GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO CHRISPIM JACQUES BIAS FORTES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO CHRISPIM JACQUES BIAS FORTES"

Transcrição

1 GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO CHRISPIM JACQUES BIAS FORTES Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes Diretoria de Acesso à Informação e Pesquisa Janeiro/2005

2 SUMÁRIO FUNDO CHRISPIM JACQUES BIAS FORTES... 3 SÉRIE 1: VIDA PESSOAL... 5 SÉRIE 2: ADVOGADO... 6 SÉRIE 3: GOVERNADOR... 7 SÉRIE 4: SENADOR... 8 SÉRIE 5: PÓS MORTE RECORTES DE JORNAIS... 9 SÉRIE 6: JOSÉ BIAS FORTES E CORRESPODÊNCIA DE TERCEIROS

3 Título Chrispim Jacques Bias Fortes Código CBF Datas-Limite Dimensão Dados biográficos 0,40m de documentos textuais (04 caixas) Chrispim Jacques Bias Fortes nasceu em Livramento, distrito de Barbacena (MG), no dia 25 de outubro de 1847 e faleceu na cidade de Barbacena (MG), no dia 14 de maio de Foi político, magistrado, advogado, promotor e fazendeiro. Cursou a Faculdade de Direito de São Paulo, pela qual se bacharelou em Ciências Jurídicas e Sociais no ano de No início de sua vida pública, exerceu os cargos de Promotor de Justiça e de Juiz Municipal em Barbacena. Filiado ao Partido Liberal, em 1881, elegeu-se Deputado Provincial, sendo reeleito para o mandato de 1882 a Instalado o regime republicano, exerceu o Governo Provisório de Minas Gerais em quatro períodos, entre os anos de 1890 a Coube-lhe, então, presidir ao pleito para a Assembléia Nacional Constituinte em Minas Gerais. Foi eleito Senador Constituinte para a 1ª Legislatura que ia de 1891 a Como Presidente da Assembléia Constituinte teve participação decisiva na elaboração da primeira Constituição Republicana do Estado. Em 1894, foi eleito presidente de Minas Gerais. No seu governo, em 1897, a Capital do Estado foi transferida de Ouro preto para Belo Horizonte. Em Minas Gerais, Bias Fortes procurou desenvolver a agricultura atraindo imigrantes para a lavoura e para o povoamento das terras incultas, ao mesmo tempo em que cuidava de reformar o ensino agrícola e veterinário e de ampliar a rede de vias férreas. Cumprido o período presidencial, retornou ao Senado e ali permaneceu até falecer em Instrumentos de Pesquisa Conteúdo Arranjo Documentos textuais - Catálogo dos Arquivos Privados volume 1 O acervo é composto por correspondências, procurações, inventários, petições, cópias de contratos, recibos e recortes de jornais, A documentação trata de assuntos diversos, tais como: assuntos pessoais, política mineira, ensino, transações financeiras e penitenciária de Uberaba. Os documentos estão organizados de acordo com o quadro de arranjo abaixo: SÉRIE 1: VIDA PESSOAL 3

4 SÉRIE 2: ADVOGADO SÉRIE 3: GOVERNADOR SÉRIE 4: SENADOR SÉRIE 5: PÓS MORTE - RECORTES DE JORNAIS SÉRIE 6: JOSÉ BIAS FORTES E CORRESPONDÊNCIAS DE TERCEIROS Condições de Acesso: A pesquisa é feita através dos originais. Outros fundos a serem consultados Arquivo Privado de Artur Bernardes Filho ABF 4

5 SÉRIE 1: VIDA PESSOAL Correspondência sobre assuntos pessoais, fazenda (animais, compra de engenho, etc), solicitação de ajuda financeira, falecimento da mãe, pedido de emprego e nomeação, empréstimo de livros, doação de remédios, viagens, agradecimentos e outros. CBF 1-Cx.01 5

6 SÉRIE 2: ADVOGADO Correspondência sobre pagamento, partilha de bens, intervenção de auto, agradecimentos, pedidos de intercessão e outros. Procurações, inventários, petições, cópias de contratos, recibos e outros. CBF 2-Cx.01 6

7 SÉRIE 3: GOVERNADOR Correspondência sobre funcionários (nomeação, remoção, promoções, empregos), fundação do PR, política mineira, denúncias e intrigas políticas, apoio, agradecimento, eleições, dispensa do serviço militar, pedido de libertação de preso e diminuição de pena, transações financeiras, situação de fórum, envio de publicação, forças republicanas no sertão da Bahia, chegada do Marechal Hermes da Fonseca e outros. CBF 3-Cx.02 7

8 SÉRIE 4: SENADOR Correspondência sobre funcionários (nomeação, emprego, readmissão, exoneração e promoção), eleições, aniversário de governo, indicação de candidatos, PRM (convenção, resultado de eleições), pedido de apoio político e proteção, política no Rio de Janeiro, reforma na magistratura federal, abertura de concurso para Belo Horizonte, condições da penitenciária de Uberaba, inviabilização da candidatura de Salles, criação de cadeia pública, inauguração da Estação de Rio Doce, elevação de Belo Horizonte a Capital de Minas Gerais, defesa do ensino superior e outros. CBF 4-Cx.03 8

9 SÉRIE 5: PÓS MORTE RECORTES DE JORNAIS 1917 Caderno contendo matérias publicadas em diversos jornais da capital e interior de Minas Gerais após o falecimento de Chrispim Jacques Bias Fortes. CBF 5-Cx.04 9

