Unisant Anna Gestão Empresarial com ERP 2014 Modelagem de Sistemas - UML e MER

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Unisant Anna Gestão Empresarial com ERP 2014 Modelagem de Sistemas - UML e MER"

Transcrição

1 Objetivo dessa aula é descrever as características e a simbologia dos diagramas UML e MER na modelagem de sistemas de informação de uma forma a permitir a comunicação entre técnicos e gestores. Modelagem de Sistemas Utilizando UML A UML (Unified Modeling Language) vem sendo utilizada na modelagem de soluções de software para sistemas de informação tais como sistemas bancários, financeiros, comerciais, em sistemas de telecomunicações e defesa, alem de serviços web e aplicações na medicina. A UML é utilizada para especificar, desenvolver e documentar os elementos dos sistemas em geral. Aqui a veremos sob o ponto de vista dos sistemas comerciais. A UML é uma linguagem com um conjunto de regras. Vantagens: Permite a geração de documentação de referência; Facilita a comunicação entre a equipe; Proporciona uma melhor demonstração do modelo conceitual do sistema; Demonstra com maior clareza as classes em um sistema distribuído na Web; Proporciona a geração de uma modelagem de sistema orientada a objetos. Diagramas A modelagem em UML é realizada com o uso de diagramas. Permitem documentação de: Requisitos funcionais Arquitetura do sistema. Diagramas UML: Caso de Uso Requisitos funcionais Classes Arquitetura Sequência Arquitetura Colaboração Arquitetura Estado Arquitetura Atividade Requisitos funcionais Implantação Arquitetura Nem todos os diagramas são necessários em uma determinada solução. Aula 10 - UML.doc 1/21

2 Diagrama de Caso de Uso Agrupa um conjunto de pacotes com alta coesão interna e baixa dependência externa. Representam uma visão externa que um determinado ator pode obter do sistema através de um conjunto de objetos compondo um cenário específico e particular. Composição básica: Atores elemento ativo ou passivo usuário, cliente, fornecedor, outro sistema o Representação boneco o Linhas e setas indicam a interação do ator com o sistema. A Figura 1 mostra um exemplo de Diagrama de Caso de Uso. Figura 1 Exemplo de Caso de Uso. Fonte: HABERKORN (2008) fig. 8.2 Início sempre a partir de um ator. Representa a interação que pode ocorrer entre os diversos casos de uso. Pode usar ou estender outro caso de uso uma de suas atividades pode ser ativar outro caso de uso como mostra a figura 2. Estende outro caso de uso quando modifica algumas das atividades executadas por este último. Exemplo: geração da solicitação de compras de materiais, como mostra a Figuras 3 e 4, que a partir de um pedido de vendas cria uma lista de compras com base na estrutura de produtos. Esta mesma lista de materiais pode ser gerada a partir dos saldos e pontos de pedido dos produtos. Aula 10 - UML.doc 2/21

3 Figura 2 Exemplo de uso em diagramas de caso de uso. Fonte: HABERKORN (2008) fig Aula 10 - UML.doc 3/21

4 Figura 3 Exemplo de diagrama de caso de uso que modifica algumas atividades (parte 1/2). HABERKORN (2008) fig Aula 10 - UML.doc 4/21

5 Figura 4 Exemplo de diagrama de caso de uso que modifica algumas atividades (parte 2/2). HABERKORN (2008) fig Diagrama de Classes Um diagrama de classes representa uma estrutura estática dos elementos do modelo incluindo a sua identificação, suas características (atributos) e seus comportamentos (métodos). Os elementos são chamados de objetos e a representação no modelo é realizada através da categorização em diversas classes. A figura 5 mostra um exemplo de diagrama de classes. Note que tanto os atributos quanto os métodos podem ter visibilidade diferenciada, representada pelos sinais: + - pública; # - protegida e - - privada. Além da identificação dos atributos e dos métodos de cada classe, um diagrama exibe as diversas associações que cada uma das classes mantém com as demais dentro do modelo. Aula 10 - UML.doc 5/21

6 Figura 5 Exemplo de representação de classes de objetos em um Diagrama de Classes. HABERKORN (2008) fig Tipos de associações: - Associação (Figura 6) Utilizada para indicar o relacionamento existente entre duas classes. O símbolo * indica a multiplicidade existente na associação. Figura 6 Exemplo de Associação de classes. Fonte: HABERKORN (2008) fig Agregação (Figura 7) Utilizada para representar uma associação entre duas classes nas quais uma compõe o todo e a outra a parte. Na figura 7, a classe X é o todo e a classe Y é a parte. Figura 7 Exemplo de Agregação de classes. Fonte: HABERKORN (2008) fig Aula 10 - UML.doc 6/21

7 - Generalização / Especificação (Figura 8) Mostra o relacionamento existente entre classes mais genéricas (superclasses) e classes mais específicas (subclasses). Neste tipo de relacionamento são demonstradas também as heranças tanto de características (atributos) como de comportamento (métodos ou operações) existentes entre as superclasses e as subclasses. Figura 8 Associação de generalização / especialização. Fonte: HABERKORN (2008) fig Dependência (Figura 9) A associação de dependência representa a existência de uma classe dependente e outra independente. Qualquer mudança na classe independente interfere diretamente na classe dependente. O exemplo da figura 9 indica que a classe X é dependente de alguns serviços da classe Y. Figura 9 Associação de Dependência. Fonte: HABERKORN (2008) fig A figura 10 mostra um diagrama de classes que representa o exercício proposto no CD do livro (HABERKORN, 2008). Aula 10 - UML.doc 7/21

8 Figura 10 Exemplo de diagrama de classes exemplo do exercício proposto no livro. Fonte: HABERKORN (2008) fig Diagrama de Interação Diagrama de classes classes de objetos e as possíveis associações existentes. Caso de uso representação estática utilizada para esboçar a estrutura genérica de um sistema e as possíveis visões que cada ator em particular tem do sistema. Diagramas de Interação (diagrama de Sequência ou diagrama de Colaboração) comportamento do sistemas e cenários para cada caso de uso. Aula 10 - UML.doc 8/21

