Guia de Configuração do Sistema

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia de Configuração do Sistema"

Transcrição

1 Guia Configuração do Sistema Configuração do Sistema... 2 Dimensões... 6 Gerais... 9 Desempenho Função Verificando Consumo Corrente e Consumo Energia... 19

2 Configuração do Sistema Sistema Básico Software Comunicação FA Lan Sem fio FA Gateway SYSMAC CX-Compolet IHM Série NS Hubs Switch Industriais CJ2 Cabo Ethernet Comercialmente disponível Cabo par trançado 100 Base-TX Placa Opcional Serial Observação: Apenas CJ2M- 3 po ser montada. Fonte Alimentação CJ1 Novo Novo Placa Final CJ1 Rack (Estrutura sem Backplane) Bateria CJ1 Módulo Controle E/S CJ1 Dispositivos Programação CX-One (por exemplo, CX-Programmer) Cabo USB Cabo USB comercialmente disponível E/S Básicas CJ1 E/S Especiais CJ1 Barramento CJ1 Observação: Máximo 10 módulos pom ser montados. Cartão Memória Cabos Expansão CS1 IHM Série NS Rack Expansão (Estrutura sem backplane) Cabo RS-232C para IHM Módulo Interface E/S CJ1 Cabo para Computador Pessoal RS-232C Adaptador RS-422 A 2 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

3 Configuração Básicos E/S CJ1 8 pontos 16 pontos 32 pontos 64 pontos Entrada Entrada DC ID201 Entrada AC IA201 com Saída à Relé (comuns inpenntes) OC201 Saída Triac OA201 Saída à transistor OD201 OD202 OD203 OD204 Entrada DC ID211 ID212 tipo alta velocida Entrada AC IA211 Saída à Relé OC211 saída à transistor OD211 OD213 tipo alta velocida OD212 Saída Entrada DC ID231 ID232 ID233 tipo alta velocida Saída à transistor OD231 OD233 OD234 tipo alta velocida OD232 E/S (16 entradas, 16 saídas) E/S Processamento Tipo Isolado com Entradas Universais PH41U AD04U Entrada Termopar Tipo Isolado PTS15 PTS51 Entrada com termorresistência Tipo Isolado PTS16 PTS52 Módulo Entrada DC Tipo Isolado PDC15 Analógicos E/S Entradas Analógicas AD042 tipo alta velocida AD081-V1 AD041-V1 * Saídas analógicas DA042V tipo alta velocida DA08V DA08C DA041 DA021 Outros Módulo Entrada interrupção INT01 Módulo Entrada Resposta rápida IDP01 Saída à transistor/entrada DC MD231 MD233 MD232 Especiais E/S CJ1 e Barramento Contagem alta velocida Comunicação Serial CT021 SCU22 tipo alta velocida Controle Posição SCU32 tipo alta velocida NC214 tipo alta velocida SCU42 tipo alta velocida NC414 tipo alta velocida SCU21-V1 NC234 tipo alta velocida SCU31-V1 NC434 tipo alta velocida SCU41-V1 NC113 Módulo Ethernet/IP NC213 EIP21 NC413 Módulo Ethernet NC133 ETN21 NC233 Controller Link NC433 CLK23 Módulo Controle Posição com interface Módulo FL-net EtherCAT FLN22 NC281 NOVO Módulo DeviceNet NC481 NOVO DRM21 NC881 NOVO Módulo Mestre CompoNet Módulo Controle Posição com interface CRM21 MECHATROLINK-II Módulo Mestre CompoBus/S NC271 SRM21 NC471 NCF71 NCF71-MA Módulo Controle Movimento com interface MECHATROLINK-II MCH71 Entrada DC ID261 ID262 * Saída à transistor OD261 OD263 OD entradas, 32 saídas Saída à transistor/entrada DC MD261 MD entradas, 32 saídas Módulo E/S TTL MD563 Interface B7A (64 entradas) B7A14 (64 saídas) B7A04 (32 entradas, 32 saídas) B7A22 Sensor ID V680C11 V680C12 V600C11 V600C12 Módulo Armazenamento Dados Tipo Alta Velocida SPU01-V2 E/S Analógicas MAD42 Controle Temperatura TC001, TC002 TC003, TC004 TC101, TC102 TC103, TC104 Observação: Windows é uma marca registrada da Microsoft Corporation nos EUA. MECHATROLINK II é uma marca registrada da MECHATROLINK Members Association. Outros nomes companhias e nomes s etc., são marcas ou marcas registradas suas respectivas empresas. Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 3

4 Racks série CJ Um Rack série CJ consiste em um módulo, Módulo Fonte Alimentação, Configuração ( básicos E/S, Especiais E/S e Barramento ) e uma Placa Final. Módulo Fonte Alimentação Módulo Módulo Controle E/S IC101 (Necessário apenas ao conectar com um Rack Expansão) Placa Final TER01 (Uma Placa Final é fornecida como acessório padrão com o módulo ) Rack básicos E/S série CJ Especiais E/S série CJ Barramento série CJ Necessários Rack Módulo Número necessário módulos Módulo Fonte Alimentação 1 Módulo da 1 Módulo Controle E/S Necessário apenas para montagem em um Rack Expansão Rack da Número Configuração 10 ao máximo (o mesmo para todos os molos do Módulo ) (O número Básicos E/S, Especiais E/S e Barramento pom variar. O total não inclui o Módulo Controle E/S) Placa Final 1 (Incluída com o Módulo ). Tipos Na série CJ SYSMAC, os módulos são classificados nos três tipos abaixo. O número racks difere conforme o tipo. Tipo Básicos E/S Aparência (exemplo) Descrição com contatos entradas e saídas. Total: máximo 10 módulos Método reconhecimento Reconhecida pela conforme a posição do rack e do slot. Número módulos Sem restrições Especiais E/S Os Especiais E/S fornecem funções mais avançadas do que as dos básicos E/S, incluindo E/S além contatos entradas e saídas. Exemplos Especiais E/S são os módulos analógicos E/S e os Contadores Tipo Alta Velocida. Eles são diferentes dos Barramento (incluindo Comunicação Re) por ter uma área menor para trocar dados com o Módulo. Reconhecida pelo Módulo conforme o número módulos ( 0 a 95), finido com os switches rotacionais no painel frontal. Pom ser conectados 96 módulos ao máximo (números múltiplos módulos são alocados por Módulo, penndo do molo e das configurações). Barramento Os Barramento da trocam dados com o Módulo através do Barramento da. Exemplos Barramento são Comunicação Re e Comunicação Serial. Elas diferem dos Especiais E/S por terem uma área maior para trocar dados com o Módulo. Reconhecida pelo Módulo conforme o número módulos ( 0 a F), finido com o switch rotacional no painel frontal. Pom ser montadas 16 módulos ao máximo*. * CJ2H-6-EIP e CJ2M-3: Pom ser montadas 15 módulos ao máximo (a porta embutida EtherNet/IP no Módulo ve ser alocada como uma dos Barramento ). 4 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

5 Racks Expansão série CJ Um rack expansão série CJ consiste em um Módulo Fonte Alimentação, um módulo Interface E/S, Configuração ( básicos E/S, Especiais E/S e Barramento ) e uma placa Final. Módulo Fonte Alimentação Módulo Módulo Controle E/S Rack da Módulo Fonte Alimentação Módulo Interface E/S Configuração: 10 máx. Cabo Conexão E/S Rack Expansão Extensão Total do Cabo: 12 m Módulo Interface E/S Módulo Fonte Alimentação Configuração: 10 máx. Cabo Conexão E/S Rack Expansão Número Racks Expansão: Até 3 Racks Expansão pom ser conectados. Módulo Interface E/S Módulo Fonte Alimentação Configuração: 10 máx. Cabo Conexão E/S Rack Expansão Necessários Rack módulo Número necessário Rack da Módulo Controle E/S Um Módulo. Necessário apenas quando um Rack Expansão for usado. Monte o módulo Controle E/S imediatamente ao lado direito do Módulo (Ver Nota 1). Módulo Fonte Alimentação Um Módulo Um Módulo. Monte o módulo Interface E/S imediatamente ao lado direito do Módulo Interface E/S Módulo Fonte Alimentação (Ver Nota 2). Rack Expansão Número Configuração Máximo Dez. (O número Básico E/S, Especiais E/S e Barramento po variar. Este número não inclui o Módulo Interface E/S). Placa Final Uma (Incluída com o Módulo Interface E/S). Nota 1. Montar o Módulo Controle E/S em qualquer outro lugar po resultar em falha na operação. 2. Montar o Módulo Interface E/S em qualquer outro lugar po resultar em falha na operação. Número Máximo Configuração Que Pom Ser Montados Módulo da Molo Total Número no Número Racks Expansão Rack da CJ2H CJ2H-68(-EIP) por Rack 3 Racks x 10 CJ2H-67(-EIP) CJ2H-66(-EIP) CJ2H-65(-EIP) CJ2H-64(-EIP) CJ2M CJ2M-35 CJ2M-34 CJ2M-33 CJ2M-32 CJ2M-31 CJ2M-15 CJ2M-14 CJ2M-13 CJ2M-12 CJ2M-11 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 5

6 Dimensões Observação: em mm, a menos que especificado diferente. Dimensões do Produto Exemplo Larguras Rack usando o Módulo Fonte Alimentação CJ1WPA202 (AC, 14W) Número Largura do Rack (mm) montados com largura Com Com Com Com 31 mm CJ2H-6-EIP CJ2H-6 CJ2M-3 CJ2M ,5 139,5 152,7 121, ,5 170,5 183,7 152, ,5 201,5 214,7 183, ,5 232,5 245,7 214, ,5 263,5 276,7 245, ,5 294,5 307,7 276, ,5 325,5 338,7 307, ,5 356,5 369,7 338, ,5 387,5 400,7 369, ,5 418,5 431,7 400,7 Fonte Alimentação, e Placas Finais Módulo/ Molo Largura PA205C 80 PA205R 80 Módulo Fonte PA Alimentação PD PD CJ2H-6-EIP 79,8 Módulo da CJ2H-6 48,8 CJ2M-3 62 CJ2M-1 31 Placa Final TER01 14,7 Fonte Alimentação Placa Final (Incluído com ) Adaptador RS-422A CIF11 Placas opcionais (apenas para CJ2M-3) Placas opcionais seriais 6 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

7 Largura 20mm Módulo/ Molo Largura Módulo Controle E/S IC101 Básicos E/S 32 pontos CJ1-W-ID231/232/233 OD231/232/233/234 B7A22 Módulo Interface B7A B7A14 20 B7A04 Módulo Mestre CompoBus/S SRM21 Módulo Espaço SP001 Módulo Controle E/S E/S 32 pontos (ID223/OD23) Conector Fujitsu Conector MIL Largura 31 mm Módulo Molo Largura Módulo da Interface E/S II101 ID201 ID211/212 IA111/201 básicos E/S OD20 8/16 pontos OD211/212/213 OC201/211 OA201 básicos E/S MD pontos MD232/233 básicos E/S 64 pontos Módulo Entrada interrupção Módulo Entrada Resposta Rápida analógicos E/S Entrada Processamento Controle Temperatura Controle Posição Módulo Controle Posição com interface EtherCAT Módulo Controle Posição com interface MECHATROLINK-II Módulo Contagem Tipo Alta Velocida Sensores ID Links Controle Comunicação Serial Módulo IP/EtherNet Módulo Ethernet Módulo DeviceNet Módulo Mestre CompoNet Módulo FL-net ID261 OD261 MD261 ID262 OD262/263 MD263 MD563 INT01 IDP01 AD (-V1) DA MAD42 PH41U AD04U PTS51/52/15/16 PDC15 TC NC113/133 NC213/233 NC413/433 NC281 NC481 NC881 NCF71 CT021 V680C11 V680C12 V600C11 V600C12 CLK23 SCU22 SCU32 SCU42 SCU41-V1 SCU21-V1 SCU31-V1 EIP21 ETN21 DRM21 CRM21 FLN22 31 Módulo Interface E/S básicos E/S ponto 8/6, Módulo Entrada interrupção e Módulo Entrada Tipo Alta Velocida básicos E/S 32 e 64 pontos (MD23) Conector Fujitsu Conector MIL Especiais E/S e Barramento da Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 7

8 51 mm Módulo Molo Largura SYSMAC SPU (Módulo SPU01-V2 51 Armazenamento Dados em Alta Velocida) Controle Posição (Tipo alta velocida) NC214/234 Módulo 62 mm Módulo Molo Largura Controle Posição (Tipo alta velocida) NC414/ Módulo Controle Posição (Molo Tipo Alta Velocida) NC414/434 SYSMAC SPU (Módulo Armazenamento Dados Tipo Alta Velocida) SPU01-V2 Módulo 79,8 mm Módulo Molo Largura Módulo Controle Movimento com interface MECHATROLINK-II MCH71 79,8 Módulo Controle Movimento com interface MECHATROLINK-II MCH71 Dimensões Montagem Altura Montagem A altura montagem dos Racks e dos Racks Expansão série CJ é 81,6 a 89 mm, penndo dos módulos que forem montadas. É necessária altura adicional para conectar os Dispositivos Programação (por exemplo, CX-Programmer) e os Cabos. Assegure-se ixar altura montagem suficiente. Aprox. 100 a 150 mm Número do molo DIN Track PFP-100N2 PFP-100N FPP-50N A 16 mm 7,3 mm 7,3 mm 81,6 a 89 mm Observação: Consire os seguintes pontos ao expandir a configuração: A extensão total do Cabo Conexão E/S não ve excer 12m. Os Cabos Conexão E/S requerem o seguinte raio inclinação, indicado abaixo: Cabo Conexão série CJ Observação: Diâmetro exterior do cabo: 8,6 mm 8 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

