Integração IP/ATM. Características das redes atuais

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Integração IP/ATM. Características das redes atuais"

Transcrição

1 Integração IP/ Msc. Marcelo Zanoni Santos Msc. Adilson Guelfi Msc. Frank Meylan Características das redes atuais Ethernet, Fast Ethernet, Token Ring, FDDI etc Não orientadas a conexão Unidade de transmissão de tamanho variável (quadros) Endereços de 48 bits (MAC) Utilização de meio compartilhado Facilidade para transmissão de mensagens broadcast

2 Características da redes Redes orientadas a conexão Unidade de transmissão de tamanho fixo (células de 53 bytes) Endereços NSAP OSI de 20 bytes Dificuldades Broadcast/Multicast Ausência de endereços específico para broadcast/multicast orientação à conexão (necessidade de estabelecer conexões com diversas estações) Suporte a qualidade de serviço Como utilizar em redes locais? Backbone Desktop Aplicações que utilizem diretamente Integração com tecnologias existentes

3 no backbone Introdução de equipamentos de borda com uplinks Transparência para aplicações existentes Aumento nas taxas de transmissão somente no backbone Sem garantia de qualidade de serviço no backbone Switch Switch Ethernet c/ UpLink Ethernet Ethernet Switch Ethernet c/ UpLink

4 no desktop Duas possibilidades: 1) Aplicações que utilizem diretamente 2) Integração com tecnologias existentes Aplicações que utilizem diretamente Única maneira de explorar todas as funcionalidades fim a fim Suporta qualidade de serviço Não existem aplicações para nativo Comunicação somente entre hosts que possuam interface Winsock 2.0 permite a utilização do nativo

5 Integração com tecnologias existentes Manutenção das aplicações existentes Tira proveito da banda fornecida pelo Não suporta qualidade de serviço Permite a comunicação entre hosts e não- Duas soluções padronizadas: Classical IP LAN Emulation Classical IP

6 Classical IP Revisão do ARP O CLIP utiliza o conceito do ARP Resolução de endereços nas redes atuais Resolução de Endereços IP para endereços MAC Protocolo ARP (Address Resolution Protocol) Tabela ARP (IP -> MAC) - (arp -a) Classical IP Funcionamento do ARP Estação A quer transmitir para B IP de B está na tabela ARP dea S N Gera um ARP request para descobrir end. MAC de B B responde com seu end. MAC A recebe ARP response e coloca end de B em sua tabela ARP Monta quadro Ethernet Transmite pacote para B

7 Classical IP Definido na RFC 1577 não possui broadcast natural ARP Server contém tabela de endereço IP e endereço único ponto de falha Classical IP Opera na camada 3: Suporta somente o protocolo IP Comunicação entre subredes necessita roteamento externo Solução para redundância não padronizada Não suporta broadcast Melhor desempenho que LAN Emulation devido ao encapsulamento

8 Classical IP Aplicações IP CLIP AAL5 Física Switch Ethernet Switch Ethernet c/ UpLink Física Física IP CLIP AAL5 MAC Física Física Aplicações IP MAC Física Classical IP Um conjunto de máquinas pertencentes a uma mesma sub-rede é denominado Logical IP Subnet (LIS) Uma LIS sempre possui um servidor ARP

9 Classical IP (funcionamento) Estação deseja transmitir Existe VCC estabelecido N End. está em cache N Requisita end. ao ARP Server com SVC S S Transmite Estabele VCC com destino Recebe endereço destino Classical IP ARP SERVER LIS 1 LIS Switch ARP SERVER LIS 2 LIS

10 Classical IP Arp Server LIS A Arp Server LIS B Switch LIS A Roteador LIS B LAN Emulation

11 LAN Emulation Conversão de endereço MAC para endereços Suporte a broadcast Funciona para outros protocolos de rede (IPX, Apple Talk, DECNet etc.) Suporte a broadcast/multicast Mapeamento direto para VLANs LAN Emulation (Estrutura) Ethernet Aplicações Switch Switch Ethernet c/ uplink Aplicações TCP/IP LLC LANE AAL5 Física Física Física Bridging LANE AAL5 MAC Física Física TCP/IP LLC MAC Física

12 Quadro LAN Emulation CRC 60 a 1514 bytes 4 bytes Quadro Ethernet - Tamanho máximo 1518 bytes Quadro LAN Emulation 60 a 1514 bytes LANE ID 2 bytes Quadro LAN Emulation - Tamanho máximo 1516 bytes Arquitetura LAN Emulation O LAN Emulation possui uma arquitetura cliente servidor Cliente LAN Emulation Servidor LAN Emulation

13 LEC (LAN Emulation Client) ELAN=sub-rede IP que utiliza LAN Emulation O LEC funciona essencialmente como um driver que intercepta operações de acesso a rede dos níveis superiores e converte para operações LAN Emulation Cada equipamento de rede ou estação em uma ELAN deve possuir uma instância LEC Cada LEC possui um endereço MAC, na realidade, o ESI (End System Identifier) Tipos de LEC São definidos dois tipos de LEC LEC LEC proxy

14 LEC Utilizado em estações finais Realiza o mapeamento de um endereço para um endereço MAC 00:00:00:00:00:01 Endereço MAC Endereço LEC proxy Utilizado em switches ethernet ou roteadores com uplink Fazem o mapeamento de diversos endereços MAC para um único endereço 00:00:00:00:00:01 00:00:00:00:00:02 00:00:00:00:00:03 Endereços MAC Endereço

15 LEC servidor LEC LEC Backbone servidor LEC Ethernet LEC-proxy Switch ethernet LAN Emulation Service A parte servidora do LAN Emulation é conhecida como LAN Emulation Service O LAN Emulation Service é composto por 3 entidades lógicas: LECS (LAN Emulation Configuration Server) LES (LAN Emulation Server) BUS (Broadcast and Unknown Server) O LAN Emulation Service pode ser implementado em estações, comutadores, dispositivos de borda, etc.

