Redes de Computadores I - Protocolos de Controle: BOOTP/DHCP. por Helcio Wagner da Silva

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redes de Computadores I - Protocolos de Controle: BOOTP/DHCP. por Helcio Wagner da Silva"

Transcrição

1 Redes de Computadores I - Protocolos de Controle: BOOTP/DHCP por Helcio Wagner da Silva

2 Introdução Deficiências percebidas no RARP Servidores RARP precisam estar na mesma rede local que seus clientes Por operar relativamente próximo ao HW da máquina, dificulta a construção de servidores por parte de programadores de aplicações Não pode ser usado em redes que alocam dinamicamente endereços de HW às máquinas Informação trocada entre servidor e cliente está limitada a apenas um endereço IP 2

3 Introdução Definido na RFCs 951, 1048 e 1084, o BOOTP (BOOTstrap Protocol) foi projetado para suprir algumas dessas deficiências Semelhanças & Diferenças Assim como o ARP, o BOOTP baseia-se em uma única troca de mensagens Porém, nessa única troca são transferidas muito mais informações do que no ARP Além disso, por usar o UDP (porta 67) e o IP, é mais fácil para o programador implementar SW BOOTP 3

4 Funcionamento do BOOTP??? BD / E3/F1 E1 E2 Solicitação BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E1> <HOSTNAME SERVIDOR = > Resposta BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E1> <HOSTNAME SERVIDOR = server > 4

5 Funcionamento do BOOTP Nível de Aplicação BOOTP Solicitação BOOTP... Nível de Transporte UDP Nível de Rede IP...encapsulada por um segmento UDP......encapsulado por um datagrama IP... Nível de Enlace Protocolo de Enlace...encapsulado por um quadro Endereços de difusão 5

6 Formato da Mensagem BOOTP OPERAÇÃO TIPO END. HW TAM. END. HW SALTOS IDENTIFICADOR DA TRANSAÇÃO SEGUNDOS INUTILIZADO ENDEREÇO IP DO CLIENTE (COLOCADO PELO CLIENTE) SEU ENDEREÇO IP (COLOCADO PELO SERVIDOR) ENDEREÇO IP DO SERVIDOR ENDEREÇO IP DO ROTEADOR (GATEWAY) ENDEREÇO DE HW DO CLIENTE (16 OCTETOS) NOME (HOSTNAME) DO SERVIDOR (64 OCTETOS) NOME DO ARQUIVO DE INICIALIZAÇÃO (128 OCTETOS) ÁREA ESPECÍFICA DO FABRICANTE (64 OCTETOS) 6

7 Processo de Inicialização para Máquinas Sem Disco Duas etapas 1. Máquina obtém junto a servidores BOOTP as informações necessárias ao descarregamento de uma imagem do SO 2. Máquina descarrega o SO de um repositório remoto (usando o TFTP, por exemplo) BOOTP desacopla as etapas de configuração e armazenamento durante a inicialização O Servidor de arquivos pode, inclusive, ser executado a partir de uma máquina diferente da que executa o servidor BOOTP 7

8 Processo de Inicialização para Máquinas Sem Disco IP??? IP??? Servidor BOOTP ( ) Servidor de arq. ( ) / E3/F1 BD imagens E1 E2 E3 E4 Solicitação BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E1> <HOSTNAME SERVIDOR = > <NOME ARQ. INIC. = unix > Resposta BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E1> <HOSTNAME SERVIDOR = server > <NOME ARQ. INIC. = /unixImg.iso > 8

9 Processo de Inicialização para Máquinas Sem Disco IP??? Servidor BOOTP ( ) Servidor de arq. ( ) / E3/F1 BD imagens E1 E2 E3 E4 TFTP 9

10 Processo de Inicialização para Máquinas Sem Disco IP??? Servidor BOOTP ( ) Servidor de arq. ( ) E3/F1 BD imagens E1 E2 E3 E4 Solicitação BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E2> <HOSTNAME SERVIDOR = > <NOME ARQ. INIC. = windows > Resposta BOOTP <END. IP CLIENTE => < SEU END. IP = > <END. IP SERVIDOR = > <END. IP GATEWAY = > <END. HW CLIENTE = E1> <HOSTNAME SERVIDOR = server > <NOME ARQ. INIC. = /winImg.iso > 10

11 Processo de Inicialização para Máquinas Sem Disco Servidor BOOTP ( ) Servidor de arq. ( ) / E3/F1 BD imagens E1 E2 E3 E4 TFTP 11

12 Área do Fabricante Nome Código Tam. Conteúdo Preenchimento 0 - Zeros usado apenas para preenchimento Máscara de subrede 1 4 Máscara de subrede para rede local Hora do dia 2 4 Hora do dia em UTC Final Final da lista de itens Roteadores 3 N Endereços IP de N/4 roteadores Servidores de Tempo 4 N Endereços IP de N/4 Servidores de Tempo Servidores IEN116 5 N Endereços IP de N/4 Servidores IEN116 Servidores DNS 6 N Endereços IP de N/4 Servidores DNS Servidores de Log 7 N Endereços IP de N/4 Servidores de Log Servidores de Cotas 8 N Endereços IP de N/4 Servidores de Cotas Servidores Lpr 9 N Endereços IP de N/4 Servidores Lpr Servidores de Impressão 10 N Endereços IP de N/4 Servidores de Impressão Servidores RLP 11 N Endereços IP de N/4 Servidores RLP Hostname 12 N N bytes do nome do computador do cliente Tam. Arq. de Inicialização 13 2 Tamanho do arquivo de inicialização RESERVADO Reservado para uso específico do sítio 12

