Java 2 Enterprise Edition

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Java 2 Enterprise Edition"

Transcrição

1 Java 2 Enterprise Edition Pablo Vieira Florentino 8/11/2006 Contexto Linguagem Java A linguagem Java é Orientada a Objetos Influenciada diretamente por C++ e Eiffel, a linguagem segue a grande tendência das linguagens de programação nas décadas de 80 e 90. Neste período, linguagens como Pascal, Ada, Lisp e Cobol ganharam versões Orientadas a Objetos.

2 Contexto Linguagem Java A linguagem é totalmente portável Contexto Linguagem Java A linguagem implementa desalocação automática de memória ( garbage collector ), e não permite a desalocação manual. Produtividade do programador Testes Bugs Qualidade

3 Contexto Linguagem Java Java é uma das linguagens mais bem projetadas desde Ada. Java não apresenta performance comparável a Fortran ou C. As decisões de projeto da linguagem são ótimas para rodar em um servidor Web. Portabilidade entre diferentes sistemas operacionais. Facilidades de multithreading incluídas na linguagem. Baixo custo de desenvolvimento (alta produtividade). Aplicações Web Aplicações tipicamente cliente-servidor

4 Aplicações Web com Java Applets Servlets JSP Java Server Pages Mas o que fazer com sistemas de informação corporativos que: possuem grande complexidade exigem escalabilidade e robustez necessitam de comunicação com objetos externos? J2EE A Especificação Java 2 Enterprise Edition (J2EE ) fornece uma abordagem baseada em componentes para o projeto, desenvolvimento e a implantação de aplicações corporativas. Partes Componentes J2EE Application Programming Model Modelo de Programação J2EE Platform Define um conjunto de APIs e políticas de utilização J2EE Compatibility Test Suite Verifica se um produto é compatível com a plataforma J2EE J2EE Reference Implementation Demonstração das funcionalidades da especificação J2EE Provê definição operacional da Plataforma Soluções J2EE são independentes de plataformas HW / SO e não são amarradas a produtos/apis específicas de quaisquer fabricantes.

5 Resumindo: Estende a linguagem Java através de padrões simples e unificados para aplicações distribuídas através de um modelo baseado em componentes. J2EE especifica tanto a infra-estrutura para gerenciar suas aplicações quanto APIs para construí-las. Padronização Java Community Process. Participantes: Accenture, Adobe, BEA, Borland, British Telecom, Bull, Cisco, Compaq, DOD, EDS, Ericsson, Fujitsu, HP, Hitachi, IBM,Macromedia, Mitsubishi, Motorola, NEC, Nokia,Novell, NTT, Oracle, Panasonic, Philips, Rational,SAP, Sharp, Siemens, Sony, Sun, Sybase,Telefonica, Texas Instruments, Unisys, Verisign,Vignette, Vodafone, Xerox, Yamaha,...

6 Arquitetura MVC Padrão Arquitetural da plataforma J2EE Model Dados de negócio View Apresentação para o cliente Controller Lógica de controle APM J2EE e Modelos em N Camadas Divide a implementação em duas partes Lógica de apresentação e do negócio: Implementação sob responsabilidade do desenv. Serviços de infra-estrutura Fornecidos pela plataforma J2EE Os problemas associados a serviços de infraestrutura básica são fornecidos pela plataforma: Reduz complexidade de desenvolvimento

7 APM J2EE - Componentes Componentes J2EE são escritos em Java e compilados da mesma forma que qualquer programa Java Diferença entre componentes J2EE e uma classe Java padrão : componentes são montados em uma aplicação J2EE, verifica-se se os mesmos são bem-formados e estão de acordo com a especificação J2EE são entregues para a produção, onde são executados e gerenciados pelo servidor J2EE APM J2EE - Componentes Aplicações J2EE são formadas por componentes Um componente J2EE é uma unidade de software funcional, autocontida que é montada em uma aplicação J2EE juntamente com suas classes e arquivos relacionados e que se comunica com outros componentes A especificação J2EE define os seguintes componentes J2EE: Aplicações e applets clientes são componentes que rodam no cliente Servlets Java e páginas JSP são componentes Web que rodam no servidor Enterprise JavaBeans (EJB ) são componentes de negócio que rodam no servidor

8 APM J2EE - Componentes Camadas de Aplicação J2EE

9 Plataforma J2EE É um ambiente padrão para rodar aplicações J2EE um modelo de aplicação distribuído, multicamadas a capacidade de reutilizar componentes a troca de dados integrada baseada em XML um modelo de segurança unificado controle de transações flexível Componentes: J2EE deployment specification Padrão de empacotamento de aplicações para implantação. Java technology standards for the J2EE platform Plataforma J2EE Conjunto de padrões que devem ser suportados pelas plataformas: Serviços de Infra: JMS, JNDI, JTS, etc) IETF standards for the J2EE platform Conjunto de Padrões Internet que todas as plataformas devem suportar (Internet Engineering Task Force) ex. XML, HTTP, HTML CORBA standards for the J2EE platform Interoperabilidade com modelo CORBA

