PROJETO ARQUITETÔNICO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO ARQUITETÔNICO"

Transcrição

1 PROJETO ARQUITETÔNICO CEG218 Desenho arquitetônico I Prof. Márcio Carboni UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 1

2 ORGANIZAÇÃO DA AULA Etapas de projeto arquitetônico Elementos Gráficos Exigência das normas em representação de projetos Exemplos de projetos complementares UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 2

3 ETAPAS Estudo Preliminar UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 3

4 Seria possível executar uma obra a partir dos materiais do estudo preliminar? UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 4

5 ETAPAS - Anteprojeto Após aprovação do cliente da ideia e diretrizes do EP Maior rigor e precisão Desenho Técnico Decisões técnicas dos profissionais + cliente. UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 5

6 Após isso podemos construir? UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 6

7 7

8 Programa de Excelência em Projetos, Execução e Manutenção de obras de Engenharia, Arquitetura, Agronomia e Geociências CREA-PR 8

9 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 9

10 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 10 PROJETO LEGAL

11 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 11 PROJETO LEGAL

12 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 12 PROJETO LEGAL

13 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 13

14 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 14

15 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 15 PROJETO EXECUTIVO

16 PROJETO EXECUTIVO DETALHES!!! 1:10 1:50 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 16

17 PROJETO EXECUTIVO PAGINAÇÃO DE PISO UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 17

18 PROJETO EXECUTIVO PAGINAÇÃO DE REVESTIMENTOS UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 18

19 PROJETO EXECUTIVO DETALHES ESQUADRIAS UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 19

20 PROJETO EXECUTIVO DETALHES ESQUADRIAS UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 20

21 PROJETO EXECUTIVO DETALHES!!!!!!!!! UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 21

22 ELEMENTOS GRÁFICOS DO PROJETO ARQUITETÔNICO UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 22

23 SITUAÇÃO Indica a forma e dimensões do terreno e o posicionamento deste em relação às ruas e lotes adjacentes e ao norte. ESCALA: 1:500 até 1: NORTE RUAS (ESQUINA) LOTES VIZINHOS TERRENO 23

24 ELEMENTOS GRÁFICOS DO PROJETO ARQUITETÔNICO UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 24

25 IMPLANTAÇÃO E COBERTURA N Indica a posição da edificação no terreno. ESCALA: 1:50, 1:75, 1:100, 1:125 PROJEÇÃO DA EDIFICAÇÃO OBS.: Letras 2mm TIPO DE COBERTURA E INCLINAÇÃO MUROS (h=mín. 1,80m muros de divisa) OBS.: Letras 2mm PAVIMENTAÇÃO ÁREAS PERMEÁVEIS (com área) CALHAS, RUFOS E PLATIBANDAS NÍVEIS E ACESSOS OBS.: Letras acesso 3mm NORTE ALINHAMENTO PREDIAL OBS.: Letras 3mm RECUO FRONTAL OBS.: Letras 3mm RECUO FRONTAL ALINHAMENTO PREDIAL UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni

26 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 26

27 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 27

28 ELEMENTOS GRÁFICOS DO PROJETO ARQUITETÔNICO UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 28

29 PLANTA BAIXA É a vista superior de uma edificação cortada por um plano horizontal a uma altura de 1,50m do piso do pavimento. ESCALA 1:50, 1:75 ELEMENTOS EM PROJEÇÃO ELEMENTOS EM CORTE UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 29 ELEMENTOS EM VISTA

30 PLANTA BAIXA ELEM. EM CORTE (Paredes, esquadrias) linhas mais grossas (0,7 ou 0,9 B) ELEM. EM VISTA (Linhas de piso) linhas finas (0,5 HB) ELEM. EM PROJEÇÃO (Proj. cobertura, escada) linhas finas tracejadas (0,5 HB) NBR 86492/94 Representação de projetos arquitetônicos UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 30

31 PLANTA BAIXA USUALMENTE PROJEÇÃO É TRACEJADO UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 31

32 PLANTA BAIXA mão CAD INDICAÇÃO DE AMBIENTES E ÁREA Letra 3mm - 2,5mm INDICAÇÃO DE PROJEÇÕES Linha Letra 2mm 2mm LOUÇAS SANITÁRIAS (equipamentos fixos) INDICAÇÃO DE NÍVEIS 2mm d=5mm SEMPRE EM METRO INDICAÇÃO DE ESQUADRIAS 3mm d=8mm J1 150x120 P=90cm 2mm 2mm 3mm J1 150x120 P=90cm 8mm 2mm UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni

33 PLANTA BAIXA TABELA DE ESQUADRIAS CÓD. LARGxALT. TIPO ESPECIFICAÇÕES QUANTIDADE UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni

34 PLANTA BAIXA LINHAS DE CORTE 4mm 3,5mm A Traço grosso Traço ponto - fino UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 34

35 PLANTA BAIXA INDICAÇÃO DE ACESSOS PRINCIPAIS HACHURAS NBR 6492 linhas finas UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 35

36 PLANTA BAIXA COTAS Letra 2mm ou 1,5mm SEMPRE EM CENTIMETROS SEMPRE O TAMANHO REAL COTAR DO ESPECÍFICO PARA O GERAL ÚLTIMA COTA SEMPRE A TOTAL PENSAR COMO SE FOSSE QUEM VAI CONSTRUIR A OBRA DISTÂNCIA ENTRE AS COTAS 1cm VALE PARA PLANTAS, CORTES, DETALHES 36

37 PLANTA BAIXA Mão 5mm CAD 4,5mm TÍTULO DO DESENHO E ESCALA TODOS AS PEÇAS GRÁFICAS DEVEM POSSUIR POSICIONAMENTO EMBAIXO À ESQUERDA NAS PLANTAS, DEVE-SE COLOCAR A ÁREA COMPUTÁVEL, ÁREA NÃO COMPUTÁVEL E ÁREA TOTAL DO PAVIMENTO Mão 5mm CAD 4,5mm Mão 3mm CAD 2,5mm UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 37

