2. HIDROSTÁTICA CONCEITOS BÁSICOSB

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2. HIDROSTÁTICA CONCEITOS BÁSICOSB"

Transcrição

1 HIDROSTÁTICA TICA CONCEITOS BÁSICOSB 2. HIDROSTÁTICA TICA É a parte da Hidráulica que estuda os líquidos em repouso, bem como as forças que podem ser aplicadas em corpos neles submersos. 1

2 Conceito de Pressão Pressão é o quociente da intensidade da força que se exerce uniformemente sobre uma superfície, e perpendicularmente a esta, pela área dessa superfície. ÁREA A PESO P (FORÇA) Pressão = Força a /Área/ PRESSÃO= P/A Pressão Hidrostática tica Um elemento sólido, s colocado no interior de um fluido em equilíbrio, experimenta, da parte desse fluido, forças perpendiculares às suas superfícies. 2

3 Pressão em sólidos s e em líquidosl Se uma força a for aplicada a um ponto de um objeto rígido, r o objeto como um todo sofrerá a ação a dessa força. Isto ocorre porque as moléculas (ou um conjunto delas) do corpo rígido r estão ligadas por forças que mantêm o corpo inalterado em sua forma. Logo, a força a aplicada em um ponto de um corpo rígido r acaba sendo distribuída da a todas as partes do corpo. Pressão em sólidos s e em líquidosl Em um fluido isto não acontece, pois as forças entre as moléculas (ou um conjunto delas) são muito menores. Um fluido não pode suportar forças de cisalhamento, sem que isto leve a um movimento de suas partes. Um fluido pode escoar,, ao contrário rio de um objeto rígido. r 3

4 Pressão versus profundidade em um fluido estático tico A pressão a uma mesma profundidade de um fluido deve ser constante ao longo do plano paralelo à superfície. Supondo que a constante da gravidade local, g,, não varie apreciavelmente dentro do volume ocupado pelo fluido, a pressão em qualquer ponto de um fluido estático tico depende apenas da pressão atmosférica no topo do fluido e da profundidade do ponto no fluido. h2 Patm h1 PRESSÃO DEVIDA A UMA COLUNA LÍQUIDAL Supondo que háh um ponto 1 na superfície do líquido e um ponto 2 em uma profundidade h,, a pressão no primeiro ponto será a pressão atmosférica local e a pressão p2 no segundo ponto, poderá ser obtida pela relação: p 2 = patm + µ. g. h Patm 1 h 2 4

5 Pressão Atmosférica O ar, como qualquer substância próxima à Terra, á atraído por ela, isto é,, o ar tem peso. Em virtude disto, a camada atmosférica que envolve a Terra, atingindo uma altura de dezenas de quilômetros, exerce uma pressão sobre os corpos nela mergulhados. Esta pressão é denominada Pressão Atmosférica. Na verdade, vivemos no fundo de um oceano de ar e que esse oceano, como a água de um lago, exerce pressão nos corpos nele imersos. Pressão Atmosférica Torricelli, físico f italiano, realizou uma famosa experiência que, além m de demonstrar que a pressão existe realmente, permitiu a determinação de seu valor: Torricelli encheu de mercúrio rio (Hg( Hg) ) um tubo de vidro com mais ou menos 1 metro de comprimento; em seguida fechou a extremidade livre do tubo e o emborcou numa vasilha contendo mercúrio. rio. Quando o dedo foi retirado, a coluna de mercúrio rio desceu, ficando o seu nível n aproximadamente 76 cm acima do nível n do mercúrio rio dentro da vasilha. 5

6 EXPERIÊNCIA DE TORRICELLI Torricelli concluiu que a pressão atmosférica, patm,, atuando na superfície livre do líquido l no recipiente, conseguia equilibrar a coluna de mercúrio. rio. O espaço o vazio sobre o mercúrio, rio, no tubo, constitui a chamada câmara barométrica, onde a pressão é praticamente nula (vácuo). VALOR DA PRESSÃO ATMOSFÉRICA Como a altura da coluna líquida l no tubo era de 76 cm, Torricelli chegou à conclusão de que o valor da pressão atmosférica, patm,, ao nível n do mar equivale à pressão exercida por uma coluna de mercúrio rio de 76 cm de altura. A pressão de 76 cm Hg é denominada pressão atmosférica normal e equivale a outra unidade prática de pressão chamada atmosfera (atm). Patm = kg/m 3 x 9,8m/s 2 x 0,76m = 1,02 x 10 5 Pa 6

7 VALOR DA PRESSÃO ATMOSFÉRICA Depois de Torricelli, o cientista francês Pascal, repetiu a experiência no alto de uma montanha e verificou que o valor da pressão atmosférica era menor do que ao nível n do mar. Concluiu, então, que quanto maior for a altitude do local, mais rarefeito será o ar e menor será a espessura da camada de ar que está atuando na superfície de mercúrio. rio. VARIAÇÃO DA PRESSÃO ATMOSFÉRICA COM A ALTITUDE ALTITUDE (m) PRESSÃO ATMOSFÉRICA (cm Hg)

8 MODOS DE EXPRESSAR AS MEDIDAS DE PRESSÃO Patm 1 h 2 p 2 = patm + γ. h (PRESSÃO ABSOLUTA) MANOMETRIA Manometria é o estudo dos manômetros. Manômetros são dispositivos utilizados na medição de pressão efetiva em função das alturas das colunas líquidas. 8

Física I 2010/2011. Aula 18. Mecânica de Fluidos I

Física I 2010/2011. Aula 18. Mecânica de Fluidos I Física I 2010/2011 Aula 18 Mecânica de Fluidos I Sumário Capítulo 14: Fluidos 14-1 O que é um Fluido? 14-2 Densidade e Pressão 14-3 Fluidos em Repouso 14-4 A Medida da pressão 14-5 O Princípio de Pascal

Leia mais

Hidrostática REVISÃO ENEM O QUE É UM FLUIDO? O QUE É MASSA ESPECÍFICA? OBSERVAÇÕES

Hidrostática REVISÃO ENEM O QUE É UM FLUIDO? O QUE É MASSA ESPECÍFICA? OBSERVAÇÕES REVISÃO ENEM Hidrostática O QUE É UM FLUIDO? Fluido é denominação genérica dada a qualquer substância que flui isto é, escoa e não apresenta forma própria, pois adquire a forma do recipiente que o contém.

