológicas Ethanol Summit 2009 Etanol: Nova Opção para Motores Diesel Engenharia de Desenvolvimento 3 de Junho de 2009 Agenda Combustíveis Fosseis X Combustíveis Renováveis Matrizes Energéticas no Transporte Alternativas

Leia mais

CENTRAIS TEMELÉTRICAS E COGERAÇÃO

CENTRAIS TEMELÉTRICAS E COGERAÇÃO CENTRAIS TEMELÉTRICAS E COGERAÇÃO GRUPOS MOTOGERADORES Prof. Dr. Ramón Silva - 2015 O Grupo Motogerador consiste de um ou mais motores alternativos de combustão interna utilizados para converter energia

Leia mais

Arquitetura das Conexões e dos Sensoriamentos

Arquitetura das Conexões e dos Sensoriamentos Arquitetura das Conexões e dos Sensoriamentos nos Veículos Elétricos Wilson Nogueira da Silva Marketing de Produto - 2013 Exemplos de Veículos Elétricos: Exemplos de sistemas p/ Veículos Elétricos: Exemplos

Leia mais

Tecnologia Alternativa Combustíveis renováveis

Tecnologia Alternativa Combustíveis renováveis 1 2 Tecnologia Alternativa Combustíveis renováveis Portaria nº 3-A/2007 de 2 de Janeiro Promoção da utilização de biocombustíveis nos transportes foi objecto do Decreto - Lei nº 62/2006 Decreto - Lei nº

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA RENATO XIMENES BOLSANELLO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA RENATO XIMENES BOLSANELLO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA RENATO XIMENES BOLSANELLO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E ENERGIAS RENOVÁVEIS: UM ESTUDO

Leia mais

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water André Rauen Leonardo Ribeiro Rodnei Fagundes Dias Taiana Fortunato Araujo Taynah Lopes de Souza Inmetro / Brasil

Leia mais

ENERGIA e DESENVOLVIMENTO. CCEE Lisboa, em 12 de Outubro de 2016

ENERGIA e DESENVOLVIMENTO. CCEE Lisboa, em 12 de Outubro de 2016 ENERGIA e DESENVOLVIMENTO Jorge Alberto Gil Saraiva CCEE Lisboa, em 12 de Outubro de 2016 Sadi Carnot (1824) The production of motive power in heat engines is due not to an actual consumption of the caloric,

Leia mais

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL JOÃO CRESTANA President of Secovi SP and CBIC National Commission of Construction Industry SIZE OF BRAZIL Population distribution by gender, according to age group BRAZIL 2010

Leia mais

MASTER S DEGREE IN INTELLECTUAL PROPERTY ADMISSION EXAM

MASTER S DEGREE IN INTELLECTUAL PROPERTY ADMISSION EXAM CADERNO DE QUESTÕES NOTA FINAL MASTER S DEGREE IN INTELLECTUAL PROPERTY ADMISSION EXAM Before reading the text, pay attention to these important and essential remarks. All the answers must be written in

Leia mais

Volkmar Ett. Gilberto Janólio Director Director Director. Gerhard Ett. The hydrogen era will not come, it is already here. www.

Volkmar Ett. Gilberto Janólio Director Director Director. Gerhard Ett. The hydrogen era will not come, it is already here. www. The hydrogen era will not come, it is already here. Volkmar Ett Gilberto Janólio Director Director Director Gerhard Ett Electrocell Indústria e Comércio Ltda www.electrocell electrocell.com. com.br IPHE

Leia mais

Energy Management: 2009/2010

Energy Management: 2009/2010 Energy Management: 2009/2010 Class# T05 Energy Prices, basics and dynamics Prof. Miguel Águas miguel.aguas@ist.utl.pt ELECTRICITY Class# T05: Energy Prices, basics and dynamics Slide 2 of 53 National electricity

Leia mais

ETANOL E AS EMISSÕES LOCAIS

ETANOL E AS EMISSÕES LOCAIS ETANOL E AS EMISSÕES LOCAIS Alfred Szwarc 3 Seminário Internacional - Uso Eficiente do Etanol Campinas, SP 20/21 de setembro de 2016 Poluição do Ar Local e Regional Tema do aquecimento global colocou a

Leia mais

II SIMPÓSIO DE LUBRIFICANTES E ADITIVOS - AEA PAULO EVANDO BARBOSA

II SIMPÓSIO DE LUBRIFICANTES E ADITIVOS - AEA PAULO EVANDO BARBOSA II SIMPÓSIO DE LUBRIFICANTES E ADITIVOS - AEA PAULO EVANDO BARBOSA APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL - FPT FPT - POWERTRAIN TECHNOLOGIES FÁBRICAS FÁBRICAS CENTRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO UMA EMPRESA GLOBAL

