LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES"

Transcrição

1 LIVRO ENGENHARIA FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES WILSON PADUA PAULA FILHO CAPÍTULO REQUISITOS 1

2 DEFINIÇÃO DOS REQUISITOS 2

3 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS Os pontos mais importantes são as identificações dos casos de uso (representações de funções algoritmias do produto) e dos atores (representações dos usuários e dos sistemas que interagem com o produto). Nos relacionamentos entre casos de uso e atores são representados através de diagramas de casos de uso, dos quais o principal é o diagrama de contexto do produto. 3

4 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS CASOS DE USOS Os casos de uso representam funções completas do produto, permitindo uma visualização maior das funcionalidades do produto, gerando um ou mais benefícios para o cliente ou os usuários. O modelo de casos de uso serve de base para determinar: Classes e operações, durante a Análise; Casos de testes de aceitação, durante os Testes; Roteiros de manual de usuário, durante a Implementação. 4

5 Diagrama de Classe de Uso 5

6 Diagrama de Classe 6

7 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS CASOS DE USOS Exemplo Casodeusodosistemadeinformatizaçãodeumamercearia: Gestão de Usuários Emissão de Nota Fiscal Gestão Manual de Estoque Fechamento de Caixa Operação de Venda Emissão de Relatórios Gestão de Fornecedores Abertura de Caixa Gestão de Marcadores Gestão de Pedido de Compra

8 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS CASOS DE USOS Durante a Definição dos requisitos, basta resumir cada caso de uso em uma descrição resumida, sendo que os passos de seu fluxo, será descrito no Detalhamento dos requisitos funcionais, conforme tabela: Número de Ordem Caso de Uso 1 Abertura do Caixa 2 Emissão de Nota Fiscal 3 Emissão de Relatórios Descrição Passagem para o Modo de Venda, liberando assim o caixa da mercearia para a Operação de Venda. O Gerente da mercearia deve informar o valor inicial deste caixa. Emissão de Nota Fiscal para o cliente da mercearia (extensão da Operação de Venda). Emissão de relatórios com as informações das bases de dados do Mercearia. Exemplo de lista de casos de uso 8

9 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS CASOS DE USOS Número de Ordem Caso de Uso 4 Fechamento do Caixa Gestão de Fornecedores Gestão de Mercadorias Gestão de Pedidos de Compra Descrição Totalização das vendas do dia e mudança para o Modo de Gestão. Processamento de inclusão, exclusão e alteração de fornecedores. Processamento de inclusão, exclusão e alteração de mercadorias. Processamento de inclusão, exclusão e alteração de pedidos de compra de mercadorias. 8 Gestão de Usuários Controle de usuários que terão acesso ao Mercearia. 9 Gestão Manual de Estoque Controle manual de entrada e saída de mercadorias. 10 Operação de Venda Operação de venda ao cliente da mercearia. Exemplo de lista de casos de uso 9

10 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS ATORES Os papéis dos usuários são modelados na forma de atores: Gestor de Compras Exemplo de Atores Cada ator representa uma classe de usuários definida na Especificação dos Requisitos do Software. Os atores modelam os papéis e não as pessoas dos usuários. Exemplo O mesmo usuário físico pode agir como gerente, gestor de estoques ou gestor de compras. 10

11 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS ATORES Critérios de identificação dos atores: Quem está interessado em certo requisito? Onde o produto será usado? Quem se beneficiará do produto? Quem fornecerá informação ao produto? Quem usará informação do produto? Quem removerá informação do produto? Quem dará suporte e manutenção ao produto? Quais são os recursos externos usados pelo produto? Quais são os papéis desempenhados por cada usuário? Quais são os grupos de usuários que desempenham o mesmo papel? Quais são os sistemas legados com os quais o produto deve interagir? 11

12 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS ATORES Para cada ator, devemos incluir uma descrição resumida das responsabilidade do respectivo papel: Número de Ordem Ator Descrição 1 Caixeiro Funcionário operador comercial de caixa. 2 Gerente 3 4 Gestão de Compras Gestão de Estoques Funcionário responsável pela abertura e fechamento do caixa, além do cadastro de usuários. Funcionário responsável por: Cadastramento das mercadorias pertencentes ao estoque; manter os níveis do estoque em valores acima do mínimo permitido para cada mercadoria; emissão dos pedidos de compra da mercearia. Funcionário responsável pela elaboração do inventario do estoque da mercearia e por manter estes níveis coerentes com as bases de dados da Mercearia. Exemplo de descrição de atores 12