13 DHCP Similarmente ao RARP, o BOOTP foi projetado para operação em um ambiente estático O BOOTP provê apenas um mapeamento estático entre um identificador de máquina e um conjunto de parâmetros para aquela máquina Com o advento dos computadores móveis e as redes sem fio, era necessário um outro protocolo de inicialização Neste contexto, surgiu o DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) O DHCP é descrito nas RFCs 2131 e

14 A Necessidade de Configuração Dinâmica A LAN de um laboratório de uma universidade possui uma rede classe C Há espaço para 30 alunos no laboratório Cada aluno tem seu próprio computador portátil A escala de utilização do laboratório prevê seu uso em 10 slots de aulas por semana, cada aula sendo dada para uma turma diferente 14

15 Funcionamento do DHCP Um endereço IP é arrendado a uma máquina??? Solicitação DHCP BD E1 Resposta DHCP O cliente DHCP pode sugerir um intervalo de tempo para expiração do arrendamento Porém, a palavra final sobre qual será esse tempo é dada pelo Servidor DHCP E2 15

16 Agentes de Retransmissão Ethernet CC WAN F2 Ethernet EE Agente de Retransmissão ( ) / E3/F / F3/E4 Servidor DHCP ( ) E1 E2 FDDI E5 E6 Solicitação DHCP (difusão) Solicitação DHCP (unicast) 16

17 Formato da Mensagem DHCP OPERAÇÃO TIPO END. HW TAM. END. HW SALTOS IDENTIFICADOR DA TRANSAÇÃO SEGUNDOS FLAGS ENDEREÇO IP DO CLIENTE (COLOCADO PELO CLIENTE) SEU ENDEREÇO IP (COLOCADO PELO SERVIDOR) ENDEREÇO IP DO SERVIDOR ENDEREÇO IP DO ROTEADOR (GATEWAY) ENDEREÇO DE HW DO CLIENTE (16 OCTETOS) NOME (HOSTNAME) DO SERVIDOR (64 OCTETOS) NOME DO ARQUIVO DE INICIALIZAÇÃO (128 OCTETOS) OPÇÕES (TAMANHO VARIÁVEL) 17

18 Campo FLAGS Substitui o campo INUTILIZADO do BOOTP Possui apenas um de seus bits definido B Se B = 1, o servidor responde usando o endereço de enlace de difusão Se B = 0, o servidor responde usando o endereço de enlace unicast 18

19 Campo OPÇÕES Análogo a ÁREA ESPECÍFICA DO FABRICANTE do BOOTP Usado para se armazenar parâmetros relacionados ao arrendamento de endereço IP, sobrecarga de opções e tipos de mensagens CÓDIGO (53) TAMANHO (1) TIPO (1 7) TIPO Mensagem DHCP 1 DHCPDISCOVER 2 DHCPOFFER 3 DHCPREQUEST 4 DHCPDECLINE 5 DHCPACK 6 DHCPNACK 7 DHCPRELEASE 19

20 INICIALIZAR /envia msg DHCPDISCOVER SELECIONAR recebe msg DHCPOFFER/ recebe msg DHCPNACK ou expira Temporizador de expiração/ recebe msg DHCPNACK/ Expira temporizador de religação/ envia msg DHCPREQUEST Seleciona oferta/ envia msg DHCPREQUEST RELIGAR RENOVAR SOLICITAR recebe msg DHCPACK/ recebe msg DHCPACK/ Expira temporizador de renovação/ envia msg DHCPREQUEST recebe msg DHCPACK/ LIGADO Temporizador de renovação Cancela arrendamento/ 50 % do temporizador de expiração envia msg DHCPRELEASE Temporizador de religação 87,5 % do temporizador de expiração 20

Redes LAN e MAN. Redes LAN e MAN. 4º Semestre. Servidor DHCP. Servidor DHCP

Redes LAN e MAN. Redes LAN e MAN. 4º Semestre. Servidor DHCP. Servidor DHCP Redes LAN e MAN Redes LAN e MAN 4º Semestre Serviço DHCP Artibuição de IP para os Usuários Dynamic Host Configuration Protocol Arquitetura: Cliente DHCP/ Portas Associadas: UDP 67 Servidor e UDP 68 Cliente

Leia mais

Arquitectura de Redes

Arquitectura de Redes Arquitectura de Redes Dynamic Host Configuration Protocol DHCP Rui Prior 2006/07 (adap. Pedro Brandão) 1 Objectivo Configuração automática de endereço (e outros parâmetros de rede) de uma máquina. Sucessor

Leia mais

Administração de Redes 2014/15. Dynamic Host Configuration Protocol (DHCP)

Administração de Redes 2014/15. Dynamic Host Configuration Protocol (DHCP) Administração de Redes 2014/15 Dynamic Host Configuration Protocol (DHCP) 1 Configuração de parâmetros de rede Para poder funcionar em rede e ligar-se à Internet, uma máquina precisa de ter um conjunto

Leia mais

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus: Campo Mourão

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus: Campo Mourão Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus: Campo Mourão Professor Rafael Henrique Dalegrave Zottesso E-mail rafaelzottesso@utfpr.edu.br Site http://www.zottesso.com/disciplinas/rc24b0/ Disciplina

Leia mais

Administração de Redes

Administração de Redes Administração de Redes DHCP Dynamic Host Configuration Protocol Prof. Fabio de Jesus Souza Professor Fabio Souza Introdução Principais parâmetros que devem ser configurados para que o protocolo TCP/IP

Leia mais

Protocolo DHCP. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores

Protocolo DHCP. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Protocolo DHCP Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Redes de Computadores Motivação Obtenção dos parâmetros de configuração

Leia mais

Arquitetura TCP/IP. Parte V Inicialização e auto-configuração (RARP, BOOTP e DHCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares

Arquitetura TCP/IP. Parte V Inicialização e auto-configuração (RARP, BOOTP e DHCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Arquitetura TCP/IP Parte V Inicialização e auto-configuração (RARP, BOOTP e DHCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Tópicos Atribuição de endereço IP RARP (Reverse ARP) BOOTP (BOOTstrap Protocol) DHCP

Leia mais

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede.

