Respostas Caderno de Exercícios 3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Respostas Caderno de Exercícios 3"

Transcrição

1 Respostas Caderno de Exercícios 3 Unidade 1 Dinâmica impulsiva capítulo 1 Equação fundamental da Dinâmica para valores médios ou teorema do impulso 1. E 2. C 3. B 4. a) v 5 10 m/s 5. C 6. D 7. D 8. D 9. B b) R m 5 50 N 10. a) DQ 5 20 kg m/s b) R m N c) A força é vezes o peso. 11. A) Q sist kg? m/s; «c 5 34 J. B) Q sist kg? m/s; «c 5 34 J. C) Q sist. 5 2 kg? m/s; «c 5 34 J. capítulo 2 Sistemas de corpos interagindo 1. E 2. v rel. 5 5 m/s 3. B 4. A 5. v C 5 6,0 m/s em um determinado sentido; v A 5 1,5 m/s no sentido contrário. 6. a) A quantidade de movimento para o conjunto é: Q sist. 5 Q 1 1 Q 2 Q sist. 5 (212) A energia cinética para o sistema é dada por: E c 5 42 J. b) A quantidade de movimento terá o mesmo resultado: Q sist. 5 Q 1 1 Q 2 Q sist. 5 (224) Porém, a energia cinética mudará: E c J. 7. a) v' 1 m/s A 5 b) v rel. 5 7 m/s c) DE c J d) t J e) t J 8. a) 6,0 m/s; b) 9 J. 9. O corpo A adquire 4 m/s em um dado sentido; B adquire 6 m/s em sentido contrário. 10. D 11. 0,6 m/s J 13. C 14. D 15. B 16. A velocidade terá módulo 3V na direção e no sentido de V. 17. a) Pelo princípio da ação e reação (ou pelo teorema da conservação da quantidade de movimento), o barco irá para trás. b) 2,0 m/s 18. V 2 5 5, m/s m 20. M V 5 m? 2gL 21. Velocidade do cachorro: 0,8 m/s; velocidade da prancha: 0,2 m/s. capítulo 3 Choques 1. a) DQ 520kgm/s b) DQ 518kgm/s 19

2 2. A 3. e 5 0,5 4. Módulo da velocidade do corpo de massa 2 kg após o choque: 5 m/s. Módulo da velocidade do corpo de massa 1 kg após o choque: 10 m/s. 5. Soma: Soma: a) 402 m/s b) J 8. 0,36 9. C 10. A 11. Soma: B 13. D 14. a) E r 5 0,2 J; b) V m/s 15. V A 5 4 m/s; V B 5 2 m/s esfera 16. a) O corpo de massa m inverterá o sentido de seu movimento com velocidade de módulo igual a 1 2g 3 h e o corpo de massa 2 m iniciará seu movimento com 2 2g 3 h. b) E mgh diss Soma: anotações 20

3 Unidade 2 Hidrostática capítulos 1 e 2 Energia, Conceitos trabalho iniciais, e densidade potência e massa específica 1. B 2. C 3. C 4. D 5. C 6. a) 10 9 kg 7. C 8. C 9. B 10. E b) 166,6 gotas s 12. A 13. C capítulo 3 Pressão 1. D 2. p bailarina p elefante B 4. A 5. T 5 (p atm 2 p int )? S T 5 (1,0 2 0,1)? 10 5? 0,30? 0,30 T N. Logo, essas duas pessoas não conseguiriam separar as duas metades dessa caixa porque não conseguiriam aplicar uma tração de N (o que equivale a erguer um corpo de 810 kg de massa.) 6. A 7. B 8. B 9. E 10. B 11. C g 13. a) A força de pressão tem direção ortogonal à janela e seu sentido é de dentro para fora. b) 4, N capítulo 4 Vácuo, pressão atmosférica e pressão hidrostática 1. a) 1,5? 10 5 Pa? 1,5 atm, 114 mmhg, 15 mca. 2. A b) A variação de pressão é nula. 3. A pressão atmosférica é equivalente a uma coluna de água de 10 m de altura. Portanto, a atmosfera não consegue empurrar a água a uma altura maior do que 10 m. 4. A 5. E 6. C 7. a) Porque considera-se que na Lua não há atmosfera. 8. B 9. A 10. D 11. C 12. D 13. B 14. E b) L mm 15. 1,003? 10 5 Pa 16. E 17. A 18. B 19. B 20. C 21. C 21

4 22. E 23. A 24. Soma a) 30 m b) 1 m/s 26. a) A água não ocupa o interior do sino porque a pressão do ar no seu interior é igual à soma das pressões hidrostática a 150 m de profundidade e atmosférica local. b) 18,64? 10 5 N/m E 28. D 29. E 30. D 31. C 32. C 33. E 34. D 35. A 36. A 37. D 38. B 39. a) 3 m B b) 1,75 m 41. h 5 10,3 m 42. B ,7 mmhg 44. E 45. B 46. a) 1,68 m b) 200 cm 3 ; 200 cm 3 /s 47. B g 49. A 50. B 51. A 52. C 53. A 54. 1,6? 10 4 N 55. B 56. a) 5? 10 6 N/m 2 b) 40 m 57. A 58. A 59. C cap tulo 5 Equilíbrio de corpos imersos em um fluido 1. E 2. C 3. 0,09 N 4. 89,3% 5. E 6. D 7. C 8. E 9. D 10. E 11. A 12. E 13. a) P 2. P E 15. C b) P 2 5 P a) E 5 mvg b) D 5 mg 2 mvg c) N 5 P 1 mvg 17. B 18. C 19. D V d) a 5 g 1 2 m m e) p 5 p 0 1 mgh 20. a) 2 N b) 0,8 N 21. B 22. E 23. B 24. D 25. E 26. C 22

5 27. a) A fração submersa é de, aproximadamente, 89,8%. O valor dessa fração (f) não seria alterado caso o cone fosse invertido, pois depende exclusivamente da razão entre as densidades do cone e do líquido, que permanece inalterada, mesmo com o cone invertido. b) O valor da fração imersa depende, exclusivamente, da razão entre as densidades do cone e do líquido. Os valores da pressão atmosférica e da aceleração da gravidade no alto de uma montanha não modificam as densidades do cone e do líquido. Portanto, a fração imersa permanece inalterada. anotações 23

6 Unidade 3 Hidrodinâmica capítulo 1 Noções de hidrodinâmica: vazão e lei de Bernoulli 1. C 2. a) 0,104 L/s 3. B b) 48 s 4. E 5. a) 15 h b) 2,0? m/h 6. E 7. D 8. a) 200 m 3 /s b) 5 m/s 9. C 10. C 11. B 12. C 13. A 14. C 15. a) 1,5? 10 3 N/m 2 b) 810 t c) v. 100 km/h anotações Respostas Caderno de Exercícios 24

