Redes de Computadores I - Protocolos de Controle: BOOTP/DHCP. por Helcio Wagner da Silva

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redes de Computadores I - Protocolos de Controle: BOOTP/DHCP. por Helcio Wagner da Silva"

Transcrição

1 Redes de Computadores I - Protocolos de Controle: BOOTP/DHCP por Helcio Wagner da Silva

2 Introdução Deficiências percebidas no RARP Servidores RARP precisam estar na mesma rede local que seus clientes Por operar relativamente próximo ao HW da máquina, dificulta a construção de servidores por parte de programadores de aplicações Não pode ser usado em redes que alocam dinamicamente endereços de HW às máquinas Informação trocada entre servidor e cliente está limitada a apenas um endereço IP 2

3 Introdução Definido na RFCs 951, 1048 e 1084, o BOOTP (BOOTstrap Protocol) foi projetado para suprir algumas dessas deficiências Semelhanças & Diferenças Assim como o ARP, o BOOTP baseia-se em uma única troca de mensagens Porém, nessa única troca são transferidas muito mais informações do que no ARP Além disso, por usar o UDP (porta 67) e o IP, é mais fácil para o programador implementar SW BOOTP 3

4 Funcionamento do BOOTP??? BD / E3/F1 E1 E2 Solicitação BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E1> <HOSTNAME SERVIDOR = > Resposta BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E1> <HOSTNAME SERVIDOR = server > 4

5 Funcionamento do BOOTP Nível de Aplicação BOOTP Solicitação BOOTP... Nível de Transporte UDP Nível de Rede IP...encapsulada por um segmento UDP......encapsulado por um datagrama IP... Nível de Enlace Protocolo de Enlace...encapsulado por um quadro Endereços de difusão 5

6 Formato da Mensagem BOOTP OPERAÇÃO TIPO END. HW TAM. END. HW SALTOS IDENTIFICADOR DA TRANSAÇÃO SEGUNDOS INUTILIZADO ENDEREÇO IP DO CLIENTE (COLOCADO PELO CLIENTE) SEU ENDEREÇO IP (COLOCADO PELO SERVIDOR) ENDEREÇO IP DO SERVIDOR ENDEREÇO IP DO ROTEADOR (GATEWAY) ENDEREÇO DE HW DO CLIENTE (16 OCTETOS) NOME (HOSTNAME) DO SERVIDOR (64 OCTETOS) NOME DO ARQUIVO DE INICIALIZAÇÃO (128 OCTETOS) ÁREA ESPECÍFICA DO FABRICANTE (64 OCTETOS) 6

7 Processo de Inicialização para Máquinas Sem Disco Duas etapas 1. Máquina obtém junto a servidores BOOTP as informações necessárias ao descarregamento de uma imagem do SO 2. Máquina descarrega o SO de um repositório remoto (usando o TFTP, por exemplo) BOOTP desacopla as etapas de configuração e armazenamento durante a inicialização O Servidor de arquivos pode, inclusive, ser executado a partir de uma máquina diferente da que executa o servidor BOOTP 7

8 Processo de Inicialização para Máquinas Sem Disco IP??? IP??? Servidor BOOTP ( ) Servidor de arq. ( ) / E3/F1 BD imagens E1 E2 E3 E4 Solicitação BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E1> <HOSTNAME SERVIDOR = > <NOME ARQ. INIC. = unix > Resposta BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E1> <HOSTNAME SERVIDOR = server > <NOME ARQ. INIC. = /unixImg.iso > 8

9 Processo de Inicialização para Máquinas Sem Disco IP??? Servidor BOOTP ( ) Servidor de arq. ( ) / E3/F1 BD imagens E1 E2 E3 E4 TFTP 9

10 Processo de Inicialização para Máquinas Sem Disco IP??? Servidor BOOTP ( ) Servidor de arq. ( ) E3/F1 BD imagens E1 E2 E3 E4 Solicitação BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E2> <HOSTNAME SERVIDOR = > <NOME ARQ. INIC. = windows > Resposta BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E1> <HOSTNAME SERVIDOR = server > <NOME ARQ. INIC. = /winImg.iso > 10

11 Processo de Inicialização para Máquinas Sem Disco Servidor BOOTP ( ) Servidor de arq. ( ) / E3/F1 BD imagens E1 E2 E3 E4 TFTP 11

12 Área do Fabricante Nome Código Tam. Conteúdo Preenchimento 0 - Zeros usado apenas para preenchimento Máscara de subrede 1 4 Máscara de subrede para rede local Hora do dia 2 4 Hora do dia em UTC Final Final da lista de itens Roteadores 3 N Endereços IP de N/4 roteadores Servidores de Tempo 4 N Endereços IP de N/4 Servidores de Tempo Servidores IEN116 5 N Endereços IP de N/4 Servidores IEN116 Servidores DNS 6 N Endereços IP de N/4 Servidores DNS Servidores de Log 7 N Endereços IP de N/4 Servidores de Log Servidores de Cotas 8 N Endereços IP de N/4 Servidores de Cotas Servidores Lpr 9 N Endereços IP de N/4 Servidores Lpr Servidores de Impressão 10 N Endereços IP de N/4 Servidores de Impressão Servidores RLP 11 N Endereços IP de N/4 Servidores RLP Hostname 12 N N bytes do nome do computador do cliente Tam. Arq. de Inicialização 13 2 Tamanho do arquivo de inicialização RESERVADO Reservado para uso específico do sítio 12

