Gestão de projectos na Web

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão de projectos na Web"

Transcrição

1 Gestão de projectos na Web Relatório de desenho de alto nível Versão 1.0, 5 de Maio de 2003 Telmo Pedro Gomes Amaral (Grupo 15) Aplicações na Web Mestrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

2 Página 2 de 11 Gestão de projectos na Web Relatório de desenho de alto nível - Versão 1.0, 5 de Maio de 2003

3 Índice ÍNDICE...3 LISTA DE FIGURAS INTRODUÇÃO ARQUITECTURA LÓGICA INTERFACE DE UTILIZAÇÃO LÓGICA DE NEGÓCIO BASE DE DADOS ARQUITECTURA FÍSICA DIAGRAMA DE COMPONENTES DIAGRAMA DE DISTRIBUIÇÃO MODELO RELACIONAL DA BASE DE DADOS ARQUITECTURA TECNOLÓGICA INTERFACE DE UTILIZAÇÃO LÓGICA DE NEGÓCIO BASE DE DADOS REFERÊNCIAS...10 Lista de figuras FIGURA 1 DIAGRAMA DE PACOTES DO SISTEMA...4 FIGURA 2 COMPOSIÇÃO DO PACOTE DE LÓGICA DE NEGÓCIO...4 FIGURA 3 DIAGRAMA DE COMPONENTES DO SISTEMA...6 FIGURA 4 DIAGRAMA DE DISTRIBUIÇÃO DO SISTEMA...8 FIGURA 5 MODELO RELACIONAL DA BASE DE DADOS Introdução Este relatório corresponde ao desenho de alto nível da aplicação de gestão de projectos na Web. Na primeira secção, a arquitectura lógica do sistema é modelizada por um diagrama de pacotes de classes. A seguir, a arquitectura lógica do sistema é modelizada por um diagrama de componentes, um diagrama de distribuição e um modelo relacional da base de dados. Por fim, é feita uma descrição da arquitectura tecnológica do sistema. Na última secção, são listadas alguma referências utilizadas. 2 Arquitectura lógica A arquitectura lógica da aplicação é modelizada pelo diagrama de pacotes de classes (pacotes lógicos) apresentado na Figura 1. Página 3 de 11

4 <<system>> Aplicação <<layer>> Interface de utilização <<layer>> Lógica de negócio <<layer>> Base de dados Figura 1 Diagrama de pacotes do sistema O pacote Aplicação corresponde ao sistema total. O sistema é composto por três pacotes, correspondentes a três camadas horizontais (camadas técnicas) ligadas por dependências simples. As três camadas horizontais descrevem-se nas secções seguintes. 2.1 Interface de utilização Esta camada corresponde aos componentes da interface gráfica com os utilizadores. Esta interface poderá assumir aspectos e funcionalidades diferentes consoante o tipo de utilizador (por exemplo, um gestor pode modificar qualquer das tarefas de um projecto, ao passo que um colaborador pode apenas marcar como terminadas as tarefas que lhe estão atribuídas). 2.2 Lógica de negócio Esta camada corresponde aos componentes que ligam a interface de utilização à base de dados. A Figura 2 apresenta a composição interna do pacote de classes correspondente. Lógica de negócio + Controlo + LógicaAutenticacao + LógicaProjectos + LógicaTarefas Figura 2 Composição do pacote de lógica de negócio Todas as classes são apresentadas como públicas, dado serem acedidas pelos componentes da interface de utilização, como se verá na secção 3. Página 4 de 11

5 A classe de controlo instancia as classes de lógica de autenticação, projectos e tarefas, quando necessário, e efectua o controlo das sessões. A classe de lógica autenticação avalia as permissões de acesso dos utilizadores da aplicação, acedendo à informação relevante armazenada na base de dados do sistema. As classes de lógica de projectos e tarefas acedem à base de dados por forma a consultar a informação necessária à geração do conteúdo dinâmico da interface de utilização, ou a actualizar essa informação com os dados provenientes da interface. 2.3 Base de dados Esta camada corresponde à base de dados utilizada na aplicação, onde será armazenada toda a informação relativa a utilizadores, projectos e tarefas. 3 Arquitectura física A arquitectura física do sistema é modelizada por um diagrama de componentes, um diagrama de distribuição e um modelo relacional da base de dados, que se apresentam e descrevem nas secções seguintes. 3.1 Diagrama de componentes A Figura 3 apresenta o diagrama de componentes do sistema, que captura a sua estrutura física. Página 5 de 11

6 Interface de utilização aplicacao.html <<hyperlink>> <<hyperlink>> <<hyperlink>> Páginas dinâmicas autenticacao.html lista_projectos.jsp escalonamento.jsp applet <<hyperlink>> <<hyperlink>> ficha_projecto.jsp ficha_tarefa.jsp Lógica de negócio LogicaAutenticacao LogicaProjectos LogicaTarefas Controlo Base de dados Base de dados Legenda (correspondência entre ícones dos componentes e seus estereótipos): <<file>> <<library>> <<database>> Figura 3 Diagrama de componentes do sistema Página 6 de 11