9 - Diagrama de Sequência (Figura 11) Exibem a troca de mensagens que podem ocorrer entre um conjunto de objetos na realização de um caso de uso. Demonstra a implementação de um caso de uso levando em consideração o fator tempo. Figura 11 Diagrama de Sequência. Fonte: HABERKORN (2008) fig Interação no tempo de cima para baixo e da esquerda para a direita. Demonstra as operações e os retornos das operações ocorridas entre os diversos objetos (trocas de mensagens entre os objetos na figura 11). O X na figura representa a eliminação de um objeto ao final do processo. Pode representar mensagens síncronas (espera pela resposta reta com seta) ou assíncronas (não espera pela resposta reta com meia seta ). Os exemplos a seguir se referem a caso de uso para a geração de pedidos de vendas e solicitações de compras da figura 12. Aula 10 - UML.doc 9/21

10 Figura 12 Exemplo de diagrama de caso de uso para a geração de pedidos de vendas e solicitações de compras. Fonte: HABERKORN (2008) fig Diagrama de Sequência da Geração de Pedido de Vendas (figura 13) Figura 13 Exemplo de diagrama de sequência para a geração de pedidos de vendas. Fonte: HABERKORN (2008) fig Diagrama de Sequência da Geração de Solicitação de Compras (figura 14) Aula 10 - UML.doc 10/21

11 Figura 14 Exemplo de diagrama de sequência para a solicitação de compras. Fonte: HABERKORN (2008) fig Diagrama de Colaboração (Figura 15) Exibem o vínculo existente entre os diversos objetos em um caso de uso. Exibem também a troca de mensagens. A numeração das mensagens dá a noção de tempo. A Figura 15 dá um exemplo genérico de um Diagrama de Colaboração. Aula 10 - UML.doc 11/21

12 Figura 15 Exemplo genérico de diagrama de colaboraçao. Fonte: HABERKORN (2008) fig A figura 16 mostra o caso de uso Formar Preços, que será utilizado como exemplo. Figura 16 Diagrama de caso de uso da formação de preço de venda dos produtos utilizado no exemplo do livro. Fonte: HABERKORN (2008) fig A figura 17 mostra o diagrama de colaboração do caso de uso Formar preços de venda do exemplo do livro. Aula 10 - UML.doc 12/21

13 Figura 17 Diagrama colaboração do caso de uso Formar preços. Fonte: HABERKORN (2008) fig Diagrama de Estados (Figura 18) É o tratamento dado a cada estímulo recebido e as respectivas respostas fornecidas. Possibilita a descrição do comportamento de um sistema através do detalhamento de todos os possíveis estados que cada um dos objetos pode assumir. Como um determinado estado de um objeto pode reagir a diferentes eventos. Aula 10 - UML.doc 13/21

14 Formalização do comportamento e a verificação dos eventos. A figura 18 dá um exemplo genérico desse diagrama. Figura 18 Exemplo genérico do diagrama de estados. Fonte: HABERKORN (2008) fig Composto por um conjunto de sequências que a partir de um estado inicial demonstram as possíveis transições de estado. O estado inicial é representado por um pequeno círculo seguido de uma seta. O estado final é indicado por uma seta de direção seguida de um círculo semi preenchido. O exemplo a seguir (Figura 19) representa os diferentes estados da classe nota fiscal de saída de acordo com o estudo de caso constante no livro. Aula 10 - UML.doc 14/21

15 Figura 19 Diagrama de estados para a classe Nota Fiscal de Saída. Fonte: HABERKORN (2008) fig Diagrama de Atividade (Figura 20) Utilizado para representar o funcionamento interno de um determinado objeto. Inclui ações que serão realizadas na execução de uma operação e como este conjunto de ações interfere nos demais objetos. A figura 20 mostra o diagrama de atividade para os objetos da classe Solicitação de Compras (Faturamento). Aula 10 - UML.doc 15/21

16 Figura 20 Faturamento: exemplo de diagrama de estado. Fonte: HABERKORN (2008) fig Aula 10 - UML.doc 16/21

17 - Diagrama de Implementação (figura 21) Descrevem o ambiente computacional do sistema e são representados pelos diagramas de componentes e diagramas de implantação. Identificam o hardware envolvido e a implementação física dos diversos objetos. A figura 21 mostra um exemplo genérico do diagrama de componentes. Figura 21 Diagramas de componentes. Fonte: HABERKORN (2008) fig Diagrama de Componentes. Um diagrama de componentes (ou de utilização) são demonstradas as dependências através das interfaces executáveis ou armazenáveis que são implementadas por determinadas classes e o respectivo uso destas interfaces por outras. O exemplo da figura 22 mostra as dependências entre programas (exe), bibliotecas (DLL) e classes (cls). Nele são mostradas as dependências que o programa Gera Pedidos tem em relação às bibliotecas e mesmo em relação a outros programas. Aula 10 - UML.doc 17/21

18 Figura 22 Exemplo de diagrama de componentes. Fonte: HABERKORN (2008) fig Diagrama de Implantação Implantação física dos módulos do sistema nos diversos dispositivos físicos. A figura 23 dá um exemplo desse tipo de diagrama. Aula 10 - UML.doc 18/21