13 DHCP Similarmente ao RARP, o BOOTP foi projetado para operação em um ambiente estático O BOOTP provê apenas um mapeamento estático entre um identificador de máquina e um conjunto de parâmetros para aquela máquina Com o advento dos computadores móveis e as redes sem fio, era necessário um outro protocolo de inicialização Neste contexto, surgiu o DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) O DHCP é descrito nas RFCs 2131 e

14 A Necessidade de Configuração Dinâmica A LAN de um laboratório de uma universidade possui uma rede classe C Há espaço para 30 alunos no laboratório Cada aluno tem seu próprio computador portátil A escala de utilização do laboratório prevê seu uso em 10 slots de aulas por semana, cada aula sendo dada para uma turma diferente 14

15 Funcionamento do DHCP Um endereço IP é arrendado a uma máquina??? Solicitação DHCP BD E1 Resposta DHCP O cliente DHCP pode sugerir um intervalo de tempo para expiração do arrendamento Porém, a palavra final sobre qual será esse tempo é dada pelo Servidor DHCP E2 15

16 Agentes de Retransmissão Ethernet CC WAN F2 Ethernet EE Agente de Retransmissão ( ) / E3/F / F3/E4 Servidor DHCP ( ) E1 E2 FDDI E5 E6 Solicitação DHCP (difusão) Solicitação DHCP (unicast) 16

17 Formato da Mensagem DHCP OPERAÇÃO TIPO END. HW TAM. END. HW SALTOS IDENTIFICADOR DA TRANSAÇÃO SEGUNDOS FLAGS ENDEREÇO IP DO CLIENTE (COLOCADO PELO CLIENTE) SEU ENDEREÇO IP (COLOCADO PELO SERVIDOR) ENDEREÇO IP DO SERVIDOR ENDEREÇO IP DO ROTEADOR (GATEWAY) ENDEREÇO DE HW DO CLIENTE (16 OCTETOS) NOME (HOSTNAME) DO SERVIDOR (64 OCTETOS) NOME DO ARQUIVO DE INICIALIZAÇÃO (128 OCTETOS) OPÇÕES (TAMANHO VARIÁVEL) 17

18 Campo FLAGS Substitui o campo INUTILIZADO do BOOTP Possui apenas um de seus bits definido B Se B = 1, o servidor responde usando o endereço de enlace de difusão Se B = 0, o servidor responde usando o endereço de enlace unicast 18

19 Campo OPÇÕES Análogo a ÁREA ESPECÍFICA DO FABRICANTE do BOOTP Usado para se armazenar parâmetros relacionados ao arrendamento de endereço IP, sobrecarga de opções e tipos de mensagens CÓDIGO (53) TAMANHO (1) TIPO (1 7) TIPO Mensagem DHCP 1 DHCPDISCOVER 2 DHCPOFFER 3 DHCPREQUEST 4 DHCPDECLINE 5 DHCPACK 6 DHCPNACK 7 DHCPRELEASE 19

20 INICIALIZAR /envia msg DHCPDISCOVER SELECIONAR recebe msg DHCPOFFER/ recebe msg DHCPNACK ou expira Temporizador de expiração/ recebe msg DHCPNACK/ Expira temporizador de religação/ envia msg DHCPREQUEST Seleciona oferta/ envia msg DHCPREQUEST RELIGAR RENOVAR SOLICITAR recebe msg DHCPACK/ recebe msg DHCPACK/ Expira temporizador de renovação/ envia msg DHCPREQUEST recebe msg DHCPACK/ LIGADO Temporizador de renovação Cancela arrendamento/ 50 % do temporizador de expiração envia msg DHCPRELEASE Temporizador de religação 87,5 % do temporizador de expiração 20

Redes de Computadores. Protocolos TCP/IP

Redes de Computadores. Protocolos TCP/IP Redes de Computadores Protocolos TCP/IP Sumário 2! Endereços IP (lógicos) Sub-redes! Endereços Ethernet (físicos)! Conversão de endereços IP/Ethernet! Pacotes IP! Números de portos! Segmentos UDP! Segmentos

Leia mais

Arquitetura da Internet TCP/IP

Arquitetura da Internet TCP/IP Arquitetura da Internet TCP/IP A Internet Internet é a rede mundial de computadores, à qual estão conectados milhões de computadores do mundo todo; A idéia de concepção de uma rede mundial surgiu nos Estados

Leia mais

Aula 5 Camada de rede (TCP/IP):

Aula 5 Camada de rede (TCP/IP): Aula 5 Camada de rede (TCP/IP): Protocolos da Camada de Rede; Endereços IP (Versão 4); ARP (Address Resolution Protocol); ARP Cache; RARP (Reverse Address Resolution Protocol); ICMP. Protocolos da Camada

Leia mais

Nome: Nº de aluno: 3ª Ficha de Avaliação 20/5/2014

Nome: Nº de aluno: 3ª Ficha de Avaliação 20/5/2014 Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Redes de Computadores (LEIC/LEETC/LERCM) Nome: Nº de aluno: 3ª Ficha de Avaliação

Leia mais

Redes e Conectividade

Redes e Conectividade Redes e Conectividade Protocolos icmp, arp, rarp, bootp e dhcp Versão 1.1 Outubro de 2016 Prof. Jairo jairo@uni9.pro.br professor@jairo.pro.br http://www.jairo.pro.br/ Redes e Conectividade outubro/2016

