60% 92% Território abrangido. dos edifícios abrangidos A REABILITAÇÃO URBANA Estratégia de Reabilitação Urbana / Delimitação ARU

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "60% 92% Território abrangido. dos edifícios abrangidos A REABILITAÇÃO URBANA Estratégia de Reabilitação Urbana / Delimitação ARU"

Transcrição

1 A REABILITAÇÃO URBANA Estratégia de Reabilitação Urbana / Delimitação ARU 60% Território abrangido 92% dos edifícios abrangidos 1

2 REGENERAÇÃO/REABILITAÇÃO O PDM DOS 3 R Reutilizar Reabilitar Regenerar UM NOVO PARADIGMA Reabilitar / Arrendar PLANEAR E REGRAR 61 Planos de Urbanização, de Pormenor, de Salvaguarda e Unidades de Execução 6 Regulamentos Regulamento Municipal de Taxas Relacionadas com a Atividade Urbanística e Operações Conexas Regulamento Municipal que Aprova os Incentivos a Operações Urbanísticas com Interesse Municipal Regulamento Municipal de Urbanização e Edificação de Lisboa (Alteração) Regulamento de Alienação e Complemento de Lote (Alteração) Regulamento de Ocupação de Via Pública com Estaleiros de Obras Regulamento Municipal de Infraestruturas no Espaço Público 2

3 PP s e PU s em vigor e em elaboração REABILITAÇÃO EM NÚMEROS 95% Das obras licenciadas são de reabilitação urbana 3

4 REABILITAÇÃO EM NÚMEROS REABILITAÇÃO EM NÚMEROS 4

5 REABILITAÇÃO EM NÚMEROS REQUALIFICAÇÃO FRENTE RIBEIRINHA Projecto de alargamento PP da Matinha da Gare do Oriente Parque Ribeirinho Oriente PU da Área Envolvente da Gare do Oriente 2009 Loteamento da Tabaqueira 2009 Loteamento dos Jardins do Braço de Prata 2009 A negociar com o Governo/APL 2010/2013 PU de Alcântara 2009/2010 PP da Pedreira do Alvito 2010/2013 3ª Travessia do Tejo e Área Verde de Enquadramento 2013 Projecto Urbano 2010/2013 PU do Vale de Santo António 2009 Sociedade da Frente Tejo 2010 Fundação Champalimaud 2010 PP da Baixa Pombalina 2008/2009 Sociedade da Frente Tejo 2010 Doca de Pedrouços Fundação Champalimaud Projecto de alargamento do CCB 2012 Museu Nacional dos Coches 2010 PP do Centro de Congressos de Lisboa 2008/2009 Centro Náutico de Santos Cais de Santos Av. 24 de Julho Cais do Sodré Terreiro do Paço Ribeira das Naus Terminal de Cruzeiros PP do Aterro da Boavista PP de Reabilitação Urbana do Aterro da Boavista Nascente 2009 Projecto Urbano APL/CML 2010/2013 5

6 REQUALIFICAÇÃO DA ZONA RIBEIRINHA Terreiro do Paço - Antes REQUALIFICAÇÃO DA ZONA RIBEIRINHA Terreiro do Paço 6

7 REQUALIFICAÇÃO DA ZONA RIBEIRINHA Ribeira das Naus - Antes REQUALIFICAÇÃO DA ZONA RIBEIRINHA Ribeira das Naus 7

8 REVITALIZAÇÃO DA BAIXA POMBALINA 126 M Investimento Total M Investimento Privado 33 M Investimento Municipal REVITALIZAÇÃO DA BAIXA POMBALINA 24 edifícios atualmente em obras 7 destinados a alojamento turístico m2 área intervenção Valor de Investimento Privado: 25M 16 processos aprovados 14 processos deferidos (6 para alojamento turístico) 17 processos em fase de apreciação (5 para alojamento turístico) Valor de Investimento Privado Previsto : 17M 8

9 REVITALIZAÇÃO DA BAIXA POMBALINA REVITALIZAÇÃO DA BAIXA POMBALINA Valor médio entradas/saídas mês Edifício Acolhimento Elevador Baixa Castelo 9

10 REVITALIZAÇÃO DA BAIXA POMBALINA MUDE REVITALIZAÇÃO DA BAIXA POMBALINA Terraços do Carmo 10

11 REVITALIZAÇÃO DA BAIXA POMBALINA Sede Banco Portugal REQUALIFICAÇÃO MOURARIA 11 M Investimento 11

12 REQUALIFICAÇÃO MOURARIA REQUALIFICAÇÃO MOURARIA 12

13 REQUALIFICAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO Miradouro Alto Santa Catarina REQUALIFICAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO Envolvente ao Elevador da Bica 13

14 REQUALIFICAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO Envolvente ao Elevador da Bica REQUALIFICAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO Martim Moniz 14

15 REABILITAÇÃO DE EQUIPAMENTOS Escola Raúl Lino REABILITAÇÃO DE EQUIPAMENTOS Escola Raúl Lino 15

16 REABILITAÇÃO DE EQUIPAMENTOS Casa Museu Júlio Pomar SRU 16

17 SRU SRU 17

18 REGENERAÇÃO DE OUTROS TERRITÓRIOS PRIORITÁRIOS Bairro Padre Cruz - Antes REGENERAÇÃO DE OUTROS TERRITÓRIOS PRIORITÁRIOS Bairro Padre Cruz - Obra 18

19 REGENERAÇÃO DE OUTROS TERRITÓRIOS PRIORITÁRIOS AUGI s residentes 0.7% área território da cidade AUGI Bairro Sete Céus REGENERAÇÃO DE OUTROS TERRITÓRIOS PRIORITÁRIOS AUGI Bairro das Galinheiras 19

20 REGENERAÇÃO DE OUTROS TERRITÓRIOS PRIORITÁRIOS Colina Santana PROGRAMAS DE INCENTIVO À REABILITAÇÃO URBANA PIPARU - Programa de Investimento Prioritário em Ações de Reabilitação Urbana 117,2M 107,2M 24 M 9,9M Orçamento total Total cabimentos Em concurso Por cabimentar 20

21 PROGRAMA REABILITA PRIMEIRO PAGA DEPOIS 4 Hastas Públicas - 53 edifícios 49 Edifícios Arrematados 30 Pedidos de Licenciamento 15 Obras em Curso 40 dias - Prazo médio despacho aprovação 60 dias - Prazo médio despacho deferimento 30 dias - Prazo médio despacho admissão PROGRAMA BIP - ZIP 11M 4,3M pedidos aprovados atividades financiadas entidades sem fins lucrativos territórios abrangidos 21