19 Figura 23 Exemplo de diagrama de implantação. Fonte: HABERKORN (2008) fig Aula 10 - UML.doc 19/21

20 Aula 10 - UML.doc 20/21

21 Questões de revisão 1) Em se tratando dos objetivos do PMI Project Management Institute, assinale a alternativa incorreta: a. O PMI é a principal entidade que desenvolve padrões para o gerenciamento de projetos. b. O PMI é um dos mais importantes institutos que mantém um programa de certificação para profissionais na área de gerenciamento de projetos. c. O PMI é um documento que tem por objetivo servir de referência aos profissionais que trabalham com gerência de projetos. d. O PMI tem por objetivo disseminar o conhecimento sobre gerência de projetos através do PMBOK-Project Management Body of Knowledge. e. O PMI tem por objetivo disseminar o conhecimento de práticas de Qualidade em Projetos. 2) Com relação a Projeto é possível afirmar que: a. É um empreendimento temporário. b. É um empreendimento definitivo. c. É um empreendimento ininterrupto que gera um conjunto de produtos. d. É um empreendimento ininterrupto que gera um conjunto de serviços. e. Gera regulamentação de produtos e serviços. 3) Em se tratando de exemplos de projetos é possível citar como exemplo: a. Uma linha de produção. b. O ciclo comercial diário. c. A construção de um edifício. d. O fluxo de documentos dentro de uma empresa. e. O fluxo de dados de um sistema. Aula 10 - UML.doc 21/21

Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos

Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos Objetivo dessa aula é mostrar a importância em utilizar uma metodologia de implantação de sistemas baseada nas melhores práticas de mercado

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Rogério Eduardo Garcia (rogerio@fct.unesp.br) Bacharelado em Ciência da Computação Aula 05 Material preparado por Fernanda Madeiral Delfim Tópicos Aula 5 Contextualização UML Astah

Leia mais

A Linguagem de Modelagem Unificada (UML)

A Linguagem de Modelagem Unificada (UML) Aécio Costa A Linguagem de Modelagem Unificada (UML) Percebeu-se a necessidade de um padrão para a modelagem de sistemas, que fosse aceito e utilizado amplamente. Surge a UML (Unified Modeling Language)

Leia mais

Felipe Denis M. de Oliveira. Fonte: Alice e Carlos Rodrigo (Internet)

Felipe Denis M. de Oliveira. Fonte: Alice e Carlos Rodrigo (Internet) UML Felipe Denis M. de Oliveira Fonte: Alice e Carlos Rodrigo (Internet) 1 Programação O que é UML? Por quê UML? Benefícios Diagramas Use Case Class State Interaction Sequence Collaboration Activity Physical

Leia mais

Modelagem OO com UML. Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes.br/ ~ vitorsouza

Modelagem OO com UML. Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes.br/ ~ vitorsouza Modelagem OO com UML Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes.br/ ~ vitorsouza Departamento de Informática Centro Tecnológico Universidade Federal do Espírito Santo Modelos Maneira

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC DCC Departamento de Ciência da Computação Joinville-SC

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC DCC Departamento de Ciência da Computação Joinville-SC CURSO: Bacharelado em Ciência da Computação DISCIPLINA: ANPS Análise e Projeto de Sistemas AULA NÚMERO: 3 DATA: PROFESSOR: Murakami Sumário 1 APRESENTAÇÃO...1 2 DESENVOLVIMENTO...1 2.1 Revisão...1 2.1.1

Leia mais

Uma Abordagem usando PU

Uma Abordagem usando PU Uma Abordagem usando PU Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Referências: Baseada em: Rational Software Corpotation G. Booch, Ivar Jacobson,

Leia mais

1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE)

1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE) 1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE) Segundo Tonsig (2003), para conseguir desenvolver um software capaz de satisfazer as necessidades de seus usuários, com qualidade, por intermédio de uma arquitetura sólida

Leia mais

A linguagem UML. UML e Diagramas de Casos de Uso e Classes. Por que usar UML? O que é modelagem?

A linguagem UML. UML e Diagramas de Casos de Uso e Classes. Por que usar UML? O que é modelagem? UML e Diagramas de Casos de Uso e Classes Prof. Ms. Luiz Alberto Contato: lasf.bel@gmail.com A linguagem UML UML (Unified Modeling Language) Linguagem de Modelagem Unificada É uma linguagem de modelagem

Leia mais

O que é a UML? Introdução a UML. Objetivos da Modelagem. Modelos. A UML não é. Princípios da Modelagem. O que é um modelo?

O que é a UML? Introdução a UML. Objetivos da Modelagem. Modelos. A UML não é. Princípios da Modelagem. O que é um modelo? O que é a UML? Introdução a UML Linguagem Gráfica de Modelagem para: Visualizar Especificar Construir Documentar Comunicar Artefatos de sistemas complexos Linguagem: vocabulário + regras de combinação

Leia mais

2 Diagrama de Caso de Uso

2 Diagrama de Caso de Uso Unified Modeling Language (UML) Universidade Federal do Maranhão UFMA Pós Graduação de Engenharia de Eletricidade Grupo de Computação Assunto: Diagrama de Caso de Uso (Use Case) Autoria:Aristófanes Corrêa

Leia mais

Fase 1: Engenharia de Produto

Fase 1: Engenharia de Produto Fase 1: Engenharia de Produto Disciplina: Análise de Requisitos DURAÇÃO: 44 h O objetivo principal da disciplina é realizar uma análise das necessidades e produzir um escopo do produto. Representará os

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - MÓDULO 3 - MODELAGEM DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS COM UML 1. INTRODUÇÃO A partir de 1980, diversos métodos de desenvolvimento de sistemas surgiram para apoiar o paradigma orientado a objetos com uma

Leia mais

UML: Unified Modeling Language. Graduação em Informática 2008 Profa. Itana Gimenes

UML: Unified Modeling Language. Graduação em Informática 2008 Profa. Itana Gimenes UML: Unified Modeling Language Graduação em Informática 2008 Profa. Itana Gimenes Unified Modelling Language (UML) Não é uma linguagem de programação. Linguagem de modelagem visual utilizada para especificar,

Leia mais

ANÁLISE E PROJETO ORIENTADO A OBJETOS. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

ANÁLISE E PROJETO ORIENTADO A OBJETOS. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com ANÁLISE E PROJETO ORIENTADO A OBJETOS Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Análise Descrição do problema a ser implementado Descrição dos objetos e classes que fazem parte do problema, Descrição

Leia mais

Questões de Concursos Públicos sobre Orientação a Objetos e UML

Questões de Concursos Públicos sobre Orientação a Objetos e UML Análise Orientada a Objetos Professora Lucélia Oliveira Questões de Concursos Públicos sobre Orientação a Objetos e UML 1. (BNDES) Analise as seguintes afirmações relativas à Programação Orientada a Objetos:

Leia mais

Sumário. Uma visão mais clara da UML

Sumário. Uma visão mais clara da UML Instituto Federal de Santa Catarina Câmpus Chapecó Ensino Médio Integrado em Informática Módulo V Unidade Curricular: Engenharia de Software Professora: Lara P. Z. B. Oberderfer Uma visão mais clara da

Leia mais

QUESTÃO 2: A respeito do diagrama de caso de uso apresentado, assinale a alternativa correta.