Leia mais

Redes de Computadores I

Redes de Computadores I UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Redes de Computadores I Nível de Rede (IP) Prof. Helcio Wagner da Silva. p.1/36 Introdução

Leia mais

Integração IP/ATM. Características das redes atuais

Integração IP/ATM. Características das redes atuais Integração IP/ Msc. Marcelo Zanoni Santos Msc. Adilson Guelfi Msc. Frank Meylan Características das redes atuais Ethernet, Fast Ethernet, Token Ring, FDDI etc Não orientadas a conexão Unidade de transmissão

Leia mais

Redes de Computadores Nível de Rede

Redes de Computadores Nível de Rede Comunicação de Dados por Fernando Luís Dotti fldotti@inf.pucrs.br Redes de Computadores Nível de Rede Fontes Fontes principais: principais: Redes Redes de de Computadores Computadores -- das das LANs,

Leia mais

Capítulo 4 - Sumário

Capítulo 4 - Sumário 1 Capítulo 4 - Sumário Características do O Datagrama IP (Campos do Cabeçalho) Tamanho do Datagrama, MTU da Rede e Fragmentação 2 Aplicação Telnet HTTP FTP POP3 SMTP DNS DHCP Transporte TCP (Transmission

Leia mais

Laboratório Configuração do TCP/IP em uma Rede de PCs

Laboratório Configuração do TCP/IP em uma Rede de PCs Laboratório 1.1.6 Configuração do TCP/IP em uma Rede de PCs Objetivo Identificar as ferramentas utilizadas para descobrir a configuração de redes do computador com vários sistemas operacionais. Coletar

Leia mais

Manual de Configuração.

Manual de Configuração. O NX WiFi é um conversor de Serial e Ethernet para WiFi, com isso eliminando o cabeamento em suas instalações e deixando-os equipamentos com mais mobilidade. NX WiFi Modo STA Modo STA Neste modo o NXWiFi

Leia mais

Instalação e Configuração de Servidores Linux Server Configuração de Rede. Prof. Alex Furtunato

Instalação e Configuração de Servidores Linux Server Configuração de Rede. Prof. Alex Furtunato Instalação e Configuração de Servidores Linux Server Configuração de Rede Prof. Alex Furtunato alex.furtunato@academico.ifrn.edu.br Roteiro Introdução Números IPs Interfaces de rede Interface de loopback

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Introdução Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Introdução ao roteamento Aula 20 Inter-rede TCP/IP (Internet) é composta por um conjunto de redes interligadas por roteadores Roteador

Leia mais

Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP

Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes 2016.1 Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP Curso Técnico Integrado em Informática Turma: INT.INF.3M Arquitetura de Redes

Leia mais

Este documento requer uma compreensão do ARP e de ambientes Ethernet.

Este documento requer uma compreensão do ARP e de ambientes Ethernet. Proxy ARP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Como o Proxy ARP Funciona? Diagrama de Rede Vantagens do Proxy ARP Desvantagens do Proxy ARP Introdução Este documento

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Parte I Prof. Thiago Dutra Agenda n Parte I n Introdução n Protocolos de Transporte Internet n Multiplexação e n UDP n Parte II n TCP

Leia mais

Resumo P2. Internet e Arquitetura TCP/IP

Resumo P2. Internet e Arquitetura TCP/IP Resumo P2 Internet e Arquitetura TCP/IP Internet: Rede pública de comunicação de dados Controle descentralizado; Utiliza conjunto de protocolos TCP/IP como base para estrutura de comunicação e seus serviços

Leia mais

Revisão de Introdução às TCP-IP INTERNET. Redes de Computadores TCP/IP

Revisão de Introdução às TCP-IP INTERNET. Redes de Computadores TCP/IP Revisão de Introdução às Redes de Computadores TCP-IP INTERNET Redes de Computadores TCP/IP MODELO DE REFERENCIA TCP/IP FLUXO DE DADOS MODELOS DE REFERÊNCIA MODELO DE REFERENCIA TCP/IP MODELOS DE REFERÊNCIA

Leia mais

Camada de Aplicação da Arquitetura TCP/IP

Camada de Aplicação da Arquitetura TCP/IP Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes 2016.1 Camada de Aplicação da Arquitetura TCP/IP Curso Técnico Integrado em Informática Turma: INT.INF.3M Arquitetura de Redes

Leia mais

Administração dos serviços de redes utilizando linux

Administração dos serviços de redes utilizando linux Administração dos serviços de redes utilizando linux Joao Medeiros joao.fatern@gmail.com Objetivo Apresentar uma visão geral sobre os principais serviços de redes e a instalação e configuração de um servidor

Leia mais

PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO

PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO 3º ANO / 2º SEMESTRE 2014 INFORMÁTICA avumo@up.ac.mz Ambrósio Patricio Vumo Computer Networks & Distribution System Group Serviços de Transporte na Internet Arquitectura TCP/IP

Leia mais

Protocolos de Interligação de Redes Locais e a Distância Protocolos de Transporte. Thiago Leite

Protocolos de Interligação de Redes Locais e a Distância Protocolos de Transporte. Thiago Leite Interligação de Redes Locais e a Distância Protocolos de Thiago Leite thiago.leite@udf.edu.br 1 Quadros (enlace), datagrama (rede) e segmento (transporte) 2 Funções da camada de transporte Transferência

