manual de normas gráficas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "manual de normas gráficas"

Transcrição

1

2

3 6 MARCA GRÁFICA 6 7 Marca principal Variações formais da marca 13 DIMENSÕES MÍNIMAS Marca principal Marcas complementares 21 COR Versões cromáticas Cores oficiais FUNDOS Tipografia principal Tipografia complementar 5 INTRODUÇÃO 10 PROPORÇÕES Marca principal Marcas complementares 16 MARGEM DE SEGURANÇA Marca principal Marcas complementares FUNDOS Fundos oficiais Fundos não oficiais Fundos de imagem ESTACIONÁRIO Cartão pessoal Cartão de visita Envelope DL Envelope C4 Papel de carta Factura Cartão de cump. Bilhete

4

5 clap festival de cinema de carnide 1. introdução Este manual é um instrumento de trabalho, ilustrando e definindo as utilizações da identidade gráfica e esclarecendo eventuais dúvidas quanto à sua aplicação. A identidade foi construída como um todo, pelo que o conjunto dos seus elementos, sejam eles de cor, tipografia ou composição, concorrem para a construção de uma coerência gráfica. De forma a garantir esta coerência, as normas contidas neste manual devem ser respeitadas. 5

6 2. marca gráfica 2.1 elementos da marca clap festival de cinema de carnide A marca é composta pelo logótipo, símbolo e pela designação. As relações entre os elementos da marca foram cuidadosamente estudadas e não devem, em circunstância alguma, ser alteradas e as proporções devem ser mantidas qualquer que seja o tamanho da marca. Não está prevista a utilização singular do logotipo. Está apenas prevista a utilização singular do simbolo símbolo O símbolo da marca clap é uma representação estilizada de uma cidade ( representada pelos três edificios ) com uma projecção de luz sobre a mesma. Este símbolo representa a vida que o festival clap dá à cidade. logotipo O logotipo da marca apresenta o nome do festivla - clap e oa designação festival de cinema de carnide. A fonte utilizada para o logotipo é a neutra demi em maíusculas. A organização do logotipo varia consoante as diferentes variações da marca. 6

7 clap festival de cinema de carnide A marca principal deverá ser usada preferencialmente face a todas as outras versões, desde que a sua legebilidade não seja por isso afectada. Quando não for possível utilizar a marca principal deve escolher-se aquela que se adeque melhor ao espaço disponível. 2. marca gráfica 2.2 marca príncipal marca principal Esta é a versão principal da marca CLAP. Contém o símbolo e o logótipo distribuidos de uma forma horizontal. As proporções, cores, lettering e margem de segurança devem sempre ser respeitados, como definido posteriormente. 7

8 2. marca gráfica clap festival de cinema de carnide 2.3 variações formais da marca Existem quatro versõescomplementares da marca CALP. Estas versões pretendem tornála num objecto mais versátil e que responda com maior eficácia às diferentes situações de utilização. versão complementar vertical (a) Esta versão da marca CLAP tem uma orientação mais vertical. Deve ser utilizada quando as condições o justificarem, sempre de acordo com as regras establecidas versão complementar vertical (b) Esta versão da marca CLAP tem uma orientação vertical e destina-se somente à aplicação da marca quando esta é utilizada num tamanho superior a x (determinado no capítulo tamanhos mínimos). Deve ser sempre utilizada de acordo com as regras establecidas. 8

9 clap festival de cinema de carnide 2. marca gráfica 2.3 variações formais da marca versão complementar vertical (C) Esta versão da marca CLAP tem uma orientação vertical e contém apenas o símbolo e o nome da marca CLAP, omitindo-se assim a designação. Deve ser utilizada quando as condições o justificarem, sempre de acordo com as regras establecidas e apenas em contextos em que a designação festival de cinema de carnide esteja subentendida de outra forma. versão complementar em bloco (D) Esta versão da marca CLAP tem uma distribuição em bloco. Deve ser utilizada apenas quando as questões de espaço o justificarem, sempre de acordo com as regras establecidas. 9

10 3. proporções 3.1 marca princípal clap festival de cinema de carnide Estas directrizes mostram a proporção usada para estabelecer a relação entre os elementos que compõem a marca. Esta relação cuidadosamente estudada, representa a base do sistema de identidade, nunca devendo ser alterada na sua proporção. marca principal Para a construção da marca principal utilizou-se a altura X da designação como medida da altura toal do texto ( CLAP + designação), que corresponde também à altura do prédio mais baixo. Esta altura corresponde também a 4 vezes a base do prédio (regra aplicada a todas as variações da marca). A altura X da palavra CLAP (y) multiplicada por 2 corresponde à altura total da marca. 10

11 clap festival de cinema de carnide 3. proporções 3.2 marcas complementares marca complementar (A) Para a construção da marca complementar A utilizou-se a altura X da designação como medidada entre CLAP e a designação). A altura X vezes 7 corresponde à altura do prédio mais baixo. marca complementar (B) Para a construção da marca complementar B utilizou-se a altura Z da palavra CLAP multiplicada por 10 para a altura total da marca. O prédio mais baixo corresponde a 4Y. 11

12 3. proporções clap festival de cinema de carnide 3.2 marcas complementares marca complementar (C) Para a construção da marca complementar C utilizouse a medida Y (correspondente à largura do prédio), multiplicada por 9 para a altura total da marca e multiplicada por 4 para a altura do prédio mais baixo. marca complementar (D) Para a construção da marca complementar D utilizou-se a altura X da multiplicada por 10 para a altura total da marca. O prédio mais baixo corresponde a 4Y. 12

13 clap festival de cinema de carnide 4. dimensões mínimas Todas as versões da marca gráfica têm um tamanho mínimo designado. Este tamanho difere de versão para versão. De forma a manter as propriedades visuais da marca, a sua redução não deverá ser inferior às dimensões aqui apresentadas. 4.1 marca principal 20 mm marca principal Esta é a versão principal da marca CLAP. Contém o símbolo e o logótipo distribuidos de uma forma horizontal. As proporções, cores, lettering e margem de segurança devem sempre ser respeitados, como definido posteriormente. 13