10 Empacotamento da Aplicações J2EE Componentes J2EE são empacotados separadamente e colocados em uma aplicação J2EE para implantação Cada componente, seus arquivos relacionados, como GIFs e HTMLs ou classes utilitárias que rodem no servidor, bem como um descritor de implantação, são montados em um módulo e adicionados à aplicação J2EE Uma aplicação J2EE é composta de um ou mais enterprise bean e módulos clientes (componente Web ou aplicação) Empacotamento de Aplicações J2EE Um aplicação J2EE e cada um de seus módulos tem seu próprio descritor de implantação Um descritor de implantação é um documento XML que descreve as configurações de implantação de seu componente Usar XML permite ao implantador alterar facilmente atributos de seu EJB. Atributos configuráveis incluem: nomes das interfaces Home e Remota necessárias para o EJB nome a ser publicado na JNDI para a interface Home do EJB Atributos transacionais para cada método do EJB Listas de controle de acesso para autenticação As informações do descritor de implantação são declarativas e podem ser alteradas sem modificar o código fonte do bean

11 Empacotamento de Aplicações J2EE Em tempo de execução, o servidor J2EE lê o descritor de implantação e atua sobre o componente de acordo com as informações lidas. EJB-Jar file arquivo jar que contém o EJB, as interfaces e o descritor de implantação Uma aplicação J2EE com todos os seus módulos é entregue em um arquivo Enterprise ARchive (EAR) Um arquivo EAR nada mais é que um arquivo Java Archive (JAR) padrão com extensão.ear Empacotamento de Aplicações J2EE Na prática Módulos Web Arquivo.war contendo web.xml no diretório WEB-INF Módulos EJB Arquivo.jar contendo ejb-jar.xml no diretório META- INF Módulos Java Arquivo.jar contendo application-client.xml Um.ear que contém application.xml no diretório META-INF

12 Empacotamento de Aplicações J2EE Na prática Plataforma J2EE - APIs EJB JDBC Servlets JSP Java Messaging Service (JMS) Java Naming and Directory Interface (JNDI) Java Transaction Service (JTS/JTA) Java Mail (JavaBeans Activation Framework) Java API for XML Processing: JAXP (Processig); JAXR (Registries); JAX-RPC; SAAJ J2EE Connector Architecture Java Authentication and Authorization Service (JAAS)

13 Plataforma J2EE - APIs JDBC API padrão para acesso a base de dados heterogêneas. JDBC 2.0: Tipos de dados SQL 3 JNDI Acesso a serviços de nome e diretório independentemente de sua aplicação. RMI - IIOP Protocolo que permite invocar métodos remotos de objetos escritos em Java. Permite passar dados por valor, mediante serialização. Plataforma J2EE - Serviços Java Transaction API/Java Transaction Service (JTA/JTS) Usado na arquitetura J2EE como a API transacional Um Enterprise Bean Provider pode usar o JTS para criar código de transações, embora o container EJB normalmente implemente transações para os componentes EJB É possível definir os atributos transacionais de um componente EJB em tempo de implantação O Container EJB é responsável pela manipulação da transação, tanto local quanto distribuída A especificação do JTS é o mapeamento Java para o OTS CORBA (Object TransactionService)

14 Plataforma J2EE - Serviços Java Authentication and Authorization Service (JAAS) Fornece uma forma de uma aplicação J2EE autenticar e autorizar um usuário específico ou um grupo de usuários para executá-la É uma versão Java da infra-estrutura padrão PAM (Pluggable Authentication Module), que estende a arquitetura de segurança da plataforma Java para suportar autorização baseada em usuário Containers

15 Implementação de Referência J2EE Definição operacional da plataforma J2EE Plataforma padrão para testes de compatibilidade com a especificação J2EE Disponível na Web de forma gratuita Popularização da plataforma J2EE Visão Geral Arquitetura J2EE

16 Papéis e Responsabilidades Papéis e Responsabilidades

17 IDE - J2EE Ambiente de Desenvolvimento Eclipse Ant Servidores de Aplicação J2EE Mais de 20 servidores de aplicação certificados em J2EE1.2 Mais de 15 servidores de aplicação certificados em J2EE1.3 BEA Weblogic IBM Websphere Oracle9iAs Sun iplanet JBoss

18 Desempenho Apesar dos custos de abstração da linguagem Java, a performance de servlets é equivalente a de CGI C++. Os principais servidores de aplicação utilizam compiladores just in time - JIT. e-bay: 320M page views/dia transações/segundo. Segurança Permite segurança como parte do deployment, sem depender de configuração de ambiente durante a execução da aplicação. Facilita o desenvolvimento ao delegar a responsabilidade para os papéis de segurança. Evita misturar código de segurança à lógica do negócio. Permite configurar as políticas de segurança da forma mais adequada ao ambiente de instalação.