Leia mais

Capítulo 4: Conceitos de Roteamento

Capítulo 4: Conceitos de Roteamento Capítulo 4: Conceitos de Roteamento Protocolos de roteamento 1 Capítulo 4 4.0 Conceitos de Roteamento 4.1 Configuração inicial de um roteador 4.2 Decisões de roteamento 4.3 Operação de roteamento 4.4 Resumo

Leia mais

Protocolos da camada de redes. Professor Leonardo Larback

Protocolos da camada de redes. Professor Leonardo Larback Protocolos da camada de redes Professor Leonardo Larback Protocolos da camada de redes Na camada de redes (modelo OSI) operam os protocolos IP, ARP, RARP, ICMP etc. Em conjunto a esses protocolos, abordaremos

Leia mais

rsf.a06 Resolução de Nomes PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO

rsf.a06 Resolução de Nomes PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO rsf.a06 Resolução de Nomes PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO Endereçamento e Nomes Dispositivos de rede possuem ambos um Nome e um Endereço atribuídos a eles; Nomes são independentes de localidade e se

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais UFMG/DCC Redes de Computadores

Leia mais

Resolução de Endereços: ARP

Resolução de Endereços: ARP Resolução de Endereços: ARP Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Redes de Computadores Protocolo ARP Objectivo Mapeamento

Leia mais

TeamViewer Manual Wake-on-LAN

TeamViewer Manual Wake-on-LAN TeamViewer Manual Wake-on-LAN Rev 11.1-201601 TeamViewer GmbH Jahnstraße 30 D-73037 Göppingen www.teamviewer.com Sumário 1 Sobre Wake-on-LAN 3 2 Requisitos 5 3 Configuração do Windows 6 3.1 Configuração

Leia mais

UC Laboratório de redes I. Aula 13 Análise de protocolos

UC Laboratório de redes I. Aula 13 Análise de protocolos SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Docente: Nataniel Vieira 1 semestre Tecnólogo em redes de computadores UC Laboratório de redes I Aula 13 Análise de protocolos

Leia mais

FIC Linux Introdução a Redes de Computadores no Linux

FIC Linux Introdução a Redes de Computadores no Linux FIC Linux Introdução a Redes de Computadores no Linux Prof. Francisco de Assis S. Santos, Dr. São José, 2015. Agenda 1. Noções Básicas de Redes 1.1 O que é uma Rede 1.2 Endereçamento IP 1.3 Máscaras de

Leia mais

A Estrutura das Camadas

A Estrutura das Camadas A Estrutura das Camadas p/ reduzir a complexidade, um projeto de rede é estruturado em um conjunto de camadas cada camada é construída sobre sua antecessora as camadas inferiores oferecem serviços às camadas

Leia mais

Endereço de Rede. Comumente conhecido como endereço IP Composto de 32 bits comumente divididos em 4 bytes e exibidos em formato decimal

Endereço de Rede. Comumente conhecido como endereço IP Composto de 32 bits comumente divididos em 4 bytes e exibidos em formato decimal IP e DNS O protocolo IP Definir um endereço de rede e um formato de pacote Transferir dados entre a camada de rede e a camada de enlace Identificar a rota entre hosts remotos Não garante entrega confiável

Leia mais

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP. Hermes Senger DC/UFSCar 2012

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP. Hermes Senger DC/UFSCar 2012 Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP Hermes Senger DC/UFSCar 2012 Nota: Notas de aula do prof. Hélio Crestana Guardia. Objetivos do Curso: Apresentar a arquitetura

Leia mais

Redes de Computadores I - Princípios de Roteamento. por Helcio Wagner da Silva

Redes de Computadores I - Princípios de Roteamento. por Helcio Wagner da Silva Redes de Computadores I - Princípios de Roteamento por Helcio Wagner da Silva Classificação dos Algoritmos Globais x scentraliados Globais Algoritmo considera com dados de cálculo a conectividade entre

Leia mais

Parte I: Introdução. O que é a Internet. Nosso objetivo: Visão Geral:

Parte I: Introdução. O que é a Internet. Nosso objetivo: Visão Geral: Parte I: Introdução Tarefa: ler capítulo 1 no texto Nosso objetivo: obter contexto, visão geral, sentimento sobre redes maior profundidade e detalhes serão vistos depois no curso abordagem: descritiva

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração EAMICROTERMINAL

Manual de Instalação e Configuração EAMICROTERMINAL Manual de Instalação e Configuração EAMICROTERMINAL 1 Configurando o microterminal Para navegar entre as opções, utilize as seguintes teclas de funções: Retorna um item; Seleciona as

Leia mais

PROTOCOLO ICMP. Março de Curso Superior em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Redes decomputadores II RC2A3

PROTOCOLO ICMP. Março de Curso Superior em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Redes decomputadores II RC2A3 Curso Superior em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Redes decomputadores II RC2A3 PROTOCOLO ICMP Março de 2016 Lourival da Silva Souza Sergio Dusilekz ICMP (INTERNET CONTROL MESSAGE PROTOCOL) O protocolo

Leia mais

Informática Básica. Aula 03 Internet e conectividade

Informática Básica. Aula 03 Internet e conectividade Informática Básica Aula 03 Internet e conectividade O Protocolo de comunicação O TCP (Transmission Control Protocol) e o IP (Internet Protocol) são dois protocolos que inspiraram o nome da rede. Eles englobam

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Introdução Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Internet Protocol version 6 (IPv6) Aula 19 Problema de esgotamento dos endereços IPv4 Em 1996 : 100% dos endereços classe A, 62%

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Prof. Gustavo Wagner. A camada de rede