22 PROGRAMA RE9 O QUE PRETENDEMOS FAZER Atenção aos territórios prioritários Eixo Histórico Av. Fontes Pereira de Melo/Av. República /Campo Grande Aumentar a rede de pistas cicláveis 22

23 O QUE PRETENDEMOS FAZER Aumentar a rede de percursos pedonais assistidos UMA PRAÇA EM CADA BAIRRO 23

24 UMA PRAÇA EM CADA BAIRRO Largo do Rato MUITO OBRIGADO 24

16ª Conferência Internacional do SIL. Imobiliário, Investimento e Reabilitação Urbana

16ª Conferência Internacional do SIL. Imobiliário, Investimento e Reabilitação Urbana 16ª Conferência Internacional do SIL Imobiliário, Investimento e Reabilitação Urbana 9 Outubro 2013 O QUE HÁ DE NOVO Alteração do RJRU da Lei das Rendas Publicação do PDM Agravamento / escassez do crédito

Leia mais

SRU - PONTO DE SITUAÇÃO E PERSPETIVAS 1ª e 3ª COMISSÕES PERMANENTES DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE LISBOA

SRU - PONTO DE SITUAÇÃO E PERSPETIVAS 1ª e 3ª COMISSÕES PERMANENTES DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE LISBOA SRU - PONTO DE SITUAÇÃO E PERSPETIVAS 1ª e 3ª COMISSÕES PERMANENTES DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE LISBOA 5 de novembro de 2015 SRU - PONTO DE SITUAÇÃO E PERSPETIVAS 1. Gestão Urbanística 2. Contrato-Programa

Leia mais

REABILITAÇÃO URBANA. a prioridade das políticas urbanas para a cidade

REABILITAÇÃO URBANA. a prioridade das políticas urbanas para a cidade REABILITAÇÃO URBANA a prioridade das políticas urbanas para a cidade DIMINUIÇÃO E ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO RESIDENTE EM LISBOA 700.000 680.000 660.000 663.394 60% 50% 640.000 40% 620.000 600.000 30%

Leia mais

JORNAL DA CONSTRUÇÃO. Lisboa, 28 de Maio de 2007

JORNAL DA CONSTRUÇÃO. Lisboa, 28 de Maio de 2007 JORNAL DA CONSTRUÇÃO Lisboa, 28 de Maio de 2007 1. LISBOA OCIDENTAL, SRU (ENQUADRAMENTO) O Município de Lisboa criou a Sociedade de Reabilitação Urbana Lisboa Ocidental, SRU, em Julho de 2004. A Empresa,

Leia mais

Programa Polis Vila Real

Programa Polis Vila Real Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do território. UC-Cidades e Ordenamento do Território Programa Polis Vila Real Trabalho elaborado por: Bruno Vieira Catarina Pereira Pedro Silveira Docentes: Helena

Leia mais

direção municipal de urbanismo e ambiente. divisão de planeamento e reabilitação urbana. janeiro 2017

direção municipal de urbanismo e ambiente. divisão de planeamento e reabilitação urbana. janeiro 2017 estratégia de regeneração urbana vila nova de gaia proposta de retificação do Quadro de Benefícios Fiscais e Incentivos Financeiros das ARU Cidade de Gaia, Encostas do Douro, Zona Central dos Carvalhos,

Leia mais

Regime Jurídico da Requalificação Urbana Enquadramento Jurídico

Regime Jurídico da Requalificação Urbana Enquadramento Jurídico Enquadramento Jurídico Decreto-Lei n.º 307/2009 de 23 de Outubro - Regime Jurídico da Reabilitação Urbana Legislação relacionada Decreto-Lei n.º 152/82 de 3 de Maio - Regime de criação de ADUP's e ACP's

Leia mais

LISBOA OCIDENTAL, SRU SOCIEDADE DE REABILITAÇÃO URBANA, EEM PONTO DE SITUAÇÃO

LISBOA OCIDENTAL, SRU SOCIEDADE DE REABILITAÇÃO URBANA, EEM PONTO DE SITUAÇÃO LISBOA OCIDENTAL, SRU SOCIEDADE DE REABILITAÇÃO URBANA, EEM PONTO DE SITUAÇÃO Lisboa, 30 de Janeiro de 2012 A Lisboa Ocidental é uma Sociedade de Reabilitação Urbana, criada pelo Município de Lisboa com

Leia mais

O crescimento começa nas cidades

O crescimento começa nas cidades O crescimento começa nas cidades O envolvimento do fundo JESSICA Portugal no financiamento de projetos de desenvolvimento urbano sustentável 09/12/2013 Apresentação do Modelo de Governação JESSICA HFP

Leia mais

PROGRAMA POLIS OUTUBRO

PROGRAMA POLIS OUTUBRO OUTUBRO 2008 1 PROGRAMA POLIS OUTUBRO 2008 2 O PROGRAMA POLIS Objectivos Desígnios Tipologias PLANO ESTRATÉGICO MODELO ORGANIZACIONAL GESTÃO DE PROJECTO OUTUBRO 2008 3 Objectivos Desenvolver grandes operações

Leia mais

Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU versão de trabalho. 7 de Setembro de 2015

Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU versão de trabalho. 7 de Setembro de 2015 Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU versão de trabalho 7 de Setembro de 2015 Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano PEDU = Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável PAMUS nível intermunicipal

Leia mais

A cidade de Lisboa já cresceu até aos limites do seu território. Hoje estamos perante um novo paradigma de

A cidade de Lisboa já cresceu até aos limites do seu território. Hoje estamos perante um novo paradigma de A cidade de Lisboa já cresceu até aos limites do seu território. Hoje estamos perante um novo paradigma de desenvolvimento urbanístico: intervir na cidade existente. Agora há que reutilizar, reabilitar