7 O diagrama de componentes apresenta (a cinzento) três pacotes de componentes com nomes idênticos aos dos pacotes de classes apresentados na secção 2. Isto indica que existe uma relação entre a divisão lógica do sistema em camadas horizontais e sua arquitectura física. Os componentes estão representados por ícones, apresentando-se na legenda a correspondência entre os ícones utilizados e os estereótipos que classificam os componentes. As dependências estereotipadas como <<hyperlink>> não pretendem ilustrar de forma completa as possibilidades de navegação entre os componentes da interface de utilização, mas apenas ilustrar a sua organização hierárquica. Todas as outras dependências ilustradas no diagrama são implicitamente estereotipadas como <<use>>, dado representarem situações em que a correcta implementação e o funcionamento de um componente requerem a presença de outro. O componente escalonamento.jsp (uma página Web dinâmica) contém o componente applet, com o qual um colaborador pode interagir por forma a visualizar e/ou modificar o escalonamento de tarefas de um dado projecto. Todas as páginas dinâmicas da interface de utilização dependem do componente de controlo, que define qual a página que deve ser gerada em cada situação. Além disso, cada página dinâmica depende especificamente de um ou mais dos componentes de lógica de autenticação, projectos e tarefas, que definem o conteúdo dinâmico das páginas (por exemplo, o conteúdo da página lista_projectos.jsp depende de quem se encontra autenticado e da informação sobre projectos armazenada na base de dados). Os componentes de lógica de autenticação, projectos e tarefas dependem do componente de controlo, dado serem instanciados por este sempre que necessário. Além disso, os três componentes de lógica dependem da base de dados do sistema, dado que se destinam a aceder à informação nela armazenada. 3.2 Diagrama de distribuição A Figura 4 apresenta o diagrama de distribuição do sistema, que captura a topologia de hardware sobre a qual são executados os componentes de software. Página 7 de 11

8 Cliente applet Navegador Web Utilizador Internet Servidor Servidor HTTP Ficheiros HTML Servlet container Servlet de controlo JSP engine Ficheiros JSP Base de dados Bibliotecas da lógica de negócio Figura 4 Diagrama de distribuição do sistema Todas as relações apresentadas no diagrama entre nós e instâncias de componentes correspondem a associações de comunicação. O nós Cliente e Servidor correspondem a máquinas diferentes em comunicação através da Internet. O nó Cliente corresponde à máquina com que o utilizador interage e que executa o programa de navegação Web (apresentado como uma instância de um componente executável). O programa de navegação poderá ter que executar uma instância do componente applet, se o utilizador o desejar. O nó Servidor corresponde à máquina que executa instâncias dos componentes Servidor HTTP, Servlet container e JSP engine. Quando é recebido um pedido de uma página Web estática, o servidor HTTP retorna imediatamente a página em causa, contida no pacote de ficheiros HTML. Quando é invocado um método da servet de controlo, o servlet container Página 8 de 11

9 compila e instancia o servlet, se necessário, e atende o pedido feito. Quando é pedida uma página Web dinâmica, o JSP engine consulta o ficheiro JSP no pacote de ficheiros correspondente e, em conjunto com o servlet container, gera o conteúdo da página. O servlet container e o JSP engine fazem uso do pacote de bibliotecas da lógica de negócio, para acederem à informação necessária armazenada na base de dados. Este pacote contém instâncias dos componentes de lógica de autenticação, projectos e tarefas, criadas quando necessário pelo servlet container. 3.3 Modelo relacional da base de dados A Figura 5 apresenta o modelo relacional da base de dados do sistema. administrador Projectos codigo: int nome: String descricao: String inicio: Date fim: Date 1 0..* < cria 1 0..* < gere 1 gestor Utilizadores codigo: int nome: String descricao: String * compõem-se de v gestor colaborador 0..* ^ compõem-se de ^ depende de 0..* 0..1 Tarefas codigo: int descricao: String inicio: Date duracao: int estado: String 0..* 0..* < cria < executa 0..1 Figura 5 Modelo relacional da base de dados Este modelo é composto por três tabelas, que guardam informação relativa projectos, tarefas e utilizadores, encontrando-se ligadas por relações. Em cada tabela, estão indicados os atributos e os seus tipos equivalentes em Java, estando o atributo-chave realçado em negrito. As relações cria e gere entre as tabelas Utilizadores e Projectos indicam que um projecto é criado por um só administrador e gerido por um só gestor; porém, um administrador ou gestor pode criar ou gerir vários projectos, respectivamente. A relação de composição entre as tabelas Projectos e Tarefas indica que um projecto é composto por tarefas; porém, cada tarefa pertence a um só projecto. A relação depende de sobre a tabela Tarefas indica que o início de uma tarefa pode depender do fim de um conjunto de outras tarefas. A relação de composição sobre a tabela Tarefas indica que uma tarefa pode ser uma tarefa individual ou uma fase (um conjunto de tarefas). Além disso, uma fase pode conter várias fases ou tarefas individuais. Página 9 de 11