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede. ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

Protocolo DHCP. Redes de Computadores. Módulo 8 OP3

Protocolo DHCP. Redes de Computadores. Módulo 8 OP3 Protocolo DHCP Redes de Computadores Módulo 8 OP3 Motivação Obtenção dos parâmetros de configuração IP de forma dinâmica Simplificação da tarefa de gestão do endereçamento e configuração Consistência de

Leia mais

Redes de Computadores. Mauro Henrique Mulati

Redes de Computadores. Mauro Henrique Mulati Redes de Computadores Mauro Henrique Mulati Roteiro Sub-redes NAT CIDR Protocolos de controle Sub-redes Todos os hosts de uma rede devem ter o mesmo número de rede Ex.: Universidade pega endereço de classe

Leia mais

Servidor Proxy. Firewall e proxy

Servidor Proxy. Firewall e proxy Curso: Gestão em Tecnologia da Informação - Matutino Professor: Marissol Martins Barros Unidade Curricular: Fundamentos de Serviços IP Alunos: Matheus Pereira de Oliveira, Tárik Araujo de Sousa, Romero

Leia mais

ARP. Tabela ARP construída automaticamente. Contém endereço IP, endereço MAC e TTL

ARP. Tabela ARP construída automaticamente. Contém endereço IP, endereço MAC e TTL ARP Protocolo de resolução de endereços (Address Resolution Protocol) Descrito na RFC 826 Faz a tradução de endereços IP para endereços MAC da maioria das redes IEEE 802 Executado dentro da sub-rede Cada

Leia mais

9 Introdução ao DHCP. 9.1 Motivação APÊNDICE

9 Introdução ao DHCP. 9.1 Motivação APÊNDICE APÊNDICE 9 9 Introdução ao DHCP 9.1 Motivação Para que uma máquina possa participar de uma rede TCP/IP, é necessário que seu software TCP/IP esteja corretamente configurado. Configurar o software TCP/IP

Leia mais

QUAL O PROCEDIMENTO PARA CONFIGURAR AS IMPRESSORAS DE REDE BROTHER EM UM SISTEMA DEC TCP / IP para VMS (UCX) Procedimento

QUAL O PROCEDIMENTO PARA CONFIGURAR AS IMPRESSORAS DE REDE BROTHER EM UM SISTEMA DEC TCP / IP para VMS (UCX) Procedimento Procedimento Visão geral Antes de usar a máquina Brother em um ambiente de rede, você precisa instalar o software da Brother e também fazer as configurações de rede TCP/IP apropriadas na própria máquina.

Leia mais

Internet e TCP/IP. Camada de Rede: Objetivos. Encapsulamento. Redes de Computadores. Internet TCP/IP. Conceitos Básicos Endereçamento IP

Internet e TCP/IP. Camada de Rede: Objetivos. Encapsulamento. Redes de Computadores. Internet TCP/IP. Conceitos Básicos Endereçamento IP Camada de Rede Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Redes de Computadores Conceitos Básicos Endereçamento IP Internet e TCP/IP Internet Conjunto de redes de escala mundial, ligadas pelo protocolo IP TCP/IP

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Nível de rede Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Nível de rede Aula 6 Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico Protocolo nível de aplicação Protocolo nível

Leia mais

Arquitetura Internet (TCP/IP)

Arquitetura Internet (TCP/IP) Instituto Federal do Pará - IFPA Ricardo José Cabeça de Souza ricardo.souza@ifpa.edu.br 2010 Redes Básicas S-10 Arquitetura Internet (TCP/IP) MÁSCARA DA SUB-REDE Indica como separar o NetId do HostId,

Leia mais

Endereçamento IP: introdução. Sub-redes. interface: conexão entre hospedeiro/ roteador e enlace físico. O que é uma sub-rede?

Endereçamento IP: introdução. Sub-redes. interface: conexão entre hospedeiro/ roteador e enlace físico. O que é uma sub-rede? Endereçamento IP: introdução endereço IP: identificador de 32 bits para interface de hospedeiro e roteador interface: conexão entre hospedeiro/ roteador e enlace físico roteadores normalmente têm várias

Leia mais

Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP

Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP Introdução ao TCP/IP 2 Modelo TCP/IP O Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD) desenvolveu o modelo de

Leia mais

Transferência de Arquivos FTP

Transferência de Arquivos FTP FPROT FTP e DHCP FTP Arquitetura Transferência de Arquivos FTP Transferência de arquivos em sistemas remotos Utiliza o protocolo FTP sobre uma conexão TCP Estabelece conexão TCP com um servidor. Serviço

Leia mais

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento IP 1 História e Futuro do TCP/IP O modelo de referência TCP/IP foi desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD). O DoD exigia