16 LAN Emulation Server Responsável pela tradução de endereços MAC para endereços Possui tabela de mapeamento entre endereços MAC e Toda ELAN tem que ter um único LES Funcionamento do LES Ao receber uma requisição de resolução de endereços o LES verifica se já possui a entrada em sua tabela Se possuir, o mapeamento pode ser feito, e é retornado o endereço solicitado Caso contrário é enviada uma mensagem a todos os LECs da ELAN, perguntando qual o endereço da estação que possui o endereço MAC enviado

17 Funcionamento do LES (cont.) Este processo é utilizado, por exemplo, em LECs-proxy (dispositivos de borda) Quando uma nova estação é conectada ao dispositivo, seu endereço não é cadastrado automaticamente no LES Ao receber a resposta, o endereço solicitado ao LEC que solicitou a tradução BUS (Broadcast and Unkown Server) Responsável pelo envio de tráfego Multicast/Broadcast Responsável pelo tráfego para hosts cujos endereços ainda não estão cadastrados no LES, como exemplo em dispositivos de borda

18 Tráfego Broadcast Quando um LEC deseja transmitir uma mensagem broadcast, tal mensagem é enviada ao seu respectivo BUS O BUS possui uma conexão ponto multiponto com todos os integrantes da ELAN Através desta conexão a mensagem é enviada a todos os membros da ELAN Todos os nós, exceto aquele que originou a mensagem irão recebe-la e processá-la LECS O LECS é o responsável por fornecer aos LECs as informações sobre as ELANs existentes Endereço do LES protocolo de enlace (ethernet ou token ring) MTU (Maximum Transmission Unit) É possível configurar o endereço do LES diretamente em cada LES, não utilizando o LECS

19 Como encontrar o LECS? Endereço pré-definido Solução elegante e facilita a configuração de múltiplos LECs O endereço pré-definido e seu formato foram estabelecidos antes da finalização da padronização de sinalização ILMI Configurar em todos os comutadores da rede Não há a necessidade de configuração em todos os LECs Como encontrar o LECS? (cont.) VCC Para cada interface deve ser configurado antecipadamente um VCC Esse VCC conecta o LEC ao seu respectivo LECS Problema de escalabilidade Dificuldade de configuração

20 Cadastro na ELAN 1) Descobrir o endereço do LES 2) Estabelecer uma conexão com o LES 3) Ao receber a requisição de estabelecimento de conexão, o LES aprende e cadastra o endereço MAC do LEC que está solicitando o cadastro 4) Adiciona o novo LEC à sua conexão ponto multiponto (utilizada para o descobrimento de endereços não cadastrados Cadastro na ELAN LECS LES BUS ELAN USP MTU 1500 End. LES LEC LEC LEC

21 Cadastro na ELAN (cont.) 5) O LES retorna ao LEC um identificador e pode a partir de então solicitar resoluções de endereços ao LES 6) O primeiro endereço a ser descoberto é o endereço do BUS. Isto é feito através do pedido de resolução do ff:ff:ff:ff:ff:ff 7) Conhecido o endereço do BUS, o LEC cadastra-se também no BUS, recebendo e transmitindo assim o tráfego broadcast Cadastro na ELAN (cont.) LECS LES LEC_ID End. MAC End. 0 MAC LEC 1 LEC 1 1 MAC LEC 2 LEC 2 2 MAC LEC 0 LEC 0 1 MAC LEC 0 LEC 0 2 MAC broadcast BUS BUS LEC 0 LEC 1 LEC 2

22 Transmissão dos dados Antes de efetuar uma transmissão, o LEC verifica se o quadro é do tipo unicast ou multicast Se o quadro for unicast, o LEC verifica se já existe conexão com o LEC destino Se existir conexão, o quadro é enviado Caso contrário, o LEC busca o endereço destino para estabelecer a conexão Transmissão dos dados (cont.) Se o endereço não estiver na tabela local, o LEC envia, ao LES, uma requisição de resolução De posse do endereço, a conexão pode ser estabelecida e os dados transmitidos

23 Transmissão dos dados (cont.) LECS LES LECID End. MAC End. 0 MAC LEC 1 LEC 1 1 MAC LEC 2 LEC 2 2 MAC LEC 0 LEC 0 MAC LEC 1 LEC 1 BUS LEC 0 LEC 1 LEC 2 Tráfego broadcast Se o quadro for do tipo broadcast, o quadro deve ser enviado ao BUS, que se encarregará da transmissão

24 Tráfego broadcast LECS LES LECID End. MAC End. 0 MAC LEC 1 LEC 1 1 MAC LEC 2 LEC 2 2 MAC LEC 0 LEC 0 BUS LEC 0 LEC 1 LEC 2 LAN Emulation (Transmissão) Estação A quer transmitir para B É mensagem de broadcast ou multicast S Envia pacote para o BUS Estabelece conexão Transmite quadro N Verifica se existe concexão estabelecida com B S N S Endereço de B está na tabela de A N Obtém endereço de B Envia LE-ARP para LES

25 Transmissão LANE LEC LECS LES BUS LEC LEC LEC LEC 1)Obtenção do endereço do LES 2)Cadastro na ELAN desejada 3)Resolução do endereço MAC destino em endereço 4)Estabelecimento de conexão fim a fim com o LEC destino 4 ) Envio de mensagem broadcast ao bus 5)Transmissão dos dados 5 ) Transmissão broadcast do BUS para os demais LECs na rede 5

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores 2 1 Coexistência sem suporte de QoS (Qualidade de Serviço) LAN Emulation (LANE) Classical IP over ATM (CLIP) Coexistência com suporte de

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Endereçamento e Ethernet Prof. Jó Ueyama Junho/2013 1 slide 1 Redes Locais LAN: Local Area Network concentrada em uma área geográfica, como um prédio ou um campus. 2 slide 2 Tecnologias

Leia mais

Este documento requer uma compreensão do ARP e de ambientes Ethernet.