10 As relações cria e executa entre as tabelas Utilizadores e Tarefas indicam que uma tarefa é criada por um só gestor e executada por um só colaborador; porém, um gestor ou colaborador pode criar ou executar várias tarefas, respectivamente. 4 Arquitectura tecnológica As secções seguintes descrevem as tecnologias que se pretende utilizar na implementação de cada uma das camadas horizontais do sistema. 4.1 Interface de utilização Tal como o diagrama de componentes na Figura 3 sugere, os componentes desta camada serão implementados por páginas Web estáticas (HTML) e dinâmicas, estas últimas recorrendo à tecnologia Java Server Pages (JSP) da Sun Microsystems. Uma das páginas JSP conterá uma applet Java. Tal como o diagrama de distribuição na Figura 4 ilustra, as páginas dinâmicas serão geradas na máquina servidora pelo componente JSP engine, que trabalha em conjunto com o componente servlet container. A applet Java destina-se a proporcionar ao utilizador uma interface gráfica conveniente para a visualização e/ou modificação do escalonamento de tarefas de um projecto, sob a forma de um diagrama de Gantt. Assim, esta applet deverá estar associada a um modelo local dos dados envolvidos. Quando o utilizador pretender tornar definitivas (commit) quaisquer modificações feitas, o modelo local de dados será transferido para a instância associada do componente de lógica de tarefas, o qual se encarregará de actualizar o conteúdo da base de dados. 4.2 Lógica de negócio Tal como o diagrama de distribuição sugere, o componente de controlo desta camada será implementado por uma servlet, a qual será executada no componente servet container. Este último corresponderá ao Tomcat 4.1 da Apache Software Foundation. Os componentes de lógica de autenticação, projectos e tarefas desta camada serão compatíveis com o modelo JavaBeans da Sun Microsystems. Nestes componentes, o acesso à base de dados será conseguido através de um driver JDBC adequado ao sistema de base de dados utilizado. 4.3 Base de dados A base de dados da aplicação será implementada utilizando o sistema MySQL da MySQL AB. 5 Referências António Pinho et al, 2002, S3 - Planeamento e acompanhamento das aulas, Relatório de Desenho de Alto Nível. João Correia Lopes, 2003, transparências usadas na disciplina de Aplicações na Web (MEEC). João Pascoal Faria, 2001, transparências usadas na disciplina de Programação Orientada por Objectos (MEEC), UML Diagramas de pacotes, UML Diagramas de componentes, UML Diagramas de distribuição. Página 10 de 11

11 Luís Toscano, Sónia Vilela, 2003, SOL ShoesOnLine, Sítio especializado na venda on-line de artigos de calçado. Object Management Group, Inc, 2003, OMG Unified Modeling Language Specification, version 1.5, formal/ Página 11 de 11

Unified Modeling Language. Diagramas de Implementação

Unified Modeling Language. Diagramas de Implementação Unified Modeling Language Diagramas de Implementação José Correia, Junho 2006 (http://paginas.ispgaya.pt/~jcorreia/) Diagramas de implementação José Correia UML Diagramas de Implementação 2 Diagramas de

Leia mais

Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web

Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web João Alexandre Oliveira Ferreira Dissertação realizada sob a orientação do Professor Doutor Mário de Sousa do Departamento de Engenharia

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Tecnologia de Setúbal Departamento de Sistemas e Informática Projecto Final Computação na Internet Ano Lectivo 2002/2003 Portal de Jogos Executado por:

Leia mais

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009

Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 Micro Mídia Informática Fevereiro/2009 1 UML Introdução Fases de Desenvolvimento Notação Visões Análise de Requisitos Casos de Uso StarUML Criando Casos de Uso Orientação a Objetos Diagrama de Classes

Leia mais

Front-End: corresponde ao que será visualizado pelo utilizador via web. Deve ser acessível para todo e qualquer utilizador.

Front-End: corresponde ao que será visualizado pelo utilizador via web. Deve ser acessível para todo e qualquer utilizador. Projecto Final Introdução O objectivo do projecto final da disciplina de Computação na Internet é colocar em prática todos os conhecimentos adquiridos na disciplina e, assim, desenvolver um sistema que

Leia mais

Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010.

Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010. Relatório do GPES Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010. Compreender a programação JSP. Os Servlets assim como JSP são tecnologias

Leia mais

4.1. UML Diagramas de casos de uso

4.1. UML Diagramas de casos de uso Engenharia de Software 4.1. UML Diagramas de casos de uso Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Utilizados para ajudar na análise de requisitos Através da forma como o utilizador usa o sistema

Leia mais

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade Instituto Superior Politécnico Gaya Disciplina de Seminário Engenharia Informática 2006/2007 cms@ispgaya.pt spss@ispgaya.pt Manual de administração e Controlo de Assiduidade Outubro de 2007 Índice Introdução...

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2010

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2010 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2010 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos e com o uso

Leia mais

ESTRATÉGIAS /ACTIVIDADES. Fazer uma abordagem teórica e simples

ESTRATÉGIAS /ACTIVIDADES. Fazer uma abordagem teórica e simples Conhecer os conceitos básicos relacionados com as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC). Conhecer a terminologia relacionada com as TIC Caracterizar informação Identificar e caracterizar as áreas

Leia mais

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Fabrício Viero de Araújo, Gilse A. Morgental Falkembach Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção - PPGEP Universidade

Leia mais

UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor.

UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor. UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor. Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES Fortaleza - CE Apresentação. O mais famoso tipo de arquitetura utilizada em redes de computadores

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2º Semestre, 2007/2008 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: Loja Virtual Fevereiro de 2008 Índice Índice...2 Índice de Figuras...3 1 Introdução...4

Leia mais

Diagramas de Casos de Uso

Diagramas de Casos de Uso UML Unified Modeling Language Diagramas de Casos de Uso José Correia, Março 2006 (http://paginas.ispgaya.pt/~jcorreia/) Objectivos O objectivo de um diagrama de casos de uso de um sistema é mostrar para

Leia mais

Programação para Internet II

Programação para Internet II Programação para Internet II Aulas 01 e 02 Prof. Fernando Freitas Costa http://professor.fimes.edu.br/fernando nando@fimes.edu.br Prof. Fernando 1 Ementa Instalação e configuração básica do NetBeans e

Leia mais

Universidade Fernando Pessoa

Universidade Fernando Pessoa UMA PROPOSTA PARA A AVALIAÇÃO E DIAGNÓSTICO MEDIADA POR COMPUTADOR Luís Manuel Borges Gouveia lmbg@ufp.pt Centro de Recursos Multimediáticos Universidade Fernando Pessoa motivação " em 20 anos, as universidades

Leia mais

Projecto de Modelação, Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos 2008-09. Requisitos para a 3ª entrega do projecto.