Leia mais

MUNICIPAL SUMÁRIO 3.º SUPLEMENTO AO BOLETIM MUNICIPAL N.º 793 RESOLUÇÕES DOS ÓRGÃOS DO MUNICÍPIO ASSEMBLEIA MUNICIPAL

MUNICIPAL SUMÁRIO 3.º SUPLEMENTO AO BOLETIM MUNICIPAL N.º 793 RESOLUÇÕES DOS ÓRGÃOS DO MUNICÍPIO ASSEMBLEIA MUNICIPAL MUNICIPAL C Â M A R A M U N I C I P A L D E L I S B O A 3.º SUPLEMENTO AO BOLETIM MUNICIPAL SUMÁRIO RESOLUÇÕES DOS ÓRGÃOS DO MUNICÍPIO ASSEMBLEIA MUNICIPAL Deliberações (Sessão de 28 de Abril de 2009):

Leia mais

Património e urbanismo sustentável os desafios da cidade compacta

Património e urbanismo sustentável os desafios da cidade compacta Património e urbanismo sustentável os desafios da cidade compacta Eduardo d Bit Brito Henriques Presidente da CCDR LVT Seminário Território A Memória do Futuro DGT, 28 setembro 2012 Fonte: Urban Task Force

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO PATRIMÓNIO MUNDIAL RUI LOZA IHRU E PORTO VIVO,SRU GESTÃO URBANA DE UMA CIDADE PATRIMÓNIO MUNDIAL

PLANO DE GESTÃO DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO PATRIMÓNIO MUNDIAL RUI LOZA IHRU E PORTO VIVO,SRU GESTÃO URBANA DE UMA CIDADE PATRIMÓNIO MUNDIAL DO CENTRO HISTÓRICO DO PORTO PATRIMÓNIO MUNDIAL RUI LOZA IHRU E PORTO VIVO,SRU PORTO VIVO, SRU SEMINÁRIO ALFÂNDEGA DO PORTO 4 E 5 DE DEZEMBRO DE 2009 CENTRO HISTÓRICO DO PORTO PORTO ESPAÇO HUMANO DE EXCELÊNCIA

Leia mais

LISBOA OCIDENTAL, SRU VIDA IMOBILIÁRIA RESPOSTAS ÀS QUESTÕES. Lisboa, 15 de Janeiro de 2007

LISBOA OCIDENTAL, SRU VIDA IMOBILIÁRIA RESPOSTAS ÀS QUESTÕES. Lisboa, 15 de Janeiro de 2007 LISBOA OCIDENTAL, SRU VIDA IMOBILIÁRIA RESPOSTAS ÀS QUESTÕES Lisboa, 15 de Janeiro de 2007 1. A LISBOA OCIDENTAL, SRU O Município de Lisboa criou a Sociedade de Reabilitação Urbana Lisboa Ocidental, SRU,

Leia mais

CONFERÊNCIA Reabilitação Urbana

CONFERÊNCIA Reabilitação Urbana Como financiar a reabilitação urbana CONFERÊNCIA Reabilitação Urbana Fundação Bissaya Barreto 12 de novembro 2015 Sidónio Simões, Eng.º ÁREAS DE REABILITAÇÃO URBANA PARA O CENTRO HISTÓRICO DA CIDADE DE

Leia mais

Reabilitação Urbana de Carregal do Sal Apresentação Pública 23 de maio de 2016

Reabilitação Urbana de Carregal do Sal Apresentação Pública 23 de maio de 2016 Reabilitação Urbana de Carregal do Apresentação Pública 23 de maio de 2016 1 I. ARU de Carregal do II. III. IV. Benefícios e Procedimentos Instrumento Financeiro Reabilitação e Revitalização Urbana Programa

Leia mais

Desafios da Reabilitação Urbana Sustentável: o caso do Centro Histórico do Porto. Álvaro Santos Presidente Executivo do Conselho de Administração

Desafios da Reabilitação Urbana Sustentável: o caso do Centro Histórico do Porto. Álvaro Santos Presidente Executivo do Conselho de Administração Desafios da Reabilitação Urbana Sustentável: o caso do Centro Histórico do Porto Álvaro Santos Presidente Executivo do Conselho de Administração Funchal, 22 de maio de 2015 Cidade do Porto, Diagnóstico

Leia mais

DELIMITAÇÃO DA ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA - FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO

DELIMITAÇÃO DA ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA - FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO DELIMITAÇÃO DA ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA - FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA 1. Enquadramento 1.1 Enquadramento legal A delimitação de Áreas de Reabilitação Urbana

Leia mais

Conferência Reabilitação Urbana Competitividade e dinâmica das cidades

Conferência Reabilitação Urbana Competitividade e dinâmica das cidades Conferência Reabilitação Urbana Competitividade e dinâmica das cidades Reabilitação, arrendamento e sustentabilidade social Helena Roseta Assembleia da República Grupo Parlamentar do PSD 19.12.2011 A globalização

Leia mais

O PEDU é, ainda, o elemento agregador de três instrumentos de planeamento, que suportam cada uma daquelas prioridades de investimento:

O PEDU é, ainda, o elemento agregador de três instrumentos de planeamento, que suportam cada uma daquelas prioridades de investimento: APRESENTAÇÃO ENQUADRAMENTO Do Acordo de Parceria Portugal 2020, adotado entre Portugal e a Comissão Europeia, e dos Programas Operacionais Regionais resultou que os Municípios que correspondessem a centros

Leia mais

Relatório de Compromissos Urbanísticos

Relatório de Compromissos Urbanísticos MUNICÍPIO DO SEIXAL Plano Director Municipal do Seixal Revisão Proposta de Plano Relatório de Compromissos Urbanísticos Junho 2014 RELATÓRIO DE COMPROMISSOS URBANÍSTICOS Para efeitos do disposto na al.

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA. I - Enquadramento

MEMÓRIA DESCRITIVA. I - Enquadramento MEMÓRIA DESCRITIVA I - Enquadramento A Delimitação da Área de Reabilitação Urbana de Lisboa (ARU), com enquadramento no Regime Jurídico da Reabilitação Urbana (RJRU) (Decreto-Lei 307/2009, de 23 de outubro)

Leia mais

LISBOA OCIDENTAL, SRU OBRAS CONCLUÍDAS, EM CURSO E A REALIZAR

LISBOA OCIDENTAL, SRU OBRAS CONCLUÍDAS, EM CURSO E A REALIZAR LISBOA OCIDENTAL, SRU OBRAS CONCLUÍDAS, EM CURSO E A REALIZAR 1. REABILITAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO 1.1. Zona C - Unidade de Intervenção 9 (obra concluída) Reabilitação dos pavimentos, de todas as infraestruturas

Leia mais

A DINÂMICA COMERCIAL DO CENTRO DE LISBOA O que mudou em 10 anos?