7 Unidade 4 Estática capítulo 1 Equilíbrio de um corpo extenso 1. D 2. C 3. E 4. a) 600 N b) 4 crianças 5. a) 300 N b) 50 N 6. Sim, consegue. 7. C 8. B 9. C 10. C 11. D 12. E 13. B 14. C 15. C 16. B 17. D 18. a) F N b) C N 19. A 20. Soma C 22. C 23. a) F c N b) F a 5 26 N 24. E 25. A anotações Respostas Caderno de Exercícios 25

8 Unidade 5 capítulo 2 Eletrostática Mecanismos de eletrização 1. capítulo 1 Introdução à eletricidade Equipamento Classificação Tipo de energia inicial Tipo de energia final Pilha Fornecedor Química Elétrica Chuveiro, torradeira, etc. Consumidor Elétrica Térmica Ventilador Consumidor Elétrica Mecânica Bateria de relógio Fornecedor Química Elétrica Televisão Consumidor Elétrica Luminosa e sonora Liquidificador Consumidor Elétrica Mecânica 1. D 2. B 3. B 4. E 5. D 6. A 7. A 8. B 9. A 10. E 11. A 12. C 13. C 14. D 2. A 3. A 4. B 5. B 6. A 7. E 8. D 9. C 10. D 11. D 12. D 13. E 14. C 15. D 16. D 15. D 16. C 17. B 18. C 19. E 20. A 21. E 22. B 23. D 24. A 25. A 26. D 27. C 28. B 29. B 30. C 26

9 capítulo 3 Força elétrica 1. D 2. B 3. D 4. D 5. D 6. D 7. E 8. D 9. E 10. C 11. B 12. B 13. A 14. C capítulo 4 Campo elétrico 1. A 2. B 3. E 4. B 5. B 6. B 7. B 8. E 9. B 10. C 11. B 12. B 13. C 14. B 15. B 16. E 17. B 18. A 19. B 20. A 21. A 22. B 23. D 24. C 25. A 26. D 27. D 28. D 29. C 30. D q (g? d) m (E? h) 32. A 33. C 34. B 35. B 36. D 37. E N/C capítulo 5 Energia potencial elétrica e diferença de potencial 1. a) U AB 5 20 V b) t 5 6? J 2. a) Dq 5 3,2 C 3. A 4. B 5. A 6. C 7. B b) DE J c) No caso da lâmpada incandescente, a energia elétrica foi transformada, predominantemente, em energia luminosa e em energia térmica. d) P W 27

10 8. E 9. E 10. D 11. D 12. B 13. B 14. A 15. a) E c 5 4,8? J 16. C b) v 5 1? 10 7 m/s 17. B 18. a) F' 5 F 2 b) t 5 3KQq 40d 19. A 20. A 21. E 22. C 23. B 24. B 25. B 26. E 27. C 28. E 29. A 30. D 31. C 32. B 33. C 34. A 35. A 36. E 37. E 38. D 39. D 40. D 41. A 42. E 43. C 44. B 45. B 46. a) E 5 6? 10 4 V/m b) V AB V; V BC 5 0 V c) t 5 2,88? J 47. a) E 5 1,25? 10 5 V/m b) E c 5 2,4? J 48. a) E V b) F 5 9,6? N 49. A anotações 28

11 Unidade A 32. D 33. C Eletrodinâmica parte I capítulo 1 Eletrodinâmica 1. D 2. B 3. D 4. D 5. A 6. A 7. C 8. E 9. E 10. A 11. C 12. C 13. C 14. C 15. C 16. D 34. B 35. D 36. E 37. E 38. D 39. C 40. A 41. B 42. E 43. A 44. B 45. A 46. B 47. A 48. E 49. E 50. C 51. a) A resistência aumentará e R 2000 R b) R V. c) u C. capítulo A 18. C 19. A Circuitos elétricos 20. D 21. E 22. A 23. E 24. C 25. D 26. D 27. a) P 5 1,2? W; 28. D 29. D 30. E b) P 5 0,6? W; h 5 5% c) h 5 2,4% 1. D 2. E 3. E 4. E 5. E 6. B 7. A 8. B 9. D 10. A 11. D 12. E Respostas Caderno de Exerc cios 29

12 13. a) i R 5 i l 5 0,04 A b) R 5 50 V c) P R 5 20 mw 14. A 15. B 16. A 17. E 18. A 19. D 20. A 21. B 22. B 23. C 24. C 25. B 26. B 27. E 28. C 29. D 30. A anotações 30

13 Unidade 7 Calorimetria capítulo 1 Termometria 1. E 2. C 3. C 4. C 5. D 6. Du 5 8K 7. C 8. E 9. D 10. C 11. B 12. A 13. D capítulo B 12. D 13. B 14. C 15. C 16. A 17. E 18. C 19. C 20. E 21. B 22. B 23. D 24. A 25. B 26. B 27. D 28. I. E II. D 29. E 30. E 31. E 32. D 33. D 34. D Calor, mecanismos de transferência e dilatação 1. B 2. D 3. C 4. D 5. C 6. A 7. B 8. C 9. E 10. C 35. E 36. D 37. D 38. B 39. D 40. A 41. D 42. E 43. A 44. D 45. B 46. C 31

14 47. C 48. C 49. D 50. a) d 19. B 20. A 21. E 22. a) u o C b) Q cal 23. C 24. E 25. E Respostas Caderno de Exercícios 0 4 θ b) Como a água mais densa está a 4 C, ela deve estar em contato com a fonte fria, para poder ser resfriada até 0 C. Logo, a fonte fria deve estar na porção inferior do recipiente, ou seja, como indica o esquema B. capítulo 3 Calculando as quantidades de calor trocadas entre corpos 1. B 2. A 3. a) 4,7 kg b) aproximadamente degraus vezes 5. A minutos 7. C 8. C 9. a) Q 5 6? J 10. B 11. D b) Dt 5 1? s. 317 anos 12. Soma c 5 0,15 cal/g o C e C 5 75 cal/ o C 14. B 15. Du. 50 o C 16. a) c g 5 0,5 cal/g C 17. A 18. A b) L 5 80 cal/g c) C cal/ C 26. A 27. a) DV V 0 5 0,66% b) m. 54 g 28. C 29. B 30. E 31. B 32. C 33. B 34. B 35. A 36. B 37. B 38. A 39. A 40. D 41. D 42. C 43. D 44. A 45. E 46. C 47. B 48. E 49. C 50. I. C II. A 51. B 52. C 53. I. E II. C 54. I. E 55. C II. E 56. C 32

15 Unidade 8 capítulo 2 Termodinâmica Primeira lei da Termodinâmica capítulo 1 As variáveis de estado de um gás ideal 1. B 2. A 3. A 4. E 5. A 6. E 7. E 8. A 9. C 10. B 11. D 12. C 13. D 14. C 15. C 16. A 17. A 18. C 19. C 20. D 21. D 22. C 1. A 2. E 3. B 4. I. C II. E 5. I. E II. D 6. E 7. B 8. B 9. D 10. B 11. D 12. A 13. B 14. A 15. A 16. D 17. D 18. C 19. D 20. E 21. D 22. I. D II. A 23. B 24. D 25. D 26. E anotações Respostas Caderno de Exercícios 33

16 anotações Respostas Caderno de Exercícios 34

Anglo. 2ª- 1 série. Física. Caderno de Exercícios. Ensino Médio

Anglo. 2ª- 1 série. Física. Caderno de Exercícios. Ensino Médio Anglo Física Caderno de Exercícios Ensino Médio 2ª- 1 série Respostas Caderno de Exercícios 2 Unidade 4 Princípios da Dinâmica capítulo 1 Princípio da inércia 1. B 2. D 3. B 4. A 5. D 6. A 7. B 8. C 9.