Projecto de Modelação, Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos 2008-09. Requisitos para a 3ª entrega do projecto. Departamento de Engenharia Informática Modelação, Engenharia de Software, Sistemas Distribuídos Requisitos para a 3ª entrega do projecto Test O Matic 10 de Maio de 2009 1 Índice 1 Índice... 1 2 Sumário...

Leia mais

Introdução a Servlets

Introdução a Servlets Linguagem de Programação para Web Introdução a Servlets Prof. Mauro Lopes 1-31 21 Objetivos Iniciaremos aqui o estudo sobre o desenvolvimento de sistemas web usando o Java. Apresentaremos nesta aula os

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Universidade da Beira Interior Relatório Apresentação Java Server Pages Adolfo Peixinho nº4067 Nuno Reis nº 3955 Índice O que é uma aplicação Web?... 3 Tecnologia Java EE... 4 Ciclo de Vida de uma Aplicação

Leia mais

3.1 Definições Uma classe é a descrição de um tipo de objeto.

3.1 Definições Uma classe é a descrição de um tipo de objeto. Unified Modeling Language (UML) Universidade Federal do Maranhão UFMA Pós Graduação de Engenharia de Eletricidade Grupo de Computação Assunto: Diagrama de Classes Autoria:Aristófanes Corrêa Silva Adaptação:

Leia mais

Engenharia da Programação Problemas (2002/2003)

Engenharia da Programação Problemas (2002/2003) _ modmodelação Problemas Engenharia da Programação Problemas (2002/2003) Versão 1.0 11 de Dezembro de 2002 Paula Ventura Martins (pventura@ualg.pt) Tópicos cobertos nesta série de problemas: em UML: Diagramas

Leia mais

Departamento de Informática

Departamento de Informática Departamento de Informática Licenciatura em Engenharia Informática Sistemas Distribuídos 1ª chamada, 9 de Janeiro de 2009 1º Semestre, 2009/2010 NOTAS: Leia com atenção cada questão antes de responder.

Leia mais

Mapa Mental de Engenharia de Software - Diagramas UML

Mapa Mental de Engenharia de Software - Diagramas UML Mapa Mental Engenharia Software - Diagramas UML Mapa Mental Engenharia Software Diagramas UML Mapa Mental Engenharia Software Diagramas UML Mapa Mental UML - Diagramas, Fases e Detalhes Resolvi juntar

Leia mais

UML - Unified Modeling Language

UML - Unified Modeling Language UML - Unified Modeling Language Casos de Uso Marcio E. F. Maia Disciplina: Engenharia de Software Professora: Rossana M. C. Andrade Curso: Ciências da Computação Universidade Federal do Ceará 24 de abril

Leia mais

2ºCiclo (5º e 6º Anos de escolaridade) 3ºCiclo (7º e 8º Anos de escolaridade)

2ºCiclo (5º e 6º Anos de escolaridade) 3ºCiclo (7º e 8º Anos de escolaridade) Escola Básica e Secundária de Velas Linhas de Exploração do Quadro de da Disciplina de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) Oferta de Escola 2ºCiclo (5º e 6º Anos de escolaridade) 3ºCiclo (7º

Leia mais

Manual do Utilizador. Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep. Data última versão: 16.02.2007 Versão : 1.2. Data criação: 26.02.

Manual do Utilizador. Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep. Data última versão: 16.02.2007 Versão : 1.2. Data criação: 26.02. Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep Manual do Utilizador Modelo10 no sisgep Data última versão: 16.02.2007 Versão : 1.2 Data criação: 26.02.2004 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220 FARO Telf.

Leia mais

Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes

Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes Alexandro Deschamps (Ápice) alexandro@apicesoft.com Everaldo Artur Grahl (FURB/DSC) egrahl@furb.br Resumo. Uma das grandes

Leia mais

OurDocs. Sistemas Distribuídos Engenharia de Software. Sistema de gestão documental. ic-sod@mega.ist.utl.pt ic-es@mega.ist.utl.pt

OurDocs. Sistemas Distribuídos Engenharia de Software. Sistema de gestão documental. ic-sod@mega.ist.utl.pt ic-es@mega.ist.utl.pt Sistemas Distribuídos Engenharia de Software 2º Semestre, 2006/2007 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: OurDocs Sistema de gestão documental ic-sod@mega.ist.utl.pt ic-es@mega.ist.utl.pt

Leia mais

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha Desenvolvimento WEB II Professora: Kelly de Paula Cunha O Java EE (Java Enterprise Edition): série de especificações detalhadas, dando uma receita de como deve ser implementado um software que utiliza

