Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2"

Transcrição

1 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº2 Configuração de TCP/IP numa rede computadores Utilização do Ping e Tracert

2 1 Objectivo Identificar as ferramentas utilizadas para descobrir a configuração de rede do computador. Recolher informações incluindo ligação, nome do host, endereço MAC Camada 2 e informações da Camada 3 de endereço de rede TCP/IP. Comparar as informações de rede com a de outros computadores na rede. Aprender a usar o comando TCP/IP Packet Internet Groper (ping) a partir de uma estação de trabalho. Aprender a usar o comando Trace Route (tracert) a partir de uma estação de trabalho. Observar as ocorrências de resolução de nomes usando servidores WINS e/ou DNS. 2 Introdução 2.1 Comando ipconfig O comando ipconfig é usado para ver a configuração da interface de rede da máquina local. ipconfig é uma abreviatura de IP Configuration. Nas versões mais antigas do Windows o comando era winipcfg. 2.2 TCP/IP Packet Internet Groper (ping) O comando ping usa as mensagens de eco do protocolo ICMP para testar a conectividade física. O ping fornece uma indicação da fiabilidade da ligação uma vez que apresenta o resultado de quatro tentativas de comunicação. 2.3 Trace Route (tracert) tracert é a abreviatura TCP/IP para trace route. O comando tracert usa datagramas IP e o protocolo ICMP para apresentar os routers que são encontrados no caminho até ao destino. A figura seguinte mostra os resultados de um tracert bem sucedido executado desde a Bavária na Alemanha. A primeira linha de saída mostra o FQDN seguido do endereço IP. Portanto, um servidor DNS foi capaz de resolver o nome para um endereço IP. Em seguida são apresentadas as listagens de todos os routers através dos quais o tracert teve que passar para chegar ao destino. 2

3 O tracert utiliza as mesmas solicitações de eco e responde como o comando de ping mas de uma maneira ligeiramente diferente. Observe que o tracert na realidade entrou em contacto três vezes com cada router. Observe os resultados para determinar a consistência da rota. Note, no exemplo acima, que houve relativamente longos atrasos após as rotas 11 e 13, possivelmente devido a congestionamento. No entanto, parece haver conectividade relativamente consistente. Cada router representa um ponto de ligação entre uma rede e outra, para onde o pacote foi encaminhado. 3 Realização experimental 3.1 Etapa 1 - Faça a ligação à Internet Estabeleça e verifique a conectividade à Internet. Isso garante que o computador tem um endereço IP. 3.2 Etapa 2 - Recolha as informações da configuração do TCP/IP Use o menu Iniciar para abrir o Prompt de Comando, uma janela do tipo MS-DOS. Pressione Iniciar > Programas > Acessórios > Prompt de Comando ou Iniciar > Programas > Prompt de Comando. A figura abaixo apresenta uma janela de DOS. Digite ipconfig e pressione a tecla Enter. 3

4 Este primeiro ecrã apresenta o endereço IP, a máscara de sub-rede e o gateway por omissão. O endereço IP e o gateway por omissão deverão estar na mesma rede ou sub-rede, caso contrário o computador não conseguirá comunicar para fora da rede. Na figura a máscara de sub-rede indica que os três primeiros octetos precisam ser idênticos para estarem na mesma rede. Nota: Se este computador estiver numa rede local, o gateway por omissão poderá não ser visto se estiver associado a um Servidor Proxy. Registe as seguintes informações para este computador. Endereço IP: Máscara de Sub-rede: Gateway por omissão: 3.3 Etapa 3 - Compare as configurações do TCP/IP deste computador com outros na rede local Compare as informações obtidas com as de outras máquinas da mesma rede local. Existe alguma similaridade? O que é similar entre os endereços IP? O que é similar entre os gateways por omissão? Os endereços IP deverão partilhar a mesma porção da rede. Todas as máquinas na rede local deverão partilhar o mesmo gateway por omissão. Anote alguns dos Endereços IP: 3.4 Etapa 4 - Verifique as informações adicionais da configuração do TCP/IP Para ver informações mais detalhadas, digite ipconfig /all e pressione Enter. A figura abaixo mostra a janela de configuração IP detalhada. 4

5 Deverá ser apresentado o nome do host, o endereço do servidor DHCP, quando usado, e a data em que inicia e termina a atribuição do IP. Observe as informações obtidas. Podem também estar presentes as entradas para DNS, usadas nos servidores de resolução de nomes. A figura anterior mostra que o router está a realizar tanto serviços DHCP como DNS para esta rede. Esta é provavelmente uma implementação de pequeno escritório ou escritório domiciliar (SOHO) ou de uma filial. Observe o seu Endereço Físico (MAC) e o modelo da sua placa de rede (Descrição). Na LAN, quais são as similaridades entre os Endereços Físicos (MAC) observadas? Embora não seja um requisito, a maioria dos administradores de redes locais tenta normalizar os dispositivos utilizados tais como as placas de rede. Não é por isso de estranhar se todas as máquinas partilharem os primeiros três pares de dígitos Hexadecimais do endereço da placa. Estes três pares identificam o fabricante da placa. Registe as seguintes informações: Endereços IP dos diversos servidores listados: Nome do computador: Nomes de Host de alguns outros computadores: Todos os servidores e estações de trabalho possuem a parte de rede do endereço IP idêntica à do seu computador? Não seria fora do comum alguns ou todos os servidores e estações de trabalho estarem noutra rede. Isto significa que o gateway por omissão deste computador irá encaminhar solicitações para outra rede. 3.5 Etapa 5 - Faça ping ao endereço IP de outro computador Na janela de DOS, digite ping, um espaço e o endereço IP de um computador que foi anotado na secção anterior. A figura abaixo exibe os resultados de um ping bem sucedido. 5