14 4. dimensões mínimas clap festival de cinema de carnide 4.2 marcas complementares 17 mm 21 mm versão complementar vertical (a) Para manter a legibilidade da marca, esta nunca deve ter um tamanho inferior ao mostrado a cima. Para sistemas de reprodução de menor definição será necessário tamanhos maiores para manter a legibilidade. versão complementar vertical (b) A versão B pode ser utilizada a partir do tamanho indicado a cima, no entanto é recomendada para tamanhos maiores. Para manter a legibilidade da marca, esta nunca deve ter um tamanho inferior ao mostrado a cima. Para sistemas de reprodução de menor definição será necessário tamanhos maiores para manter a legibilidade. 14

15 clap festival de cinema de carnide 4. dimensões mínimas 4.2 marcs complementares 10 mm 10 mm versão complementar horizontal (c) Para manter a legibilidade da marca, esta nunca deve ter um tamanho inferior ao mostrado a cima. Para sistemas de reprodução de menor definição será necessário tamanhos maiores para manter a legibilidade. versão complementar em bloco (D) Para manter a legibilidade da marca, esta nunca deve ter um tamanho inferior ao mostrado a cima. Para sistemas de reprodução de menor definição será necessário tamanhos maiores para manter a legibilidade. 15

16 5. margens de segurança clap festival de cinema de carnide 5.1 marca principal Para garantir uma representação correcta do logótipo deverá manter-se um espaço suficiente entre o mesmo e outros elementos gráficos ou margens. Esta regra representa as margens mínimas aconselháveis. Sempre que possível devem ser aumentadas. marca principal Esta é a margem de segurança da versão principal da marca. A margem deve ser sempre respeitada e se possível aumentada. A proporção da margem acompanha obrigatoriamente as variações de escala da marca. 16

17 clap festival de cinema de carnide 5. margens de segurança 5.2 marcas complementares marca complementar (a) Esta é a margem de segurança da versão complementar A da marca. A margem deve ser sempre respeitada e se possível aumentada. A proporção da margem acompanha obrigatoriamente as variações de escala da marca. 17

18 5. margens de segurança clap festival de cinema de carnide 5.2 marcas complementares marca complementar (b) Esta é a margem de segurança da versão complementar B da marca. A margem deve ser sempre respeitada e se possível aumentada. A proporção da margem acompanha obrigatoriamente as variações de escala da marca. 18

19 clap festival de cinema de carnide 5. margens de segurança 5.2 marcas complementares marca complementar (c) Esta é a margem de segurança da versão complementar C da marca. A margem deve ser sempre respeitada e se possível aumentada. A proporção da margem acompanha obrigatoriamente as variações de escala da marca. 19

20 5. margens de segurança clap festival de cinema de carnide 5.5 marca complementar d marca complementar (d) Esta é a margem de segurança da versão complementar D da marca. A margem deve ser sempre respeitada e se possível aumentada. A proporção da margem acompanha obrigatoriamente as variações de escala da marca. 20

21 clap festival de cinema de carnide O papel desempenhado pela cor numa assinatura é fundamental. Assim, as cores deverão ser reproduzidas com a máxima fidelidade, tentando encontrar em cada superfície de reprodução a sua mais fiel aproximação, tendo como base as cores indicadas, para cada tipo de utilização. Nesta página estabelecem-se os padrões pelos quais as cores se definem. 6. cor 6.1 versões cromáticas versão cromática principal Esta é a versão cromática principal, deve ser usada quando possível, e sempre que tal não comprometa a legibilidade. Esta versão só se adapta a fundos claros ou médios. versões cromáticas complementares As duas versões complementares do lado esquerdo apresentam apenas uma cor e são para ser utilizadas exclusivamente quando não é possível utilizar duas cores. A versão do canto superior direito é para ser utilizada sempre que o fundo seja cinzento, e a versão do canto inferior direito é para ser utilizada quando o fundo for preto. 21

22 6. cor clap festival de cinema de carnide 6.2 cores oficiais cmyk 0;0;0;100 rgb 0;0;0 Web # pantone black cmyk 57;0;34;34 rgb 72;143;134 web#478f86 pantone c cmyk 0;0;0;20 rgb 209;210;212 web # d1d2d4 pantone cmyk 0;0;0;100 rgb 0;0;0 Web # pantone black cores da marca gráfica Estas três cores são as utilizadas na marca gráfica, embora conjugadas de diferentes maneiras nas várias versões cromáticas. cores complementares oficiais Estas são as duas cores complementares oficiais da marca, sendo que poderão ser utilizadas nas suas diferentes gradações consoante melhor se adeque. 22

23 clap festival de cinema de carnide Estes comportamentos cromáticos são aqueles que garantem uma correcta leitura e reconhecimento da marca CLAP e devem ser utilizados sempre que possivel. 7. fundos 7.1fundos oficiais comportamento sobre fundo oficial 1 comportamento sobre fundo oficial 2 Este fundo oficial poderá ser utilizado no verde cmyk 0;0;0;100 ou em qualquer outra gradação ou gradiente da cor. A versão cromática da marca a utilizar vai depender se o fundo é mais claro ou mais escuro. O fundo oficial em escala de cinzentos funciona com fundo branco, preto ou qualquer gradação de cinzento. A versão cromática da marca a utilizar vai depender se o fundo é mais claro ou mais escuro. 23

24 7. fundos clap festival de cinema de carnide 7.2 fundos não oficiais cores claras cores médias cores escuras comportamento sobre fundos não oficiais A aplicação do logótipo sobre fundos de cor não institucionais deve ser encarada com cuidado. O princípio consiste em manter a integridade cromática e leitura da marca CLAP com maior contraste possível. Sempre que se aplique a marca sobre fundos não oficiais é necessário cuidado com a escolha da versão cromática que melhor se aplica. 24

25 clap festival de cinema de carnide 7. fundos 7.3 imagens comportamento sobre imagens A aplicação do logótipo sobre fundos fotográficos é uma fonte de situações imprevistas. As imagens acima representam alguns exemplos que respeitam a integridade e a legibilidade da marca CLAP. Regra geral a marca deve ser aplicada sobre zonas homogéneas da imagem, se a leitura não for compreensível deve ser aplicado um fundo de cor sólida por trás da marca. 25