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Departamento de Estudos Básicos e Instrumentais Mecânica dos Fluidos Física II Prof. Roberto Claudino Ferreira ÍNDICE ) - Introdução; ) - Densidade; 3) - Pressão;

Leia mais

Questão 11. Questão 13. Questão 12. Resposta. Resposta. b) a intensidade da força de atrito entre os dois blocos.

Questão 11. Questão 13. Questão 12. Resposta. Resposta. b) a intensidade da força de atrito entre os dois blocos. Questão 11 Um veículo está rodando à velocidade de 36 km/h numa estrada reta e horizontal, quando o motorista aciona o freio. Supondo que a velocidade do veículo se reduz uniformemente à razão de 4 m/s

Leia mais

FÍSICA II. 02. Uma das extremidades de um fio de comprimento 3,0 m é presa a um diapasão elétrico; a outra passa por

FÍSICA II. 02. Uma das extremidades de um fio de comprimento 3,0 m é presa a um diapasão elétrico; a outra passa por FÍSICA II Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. Interprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores

Leia mais

Hidrostática Prof: Edson Rizzo. Pressões: Mecânica, Hidrostática, Atmosférica e Absoluta. Empuxo

Hidrostática Prof: Edson Rizzo. Pressões: Mecânica, Hidrostática, Atmosférica e Absoluta. Empuxo Hidrostática Prof: Edson Rizzo Pressões: Mecânica, Hidrostática, Atmosférica e Absoluta. Empuxo DENSIDADE Consideremos um corpo de massa m e volume V. A densidade (d) do corpo é definida por: d = m V No

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS AULA 3 ROTEIRO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS AULA 3 ROTEIRO 1 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS LEB 047 HIDRÁULICA Prof. Fernando Campos Mendonça AULA 3 ROTEIRO Tópicos da aula 3:

Leia mais

1 a Questão: (2,0 pontos)

1 a Questão: (2,0 pontos) a Questão: (, pontos) Um bloco de massa m, kg repousa sobre um plano inclinado de um ângulo θ 37 o em relação à horizontal. O bloco é subitamente impulsionado, paralelamente ao plano, por uma marretada,

Leia mais

= 36 = (m/s) = 10m/s. 2) Sendo o movimento uniformemente variado, vem: V = V 0 0 = 10 4,0. T T = 2,5s

= 36 = (m/s) = 10m/s. 2) Sendo o movimento uniformemente variado, vem: V = V 0 0 = 10 4,0. T T = 2,5s 11 FÍSICA Um veículo está rodando à velocidade de 36 km/h numa estrada reta e horizontal, quando o motorista aciona o freio. Supondo que a velocidade do veículo se reduz uniformemente à razão de 4 m/s

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 05 HIDROSTÁTICA REVISÃO GERAL

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 05 HIDROSTÁTICA REVISÃO GERAL FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 05 HIDROSTÁTICA REVISÃO GERAL Fixação 1) A figura ao lado representa um cilindro constituído por três partes de volumes iguais a V. A parte de baixo é de ferro maciço e homogêneo,

Leia mais

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Fluidos Hidrostática e Hidrodinâmica

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Fluidos Hidrostática e Hidrodinâmica Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA Fluidos Hidrostática e Hidrodinâmica SUMÁRIO Fluido Força do fluido Pressão Lei de Stevin Sistemas de vasos comunicantes Princípio de Pascal Medições de pressão Princípio

Leia mais

Dado: g = 10 m/s 2. (A) 5,6 x 10 2 J (D) 1,4 x 10 2 J (B) 1,4 x 10 3 J (C) 3,5 x 10 3 J

Dado: g = 10 m/s 2. (A) 5,6 x 10 2 J (D) 1,4 x 10 2 J (B) 1,4 x 10 3 J (C) 3,5 x 10 3 J 41 A quantidade de calor Q transferida para o ar durante o tempo t através da superfície aquecida de um ferro de passar roupa de área A é dada por Q = h t A (q - q 0 ), onde q é a temperatura da superfície

Leia mais

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r 1) No sistema mostrado abaixo, as roldanas e os fios são ideais e o atrito é considerado desprezível. As roldanas A, B, e C são fixas e as demais são móveis sendo que o raio da roldana F é o dobro do raio

Leia mais

Unifesp Física 3: prova específica 2002 a 2013 Resolução

Unifesp Física 3: prova específica 2002 a 2013 Resolução Unifesp Física 3: prova específica 2002 a 2013 Resolução 1. Estender as roupas no varal e puxar a água com rodo em um piso molhado têm como intuito aumentar a área da superfície do líquido, facilitando,

Leia mais

UDESC 2017/1 FÍSICA. Comentário

UDESC 2017/1 FÍSICA. Comentário 7/ FÍSICA I. Incorreta. A corrente elétrica induzida é gerada através da variação de campo magnético, logo campo magnético constante não gera corrente elétrica induzida. II. Correta. Se o campo magnético

Leia mais

Hidrostática REVISÃO ENEM O QUE É UM FLUIDO? O QUE É MASSA ESPECÍFICA? OBSERVAÇÕES

Hidrostática REVISÃO ENEM O QUE É UM FLUIDO? O QUE É MASSA ESPECÍFICA? OBSERVAÇÕES REVISÃO ENEM Hidrostática O QUE É UM FLUIDO? Fluido é denominação genérica dada a qualquer substância que flui isto é, escoa e não apresenta forma própria, pois adquire a forma do recipiente que o contém.

Leia mais

UFSC. Resposta: = 89. Comentário

UFSC. Resposta: = 89. Comentário Resposta: 01 + 08 + 16 + 64 = 89 01. Correta. 02. Incorreta. São ondas eletromagnéticas, transversais e tridimensionais. 04. Incorreta. Não viola a segunda lei da termodinâmica: Q F = W + Q Q. 08. Correta.