6 Observe os resultados que obteve e verifique se o ping foi bem sucedido. O ping foi bem sucedido? Caso contrário, realize o processo apropriado de resolução de problemas. Faça ping ao endereço IP de uma segunda máquina. Registe os resultados. 3.6 Etapa 6 - Faça ping ao endereço IP do gateway por omissão Faça ping ao endereço IP do gateway por omissão, se o tiver obtido no exercício anterior. Se o ping foi bem sucedido significa que houve uma conectividade física ao router na rede local e provavelmente ao resto do mundo. 3.7 Passo 7 - Faça ping do endereço IP de Loopback do computador Digite o seguinte comando: ping A rede é reservada para testes de loopback. Se o ping foi bem sucedido, então o TCP/IP está instalado correctamente e a funcionar no computador. O ping foi bem sucedido? Caso contrário, realize o processo apropriado de resolução de problemas. 3.8 Etapa 8 - Faça ping ao nome de host de outro computador Faça ping ao nome de host do computador que foi anotado na etapa 4. A figura seguinte mostra o resultado de um ping bem sucedido ao nome de um host. 6

7 Observe as informações apresentadas. Note que, no exemplo, a primeira linha de saída apresenta o nome do host, m450, seguido pelo endereço IP. Isto quer dizer que o computador foi capaz de fazer a resolução do nome de host num endereço IP. Sem a resolução do nome, o ping teria falhado pois o TCP/IP apenas entende endereços IP válidos e não nomes. Se o ping foi bem sucedido significa que a conectividade e descoberta dos endereços IP podem ser feitas indicando apenas o nome de host. O ping bem sucedido a um nome de host indicia a existência de um servidor WINS na rede. Os servidores WINS ou um ficheiro lmhosts local resolvem os nomes de host em endereços IP. Se o ping falhar, então é possível que não esteja a ser executado nenhum programa de resolução de nomes NetBIOS para endereços IP. Nota: Não seria raro uma rede Windows 2000 ou XP não suportar este recurso. É uma tecnologia antiga e frequentemente desnecessária. Se o último ping funcionou, tente fazer o ping do nome do host de outro qualquer computador na rede local. A figura abaixo mostra os possíveis resultados. Nota: O nome tem que ser digitado entre aspas pois o idioma do comando não aceita espaços no nome. 3.9 Etapa 9 - Faça o seguimento de um endereço IP ou nome de host interligados por routers Ligue o computador ao switch Catalyst Faça tracert ao nome ou endereço IP de um host ligado ao switch Catalyst Quantos routers existem entre um e outro host? 7

8 Quais os seus endereços IP? Qual o tempo máximo e mínimo em cada salto? 3.10 Passo 10 Faça o seguimento de um nome de host local ou endereço IP Volte a ligar os computadores ao mesmo switch. Use o comando tracert com um nome de host local. Não deverá levar muito tempo pois o rastreio não passa através de routers Etapa 11 - Feche a janela de DOS Feche a janela de DOS ao terminar de examinar as configurações de rede. Repita as Etapas anteriores conforme necessário. Certifique-se de que é possível voltar e interpretar esta janela. 4 Questões finais Considere os resultados obtidos através do comando ipconfig para três computadores ligados a um switch. Computador 1 Endereço IP: Máscara de Sub-rede: Gateway Padrão: Computador 2 Endereço IP: Máscara de Sub-rede: Gateway Padrão: Computador 3 Endereço IP: Máscara de Sub-rede: Gateway Padrão: ) Os computadores podem comunicar todos entre si? 8

9 2) Justifique? 3) Estão todos na mesma rede? 4) Qual a função do gateway por omissão? 9

Laboratório Configuração do TCP/IP em uma Rede de PCs

Laboratório Configuração do TCP/IP em uma Rede de PCs Laboratório 1.1.6 Configuração do TCP/IP em uma Rede de PCs Objetivo Identificar as ferramentas utilizadas para descobrir a configuração de redes do computador com vários sistemas operacionais. Coletar

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº2 Configuração de TCP/IP numa rede de computadores Utilização de Ipconfig, Ping e Tracert

Leia mais

Laboratório 1.1.7 Usando ping e tracert a partir de uma Estação de Trabalho

Laboratório 1.1.7 Usando ping e tracert a partir de uma Estação de Trabalho Laboratório 1.1.7 Usando ping e tracert a partir de uma Estação de Trabalho Objetivo Aprender a usar o comando TCP/IP Packet Internet Groper (ping)a partir de uma estação de trabalho. Aprender a usar o

Leia mais

Laboratório - Uso do Wireshark para examinar uma captura UDP DNS

Laboratório - Uso do Wireshark para examinar uma captura UDP DNS Laboratório - Uso do Wireshark para examinar uma captura UDP DNS Topologia Objetivos Parte 1: Registrar as informações de configuração IP de um PC Parte 2: Usar o Wireshark para capturar consultas e respostas

Leia mais

Laboratório - Uso do Wireshark para observar o handshake triplo do TCP

Laboratório - Uso do Wireshark para observar o handshake triplo do TCP Laboratório - Uso do Wireshark para observar o handshake triplo do TCP Topologia Objetivos Parte 1: Preparar o Wireshark para capturar pacotes Selecionar uma interface apropriada da placa de rede para

Leia mais

Aula pratica 2 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP

Aula pratica 2 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP 1 Aula pratica 2 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como configurar equipamentos em redes Ethernet com os protocolos TCP/IP.