26 8. tipografia clap festival de cinema de carnide 8.1 tipografia principal A tipografia é um elemento muito importante na construção de uma marca. Uma coerente utilização tipográfica resulta numa elevada associação e reconhecimento da marca. Neutra Light ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Neutra Book ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Neutra Demi ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Neutra Bold ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Neutra Light Italic ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Neutra Book Italic ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Neutra Demi Italic ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Neutra Bold Italic ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz tipografia principal A família Neutra compões a tipografia principal da marca CLAP, é utilizada não só na marca gráfica como num número vasto de aplicações e textos. 26

27 clap festival de cinema de carnide 8. tipografia 8.2 tipografia complementar Gotham Light ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Gotham Book ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Gotham Medium ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Gotham Bold ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Gotham Light Italic ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Gotham Book Italic ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Neutra Medium Italic ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz Gotham Bold Italic ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz tipografia complementar A família Gotham compõe a tipografia complementar da marca CLAP, é utilizada principalmente em textos longos ou documentos mais formais. 27

28 9. estacionário base clap festival de cinema de carnide 9.1 cartão pessoal cartão pessoal Altura 85mm Largura 55mm Material Papel brilhante 250gramas Tipo de Letra Neutra Book CS 28

29 clap festival de cinema de carnide 9. estacionário base 9.2 cartão de visita cartão de visita Altura (fechado) 85mm Largura (fechado) 55mm Altura (aberto) 170mm Largura (aberto) 55mm Material Papel brilhante 250gramas Tipo de Letra Neutra Book CS 29

30 9. estacionário base clap festival de cinema de carnide 9.3 envelope dl envelope dl Altura (fechado) 110mm Largura (fechado) 220mm Material Papel de 90 gr. Tipo de Letra Neutra Book 30

31 clap festival de cinema de carnide 9. estacionário base 9.4 envelope c4 Envelope c4 Altura (fechado) 229mm Largura (fechado) 324mm Material Papel de 90 gr. Tipo de Letra Neutra Book 31

32 9. estacionário base clap festival de cinema de carnide 9.5 papel de carta papel de carta Altura 297mm (A4) Largura 210mm (A4) Material Papel de 90 gr. Tipo de Letra Rodapé Neutra Book Texto Gotham Book 32

33 clap festival de cinema de carnide 9. estacionário base 9.6 factura factura Altura 297mm (A4) Largura 210mm (A4) Material Papel de 90 gr. Tipo de Letra Rodapé Neutra Book Texto Gotham Book 33

34 9. estacionário base clap festival de cinema de carnide 9.7 cartão de cumprimentos Cartão de cumprimentos Altura 105mm Largura 150mm Material Papel Brilhante 250gramas Tipo de Letra Neutra Book 34

35 clap festival de cinema de carnide 9. estacionário base 9.8 bilhete bilhete Altura 105mm Largura 150mm Material Papel Brilhante 250gramas Tipo de Letra Neutra Book 35

36

Identidade Visual da Unitel T+

Identidade Visual da Unitel T+ Manual da Marca O manual de Normas Básicas estabelece um conjunto de regras e recomendações que garantem uma aplicação correcta e coerente da marca UNITEL T+. A aplicação consistente deste conjunto de

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Família Missionária Verbum Dei

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Família Missionária Verbum Dei MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Família Missionária Verbum Dei Este manual estabelece as regras gráicas da marca Família Missionária Verbum Dei com vista a uma uniformização das peças gráicas e coerência visual

Leia mais

manual de normas gráficas

manual de normas gráficas manual de normas gráficas 01 introdução Este manual de normas gráficas constitui um guia dos elementos da identidade visual da Viamodul, bem como, as respectivas normas para a sua correcta utilização e

Leia mais

O cumprimentos destas normas evita a ocorrência de erros técnicos que prejudiquem a marca e fortalece a identidade da empresa.

O cumprimentos destas normas evita a ocorrência de erros técnicos que prejudiquem a marca e fortalece a identidade da empresa. ÍNDICE 03 INTRODUÇÃO 04 LOGOTIPO Versão Principal 05 CONSTRUÇÃO & ZONA DE EXCLUSÃO 06 DIMENSÕES MÍNIMAS 07 REFERÊNCIAS CROMÁTICAS 08 LOGOTIPO Variações Cromáticas 09 LOGOTIPO Variações Monocromáticas 10

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS 01 01. IDENTIDADE VISUAL O objetivo deste manual é orientar a aplicação da identidade visual da marca CERIS através da apresentação detalhada das normas gráficas que foram definidas.

Leia mais

A marca TURISMO DE PORTUGAL. Manual de Identidade Visual

A marca TURISMO DE PORTUGAL. Manual de Identidade Visual A marca TURISMO DE PORTUGAL Manual de Identidade Visual Índice INTRODUÇÃO 01 LOGOTIPO: SÍMBOLO E LETTERING 02 Cores do logotipo 03 LOGOTIPO Grelha de construção, relação com as margens Área de exclusão

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS ALMA SHOPPING GRAPHIC GUIDELINES MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS INDÍCE TOM DE COMUNICAÇÃO 1. LOGÓTIPO 2. TIPOGRAFIA 4. COMUNICAÇÃO 1.A VERSÃO HORIZONTAL 1.B VERSÃO VERTICAL 2.A TIPOGRAFIA MARCA 2.B TIPOGRAFIA

Leia mais

Normas gráficas Março 2016

Normas gráficas Março 2016 Normas gráficas Março 2016 Estas normas gráficas pretendem definir a aplicação correta dos elementos gráficos da identidade visual do Centro Social Paroquial Padre Ricardo Gameiro para garantir uma comunicação

Leia mais

Manual de Imagem Normas Gráficas da AAFDL Cores Manual de Imagem Normas Gráficas da AAFDL Abril de

Manual de Imagem Normas Gráficas da AAFDL Cores Manual de Imagem Normas Gráficas da AAFDL Abril de Cores Manual de Imagem Normas Gráficas Abril de 2008 1 Logótipo Logótipo São componentes do logótipo o símbolo e o lettering referente ao nome da entidade. Estes componentes estão agregados de uma forma