A DINÂMICA COMERCIAL DO CENTRO DE LISBOA O que mudou em 10 anos? A DINÂMICA COMERCIAL DO CENTRO DE LISBOA O que mudou em 10 anos? Eric van Leuven, FRICS Head of Portugal 28 de Março 2017 O QUE MUDOU NO PAÍS Incentivos fiscais e simplificação da reabilitação urbana

Leia mais

D.M.G.P Direção Municipal de Gestão Patrimonial DIVISÃO DE OPERAÇÕES PATRIMONIAIS Desenho HASTA PÚBLICA O Técnico Drª Teresa Gomes A Chefe de Divisão Arq.ta Catarina Milharó Freguesia: Santa Maria Maior

Leia mais

Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

Câmara Municipal de Vila Franca de Xira Requalificação da Praceta da Cabine Alverca do Ribatejo Antes Depois Investimento de 90.311,66 Zona Lazer dos Caniços - Ecoparque (1ª Fase) Póvoa de Santa Iria Antes Depois Investimento de 175.944,37 Antes

Leia mais

Reabilitação Urbana: oportunidades do novo regime jurídico

Reabilitação Urbana: oportunidades do novo regime jurídico Reabilitação Urbana: oportunidades do novo regime jurídico 8 Março 2013 O QUE MUDOU NO ÚLTIMO ANO Alteração do RJRU da Lei das Rendas Publicação do PDM Agravamento / escassez do crédito Insolvências na

Leia mais

Plano Diretor Municipal do concelho de Manteigas

Plano Diretor Municipal do concelho de Manteigas Proposta de Revisão do Plano Diretor Municipal do concelho de Relatório de Identificação dos Compromissos Urbanísticos Novembro de 2014 Relatório com Identificação dos Compromissos Urbanísticos na Área

Leia mais

ÍNDICE. O papel do BPI no financiamento da reabilitação urbana: o programa JESSICA. 1. Introdução. 2. O Programa JESSICA no BPI

ÍNDICE. O papel do BPI no financiamento da reabilitação urbana: o programa JESSICA. 1. Introdução. 2. O Programa JESSICA no BPI O papel do BPI no financiamento da reabilitação urbana: o programa JESSICA Conferência CPCI e AIP/CCI Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário Associação Industrial Portuguesa / Câmara de

Leia mais

Plano de Pormenor da Praia Grande. Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território

Plano de Pormenor da Praia Grande. Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território Índice 1. Localização e Termos de referência 2. Eixos Estratégicos e Objetivos 3. Enquadramento legal 4. Diagnóstico 5. Proposta 6. Concertação

Leia mais

I. O Regime Jurídico de Urbanização e Edificação

I. O Regime Jurídico de Urbanização e Edificação I. O Regime Jurídico de Urbanização e Edificação 1 Edificação Urbanização Loteamento 1. As operações urbanísticas Remodelação de terrenos Utilização de edifícios 2 Utilização dos solos para fins não agrícolas,

Leia mais

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO LISTA DE PROJETOS PARA VOTAÇÃO

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO LISTA DE PROJETOS PARA VOTAÇÃO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2012 2013 LISTA DE PROJETOS PARA VOTAÇÃO Na fase 4 do Orçamento Participativo de Vila Franca de Xira (edição 2012 2013) que decorreu nos meses de junho e julho, os cidadãos puderam

Leia mais

MODIFICAÇÕES AO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS

MODIFICAÇÕES AO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS MODIFICAÇÕES AO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS Página : 1 1. FUNÇOES GERAIS 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE ADMINISTRAÇAO PUBLICA 1.1.1. ADMINISTRAÇAO GERAL 1.1.1. 01 2002 I 1 AQUISIÇAO/REPARAÇAO DE OUTRO MATERIAL

Leia mais

Plano de Pormenor Bairro da Liberdade Proposta Preliminar Proposta Preliminar Proposta Preliminar Proposta Preliminar Proposta Preliminar.

Plano de Pormenor Bairro da Liberdade Proposta Preliminar Proposta Preliminar Proposta Preliminar Proposta Preliminar Proposta Preliminar. Plano de Pormenor Bairro da Liberdade Proposta Preliminar Proposta Preliminar Proposta Preliminar Proposta Preliminar Proposta Preliminar e Serafina ENQUADRAMENTO LOCAL E REGIONAL IC 19 IC 17 RADIAL DE

Leia mais

164.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

164.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 164.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA Exmº(ª) Senhor(ª) Vereador (ª) Comunico a V.Ex.ª que se realiza no próximo dia 25 de maio de 2017, às 09:30 horas, na Sala de Reuniões dos Paços do Concelho

Leia mais

REVISÃO DO PDM DO CONCELHO DO FUNCHAL FREGUESIA DO MONTE. Proposta da Junta de Freguesia do Monte

REVISÃO DO PDM DO CONCELHO DO FUNCHAL FREGUESIA DO MONTE. Proposta da Junta de Freguesia do Monte REVISÃO DO PDM DO CONCELHO DO FUNCHAL FREGUESIA DO MONTE 1. Mobilidade Urbana 1.1. Estacionamento na Zona. Proposta da Junta de Freguesia do Monte 1. Criar zonas de estacionamento público de forma a retirar

Leia mais

Centro Histórico do Porto Património Mundial

Centro Histórico do Porto Património Mundial Centro Histórico do Porto Património Mundial Plano de Gestão Centro Histórico do Porto Património Mundial Plano de Gestão é um documento estratégico para a construção de uma parceria que deve proporcionar

Leia mais

Estratégia de Reabilitação Urbana de Lisboa 2011/2024

Estratégia de Reabilitação Urbana de Lisboa 2011/2024 Apresentação Estratégia de Reabilitação Urbana de Lisboa 2011/2024 Edifício Municipal do Campo Grande, n.º 25, Sala 5, 29 de Abril de 2011, 11h30 Índice 1. Enquadramento 2. Conceito base e os pilares da

Leia mais

11.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

11.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 11.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA Exmº(ª) Senhor(ª) Vereador (ª) Comunico a V.Ex.ª que se realiza no próximo dia 18 de janeiro de 2018, às 09:30 horas, na Sala de Reuniões dos Paços do Concelho

Leia mais

C Â M A R A M U N I C I P A L D E L I S B O A ATA EM MINUTA

C Â M A R A M U N I C I P A L D E L I S B O A ATA EM MINUTA ATA EM MINUTA Nos termos e para os efeitos do artigo 57.º da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro, bem como do disposto no artigo 19.º, n.º 2, do Regimento da Câmara Municipal de Lisboa, foram aprovadas