9 Gerais Item Compartimento Aterramento Dimensões do Rack da (A x P x L) Altura Consumo corrente Ambiente uso CJ2H- CJ2M- 64(-EIP) 65(-EIP) 66(-EIP) 67(-EIP) 68(-EIP) 1 3 Montado em um painel Menor que 100 Ω 90 mm 65 mm 80 mm 90 mm mm mm 65 mm 49 mm mm mm 31 mm 62 mm 280 g ou menos 130 g ou 190 g ou menos 190 g ou menos menos (Ver Nota) 5 VDC, 0.82 A 5 VDC, 0.5 A 5 VDC, 0.7 A 5 VDC, 0.42 A Temperatura do Ambiente 0 a 55 C Operação Umida do Ambiente 10% a 90% Operação Atmosfera Deve estar livre gases corrosivos Temperatura Ambiente -20 a 70 C (excluindo bateria) Armazenamento Altitu m ou menos Grau Poluição 2 ou menos: Cumpre com JIS B3502 e IEC Proteção Acústica 2 kv com cabo energia elétrica (cumpre com IEC ). Categoria Sobretensão Categoria II: Cumpre com JIS B3502 e IEC Nível Immódulo EMC Zona B Resistência à Vibração Cumpre com IEC a 8,4 Hz com amplitu 3,5 mm, 8,4 a 150 Hz. Aceleração 9,8 m/s² para 100 min nas direções X, Y e Z (10 varreduras 10 min. cada = 100 min. ao total) Resistência ao Choque Cumpre com IEC m/s², 3 vezes nas direções X, Y e Z (100 m/s² para Saída do Relé) Bateria Vida Útil 5 anos a 25 C Molo BAT01 Aplicáveis Cumpre com as diretrizes culus, EC, NK e LR. Cumpre com as diretrizes culus e EC. Observação: Sem uma Placa Opção Serial. Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 9

10 Desempenho CJ2H- Item (-EIP) (-EIP) (-EIP) (-EIP) Memória Usuário 50K steps 100 K steps 150K steps 250K steps Bits E/S bits Velocida Tempo Processamento Overhead Modo Normal: CJ2H-6-EIP: 200 μs *1 CJ2H-6: 100 μs Processamento Tempo Execução Instruções Básicas: μs min.; Instruções Especiais: μs min. Interrupções Interrupções E/S e Externas Tempo início da tarefa interrupção: 17 μs *2 ou 26 μs (30 μs para o módulo versão 1.0) Tempos retorno para tarefas cíclicas: 8 μs *2 ou 11 μs (15 μs para o módulo versão 1.0) 68 (-EIP) 400K steps Interrupções Programadas Intervalo mínimo tempo: 0.2 ms *2 (finido em steps 0.1-ms) Tempo início da tarefa interrupção: 13 μs *2 ou 22 μs (27 μs para o módulo versão 1.0) Tempos retorno para tarefas cíclicas: 8 μs *2 ou 11 μs (15 μs para o módulo versão 1.0) Número Máximo Conectáveis Total por Rack ou Rack Expansão: 10 máx. Total por CLP: 40 máx. Número Máximo Racks Expansão 3 máx. Área CIO Área E/S bits (160 words): Words CIO 0000 até CIO 0159 Área Link bits (200 words): Words CIO 1000 até CIO 1199 Área Atualização bits (96 words): Words CIO 1200 até CIO 1295 Dados Sincrozinada Área bits (400 words): Words CIO 1500 até CIO 1899 Barramento da Área E/S bits (960 words): Words CIO 2000 até CIO 2959 Especial Words do Link CLP Serial Área DeviceNet bits (600 words): Words CIO 3200 até CIO 3799 Área E/S Interna bits (200 words): Words CIO 1300 até CIO bits (2.344 words): Words CIO 3800 até CIO 6143 Não po ser usada para E/S externa. 11/31 5K steps 12/32 10K steps CJ2M- 13/33 20K steps 14/34 30K steps 15/35 60 K steps Modo Normal: CJ2M-3: 270 μs *1 CJ2M-1: 160 μs Instruções Básicas: 0.04 μs min.; Instruções Especiais: 0.06 μs min. Tempo início da tarefa interrupção: 31 μs Tempos retorno para tarefas cíclicas: 10 μs Intervalo mínimo tempo: 0.4 ms (finido em steps 0.1-ms) Tempo início da tarefa interrupção: 30 μs Tempos retorno para tarefas cíclicas: 11 μs bits (99 words): Words CIO 3100 até CIO 3189 Área Trabalho 8,192 bits (512 words): Words W000 até W511 Não po ser usada para E/S externa. Área Suporte bits (512 words): Words H000 até H511 Os bits nesta área mantêm seu status ON/OFF quando o CLP estiver em OFF ou o modo operacional for trocado. Words H512 a H1535: Estas words pom ser usadas apenas para blocos função. Pom ser usadas apenas para instâncias blocos função (ou seja, são apenas para variáveis internas em blocos função). Área Auxiliar Leitura apenas: bits (1.984 words) bits (448 words): Words A0 até A bits (1.536 words): Words A10000 até A11535 *3 Ler/escrever: bits (1.024 words) em words A448 até A1471 *3 Área Temporária 16 bits: TR0 até TR15 Área do Temporizador números temporizador (T0000 até T4095 [separado dos contadores]) Área do Contador números contador (C0000 até C4095 [separado dos temporizadores]) Área DM 32K words *4 Words da Área DM para Especiais E/S: D20000 até D29599 (100 words x 96 módulos) Words da Área DM para Barramento : D30000 até D31599 (100 words x 16 módulos) Área EM 32K words/banco x 25 bancos máx.: E00_00000 até E18_32767 máx. *4, *5 32K words/banco x 4 bancos máx.: E00_00000 até E3_32767 máx. *4 32K words x 4 bancos 32K words x 4 bancos 32K words x 10 bancos 32K words x 15 bancos 32K words x 25 bancos 32K words x 1 banco 32K words x 4 bancos Bancos nos quais os bits pom ser ajustados à força/reinicializados *6 Usando ajuste à força/reinicialização Área EM Usando especificações alocação enreço automático Bancos 0 a 3 hex Banco 3 hex Bancos 0 a 3 hex Banco 3 hex Banco 0 a 9 hex Bancos 6 até 9 hex Bancos 0 a E hex Bancos 7 até E hex Bancos 0 a 18 hex Bancos 11 até 18 hex Banco 0 hex -- Bancos 0 a 3 hex Registradores Índice IR0 até IR15 Estes são registradores especiais para armazenar enreços memória CLP para enreçamento indireto. (Registradores Índice pom ser ajustados forma a serem únicos para cada tarefa ou forma a ser divididos por todas as tarefas.) Área Sinalização Tarefa Cíclica 128 flags Cartão Memória 128 MB, 256 MB ou 512 MB * 1. Os seguintes tempos são adicionados se links tag dados EtherNet/IP forem usados pela CJ2H-6-EIP. Operação normal: 100 μs + Número transferência words x 0,33 μs Interrupção em alta velocida habilitada: 100 μs + Número transferência words x 0,87 μs O seguinte tempo ve ser adicionado ao usar links dados tag para CJ2M-3: 100 μs + (N words transferidas x 1,8 μs). *2. Isso se aplica quando a função interrupção em alta velocida é usada. *3. A960 até A1471 e A10000 até A11535 não pom ser acessadas pelos módulos Barramento, Especiais E/S, IHMs e Software Suporte que não suportem especificamente os módulos CJ2. *4. Os bits na Área EM pom ser enreçados tanto por bit quanto por word. Estes bits não pom ser enreçados pelos módulos Barramento, Especiais E/S, IHMs e Software Suporte que não suportem especificamente os módulos CJ2. *5. Os bancos EM D até 18 não pom ser acessados pelos módulos Barramento, Especiais E/S, IHMs e Software Suporte que não suportem especificamente os módulos CJ2. *6. Com os módulos CJ2H, com versão módulo 1.2 ou superior, é possível ajustar à força ou reinicializar os bits na Área EM para os bancos que foram especificados com atribuição enreçamento automático ou para bancos especificados para a função ajuste à força/reinicialização da Área EM. Com os CJ2M, é possível ajustar à força ou reinicializar os bits na Área EM apenas para bancos especificados para a função ajustar à força/reinicializar da Área EM. 10 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

11 CJ2H- CJ2M- Item 64 (-EIP) 65 (-EIP) 66 (-EIP) 67 (-EIP) 68 (-EIP) 11/31 12/32 13/33 14/34 15/35 Modos Operacionais Modo PROGRAM: Programas não são executados. Neste modo, as preparações pom ser executadas antes da execução do programa. Modo MONITOR: Programas são executados e algumas operações, como edição on-line e mudanças nos valores presentes na memória E/S, são habilitadas neste modo. Modo RUN: Programas são executados. Este é o modo operacional normal. Modo Execução Modo Normal Linguagens Programação Ladr Logic (LD), Sequential Function Charts (SFC), Structured Text (ST) e Instruction Lists (IL) Blocos Número máximo finições Função Número máximo instâncias Área Programa FB -- 20K steps Tarefas Tipo Tarefas Tarefas cíclicas Tarefas interrupção (Tarefas interrupção com Energia OFF, tarefas interrupção agendadas, tarefas interrupção E/S e tarefas externas interrupção) Número Tarefas Tarefas cíclicas: 128 Tarefas interrupção: 256 (Tarefas interrupção pom ser finidas como tarefas cíclicas para criar tarefas cíclicas extras. Portanto, o total real tarefas cíclicas é 384 máx.). Símbolos (Variáveis) Tipo Símbolos Símbolos locais: Pom ser usados apenas ntro uma tarefa única no CLP. Símbolos globais: Pom ser usados em todas as tarefas no CLP. Símbolos re (tags) *7: A memória E/S no módulo da po ser acessada externamente usando símbolos, penndo dos parâmetros configuração. Tipo Dados dos Símbolos BOOL (bit) UINT (binário não assinado uma word) UDINT (binário não assinado duas words) ULINT (binário não assinado quatro words) INT (binário assinado uma word) DINT (binário assinado duas words) LINT (binário assinado quatro words) UINT BCD (BCD não assinado uma word) *8 UDINT BCD (BCD não assinado duas words) *8 ULINT BCD (BCD não assinado quatro words) *8 REAL (ponto flutuante duas words) LREAL (ponto flutuante quatro words) CHANNEL (word) *8 NUMBER (constante ou número) *8 WORD (hexacimal uma word) DWORD (hexacimal duas words) LWORD (hexacimal quatro words) STRING (caracteres ASCII 1 a 255) TIMER *9 COUNTER *9 Tipos dados finidos pelo usuário (estruturas lta) *10 Tamanho Máximo do 32 K words Símbolo Símbolos Array (Variáveis Arrays unidimensionais Array) Número Elementos do elementos Max. Array Número Símbolos Máx Máx. Re Registráveis (Tags) *7 Extensão do 255 bytes máx. Símbolo (Tag) Re*7 Codificação dos Símbolos UTF-8 (Tags) Re *7 Rastreamento Capacida Memória words words words words Dados (Até 32 K words x 25 bancos quando EM for especificado no CX-Programmer) (Até 32 K words x 4 bancos quando EM for especificado no CX-Programmer) Número Samplings Bits = 31, dados uma word=16, dados duas words=8, dados quatro words=4 Ciclo Sampling 1 a ms (Módulo: 1 ms) Memória Arquivo Memória Fonte/Comentário Condições Engatilhamento Valor Retardo Memória do programa do bloco função, arquivo comentário, arquivo inxação do programa, tabelas símbolo * 7. Suportado apenas pelas CJ2H-6-EIP e CJ2M-3. *8. Este tipo dados não po ser usado em blocos função. *9. Este tipo dados po ser usado apenas em blocos função. *10. Suportado apenas quando CX-Programmer versão 9.0 ou superior for usado. ON/OFF do bit especificado Comparação dados da word especificada Tamanho dos dados: 1 word, 2 words, 4 words Método Comparação: Igual (=), Maior Que (>), Igual ou Maior Que ( ), Menor que (<), Igual ou Menor Que ( ) e Diferente ( ). - 32,768 a +32,767 ms Cartão Memória (128, 256 ou 512 Mbytes use os Cartões Memória fornecidos pela OMRON). Memória arquivo EM (parte da Área EM po ser convertida para uso como memória arquivo.) Capacida: 3,5 Mbytes Capacida: 1 Mbytes Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 11