19 JEE 5 Nova Versão J2EE J2EE x EJB J2EE é : uma especificação uma padronização Dentro disto, há um modelo de desenvolvimento baseado em componentes (DBC) que são os EJB Enterprise Java Beans

Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition. Alex de V. Garcia, Dr.

Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition. Alex de V. Garcia, Dr. Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition 1 O que é a plataforma J2EE? Estende a linguagem Java através de padrões simples e unificados para aplicações distribuídas através de um modelo baseado

Leia mais

J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition

J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition CURSO DE GRADUAÇÃO J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition Antonio Benedito Coimbra Sampaio Junior abc@unama.br OBJETIVOS DO CURSO Capacitar os alunos no desenvolvimento de aplicações para a WEB com

Leia mais

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition)

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition) Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) J2EE () Sumário Introdução J2EE () APIs J2EE Web Container: Servlets e JSP Padrão XML 2 J2EE é Uma especificação para servidores

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira ENTERPRISE JAVABEANS 3 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Apostila Servlets e JSP www.argonavis.com.br/cursos/java/j550/index.html INTRODUÇÃO Introdução Enterprise JavaBeans é um padrão de modelo de componentes

Leia mais

J2EE. J2EE - Surgimento

J2EE. J2EE - Surgimento J2EE Java 2 Enterprise Edition Objetivo: Definir uma plataforma padrão para aplicações distribuídas Simplificar o desenvolvimento de um modelo de aplicações baseadas em componentes J2EE - Surgimento Início:

Leia mais

Enterprise Java Bean. Enterprise JavaBeans

Enterprise Java Bean. Enterprise JavaBeans Enterprise Java Bean Introdução Elementos do Modelo Enterprise JavaBeans A especificação do Enterprise JavaBeansTM (EJB) define uma arquitetura para o desenvolvimento de componentes de software distribuídos

Leia mais

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java II Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java Web Arquitetura Aplicações web são basicamente constituídas de: Requisições Respostas Model View Controller (MVC) O que é MVC? Padrão

Leia mais

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Tecnologia Java Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Origem da Tecnologia Java Projeto inicial: Oak (liderado por James Gosling) Lançada em 1995 (Java) Tecnologia

Leia mais

Web Technologies. Tópicos da apresentação

Web Technologies. Tópicos da apresentação Web Technologies Tecnologias de Middleware 2004/2005 Hugo Simões hsimoes@di.fc.ul.pt 1 A Web Tópicos da apresentação Tecnologias Web para suporte a clientes remotos (Applets,CGI,Servlets) Servidores Aplicacionais

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

Fundamentos da Plataforma Java EE. Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br)

Fundamentos da Plataforma Java EE. Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br) Fundamentos da Plataforma Java EE Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br) Como a plataforma Java EE trata o SERVIÇO DE NOMES Serviço de Nomes Num sistema distribuído os componentes necessitam

Leia mais

Sistemas Distribuídos e Paralelos

Sistemas Distribuídos e Paralelos Sistemas Distribuídos e Paralelos Objectos e Componentes Distribuídos Ricardo Mendão Silva Universidade Autónoma de Lisboa r.m.silva@ieee.org November 19, 2014 Ricardo Mendão Silva (UAL) Sistemas Distribuídos

Leia mais

TDC2012. EJB simples e descomplicado, na prática. Slide 1

TDC2012. EJB simples e descomplicado, na prática. Slide 1 TDC2012 EJB simples e descomplicado, na prática Slide 1 Palestrantes Kleber Xavier Arquiteto Senior / Globalcode kleber@globalcode.com.br Vinicius Senger Arquiteto Senior / Globalcode vinicius@globalcode.com.br

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 28 de abril de 2010 Principais suportes de Java RMI (Remote Method Invocation), da Sun Microsystems DCOM (Distributed Component Object Model), da

Leia mais

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1 Servlets 2 1 Plataforma WEB Baseada em HTTP (RFC 2068): Protocolo simples de transferência de arquivos Sem estado (não mantém sessão aberta) Funcionamento (simplificado):

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES Hugo Henrique Rodrigues Correa¹, Jaime Willian Dias 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil hugohrcorrea@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

Arquitetura de uma Webapp

Arquitetura de uma Webapp Arquitetura de uma Webapp Arquitetura J2EE Containers e componentes MVC: introdução Frederico Costa Guedes Pereira 2006 fredguedespereira@gmail.com Plataforma J2EE World Wide Web e a Economia da Informação

Leia mais

Enterprise JavaBeans. Java Deployment Course. por Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br) DI-UFPE Julho de 1999

Enterprise JavaBeans. Java Deployment Course. por Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br) DI-UFPE Julho de 1999 Enterprise JavaBeans Java Deployment Course por Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br) DI-UFPE Julho de 1999 Enterprise JavaBeans Java Deployment Course Copyright 1999 by Jorge H. C. Fernandes (jhcf@di.ufpe.br)