Leia mais

ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DE UM MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA A PARTIR DA VARIAÇÃO NA REGULAGEM DAS VÁLVULAS DE ADMISSÃO E EXAUSTÃO

ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DE UM MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA A PARTIR DA VARIAÇÃO NA REGULAGEM DAS VÁLVULAS DE ADMISSÃO E EXAUSTÃO ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DE UM MOTOR DE COMBUSTÃO INTERNA A PARTIR DA VARIAÇÃO NA REGULAGEM DAS VÁLVULAS DE ADMISSÃO E EXAUSTÃO Fernanda de Souza Silva (1) (fernandamec@hotmail.com), Adriano Sitônio Rumão

Leia mais

MOTOR MODELO D290 ÍNDICE

MOTOR MODELO D290 ÍNDICE MOTOR MODELO D290 ÍNDICE 1 -SISTEMA DO MOTOR -BLOCO DOS CILINDROS 2 -SISTEMA DO MOTOR -CABEÇOTE DOS CILINDROS 3 - SISTEMA DO MOTOR - COBERTURA CABEÇOTE DOS CILINDROS 4 -SISTEMA DO MOTOR -PISTÃO E BIELA

Leia mais

NCE/16/00189 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/16/00189 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/16/00189 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/16/00189 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

SAE - Simpósio Novas Tecnologias na Indústria Automobilística

SAE - Simpósio Novas Tecnologias na Indústria Automobilística SAE - Simpósio Novas Tecnologias na Indústria Automobilística 13 de abril de 2009 1 O Papel da Tecnologia para o Futuro da GM Jaime Ardila Presidente, GM do Brasil & Operações Mercosul 2 O Papel da Tecnologia

Leia mais

Carlos Alexandre P. Pires Brazil

Carlos Alexandre P. Pires Brazil Carlos Alexandre P. Pires Brazil Combustíveis no Transporte 5.5 Participação 2.2 14.3 29.3 46.2 2.4 Diesel Biodiesel Gasolina GNV Etanol Outros BEN - 2014 Mercado de diesel 1.000 900 MBPD GNV 800 700 600

Leia mais

Novos Materiais para a Redução de Peso dos Veículos

Novos Materiais para a Redução de Peso dos Veículos Novos Materiais para a Redução de Peso dos Veículos Seminário Internacional Frotas & Fretes Verdes Rio de Janeiro 12 de Dezembro de 2012 Marcelo C.Carboni CBMM Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração

Leia mais

Fluxo de Energia e Emissões de Carbono dos Biocombustíveis de Cana e Milho

Fluxo de Energia e Emissões de Carbono dos Biocombustíveis de Cana e Milho Fluxo de Energia e Emissões de Carbono dos Biocombustíveis de Cana e Milho Workshop International: As Biorrefinarias de Biomassa para Biocombustíveis Sustentabilidade & Importancia Socio-Economica Sociedad

Leia mais

NOVELPRINT É A GRANDE VENCEDORA DO OSCAR MUNDIAL DA ROTULAGEM!

NOVELPRINT É A GRANDE VENCEDORA DO OSCAR MUNDIAL DA ROTULAGEM! NOVELPRINT É A GRANDE VENCEDORA DO OSCAR MUNDIAL DA ROTULAGEM! A Novelprint ganhou o Label Industry Global Awards na categoria de Inovação Contínua e foi a única empresa Latino-americana a ficar entre

Leia mais

Seminário Internacional de Emissões - AEA

Seminário Internacional de Emissões - AEA Seminário Internacional de Emissões - AEA Redução de Emissões de CO 2 nos Transportes: eficiência e biocombustíveis Francisco E. B. Nigro Professor São Paulo: 25/04/2013 Agenda Legislação sobre Mudanças

Leia mais

Planejamento de comunicação integrada (Portuguese Edition)

Planejamento de comunicação integrada (Portuguese Edition) Planejamento de comunicação integrada (Portuguese Edition) Click here if your download doesn"t start automatically Planejamento de comunicação integrada (Portuguese Edition) Planejamento de comunicação

Leia mais

Futurecom 2016 Painel Automotivo Veículos como futuros integradores de serviços digitais.