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Termodinâmica

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Termodinâmica Termodinâmica Termodinâmica 1. Um cilindro, com comprimento de 1,5m, cuja base inferior é constituída por um bom condutor de calor, permanece semi-imerso em um grande tanque industrial, ao nível do mar,

Leia mais

FÍSICA - Lucas SALA DE ESTUDOS 2º TRIMESTRE Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS MUNIZ Nome: nº

FÍSICA - Lucas SALA DE ESTUDOS 2º TRIMESTRE Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS MUNIZ Nome: nº FÍSICA - Lucas SALA DE ESTUDOS º TRIMESTRE Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS MUNIZ Nome: nº Sala de Estudos ENERGIA MECÂNICA, POTÊNCIA E ELETRODINÂMICA 1. (Espcex (Aman) 014) Uma esfera é lançada

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Fluidos. Disciplina: Física Professor: Carlos Alberto

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Fluidos. Disciplina: Física Professor: Carlos Alberto INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel Fluidos Disciplina: Física Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá:

Leia mais

PROVA DE FISICA. a) Kg. m/s 2 e N.m b) Kg. m/s 2 e kgf c) Kgf e kcal d) Kg. m 2 /s 2 e J e) N e Kg. m/s 2

PROVA DE FISICA. a) Kg. m/s 2 e N.m b) Kg. m/s 2 e kgf c) Kgf e kcal d) Kg. m 2 /s 2 e J e) N e Kg. m/s 2 1 PROVA DE FISICA 1. Duas grandezas da física consideradas de importância fundamental para a compreensão dos fenômenos naturais são: força e energia. As suas unidades, no sistema internacional, são respectivamente

Leia mais

O peso do carrinho vale: P = m g = 1,0 10 (N) P = 10 N a) No ponto A, o esquema das forças que agem no carrinho está dado abaixo:

O peso do carrinho vale: P = m g = 1,0 10 (N) P = 10 N a) No ponto A, o esquema das forças que agem no carrinho está dado abaixo: FÍSICA 1ª QUESTÃO Na figura seguinte, um carrinho de massa 1,0 Kg descreve movimento circular e uniforme ao longo de um trilho envergado em forma de circunferência de 2,0 m de raio. A velocidade do carrinho

Leia mais

2. HIDROSTÁTICA CONCEITOS BÁSICOSB

2. HIDROSTÁTICA CONCEITOS BÁSICOSB HIDROSTÁTICA TICA CONCEITOS BÁSICOSB 2. HIDROSTÁTICA TICA É a parte da Hidráulica que estuda os líquidos em repouso, bem como as forças que podem ser aplicadas em corpos neles submersos. 1 Conceito de

Leia mais

Programação Anual VOLUME VOLUME. 1. Introdução à Mecânica Conceitos fundamentais da Cinemática Grandezas fundamentais da Cinemática

Programação Anual VOLUME VOLUME. 1. Introdução à Mecânica Conceitos fundamentais da Cinemática Grandezas fundamentais da Cinemática Programação Anual 1 ạ Série 1 ọ 2 ọ 1. Introdução à Mecânica Conceitos fundamentais da Cinemática Grandezas fundamentais da Cinemática 2. Vetores Grandezas escalares versus grandezas vetoriais Características

Leia mais

PROVA DE FÍSICA 3 o TRIMESTRE DE 2015

PROVA DE FÍSICA 3 o TRIMESTRE DE 2015 PROVA DE FÍSICA 3 o TRIMESTRE DE 2015 PROF. VIRGÍLIO NOME Nº 8º ANO As questões referem-se ao estudo da Mecânica, dando ênfase, principalmente, ao estudo do Trabalho, Energia e Hidrostática. Todas as questões

Leia mais

A A A A A A A A A A A A A A A

A A A A A A A A A A A A A A A FÍSIC 1 Em uma prova de atletismo, um corredor, que participa da prova de 100 m rasos, parte do repouso, corre com aceleração constante nos primeiros 50 m e depois mantém a velocidade constante até o final

Leia mais

Aula anterior: Esta Aula: Próxima aula:

Aula anterior: Esta Aula: Próxima aula: Aula anterior: Composição da atmosfera: do que é composta; fontes e sumidouros; como alcançou o estado atual. Breve discussão sobre pressão, densidade, temperatura. Esta Aula: Temperatura, pressão e densidade

Leia mais

FÍSICA - A ª SÉRIE P02-2º. Trimestre

FÍSICA - A ª SÉRIE P02-2º. Trimestre LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - A - 2011 2ª SÉRIE P02-2º. Trimestre ALUNO: Assunto(s): Unidade 04 Pressão e Unidade 05 Teorema de Arquimedes. Exercícios do Livro para Estudar - Página 30 números

Leia mais

Pressão nos Fluidos. Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior. Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Pressão nos Fluidos. Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior. Instituto Federal do Rio Grande do Norte Pressão nos Fluidos Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior Instituto Federal do Rio Grande do Norte Curso: Técnico em Mecânica Disciplina: Mecânica dos Fluidos 13 de Julho de 2016 (Instituto Mecânica

Leia mais

Física II Fluidos. UNEB - Universidade do Estado da Bahia Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias Campus XXIV Xique Xique

Física II Fluidos. UNEB - Universidade do Estado da Bahia Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias Campus XXIV Xique Xique UNEB - Universidade do Estado da Bahia Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias Campus XXIV Xique Xique Física II Fluidos Prof. MSc. Rebeca Dourado Gonçalves Introdução Líquidos e gases tem a propriedade

Leia mais

Mecânica dos Fluidos

Mecânica dos Fluidos Mecânica dos Fluidos Estática dos Fluidos Prof. Universidade Federal do Pampa BA000200 Campus Bagé 12 e 13 de março de 2017 Estática dos Fluidos 1 / 28 Introdução Estática dos Fluidos 2 / 28 Introdução

Leia mais

Energia. Física_9 EF. Profa. Kelly Pascoalino

Energia. Física_9 EF. Profa. Kelly Pascoalino Energia Física_9 EF Profa. Kelly Pascoalino Nesta aula: Introdução; Energia Cinética; Energia Potencial (gravitacional e elástica); Sistemas Mecânicos Conservativos. INTRODUÇÃO Energia é até hoje um dos

Leia mais

FENÔMENOS DE TRANSPORTES AULA 4 ESTÁTICA DOS FLUIDOS

FENÔMENOS DE TRANSPORTES AULA 4 ESTÁTICA DOS FLUIDOS FENÔMENOS DE TRANSPORTES AULA 4 ESTÁTICA DOS FLUIDOS PROF.: KAIO DUTRA Estática dos Fluidos Existem dois tipos genéricos de forças que podem ser aplicados a um fluido: forças de campo (ou de ação a distância)

Leia mais

Fisica 1 A B. k = 1/4πε 0 = 9, N.m 2 /C Um automóvel faz o percurso Recife-Gravatá a uma velocidade média de 50 km/h.