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Universidade da Beira Interior Relatório Apresentação Java Server Pages Adolfo Peixinho nº4067 Nuno Reis nº 3955 Índice O que é uma aplicação Web?... 3 Tecnologia Java EE... 4 Ciclo de Vida de uma Aplicação

Leia mais

Web Services. Integração de aplicações na Web. Sistemas Distribuídos

Web Services. Integração de aplicações na Web. Sistemas Distribuídos Web Services Integração de aplicações na Web Integração de Aplicações na Web Interoperação entre ambientes heterogêneos desafios diversidade de componentes: EJB, CORBA, DCOM... diversidade de linguagens:

Leia mais

Framework. Marcos Paulo de Souza Brito João Paulo Raittes

Framework. Marcos Paulo de Souza Brito João Paulo Raittes Framework Marcos Paulo de Souza Brito João Paulo Raittes Sobre o seu surgimento A primeira versão do spring foi escrita por Rod Johnson em 2002, quando ele estava Lancando o seu livro Expert One-on-One

Leia mais

MÓDULO. Linguagem de Programação para Web 2

MÓDULO. Linguagem de Programação para Web 2 MÓDULO Linguagem de Programação para Web 2 Distribuição das Disciplinas de Programação para Web LPW 1: MVC Servlets JSP LPW2: Visão geral do JEE, JSF MVC, Facelets, PrimeFaces,... Padrões de projeto relacionadas

Leia mais

Marco Aurélio malbarbo@din.uem.br. Uma Visão Geral Sobre Plataforma Java

Marco Aurélio malbarbo@din.uem.br. Uma Visão Geral Sobre Plataforma Java RedFoot J Dukes Uma Visão Geral Sobre Plataforma Java Marco Aurélio malbarbo@din.uem.br 1 Roteiro Objetivos Plataforma Java Linguagem de Programação Maquina Virtual Tecnologias Conclusão 2 Objetivos Geral

Leia mais

Resumo: Perguntas a fazer ao elaborar um projeto arquitetural

Resumo: Perguntas a fazer ao elaborar um projeto arquitetural Resumo: Perguntas a fazer ao elaborar um projeto arquitetural Sobre entidades externas ao sistema Quais sistemas externos devem ser acessados? Como serão acessados? Há integração com o legado a ser feita?

Leia mais

3 Serviços na Web (Web services)

3 Serviços na Web (Web services) 3 Serviços na Web (Web services) 3.1. Visão Geral Com base na definição do Word Wide Web Consortium (W3C), web services são aplicações autocontidas, que possuem interface baseadas em XML e que descrevem

Leia mais

SCC-0263. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCC-0263. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCC-0263 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 6 EJB Enterprise Java

Leia mais

Programação Web Aula 12 - Java Web Software

Programação Web Aula 12 - Java Web Software Programação Web Aula 12 - Java Web Software Bruno Müller Junior Departamento de Informática UFPR 25 de Maio de 2015 1 Java 2 Java Web Software 3 Servlets Modelo de Trabalho Funcionamento API Java Código

Leia mais

Orientada a serviços: JAX-WS SOAP API

Orientada a serviços: JAX-WS SOAP API Orientadaa apresentação: uma aplicação webde apresentação orientada gera páginas webinterativascom vários tipos de linguagem de marcação (HTML, XML, e assim por diante) e conteúdo dinâmico em resposta

Leia mais

EXPLORE - UMA FERRAMENTA DE SOFTWARE PARA EXPERIMENTAÇÃO PRÁTICA COM TRANSAÇÕES DISTRIBUÍDAS EM SISTEMAS BASEADOS EM COMPONENTES

EXPLORE - UMA FERRAMENTA DE SOFTWARE PARA EXPERIMENTAÇÃO PRÁTICA COM TRANSAÇÕES DISTRIBUÍDAS EM SISTEMAS BASEADOS EM COMPONENTES TRABALHO DE GRADUAÇÃO EXPLORE - UMA FERRAMENTA DE SOFTWARE PARA EXPERIMENTAÇÃO PRÁTICA COM TRANSAÇÕES DISTRIBUÍDAS EM SISTEMAS BASEADOS EM COMPONENTES Aluno: Fábio Ottobeli Machado Orientador: Márcia Pasin

Leia mais

4 Um Exemplo de Implementação

4 Um Exemplo de Implementação 4 Um Exemplo de Implementação Neste capítulo será discutida uma implementação baseada na arquitetura proposta. Para tanto, será explicado como a arquitetura proposta se casa com as necessidades da aplicação

Leia mais

Adriano Reine Bueno Rafael Barros Silva

Adriano Reine Bueno Rafael Barros Silva Adriano Reine Bueno Rafael Barros Silva Introdução RMI Tecnologias Semelhantes Arquitetura RMI Funcionamento Serialização dos dados Criando Aplicações Distribuídas com RMI Segurança Exemplo prático Referências