10 SÉRIE 6: JOSÉ BIAS FORTES E CORRESPODÊNCIA DE TERCEIROS Correspondência sobre funcionários (nomeação, promoção, emprego, remoção), não comparecimento às eleições, pedido de proteção política, projeto a defesa judicial do Estado e outros. CBF 6-Cx.04 10

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO DAVID MORETZSOHN CAMPISTA

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO DAVID MORETZSOHN CAMPISTA GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO DAVID MORETZSOHN CAMPISTA Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes Diretoria

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DA COLEÇÃO BARÃO HOMEM DE MELLO

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DA COLEÇÃO BARÃO HOMEM DE MELLO GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DA COLEÇÃO BARÃO HOMEM DE MELLO Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes Diretoria de

Leia mais

INVENTÁRIO DO FUNDO CÂMARA MUNICIPAL DE OURO PRETO PROVÍNCIA

INVENTÁRIO DO FUNDO CÂMARA MUNICIPAL DE OURO PRETO PROVÍNCIA GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO CÂMARA MUNICIPAL DE OURO PRETO PROVÍNCIA Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO ARTHUR BERNARDES FILHO

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO ARTHUR BERNARDES FILHO GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO ARTHUR BERNARDES FILHO Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes Fevereiro/2015

Leia mais

Centenário de Professores.

Centenário de Professores. Centenário de Professores. Comemora-se, neste ano, o centenário de nascimento de mestres desta Faculdade, todos personalidades de tal magnitude, que inscreveram em ouro seus nomes nas tradições acadêmicas.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO PRESIDÊNCIA DA PROVÍNCIA

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO PRESIDÊNCIA DA PROVÍNCIA GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO PRESIDÊNCIA DA PROVÍNCIA Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes Diretoria

Leia mais

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 Nome do Candidato: Nome do pai: Nome da mãe: Partido Político ou Coligação: Cargo a que concorre: ( ) Prefeito ( ) Vice-Prefeito ( ) Vereador Município: Declaro,

Leia mais

CAMPOS, Carlos de *dep. fed. SP 1918-1923; pres. SP 1924-1927.

CAMPOS, Carlos de *dep. fed. SP 1918-1923; pres. SP 1924-1927. CAMPOS, Carlos de *dep. fed. SP 1918-1923; pres. SP 1924-1927. Carlos de Campos nasceu em Campinas (SP) no dia 6 de agosto de 1866, filho de Bernardino José de Campos Júnior e de Francisca de Barros Duarte

Leia mais

A República do Café - II. Prof. Thiago História C Aula 10

A República do Café - II. Prof. Thiago História C Aula 10 A República do Café - II Prof. Thiago História C Aula 10 Hermes da Fonseca (1910-1914) Política Salvacionista Enfrenta a Revolta da Chibata Criou a faixa presidencial; Único presidente a casar durante

Leia mais

para a assessoria daquele ministério, e foi também encarregado de organizar a seção mineira da Exposição de Londres. Filiado ao Partido Republicano

para a assessoria daquele ministério, e foi também encarregado de organizar a seção mineira da Exposição de Londres. Filiado ao Partido Republicano CARVALHO, DANIEL DE *dep. fed. MG 1927-1930; const. 1934; dep. fed. MG 1935-1937; const. 1946; dep. fed. MG 1946; Min. Agric. 1946-1950; dep. fed. MG 1950-1955 e 1956. Daniel Serapião de Carvalho nasceu

Leia mais

Campos Salles ( ), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores.

Campos Salles ( ), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores. Campos Salles (1898-1902), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores. Um compromisso político entre o governo federal e as oligarquias que governavam os estados tendo por objetivo acabar

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO AURÉLIO PIRES

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO AURÉLIO PIRES GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO AURÉLIO PIRES Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes Diretoria de Acesso à

Leia mais

REGISTRO DE CANDIDATURA. Eduardo Rangel

REGISTRO DE CANDIDATURA. Eduardo Rangel REGISTRO DE CANDIDATURA Eduardo Rangel 1 Conceito: É a fase inicial do chamado microprocesso eleitoral na qual um partido político ou coligação requer, junto a Justiça Eleitoral, a inscrição de seus candidatos

Leia mais

LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO

LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO 1 ART. 42 - VEDAÇÕES de 1º de maio a 31 de dezembro: Contrair obrigação de despesa, nos últimos 8 meses, que não possa ser cumprida (paga)

Leia mais

Edital. Processo Seletivo para as Eleições Inscrições a partir de 06/03/2017

Edital. Processo Seletivo para as Eleições Inscrições a partir de 06/03/2017 Edital Processo Seletivo para as Eleições 2018 Inscrições a partir de 06/03/2017 Introdução Este é o edital do processo de seleção de futuros pré-candidatos do NOVO para as eleições de 2018, em acordo

Leia mais

- Promotor Público em Recife. em atividade restrita, nomeado pe 746, de 24/09/1922;

- Promotor Público em Recife. em atividade restrita, nomeado pe 746, de 24/09/1922; CURRICULUM VITAE Nasceu na cidade de João Pessoa, Estado da Paraíba, em 30 de 1899, filho de Si!vano de Souza Marinho e Felismina Neves. Casado com de Aguiar Marinho. FORMAÇÃO ESCOLAR - Bacharel em Ciências

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 1. PRAZOS ELEITORAIS PARA OS PARTIDOS: 1.1 ESCOLHA DOS CANDIDATOS: 20.07.2016 a 05.08.2016 (Lei nº 9.504/1997, art. 8º, caput); 1.2 REGISTRO DE CANDIDATURA:

Leia mais

ACERVO AECIM TOCANTINS AT

ACERVO AECIM TOCANTINS AT ARQUIVO DA CASA BARÃO DE MELGAÇO ACERVO AECIM TOCANTINS AT INVENTÁRIO DOS DOCUMENTOS RS Cuiabá, Abril /2014 Correspondência Expedida 17/05/2011 01 Correspondência expedida por Aecim Tocantins à professora

Leia mais

3º INTEGRAR - Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus PRESERVAR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES

3º INTEGRAR - Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus PRESERVAR PARA AS FUTURAS GERAÇÕES Bibliotecários brasileiros pensando o direito: memória dos encontros nacionais de bibliotecários jurídicos (1971-1994) Regina Celi de Sousa Luciana Maria Napoleone Eixo temático: Preservação da memória

Leia mais

PORTARIA Nº. 20, DE 15 DE ABRIL DE 2016 (DOU DE )

PORTARIA Nº. 20, DE 15 DE ABRIL DE 2016 (DOU DE ) PORTARIA Nº. 20, DE 15 DE ABRIL DE 2016 (DOU DE 18.04.2016) Altera a Portaria nº 02, de 22 de fevereiro de 2013 e dá outras providências. O SECRETÁRIO DE RELAÇÕES DO TRABALHO, no uso das atribuições que

Leia mais

biografia de tiradentes

biografia de tiradentes biografia de tiradentes Tiradentes (1746-1792) foi o líder da Inconfidência Mineira, primeiro movimento de tentativa de libertação colonial do Brasil. Ganhou a vida de diferentes maneiras, além de militar

Leia mais

Socialistas,

Socialistas, Prezad@s Companheir@s Socialistas, A Executiva Nacional LGBT do PSB apresenta aos LGBT Socialistas e demais militantes filiados ao PSB o seu Planejamento estratégico para o ano de 2013. Este documento

Leia mais

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO -

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Curso Resultado Um novo conceito em preparação para concursos! Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Trabalho finalizado em julho/2015.

Leia mais

EXMO. SR. JUIZ JEFFERSON DAVID ASEVEDO RAMOS

EXMO. SR. JUIZ JEFFERSON DAVID ASEVEDO RAMOS EDITAL Nº 01/2017 O EXMO. SR. JUIZ JEFFERSON DAVID ASEVEDO RAMOS, titular da Comarca de Augustinópolis/TO e Diretor do Foro, no uso de suas atribuições legais, FAZ SABER a todos que virem ou tiverem conhecimento

Leia mais

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA ESTADO Conjunto de regras, pessoas e organizações que se separam da sociedade para organizá-la. - Só passa a existir quando o comando da comunidade

Leia mais

GOVERNO DEODORO DA FONSECA

GOVERNO DEODORO DA FONSECA GOVERNO DEODORO DA FONSECA GOVERNO PROVISÓRIO (1889/1891) 1- Primeiras medidas: Fim do Senado vitalício e do conselho de Estado, Dissolução da Câmara dos Deputados, Separação entre Igreja e Estado (extinção

Leia mais

Doutoranda em Sociologia pela Universidade Federal do Paraná. Endereço eletrônico:

Doutoranda em Sociologia pela Universidade Federal do Paraná. Endereço eletrônico: ALVES, Alessandro Cavassin. A província do Paraná e a sua Assembleia Legislativa (1853-1889): a força política das famílias tradicionais. Curitiba: Máquina de Escrever, 2015. 496p. 1 Enviado em 27/01/2016

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA DE ACORDO COM O EDITAL N 1, DE 24 DE NOVEMBRO DE 201, DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO, TRE-SP CONHECIMENTOS BÁSICOS

Leia mais

PRESTES, Fernando *dep. fed. SP ; pres. SP ; dep. fed. SP ; pres. SP 1910.

PRESTES, Fernando *dep. fed. SP ; pres. SP ; dep. fed. SP ; pres. SP 1910. PRESTES, Fernando *dep. fed. SP 1897-1898; pres. SP 1898-1900; dep. fed. SP 1901-1905; pres. SP 1910. Fernando Prestes de Albuquerque nasceu em Angatuba, então distrito do município de Itapetininga (SP),

Leia mais

BARROS, Morais *const. 1891; dep. fed. SP ; sen. SP

BARROS, Morais *const. 1891; dep. fed. SP ; sen. SP BARROS, Morais *const. 1891; dep. fed. SP 1891-1895; sen. SP 1895-1902. Manuel de Morais Barros nasceu em Itu (SP) no dia 1º de maio de 1836, filho de José Marcelino de Barros e de Catarina Maria de Morais

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO (1990-94) Fixação 1) (PUC) As eleições presidenciais brasileiras, ocorridas neste ano, envolveram oito candidatos, concorrendo por partidos

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA REGISTRO SINDICAL JUNTO AO M.T.E

PROCEDIMENTOS PARA REGISTRO SINDICAL JUNTO AO M.T.E SINDICAL JUNTO AO M.T.E SINDICAL JUNTO AO MTE INTRODUÇÃO - PERSONALIDADE JURÍDICA - CODÍGO CIVIL - PERSONALIDADE SINDICAL (SÚMULA 677 DO STF) REGISTRO SINDICAL NO MTE PORTARIA 186/2008 PROCEDIMENTOS PARA

Leia mais

FERNANDO BORGES - A.P.D.N. LTDA - Administradora Judicial

FERNANDO BORGES - A.P.D.N. LTDA - Administradora Judicial RECUPERAÇÃO JUDICIAL 6ª VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE BAURU SP PROCESSO Nº 1026709-17.2015.8.26.0071 LUMARCO PARTICIPAÇÕES LTDA. TILIFORM INDÚSTRIA GRÁFICA LTDA. TILIFORM EMBALAGENS FLEXÍVEIS LTDA.