Leia mais

Manual de Normas C ONSELHO D E

Manual de Normas C ONSELHO D E Manual de Normas Manual de Normas Julho 2010 O manual da marca Conselho de Prevenção da Corrupção define um conjunto de regras e recomendações que garantem a sua correcta utilização. É indispensável o

Leia mais

Manual de Identidade Visual. agrega

Manual de Identidade Visual. agrega Manual de Identidade Visual 1.Versão Preferencial 1.1 Versão Padrão Versão de uso preferencial. Deve-se usar a logomarca na cor apresentada sobre fundo branco. No caso do fundo totalmente preto ou na cor

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS. Manual de Normas Gráficas

INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS. Manual de Normas Gráficas Manual de Normas Gráficas 1. A marca 2. Identidade 2.1. Logotipo 2.2. Margem de Segurança 2.3. Dimensão mínima 2.4. Cor 2.5. Versões 2.6. Fundos de Cor 2.7. Fundos Fotográficos 2.8. Tipografia 2.9. Utilizações

Leia mais

Manual de Normas de Identidade

Manual de Normas de Identidade Manual de Normas de Identidade ÍNDICE 2 1. A Essência da Identidade 2. Identidade 2.1 Versões oficiais da Marca A Cores (CMYK e RGB) Escala de Cinzas 1 Cor Pantone 2.2 Marca Oficial com Assinatura A Cores

Leia mais

Manual de Normas Gráficas

Manual de Normas Gráficas Manual de Normas Gráficas Manual de Normas Gráficas Este manual estabelece as normas básicas da Identidade Visual PROMAIS, bem como, as respectivas normas para a sua correcta utilização e reprodução. Perante

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS INTRODUÇÃO A fim de proteger e promover a marca adaptada, foi desenvolvido um kit de normas que permitirá, no futuro, reforçar e valorizar a imagem de qualidade e de sucesso

Leia mais

0.3 A MARCA. A MARCA GENERALI tem vários logótipos dependendo da designação do produto particular ou genérica.

0.3 A MARCA. A MARCA GENERALI tem vários logótipos dependendo da designação do produto particular ou genérica. MANUAL DE NORMAS 1. CORPORATIVO A MARCA A MARCA GENERALI tem vários logótipos dependendo da designação do produto particular ou genérica. Logo global do GRUPO GENERALI LOGO GENERALI VIDA_utilizado em materiais

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Este manual contém as regras básicas de utilização dos elementos fundamentais de design da marca Viseu Empreendedor e o modo como eles se aplicam de

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS O logótipo assume um papel fundamental nas relações que se estabelecem com o público interno e externo. Por ser um elemento

Leia mais

normas básicas da identidade VERSÃO 2.0

normas básicas da identidade VERSÃO 2.0 VERSÃO 2.0 normas básicas da identidade RTP Direcção de Marketing e Vendas marketing@rtp.pt www.rtp.pt. Identidades RTP e Kit de normas, concebidos por: Março 2007 Tipografia FF DIN Light ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXYZ

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS ÍNDICE Apresentação Manual de normas gráficas Quem somos Identidade Visual Marca Margens de segurança Dimensões mínimas Cor Tons de cinza, positivo/negativo Aplicação com fundos

Leia mais

MANUAL NORMAS GRÁFICAS

MANUAL NORMAS GRÁFICAS MANUAL NORMAS GRÁFICAS MANUAL NORMAS GRÁFICAS ORIGEM CONCEITO ENERGIA RIGOR CONFIANÇA SOLIDEZ A marca Armasul entrou numa nova etapa da sua vida. Enquanto empresa teve um papel preponderante no sector

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS ÍNDICE Apresentação Manual de normas gráficas Quem somos Identidade Visual Marca Versões Margens de segurança Dimensões mínimas Cor Tons de cinza, positivo/negativo Aplicação

Leia mais

BRAND BOOK designed by Celeuma 2016

BRAND BOOK designed by Celeuma 2016 BRAND BOOK designed by Celeuma 2016 BRAND BOOK designed by Celeuma 2016 BrandBook / Municípicio São Pedro do Sul / 2016 P.2 BrandBook / Municípicio São Pedro do Sul / 2016 P.3 CONCEITO ELEMENTO INSPIRADOR

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS GRÁFICAS MANUAL DE GRÁFICAS Este manual contém as regras básicas de utilização dos elementos fundamentais de design da marca Casa das Associações e o modo como eles se aplicam de forma a dar vida e sustentabilidade

Leia mais

manual de identidade visual

manual de identidade visual manual de identidade visual apresentação A marca de uma instituição é o seu maior patrimônio. É através dela que os atributos e valores da organização são traduzidos e representados. O manual de identidade

Leia mais

BIOSEG SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE BRANDING BOOK

BIOSEG SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE BRANDING BOOK BRANDING BOOK Este manual tem como objetivo formular regras para a aplicação da marca em suas áreas institucionais, publicações e produtos. Com a correta utilização, a empresa mantém sua integridade visual

Leia mais

porto. logótipos white studio porto. Guia de utilização dos logótipos institucionais

porto. logótipos white studio porto. Guia de utilização dos logótipos institucionais logótipos white studio porto. Guia de utilização dos logótipos institucionais logótipos Que logo utilizar? Quando utilizados num cartaz, flyer ou outros elementos de divulgação de eventos, os logótipos

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS A criação da identidade visual da ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários, tem por base um sistema de aplicações coerente, organizado e bem definido. O manual de identidade

Leia mais

Este manual foi elaborado no sentido de definir e normalizar a utilização da logomarca e esclarecer as eventuais dúvidas que possam surgir.