QUESTÃO 2: A respeito do diagrama de caso de uso apresentado, assinale a alternativa correta. CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008/1 4º PERÍODO 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE SOFTWARE 2009/2 GABARITO COMENTADO QUESTÃO 1: Podemos definir UML

Leia mais

do grego: arkhé (chefe ou mestre) + tékton (trabalhador ou construtor); tekhne arte ou habilidade;

do grego: arkhé (chefe ou mestre) + tékton (trabalhador ou construtor); tekhne arte ou habilidade; 1 ARQUITETURA E DESIGN DE SOFTWARE O que é Arquitetura? do grego: arkhé (chefe ou mestre) + tékton (trabalhador ou construtor); tekhne arte ou habilidade; do dicionário: Arte de projetar e construir prédios,

Leia mais

Unified Modeling Language UML - Notações

Unified Modeling Language UML - Notações Unified Modeling Language UML - Notações Prof. Ms. Elvio Gilberto da Silva elvio@fmr.edu.br UML Ponto de Vista É gerada com propósito geral de uma linguagem de modelagem visual usada para especificar,

Leia mais

Diagrama de Classes. Um diagrama de classes descreve a visão estática do sistema em termos de classes e relacionamentos entre as classes.

Diagrama de Classes. Um diagrama de classes descreve a visão estática do sistema em termos de classes e relacionamentos entre as classes. 1 Diagrama de Classes Um diagrama de classes descreve a visão estática do sistema em termos de classes e relacionamentos entre as classes. Um dos objetivos do diagrama de classes é definir a base para

Leia mais

3.1 Definições Uma classe é a descrição de um tipo de objeto.

3.1 Definições Uma classe é a descrição de um tipo de objeto. Unified Modeling Language (UML) Universidade Federal do Maranhão UFMA Pós Graduação de Engenharia de Eletricidade Grupo de Computação Assunto: Diagrama de Classes Autoria:Aristófanes Corrêa Silva Adaptação:

Leia mais

- Project Management Institute. Disciplina de Engenharia de Software. PMP- Project Management Professional PMBOK

- Project Management Institute. Disciplina de Engenharia de Software. PMP- Project Management Professional PMBOK Disciplina de Engenharia de Software Material elaborado por Windson Viana de Carvalho e Rute Nogueira Pinto em 19/07/2004 Material alterado por Rossana Andrade em 22/04/2009 - Project Management Institute

Leia mais

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML.

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML. MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS APLICADA À ANÁLISE E AO PROJETO DE SISTEMA DE VENDAS ALTEMIR FERNANDES DE ARAÚJO Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas ANDRE LUIZ DA CUNHA DIAS Discente da

Leia mais

Modelos de Sistema. 2007 by Pearson Education. Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 8 Slide 1.

Modelos de Sistema. 2007 by Pearson Education. Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 8 Slide 1. Modelos de Sistema Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 8 Slide 1 Objetivos Explicar por que o contexto de um sistema deve ser modelado como parte do processo de RE Descrever

Leia mais

Estudo de Caso Sistema de Caixa Automático

Estudo de Caso Sistema de Caixa Automático Estudo de Caso Sistema de Caixa Automático Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Referências: Notas de Aula Ulrich Schiel Notas de Aula Ariadne

Leia mais

Análise Orientada a Objetos

Análise Orientada a Objetos Análise Orientada a Objetos Breve Histórico: Fim da década de 80: amadurecimento da Orientação a Objeto Década de 1990: diversas proposições a partir de diversos autores, como Booch, Rumbaugh e Jacobson.

Leia mais

FMR Faculdade Marechal Rondon Gestão de Sistemas de Informação Prof. Ms. Elvio Gilberto da Silva http://www.elvio.pro.br elvio@fmr.edu.

FMR Faculdade Marechal Rondon Gestão de Sistemas de Informação Prof. Ms. Elvio Gilberto da Silva http://www.elvio.pro.br elvio@fmr.edu. ANÁLISE ORIENTADA À OBJETO UML FMR Faculdade Marechal Rondon Gestão de Sistemas de Informação Prof. Ms. Elvio Gilberto da Silva http://www.elvio.pro.br elvio@fmr.edu.br AULA Nº 1 A UML utiliza vários diagramas

Leia mais

Eduardo Bezerra. Editora Campus/Elsevier

Eduardo Bezerra. Editora Campus/Elsevier Princípios de Análise e Projeto de Sistemas com UML 2ª edição Eduardo Bezerra Editora Campus/Elsevier Capítulo 11 Arquitetura do sistema Nada que é visto, é visto de uma vez e por completo. --EUCLIDES

Leia mais

1. Introdução 2. Desenvolvimento de Softwares orientado a objetos 3. UML A unificação dos métodos para a criação de um novo padrão 4. Uso da UML 5.

1. Introdução 2. Desenvolvimento de Softwares orientado a objetos 3. UML A unificação dos métodos para a criação de um novo padrão 4. Uso da UML 5. 1. Introdução 2. Desenvolvimento de Softwares orientado a objetos 3. UML A unificação dos métodos para a criação de um novo padrão 4. Uso da UML 5. Fases do Desenvolvimento de um Sistema em UML 1. Análise

Leia mais

Modelagem de Software Prof. Flávio de Oliveira Silva, Ph.D.