38 ELEMENTOS GRÁFICOS DO PROJETO ARQUITETÔNICO UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 38

39 CORTES Plano vertical que corta a edificação em determinada posição indicada em planta pela linha de corte. ESCALA: Mesma da planta (1:50). Mínimo 2 cortes (longitudinal e transversal). Quando mais de 1 pav. um corte deve obrigatoriamente passar pela escada. UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 39

40 CORTES INDICAÇÃO DE AMBIENTES NÍVEIS 2,5mm Letra 2mm, maiúsculo, perto do piso +2,90 LETRA 2mm EM METROS LINHAS: Igual planta paredes + grossas; estrutura grossas; esquadrias em corte médias; vista fina. 5mm ESTRUTURA (lajes e vigas) hachura de concreto. UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 40

41 CORTES LINHA DE TERRA COTAS Hachura de terra ou sólida Linha do solo / afastamento da estrutura de 1-2mm Mesmo tamanho da planta (Letra 2mm) Nos cortes SEMPRE verticais Pés-direitos, laje, desnível piso-piso, altura total da edificação Tamanho degraus Altura esquadrias diferenciadas, peitoris UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 41

42 ELEMENTOS GRÁFICOS DO PROJETO ARQUITETÔNICO UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 42

43 ELEVAÇÕES São as vistas frontal, laterais e posterior de uma edificação. ESCALA: 1:50, 1:75 Obrigatória a representação das fachadas defronte as testadas do lote. UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 43

44 ELEVAÇÕES Projeção paralela (nunca perspectiva) Não se cota Espessura de linhas: mais pra frente mais grosso, mais para trás mais fino Deve-se ficar clara a diferenciação OPACOxTRANSLÚCIDO UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 44

45 PROJETOS COMPLEMENTARES UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 45

46 PROJETOS COMPLEMENTARES ESTRUTURAL Locação e dimensionamento pilares, vigas, etc. Detalhamento ferragem vigas e pilares. Sentido das lajes pré-moldadas UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 46

47 PROJETO HIDRÁULICO ESGOTO UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 47

48 PROJETOS COMPLEMENTARES HIDRÁULICO - ESGOTO Locação e dimensionamento da tubulação de esgoto. Importante verificar conflitos com estrutura. Tubos de queda UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 48

49 PROJETOS COMPLEMENTARES HIDRÁULICO - ESGOTO Locação e dimensionamento da tubulação de esgoto. Importante verificar conflitos com estrutura. Tubos de queda 49

50 PROJETOS COMPLEMENTARES HIDRÁULICO - ESGOTO Locação e dimensionamento da tubulação de esgoto. Importante verificar conflitos com estrutura. Tubos de queda (esgoto e águas pluviais)

51 PROJETO HIDRÁULICO ÁGUA FRIA E QUENTE UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 51

52 PROJETOS COMPLEMENTARES HIDRÁULICO ÁGUA FRIA E QUENTE Locação e dimensionamento da tubulação de água fria e quente. Pontos de água Subidas e descidas UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 52

53 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 53 PROJETO ELÉTRICO

54 PROJETOS COMPLEMENTARES ELÉTRICO Locação dos pontos elétricos (tomadas, interruptores, pontos de luz) Circuitos e tubulações UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 54

55 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 55

56 UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 56

57 REFERÊNCIAS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS - ABNT. NBR 6492: Representação de projetos de arquitetura. Rio de Janeiro, 1994 CHING, Frank. Dicionário visual de arquitetura. São Paulo: M. Fontes, CHING, Francis D. K. Representação gráfica em Arquitetura, 3ª edição, Bookman, Porto Alegre, 2000 MONTENEGRO, Gildo A. Desenho arquitetônico: para cursos técnicos de 2. grau e faculdades de arquitetura. 3. ed., rev. e ampl. São Paulo: E. Blücher, UFPR - DEGRAF - CEG218 DESENHO ARQUITETÔNICO I - Prof. Márcio Carboni 57

Representação Desenho Arquitetônico. Prof. Dr Rossano Silva CEG012 - Agronomia

Representação Desenho Arquitetônico. Prof. Dr Rossano Silva CEG012 - Agronomia Representação Desenho Arquitetônico Prof. Dr Rossano Silva CEG012 - Agronomia OS ELEMENTOS DO DESENHO ARQUITETÔNICO Os desenhos básicos que compõem um projeto de arquitetura, a partir de projeções ortogonais,

Leia mais

DESENHO TÉCNICO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA

DESENHO TÉCNICO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA DESENHO TÉCNICO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado Santos PROJETOS ARQUITETÔNICOS

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado

Leia mais

DESENHO DE ARQUITETURA - PROJETO ARQUITETÔNICO

DESENHO DE ARQUITETURA - PROJETO ARQUITETÔNICO DESENHO DE ARQUITETURA - PROJETO ARQUITETÔNICO O projeto arquitetônico faz parte do conjunto de estudos, desenhos e especificações que definem uma edificação. Além da parte de arquitetura, a edificação

Leia mais

Aula 17- ARQ-011 Desenho Técnico 1: Representação de projetos de arquitetura (seg. NBR-6492: 1994) Antonio Pedro Carvalho

Aula 17- ARQ-011 Desenho Técnico 1: Representação de projetos de arquitetura (seg. NBR-6492: 1994) Antonio Pedro Carvalho Aula 17- ARQ-011 Desenho Técnico 1: Representação de projetos de arquitetura (seg. NBR-6492: 1994) Antonio Pedro Carvalho Técnicas Desenho a mão livre De maneira geral é a representação do projeto nas

Leia mais

3 Medidas, Proporções e Cortes

3 Medidas, Proporções e Cortes 3 Medidas, Proporções e Cortes 3.1 Garagens A Figura 3.1 apresenta algumas dimensões que podem ser usadas para projetos de garagens. Em geral, para projetos residenciais, podem-se usar as dimensões de