Este documento requer uma compreensão do ARP e de ambientes Ethernet. Proxy ARP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Como o Proxy ARP Funciona? Diagrama de Rede Vantagens do Proxy ARP Desvantagens do Proxy ARP Introdução Este documento

Leia mais

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES Unidade IV Camada de Rede. Luiz Leão

FUNDAMENTOS DE REDES DE COMPUTADORES Unidade IV Camada de Rede. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 4.1 Protocolo IP 4.2 Endereçamento IP 4.3 Princípios de Roteamento Introdução O papel da camada de rede é transportar pacotes

Leia mais

Aula 5 Camada de rede (TCP/IP):

Aula 5 Camada de rede (TCP/IP): Aula 5 Camada de rede (TCP/IP): Protocolos da Camada de Rede; Endereços IP (Versão 4); ARP (Address Resolution Protocol); ARP Cache; RARP (Reverse Address Resolution Protocol); ICMP. Protocolos da Camada

Leia mais

TCP/IP Protocolos e Arquiteturas

TCP/IP Protocolos e Arquiteturas TCP/IP Protocolos e Arquiteturas Prof. Airton Ribeiro de Sousa 2016 Introdução ao TCP/IP Para que os computadores de uma rede possam trocar informações entre si, é necessário que todos adotem as mesmas

Leia mais

Estrutura do Trabalho. Conceito Histórico Características Básicas Modo de Operação Integração com outras Tecnologias Tendências para o Futuro

Estrutura do Trabalho. Conceito Histórico Características Básicas Modo de Operação Integração com outras Tecnologias Tendências para o Futuro Redes ATM Estrutura do Trabalho Conceito Histórico Características Básicas Modo de Operação Integração com outras Tecnologias Tendências para o Futuro Conceito O Modo de Transferência Assíncrono(ATM) é

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA 1. A arquitetura TCP/IP possui diferentes protocolos organizados em uma estrutura hierárquica. Nessa arquitetura, exemplos de protocolos das camadas de Rede, Transporte e Aplicação, são, respectivamente,

Leia mais

AULA 04 CONCEITOS DA CAMADA 02 PARTE 02

AULA 04 CONCEITOS DA CAMADA 02 PARTE 02 AULA 04 CONCEITOS DA CAMADA 02 PARTE 02 UNICAST Um endereço MAC unicast (ponto-a-ponto) é o endereço exclusivo utilizado quando um quadro é enviado de um único dispositivo transmissor para um único dispositivo

Leia mais

Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP. Prof. Alberto Felipe

Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP. Prof. Alberto Felipe Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP Prof. Alberto Felipe Histórico TCP/IP O TCP/IP foi desenvolvido em 1969 pelo U.S. Departament of Defense Advanced Research Projects Agency DARPA, como um recurso

Leia mais

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet Edgard Jamhour Ethernet não-comutada (CSMA-CD) A Ethernet não-comutada baseia-se no princípio de comunicação com broadcast físico. a b TIPO DADOS (até 1500

Leia mais

Comunicação entre Diferentes Sub-redes IP

Comunicação entre Diferentes Sub-redes IP Comunicação entre Diferentes Sub-redes IP Msc. Adilson Eduardo Guelfi Msc. Frank Meylan Prof. Dr. Sérgio Takeo Kofuji Comunicação entre Sub-redes IP Comunicação CLIP Servidor ARP Mapeamento de endereços

Leia mais

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede.

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede. ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com BENEFÍCIOS MODELO OSI Menor complexidade; Interfaces padronizadas; Interoperabilidade entre

Leia mais

Prof. Marcelo Cunha Parte 6

Prof. Marcelo Cunha Parte 6 Prof. Marcelo Cunha Parte 6 www.marcelomachado.com ARP (Address Resolution Protocol) Protocolo responsável por fazer a conversão entre os endereços IPs e os endereços MAC da rede; Exemplo: Em uma rede

Leia mais

9. Redes Locais ATM. Redes com Integração de Serviços Redes ATM Prof. Augusto Casaca. 1 Capitulo 9

9. Redes Locais ATM. Redes com Integração de Serviços Redes ATM Prof. Augusto Casaca. 1 Capitulo 9 9. Redes Locais ATM 1 2 Desafios ATM é caracterizado por um serviço do tipo CO (Connection Oriented). Nos níveis superiores, os serviços mais utilizados são do tipo CL (Connectionless) 3 9.1 Suporte de

Leia mais

Parte 05. Camada 1 - Repetidores e domínios de colisão

Parte 05. Camada 1 - Repetidores e domínios de colisão INTERCONEXÃO Parte 05 Camada 1 - Repetidores e domínios de colisão Dispositivos de Interconexão NIC Hub/Repeater Bridge/Switch Router Gateways NIC (Network Interface Card) Depende do tipo de tecnologia

Leia mais

Capítulo 2 - Sumário. Endereçamento em Sub-redes, Super-Redes (CIDR) e VLSM

Capítulo 2 - Sumário. Endereçamento em Sub-redes, Super-Redes (CIDR) e VLSM 1 Endereço IP Classe de Endereços IP Endereços IP Especiais Endereços IP Privativos Capítulo 2 - Sumário Endereçamento em Sub-redes, Super-Redes (CIDR) e VLSM Endereçamento Dinâmico (DHCP) Mapeamento IP

Leia mais

Interconexão de redes locais. Repetidores. Hubs. Existência de diferentes padrões de rede

Interconexão de redes locais. Repetidores. Hubs. Existência de diferentes padrões de rede Interconexão de redes locais Existência de diferentes padrões de rede necessidade de conectá-los Interconexão pode ocorrer em diferentes âmbitos LAN-LAN LAN: gerente de um determinado setor de uma empresa