Leia mais

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede.

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede. ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

COLOCANDO A REDE PARA FUNCIONAR

COLOCANDO A REDE PARA FUNCIONAR COLOCANDO A REDE PARA FUNCIONAR INTRODUÇÃO Para que uma rede de computadores exista precisamos preencher alguns requisitos tais como: 1 Devem existir 2 ou mais computadores ou então não seria necessária

Leia mais

6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7

6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7 5.0 6.3.2.7 Lab - Configurando uma placa de rede para usar DHCP no Windows 7 Introdução Imprima e preencha este laboratório. Neste laboratório, você irá configurar uma placa de rede Ethernet para usar

Leia mais

Laboratório Exibição de informações da placa de rede com e sem fio

Laboratório Exibição de informações da placa de rede com e sem fio Laboratório Exibição de informações da placa de rede com e sem fio Objetivos Parte 1: Identificar e trabalhar com placas de rede do PC Parte 2: Identificar e usar os ícones rede da bandeja do sistema Histórico/cenário

Leia mais

Laborato rio: Roteamento Esta tico

Laborato rio: Roteamento Esta tico INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CURSO TÉCNICO INTEGRADO EM INFORMÁTICA Nesta atividade prática, compreenderemos a importância do serviço de roteamento ao

Leia mais

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP 1 Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como configurar equipamentos em redes Ethernet com os protocolos TCP/IP.

Leia mais

Nome: Nº de aluno: 3ª Ficha de Avaliação 20/5/2014

Nome: Nº de aluno: 3ª Ficha de Avaliação 20/5/2014 Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Redes de Computadores (LEIC/LEETC/LERCM) Nome: Nº de aluno: 3ª Ficha de Avaliação

Leia mais

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES Unidade IV Camada de Rede. Luiz Leão

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES Unidade IV Camada de Rede. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 4.1 Protocolo IP 4.2 Endereçamento IP 4.3 Princípios de Roteamento Introdução O papel da camada de rede é transportar pacotes

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Comunicação de Dados II Aula 02/03 Endereçamento IP Prof: Jéferson Mendonça de Limas O que é Endereçamento É uma função principal dos protocolos da camada de rede que permitem

Leia mais

Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte)

Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte) 1 Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte) Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como testar a conectividade de uma

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com BENEFÍCIOS MODELO OSI Menor complexidade; Interfaces padronizadas; Interoperabilidade entre

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Se você tem mais que um computador ou outros dispositivos de hardware, como impressoras, scanners ou câmeras, pode usar uma rede para compartilhar

Leia mais

Laboratório 2.6.1: Orientação de Topologia e Construção de uma Pequena Rede

Laboratório 2.6.1: Orientação de Topologia e Construção de uma Pequena Rede Laboratório 2.6.1: Orientação de Topologia e Construção de uma Pequena Rede Diagrama de Topologia Rede Peer-to-Peer Objetivos Rede Comutada Com a conclusão deste laboratório, você será capaz de: Identificar

Leia mais

IMEI MONTAGEM E MANIPULAÇÃO DE REDES DE DADOS - REDES DE COMPUTADORES. Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos

IMEI MONTAGEM E MANIPULAÇÃO DE REDES DE DADOS - REDES DE COMPUTADORES. Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos IMEI MONTAGEM E MANIPULAÇÃO DE REDES DE DADOS - REDES DE COMPUTADORES Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Arquitetura da Internet A Internet é constituída por uma enorme quantidade

Leia mais

UC Laboratório de redes I. Aula 13 Análise de protocolos

UC Laboratório de redes I. Aula 13 Análise de protocolos SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Docente: Nataniel Vieira 1 semestre Tecnólogo em redes de computadores UC Laboratório de redes I Aula 13 Análise de protocolos

Leia mais

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB.

