Lógica de Programação Teoria. rogerioaraujo.wordpress.com - 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lógica de Programação Teoria. rogerioaraujo.wordpress.com - 1"

Transcrição

1 Lógica de Programação Teoria rogerioaraujo.wordpress.com - 1

2 Tópicos Algoritmos Critérios para algoritmos Regras básicas para construção de um algoritmo Forma geral de um algoritmo Exemplo 1 de algoritmo Variáveis e Constantes Variáveis e Constantes x Garagens de carros Regras para nomes de Variáveis e Constantes Itens importantes para um algoritmo Exemplo 2 de algoritmo rogerioaraujo.wordpress.com - 2

3 Tópicos Tipos de dados Classificações de tipos de dados Tipos de dados primitivos Operações permitidas para tipos inteiro e real Operações div e mod Operadores de comparação para tipos inteiro e real Operadores de comparação para tipo caractere Precedência dos operadores aritméticos Operações permitidas para tipos lógicos Tabela-verdade para os operadores lógicos Precedência dos operadores lógicos Exemplo 3 de algoritmo rogerioaraujo.wordpress.com - 3

4 Tópicos Exemplo 4 de algoritmo Marco - Questões Referências rogerioaraujo.wordpress.com - 4

5 Algoritmos O que é um algoritmo? É um conjunto finito de passos formalmente definidos para resolução de um problema ou tarefa É uma sequência lógica que pode ter um conjunto de valores de entrada para produzir um conjunto de valores de saída Corresponde a uma descrição de um padrão de comportamento expresso em termos de um conjunto finito de ações O problema solucionado por algoritmo deve ser: Claro Bem definido rogerioaraujo.wordpress.com - 5

6 Algoritmos Entrada Processamento Saída rogerioaraujo.wordpress.com - 6

7 Algoritmos Entrada Processamento Saída rogerioaraujo.wordpress.com - 7

8 Critérios para algoritmos Entrada: Zero ou mais valores de entrada Saída: Pelo menos um valor é produzido Clareza: Toda instrução deve ser clara e não ambígua Efetividade: Toda instrução deve ser executável Finito: O algoritmo deve ter um conjunto finito de passos rogerioaraujo.wordpress.com - 8

9 Critérios para algoritmos Entrada Efetividade Saída Clareza Finito rogerioaraujo.wordpress.com - 9

10 Regras básicas para construção de um algoritmo Usar somente um verbo por frase Escrever de uma forma simples para que possa ser entendido facilmente Até por pessoas que não trabalham na área Usar frases Curtas Simples Ser objetivo Procurar usar palavras que não tenham sentido dúbio rogerioaraujo.wordpress.com - 10

11 Forma geral de um algoritmo Algoritmo <nome do algoritmo>; const <identificador> = <valor>; var <identificador>: <tipo>; início <lista de comandos ou instruções>; fim rogerioaraujo.wordpress.com - 11

12 Exemplo 1 de algoritmo Algoritmo preparar macarrão instantâneo; var macarrão: instantâneo; início fim Coloque o macarrão em um panela com água; Enquanto não der 3 minutos de duração: Deixe o macarrão fervendo na água; Adicione o tempero que vem junto com o macarrão; Se o tempero não for o suficiente então: Adicione ingredientes a mais como legumes, verduras ou queijo; Coloque em um prato; Sirva; rogerioaraujo.wordpress.com - 12

13 Variáveis e Constantes Variáveis e Constantes são recipientes que armazenam informações de um determinado tipo Recipiente = endereços de memória A diferença entre variáveis e constantes: As informações contidas nas variáveis podem ser modificadas no decorrer de um algoritmo As informações relacionadas a constantes não podem rogerioaraujo.wordpress.com - 13

14 Variáveis e Constantes Declaração de variáveis: var <identificador1>, <identificador2>,...: <tipo1>; <identificador3>, <identificador4>,...: <tipo2>; Declaração de constantes: const <identificador1> = <valor1>; <identificador2> = <valor2>; <identificadorn> = <valorn>; O que define o tipo de uma constante é o tipo de valor atribuído a ela rogerioaraujo.wordpress.com - 14

15 Variáveis e Constantes x Garagens de carros Informação Carro Variáveis Garagem numerada com rotatividade de carros Constantes Garagem também identificada, porém sendo particular para apenas um carro de colecionador Coloquei esse exemplo, pois o carro nunca sairá da garagem rogerioaraujo.wordpress.com - 15

16 Variáveis e Constantes x Garagens de carros Informação Variáveis e Constantes rogerioaraujo.wordpress.com - 16

17 Regras para nomes de Variáveis e Constantes Não podem: Ter nomes de palavras reservadas (comandos de uma linguagem de programação específica) Possuir espaços em branco Devem iniciar com: Letra Sublinhado (_) Podem ter como demais caracteres: Letras Números Sublinhado Para algoritmos, a escolha de letras maiúsculas ou minúsculas é indiferente rogerioaraujo.wordpress.com - 17

18 Itens importantes para um algoritmo Item Símbolo Descrição Dois pontos : Igualdade = Declara o tipo de uma variável no momento de sua criação Atribui um valor a uma constante no momento de sua criação Atribuição := ou Atribui a uma variável um valor ou resultado de alguma operação que retorna valor Ponto e vírgula ; Indica a finalização de uma linha de instrução rogerioaraujo.wordpress.com - 18

19 Exemplo 2 de algoritmo Algoritmo somadoisnumerosinteiros; var num1, num2, total: inteiro; início leia(num1, num2); total := num1 + num2; escreva( A soma dos dois números é, total); fim rogerioaraujo.wordpress.com - 19