Leia mais

A MOBILIDADE INTELIGENTE e INCLUSIVA

A MOBILIDADE INTELIGENTE e INCLUSIVA A MOBILIDADE INTELIGENTE e INCLUSIVA Os Projetos de Lisboa para 2020 Teresa Almeida A MOBILIDADE INTELIGENTE e INCLUSIVA Os Projetos de Lisboa para 2020 1. O Quadro Europeu 2. O Quadro Municipal 3. As

Leia mais

ORÇAMENTO PARA A CIDADE DE LISBOA

ORÇAMENTO PARA A CIDADE DE LISBOA ORÇAMENTO 2017 PARA A CIDADE DE LISBOA LINHAS MARCANTES - OM 2017 Política Fiscal e Tributária + favorável da AML Programa Renda Acessível LISBOAPRATODOS [1ª operação Concurso Público Internacional] Fundo

Leia mais

2. Termos de referência 2.1 Área de Intervenção 2.2 Enquadramento no PDM

2. Termos de referência 2.1 Área de Intervenção 2.2 Enquadramento no PDM Janeiro 2010 Fundamentação para a Elaboração do Plano de Pormenor do Conjunto das Azenhas do Boco Termos de Referência Índice 1. Introdução 2. Termos de referência 2.1 Área de Intervenção 2.2 Enquadramento

Leia mais

MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO

MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO Capitulo I Assuntos Administrativos 2009 1. Averbamentos: a) Em procedimento de licenciamento ou autorização de operações urbanísticas 48,21 b) Estabelecimentos de restauração e bebidas 40,00 c) Estabelecimentos

Leia mais

ANTES DA ORDEM DO DIA

ANTES DA ORDEM DO DIA Agenda da Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Lamego "Segunda-Feira, 11 de maio de 2015" ANTES DA ORDEM DO DIA 01- Resumo de receita e despesa do Bar da Câmara e do Bar do Cais de Bagaúste Informação

Leia mais

Desenvolvimento Turístico e Ordenamento Problemas, Desafios, Soluções PORTO CRESCER COM CARÁCTER

Desenvolvimento Turístico e Ordenamento Problemas, Desafios, Soluções PORTO CRESCER COM CARÁCTER Desenvolvimento Turístico e Ordenamento Problemas, Desafios, Soluções PORTO CRESCER COM CARÁCTER ÍNDICE Porto Vocações Enquadramento Turismo Turismo do Porto Oportunidades Evolução Riscos Desafios Caso

Leia mais

C Â M A R A M U N I C I P A L D E L I S B O A ATA EM MINUTA

C Â M A R A M U N I C I P A L D E L I S B O A ATA EM MINUTA ATA EM MINUTA Nos termos e para os efeitos do artigo 57.º da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro, bem como do disposto no artigo 19.º, n.º 2, do Regimento da Câmara Municipal de Lisboa, foram aprovados

Leia mais

Resultados dos inquéritos à população das cidades de Bragança, Chaves e Viana do Castelo:

Resultados dos inquéritos à população das cidades de Bragança, Chaves e Viana do Castelo: Resultados dos inquéritos à população das cidades de Bragança, Chaves e Viana do Castelo: Classificação dos inquiridos por sexo e nível de escolaridade - Bragança 12 1 8 6 4 F M 2 Ensino Básico Ensino

Leia mais

Lisboa - breve história dos Planos Urbanísticos

Lisboa - breve história dos Planos Urbanísticos Lisboa - breve história dos Planos Urbanísticos 900000 800000 1981; 807937 700000 600000 500000 2011; 547631 400000 300000 200000 100000 0 900 1000 1100 1200 1300 1400 1500 1600 1700 1800 1900 2000 Planta

Leia mais

ARU Arganil. Projeto de delimitação da Área de Reabilitação Urbana do núcleo histórico da Vila de Arganil

ARU Arganil. Projeto de delimitação da Área de Reabilitação Urbana do núcleo histórico da Vila de Arganil ARU Arganil Projeto de delimitação da Área de Reabilitação Urbana do núcleo histórico da Vila de Arganil DGU OM Setembro de 2015 2/8 Sumário: Âmbito... 3 Enquadramento Legal... 3 Delimitação e enquadramento

Leia mais

Valor Global C/ IVA. Valor Global S/ IVA Nº seq. de cabimento Valor C/ IVA. Valor S/ IVA. Valor S/ IVA

Valor Global C/ IVA. Valor Global S/ IVA Nº seq. de cabimento Valor C/ IVA. Valor S/ IVA. Valor S/ IVA EDITAL SARA DE GUADALUPE ABRAÇOS ROMÃO, PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SERPA TORNA PÚBLICO, de harmonia com o artigo 56.º n.º 1 da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro, as deliberações de eficácia

Leia mais

ANEXO I - Organização dos objetos nas plantas dos planos territoriais A - Planta de Ordenamento ou Planta de Zonamento

ANEXO I - Organização dos objetos nas plantas dos planos territoriais A - Planta de Ordenamento ou Planta de Zonamento SUB Área de Intervenção do Plano Área de Intervenção do Plano Área de Intervenção do Plano 1 Classificação e Qualificação do Solo Solo Urbano Espaço Central 2 Classificação e Qualificação do Solo Solo

Leia mais

2. Tendo por base a comparação acima referida, a CACS detectou diversas omissões e desconformidades entre os dois documentos, a saber:

2. Tendo por base a comparação acima referida, a CACS detectou diversas omissões e desconformidades entre os dois documentos, a saber: Relatório e Parecer da Comissão de Acompanhamento da Colina de Santana sobre a Proposta 221/CM/2014 - Programa de Acção Territorial da Colina de Santana 1. A Comissão de Acompanhamento da Colina de Santana

Leia mais

Termos de Referência. 4. Enquadramento nos Instrumentos de Gestão Territorial. Página 1 de 5

Termos de Referência. 4. Enquadramento nos Instrumentos de Gestão Territorial. Página 1 de 5 Termos de Referência 1. Oportunidade da elaboração do Plano de Pormenor do Parque Empresarial para Novas Estratégias de Localização do Investimento O Plano Director Municipal de Penela, em processo de

Leia mais

Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos. Proposta de delimitação da ARU do núcleo. antigo da vila de Arruda dos Vinhos

Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos. Proposta de delimitação da ARU do núcleo. antigo da vila de Arruda dos Vinhos Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos Proposta de delimitação da ARU do núcleo antigo da vila de Arruda dos Vinhos Janeiro de 2015 Índice 1. Introdução 3 2. Enquadramento 4 3. Critérios de delimitação

Leia mais

Estratégia para a Aplicação de Planos de Intervenção em Espaço Rural em Espaço Periurbano. O caso de Setúbal.