12 Comunicações Especificação Transmissão Comunicações CJ2H- CJ2M- Item 64 (-EIP) 65 (-EIP) 66 (-EIP) 67 (-EIP) 68 (-EIP) 11/31 12/32 13/33 14/34 15/35 Portas Lógicas Portas Lógicas 8 portas (usadas para instruções SEND, RECV, CMND, PMCR, TXDU e RXDU) para Portas Lógicas 64 portas (usadas para instruções SEND2, RECV2, CMND2 e PMCR2) Comunicações Ampliadas Especificação Classe 3 (Tipo Número conexões: 64 Conexão) Comunicação UCMM (Tipo Não Número máximo clientes que pom se comunicar ao mesmo tempo: 32 CIP Conexão) Número máximo servidores que pom se comunicar ao mesmo tempo: 40 Porta Periférica (USB) Conector tipo B compatível com USB 2.0 Taxa Baud 12 Mbps máx. Distância Transmissão 5 m. máx. Porta Serial Interface: Cumpre com EIA RS-232C * interface CJ2M-1: Cumpre com EIA RS-232C * interface CJ2M-3: Não há portas seriais com o sistema padrão. Uma das seguintes Placas Seriais Opcionais po ser montada: * Placa Opcional CP1W-CIF01 RS-232C * Placa Opcional CP1W-CIF11 RS-422A/485 (não isolada, distância máxima transmissão: 50 m) * Placa Opcional CP1W-CIF12 RS422A/485 (isolada, distância máxima transmissão: 500 m) Método Comunicações Meio-duplex Método Sincronização Iniciar-Parar Taxa Baud 0.3, 0.6, 1.2, 2.4, 4.8, 9.6, 19.2, 38.4, 57.6, ou (kbps) Distância Transmissão 15 m máx. Porta Ethernet/IP *11 -- Método Acesso à Mídia CSMA/CD Modulação Baseband Caminhos Transmissão Star Taxa Baud 100 Mbps (100Base-TX) Meio Transmissão Cabo revestido par trançado (STP); Categorias: 5, 5e. Distância Transmissão 100 m (entre hub e nó) Número Conexões em Sem restrições, se um switching hub for usado. Cascata Comunicações CIP: Links Dados Tag Número Conexões Intervalo Pacote (Período atualização) 0,5 a ms (Módulo: 0,5 ms) Po ser finido para cada conexão (dados serão atualizados no intervalo finido, inpenntemente do número nós). 1 a ms (em steps 0,5 ms) Po ser finido para cada conexão (dados serão atualizados no intervalo finido, inpenntemente do número nós). Banda Comunicações pps * pps *12 Permissível Número Conjunto Tags Tipo Tags CIO, DM, EM, HR, WR e símbolos re Número Tags por 8 (Sete tags se o status CLP estiver incluído no segmento) Conexão Tamanho Máximo Link words 640 words Dados por Nó Tamanho Máximo Dados por Conexão 252 ou 722 words * 13 (Os dados são sincronizados com cada conexão) 20 words (Os dados são sincronizados ntro cada conexão) Número Conjunto Tag 256 (1 conexão = 1 segmento) 32 (1 conexão = 1 segmento) Registrável Tamanho Máximo do Conjunto Tag 722 words (Uma word é usada quando o status CLP for incluído no segmento) 20 words (Uma word é usada quando o status CLP for incluído no segmento) Número Máximo Tags Atualizáveis em um Único Saída/envio (Módulo à EtherNet/IP): 256 Entrada/recepção (EtherNet/IP à Módulo ): 256 Saída/envio (Módulo à EtherNet/IP): 32 Entrada/recepção (EtherNet/IP à Módulo ): 32 Ciclo * 14 Tamanho Dados Atualizáveis em um Ciclo Único *14 Saída/envio (Módulo para EtherNet/IP): words Entrada/recepção (EtherNet/IP para Módulo ): words Saída/envio (Módulo para EtherNet/IP): 640 words Entrada/recepção (EtherNet/IP para Módulo ): 640 words Mudança das Configurações OK *15 Parâmetros Link Dados Tag durante Operação Filtro Pacote Multi-cast OK *16 *11. A porta EtherNet/IP é embutida apenas nas CJ2H-6-EIP e CJ2M-3. *12. Pacotes por segundo é o número pacotes comunicação que pom ser processados por segundo. *13. Large Forward Open (especificação opcional CIP) ve ser suportado para que 505 a bites sejam usados como o tamanho dados. A aplicação é suportada entre os CLPs das séries CS/CJ. Ao conectar à dispositivos outros fabricantes, assegure-se que os dispositivos suportem a especificação Large Forward Open. *14. Se o número máximo for excedido, a atualização irá requer mais um ciclo Módulo. *15. Ao alterar parâmetros, porém, a porta EtherNet/IP on a alteração for efetuada será reiniciada. Além disso, um timeout ocorrerá temporariamente no outro nó que estava se comunicando com aquela porta, e pois se reativará automaticamente. *16. A porta EtherNet/IP suporta um cliente IGMP, portanto pacotes snecessários múltiplo envio são filtrados ao usar um switching hub que suporta snooping IGMP. 12 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

13 Comunicações CJ2H- Item (-EIP) (-EIP) (-EIP) comunicações Porta EtherNet/IP *17 Comunicações CIP: Mensagens Explícitas Classe 3 (Tipo Número conexões: 128 Conexão) UCMM (Tipo Não Conexão) 67 (-EIP) Número máximo clientes que pom se comunicar ao mesmo tempo: 32 Número máximo servidores que pom se comunicar ao mesmo tempo: (-EIP) 11/31 12/32 CJ2M- 13/33 14/34 15/35 Número máximo clientes que pom se comunicar ao mesmo tempo: 16 Número máximo servidores que pom se comunicar ao mesmo tempo: 16 Roteamento CIP OK (Roteamento CIP está habilitado para as seguintes remotas: EIP21, CJ2H-6-EIP, CJ2M-3 e CS1W-EIP21). Comunicações FINS FINS/UDP OK FINS/TCP Máximo 16 conexões Teste Conformida Em conformida com A5. EtherNet/IP Interface EtherNet/IP 10Base-T/100Base-TX Negociação Automática/Configuração Fixa *17. A porta EtherNet/IP é embutida apenas no CJ2H-6-EIP e CJ2M-3. Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 13

14 Função Gestão do Tempo do Ciclo Gestão (E/S) Funções Descrição Tempo Mínimo do Ciclo Um tempo mínimo do ciclo po ser estabelecido (0,2 até ms; Módulo: 0,1 ms) A configuração do tempo mínimo do ciclo po ser alterado no modo MONITOR *1 Monitoramento do Tempo do Ciclo O tempo do ciclo po ser monitorado (0,01 a ms; Módulo: 0,01 ms). Processamento Fundo Instruções com tempos longos execução pom ser executadas sobre múltiplos ciclos para evitar flutuações no tempo do ciclo. básicos E/S, Atualização Atualização Cíclica Atualização cíclica dos módulos básicos E/S, Especiais Especiais E/S e E/S E/S e Barramento Barramento do Atualização Imediata Atualização E/S por instruções atualização imediata módulo Atualização por IORF Atualização E/S por instrução IORF Reconhecimento na O número módulos reconhecidas quando é exibido que a máquina Inicialização está ligada. básicos E/S Configuração do Tempo Resposta da Os tempos resposta da entrada pom ser finidos para os módulos Entrada básicos E/S. O tempo resposta po ser aumentado para reduzir os efeitos chattering e ruído nos contatos entrada. O tempo resposta po ser diminuído para habilitar a tecção pulsos entrada mais curtos. Função Carga OFF Todas as saídas nos módulos básicos E/S pom ser sativadas quando ocorrer um erro no modo RUN ou MONITOR. Monitoramento do Status básico E/S Informação alarme po ser lida dos módulos básicos E/S e o número reconhecidas po ser lido. Lendo/escrevendo dados usando instruções para específicas *1 Instruções especiais pom ser usadas para ler/escrever dados necessários para específicas em alta velocida. Especiais E/S e Barramento Bits Reinicialização para Reinicializar Um módulo Especial E/S ou Módulo Barramento po ser reinicializada. Operação Sincronizada Módulo *2 O início do processamento para todas os módulos especificadas pom ser sincronizadas a um intervalo fixo. Número máximo : 10 (Apenos módulos que suportem Modo Operação Sincronizado pom ser usadas). Ciclo operação sincronizada: 0,5 a 10 ms (padrão: 2 ms). Número máximo words para atualização sincronizada dados: 96 words (total para todas os módulos) Gerenciamento Configuração Alocação Automática E/S durante a Inicialização Words E/S pom ser automaticamente aos módulos básicos E/S que estão conectadas ao CLP para inicializar a operação automaticamente sem registrar os módulos nas tabelas E/S Criação Tabela E/S A configuração atual po ser registrada em tabelas E/S para evitar que sejam alteradas, para reservar words e para finir words. Configurações da Primeira Word do Rack/Slot As primeiras words para um módulo no Rack pom ser finidas. Gerenciamento Memória Mantendo a Memória E/S ao Mudar Modo Operação O status da memória E/S po ser mantido quando o modo operação for alterado ou a máquina for ligada. O status ajuste forçado/reinicialização po ser mantido quando o modo operação for alterado ou a máquina for ligada. Memória do Arquivo Arquivos (como arquivos programa, arquivos dados e arquivos tabela símbolos) pom ser armazenados em Cartão Memória, Memória Arquivo EM ou Memória Comentário. Memória Flash Embutida É possível fazer backup do programa do usuário e da Área Parâmetro, para uma memória flash interna quando forem transferidos à Módulo do. Função Arquivo EM Partes da Área EM pom ser tratadas como memória arquivo. Comentários Armazenamento Comentários E/S pom ser armazenados como arquivos tabelas símbolos em um Cartão Memória, memória arquivo EM ou memória comentário. Configuração EM A Área EM po ser configurada como memória rastreamento ou memória arquivo EM. Cartões Memória Transferência ou Inicialização Automática Arquivo Um arquivo programa e arquivos parâmetro pom ser lidos um Cartão Memória quando a máquina estiver ligada. Substituição Programa durante Operação CLP Todo o programa do usuário po ser lido um Cartão Memória para um módulo durante a operação. Função para Ler e Escrever Dados um Cartão Memória Os dados em uma Memória E/S no módulo da pom ser escritos em um Cartão Memória no formato CSV/TXT. Os dados no formato CSV/TXT no Cartão Memória pom ser lidos na memória E/S no módulo. *1. Suportado apenas pelos módulos CJ2H com versão módulo 1.1 ou superior e CJ2M. *2. Suportado apenas pelos módulos CJ2H com versão módulo 1.1 ou superior. 14 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