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 05 HIDROSTÁTICA REVISÃO GERAL

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 05 HIDROSTÁTICA REVISÃO GERAL FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 05 HIDROSTÁTICA REVISÃO GERAL Fixação 1) A figura ao lado representa um cilindro constituído por três partes de volumes iguais a V. A parte de baixo é de ferro maciço e homogêneo,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Fluidos. Disciplina: Física Professor: Carlos Alberto

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Fluidos. Disciplina: Física Professor: Carlos Alberto INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel Fluidos Disciplina: Física Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá:

Leia mais

Lei fundamental da hidrostática

Lei fundamental da hidrostática Sumário Unidade I MECÂNICA 3- de fluidos - Lei fundamental da hidrostática ou Lei de Stevin. - Vasos comunicantes Equilíbrio de dois líquidos não miscíveis. - Relação entre as pressões de dois pontos,

Leia mais

Hidrostática Prof: Edson Rizzo. Pressões: Mecânica, Hidrostática, Atmosférica e Absoluta. Empuxo

Hidrostática Prof: Edson Rizzo. Pressões: Mecânica, Hidrostática, Atmosférica e Absoluta. Empuxo Hidrostática Prof: Edson Rizzo Pressões: Mecânica, Hidrostática, Atmosférica e Absoluta. Empuxo DENSIDADE Consideremos um corpo de massa m e volume V. A densidade (d) do corpo é definida por: d = m V No

Leia mais

Halliday Fundamentos de Física Volume 2

Halliday Fundamentos de Física Volume 2 Halliday Fundamentos de Física Volume 2 www.grupogen.com.br http://gen-io.grupogen.com.br O GEN Grupo Editorial Nacional reúne as editoras Guanabara Koogan, Santos, Roca, AC Farmacêutica, LTC, Forense,

Leia mais

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Fluidos Hidrostática e Hidrodinâmica

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Fluidos Hidrostática e Hidrodinâmica Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA Fluidos Hidrostática e Hidrodinâmica SUMÁRIO Fluido Força do fluido Pressão Lei de Stevin Sistemas de vasos comunicantes Princípio de Pascal Medições de pressão Princípio

Leia mais

Lista de Exercícios - Unidade 10 Buscando o equilíbrio

Lista de Exercícios - Unidade 10 Buscando o equilíbrio Lista de xercícios - Unidade 10 uscando o equilíbrio Hidrostática Primeira lista de exercícios: 1. Um recipiente contém 6,0 litros de água. Sabendo que a densidade da água é 1,0 g / cm 3, qual a massa

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS ROTEIRO DE AULA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS ROTEIRO DE AULA 1 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS LEB 0472 HIDRÁULICA Prof. Fernando Campos Mendonça ROTEIRO DE AULA - Recordar massa

Leia mais

Mecânica dos Fluidos. Aula 4 Teorema de Stevin e Princípio de Pascal. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues

Mecânica dos Fluidos. Aula 4 Teorema de Stevin e Princípio de Pascal. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues ula 4 Teorema de Stevin e Princípio de Pascal Tópicos bordados Nesta ula Teorema de Stevin. Princípio de Pascal. Teorema de Stevin O teorema de Stevin também é conhecido por teorema fundamental da hidrostática

Leia mais

PROVA DE FÍSICA 3 o TRIMESTRE DE 2015

PROVA DE FÍSICA 3 o TRIMESTRE DE 2015 PROVA DE FÍSICA 3 o TRIMESTRE DE 2015 PROF. VIRGÍLIO NOME Nº 8º ANO As questões referem-se ao estudo da Mecânica, dando ênfase, principalmente, ao estudo do Trabalho, Energia e Hidrostática. Todas as questões

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: MECÂNICA DOS FLUIDOS A ESTÁTICA DOS FLUIDOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: MECÂNICA DOS FLUIDOS A ESTÁTICA DOS FLUIDOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: MECÂNICA DOS FLUIDOS A ESTÁTICA DOS FLUIDOS Prof. Dr. Hugo Alexandre Soares Guedes E-mail: hugo.hydro@gmail.com wp.ufpel.edu.br/hugoguedes

Leia mais

FÍSICA - A ª SÉRIE P02-2º. Trimestre

FÍSICA - A ª SÉRIE P02-2º. Trimestre LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - A - 2011 2ª SÉRIE P02-2º. Trimestre ALUNO: Assunto(s): Unidade 04 Pressão e Unidade 05 Teorema de Arquimedes. Exercícios do Livro para Estudar - Página 30 números

Leia mais

NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra

NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra Apostila de Revisão n 3 DISCIPLINA: Física NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra DATA: Mecânica - 3. FLUIDOS 1. Densidade: Razão entre a massa de um corpo e o seu volume. massa densidade = volume

Leia mais

Fluidos - Estática. Estudo: Densidade de corpos e fluidos Pressão em um fluido estático Força que um fluido exerce sobre um corpo submerso

Fluidos - Estática. Estudo: Densidade de corpos e fluidos Pressão em um fluido estático Força que um fluido exerce sobre um corpo submerso Fluidos - Estática Estudo: Densidade de corpos e fluidos Pressão em um fluido estático Força que um fluido exerce sobre um corpo submerso Densidade Uma importante propriedade de um material é a sua densidade,

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II UNIDADE ESCOLAR SÃO CRISTÓVÃO III - 2ª SÉRIE/ EM 2010 FÍSICA LISTA DE EXERCÍCIOS: HIDROSTÁTICA