20 Tipos de dados São conjuntos de valores que podem: Pertencer a uma constante Ser assumidos por uma variável ou expressão Ser gerados por uma função Alguns autores usam várias classificações, porém ficaremos com duas: Classificação 1 (mais usual e que será a classificação seguida neste material): Primitivos Derivados Classificação 2 (cobrada principalmente pelo CESPE): Simples (também chamados de Escalares) Estruturados (também chamados de Compostos) rogerioaraujo.wordpress.com - 20

21 Classificações de tipos de dados Classificação 1 Tipos Classificação 2 Primitivos Derivados inteiro real lógico caractere enumerados subconjuntos vetores ou arrays registros arquivos conjuntos ou sets referências ou ponteiros string Simples ou Escalares Estruturados ou Compostos rogerioaraujo.wordpress.com - 21

22 Tipos de dados primitivos Tipo Exemplo de conteúdo inteiro -19, -6, -2, 0, 3, 7, 256 real , , 0, 2, 4.89 lógico V ou F caractere A, a, B, b, C, c,!,?, / rogerioaraujo.wordpress.com - 22

23 Tipos de dados primitivos Os valores possíveis para o tipo inteiro são os números inteiros Negativos Zero Positivos Os valores para o tipo real são números racionais Normalmente representados por: Uma parte inteira Uma parte fracionária rogerioaraujo.wordpress.com - 23

24 Tipos de dados primitivos O tipo lógico consiste de dois valores: Verdadeiro Falso O tipo caractere consiste de: Dígitos decimais (0 a 9) Letras (A a Z) Sinais especiais (espaço em branco, sinais de pontuação, etc) rogerioaraujo.wordpress.com - 24

25 Operações permitidas para tipos inteiro e real Operação Símbolo inteiro real potência pot raiz raiz raiz quadrada SQRT soma + subtração - multiplicação * divisão inteira div resto da divisão resto ou mod divisão / rogerioaraujo.wordpress.com - 25

26 Operações div e mod div retorna o quociente inteiro da divisão entre dois números inteiros 19 div 3 = 6 mod retorna o resto da divisão entre dois números inteiros 19 mod 3 = mod div rogerioaraujo.wordpress.com - 26

27 Operadores de comparação Operador Símbolo inteiro real caractere Igual a = Diferente de Menor que < Menor que ou igual a Maior que > Maior que ou igual a rogerioaraujo.wordpress.com - 27

28 Precedência dos operadores aritméticos Ordem de precedência Exemplo de conteúdo 1 () 2 pot, raiz 3 *, /, div, mod 4 +, - rogerioaraujo.wordpress.com - 28

29 Operações permitidas para tipos lógicos Operação Tipo Símbolo e (conjunção) Binário e ou & ou (disjunção) Binário ou ou não (negação) Unário not ou! rogerioaraujo.wordpress.com - 29

30 Tabela-verdade para os operadores e, ou e não A B A e B A ou B não (A) V V V V F V F F V F F V F V V F F F F V rogerioaraujo.wordpress.com - 30

31 Precedência dos operadores lógicos Ordem de precedência Exemplo de conteúdo 1 () 2 não 3 e, ou rogerioaraujo.wordpress.com - 31

32 Exemplo 3 de algoritmo Algoritmo mediafinal; var nota1, nota2, nota3, nota4: inteiro; media: real; início leia(nota1, nota2, nota3, nota4); media := (nota1 + nota2 + nota3 + nota4) / 4; escreva( A média das notas é, media); fim rogerioaraujo.wordpress.com - 32

33 Exemplo 4 de algoritmo Algoritmo areacircunferencia; const PI = 3,14; var raio, area: real; início leia(raio); area := PI * SQR(raio); escreva( A área da circunferência é, area); fim rogerioaraujo.wordpress.com - 33

34 Marco - Questões!!! [RGA 2011] Algoritmo é um conjunto infinito de passos formalmente definidos para resolução de um problema ou tarefa. [RGA 2011] O problema solucionado por algoritmo deve ser claro e bem definido. rogerioaraujo.wordpress.com - 34

35 Marco - Questões!!! [RGA 2011] Algoritmo é um conjunto infinito de passos formalmente definidos para resolução de um problema ou tarefa. Gabarito: ERRADO. [RGA 2011] O problema solucionado por algoritmo deve ser claro e bem definido. Gabarito: CERTO. rogerioaraujo.wordpress.com - 35

36 Marco - Questões!!! [RGA 2011] Quais são os critérios para algoritmos? rogerioaraujo.wordpress.com - 36

37 Marco - Questões!!! [RGA 2011] Quais são os critérios para algoritmos? Entrada: Zero ou mais valores de entrada Saída: Pelo menos um valor é produzido Clareza: Toda instrução deve ser clara e não ambígua Efetividade: Toda instrução deve ser executável Finito: O algoritmo deve ter um conjunto finito de passos rogerioaraujo.wordpress.com - 37

38 Marco - Questões!!! Entrada Efetividade Saída Clareza Finito rogerioaraujo.wordpress.com - 38

39 Marco - Questões!!! [RGA 2011] Em um algoritmo, podemos usar mais de um verbo por frase. [RGA 2011] Qual é a forma geral de um algoritmo? rogerioaraujo.wordpress.com - 39

40 Marco - Questões!!! [RGA 2011] Em um algoritmo, podemos devemos usar mais de um verbo por frase. Gabarito: ERRADO. [RGA 2011] Qual é a forma geral de um algoritmo? Algoritmo <nome do algoritmo>; const var <identificador> = <valor>; <identificador>: <tipo>; início fim <lista de comandos ou instruções>; rogerioaraujo.wordpress.com - 40