15 Funções Descrição Comunicações Porta Periférica (USB) Barramento Periférico Barramento para comunicações com vários tipos Software Apoio executados em um computador pessoal. Comunicações em alta velocida são suportadas. Porta Serial *3 Comunicações do Link Host (SYSWAY) Comandos do Link Host ou comandos FINS colocados entre os cabeçalhos do Link Host e os terminadores pom ser enviados por um computador host ou IHM para ler/escrever memória E/S, ler/controlar o modo operacional e executar outras operações para o CLP. Comunicações Sem Protocolo Instruções E/S para portas comunicação (tais como instruções TXD/RXD) pom ser usadas para transferir dados com dispositivos periféricos, como leitoras códigos barras e impressoras. Comunicações NT Link A memória E/S no CLP po ser alocada e conectada diretamente a várias funções da IHM, incluindo áreas controle status, áreas notificação status, touch switches, lamps, tabelas memória e outros objetos. Barramento Periférico Barramento para comunicações com vários tipos Software Apoio executados em um computador pessoal. Comunicações em alta velocida são suportadas. Gateway Serial Este gateway habilita a recepção e a conversão automática FINS para CompoWay/F. Links Seriais CLP *4 Dados são trocados entre os módulos usando portas seriais sem programação comunicação. As IHMs finidas com o protocolo 1: N NT Link pom ser incluídas na re. Porta Ethernet/IP *5 100Base-TX/10Base-T Protocolos: TCP/IP, UDP, ARP, ICMP (apenas ping), BOOTP Aplicações: FINS, CIP, SNTP, DNS (Cliente), FTP (Servidor) Serviço Links Dados Tag Trocas cíclicas dados sem programas com os dispositivos na re EtherNet/IP. Comunicações CIP Comunicações Mensagem Quaisquer comandos CIP pom ser recebidos dos dispositivos na re EtherNet/IP. Serviço Comunicações Comunicações Mensagem Quaisquer comandos FINS pom ser transferidos com os dispositivos na re EtherNet/IP. FINS Interrupção CLP Interrupções Agendadas Tarefas pom ser executadas em um intervalo específico. Reconfigurando e reinicializando com MSKS (690) *6 Lendo o valor atual do temporizador interno com MSKS (690) *6 Interrupções Energia OFF Tarefas Interrupção E/S Tarefas Interrupção Externa Função Interrupção em Alta Velocida *7 Quando MSKS (690) for executado, o temporizador interno é reinicializado e o tempo para a primeira interrupção é finido a um valor fixo. MSKS (690) po ser usado para ler o tempo que se passou até que a interrupção agendada for iniciada ou a partir da interrupção agendada anteriormente. Uma tarefa po ser executada quando a energia for sligada. Uma tarefa po ser executada quando um sinal entrada r entrada a um módulo Entrada Interrupção. Uma tarefa po executada quando forem solicitadas interrupções um módulo Especial E/S ou um módulo Barramento. Melhora o sempenho para executar tarefas interrupção com certas restrições. Relógio Função Relógio Dados do relógio são armazenados na memória. Precisão (precisão pen da temperatura) Temperatura ambiente 55 C: erro -3,5 a 0,5 min. por mês Temperatura ambiente 25 C: erro -1,5 a 1,5 min. por mês Temperatura ambiente 0 C: erro -3 a 1 min. por mês Armazenamento do Tempo Início da Operação O tempo quando o modo operacional foi alterado pela última vez, para o modo RUN ou MONITOR é armazenado. Armazenamento do Tempo Parada da Operação A última vez que um erro fatal ocorreu ou a última vez que o modo operacional foi alterado para o modo PROGRAM é armazenada. Armazenamento do Tempo Inicialização O tempo em que a máquina foi ligada é armazenado. Gerenciamento da Fonte Alimentação Blocos Função Armazenamento do Tempo Interrupção Energia Cálculo do Tempo Total Energia ON Armazenamento dos Dados do Relógio com Energia ON Armazenamento do Tempo Sobrescrito do Programa do Usuário Armazenamento Dados dos Parâmetros Proteção da Memória Configuração do Tempo Detecção da Energia OFF Tempo Retardo da Detecção da Energia OFF Número do Contador Interrupções Energia Linguagens nas Definições Blocos Função O tempo em que a máquina foi sligada é armazenado. O tempo total que a CLP esteve ON é armazenado, em steps 10 horas. Um histórico das vezes em que a energia estava ON é armazenado. O tempo quando o programa do usuário foi sobrescrito pela última vez é armazenado. O tempo quando a Área Parâmetros foi sobrescrita é armazenado. Dados da Área Manutenção, Área DM, Área EM, Counter Completion Flags e valores atuais contagem são mantidos mesmo quando a energia é sligada. Área CIO, Área Trabalho, alguns dados da Área Auxiliar e Timer Completion Flags, valores atuais do temporizador, registros inxação e registros dados pom ser protegidos ao acionar o IOM Hold Bit na Área Auxiliar, e também ao configurar o IOM Hold Bit como Hold na Configuração do CLP. O tempo tecção para interrupções energia po ser finido. Fonte Alimentação AC: 10 a 25 ms (variável) Fonte Alimentação DC: 2 a 5 ms (PD022) ou 2 a 20 ms (PD025) A tecção das interrupções energia po ser retardada: 0 a 10 ms (não suportado pela PD022) O número vezes que a energia foi cortada é contado. A programação padrão po ser encapsulada como blocos função. Programação em escadas ou texto estruturado. * 3. Uma Placa Serial Opcional é requerida para usar uma porta serial nos módulos CJ2M-3 e CJ2M-. *4. Uma Placa Serial Opcional é requerida para usar uma porta serial nos módulos CJ2M-3 e CJ2M- em Links CLP Serial. *5. Suportado apenas pela CJ2H-6-EIP e CJ2M-3. *6. Suportado apenas pelos módulos CJ2M-. *7. Suportado apenas pelos módulos CJ2H- com versão módulo 1.1 ou superior. Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 15

16 Funções Descrição Debugging Edição On-Line O programa po ser alterado durante a operação (no modo MONITOR ou PROGRAM), exceto para áreas programação em bloco. Ajuste Forçado/Reinicialização Bits especificados pom ser finidos ou refinidos. Um parâmetro po ser finido para habilitar o ajuste forçado/refinição bits nos bancos da Área EM. O ajuste forçado/refinição é habilitado para o banco especificado e para todos os bancos pois le. *8. Monitoramento Diferenciado Mudanças ON/OFF em bits especificados pom ser monitorados. Rastreamento Dados Os dados rastreamento pom ser carregados durante o rastreamento dados usando CX-Programmer, que habilita o registro contínuo dados ao carregar constantemente. Iniciar o rastreamento dados automaticamente quando iniciar a operação O rastreamento dados po ser iniciado automaticamente quando a operação é iniciada (por exemplo, quando o modo operacional é alterado do modo PROGRAM para o modo MONITOR ou RUN). Armazenar Localização Erro quando um Erro Ocorrer A localização e o número da tarefa on a execução parou para um erro programa é gravado. Verificação Programa Os programas pom ser verificados para itens como nenhuma instrução END e erros FALS/FAL na inicialização. Autodiagnóstico e Restauração Registro Erros Uma função é fornecida para armazenar códigos pré-finidos erro no módulo da, informação erro e o tempo em que o erro ocorreu. Detecção Erro da Erros WDT da são tectados. Diagnóstico Falhas Definido pelo Usuário Erros pom ser gerados por condições especificadas pelo usuário: Erros não fatais (FAL) e erros fatais (FALS). Diagnóstico do tempo seção do programa e diagnóstico da lógica da seção do programa são suportados (instrução FPD). Função Carga OFF Esta função DESLIGA todas as saídas dos módulos Saída quando um erro ocorre. Saída RUN A saída RUN da PA205R é LIGADA enquanto o Módulo da estiver no modo RUN ou MONITOR. Detecção Curto-Circuito Carga E/S Básica Esta função fornece informação alarme dos módulos básicos E/S que têm proteção contra curto-circuito. Detecção do Ponto Falha O tempo e a lógica um bloco instruções pom ser analisados usando a instrução FPD. Detecção Standby na Esta função indica quando o módulo da está em standby, porque todas os módulos Especiais E/S e Barramento da não foram reconhecidas na inicialização no modo RUN ou MONITOR. Detecção Erro Não Fatal Detecção Erro FAL do Sistema (erro não fatal finido pelo usuário) Esta função gera um erro não fatal (FAL) quando as condições finidas pelo usuário são atendidas pelo programa. Detecção Erro Atualização Duplicada Esta função tecta um erro quando uma Instrução atualização imediata em uma tarefa interrupção está competindo com uma atualização E/S em uma tarefa cíclica. Detecção Erro no módulo básico E/S Esta função tecta um erro em um módulo Básico E/S Detecção Erro na Memória Backup Esta função tecta um erro na memória backup dos programas do usuário e da área parâmetros (memória backup). Detecção Erro na Configuração do CLP Esta função tecta erros configuração na Configuração do CLP. Detecção Erro no módulo Barramento da Esta função tecta um erro quando houver erro na troca dados entre o módulo da e um módulo Barramento da. Detecção Erro no módulo Especial E/S Esta função tecta um erro quando houver erro na troca dados entre o módulo da e um módulo Especial E/S. Detecção Erro na Memória Tag *9 A função tecta erros na memória tag. Detecção Erro na Bateria Esta função tecta um erro quando uma bateria não estiver conectada à Módulo da ou quando a tensão da bateria cair. Detecção Erro na Configuração Barramento da Detecção Erro na Configuração Especial E/S Detecção Erro Placa Opcional *10 *8. Suportado apenas pelos módulos CJ2H com versão módulo 1.2 ou superior e pelos módulos CJ2M. *9. Suportado apenas pelas CJ2H-6-EIP e CJ2H-3. *10. Suportado apenas pela CJ2M-3. Esta função tecta um erro quando o molo um módulo Barramento da nas tabelas E/S registradas não bate com o molo que está sendo realmente montado no CLP. Esta função tecta um erro quando o molo um módulo Especial E/S nas tabelas E/S registradas não bate com o molo que está sendo realmente montado no CLP. Esta função tecta os erros no status montagem da Placa Serial Opcional. 16 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

17 Funções Descrição Autodiagnóstico Detecção Detecção Erro Memória Esta função tecta erros que ocorrem na memória da. e Restauração Erros Fatais Detecção Erro Barramento E/S Esta função tecta quando um erro ocorre em transferências dados entre montadas nos slots do Rack e no módulo do e tecta quando a Placa Final não está conectada ao Rack da ou a um Rack Expansão. Erro Duplicação Número do Rack/Módulo Esta função tecta um erro quando o mesmo número módulo é finido para duas ou mais, a mesma word é alocada para duas ou mais básicos E/S, ou o mesmo número rack é finido para dois ou mais Racks. Detecção Erro com Muitos Pontos E/S Esta função tecta um erro quando o número total pontos E/S finido nas tabelas E/S ou o número por Rack exce a faixa especificada. Detecção Erro Configuração E/S As tabelas registradas E/S são usadas para tectar erros caso o número nas tabelas registradas E/S não está acordo com o número real que estão conectadas, ou um módulo Interrupção tiver sido conectada na posição errada, isto é, não estiver nos seguintes slots: CJ2H-6-EIP: Slots 0 a 3 CJ2H-6: Slots 0 a 4 CJ2M-3: Slots 0 a 4 CJ2M-1: Slots 0 a 4 Detecção Erro Programa Esta função tecta erros em programas. Detecção Erro Processamento Instrução Esta função tecta um erro quando o valor dados fornecido é inválido ao executar uma instrução, ou a execução da instrução entre tarefas for tentada. Detecção Erro DM/EM BCD Indireto Esta função tecta um erro quando um enreço indireto DM/EM no modo BCD não for BCD. Detecção Erro Acesso Área Ilegal Esta função tecta um erro quando é realizada uma tentativa acessar uma área ilegal com uma instrução operando. Detecção Erro Sem END Esta função tecta um erro quando não houver uma instrução END ao final do programa. Detecção Erro Tarefa Esta função tecta um erro quando não houver tarefas que possam ser executadas em um ciclo, não houver programa para uma tarefa, ou a condição execução para uma tarefa interrupção for atendida, mas não houver tarefa interrupção com o número especificado. Detecção Erro Excesso Fluxo Diferenciação Esta função tecta um erro quando muitas instruções diferenciadas forem inseridas ou apagadas durante a edição online ( vezes ou mais). Detecção Erro Instrução Inválida Esta função tecta um erro quando uma tentativa é feita para executar uma instrução que não está finida pelo sistema. Detecção Erro do Excesso Fluxo da Área do Programa do Usuário Esta função tecta um erro quando dados instrução forem armazenados após o último enreço na área programa do usuário. Detecção Erro Tempo Excedido do Ciclo Esta função monitora o tempo do ciclo (10 a ms) e para a operação quando o valor finido for excedido. Detecção Erro FALS do Sistema (Erro Fatal Definido pelo Usuário) Este erro gera um erro fatal (FALS) quando as condições finidas pelo usuário são atingidas no programa. Detecção Erro Versão Esta função tecta um erro quando um programa do usuário inclui uma função que não é suportada pela versão atual. Detecção Erro Transferência Cartão Memória Esta função tecta um erro quando a transferência automática arquivo do Cartão Memória falha na Inicialização. Função Auto-Restauração da Memória Esta função realiza uma verificação parida na área do programa usuário e dos dados auto-restauração. *11 Manutenção Função Backup Simples Esta função realiza o backup coletivo dos dados no módulo da (programas usuário, parâmetros e memória E/S) e o backup interno dos dados nos módulos E/S. Comunicações Não Solicitadas Uma função que permite ao CLP usar a Instrução Comunicações Re para enviar comandos FINS requeridos a um computador conectado via um Host Link. Programação e Monitoramento Remotos Comunicações via Host Link pom ser usadas para programação e monitoramento remotos através um Link Controller, Ethernet, DeviceNet ou SYSMAC Link Network. As comunicações entre camadas re pom ser realizadas. Controller Link ou Ethernet: 8 camadas DeviceNet ou SYSMAC Link: 3 camadas. Conexão Automática Online via Re Conexão Serial Direta Esta função habilita a conexão automática a um CLP online quando CX-Programmer estiver conectado diretamente por uma conexão serial (porta periférica [USB] ou porta serial). Via Res Esta função habilita conectar o CX-Programmer online a um CLP que está conectado via uma re EtherNet /IP. Segurança Proteção Leitura via Senha Esta função protege a leitura e a exibição programas e tarefas usando senhas. Proteção contra escrever: Definida usando o switch DIP. Proteção contra leitura: Senha finida usando o CX-Programmer. Proteção contra Escrita FINS Esta função proíbe escrever usando comando FINS enviados pela re. Função do módulo Esta função permite que os usuários dêem quaisquer nomes aos módulos. Os nomes são verificados durante a conexão online para evitar conexões erradas. ID do Hardware Usando Números Lote Esta função fine a proteção da operação ao intificar o hardware usando os programas do usuário, conforme os números lote armazenados na Área Auxiliar. *11. Suportado apenas pelos módulos CJ2H-. Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 17