Redes de computadores e a Internet. Prof. Gustavo Wagner. A camada de rede Redes de computadores e a Internet Prof. Gustavo Wagner Capitulo Capítulo 4 A camada de rede NAT: Network Address Translation resta da Internet 138.76.29.7 10.0.0.4 rede local (ex.: rede doméstica) 10.0.0/24

Leia mais

Manual de utilização NSE Módulo TCP/IP MTCP-1E1S

Manual de utilização NSE Módulo TCP/IP MTCP-1E1S INSTALAÇÃO 1 Conecte a fonte 12Vcc/1A (ou 24Vcc/1A) a tomada e em seguida ao módulo MTCP-1E1S ( Negativo externo ---(o--- Positivo interno ). 2 Conecte o cabo de rede que acompanha o produto ao módulo

Leia mais

INTERNET. A figura mostra os inúmeros backbones existentes. São cabos de conexão de altíssima largura de banda que unem o planeta em uma rede mundial.

INTERNET. A figura mostra os inúmeros backbones existentes. São cabos de conexão de altíssima largura de banda que unem o planeta em uma rede mundial. INTERNET A figura mostra os inúmeros backbones existentes. São cabos de conexão de altíssima largura de banda que unem o planeta em uma rede mundial. DNS (Domain Name System) Sistema de Nome de Domínio

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DE SERVIÇOS AVANÇADOS DO WINDOWS SERVER 2012

CONFIGURAÇÃO DE SERVIÇOS AVANÇADOS DO WINDOWS SERVER 2012 20412 - CONFIGURAÇÃO DE SERVIÇOS AVANÇADOS DO WINDOWS SERVER 2012 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo 1: Implementação de serviços de rede avançados Neste módulo os alunos serão capazes de configurar recursos

Leia mais

Fornecer serviços independentes da tecnologia da subrede; Esconder do nível de transporte o número, tipo e a topologia das subredes existentes;

Fornecer serviços independentes da tecnologia da subrede; Esconder do nível de transporte o número, tipo e a topologia das subredes existentes; 2.3 A CAMADA DE REDE Fornece serviços para o nível de transporte, sendo, freqüentemente, a interface entre a rede do cliente e a empresa de transporte de dados (p.ex. Embratel). Sua principal função é

Leia mais

Redes para Automação Industrial: Introdução às Redes de Computadores Luiz Affonso Guedes

Redes para Automação Industrial: Introdução às Redes de Computadores Luiz Affonso Guedes Redes para Automação Industrial: Introdução às Redes de Computadores Luiz Affonso Guedes Conteúdo Definição Classificação Aplicações típicas Software de rede Modelos de referências Exemplos de redes Exemplos

Leia mais

Redes TCP/IP. Prof. M.Sc. Alexandre Fraga de Araújo. INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Campus Cachoeiro de Itapemirim

Redes TCP/IP. Prof. M.Sc. Alexandre Fraga de Araújo. INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Campus Cachoeiro de Itapemirim Redes TCP/IP alexandref@ifes.edu.br Camada de Transporte 2 Camada de Transporte Função: Fornecer comunicação lógica entre processos de aplicação em diferentes hospedeiros. Os protocolos de transporte são

Leia mais

I CICLO CIENTÍFICO FAPAN

I CICLO CIENTÍFICO FAPAN I CICLO CIENTÍFICO FAPAN Instalação e configuração de Redes Locais LAN, em ambientes Microsoft Windows e GNU/Linux Ademar Alves Trindade Roberto Tikao Tsukamoto Júnior Cáceres-MT, 4 a 6 de maio de 2011.

Leia mais

Guia Rápido de Instalação SL-D300N. Guia Rápido de Instalação

Guia Rápido de Instalação SL-D300N. Guia Rápido de Instalação Guia Rápido de Instalação SL-D300N Guia Rápido de Instalação Roteador Wireless SL-D300N Conteúdo do Pacote Um Modem Roteador Wireless SL-D300N Um Adaptador de Energia Um cabo Rj45 Dois Cabos Rj11 Guia

Leia mais

Arquitetura de Computadores - Controle Microprogramado. por Helcio Wagner da Silva

Arquitetura de Computadores - Controle Microprogramado. por Helcio Wagner da Silva Arquitetura de Computadores - Controle Microprogramado por Helcio Wagner da Silva Introdução Projeto baseado em HW para a Unidade de Controle Difícil Lógica relativamente complexa para seqüenciamento e

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA Prof. Dr. Daniel Caetano 2014-1 Objetivos Compreender o que é a memória e sua hierarquia Compreender os diferentes tipos de memória Entender como é feito o acesso à

Leia mais

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB.

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. 1 1- Para realizar o procedimento de configuração o DP-300U deve ser conectado via cabo

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento. Capítulo 8 - Mensagens de Erro e de Controle do Conjunto de Protocolos TCP/IP

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento. Capítulo 8 - Mensagens de Erro e de Controle do Conjunto de Protocolos TCP/IP CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 8 - Mensagens de Erro e de Controle do Conjunto de Protocolos TCP/IP 1 Objetivos do Capítulo Descrever o ICMP; Descrever o formato de mensagem

Leia mais

Endereçamento. Um endereço IPv4 é formado por 32 bits = Um endereço IPv6 é formado por 128 bits.