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. 1 1- Para realizar o procedimento de configuração o DP-300U deve ser conectado via cabo

Leia mais

Redes de Computadores. Protocolos TCP/IP

Redes de Computadores. Protocolos TCP/IP Redes de Computadores Protocolos TCP/IP Sumário 2! Endereços IP (lógicos) Sub-redes! Endereços Ethernet (físicos)! Conversão de endereços IP/Ethernet! Pacotes IP! Números de portos! Segmentos UDP! Segmentos

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA FUNDAMENTOS DE REDES REDES DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Material elaborado com base nas apresentações

Leia mais

Laboratório 4.2.9d Fluke LinkRunner Testes de LAN

Laboratório 4.2.9d Fluke LinkRunner Testes de LAN Laboratório 4.2.9d Fluke LinkRunner Testes de LAN Objetivo Familiarizar-se com as capacidades do Fluke LinkRunner Determinar se um cabo de acesso está ativo Identificar a velocidade, capacidades duplex

Leia mais

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Introdução: Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Prezados leitores, esta é a primeira parte, desta segunda etapa dos tutoriais de TCP/IP. As partes de 01 a 20, constituem o módulo

Leia mais

Redes Credenciados Detran Manual de configuração e testes

Redes Credenciados Detran Manual de configuração e testes Manual SAC Redes Credenciados Detran Manual de configuração e testes Última atualização em: 23/10/2016 Praça dos Açorianos, s/n - CEP 90010-340 - Porto Alegre, RS http://www.procergs.com.br SAC: (51)3210-3995

Leia mais

Guia de Instalação de Software

Guia de Instalação de Software Guia de Instalação de Software Este manual explica como instalar o software por meio de uma conexão USB ou de rede. A conexão de rede não está disponível para os modelos SP 200/200S/203S/203SF/204SF. Para

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Fundamentos de Redes II

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Fundamentos de Redes II Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Fundamentos de Redes II Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Endereçamento IP Euber Chaia Cotta

Leia mais

Instalação. Ponto de acesso sem fios NETGEAR ac WAC120. Conteúdo da embalagem. NETGEAR, Inc. 350 East Plumeria Drive San Jose, CA USA

Instalação. Ponto de acesso sem fios NETGEAR ac WAC120. Conteúdo da embalagem. NETGEAR, Inc. 350 East Plumeria Drive San Jose, CA USA Marcas comerciais NETGEAR, o logótipo NETGEAR e Connect with Innovation são marcas registadas e/ou marcas comerciais registadas da NETGEAR, Inc. e/ou das suas subsidiárias nos Estados Unidos e/ou em outros

Leia mais

Procedimentos para Configuração DMZ

Procedimentos para Configuração DMZ Procedimentos para Configuração DMZ 1- Para realizar a configuração de DMZ no modem, o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2730B, e o cabo de telefone conectado

Leia mais

Procedimentos para Redirecionamento de portas

Procedimentos para Redirecionamento de portas Procedimentos para Redirecionamento de portas 1- Para realizar a configuração de Redirecionamento de portas no modem, o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2730B,

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento. Capítulo 8 - Mensagens de Erro e de Controle do Conjunto de Protocolos TCP/IP

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento. Capítulo 8 - Mensagens de Erro e de Controle do Conjunto de Protocolos TCP/IP CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 8 - Mensagens de Erro e de Controle do Conjunto de Protocolos TCP/IP 1 Objetivos do Capítulo Descrever o ICMP; Descrever o formato de mensagem

Leia mais

Endereçamento IP. Redes de Computadores. Charles Tim Batista Garrocho. Instituto Federal de São Paulo IFSP Campus Campos do Jordão

Endereçamento IP. Redes de Computadores. Charles Tim Batista Garrocho. Instituto Federal de São Paulo IFSP Campus Campos do Jordão Endereçamento IP Redes de Computadores Charles Tim Batista Garrocho Instituto Federal de São Paulo IFSP Campus Campos do Jordão garrocho.ifspcjo.edu.br/rdc charles.garrocho@ifsp.edu.br Técnico em Informática

Leia mais

Laboratório - Configuração do Firewall no Windows 7 e no Vista

Laboratório - Configuração do Firewall no Windows 7 e no Vista Introdução Neste laboratório, você explorará o Firewall do Windows e definirá algumas configurações avançadas. Equipamentos Recomendados Dois computadores conectados diretamente ou através de uma rede

Leia mais

Laboratório - Observação da resolução do DNS

Laboratório - Observação da resolução do DNS Objetivos Parte 1: Observar a conversão DNS de um URL para um endereço IP Parte 2: Observar a pesquisa de DNS usando o comando Nslookup em um site Parte 3: Observar a pesquisa de DNS usando o comando Nslookup

Leia mais

Solução de problemas. Visão geral. Instalar o MarkVision. Adicionar dispositivos. Adicionar servidores. Adicionar contas.

Solução de problemas. Visão geral. Instalar o MarkVision. Adicionar dispositivos. Adicionar servidores. Adicionar contas. 1 A tabela a seguir contém os problemas mais comuns do e suas soluções. contas O não consegue localizar o dispositivo de rede (continua na próxima página) 1 Assegure-se de que a impressora esteja Ligada

Leia mais

Rede Local - Administração Endereçamento IPv4

Rede Local - Administração Endereçamento IPv4 Rede Local - Administração Endereçamento IPv4 Formador: Miguel Neto (migasn@gmail.com) Covilhã - Novembro 05, 2015 Endereçamento IPv4 Na Internet e, em geral, em todas as redes que utilizam os protocolos

Leia mais

Pesquisando defeitos a vizinhança de rede Microsoft após ter estabelecido um túnel VPN com o Cisco VPN Client

Pesquisando defeitos a vizinhança de rede Microsoft após ter estabelecido um túnel VPN com o Cisco VPN Client Pesquisando defeitos a vizinhança de rede Microsoft após ter estabelecido um túnel VPN com o Cisco VPN Client Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Problemas da