COLÉGIO PEDRO II UNIDADE ESCOLAR SÃO CRISTÓVÃO III - 2ª SÉRIE/ EM 2010 FÍSICA LISTA DE EXERCÍCIOS: HIDROSTÁTICA COLÉGIO PEDRO II UNIDADE ESCOLAR SÃO CRISTÓVÃO III - 2ª SÉRIE/ EM 2010 FÍSICA LISTA DE EXERCÍCIOS: HIDROSTÁTICA 1. A razão entre a massa e o volume de uma substância, ou seja, a sua massa específica, depende

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Departamento de Estudos Básicos e Instrumentais Mecânica dos Fluidos Física II Prof. Roberto Claudino Ferreira ÍNDICE ) - Introdução; ) - Densidade; 3) - Pressão;

Leia mais

Curso: ENGENHARIA BÁSICA Disciplina: ESTÁTICA DOS FLUIDOS LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADES DE PRESSÃO:

Curso: ENGENHARIA BÁSICA Disciplina: ESTÁTICA DOS FLUIDOS LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADES DE PRESSÃO: Curso: ENGENHARIA BÁSICA Disciplina: ESTÁTICA DOS FLUIDOS LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADES DE PRESSÃO: 1. Determinar o valor da pressão de 340 mmhg em psi e kgf/cm² na escala efetiva e em Pa e atm na escala

Leia mais

Unidades: g/cm³. kg/m³ (SI) d = m v. 1 Kg = 1000 g 1 m = 100 cm. 1 m 2 = (100) 2 cm 2 = 10 4 cm 2. 1 m 3 = (100) 3 cm 3 = 10 6 cm 3. 1 Kg 3.

Unidades: g/cm³. kg/m³ (SI) d = m v. 1 Kg = 1000 g 1 m = 100 cm. 1 m 2 = (100) 2 cm 2 = 10 4 cm 2. 1 m 3 = (100) 3 cm 3 = 10 6 cm 3. 1 Kg 3. Hidrostática (fluidos em repouso) Unidades: g/cm³ kg/m³ (SI) d = m v 1 Kg 3 m 3 = 10 g 10 6 cm 3 = 1 g 10 3 cm 3 1 Kg = 1000 g 1 m = 100 cm 1 Kg m 3 = 10 3 g cm 3 1 m 2 = (100) 2 cm 2 = 10 4 cm 2 1 m 3

Leia mais

HIDROSTÁTICA. Densidade. Densidade. Aprofundamento de Estudos - ENEM. Escola Estadual João XXIII Profª Marilene Carvalho 1

HIDROSTÁTICA. Densidade. Densidade. Aprofundamento de Estudos - ENEM. Escola Estadual João XXIII Profª Marilene Carvalho 1 ESCOLA ESTADUAL JOÃO XXIII A Escola que a gente quer é a Escola que a gente faz! APROFUNDAMENTO DE ESTUDOS - ENEM FÍSICA HIDROSTÁTICA PROFESSORA: MARILENE MARIA DE CARVALHO Densidade Densidade Ex.1) Um

Leia mais

2 BIMESTRE. Pressão absoluta e pressão manométrica

2 BIMESTRE. Pressão absoluta e pressão manométrica 2 BIMESTRE Pressão absoluta e pressão manométrica Para algumas grandezas em hidrostática, tais como em algumas grandezas em Mecânica, muitas vezes o que tem importância é a variação de uma grandeza, ou

Leia mais

FENÔMENOS DE TRANSPORTES AULA 4 ESTÁTICA DOS FLUIDOS

FENÔMENOS DE TRANSPORTES AULA 4 ESTÁTICA DOS FLUIDOS FENÔMENOS DE TRANSPORTES AULA 4 ESTÁTICA DOS FLUIDOS PROF.: KAIO DUTRA Estática dos Fluidos Existem dois tipos genéricos de forças que podem ser aplicados a um fluido: forças de campo (ou de ação a distância)

Leia mais

Lista: Hidrostática (densidade, pressão, Stevin, empuxo)

Lista: Hidrostática (densidade, pressão, Stevin, empuxo) Lista: Hidrostática (densidade, pressão, Stevin, empuxo) 1) (Fuvest 95) Um recipiente cilíndrico de eixo vertical tem como fundo uma chapa de 2,0cm de espessura, e 1,0m² de área, feita de material de massa

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 01 HIDROSTÁTICA: INTRODUÇÃO

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 01 HIDROSTÁTICA: INTRODUÇÃO FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 01 HIDROSTÁTICA: INTRODUÇÃO F S F p = S FN p = S F n F S B h p = μ g h h B B h A h A B A h B h A Linha de nível μ A h B μ B h A 1,25 m ÓLEO 1,0 m ÁGUA 76 cm Como pode cair no enem

Leia mais

Pressão nos Fluidos. Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior. Instituto Federal do Rio Grande do Norte

Pressão nos Fluidos. Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior. Instituto Federal do Rio Grande do Norte Pressão nos Fluidos Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior Instituto Federal do Rio Grande do Norte Curso: Técnico em Mecânica Disciplina: Mecânica dos Fluidos 13 de Julho de 2016 (Instituto Mecânica

Leia mais

Os princípios de Pascal e de Arquimedes

Os princípios de Pascal e de Arquimedes Os princípios de Pascal e de Arquimedes Aula 2 Os princípios de Pascal e de Arquimedes MÓDULO 1 - AULA 2 Objetivos O aluno deverá ser capaz de: Estabelecer o Princípio de Pascal. Apresentar a prensa hidráulica.

Leia mais

Exercícios Primeira Prova FTR

Exercícios Primeira Prova FTR Exercícios Primeira Prova FTR ados gerais: g=9,81 m/s 2 =32,2 ft/s 2 ρ 2O =999 kg/m 3 =1,94 slug/ft 3 R g =13,6 1) pressão num duto de água é medida pelo manômetro de dois fluídos mostrados. valie a pressão

Leia mais

!"#$%&'()*+,-'#&*'!-./0+-+*'11! '728'9/:/*.0/;!