18 Versões Módulo Molos Versão Módulo CJ2H- CJ2H-6-EIP Versão 1.0 (Seção EtherNet/IP embutida: versão Módulo 2.0) Versão 1.1 (Seção EtherNet/IP embutida: versão Módulo 2.0) Versão 1.2 (Seção EtherNet/IP embutida: versão Módulo 2.0) Versão 1.3 (Seção EtherNet/IP embutida: versão Módulo 2.0) CJ2H-6 Versão módulo: 1.1 Versão módulo: 1.2 Versão módulo: 1.3 Módulo CJ2M- CJ2M-3 Versão 1.0 (Seção EtherNet/IP embutida: versão Módulo 2.0) CJ2M-1 Versão módulo: 1.0 Versão Módulo e Dispositivos Programação CJ2H CJ2M Módulo da CJ2H-6-EIP Versão Módulo 1.0 CJ2H-6-EIP Versão Módulo 1.1 CJ2H-6- Versão Módulo 1.1 CJ2H-6-EIP Versão Módulo 1.2 CJ2H-6- Versão Módulo 1.2 CJ2H-6-EIP Versão Módulo 1.3 CJ2H-6 Versão Módulo 1.3 CJ2M- Versão módulo 1.0 Dispositivo Programação Requerido CX-Programmer Funções Console Ver. 7.1 ou Ver 8.2 ou Ver. Ver. 9.1 ou Ver. 8.0 Programação inferior superior 9.0 superior Funções para versão módulo 1.0 OK OK OK OK *3 Funções Usando novas OK *2 OK OK adicionadas para a versão módulo 1.1 funções Não usando novas funções OK *1 OK OK OK Funções Usando novas OK *2 OK OK adicionadas para a funções versão módulo Não usando OK OK OK 1.1 novas funções Funções Usando novas OK OK adicionadas para a funções Versão Módulo Não usando OK *1 OK *1 OK OK 1.2 novas funções Funções Usando novas OK OK adicionadas para a funções Versão Módulo Não usando OK*1 OK *1 OK OK 1.2 novas funções Funções Usando novas OK adicionadas para a funções Versão Módulo Não usando OK *1 OK *1 OK OK 1.3 novas funções Funções Usando novas OK adicionadas para a funções Versão Módulo Não usando OK *1 OK *1 OK OK 1.3 novas funções Funções para a versão módulo 1.0 OK *1. Não é necessário atualizar a versão do CX-Programmer se a funcionalida que foi aprimorada para a atualização da não for usada. *2. A versão 8.2 ou superior do CX-Programmer é necessária para funções adicionadas à versão 1.1. A função interrupção em alta velocida e alterar a configuração do tempo do ciclo mínimo no modo MONITOR, porém, também são suportadas pela versão 8.2 do CX- Programmer. *3. Um Console Programação não po ser usado com o módulo CJ2. 18 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

19 Verificando o Consumo Corrente e o Consumo Energia Depois selecionar um módulo Fonte Alimentação, baseado em consirações como a tensão da Fonte Alimentação, calcule as condições corrente e energia para cada Rack. Condição 1: Condições corrente Há dois grupos tensão para o consumo interno energia: 5V e 24 V. Consumo corrente a 5 V (Fonte Alimentação para a lógica interna) Consumo corrente a 24 V (Fonte Alimentação para o funcionamento do relé) Condição 2: Requerimentos Energia Para cada Rack, os limites superiores são terminados pela corrente e energia que pom ser fornecidos aos módulos montadas. Desenhe o sistema forma que o consumo total corrente para todas os módulos montadas não supere a energia total máxima ou a corrente máxima fornecida para os grupos tensão exibidos nas seguintes tabelas. A corrente máxima e a energia total fornecidas para os Racks da e os Racks Expansão estão indicadas abaixo, conforme o molo Fonte Alimentação. Observação 1. Para os Racks da, inclua o consumo corrente e energia da nos cálculos. Ao expandir, inclua também o consumo corrente e energia Controle E/S nos cálculos. 2. Para os Racks Expansão, inclua o consumo energia e corrente Interface E/S nos cálculos. Fonte Alimentação Corrente Máxima Fornecida 5 V 24 V (corrente relê acionamento) Energia total máxima fornecida PA205C 5,0 A 0,8 A 25 W PA205R 5,0 A 0,8 A 25 W PA202 2,8 A 0,4 A 14 W PD025 5,0 A 0,8 A 25 W PD022 2,0 A 0,4 A 19,6 W As condições 1 e 2, acima, vem ser cumpridas. Condição 1: Corrente máxima (1) Consumo corrente total a 5 V valor (A) (2) Consumo corrente total a 24 V valor (B) Condição 2: Energia Máxima (1) x 5 V + (2) x 24 V valor (C) Exemplo: Calculando Consumo Total Corrente e Energia Exemplo: Quando as Seguintes Forem Montadas em Um Rack Série CJ Usando um módulo Fonte Alimentação PA205R Tipo Módulo Molo Quantida Grupo tensão 5 V 24 V Módulo CJ2H-68-EIP 1 0,820 A Módulo Controle E/S IC ,020 A básicos E/S ( Entrada) ID ,080 A ID ,090 A básicos E/S ( Saída) OC ,090 A 0,048A Módulo Especial E/S DA ,120 A Módulo Barramento da CLK23 1 0,350 A Consumo corrente Total ,048 A x Resultado 1,83 A ( 5,0 A) A ( 0.8 A) Consumo energia Total V = 9.15 W A 24 V = 2.30 W Resultado = W ( 25 W) Observação: Para mais talhes sobre o consumo corrente, consulte Informação sobre Pedidos. Usando o CX-Programmer para Exibir o Consumo e a Largura da Corrente O consumo e a largura corrente do Rack da e do Rack Expansão pom ser exibidos ao selecionar Consumo e Largura da Corrente no Menu Opções na Janela Tabela CJ2. Se a capacida Fonte Alimentação for excedida, isso será exibido em caracteres vermelhos. Exemplo: Molo Fonte Alimentação Consumo corrente a 5 V Consumo corrente a 26 V/24 V Consumo total corrente Expansão longa distância Largura Página 34 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 19

20 Informações sobre Pedidos Configuração Básica Dispositivos Programação Cabo Conexão dos Dispositivos Programação Software Comunicações FA Produtos Opcionais e Produtos Manutenção Acessórios Trilho DIN básicos E/S Especiais E/S e Barramento Internacionais Os padrões são abreviados conforme segue: U: UL, U1: UL (Class I Division 2 Produtos para Locais Perigosos), C: CSA, UC: culus, UC1: culus (Class I Division 2 Produtos para Locais Perigosos), CU: cul, N: NK, L: Lloyd e : Diretrizes EC. Entre em contato com seu representante OMRON para obter mais informações e condições aplicáveis para estes padrões. Diretriz para tensão Baixa Padrão Aplicável: EN VDC ve atenr os requerimentos segurança apropriados. Com CLPs, isso se aplica aos módulos Fonte Alimentação e E/S que operem nestas faixas tensão. Estes módulos foram senhadas para satisfazer o padrão EN , que é o padrão aplicável às CLPs. Diretrizes EC As diretrizes EC aplicáveis ao CLPs incluem a diretrizes EMC e as diretrizes baixa tensão. A ONROM está em conformida com essas diretrizes conforme scrito abaixo Diretrizes EMC Aplicáveis EMI: EN , EN EMS: EN , EN CLPs são dispositivos elétricos que são incorporados a máquinas e instalações fábricas. Os CLPs da OMRON cumprem com os padrões EMC relacionados, forma que os dispositivos e as máquinas nas quais eles são embutidos possam satisfazer mais facilmente os padrões EMC. Porém, o cliente ve verificar se estes padrões são atendidos pelo sistema atual. O sempenho relacionado à EMC variará, penndo da configuração, do cabeamento e outras condições do equipamento ou do painel controle no qual o CLP for instalado. O cliente ve, portanto, executar verificações finais para confirmar que toda a máquina ou dispositivo cumpra com os padrões EMC. Informação sobre Pedidos Configuração Básica CJ2H (EtherNet/IP Embutido) Consumo Corrente (A) Molo 20 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

21 CJ2H (EtherNet/IP embutidos) Capacida E/S/ Montáveis (Racks Expansão) pontos / 40 (3 Racks Expansão ao máximo) Capacida do Programa 400 K steps 250K steps 150K steps 100K steps 50K steps Capacida da memória dados 832 K words (DM: 32K words, EM: 32 K words x 25 bancos) 512K words (DM: 32K words, EM: 32 K words x 15 bancos) 352K words (DM: 32K words, EM: 32 K words x 10 bancos) 160K words (DM: 32K words, EM: 32 K words x 4 bancos) 160K words (DM: 32K words, EM: 32 K words x 4 bancos) Tempo execução da instrução LD 0,016 μs Observação: Adicione 0,15 A por Adaptador ao usar Adaptadores NT-AL001 RS-232C/RS-222A. Adicione 0,04 A por Adaptador ao usar Adaptadores CIF11 RS-422A. 5 V 0,82 (Ver notas) 24 V CJ2H- 68- EIP CJ2H- 67- EIP CJ2H- 66- EIP CJ2H- 65- EIP CJ2H- 64- EIP UC1, N, L, CJ2H CJ2H Capacida E/S/ Montáveis (Racks Expansão) pontos / 40 (3 Racks Expansão ao máximo) Capacida do Programa 400 K steps 250K steps 150K steps 100K steps 50K steps Capacida da memória dados 832 K words (DM: 32K words, EM: 32 K words x 25 bancos) 512K words (DM: 32K words, EM: 32 K words x 15 bancos) 352K words (DM: 32K words, EM: 32 K words x 10 bancos) 160K words (DM: 32K words, EM: 32 K words x 4 bancos) 160K words (DM: 32K words, EM: 32 K words x 4 bancos) Tempo execução da instrução LD 0,016 μs Observação: Adicione 0,15 A por Adaptador ao usar Adaptadores NT-AL001 RS-232C/RS-222A. Adicione 0,04 A por Adaptador ao usar Adaptadores CIF11 RS-422A. Consumo Corrente (A) 5 V 0,42 (Ver notas) 24 V Molo CJ2H- 68 CJ2H- 67 CJ2H- 66 CJ2H- 65 CJ2H- 64 UC1, N, L, Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 21

22 CJ2M (EtherNet/IP Embutido) CJ2M (EtherNet/IP embutido) Capacida E/S/ Montáveis (Racks Expansão) pontos /40 (Máx. 3 Racks Expansão) Capacid a Program a 60K steps 30K steps Capacida dados memória 160K words (DM: 32K words, EM: 32K words x 4 bancos) Tempo execução da instrução LD Função EtherNet /IP Slot da placa opcional Consumo corrente (A) 5 V 0,7 V (Ver nota) 24 V Molo CJ2M-35 NOVO CJ2M-34 NOVO 20K 0,04 μs SIM SIM steps 64K words CJ2M-33 NOVO (DM: 32K 10K words, EM: CJ2M-32 NOVO steps 32K words x 5K 1 banco) CJ2M-31 NOVO steps Observação: Adicione 0,005A, 0,030A e 0,075A ao usar Placas Seriais Opcionais Comunicação (CP1W-CIF01/11/12), respectivamente. UC1, N, L, CJ2M CJ2M Capacida E/S/ Montáveis (Racks Expansão) pontos /40 (Máx. 3 Racks Expansão) Capacid a Program a 60K steps 30K steps Capacida dados memória 160K words (DM: 32K words, EM: 32K words x 4 bancos) Tempo execução da instrução LD Função EtherNet /IP 20K 0,04 μs 64K words steps (DM: 32K 10K words, EM: steps 32K words x 5K 1 banco) steps Observação: Adicione 0,15 A por Adaptador ao usar Adaptadores NT-AL001 RS-232C/RS-222A. Adicione 0,04 A por Adaptador ao usar Adaptadores CIF11 RS-422A. Slot da placa opcional Consumo corrente (A) 5 V 0,5 V (Ver nota) 24 V Molo CJ2M-15 NOVO CJ2M-14 NOVO CJ2M-13 NOVO CJ2M-12 NOVO CJ2M-11 NOVO UC1, N, L, Os seguintes acessórios são incluídos com o módulo da. Item Especificação Bateria BAT01 Placa Final TER01 (A Placa Final ve estar conectada à extremida direita do Rack da ). Placa Final PFP-M (2 stoppers). Conector da Porta Serial (RS232-C) (ver nota) Conjunto Conectores Porta Serial (Plug: XM2A-0901, Placa: XW2S-0911-E, conector macho 9 pinos sub-d). Observação: O conector não é fornecido com CJ2M-3. Placas Seriais Opcionais Comunicação (Apenas para CJ2M-3). A porta serial comunicações po ser equipada ao se instalar a placa serial opcional comunicações ao slot da placa opcional, na frente da. Molo Placa Opcional RS-232C Uma porta RS-232C Conector: D-sub, 9 pinos, fêmea CP1W-CIF01 UC1, N, L, Distância máxima transmissão: 15 m Um conector RS-232C (D-Sub, 9 pinos, macho) incluso. (Plug: XM2A-0901, Placa: XM2S-0911-E) Placa Opcional RS-422A/485 Uma porta RS-422A/485 Bloco do terminal: usando terminais Distância máxima transmissão: 50 m CP1W-CIF11 Placa Opcional RS-422A/485 Tipo Isolado Uma porta RS-422A/485 (tipo isolado) Bloco do terminal: usando terminais Distância máxima transmissão: 500 m CP1W-CIF12 N, L, Observação: Não é possível usar uma Placa Opcional Ethernet da série CP (CP1W-CIF41) e uma Placa Opcional LCD (CP1W-DAM01) com um módulo da CJ2M. Fonte Fonte Alimentação Um módulo Fonte Fonte Alimentação é necessária para cada Rack. Produto tensão da Capacida saída Opções Molo 22 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