41 Marco - Questões!!! [RGA 2011] Para declarar variáveis, fazemos da seguinte forma: <identificador1>, <identificador2>,...= <tipo1>;. Para constantes, usamos: <identificador1>: <valor1>;. [RGA 2011] Nomes de variáveis e constantes podem começar com letras ou sublinhado. rogerioaraujo.wordpress.com - 41

42 Marco - Questões!!! [RGA 2011] Para declarar variáveis, fazemos da seguinte forma: <identificador1>, <identificador2>,...= <tipo1>;. Para constantes, usamos: <identificador1>: <valor1>;. Gabarito: ERRADO. Para declarar variáveis (usamos dois pontos): <identificador1>, <identificador2>,...: <tipo1>; Para constantes (usamos igual a): <identificador1> = <valor1>; [RGA 2011] Nomes de variáveis e constantes podem começar com letras ou sublinhado. Gabarito: CERTO. rogerioaraujo.wordpress.com - 42

43 Itens importantes para um algoritmo Item Símbolo Descrição Dois pontos : Igualdade = Atribuição := ou Ponto e vírgula ; rogerioaraujo.wordpress.com - 43

44 Itens importantes para um algoritmo Item Símbolo Descrição Dois pontos : Igualdade = Declara o tipo de uma variável no momento de sua criação Atribui um valor a uma constante no momento de sua criação Atribuição := ou Atribui a uma variável um valor ou resultado de alguma operação que retorna valor Ponto e vírgula ; Indica a finalização de uma linha de instrução rogerioaraujo.wordpress.com - 44

45 Classificações de tipos de dados Classificação 1 Tipos Classificação 2 inteiro real lógico caractere enumerados subconjuntos vetores ou arrays registros arquivos conjuntos ou sets referências ou ponteiros string rogerioaraujo.wordpress.com - 45

46 Classificações de tipos de dados Classificação 1 Tipos Classificação 2 Primitivos Derivados inteiro real lógico caractere enumerados subconjuntos vetores ou arrays registros arquivos conjuntos ou sets referências ou ponteiros string Simples ou Escalares Estruturados ou Compostos rogerioaraujo.wordpress.com - 46

47 Marco - Questões!!! [RGA 2011] 15 div 2 = 7 e 15 mod 2 = 1. rogerioaraujo.wordpress.com - 47

48 Marco - Questões!!! [RGA 2011] 15 div 2 = 7 e 15 mod 2 = 1. Gabarito: CERTO. rogerioaraujo.wordpress.com - 48

49 Precedência dos operadores aritméticos Ordem de precedência Exemplo de conteúdo rogerioaraujo.wordpress.com - 49

50 Precedência dos operadores aritméticos Ordem de precedência Exemplo de conteúdo 1 () 2 pot, raiz 3 *, /, div, mod 4 +, - rogerioaraujo.wordpress.com - 50

51 Tabela-verdade para os operadores e, ou e não A B A e B A ou B não (A) V V V F F V F F rogerioaraujo.wordpress.com - 51

52 Tabela-verdade para os operadores e, ou e não A B A e B A ou B não (A) V V V V F V F F V F F V F V V F F F F V rogerioaraujo.wordpress.com - 52

53 Precedência dos operadores lógicos Ordem de precedência Exemplo de conteúdo rogerioaraujo.wordpress.com - 53

54 Precedência dos operadores lógicos Ordem de precedência Exemplo de conteúdo 1 () 2 não 3 e, ou rogerioaraujo.wordpress.com - 54

55 Referências MEDINA, Marco e FERTIG, Cristina. Algoritmos e Programação: Teoria e Prática. 2ª Edição. São Paulo: Novatec Editora, Tipos de dados estruturados. Disponível em: scal/pascal2_p4.pdf Estrutura de Dados. Disponível em: %20Estruturas%20de%20Dados.pdf Tipos de Dados. Disponível em: s/aulas/tiposdedados.ppt rogerioaraujo.wordpress.com - 55

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

Algoritmo e Programação. Capítulo 2 Tópicos Preliminares

Algoritmo e Programação. Capítulo 2 Tópicos Preliminares Algoritmo e Programação Capítulo 2 Tópicos Preliminares Tópicos Preliminares Neste capítulo Tipos Primitivos Variáveis Expressões Aritméticas, Lógicas e Relacionais Comandos de Entrada e Saída Blocos Tópicos

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

ALGORITMOS 3ª Aula. 3. Introdução Tipos de dados, variáveis e operadores Tipos de dados

ALGORITMOS 3ª Aula. 3. Introdução Tipos de dados, variáveis e operadores Tipos de dados 3. Introdução Segundo alguns especialistas, qualquer programa de computador pode ser escrito utilizando apenas três estruturas básicas: Seqüência, Condição e Repetição. Isto significa que, na construção

Leia mais

Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados

Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados Escola de Ciências e Tecnologia UFRN Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados ECT1103 INFORMÁTICA FUNDAMENTAL Manter o telefone celular sempre desligado/silencioso quando estiver em

Leia mais

Pseudocódigo e Visualg

Pseudocódigo e Visualg Pseudocódigo e Visualg Professor: Alex Sandro Forghieri alex.forghieri@ifsc.edu.br Agenda Revisão Algoritmos Estrutura de dados Estrutura básica de um algoritmo em pseudocódigo Teste de mesa Operadores