Leia mais

FORMAÇÃO INTELECTUAL

FORMAÇÃO INTELECTUAL CURRICULUM VITAE NOME: GERALDO BARRETO SOBRAL FILIAÇÃO: João Dias Sobral e Maria Barreto Sobral DATA DO NASCIMENTO: 24 de janeiro de 1937 NATURALIDADE: Aracaju-SE ESTADO CIVIL: CASADO (Adnil Baptista Sobral

Leia mais

PARLAMENTO DOS JOVENS E N S I N O B Á S I C O E S E C U N D Á R I O

PARLAMENTO DOS JOVENS E N S I N O B Á S I C O E S E C U N D Á R I O PARLAMENTO DOS JOVENS E N S I N O B Á S I C O E S E C U N D Á R I O O QUE É? O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.º ciclos

Leia mais

A República da Espada. Prof. Thiago História C Aula 08

A República da Espada. Prof. Thiago História C Aula 08 A República da Espada Prof. Thiago História C Aula 08 O Novo Regime Proclamação da República Militares ideário positivista Cafeicultores defesa do federalismo Classe Média desenvolvimento industrial e

Leia mais

ELEIÇÕES 2014 CALENDÁRIO ELEITORAL ELEIÇÃO DE CONSELHEIROS FEDERAIS REPRESENTANTES DOS GRUPOS PROFISSIONAIS Anexo à Deliberação nº 003/2014-CEF

ELEIÇÕES 2014 CALENDÁRIO ELEITORAL ELEIÇÃO DE CONSELHEIROS FEDERAIS REPRESENTANTES DOS GRUPOS PROFISSIONAIS Anexo à Deliberação nº 003/2014-CEF ELEIÇÕES 2014 CALENDÁRIO ELEITORAL ELEIÇÃO DE CONSELHEIROS FEDERAIS REPRESENTANTES DOS GRUPOS PROFISSIONAIS Anexo à Deliberação nº 003/2014-CEF ITEM FASE AGENTE PRAZO NORMA DATA (2013) 1. 1º EDITAL: publicação

Leia mais

SENADO FEDERAL PARECER N 670, DE 2015

SENADO FEDERAL PARECER N 670, DE 2015 SENADO FEDERAL PARECER N 670, DE 2015 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre a Mensagem nº 61, de 2015 (nº 312/2015, na origem), que submete à consideração do Senado Federal o nome do

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 351, DE 2014

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 351, DE 2014 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 351, DE 2014 Acrescenta o 2º ao art. 15- A da Lei nº 9.096, de 19 de setembro de 1995, acrescenta o 5º ao art. 22 da Lei 9.504 de 30 de setembro de 1997, e altera o inciso XI

Leia mais

Nasceu em 9 de dezembro de 1932, na cidade de Itatinga-SP,

Nasceu em 9 de dezembro de 1932, na cidade de Itatinga-SP, Traços Biográficos Nasceu em 9 de dezembro de 1932, na cidade de Itatinga-SP, filho de José Benedito Pereira e Júlia Pinto Pereira. É casado com Rizoleta Mary Pereira. União que resultou no nascimento

Leia mais

REPÚBLICA OLIGÁRQUICA - termo de origem grega governo dos melhores ou governo dos poucos,os mais ricos

REPÚBLICA OLIGÁRQUICA - termo de origem grega governo dos melhores ou governo dos poucos,os mais ricos REPÚBLICA OLIGÁRQUICA - termo de origem grega governo dos melhores ou governo dos poucos,os mais ricos A República Velha teve 13 Presidentes nesse período o poder foi dominado pela oligarquia cafeeira

Leia mais

ELEIÇÕES 2013 CALENDÁRIO ELEITORAL ELEIÇÃO DE CONSELHEIROS FEDERAIS REPRESENTANTES DOS GRUPOS PROFISSIONAIS Anexo à Deliberação nº 015/2013-CEF

ELEIÇÕES 2013 CALENDÁRIO ELEITORAL ELEIÇÃO DE CONSELHEIROS FEDERAIS REPRESENTANTES DOS GRUPOS PROFISSIONAIS Anexo à Deliberação nº 015/2013-CEF ELEIÇÕES 2013 CALENDÁRIO ELEITORAL ELEIÇÃO DE CONSELHEIROS FEDERAIS REPRESENTANTES DOS GRUPOS PROFISSIONAIS Anexo à Deliberação nº 015/2013-CEF ITEM FASE AGENTE PRAZO NORMA DATA (2013) 1. 1º EDITAL: publicação

Leia mais

Edital de Convocação

Edital de Convocação Resolução da Presidência nº 004/2013 Rio de Janeiro, 15 de Abril de 2013. Assunto: Convocação da Assembléia Geral Ordinária da ANDE O Presidente da ANDE, no uso de suas atribuições no que confere o Artigo

Leia mais

PEDIDOS NO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Pedido de Providência nº

PEDIDOS NO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Pedido de Providência nº PEDIDOS NO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA Pedido de Providência nº 0001568-90.2014.2.00.0000 Realização das promoções e remoções nas Comarcas de Entrância Intermediária. Protocolizado em 06 de março de 2014.