Leia mais

Procedimentos para configuração de WDS With AP

Procedimentos para configuração de WDS With AP Procedimentos para configuração de WDS With AP No modo WDS with AP, o DWL-2100AP se conecta a várias redes, embora ainda funcionando como um Access Point wireless. WDS (Wireless Distribution System) permite

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores LEIC-T 2015/16 Guia de Laboratório 3 Programação com sockets, camada rede e protocolo IP Objectivos Este guia tem por objectivo a aquisição de conhecimentos sobre a programação de

Leia mais

Introdução à Computação

Introdução à Computação Introdução à Computação Jordana Sarmenghi Salamon jssalamon@inf.ufes.br jordanasalamon@gmail.com http://inf.ufes.br/~jssalamon Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração EAMICROTERMINAL

Manual de Instalação e Configuração EAMICROTERMINAL Manual de Instalação e Configuração EAMICROTERMINAL 1 Configurando o microterminal Para navegar entre as opções, utilize as seguintes teclas de funções: Retorna um item; Seleciona as

Leia mais

Capítulo 5 Sumário. Formato das Mensagens ICMP. Tipos de Mensagens ICMP

Capítulo 5 Sumário. Formato das Mensagens ICMP. Tipos de Mensagens ICMP 1 Capítulo 5 Sumário Formato das Mensagens ICMP Tipos de Mensagens ICMP Solicitação de Eco / Resposta de Eco Destino Inatingível Tempo Esgotado (time-out) Source Quench Redirecionamento 2 Aplicação Telnet

Leia mais

Aula pratica 5 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping (2.a Parte)

Aula pratica 5 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping (2.a Parte) 1 Aula pratica 5 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping (2.a Parte) Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como testar a conectividade de uma rede industrial

Leia mais

Este documento não se restringe a versões de software e hardware específicas.

Este documento não se restringe a versões de software e hardware específicas. Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Como eu mudo os endereços IP de Um ou Mais Servidores Cisco ICM NT em servidores ICM de Cisco? Altere

Leia mais

PRÁTICA. Múltiplas rotas até o mesmo destino com custos definidos em função da velocidade

PRÁTICA. Múltiplas rotas até o mesmo destino com custos definidos em função da velocidade PRÁTICA Múltiplas rotas até o mesmo destino com custos definidos em função da velocidade Cenário 10Mbps Qual o melhor caminho? Observando o desenho veja que o caminho entre o computador PC0 e o Servidor

Leia mais

SAP Business One 8.8. How to Connect Mobile App to B1 Demo System

SAP Business One 8.8. How to Connect Mobile App to B1 Demo System SAP Business One 8.8 How to Connect Mobile App to B1 Demo System Alexandre Castro Channel Enablement & Solution Expert SAP Business One Ecosystem & Channel Readiness SAP Brasil Março 2011 SAP Business

Leia mais

Tutorial de TCP/IP. Uma visão geral do protocolo TCP/IP

Tutorial de TCP/IP. Uma visão geral do protocolo TCP/IP Este tutorial tem como objetivo apresentar o protocolo TCP/IP e os seus aspectos básicos de utilização em redes baseadas no Windows. Será apresentado o protocolo TCP/IP, de tal maneira que se possa entender

Leia mais

Guia de Laboratório de Redes 1º Laboratório: Introdução

Guia de Laboratório de Redes 1º Laboratório: Introdução Guia de Laboratório de Redes 1º Laboratório: Introdução Objectivos (1) Estudo dos protocolos: DHCP, ARP e DNS (2) Familiarização com os utilitários: ipconfig, ping, arp, nslookup e wireshark 1 Objectivo

Leia mais

Gerenciamento de Redes Linux. Linux configuração de rede

Gerenciamento de Redes Linux. Linux configuração de rede Gerenciamento de Redes Linux Linux configuração de rede As interfaces de rede no GNU/Linux estão localizadas no diretório /dev e a maioria é criada dinamicamente pelos softwares quando são requisitadas.

Leia mais

O endereço IP (v4) é um número de 32 bits com 4 conjuntos de 8 bits (4x8=32). A estes conjuntos de 4 bits dá-se o nome de octeto.

O endereço IP (v4) é um número de 32 bits com 4 conjuntos de 8 bits (4x8=32). A estes conjuntos de 4 bits dá-se o nome de octeto. Endereçamento IP Para que uma rede funcione, é necessário que os terminais dessa rede tenham uma forma de se identificar de forma única. Da mesma forma, a interligação de várias redes só pode existir se

Leia mais

DESVENDADO O TCP/IP. Prof. Me. Hélio Esperidião

DESVENDADO O TCP/IP. Prof. Me. Hélio Esperidião DESVENDADO O TCP/IP Prof. Me. Hélio Esperidião TCP/IP INTERNAMENTE Quando dois computadores tentam trocar informações em uma rede, o TCP/IP precisa, primeiro, determinar se os dois computadores pertencem

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 9 - Princípios Básicos de Solução de ProblemasP com Roteadores 1 Objetivos do Capítulo Aplicar e compreender os comandos: ping, telnet, show