Futurecom 2016 Painel Automotivo Veículos como futuros integradores de serviços digitais. Futurecom 2016 Painel Automotivo Veículos como futuros integradores de serviços digitais. No passado já foi assim Obrigado Ricardo BACELLAR Diretor de Relacionamento - Automotivo rbacellar@kpmg.com.br

Leia mais

O Caminho da Sustentabilidade

O Caminho da Sustentabilidade SEMINÁRIO OPÇÕES ESTRATÉGICAS NA CADEIA DE BIOCOMBUSTÍVEIS Fundação Getúlio Vargas / Instituto Brasileiro de Economia BIOCOMBUSTÍVEIS: O Caminho da Sustentabilidade F U N D A Ç Ã O B R A S I L E I R A

Leia mais

Composição. O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos leves, que, à temperatura ambiente e pressão atmosfé

Composição. O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos leves, que, à temperatura ambiente e pressão atmosfé Composição O gás natural é uma mistura de hidrocarbonetos leves, que, à temperatura ambiente e pressão atmosfé Na natureza, ele é encontrado acumulado em rochas porosas no subsolo, frequentemente acompanhad

Leia mais

Find us locally at

Find us locally at Dynapac PL1000 Compact planers Cutting section Working width 1,000 mm Cutting depth 300 mm Cutting drum diameter 930 mm Spacing 15 mm Number of tools 93 Working performance Operating speed 0-30 m/min Travel

Leia mais

PRODUÇÃO E IMPORTAÇÃO DO GAZ NATURAL NO BRASIL E APLICAÇÃO EM EQUAÇÕES DIFERENCIAIS.

PRODUÇÃO E IMPORTAÇÃO DO GAZ NATURAL NO BRASIL E APLICAÇÃO EM EQUAÇÕES DIFERENCIAIS. PRODUÇÃO E IMPORTAÇÃO DO GAZ NATURAL NO BRASIL E APLICAÇÃO EM EQUAÇÕES DIFERENCIAIS. FERNANDES, Widna Shirley da Silveira (Engenharia de Produção UNIBRASIL) MIYAMOTO, LidianeAyumi (Engenharia de Produção

Leia mais

Congresso EcoGerma 2011

Congresso EcoGerma 2011 Congresso EcoGerma 2011 Veículos Comeciais de Baixo Carbono para Aplicações Urbanas Soluções para Mercados Emergentes Painel 6 Mobilidade Urbana de Baixo Carbono São Paulo, 01 de Julho de 2011 Gian Gomes

Leia mais

Following up the Brazilian Smart Grid Roadmap Current D&D Smart Grid Projects in Brazil. Nelson Kagan University of Sao Paulo - Brazil

Following up the Brazilian Smart Grid Roadmap Current D&D Smart Grid Projects in Brazil. Nelson Kagan University of Sao Paulo - Brazil 1 Following up the Brazilian Smart Grid Roadmap Current D&D Smart Grid Projects in Brazil Nelson Kagan University of Sao Paulo - Brazil The Brazilian RoadMap The SG Roadmap was finished in 2012. It consisted

Leia mais

Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Termodinâmica. 11) Ciclos motores a ar Ciclo Brayton. v. 2.1

Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Termodinâmica. 11) Ciclos motores a ar Ciclo Brayton. v. 2.1 Termodinâmica 11) Ciclos motores a ar Ciclo Brayton 1 v. 2.1 Exemplos Turbinas a gás Fonte:http://www.alstom.com/products-services/product-catalogue/power-generation/gas-power/gas-turbines/gt24-gt26-gas-turbines/

Leia mais

UNIDADE 1 DEFINIÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E APLICAÇÕES TÍPICAS DE MCI 1.1 Generalidades 1.2 Perspectiva histórica. 1.3 Motores alternativos e rotativos.

UNIDADE 1 DEFINIÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E APLICAÇÕES TÍPICAS DE MCI 1.1 Generalidades 1.2 Perspectiva histórica. 1.3 Motores alternativos e rotativos. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS JOINVILLE CENTRO DE ENGENHARIAS DA MOBILIDADE CURSO BACHARELADO EM ENGENHARIA DA MOBILIDADE SEMESTRE 2013/2 I. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Código: EMB 5304

Leia mais

INFLUÊNCIA DA UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES MISTURAS DE ÁLCOOL GASOLINA NOS NÍVEIS DE EMISSÕES EM UM MOTOR A COMBUSTÃO INTERNA DE IGNIÇÃO POR CENTELHA.