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado

Leia mais

Aula 3 : Desenho Arquitetônico

Aula 3 : Desenho Arquitetônico Universidade Federal do Oeste da Bahia UFOB CENTRO DAS CIÊNCIAS EXATAS E DAS TECNOLOGIAS IADB79 - Desenho Técnico Aplicado à Engenharia Civil Prof. Dennis Coelho Cruz Aula 3 : Desenho Arquitetônico Introdução:

Leia mais

Projeto arquitetônico Professora Valéria Peixoto Borges

Projeto arquitetônico Professora Valéria Peixoto Borges Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Projeto arquitetônico Professora Valéria Peixoto Borges INTRODUÇÃO O projeto arquitetônico é conjunto de passos normativos,

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado

Leia mais

ETAPAS DE UM PROJETO ARQUITETÔNICO

ETAPAS DE UM PROJETO ARQUITETÔNICO PROJETO ARQUITETÔNICO PARA ENGENHARIA CIVIL ETAPAS DE UM PROJETO ARQUITETÔNICO UNIC - UNIVERSIDADE DE CUIABÁ 2016/02 ETAPAS DE UM PROJETO ARQUITETÔNICO O projeto de uma edificação é desenvolvido em fases,

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APROVAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA APROVAÇÃO 1. PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA Para primeira análise: I. Levantamento Planialtimétrico; II. Projeto de Arquitetura; III. Memorial de Cálculo de Área Construída e Memorial de

Leia mais

DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO

DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Mundi - Centro de Formação Técnica Unidade Vitória da Conquista BA Professor: Philipe do Prado Santos Curso Técnico de Edificações

Leia mais

UNISALESIANO Curso de Engenharia Civil Desenho Arquitetônico

UNISALESIANO Curso de Engenharia Civil Desenho Arquitetônico UNISALESIANO Curso de Engenharia Civil Desenho Arquitetônico Prof. Dr. André L. Gamino Araçatuba Agosto - 2016 1 Projeto de Arquitetura: Introdução 1.1 Introdução O início da concepção do projeto arquitetônico

Leia mais

DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO

DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado Santos

Leia mais

Procedimentos. de projetos

Procedimentos. de projetos Procedimentos para aprovação de projetos 1. PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE Para primeira análise: I. Levantamento Planialtimétrico; II. Projeto de Arquitetura 1 via; III. Memorial de Cálculo

Leia mais

DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO

DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Mundi - Centro de Formação Técnica Unidade Vitória da Conquista BA Professor: Philipe do Prado Santos Curso Técnico de Edificações

Leia mais

PROJETO ARQUITETÔNICO - LEI DE ZONEAMENTO E PARÂMETROS CONSTRUTIVOS-

PROJETO ARQUITETÔNICO - LEI DE ZONEAMENTO E PARÂMETROS CONSTRUTIVOS- PROJETO ARQUITETÔNICO - LEI DE ZONEAMENTO E PARÂMETROS CONSTRUTIVOS- UFPR - DEGRAF - CEG218 Desenho Arquitetônico I - Prof. Márcio Carboni 1 IMAGINEM POR ALGUNS INSTANTES SE TODOS RESOLVESSEM CONSTRUIR

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APROVAÇÃO DE PROJETO

PROCEDIMENTOS PARA APROVAÇÃO DE PROJETO 1. PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA Para primeira análise: I. Levantamento Planialtimétrico; II. Projeto de Arquitetura III. Memorial de Cálculo de Área Construída e Memorial de Cálculo

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA

PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA 1. PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE Para primeira análise: I. Levantamento Planialtimétrico; II. Projeto de Arquitetura 1 via; III. Memorial de Cálculo de Área Construída e Memorial de Cálculo

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APROVAÇÃO DE PROJETO

PROCEDIMENTOS PARA APROVAÇÃO DE PROJETO 1. PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA Para primeira análise: I. Levantamento Planialtimétrico; II. Projeto de Arquitetura III. Memorial de Cálculo de Área Construída e Memorial de Cálculo

Leia mais

Universidade Federal do Oeste da Bahia UFOB CENTRO DAS CIÊNCIAS EXATAS E DAS TECNOLOGIAS CET Desenho Arquitetônico Prof. Dennis Coelho Cruz

Universidade Federal do Oeste da Bahia UFOB CENTRO DAS CIÊNCIAS EXATAS E DAS TECNOLOGIAS CET Desenho Arquitetônico Prof. Dennis Coelho Cruz Universidade Federal do Oeste da Bahia UFOB CENTRO DAS CIÊNCIAS EXATAS E DAS TECNOLOGIAS CET0043 - Desenho Arquitetônico Prof. Dennis Coelho Cruz Aula 4 : Planta Baixa Planta Baixa: A planta baixa é a

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DA 2ª ETAPA DA CONSTRUÇÃO DO BLOCO DE DIREITO

MEMORIAL DESCRITIVO DA 2ª ETAPA DA CONSTRUÇÃO DO BLOCO DE DIREITO MEMORIAL DESCRITIVO DA 2ª ETAPA DA CONSTRUÇÃO DO BLOCO DE DIREITO OBRA: CONSTRUÇÃO-BLOCO DIREITO PROPRIETÁRIO: FUNDAÇAO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR DE MINEIROS (FIMES) ENDEREÇO OBRA:RUA 22 ESQ.