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA 1. A arquitetura TCP/IP possui diferentes protocolos organizados em uma estrutura hierárquica. Nessa arquitetura, exemplos de protocolos das camadas de Rede, Transporte e Aplicação, são, respectivamente,

Leia mais

Atividade: Design de endereçamento básico classful

Atividade: Design de endereçamento básico classful CURSO: Tecnológico Redes de Computadores DOCENTE: Charles Lima Soares DISCIPLINA: Protocolos de Comunicação TCP/IP ATIVIDADE DE ENDEREÇAMENTO - CLASSFUL Atividade: Design de endereçamento básico classful

Leia mais

ROTEAMENTO REDES E SR1 ETER-FAETEC. Rio de Janeiro - RJ ETER-FAETEC

ROTEAMENTO REDES E SR1 ETER-FAETEC. Rio de Janeiro - RJ ETER-FAETEC ROTEAMENTO REDES E SR1 Rio de Janeiro - RJ INTRODUÇÃO A comunicação entre nós de uma rede local é realizada a partir da comutação (seja por circuito, seja por pacotes). Quem realiza essa função é o switch

Leia mais

Aula prática. Objetivo IPCONFIG. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br. Informa a configuração atual de rede da máquina;

Aula prática. Objetivo IPCONFIG. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br. Informa a configuração atual de rede da máquina; Aula prática Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Objetivo Nesta aula, você aprenderá a utilizar alguns utilitários de rede que podem ajudá-lo a identificar problemas na rede. No windows existem

Leia mais

Laboratório - Visualização das tabelas de roteamento do host

Laboratório - Visualização das tabelas de roteamento do host Laboratório - Visualização das tabelas de roteamento do host Topologia Objetivos Parte 1: Acessar a tabela de roteamento de host Parte 2: Examinar as entradas da tabela de roteamento de host IPv4 Parte

Leia mais

Procedimentos para configuração em modo WDS with AP

Procedimentos para configuração em modo WDS with AP Procedimentos para configuração em modo WDS with AP 1- No modo WDS with AP, o DAP-1353 se conecta a várias redes, embora ainda funcionando como um Access Point wireless. WDS (Wireless Distribution System)

Leia mais

Manual do Utilizador Brother Meter Read Tool

Manual do Utilizador Brother Meter Read Tool Manual do Utilizador Brother Meter Read Tool POR Versão 0 Direitos de autor Direitos de autor 2017 Brother Industries, Ltd. Todos os direitos reservados. As informações contidas neste documento estão sujeitas

Leia mais

Classes de endereços IP - Os bits de endereços IP são reservados um para a classe de rede e os outros para computador (host).

Classes de endereços IP - Os bits de endereços IP são reservados um para a classe de rede e os outros para computador (host). Administração de redes Endereço IP Endereço IP - O endereço IP, na versão 4 (IPv4), é um número de 32 bits (IPV4), contendo 4 bytes (vale lembrar que 1 byte contém 8 bits), portanto 4 bytes contém 32 bits,

Leia mais

Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge

Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge 1 Procedimento para Configuração de Internet em modo Bridge 1- Para realizar o procedimento de configuração em modo Bridge o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do DSL-2640T

Leia mais

Leia atentamente o roteiro abaixo executando as instruções que se seguem.

Leia atentamente o roteiro abaixo executando as instruções que se seguem. Leia atentamente o roteiro abaixo executando as instruções que se seguem. Redes de Computadores Aula Prática. Nesta aula, você aprenderá a utilizar alguns utilitários de rede que podem ajudá-lo a identificar

Leia mais

Configuração de Internet em modo Bridge

Configuração de Internet em modo Bridge Configuração de Internet em modo Bridge Para acesso as configurações avançada do modem digite: 192.168.1.1/main.html 1-Para realizar essa configuração o computador deve estar conectado via cabo Ethernet

Leia mais

Procedimentos para configuração em modo WDS with AP

Procedimentos para configuração em modo WDS with AP Procedimentos para configuração em modo WDS with AP 1- No modo WDS with AP, o DAP-1353 se conecta a várias redes, embora ainda funcionando como um Access Point wireless. WDS (Wireless Distribution System)

Leia mais

Camada de Rede. Endereçamento de Rede Protocolo IP

Camada de Rede. Endereçamento de Rede Protocolo IP Camada de Rede Endereçamento de Rede Protocolo IP Camada de Rede Protocolo mais importante: IP IPv4 (mais utilizada) IPv6 (atender ao crescimento das redes e a necessidade de novos endereços). PDU: Pacote

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Exame Prova Prática 3º MIEIC 15.07.2009 Nome: 1. Considere que um protocolo de ligação de dados é suportado num canal com capacidade igual a 500 kbit/s (em cada sentido) e que o tempo

Leia mais

Guia de Configuração Rápida da Rede

Guia de Configuração Rápida da Rede Guia de Configuração Rápida da Rede WorkCentre M123/M128 WorkCentre Pro 123/128 701P42078_pt-BR 2004. Todos os direitos reservados. A proteção de copyright aqui reclamada inclui todas as formas e assuntos

Leia mais

Saiba como funcionam os Hubs, Switchs e Routers

Saiba como funcionam os Hubs, Switchs e Routers Saiba como funcionam os Hubs, Switchs e Routers Date : 14 de Julho de 2013 Uma rede de dados pode ser definida como um conjunto de equipamentos passivos e activos. Relativamente aos equipamentos activos,