Leia mais

PORTUGUÊS ESTRUTURADO: INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PROF. ALEXANDRO DOS SANTOS SILVA

PORTUGUÊS ESTRUTURADO: INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PROF. ALEXANDRO DOS SANTOS SILVA PORTUGUÊS ESTRUTURADO: INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PROF. ALEXANDRO DOS SANTOS SILVA SUMÁRIO Introdução Conceitos básicos Formato básico Tipos primitivos Variáveis Constantes Operadores Operações

Leia mais

Algoritmos: Conceitos Fundamentais. Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza

Algoritmos: Conceitos Fundamentais. Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza Algoritmos: Conceitos Fundamentais Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza DADOS E EXPRESSÕES Uso da Informação Computador manipula informações contidas em sua memória. Classificadas

Leia mais

Fábio Rodrigues / Israel Lucania

Fábio Rodrigues / Israel Lucania Fábio Rodrigues / Israel Lucania Variável é um local na memória principal, isto é, um endereço que armazena um conteúdo. Em linguagem de alto nível nos é permitido dar nomes a esse endereço, facilitando

Leia mais

TIPOS DE DADOS E VARIÁVEIS

TIPOS DE DADOS E VARIÁVEIS AULA 3 TIPOS DE DADOS E VARIÁVEIS 3.1 Tipos de dados Os dados manipulados por um algoritmo podem possuir natureza distinta, isto é, podem ser números, letras, frases, etc. Dependendo da natureza de um

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO - EPET006 -

INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO - EPET006 - INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO - EPET006 - Heleno Pontes Bezerra Neto - helenopontes@lccv.ufal.br Introdução ao MATLAB Tipos Primitivos 3. TÓPICOS PRELIMINARES Tipos Primitivos - ATÉ AGORA TRABALHAMOS NO MATLAB

Leia mais

CONCEITOS DE ALGORITMOS

CONCEITOS DE ALGORITMOS CONCEITOS DE ALGORITMOS Fundamentos da Programação de Computadores - 3ª Ed. 2012 Editora Prentice Hall ISBN 9788564574168 Ana Fernanda Gomes Ascênsio Edilene Aparecida Veneruchi de Campos Algoritmos são

Leia mais

Variável. Expressões. Atribuição. Tipos básicos Declaração. Aritméticas Lógicas. Professor Leandro Augusto Frata Fernandes

Variável. Expressões. Atribuição. Tipos básicos Declaração. Aritméticas Lógicas. Professor Leandro Augusto Frata Fernandes Programação de Computadores III Aula 3 Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2011.1/tcc-03.063 Roteiro da Aula

Leia mais

Apêndice A. Pseudo-Linguagem

Apêndice A. Pseudo-Linguagem Apêndice A. Pseudo-Linguagem Apostila de Programação I A.1 Considerações Preliminares Os computadores convencionais se baseiam no conceito de uma memória principal que consiste de células elementares,

Leia mais

Tipos de Dados. Profa. Renata de Matos Galante

Tipos de Dados. Profa. Renata de Matos Galante Tipos de Dados Profa. Renata de Matos Galante Introdução Notação para algoritmos e procedimentos: Linguagem descritiva Ênfase em tipos Delimitação de valores e operações Tipos Primitivos Tipo Inteiro (int)

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa

Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C Prof. Ramon Figueiredo Pessoa 1 Variáveis e tipos Variáveis são simplesmente posições de memória que o compilador aloca ao programa Mas quantas posições

Leia mais

Algoritmo e Programação Matemática

Algoritmo e Programação Matemática Algoritmo e Programação Matemática Fundamentos de Algoritmos Parte 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Dados A funcionalidade principal de um computador

Leia mais

Introdução a Programação. Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin

Introdução a Programação. Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin Introdução a Programação Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin Programas Programas são instruções para o computador executar uma tarefa Estas instruções seguem uma lógica Lógica: modo

Leia mais

Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO Dados em Algoritmos Quando escrevemos nossos programas, trabalhamos com: Dados que nós fornecemos ao programa Dados

Leia mais

Roteiro para Aula 1 de laboratório. 1) Mostrar estrutura básica de um código em Fortran. algoritmo. program nome_da_codificacao.

Roteiro para Aula 1 de laboratório. 1) Mostrar estrutura básica de um código em Fortran. algoritmo. program nome_da_codificacao. Universidade do Estado do Rio de Janeiro Instituto de Física Armando Dias Tavares Departamento de Física Aplicada e Termodinâmica Laboratório de Física Computacional/IF Roteiro para Aula 1 de laboratório

Leia mais

Algoritmos Computacionais

Algoritmos Computacionais Material produzido por professores da UFABC Objetivos Aprender a sintaxe e a semântica de instruções de saída e de entrada de dados na linguagem PORTUGOL Aprender alguns operadores pra uso na parte de

Leia mais

Algoritmos I Edézio 1

Algoritmos I Edézio 1 Algoritmos I Edézio 1 Algoritmo Conjunto de regras e operações bem definidas e ordenadas, destinadas à solução de um problema, ou de uma classe de problemas, em um número finito de etapas. Exemplos: As

Leia mais

Português Estruturado (VISUALG)

Português Estruturado (VISUALG) Português Estruturado (VISUALG) Estrutura do programa Exemplo: algoritmo "Ola mundo" // Função : Mostrar na tela uma saudação // Autor : Christianne Dalforno // Data : 09/03/2016

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Edirlei Soares de Lima Introdução a Computação Aula 02 Lógica de Programação Lógica de Programação Lógica de Programação é a técnica de criar sequências lógicas de ações para atingir

Leia mais

Conceitos Básicos de Programação

Conceitos Básicos de Programação BCC 201 - Introdução à Programação Conceitos Básicos de Programação Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/53 Conceitos básicos I Variável 2/53 Conceitos básicos II Posição de memoria, identificada através de

Leia mais

Conceitos Básicos de Algoritmos

Conceitos Básicos de Algoritmos Conceitos Básicos de Algoritmos 35 TIPOS PRIMITIVOS Palavra-reservada: inteiro - define variáveis numéricas do tipo inteiro, ou seja, sem casas decimais Palavra-reservada: real - define variáveis numéricas

Leia mais

Apostila de Portugol

Apostila de Portugol Apostila de Portugol TIPOS PRIMITIVOS DE DADOS INTEIRO ADMITE SOMENTE NÚMEROS INTEIROS. GERALMENTE É UTILIZADO PARA REPRESENTAR UMA CONTAGEM (QUANTIDADE). REAL ADMITE NÚMEROS REAIS (COM OU SEM CASAS DECIMAIS).