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Departamento de Informática UFPE Redes de Computadores Nível de Redes - Exemplos jamel@cin.ufpe.br Nível de Rede na Internet - Datagramas IP Não orientado a conexão, roteamento melhor esforço Não confiável,

Leia mais

Aula 4. Pilha de Protocolos TCP/IP:

Aula 4. Pilha de Protocolos TCP/IP: Aula 4 Pilha de Protocolos TCP/IP: Comutação: por circuito / por pacotes Pilha de Protocolos TCP/IP; Endereçamento lógico; Encapsulamento; Camada Internet; Roteamento; Protocolo IP; Classes de endereços

Leia mais

CCNA 1 Modelos OSI e TCP/IP. Kraemer

CCNA 1 Modelos OSI e TCP/IP. Kraemer CCNA 1 Modelos OSI e TCP/IP Modelos OSI e TCP/IP Modelo em camadas Modelo OSI Modelo TCP/IP Comparação dos modelos Endereçamento de rede Modelo de camadas Encapsulamento Desencapsulamento Modelo OSI Sistema

Leia mais

SERVIDOR DHCP - DEFINIÇÃO DHCP POR QUE USAR? DHCP TIPOS DE ALOCAÇÃO 27/02/2012

SERVIDOR DHCP - DEFINIÇÃO DHCP POR QUE USAR? DHCP TIPOS DE ALOCAÇÃO 27/02/2012 SERVIDOR DHCP - DEFINIÇÃO O DHCP ("Dynamic Host Configuration Protocol" ou Protocolo de configuração dinâmica de endereços de rede") permite que todos os micros da rede recebam suas configurações de rede

Leia mais

DNS: Domain Name System DHCP: Dynamic Host Configuration Protocol. Edgard Jamhour

DNS: Domain Name System DHCP: Dynamic Host Configuration Protocol. Edgard Jamhour DNS: Domain Name System DHCP: Dynamic Host Configuration Protocol Serviço DNS: Domain Name System nome - ip nome - ip Nome? IP nome - ip nome - ip Árvore de nomes br RAIZ br pucpr ufpr Pucpr Ufpr ppgia

Leia mais

Trabalho de laboratório sobre DHCP

Trabalho de laboratório sobre DHCP Trabalho de laboratório sobre DHCP Redes de Computadores I - 2005/2006 LEIC - Tagus Park Semana de 21 a 25 de Novembro 1 Introdução O objectivo desta aula é a familiarização com conceitos básicos do protocolo

Leia mais

Arquitetura TCP/IP. Filosofia da Internet

Arquitetura TCP/IP. Filosofia da Internet Arquitetura TCP/IP Filosofia da Internet foi projetada p/: ser aberta o bastante p/ permitir a execução em uma grande variedade de equipamentos de resistir a possíveis danos que prejudicassem seu funcionamento

Leia mais

DHCP. Administração de Redes de Computadores Prof.ª Juliana Camilo 6080822 Ângelo, Bryan, Carlos, Vinícius

DHCP. Administração de Redes de Computadores Prof.ª Juliana Camilo 6080822 Ângelo, Bryan, Carlos, Vinícius DHCP Administração de Redes de Computadores Prof.ª Juliana Camilo 6080822 Ângelo, Bryan, Carlos, Vinícius Histórico O termo DHCP significa Dynamic Host Configuration Protocol Começou a se tornar popular

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP

GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP GUIA DE CONFIGURAÇÃO SERVIDOR DHCP Servidor DHCP O Serviço de DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) permite que você controle a configuração e distribuição de endereços

Leia mais

2. DHCP - Dynamic Host Configuration Protocol. 2.1. Por que utilizar o DHCP?

2. DHCP - Dynamic Host Configuration Protocol. 2.1. Por que utilizar o DHCP? 2. DHCP - Dynamic Host Configuration Protocol 2.1. Por que utilizar o DHCP? 2.1.1. Definição Dynamic Host Configuration Protocol (DHCP) é um padrão IP para simplificar a administração da configuração IP

Leia mais

Protocolo IP (Internet Protocol) Características do

Protocolo IP (Internet Protocol) Características do Protocolo IP (Internet Protocol) Características do Protocolo IP Serviço de datagrama não confiável Endereçamento Hierárquico Facilidade de Fragmentação e Remontagem de pacotes Identificação da importância

Leia mais

CAMADA DE REDE. UD 2 Aula 3 Professor João Carneiro Arquitetura de Redes 1º e 2º Semestres UNIPLAN

CAMADA DE REDE. UD 2 Aula 3 Professor João Carneiro Arquitetura de Redes 1º e 2º Semestres UNIPLAN CAMADA DE REDE UD 2 Aula 3 Professor João Carneiro Arquitetura de Redes 1º e 2º Semestres UNIPLAN Modelo de Referência Híbrido Adoção didática de um modelo de referência híbrido Modelo OSI modificado Protocolos

Leia mais

Interconexão de Redes Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama

Interconexão de Redes Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama Interconexão de Redes Parte 2 Prof. Dr. S. Motoyama 1 Software IP nos hosts finais O software IP nos hosts finais consiste principalmente dos seguintes módulos: Camada Aplicação; DNS (Domain name system)

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - I I

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - I I APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - I I 1 Índice 1. INTRODUÇÃO... ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. 2. ENDEREÇOS IP... 3 3. ANALISANDO ENDEREÇOS IPV4... 4 4. MÁSCARA DE SUB-REDE... 5 5. IP ESTÁTICO E