Leia mais

DESENHO DE ESTRUTURAS AULA 1. Profª. Angela A. de Souza

DESENHO DE ESTRUTURAS AULA 1. Profª. Angela A. de Souza AULA 1 A CONCEPÇÃO ESTRUTURAL DE EDIFICIOS Etapas de um Projeto de Edificação A idealização de um projeto parte do princípio que devemos procurar ajuda de um profissional especializado, que irá nos ajudar

Leia mais

AULA 3. (Continuação) Parte II EDI 64 ARQUITETURA E U. Profa. Dra. Giovanna M. Ronzani Borille

AULA 3. (Continuação) Parte II EDI 64 ARQUITETURA E U. Profa. Dra. Giovanna M. Ronzani Borille AULA 3 REPRESENTAÇÃO GRÁFICA URBANISMO_ 2015 EDI 64 ARQUITETURA E U (Continuação) Parte II Profa. Dra. Giovanna M. Ronzani Borille ESQUADRIAS/ABERTURAS PORTAS Representar a(s) folha(s) da esquadria procurando

Leia mais

Anexo IV - ESCOPO DO PROJETO COMPLETO DE EDIFICAÇÕES

Anexo IV - ESCOPO DO PROJETO COMPLETO DE EDIFICAÇÕES 1 Prefeitura do Município de São Paulo - PMSP Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano - SMDU TERRITÓRIOS CEU PLANILHA DE ESCOPO PROJETO EDIFICAÇÕES Produto 1 Plano de Trabalho e Relatório de Viabilidade

Leia mais

2 Representação Gráfica na Arquitetura

2 Representação Gráfica na Arquitetura 2 Representação Gráfica na Arquitetura 2.1 Traços Os traços de um desenho normatizado devem ser regulares, legíveis (visíveis) e devem possuir contraste umas com as outras. Linha auxiliar Linha fina Linha

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA

PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA 1. PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE Para primeira análise: I. Levantamento Planialtimétrico; II. Projeto de Arquitetura via física e via digital; III. Memorial de Cálculo de Área Construída e

Leia mais

Código da Disciplina CCE0047 AULA 3.

Código da Disciplina CCE0047 AULA 3. Código da Disciplina CCE0047 AULA 3 http://cleliamonasterio.blogspot.com/ Representação de projetos de arquitetura NBR- 6492: INFORMAÇÕES NA PRANCHA: Nome dos ambientes: Em todo e qualquer projeto arquitetônico,

Leia mais

COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE I - Teoria)

COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE I - Teoria) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE I - Teoria) Projeto Arquitetônico Projeto Estrutural TC_042 - CONSTRUÇÃO CIVIL IV PROFESSORA: ELAINE SOUZA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE AGRONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE AGRONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE AGRONOMIA PROJETO FINAL CURRAL DE MANOBRAS 1000 ANIMAIS Trabalho apresentado como parte dos requisitos

Leia mais

AJARGO - ASSOCIAÇÃO JARDINS DO LAGO - QUADRA 01 NORMAS DE PROCEDIMENTO

AJARGO - ASSOCIAÇÃO JARDINS DO LAGO - QUADRA 01 NORMAS DE PROCEDIMENTO Folha 1/3 Nome do Arquivo: 1. OBJETIVOS Estabelecer sistemática de aprovação de projetos para que se enquadrem nas normas estabelecidas, dentro do Regulamento Interno e Restrições Urbanísticas (Cap. VIII

Leia mais

2 Representação Gráfica na Aquitetura

2 Representação Gráfica na Aquitetura 2 Representação Gráfica na Aquitetura 2.1 Traços Os traços de um desenho normatizado devem ser regulares, legíveis (visíveis) e devem possuir constraste umas com as outras. Linha auxiliar Linha fina Linha

Leia mais

07/10/2013. AULA 03 Sistemas de projeção. Sobre a Geometria Descritiva (GD):

07/10/2013. AULA 03 Sistemas de projeção. Sobre a Geometria Descritiva (GD): 1 2 Sobre a Geometria Descritiva (GD): Enquanto a Perspectiva mostra os objetos como parecem ser à nossa vista, em três dimensões, a Geometria Descritiva possibilita a representação dos objetos como eles

Leia mais

Código da Disciplina CCE0985. Aula 2 DESENHO TECNICO 1 - EXERCÍCIO 1.

Código da Disciplina CCE0985. Aula 2 DESENHO TECNICO 1 - EXERCÍCIO 1. DESENHO TECNICO 1 - EXERCÍCIO 1 Código da Disciplina CCE0985 Aula 2 e-mail:clelia.monasterio@estacio.br http://cleliamonasterio.blogspot.com/ 5.00.70 1.00 1.00 1.00 1.00 1.00 1.50 LEGENDA DA DISCIPLINA:

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PROJETOS

ORIENTAÇÕES PARA PROJETOS PROJETOS 1 Aprovação do Projetos pelo Depto. Técnico da Associação 2 Aprovação do Projeto e Solicitação de Alvará de Construção na Prefeitura Municipal 3 Liberação de Obra pelo Depto. Técnico da Associação

Leia mais

Aula 9. Prof. Regis de Castro Ferreira. Prof. Dr. Regis de Castro Ferreira

Aula 9. Prof. Regis de Castro Ferreira. Prof. Dr. Regis de Castro Ferreira Prof. Dr. Regis de Castro Ferreira rcastro@agro.ufg.br NOÇÕES DE DESENHO ARQUITETÔNICO 1. CONCEITO: (...) a representação de um projeto. Desenho arquitetônico consiste na representação geométrica das diferentes

Leia mais

TERMOS USADOS NOS PROJETOS DE ARQUITETURA Alinhamento: É a linha legal, traçada pelas autoridades municipais, que serve de limite entre o lote, ou

TERMOS USADOS NOS PROJETOS DE ARQUITETURA Alinhamento: É a linha legal, traçada pelas autoridades municipais, que serve de limite entre o lote, ou TERMOS USADOS NOS PROJETOS DE ARQUITETURA Alinhamento: É a linha legal, traçada pelas autoridades municipais, que serve de limite entre o lote, ou gleba, e o logradouro público. Alvará: Documento que licencia

Leia mais

Apostila de Leitura e Interpretação de Projetos Aperfeiçoamento

Apostila de Leitura e Interpretação de Projetos Aperfeiçoamento Material de Estudo Comunidade Acadêmica Perguntas e Respostas Buscar arquivos, pessoas, cursos Login Cadastro Apostila de Leitura e Interpretação de Projetos Aperfeiçoamento Enviado por: Deyne Bezerra