INFLUÊNCIA DA UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES MISTURAS DE ÁLCOOL GASOLINA NOS NÍVEIS DE EMISSÕES EM UM MOTOR A COMBUSTÃO INTERNA DE IGNIÇÃO POR CENTELHA. Paper CIT02-0353 INFLUÊNCIA DA UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES MISTURAS DE ÁLCOOL GASOLINA NOS NÍVEIS DE EMISSÕES EM UM MOTOR A COMBUSTÃO INTERNA DE IGNIÇÃO POR CENTELHA. Felipe Soto Pau felipesp@sc.usp.br José

Leia mais

Motores de Combustão Interna - MCI

Motores de Combustão Interna - MCI Motores de Combustão Interna - MCI Eng. Nauberto R. Pinto Colaboração: Camila R. de Lacerda 29/01/2016 1 Elementos da Combustão 2 Classificação dos motores quanto ao tipo de combustão: Motores de Combustão

Leia mais

Aquecimento global Rise of temperature

Aquecimento global Rise of temperature Aquecimento global Rise of temperature Drop by drop. Comenius project What is Global warming? Aquecimento global é o aumento da temperatura média dos oceanos e do ar perto da superfície da Terra ocorrido

Leia mais

ESTUDO DO PERFIL DE DISTRIBUIÇÃO DE TAMANHO E NÚMERO DE PARTÍCULAS EMITIDAS NA QUEIMA DE MISTURAS DE DIESEL/BIODIESEL/ETANOL

ESTUDO DO PERFIL DE DISTRIBUIÇÃO DE TAMANHO E NÚMERO DE PARTÍCULAS EMITIDAS NA QUEIMA DE MISTURAS DE DIESEL/BIODIESEL/ETANOL Blucher Engineering Proceedings Agosto de 2014, Número 2, Volume 1 ESTUDO DO PERFIL DE DISTRIBUIÇÃO DE TAMANHO E NÚMERO DE PARTÍCULAS EMITIDAS NA QUEIMA DE MISTURAS DE DIESEL/BIODIESEL/ETANOL Lílian Lefol

Leia mais

CÂMARAS PARA INJEÇÃO DE ALUMÍNIO SOB ALTA PRESSÃO (VARIAÇÕES TÉRMICAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS) 1

CÂMARAS PARA INJEÇÃO DE ALUMÍNIO SOB ALTA PRESSÃO (VARIAÇÕES TÉRMICAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS) 1 CÂMARAS PARA INJEÇÃO DE ALUMÍNIO SOB ALTA PRESSÃO (VARIAÇÕES TÉRMICAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS) 1 Ednelson Silva 2 Vinicius Úbeda 3 Wilmar Fischer 4 Partindo-se de um modelo de câmara de injeção de alumínio

Leia mais

Redes Complexas Aula 3

Redes Complexas Aula 3 Redes Complexas Aula 3 Aula passada Caracterizando redes grandes Grau Distâncias Clusterização Aula de hoje Características de redes reais Centralidade de vértices Betweeness, Closeness Três Importantes

Leia mais

Life Cycle Assessment

Life Cycle Assessment Life Cycle Assessment Tiago Domingos with Tatiana Valada Maria Margarida Gonçalves Environment and Energy Scientific Area, Department of Mechanical Engineering MARETEC Marine, Environment and Technology

Leia mais

Nome do documento. PI 0052 informativo de produto linha de produtos KS aplicaveis aos motores cummins series B e C 04/2010

Nome do documento. PI 0052 informativo de produto linha de produtos KS aplicaveis aos motores cummins series B e C 04/2010 Page 1 Product Information PI 0052 informativo de produto linha de produtos KS aplicaveis aos motores cummins series B e C 04/2010 Número de pedido: PI 0052 PI 0056 Novos filtros KS aplicáveis aos motores

Leia mais

Procura por indícios de efeitos geracionais em produto de baixo envolvimento: o caso da escolha do etanol como combustível para o carro

Procura por indícios de efeitos geracionais em produto de baixo envolvimento: o caso da escolha do etanol como combustível para o carro Talita Barbosa Matos Peixoto Procura por indícios de efeitos geracionais em produto de baixo envolvimento: o caso da escolha do etanol como combustível para o carro Dissertação de Mestrado Dissertação

Leia mais

Future Trends: Global Perspective. Christian Kjaer Chief Executive Officer European Wind Energy Association

Future Trends: Global Perspective. Christian Kjaer Chief Executive Officer European Wind Energy Association Future Trends: Global Perspective Christian Kjaer Chief Executive Officer European Wind Energy Association Brazil Wind Power 2010 Rio de Janeiro 1 September 2010 Members include the following leading players:

Leia mais