Leia mais

Introdução à Computação MAC0110

Introdução à Computação MAC0110 Introdução à Computação MAC0110 Prof. Dr. Paulo Miranda IME-USP Aula 2 Variáveis e Atribuições Memória Principal: Introdução Vimos que a CPU usa a memória principal para guardar as informações que estão

Leia mais

Conceitos básicos de algoritmos

Conceitos básicos de algoritmos Conceitos básicos de algoritmos Operadores Aritméticos Unários: +, - Exemplos: +1-5.9... var a: inteiro... a

Leia mais

ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO - MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO - MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO - MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Memória Variáveis e constantes Tipos primitivos de

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

Pascal. -Cabeçalho do programa. - label - const - type - var - procedure - function. - integer - real - byte - boolean - char - string

Pascal. -Cabeçalho do programa. - label - const - type - var - procedure - function. - integer - real - byte - boolean - char - string Pascal -Cabeçalho do programa Áreas do programa -Área de declarações -Corpo do programa - label - const - type - var - procedure - function - integer - real - byte - boolean - char - string Program

Leia mais

Pseudocódigo e visualg

Pseudocódigo e visualg Pseudocódigo e visualg Professor: Juliano Lucas Gonçalves juliano.goncalves@ifsc.edu.br Agenda Revisão Algoritmos Estrutura de dados Estrutura básica de um algoritmo em pseudocódigo Teste de mesa Operadores

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Programação e Sistemas de Informação. Módulo 1. 3ª Parte Prof. Sandra Pais Soares

Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Programação e Sistemas de Informação. Módulo 1. 3ª Parte Prof. Sandra Pais Soares Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Programação e Sistemas de Informação Módulo 1 3ª Parte Prof. Sandra Pais Soares Fundamentos de Programação 1. Palavras Reservadas 2.

Leia mais

Métodos para a construção de algoritmo

Métodos para a construção de algoritmo Métodos para a construção de algoritmo Compreender o problema Identificar os dados de entrada e objetos desse cenário-problema Definir o processamento Identificar/definir os dados de saída Construir o

Leia mais

Fundamentos de Programação

Fundamentos de Programação Fundamentos de Programação Programação com sequência Prof. M.Sc.: João Paulo Q. dos Santos E-mail: joao.queiroz@ifrn.edu.br Página: http://docente.ifrn.edu.br/joaoqueiroz/ Etapas de ação de um computador

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4 Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1 Estruturas Básicas Aula Tópico 4 1 Problema 3 Exibir o maior número inteiro que pode ser representado no computador. 2 Qual o maior número inteiro? Para

Leia mais

Aula 4 Expressões e Operadores Cleverton Hentz

Aula 4 Expressões e Operadores Cleverton Hentz Aula 4 Expressões e Operadores Cleverton Hentz Sumário de Aula } Expressões } Operadores } Linearização de Expressões 2 Expressões Uma expressão é composta por variáveis, constantes, ou qualquer combinação

Leia mais

Programação de Computadores:

Programação de Computadores: Instituto de C Programação de Computadores: Introdução a Algoritmos (Parte II) Luis Martí Instituto de Computação Universidade ederal luminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Roteiro da Aula de Hoje

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA. DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA. DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA DIM0320 Algoritmos e Programação de Computadores #VARIÁVEIS #TIPOS DE DADOS E L I EZ I O S O A R ES E L I EZ

Leia mais

01/08/2011. Tipos de dados Numéricos Alfanuméricos Lógicos. Numéricos. Tipos de dados. Dados Numéricos Inteiros. Dados Numéricos Reais.

01/08/2011. Tipos de dados Numéricos Alfanuméricos Lógicos. Numéricos. Tipos de dados. Dados Numéricos Inteiros. Dados Numéricos Reais. Engenharia de Controle e Automação Programação I Prof. Ricardo Sobjak ricardo.sobjak@ifsc.edu.br Tipos de dados Numéricos Alfanuméricos Lógicos Tipos de dados Os tipos de dados primitivos ou básicos são

Leia mais

Conceitos Básicos. Professor: Juliano Lucas Gonçalves.