Leia mais

Tópicos Especiais em Informática

Tópicos Especiais em Informática Tópicos Especiais em Informática DCHP Prof. Ms.-Eng. Igor Sousa Faculdade Lourenço Filho 5 de novembro de 2014 igorvolt@gmail.com (FLF) Tópicos Especiais em Informática 5 de novembro de 2014 1 / 14 Introdução

Leia mais

Camada de Enlace de Dados - Apêndice. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Camada de Enlace de Dados - Apêndice. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Camada de Enlace de Dados - Apêndice Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Endereço MAC; ARP Address Resolution Protocol; DHCP Dynamic Host Configuration Protocol; Ethernet Estrutura do quadro Ethernet;

Leia mais

Programação TCP/IP. Protocolos TCP e UDP

Programação TCP/IP. Protocolos TCP e UDP Programação TCP/IP Protocolos TCP e UDP Tecnologia em Redes de Computadores Unicesp Campus I Prof. Roberto Leal Visão Geral da Camada de Transporte 2 1 Protocolo TCP Transmission Control Protocol Protocolo

Leia mais

Introdução à Redes de Computadores

Introdução à Redes de Computadores Introdução à Redes de Computadores 1 Agenda Camada 4 do modelo OSI 2 1 Camada 4 do modelo OSI 3 Camada 4 - Transporte O termo "qualidade de serviço" é freqüentemente usado para descrever a finalidade da

Leia mais

Endereçamento IP. S u m á r i o Visão Geral...02 1 Camada de Internet...03 2 Endereços de Internet...04

Endereçamento IP. S u m á r i o Visão Geral...02 1 Camada de Internet...03 2 Endereços de Internet...04 Endereçamento IP S u m á r i o Visão Geral...02 1 Camada de Internet...03 2 Endereços de Internet...04 2.1 Endereçamento IP...04 2.2 Conversão decimal/binário...05 2.3 Endereçamento IPv4...06 2.4 Endereços

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores Nível de Rede Redes de Computadores 2 1 Nível de Rede Internet Nível de Rede na Internet O ambiente inter-redes: hosts conectados a redes redes interligam-se

Leia mais

Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux

Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux Redes de Computadores Protocolos, DNS, DHCP, Ethereal e comandos em Linux Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006 Endereços e nomes Quaisquer duas estações

Leia mais

Ciência da Computação / Sistemas de Informação Redes de Computadores Escalonamento de Endereço IP NAT e DHCP

Ciência da Computação / Sistemas de Informação Redes de Computadores Escalonamento de Endereço IP NAT e DHCP Ciência da Computação / Sistemas de Informação Redes de Computadores Escalonamento de Endereço IP NAT e DHCP 2009, Cisco Systems, Inc. All rights reserved. Profª Ana Lúcia Rodrigues Wiggers 1 Escalonamento

Leia mais

Fundamentos de Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP Endereçamento das Redes Classes de redes Principais protocolos

Fundamentos de Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP Endereçamento das Redes Classes de redes Principais protocolos Fundamentos de Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP Endereçamento das Redes Classes de redes Principais protocolos Histórico O TCP/IP é um padrão de comunicação entre diferentes computadores e diferentes

Leia mais

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP 1 Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como configurar equipamentos em redes Ethernet com os protocolos TCP/IP.

Leia mais

Fundamentos de Redes. Protocolos de Transporte. Djamel Sadok Dênio Mariz. {jamel,dmts}@cin.ufpe.br

Fundamentos de Redes. Protocolos de Transporte. Djamel Sadok Dênio Mariz. {jamel,dmts}@cin.ufpe.br Fundamentos de Redes Protocolos de Transporte Djamel Sadok Dênio Mariz {jamel,dmts}@cin.ufpe.br Cin/UFPE, JUN/2003 1 Internet e TCP/IP Internet Agrupamento de grande quantidade de redes ao redor do mundo,

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA FUNDAMENTOS DE REDES REDES DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Material elaborado com base nas apresentações

Leia mais

Redes de Computadores II INF-3A

Redes de Computadores II INF-3A Redes de Computadores II INF-3A 1 ROTEAMENTO 2 Papel do roteador em uma rede de computadores O Roteador é o responsável por encontrar um caminho entre a rede onde está o computador que enviou os dados

Leia mais

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux Curso de extensão em - italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia Todo o material aqui disponível pode, posteriormente,

Leia mais

TCP/IP na plataforma Windows NT

TCP/IP na plataforma Windows NT TCP/IP na plataforma Windows NT 1 Tópicos È TCP/IP para redes heterogêneas È TCP/IP Overview È TCP/IP no Windows NT Server È TCP/IP - Parâmetros de configuração È Instalando Microsoft TCP/IP È Testando

Leia mais

3) Na configuração de rede, além do endereço IP, é necessário fornecer também uma máscara de subrede válida, conforme o exemplo:

3) Na configuração de rede, além do endereço IP, é necessário fornecer também uma máscara de subrede válida, conforme o exemplo: DIRETORIA ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DOS CURSOS DA ÁREA DE INFORMÁTICA! Atividade em sala de aula. 1) A respeito de redes de computadores, protocolos TCP/IP e considerando uma rede

Leia mais

Introdução Introduç ão Rede Rede TCP/IP Roteame Rotea nto nto CIDR

Introdução Introduç ão Rede Rede TCP/IP Roteame Rotea nto nto CIDR Introdução as Redes TCP/IP Roteamento com CIDR LAN = Redes de Alcance Local Exemplo: Ethernet II não Comutada Barramento = Broadcast Físico Transmitindo ESCUTANDO ESCUTANDO A quadro B C B A. DADOS CRC