Leia mais

UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS

UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS UNIDADE IV ENTERPRISE JAVABEANS MODELO J2EE COMPONENTES DE Camada de Negócios NEGÓCIOS JAVA SERVLET, JSP E EJB Nos capítulos anteriores, foi mostrado como desenvolver e distribuir aplicações servlet e

Leia mais

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCE-557 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 10 Persistência de Dados

Leia mais

Introdução à Plataforma Eclipse. Leandro Daflon daflon@les.inf.puc-rio.br

Introdução à Plataforma Eclipse. Leandro Daflon daflon@les.inf.puc-rio.br Introdução à Plataforma Eclipse Leandro Daflon daflon@les.inf.puc-rio.br Agenda Introdução Arquitetura da Plataforma Componentes da Plataforma JDT PDE Visão Geral do Projeto Eclipse.org 2 Introdução O

Leia mais

Tecnologias Web. Java Enterprise Edition

Tecnologias Web. Java Enterprise Edition Tecnologias Web Java Enterprise Edition Cristiano Lehrer, M.Sc. Introdução Java Enterprise Edition (JEE): Plataforma de tecnologias para o desenvolvimento de aplicações corporativas distribuídas. É uma

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS Emanuel M. Godoy 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil godoymanel@gmail.com,

Leia mais

Projeto Demoiselle. Para perguntas e respostas, utilizem a lista de discussões de usuários da comunidade: demoiselle-users@lists.sourceforge.

Projeto Demoiselle. Para perguntas e respostas, utilizem a lista de discussões de usuários da comunidade: demoiselle-users@lists.sourceforge. Projeto Demoiselle Para perguntas e respostas, utilizem a lista de discussões de usuários da comunidade: demoiselle-users@lists.sourceforge.net Palestrantes: Antônio Carlos Tiboni Luciana Campos Mota 20/07/2009

Leia mais

Daniel Wildt dwildt@gmail.com. FACENSA Grupo de Estudos Java - FUJA Slide: 1

Daniel Wildt dwildt@gmail.com. FACENSA Grupo de Estudos Java - FUJA Slide: 1 Apresentação Tecnologia Java Daniel Wildt dwildt@gmail.com FACENSA Grupo de Estudos Java - FUJA Slide: 1 1. Java 2. JCP 3. Tecnologia Java 4. J2ME/J2SE/J2EE 5. Certificações 6. JUG 7. RSJUG Agenda 8. Ambiente

Leia mais

Arquiteturas de Aplicações Web. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Arquiteturas de Aplicações Web. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Arquiteturas de Aplicações Web Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Aplicações Convencionais vs. Web Aplicações convencionais Escritas usando uma linguagem de programação (ex.: Java) Sites de

Leia mais

MÓDULO Programação para Web 2

MÓDULO Programação para Web 2 MÓDULO Programação para Web 2 Sistemas Web na JEE OBJETIVO DO MÓDULO Arquitetura Web em aplicações JEE Conceitos iniciais Desenvolvimento Web Aplicações web tornam-se mais e mais importantes Mais e mais

Leia mais

Programação para Internet II

Programação para Internet II Programação para Internet II Aulas 01 e 02 Prof. Fernando Freitas Costa http://blog.fimes.edu.br/fernando nando@fimes.edu.br Conteúdo Programático Instalação e configuração básica do Eclipse Indigo e do

Leia mais

TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB

TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB Ruan Alves Brandão 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil brandao15@gmail.com

Leia mais

Princípios de Sistemas Distribuídos. Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5

Princípios de Sistemas Distribuídos. Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5 Princípios de Sistemas Distribuídos Tecnologias utilizadas em sistemas distribuídos Aula 5 Conceitos de comunicação entre processos Interprocess Communication (IPC) Sistemas distribuídos são construídos

Leia mais

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT 1. IDENTIFICAÇÃO Padrão Segmento Código P06.002 Revisão v. 2014 Plataformas Web 2. PUBLICAÇÃO Recursos Tecnológicos Versão Data para adoção Publicação v. 2014 23 de dezembro de 2014 PORTARIA N Nº 225 de

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Introdução ao Ambiente de Desenvolvimento Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Amarildo Aparecido Ferreira Junior 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil aapfjr@gmail.com

Leia mais

Spring: Um suite de novas opções para Java EE

Spring: Um suite de novas opções para Java EE Spring: Um suite de novas opções para Java EE Alberto J Lemos (Dr. Spock) Instrutor Globalcode Ricardo Jun Taniguchi Instrutor Globalcode 1 Agenda > Sobre o Spring Framework > Escopo de integração com