Conceitos Básicos. Professor: Juliano Lucas Gonçalves. Conceitos Básicos Professor: Juliano Lucas Gonçalves juliano.goncalves@ifsc.edu.br Agenda Revisão Algoritmos Memória, variáveis e constantes Estrutura básica de um algoritmo em pseudocódigo 2 O que já

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

Algoritmos Estrutura Condicional

Algoritmos Estrutura Condicional Algoritmos Estrutura Condicional Aula 06 Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa http://www2.ufersa.edu.br/portal/professor/diogopedrosa diogopedrosa@ufersa.edu.br Universidade Federal Rural do Semiárido Bacharelado

Leia mais

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho Gilson de Souza Carvalho gaucho.gilson@hotmail.com 1. Estruturas básicas Apresentaremos um resumo com os comandos estudados para criação de algoritmos. Para utilizar estes comandos, usaremos uma sintaxe

Leia mais

Ambiente de desenvolvimento

Ambiente de desenvolvimento Linguagem C Ambiente de desenvolvimento Um programa em C passa por seis fases até a execução: 1) Edição 2) Pré-processamento 3) Compilação 4) Linking 5) Carregamento 6) Execução Etapa 1: Criação do programa

Leia mais

Lógica de Programação: aula 2. Dariel Mazzoni Maranhão. Uninove: Universidade Nove de Julho. 22 de agosto de 2010

Lógica de Programação: aula 2. Dariel Mazzoni Maranhão. Uninove: Universidade Nove de Julho. 22 de agosto de 2010 Uninove: Universidade Nove de Julho 22 de agosto de 2010 Tipos de Dados Primitivos São informações manipuladas pelos usuários. Classificam-se em quatro tipos: Inteiro; Tipos de Dados Primitivos São informações

Leia mais

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS 782 - Programação em C/C++ - estrutura básica e conceitos fundamentais Linguagens de programação Linguagem de programação são conjuntos de palavras formais, utilizadas na escrita de programas, para enunciar

Leia mais

Introdução à Computação

Introdução à Computação Your Logo Here Prof. Bruno de Jesus bruno.jesus@ic.ufal.br Introdução à Computação Tipos de dados, variáveis e expressões Conteúdo de hoje... Tipos de dados Dados numéricos Inteiro Real Dados literais

Leia mais

7 Operadores e Expressões

7 Operadores e Expressões 7 Operadores e Expressões 7.1 Definição de operador, expressão e operando Um operador é um símbolo utilizado para identificar que uma determinada operação deve ser realizada sobre um ou mais parâmetros,

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 ALGORITMOS

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 ALGORITMOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 ALGORITMOS Profª ª Danielle Casillo LINEARIZAÇÃO DE EXPRESSÕES Para a construção de algoritmos

Leia mais

5. Expressões aritméticas

5. Expressões aritméticas 5. Expressões aritméticas DIM0320 2015.1 DIM0320 5. Expressões aritméticas 2015.1 1 / 37 Sumário 1 Operadores inteiros 2 Precedências 3 Alteração de prioridades 4 Operadores reais 5 Expressões de tipo

Leia mais

Algoritmos. Seqüência finita e ordenada de procedimentos que resolvem um determinado problema. Exemplo: O que preciso fazer para preparar um omelete?

Algoritmos. Seqüência finita e ordenada de procedimentos que resolvem um determinado problema. Exemplo: O que preciso fazer para preparar um omelete? Algoritmos Seqüência finita e ordenada de procedimentos que resolvem um determinado problema Exemplo: O que preciso fazer para preparar um omelete? Pegar os ovos na geladeira; Bater os ovos; Escolher o

Leia mais

Português Estruturado

Português Estruturado Português Estruturado Português Estruturado Para que o algoritmo possa ser executado por uma máquina é importante que as instruções sejam corretas e sem ambigüidades. O português estruturado é, na verdade,

Leia mais

Teoria da Computação e Algoritmos. Introdução à Linguagem Pascal. ALGORITMO <Nome do algoritmo>; <definições>; INÍCIO <Comandos>; FIM.

Teoria da Computação e Algoritmos. Introdução à Linguagem Pascal. ALGORITMO <Nome do algoritmo>; <definições>; INÍCIO <Comandos>; FIM. Teoria da Computação e Algoritmos Introdução à Linguagem Pascal 1 Estrutura de um programa INÍCIO FIM. PROGRAM END.

Leia mais

Definições de Algoritmos. Algoritmos e Programação I. Conceitos Básicos de Algoritmos. Relação entre Algoritmos e Programação

Definições de Algoritmos. Algoritmos e Programação I. Conceitos Básicos de Algoritmos. Relação entre Algoritmos e Programação Definições de Algoritmos Algoritmos e Programação I Aula 2 Prof a. Márcia Cristina Moraes mmoraes@inf.pucrs.br Prof a. Sílvia M.W. Moraes silvia@inf.pucrs.br Algoritmo é um conjunto finito de regras, bem

Leia mais

ALGORITMOS VARIÁVEIS E OPERADORES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

ALGORITMOS VARIÁVEIS E OPERADORES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. ALGORITMOS VARIÁVEIS E OPERADORES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ESTRUTURA DE UM ALGORITMO VISUALG Algoritmo Exemplo var valor_a, valor_b, valor_c : inteiro soma : inteiro

Leia mais

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Métodos Computacionais Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a escrever um programa em C que pode realizar cálculos Conceito de expressão Tipos de

Leia mais

Algoritmos e Lógica de Programação Introdução e formas de representação

Algoritmos e Lógica de Programação Introdução e formas de representação Algoritmos e Lógica de Programação Introdução e formas de representação Agostinho Brito Departamento de Engenharia da Computação e Automação Universidade Federal do Rio Grande do Norte 15 de agosto de

Leia mais

Programação de Computadores:

Programação de Computadores: Instituto de C Programação de Computadores: Introdução ao FORTRAN Luis Martí Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Introdução ao FORTRAN Cinco aspectos

Leia mais

Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz

Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz Sumário de Aula } Conceito de Memória } Variáveis e Tipos de Dados } Constantes 2 Conceito de Memória } A memória de um computador é

Leia mais

Métodos de Representação de Algoritmos

Métodos de Representação de Algoritmos Métodos de Representação de Algoritmos Contudo, quando falamos em algoritmo sob o enfoque computacional, como já foi mencionado, não podemos utilizar uma descrição narrativa para representar um algoritmo.