Leia mais

DIAP Quadro comparativo: PEC do GT da reforma política no Congresso Qua, 13 de Novembro de :43

DIAP Quadro comparativo: PEC do GT da reforma política no Congresso Qua, 13 de Novembro de :43 Departamento Intersindical de Assessoria Parlametar organiza uma tabela comparativa a partir da PEC aprovada pelo Grupo de Trabalho sobre Reforma Política na Camâra dos Deputados. O Grupo de Trabalho sobre

Leia mais

ARQUIVO MÁRIO SOARES

ARQUIVO MÁRIO SOARES ARQUIVO MÁRIO SOARES PASTA N.º 0125,005 Imagem n.º: 2 N.º ou Ref.ª: Data: 22/7/1981 Subscritores da moção Novo Rumo para o PS no Distrito de Leiria MS SG PS Em anexo doc im. 3 Descrição: Envio de doc.

Leia mais

Better Call Getúlio Vargas

Better Call Getúlio Vargas Better Call Getúlio Vargas Getúlio Vargas é formado em advocacia e escolheu essa profissão para agradar seu irmão Viriato Vargas. Viriato Vargas tinha 2 sonhos, se tornar advogado e ser um homem com muito

Leia mais

DECRETO N.º DE 15 DE MAIO DE O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas disposições legais, e

DECRETO N.º DE 15 DE MAIO DE O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas disposições legais, e DECRETO N.º 35610 DE 15 DE MAIO DE 2012 Institui o regime FICHA LIMPA como requisito para o ingresso em cargo ou emprego público no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Município do Rio

Leia mais

GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016

GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016 GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016 Modelos de EDITAL DE CONVOCAÇÃO CÉDULA DE VOTAÇÃO ATA DA CONVENÇÃO PALAVRA DO PRESIDENTE Prezados filiados do PSD Pará, O PSD está cada vez mais forte e unido em todo

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Concurso Público, de Provas e Títulos, para Ingresso na Carreira da Magistratura do Estado de Minas Gerais

PODER JUDICIÁRIO Concurso Público, de Provas e Títulos, para Ingresso na Carreira da Magistratura do Estado de Minas Gerais N.º Código Nome do Candidato N.º RG Assinatura N.º INSCRIÇÃO 1.ª QD2 N.º Código rubrica DO PRESIDENTE PODER JUDICIÁRIO Concurso Público, de Provas e Títulos, para Ingresso na Carreira da Magistratura do

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010.

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. EMENTA: Regulamenta a concessão e o pagamento de auxílio funeral no

Leia mais

Tabela VIII - Eventos e Datas

Tabela VIII - Eventos e Datas mk:@msitstore:c:\arquivos%20de%20programas\cnpj2012\cnpj.chm::/tabela_viii_-_eventos_e_... Page 1 of 5 CÓDIGO DO EVENTO 101 102 103 EVENTOS DE INSCRIÇÃO DE EMPRESA 116-3 a 118-0 e 303-4. Data inicial da

Leia mais

TRANSAÇÕES COMERCIAIS E FINANCEIRAS ACBM/FIRMO/TCF

TRANSAÇÕES COMERCIAIS E FINANCEIRAS ACBM/FIRMO/TCF ARQUIVO DA CASA BARÃO DE MELGAÇO ACERVO FAMÍLIA RODRIGUES INVENTÁRIO DOS DOCUMENTOS DE FIRMO RODRIGUES GRUPO TRANSAÇÕES COMERCIAIS E FINANCEIRAS ACBM/FIRMO/TCF SUBGRUPO Pagamento de pensão 8 de julho de

Leia mais

Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização

Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização Dirigentes sindicais e servidores que pretendem disputar as eleições de 2010 devem ficar atentos às datas e prazos de desincompatibilização.

Leia mais

Novo CPC, Conflitos Societários e a Importância do Planejamento Societário-Sucessório

Novo CPC, Conflitos Societários e a Importância do Planejamento Societário-Sucessório Novo CPC, Conflitos Societários e a Importância do Planejamento Societário-Sucessório Bernardo Vianna Freitas Graduado em Direito pela UFMG. Mestrando em Direito Comercial pela USP. Professor da Pós Graduação

Leia mais

LINS, Manuel de Albuquerque * pres. SP

LINS, Manuel de Albuquerque * pres. SP LINS, Manuel de Albuquerque * pres. SP 1908-1912. Manuel Joaquim de Albuquerque Lins nasceu em São Miguel dos Campos (AL) no dia HYPERLINK "http://pt.wikipedia.org/wiki/6_de_agosto" \o "6 de agosto" 20

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL PEÇA PROFISSIONAL O governo brasileiro, preocupado com os índices crescentes de ataques terroristas no mundo, vinculou-se à Convenção sobre os Direitos Humanos das Vítimas de Atividades

Leia mais

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL REGIMENTO

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL REGIMENTO CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL PASTORAL CARCERÁRIA NACIONAL REGIMENTO SEÇÃO I DA ORGANIZAÇÃO Art.1º. A Pastoral Carcerária está organizada nos seguintes âmbitos: I Diocesano; II Regional ou

Leia mais

Mesa Diretora Biênio 2009/2010

Mesa Diretora Biênio 2009/2010 54ª Legislatura Mesa Diretora Biênio 2009/2010 Senador José Sarney Presidente Senador Marconi Perillo Vice-presidente Senador João Claudino 2º Secretário Senadora Serys Slhessarenko 2º Vice-presidente