Fisica 1 A B. k = 1/4πε 0 = 9, N.m 2 /C Um automóvel faz o percurso Recife-Gravatá a uma velocidade média de 50 km/h. Fisica 1 Valores de algumas constantes físicas celeração da gravidade: 10 m/s 2 Densidade da água: 1,0 g/cm 3 Calor específico da água: 1,0 cal/g C Carga do elétron: 1,6 x 10-19 C Velocidade da luz no

Leia mais

Prof. Renato. ETEC de Vila Formosa ETEC Prof. Camargo Aranha SESI Carrão. Física 1ª. Série. Aula 1

Prof. Renato. ETEC de Vila Formosa ETEC Prof. Camargo Aranha SESI Carrão. Física 1ª. Série. Aula 1 Aula 1 1. Apresentação (Conhecimento / Reconhecimento) 1.1 Pessoal Nome, Formação, Profissão, Residência... 1.2 Disciplina (Levantamento / Classificação) Física 1ª. Série 2ª. Série 3ª. Série Mecânica /

Leia mais

Controle de Processos Aula: Principais váriaveis em controle de processos químicos

Controle de Processos Aula: Principais váriaveis em controle de processos químicos 107484 Controle de Processos Aula: Principais váriaveis em controle de processos químicos Prof. Eduardo Stockler Tognetti Departamento de Engenharia Elétrica Universidade de Brasília UnB 1 o Semestre 2015

Leia mais

Física 2. v (km/h) t(h) Resposta: 02

Física 2. v (km/h) t(h) Resposta: 02 Física 2 Valores de algumas grandezas físicas celeração da gravidade: m/s 2 Densidade da água: 1 g/cm 3 Carga do elétron: 1,6 x -19 C Constante de Planck: 6,6 x -34 J.s Velocidade da luz no vácuo: 3 x

Leia mais

Gabarito Comentado. Gabarito dos Exercícios Complementares Revisão Ciências da Natureza Física Ensino Médio Material do aluno

Gabarito Comentado. Gabarito dos Exercícios Complementares Revisão Ciências da Natureza Física Ensino Médio Material do aluno Gabarito dos Exercícios Complementares Revisão Ciências da Natureza 01. Alternativa B Utilizando a expressão: v m = X t Onde: X = 3.146 m v m = 17 m/s t =? Teremos: 17 = 3.146 t t = 3.146 17 t = 185 s

Leia mais

SIMULADO DE FÍSICA. a) 26 m. b) 14 m. c) 12 m. d) 10 m. e) 2 m

SIMULADO DE FÍSICA. a) 26 m. b) 14 m. c) 12 m. d) 10 m. e) 2 m SIMULADO DE FÍSICA 1. Num estacionamento, um coelho se desloca, em seqüência, 12 m para o Oeste, 8 m para o Norte e 6 m para o Leste. O deslocamento resultante tem módulo. a) 26 m b) 14 m c) 12 m d) 10

Leia mais

parâmetros de cálculo 4. Velocidade 5. Vazão

parâmetros de cálculo 4. Velocidade 5. Vazão parâmetros de cálculo 4. Velocidade Velocidade é distância percorrida por unidade de tempo. A unidade usual é m/s. Uma maneira de entender a velocidade da água na tubulação é imaginar uma partícula de

Leia mais

Física I 2010/2011. Aula 18. Mecânica de Fluidos I

Física I 2010/2011. Aula 18. Mecânica de Fluidos I Física I 2010/2011 Aula 18 Mecânica de Fluidos I Sumário Capítulo 14: Fluidos 14-1 O que é um Fluido? 14-2 Densidade e Pressão 14-3 Fluidos em Repouso 14-4 A Medida da pressão 14-5 O Princípio de Pascal

Leia mais

= Q moeda F at. . t = 0 mv 0. g t

= Q moeda F at. . t = 0 mv 0. g t 25 e FÍSICA Uma moeda é lançada horizontalmente, com velocidade inicial de 10 m/s, sobre uma superfície áspera, horizontal. Sabendo-se que a moeda atinge o repouso 10 s após o lançamento, o coeficiente

Leia mais

Professor (a): Pedro Paulo Aluno (a): Série: 3ª Data: / / LISTA DE FÍSICA. Autoridades debatem acesso de deficientes nos estádios da Copa

Professor (a): Pedro Paulo Aluno (a): Série: 3ª Data: / / LISTA DE FÍSICA. Autoridades debatem acesso de deficientes nos estádios da Copa Ensino Médio Unidade Parque Atheneu Professor (a): Pedro Paulo Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE FÍSICA 1) (UNIFOR CE/2014) Leia. Autoridades debatem acesso de deficientes nos estádios da Copa

Leia mais

Física. Física Módulo 2 Flúidos

Física. Física Módulo 2 Flúidos Física Módulo 2 Flúidos Introdução O que é a Mecânica dos Fluidos? É a parte da mecânica aplicada que se dedica análise do comportamento dos líquidos e dos gases, tanto em equilíbrio quanto em movimento.

Leia mais

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r F Física 1999 1. estrela mais próxima está a 4,5 anos-luz da Terra. O ano-luz é a distância que a luz percorre, no vácuo, em um ano. Sendo assim, ao observarmos a abóboda celeste, estamos vendo o a) futuro.

Leia mais

Prof. Renato M. Pugliese. Física II - 1º semestre de Prova 2 - GABARITO abril/14. Nome: Matr.:

Prof. Renato M. Pugliese. Física II - 1º semestre de Prova 2 - GABARITO abril/14. Nome: Matr.: Prof. Renato M. Pugliese Física II - 1º semestre de 2014 Prova 2 - GABARITO abril/14 Nome: Matr.: ATENÇÃO: Resolva apenas 4 questões, à sua escolha, das 6 sugeridas. Antes de entregar a avaliação resolvida

Leia mais

Lista de Exercícios - Unidade 10 Buscando o equilíbrio

Lista de Exercícios - Unidade 10 Buscando o equilíbrio Lista de xercícios - Unidade 10 uscando o equilíbrio Hidrostática Primeira lista de exercícios: 1. Um recipiente contém 6,0 litros de água. Sabendo que a densidade da água é 1,0 g / cm 3, qual a massa

Leia mais

Colégio de aplicação Dr. Alfredo José Balbi prof. Thomaz Barone Lista de exercícios sistemas dissipativos

Colégio de aplicação Dr. Alfredo José Balbi prof. Thomaz Barone Lista de exercícios sistemas dissipativos 1. (Pucrj 015) Uma bola de tênis de 60 g é solta a partir do repouso de uma altura de 1,8 m. Ela cai verticalmente e quica várias vezes no solo até parar completamente. Desprezando a resistência do ar

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ FÍSICA PRISE- 2ª ETAPA. EIXO TEMÁTICO: Fluidos, calor e usos de energia

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ FÍSICA PRISE- 2ª ETAPA. EIXO TEMÁTICO: Fluidos, calor e usos de energia UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ FÍSICA PRISE- 2ª ETAPA 1 - Compreender a física e as tecnologias a ela associadas como construções humanas baseadas na experimentação e na abstração, percebendo seus papéis

Leia mais

Exercícios Seletos de ùltimo Vestibular. Exercícios da Fuvest Primeira fase.