Este manual foi elaborado no sentido de definir e normalizar a utilização da logomarca e esclarecer as eventuais dúvidas que possam surgir. Brand Book 1. INTRODUÇÃO Este manual foi elaborado no sentido de definir e normalizar a utilização da logomarca e esclarecer as eventuais dúvidas que possam surgir. Assim, é fundamentalmente necessário

Leia mais

ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Manual de Normas Gráficas Janeiro 2015 INTRODUÇÃO A imagem gráfica de uma marca é fundamental para que a marca se imponha na memória das pessoas. Mas uma imagem gráfica só será capaz de defender a identidade

Leia mais

IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE NORMAS BÁSICO

IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE NORMAS BÁSICO 01 IDENTIDADE E COERÊNCIA Para que todo o projecto visual da Molaflex seja coerente e eficaz, é fundamental que a identidade seja utilizada de acordo com as normas definidas. Para que fique sempre assegurada

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Instituto Superior de Economia e Gestão Ter mais de 1 anos é sinónimo de tradição e experiência acumulada. Mas também é sinónimo de capacidade de evolução, de adaptação a uma

Leia mais

3.manual de normas. Logotipo ofícial

3.manual de normas. Logotipo ofícial manual de normas Este documento dá a conhecer o novo logotipo da Empresa Diário do Porto, mostrando desta forma a evolução que tem acompanhado a mesma ao longo dos anos, não querendo alterar a sua identidade,

Leia mais

15 abril 2016 Manual de normas gráficas CTT

15 abril 2016 Manual de normas gráficas CTT 15 abril 2016 Manual de normas gráficas CTT Identidade CTT 2 A identidade é composta por dois elementos, o símbolo do mensageiro em cima do cavalo e da sigla CTT. Os dois elementos devem viver em conjunto

Leia mais

WCA Inteligência de Negócio Manual de Identidade Visual 2016

WCA Inteligência de Negócio Manual de Identidade Visual 2016 WCA Inteligência de Negócio Manual de Identidade Visual 2016 02 Manual de Identidade Visual 2016 O Objetivo deste Manual e das cores, procuram estabelecer uma relação direta com o lado humano ( Pensar

Leia mais

Olá, Este manual tem como objetivo apresentar a correta aplicação de nossa marca em toda a sua comunicação.

Olá, Este manual tem como objetivo apresentar a correta aplicação de nossa marca em toda a sua comunicação. Olá, Este manual tem como objetivo apresentar a correta aplicação de nossa marca em toda a sua comunicação. Qualquer dúvida entre em contato com ascom@fuvs.br 1 2 3 4 5 6 7 Sumário ASSINATURA PRINCIPAL

Leia mais

ÍNDICE. 01 Introdução. 09 Comportamento sobre Fundos de Cor Diversa. 10 Comportamento sobre Fundos Fotográficos. 02 Logótipo. 11 Margem de Segurança

ÍNDICE. 01 Introdução. 09 Comportamento sobre Fundos de Cor Diversa. 10 Comportamento sobre Fundos Fotográficos. 02 Logótipo. 11 Margem de Segurança MANUAL DE NORMAS ÍNDICE 01 Introdução 02 Logótipo 09 Comportamento sobre Fundos de Cor Diversa 10 Comportamento sobre Fundos Fotográficos 03 Grelha de Construção 11 Margem de Segurança 04 Versão a Cores

Leia mais

Manual de Normas Gráficas. Escuteiros Católicos

Manual de Normas Gráficas. Escuteiros Católicos Manual de Normas Gráficas Escuteiros Católicos Índice Imagem Escuteiros Católicos 1. Logótipo Pág. 2 2. Logótipo complementar Pág. 3 3. Cores Pág. 4 4. Versões a preto e negativo Pág. 5 5. Fundos Pág.

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Índice 1 2 3 4 5 6 7 8 9 9.1 9.2 9.3 10 Introdução Apresentação Grid Arejamento Paleta de cores Tipografia Usos incorretos Redução Aplicações Monocromática Uma cor Negativa

Leia mais

Manual de normas gráficas

Manual de normas gráficas LOGOTIPO VARIANTES O logotipo da Universidade Aberta apresenta estas variantes que deverão ser utilizadas consoante as necessidades de comunicação dos objectos gráficos. A indicação www.uab.pt que aparece

Leia mais

Índice. Índice...2. Logomarca do Ipasgo...3. Logomarca do Ipasgo em Tons de Cinza...4. Uso do Selo NBR ISO 9001:

Índice. Índice...2. Logomarca do Ipasgo...3. Logomarca do Ipasgo em Tons de Cinza...4. Uso do Selo NBR ISO 9001: 1 Índice Índice...2 Logomarca do Ipasgo...3 Logomarca do Ipasgo em Tons de Cinza...4 Uso do Selo NBR ISO 9001:2008...5 Modelos Vetoriais e Monocromáticos...6 Aplicação de Fundo Escuro...7 Cores...8 Tipografia...9

Leia mais

w e A manual de normas gráficas 2016

w e A manual de normas gráficas 2016 r w e A manual de normas gráficas 2016 manual de normas gráficas 2016 índice Este manual tem como objetivo orientar a utilização prática da identidade visual weareaware, fornecendo um conjunto de regras

Leia mais

Desenho da marca. símbolo. logotipo. A marca Embras está registrada no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial).

Desenho da marca. símbolo. logotipo. A marca Embras está registrada no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). MARCA Desenho da marca A marca é o elemento central de uma identidade visual. Quando bem utilizada, torna-se o item primário para o reconhecimento de qualquer produto no menor tempo de leitura e espaço.

Leia mais

Diretrizes de Utilização da Marca Corporativa. Manual de Identidade Visual da CTIS

Diretrizes de Utilização da Marca Corporativa. Manual de Identidade Visual da CTIS Diretrizes de Utilização da Marca Corporativa Assinatura Visual O símbolo e o logotipo devem ser sempre usados com tamanho e relação de proporção fixos. Versão vertical Símbolo acima do logotipo. Esta

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO VISUAL DIMENSÕES MÍNIMAS ÁREAS DE SEGURANÇA TIPOGRAFIA UNIVERSO CROMÁTICO COMPORTAMENTOS SOBRE FUNDOS CROMÁTICOS

IDENTIFICAÇÃO VISUAL DIMENSÕES MÍNIMAS ÁREAS DE SEGURANÇA TIPOGRAFIA UNIVERSO CROMÁTICO COMPORTAMENTOS SOBRE FUNDOS CROMÁTICOS MANUAL DE NORMAS IDENTIFICAÇÃO VISUAL DIMENSÕES MÍNIMAS ÁREAS DE SEGURANÇA TIPOGRAFIA UNIVERSO CROMÁTICO Este manual fornece os elementos standard da Identidade Visual Norte 2020, bem como as respetivas

Leia mais

Manual de Identidade Visual. An ASSA ABLOY Group brand

Manual de Identidade Visual. An ASSA ABLOY Group brand Manual de Identidade Visual An ASSA ABLOY Group brand Apresentação Manual de Marca - Yale O objetivo deste Manual de Marca é uniformizar as aplicações do logo da Yale, na criação de documentos, papelaria,

Leia mais

MANUAL DE MARCA.