Modelagem de Software Prof. Flávio de Oliveira Silva, Ph.D. UML Diagramas Um diagrama é a apresentação gráfica de um conjunto de elementos, onde os vértices são ITENS e os arcos RELACIONAMENTOS UML 2.0 possui os seguintes diagramas: Diagrama de Classes (Class Diagram)

Leia mais

Orientação a Objeto e UML Questões 2014 Prof. Felipe Leite

Orientação a Objeto e UML Questões 2014 Prof. Felipe Leite Orientação a Objeto e UML Questões 2014 Prof. Felipe Leite Pessoal, fiz uma coletânea das questões mais recentes de concursos públicos de TODO o Brasil de várias bancas diferentes sobre os assuntos Orientação

Leia mais

Unidade IV MODELAGEM DE PROCESSOS. Prof. Gislaine Stachissini

Unidade IV MODELAGEM DE PROCESSOS. Prof. Gislaine Stachissini Unidade IV MODELAGEM DE PROCESSOS Prof. Gislaine Stachissini Diagrama de classes Classe é uma abstração que descreve propriedades importantes para uma aplicação e ignora as restantes. Diagrama de classes

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Introdução à UML... 17. Capítulo 2 Orientação a Objetos... 37. Agradecimentos... 6 Sobre o Autor... 6 Prefácio...

Sumário. Capítulo 1 Introdução à UML... 17. Capítulo 2 Orientação a Objetos... 37. Agradecimentos... 6 Sobre o Autor... 6 Prefácio... 7 Agradecimentos... 6 Sobre o Autor... 6 Prefácio... 15 Capítulo 1 Introdução à UML... 17 1.1 Breve Histórico da UML... 17 1.2 Por Que Modelar Software?... 18 1.2.1 Levantamento e Análise de Requisitos...

Leia mais

UML Aspectos de projetos em Diagramas de classes

UML Aspectos de projetos em Diagramas de classes UML Aspectos de projetos em Diagramas de classes Após ser definido o contexto da aplicação a ser gerada. Devemos pensar em detalhar o Diagrama de Classes com informações visando uma implementação Orientada

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software O que é a engenharia de software É um conjunto integrado de métodos e ferramentas utilizadas para especificar, projetar, implementar e manter um sistema. Método É uma prescrição

Leia mais

Modelagemde Software Orientadaa Objetos com UML

Modelagemde Software Orientadaa Objetos com UML Modelagemde Software Orientadaa Objetos com UML André Maués Brabo Pereira Departamento de Engenharia Civil Universidade Federal Fluminense Colaborando para a disciplina CIV 2802 Sistemas Gráficos para

Leia mais

Engenharia de Software na Prática Hélio Engholm Jr.

Engenharia de Software na Prática Hélio Engholm Jr. Engenharia de Software na Prática Hélio Engholm Jr. Novatec Sumário Agradecimentos... 17 Sobre o autor... 18 Prefácio... 19 Capítulo 1 Desenvolvimento de software para o valor de negócios... 20 1.1 Qualidade

Leia mais

Tópicos Especiais em Sistemas de Telecomunicações IV

Tópicos Especiais em Sistemas de Telecomunicações IV Sumário Tópicos Especiais em Sistemas de Telecomunicações IV Modelagem de Sistemas de Software Departamento de Engenharia de Telecomunicações Escola de Engenharia Universidade Federal Fluminense Setembro

Leia mais

TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES TRABALHO DE DIPLOMAÇÃO Regime Modular ORIENTAÇÕES SOBRE O ROTEIRO DO PROJETO FINAL DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES [Observação: O template a seguir é utilizado como roteiro para projeto de sistemas orientado

Leia mais

Análise e Projeto Orientados por Objetos

Análise e Projeto Orientados por Objetos Análise e Projeto Orientados por Objetos Aula 02 Análise e Projeto OO Edirlei Soares de Lima Análise A análise modela o problema e consiste das atividades necessárias para entender

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas

Análise e Projeto de Sistemas Análise e Projeto de Sistemas Unified Modeling Language Benno Eduardo Albert benno@ufrj.br O que é modelagem Tripé de apoio ao desenvolvimento. Notação: UML Ferramenta: Rational Rose. 2 O que é modelagem

Leia mais

Gestão de projectos na Web

Gestão de projectos na Web Gestão de projectos na Web Relatório de desenho de alto nível Versão 1.0, 5 de Maio de 2003 Telmo Pedro Gomes Amaral (mee02013@fe.up.pt) (Grupo 15) Aplicações na Web Mestrado em Engenharia Electrotécnica

Leia mais

Definição de Processos

Definição de Processos Definição de Processos Introdução Prof Ms Vinícius Costa de Souza www.inf.unisinos.br/~vinicius viniciuscs@unisinos.br Agenda Processos Definição Componentes Documentação Características Aplicações Nomenclaturas

Leia mais

Engenharia de Software III

Engenharia de Software III Engenharia de Software III Casos de uso http://dl.dropbox.com/u/3025380/es3/aula6.pdf (flavio.ceci@unisul.br) 09/09/2010 O que são casos de uso? Um caso de uso procura documentar as ações necessárias,

Leia mais

Um modelo é uma simplificação da realidade. Construímos modelos para compreender melhor o sistema que estamos desenvolvendo.