Leia mais

Introdução a JEE. JEE (C. Geyer) Introdução a JEE 1

Introdução a JEE. JEE (C. Geyer) Introdução a JEE 1 Introdução a JEE JEE (C. Geyer) Introdução a JEE 1 ! Autores " Márcia Pasin: Doutora - II-UFRGS " Cláudio Geyer " Eduardo Studzinski Estima de Castro: Revisão, JEE 5 e EJB 3.0 " Gisele Pinheiro Souza:

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS EM JAVA*

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS EM JAVA* PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS EM JAVA* Adair Santa Catarina Curso de Ciência da Computação Unioeste Campus de Cascavel PR Fev/2014 *Adaptado de PACHECO, R C S & RIEKE, R N INE UFSC Disponível em: http://wwwstelaufscbr/~pacheco/dsoo/htm/downloadshtm

Leia mais

Prova Específica Cargo Desenvolvimento

Prova Específica Cargo Desenvolvimento UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD/UFPI Rua Olavo Bilac 1148 - Centro CEP 64.280-001 Teresina PI Brasil Fones (86) 3215-4101/ 3221-6227 ; Internet: www.uapi.edu.br

Leia mais

Web Services. (Introdução)

Web Services. (Introdução) Web Services (Introdução) Agenda Introdução SOA (Service Oriented Architecture) Web Services Arquitetura XML SOAP WSDL UDDI Conclusão Introdução Comunicação distribuída Estratégias que permitem a comunicação

Leia mais

Objetivo - AUMENTAR A PRODUTIVIDADE NO DESENVOLVIMENTO. Aumenta a produtividade de tal forma que o tempo de desenvolvimento é reduzido em até 80%.

Objetivo - AUMENTAR A PRODUTIVIDADE NO DESENVOLVIMENTO. Aumenta a produtividade de tal forma que o tempo de desenvolvimento é reduzido em até 80%. Projeto DA20 Objetivo - AUMENTAR A PRODUTIVIDADE NO DESENVOLVIMENTO. Aumenta a produtividade de tal forma que o tempo de desenvolvimento é reduzido em até 80%. Motivo Os executivos enfrentarão desafio

Leia mais

JAVA ENTERPRISE EDITION: PERSISTÊNCIA DE BANCO DE DADOS

JAVA ENTERPRISE EDITION: PERSISTÊNCIA DE BANCO DE DADOS COLÉGIO ESTADUAL ULYSSES GUIMARÃES CURSO TÉCNICO PROFISSIONALIZANTE EM INFORMÁTICA ERINALDO SANCHES NASCIMENTO JAVA ENTERPRISE EDITION: PERSISTÊNCIA DE BANCO DE DADOS FOZ DO IGUAÇU 2013 SUMÁRIO 1. PERSISTÊNCIA

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS Edi Carlos Siniciato ¹, William Magalhães¹ ¹ Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edysiniciato@gmail.com,

Leia mais

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Workflow Processo

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa

Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa Java 2 Enterprise Edition Uma aplicação J2EE completa Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Objetivos O objetivo deste módulo é construir e implantar uma aplicação J2EE completa Inicialmente, será mostrada

Leia mais

Oracle WebLogic Server 11g: Conceitos Básicos de Administração

Oracle WebLogic Server 11g: Conceitos Básicos de Administração Oracle University Entre em contato: 0800 891 6502 Oracle WebLogic Server 11g: Conceitos Básicos de Administração Duração: 5 Dias Objetivos do Curso Este curso treina administradores Web nas técnicas para

Leia mais

Java 2 Enterprise Edition Componentes Web J2EE

Java 2 Enterprise Edition Componentes Web J2EE Java 2 Enterprise Edition Componentes Web J2EE Helder da Rocha (helder@acm.org) www.argonavis.com.br 1 Sobre este módulo Neste módulo conheceremos uma nova maneira de fazer deployment: arquivos WAR Com

Leia mais

Componentes para Computação Distribuída

Componentes para Computação Distribuída Componentes para Computação Distribuída Conceitos Foi a partir do fenômeno da Internet (WWW), no início dos anos noventa, que a computação distribuída passou a ter relevância definitiva, a ponto de a Internet

Leia mais

OMA (Object Management Arquitecture): Application Interfaces. Domain Interfaces. Domain. Interfaces. Object Request Broker (ORB) Object Services

OMA (Object Management Arquitecture): Application Interfaces. Domain Interfaces. Domain. Interfaces. Object Request Broker (ORB) Object Services 1 Copyright 1998, 1999 Francisco Reverbel OMA (Object Management Arquitecture): Application Interfaces Domain Domain Interfaces Interfaces Object Request Broker (ORB) Object Services 2 Copyright 1998,

Leia mais

Introdução à Linguagem Java

Introdução à Linguagem Java Introdução à Linguagem Java Histórico: Início da década de 90. Pequeno grupo de projetos da Sun Microsystems, denominado Green. Criar uma nova geração de computadores portáveis, capazes de se comunicar