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

PADRÃO PARA MONITORAMENTO DE APLICATIVOS PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO PINHÃO PARANÁ

PADRÃO PARA MONITORAMENTO DE APLICATIVOS PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO PINHÃO PARANÁ PADRÃO PARA MONITORAMENTO DE APLICATIVOS PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO PINHÃO PARANÁ Janeiro 2010 Sumário de Informações do Documento Tipo do Documento: Referência Título do Documento: Padrão para Monitoramento

Leia mais

4 Desenvolvimento da ferramenta

4 Desenvolvimento da ferramenta direcionados por comportamento 38 4 Desenvolvimento da ferramenta Visando facilitar a tarefa de documentar requisitos funcionais e de gerar testes automáticos em uma única ferramenta para proporcionar

Leia mais

QUESTÕES PROVA 2 (28 a 44)

QUESTÕES PROVA 2 (28 a 44) QUESTÕES PROVA 2 (28 a 44) 28) A orientação a objetos é uma forma abstrata de pensar um problema utilizando-se conceitos do mundo real e não, apenas, conceitos computacionais. Nessa perspectiva, a adoção

Leia mais

Unisant Anna Gestão Empresarial com ERP 2014 Modelagem de Sistemas - UML e MER

Unisant Anna Gestão Empresarial com ERP 2014 Modelagem de Sistemas - UML e MER Objetivo dessa aula é descrever as características e a simbologia dos diagramas UML e MER na modelagem de sistemas de informação de uma forma a permitir a comunicação entre técnicos e gestores. Modelagem

Leia mais

Sistemas Distribuídos na Web. Pedro Ferreira DI - FCUL

Sistemas Distribuídos na Web. Pedro Ferreira DI - FCUL Sistemas Distribuídos na Web Pedro Ferreira DI - FCUL Arquitetura da Web Criada por Tim Berners-Lee no CERN de Geneva Propósito: partilha de documentos Desde 1994 mantida pelo World Wide Web Consortium

Leia mais

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCE-557 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

Capítulo 8. Introdução UML

Capítulo 8. Introdução UML Capítulo 8. Introdução UML 1/42 Índice Indice 8.1 - Introdução UML 8.2 - Modelação estrutural 8.2.1 - Representação de classes e objectos 8.2.2 - Relações entre objectos 8.2-3 - Relações de associação

Leia mais

Integração de Sistemas de Informação Universitários via Web Services

Integração de Sistemas de Informação Universitários via Web Services Integração de Sistemas de Informação Universitários via s Carlos Costa Serviços Académicos da Universidade dos Açores CMATI Universidade dos Açores ccosta@uac.pt Ana Cristina Melo Serviços Acção Social

Leia mais

Web Browser como o processo cliente. Servidor web com páginas estáticas Vs. Aplicações dinâmicas para a Web:

Web Browser como o processo cliente. Servidor web com páginas estáticas Vs. Aplicações dinâmicas para a Web: Web Browser como o processo cliente Servidor web com páginas estáticas Vs Aplicações dinâmicas para a Web: 1 Cliente Web browser HTTP porto 80 Servidor web... JDBC RMI XML... Base de Dados Aplicação em

Leia mais

Arquitecturas de Software

Arquitecturas de Software UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Arquitecturas de Software Mestrado em Engenharia Informática e de Computadores Primeiro Exame 21 de Janeiro de 2010, 17:00H 19:00H Nome: Número:

Leia mais

Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia

Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia Engenharia Informática Interligação e Gestão de Sistemas Informáticos 2006/2007 Interface WEB para Gestão de Máquinas Virtuais

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso de Educação e Formação Tipo 3 Nível 2

PLANIFICAÇÃO ANUAL ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso de Educação e Formação Tipo 3 Nível 2 PLANIFICAÇÃO ANUAL ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso de Educação e Formação Tipo 3 Nível 2 Itinerário de Formação: 34101.Práticas Técnico-Comerciais Saída Profissional: Empregado/a Comercial Componente de

Leia mais

De Arte a Ciência: Regras para o Desenho de Software

De Arte a Ciência: Regras para o Desenho de Software De Arte a Ciência: Regras para o Desenho de Software Neste artigo é apresentado um conjunto de regras de desenho um padrão de desenho universal associado ao princípio fundamental e aos requisitos axiomáticos.

Leia mais

CURSO EFA DE TÉCNICO DE INFORMÁTICA E SISTEMAS. Módulo 788- Administração de Servidores Web. Ano letivo 2012-2013. Docente: Ana Batista

CURSO EFA DE TÉCNICO DE INFORMÁTICA E SISTEMAS. Módulo 788- Administração de Servidores Web. Ano letivo 2012-2013. Docente: Ana Batista CURSO EFA DE TÉCNICO DE INFORMÁTICA E SISTEMAS EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS Curso EFA Sec. Turma C - 2012 / 2013 Módulo 788- Administração de Servidores Web Docente: Ana Batista Ano letivo 2012-2013

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma

Leia mais

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets Programação Web Professor: Diego Oliveira Conteúdo 02: JSP e Servlets JSP JSP é um template de uma página Web que usa Java para gerar HTML dinamicamente JSP é considerado server-side e roda em um objeto

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Arquitetura de Aplicações Distribuídas na Web Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD. Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins

GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD. Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento do trabalho Conclusão Extensões

Leia mais

Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos. Enunciado Geral do Projecto

Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos. Enunciado Geral do Projecto LEIC-A, LEIC-T, LETI, MEIC-T, MEIC-A Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos 2 o Semestre 2013/2014 Enunciado Geral do Projecto O objectivo do projecto é criar uma solução informática que facilite