MANUAL DE MARCA. MANUAL DE MARCA 2. ARQUILED - MANUAL DE MARCA ARQUILED - MANUAL DE MARCA. 3 A NOSSA MARCA A Nossa Visão e Missão Os Nossos Valores A NOSSA IDENTIDADE O Logotipo Versões Universo Cromático Aplicação sobre

Leia mais

Manual de aplicação das logomarcas do Grupo

Manual de aplicação das logomarcas do Grupo Manual de aplicação das logomarcas do Grupo Sumário Apresentação 1. Contexto 2. Logomarcas 2.1. Cruzeiro do Sul Educacional 2.2. Universidade Cruzeiro do Sul 2.3. Módulo Centro Universitário 2.4. UDF Centro

Leia mais

01. Apresentação. in Carta de Armas

01. Apresentação. in Carta de Armas A simbologia da Emblemática é a seguinte: dos metais, o ouro simboliza a justiça, a prata a fidelidade; dos esmaltes, o vermelho simboliza o ânimo, o azul a lealdade, o negro a ciência; das peças, os dois

Leia mais

Manual da Marca e da Identidade Visual

Manual da Marca e da Identidade Visual Manual da Marca e da Identidade Visual fev 2017 versão 20170223 índice apresentação 2 marca desenho da marca 3 assinaturas 4 malha de construção 5 dimensionamento mínimo 6 área de proteção 7 cores cromia

Leia mais

Manual da Marca BRANDING GUIDELINE

Manual da Marca BRANDING GUIDELINE Manual da Marca BRANDING GUIDELINE 1 ÍNDICE MANUAL DA MARCA WEBCO2ZERO Índice Manual da Marca 2 2 ELEMENTOS ADICIONAIS DA MARCA 16 O manual de normas gráficas webco2zero tem como objetivo garantir a coerência

Leia mais

Madeira Manual de Marca. Elementos Básicos

Madeira Manual de Marca. Elementos Básicos Madeira Manual de Marca Elementos Básicos Madeira Manual de Marca Elementos Básicos ESTE MANUAL TEM COMO OBJETIVO DEFINIR UM CONJUNTO DE REGRAS E RECOMENDAÇÕES QUE GARANTAM UMA APLICAÇÃO CORRETA DA MARCA

Leia mais

Manual de uso da marca das Superintendências da UFBA

Manual de uso da marca das Superintendências da UFBA Manual de uso da marca das Superintendências da UFBA Apresentação Logotipo Nomenclatura Símbolo Exemplo das marcas das outras Superintendências: A marca é o elemento central de uma identidade visual. Quando

Leia mais

Manual de Identidade Visual. 4Normas para a construção do Logotipo 4Uso correto da Marca 4Aplicações em material Promocional 4Papelaria Institucional

Manual de Identidade Visual. 4Normas para a construção do Logotipo 4Uso correto da Marca 4Aplicações em material Promocional 4Papelaria Institucional Manual de Identidade Visual 4Normas para a construção do Logotipo 4Uso correto da Marca 4Aplicações em material Promocional 4Papelaria Institucional ÍNDICE Introdução A Marca Um pouco da História... 03

Leia mais

a marca 3 Manual de normas

a marca 3 Manual de normas MANUAL DE NORMAS índice a marca construção do logótipo área de segurança dimensões mínimas referências cromáticas variações cromáticas comportamentos sobre fundos de cor comportamentos sobre fundos fotográficos

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO APRESENTAÇÃO 1 Este manual tem como objetivo estabelecer e consolidar a nova identidade visual do PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO. Para este objetivo

Leia mais

marca gerdau A versão horizontal configura a versão preferencial da marca.

marca gerdau A versão horizontal configura a versão preferencial da marca. 1. versão HORIZONTAL A versão horizontal configura a versão preferencial da marca. X/5 X X/10 X/10 X/10 Redução máxima 20mm 2. versão vertical A versão vertical tem uso restrito. Deverá ser aplicada somente

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL. Faculdade de Educação - UFG

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL. Faculdade de Educação - UFG MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Faculdade de Educação - UFG INDICE 1. Apresentação 2. Versões 3. Cores 4. Tipografia 5. Reprodução 6, Usos incorretos 7. Redução da marca 8. Arejamento da marca 9. Verão monocromática

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA www.ielusc.br Envelope DL Formato: 23x11,5 cm Cores: 4x0 Papel: Alvura 120g Acabamento: faca de corte + colagem Índice 1 cm 4,3 cm 05 Apresentação

Leia mais

LOGÓTIPO: MARGENS MÍNIMAS 2.4. ELEMENTOS DA MARCA MANUAL DE NORMAS

LOGÓTIPO: MARGENS MÍNIMAS 2.4. ELEMENTOS DA MARCA MANUAL DE NORMAS 2.4. LOGÓTIPO: MARGENS MÍNIMAS MANUAL DE NORMAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. 2.1. Valores 2.2. Logótipo 2.3. Logótipo: Variações 2.4. Logótipo: Margens mínimas 2.5. Logótipo: Tamanhos mínimos 2.6. Cor 2.7.