Leia mais

Etc & Tal. Volume 2 - Número 1 - Abril 2009 SBC HORIZONTES 44

Etc & Tal. Volume 2 - Número 1 - Abril 2009 SBC HORIZONTES 44 Armazenando Dados em Aplicações Java Parte 2 de 3: Apresentando as opções Hua Lin Chang Costa, hualin@cos.ufrj.br, COPPE/UFRJ. Leonardo Gresta Paulino Murta, leomurta@ic.uff.br, IC/UFF. Vanessa Braganholo,

Leia mais

Programação de Computadores II TCC-00.309 Turma A-1

Programação de Computadores II TCC-00.309 Turma A-1 Material elaborado pelo prof. Leandro A. F. Fernandes com contribuições dos profs. Anselmo A. Montenegro e Marcos Lage Programação de Computadores II TCC-00.309 Turma A-1 Conteúdo Introdução ao Ambiente

Leia mais

A utilização do JSWDP para construção de Web Services

A utilização do JSWDP para construção de Web Services A utilização do JSWDP para construção de Web Services Fabiana Ferreira Cardoso 1, Francisco A. S. Júnior 1, Madianita Bogo 1 1 Centro de Tecnologia da Informação Centro Universitário Luterano de Palmas

Leia mais

Aplicações Distribuídas Cliente/ Servidor Corporativas

Aplicações Distribuídas Cliente/ Servidor Corporativas Aplicações Distribuídas Cliente/ Servidor Corporativas Introdução Desenvolver e distribuir Servlets e aplicativos EJB. Desenvolver e distribuir aplicativos Enterprise JavaBeans (EJB). Introdução Simples

Leia mais

WebSphere MQ. Bruno Miguel de Sousa Gonçalves

WebSphere MQ. Bruno Miguel de Sousa Gonçalves WebSphere MQ Bruno Miguel de Sousa Gonçalves 1.Introdução ao WebSphere Os produtos WebSphere providenciam comunicação entre programas através da interligação entre componentes heterogéneos, processadores,

Leia mais

Como sobreviver com Java 2? Saulo Arruda

Como sobreviver com Java 2? Saulo Arruda Como sobreviver com Java 2? Saulo Arruda Agenda Apresentação Contexto do mercado Soluções para Java 5+ Soluções para Java 2 Conclusões Apresentação Saulo Arruda (http://sauloarruda.eti.br) Trabalha com

Leia mais

World Wide Web e Aplicações

World Wide Web e Aplicações World Wide Web e Aplicações Módulo H O que é a WWW Permite a criação, manipulação e recuperação de informações Padrão de fato para navegação, publicação de informações e execução de transações na Internet

Leia mais

Argo Navis J931 - Padrões de Design J2EE. Versão 2.0 (setembro de 2003) Objetivos

Argo Navis J931 - Padrões de Design J2EE. Versão 2.0 (setembro de 2003) Objetivos de Projeto J931 J2EE Versão 2.0 (setembro de 2003) Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br Objetivos Identificar os principais padrões de projeto J2EE Distinguir os principais padrões de projeto

Leia mais

Experiência em missão crítica de missão crítica

Experiência em missão crítica de missão crítica 2 / 17 Experiência em missão crítica de missão crítica Pioneira no ensino de Linux à distância Parceira de treinamento IBM Primeira com LPI no Brasil + de 30.000 alunos satisfeitos Reconhecimento internacional

Leia mais

Arquitetura Orientada a Serviço

Arquitetura Orientada a Serviço Arquitetura Orientada a Fabio Perez Marzullo IEEE Body of Knowledge on Services Computing Sponsored by Technical Committee on Services Computing, IEEE Computer Society 1 SOA e Web Services SOA é um modelo

Leia mais

Programação para Internet II

Programação para Internet II Programação para Internet II Aulas 01 e 02 Prof. Fernando Freitas Costa http://professor.fimes.edu.br/fernando nando@fimes.edu.br Prof. Fernando 1 Ementa Instalação e configuração básica do NetBeans e

Leia mais

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Como criar um EJB Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Gabriel Novais Amorim Abril/2014 Este tutorial apresenta o passo a passo para se criar um projeto EJB no Eclipse com um cliente web

Leia mais

Arquitetura JEE Introdução à Camada de Negócios: Enterprise Java Beans (EJB) Marcos Kalinowski (kalinowski@ic.uff.br)

Arquitetura JEE Introdução à Camada de Negócios: Enterprise Java Beans (EJB) Marcos Kalinowski (kalinowski@ic.uff.br) Arquitetura JEE Introdução à Camada de Negócios: Enterprise Java Beans (EJB) (kalinowski@ic.uff.br) Agenda Arquiteturas Web em Java (Relembrando) Arquitetura Java EE Introdução a Enterprise Java Beans

Leia mais

Defesa de mestrado. Um serviço de autorização Java EE baseado em certificados de atributos X.509. Stefan Neusatz Guilhen