23 Fonte Fonte Alimentação Capacida saída 5 VDC Capacida saída 24 VDC Consumo total energia Fonte Fonte Alimentação serviço 24 VDC Saída RUN Monitor da previsão manutenção Não Sim PA205C Módulo Fonte Fonte Alimentação AC 100 a 240 VAC 5 A 0,8 A 25 W Sim Não 2,8 A 0,4 A 14 W Não Não Não PA205R PA202 UC1, N, L, Módulo Fonte Fonte Alimentação DC 24 VDC 5 A 0,8 A 25 W Não Não 2 A 0,4 A 19,6 W Não Não PD025 PD022 UC1, Racks Expansão Selecione o módulo Controle E/S, Módulo Interface E/S, Cabo Conexão Expansão e o módulo Fonte Fonte Alimentação da série CJ. Módulo Controle E/S série CJ Monte um módulo Controle E/S no Rack da série CJ ao conectar um ou mais Racks Expansão série CJ. Cabo Conexão: Cabo Conexão Expansão CS1W-CN3 Monte à esquerda da. Consumo Corrente (A) Molo 5 V 24 V 0,02 IC101 UC1, N, L, Observação: Montar o módulo Controle E/S em qualquer outro lugar po causar falhas na operação. Módulo Interface E/S série CJ (Montado no Rack Expansão) Módulo Interface E/S série CJ Um módulo Interface E/S é requerida em cada Rack Expansão Cabo Conexão: Cabo Conexão Expansão CS1W-CN3 Monte à direita Fonte Fonte Alimentação. Consumo Corrente (A) 5 V 24 V Molo 0,13 II101 UC1, N, L, Observação: Montar o módulo Interface E/S em qualquer outro lugar po causar falhas na operação. Cabos Conexão E/S Cabo Conexão E/S Conecta um módulo Controle E/S em um Rack série CJ a um módulo Interface E/S em um Rack Expansão série CJ Conecta um módulo Controle E/S em um Rack série CJ a um módulo Interface E/S em outro Rack Expansão série CJ Molo Extensão do cabo: 0,3 m CS1W-CN313 N, L, Extensão do cabo: 0,7 m CS1W-CN713 Extensão do cabo: 2 m CS1W-CN223 Extensão do cabo: 3 m CS1W-CN323 Extensão do cabo: 5 m CS1W-CN523 Extensão do cabo: 10 m CS1W-CN133 Extensão do cabo: 12 m CS1W-CN133-B2 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 23

24 Dispositivos Programação Software Suporte Pacote Ferramentas Integradas FA CX- One Ver. 4 A CX-One é um amplo pacote software que integra Software Suporte para os CLPs e componentes da OMRON. CX-One é executado nos seguintes SO: Windows 2000 (Service Pack 4 ou superior), XP, Vista ou 7 Observação: Exceto para a versão 64 bits CX-One Versão 4 inclui CX-Programmer Ver. 9 e CX-Simulator ver. 1 Para mais talhes, consulte o catálogo CX-One (Cat. N R134) Número licenças 1 licença 3 licenças 10 licenças 30 licenças 50 licenças Mídia CD DVD CD DVD CD DVD CD DVD CD DVD Molo CXONE-AL01C-V4 NOVO CXONE-AL01D-V4 NOVO CXONE-AL03C-V4 NOVO CXONE-AL03D-V4 NOVO CXONE-AL010C-V4 NOVO CXONE-AL010C-V4 NOVO CXONE-AL030C-V4 NOVO CXONE-AL030D-V4 NOVO CXONE-AL050C-V4 NOVO CXONE-AL050D-V4 NOVO Observação: Licenças site estarão disponíveis para usuários que executarão o CX-One em múltiplos computadores. Peça mais talhes ao seu representante vendas OMRON. Software Suporte no CX-One Ver. 4 As seguintes tabelas listam os Softwares Suporte que pom ser instalados a partir do CX-One. Software Suporte no CX-One Descrição CX-Programmer Ver. 9 Software aplicação para criar e fazer bug programas para da SYSMAC séries CS/CJ/CP/NSJ, C e CVM1/C. Os dados pom ser criados e monitorados para Controle Posição do tipo alta velocida. CX-Integrator Ver 2. Software aplicação para construir e configurar res FA, como res Controller Link, DeviceNet, CompoNet, CompoWay e Ethernet. O Componente Roteamento Tabelas e o Componente do Link Dados pom ser inicializados daqui. A funcionalida Configuração DeviceNet também é incluída. Switch Box Utility Ver. 1. Software utilida que ajuda a fazer bug CLP. Ajuda a monitorar o status E/S e a monitorar/alterar valores atuais ntro do CLP especificado. CX-Protocol Ver.1 Software aplicação para criar protocolos (seqüências comunicação) entre as séries CS/CJ/CP/NSJ da SYSMAC ou /Placas Seriais Comunicação C200HX/HG/HE e dispositivos externos fins gerais. CX-Simulator Ver. 1. Software aplicação para simular a operação da das séries CS/CJ/CP/NSJ no computador, para fazer bug programas CLP sem um módulo. CX-Position Ver. 2 Software aplicação para criar e monitorar dados para os módulos Controle Posição das séries CS/CJ SYSMAC (exceto para tipos alta velocida). CX-Motion-NCF Ver. 1 Software aplicação para criar e monitorar dados para os módulos Controle Posição das séries CS/CJ SYSMAC com interface MECHATROLINK-II (NC 71) CX-Motion-MCH Ver. 2 Software aplicação para criar e monitorar dados programa e monitor dos módulos Controle Movimento séries CS/CJ da SYSMAC com interface MECHATROLINK-II (MCH71). CX-Motion Ver. 2 Software aplicação para criar dados para os módulos Controle Movimento das séries CS/CJ da SYSMAC, C200HX/HG/HE e CVM1/CV, e para criar e monitorar programas controle movimentos. CX-Drive Ver. 1 Software aplicação para finir e controlar dados para Inverters e Servos. CX-Process Tool Ver. 5 Software aplicação para criar e fazer bug programas blocos funções para Controladores Loop da série CS/CJ da SYSMAC (Placas/ Controle Loop, Controle Processo e Controle Loop). Faceplate Auto-Builr for NS Ver. 3 Software aplicação que dá a saída automática dados tela como arquivos projeto para IHMs da série NS a partir da informação tag nos programas blocos função criados com o CX- Process Tool. CX-Designer Ver. 3 Software aplicação para criar dados tela para as IHMs da série NS. NV-Designer Ver. 1.1 Software aplicação para criar dados tela para os pequenas IHMs da série NV. CX-Configurator FDT Ver. 1 Software aplicação para configurar vários módulos ao instalar seu módulo DTM. CX-Thermo Ver. 4 Software aplicação para configurar e controlar parâmetros em componentes como Controle Temperatura. CX-Flnet Ver. 1 Software aplicação para configuração e monitoramento sistema dos módulos FL-net das séries CS/CJ da SYSMAC. Network Configurator Ver. 3 Software aplicação para configurar e monitorar tag datalink para os módulos CJ2 (EtherNet/IP embutido) e EtherNet/IP. CX-Server Ver. 4 Middleware necessário para que aplicações CX-One se comuniquem com componentes OMRON, como CLPs, Dispositivos Exibição e Controle Temperatura. Ferramentas CLP (Instaladas Grupo componentes usados com aplicações CX-One, como o CX-Programmer e o CX-Integrator. automaticamente) Inclui: tabelas E/S, memória CLP, Configuração CLP, Rastreamento Dados/Monitoramento da Tabela Tempo, Logs Erro do CLP, Memória do Arquivo, relógio CLP, Tabelas Roteamento e Tabelas Data Link. Observação: Se o pacote completo do CX-One for instalado, serão necessários aproximadamente 2,8GB espaço em Disco Rígido. 24 Controladores Programáveis SYSMAC CJ2

25 Cabo Conexão do Dispositivo Programável Porta USB Use cabos USB disponíveis comercialmente. : cabo USB 1.1 ou 2.0 (Conector A conector B), máximo 5,0 m. Porta EtherNet/IP Software Suporte também po ser conectado via a porta EtherNet/IP embutida. Use cabos trançados 100Base-TX, disponíveis comercialmente, com as mesmas especificações que os cabos para um módulo EtherNet/IP. : Cabo par trançado com conectores modulares RJ45 em ambas as pontas. Conecte entre o módulo EtherNet ou a porta EtherNet/IP embutida e o switching hub. Use cabo par trançado isolado categoria 5 ou 5e. Porta Serial Cabos Conexão para Dispositivos Programáveis para a Porta RS-232C Driver cabo e PC Conversão Serial para USB (em um disco CD-ROM) Em conformida com a Especificação USB 1.1 Computadore s aplicáveis Conecta IBM PC/AT ou compatíveis, D- sub, 9 pinos IBM PC/AT ou computador compatível (porta USB) Configuração da conexão IBM PC/AT ou computador compatível+ XW2Z-200S-CV/V ou XW2Z-500S-CV/V porta RS-232C da ou Módulo ou Placa Serial Comunicações IBM PC/AT ou computador compatível (R- 232C, 9 pinos) XW2Z-200S-CV/V (2m) XW2Z-500S-CV/V (5m) Cabos RS-232C IBM PC/AT ou computador compatível + CS1W-CIF31 + XW2Z-200S-CV/500S-CV + porta RS-232C da ou Serial Comunicações IBM PC/AT ou computador compatível + CS1W-CIF31 + XW2Z-200S-V/500S-V + porta RS-232C da ou Serial Comunicações Porta RS-232C embutida da Conectar o Cabo Conversão Serial USB ao Cabo Conexão Serial, e conectar à porta RS-232C da CLP Extensã o do cabo 2 m 5m 2m 5m 0,5 m Observaçõe s Usada para Barramento Periférico ou Host Link. Conectores anti-estáticos. Usado apenas para Host Link. Barramento Periférico não é suportado. Usada para Barramento Periférico ou Host Link. Usado apenas para Host Link. Barramento Periférico não é suportado. Mol o XW2Z- 200S- CV XW2Z- 500S- CV XW2Z- 200S- CV XW2Z- 500S- CV CS1W- CIF31 Padrõe s N Controladores Programáveis SYSMAC CJ2 25

Família CJ2. Novos CLPs com alta qualidade comprovada. Controladores Programáveis

Família CJ2. Novos CLPs com alta qualidade comprovada. Controladores Programáveis Controladores Programáveis Família CJ2 Novos CLPs com alta qualidade comprovada. >> Flexibilidade em comunicação >> Desenvolvimento mais rápido de máquinas >> Inovação através da evolução Inovação sem

Leia mais

Controladores Lógico Programáveis

Controladores Lógico Programáveis Controladores Lógico Programáveis PLC compacto, com alta velocidade e alto desempenho com 40 entradas/saídas embutidas Vantagens do sistema O controlador em estilo compacto tem poderosa capacidade de comunicações

Leia mais

Série NV. Interface Homem-Máquina

Série NV. Interface Homem-Máquina Interface Homem-Máquina Série NV Compacta e Simples, Formado por modelos compactos de 3,1 a 4,6 e monocromática e colorida. Fontes True Type para desenvolvimento de telas flexíveis. Instalação que economiza

Leia mais

Smart Energy & Power Quality Solutions. Registrador de dados ProData. O mais compacto registrador de dados

Smart Energy & Power Quality Solutions. Registrador de dados ProData. O mais compacto registrador de dados Smart Energy & Power Quality Solutions Registrador de dados ProData O mais compacto registrador de dados Inteligente e compacto: Nosso registrador de dados universal que mais gerencia os custos de energia

Leia mais

Controlador lógico programável. At work for a better life, a better world for all. Trabalhar para uma vida melhor e um mundo melhor para todos

Controlador lógico programável. At work for a better life, a better world for all. Trabalhar para uma vida melhor e um mundo melhor para todos Controlador lógico programável At work for a better life, a better world for all Trabalhar para uma vida melhor e um mundo melhor para todos 02 Índice Controlador Lógico Programável Omron...4 Família comparativa

Leia mais

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104 UMG 104 UMG 104-Mais do que um ples Multímetro O UMG 104 equipado com um DSP de 500 MHz (processador de sinal digital) é um analisador de tensão muito rápido e potente. A varredura contínua dos 8 canais

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL

SISTEMA DE TREINAMENTO EM CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL SISTEMA DE TREINAMENTO EM CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL MODELO: CARACTERÍSTICAS 32 Pontos de Entrada / 32 Pontos de Saída. 3 Módulos Básicos: Controlador de Entrada, Simulador de Saída, Contador & Simulador

Leia mais

TUTORIAL DE PROGRAMAÇÃO. Configuração do cartão de entrada / saída analógica CP1W-MAD11.