Leia mais

Prof. Antonio P. Nascimento Filho. Tecnologias de rede. Ethernet e IEEE Token ring ATM FDDI Frame relay. Uni Sant Anna Teleprocessamento e Redes

Prof. Antonio P. Nascimento Filho. Tecnologias de rede. Ethernet e IEEE Token ring ATM FDDI Frame relay. Uni Sant Anna Teleprocessamento e Redes Tecnologias de rede Ethernet e IEEE 802.3 Token ring ATM FDDI Frame relay Ethernet A Ethernet é uma tecnologia de broadcast de meios compartilhados. Entretanto, nem todos os dispositivos da rede processam

Leia mais

Camada de Enlace de Dados - Apêndice. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Camada de Enlace de Dados - Apêndice. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Camada de Enlace de Dados - Apêndice Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Endereço MAC; ARP Address Resolution Protocol; DHCP Dynamic Host Configuration Protocol; Ethernet Estrutura do quadro Ethernet;

Leia mais

Aula 4. Pilha de Protocolos TCP/IP:

Aula 4. Pilha de Protocolos TCP/IP: Aula 4 Pilha de Protocolos TCP/IP: Comutação: por circuito / por pacotes Pilha de Protocolos TCP/IP; Endereçamento lógico; Encapsulamento; Camada Internet; Roteamento; Protocolo IP; Classes de endereços

Leia mais

Dispositivos de Interconexões de Redes de Computadores

Dispositivos de Interconexões de Redes de Computadores Dispositivos de Interconexões de Redes de Computadores Redes de Computadores Charles Tim Batista Garrocho Instituto Federal de São Paulo IFSP Campus Campos do Jordão garrocho.ifspcjo.edu.br/rdc charles.garrocho@ifsp.edu.br

Leia mais

CCT0023 INFRAESTRUTURA DE REDES DE COMPUTADORES Aula 9: Equipamentos Rede / Topologia Hierárquica

CCT0023 INFRAESTRUTURA DE REDES DE COMPUTADORES Aula 9: Equipamentos Rede / Topologia Hierárquica CCT0023 Aula 9: Equipamentos Rede / Topologia Hierárquica Placa de rede Placa de rede Preparação dos quadros para que possam ser enviados pelos cabos. A placa de rede gera os bits de um quadro no sentido

Leia mais

Protocolos da camada de redes. Professor Leonardo Larback

Protocolos da camada de redes. Professor Leonardo Larback Protocolos da camada de redes Professor Leonardo Larback Protocolos da camada de redes Na camada de redes (modelo OSI) operam os protocolos IP, ARP, RARP, ICMP etc. Em conjunto a esses protocolos, abordaremos

Leia mais

Funcionamento de ARP entre redes (sub-redes) distintas. Mecanismos de entrega. Funcionamento entre redes (sub-redes): default gateway

Funcionamento de ARP entre redes (sub-redes) distintas. Mecanismos de entrega. Funcionamento entre redes (sub-redes): default gateway Introdução Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Protocolos ARP e ICMP Aula 18 A camada de rede fornece um endereço lógico Uniforme, independente da tecnologia empregada pelo enlace

Leia mais

IP sobre ATM. Prof. José Marcos C. Brito

IP sobre ATM. Prof. José Marcos C. Brito IP sobre ATM Prof. José Marcos C. Brito 1 Razões para ter-se IP sobre ATM O IP é o padrão predominante nas redes de dados. O ATM oferece qualidade de serviço e permite a implementação de comutadores de

Leia mais

Redes para Automação Industrial: Introdução às Redes de Computadores Luiz Affonso Guedes

Redes para Automação Industrial: Introdução às Redes de Computadores Luiz Affonso Guedes Redes para Automação Industrial: Introdução às Redes de Computadores Luiz Affonso Guedes Conteúdo Definição Classificação Aplicações típicas Software de rede Modelos de referências Exemplos de redes Exemplos

Leia mais

Serviços de Redes. Aula 03 - Servidor DHCP

Serviços de Redes. Aula 03 - Servidor DHCP Serviços de Redes Aula 03 - Servidor DHCP Instituto Federal Catarinense Campus Sombrio Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Professor: Jéferson Mendonça de Limas Por que Utilizar um Servidor DHCP

Leia mais

Capítulo6-7 Redes de Computadores Camada 2 Conceitos

Capítulo6-7 Redes de Computadores Camada 2 Conceitos Há três formas de se calcular o frame check sum: cyclic redundancy check (CRC) - executa cálculos polinomiais sobre os dados paridade bidimensional - adiciona um 8 th oitavo bit que faz uma seqüência de

Leia mais

Para obter mais informações sobre convenções de documento, consulte as Convenções de dicas técnicas Cisco.

Para obter mais informações sobre convenções de documento, consulte as Convenções de dicas técnicas Cisco. Índice Introdução Antes de Começar Convenções Pré-requisitos Componentes Utilizados Bridging Bridging Transparente Exemplos de configuração Exemplo 1: Transparent Bridging Simples Exemplo 2: Transparent

Leia mais

Classes de endereços IP - Os bits de endereços IP são reservados um para a classe de rede e os outros para computador (host).