!#$%&'()*+,-'#&*'!-./0+-+*'11! '728'9/:/*.0/;! !"#$%&'()*+,-'#&*'!-./0+-+*'11! 234252346'728'9/:/*.0/;! A'CD9'!AEBF1A19'11! Programa! "#!$%&'()*+,-.!&()!/012&()!!3.10.)!4567!!!!!!! 8'9)):(!! ;9&%

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Radiologia Disciplina de Fluidos e Processos Térmicos

Curso Superior de Tecnologia em Radiologia Disciplina de Fluidos e Processos Térmicos Curso Superior de Tecnologia em Radiologia Disciplina de Fluidos e Processos Térmicos Disciplina do 1 Semestre/2009-4 aulas semanais Professor: Nelson Elias Vogt Adaime Disciplina de Fluidos e Processos

Leia mais

Clique para editar o estilo do título mestre

Clique para editar o estilo do título mestre Pressão sobre uma superfície Se as forças aplicada pelos dedos sobre o lápis tiverem a mesma intensidade, a sensação seria a mesma? Por que o prego penetra facilmente na madeira? Se as pessoas tiverem

Leia mais

A pressão num ponto de um líquido em equilíbrio - Princípio de Stevin

A pressão num ponto de um líquido em equilíbrio - Princípio de Stevin Física Experimental II 2º Semestre de 2012 Prof. Marcelo Rodrigues de Holanda Experimento 1 (03/08) A pressão num ponto de um líquido em equilíbrio - Princípio de Stevin 1. Habilidade e competências Ao

Leia mais

Lei de Arquimedes. Teorema de Arquimedes. O que é empuxo?

Lei de Arquimedes. Teorema de Arquimedes. O que é empuxo? Lei de Arquimedes Teorema de Arquimedes Um corpo total ou parcialmente mergulhado em um fluido em equilíbrio recebe dele uma força (chamada empuxo) vertical, de baixo para cima, de módulo igual ao módulo

Leia mais

Hidrostática e Hidrodinâmica

Hidrostática e Hidrodinâmica Capítulo 1 Hidrostática e Hidrodinâmica Exercício 1.1: Calcule o valor de 1 atmosfera (76 cmhg) em unidades do Sistema Internacional. ρ Hg = 13.6 g/cm 3. Exercício 1.2: Calcule a massa de uma esfera de

Leia mais

URCAMP - HIDRÁULICA - AGRONOMIA

URCAMP - HIDRÁULICA - AGRONOMIA UNIDDE II HISDROSTÁTIC. Estudo de pressões pressão nada mais é que a força exercida sobre uma unidade de área. Quando uma massa líquida sofre a ação de uma força sobre toda a sua superfície (pressão),

Leia mais

Durante uma tempestade de 20 minutos, 10 mm de chuva caíram sobre uma região

Durante uma tempestade de 20 minutos, 10 mm de chuva caíram sobre uma região -----------------"",------------:--- - LSTA Ol-MECANCA DOS FLUDOS.." Durante uma tempestade de 20 minutos, 10 mm de chuva caíram sobre uma região. á. 2 cuja rea total é 100 km. Sendo que a densidade da

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - PRA FENÔMENOS DE TRANSPORTE

LISTA DE EXERCÍCIOS - PRA FENÔMENOS DE TRANSPORTE LISTA DE EXERCÍCIOS - PRA FENÔMENOS DE TRANSPORTE A - Viscosidade 1. (Exercício 1.1, pág. 11, Brunetti) A viscosidade cinemática ν de um óleo é de 0,028 m 2 /s e o seu peso específico relativo r é de 0,85.

Leia mais

Objetivos do estudo de superfície plana submersa - unidade 2:

Objetivos do estudo de superfície plana submersa - unidade 2: 122 Curso Básico de Mecânica dos Fluidos Objetivos do estudo de superfície plana submersa - unidade 2: Mencionar em que situações têm-se uma distribuição uniforme de pressões em uma superfície plana submersa;

Leia mais

Capítulo 1 - Hidrostática

Capítulo 1 - Hidrostática Capítulo 1 - Hidrostática Em geral, podemos dizer que um sólido tem volume e forma bem definidos, um líquido tem volume mas não forma bem definida e um gás não tem nem volume nem forma bem definidos. Outra

Leia mais

Física. Física Módulo 2 Flúidos

Física. Física Módulo 2 Flúidos Física Módulo 2 Flúidos Introdução O que é a Mecânica dos Fluidos? É a parte da mecânica aplicada que se dedica análise do comportamento dos líquidos e dos gases, tanto em equilíbrio quanto em movimento.

Leia mais

FLUIDOS EM REPOUSO HIDROSTÁTICA

FLUIDOS EM REPOUSO HIDROSTÁTICA FLUIDOS EM REPOUSO HIDROSTÁTICA A hidrostática 1, também chamada fluidostática, é a parte da Física que estuda as forças exercidas por e sobre fluidos em repouso. Um fluido é uma substância que flui, ou

Leia mais

Densidade relativa é a razão entre a densidade do fluido e a densidade da água:

Densidade relativa é a razão entre a densidade do fluido e a densidade da água: MECÂNICA DOS FLUIDOS 1.0 Hidrostática 1.1 Definições O tempo que determinada substância leva para mudar sua forma em resposta a uma força externa determina como tratamos a substância, se como um sólido,

Leia mais

Física II Eng. Química + Eng. Materiais

Física II Eng. Química + Eng. Materiais Física II Eng. Química + Eng. Materiais 1. Princípio de Pascal Uma pressão externa aplicada a um fluido confinado é transmitida igualmente a todos os pontos do fluido (desprezando o efeito da gravidade).

Leia mais

Primeira Lei de Kepler: Lei das Órbitas Elípticas. Segunda Lei de Kepler: Lei das áreas

Primeira Lei de Kepler: Lei das Órbitas Elípticas. Segunda Lei de Kepler: Lei das áreas CONTEÚDOS DA PROVA DE RECUPERAÇÃO FINAL: Hidrostática, Velocidade Escalar Média, Gravitação Universal, 1ª e 2ª Leis de Kepler, Aceleração Escalar, Equações do Movimento Retilíneo Uniformemente Variado

Leia mais

LISTA UERJ - EMPUXO. A razão. entre as intensidades das forças, quando o sistema está em equilíbrio, corresponde a: a) 12 b) 6 c) 3 d) 2

LISTA UERJ - EMPUXO. A razão. entre as intensidades das forças, quando o sistema está em equilíbrio, corresponde a: a) 12 b) 6 c) 3 d) 2 LISTA UERJ - EMPUXO 1. (Uerj 2013) Observe, na figura a seguir, a representação de uma prensa hidráulica, na qual as forças F 1 e F 2 atuam, respectivamente, sobre os êmbolos dos cilindros I e II. Admita

Leia mais

Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber.

Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber. Professor: Eng Civil Diego Medeiros Weber. Mecânica é uma ciência física aplicada que trata dos estudos das forças e dos movimentos. A Mecânica descreve e prediz as condições de repouso ou movimento de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSOS DE ENGENHARIA DE ENERGIA E MECÂNICA MEDIÇÕES TÉRMICAS Prof. Paulo Smith Schneider

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSOS DE ENGENHARIA DE ENERGIA E MECÂNICA MEDIÇÕES TÉRMICAS Prof. Paulo Smith Schneider UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSOS DE ENGENHARIA DE ENERGIA E MECÂNICA MEDIÇÕES TÉRMICAS Prof. Paulo Smith Schneider Exercícios sobre medição de pressão e com tubos de Pitot 1- A figura abaixo

Leia mais

Exercícios Mecânica de Fluídos. Introdução (Estática dos fluídos)

Exercícios Mecânica de Fluídos. Introdução (Estática dos fluídos) Exercícios Mecânica de Fluídos Introdução (Estática dos fluídos) 1. A densidade do ouro é de aproximadamente 19 g/cm 3. O que significa esse número? 2. Uma substância tem 90 g de massa e volume de 15 cm

Leia mais

PROF.: MIRANDA. Lista de Exercícios Hidrostática. Objetivos desta lista:

PROF.: MIRANDA. Lista de Exercícios Hidrostática. Objetivos desta lista: PROF.: MIRANDA Lista de Exercícios Hidrostática I Unidade 2º ANO Objetivos desta lista: - Treinamento em raciocínio lógico e intuitivo; - Treinamento em notação científica; - Treinamento em conversão de

Leia mais

Enquanto o sólido deforma limitadamente, os fluidos (líquidos e gases) se deformam continuamente.

Enquanto o sólido deforma limitadamente, os fluidos (líquidos e gases) se deformam continuamente. MECÂNICA DO FLUIDOS CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO, DEFINIÇÃO E CONCEITOS. É a ciência que estuda o comportamento físico dos fluidos e as leis que regem este comportamento. Utilizado em diversos sistemas como:

Leia mais

EXTERNATO MATER DOMUS

EXTERNATO MATER DOMUS EXTERNATO MATER DOMUS RUA PASCAL, 1403 CAMPO BELO SP CEP 04616/004 - Fone: 5092-5825 MATÉRIA: FÍSICA PROFESSORA: RENATA LEITE QUARTIERI ALUNO: Nº Série: 2º TURMA: Única DATA: / /2015 ASSINATURA DO PAI/RESP.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS AULA 3 ROTEIRO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS AULA 3 ROTEIRO 1 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS LEB 047 HIDRÁULICA Prof. Fernando Campos Mendonça AULA 3 ROTEIRO Tópicos da aula 3:

Leia mais

Departamento de Física - ICE/UFJF Laboratório de Física II

Departamento de Física - ICE/UFJF Laboratório de Física II A pressão num ponto de um líquido em equilíbrio 1- Objetivos Gerais: Calibrar um manômetro de tubo aberto: Usar o manômetro calibrado para medir a pressão em pontos de um fluido de densidade desconhecida.

Leia mais

Respostas Caderno de Exercícios 3

Respostas Caderno de Exercícios 3 Respostas Caderno de Exercícios 3 Unidade 1 Dinâmica impulsiva capítulo 1 Equação fundamental da Dinâmica para valores médios ou teorema do impulso 1. E 2. C 3. B 4. a) v 5 10 m/s 5. C 6. D 7. D 8. D 9.

Leia mais

Soluções e Gases III. Gases

Soluções e Gases III. Gases Soluções e Gases III Gases Gases Gás é um material que preenche todo o espaço ou volume do recipiente em que se encontra, independentemente do tamanho do recipiente. Ar 78 % de N 2 21% de O 2 1% de outros

Leia mais

HIDROSTÁTICA PRIMEIRA AVALIAÇÃO

HIDROSTÁTICA PRIMEIRA AVALIAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS FANAT DEPARTAMENTO DE FÍSICA DF DISCIPLINA LABORATÓRIO DE ÓPTICA, ONDAS E FLUIDOS PRIMEIRA AVALIAÇÃO HIDROSTÁTICA

Leia mais

Modulo 6- Equação Manometrica

Modulo 6- Equação Manometrica Modulo 6- Equação Manometrica Equação Manométrica A aplicação da lei de Stevin e de Pascal, pode ocorrer de forma mais rápida, mais prática, forma esta, denominada Equação Manométrica. Apara exemplificar,

Leia mais

PRESSÃO ATMOSFÉRICA 1/11

PRESSÃO ATMOSFÉRICA 1/11 PRESSÃO ATMOSFÉRICA CLIMA I O ar exerce uma força sobre as superfícies com as quais tem contato, devido ao contínuo bombardeamento das moléculas que compõem o ar contra tais superfícies. A pressão atmosférica

Leia mais

Física II Fluidos. UNEB - Universidade do Estado da Bahia Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias Campus XXIV Xique Xique

Física II Fluidos. UNEB - Universidade do Estado da Bahia Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias Campus XXIV Xique Xique UNEB - Universidade do Estado da Bahia Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias Campus XXIV Xique Xique Física II Fluidos Prof. MSc. Rebeca Dourado Gonçalves Introdução Líquidos e gases tem a propriedade

Leia mais

Fases da matéria Massa especifica Densidade

Fases da matéria Massa especifica Densidade Fases da matéria Massa especifica Densidade PRIMÓRDIOS RDIOS DA HIDROSTÁTICA TICA A hidrostática, estudo do equilíbrio dos líquidos, é inaugurada por Arquimedes. Diz a lenda que Hierão, rei de Siracusa,

Leia mais

Questão 11. Questão 13. Questão 12. Resposta. Resposta. b) a intensidade da força de atrito entre os dois blocos.