Leia mais

Métodos de Representação de Algoritmos

Métodos de Representação de Algoritmos Métodos de Representação de Algoritmos Contudo, quando falamos em algoritmo sob o enfoque computacional, como já foi mencionado, não podemos utilizar uma descrição narrativa para representar um algoritmo.

Leia mais

Linguagem de programação: Pascal

Linguagem de programação: Pascal Aula 04 Linguagem de programação: Pascal Prof. Tecgº Flávio Murilo 26/03/2013 1 Pascal Introdução Pascal é uma linguagem de programação estruturada, criada em 1970 pelo suíço Niklaus Wirth, dando este

Leia mais

Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C. Profa. Elaine Faria UFU

Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C. Profa. Elaine Faria UFU Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C Profa. Elaine Faria UFU - 2017 Linguagem de Programação Para que o computador consiga ler um programa e entender o que fazer, este programa deve ser escrito

Leia mais

Existem conjuntos em todas as coisas e todas as coisas são conjuntos de outras coisas.

Existem conjuntos em todas as coisas e todas as coisas são conjuntos de outras coisas. MÓDULO 3 CONJUNTOS Saber identificar os conjuntos numéricos em diferentes situações é uma habilidade essencial na vida de qualquer pessoa, seja ela um matemático ou não! Podemos dizer que qualquer coisa

Leia mais

11 - Estrutura de um programa em C

11 - Estrutura de um programa em C 11 - Estrutura de um programa em C directivas para o compilador { main ( ) declarações instruções } -É possível utilizar comentários, exemplo: /* Comentário */ que não são traduzidos pelo compilador, pois

Leia mais

Curso básico de JavaScript Aula 2

Curso básico de JavaScript Aula 2 Tópicos 1 JavaScript é case sensitive... 1 2 Comentários... 1 3 Saídas do JavaScript... 1 4 Entrada de dados usando window.prompt( )... 3 5 Variáveis... 3 1.1 Regras para criar uma variável... 3 6 Literais...

Leia mais

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Programa em Linguagem Algorítmica Nesse curso nós vamos utilizar a linguagem algorítmica para

Leia mais

C Operadores e Expressões

C Operadores e Expressões C Operadores e Expressões Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br Instituto de Matemática Departamento de Ciência da Computação UFRJ 15 de agosto de 2013 Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br (IM-DCC-UFRJ)C Operadores

Leia mais

LÓGICA DIGITAL - CONCEITOS. * Constantes. * Expressões: Aritméticas; Lógicas; Tabela Verdade; Relacionais; Booleanas. * Portas Lógicas.

LÓGICA DIGITAL - CONCEITOS. * Constantes. * Expressões: Aritméticas; Lógicas; Tabela Verdade; Relacionais; Booleanas. * Portas Lógicas. * Tipos de Dados. * Constantes. * Expressões: Aritméticas; Lógicas; Tabela Verdade; Relacionais; Booleanas. * Portas Lógicas. 1 TIPOS DE DADOS Dados inteiros Representação das informações pertencentes

Leia mais

BCC Introdu c ao ` a Programa c ao Portugol Guillermo C amara-ch avez UFOP 1/35

BCC Introdu c ao ` a Programa c ao Portugol Guillermo C amara-ch avez UFOP 1/35 BCC 201 - Introdução à Programação Portugol Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/35 Introdução I Lógica A lógica é usada no dia a dia das pessoas que trabalham com computação para solucionar problemas de forma

Leia mais

Fundamentos de Programação

Fundamentos de Programação Fundamentos de Programação CP41F Aula 2 Prof. Daniel Cavalcanti Jeronymo Conceito de algoritmo. Raciocínio lógico na construção de algoritmos. Estrutura de algoritmos. Universidade Tecnológica Federal

Leia mais

Tipos de Dados e Expressões

Tipos de Dados e Expressões Tipos de Dados e Expressões Prof. Ranieri Alves dos Santos ranieri@ranierisantos.com www.ranierisantos.com Tipos de dados Real Inteiro Lógico Literal Variáveis Estrutura de algoritmos Expressões Aritméticas

Leia mais

Pseudocódigo. Regras para nomear um algoritmos: Variáveis. Exemplo: Exemplo: Exemplo: O valor do dolar; O peso de uma pessoa;

Pseudocódigo. Regras para nomear um algoritmos: Variáveis. Exemplo: Exemplo: Exemplo: O valor do dolar; O peso de uma pessoa; Pseudocódigo Português estruturado Mais formal e estruturado Facilidade de compreensão /* Algoritmo que descreve os passos para trocar uma lâmpada */ comentário Algoritmo TrocaLampada nome do algoritmo

Leia mais

Variáveis e Entrada de Dados Marco André Lopes Mendes marcoandre.googlepages.

Variáveis e Entrada de Dados Marco André Lopes Mendes  marcoandre.googlepages. Variáveis e Entrada de Dados Marco André Lopes Mendes marcoandre@ifc-araquari.edu.br marcoandre@gmail.com marcoandre.googlepages.com Algoritmos é a base Primeiro programa Este programa possui apenas uma

Leia mais

Constantes, Variáveis, tipos de dados e expressões

Constantes, Variáveis, tipos de dados e expressões FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre Constantes, Variáveis, tipos de dados e expressões Rafael Barbosa Neiva rafael@prodados.inf.br Variáveis Como referenciar e recuperar

Leia mais

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza.