Endereçamento. Um endereço IPv4 é formado por 32 bits = Um endereço IPv6 é formado por 128 bits. IPv6 Um endereço IPv4 é formado por 32 bits. 2 32 = 4.294.967.296 Um endereço IPv6 é formado por 128 bits. 2 128 = 340.282.366.920.938.463.463.374.607.431.768.211.456 ~ 56 octilhões (5,6x10 28 ) de endereços

Leia mais

Erratas CCNA 5.0 (atualizado )

Erratas CCNA 5.0 (atualizado ) Erratas CCNA 5.0 (atualizado 27-09-2014) Página 40 5º parágrafo, deveria ser: "Já alguns dos protocolos desenhados para atuar em redes geograficamente dispersas (WAN) são definidos nas três primeiras camadas

Leia mais

Planificação da disciplina

Planificação da disciplina Planificação da disciplina Comunicação de Dados Duração dos Módulos: 108 horas/130 tempos Disciplina: Comunicação de Dados Professor: Lurdes Cristóvão Página 1 D e s i g n a ç ã o A C T I V I D A D E S

Leia mais

Canais de Comunicação

Canais de Comunicação Canais de Comunicação February 24, 2010 Sumário Comunicação via Mensagens Propriedades dum Canal de Comunicação Protocolos da Internet UDP TCP Aplicação Distribuída O que é? É uma aplicação que consiste

Leia mais

Roteamento Prof. Pedro Filho

Roteamento Prof. Pedro Filho Roteamento Prof. Pedro Filho Definição Dispositivo intermediário de rede projetado para realizar switching e roteamento de pacotes O roteador atua apenas na camada 3 (rede) Dentre as tecnologias que podem

Leia mais

Aspectos de Segurança no IPv6

Aspectos de Segurança no IPv6 Aspectos de Segurança no IPv6 Motivação Motivação Inicialmente, o protocolo IP foi criado para interligar redes acadêmicas de pesquisa Não tinha grande, ou nenhuma, preocupação com a segurança dos dados

Leia mais

Guia de Configuração Rápida da Rede

Guia de Configuração Rápida da Rede Guia de Configuração Rápida da Rede WorkCentre M123/M128 WorkCentre Pro 123/128 701P42078_pt-BR 2004. Todos os direitos reservados. A proteção de copyright aqui reclamada inclui todas as formas e assuntos

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO REDES DE COMPUTADORES EDGARD JAMHOUR. Segundo Bimestre

EXERCÍCIOS DE REVISÃO REDES DE COMPUTADORES EDGARD JAMHOUR. Segundo Bimestre EXERCÍCIOS E REVISÃO REES E COMPUTAORES EGAR JAMHOUR Segundo Bimestre Exercício 1. Considere o cenário abaixo supondo que o switch 1 é o root 1 100M 4 4b 6a 6 1a 1b 100M 1G 2a 3a 2 3 2b 2c 3b 4a 1G 1G

Leia mais

Configuração do Router

Configuração do Router Configuração do Router Através de uma ligação TCP/IP é possível configurar o Router utilizando um navegador web. São suportados os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 ou superior, Netscape Navigator,

Leia mais

MODELOS DE REFERENCIA OSI TCP/IP

MODELOS DE REFERENCIA OSI TCP/IP Aula 2 MODELOS DE REFERENCIA OSI TCP/IP Curso Técnico em Telecomunicações Convergência de Redes PROGRAMA Modelos de Referência OSI TCP/IP OSI x TCP/IP 2 OSI E A COMUNICAÇÃO POR CARTA 3 HISTÓRIA No Principio

Leia mais

Exercícios Redes de Comunicação de Dados

Exercícios Redes de Comunicação de Dados Exercícios Redes de Comunicação de Dados MATRÍCULA: 0) A camada da arquitetura Internet TCP/IP, responsável pela transferência de dados fim-a-fim, é a A) Física B) Enlace C) Rede D) Transporte E) Aplicação

Leia mais

Estas etapas preliminares devem ser executadas para todas as impressoras:

Estas etapas preliminares devem ser executadas para todas as impressoras: Windows NT 4.x Este tópico inclui: "Etapas preliminares" na página 3-26 "Etapas de instalação rápida em CD-ROM" na página 3-26 "Solução de problemas do Windows NT 4.x (TCP/IP)" na página 3-30 Etapas preliminares

Leia mais

Jéfer Benedett Dörr

Jéfer Benedett Dörr Redes de Computadores Jéfer Benedett Dörr prof.jefer@gmail.com Conteúdo Camada de Rede IP Kurose Capítulo 4 Tanenbaum Capítulo 5 Protocolo IP O protocolo Internet ou simplesmente IP - Internet Protocol

Leia mais

ROTEADORES. Introdução ao roteamento e ao encaminhamento de pacotes

ROTEADORES. Introdução ao roteamento e ao encaminhamento de pacotes ROTEADORES Introdução ao roteamento e ao encaminhamento de pacotes Laboratório de Redes de Computadores Introdução do capítulo As redes atuais têm um impacto significativo em nossas vidas alterando a forma

Leia mais

Capítulo 11 Sumário. Serviço de Correio Eletrônico - SMTP e POP3. Serviço de Páginas - Protocolo HTTP, Linguagem HTML

Capítulo 11 Sumário. Serviço de Correio Eletrônico - SMTP e POP3. Serviço de Páginas - Protocolo HTTP, Linguagem HTML 1 Capítulo 11 Sumário Serviço de Nomes de Domínios DNS Serviço de Acesso Remoto - TELNET Serviço de Correio Eletrônico - SMTP e POP3 Serviço de Páginas - Protocolo HTTP, Linguagem HTML Serviço de Transferência