TUTORIAL DE PROGRAMAÇÃO. Configuração do cartão de entrada / saída analógica CP1W-MAD11. TUTORIAL DE PROGRAMAÇÃO Configuração do cartão de entrada / saída analógica CP1W-MAD11. 1.0 Alocação de memória Antes de utilizar o cartão, é necessário conhecer a forma como a linha CP1 aloca as memórias

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes Descrição do Produto As UCPs PO3x47 são destinadas a supervisão e controle de processos. Devido a sua arquitetura, é possível obter-se um alto desempenho em relação a série anterior de UCPs PO3x42. Com

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

DeviceNet Drive Profile CFW-09

DeviceNet Drive Profile CFW-09 Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas DeviceNet Drive Profile CFW09 Manual da Comunicação Manual da Comunicação DeviceNet Drive Profile Série: CFW09 Idioma: Português Versão de Software:

Leia mais

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados. Guia de Instalação

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados. Guia de Instalação Leia antes de utilizar Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados Guia de Instalação Leia este guia antes de abrir o pacote do CD-ROM Obrigado por adquirir este software. Antes de abrir

Leia mais

Cabeça de Rede de Campo PROFIBUS-DP

Cabeça de Rede de Campo PROFIBUS-DP Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, é uma cabeça escrava para redes PROFIBUS-DP do tipo modular, podendo usar todos os módulos de E/S da série. Pode ser interligada a IHMs (visores

Leia mais

Interface Ethernet DNP3 Servidor

Interface Ethernet DNP3 Servidor Descrição do Produto O módulo é uma interface de comunicação Ethernet para a UTR Hadron. Permite a integração da UTR HD3002 com centros de controle através do protocolo DNP3. Operando como um servidor

Leia mais

Boletim Técnico R&D 03/08 CARACTERÍSTICAS DO DRIVER MPC6006L 14 de março de 2008

Boletim Técnico R&D 03/08 CARACTERÍSTICAS DO DRIVER MPC6006L 14 de março de 2008 Boletim Técnico R&D 03/08 CARACTERÍSTICAS DO DRIVER MPC6006L 14 de março de 2008 O objetivo deste boletim é mostrar as características do driver MPC6006L. Tópicos abordados neste boletim: APRESENTAÇÃO

Leia mais

WebGate PO9900. Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto

WebGate PO9900. Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto Descrição do Produto A interface de comunicação WebGate,, permite que controladores programáveis com protocolo ALNET I possam ser conectados a uma rede Ethernet TCP/IP. O WebGate permite que estes controladores

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para compra

Descrição do Produto. Dados para compra Descrição do Produto A funcionalidade e versatilidade da linha de Inversores de Freqüência NXL da Altus fazem dela a solução ideal para as mais diversas aplicações. Visa atingir motores com menores potências

Leia mais

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO

CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO 2. SOFTWARE DE CONFIGURAÇÃO 3. COMUNICAÇÃO CDE4000 MANUAL 1. INTRODUÇÃO O controlador CDE4000 é um equipamento para controle de demanda e fator de potência. Este controle é feito em sincronismo com a medição da concessionária, através dos dados

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

Introdução sobre à porta USB

Introdução sobre à porta USB Introdução sobre à porta USB O USB (Universal Serial Bus) surgiu em 1995 com uma parceria entre várias companhias de alta tecnologia (Compaq, Hewlett-Packard, Intel, Lucent, Microsoft, NEC e Philips).

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M AGUIRRE, L. A. Enciclopédia da Automática, Volume II, Cap. 16 MORAES, C. C. Engenharia de Automação Industrial, Cap. 6 Microeletrônica equipamentos microprocessados necessidade

Leia mais

REGISTRADOR SEM PAPEL

REGISTRADOR SEM PAPEL REGISTRADOR SEM PAPEL Registrador sem Papel Salvamento de dados no registrador por um longo período 4 anos no cartão de memória Compact Flash (em caso de uso de Compact Flash de 512 MB) Reprodução de dados

Leia mais

Micro Controladores Programáveis

Micro Controladores Programáveis Micro Controladores Programáveis Transformando energia em soluções Compacto, fácil de programar e com excelente custo benefício, o ganha mais recursos de software e hardware, podendo assim atender a uma

Leia mais

Base Interface Ethernet Industrial 10/100 Mbps

Base Interface Ethernet Industrial 10/100 Mbps Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, é uma interface Ethernet Industrial para as UCP s PO3242, PO3342 e PO3X47. A interface liga-se às redes Ethernet Industrial 10 ou 100 Mbps, estando

Leia mais

1 Introdução... 4. Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5. 2 Conhecendo o dispositivo... 6

1 Introdução... 4. Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5. 2 Conhecendo o dispositivo... 6 Índice 1 Introdução... 4 Características... 4 Requisitos do Dispositivo... 5 2 Conhecendo o dispositivo... 6 Verificação dos itens recebidos... 6 Painel Frontal... 7 Painel Traseiro... 8 3 Conectando o

Leia mais

Relé de proteção do diferencial 865

Relé de proteção do diferencial 865 Relé de proteção do diferencial 865 Para a proteção do diferencial de motores, transformadores e geradores Boletim 865, Série A Guia de especificações Sumário Página de descrição da seção 1.0 Características

Leia mais

UMG 511 Analisador de qualidade de energia Classe A. de acordo com IEC 61000-4-30 UMG 511

UMG 511 Analisador de qualidade de energia Classe A. de acordo com IEC 61000-4-30 UMG 511 UMG 511 UMG 511 Analisador de qualidade de energia Classe A de acordo com IEC 61000-4-30 O analisador de qualidade de energia UMG 511 é particularmente adequado para monitorar a qualidade da energia de

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Manual do equipamento Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 7 Entrada/saída Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Problemas de entrada/saída Grande variedade

Leia mais

AEC Access Easy Controller. Guia de Referência

AEC Access Easy Controller. Guia de Referência AEC Access Easy Controller Guia de Referência Índice 3 1. AEC - Vista Geral do Sistema 4 2. AEC - Componentes Principais 6 3. AEC - Configuração 7 4. AEC - Benefícios 8 5. AEC - Como encomendar? 10 6.

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 ÍNDICE Capítulo 1: Iniciando em redes Redes domésticas...3 Redes corporativas...5 Servidor...5 Cliente...6 Estação de

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS Se todos os computadores da sua rede doméstica estiverem executando o Windows 7, crie um grupo doméstico Definitivamente, a forma mais

Leia mais

Procedimento de configuração para usuários VONO

Procedimento de configuração para usuários VONO Adaptador de telefone analógico ZOOM Procedimento de configuração para usuários VONO Modelos 580x pré configurados para VONO 1 - Introdução Conteúdo da Embalagem (ATENÇÃO: UTILIZE APENAS ACESSÓRIOS ORIGINAIS):

Leia mais

Rede PROFIBUS DP com mestre Rockwell/ControLogix e remota Série Ponto

Rede PROFIBUS DP com mestre Rockwell/ControLogix e remota Série Ponto Nota de Aplicação NAP100 Rede PROFIBUS DP com mestre Rockwell/ControLogix e remota Série Ponto Sumário Descrição...1 1. Introdução...2 2. Instalação...3 3. Configuração...4 3.1 Projeto de Rede PROFIBUS...4

Leia mais

Entrada e Saída. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Entrada e Saída. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Entrada e Saída Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Dispositivos Externos; E/S Programada; E/S Dirigida por Interrupção; Acesso Direto à Memória; Bibliografia. Prof. Leonardo Barreto Campos

Leia mais

Coletores de dados XL-PABX e XL-Cable. Manual do Usuário. (Versão 1.03)

Coletores de dados XL-PABX e XL-Cable. Manual do Usuário. (Versão 1.03) (Versão 1.03) Índice 1. Introdução... 4 1.1. Aplicação... 4 1.2. Descrição... 4 2. Instalação... 5 2.1. XL-PABX... 5 2.2. XL-PABX-Cable... 5 3. Acesso à configuração... 6 3.1. Conectando via interface

Leia mais

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores ÍNDICE Capítulo 1: Introdução às redes de computadores Redes domésticas... 3 Redes corporativas... 5 Servidor... 5 Cliente... 7 Estação de trabalho... 8 As pequenas redes... 10 Redes ponto-a-ponto x redes

Leia mais

Aumenta a disponibilidade do sistema e a segurança dos processos industriais Permite que sinais de entradas e saídas convencionais possam ser

Aumenta a disponibilidade do sistema e a segurança dos processos industriais Permite que sinais de entradas e saídas convencionais possam ser Aumenta a disponibilidade do sistema e a segurança dos processos industriais Permite que sinais de entradas e saídas convencionais possam ser configurados e instalados em modo redundante Disponibilidade

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Ping do Internet Control Message Protocol. icmp série 1.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Ping do Internet Control Message Protocol. icmp série 1.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Ping do Internet Control Message Protocol icmp série 1.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO FOLHAS DE DADOS Todas as folhas de dados para os equipamentos mencionados deverão ser devidamente preenchidas conforme determinado a seguir. Deverá ser preenchida uma folha de dados para cada tipo de equipamento

Leia mais

Lista de Erros Discador Dial-Up

Lista de Erros Discador Dial-Up Lista de Erros Discador Dial-Up Erro Código Descrição Ok 1 Usuário autenticado com sucesso e conexão encerrada pelo usuário OK 11 Usuário autenticado com sucesso e discador terminado pelo usuário OK 21

Leia mais

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05 Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração Revisão 1 Mai2005 O é um sistema inteligente de Monitoramento, Aquisição de Dados e Supervisão Local para utilização com os softwares da linha Dynamic.

Leia mais

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S UMG 96S UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida Os instrumentos de medição universal com montagem embutida da família de produto UMG 96S foram principalmente concebidos para utilização

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE UNIDADES REMOTAS PARA CONEXÃO COM SISTEMA SUPERVISÓRIO

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE UNIDADES REMOTAS PARA CONEXÃO COM SISTEMA SUPERVISÓRIO 1 OBJETIVO... 2 2 REMOTA... 2 2.1 DESCRIÇÃO GERAL... 2 2.2 ALIMENTAÇÃO... 2 2.3 RELÓGIO INTERNO... 2 2.4 ENTRADA DE PULSOS... 2 2.5 ENTRADA DIGITAL AUXILIAR... 2 2.6 REGISTRO DA CONTAGEM DE PULSOS (LOG)

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais: 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais: 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Os dados são gravados em um cartucho USB. Este modo de gravação oferece total proteção contra a perda

Leia mais

PANELVIEW COMPONENT NÍVEL DE COMPONENTE DAS SOLUÇÕES DE INTERFACE DE OPERAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

PANELVIEW COMPONENT NÍVEL DE COMPONENTE DAS SOLUÇÕES DE INTERFACE DE OPERAÇÃO E PROGRAMAÇÃO PANELVIEW COMPONENT NÍVEL DE COMPONENTE DAS SOLUÇÕES DE INTERFACE DE OPERAÇÃO E PROGRAMAÇÃO PANELVIEW COMPONENT Quando você necessita de um componente essencial, com valor agregado, mas com custo reduzido,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

Microterminal MT 740. Manual do Usuário - versão 1.2

Microterminal MT 740. Manual do Usuário - versão 1.2 w Microterminal MT 740 Manual do Usuário - versão 1.2 1 2 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO 1 2 RECONHECENDO O MT 740 2 3 INSTALAÇÃO 3 4 FUNCIONAMENTO 4 4.1 DESCRIÇÃO DAS CONFIGURAÇÕES E DOS COMANDOS 6 4.2 COMUNICAÇÃO

Leia mais

O cursor se torna vermelho e uma Paleta de Edição contendo as instruções mais utilizadas é apresentada.

O cursor se torna vermelho e uma Paleta de Edição contendo as instruções mais utilizadas é apresentada. Editor de Ladder para VS7 Versão Teste O editor de ladder é um software de programação que permite que o VS7 e o µsmart sejam programados em linguagem de contatos. Esse editor está contido na pasta Público

Leia mais

Manual do Utilitário de Diagnóstico LB-1000 Código: 501012580 - Revisão 1.0 Agosto de 2012. Copyright Bematech S. A. Todos os direitos reservados.

Manual do Utilitário de Diagnóstico LB-1000 Código: 501012580 - Revisão 1.0 Agosto de 2012. Copyright Bematech S. A. Todos os direitos reservados. Manual do Utilitário de Diagnóstico LB-1000 Código: 501012580 - Revisão 1.0 Agosto de 2012 Copyright Bematech S. A. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste documento pode ser copiada, reproduzida,

Leia mais

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador P7C - HI Tecnologia 7C O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador P7C da HI tecnologia (PMU10700100). A lista de verbetes consta na versão

Leia mais

REGISTRADOR SEM PAPEL

REGISTRADOR SEM PAPEL Registrador sem Papel REGISTRADOR SEM PAPEL Salvamento de dados no registrador por um longo período 3 anos no cartão Compact Flash (em caso de uso do cartão Compact Flash de 512 MB) Reprodução de dados

Leia mais

Base Interface Ethernet Industrial

Base Interface Ethernet Industrial Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, é uma interface Ethernet Industrial para as UCP s PO3242 e PO3342. A interface liga-se às redes Ethernet Industrial, estando de acordo com a norma

Leia mais

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego;

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Características Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Poderá ser utilizado por empresas autorizadas por convenção ou acordo coletivo a usar sistemas

Leia mais

Motorola Phone Tools. Início Rápido

Motorola Phone Tools. Início Rápido Motorola Phone Tools Início Rápido Conteúdo Requisitos mínimos... 2 Antes da instalação Motorola Phone Tools... 3 Instalar Motorola Phone Tools... 4 Instalação e configuração do dispositivo móvel... 5

Leia mais

Pirômetro Óptico Portátil- BR IR AH

Pirômetro Óptico Portátil- BR IR AH Leve e fácil de operar! Os modelos BR IR- AHS e BR IR AHU são pirômetros portáteis para medição e aquisição da temperatura sem contato com o produto. Os pirômetros oferecem uma larga faixa de medição de

Leia mais

UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade

UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade Energia CA Para a Continuidade da Operação Crítica Liebert GXT3, UPS de 6kVA e 10kVA: Muita Proteção,

Leia mais

Experiência 05: CONFIGURAÇÃO BÁSICA DE UMA REDE. Objetivo Geral Criar uma rede ponto-a-ponto com crossover e utiizando switch.