Leia mais

DESENHO ARQUITETÔNICO I. O Projeto Arquitetônico

DESENHO ARQUITETÔNICO I. O Projeto Arquitetônico DESENHO ARQUITETÔNICO I O Projeto Arquitetônico O que é um projeto arquitetônico? É uma representação em um plano das projeções de uma edificação. Possui três fases: 1. Fase preliminar - Estudo da viabilidade

Leia mais

REPRESENTAÇÃO TÉCNICA BÁSICA DE PROJETO ARQUITETÔNICO

REPRESENTAÇÃO TÉCNICA BÁSICA DE PROJETO ARQUITETÔNICO REPRESENTAÇÃO TÉCNICA BÁSICA DE PROJETO ARQUITETÔNICO Reproduzir as plantas baixa, de cobertura e de localização, cortes e fachada frontal da residência apresentada abaixo. O projeto pode sofrer mudanças,

Leia mais

DESENHO TÉCNICO ESCALA

DESENHO TÉCNICO ESCALA DESENHO TÉCNICO ESCALA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado Santos ESCALA ABNT - NBR 8196 Desenho Técnico - Emprego

Leia mais

RESIDENCIAL NOVO CAMPECHE

RESIDENCIAL NOVO CAMPECHE RESIDENCIAL NOVO CAMPECHE MEMÓRIA DESCRITIVA RESIDÊNCIA NOVO CAMPECHE 3 Residência unifamiliar, com 158,88 m2 de área construída, 2 pisos, arquitetura contemporânea de alto padrão, implantada em terreno

Leia mais

Alvenaria estrutural

Alvenaria estrutural Estudo exploratório rio sobre a elaboração de projetos arquitetônicos Alvenaria desenvolvidos estrutural para o sistema de alvenaria estrutural Projeto de alvenaria O que é ALVENARIA ESTRUTURAL? Conceito:

Leia mais

DESENHO ARQUITETÔNICO PROFESSORA MATEUS ARRUDA SUMARA QUERINO

DESENHO ARQUITETÔNICO PROFESSORA MATEUS ARRUDA SUMARA QUERINO DESENHO ARQUITETÔNICO PROFESSORA MATEUS ARRUDA SUMARA QUERINO CIRCULAÇÃO VERTICAL A circulação vertical tem função de vencer os desníveis, possibilitando o livre acesso e circulação entre estes. ESCADAS

Leia mais

Representando Edificações

Representando Edificações Código da Disciplina CCE0985 Aula 7 Representando Edificações e-mail:clelia.monasterio@estacio.br http://cleliamonasterio.blogspot.com/ Escalas: NBR - 8196 Escala Numérica: é a relação que existe entre

Leia mais

AULA 5 DESENHANDO ESCADAS E RAMPAS. Livro Didático - DA2 Pag 71 a 77

AULA 5 DESENHANDO ESCADAS E RAMPAS. Livro Didático - DA2 Pag 71 a 77 AULA 5 DESENHANDO ESCADAS E RAMPAS Livro Didático - DA2 Pag 71 a 77 ESCADA Referência desenho: Material didático - aula escada. Autor desconhecido. Representação de projetos de arquitetura NBR- 6492: REPRESENTAÇÃO

Leia mais

CONSTRUINDO SUA CASA EM ALPHAVILLE. AlphaVille Teresina

CONSTRUINDO SUA CASA EM ALPHAVILLE. AlphaVille Teresina CONSTRUINDO SUA CASA EM ALPHAVILLE AlphaVille Teresina Como será a casa? ESTILO ARQUITETÔNICO Como será a casa? Sala de Estar Sala de Jantar Home theater Lareira Lavabo Sala de Almoço / Copa Cozinha Despensa

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO (40 h)

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO (40 h) ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO (40 h) AULA 01 - APRESENTAÇÃO Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil APRESENTAÇÃO Philipe do Prado Santos

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N. 001 DE 29 DE FEVEREIRO DE 2016

INSTRUÇÃO NORMATIVA N. 001 DE 29 DE FEVEREIRO DE 2016 Página 1 de 6 INSTRUÇÃO NORMATIVA N. 001 DE 29 DE FEVEREIRO DE 2016 Institui normas acerca dos procedimentos para novas ligações em condomínios verticais e/ou horizontais. O PRESIDENTE DO SERVIÇO AUTÔNOMO

Leia mais

Os projetos de comunicação visual deverão atender às seguintes Normas e Práticas Complementares:

Os projetos de comunicação visual deverão atender às seguintes Normas e Práticas Complementares: INSTRUÇÃO TÉCNICA 09 ARQUITETURA Revisão 00 jan/2014 1 OBJETIVO 1.1 Estas Instruções Normativas de Projeto apresentam os procedimentos, critérios e padrões a serem adotados para elaboração dos Projetos

Leia mais

G O V E R N O F E D E R A L P A Í S R I C O É P A Í S S E M P O B R E Z A QUADRA ESCOLAR 02 CGEST - C Geral de Infraestrutura Educacional PLANTA BAIXA, CORTE A-B e DETALHES EST FORMATO A1 (841 X 594) R.01

Leia mais

REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO MUNICIPAL VIANA DO ALENTEJO

REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO MUNICIPAL VIANA DO ALENTEJO REMODELAÇÃO DO ESTALEIRO MUNICIPAL VIANA DO ALENTEJO ÍNDICE 1 CADERNO DE ENCARGOS 2 PROJECTO DE EXECUÇÃO A ARQUITECTURA 1.1.2 Solução Proposta 1.1.2.1 - Introdução 1.1.2.2 Caracterização do Espaço 1.1.2.2.1

Leia mais

Código da Disciplina CCE0047 AULA 2.

Código da Disciplina CCE0047 AULA 2. Código da Disciplina CCE0047 AULA 2 http://cleliamonasterio.blogspot.com/ CURIOSIDADES DA GEOMETRIA: Subdivisão do retângulo ÁUREO em quadrados e em outros retângulos áureos: Subdivisão do retângulo HARMÔNICO

Leia mais

Limpeza do terreno m 2 Área de ocupação, mais 3m em toda a periferia ou o total. Locação da obra m 2 Área do primeiro pavimento da obra.