Leia mais

Manual de Ativação AhF01 Fog IoT

Manual de Ativação AhF01 Fog IoT Manual de Ativação Sumário Introdução 3 Conteúdo da Embalagem 3 Requisitos para Instalação 3 Guia de Configuração Rápida 3 Acessando o 4 Para acessar a interface de configuração do : 4 Configurações avançadas

Leia mais

Procedimentos para Redirecionamento de portas

Procedimentos para Redirecionamento de portas Procedimentos para Redirecionamento de portas 1- Para realizar a configuração de Redirecionamento de portas no modem, o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2730B,

Leia mais

Computadores e Programação (DCC/UFRJ)

Computadores e Programação (DCC/UFRJ) Computadores e Programação (DCC/UFRJ) Aula 3: 1 2 3 Abstrações do Sistema Operacional Memória virtual Abstração que dá a cada processo a ilusão de que ele possui uso exclusivo da memória principal Todo

Leia mais

RCO2. Redes Locais: Interligação de LANs com roteadores

RCO2. Redes Locais: Interligação de LANs com roteadores RCO2 Redes Locais: Interligação de LANs com roteadores Pontes e switches: ativos de camada de enlace 2 Pontes e switches: aprendem que estações estão em cada porta Mas pode haver problemas! Considere a

Leia mais

Fundamentos de Segurança da Internet. Cristine Hoepers, D.Sc. Klaus Steding-Jessen, D.Sc. 30/03/2016

Fundamentos de Segurança da Internet. Cristine Hoepers, D.Sc. Klaus Steding-Jessen, D.Sc. 30/03/2016 Fundamentos de Segurança da Internet Cristine Hoepers, D.Sc. Klaus Steding-Jessen, D.Sc. 30/03/2016 Objetivos Discutir os conceitos técnicos relacionados com segurança, privacidade e resiliência de sistemas

Leia mais

Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços

Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços - italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia,

Leia mais

Redes Ad-Hoc FEUP MPR. » DNS, routing pouco adequados, actualmente» IP Móvel requer rede infraestruturada; HomeAgent na rede fixa

Redes Ad-Hoc FEUP MPR. » DNS, routing pouco adequados, actualmente» IP Móvel requer rede infraestruturada; HomeAgent na rede fixa AdHoc 1 Redes Ad-Hoc FEUP MPR AdHoc 2 Redes Móveis Ad-Hoc Mobilidade IP» DNS, routing pouco adequados, actualmente» IP Móvel requer rede infraestruturada; HomeAgent na rede fixa Pode, no entanto, não haver

Leia mais

Netcat: O canivete suíço das conexões TCP/IP

Netcat: O canivete suíço das conexões TCP/IP Netcat: O canivete suíço das conexões TCP/IP O Netcat é uma ferramenta versátil para testes de rede o qual permite ler e escrever dados através das conexões, usando o protocolo TCP/IP. Foi desenhado para

Leia mais

Internet Explorer 8.0 Navegador (Browser)

Internet Explorer 8.0 Navegador (Browser) Internet Explorer 8.0 Navegador (Browser) O Internet Explorer 8 foi projetado para facilitar a navegação e a interação com sites na Internet ou na intranet. Sempre que você usa a Internet, ou um software

Leia mais

UFRN/COMPERVE CONCURSO PÚBLICO IFRN 2010 DOCENTE

UFRN/COMPERVE CONCURSO PÚBLICO IFRN 2010 DOCENTE UFRN/COMPERVE CONCURSO PÚBLICO IFRN 2010 DOCENTE Expectativa de Respostas Rede de Computadores A) As tabelas de roteamento podem ser manipuladas diretamente pelo administrador da rede através de comandos

Leia mais

Introdução Modelo TCP/IP Protocolo TCP/IP Material Extra Finalizando. Arquitetura TCP/IP

Introdução Modelo TCP/IP Protocolo TCP/IP Material Extra Finalizando. Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP Material desenvolvido para Prova de desempenho Câmpus Sapiranga/Novo Hamburgo Edital 202/2014 - Área:31 IFSul Câmpus Sapiranga / Novo Hamburgo Avenida Carlos Gilberto Weis, 155 - Sapiranga

Leia mais

PROGRAMA ACESSA ESCOLA. Tutorial Configuração de BIOS para ativação do HD (Estação dos alunos) Positivo ProEducar

PROGRAMA ACESSA ESCOLA. Tutorial Configuração de BIOS para ativação do HD (Estação dos alunos) Positivo ProEducar PROGRAMA ACESSA ESCOLA Tutorial Configuração de BIOS para ativação do HD (Estação dos alunos) Positivo ProEducar 2014 O procedimento que será descrito neste tutorial refere-se às configurações de BIOS

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acerca dos principais registradores utilizados na arquitetura de Von Neumann e suas respectivas funções, julgue os itens a seguir. O registrador de instrução contém o endereço

Leia mais

Curso Técnico Integrado em Informática Redes de Computadores e Aplicações

Curso Técnico Integrado em Informática Redes de Computadores e Aplicações Redes de Computadores Curso Técnico Integrado em Informática Redes de Computadores e Aplicações Aula 23 Estratégias de Roteamento IP Unicast Parte 1 Objetivo Entender as diferentes estratégias de roteamento;