Questão 11. Questão 13. Questão 12. Resposta. Resposta. b) a intensidade da força de atrito entre os dois blocos. Questão 11 Um veículo está rodando à velocidade de 36 km/h numa estrada reta e horizontal, quando o motorista aciona o freio. Supondo que a velocidade do veículo se reduz uniformemente à razão de 4 m/s

Leia mais

Mecânica dos Fluidos Cap. 14. Prof. Dr. Oscar R. dos Santos

Mecânica dos Fluidos Cap. 14. Prof. Dr. Oscar R. dos Santos Mecânica dos Fluidos Cap. 4 Prof. Dr. Oscar R. dos Santos Introdução Mecânica: Ciência que estuda o equilíbrio e o movimento de corpos sólidos, líquidos e gasosos, bem como as causas que provocam este

Leia mais

QUÍMICA I Gases

QUÍMICA I Gases QUÍMICA I 106201 Gases Características dos gases Os gases são altamente compressíveis e ocupam o volume total de seus recipientes. Quando um gás é submetido à pressão, seu volume diminui. Os gases sempre

Leia mais

AULA PRÁTICA 2 PROPRIEDADES FUNDAMENTAIS DOS FLUIDOS

AULA PRÁTICA 2 PROPRIEDADES FUNDAMENTAIS DOS FLUIDOS ! AULA PRÁTICA 2 PROPRIEDADES FUNDAMENTAIS DOS FLUIDOS 1) - M A S S A E S P E C Í F I C A ( ρ ) OU DENSIDADE ABSOLUTA (ρ ). - É o quociente entre a Massa do fluido e o Volume que contém essa massa. m ρ

Leia mais

EXERCICIOS PARA A LISTA 1 CAPITULO 15 FLUIDOS E ELASTICIDADE

EXERCICIOS PARA A LISTA 1 CAPITULO 15 FLUIDOS E ELASTICIDADE Conceituais QUESTÃO 1. Enuncie o príncipio de Arquimedes. Em quais condições um objeto irá flutuar ou afundar num fluido? Descreva como o conceito de empuxo pode ser utilizado para determinar a densidade

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS FENÔMENOS DE TRANSPORTE - ESTÁTICA DOS FLUIDOS -

LISTA DE EXERCÍCIOS FENÔMENOS DE TRANSPORTE - ESTÁTICA DOS FLUIDOS - LISTA DE EXERCÍCIOS FENÔMENOS DE TRANSPORTE - ESTÁTICA DOS FLUIDOS - 1) Um reservatório de água possui formato cilíndrico com altura de 20m e diâmetro de 5m. Qual a pressão efetiva no fundo do reservatório

Leia mais

Consideremos a equação (42) da aula 11 para um líquido incompressível

Consideremos a equação (42) da aula 11 para um líquido incompressível Estática dos Fluidos (continuação) Aplicações Consideremos a equação (4) da aula 11 para um líquido incompressível p( z ) = p( z1) + ρgh, (1) onde z está a uma profundidade maior que z 1 e a densidade

Leia mais

VESTIBULAR UFPE UFRPE / ª ETAPA

VESTIBULAR UFPE UFRPE / ª ETAPA VESTIBULAR UFPE UFRPE / 1998 2ª ETAPA NOME DO ALUNO: ESCOLA: SÉRIE: TURMA: FÍSICA 1 VALORES DE ALGUMAS GRANDEZAS FÍSICAS Aceleração da gravidade : 10 m/s 2 Número de Avogadro : 6,0 x 10 23 /mol Constante

Leia mais

Física I -2010/2011. Q3 - Um barco viajará a maior altura no oceano ou num lago de água doce? Explique.

Física I -2010/2011. Q3 - Um barco viajará a maior altura no oceano ou num lago de água doce? Explique. Física I -010/011 11 a Série - Física dos Fluidos - Resolução Questões: Q1 - Se a parte superior da sua cabeça tiver uma área de 100 cm,qualéopesodoarquese encontra por cima da sua cabeça? Q - Quando usa

Leia mais

Mecânica dos Fluidos I

Mecânica dos Fluidos I Mecânica dos Fluidos I Aula prática 1 EXERCÍCIO 1 Em Mecânica dos Fluidos é muito frequente que interesse medir a diferença entre duas pressões. Os manómetros de tubos em U, que são um dos modelos mais

Leia mais

Definição Pressão exercida por fluídos Teorema de Stevin Pressão atmosférica Vasos comunicantes Princípio de Pascal Aplicação prensa hidráulica

Definição Pressão exercida por fluídos Teorema de Stevin Pressão atmosférica Vasos comunicantes Princípio de Pascal Aplicação prensa hidráulica Definição Pressão exercida por fluídos Teorema de Stevin Pressão atmosférica Vasos comunicantes Princípio de Pascal Aplicação prensa hidráulica PRESSÃO Suponhamos que sobre uma superfície plana de área

Leia mais

Anglo. 2ª- 1 série. Física. Caderno de Exercícios. Ensino Médio

Anglo. 2ª- 1 série. Física. Caderno de Exercícios. Ensino Médio Anglo Física Caderno de Exercícios Ensino Médio 2ª- 1 série Respostas Caderno de Exercícios 2 Unidade 4 Princípios da Dinâmica capítulo 1 Princípio da inércia 1. B 2. D 3. B 4. A 5. D 6. A 7. B 8. C 9.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS Nº 1

LISTA DE EXERCÍCIOS Nº 1 LISTA DE EXERCÍCIOS Nº 1 Questões 1) Água derramada vagarosamente por um bico pode dobrar-se por baixo do bico por uma distância considerável antes de perder aderência e cair. (A camada de água abaixo

Leia mais

Densidade. O que é um fluido? Fluidos em repouso Pressão Princípio de Pascal Princípio de Arquimedes. Física para Farmácia /11/2015