Classes de endereços IP - Os bits de endereços IP são reservados um para a classe de rede e os outros para computador (host). Administração de redes Endereço IP Endereço IP - O endereço IP, na versão 4 (IPv4), é um número de 32 bits (IPV4), contendo 4 bytes (vale lembrar que 1 byte contém 8 bits), portanto 4 bytes contém 32 bits,

Leia mais

Interconexão de Redes Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama

Interconexão de Redes Parte 2. Prof. Dr. S. Motoyama Interconexão de Redes Parte 2 Prof. Dr. S. Motoyama 1 Software IP nos hosts finais O software IP nos hosts finais consiste principalmente dos seguintes módulos: Camada Aplicação; DNS (Domain name system)

Leia mais

rsf.a06 Resolução de Nomes PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO

rsf.a06 Resolução de Nomes PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO rsf.a06 Resolução de Nomes PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO Endereçamento e Nomes Dispositivos de rede possuem ambos um Nome e um Endereço atribuídos a eles; Nomes são independentes de localidade e se

Leia mais

Fundamentos. Aplicação. Sessão Transporte OSI Transporte TCP/IP. Física

Fundamentos. Aplicação. Sessão Transporte OSI Transporte TCP/IP. Física Fundamentos O protocolo TCP/IP atualmente é o protocolo mais utilizado em redes locais. Isso se deve basicamente à popularização da Internet, a rede mundial de computadores, já que esse protocolo foi criado

Leia mais

Introdução Introduç ão Rede Rede TCP/IP Roteame Rotea nto nto CIDR

Introdução Introduç ão Rede Rede TCP/IP Roteame Rotea nto nto CIDR Introdução as Redes TCP/IP Roteamento com CIDR LAN = Redes de Alcance Local Exemplo: Ethernet II não Comutada Barramento = Broadcast Físico Transmitindo ESCUTANDO ESCUTANDO A quadro B C B A. DADOS CRC

Leia mais

A camada de Enlace. Serviços e Protocolos

A camada de Enlace. Serviços e Protocolos A camada de Enlace Serviços e Protocolos Camada de Enlace Segunda camada do modelo OSI Primeira Camada do Modelo TCP/IP Modelo OSI Modelo TCP/IP Aplicação Apresentação Aplicação Sessão Transporte Rede

Leia mais

Tecnologia de Redes. Arquitetura de Rede de Computadores

Tecnologia de Redes. Arquitetura de Rede de Computadores Volnys B. Bernal (c) 1 Tecnologia de Redes Arquitetura de Rede de Computadores Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys Volnys B. Bernal (c) 2 Agenda Modelo de Referênica OSI

Leia mais

Modelo OSI x Modelo TCP/IP

Modelo OSI x Modelo TCP/IP Modelo OSI x Modelo TCP/IP OSI TCP/IP 7 Aplicação 6 Apresentação 5 Aplicação 5 Sessão 4 3 2 1 Transporte 4 Transporte Rede 3 Internet Enlace 2 Link de dados Física 1 Física Modelo de Referência OSI/ISO

Leia mais

Aula-16 Interconexão de Redes IP (Internet Protocol) Prof. Dr. S. Motoyama

Aula-16 Interconexão de Redes IP (Internet Protocol) Prof. Dr. S. Motoyama Aula-16 Interconexão de Redes IP (Internet Protocol) Prof. Dr. S. Motoyama Software de IP nos hosts finais O software de IP consiste principalmente dos seguintes módulos: Camada Aplicação; DNS (Domain

Leia mais

Compreendendo e Configurando VLAN Routing e Bridging em um Roteador Usando o Recurso IRB

Compreendendo e Configurando VLAN Routing e Bridging em um Roteador Usando o Recurso IRB Compreendendo e Configurando VLAN Routing e Bridging em um Roteador Usando o Recurso IRB Índice Introdução Antes de Começar Convenções Pré-requisitos Componentes Utilizados Informações de Apoio Conceito

Leia mais

Introdução às camadas de transporte e de rede

Introdução às camadas de transporte e de rede capítulo 1 Introdução às camadas de transporte e de rede É por meio da camada de rede que os computadores identificam qual caminho será utilizado para transmissão de dados entre a origem e o destino de

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Conteúdo 1 Topologia de Redes 5 Escalas 5 Topologia em LAN s e MAN s 6 Topologia em WAN s 6 2 Meio Físico 7 Cabo Coaxial 7 Par Trançado 7 Fibra Óptica 7 Conectores 8 Conector RJ45 ( Par trançado ) 9 Conectores

Leia mais

Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com

Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com Prof. Marcelo Cunha Parte 5 www.marcelomachado.com Criado em 1974 Protocolo mais utilizado em redes locais Protocolo utilizado na Internet Possui arquitetura aberta Qualquer fabricante pode adotar a sua

Leia mais

Protocolos e Arquiteturas de Redes. Thiago Leite

Protocolos e Arquiteturas de Redes. Thiago Leite Protocolos e Arquiteturas de Thiago Leite As redes são organizadas em camadas Forma de reduzir a complexidade Um conjunto de camadas forma uma pilha A função de cada camada da

Leia mais

rsf.a03 Bridging e Switching PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO

rsf.a03 Bridging e Switching PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO rsf.a03 Bridging e Switching PROFº RICARDO JOSÉ BATALHONE FILHO Bridges e Switches Bridges e Switches são dispositivos de comunicação de rede que operam principalmente na camada 2 do Modelo de Referência

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO REDES DE COMPUTADORES EDGARD JAMHOUR. Segundo Bimestre

EXERCÍCIOS DE REVISÃO REDES DE COMPUTADORES EDGARD JAMHOUR. Segundo Bimestre EXERCÍCIOS E REVISÃO REES E COMPUTAORES EGAR JAMHOUR Segundo Bimestre Exercício 1. Considere o cenário abaixo supondo que o switch 1 é o root 1 100M 4 4b 6a 6 1a 1b 100M 1G 2a 3a 2 3 2b 2c 3b 4a 1G 1G

Leia mais

Interconexão de redes locais. Repetidores. Pontes (Bridges) Hubs. Pontes (Bridges) Pontes (Bridges) Existência de diferentes padrões de rede

Interconexão de redes locais. Repetidores. Pontes (Bridges) Hubs. Pontes (Bridges) Pontes (Bridges) Existência de diferentes padrões de rede Interconexão de redes locais Existência de diferentes padrões de rede necessidade de conectá-los Interconexão pode ocorrer em diferentes âmbitos LAN-LAN LAN: gerente de um determinado setor de uma empresa