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02. Prof. Gabriel Silva

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02. Prof. Gabriel Silva FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02 Prof. Gabriel Silva Temas da Aula de Hoje: Revisão da Aula 1. Redes LAN e WAN. Aprofundamento nos Serviços de

Leia mais

TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES. Pilha de Protocolos TCP/IP

TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES. Pilha de Protocolos TCP/IP Camadas do Modelo TCP TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES Pilha de Protocolos TCP/IP 1 A estrutura da Internet foi desenvolvida sobre a arquitetura Camadas do Modelo TCP Pilha de Protocolos TCP/IP TCP/IP

Leia mais

Capítulo 10: DHCP. Conceitos Essenciais de Roteamento e Switching. Unisul Sistemas de Informação Redes de Computadores

Capítulo 10: DHCP. Conceitos Essenciais de Roteamento e Switching. Unisul Sistemas de Informação Redes de Computadores Unisul Sistemas de Informação Redes de Computadores Capítulo 10: DHCP Conceitos Essenciais de Roteamento e Switching Academia Local Cisco UNISUL Instrutora Ana Lúcia Rodrigues Wiggers Presentation_ID 1

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO

Prof. Luís Rodolfo. Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Redes de computadores e telecomunicação Objetivos da Unidade III Apresentar as camadas de Transporte (Nível 4) e Rede (Nível 3) do

Leia mais

ADDRESS RESOLUTION PROTOCOL. Thiago de Almeida Correia

ADDRESS RESOLUTION PROTOCOL. Thiago de Almeida Correia ADDRESS RESOLUTION PROTOCOL Thiago de Almeida Correia São Paulo 2011 1. Visão Geral Em uma rede de computadores local, os hosts se enxergam através de dois endereços, sendo um deles o endereço Internet

Leia mais

Arquitetura TCP/IP Prof. Ricardo J. Pinheiro

Arquitetura TCP/IP Prof. Ricardo J. Pinheiro Fundamentos de Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP Prof. Ricardo J. Pinheiro Resumo Histórico Objetivos Camadas Física Intra-rede Inter-rede Transporte Aplicação Ricardo Pinheiro 2 Histórico Anos

Leia mais

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação 1 Introdução à Camada de Transporte Camada de Transporte: transporta e regula o fluxo de informações da origem até o destino, de forma confiável.

Leia mais

Aula-16 Interconexão de Redes IP (Internet Protocol) Prof. Dr. S. Motoyama

Aula-16 Interconexão de Redes IP (Internet Protocol) Prof. Dr. S. Motoyama Aula-16 Interconexão de Redes IP (Internet Protocol) Prof. Dr. S. Motoyama Software de IP nos hosts finais O software de IP consiste principalmente dos seguintes módulos: Camada Aplicação; DNS (Domain

Leia mais

Endereçamento IP. Cálculo do endereço de rede. Sérgio Teixeira. Cálculo do endereço de rede

Endereçamento IP. Cálculo do endereço de rede. Sérgio Teixeira. Cálculo do endereço de rede Endereçamento IP Cálculo do endereço de rede Professor: Sérgio Teixeira Cálculo do endereço de rede Toda vez que um pacote IP chega no roteador ele precisa ser roteado. Para isso, o roteador precisa saber

Leia mais

Redes de Comunicações

Redes de Comunicações A Camada de Rede da arquitectura TCP/IP O Protocolo IP (Internet Protocol) O Protocolo ARP (Adress Resolution Protocol) O Protocolo RARP (Reverse Address Resolution Protocol) O Protocolo ICMP (Internet

Leia mais

A Camada de Rede. Romildo Martins Bezerra CEFET/BA Redes de Computadores II

A Camada de Rede. Romildo Martins Bezerra CEFET/BA Redes de Computadores II A Camada de Rede Romildo Martins Bezerra CEFET/BA Redes de Computadores II A Camada de Rede e o protocolo IP... 2 O protocolo IP... 2 Formato do IP... 3 Endereçamento IP... 3 Endereçamento com Classes

Leia mais

O Protocolo IP (2) Prof. José Gonçalves Pereira Filho Departamento de Informática zegonc@inf.ufes.br

O Protocolo IP (2) Prof. José Gonçalves Pereira Filho Departamento de Informática zegonc@inf.ufes.br O Protocolo IP (2) Prof. José Gonçalves Pereira Filho Departamento de Informática zegonc@inf.ufes.br O IP e a Máscara de Sub-Rede O IP se baseia em duas estruturas para efetuar o roteamento de datagramas:

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 04 Prof. André Lucio Competências da aula 3 Servidor de DHCP. Servidor de Arquivos. Servidor de Impressão. Aula 04 CONCEITOS

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº7

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº7 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº7 Análise do tráfego na rede Protocolos TCP e UDP Objectivo Usar o Ethereal para visualizar

Leia mais

DHCP. Definindo DHCP: Fundamentação teórica do DHCP. Esquema visual

DHCP. Definindo DHCP: Fundamentação teórica do DHCP. Esquema visual Definindo DHCP: DHCP O DHCP é a abreviatura de Dynamic Host Configuration Protocol é um serviço utilizado para automatizar as configurações do protocolo TCP/IP nos dispositivos de rede (computadores, impressoras,

Leia mais

Curso Preparatório de Redes de Computadores

Curso Preparatório de Redes de Computadores 2014 Curso Preparatório de Redes de Computadores Capítulo 2 - Conectividade Objetivo do curso: abordar conceitos básicos das principais tecnologias de rede e seus princípios de funcionamento. Instrutor:

Leia mais

O que se tem, na prática, é a utilização do protocolo TCP/IP na esmagadora maioria das redes. Sendo a sua adoção cada vez maior.