Leia mais

JSP - JavaServer Pages

JSP - JavaServer Pages JSP - JavaServer Pages 1 Sumário O que é o JSP? Comparação com ASP, Servlets, e Javascript Disponibilidade Um exemplo simples Mais sobre Sintaxe Um pouco de JavaBeans Um exemplo mais complexo 2 O que são

Leia mais

Requisitos para a Federação de um serviço web. Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010

Requisitos para a Federação de um serviço web. Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010 Requisitos para a Federação de um serviço web Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010 15 de Janeiro de 2010 Requisitos para a Federação de um serviço web Serviço Utilizador RCTS Janeiro de 2010 EXT/2010/Serviço

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos

Leia mais

Laboratórios de Engenharia de Software

Laboratórios de Engenharia de Software Laboratórios de Engenharia de Software S1 - Configuração do Curso Relatório de Desenho de Alto Nível Turma 4LEIC3 André Fidalgo Moniz {ei99041@fe.up.pt} José António Fonseca {ei99032@fe.up.pt} Mário Filipe

Leia mais

Sistemas para internet e software livre

Sistemas para internet e software livre Sistemas para internet e software livre Metodologia de modelagem de aplicações WEB Image: FreeDigitalPhotos.net Domínio: Elementos de aplicação WEB Páginas Web Scripts Formulários Applets e ActiveX Motivação

Leia mais

Utilizando os Diagramas da UML (Linguagem Unificada de Modelagem) para desenvolver aplicação em JSF

Utilizando os Diagramas da UML (Linguagem Unificada de Modelagem) para desenvolver aplicação em JSF Utilizando os Diagramas da UML (Linguagem Unificada de Modelagem) para desenvolver aplicação em JSF Ben-Hur de Sousa Lopes¹, Jaime William Dias¹ ¹Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí Paraná Brasil

Leia mais

TIC Tecnologias da Informação e Comunicação 10º Ano

TIC Tecnologias da Informação e Comunicação 10º Ano TIC Tecnologias da Informação e Comunicação 10º Ano Unidades Conteúdos Objectivos Gerais Nº Aulas (tempos) Módulo 1 Folha de Cálculo Microsoft Excel 2010 Introdução à folha de cálculo o Personalização

Leia mais

Aprend.e Sistema integrado de formação e aprendizagem

Aprend.e Sistema integrado de formação e aprendizagem Aprend.e Sistema integrado de formação e aprendizagem Pedro Beça 1, Miguel Oliveira 1 e A. Manuel de Oliveira Duarte 2 1 Escola Aveiro Norte, Universidade de Aveiro 2 Escola Aveiro Norte, Departamento

Leia mais

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. UML-Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. UML-Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE UML-Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Roteiro Introdução a linguagem UML

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Servidor de Aplicações WEB Tomcat Servidor Tomcat Foi desenvolvido

Leia mais

Requerimentos e Especificações de Software

Requerimentos e Especificações de Software 1 Requerimentos e Especificações de Software ConfiKeeper Version 2.0, 16-11-2014 by SyncMasters: Carlos Paiva, 2009108909, cpaiva@student.dei.uc.pt Inês Parente, 2012152484, iparente@student.dei.uc.pt

Leia mais

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Março/2015 Página 1 de 17 Projuris Enterprise Projuris Enterprise é um sistema 100% Web, com foco na gestão de contencioso por empresas ou firmas

Leia mais

Desenvolvimento Cliente-Servidor 1

Desenvolvimento Cliente-Servidor 1 Desenvolvimento Cliente- 1 Ambiienttes de Desenvollviimentto Avançados Engenharia Informática Instituto Superior de Engenharia do Porto Alexandre Bragança 1998/99 Ambientes de Desenvolvimento Avançados

Leia mais

OCL: Object Constraint Language

OCL: Object Constraint Language OCL: Amílcar Domingos Rodrigues Santy Fernandes, Girson César Silva Monteiro, Rui Sá Guerra, Simão Castro Faculdade de Engenharia da Universidade Do Porto, Rua Dr. Roberto Frias, s/n 4200-465 Porto, Portugal

Leia mais

Função dos Sistemas de Bases de Dados Visão dos dados Modelos de dados Linguagem de Definição de Dados Linguagem de Manipulação de Dados Gestão de

Função dos Sistemas de Bases de Dados Visão dos dados Modelos de dados Linguagem de Definição de Dados Linguagem de Manipulação de Dados Gestão de Capítulo 1: Introdução Função dos Sistemas de Bases de Dados Visão dos dados Modelos de dados Linguagem de Definição de Dados Linguagem de Manipulação de Dados Gestão de Transacções Gestão de Armazenamento

Leia mais

EIC. Projecto I. Manual do Utilizador. Vídeo Vigilância Abordagem Open Source. Curso: Engenharia de Informática e Comunicações Ano Lectivo: 2005/2006

EIC. Projecto I. Manual do Utilizador. Vídeo Vigilância Abordagem Open Source. Curso: Engenharia de Informática e Comunicações Ano Lectivo: 2005/2006 EIC Engenharia de Informática e Comunicações Morro do Lena, Alto Vieiro Apart. 4163 2401 951 Leiria Tel.: +351 244 820 300 Fax.: +351 244 820 310 E-mail: estg@estg.iplei.pt http://www.estg.iplei.pt Engenharia