Leia mais

Como Permitir a Navegação Usando o NetBIOS Over IP

Como Permitir a Navegação Usando o NetBIOS Over IP Como Permitir a Navegação Usando o NetBIOS Over IP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Ajuste o nome do grupo de trabalho para ser o Domain

Leia mais

Protocolos da camada de redes. Professor Leonardo Larback

Protocolos da camada de redes. Professor Leonardo Larback Protocolos da camada de redes Professor Leonardo Larback Protocolos da camada de redes Na camada de redes (modelo OSI) operam os protocolos IP, ARP, RARP, ICMP etc. Em conjunto a esses protocolos, abordaremos

Leia mais

Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços

Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços Curso de extensão em Administração de sistemas GNU/Linux: redes e serviços - italo@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia,

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração Manual de Instalação e Configuração MICROTERMINAL Versão: 2.1 Índice 1 CONFIGURANDO O MICROTERMINAL... 3 1.1 CONFIGURAÇÃO DO IP MANUAL DO MICROTERMINAL... 5 1.2 CONFIGURANDO O EASYASSIST PARA MICROTERMINAIS

Leia mais

Servidor DNS de Microsoft Windows 2003 para o exemplo de configuração da descoberta do controlador do Wireless LAN (WLC)

Servidor DNS de Microsoft Windows 2003 para o exemplo de configuração da descoberta do controlador do Wireless LAN (WLC) Servidor DNS de Microsoft Windows 2003 para o exemplo de configuração da descoberta do controlador do Wireless LAN (WLC) Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Descoberta

Leia mais

Guia Google Cloud Print

Guia Google Cloud Print Guia Google Cloud Print Informações sobre o Google Cloud Print Imprimir com o Google Cloud Print Anexo Conteúdo Como Interpretar os Manuais... 2 Símbolos utilizados nos manuais... 2 Declaração de exoneração

Leia mais

Como Evitar Loops de Roteamento ao Usar NAT Dinâmico

Como Evitar Loops de Roteamento ao Usar NAT Dinâmico Como Evitar Loops de Roteamento ao Usar NAT Dinâmico Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Diagrama de Rede Convenções Cenário de exemplo Informações Relacionadas Introdução

Leia mais

Instalação e Configuração de Servidores Linux Server Configuração de Rede. Prof. Alex Furtunato

Instalação e Configuração de Servidores Linux Server Configuração de Rede. Prof. Alex Furtunato Instalação e Configuração de Servidores Linux Server Configuração de Rede Prof. Alex Furtunato alex.furtunato@academico.ifrn.edu.br Roteiro Introdução Números IPs Interfaces de rede Interface de loopback

Leia mais

BIT. Boletim de Informação Técnica

BIT. Boletim de Informação Técnica Produto Modem ADSL W-M2100g Nº. 002/2010 Referência Configuração do modem C3Tech Responsável Leandro Martins Data 18. Janeiro. 2010 Este documento descreve os passos básicos para a configuração do modem

Leia mais

rsf.a06 Resolução de Nomes PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO

rsf.a06 Resolução de Nomes PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO rsf.a06 Resolução de Nomes PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO Endereçamento e Nomes Dispositivos de rede possuem ambos um Nome e um Endereço atribuídos a eles; Nomes são independentes de localidade e se

Leia mais

Guia do Google Cloud Print

Guia do Google Cloud Print Guia do Google Cloud Print Informações sobre o Google Cloud Print Imprimir usando o Google Cloud Print Apêndice Conteúdo Como ler os manuais... 2 Símbolos usados nos manuais... 2 Isenção de responsabilidade...

Leia mais

Aula 5 Camada de rede (TCP/IP):

Aula 5 Camada de rede (TCP/IP): Aula 5 Camada de rede (TCP/IP): Protocolos da Camada de Rede; Endereços IP (Versão 4); ARP (Address Resolution Protocol); ARP Cache; RARP (Reverse Address Resolution Protocol); ICMP. Protocolos da Camada

Leia mais

Roteamento Prof. Pedro Filho

Roteamento Prof. Pedro Filho Roteamento Prof. Pedro Filho Definição Dispositivo intermediário de rede projetado para realizar switching e roteamento de pacotes O roteador atua apenas na camada 3 (rede) Dentre as tecnologias que podem

Leia mais

Para realizar o procedimento de configuração de Bridge with AP, será necessário que os DAP-1360 estejam ligados ao computador por um cabo Ethernet.