Leia mais

TRANSPORTE. Prof. Me. Hélio Esperidião

TRANSPORTE. Prof. Me. Hélio Esperidião TRANSPORTE 1 Prof. Me. Hélio Esperidião DEFINIÇÃO Na arquitetura OSI, o serviço de transporte é realizado pela camada quatro. A camada de transporte fornece serviços à camada superior - de sessão Utiliza-se

Leia mais

Camada de rede. Introdução às Redes de Computadores

Camada de rede. Introdução às Redes de Computadores Rede Endereçamento Tradução de endereços de enlace Roteamento de dados até o destino Enlace Físico Provê os meios para transmissão de dados entre entidades do nível de transporte Deve tornar transparente

Leia mais

Capítulo 5 Sumário. Formato das Mensagens ICMP. Tipos de Mensagens ICMP

Capítulo 5 Sumário. Formato das Mensagens ICMP. Tipos de Mensagens ICMP 1 Capítulo 5 Sumário Formato das Mensagens ICMP Tipos de Mensagens ICMP Solicitação de Eco / Resposta de Eco Destino Inatingível Tempo Esgotado (time-out) Source Quench Redirecionamento 2 Aplicação Telnet

Leia mais

Noções de Ethernet (enlace) Endereçamento Físico Dispositivos de Rede. Introdução às Redes de Computadores

Noções de Ethernet (enlace) Endereçamento Físico Dispositivos de Rede. Introdução às Redes de Computadores Noções de Ethernet (enlace) Endereçamento Físico Dispositivos de Rede Nível de enlace Enlace Físico Delimitação da informação Detecção de erros de transmissão Controle de acesso ao Meio Físico Endereçamento

Leia mais

FDDI. Marcelo Assunção 10º13. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Disciplina: Redes de Comunicação

FDDI. Marcelo Assunção 10º13. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Disciplina: Redes de Comunicação FDDI Marcelo Assunção 10º13 Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Disciplina: Redes de Comunicação 2013/2014 Introdução O padrão FDDI (Fiber Distributed Data Interface)

Leia mais

CCNA 1 Conceitos de Rede. Kraemer

CCNA 1 Conceitos de Rede. Kraemer CCNA 1 Conceitos de Rede Conceitos de Rede Breve história das redes de dados Dispositivos de rede Topologias Protocolos de rede Redes locais Redes de longa distância Redes metropolitanas Redes de área

Leia mais

IMEI MONTAGEM E MANIPULAÇÃO DE REDES DE DADOS - REDES DE COMPUTADORES. Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos

IMEI MONTAGEM E MANIPULAÇÃO DE REDES DE DADOS - REDES DE COMPUTADORES. Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos IMEI MONTAGEM E MANIPULAÇÃO DE REDES DE DADOS - REDES DE COMPUTADORES Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Arquitetura da Internet A Internet é constituída por uma enorme quantidade

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Parte I Prof. Thiago Dutra Agenda n Parte I n Introdução n Protocolos de Transporte Internet n Multiplexação e n UDP n Parte II n TCP

Leia mais

Comunicação de Dados IV

Comunicação de Dados IV Departamento de Engenharia de Telecomunicações - UFF Bibliografia Redes de Computadores Andrew S. Tanenbaum Tradução da Quarta Edição Editora Campus Profa. Débora Christina Muchaluat Saade deborams@telecom.uff.br

Leia mais

Rede Local - Administração Endereçamento IPv4

Rede Local - Administração Endereçamento IPv4 Rede Local - Administração Endereçamento IPv4 Formador: Miguel Neto (migasn@gmail.com) Covilhã - Novembro 05, 2015 Endereçamento IPv4 Na Internet e, em geral, em todas as redes que utilizam os protocolos

Leia mais

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP. Hermes Senger DC/UFSCar 2012

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP. Hermes Senger DC/UFSCar 2012 Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP Hermes Senger DC/UFSCar 2012 Nota: Notas de aula do prof. Hélio Crestana Guardia. Objetivos do Curso: Apresentar a arquitetura

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

DHCP. Prof. Hederson Velasco Ramos REDES

DHCP. Prof. Hederson Velasco Ramos REDES Prof. Hederson Velasco Ramos REDES DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) É um protocolo, parte da pilha de serviços TCP/IP, que disponibiliza endereços ip por concessão e as configurações a dispositivos

Leia mais

CCNA Exploration (Protocolos e Conceitos de Roteamento) Roteamento Estático

CCNA Exploration (Protocolos e Conceitos de Roteamento) Roteamento Estático CCNA Exploration (Protocolos e Conceitos de Roteamento) Roteamento Estático Cronograma Introdução Roteadores e rede Examinando as conexões do roteador Examinando as interfaces Interrupção por mensagens

Leia mais

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ERINALDO SANCHES NASCIMENTO O MODELO TCP/IP

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ERINALDO SANCHES NASCIMENTO O MODELO TCP/IP UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ERINALDO SANCHES NASCIMENTO O MODELO TCP/IP MARINGÁ 2014 SUMÁRIO 2 O MODELO TCP/IP...2 2.1 A CAMADA DE ENLACE...2

Leia mais

Open Systems Interconnection

Open Systems Interconnection Introdução 0 A tecnologia LAN FDDI (Fiber Distributed Data Interface) é uma tecnologia de acesso à rede em linhas de tipo fibra óptica. 0 Trata-se, com efeito, de um par de anéis (um é primário, o outro,

Leia mais

MPOA Multi-Protocol Over ATM

MPOA Multi-Protocol Over ATM MPOA Multi-Protocol Over ATM FEUP/DEEC/RBL 2005/06 José Ruela MPOA The primary goal of MPOA is the efficient transfer of inter-subnet unicast data in a LAN environment. MPOA integrates LANE and NHRP to