Leia mais

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3)

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3) Certificado Digital - Pessoa Jurídica DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3) Além dos documentos da Pessoa Jurídica, são necessários, também, dois documentos de identificação do

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA AGENTE PENITENCIÁRIO DO ESTADO DO CEARÁ (Edital N o 029/2011-SEPLAG/SEJUS, Diário Oficial do Estado do Ceará de 06/09/2011)

CONCURSO PÚBLICO PARA AGENTE PENITENCIÁRIO DO ESTADO DO CEARÁ (Edital N o 029/2011-SEPLAG/SEJUS, Diário Oficial do Estado do Ceará de 06/09/2011) CONCURSO PÚBLICO PARA AGENTE PENITENCIÁRIO DO ESTADO DO CEARÁ (Edital N o 029/2011-SEPLAG/SEJUS, Diário Oficial do Estado do Ceará de 06/09/2011) Coordenação Geral SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E GESTÃO SECRETARIA

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Comissão da Administração Pública, Poder Local e Comunicação Social 4ª Comissão

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Comissão da Administração Pública, Poder Local e Comunicação Social 4ª Comissão ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Comissão da Administração Pública, Poder Local e Comunicação Social 4ª Comissão Relatório de apreciação na especialidade n. 3/2012 De 13 de Dezembro 1. Assunto: Projecto de Revisão

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO FRANCISCO DE ASSIS BARBOSA

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO FRANCISCO DE ASSIS BARBOSA GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO FRANCISCO DE ASSIS BARBOSA Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes Diretoria

Leia mais

ELEIÇÕES 2014 CALENDÁRIO ELEITORAL ELEIÇÕES GERAIS SISTEMA CONFEA/CREA 2014 Anexo à Deliberação nº 007/2014-CEF

ELEIÇÕES 2014 CALENDÁRIO ELEITORAL ELEIÇÕES GERAIS SISTEMA CONFEA/CREA 2014 Anexo à Deliberação nº 007/2014-CEF ELEIÇÕES 2014 CALENDÁRIO ELEITORAL ELEIÇÕES GERAIS SISTEMA CONFEA/CREA 2014 Anexo à Deliberação nº 007/2014-CEF ITEM FASE AGENTE PRAZO DATA (2014) 1. 1º EDITAL: publicação do edital de convocação eleitoral

Leia mais

PERÍODO REGENCIAL O Período Regencial corresponde ao período da História, em que o Brasil foi governado por Regentes

PERÍODO REGENCIAL O Período Regencial corresponde ao período da História, em que o Brasil foi governado por Regentes PERÍODO REGENCIAL 1831-1840 O Período Regencial corresponde ao período da História, em que o Brasil foi governado por Regentes REGENTES são governantes que substituem o rei ou Imperador se forem menores

Leia mais

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi I Direitos políticos, 1 1 Compreensão dos direitos políticos, 1 1.1 Política, 1 1.2 Direito político, direito constitucional e ciência política, 3

Leia mais

CAPÍTULO PRIMEIRO DAS ELEIÇÕES

CAPÍTULO PRIMEIRO DAS ELEIÇÕES EDITAL PARA ELEIÇÃO DE REPRESENTANTE DOS EMPREGADOS DA COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - ELETROBRAS DISTRIBUIÇÃO ALAGOAS, NO SEU CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CAPÍTULO PRIMEIRO DAS ELEIÇÕES Art. 1 Considerando

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS

MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS REGIME JURÍDICO DAS ASSOCIAÇÕES JUVENIS E ESTUDANTIS Decreto nº 15/03 de 22 de Abril (Diário da República I Série nº 31, de 22 de Abril de 2003) A juventude angolana

Leia mais

ELEIÇÕES 2016 TABELA DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO

ELEIÇÕES 2016 TABELA DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÕES 2016 TABELA DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO UM GUIA DE ORIENTAÇÃO O período eleitoral, durante todo o exercício de 2016, deve receber por parte dos administradores públicos, assessores e servidores municipais,

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1 SUMÁRIO Capítulo I Teoria da Constituição...1 1. Constituição...1 1.1 Conceito...1 1.2. Classificação das Constituições...1 1.3. Interpretação das Normas Constitucionais...3 1.4. Preâmbulo Constitucional...5

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CONFEA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CONFEA ELEIÇÕES 2014 CALENDÁRIO ELEITORAL ELEIÇÕES GERAIS SISTEMA CONFEA/CREA 2014 ANEXO DA DECISÃO PL-0233/2014 ITEM FASE AGENTE PRAZO DATA (2014) 1. 1º EDITAL: publicação do edital de convocação eleitoral CEF

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 CAPÍTULO I A PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL... 15 1. Breve reconstrução histórica... 15 1.1. Do Procurador dos Feitos da Coroa, da Fazenda e do Fisco ao Procurador

Leia mais

CONSTITUIÇÂO DA REPÚBLICA PORTUGUESA. (texto integral) Tribunais SECÇÃO V CAPÍTULO I. Princípios gerais. Artigo 202. (Função jurisdicional)

CONSTITUIÇÂO DA REPÚBLICA PORTUGUESA. (texto integral) Tribunais SECÇÃO V CAPÍTULO I. Princípios gerais. Artigo 202. (Função jurisdicional) CONSTITUIÇÂO DA REPÚBLICA PORTUGUESA (texto integral) Tribunais SECÇÃO V CAPÍTULO I Princípios gerais Artigo 202. (Função jurisdicional) 1. Os tribunais são os órgãos de soberania com competência para

Leia mais

Cotas para mulheres?