Limpeza do terreno m 2 Área de ocupação, mais 3m em toda a periferia ou o total. Locação da obra m 2 Área do primeiro pavimento da obra. CRITÉRIOS PARA MEDIÇÃO DOS SERVIÇOS Limpeza do terreno m 2 Área de ocupação, mais 3m em toda a periferia ou o total. Locação da obra m 2 Área do primeiro pavimento da obra. Em obras muito extensas ou recortadas,

Leia mais

GESTÃO DO PROCESSO DE PROJETOS ACÚSTICA. Marco Antônio Vecci

GESTÃO DO PROCESSO DE PROJETOS ACÚSTICA. Marco Antônio Vecci GESTÃO DO PROCESSO DE PROJETOS ACÚSTICA Marco Antônio Vecci Local: EXPOMINAS BH Data: 08/08/2016 FASE A CONCEPÇÃO DO PRODUTO ESTUDO PRELIMINAR Consultoria e Ensaios Consultoria: Análise preliminar entre

Leia mais

AULA 4 DESENHANDO ESCADAS

AULA 4 DESENHANDO ESCADAS AULA 4 DESENHANDO ESCADAS Referência desenho: Material didático - aula escada. Autor desconhecido. Representação de projetos de arquitetura NBR- 649: REPRESENTAÇÃO DE ELEMENTOS CONSTRUTIVOS : Equipamentos

Leia mais

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Aula 15 Instalações Prediais de Esgoto Sanitário Profª Heloise G. Knapik 1 Instalações prediais de esgotamento

Leia mais

As cotas horizontais são registradas da esquerda para a direita; as verticais de baixo para cima e as inclinadas, de modo a facilitar a leitura.

As cotas horizontais são registradas da esquerda para a direita; as verticais de baixo para cima e as inclinadas, de modo a facilitar a leitura. Definição : Processo de colocação das dimensões de um desenho para informação das suas medidas. DE DESENHOS TÉCNICOS DE DESENHOS DE ARQUITETURA Exemplo de colocação de linhas de cota para retângulos e

Leia mais

4. DIMENSIONAMENTO DE ESCADAS EM CONCRETO ARMADO

4. DIMENSIONAMENTO DE ESCADAS EM CONCRETO ARMADO 4. DIMENSIONAMENTO DE ESCADAS EM CONCRETO ARMADO 4.1 Escada com vãos paralelos O tipo mais usual de escada em concreto armado tem como elemento resistente uma laje armada em uma só direção (longitudinalmente),

Leia mais

4 Acessibilidade a Edificações

4 Acessibilidade a Edificações 4 Acessibilidade a Edificações 4.1 Introdução A norma brasileira NBR 9050 (2004) fixa critérios exigíveis para o projeto e detalhamento de espaços físicos destinados a portadores de necessidades especiais.

Leia mais

Instruções para Uso dos Guias e Especificações Técnicas

Instruções para Uso dos Guias e Especificações Técnicas Instruções para Uso dos Guias e Especificações Técnicas 1. Introdução As orientações aqui contidas têm o objetivo de auxiliar a FRANQUEADA na instalação da AGF. Seguindo todas as orientações e tirando

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Cortes e seções. Professor: João Carmo

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Cortes e seções. Professor: João Carmo INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Cortes e seções Professor: João Carmo Introdução O recurso ao corte e à seção num desenho se dá, em geral, quando a peça a ser

Leia mais

Execução Alvenaria Estrutural. Jean Marie Désir

Execução Alvenaria Estrutural. Jean Marie Désir Execução Alvenaria Estrutural Jean Marie Désir http://chasqueweb.ufrgs.br/~jeanmarie/eng01208/eng01208.html Execução Alvenaria Estrutural PROJETO EXECUÇÃO Execução Alvenaria Estrutural Terraplanagem Cobertura

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 1º ano EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 1º ano EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: INFRAESTRUTURA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES FORMA/GRAU:( X )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Geral Departamento de Administração Coordenação de Arquitetura e Engenharia

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Geral Departamento de Administração Coordenação de Arquitetura e Engenharia ANEXO VIII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO EXECUTIVO DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS 1. Os projetos de instalações hidrossanitárias deverão atender às recomendações e especificações

Leia mais

Projeto arquitetônico: Cortes Professora Valéria Peixoto Borges

Projeto arquitetônico: Cortes Professora Valéria Peixoto Borges Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Projeto arquitetônico: Cortes Professora Valéria Peixoto Borges DEFINIÇÃO Os CORTES são representações de vistas ortográficas

Leia mais

Apresentação do trabalho de prédimensionamento

Apresentação do trabalho de prédimensionamento SEGUNDA AVALIAÇÃO 2ª Parte Pré-dimensionamento dos elementos estruturais e Carregamentos Verticais Turmas A01, A02 e A03 25/10/2016 e 28/10/2016 Tuma A04 27/10/2016 e 31/10/2016 Apresentação do trabalho

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Pavimentos tipo: a edificação possui 4 pavimentos tipo, composto por 4 (quatro) unidades habitacionais cada, escada e circulação;

MEMORIAL DESCRITIVO. Pavimentos tipo: a edificação possui 4 pavimentos tipo, composto por 4 (quatro) unidades habitacionais cada, escada e circulação; MEMORIAL DESCRITIVO O presente memorial trata de um edifício de apartamentos de uso exclusivamente residencial, denominado Residencial Jardim Esperança, localizado na Quadra 2960, lote 29, do Loteamento

Leia mais

Desenho Técnico. Cortes, seções, encurtamento e omissão de corte. Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1

Desenho Técnico. Cortes, seções, encurtamento e omissão de corte. Caderno de Exercícios Desenho Técnico 1 Desenho Técnico 2 Cortes, seções, encurtamento e omissão de corte CORTES Em desenho técnico, o corte de uma peça é sempre imaginário. Ele permite ver as partes internas da peça. Na projeção em corte, a

Leia mais

Projetos na construção civil. Projetos na construção civil. Projeto Arquitetônico. Projeto Arquitetônico Planta Baixa. Projeto Arquitetônico

Projetos na construção civil. Projetos na construção civil. Projeto Arquitetônico. Projeto Arquitetônico Planta Baixa. Projeto Arquitetônico Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Engenharia Civil Tecnologia da Construção Civil I Elementos constitutivos de um projeto interpretação, exame e análise Projeto

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: INFRA ESTRUTURA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES FORMA/GRAU:( )integrado (X)subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

Desenho Técnico Arquitetônico

Desenho Técnico Arquitetônico 1 Desenho Técnico Arquitetônico 2 SUMÁRIO 1. Desenhos utilizados na representação do projeto... 4 2. Planta baixa... 4 2.1. Denominação e quantidade... 6 2.2. Escala... 6 2.3. Elementos de uma planta baixa...