13 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS ATORES Deve se também identificar as características mais importantes do respectivo grupo de usuários, como: Cargo ou função; Permissão de acesso; Freqüência de uso; Nível educacional; Competência no processo de negócio; Competência em informática. 13

14 DEFINIÇÃO DOS REQUISISTOS ATORES Nº de Ordem Atores 1 Caixeiro 2 Gerente 3 4 Gestor de Compras Gestor de Estoque Permissão de Acesso Operação de Venda, Emissão de Nota Fiscal. Abertura do Caixa, Fechamento do Caixa, Gestão de Usuários. Gestão de Mercadorias, Gestão de Fornecedores Gestão Manual de Estoque. Frequência de Uso Diário em horário comercial Nível Educacional Competência na Aplicação Competência em Informática 1º Grau Operacional Aplicação Diário 2º Grau Completa Diário 3º Grau Completa Aplicação Windows XP Aplicação Windows XP Diário 1º Grau Operacional Aplicação Exemplo de descrição de características dos usuários 14

15 RELACIONAMENTOS ENTRE CASOS DE USO E ATORES Cada diagrama de casos de uso especifica os relacionamentos entre casos de uso e atores: Exemplo de casos de uso de um ator. Os relacionamentos indicam a comunicação entre os atores e os casos de uso. Um caso de uso pode estar associado a mais de um ator. Normalmente, a comunicação será representada como ligação sem direção, convencionando se, neste caso que a iniciativa de comunicação parte do ator. 15

16 RELACIONAMENTOS ENTRE CASOS DE USO E ATORES Quando a iniciativa parte do caso de uso (por exemplo: mensagens, dados enviados para outros sistemas, etc.), a comunicação deve ser direcionada para o ator: Caso exista grande número de atores, deve se procurar agrupá los em atores genéricos, que representem características comuns a vários grupos de usuários de comportamento semelhante em relação ao produto. 16

17 ONAMENTOS ENTRE CASOS DE USO E ATORES res genéricos e específicos são ligados por relacionamentos de ança. Indica se que Gerente de Vendas e Gerente de Compras alguns aspectos em comum, que são abstraídos através do ator rente.

18 ONAMENTOS ENTRE CASOS DE USO E ATORES diagramas de casos de uso podem ser simplificados, mostrando se caso de uso comum (aos atores específicos) comunicando se nas com o ator genérico, figura abaixo.

19 ONAMENTOS ENTRE CASOS DE USO E ATORES entificação dos atores auxilia na identificação dos casos de uso vantes. Normalmente expressas através de perguntas: uais são as tarefas de cada ator? uais as informações que cada ator cria, armazena, consulta, altera u remove? uais as informações que cada caso de uso cria, armazena, onsulta, altera ou remove? uais são as mudanças externas súbitas que devem ser informadas o produto pelos atores? uais ocorrências devem ser informadas a algum (s) ator (es)? uais os casos de uso que darão suporte e manutenção ao sistema?

20 DE USO E ATORES EXERCÍCIO Indo ao Banco: Defina os Atores Para cada ator defina uma característica importante: permissão de acesso; Função; Cargo; Perfil. Descreva uma relação básica entre 4 atores. Repita os passo acima para Indo a uma biblioteca.

21 DE APOIO te arquivo está disponibilizado para estudos e consultas no rmato PDF. guns estarão disponíveis para impressão, outros, somente para tura. ou

Engenharia de Software III

Engenharia de Software III Engenharia de Software III Casos de uso http://dl.dropbox.com/u/3025380/es3/aula6.pdf (flavio.ceci@unisul.br) 09/09/2010 O que são casos de uso? Um caso de uso procura documentar as ações necessárias,

Leia mais

O fluxo de Requisitos

O fluxo de Requisitos O fluxo de Requisitos Objetivo: enunciado completo, claro e preciso dos requisitos de um produto de software; é mais complexo no caso de produtos novos: é mais difícil para os usuários identificar quais

Leia mais

Almox Express Especificação de Requisitos

Almox Express Especificação de Requisitos 1. Introdução Almox Express Especificação de Requisitos Este documento descreve um sistema de gerenciamento de almoxarifado, denominado de Almox Express, a ser desenvolvido por um grupo de estudo. Nele

Leia mais

Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Especificação de Requisitos e Modelagem Orientada

Leia mais

01. Módulo de Cadastros: 01.1 Telas

01. Módulo de Cadastros: 01.1 Telas O GERIR MICROEMPRESA é um software simples e objetivo que não contempla a parte fiscal da empresa, voltado para pequenos negócios comerciais e industriais. Produto voltado para ambiente Windows XP ou superior,