Estratégia para a Aplicação de Planos de Intervenção em Espaço Rural em Espaço Periurbano. O caso de Setúbal. Estratégia para a Aplicação de Planos de Intervenção em Espaço Rural em Espaço Periurbano. O caso de Setúbal. Discussão para obtenção do grau de Mestre em Urbanismo e Ordenamento do Território Patrícia

Leia mais

Requalificação do Espaço Público Praça Marechal Humberto Delgado Sete Rios

Requalificação do Espaço Público Praça Marechal Humberto Delgado Sete Rios Requalificação do Espaço Público Praça Marechal Humberto Delgado Sete Rios Reunião de Câmara 23.12.2015 Câmara Municipal de Lisboa Departamento de Espaço Público DMU OBJETIVOS DO PROGRAMA Melhorar a qualidade

Leia mais

OPERAÇÃO DE REABILITAÇÃO URBANA SISTEMÁTICA DA ARU DO CENTRO HISTÓRICO DE LEIRIA RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO

OPERAÇÃO DE REABILITAÇÃO URBANA SISTEMÁTICA DA ARU DO CENTRO HISTÓRICO DE LEIRIA RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO OPERAÇÃO DE REABILITAÇÃO URBANA SISTEMÁTICA DA ARU DO CENTRO HISTÓRICO DE LEIRIA RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO Introdução Conforme o previsto no número 1 do artigo 20º.- A, do Decreto Lei 307/09 de 23 de

Leia mais

Soluções de reabilitação urbana para habitação ou investimento. IFRRU 2020 Linha de crédito cofinanciada pelo Portugal 2020, FEEI, BEI e CEB.

Soluções de reabilitação urbana para habitação ou investimento. IFRRU 2020 Linha de crédito cofinanciada pelo Portugal 2020, FEEI, BEI e CEB. Soluções de reabilitação urbana para habitação ou investimento IFRRU 2020 Linha de crédito cofinanciada pelo Portugal 2020, FEEI, BEI e CEB. IFRRU 2020 Instrumento Financeiro de Reabilitação e Revitalização

Leia mais

15, /05/24 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL

15, /05/24 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL Deliberações Reunião Ordinária e Pública da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, no Salão Nobre dos Paços do Município, pelas 15,00 Horas do dia 2006/05/24 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL 1 Acção a intentar

Leia mais

C Â M A R A M U N I C I P A L D E L I S B O A ATA EM MINUTA

C Â M A R A M U N I C I P A L D E L I S B O A ATA EM MINUTA ATA EM MINUTA Nos termos e para os efeitos do artigo 57º da Lei n.º 75/2013, de 12 de Setembro, bem como o disposto no artigo 19º nº 2 do Regimento da CML, foram deliberadas na Reunião de Câmara de 13

Leia mais

Definição de Unidades de Intervenção no Morro da Sé Para o Morro da Sé, que é delimitado pela Rua do Corpo

Definição de Unidades de Intervenção no Morro da Sé Para o Morro da Sé, que é delimitado pela Rua do Corpo Definição de Unidades de Intervenção no Morro da Sé.------ - 1 - Para o Morro da Sé, que é delimitado pela Rua do Corpo da Guarda, Rua de São Sebastião, Calçada de Vandoma, Avenida Vímara Peres, Escada

Leia mais

Delimitação e normativa para a urbanização rural difusa em Mafra

Delimitação e normativa para a urbanização rural difusa em Mafra Delimitação e normativa para a urbanização rural difusa em Mafra Seminário: A Ocupação Dispersa no quadro dos PROT e dos PDM Universidade de Évora Évora 12 de Novembro de 2009 :00 Índice :01 :02 Definição

Leia mais

68.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

68.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 68.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA Exmº(ª) Senhor(ª) Vereador (ª) Comunico a V.Ex.ª que se realiza no próximo dia 13 de maio de 2015, às 09:30 horas, na Sala de Reuniões dos Paços do Concelho de

Leia mais

Alteração Regulamentar ao PDM de Sintra. Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território

Alteração Regulamentar ao PDM de Sintra. Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território Alteração Regulamentar ao PDM de Sintra Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território 24 março 2015 Enquadramento Participação pública preventiva Procedimentos Projetos de Relevante

Leia mais

PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO

PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO 1 de 6 PLANO DE PORMENOR DE SALVAGUARDA DO NÚCLEO POMBALINO DE VILAREAL DE SANTO ANTÓNIO PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO [com alterações introduzidas no âmbito da Discussão Pública, pareceres

Leia mais

Reconquista da Frente Ribeirinha de Lisboa Manuel Salgado Câmara Municipal de Lisboa dmprgu.dpru.dpeu@cm- lisboa.pt

Reconquista da Frente Ribeirinha de Lisboa Manuel Salgado Câmara Municipal de Lisboa dmprgu.dpru.dpeu@cm- lisboa.pt Reconquista da Frente Ribeirinha de Lisboa Manuel Salgado Câmara Municipal de Lisboa dmprgu.dpru.dpeu@cm- lisboa.pt A requalificação da frente ribeirinha de Lisboa foram recentemente impulsionadas por

Leia mais

PVP Programa de Valorização do Património Habitacional Municipal

PVP Programa de Valorização do Património Habitacional Municipal PVP Programa de Valorização do Património Habitacional Municipal Apresentação sumária Conselho Municipal de Habitação Vereadora Helena Roseta 24.09.2012 Enquadramento A CML é detentora de um vasto património

Leia mais

Urbanismo e Infra-estruturas

Urbanismo e Infra-estruturas Urbanismo e Infra-estruturas Urbanismo 1./ Plano de Urbanização e projecto de Infra-estruturas da Reserva Fundiária do Sumbe, Província do Kwanza Sul Projecto - 1533a - Ano: 2009 Valor: $1.000.000,00 2./

Leia mais

Quadro I Emissão do alvará de licença ou admissão de comunicação prévia de loteamento com obras de urbanização