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA - CAMPANHA DE MISSÕES MUNDIAIS 2015

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA - CAMPANHA DE MISSÕES MUNDIAIS 2015 MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA - CAMPANHA DE MISSÕES MUNDIAIS 2015 VERSÃO 1.0 JUNHO DE 2014 JMM GUIA DE CONTEÚDO Utilize este manual para criação de qualquer material de comunicação da Campanha de Missões

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Núcleo de Extensão em Direito Previdenciário

Manual de Identidade Visual. Núcleo de Extensão em Direito Previdenciário Manual de Identidade Visual 04 Plataforma de Marca 05 Conceito 06 Símbolo 07 Logotipo 08 A marca Sumário 09 Versões da marca 10 Tipografia 11 Arejamento 12 Orientações da marca 13 e 14 Redução Mínima

Leia mais

Manual de aplicação da marca

Manual de aplicação da marca Manual de aplicação da marca SumárioApresentação 3 A marca 4 Versão preferencial... 5 Versão sem assinatura... 6 Padrões cromáticos... 7 Versões positiva/negativa... 8 Utilização 9 Dimensionamento mínimo...

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Versão 2.0 Atualizado em Setembro / 2015

Manual de Identidade Visual. Versão 2.0 Atualizado em Setembro / 2015 Manual de Identidade Visual Versão 2.0 Atualizado em Setembro / 2015 Diretrizes para gestão da marca A marca, é a representação simbólica de determinada entidade, produto ou serviço. Sendo assim, regras

Leia mais

CADERNO DE NORMAS DE APLICAÇÃO

CADERNO DE NORMAS DE APLICAÇÃO MARQUES, S.A. COMO USAR ESTE MANUAL SÍMBOLO LOGÓTIPO MALHA CONSTRUTIVA PADRÃO TIPOGRÁFICO PADRÃO CROMÁTICO PANTONE MARCA PRETO E BRANCO / MARCA NEGATIVA MARCA SOBRE FUNDOS DE COR DA PALETA MARCA SOBRE

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL SUMÁRIO A MARCA... 03 GRADE DE CONSTRUÇÃO... 04 VARIAÇÕES DE ASSINATURA... 05 APLICAÇÃO VERTICAL... 06 LIMITE DE REDUÇÃO... 06 TIPOGRAFIA... 07 CORES... 08 APLICAÇÃO SOBRE FUNDOS...

Leia mais

Manual de Normas Gráficas

Manual de Normas Gráficas anual de Normas Gráficas 2 cooper para inov 3 apoio às reformas políticas Este manual contém as regras básicas de utiliz dos elementos fundamentais de design das ações da Agência Nacional Erasmus+ Educ

Leia mais

P R O J E T O VIVEIRO CIDADÃO

P R O J E T O VIVEIRO CIDADÃO Sumário Apresentação 03 Cores 04 Família Tipográfica 05 Área de Reserva e Redução 06 Aplicações 07 Aplicações Incorretas 08 Versão Vertical USO PREFERENCIAL Apresentação Este manual visa estabelecer os

Leia mais

rua general potiguara, 1428 curitiba pr cep t [41] f [41] M a n u a l d e I d e n t i d a d e C o r p o r a t i v a

rua general potiguara, 1428 curitiba pr cep t [41] f [41] M a n u a l d e I d e n t i d a d e C o r p o r a t i v a rua general potiguara, 1428 curitiba pr cep 81050.500 t [41] 3234.5678 f [41] 3345.6789 M a n u a l d e I d e n t i d a d e C o r p o r a t i v a O projeto de identidade visual da prodiet nutrição clínica

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE MARCA--------------------------------------------- Apresentação--------------------------------------------- Assinaturas----------------------------------------- Cores

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS VERSÃO DEZEMBRO 2015

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS VERSÃO DEZEMBRO 2015 MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS VERSÃO DEZEMBRO 2015 MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS índice 1. introdução 2. logotipo 3. margens de segurança 4. dimensões mínimas 5. tipografia 6. cores 7. positivo e negativo 8. comportamento

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 1. logotipo aplicação preferencial área de reserva aplicação MonocroMática aplicação em boxes redução MáxiMa cores institucionais família tipográfica família tipográfica alternativa

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução O Programa Academia da Saúde é uma nova estratégia da Atenção Básica que compõe a Rede de Atenção à Saúde a fim de contribuir para a promoção da saúde e produção

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS. LOGÓTIPOS DOS CURSOS DE LICENCIATURA DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA (ESTeSL)

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS. LOGÓTIPOS DOS CURSOS DE LICENCIATURA DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA (ESTeSL) MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS LOGÓTIPOS DOS CURSOS DE LICENCIATURA DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA (ESTeSL) MAIO DE 2016 REGRAS GERAIS UTILIZAÇÃO DA IDENTIDADE VISUAL DOS CURSOS DE LICENCIATURA

Leia mais

Manual de Normas Gráficas Junta de Freguesia de Alvalade

Manual de Normas Gráficas Junta de Freguesia de Alvalade Manual de Normas Gráficas A marca Neste manual de normas estão estabelecidas as regras gráficas para que a identidade da seja coerente e uniforme. A utilização desta marca como está apresentada neste manual

Leia mais

Manual de Normas Gráficas da Marca

Manual de Normas Gráficas da Marca Manual de Normas Gráficas da Marca Índice Identidade Visual 01 Identidade Visual pág. 04 02 Construção/Composição pág. 04 03 Margens de Segurança pág. 05 04 Tamanho Mínimo pág. 06 05 Versões Cromáticas

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE 1. MARCA APRESENTAÇÃO CORES INSTITUCIONAIS FAMÍLIA TIPOGRÁFI CA REPRODUÇÃO DA MARCA USOS INCORRETOS REDUÇÃO DA MARCA AREJAMENTO DA MARCA 04 05 06 07 09 10 11 2. PAPELERIA

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS SÍMBOLO E NOME MANUAL DE NORMAS 02 SÍMBOLO DA UNIVERSIDADE DA MADEIRA Um edifício e uma nuvem rasgada no céu representam, de forma estilizada, a Universidade da Madeira.O edifício apresenta-se

Leia mais

manual de identidade visual Cremer

manual de identidade visual Cremer manual de identidade visual Cremer 2 A marca Cremer apresenta sua nova identidade visual. A percepção dos em contato com a nova logomarca dependerá da máxima clareza e coerência na sua forma de aplicação.