Um modelo é uma simplificação da realidade. Construímos modelos para compreender melhor o sistema que estamos desenvolvendo. UML - Motivação - O que é um modelo? Um modelo é uma simplificação da realidade. Construímos modelos para compreender melhor o sistema que estamos desenvolvendo. O que é um modelo? O que é um modelo? O

Leia mais

Diagrama de Estrutura Composta

Diagrama de Estrutura Composta Diagramas da UML Diagrama de Estrutura Composta Diagrama de Casos de Uso Indicação: Análise de Requisitos Permite descobrir os requisitos funcionais do sistema Fornece uma descrição clara e consistente

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Tema da Aula A Modelagem e os Métodos em Prof. Cristiano R R Portella portella@widesoft.com.br Modelos em Abstração Um modelo é uma abstração de um objeto ou fenômeno sob um determinado ponto de vista

Leia mais

Utilizando os Diagramas da UML (Linguagem Unificada de Modelagem) para desenvolver aplicação em JSF

Utilizando os Diagramas da UML (Linguagem Unificada de Modelagem) para desenvolver aplicação em JSF Utilizando os Diagramas da UML (Linguagem Unificada de Modelagem) para desenvolver aplicação em JSF Ben-Hur de Sousa Lopes¹, Jaime William Dias¹ ¹Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí Paraná Brasil

Leia mais

Especificação de Sistemas de Tempo-Real utilizando Orientação a Objetos

Especificação de Sistemas de Tempo-Real utilizando Orientação a Objetos Especificação de Sistemas de Tempo-Real utilizando Orientação a Objetos Marco Aurélio Wehrmeister mawehrmeister@inf.ufrgs.br Roteiro Introdução Orientação a Objetos UML Real-Time UML Estudo de Caso: Automação

Leia mais

Modelo conceitual Aula 08

Modelo conceitual Aula 08 Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Sistemas de Informação - CPCX Modelo conceitual Aula 08 Prof. Fernando Maia da Mota Slides gentilmente cedidos por Profa. Dra. Maria Istela Cagnin Machado UFMS/FACOM

Leia mais

QUESTÕES PROVA 2 (28 a 44)

QUESTÕES PROVA 2 (28 a 44) QUESTÕES PROVA 2 (28 a 44) 28) A orientação a objetos é uma forma abstrata de pensar um problema utilizando-se conceitos do mundo real e não, apenas, conceitos computacionais. Nessa perspectiva, a adoção

Leia mais

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 1 UML Introdução Fases de Desenvolvimento Notação Visões Análise de Requisitos Casos de Uso StarUML Criando Casos de Uso Orientação a Objetos Diagrama de Classes

Leia mais

UML - Unified Modeling Language

UML - Unified Modeling Language UML - Unified Modeling Language Casos de Uso Marcio E. F. Maia Disciplina: Engenharia de Software Professora: Rossana M. C. Andrade Curso: Ciências da Computação Universidade Federal do Ceará 24 de abril

Leia mais

Engenharia de Requisitos Estudo de Caso

Engenharia de Requisitos Estudo de Caso Engenharia de Requisitos Estudo de Caso Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2007 Slide 1 Engenharia de Requisitos Exemplo 1 Reserva de Hotel 1. INTRODUÇÃO Este

Leia mais

UML: Diagrama de Casos de Uso, Diagrama de Classes

UML: Diagrama de Casos de Uso, Diagrama de Classes UML: Diagrama de Casos de Uso, Diagrama de Classes Diagrama de Casos de Uso O modelo de casos de uso visa responder a pergunta: Que usos (funcionalidades) o sistema terá? ou Para que aplicações o sistema

Leia mais

Fundamentos de Banco de Dados e Modelagem de Dados

Fundamentos de Banco de Dados e Modelagem de Dados Abril - 2015 Universidade Federal de Mato Grosso Instituto de Computação Pós Graduação Lato Sensu em Banco de Dados Fundamentos de Banco de Dados e Modelagem de Dados Prof. Dr. Josiel Maimone de Figueiredo

Leia mais

MC302A Modelagem de Sistemas com UML. Prof. Fernando Vanini vanini@ic.unicamp.br

MC302A Modelagem de Sistemas com UML. Prof. Fernando Vanini vanini@ic.unicamp.br MC302A Modelagem de Sistemas com UML Prof. Fernando Vanini vanini@ic.unicamp.br Modelamento de Sistemas e Orientação a Objetos O paradigma de Orientação a Objetos oferece um conjunto de características

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

O Processo de Desenvolvimento de Software

O Processo de Desenvolvimento de Software O Processo de Desenvolvimento de Software Objetivos Contextualizar Análise e Projeto de software dentro de uma metodologia de desenvolvimento (um processo de desenvolvimento de software) Um processo de

Leia mais

Desenvolvimento de Sistemas Orientados a Objetos com UML UP/RUP: Projeto

Desenvolvimento de Sistemas Orientados a Objetos com UML UP/RUP: Projeto Desenvolvimento de Sistemas Orientados a Objetos com UML UP/RUP: Projeto Engenharia de Software I Informática 2009 Profa. Dra. Itana Gimenes RUP: Artefatos de projeto Modelo de Projeto: Use-Case Realization-projeto

Leia mais

UML 2 uma abordagem prática Gilleanes T. A. Guedes

UML 2 uma abordagem prática Gilleanes T. A. Guedes UML 2 uma abordagem prática Gilleanes T. A. Guedes Novatec Copyright 2009, 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução

Leia mais

PROGRAMAÇÃO AVANÇADA -CONCEITOS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

PROGRAMAÇÃO AVANÇADA -CONCEITOS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br PROGRAMAÇÃO AVANÇADA -CONCEITOS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ROTEIRO 1. Conceitos de Orientação a Objetos Introdução O paradigma da POO Classes

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CST em Gestão da Tecnologia da Informação 3ª Série Análise Orientada a Objetos A Atividade Prática Supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem

Leia mais

UML & Padrões Aula 7. UML & Padrões - Profª Kelly C C Silva

UML & Padrões Aula 7. UML & Padrões - Profª Kelly C C Silva UML & Padrões Aula 7 UML & Padrões - Profª Kelly C C Silva Divisão das classes do Modelo de Análise Jacobson propõe a divisão das classes do Modelo de Análise de acordo com os seguintes estereótipos: entidades

Leia mais

Modelagem de Sistemas Prof. Marcos Roberto e Silva

Modelagem de Sistemas Prof. Marcos Roberto e Silva Modelagem de Sistemas Prof. Marcos Roberto e Silva Diagrama de Casos de Uso Demonstra o comportamento externo do sistema, através de uma linguagem simples. Apresentando o sistema sobre a perspectiva do