O que se tem, na prática, é a utilização do protocolo TCP/IP na esmagadora maioria das redes. Sendo a sua adoção cada vez maior. Introdução ao TCP/IP(TCP (Transmission Control Protocol) e IP(InternetProtocol) ) Objetivo Para que os computadores de uma rede possam trocar informações entre si é necessário que todos os computadores

Leia mais

Fundamentos de Redes e Sistemas Distribuídos Aula 03 Camadas

Fundamentos de Redes e Sistemas Distribuídos Aula 03 Camadas Fundamentos de Redes e Sistemas Distribuídos Aula 03 Camadas Prof. Dr. Rodrigo Clemente Thom de Souza Camada de Aplicação É a única camada vista pela maioria dos usuários!!! Objetivo: Fornecer serviços

Leia mais

Configuração de Rede

Configuração de Rede Configuração de Rede 1. Configuração de rede no Windows: A finalidade deste laboratório é descobrir quais são as configurações da rede da estação de trabalho e como elas são usadas. Serão observados a

Leia mais

robustez; confiabilidade; e comunicação de dados independente de fornecedores.

robustez; confiabilidade; e comunicação de dados independente de fornecedores. HISTÓRICO 1969, Defense Advanced Research Projects Agency (DARPA) cria um projeto de pesquisa para criar uma rede experimental de comutação de pacotes ARPANET que deveria prover: robustez; confiabilidade;

Leia mais

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet Edgard Jamhour Ethernet não-comutada (CSMA-CD) A Ethernet não-comutada baseia-se no princípio de comunicação com broadcast físico. a b TIPO DADOS (até 1500

Leia mais

Protocolo de resolução de endereços: ARP

Protocolo de resolução de endereços: ARP Protocolo de resolução de endereços: ARP Introdução, cache ARP, formato do pacote ARP, exemplos de ARP em acção, proxy ARP, ARP "Gratuito, comando arp. Endereço físico Os endereços IP fazem apenas sentido

Leia mais

SMTP SMTP SMTP. Formato das Mensagens

SMTP SMTP SMTP. Formato das Mensagens Simple Message Transfer Protocol Objetivo: enviar mensagens de correio eletrônico. Usa porta 25 como padrão. Oritentado à conexão. Formatação de Endereços: ges@di.ufpe.br Formato das Mensagens Cabeçalho

Leia mais

DEDICATÓRIA. COMO UTILIZAR ESTE LIVRO vii ÍNDICE... 1 - INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMUNICAÇÃO... 1

DEDICATÓRIA. COMO UTILIZAR ESTE LIVRO vii ÍNDICE... 1 - INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMUNICAÇÃO... 1 índice DEDICATÓRIA v COMO UTILIZAR ESTE LIVRO vii ÍNDICE...... ix 1 - INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMUNICAÇÃO...... 1 Introdução 1 Redes de Comunicação 2 Arquitectura de Comunicação OSI 4 Funcionamento do Modelo

Leia mais

Nome do Curso: Técnico em Informática. Nome da Disciplina: Redes de Computadores. Número da Semana: 2. Nome do Professor: Dailson Fernandes

Nome do Curso: Técnico em Informática. Nome da Disciplina: Redes de Computadores. Número da Semana: 2. Nome do Professor: Dailson Fernandes Nome do Curso: Técnico em Informática Nome da Disciplina: Redes de Computadores Número da Semana: 2 Nome do Professor: Dailson Fernandes Elementos da Comunicação Protocolos Regras Padrões Controle Possibilitam

Leia mais

Protocolo TCP/IP. Protocolo TCP/IP. Protocolo TCP/IP. Protocolo TCP/IP. Conexão de Redes. Protocolo TCP/IP. Arquitetura Internet.

Protocolo TCP/IP. Protocolo TCP/IP. Protocolo TCP/IP. Protocolo TCP/IP. Conexão de Redes. Protocolo TCP/IP. Arquitetura Internet. Origem: Surgiu na década de 60 através da DARPA (para fins militares) - ARPANET. Em 1977 - Unix é projetado para ser o protocolo de comunicação da ARPANET. Em 1980 a ARPANET foi dividida em ARPANET e MILINET.

Leia mais

DHCP - ESAF. 1- Prova: ESAF - 2005 - SET- RN - Auditor Fiscal do Tesouro Estadual - Prova 2

DHCP - ESAF. 1- Prova: ESAF - 2005 - SET- RN - Auditor Fiscal do Tesouro Estadual - Prova 2 DHCP - ESAF 1- Prova: ESAF - 2005 - SET- RN - Auditor Fiscal do Tesouro Estadual - Prova 2 Um protocolo é um conjunto de regras e convenções para envio de informações em uma rede. Essas regras regem, além

Leia mais

Módulo 01 - Escalonando endereços IP

Módulo 01 - Escalonando endereços IP 2 Módulo 01 - Escalonando endereços IP Visão Geral O rápido crescimento da Internet surpreendeu a maioria dos observadores. Uma razão para a Internet ter crescido tão rapidamente foi a flexibilidade do

Leia mais

Teleprocessamento e Redes (MAB-510) Gabarito da Segunda Lista de Exercícios 01/2010