Defesa de mestrado. Um serviço de autorização Java EE baseado em certificados de atributos X.509. Stefan Neusatz Guilhen Defesa de mestrado Um serviço de autorização Java EE baseado em certificados de atributos X.509 Stefan Neusatz Guilhen Introdução Segurança: autenticação, autorização, proteção dos dados Plataforma Java

Leia mais

GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD. Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins

GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD. Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento do trabalho Conclusão Extensões

Leia mais

Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa

Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa J530 - Enterprise JavaBeans Laboratório EJB e J2EE Uma aplicação completa Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br 1 Objetivos O objetivo deste módulo é construir e implantar uma aplicação J2EE

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Arquitetura de Aplicações Distribuídas na Web Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS

SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS Rodrigo das Neves Wagner Luiz Gustavo Galves Mählmann Resumo: O presente artigo trata de um projeto de desenvolvimento de uma aplicação para uma produtora de eventos,

Leia mais

Mini-curso Gratuito. Globalcode - The Developers Company Slide 1

Mini-curso Gratuito. Globalcode - The Developers Company Slide 1 Mini-curso Gratuito Globalcode - The Developers Company Slide 1 Globalcode - The Developers Company Slide 2 Agenda Parte teórica 1. Introdução 2. Vantagens da tecnologia Java 3. Máquinas Virtuais 4. Áreas

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma

Leia mais

Capítulo VI CORBA. Common Object Request Broker Architecture. [Cardoso2008] Programação de Sistemas Distribuídos em Java, Jorge Cardoso, FCA, 2008.

Capítulo VI CORBA. Common Object Request Broker Architecture. [Cardoso2008] Programação de Sistemas Distribuídos em Java, Jorge Cardoso, FCA, 2008. Common Object Request Broker Architecture [Cardoso2008] Programação de Sistemas Distribuídos em Java, Jorge Cardoso, FCA, 2008. From: Fintan Bolton Pure CORBA SAMS, 2001 From: Coulouris, Dollimore and

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO LINGUAGENS PARA APLICAÇÃO COMERCIAL. Java Peristence API 1.

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO LINGUAGENS PARA APLICAÇÃO COMERCIAL. Java Peristence API 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO LINGUAGENS PARA APLICAÇÃO COMERCIAL Java Peristence API 1.0 Salvador-Ba Março/2009 1 RAMON PEREIRA LOPES Java Peristence API

Leia mais

Introdução ao kit J2EE SDK (Sun)

Introdução ao kit J2EE SDK (Sun) Introdução ao kit J2EE SDK (Sun) J2EE (C. Geyer) Introdução ao J2EESDK 1 Autoria Autores C. Geyer Local Instituto de 1a versão: 2002 cursos: J2EE (C. Geyer) Introdução ao J2EESDK 2 Súmula Súmula objetivos

Leia mais

Aspectos técnicos do desenvolvimento baseado em componentes

Aspectos técnicos do desenvolvimento baseado em componentes Aspectos técnicos do desenvolvimento baseado em componentes Um novo processo de desenvolvimento O uso de componentes traz mudanças no processo de desenvolvimento Além de desenvolver um produto, queremos

Leia mais

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca Desenvolvimento de Aplicações Web Lista de Exercícios Métodos HTTP 1. No tocante ao protocolo de transferência de hipertexto (HTTP), esse protocolo da categoria "solicitação e resposta" possui três métodos

Leia mais

Uso de Design Patterns e J2EE: um estudo de caso

Uso de Design Patterns e J2EE: um estudo de caso Uso de Design Patterns e J2EE: um estudo de caso Rogério Sorroche (FURB) rs@furb.br Maurício Capobianco Lopes (FURB) mclopes@furb.br Resumo. Este trabalho apresenta um estudo de caso sobre o desenvolvimento

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Modelagem do Catálogo e Autenticação do Direto utilizando J2EE e JAAS por FLÁVIO RODRIGUES

Leia mais

Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Curso de Mestrado em Informática Coordenação de Pós-Graduação em Informática

Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Curso de Mestrado em Informática Coordenação de Pós-Graduação em Informática Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Curso de Mestrado em Informática Coordenação de Pós-Graduação em Informática Ferramenta para Aumento da Produtividade no Desenvolvimento

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC Felipe Moreira Decol Claro 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipe4258@hotmail.com, kessia@unipar.br

Leia mais

Desenvolvimento de aplicações Web na plataforma J2EE e IDE Eclipse

Desenvolvimento de aplicações Web na plataforma J2EE e IDE Eclipse Desenvolvimento de aplicações Web na plataforma J2EE e IDE Eclipse LEIC 2003/04 Engenharia de Software Dezembro de 2003 Desenvolvimento de aplicações Web na plataforma J2EE e IDE Eclipse Bruno Santos,

Leia mais

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha Desenvolvimento WEB II Professora: Kelly de Paula Cunha O Java EE (Java Enterprise Edition): série de especificações detalhadas, dando uma receita de como deve ser implementado um software que utiliza

Leia mais