Leia mais

2 Diagrama de Caso de Uso

2 Diagrama de Caso de Uso Unified Modeling Language (UML) Universidade Federal do Maranhão UFMA Pós Graduação de Engenharia de Eletricidade Grupo de Computação Assunto: Diagrama de Caso de Uso (Use Case) Autoria:Aristófanes Corrêa

Leia mais

UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Sistemas de Informação e Tecnologia em 3º Semestre Análise Orientada aos Objetos Modelagem de Casos de Uso Objetivo: Apresentar

Leia mais

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES CAPÍTULO ATIVIDADES, PAG. 138 A 150

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES CAPÍTULO ATIVIDADES, PAG. 138 A 150 LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES WILSON PADUA PAULA FILHO CAPÍTULO ATIVIDADES, PAG. 138 A 150 1 ANÁLISE ESTRUTURAL IDENTIFICAR AS CLASSES ORGANIZAR AS CLASSES IDENTIFICAR RELACIONAMENTOS

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP

DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP sistema para gerenciamento de instituições de ensino DESCRITIVO TÉCNICO - VERSÃO DESKTOP Nossa Empresa A Sponte Informática é uma empresa brasileira, localizada em Pato Branco, cidade considerada pólo

Leia mais

ANÁLISE E PROJETO ORIENTADO A OBJETOS. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

ANÁLISE E PROJETO ORIENTADO A OBJETOS. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com ANÁLISE E PROJETO ORIENTADO A OBJETOS Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Análise Descrição do problema a ser implementado Descrição dos objetos e classes que fazem parte do problema, Descrição

Leia mais

Modelagem de Sistemas Prof. Marcos Roberto e Silva

Modelagem de Sistemas Prof. Marcos Roberto e Silva Modelagem de Sistemas Prof. Marcos Roberto e Silva Diagrama de Casos de Uso Demonstra o comportamento externo do sistema, através de uma linguagem simples. Apresentando o sistema sobre a perspectiva do

Leia mais

Manual de utilização do SGA - Sistema de Gerenciamento de Almoxarifado

Manual de utilização do SGA - Sistema de Gerenciamento de Almoxarifado Manual de utilização do SGA - Sistema de Gerenciamento de Almoxarifado Setembro/2013 Para acessar o sistema o usuário deverá entrar com os dados mostrados na imagem abaixo: 1. Nessa etapa é possível observar

Leia mais

Documento de Requisitos Projeto SisVendas Sistema de Controle de Vendas para Loja de Informática.

Documento de Requisitos Projeto SisVendas Sistema de Controle de Vendas para Loja de Informática. Documento de Requisitos Projeto SisVendas Sistema de Controle de Vendas para Loja de Informática. 1 Introdução 1.1 Propósito O propósito deste documento de especificação de requisitos é definir os requisitos

Leia mais

Especificação dos Requisitos Merci 1.5

Especificação dos Requisitos Merci 1.5 RT 00108 Especificação dos Requisitos Merci 1.5 Autores: Equipe United Hackers Belo Horizonte MG Março de 2008 1 Aprovação Aprovamos o documento de Especificação de Requisitos do projeto Merci 1.5. Sócrates

Leia mais

IF-718 Análise e Projeto de Sistemas

IF-718 Análise e Projeto de Sistemas Centro de Informática - Universidade Federal de Pernambuco Especificação de Requisitos do Software Sistema de Gerenciamento de Restaurantes IF-718 Análise e Projeto de Sistemas Equipe: Jacinto Filipe -

Leia mais

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076 Gestor Empresarial - Financeiro Release Versão 1.076 Maio/2013 Produto : AeroSoft Gestor Empresarial - Financeiro Versão : v1.076 Data Liberação : 21/04/2013 A seguir são apresentadas as novas funções

Leia mais

CADASTROS E CONCEITOS DAS BASES DE DADOS

CADASTROS E CONCEITOS DAS BASES DE DADOS CADASTROS E CONCEITOS DAS BASES DE DADOS INSUMOS DOS PROCESSO 1. PESSOAS 1. PLANO DE ITENS 3. OPERACIONAIS 4. CENTROS DE RESULTADO 1.1 Clientes 2.1 Unidades 3.1 Endereços 4.1 Plano de Contas 1.2 Fornecedores

Leia mais

Manual (SGA- Sistema de Gerenciamento de Almoxarifado)