Leia mais

ARP. Tabela ARP construída automaticamente. Contém endereço IP, endereço MAC e TTL

ARP. Tabela ARP construída automaticamente. Contém endereço IP, endereço MAC e TTL ARP Protocolo de resolução de endereços (Address Resolution Protocol) Descrito na RFC 826 Faz a tradução de endereços IP para endereços MAC da maioria das redes IEEE 802 Executado dentro da sub-rede Cada

Leia mais

Gerência de Redes de Computadores RMON. Prof. Alex Furtunato

Gerência de Redes de Computadores RMON. Prof. Alex Furtunato Gerência de Redes de Computadores RMON Prof. Alex Furtunato alex.furtunato@ifrn.edu.br Limitações da MIB-II O gerenciamento é realizado em cada dispositivos individualmente Os dispositivos gerenciados

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Dispositivos de Rede II Aula 05 Introdução as VLANs Prof: Jéferson Mendonça de Limas O que é uma VLAN? Uma VLAN é um agrupamento lógico de usuários e recursos de rede conectados

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Comunicação de Dados II Aula 10 Camada de Enlace de Dados Prof: Jéferson Mendonça de Limas Introdução Função das Camadas Anteriores: Aplicação: fornece a interface com o usuário;

Leia mais

Aula 2 Topologias de rede

Aula 2 Topologias de rede Aula 2 Topologias de rede Redes e Comunicação de Dados Prof. Mayk Choji UniSALESIANO Araçatuba 13 de agosto de 2016 Sumário 1. Topologias de Rede 2. Topologias Físicas Ponto-a-Ponto Barramento BUS Anel

Leia mais

Camada de Enlace. 5: Camada de Enlace 5b-1

Camada de Enlace. 5: Camada de Enlace 5b-1 Camada de Enlace 5.1 Introdução e serviços 5.2 Detecção e correção de erros 5.3 Protocolos de Acesso Múltiplo 5.4 Endereçamento da Camada de Enlace 5.5 Ethernet 5.7 PPP 5.6 Hubs e switches 5.8 Virtualização

Leia mais

PROJETO LÓGICO DE REDE

PROJETO LÓGICO DE REDE Instituto Federal de Santa Catarina Campus Lages Curso de Ciência da Computação Redes de Computadores Alberto Felipe Friderichs Barros Robson Costa Leonardo André de Oliveira Correa Lucas dos Anjos Varela

Leia mais

Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues. Atividade Avaliativa

Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues. Atividade Avaliativa 1ª Exercícios - REDES LAN/WAN INSTRUTOR: MODALIDADE: TÉCNICO APRENDIZAGEM DATA: Turma: VALOR (em pontos): NOTA: ALUNO (A): 1. Utilize 1 para assinalar os protocolos que são da CAMADA DE REDE e 2 para os

Leia mais

Capítulo 5. A camada de rede

Capítulo 5. A camada de rede Capítulo 5 A camada de rede slide slide 1 1 slide 2 Questões de projeto da camada de rede Comutação de pacote: store-and-forward Serviços fornecidos à camada de transporte Implementação do serviço não

Leia mais

Roteamento Prof. Pedro Filho

Roteamento Prof. Pedro Filho Roteamento Prof. Pedro Filho Definição Dispositivo intermediário de rede projetado para realizar switching e roteamento de pacotes O roteador atua apenas na camada 3 (rede) Dentre as tecnologias que podem

Leia mais

ARQUITETURA FDDI P E D R O M O N T E I R O N º 14 G P S I

ARQUITETURA FDDI P E D R O M O N T E I R O N º 14 G P S I ARQUITETURA FDDI P E D R O M O N T E I R O N º 14 G P S I O QUE É A ARQUITETURA FDDI? FDDI é um padrão designado pela ANSI (National Standards Institute) comité X3T9.5 com a participação de várias empresas

Leia mais

Redes de Computadores. Comutação de Pacotes. Técnicas de Comutação. Comutação de circuitos (1/3) Comutação de Pacotes. Comutação de Pacotes.

Redes de Computadores. Comutação de Pacotes. Técnicas de Comutação. Comutação de circuitos (1/3) Comutação de Pacotes. Comutação de Pacotes. Comutação de Pacotes Comutação de Pacotes (Cap. do livro texto) Sumário Comutação e Repasse Pontes e Comutadores de LANs Comutação de Células Hardware de Comutadores/Chaves DCC/UFMG Comutação de Pacotes

Leia mais

Capítulo 6 - Conceitos Básicos de Ethernet. Associação dos Instrutores NetAcademy - Fevereiro Página

Capítulo 6 - Conceitos Básicos de Ethernet. Associação dos Instrutores NetAcademy - Fevereiro Página Capítulo 6 - Conceitos Básicos de Ethernet 1 Introdução à Ethernet A maior parte do tráfego na Internet origina-se e termina com conexões Ethernet. A idéia original para Ethernet surgiu de problemas de

Leia mais

Protocolos de Rede. Protocolos em camadas

Protocolos de Rede. Protocolos em camadas Protocolos de Rede Prof. Alexandre Beletti Protocolos em camadas Existem protocolos em diferentes camadas dos modelos de estudo (OSI e TCP/IP) Lembre-se de diferencias tipos de programas de tipos de protocolos

Leia mais

Endereço Físico (cont.)

Endereço Físico (cont.) O Protocolo ARP Endereço Físico Cada interface de rede (NIC network interface card) vem com um identificador único de fábrica. Este identificador é o endereço físico ou endereço de hardware da interface.