Leia mais

CIV Sistemas Estruturais na Arquitetura III. Desenvolvimento de um projeto simples em Concreto Armado

CIV Sistemas Estruturais na Arquitetura III. Desenvolvimento de um projeto simples em Concreto Armado CIV 1113 - Sistemas Estruturais na Arquitetura III Desenvolvimento de um projeto simples em Concreto Armado A idéia deste curso é que se possa desenvolver, em seus passos básicos, um projeto estrutural

Leia mais

Escolha da estrutura do pavimento-tipo do projeto- piloto

Escolha da estrutura do pavimento-tipo do projeto- piloto Escolha da estrutura do pavimento-tipo do projeto- piloto Para se escolher a estrutura do pavimento-tipo, começa-se por decalcar a planta de alvenaria deste pavimento, desenhando-se no CAD a posição das

Leia mais

execução Caixote de massa em madeira A madeira absorve a água da argamassa o que diminui a trabalhabilidade da argamassa.

execução Caixote de massa em madeira A madeira absorve a água da argamassa o que diminui a trabalhabilidade da argamassa. execução Caixote de massa em madeira A madeira absorve a água da argamassa o que diminui a trabalhabilidade da argamassa. Para melhorar a fluidez da argamassa o pedreiro adiciona água, o que modifica todas

Leia mais

TÉCNICAS CONSTRUTIVAS

TÉCNICAS CONSTRUTIVAS TÉCNICAS CONSTRUTIVAS Módulo 2 Técnicas Construtivas Aula 3 Locação de Obras Prof. Cristóvão C. C. Cordeiro TEC 159 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES I Aula 8 Locação de Obras Cristóvão C. C. Cordeiro Objetivo

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA Disciplina: DESENHO TÉCNICO Professor: Valdir R. Santos Engenheiro Civil CREA-67342/D Especialista em Engenharia de Segurança

CURSO DE ENGENHARIA Disciplina: DESENHO TÉCNICO Professor: Valdir R. Santos Engenheiro Civil CREA-67342/D Especialista em Engenharia de Segurança FCULDDE DE TECNOLOGI E CIÊNCIS ITBUN - B CURSO DE ENGENHRI Disciplina: DESENHO TÉCNICO Professor: Valdir R. Santos Engenheiro Civil CRE-67342/D Especialista em Engenharia de Segurança TIVIDDE 1 D UNIDDE

Leia mais

PASSOS. Combinando as regras Levantando as necessidades Projetando: como trabalha o arquiteto

PASSOS. Combinando as regras Levantando as necessidades Projetando: como trabalha o arquiteto 12 PASSOS O QUE VOCÊ DEVE SABER QUANDO CONTRATAR OS SERVIÇOS DE UM ARQUITETO VOLUME I - EDIFICAÇÕES Combinando as regras Levantando as necessidades Projetando: como trabalha o arquiteto Capítulo 1 COMBINANDO

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE DESEMPENHO EM EMPREENDIMENTOS DE HIS

ESPECIFICAÇÕES DE DESEMPENHO EM EMPREENDIMENTOS DE HIS ESPECIFICAÇÕES DE DESEMPENHO EM EMPREENDIMENTOS DE HIS 2.1 Diretrizes gerais de projeto para atender aos requisitos de desempenho 2.1.1 Segurança no uso e operação 2.1.2 Segurança contra

Leia mais

LOCAÇÃO DE SERVIÇOS. SERVIÇOS PRELIMINARES Remoção de pintura - Caixa d água Remoção de pintura látex. Página 1 de 6

LOCAÇÃO DE SERVIÇOS. SERVIÇOS PRELIMINARES Remoção de pintura - Caixa d água Remoção de pintura látex. Página 1 de 6 ANEXO IV LOCAÇÃO DE SERVIÇOS SERVIÇOS PRELIMINARES Remoção de pintura - Caixa d água Remoção de pintura látex - toda área interna - área externa fundos lado externo e interno todo, todos rodapés externos.

Leia mais

Instalações Hidráulicas e o Projeto de Arquitetura 9ª edição

Instalações Hidráulicas e o Projeto de Arquitetura 9ª edição Instalações Hidráulicas e o Projeto de Arquitetura 9ª edição PARTE I INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS PREDIAIS 1 ÁGUA FRIA Entrada e fornecimento de água fria Compartimento que abriga o cavalete Medição de água

Leia mais

D e s e n h o T é c n i c o

D e s e n h o T é c n i c o AULA 2 VIII. ESCALAS NBR 8196 refere-se ao emprego de escalas no desenho. A escala de um desenho é a relação entre as dimensões do mesmo e as dimensões da peça real que está sendo representada. Assim,

Leia mais

TUTORIAL MINHA CASA MINHA VIDA. Fone: FEVEREIRO

TUTORIAL MINHA CASA MINHA VIDA. Fone: FEVEREIRO TUTORIAL MINHA CASA MINHA VIDA O Template MCMV O Template MCMV Minha Casa Minha Vida tem como objetivo fornecer um arquivo BIM (Building Information Modeling) com Famílias e Famílias de Sistemas adaptados