Manual (SGA- Sistema de Gerenciamento de Almoxarifado) Manual (SGA- Sistema de Gerenciamento de Almoxarifado) Como acessa o sistema através da INTRANET do DER/RO (PROVISIORIAMENTE). http://www.der.ro.gov/intranet/portalder 1 Nessa etapa é possível observar,

Leia mais

Novidades Versão 12.02a

Novidades Versão 12.02a 1. VISÃO GERAL 1.1 MODIFICAÇÕES E ATUALIZAÇÕES: Foram adicionadas diversas funcionalidades nos Módulos de,,, Varejo e no Módulo de Vendas Balcão que permitem melhorias no desempenho operacional dos usuários

Leia mais

O Processo Unificado: Captura de requisitos

O Processo Unificado: Captura de requisitos O Processo Unificado: Captura de requisitos Itana Gimenes Graduação em Informática 2008 Captura de Requisitos Modelagem do negócio: Visão de negócios Modelo de objetos de negócio de negócio Especificação

Leia mais

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe:

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe: Versão Documento de Requisitos Documento de Requisitos Equipe: Bruno Harada (bhhc) Edilson Augusto Junior (easj) José Ivson Soares da Silva (jiss) Pedro Rodolfo da Silva Gonçalves (prsg) Raphael

Leia mais

INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE

INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE INTRODUÇÃO Na intenção de realizar um novo sistema financeiro para a gestão de recursos de convênios celebrados pela Academia Brasileira de Ciências, o setor de informática juntamente com o setor financeiro

Leia mais

Os casos de uso dão conta da maioria dos requisitos de um sistema computacional.

Os casos de uso dão conta da maioria dos requisitos de um sistema computacional. Unidade 3: Modelagem de requisitos e de soluções (Parte a) 1 Casos de uso 1.1 Conceitos básicos e parâmetros de descrição Os casos de uso dão conta da maioria dos requisitos de um sistema computacional.

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas

Análise e Projeto de Sistemas Análise e Projeto de Sistemas Prof. M.Sc. Ronaldo C. de Oliveira ronaldooliveira@facom.ufu.br FACOM - 2012 Análise Estruturada de Sistemas Modelo Essencial O Modelo Essencial Indica o que o sistema deve

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

Documento de Requisitos

Documento de Requisitos UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Documento de Requisitos Sistema Gerenciador de Atendimento de Chamados Técnicos Grupo: Luiz Augusto Zelaquett

Leia mais

gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS

gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS gesacad GESTÃO ACADÊMIDA DE ESCOLAS Mais de uma década de experiência e evolução é o que dá ao sistema uma vasta gama de funcionalidades. Esse conhecimento que faz total diferença para sua empresa. xp+

Leia mais

E&L ERP Almoxarifado

E&L ERP Almoxarifado Apresentação 1 PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: Prevendo todas as rotinas necessárias ao bom funcionamento da administração de materiais, o produz automaticamente as médias

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2)

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Roteiro (1) Método para Modelagem de Casos De Uso Estudo de Caso: Sistema de Controle para Videolocadora Levantamento Inicial dos Casos de Uso Identificação dos Casos

Leia mais

A Linguagem de Modelagem Unificada (UML)

A Linguagem de Modelagem Unificada (UML) Aécio Costa A Linguagem de Modelagem Unificada (UML) Percebeu-se a necessidade de um padrão para a modelagem de sistemas, que fosse aceito e utilizado amplamente. Surge a UML (Unified Modeling Language)

Leia mais

O que é ERP e suas vantagens

O que é ERP e suas vantagens Sistema 8Box ERP O que é ERP e suas vantagens Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e

Leia mais

QUESTÃO 01 - DIAGRAMA DE SEQUENCIA (CONCEITOS)

QUESTÃO 01 - DIAGRAMA DE SEQUENCIA (CONCEITOS) Campus Cachoeiro de Itapemirim Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas Curso Técnico em Informática Professor: Rafael Vargas Mesquita Bimestre 02 - Avaliação 03 - Assunto: Diagrama de Sequência Aluno:

Leia mais

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte BCON Sistema de Controle de Vendas e Estoque Declaração de escopo Versão 1.0 Histórico de Revisão Elaborado por: Filipe de Almeida do Amaral Versão 1.0 Aprovado por: Marcelo Persegona 22/03/2011 Time da

Leia mais

CASO DE USO. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

CASO DE USO. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com CASO DE USO Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Caso de Uso Descreve o modelo funcional (comportamento) do sistema Técnica de especificaçao de requisitos Especifica um serviço que o sistema

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo FARMAINFOR Modernização da Farmácia do Hospital Mater Day Documento de Requisitos Versão 1.1 Histórico de Revisão