Leia mais

Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes

Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes Alexandro Deschamps (Ápice) alexandro@apicesoft.com Everaldo Artur Grahl (FURB/DSC) egrahl@furb.br Resumo. Uma das grandes

Leia mais

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE A proposta para o ambiente apresentada neste trabalho é baseada no conjunto de requisitos levantados no capítulo anterior. Este levantamento, sugere uma

Leia mais

Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP

Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP 1) Introdução Programação Orientada a Objetos é um paradigma de programação bastante antigo. Entretanto somente nos últimos anos foi aceito realmente

Leia mais

Análise e Projeto Orientado a Objetos

Análise e Projeto Orientado a Objetos Análise e Projeto Orientado a Objetos Linguagem UML Modelagem Estrutural Modelagem Estrutural Anderson Belgamo Classes Definição: uma classe é uma descrição de um conjunto de objetos que compartilham os

Leia mais

PROJETO FÍSICO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. FEA/USP EAD-5881 Tecnologia de Informática

PROJETO FÍSICO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. FEA/USP EAD-5881 Tecnologia de Informática PROJETO FÍSICO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FEA/USP EAD-5881 Tecnologia de Informática Prof. ANTONIO GERALDO DA ROCHA VIDAL vidal@usp.br Agosto/2003 Projeto Físico de Sistemas de Informação Prof. Antonio

Leia mais

Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise

Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise CUSTOMER SUCCESS STORY Dezembro 2013 Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise PERFIL DO CLIENTE Indústria: Setor público Companhia: Dataprev Empregados: 3.000+

Leia mais

Mapa Mental de Engenharia de Software - Diagramas UML

Mapa Mental de Engenharia de Software - Diagramas UML Mapa Mental Engenharia Software - Diagramas UML Mapa Mental Engenharia Software Diagramas UML Mapa Mental Engenharia Software Diagramas UML Mapa Mental UML - Diagramas, Fases e Detalhes Resolvi juntar

Leia mais

Programa do Módulo 2. Processo Unificado: Visão Geral

Programa do Módulo 2. Processo Unificado: Visão Geral 9.1 Programa do Módulo 2 Orientação a Objetos Conceitos Básicos Análise Orientada a Objetos (UML) O Processo Unificado (RUP) Processo Unificado: Visão Geral 9.2 Encaixa-se na definição geral de processo:

Leia mais

Ricardo Pereira e Silva UML 2. Modelagem Orientada a Objetos. Visual. Books

Ricardo Pereira e Silva UML 2. Modelagem Orientada a Objetos. Visual. Books Ricardo Pereira e Silva UML 2 Modelagem Orientada a Objetos Visual Books Sumário Parte I - Modelagem em Desenvolvimento de Software Orientado a Objetos...15 1 Modelagem em Desenvolvimento de Software...17

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Bacharelado em Ciência da Computação

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Bacharelado em Ciência da Computação SOFT DISCIPLINA: Engenharia de software AULA NÚMERO: 08 DATA: / / PROFESSOR: Andrey APRESENTAÇÃO O objetivo desta aula é apresentar e discutir conceitos relacionados a modelos e especificações. Nesta aula

Leia mais

Palavras-Chaves: engenharia de requisitos, modelagem, UML.

Palavras-Chaves: engenharia de requisitos, modelagem, UML. APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS PARA COMPREENSÃO DE DOMÍNIO DO PROBLEMA PARA SISTEMA DE CONTROLE COMERCIAL LEONARDO DE PAULA SANCHES Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas RENAN HENRIQUE

Leia mais

UML 2. Gilleanes T. A. Guedes. Novatec

UML 2. Gilleanes T. A. Guedes. Novatec UML 2 uma abordagem prática Gilleanes T. A. Guedes Novatec Sumário Agradecimentos...15 Sobre o Autor...16 Prefácio...17 Capítulo 1 Introdução à UML...19 1.1 Breve Histórico da UML...19 1.2 Por Que Modelar

Leia mais

UML Unified Modeling Language

UML Unified Modeling Language UML Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada A linguagem UML UML (Unified Modeling Language) Linguagem de Modelagem Unificada É uma linguagem para especificação, É uma linguagem para

Leia mais

Utilização da modelagem UML em um sistema de gerenciamento de uma franquia do setor de alimentação

Utilização da modelagem UML em um sistema de gerenciamento de uma franquia do setor de alimentação Utilização da modelagem UML em um sistema de gerenciamento de uma franquia do setor de alimentação Use of UML modeling in a management system for a food franchising Richard B. N. Vital, Tatiane M. Vital.

Leia mais

Wilson Moraes Góes. Novatec

Wilson Moraes Góes. Novatec Wilson Moraes Góes Novatec Copyright 2014 Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por qualquer processo,

Leia mais

UML 2. Guia Prático. Gilleanes T.A. Guedes. Novatec. Obra revisada e ampliada a partir do título Guia de Consulta Rápida UML 2

UML 2. Guia Prático. Gilleanes T.A. Guedes. Novatec. Obra revisada e ampliada a partir do título Guia de Consulta Rápida UML 2 UML 2 Guia Prático Gilleanes T.A. Guedes Obra revisada e ampliada a partir do título Guia de Consulta Rápida UML 2 Novatec capítulo 1 Introdução à UML A UML (Unified Modeling Language ou Linguagem de Modelagem

Leia mais

Palavras-Chaves: estoque, modelagem, requisitos, UML, vendas.