Exercícios Seletos de ùltimo Vestibular. Exercícios da Fuvest Primeira fase. Exercícios Seletos de ùltimo Vestibular Exercícios da Fuvest 2011- Primeira fase. 1 Em um ponto fixo do espaço, o campo elétrico de uma radiação eletromagnética tem sempre a mesma direção e oscila no tempo,

Leia mais

Resolução Comentada UFPR - 1ª fase-2014

Resolução Comentada UFPR - 1ª fase-2014 Resolução Comentada UFPR - 1ª fase-2014 01 - No circuito esquematizado abaixo, deseja-se que o capacitor armazene uma energia elétrica de 125 μj. As fontes de força eletromotriz são consideradas ideais

Leia mais

Física. Questão 16. Questão 17. Questão 18

Física. Questão 16. Questão 17. Questão 18 Física Questão 16 A quantidade de calor necessária para ferver a água que enche uma chaleira comum de cozinha é, em calorias, da ordem de: (A) 10 2 (B) 10 3 (C) 10 4 (D) 10 5 Questão 17 O comprimento da

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 49. Questão 48. alternativa B. alternativa B. alternativa A. alternativa D. A distância média da Terra à Lua é

Questão 46. Questão 47. Questão 49. Questão 48. alternativa B. alternativa B. alternativa A. alternativa D. A distância média da Terra à Lua é Questão 46 A distância média da Terra à Lua é 3,9 10 m. Sendo a velocidade da luz no vácuo igual a 30, 10 5 km/s, o tempo médio gasto por ela para percorrer essa distância é de: a) 0,77 s d) 77 s b) 1,3

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS

LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS Curso : Engenharia civil Disciplina: Fenômeno dos transportes Professor(a): Nome do(s) Aluno(a)(s): LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS Período Letivo: 2014.2 Unidade: I Nota: Semestre:

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Radiologia Disciplina de Fluidos e Processos Térmicos

Curso Superior de Tecnologia em Radiologia Disciplina de Fluidos e Processos Térmicos Curso Superior de Tecnologia em Radiologia Disciplina de Fluidos e Processos Térmicos Disciplina do 1 Semestre/2009-4 aulas semanais Professor: Nelson Elias Vogt Adaime Disciplina de Fluidos e Processos

Leia mais

Resolução da 1ª Prova de Física II Unificada do Período UFRJ. Assuntos: Termodinâmica, Hidrodinâmica e Hidrostática.

Resolução da 1ª Prova de Física II Unificada do Período UFRJ. Assuntos: Termodinâmica, Hidrodinâmica e Hidrostática. Resolução da ª Prova de Física II Unificada do Período 04.-UFRJ Assuntos: Termodinâmica, Hidrodinâmica e Hidrostática. Resolução: João Batista F. Sousa Filho (Graduando Engenharia Civil 04.) Contato: contatoengenhariafacil@gmail.com

Leia mais

Lista: Hidrostática (densidade, pressão, Stevin, empuxo)

Lista: Hidrostática (densidade, pressão, Stevin, empuxo) Lista: Hidrostática (densidade, pressão, Stevin, empuxo) 1) (Fuvest 95) Um recipiente cilíndrico de eixo vertical tem como fundo uma chapa de 2,0cm de espessura, e 1,0m² de área, feita de material de massa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: MECÂNICA DOS FLUIDOS A ESTÁTICA DOS FLUIDOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: MECÂNICA DOS FLUIDOS A ESTÁTICA DOS FLUIDOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: MECÂNICA DOS FLUIDOS A ESTÁTICA DOS FLUIDOS Prof. Dr. Hugo Alexandre Soares Guedes E-mail: hugo.hydro@gmail.com wp.ufpel.edu.br/hugoguedes

Leia mais

Resolução: V 2 = T.senθ R/M V = 3 m/s. d) V = w R w = v/r w = 3/1,2 w = 2,5 rad/s

Resolução: V 2 = T.senθ R/M V = 3 m/s. d) V = w R w = v/r w = 3/1,2 w = 2,5 rad/s FÍSICA 1ª QUESTÃO Durante uma aula de Física, o Professor Raimundo faz uma demonstração com um pêndulo cônico. Esse pêndulo consiste em uma pequena esfera pendurada na extremidade de um fio, como mostrado

Leia mais

2 BIMESTRE. Pressão absoluta e pressão manométrica

2 BIMESTRE. Pressão absoluta e pressão manométrica 2 BIMESTRE Pressão absoluta e pressão manométrica Para algumas grandezas em hidrostática, tais como em algumas grandezas em Mecânica, muitas vezes o que tem importância é a variação de uma grandeza, ou

Leia mais

PROGRAD / COSEAC Padrão de Respostas Física Grupos 05 e 20

PROGRAD / COSEAC Padrão de Respostas Física Grupos 05 e 20 1 a QUESTÃO: Dois blocos estão em contato sobre uma mesa horizontal. Não há atrito entre os blocos e a mesa. Uma força horizontal é aplicada a um dos blocos, como mostra a figura. a) Qual é a aceleração

Leia mais

CURSO de ENGENHARIA (CIVIL, ELÉTRICA, MECÂNICA, DE PRODUÇÃO e DE TELECOMUNICAÇÕES) NITERÓI - Gabarito

CURSO de ENGENHARIA (CIVIL, ELÉTRICA, MECÂNICA, DE PRODUÇÃO e DE TELECOMUNICAÇÕES) NITERÓI - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA o semestre letivo de 005 e 1 o semestre letivo de 006 CURSO de ENGENHARIA (CIVIL, ELÉTRICA, MECÂNICA, DE PRODUÇÃO e DE TELECOMUNICAÇÕES) NITERÓI - Gabarito

Leia mais

Resoluções dos exercícios propostos

Resoluções dos exercícios propostos 1 P.109 p a) AB corresponde a uma fusão (passagem da Sólido F fase sólida para a fase líquida). A B Líquido G b) B corresponde a uma vaporização E (passagem da fase líquida para a fase de D Vapor vapor).

Leia mais

Profa.. Dra. Ana Maria Pereira Neto

Profa.. Dra. Ana Maria Pereira Neto 5/09/0 Universidade Federal do ABC BC309 Termodinâmica Aplicada Profa.. Dra. Ana Maria Pereira Neto ana.neto@ufabc.edu.br Bloco A, torre, sala 637 Calor, Trabalho e Primeira Lei da Termodinâmica 5/09/0

Leia mais

FÍSICA. Resolução: a) A pressão do gás é a soma da pressão atmosférica com a pressão provocada pelo peso da tampa do cilindro:

FÍSICA. Resolução: a) A pressão do gás é a soma da pressão atmosférica com a pressão provocada pelo peso da tampa do cilindro: 015-1º SIMULADO DISCURSIVO FÍSICA 1ª QUESTÃO Um cilindro de área da base S e altura h possui uma tampa, perfeitamente vedada, de massa m. A tampa encontra-se inicialmente na altura h/ e pode subir e descer