Leia mais

SGA - Sistema de Gerenciamento de Almoxarifado

SGA - Sistema de Gerenciamento de Almoxarifado Manual de utilização do SGA - Sistema de Gerenciamento de Almoxarifado Setembro / 2013 1. O usuário deverá inserir os dados mostrados na imagem abaixo para acessaro SGA : 2. Na etapa posterior, exemplificada

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. PROFESSOR: Andrey DISCIPLINA: Técnicas Alternativas de Programação AULA: 08 APRESENTAÇÃO Na aula de hoje vamos apresentar e discutir como definir

Leia mais

BCON BUSINESS CONTROL

BCON BUSINESS CONTROL BCON BUSINESS CONTROL DOCUMENTO DE REGRAS DE NEGÓCIOS VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/05/11 1.0 Versão Inicial Filipe Almeida Documento de Requisitos Sumário 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

DOCUMENTO DE REGRAS DE NEGÓCIO

DOCUMENTO DE REGRAS DE NEGÓCIO SISGED - SISTEMA DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS DOCUMENTO DE REGRAS DE NEGÓCIO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 04/2011 1.0 Primeira versão. Priscila Drielle Sumário

Leia mais

ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET

ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET AULA 05 ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET JAMES A. O BRIEN MÓDULO 01 Páginas 26 à 30 1 AULA 05 DESAFIOS GERENCIAIS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Engenharia de Requisitos Estudo de Caso

Engenharia de Requisitos Estudo de Caso Engenharia de Requisitos Estudo de Caso Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2007 Slide 1 Engenharia de Requisitos Exemplo 1 Reserva de Hotel 1. INTRODUÇÃO Este

Leia mais

Especificação do KAPP-PPCP

Especificação do KAPP-PPCP Especificação do KAPP-PPCP 1. ESTRUTURA DO SISTEMA... 4 1.1. Concepção... 4 2. FUNCIONALIDADE E MODO DE OPERAÇÃO... 5 3. TECNOLOGIA... 7 4. INTEGRAÇÃO E MIGRAÇÃO DE OUTROS SISTEMAS... 8 5. TELAS E RELATÓRIOS

Leia mais

Comex Exportação. Comercial. A partir de integração com o módulo de faturamento, o sistema de controle de exportação,

Comex Exportação. Comercial. A partir de integração com o módulo de faturamento, o sistema de controle de exportação, Comex Exportação A partir de integração com o módulo de faturamento, o sistema de controle de exportação, facilita a impressão dos principais documentos da exportação como fatura comercial, packing list,

Leia mais

Av. Santos Dumont, 505 - Sala 203 Londrina-PR CEP 86039-090 Tel.: 43 3029 4544 e-mail: comercial@arandusistemas.com.br Site:

Av. Santos Dumont, 505 - Sala 203 Londrina-PR CEP 86039-090 Tel.: 43 3029 4544 e-mail: comercial@arandusistemas.com.br Site: ARANDU SISTEMAS O objetivo principal da Arandu é oferecer ferramentas que facilitem a GESTÃO EMPRESARIAL, que sejam inteligentes, viáveis e rápidos, procurando sempre a plena satisfação do Cliente. As

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 INTRODUÇÃO SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 Há algum tempo, podemos observar diversas mudanças nas organizações,

Leia mais

Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor

Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor H6Projetos Documento de Requisitos Versão 1.3 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 05/09/2013 1.0 Preenchimento do Capítulo 2 Requisitos Funcionais Evilson Montenegro 26/09/2013 1.1 Preenchimento

Leia mais

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo FARMAINFOR Modernização da Farmácia do Hospital Mater Day Documento de Requisitos Versão 2.0 Histórico de Revisão

Leia mais

O que é um inventário?

O que é um inventário? Com a chegada do fim de ano e os encerramentos fiscais e contábeis, as empresas fazem o processo de inventário do seu estoque. O que é um inventário? Inventário basicamente é uma lista de bens e materiais

Leia mais

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Elaborado por SIGA-EPT Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Versão Dezembro - 2009 Sumário 1 Introdução 5 1.1 Entrando no sistema e repassando as opções................... 5 1.2 Administração......................................