Quadro I Emissão do alvará de licença ou admissão de comunicação prévia de loteamento com obras de urbanização Quadro I Emissão do alvará de licença ou admissão de comunicação prévia de loteamento com obras de urbanização 1 1 - Emissão do alvará ou admissão de comunicação prévia 75,35 2 a) Por lote 3 b) Por fogo

Leia mais

E D I T A L N.º 132/2016

E D I T A L N.º 132/2016 E D I T A L N.º 132/2016 R E U N I Ã O O R D I N Á R I A D A C Â M A R A M U N I C I P A L D E P E N I C H E 19 D E S E T E M B R O D E 2016 -----------ANTÓNIO JOSÉ FERREIRA SOUSA CORREIA SANTOS, PRESIDENTE

Leia mais

Ex.mo Senhor: Presidente da Câmara Municipal de Mortágua. ASSUNTO: LOTEAMENTO URBANO: Com / Sem, Obras de Urbanização Licenciamento Comunicação Prévia

Ex.mo Senhor: Presidente da Câmara Municipal de Mortágua. ASSUNTO: LOTEAMENTO URBANO: Com / Sem, Obras de Urbanização Licenciamento Comunicação Prévia REGISTO DE ENTRADA Registado em SPO Procº. / / Reqº. / / Em / / O Assist. Técnico TAXA DE APRECIAÇÃO Paga a taxa no valor de Guia n.º / Em / / O Assist. Técnico DESPACHO Em / / O Presidente da Câmara Ex.mo

Leia mais

NORMAS PARA OPERACIONALIZAÇÃO DAS ISENÇÕES E / OU REDUÇÕES DE TAXAS E BENEFICIOS FISCAIS

NORMAS PARA OPERACIONALIZAÇÃO DAS ISENÇÕES E / OU REDUÇÕES DE TAXAS E BENEFICIOS FISCAIS ANEXO III NORMAS PARA OPERACIONALIZAÇÃO DAS ISENÇÕES E / OU REDUÇÕES DE TAXAS E BENEFICIOS FISCAIS No âmbito da estratégia de reabilitação urbana serão concedidos os seguintes apoios: 1. TAXAS MUNICIPAIS

Leia mais

REABILITAÇÃO URBANA JULHO 2016

REABILITAÇÃO URBANA JULHO 2016 F I C H A T É C N I C A COORDENAÇÃO Florinda Lixa, Arqtª PROJECTO David Gil, Arqtº. Mário Cantinho, Arqtº. REABILITAÇÃO URBANA JULHO 2016 ARU_NÚCLEO ANTIGO DE ODIVELAS DOCUMENTO COMPLEMENTAR ÍNDICE 1.

Leia mais

PROGRAMA ESTRATÉGICO DE REABILITAÇÃO URBANA DA ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA DE MAFRA ANEXO III FICHAS DE PROJETO PARA A ARU MAIO 2016

PROGRAMA ESTRATÉGICO DE REABILITAÇÃO URBANA DA ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA DE MAFRA ANEXO III FICHAS DE PROJETO PARA A ARU MAIO 2016 PROGRAMA ESTRATÉGICO DE REABILITAÇÃO URBANA DA ARU DE MAFRA Maio 2016 PROGRAMA ESTRATÉGICO DE REABILITAÇÃO URBANA DA ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA DE MAFRA ANEXO III FICHAS DE PROJETO PARA A ARU MAIO 2016

Leia mais

Regime Excecional para a Reabilitação Urbana (RERU) 24 de Fevereiro, 2014

Regime Excecional para a Reabilitação Urbana (RERU) 24 de Fevereiro, 2014 Regime Excecional para a Reabilitação Urbana (RERU) 24 de Fevereiro, 2014 Aposta na Reabilitação Urbana O novo modelo de desenvolvimento territorial proposto na Lei de Bases da Política dos Solos, do Ordenamento

Leia mais

Programa BIP/ZIP parcerias locais- A energia dos bairros em tempo de crise

Programa BIP/ZIP parcerias locais- A energia dos bairros em tempo de crise Programa BIP/ZIP parcerias locais- A energia dos bairros em tempo de crise Cidadania para a sustentabilidade OIDP Helena Roseta Vereadora da Habitação, CML Cascais, 3.7.2013 O conceito BIP-ZIP Lisboa é

Leia mais

CURRICULUM VITAE LUISA GOMES. OA - Oficina de Arquitectura, Urbanismo, Construção e Imagens Visuais, Lda - Lisboa

CURRICULUM VITAE LUISA GOMES. OA - Oficina de Arquitectura, Urbanismo, Construção e Imagens Visuais, Lda - Lisboa CURRICULUM VITAE LUISA GOMES Nacionalidade: Portuguesa Data de Nascimento: 1957 Local de Trabalho: OA - Oficina de Arquitectura, Urbanismo, Construção e Imagens Visuais, Lda - Lisboa Habilitações Literárias:

Leia mais

NORTE TERRITÓRIO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL

NORTE TERRITÓRIO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL NORTE TERRITÓRIO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL LICENCIAMENTO E REABILITAÇÃO URBANA AS OPERAÇÕES DE REABILITAÇÃO URBANA E O NOVO RJUE AS OPERAÇÕES DE REABILITAÇÃO URBANA E O NOVO RJUE 1. ENQUADRAMENTO Lei

Leia mais

Grandes Linhas de Orientação Estratégica

Grandes Linhas de Orientação Estratégica Grandes Linhas de Orientação Estratégica Conselho de Administração da SRU 28.Novembro.2006 1. Passado 1.1. Caracterização Uma história de planeamento inconsequente; O desinteresse das entidades públicas;

Leia mais

64.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

64.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 64.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA Exmº(ª) Senhor(ª) Vereador (ª) Comunico a V.Ex.ª que se realiza no próximo dia 22 de abril de 2015, às 09:30 horas, na Sala de Reuniões dos Paços do Concelho

Leia mais

128.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

128.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 128.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA Exmº(ª) Senhor(ª) Vereador (ª) Comunico a V.Ex.ª que se realiza no próximo dia 15 de setembro de 2016, às 09:30 horas, na Sala de Reuniões dos Paços do Concelho