Cotas para mulheres? Cotas para mulheres? Direito: PEC propõe alterar a Constituição Federal para que, nas eleições para Câmara dos Deputados, Assembleias Legislativas dos Estados, Câmara Legislativa do Distrito Federal e

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA Victor Barau 1- O Conceito da palavra Democracia Democracia demos = povo, e kratos = autoridade Origem Conceito Moderno: Revoluções Francesa e Americana.

Leia mais

PEC amplia composição e reduz atribuições do Supremo Tribunal Federal

PEC amplia composição e reduz atribuições do Supremo Tribunal Federal ASSESSORIA PARLAMENTAR INFORMATIVO 08 a 10 de JANEIRO de 2014 CÂMARA DOS DEPUTADOS PEC amplia composição e reduz atribuições do Supremo Tribunal Federal Pela proposta, a indicação dos ministros da Corte

Leia mais

BARBOSA, Aureliano Pinto * dep. fed. RS

BARBOSA, Aureliano Pinto * dep. fed. RS BARBOSA, Aureliano Pinto * dep. fed. RS 1897-1902. Aureliano Pinto Barbosa nasceu em Itaqui (RS), filho do coronel Freitas Barbosa. Bacharelou-se pela Faculdade de Direito do Recife em 1885. Era um entusiasta

Leia mais

SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira

SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira 1. INTRODUÇÃO 1.1. A importância do combate à corrupção 1.2. Conceito de improbidade administrativa

Leia mais

Confira 30 nomes cogitados para ministros no governo Dilma Rousseff

Confira 30 nomes cogitados para ministros no governo Dilma Rousseff G1 - Portal de Notícias da Globo - SP 13/11/2010-14:28 Confira 30 nomes cogitados para ministros no governo Dilma Rousseff Governo Lula tem 34 ministérios e secretarias com status ministerial. Diante da

Leia mais

RECOMENDAÇÃO PRE-MG n.º 001/2014

RECOMENDAÇÃO PRE-MG n.º 001/2014 RECOMENDAÇÃO PRE-MG n.º 001/2014 Recomenda aos Órgãos de Direção Regionais dos Partidos Políticos condutas que devem ser adotadas no Requerimento de Registro de Candidatura. O PROCURADOR REGIONAL ELEITORAL

Leia mais

Período Regencial Prof. Thiago História C Aula 11

Período Regencial Prof. Thiago História C Aula 11 Período Regencial 1831-1840 Prof. Thiago História C Aula 11 Regência Trina Provisória formada desde que Dom Pedro I abdicou ao trono do Brasil, responsável organizar a eleição da Regência Trina Permanente.

Leia mais

ATUALIZADA ATÉ A EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 72, DE 2 DE ABRIL DE 2013 (DIREITOS DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS)

ATUALIZADA ATÉ A EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 72, DE 2 DE ABRIL DE 2013 (DIREITOS DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS) ATUALIZADA ATÉ A EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 72, DE 2 DE ABRIL DE 2013 (DIREITOS DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS) Inclui a ADIN nº 4.357, de 2 de abril de 2013, do Supremo Tribunal Federal, que declara inconstitucional

Leia mais

COMITÊ ESTADUAL PARA A PREVENÇÃO E COMBATE À TORTURA DO RIO DE JANEIRO

COMITÊ ESTADUAL PARA A PREVENÇÃO E COMBATE À TORTURA DO RIO DE JANEIRO COMITÊ ESTADUAL PARA A PREVENÇÃO E COMBATE À TORTURA DO RIO DE JANEIRO EDITAL DE ELEIÇÃO DO MECANISMO ESTADUAL DE PREVENÇÃO E COMBATE À TORTURA DO RIO DE JANEIRO Dispõe sobre o processo de seleção de membro

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS PUC MINAS CENTRO DE MEMÓRIA E DE PESQUISA HISTÓRICA

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS PUC MINAS CENTRO DE MEMÓRIA E DE PESQUISA HISTÓRICA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS PUC MINAS CENTRO DE MEMÓRIA E DE PESQUISA HISTÓRICA INVENTÁRIO SUMÁRIO FUNDO CONSELHO DE REITORES DAS UNIVERSIDADES BRASILEIRAS - CRUB DATAS-LIMITE: 1966/1994

Leia mais

Supremo Tribunal Federal STF Artigo 101

Supremo Tribunal Federal STF Artigo 101 Supremo Tribunal Federal STF Artigo 101 Composto por 11 Ministros de Justiça vitalícios - Taxativamente 11 - Exclusivamente natos - Cidadãos - Mais de 35 e menos de 65 anos de idade - Notável saber jurídico

Leia mais

ITAMAR FRANCO um sonhador

ITAMAR FRANCO um sonhador ITAMAR FRANCO um sonhador ITAMAR AUGUSTO CAUTIEIRO FRANCO nasceu em alto-mar, a bordo do navio Itaimbé, que em Tupi-guarani significa pedra pontuda*, no dia 28 de Junho de 1929. Filho do engenheiro Augusto

Leia mais

ARRECADAÇÃO E APLICAÇÃO DE RECURSOS NAS CAMPANHAS ELEITORAIS (arts.17 a 27, Lei 9.504/97)

ARRECADAÇÃO E APLICAÇÃO DE RECURSOS NAS CAMPANHAS ELEITORAIS (arts.17 a 27, Lei 9.504/97) - Gasto eleitoral: todas as despesas com bens ou serviços durante a campanha (art.26). - Limite dos gastos de campanha: deve ser fixado, em lei, até 10 de junho de cada ano eleitoral. Caso não editada,