Leia mais

Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. MANUAL DE USO Sistema de Reserva de Salas INTRANET - ICMC-USP

Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação. MANUAL DE USO Sistema de Reserva de Salas INTRANET - ICMC-USP Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação ISSN - 0103-2569 MANUAL DE USO Sistema de Reserva de Salas INTRANET - ICMC-USP André Pimenta Freire Renata Pontin de M. Fortes N 0 213 RELATÓRIOS TÉCNICOS

Leia mais

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2)

Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Modelagem de Casos de Uso (Parte 2) Roteiro (1) Método para Modelagem de Casos De Uso Estudo de Caso: Sistema de Controle para Videolocadora Levantamento Inicial dos Casos de Uso Identificação dos Casos

Leia mais

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DA SECRETARIA DA SAUDE PROJETO DE TRABALHO

SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DA SECRETARIA DA SAUDE PROJETO DE TRABALHO SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DA SECRETARIA DA SAUDE PROJETO DE TRABALHO INTRODUÇÃO O avanço da tecnologia trouxe inúmeros benefícios à população. Quando usada de maneira saudável e inteligente, auxilia na

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente Conceito ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente O Sagres Diário é uma ferramenta que disponibiliza rotinas que facilitam a comunicação entre a comunidade Docente e Discente de uma instituição,

Leia mais

SOLUÇÕES DE SOFTWARE. Histórico

SOLUÇÕES DE SOFTWARE. Histórico Histórico - Originado do Software Practico, produto presente em mais de 2000 clientes o Smart Practico foi produzido em 2007 visando atender as necessidades do micro varejo. Este produto possui todas as

Leia mais

MANUAL DE IMPLEMENTAÇÃO DO MÓDULO NOTA FISCAL ELETRONICA

MANUAL DE IMPLEMENTAÇÃO DO MÓDULO NOTA FISCAL ELETRONICA MANUAL DE IMPLEMENTAÇÃO DO MÓDULO NOTA FISCAL ELETRONICA MARKANTY INFORMÁTICA Sistemas para Automação Comercial Gestão Empresarial e Fábrica de Software (Específicos) Princípios de nossos Profissionais:

Leia mais

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração.

1) MANUAL DO INTEGRADOR Este documento, destinado aos instaladores do sistema, com informações de configuração. O software de tarifação é uma solução destinada a rateio de custos de insumos em sistemas prediais, tais como shopping centers. O manual do sistema é dividido em dois volumes: 1) MANUAL DO INTEGRADOR Este

Leia mais

Empreendedor. Sistema. Segurança para o empreendedor. www.axisfocus.com. ERP/CRM Sistema de gestão empresarial

Empreendedor. Sistema. Segurança para o empreendedor. www.axisfocus.com. ERP/CRM Sistema de gestão empresarial ERP/CRM Sistema de gestão empresarial Administre sua empresa de onde estiver, via internet Sistema Empreendedor Sistema Empreendedor Simples de usar, flexível e de baixo custo Com interface clara, simples

Leia mais

PRACTICO LIVE! - CONSULTAS DINÂMICAS POSIÇÃO DE ESTOQUE

PRACTICO LIVE! - CONSULTAS DINÂMICAS POSIÇÃO DE ESTOQUE PRACTICO LIVE! - CONSULTAS DINÂMICAS POSIÇÃO DE ESTOQUE Através de filtros para pesquisa de informações, a Rotina de Consultas Dinâmicas disponibiliza uma série de relatórios de rápida execução que permitem

Leia mais

Estudos Disciplinares Análise e Desenvolvimento de Sistemas referente ao 3 semestre

Estudos Disciplinares Análise e Desenvolvimento de Sistemas referente ao 3 semestre Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas Campus Sorocaba Curso: Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: Estudos Disciplinares Coord. Prof(a): Michele da R. M. Mathias Prova DP Ano Letivo:

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Universidade Estadual do Oeste do Paraná Universidade Estadual do Oeste do Paraná Estudo de Requisitos de um software para uma loja de lentes de contato Bruno Eduardo Soares Leonardo Zanotto Baggio Maykon Valério da Silva Cascavel, 10 de Junho

Leia mais

Engenharia de Requisitos. Estudo de Caso

Engenharia de Requisitos. Estudo de Caso Engenharia de Requisitos Estudo de Caso Engenharia de Requisitos Exemplo 1 Reserva de Hotel 1. INTRODUÇÃO Este documento especifica os requisitos do sistema Controle de Reserva de Hotel, fornecendo aos

Leia mais

Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP

Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Ciências da Computação e Estatística Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP André

Leia mais

Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR. Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl

Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR. Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro introdução objetivos do trabalho fundamentação teórica desenvolvimento da ferramenta

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Rogério Eduardo Garcia (rogerio@fct.unesp.br) Bacharelado em Ciência da Computação Aula 05 Material preparado por Fernanda Madeiral Delfim Tópicos Aula 5 Contextualização UML Astah

Leia mais

Especificação de Requisitos

Especificação de Requisitos Projeto/Versão: Versão 11.80 Melhoria Requisito/Módulo: 000552 / Conector Sub-Requisito/Função: Multas Tarefa/Chamado: 01.08.01 País: Brasil Data Especificação: 13/05/13 Rotinas Envolvidas Rotina Tipo

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO SInAE Sistema Integrado de Administração Escolar Fevereiro - 2006 Sumário INTRODUÇÃO... 2 APRESENTAÇÃO DOS MÓDULOS... 3 Módulo Acadêmico... 3 Módulo de Cofigurações da Escola...