Leia mais

Bases de Dados. Bibliografia. 1. Parte I Componente Teórica. Pedro Quaresma

Bases de Dados. Bibliografia. 1. Parte I Componente Teórica. Pedro Quaresma Índice Bases de Dados Pedro Quaresma Departamento de Matemática Universidade de Coimbra 2010/2011 1. Parte I Componente Teórica 1.1 Introdução 1.2 Modelo ER 1.3 Modelo Relacional 1.4 SQL 1.5 Integridade

Leia mais

Engenharia Informática

Engenharia Informática Escola Superior de Ciência e Tecnologia Engenharia Informática Análise de Sistemas Informáticos 3º ano Exame 12 de Julho de 2006 Docentes: José Correia e João Paulo Rodrigues Duração: 90 m; Tolerância:

Leia mais

DISCIPLINA: Tecnologias da Informação e Comunicação ANO: 9º. Windows 7 Office 2010 Internet Explorer. Cd-roms COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER

DISCIPLINA: Tecnologias da Informação e Comunicação ANO: 9º. Windows 7 Office 2010 Internet Explorer. Cd-roms COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER ESCOLA SECUNDÁRIA DE MANUEL DA FONSECA 3º Ciclo Ensino Básico/Secundário PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS GRUPO 550 - Informática ANO LECTIVO 2012/2013 DISCIPLINA: Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container TomCat Aula 05

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container TomCat Aula 05 Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container TomCat Aula 05 Agenda 1. J2EE Web Container 2. 3. Deploy Web App: myapp.war 2 3 Apache TomCat 7 Apache Tomcat

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

Unidade de Ensino/Aprendizagem 1 - Tecnologias da Informação e Comunicação

Unidade de Ensino/Aprendizagem 1 - Tecnologias da Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem 1 - Tecnologias da Informação e Comunicação 1.1. CONCEITOS INTRODUTÓRIOS Sugestões metodológicas / Situações de - O professor deverá proceder a uma avaliação diagnóstica

Leia mais

Programação Web Aula 12 - Java Web Software

Programação Web Aula 12 - Java Web Software Programação Web Aula 12 - Java Web Software Bruno Müller Junior Departamento de Informática UFPR 25 de Maio de 2015 1 Java 2 Java Web Software 3 Servlets Modelo de Trabalho Funcionamento API Java Código

Leia mais

2 Diagrama de Caso de Uso

2 Diagrama de Caso de Uso Unified Modeling Language (UML) Universidade Federal do Maranhão UFMA Pós Graduação de Engenharia de Eletricidade Grupo de Computação Assunto: Diagrama de Caso de Uso (Use Case) Autoria:Aristófanes Corrêa

Leia mais

UML & Padrões. Aula 1 Apresentação. Profª Kelly Christine C. Silva

UML & Padrões. Aula 1 Apresentação. Profª Kelly Christine C. Silva UML & Padrões Aula 1 Apresentação Profª Kelly Christine C. Silva Sistemas para Internet Módulo I - Construção de sites informativos Módulo II - Construção de sites dinâmicos Módulo III - Aplicações para

Leia mais

Edital N.º 11/PROAD/SGP/2015 e complementares

Edital N.º 11/PROAD/SGP/2015 e complementares Edital N.º 11/PROAD/SGP/2015 e complementares Nome do Candidato Número de Inscrição - Assinatura do Candidato Secretaria de Articulação e Relações Institucionais Gerência de Exames e Concursos I N S T

Leia mais

Programação II Programação para a Web. Christopher Burrows

Programação II Programação para a Web. Christopher Burrows Programação II Programação para a Web Christopher Burrows Apache Tomcat O Apache Tomcat é um Servlet Container desenvolvido pela Apache Software Foundation. Implementa as tecnologias Java Servlets e Java

Leia mais

Orientação a Objeto e UML Questões 2014 Prof. Felipe Leite

Orientação a Objeto e UML Questões 2014 Prof. Felipe Leite Orientação a Objeto e UML Questões 2014 Prof. Felipe Leite Pessoal, fiz uma coletânea das questões mais recentes de concursos públicos de TODO o Brasil de várias bancas diferentes sobre os assuntos Orientação

Leia mais

Histórico da Revisão. Versão Descrição Autor. 1.0 Versão Inicial

Histórico da Revisão. Versão Descrição Autor. 1.0 Versão Inicial 1 of 14 27/01/2014 17:33 Sistema de Paginação de Esportes Universitários Documento de Arquitetura de Software Versão 1.0 Histórico da Revisão Data 30 de novembro de 1999 Versão Descrição Autor 1.0 Versão

Leia mais

Diagrama de Estrutura Composta

Diagrama de Estrutura Composta Diagramas da UML Diagrama de Estrutura Composta Diagrama de Casos de Uso Indicação: Análise de Requisitos Permite descobrir os requisitos funcionais do sistema Fornece uma descrição clara e consistente

Leia mais

Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL

Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL Juliane Menin Orientanda Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador Roteiro Introdução e Objetivos Fundamentação Teórica Especificação

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Curso Introdução à Informática Ano/Semestre Ano Lectivo Área Científica Dpt. EMP 1ºAno / 1ºS 2005/06 Informática DSI Professor Responsável da Disciplina Miguel Boavida Docente Co-Responsável Martinha Piteira

Leia mais

SCC-0263. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCC-0263. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCC-0263 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

Departamento de Informática

Departamento de Informática Departamento de Informática Licenciatura em Engenharia Informática Sistemas Distribuídos época de recurso, 28 de Janeiro de 2009 1º Semestre, 2008/2009 NOTAS: Leia com atenção cada questão antes de responder.