Teleprocessamento e Redes (MAB-510) Gabarito da Segunda Lista de Exercícios 01/2010 Teleprocessamento e Redes (MAB-510) Gabarito da Segunda Lista de Exercícios 01/2010 Prof. Silvana Rossetto (DCC/IM/UFRJ) 1 13 de julho de 2010 Questões 1. Qual é a diferença fundamental entre um roteador

Leia mais

Introdução à Informática. Aula 05. Redes de Computadores. Prof. Fábio Nelson

Introdução à Informática. Aula 05. Redes de Computadores. Prof. Fábio Nelson Aula 05 Redes de Computadores Sistemas de Comunicação de Dados Sistemas computadorizados que transmitem dados por meio de linhas de comunicação, como, por exemplo, linhas telefônicas ou cabos. História:

Leia mais

Tecnologia de Redes de Computadores - aula 3

Tecnologia de Redes de Computadores - aula 3 Tecnologia de Redes de Computadores - aula 3 Prof. Celso Rabelo Centro Universitário da Cidade 1 Objetivo 2 3 Subrede Exemplo 1 Exemplo 2 4 Concietos Exemplo Máscara de Redes 5 Objetivo Objetivo Apresentar

Leia mais

Tecnologia de Redes. Protocolos Auxiliares: Protocolos ARP e RARP

Tecnologia de Redes. Protocolos Auxiliares: Protocolos ARP e RARP Volnys B. Bernal (c) 1 Tecnologia de Redes Protocolos Auxiliares: Protocolos ARP e RARP Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys Volnys B. Bernal (c) 2 Agenda Protocolo ARP

Leia mais

Redes IP. Capítulo 2 - Endereçamento e Roteamento IP

Redes IP. Capítulo 2 - Endereçamento e Roteamento IP Redes IP Capítulo 2 - Endereçamento e Roteamento IP Endereço IP Classe de Endereços IP Endereços IP Especiais Endereços IP Privativos Pontos Fracos do Endereçamento IP Mapeamento de Endereço IP em Endereço

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Kurose Redes de Computadores e a Internet Uma Abordagem Top-Down 5ª. Edição Pearson Cap.: 1 até 1.2.2 2.1.2 2.1.4 Como funciona uma rede? Existem princípios de orientação e estrutura?

Leia mais

Princípios de desenho do nível IP na Internet

Princípios de desenho do nível IP na Internet Princípios de desenho do nível IP na Internet 1. Ter a certeza que funciona. 2. Manter os protocolos simples. 3. Fazer escolhas claras. 4. Tirar proveito da modularidade. 5. Esperar heterogeneidade. 6.

Leia mais

Interligação de Redes

Interligação de Redes REDES II HETEROGENEO E CONVERGENTE Interligação de Redes rffelix70@yahoo.com.br Conceito Redes de ComputadoresII Interligação de Redes Quando estações de origem e destino encontram-se em redes diferentes,

Leia mais

1 TCI/IP... 3 1.1 MODELO TCP/IP... 3 1.1.1 Camada de Aplicação... 4

1 TCI/IP... 3 1.1 MODELO TCP/IP... 3 1.1.1 Camada de Aplicação... 4 TCP/IP Brito INDICE 1 TCI/IP... 3 1.1 MODELO TCP/IP... 3 1.1.1 Camada de Aplicação... 4 1.1.1.1 Camada de Transporte... 4 1.1.1.2 TCP (Transmission Control Protocol)... 4 1.1.1.3 UDP (User Datagram Protocol)...

Leia mais

OS endereços IP v.4 consistem em 4 octetos separados por pontos. Estes endereços foram separados

OS endereços IP v.4 consistem em 4 octetos separados por pontos. Estes endereços foram separados Endereçamento IP V.4 e Roteamento Estático Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução OS endereços IP v.4 consistem em 4 octetos separados por pontos. Estes endereços foram separados em 5 classes, de acordo

Leia mais

Administração de Redes Redes e Sub-redes

Administração de Redes Redes e Sub-redes 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administração de Redes Redes e Sub-redes Prof.

Leia mais

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/06/06 1

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/06/06 1 Informática I Aula 19 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/06/06 1 Ementa Histórico dos Computadores Noções de Hardware e Software Microprocessadores Sistemas Numéricos e Representação

Leia mais

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP A internet é conhecida como uma rede pública de comunicação de dados com o controle totalmente descentralizado, utiliza para isso um conjunto de protocolos TCP e IP,

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

Máscaras de sub-rede. Fórmula

Máscaras de sub-rede. Fórmula Máscaras de sub-rede As identificações de rede e de host em um endereço IP são diferenciadas pelo uso de uma máscara de sub-rede. Cada máscara de sub-rede é um número de 32 bits que usa grupos de bits

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA ELETRÔNICA IV - REDES 4 MÓDULO

CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA ELETRÔNICA IV - REDES 4 MÓDULO CURSO TÉCNICO DE ELETRÔNICA ELETRÔNICA IV - REDES 4 MÓDULO 2011 SUMÁRIO 1 PROTOCOLOS (CONTINUAÇÃO) ÇÃO)... 1 1.1 O que é DHCP...1 1.1.1 Funcionamento do DHCP...2 1.1.2 Breve histórico do DHCP...3 1.1.3

Leia mais

Saida LAB2-DHCP. A captura em dhcp-etherealtrace-1

Saida LAB2-DHCP. A captura em dhcp-etherealtrace-1 Saida LAB2-DHCP Este experimento tem na primeira parte um trace dado, e na segunda parte é necessário você gerar tráfego para as configurações compatíveis (no seu computador ou no trabalho!) com o que

Leia mais