Leia mais

Atendimento Restaurante

Atendimento Restaurante Atendimento Restaurante MARCELLO ALMEIDA PONTES Recife, Maio de 2012. 1 Sumário 1. Motivação... 3 2. Visão Geral do Sistema... 3 2.1. Abrangência e Sistemas Relacionados... 3 2.1.1. Abrangência... 3 2.1.2.

Leia mais

MODELAGEM DE CASOS DE USO PARA UM SISTEMA DE CLÍNICA VETERINÁRIA

MODELAGEM DE CASOS DE USO PARA UM SISTEMA DE CLÍNICA VETERINÁRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE TECNOLOGIA FACULDADE DE ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO ADAM DREYTON FERREIRA DOS SANTOS CARLOS ROGÉRIO CAMPOS ANSELMO FELIPE BATISTA CABRAL FRANK GOMES DE AZEVEDO NAGIB

Leia mais

Palavras-Chaves: engenharia de requisitos, modelagem, UML.

Palavras-Chaves: engenharia de requisitos, modelagem, UML. APLICAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS PARA COMPREENSÃO DE DOMÍNIO DO PROBLEMA PARA SISTEMA DE CONTROLE COMERCIAL LEONARDO DE PAULA SANCHES Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas RENAN HENRIQUE

Leia mais

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML.

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML. MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS APLICADA À ANÁLISE E AO PROJETO DE SISTEMA DE VENDAS ALTEMIR FERNANDES DE ARAÚJO Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas ANDRE LUIZ DA CUNHA DIAS Discente da

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 3ª Série Fundamentos de Análise Orientada a Objetos A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem

Leia mais

Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5

Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5 Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5 O sistema T-Car-Win está sendo atualizado para a versão 1.15.5. Esta versão tem o objetivo de agregar as seguintes funcionalidades ao sistema: Possibilidade

Leia mais

Mobility Gestão Mobility Gestão Guia de Vendas 07/01/2009

Mobility Gestão Mobility Gestão Guia de Vendas 07/01/2009 Mobility Gestão Guia de Vendas 07/01/2009 O Mobility Gestão é um software de retaguarda para o segmento de Varejo, visando o controle total do estoque e movimentações de venda. Desenvolvido para trabalhar

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Apresentação Comercial

Apresentação Comercial Apresentação Comercial Quem Somos O HANT é uma vertical da empresa NDDigital, com foco em desenvolver soluções através de software e serviços direcionados a atender a cadeia de compra das empresas, desde

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO ESCOPO DE SISTEMA DE SOFTWARE A PARTIR DA UTILIZAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS

ESPECIFICAÇÃO DO ESCOPO DE SISTEMA DE SOFTWARE A PARTIR DA UTILIZAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS ESPECIFICAÇÃO DO ESCOPO DE SISTEMA DE SOFTWARE A PARTIR DA UTILIZAÇÃO DA ENGENHARIA DE REQUISITOS Rosiane da Silva Biscaia Discente do curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Faculdades

Leia mais

Manual do Software de Cobrança Itaú

Manual do Software de Cobrança Itaú Banco Itaú SA Manual do Software de Cobrança Itaú Última atualização: agosto/2006 Índice 1 Visão Geral 03 2 Instalação 03 3 Inserindo os dados de sua empresa 03 4 Inserindo os dados dos títulos de Cobrança

Leia mais

SIASP SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE ALMOXARIFADO SERVIÇOS E PATRIMÔNIO MANUAL DO USUÁRIO

SIASP SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE ALMOXARIFADO SERVIÇOS E PATRIMÔNIO MANUAL DO USUÁRIO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA SIASP SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE ALMOXARIFADO

Leia mais

Especificação dos Requisitos do Software Merci 1.0

Especificação dos Requisitos do Software Merci 1.0 RT 002-01 Especificação dos Requisitos do Software Merci 1.0 Autores: Equipe United Hackers Belo Horizonte - MG Março de 2001 1 1.1.1.1. Aprovação Aprovamos o documento de Especificação de Requisitos do

Leia mais

Manual de PRODUÇÃO ONLINE. Autorização e Faturamento

Manual de PRODUÇÃO ONLINE. Autorização e Faturamento Manual de PRODUÇÃO ONLINE 2 APRESENTAÇÃO A Unimed-Rio desenvolveu seu sistema de Produção Online, criado para facilitar a rotina de atendimento de seus médicos cooperados. Este sistema é composto por dois

Leia mais

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias. Documento Requisitos Versão 1.