Leia mais

1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS

1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS 1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS DIREITOS POLÍTICOS e REGIME DEMOCRÁTICO O REGIME DEMOCRÁTICO como princípio:

Leia mais

A redemocratização do Brasil: de 1985 aos dias de hoje

A redemocratização do Brasil: de 1985 aos dias de hoje A redemocratização do Brasil: de 1985 aos dias de hoje A fase da redemocratização teve como característica o resgate da democracia e de seu pleno funcionamento e da cidadania para os brasileiros. Presidentes

Leia mais

COMITÊ ESTADUAL PARA A PREVENÇÃO E COMBATE À TORTURA DO RIO DE JANEIRO

COMITÊ ESTADUAL PARA A PREVENÇÃO E COMBATE À TORTURA DO RIO DE JANEIRO COMITÊ ESTADUAL PARA A PREVENÇÃO E COMBATE À TORTURA DO RIO DE JANEIRO EDITAL DE ELEIÇÃO DO MECANISMO ESTADUAL DE PREVENÇÃO E COMBATE À TORTURA DO RIO DE JANEIRO Dispõe sobre o processo de seleção dos

Leia mais

RESOLUÇÃO MPC-MG Nº 001, DE 11 DE MAIO DE 2011

RESOLUÇÃO MPC-MG Nº 001, DE 11 DE MAIO DE 2011 RESOLUÇÃO MPC-MG Nº 001, DE 11 DE MAIO DE 2011 Revogada pela RMPC 2/11 O Procurador-Geral do Ministério Público de Contas, com fundamento direto nos artigos 32 e 119 da Lei Complementar nº 102, de 17 de

Leia mais

VEIGA, Raul *dep. fed. RJ ; pres. RJ ; dep. fed. RJ

VEIGA, Raul *dep. fed. RJ ; pres. RJ ; dep. fed. RJ VEIGA, Raul *dep. fed. RJ 1909-1917; pres. RJ 1918-1922; dep. fed. RJ 1927-1930. Raul de Morais Veiga nasceu na fazenda da Barra, em São Francisco de Paula, atual Trajano de Morais (RJ), no dia 24 de outubro

Leia mais

SISTEMA SEMI-PRESIDENCIALISTA

SISTEMA SEMI-PRESIDENCIALISTA REPÚBLICA DE ANGOLA COMISSÃO CONSTITUCIONAL PROJECTO DE CONSTITUIÇÃO B SISTEMA SEMI-PRESIDENCIALISTA (Texto de Apresentação Pública) O Projecto B comporta 195 artigos e os seus principais aspectos são

Leia mais

presidencial por Deodoro. Fracassada a rebelião, foi um dos deportados para Cucuí, no alto Amazonas, e perdeu o cargo de diretor da Faculdade de

presidencial por Deodoro. Fracassada a rebelião, foi um dos deportados para Cucuí, no alto Amazonas, e perdeu o cargo de diretor da Faculdade de SEABRA, J. J. *const. 1891; dep. fed. BA 1891-1893 e 1897-1902; min. Interior e Just. 1902-1906; dep. fed. BA 1909-1910; min. Viação 1910-1912; gov. BA 1912-1915; dep. fed. BA 1916-1917; sen. BA 1917-1920;

Leia mais

FICHA DE DESCRIÇÃO DE COLEÇÕES

FICHA DE DESCRIÇÃO DE COLEÇÕES UFGD FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO REGIONAL FICHA DE DESCRIÇÃO DE COLEÇÕES COLEÇÃO: DOCUMENTOS MATO-GROSSENSES SÉCULOS XVIII E XIX 1. ÁREA DE IDENTIFICAÇÃO 1.1. Código de referência:

Leia mais

PAULO PINTO DE ALBUQUERQUE

PAULO PINTO DE ALBUQUERQUE PAULO PINTO DE ALBUQUERQUE Faculdade de Direito Universidade Católica Portuguesa Palma de Cima, Lisboa 1649-023 Portugal palbu@fd.lisboa.ucp.pt www.fd.lisboa.ucp.pt/~palbu PROFISSÃO: JUIZ do Tribunal Europeu

Leia mais

historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima

historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima 1930-1945 A era Vargas: 1930-1945 1930 2 de janeiro: publicação da plataforma da Aliança Liberal. 1 de março: vitória de Julio Preste

Leia mais

2º EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY DA REGIÃO NORTE

2º EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY DA REGIÃO NORTE 2º EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY DA REGIÃO NORTE São convocados os senhores Usuários dos serviços de Telecomunicações e as associações ou entidades que

Leia mais

NORMAS PARA REGISTRO DE AUSÊNCIA DOCENTE E REPOSIÇÕES DE AULAS

NORMAS PARA REGISTRO DE AUSÊNCIA DOCENTE E REPOSIÇÕES DE AULAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA NORMAS PARA REGISTRO DE AUSÊNCIA DOCENTE E REPOSIÇÕES DE AULAS Art.

Leia mais

2012/ Ao presidente do partido e ao juiz eleitoral

2012/ Ao presidente do partido e ao juiz eleitoral 2012/2014 2016 20/07 a 05/08 Data das Convenções Partidárias 10/06 a 30/06 (Art. 8º da Lei nº. 9.504/97 e 93, 2º da Lei 4.737/65) Prazo de filiação partidária Comunicação de desfiliação partidária Janela

Leia mais