Densidade. O que é um fluido? Fluidos em repouso Pressão Princípio de Pascal Princípio de Arquimedes. Física para Farmácia /11/2015 Física para Farmácia - 4310181 1º Semestre de 2015 Prof. Paulo R. Costa Grupo de Dosimetria das Radiações e Física Médica Departamento de Física Nuclear Instituto de Física da USP Fluidos em repouso Pressão

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS

LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS Curso : Engenharia civil Disciplina: Fenômeno dos transportes Professor(a): Nome do(s) Aluno(a)(s): LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS Período Letivo: 2014.2 Unidade: I Nota: Semestre:

Leia mais

Prof. Renato M. Pugliese. Física II - 1º semestre de Prova 2 - GABARITO abril/14. Nome: Matr.:

Prof. Renato M. Pugliese. Física II - 1º semestre de Prova 2 - GABARITO abril/14. Nome: Matr.: Prof. Renato M. Pugliese Física II - 1º semestre de 2014 Prova 2 - GABARITO abril/14 Nome: Matr.: ATENÇÃO: Resolva apenas 4 questões, à sua escolha, das 6 sugeridas. Antes de entregar a avaliação resolvida

Leia mais

Universidade Federal do Pará Centro de Ciências Exatas e Naturais Departamento de Física Laboratório Básico I

Universidade Federal do Pará Centro de Ciências Exatas e Naturais Departamento de Física Laboratório Básico I Universidade Federal do Pará Centro de Ciências Exatas e Naturais Departamento de Física Laboratório Básico I Experiência 08 ESTUDO DOS FLUIDOS EM EQUILÍBRIO 1. OBJETIVOS Ao término da experiência o aluno

Leia mais

CEFET-UNIDADE DE ENSINO DE SIMÕES FILHO Curso: Petróleo & Gás Turma: Disciplina: Física Carga Horária: 30 horas Professor: Melquisedec Lourenço Aluno:

CEFET-UNIDADE DE ENSINO DE SIMÕES FILHO Curso: Petróleo & Gás Turma: Disciplina: Física Carga Horária: 30 horas Professor: Melquisedec Lourenço Aluno: CEFET-UNIDADE DE ENSINO DE SIMÕES FILHO Curso: Petróleo & Gás Turma: Disciplina: Física Carga Horária: 30 horas Professor: Melquisedec Lourenço Aluno: Lista de Exercícios Hidrostática II. Um corpo maciço

Leia mais

FÍSICA. Prof. RICARDO FAGUNDES PROMILITARES AFA/EFOMM/EN MÓDULO 9 SUMÁRIO

FÍSICA. Prof. RICARDO FAGUNDES PROMILITARES AFA/EFOMM/EN MÓDULO 9 SUMÁRIO SUMÁRIO HIDROSTÁTICA 3 PRESSÃO 3 PRESSÃO ATMOSFÉRICA 4 DENSIDADE X MASSA ESPECÍFICA 5 PRESSÃO EM LÍQUIDOS INCOMPRESSÍVEIS EM REPOUSO 5 LEITURA OPCIONAL 6 PRINCÍPIO DE PASCAL 8 VASOS COMUNICANTES 8 BARÔMETRO

Leia mais

O volume que extravasa (V ) é a diferença entre a dilatação do mercúrio e a dilatação do recipiente de vidro. Dados: V 0 = 2, cm 3 ;

O volume que extravasa (V ) é a diferença entre a dilatação do mercúrio e a dilatação do recipiente de vidro. Dados: V 0 = 2, cm 3 ; 1. Certo metal possui um coeficiente de dilatação linear α. Uma barra fina deste metal, de comprimento L 0, sofre uma dilatação para uma dada variação de temperatura Δ T. Para uma chapa quadrada fina de

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 2º ANO PROF. FELIPE KELLER HIDROSTÁTICA

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 2º ANO PROF. FELIPE KELLER HIDROSTÁTICA LISTA DE EXERCÍCIOS 01 2º ANO PROF. FELIPE KELLER HIDROSTÁTICA 1 Uma massa de 1 kg de água ocupa um volume de 1 litro a 40 C. Determine sua massa específica em g/cm³ e kg/m³. 2 Determine a massa de um

Leia mais

2. Considere um bloco de gelo de massa 300g á temperatura de 20 C, sob pressão normal. Sendo L F

2. Considere um bloco de gelo de massa 300g á temperatura de 20 C, sob pressão normal. Sendo L F 1. Considere um bloco de gelo de massa 300g encontra-se a 0 C. Para que todo gelo se derreta, obtendo água a 0 C são necessárias 24.000 cal. Determine o calor latente de fusão do gelo. 2. Considere um

Leia mais

Questão 03) Lista de Exercícios

Questão 03) Lista de Exercícios Lista de Exercícios Tema: Hidrostática Densidade e massa específica Pressão hidrostática, pressao atmosférica e pressão absoluta. Lei de Stevin e vasos comunicantes. Teorema de Pascal e elevadores hidráulicos.

Leia mais

Professora : Elisângela Moraes

Professora : Elisângela Moraes UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA -EEL Professora : Elisângela Moraes 02/03/2012 PROGRAMA RESUMIDO 1. Gases Ideais; 2. Gases Reais; 3. Termodinâmica; 4. Termoquímica; 5. Entropia;

Leia mais

1 - NOÇÕES DE HIDRÁULICA - Cont

1 - NOÇÕES DE HIDRÁULICA - Cont UNIVERSIDDE FEDERL DE GOIÁS ESCOL DE GRONOMI E ENGENHRI DE LIMENTOS SETOR DE ENGENHRI RURL Prof. dão Wagner Pêgo Evangelista 1 - NOÇÕES DE HIDRÁULIC - Cont 1.2 HIDROSTÁTIC 1.2.1 Conceitos de pressão e

Leia mais

Controle de Processos Aula: Principais váriaveis em controle de processos químicos

Controle de Processos Aula: Principais váriaveis em controle de processos químicos 107484 Controle de Processos Aula: Principais váriaveis em controle de processos químicos Prof. Eduardo Stockler Tognetti Departamento de Engenharia Elétrica Universidade de Brasília UnB 1 o Semestre 2015

Leia mais

Hidráulica princípios básicos

Hidráulica princípios básicos Hidráulica princípios básicos Hidráulica e Mecânica dos Fluidos o Hidráulica Líquidos Até pouco tempo todo o trabalho se limitava à água. o Mecânica dos Fluidos Líquidos e gases. Hidráulica: representa

Leia mais

FÍSICA. Por que você se sente mais leve quando está imerso ou parcialmente imerso na água?.