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias. Documento Requisitos Versão 1. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias Documento Requisitos Versão 1.1 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 06/09/2009 1.0 Elaboração da para análise da 1º versão Marcos Silva do documento

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

Figura 1 Diagrama de Casos de Uso do Sistema de Venda

Figura 1 Diagrama de Casos de Uso do Sistema de Venda Campus Cachoeiro de Itapemirim Curso Técnico em Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas Professor: Rafael Vargas Mesquita EXERCÍCIO 01 SOBRE DIAGRAMA DE SEQUENCIA Exercício 1: construa um

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR. 5º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR. 5º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR 5º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação GOIÂNIA 2014-1 Auditoria de Qualidade de Alunos: Gabriel Braz Heitor Gouveia Henrique Machado Identificação

Leia mais

Sistemas e Sistemas de Informação

Sistemas e Sistemas de Informação Sistemas e Sistemas de Informação 1) Defina pensamento sistêmico. É pensar na empresa como um sistema. A empresa não é vista como um conjunto de partes independentes, buscando alcançar objetivos isolados,

Leia mais

ROTINAS PADRÕES DO SISTEMAS

ROTINAS PADRÕES DO SISTEMAS ROTINAS PADRÕES DO SISTEMAS Usando o Sistema pela primeira vez Ao executar o seu Sistema pela primeira vez a tela abaixo será apresentada para que você possa configurar os diretórios onde serão achados

Leia mais

9. Quais as características a tecnologia de conexão à Internet denominada ADSL A) Conexão permanente, custo variável, linha telefônica liberada e

9. Quais as características a tecnologia de conexão à Internet denominada ADSL A) Conexão permanente, custo variável, linha telefônica liberada e 9. Quais as características a tecnologia de conexão à Internet denominada ADSL A) Conexão permanente, custo variável, linha telefônica liberada e velocidade maior do que as linhas tradicionais. B) Conexão

Leia mais

Universidade Paulista

Universidade Paulista Universidade Paulista Ciência da Computação Sistemas de Informação Gestão da Qualidade Principais pontos da NBR ISO/IEC 12207 - Tecnologia da Informação Processos de ciclo de vida de software Sergio Petersen

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

BR1-SGC Sistema Gerenciador de Condomínios. http://www.br-onesistemas.com.br

BR1-SGC Sistema Gerenciador de Condomínios. http://www.br-onesistemas.com.br 2014 Tela: Login TELA DE ENTRADA DO SISTEMA. CONFIGURAÇÃO DE SENHA NO PRIMEIRO ACESSO. Tela: Principal PAINEL DE MONITORAMENTO (INDICAÇÃO PARA UNIDADES COM VISITANTES / RECADOS-AVISOS (Correspondências)

Leia mais

Manual Controle de Estoque

Manual Controle de Estoque 2014 Manual Controle de Estoque ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Manual de Utilização... 3 1 - Cadastro... 3 1.1 Cadastro de Fornecedores... 4 1.2 Grupo de Materiais... 6 1.3 Unidades

Leia mais

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa

NeXT ERP Sistema de gestão empresarial A solução integrada e eficiente para sua empresa Gerencie facilmente seu negócio com o NeXT ERP O que é o NeXT Software? - Um avançado software integrado capaz de automatizar e integrar os processos de negócio de sua empresa - Possibilita que as informações

Leia mais

SISTEMA PARA CONTROLE DE SELF-SERVICE

SISTEMA PARA CONTROLE DE SELF-SERVICE SISTEMA PARA CONTROLE DE INSUMOS EM RESTAURANTES DO TIPO SELF-SERVICE Rafael Knoch Orientador: Prof. Wilson Pedro Carli ROTEIRO DE APRESENTAÇÃO 1. Introdução 2. Objetivos 3. Fundamentação Teórica 4. Especificação

Leia mais

1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE)

1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE) 1 UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE) Segundo Tonsig (2003), para conseguir desenvolver um software capaz de satisfazer as necessidades de seus usuários, com qualidade, por intermédio de uma arquitetura sólida

Leia mais