Para realizar o procedimento de configuração de Bridge with AP, será necessário que os DAP-1360 estejam ligados ao computador por um cabo Ethernet. 1- No modo Bridge with AP, o DAP-1360 se conecta a várias redes, embora ainda funcionando como um Access Point wireless. WDS (Wireless Distribution System) permite o acesso de um DAP-1360 com o outro DAP-1360

Leia mais

ROUTER. Alberto Felipe Friderichs Barros

ROUTER. Alberto Felipe Friderichs Barros ROUTER Alberto Felipe Friderichs Barros Router Um roteador é um dispositivo que provê a comunicação entre duas ou mais LAN s, gerencia o tráfego de uma rede local e controla o acesso aos seus dados, de

Leia mais

Notas para Utilizadores de Wireless LAN

Notas para Utilizadores de Wireless LAN Notas para Utilizadores de Wireless LAN Leia este manual atentamente antes de utilizar o equipamento e mantenha-o à mão para consulta futura. Notas para Utilizadores de Wireless LAN Este manual explica

Leia mais

Seu manual do usuário SHARP MX-M260

Seu manual do usuário SHARP MX-M260 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Faculdade de Ciências Exatas da PUC SP Sistemas de Informação Laboratório de Redes II - Prof. Julio Arakaki

Faculdade de Ciências Exatas da PUC SP Sistemas de Informação Laboratório de Redes II - Prof. Julio Arakaki Faculdade de Ciências Exatas da PUC SP Sistemas de Informação Laboratório de Redes II - Prof. Julio Arakaki Aluno: GABARITO RA: Data 08/05/2017 1- Quais são as funções de um roteador? (Escolha três.) (

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES ES-2.0 WEBSERVER

MANUAL DE INSTRUÇÕES ES-2.0 WEBSERVER MANUAL DE INSTRUÇÕES ES-2.0 WEBSERVER Manual WebServer V1.doc 05 de Junho de 2009 1/18 ÍNDICE 1.0) Equipamento:... 3 1.1) Descrição do Equipamento:... 3 1.2) Características Técnicas:... 3 1.3) Placa:...

Leia mais

Monte um Servidor de DHCP no Windows 7

Monte um Servidor de DHCP no Windows 7 Monte um Servidor de DHCP no Windows 7 Date : 13 de Abril de 2010 O DHCP é um serviço de rede com o objectivo de automatizar todo o processo de configuração do protocolo TCP/IP nos diversos equipamentos

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento

Cerne Tecnologia e Treinamento Tecnologia e Treinamento Tutorial para Testes na Placa de 8 I/Os Ethernet suporte@cerne-tec.com.br www.cerne-tec.com.br Sumário 1. Reconhecendo o Kit 03 2. Reconhecendo a Placa de I/O Ethernet 04 3. Entradas

Leia mais

Instalação e Configuração do Servidor de DHCP

Instalação e Configuração do Servidor de DHCP Instalação e Configuração do Servidor de DHCP Passo Nº 1 Primeiramente vamos abrir um terminal de comando ou console como administrador, na tela principal da sua área de trabalho,, considerando que foi

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Sumário 1. Fundamentos e Infraestrutura de Redes de Computadores... 5 1.1. Laboratório 01 IP... 6 1.2. Laboratório 02 IP... 8 1.3. Laboratório 03 DHCP... 10 1.4. Laboratório 04 NAT... 13 1.5. Laboratório

Leia mais

Procedimentos para configuração do DVG-2001S para operadora UOL

Procedimentos para configuração do DVG-2001S para operadora UOL 1 Procedimentos para configuração do DVG-2001S para operadora UOL Neste manual vamos apresentar a seguinte topologia: Para que possamos realizar a topologia acima devemos seguir as etapas abaixo: Obs.:

Leia mais

Endereçamento IP (Internet Protocolo)

Endereçamento IP (Internet Protocolo) Endereçamento IP (Internet Protocolo) Conceitos Host Qualquer dispositivo que possui placa de rede; IP Internet Protocol TCP Transmission Control Protocol 11-01-2005 Rui Morgado - TEC 2 Endereçamento IP

Leia mais

Configurar endereçamento de IHM e testar conexões TCP/IP em redes industrias usando os comandos Ping.

Configurar endereçamento de IHM e testar conexões TCP/IP em redes industrias usando os comandos Ping. 1 Configurar endereçamento de IHM e testar conexões TCP/IP em redes industrias usando os comandos Ping. Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como testar a conectividade de uma rede

Leia mais

L A B O RATÓRIO DE REDES

L A B O RATÓRIO DE REDES L A B O RATÓRIO DE REDES TRÁFEGO, ENQUADRAMEN TO, DEFAU LT G A TEWA Y E ARP. VALE 2,0 P ONT OS. INTRODUÇÃO AO LABORATÓRIO Nosso laboratório é composto de três hosts Linux, representados pelo símbolo de

Leia mais

Endereços de Classes IP

Endereços de Classes IP Endereços de Classes IP G P S I R E D E S D E C O M P U TA D O R E S P E D R O M O N TEIR O 1 0 º / 1 3 ª N º 1 3 O IP é um protocolo da Camada de rede É um endereço lógico único em toda a rede, portanto,

Leia mais

Este documento requer uma compreensão do ARP e de ambientes Ethernet.

Este documento requer uma compreensão do ARP e de ambientes Ethernet. Proxy ARP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Como o Proxy ARP Funciona? Diagrama de Rede Vantagens do Proxy ARP Desvantagens do Proxy ARP Introdução Este documento

Leia mais

Instalando o Driver de Impressora Custom PostScript ou PCL para Windows

Instalando o Driver de Impressora Custom PostScript ou PCL para Windows Instalando o Driver de Impressora Custom PostScript ou PCL para Windows Este arquivo Leiame contém instruções para instalar o Driver de Impressora Custom PostScript ou PCL em sistemas Windows. Os Drivers

Leia mais