Leia mais

UNISALESIANO Curso de Arquitetura e Urbanismo Projeto Arquitetônico Interdisciplinar II

UNISALESIANO Curso de Arquitetura e Urbanismo Projeto Arquitetônico Interdisciplinar II UNISALESIANO Curso de Arquitetura e Urbanismo Projeto Arquitetônico Interdisciplinar II Prof. Dr. André L. Gamino Araçatuba Setembro - 2013 1 Acessibilidade a Edificações 1.1 Introdução A norma brasileira

Leia mais

Instalações Hidráulicas/Sanitárias Água Pluvial

Instalações Hidráulicas/Sanitárias Água Pluvial Instalações Hidráulicas/Sanitárias Água Pluvial INTRODUÇÃO A água da chuva causa danos: à durabilidade das construções; à boa aparência das construções. A água de chuva deve ser coletada e transportada

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE UMA ESTRUTURA (ETAPA PRELIMINAR)

DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE UMA ESTRUTURA (ETAPA PRELIMINAR) DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE UMA ESTRUTURA (ETAPA PRELIMINAR) DADOS NECESSÁRIOS PARA DEFINIR O PRODUTO (ESTRUTURA): Projeto Arquitetônico Plantas dos pavimentos tipos/subsolo/cobertura/ático Número de

Leia mais

Meio-corte. Há tipos de peças ou modelos em que é A U L A. Nossa aula

Meio-corte. Há tipos de peças ou modelos em que é A U L A. Nossa aula Meio-corte Introdução Há tipos de peças ou modelos em que é possível imaginar em corte apenas uma parte, enquanto que a outra parte permanece visível em seu aspecto exterior. Este tipo de corte é o meio-corte.

Leia mais

DESENHO TÉCNICO ESCALAS

DESENHO TÉCNICO ESCALAS DESENHO TÉCNICO ESCALAS Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado Santos ABNT - NBR 8196 Desenho Técnico - Emprego de

Leia mais

Estruturas de concreto Armado I. Aula II Pré-Dimensionamento

Estruturas de concreto Armado I. Aula II Pré-Dimensionamento Estruturas de concreto Armado I Aula II Pré-Dimensionamento Fonte / Material de Apoio: Apostila Fundamentos do Concreto e Projeto de Edifícios Prof. Libânio M. Pinheiro UFSCAR Apostila Projeto de Estruturas

Leia mais

DECRETO Nº DE 4 DE FEVEREIRO DE 2015

DECRETO Nº DE 4 DE FEVEREIRO DE 2015 DECRETO Nº 39748 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2015 Determina o tombamento definitivo do edifício que abrigou o Colégio Arte e Instrução, situado na Avenida Ernani Cardoso, nºs 225, 229, 233 e 237,Cascadura XV

Leia mais

Curso de Engenharia Química/Alimentos

Curso de Engenharia Química/Alimentos Curso de Engenharia Química/Alimentos ABNT NBR 10067 Vista Principal A vista mais importante de uma peça deve ser utilizada como VISTA FRONTAL ou VISTA PRINCIPAL. Geralmente esta vista representa a peça

Leia mais

FOLHA DE CAPA CONTROLE DE REVISÃO DAS FOLHAS

FOLHA DE CAPA CONTROLE DE REVISÃO DAS FOLHAS FOLHA DE CAPA TÍTULO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA APLICAÇÃO DE ABRIGOS METÁLICOS E ABRIGOS EM ALVENARIA NÚMERO ORIGINAL NÚMERO COMPAGAS FOLHA CONTROLE DE REVISÃO DAS FOLHAS ET-65-940-CPG-035 1 / 6 ESTA FOLHA

Leia mais

PROC-IBR-EDIF 01/2015 Análise de Projeto de Arquitetura

PROC-IBR-EDIF 01/2015 Análise de Projeto de Arquitetura INSTITUTO BRASILEIRO DE AUDITORIA DE OBRAS PÚBLICAS IBRAOP INSTITUTO RUI BARBOSA IRB / COMITÊ OBRAS PÚBLICAS PROC-IBR-EDIF 01/2015 Análise de Projeto de Arquitetura Primeira edição válida a partir de:

Leia mais

3 Medidas, Proporções e Cortes

3 Medidas, Proporções e Cortes 3 Medidas, Proporções e Cortes 3.1 Garagens A Figura 3.1 apresenta algumas dimensões que podem ser usadas para projetos de garagens. Em geral, para projetos residenciais, podem-se usar as dimensões de

Leia mais

OS SISTEMAS PREDIAIS COMO UM DOS PRINCÍPIOS ESTRUTURADORES DO PROJETO ARQUITETÔNICO

OS SISTEMAS PREDIAIS COMO UM DOS PRINCÍPIOS ESTRUTURADORES DO PROJETO ARQUITETÔNICO Capítulo 3 A síntese, compactação e coerência entre projetos de estrutura, instalações e arquitetura, foi determinante no trabalho. (Revista Projeto nº 70) 84 Estudo de Caso Banco Itaú, Agência em Pinheiros,

Leia mais

Desenho e Projeto de tubulação Industrial. Módulo I. Aula 07

Desenho e Projeto de tubulação Industrial. Módulo I. Aula 07 Desenho e Projeto de tubulação Industrial Módulo I Aula 07 1. NORMAS DE DESENHO TÉCNICO 1.1. IMPORTÂNCIA DO DESENHO O ensino de desenho nos Cursos de Aprendizagem, não visa formação de desenhistas, mas

Leia mais

ARQUITETURA. Permitida a reprodução parcial ou total, desde que citada a fonte e não acrescentando qualquer tipo de propaganda comercial.

ARQUITETURA. Permitida a reprodução parcial ou total, desde que citada a fonte e não acrescentando qualquer tipo de propaganda comercial. ARQUITETURA Francisco José d Almeida Diogo Professor da Seção de Engenharia de Fortificação e Construção Instituto Militar de Engenharia IME Praça General Tibúrcio, 80 - Praia Vermelha CEP. 22290-270 Tel:

Leia mais