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza. Fundamentos de Programação Turma CI-240-EST Josiney de Souza josineys@inf.ufpr.br Agenda do Dia Aula 3 (12/08/15) Saídas Entradas Operadores Atribuição Aritméticos Expressões Aritméticas Saída Permite

Leia mais

Capítulo 2 Introdução à Programação

Capítulo 2 Introdução à Programação Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas INTRODUÇÃO À CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Capítulo 2 Introdução à Programação Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Plano de Ensino 2. Introdução

Leia mais

Introdução à Programação em Java Constantes, expressões e variáveis

Introdução à Programação em Java Constantes, expressões e variáveis Constantes, expressões e variáveis Prof. Rodrigo Hausen Constante Valor definido pelo programador que não pode ser alterado durante a execução do programa. Exemplos em Java: numéricas inteiras: 1, 3, 9,

Leia mais

Introdução a Linguagem C

Introdução a Linguagem C Introdução a Linguagem C Rafael Silva Guimarães Instituto Federal do Espírito Santo rafaelg@ifes.edu.br http://rafaelguimaraes.net 22 de Dezembro de 2014 Rafael Silva Guimarães Introdução a Linguagem C

Leia mais

Algoritmos. Prof. Jonatas Bastos Site:

Algoritmos. Prof. Jonatas Bastos   Site: Algoritmos Prof. Jonatas Bastos Email: jonatasfbastos@gmail.com Site: http://jonatasfbastos.wordpress.com/ 1 Exemplo de Algoritmo { declaração de variáveis } real: p1, p2, p3, p4, Media; inicio { comandos

Leia mais

Aula 03 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes

Aula 03 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes Aula 03 Introdução à Java Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www3.ifrn.edu.br/~brunogomes Agenda da Aula Representação de Algoritmos em Pseudocódigo: Tipos de Dados;

Leia mais

Paradigmas de Linguagens

Paradigmas de Linguagens Paradigmas de Linguagens Aula 2: Tipos de dados Professora Sheila Cáceres Tipos de dados Dados são a matéria prima da computação junto com os programas. LPs precisam manipular dados. LPS utilizam os conceitos

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

UNIDADE 2 ALGORITMOS E PSEUDOCÓDIGO

UNIDADE 2 ALGORITMOS E PSEUDOCÓDIGO 1 UNIDADE 2 ALGORITMOS E PSEUDOCÓDIGO 2.1 INTRODUÇÃO Um algoritmo é uma seqüência ordenada, finita de operações bem definidas e eficazes que, quando executadas por um computador operando sobre dados caracterizando

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados

Algoritmos e Estruturas de Dados Algoritmos e Estruturas de Dados Introdução Prof. Sinaide Nunes Bezerra Vídeoaulas e exercícios em linguagem C, acesse www.mathgraph.com.br 1 de novembro de 2015 Sumário 1 Introdução

Leia mais

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S PROGRAMAÇÃO I VA R I Á V E I S, C O N S TA N T E S, O P E R A D O R E S E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S Variáveis 2 Variáveis são locais onde são armazenados os valores na memória. Toda variável é

Leia mais

Conceitos Básicos Linguagem C

Conceitos Básicos Linguagem C Conceitos Básicos Linguagem C PROF. MAURÍCIO A DIAS MACDIASPAE@GMAIL.COM 2 Método Método básico para construção de algoritmos 1. Compreender completamente o problema a ser resolvido, se possível dividindo

Leia mais

Disciplina: Introdução a Programação. IPRJ/UERJ Professora: Sílvia Mara da Costa Campos Victer. Índice: Aula1 - Introdução Programa Algoritmo

Disciplina: Introdução a Programação. IPRJ/UERJ Professora: Sílvia Mara da Costa Campos Victer. Índice: Aula1 - Introdução Programa Algoritmo Disciplina: Introdução a Programação. IPRJ/UERJ Professora: Sílvia Mara da Costa Campos Victer Índice: Aula1 - Introdução Programa Algoritmo Aula 2 - Variáveis Tipos de dados Identificadores Aula 3 - Programação

Leia mais

Lógica de Programação, Algoritmos e Estruturas de Dados

Lógica de Programação, Algoritmos e Estruturas de Dados Lógica de Programação, Algoritmos e Estruturas de Dados Professor: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Agenda Funções Básicas do Software; Relações entre áreas; Introdução à Algoritmos; Introdução

Leia mais

Subalgoritmos. algoritmo completo é dividido num algoritmo principal e em diversos subalgoritmos (tantos quantos forem necessários ou convenientes).

Subalgoritmos. algoritmo completo é dividido num algoritmo principal e em diversos subalgoritmos (tantos quantos forem necessários ou convenientes). Subalgoritmos Sempre é possível dividir problemas grandes e complicados em problemas menores e de solução mais simples. A decomposição de um problema é fator determinante para a redução da complexidade.

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com OPERADORES ARITMÉTICOS OPERAÇÃO OPERADOR SIGNIFICADO SOMA + Efetuar soma de duas

Leia mais

Curso de C. Declaração de Variáveis 18/3/ :48 1

Curso de C. Declaração de Variáveis 18/3/ :48 1 Curso de C Declaração de Variáveis 18/3/2008 15:48 1 Declaração de Variáveis Objetivos: Aprender como: Criar variáveis Atribuir um valor inicial à variável Escolher um nome para a variável 18/3/2008 15:48

Leia mais

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PRÉ AULA PRÉ AULA 31/08/2015

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PRÉ AULA PRÉ AULA 31/08/2015 ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com PRÉ AULA De acordo com a sua compreensão acerca da representação das fórmulas

Leia mais

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia Calculo da área de um triângulo Algoritmo Área Var base,

Leia mais