Palavras-Chaves: estoque, modelagem, requisitos, UML, vendas. UTILIZAÇÃO DA UML NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA DE CONTROLE DE VENDAS E ESTOQUE GILBERTO FRANCISCO PACHECO DOS SANTOS Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas JACKSON LUIZ ARROSTI Discente

Leia mais

Tarciane Andrade. tarcianeandrade@gmail.com

Tarciane Andrade. tarcianeandrade@gmail.com Tarciane Andrade tarcianeandrade@gmail.com Contexto Análise Passando de casos de uso para diagramas de classes 2 Após a etapa de análise de requisitos, temos documentos de requisitos e os casos de uso

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Prof. M.Sc. Ronaldo C. de Oliveira ronaldooliveira@facom.ufu.br FACOM - 2011 Exemplo de Diagrama de Caso de Uso Sistema de Locadora de Filmes Sistema de Vídeo Locadora Você foi contratado para desenvolver

Leia mais

A história de UML e seus diagramas

A história de UML e seus diagramas A história de UML e seus diagramas Thânia Clair de Souza Vargas Departamento de Informática e Estatística Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Florianópolis, SC Brazil thania@inf.ufsc.br Abstract.

Leia mais

Programa do Módulo 2. Fundações do Modelo Objeto

Programa do Módulo 2. Fundações do Modelo Objeto 2.1 Programa do Módulo 2 Orientação a Objetos Conceitos Básicos Análise Orientada a Objetos (UML) Processo Unificado (RUP) Fundações do Modelo Objeto 2.2 Programação Orientada a Objetos: é um método de

Leia mais

PIM. CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Projeto Integrado Multidisciplinar. 4º/3º Períodos 2010/2 UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO

PIM. CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Projeto Integrado Multidisciplinar. 4º/3º Períodos 2010/2 UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas PIM Projeto Integrado Multidisciplinar 4º/3º Períodos 2010/2 PIM - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA Projeto e implementação

Leia mais

UML. Gilleanes T. A. Guedes. uma abordagem prática. Novatec

UML. Gilleanes T. A. Guedes. uma abordagem prática. Novatec UML uma abordagem prática Gilleanes T. A. Guedes Novatec Sumário Agradecimentos...15 Sobre o autor...15 Prefácio...16 Capítulo 1 Introdução à UML...18 1.1 Breve Histórico da UML... 18 1.2 Por Que Modelar

Leia mais

Programação com Objectos. Processamento de Dados I. 3. UML (Unified Modeling Language)

Programação com Objectos. Processamento de Dados I. 3. UML (Unified Modeling Language) Programação com Objectos Processamento de Dados I 3. UML (Unified Modeling Language) 1 Modelo UML Diagrama de classes Programação com Objectos / Processamento de Dados I 2 Modelo O desenvolvimento de programas

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 135/2011 FUNÇÃO: ANALISTA DE INFORMÁTICA ÁREA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (NOME COMPLETO EM LETRA DE FORMA) INSTRUÇÕES

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 135/2011 FUNÇÃO: ANALISTA DE INFORMÁTICA ÁREA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (NOME COMPLETO EM LETRA DE FORMA) INSTRUÇÕES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 135/2011 FUNÇÃO: ANALISTA DE INFORMÁTICA ÁREA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (NOME COMPLETO EM LETRA DE

Leia mais

1.264 Aula 4. Processo do Software: CMM Linguagem de Modelagem Unificada (UML)

1.264 Aula 4. Processo do Software: CMM Linguagem de Modelagem Unificada (UML) 1.264 Aula 4 Processo do Software: CMM Linguagem de Modelagem Unificada (UML) Modelo de Maturidade de Capacidade para Software Desenvolvido pelo (SEI) Instituto de Engenharia de Software, Universidade

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DIRETORIA DE PROJETOS ESPECIAIS PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DIRETORIA DE PROJETOS ESPECIAIS PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DIRETORIA DE PROJETOS ESPECIAIS PROJETO A VEZ DO MESTRE METODOLOGIA RÁPIDA UMA VISÃO ORIENTADA A OBJETO UML - LINGUAGEM DE MODELAGEM

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE ENGENHARIA DE SOFTWARE PARTE 2 LINGUAGEM DE MODELAÇÃO UML CAP. 8 UML MODELAÇÃO DA ARQUITETURA Tópicos Conceito de Diagramas Físicos Fundamentos dos Diagramas de Componentes componentes interface quando

Leia mais

UML Linguagem de Modelagem Unificada

UML Linguagem de Modelagem Unificada Modelagem de Sistemas UML Linguagem de Modelagem Unificada Prof. Mauro Lopes 1-25 Objetivos Nesta aula iremos apresentar os elementos conceituais da Linguagem de Modelagem Unificada (UML). Boa aula a todos.

Leia mais

Metodologia e Gerenciamento do Projeto na Fábrica de Software

Metodologia e Gerenciamento do Projeto na Fábrica de Software .:: Universidade Estadual de Maringá Bacharelado em Informática Eng. de Software III :. Sistema de Gerenciamento de Eventos - Equipe 09 EPSI Event Programming System Interface Metodologia e Gerenciamento

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software. Engenharia de Software. nelmarpg@yahoo.com.br

Processo de Desenvolvimento de Software. Engenharia de Software. nelmarpg@yahoo.com.br Processo de Desenvolvimento de Software nelmarpg@yahoo.com.br 1 Objetivos Contextualizar Análise e Projeto de software dentro de uma metodologia de desenvolvimento (um processo de desenvolvimento de software)

Leia mais

CASO DE USO. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

CASO DE USO. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com CASO DE USO Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Caso de Uso Descreve o modelo funcional (comportamento) do sistema Técnica de especificaçao de requisitos Especifica um serviço que o sistema

Leia mais

FERRAMENTA PARA CONSTRUÇÃO DE INTERFACES DE SOFTWARE A PARTIR DE DIAGRAMA DE CLASSES

FERRAMENTA PARA CONSTRUÇÃO DE INTERFACES DE SOFTWARE A PARTIR DE DIAGRAMA DE CLASSES FERRAMENTA PARA CONSTRUÇÃO DE INTERFACES DE SOFTWARE A PARTIR DE DIAGRAMA DE CLASSES Aluno: André Luis Becker Orientador: Prof. Everaldo Artur Grahl. Mestre Orientador, FURB Roteiro da Apresentação Introdução;

Leia mais