Leia mais

Guia Prático de Uso da Assinatura Visual da Universidade Federal de Juiz de Fora

Guia Prático de Uso da Assinatura Visual da Universidade Federal de Juiz de Fora Guia Prático de Uso da Assinatura Visual da Universidade Federal de Juiz de Fora Versão Beta - Agosto de 2014 Índice 1 2 3 4 5 6 7 Assinatura Preferencial Malha Construtiva Códigos Cromáticos Assinaturas

Leia mais

Manual de marca. Aplicações da marca

Manual de marca. Aplicações da marca Manual de marca Aplicações da marca 1 assinatura institucional 2 1. assinatura institucional Logotipos são assinaturas institucionais e devem ser usados em todas as manifestações visuais da empresa. Sua

Leia mais

Manual de Identidade Visual da Universidade Federal de Pelotas CCS ABR / 2014

Manual de Identidade Visual da Universidade Federal de Pelotas CCS ABR / 2014 Manual de Identidade Visual da Universidade Federal de Pelotas CCS ABR / 2014 1 Introdução O novo escudo da Universidade Federal de Pelotas é um resgate gráfico digital do escudo original, criado em 1972,

Leia mais

FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 2017

FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 2017 FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 2017 2 SUMÁRIO Introdução... 03 Versões... 04 Slogan... 05 Aplicação em fundos coloridos... 06 Usos Incorretos... 07 Área de Não Interferência... 08

Leia mais

Manual da Marca e da Identidade Visual. Versão reduzida

Manual da Marca e da Identidade Visual. Versão reduzida Manual da Marca e da Identidade Visual Versão reduzida conceito Design O ensino do futuro do mundo: pessoas inovando pela transformação do Brasil A representação gráfica do pensamento inovador é dada

Leia mais

ESTA É A NOSSA NOVA IDENTIDADE

ESTA É A NOSSA NOVA IDENTIDADE MANUAL DE MARCA SBC ESTA É A NOSSA NOVA IDENTIDADE 3 Agora, a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) está de cara nova. Uma nova identidade, que representa melhor tudo o que somos. E, para que possamos

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS. 2013 IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA 2 // Manual de Normas. Universidade de Évora // ASCENÇÃO E DINAMISMO Ascensão e Dinamismo são os principais objetivos

Leia mais

Manual de Uso e Aplicação da Marca

Manual de Uso e Aplicação da Marca Manual de Uso e Aplicação da Marca O Valor da Marca A marca é o maior patrimônio de uma empresa. Leva-se muitos anos para se construir uma marca forte. É preciso compreender o impressionante poder que

Leia mais

Manual de Normas Gráficas

Manual de Normas Gráficas anual de Normas Gráficas Este manual contém as regras básicas de utilização dos elementos fundamentais de design da Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação e o modo como eles se devem aplicar, comportar

Leia mais

MANUAL NORMAS GRÁFICAS. Não há outro assim

MANUAL NORMAS GRÁFICAS. Não há outro assim MARCA COMERCIAL UM COPO O conjunto de elementos remete para a figura de um copo, pelo simbolismo que acarreta este elemento. Um ícone que deixa claro o sector onde a marca se vai destacar. UM CENÁRIO VINHO+MAR+TERRA+MONTES+GÁS

Leia mais

Universidade Aberta da Terceira Idade Sub-Reitoria de Extensão e Cultura

Universidade Aberta da Terceira Idade Sub-Reitoria de Extensão e Cultura MANUAL DA MARCA iversidade Aberta da Terceira Idade Este manual contém todos os elementos gráficos que representam a padronização visual da marca ati. Aqui são especificados todos os formatos, tamanhos,

Leia mais

GUIA DE IDENTIDADE DE MARCA

GUIA DE IDENTIDADE DE MARCA 2 INTRODUÇÃO Você está recebendo o Guia de Identidade de Marca Ecofrotas. Tudo o que você verá aqui também será visto por todos e por isso toda atenção é importante quando o assunto é construir a relação

Leia mais

GUIA DE LINGUAGEM VISUAL

GUIA DE LINGUAGEM VISUAL ÍNDICE INTRODUÇÃO 05 EMBALAGENS POSICIONAMENTO 07 Objetivos 30 Abordagem 31 LOGOMARCA Versões preferenciais 08 ELEMENTOS COMPONENTES Versões secundárias 10 Posicionamento da marca 32 Versões de uso restrito

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL SUMÁRIO Usos corretos e incorretos 3 Fundos corretos e incorretos 6 Cores institucionais 8 Tipografias institucionais 11 Arejamento & Redução mínima 14 Aplicações da marca 17

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU - UNESP

HOSPITAL DAS CLÍNICAS FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU - UNESP HOSPITAL DAS CLÍNICAS FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU - UNESP índice APRESENTAÇÃO o processo de simplificação A NOVA MARCA padrão cromático padrão tipográfico redução e área de reserva usos incorretos

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS . MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS 1 Este manual contém as regras básicas de utilização dos elementos fundamentais de design da marca GAME. Aqui estão apresentados os elementos primários

Leia mais

IDENTIDADE POSEUR Versão Principal

IDENTIDADE POSEUR Versão Principal KIT NORMAS GRÁFICAS Versão Principal Versão HORIZONTAL PALETA CRÓMATICA CMYK C77 M54 Y53 K55 RGB R48 G64 B67 433 C CMYK C12 M10 Y100 K0 RGB R235 G212 B0 116 C CMYK C62 M0 Y13 K0 RGB R88 G194 B221 311 C

Leia mais

Manual de identidade Visual

Manual de identidade Visual Manual de identidade Visual.1 Manual de identidade Visual Neste volume apresentamos o sistema de identidade visual Libitun. É a apresentação gráfica do produto e que representa os valores e conceitos estabelecidos

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução O manual da marca do Consultório na Rua tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia o serviço, compreendendo os padrões e regras de aplicação

Leia mais

MANUAL DA MARCA (VERSÃO COMPACTA)

MANUAL DA MARCA (VERSÃO COMPACTA) MANUAL DA MARCA (VERSÃO COMPACTA) SUMÁRIO 1.0 Apresentação... 03 2.0 Malha construtiva e área de reserva... 04 2.1 Versões... 05 2.2 Cores... 06 2.3 Distorções... 07 2.4 Tipografia... 09 2.5 Aplicação

Leia mais