Leia mais

REVISÃO DO PLANO DIRECTOR MUNICIPAL DE NISA

REVISÃO DO PLANO DIRECTOR MUNICIPAL DE NISA REVISÃO DO PLANO DIRECTOR MUNICIPAL DE NISA FUNDAMENTAÇÃO DAS ÁREAS DE EDIFICAÇÃO EM SOLO RURAL PERIURBANAS (AESRP) MARÇO 2015 Índice 1 Introdução... 1 2 AESRP de Alpalhão... 2 3 AESRP de Nisa - 1: estrada

Leia mais

MUNICÍPIO DE S. JOÃO DA MADEIRA

MUNICÍPIO DE S. JOÃO DA MADEIRA TABELA DE TAXAS OPERAÇÕES DE URBANIZAÇÃO E EDIFICAÇÃO QUADRO I Licença ou admissão de comunicação prévia de loteamento e ou de obras de urbanização e/ou trabalhos de remodelação de terrenos 1. Emissão

Leia mais

Deliberações da Reunião de Câmara de 9 de Setembro de 2015

Deliberações da Reunião de Câmara de 9 de Setembro de 2015 Deliberações da Reunião de Câmara de 9 de Setembro de 2015 Administração Urbanística Alvará de loteamento nº 5/2006 R. António José da Silva (O Judeu), Vinha das Pedras, Alhos Vedros. Homologar o auto

Leia mais

Um lugar com uma verdadeira história para contar.

Um lugar com uma verdadeira história para contar. Um lugar com uma verdadeira história para contar. Deixe-se encantar pelo brilho do Tejo. Veja Lisboa revelar-se sob a forma de um verdadeiro bairro lisboeta. A história de uma vida começa aqui. Localização

Leia mais

EDITAL Nº 102/VIII/2004

EDITAL Nº 102/VIII/2004 Nº 102/VIII/2004 (Aprovação do Plano de Pormenor do Bairro do Campo da Bola do Programa Polis na Costa de Caparica) EU, JOSE MANUEL MAIA NUNES DE ALMEIDA, PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DO CONCELHO

Leia mais

Câmara Municipal de Sesimbra DIVISÃO DE PLANEAMENTO URBANISTÍCO

Câmara Municipal de Sesimbra DIVISÃO DE PLANEAMENTO URBANISTÍCO PLANO DE URBANIZAÇÃO DA RIBEIRA DO MARCHANTE VERSÃO FINAL REGULAMENTO Câmara Municipal de Sesimbra DIVISÃO DE PLANEAMENTO URBANISTÍCO ÍNDICE TÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º - Âmbito...3 Artigo

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PONTE DA BARCA

CÂMARA MUNICIPAL DE PONTE DA BARCA CÂMARA MUNICIPAL DE PONTE DA BARCA TABELA DE TAXAS E OUTRAS RECEITAS DE URBANIZAÇÃO E EDIFICAÇÃO PARA O ANO DE 2018 I- Taxa devida pela Emissão de alvará de licença ou admissão de comunicação prévia de

Leia mais

INICIATIVA JESSICA. Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo

INICIATIVA JESSICA. Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo INICIATIVA JESSICA Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo Porto, 28 de novembro de 2012 Objectivo do FDU - Turismo Promover o desenvolvimento de projetos de investimento que contribuam para a regeneração,

Leia mais

Comissão Ministerial de Coordenação dos Programas Operacionais Regionais do Continente

Comissão Ministerial de Coordenação dos Programas Operacionais Regionais do Continente Comissão Ministerial de Coordenação dos Programas Operacionais Regionais do Continente Aprovação de alteração ao regulamento específico Reabilitação urbana Deliberação aprovada por consulta escrita em

Leia mais

Novo Terminal de Cruzeiros de Santa Apolónia ficará concluído em 2013

Novo Terminal de Cruzeiros de Santa Apolónia ficará concluído em 2013 COMUNICADO DE IMPRENSA Novo Terminal de Cruzeiros de Santa Apolónia ficará concluído em 2013 A Câmara Municipal de Lisboa e a Administração do Porto de Lisboa lançam hoje, 24 de Março, o Concurso Público

Leia mais

A Equidade no Processo de Urbanização: Modelos de Perequação e o Grau de Execução de Planos

A Equidade no Processo de Urbanização: Modelos de Perequação e o Grau de Execução de Planos A Equidade no Processo de Urbanização: Modelos de Perequação e o Grau de Execução de Planos Ana Teresa Roque Prudêncio Dissertação para obtenção do grau de mestre em: Urbanismo e Ordenamento do Território

Leia mais

Compatibilizar a deteção de incêndios com edifícios de valor patrimonial por André Mingote

Compatibilizar a deteção de incêndios com edifícios de valor patrimonial por André Mingote Compatibilizar a deteção de incêndios com edifícios de valor patrimonial por André Mingote 18-10-2016 Apresentação: Parte 1 A Parques de Sintra Monte da Lua Parte 2 Sistema automático de deteção de incêndio

Leia mais

Soluções de alojamento corporate à medida no centro de Lisboa.

Soluções de alojamento corporate à medida no centro de Lisboa. WELCOME Soluções de alojamento corporate à medida no centro de Lisboa. Localizados em pleno eixo empresarial Saldanha Marquês de Pombal, os apartamentos Lisbon Nouveau são a solução ideal para o alojamento

Leia mais

Reunião do Conselho Municipal de Habitação. Paços do Concelho 18 de Março de 2013

Reunião do Conselho Municipal de Habitação. Paços do Concelho 18 de Março de 2013 Reunião do Conselho Municipal de Habitação Paços do Concelho 18 de Março de 2013 Ordem de trabalhos 1. Aprovação da acta da reunião anterior 2. Impacto da nova lei de arrendamento urbano em Lisboa ponto

Leia mais

ESTRATÉGIA DE REABILITAÇÃO URBANA DE LISBOA

ESTRATÉGIA DE REABILITAÇÃO URBANA DE LISBOA ESTRATÉGIA DE REABILITAÇÃO URBANA DE LISBOA 2 0 1 1-2 0 2 4 27 Abril 2011 5 MOTIVOS PARA QUE A REABILITAÇÃO SEJA A PRIORIDADE DAS POLÍTICAS URBANAS DE LISBOA 1 Reabitar e reforçar a coesão social e a identidade.

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 18 AGOSTO DE 2010 ORDEM DO DIA

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 18 AGOSTO DE 2010 ORDEM DO DIA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 18 AGOSTO DE 2010 ORDEM DO DIA EXPEDIENTE 1. Ofício da Junta de Freguesia da Quinta do Conde a enviar o texto da moção subordinada ao

Leia mais