Leia mais

LEIS DE NEWTON DINÂMICA 3ª LEI TIPOS DE FORÇAS

LEIS DE NEWTON DINÂMICA 3ª LEI TIPOS DE FORÇAS DINÂMICA É a parte da Mecânica que estuda as causas e os movimentos. LEIS DE NEWTON 1ª Lei de Newton 2ª Lei de Newton 3ª Lei de Newton 1ª LEI LEI DA INÉRCIA Quando a resultante das forças que agem sobre

Leia mais

Física - 1. Dados numéricos

Física - 1. Dados numéricos Física - 1 Dados numéricos celeração da gravidade: 1 m/s Densidade da água: 1, g/cm 3 Velocidade da luz no vácuo: 3, x 1 8 m/s 1 atm = 1, x 1 5 N/m = 1 4 π o = 9, x 1 9 N.m C 1. O gráfico da velocidade

Leia mais

FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2017 1 a QUESTÃO Valor: 1,0 F 1 F 2 P d Como mostra a figura acima, a fonte sonora F 1 está presa ao teto por uma haste

Leia mais

Resolução No mesmo intervalo de tempo, o carro A percorreu 50m e o carro B, 30m. s = V t (MU) 50 = V A. . t (1) 30 = V B. .

Resolução No mesmo intervalo de tempo, o carro A percorreu 50m e o carro B, 30m. s = V t (MU) 50 = V A. . t (1) 30 = V B. . 46 a FÍSICA A figura mostra, em determinado instante, dois carros A e B em movimento retilíneo uniforme O carro A, com velocidade escalar 20m/s, colide com o B no cruzamento C Desprezando as dimensões

Leia mais

1ª QUESTÃO Valor 1,0 = 1. Dados: índice de refração do ar: n 2. massa específica da cortiça: 200 kg/m 3. 1 of :36

1ª QUESTÃO Valor 1,0 = 1. Dados: índice de refração do ar: n 2. massa específica da cortiça: 200 kg/m 3. 1 of :36 1ª QUESTÃO Valor 1,0 Uma lâmpada é colocada no fundo de um recipiente com líquido, diretamente abaixo do centro de um cubo de cortiça de 10 cm de lado que flutua no líquido. Sabendo que o índice de refração

Leia mais

Curso: ENGENHARIA BÁSICA Disciplina: ESTÁTICA DOS FLUIDOS LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADES DE PRESSÃO:

Curso: ENGENHARIA BÁSICA Disciplina: ESTÁTICA DOS FLUIDOS LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADES DE PRESSÃO: Curso: ENGENHARIA BÁSICA Disciplina: ESTÁTICA DOS FLUIDOS LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADES DE PRESSÃO: 1. Determinar o valor da pressão de 340 mmhg em psi e kgf/cm² na escala efetiva e em Pa e atm na escala

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - PRA FENÔMENOS DE TRANSPORTE

LISTA DE EXERCÍCIOS - PRA FENÔMENOS DE TRANSPORTE LISTA DE EXERCÍCIOS - PRA FENÔMENOS DE TRANSPORTE A - Viscosidade 1. (Exercício 1.1, pág. 11, Brunetti) A viscosidade cinemática ν de um óleo é de 0,028 m 2 /s e o seu peso específico relativo r é de 0,85.

Leia mais

TD DE FÍSICA PROFESSOR: ADRIANO OLIVEIRA

TD DE FÍSICA PROFESSOR: ADRIANO OLIVEIRA TD DE FÍSICA PROFESSOR: ADRIANO OLIVEIRA TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Dois blocos, de massas m 1=3,0 kg e m =1,0 kg, ligados por um fio inextensível, podem deslizar sem atrito sobre um plano horizontal.

Leia mais

Física. Física Módulo 1 Energia Potencial e Conservação da Energia

Física. Física Módulo 1 Energia Potencial e Conservação da Energia Física Módulo 1 Energia Potencial e Conservação da Energia No capitulo anterior: Trabalho, Energia Cinética, Potência O trabalho das forças resultantes que agem sobre um corpo é dado por: W res = F x ou

Leia mais

Energia Potencial Gravitacional

Energia Potencial Gravitacional Energia Potencial Gravitacional Energia que o corpo adquire quando é elevado em relação a um determinado nível. E p = m.g.h E p = energia potencial (J) m = massa (kg) h = altura (m) Exercícios g = aceleração

Leia mais

!"#$%&'()*+,-'#&*'!-./0+-+*'11! '728'9/:/*.0/;!

!#$%&'()*+,-'#&*'!-./0+-+*'11! '728'9/:/*.0/;! !"#$%&'()*+,-'#&*'!-./0+-+*'11! 234252346'728'9/:/*.0/;! A'CD9'!AEBF1A19'11! Programa! "#!$%&'()*+,-.!&()!/012&()!!3.10.)!4567!!!!!!! 8'9)):(!! ;9&%

Leia mais

Série IV - Momento Angular (Resoluções Sucintas)

Série IV - Momento Angular (Resoluções Sucintas) Mecânica e Ondas, 0 Semestre 006-007, LEIC Série IV - Momento Angular (Resoluções Sucintas) 1. O momento angular duma partícula em relação à origem é dado por: L = r p a) Uma vez que no movimento uniforme

Leia mais

HIDRODINÂMICA. Princípios gerais do movimento dos fluidos. Teorema de Bernoulli

HIDRODINÂMICA. Princípios gerais do movimento dos fluidos. Teorema de Bernoulli HIDRODINÂMICA Princípios gerais do movimento dos fluidos. Teorema de Bernoulli Movimento dos fluidos perfeitos A hidrodinâmica tem por objeto o estudo do movimento dos fluidos. Consideremos um fluido perfeito

Leia mais

O volume que extravasa (V ) é a diferença entre a dilatação do mercúrio e a dilatação do recipiente de vidro. Dados: V 0 = 2, cm 3 ;

O volume que extravasa (V ) é a diferença entre a dilatação do mercúrio e a dilatação do recipiente de vidro. Dados: V 0 = 2, cm 3 ; 1. Certo metal possui um coeficiente de dilatação linear α. Uma barra fina deste metal, de comprimento L 0, sofre uma dilatação para uma dada variação de temperatura Δ T. Para uma chapa quadrada fina de

Leia mais

PROVA DE FÍSICA II. Dado: calor latente de fusão da água = 3,5 x 10 5 J/kg. A) 100 B) 180 D) Zero C) 240 E) 210

PROVA DE FÍSICA II. Dado: calor latente de fusão da água = 3,5 x 10 5 J/kg. A) 100 B) 180 D) Zero C) 240 E) 210 PROVA DE FÍSCA Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. nterprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais como fatores

Leia mais

FÍSICA II. Justifique todas as suas respostas convenientemente Apresente uma Prova limpa e ordenada

FÍSICA II. Justifique todas as suas respostas convenientemente Apresente uma Prova limpa e ordenada FÍSICA II Duração: 2 H 30 (exactas) 1ª Chamada 22 de Janeiro de 2002 Justifique todas as suas respostas convenientemente Apresente uma Prova limpa e ordenada g = 9,8 m/s 2 1 atm = 1 x 10 5 Pa ρ água =

Leia mais

EXAME Discursivo. Física. 2 A fase 01/12/2013. Boa prova!

EXAME Discursivo. Física. 2 A fase 01/12/2013. Boa prova! 2 A fase EXAME Discursivo 01/12/2013 Física Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Física. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Leia mais

QUESTÃO 16 QUESTÃO 17 PROVA DE FÍSICA II

QUESTÃO 16 QUESTÃO 17 PROVA DE FÍSICA II 7 PROVA DE FÍSICA II QUESTÃO 16 Uma barra homogênea de massa 4,0 kg e comprimento 1,0 m está apoiada em suas extremidades sobre dois suportes A e B conforme desenho abaixo. Coloca-se a seguir, apoiada

Leia mais

1 01 Mate t máti t c i a e Fí F s í ic i a Prof. Diego Pablo

1 01 Mate t máti t c i a e Fí F s í ic i a Prof. Diego Pablo 1 01 Matemática e Prof. Diego Pablo 2 Matemática - Produto: 2 x 4 = 8 - Quociente ou Razão: 18 / 2 = 9 - Quadrado: 7² = 7 x 7 = 49 - Cubo: 4³ = 4 x 4 x 4 = 64 - Raiz Quadrada: 81 = 9 3 Matemática Grandezas

Leia mais

FÍSICA II. (Dados sen 30 o = 0,5 e g = 10 m/s 2 )

FÍSICA II. (Dados sen 30 o = 0,5 e g = 10 m/s 2 ) FÍSCA Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. nterprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores não

Leia mais

TERMODINÂMICA (Parte 1)

TERMODINÂMICA (Parte 1) TERMODINÂMICA (Parte 1) Estudo das transformações da energia. Baseia-se em duas leis: 1ª Lei: acompanha as variações de energia e permite o cálculo da quantidade de calor produzida numa reação. 2ª Lei:

Leia mais

Halliday Fundamentos de Física Volume 2

Halliday Fundamentos de Física Volume 2 Halliday Fundamentos de Física Volume 2 www.grupogen.com.br http://gen-io.grupogen.com.br O GEN Grupo Editorial Nacional reúne as editoras Guanabara Koogan, Santos, Roca, AC Farmacêutica, LTC, Forense,

Leia mais

2.1 Breve história da termodinâmica

2.1 Breve história da termodinâmica 2.1 Breve história da termodinâmica TERMODINÂMICA calor força, movimento No início, estudava os processos que permitiam converter calor em trabalho (força e movimento). 2.1 Breve história da termodinâmica

Leia mais

0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3

0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3 0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3 1 1 Sendo a carga elementar e = 1,6.10-19 C, a quantidade de elétrons que passa condutor nos 10 s vale 3,75.10 17. 2 2 A corrente

Leia mais

Atividade de Recuperação de Física Setor A

Atividade de Recuperação de Física Setor A Atividade de Recuperação de Física Setor A Professor da Disciplina: Macaubal Data: / /16 1º TRIMESTRE Aluno(a): Nº: Nota: 2 ano Ensino Médio Período: Matutino Instruções gerais: Antes de responder as atividades,

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2B

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2B CADERNO DE EXERCÍCIOS B Ensino Médio Ciências da Natureza I Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Quantidade de calor H45 Teorema de Conservação da H4 Energia 3 Lei dos cossenos H17 4 Distância

Leia mais

1 a fase prova para alunos da 8 a série

1 a fase prova para alunos da 8 a série Olimpíada Brasileira de Física 2008 1 a fase 8ª série 1 1 a fase prova para alunos da 8 a série LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 01) Esta prova destina-se exclusivamente a alunos da 8ª série. Ela

Leia mais

Boa prova! 05/12/2010

Boa prova! 05/12/2010 05/12/2010 Física Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Física. Não abra o caderno antes de receber autorização. Instruções 1. Verifique

Leia mais

Física 20 Questões [Médio]

Física 20 Questões [Médio] Física 20 Questões [Médio] 01 - (UFRRJ ) Uma pessoa retira um botijão de gás de um local refrigerado e o coloca em um outro lugar, sobre o qual os raios solares incidem diretamente. Desprezando qualquer

Leia mais

Primeira Lei de Kepler: Lei das Órbitas Elípticas. Segunda Lei de Kepler: Lei das áreas

Primeira Lei de Kepler: Lei das Órbitas Elípticas. Segunda Lei de Kepler: Lei das áreas CONTEÚDOS DA PROVA DE RECUPERAÇÃO FINAL: Hidrostática, Velocidade Escalar Média, Gravitação Universal, 1ª e 2ª Leis de Kepler, Aceleração Escalar, Equações do Movimento Retilíneo Uniformemente Variado

Leia mais

Aula 3 Introdução à Cinemática Movimento em 1 dimensão

Aula 3 Introdução à Cinemática Movimento em 1 dimensão Aula 3 Introdução à Cinemática Movimento em 1 dimensão FÍSICA Divisões da Física Quântica trata do universo do muito pequeno, dos átomos e das partículas que compõem os átomos. Clássica trata dos objetos

Leia mais

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA.

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA. Trabalho e Energia UFPB/98 1. Considere a oscilação de um pêndulo simples no ar e suponha desprezível a resistência do ar. É INCORRETO afirmar que, no ponto m ais baixo da trajetória, a) a energia potencial

Leia mais

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 17 (pág. 88) AD TM TC. Aula 18 (pág. 88) AD TM TC. Aula 19 (pág.

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 17 (pág. 88) AD TM TC. Aula 18 (pág. 88) AD TM TC. Aula 19 (pág. Física Setor B Prof.: Índice-controle de Estudo ula 17 (pág. 88) D TM TC ula 18 (pág. 88) D TM TC ula 19 (pág. 90) D TM TC ula 20 (pág. 90) D TM TC ula 21 (pág. 92) D TM TC ula 22 (pág. 94) D TM TC Revisanglo

Leia mais

NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra

NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra Apostila de Revisão n 3 DISCIPLINA: Física NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra DATA: Mecânica - 3. FLUIDOS 1. Densidade: Razão entre a massa de um corpo e o seu volume. massa densidade = volume

Leia mais

O índice de refração é dado pela razão entre os módulos de duas velocidades.

O índice de refração é dado pela razão entre os módulos de duas velocidades. 46 a FÍSICA O coeficiente de atrito e o índice de refração são grandezas adimensionais, ou seja, são valores numéricos sem unidade. Isso acontece porque a) são definidos pela razão entre grandezas de mesma

Leia mais

Física D Extensivo V. 5

Física D Extensivo V. 5 Física D Extensivo V 5 Exercícios 0) D 0) D 03) B 04) C 05) B p = µ g h Como a densidade do líquido inserido é maior do que a densidade da água, o nível de água deve estar acima do nível do liquido para

Leia mais