FÍSICA. Por que você se sente mais leve quando está imerso ou parcialmente imerso na água?. FÍSICA 2 MECÂNICA II 3. 4. Pêndulo Princípio simples de Arquimedes - Empuxo Parte I Medida da densidade de um sólido Parte II Medida da densidade de um líquido NOME ESCOLA EQUIPE SÉRIE PERÍODO DATA PARTE

Leia mais

ao cilindro C 1, transmite-se a C 2, através do líquido de . Se D 1 = 50 cm e D 2 = 5 cm, tem-se:

ao cilindro C 1, transmite-se a C 2, através do líquido de . Se D 1 = 50 cm e D 2 = 5 cm, tem-se: Hidrostática 1. (ITA -1976) Na prensa hidráulica esquematizada, D 1 e D são os diâmetros dos tubos verticais. Aplicando-se uma força ao cilindro C 1, transmite-se a C, através do líquido de compressibilidade

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 28 HIDROSTÁTICA: CONCEITOS E PRINCÍPIO DE STEVIN

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 28 HIDROSTÁTICA: CONCEITOS E PRINCÍPIO DE STEVIN FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 28 HIDROSTÁTICA: CONCEITOS E PRINCÍPIO DE STEVIN Como pode cair no enem (ENEM) Um dos problemas ambientais vivenciados pela agricultura hoje em dia é a compactação do solo,

Leia mais

Colégio Jesus Adolescente

Colégio Jesus Adolescente Colégio Jesus Adolescente Ensino Médio 1º Bimestre Disciplina Física Setor B Turma º ANO Professor Gnomo Lista de Exercício Mensal Aula 1 5) A figura abaixo representa o efeito de se mergulhar, num copo

Leia mais

Prática 05 Determinação Da Massa Molar Do Magnésio

Prática 05 Determinação Da Massa Molar Do Magnésio UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC Disciplina: Química Geral Experimental QEX0002 Prática 05 Determinação Da Massa Molar Do Magnésio

Leia mais

Módulo 05 - Balança Hidrostática

Módulo 05 - Balança Hidrostática Módulo 05 - Balança Hidrostática No século III a.c., o grande filósofo, matemático e físico Arquimedes, realizando experiências cuidadosas, descobriu uma maneira de calcular o empuxo que atua em corpos

Leia mais

Professor (a): Pedro Paulo Aluno (a): Série: 3ª Data: / / LISTA DE FÍSICA. Autoridades debatem acesso de deficientes nos estádios da Copa

Professor (a): Pedro Paulo Aluno (a): Série: 3ª Data: / / LISTA DE FÍSICA. Autoridades debatem acesso de deficientes nos estádios da Copa Ensino Médio Unidade Parque Atheneu Professor (a): Pedro Paulo Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE FÍSICA 1) (UNIFOR CE/2014) Leia. Autoridades debatem acesso de deficientes nos estádios da Copa

Leia mais

ENG1200 Mecânica Geral Semestre Lista de Exercícios 6 Corpos Submersos

ENG1200 Mecânica Geral Semestre Lista de Exercícios 6 Corpos Submersos ENG1200 Mecânica Geral Semestre 2013.2 Lista de Exercícios 6 Corpos Submersos 1 Prova P3 2013.1 - O corpo submerso da figura abaixo tem 1m de comprimento perpendicularmente ao plano do papel e é formado

Leia mais

Revisão, apêndice A Streeter: SISTEMAS DE FORÇAS, MOMENTOS, CENTROS DE GRAVIDADE

Revisão, apêndice A Streeter: SISTEMAS DE FORÇAS, MOMENTOS, CENTROS DE GRAVIDADE UNVERSDDE FEDERL D BH ESCOL POLTÉCNC DEPRTMENTO DE ENGENHR QUÍMC ENG 008 Fenômenos de Transporte Profª Fátima Lopes FORÇS HDRÁULCS SOBRE SUPERFÍCES SUBMERSS Revisão, apêndice Streeter: SSTEMS DE FORÇS,

Leia mais

Atividade de Recuperação de Física Setor A

Atividade de Recuperação de Física Setor A Atividade de Recuperação de Física Setor A Professor da Disciplina: Macaubal Data: / /16 1º TRIMESTRE Aluno(a): Nº: Nota: 2 ano Ensino Médio Período: Matutino Instruções gerais: Antes de responder as atividades,

Leia mais

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO TRABALHO DE RECUPERAÇÃO ALUNO(A): DISCIPLINA: FÍSICA PROFESSOR: ALAIN PAUL SÉRIE: 1 ANO EM TURMA: Nº: DATA: 27.11.2015 DATA DA ENTREGA: NOTA: 17.12.2015 INSTRUÇÕES (Leia-as atentamente ANTES de iniciar

Leia mais

Pressão nos Fluidos - Parte II

Pressão nos Fluidos - Parte II Pressão nos Fluidos - Parte II Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior Instituto Federal do Rio Grande do Norte Curso: Técnico em Mecânica Disciplina: Mecânica dos Fluidos 13 de Julho de 2016 (Instituto

Leia mais

1.Introdução. hidráulica (grego hydoraulos) hydor = água; aulos = tubo ou condução.

1.Introdução. hidráulica (grego hydoraulos) hydor = água; aulos = tubo ou condução. 1.Introdução hidráulica (grego hydoraulos) hydor = água; aulos = tubo ou condução. Conceito : hidráulica é o ramo da engenharia que estuda a condução da água, seja através de tubulações fechadas, seja

Leia mais