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DE ROTEADORES

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DE ROTEADORES MNUL DE CONFIGURÇÃO DE ES , O QUE É? Roteador é um dispositivo que encaminha pacotes de dados entre redes de computadores. Em residências, é comumente usado para fornecer sinal WiFi (sem fio) para dispositivos

Leia mais

TRANSPORTE. Prof. Me. Hélio Esperidião

TRANSPORTE. Prof. Me. Hélio Esperidião TRANSPORTE 1 Prof. Me. Hélio Esperidião DEFINIÇÃO Na arquitetura OSI, o serviço de transporte é realizado pela camada quatro. A camada de transporte fornece serviços à camada superior - de sessão Utiliza-se

Leia mais

Rede Local - Administração Serviços de Comunicação e Internet

Rede Local - Administração Serviços de Comunicação e Internet Rede Local - Administração Serviços de Comunicação e Internet Formador: Miguel Neto (migasn@gmailcom) Covilhã - Novembro 04, 2015 Internet O que é a Internet? Miguel Neto Rede Local - Administração Novembro

Leia mais

Parabéns pela aquisição do seu DMI. Este manual destina-se a ativação do DMI, para posterior utilização.

Parabéns pela aquisição do seu DMI. Este manual destina-se a ativação do DMI, para posterior utilização. Parabéns pela aquisição do seu DMI. Este manual destina-se a ativação do DMI, para posterior utilização. Imagem ilustrativa Manual de ativação 1-Visão Geral... 2 1- Primeiro acesso ao DMI... 2 2 - Ativação

Leia mais

Guia de instalação. TIP 100 TIP 100 PoE

Guia de instalação. TIP 100 TIP 100 PoE Guia de instalação TIP 100 TIP 100 PoE TIP 100 Telefone IP Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O TIP 100 é um telefone IP com funções de roteador e alta qualidade

Leia mais

Configuração de Rede Wireless com Segurança no Evo-W108AR

Configuração de Rede Wireless com Segurança no Evo-W108AR Configuração de Rede Wireless com Segurança no Evo-W108AR Este manual vai orientá-lo a configurar a rede wireless (sem fio) no Evo-W108AR e a configurar a segurança da rede. 1 Abra o navegador (Internet

Leia mais

Comunicação de Dados IV

Comunicação de Dados IV Departamento de Engenharia de Telecomunicações - UFF Bibliografia Redes de Computadores Andrew S. Tanenbaum Tradução da Quarta Edição Editora Campus Profa. Débora Christina Muchaluat Saade deborams@telecom.uff.br

Leia mais

Funções da Camada de

Funções da Camada de Camada de Transporte Funções da Camada de Transporte Responsável pela movimentação de dados, de forma eficiente e confiável, entre processos em execução nos equipamentos conectados a uma rede de computadores,

Leia mais

Redes de Computadores e Aplicações. Aula 34 Estratégias de Roteamento IP Unicast Parte 1

Redes de Computadores e Aplicações. Aula 34 Estratégias de Roteamento IP Unicast Parte 1 Redes de Computadores Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do N Campus Currais Novos Redes de Computadores e Aplicações Aula 34 Estratégias de Roteamento IP Unicast Parte 1

Leia mais

I/O para Dispositivos Externos e Outros Computadores. Redes de Interconexão. Redes de Interconexão. Redes de Computadores Correntes

I/O para Dispositivos Externos e Outros Computadores. Redes de Interconexão. Redes de Interconexão. Redes de Computadores Correntes para Dispositivos Externos e Outros Computadores Processor interrupts Cache Memory - Bus Main Memory Disk Disk Graphics Network ideal: bandwidth alto, baixa latência Redes de Computadores Correntes Objetivos:

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES UTILIZANDO IPv6 COM PROTOCOLO DHCPv6

REDES DE COMPUTADORES UTILIZANDO IPv6 COM PROTOCOLO DHCPv6 UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ELETRÔNICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES EDINEY FERNANDO ARAUJO EVERTON TEIXEIRA REDES DE COMPUTADORES

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Comunicação de Dados II Aula 04 Endereçamento IPv6 Prof: Jéferson Mendonça de Limas Esgotamento IPv4 RFC 1700, blocos de tamanho específicos Classe A (/8) 16 milhões de Hosts

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações

Redes de Dados e Comunicações Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Endereçamento IP Endereço IP Basicamente as máquinas quando estão ligadas em rede possuem um endereço IP configurado (seja ele IPv4 (normalmente) ou

Leia mais

Estruturas básicas de redes Internet Padronização e Protocolos

Estruturas básicas de redes Internet Padronização e Protocolos Estruturas básicas de redes Internet Padronização e Protocolos Universidade Católica de Pelotas Cursos de Engenharia da Computação Disciplina: Rede Computadores I 2 Agenda Estruturas básicas de redes A

Leia mais

Introdução às camadas de transporte e de rede

Introdução às camadas de transporte e de rede capítulo 1 Introdução às camadas de transporte e de rede É por meio da camada de rede que os computadores identificam qual caminho será utilizado para transmissão de dados entre a origem e o destino de

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática Redes de Computadores 2º Teste de avaliação de frequência 90 minutos * 15.12.2014 =VERSÃO D= 1. Esta teste serve como

Leia mais

Funcionalidades Básicas do IPv6

Funcionalidades Básicas do IPv6 Funcionalidades Básicas do IPv6 ICMPv6 Definido na RFC 4443 Mesmas funções do ICMPv4 (mas não são compatíveis): Informar características da rede Realizar diagnósticos Relatar erros no processamento de

Leia mais