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Prof. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul brivaldo@facom.ufms.br 20 de julho de 2017 Visão Geral 1 Protocolo de Internet: IP 2 ICMP IPv6 Camada de Rede da Internet hosts, funções de roteamento da

Leia mais

FDDI (Fiber Distributed Data Interface)

FDDI (Fiber Distributed Data Interface) FDDI (Fiber Distributed Data Interface) O padrão FDDI (Fiber Distributed Data Interface) foi desenvolvido pelo ASC X3T9.5 da ANSI nos EUA e adotado pela ISO como padrão internacional (ISO 9314/1/2/3) em

Leia mais

I/O para Dispositivos Externos e Outros Computadores. Redes de Interconexão. Redes de Interconexão. Redes de Computadores Correntes

I/O para Dispositivos Externos e Outros Computadores. Redes de Interconexão. Redes de Interconexão. Redes de Computadores Correntes para Dispositivos Externos e Outros Computadores Processor interrupts Cache Memory - Bus Main Memory Disk Disk Graphics Network ideal: bandwidth alto, baixa latência Redes de Computadores Correntes Objetivos:

Leia mais

Resumo P2. Internet e Arquitetura TCP/IP

Resumo P2. Internet e Arquitetura TCP/IP Resumo P2 Internet e Arquitetura TCP/IP Internet: Rede pública de comunicação de dados Controle descentralizado; Utiliza conjunto de protocolos TCP/IP como base para estrutura de comunicação e seus serviços

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Enlace Parte II Prof. Thiago Dutra Agenda Camada de Enlace n Introdução ndetecção e Correção de Erros n Protocolos de Acesso Múltiplo n Endereçamento

Leia mais

Configuração de VLAN em Cisco UCS

Configuração de VLAN em Cisco UCS Configuração de VLAN em Cisco UCS Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Diagrama de Rede Convenções Informações de Apoio Tarefa principal Modos do switching de Ethernet da

Leia mais

Protocolos de Interligação de Redes Locais e a Distância Protocolos de Enlace. Thiago Leite

Protocolos de Interligação de Redes Locais e a Distância Protocolos de Enlace. Thiago Leite Protocolos de Interligação de Redes Locais e a Distância Protocolos de Enlace Thiago Leite thiago.leite@udf.edu.br Protocolos de Enlace Canal de comunicação o meio de transmissão é compartilhado o meio

Leia mais

Eduardo Barasal Morales Tiago Jun Nakamura Maputo, Moçambique 18/07/17-21/07/17

Eduardo Barasal Morales Tiago Jun Nakamura Maputo, Moçambique 18/07/17-21/07/17 Eduardo Barasal Morales Tiago Jun Nakamura Maputo, Moçambique 18/07/17-21/07/17 Curso Presencial de IPv6 Funcionalidades básicas ICMPv6 Definido na RFC 4443 Mesmas funções do ICMPv4 (mas não são compatíveis):

Leia mais

CLIP Classical IP and ARP over ATM

CLIP Classical IP and ARP over ATM CLIP Classical IP and ARP over ATM FEUP/DEEC/RBL 2005/06 José Ruela CLIP Classical IP and ARP over ATM» CLIP está definido no RFC 2225 (Abril de 1998), que tornou obsoleto o RFC 1577 (Janeiro de 1994)»

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO DESCRIÇÃO DO PRODUTO... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 CONFIGURAÇÃO USB... 4 CONFIGURAÇÃO... 5 PÁGINA

Leia mais

Redes de Computadores II INF-3A

Redes de Computadores II INF-3A Redes de Computadores II INF-3A 1 ROTEAMENTO 2 Papel do roteador em uma rede de computadores O Roteador é o responsável por encontrar um caminho entre a rede onde está o computador que enviou os dados

Leia mais

14/05/2017. Estrela Extendida. Barrramento. Anel. Hierárquica. Estrela. Malha. Topologias de rede. Sumário. Topologias Físicas

14/05/2017. Estrela Extendida. Barrramento. Anel. Hierárquica. Estrela. Malha. Topologias de rede. Sumário. Topologias Físicas Sumário Topologias de rede Topologias Físicas e Lógicas; Equipamentos para LAN Modelo OSI Topologia física Define a forma como estão interligados no meio Topologia lógica Define o método de acesso ao meio

Leia mais

Arquitetura da Internet TCP/IP

Arquitetura da Internet TCP/IP Arquitetura da Internet TCP/IP A Internet Internet é a rede mundial de computadores, à qual estão conectados milhões de computadores do mundo todo; A idéia de concepção de uma rede mundial surgiu nos Estados

Leia mais

terça-feira, 30 de julho de 13 Equipamentos de Interconexão

terça-feira, 30 de julho de 13 Equipamentos de Interconexão Equipamentos de Interconexão Repetidor Um repetidor ( repeater ) é um dispositivo utilizado para estender o alcance de uma LAN. Atuando na camada física, o repetidor conecta segmentos de rede, amplificando

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA 1. O modelo de referência OSI (Open Systems Interconnection) baseia-se no conceito de camadas sobrepostas, onde cada camada executa um conjunto bem definido de funções. Relacione cada uma das camadas do

Leia mais

Gestão de Sistemas e Redes

Gestão de Sistemas e Redes Gestão de Sistemas e Redes Comutação em Redes Locais Paulo Coelho 005 Versão.0 Comutação em LANs Sumário Comutadores Store-and-Forward Comutação de circuitos vs Datagramas Bridges e segmentação de LANs

Leia mais

Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. Nome dos Alunos

Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. Nome dos Alunos Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour Nome dos Alunos Cenário 1: Considere a seguinte topologia de rede IPB 210.0.0.1/24 IPA 10.0.0.5/30 220.0.0.1\24 4 5 3 1 IPC 10.0.0.9/30 REDE B

Leia mais

ROUTER. Alberto Felipe Friderichs Barros

ROUTER. Alberto Felipe Friderichs Barros ROUTER Alberto Felipe Friderichs Barros Router Um roteador é um dispositivo que provê a comunicação entre duas ou mais LAN s, gerencia o tráfego de uma rede local e controla o acesso aos seus dados, de

Leia mais