Experiência 05: CONFIGURAÇÃO BÁSICA DE UMA REDE. Objetivo Geral Criar uma rede ponto-a-ponto com crossover e utiizando switch. ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Redes Industriais Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Capítulo 3 Rede AS-I Actuador - Sensor - Interface Capítulo 3 Histórico A rede AS-Interface

Leia mais

NVS (Servidor de vídeo em rede) e Câmeras IPS

NVS (Servidor de vídeo em rede) e Câmeras IPS NVS (Servidor de vídeo em rede) e Câmeras IPS Guia rápido de usuário (Versão 3.0.4) Nota: Esse manual pode descrever os detalhes técnicos incorretamente e pode ter erros de impressão. Se você tiver algum

Leia mais

Bem-vindo à geração Nextoo. altus evolução em automação

Bem-vindo à geração Nextoo. altus evolução em automação Bem-vindo à geração Nextoo evolução em automação Série Nexto A nova geração de controladores A Altus apresenta a nova geração de Controladores Programáveis. A Série Nexto foi desenvolvida com o conceito

Leia mais

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0 GPRS Universal Manual do Instalador C209994 - Rev 0 » Introdução: Antes da instalação deste produto, recomendamos a leitura deste manual, que contém todas as informações necessárias para a correta instalação

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto Descrição do Produto O módulo conecta estações de gerenciamento de ativos a redes PROFIBUS através do protocolo PROFIBUS- DPV1. Este módulo complementa a solução Altus para o gerenciamento de ativos, permitindo

Leia mais

Allen-Bradley Logix para interface Profibus PA MANUAL DO USUÁRIO

Allen-Bradley Logix para interface Profibus PA MANUAL DO USUÁRIO Allen-Bradley Logix para interface Profibus PA MANUAL DO USUÁRIO Rev 503 Agosto de 2007 1788HP-EN2PA Manual do Usuário Rev 503 Índice Capítulo 1 Introdução3 Capítulo 2 Operação e Instalação do Módulo4

Leia mais

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego;

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Características Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Poderá ser utilizado por empresas autorizadas por convenção ou acordo coletivo a usar sistemas

Leia mais

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Instruções de Operação Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Conteúdo Instruções de segurança... pág. 03 Função e características... pág. 04 Montagem... pág. 04 Conexão elétrica... pág. 05

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Rua Coronel Botelho, 64 - Alto da Lapa - CEP: 05088-020 São Paulo - SP - Brasil +55 (11) 3832-6102 PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 - MANUAL

Leia mais

Placas Adaptadoras e montagem de Redes

Placas Adaptadoras e montagem de Redes Placas Adaptadoras e montagem de Redes Objetivos da aula: 1 - Descrever a função da placa adaptadora de rede em uma rede. 2 - Descrever as opções de configuração para placas adaptadoras de rede. 3 - Listar

Leia mais

s em Me d iç d l KlimaLogg Pro SOFTWARE

s em Me d iç d l KlimaLogg Pro SOFTWARE KlimaLogg Pro Ma n In s tr Soluç u çõ s em Me es ão d iç õe d l a u e SOFTWARE Software KlimaLogg Pro Registrador de umidade e temperatura Índice Visão geral...03 Guia Rápido...03 Configuração do dispositivo

Leia mais

WebGate Plus PO9901. Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto

WebGate Plus PO9901. Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto Descrição do Produto A interface de comunicação WebGate Plus,, permite que controladores programáveis Altus e outros equipamentos com protocolo ALNET I escravo possam ser conectados a uma rede Ethernet.

Leia mais

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes e Sistemas Distribuídos. Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação. Redes de comunicação de dados

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes e Sistemas Distribuídos. Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação. Redes de comunicação de dados Estrutura de um Rede de Comunicações Profa.. Cristina Moreira Nunes Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação Utilização do sistema de transmissão Geração de sinal Sincronização Formatação das mensagens

Leia mais

CAPÍTULO 6 COMUNICAÇÃO SERIAL

CAPÍTULO 6 COMUNICAÇÃO SERIAL CAPÍTULO 6 COMUNICAÇÃO SERIAL DEIXADO INTENCIONALMENTE EM BRANCO ÌNDICE 1 COMUNICAÇÃO SERIAL... 5 1.1 - Enviar um arquivo do Proteo... 6 1.2 - Receber um arquivo No Proteo... 9 1.3 - Verificando resultados

Leia mais

Discrete Automation & Motion. CLP Controlador Lógico Programável Linha AC500-eCO

Discrete Automation & Motion. CLP Controlador Lógico Programável Linha AC500-eCO Discrete Automation & Motion CLP Controlador Lógico Programável Linha AC500-eCO CPUs AC500-eCO Tipo I/Os na base ED/SD/EA/AS I/O digital I/O analógico Tensão de Entrada Saída Entrada Saída alimentação

Leia mais

Modelo Genérico de Módulo de E/S Grande variedade de periféricos

Modelo Genérico de Módulo de E/S Grande variedade de periféricos Conteúdo Capítulo 7 Entrada/Saída Dispositivos externos Módulos E/S Técnicas de E/S E/S Programada E/S Conduzida por interrupções Processamento de interrupções Controlador Intel 82C59A Acesso Directo à

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Se você tem mais que um computador ou outros dispositivos de hardware, como impressoras, scanners ou câmeras, pode usar uma rede para compartilhar

Leia mais

Interface Ethernet IEC 60870-5-104

Interface Ethernet IEC 60870-5-104 Descrição do Produto O módulo é uma interface de comunicação Ethernet para a UTR Hadron. Permite a integração da UTR HD2 com centros de controle através do protocolo IEC 687-5-14. Operando como um servidor

Leia mais

Para montar sua própria rede sem fio você precisará dos seguintes itens:

Para montar sua própria rede sem fio você precisará dos seguintes itens: Introdução: Muita gente não sabe que com o Windows XP ou o Windows Vista é possível montar uma rede sem fio em casa ou no escritório sem usar um roteador de banda larga ou um ponto de acesso (access point),

Leia mais

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP)

Hardware (Nível 0) Organização. Interface de Máquina (IM) Interface Interna de Microprogramação (IIMP) Hardware (Nível 0) Organização O AS/400 isola os usuários das características do hardware através de uma arquitetura de camadas. Vários modelos da família AS/400 de computadores de médio porte estão disponíveis,

Leia mais

857 Sistema de proteção. Para proteção do motor e do alimentador Boletim 857, Série A Guia de especificação

857 Sistema de proteção. Para proteção do motor e do alimentador Boletim 857, Série A Guia de especificação 857 Sistema de proteção Para proteção do motor e do alimentador Boletim 857, Série A Guia de especificação Sumário Seção Descrição Página 1.0 Funções de proteção... 1 Proteção Synchrocheck (25)... 1 Proteção

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Conversor USB P/ RS-232/422/485 Modelo D501 Revisão 2

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Conversor USB P/ RS-232/422/485 Modelo D501 Revisão 2 MANUAL DE INSTRUÇÕES Conversor USB P/ RS-232/422/485 Modelo D501 Revisão 2 CONTEMP IND. COM. E SERVIÇOS LTDA. Al. Araguaia, 204 - CEP 09560-580 São Caetano do Sul - SP - Brasil Fone: 11 4223-5100 - Fax:

Leia mais

Como montar uma rede Wireless

Como montar uma rede Wireless Como montar uma rede Wireless Autor: Cristiane S. Carlos 1 2 Como Montar uma Rede Sem Fio sem Usar um Roteador de Banda Larga Introdução Muita gente não sabe que com o Windows XP ou o Windows Vista é possível

Leia mais

Fundamentos de Automação. Controladores

Fundamentos de Automação. Controladores Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação Controladores

Leia mais

ECD1200 Equipamento de Consulta de Dados KIT DE DESENVOLVIMENTO

ECD1200 Equipamento de Consulta de Dados KIT DE DESENVOLVIMENTO Equipamento de Consulta de Dados KIT DE DESENVOLVIMENTO Versão do documento: 1.1 1. Introdução...3 2. Documentação...3 2.1. DOCUMENTAÇÃO DE REFERÊNCIA... 3 2.2. DESCRIÇÃO FUNCIONAL... 4 2.2.1. INTERFACE...

Leia mais

Guia de Configuração Rápida de Conexão da Rede

Guia de Configuração Rápida de Conexão da Rede Xerox WorkCentre M118/M118i Guia de Configuração Rápida de Conexão da Rede 701P42689 Este guia contém instruções para: Navegação pelas telas do visor na página 2 Configuração da rede usando o servidor

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Exclusivo sistema de hibernação quando o equipamento encontra-se sem energia vinda da rede elétrica, o

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

Notas de Aplicação. Utilizando o servidor de comunicação SCP Server. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Aplicação. Utilizando o servidor de comunicação SCP Server. HI Tecnologia. Documento de acesso público Notas de Aplicação Utilizando o servidor de comunicação SCP Server HI Tecnologia Documento de acesso público ENA.00024 Versão 1.02 dezembro-2006 HI Tecnologia Utilizando o servidor de comunicação SCP Server

Leia mais

REWIND e SI.MO.NE. Sistema de monitoramento para grupos geradores

REWIND e SI.MO.NE. Sistema de monitoramento para grupos geradores REWIND e SI.MO.NE. Sistema de monitoramento para grupos geradores SISTEMA SICES Rewind e SI.ces MO.nitoring NE.twork (SI.MO.NE.) Sistema de monitoramento remoto REWIND Rewind é um módulo microprocessado

Leia mais

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas IW10 Rev.: 02 Especificações Técnicas Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 2. COMPOSIÇÃO DO IW10... 2 2.1 Placa Principal... 2 2.2 Módulos de Sensores... 5 3. APLICAÇÕES... 6 3.1 Monitoramento Local... 7 3.2 Monitoramento

Leia mais

FieldLogger. Apresentação

FieldLogger. Apresentação Solução Completa Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um módulo de leitura e registro de variáveis analógicas,

Leia mais

TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 -

TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 - TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 - Índice Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 2 - ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO... 3 1.1 ACESSÓRIOS

Leia mais

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch Fast Ethernet com as seguintes configurações mínimas: capacidade de operação em camada 2 do modelo OSI; 24 (vinte e quatro) portas

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores Attack 1.35 Software de controle e Monitoração de amplificadores 1 Índice 1 Hardware necessário:... 3 1.1 Requisitos do computador:... 3 1.2 Cabos e conectores:... 3 1.3 Adaptadores RS-232 USB:... 4 1.4

Leia mais

Scanner de Rede N1800

Scanner de Rede N1800 Scanner de Rede N1800 Funções Scanner de rede duplex compacto; Velocidade de digitalização em cores: 20ppm / 40ipm; Sensor de Imagem: CCD Colorido; Conexão com serviços de nuvem; Tela sensível ao toque;

Leia mais

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:...

Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 0 Conteúdo Manual de Instalação... 2 RECURSOS DESTE RELÓGIO... 3 1 - REGISTRANDO O ACESSO... 4 1.1 Acesso através de cartão de código de barras:... 4 1.2 Acesso através do teclado (digitando a matrícula):...

Leia mais

Seu manual do usuário HP COMPAQ EVO D310 DESKTOP http://pt.yourpdfguides.com/dref/870005

Seu manual do usuário HP COMPAQ EVO D310 DESKTOP http://pt.yourpdfguides.com/dref/870005 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para HP COMPAQ EVO D310 DESKTOP. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no

Leia mais

ANEXO 3 FOLHA DE DADOS

ANEXO 3 FOLHA DE DADOS PROJETO BÁSICO DOF 001 / 2010 ANEXO 3 FOLHA DE DADOS EQUIPAMENTO: Medidores de Faturamento SE ABUNÃ - FOLHA DE DADOS Quantidade: 8 (oito) Fabricante Modelo FUNCIONAIS Compatibilidade com IEC 687 Classe

Leia mais

Micro Controladores Programáveis

Micro Controladores Programáveis Micro Controladores Programáveis Transformando energia em soluções Os Micro Controladores Programáveis linha Clic WEG, caracterizam-se pelo seu tamanho compacto, fácil programação e excelente custo-benefício.

Leia mais