Leia mais

Curso:... Prova de Sistemas de Informação para Bibliotecas (21105) Nome:... Nº de Estudante:... B. I. nº... Assinatura do Vigilante:...

Curso:... Prova de Sistemas de Informação para Bibliotecas (21105) Nome:... Nº de Estudante:... B. I. nº... Assinatura do Vigilante:... Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Curso:... Prova de Sistemas de Informação para Bibliotecas (21105) Data: [Modelo] Nome:... Nº de Estudante:... B. I. nº... Assinatura do Vigilante:...

Leia mais

TERRAMAIS. Serviço on-line de suporte à gestão agro-florestal. Gomes Aires, José Miguel; Dias, Ana Paula; Duarte, Pedro; Coucelo, Carlos RESUMO

TERRAMAIS. Serviço on-line de suporte à gestão agro-florestal. Gomes Aires, José Miguel; Dias, Ana Paula; Duarte, Pedro; Coucelo, Carlos RESUMO TERRAMAIS Serviço on-line de suporte à gestão agro-florestal Gomes Aires, José Miguel; Dias, Ana Paula; Duarte, Pedro; Coucelo, Carlos RESUMO A vantagem na utilização de Sistemas de Informação Geográfica

Leia mais

Manual do Gestor da Informação do Sistema

Manual do Gestor da Informação do Sistema Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Licenciatura Informática e Computação Laboratório de Informática Avançada Automatização de Horários Manual do Gestor da Informação do Sistema João Braga

Leia mais

Ferramentas de Engª de Requisitos

Ferramentas de Engª de Requisitos Análise e Conc epç ão de Sist em as de Inform aç ão )HUUDPHQWDVGH(QJ GH5HTXLVLWRV Carla Ferreira carla.ferreira@dei.ist.utl.pt Ferramentas Genéricas Ferramentas Especializadas Ferramenta (lider de mercado)

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos e com o uso

Leia mais

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo Prefeitura de Belo Horizonte Sistema de Controle de Protocolo Relatório apresentado para concorrer ao 2º Prêmio Inovar BH conforme Edital SMARH nº 001/2014 Belo Horizonte Julho de 2014 Resumo Sendo grande

Leia mais

Engenharia Informática. Projecto de Gestão de presenças de Alunos e Docentes

Engenharia Informática. Projecto de Gestão de presenças de Alunos e Docentes Engenharia Informática Projecto de Gestão de presenças de Alunos e Docentes Engenharia de Software Docente: Isabel Sofia Brito Alunos: Pedro Miguel Sameiro Serrano nº 3958 Ana Filipa Farinha Isidro nº

Leia mais

Sistema Datachk. Plano de Projeto. Versão <1.0> Z u s a m m e n a r b e i t I d e i a s C o l a b o r a t i v a s

Sistema Datachk. Plano de Projeto. Versão <1.0> Z u s a m m e n a r b e i t I d e i a s C o l a b o r a t i v a s Plano de Projeto Versão Z u s a m m e n a r b e i t I d e i a s C o l a b o r a t i v a s 2010 2 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autores 07/04/2010 1.0 Criação da primeira versão do Plano

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO MÓDULO II UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE MÓDULO II - UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA FORMAÇÃO ONLINE Projecto: Kit elearning, SAF/ Novabase, S.A. Equipa

Leia mais

http://www.di.uminho.pt

http://www.di.uminho.pt Escola de Engenharia Departamento de Informática Desenvolvimento de Sistemas de Informação LESI 4º ano / 2º semestre (5308O7) LMCC 4º ano / 2º semestre (7008N8 Opção II) 2005/2006 José Creissac Campos

Leia mais

JSP trata-se de uma tecnologia que possibilita o desenvolvimento de páginas web dinâmicas utilizando todas as potencialidades do Java como linguagem

JSP trata-se de uma tecnologia que possibilita o desenvolvimento de páginas web dinâmicas utilizando todas as potencialidades do Java como linguagem 1 JSP trata-se de uma tecnologia que possibilita o desenvolvimento de páginas web dinâmicas utilizando todas as potencialidades do Java como linguagem orientada a objectos. Tal como em ASP e PHP, os ficheiros

Leia mais

5.5. Software de treinamento da RNA

5.5. Software de treinamento da RNA Como podemos observar na figura 10, os neurônios da camada de entrada (X1,..,X10) são alimentados pelos tópicos de estudo e a saída Y1 libera o próximo tópico sinalizando ao sistema se o aprendiz pode

Leia mais

DotNetNuke. Gestão de Conteúdos. Módulos - II. Inserção de conteúdos nos módulos. Módulo de Text/HTML. Módulo de Sre-Notícias. Módulo de Sre-Formação

DotNetNuke. Gestão de Conteúdos. Módulos - II. Inserção de conteúdos nos módulos. Módulo de Text/HTML. Módulo de Sre-Notícias. Módulo de Sre-Formação Gestão de Conteúdos DotNetNuke Módulos - II Inserção de conteúdos nos módulos Módulo de Text/HTML Módulo de Sre-Notícias Módulo de Sre-Formação Conteúdos dos módulos Na lição: Módulos-I já foi dito que

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo JavaServer Pages (JSP) Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais