Configuração de um servidor SMTP com Postfix no CentOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Configuração de um servidor SMTP com Postfix no CentOS"

Transcrição

1 Configuração de um servidor SMTP com Postfix no CentOS Configuração de um servidor SMTP com Postfix no CentOS Resumo Este documento tem como objetivo fornecer uma documentação para implementação e administração de um servidor SMTP utilizando o Postfix. Introdução O Postfix utiliza dois arquivos de configuração principais que ficam no diretório /etc/postfix, o main.cf e master.cf. Além disso, o postfix possui outro diretório chamado /var/spool/postfix/ onde encontramse as filas de s. Configuração Básica A configuração básica é bem simples de se fazer, e deixa o servidor apto a entregar s diretamente aos destinatários, para fazer a configuração basta modificar os seguintes parâmetros do arquivo /etc/postfix/mainf.cf : myhostname = smtp.minhaempresa.com.br mydomain = minhaempresa.com.br mydestination = $mydomain, $myhostname, localhost.domain relay_domains = dominioamigo.com.br O domínio utilizado deve ter seu nome resolvido!! Apague a linha abaixo no main.cf: inet_interfaces = localhost Feita esta configuração basta iniciar o serviço para testar, verifique o log para confirmar que ocorreu tudo bem. ]# service postfix start ]# tail -f /var/log/maillog Teste a conexão com telnet, envie o como na figura abaixo. ]# telnet smtp.minhaempresa.com.br 25

2 Você acabou de enviar um para o fulano, vamos confirmar: ]# postqueue -p Poderia ser utilizado mailq ou ainda as opções -f do postqueue para forçar a entrega dos s. No nosso exemplo o não foi entregue por que a resolução de nomes para dominioamigo.com.br não foi possível. Vamos excluir estes s da fila. ]# postsuper -d 7A4DB834D No exemplo acima 7A4DB834D é o identificador do . Substitua este valor para um da sua fila. Para verificar quais parâmetros estão ativos no Postfix faça: ]# postconf -n Mapas O Postfix utiliza na sua configuração arquivos textos formatados em duas colunas, são os mapas. Os mapas são utilizados para adicionar funcionalidades a configuração, tais como controlar relay, autenticação, acesso a servidor LDAP, aliases de , etc... No arquivo de configuração (main.cf) os mapas são especificados no formato tipo:nome. transport_maps = hash:/etc/postfix/transport header_checks = regexp:/etc/postfix/header_checks Para descobrir, os tipos de mapas faça: ]# postconf -m Mapa de "aliases" Aliases são apelidos de contas de utilizados para redirecionar mensagens de uma conta para outra. O arquivo onde são definidos os aliases é o /etc/postfix/aliases. Vamos adicionar um alias para a conta Para isso, edite o arquivo de aliases e adicone a seguinte linha:

3 webmaster: É possível também utilizar o alias para fazer uma pequena lista, por exemplo: diretoria: joao Atualize a base de dados de alias executando o comando abaixo: ]# postalias /etc/postfix/aliases Feita a configuração não é necessário reiniciar o Postfix. Faça testes enviando s para os aliases. Tabelas simples (DB, hash) Vamos agora gerar mapas do tipo DB, criaremos um mapa que contém uma lista de endereços IP e uma ação a ser tomada. Edite um arquivo texto com o conteúdo abaixo e salve-o como /etc/postfix/client_access REJECT uol.com.br REJECT spammer.net REJECT intranet.com.br OK Para que o Postfix possa utilizar este mapa, temos que converte-los para um mapa DB executando o comando abaixo. ]# postmap /etc/postfix/client_access Para consultar o mapa e testar, faça: ]# postmap -q hash:/etc/postfix/client_access Expressões Regulares Tabela com expressões regulares (ER) tem na primeira coluna uma expressão regular, e na segunda coluna a substituição que deve ser feita. Se a ER casar com a chave de procura, o valor retornado será o da segunda coluna. Vejam alguns exemplos feitos no arquivo

4 /etc/postfix/sender_access.regexp: Convertendo para Rejeita do tipo REJECT Colocando o.br opcional REJECT Esse tipo de mapa não precisa ser convertido para DB. Vamos fazer testes com o postmap. ]# postmap -q regexp:/etc/postfix/sender_access.regexp Usando Mapas em Restrições No Postfix existem inúmeras classes de restrições que podem ser usadas para controlar se uma mensagem é aceita ou não. Para realizar esta decisão é possível verificar diversas variáveis: Endereço IP de origem da conexão. Parâmetro do comando EHLO (ou HELO). Remetente (MAIL FROM). Destinatário (RCPT TO). Conteúdo dos cabeçalhos da mensagem. Conteúdo da mensagem. Estas variáveis são utilizadas nas classes de restrição, no postfix temos as seguintes classes disponíveis. Table 1: Classes Disponíveis Classe de restrição onde atua smtpd client restrictions Estabelecimento de conexão com o servidor: smtpd_helo_restrictions Após o comando HELO ou EHLO smtpd_sender_restrictions Após o comando MAIL FROM smtpd_recipient_restrictions Após o comando RCPT TO smtpd_etrn_restrictions Quando do comando ETRN smtpd_restriction_classes Classe genéricas definidas pelo usuário

5 Configuração mínima Uma configuração mínima para a classe smtpd_recipient_restrictions pode ser: smtpd_recipient_restrictions = permit_mynetworks, reject_unauth_destination Esta configuração deve ser adicionada no arquivo main.cf e o postfix deve ser reiniciado para ativar esta nova configuração. permit mynetworks: Casa com o parâmetro mynetworks e indica os clientes que podem conectar no servidor e enviar s. reject_unauth_destination: Rejeita relay não autorizado. Acrescentando verificação de sintaxe e DNS Vamos acrescentar mais duas verificações, a reject_non_fqdn_sender para rejeitar MAIL FROM não qualificado e reject_unknown_sender_domain que rejeita MAIL FROM cujo domínio não resolve para um registro A ou MX. smtpd_recipient_restrictions = reject_non_fqdn_sender, reject_unknown_sender_domain, permit_mynetworks, reject_unauth_destination, permit Tente enviar um onde o destino seja por exemplo esta mensagem deve ser rejeitada. Outras verificações ainda podem ser feitas: reject_non_fqdn_recipient: Rejeita mensagens cujo o domínio do destinatário não seja qualificado. reject_unknown_recipient_domain: Rejeita mensagens cujo o domínio do destinatário não pode ser resolvido por DNS. Restrições de acesso Com as restrições de acesso é possível também restringir um determinado domínio ou endereçoo IP, ou ainda um remetente específico, além de outras.

6 (Man 5 postconf) A sintaxe das restrições são utilizadas no formato: Verificação O que faz check_helo_access Verifica parâmetro passado para HELO check_client_access Verifica o IP do cliente check_sender_access Verifica o endereço do remetente (MAIL FROM) check_recipient_access Verifica o endereço do destinatário (RCPT TO) Com estes parâmetros a configuração deve ficar da seguinte maneira: smtpd_recipient_restrictions = reject_non_fqdn_sender, reject_unknown_sender_domain, permit_mynetworks, reject_unauth_destination, check_helo_access hash:/etc/postfix/helo_access, check_client_access hash:/etc/postfix/client_access, check_sender_access hash:/etc/postfix/sender_access, check_sender_access regexp:/etc/postfix/sender_access.regexp, check_recipient_access hash:/etc/postfix/recipient_access, permit Desta maneira, para fazermos com que nosso servidor de bloqueie mensagens do domínio spammer.net edite o arquivo /etc/postfix/client_access e coloque o seguinte conteúdo: spammer.net REJECT As ações que podem ser tomadas (colocadas nos mapas) são: Ações Efeito OK Endereço/ aceito REJECT[texto] Endereço/ rejetado 45[NN] texto Rejeita especificando qual o código e texto DUNNO Age como se a chave não tivesse sido encontrada HOLD [texto] Coloca a mensagem na fila de espera DISCARD [texto] Faz de conta que aceita a mensagem, mas na verdade é descartada

7 Edite o arquivo client_access e configure para rejeitar o endereço de um cliente. Crie o mapa novamente e tente enviar um deste cliente. RBL - Realtime Black Lista Para tentar vencer a briga contra os spammers as empresas juntaram-se coletando informações sobre as redes e servidores utilizados para enviar spam. Esses dados foram organizados e disponibilizados de maneira pública (ou não) para os administradores, foi criada então as black lists. Para configuar que uma determinada black list seja utilizada para filtras os s, adicione a seguinte configuração: smtpd_recipient_restrictions = reject_non_fqdn_sender, reject_unknown_sender_domain, permit_mynetworks, reject_unauth_destination, check_helo_access hash:/etc/postfix/helo_access, check_client_access hash:/etc/postfix/client_access, check_sender_access hash:/etc/postfix/sender_access, check_sender_access regexp:/etc/postfix/sender_access.regexp, check_recipient_access hash:/etc/postfix/recipient_access, reject_rbl_client site.rbl.com, reject_rbl_client outrosite.rbl.com, permit Inspeção de conteúdo Com o postfix é possível fazer verificações no conteúdo das mensagens (cabeçalho e corpo) em tabelas, os parâmetros mais utilizados são: Parâmetro Função header_checks Verifica cabeçalhos body_checks Verifica o corpo da mensagem mime_header checks texto Verifica cabeçalhos MIME somente body_checks_size_limit Controla quantos bytes do corpo da mensagem são verificados Esses filtros não são configurados dentro das classes de restrições de acesso, eles podem estar em qualquer local do arquivo de configuração do Postfix.

8 Exemplos: /etc/postfix/main.cf header_checks = regexp:/etc/postfix/header_checks.regexp body_checks = regexp:/etc/postfix/body_checks.regexp header checks.regexp /^Subject: Fique rico/ REJECT body checks.regexp /filename=\"?.*\.(doc tar zip exe)\.(pif bat com exe)\"?$/ REJECT Possible Virus (double extension) Autenticação Até agora configuramos um servidor SMTP funcional que realiza alguns filtros que podem ser bem refinados. Agora vamos fazer para que nosso servidor exija autenticação para os usuários que desejarem utilizá-lo. No Postfix é necessário utilizar a biblioteca SASL (Simple Authentication and Security Layer ) que oferece diversos métodos de autenticação, cada uma com suas características. Autenticação é útil em: Controle (log) de usuários Permitir relay de usuários autenticados Servidor de que envia mensagens para internet através de outro servidor de . Vamos configurar a autenticação utilizando do tipo plain text que utiliza o shadow do sistema, para isso edite o arquivo /usr/lib/sasl/smtpd.conf como abaixo: pwcheck_method = saslauthd Para configurar o daemon saslauthd que será responsável por pegar a senha e enviar para um dos diversos tipos de autenticação, devemos configurá-lo no arquivo /etc/sysconfig/saslauthd como abaixo: MECH="shadow" Você pode também rodar o comando "saslauthd -v" para visualizar uma lista disponível de mecanismos de autenticação.

9 Agora iniciamos o serviço: ]# service saslauthd start E por fim, configurar o Postfix com os seguintes parâmetros: smtpd_sasl_auth_enable = yes smtpd_sasl_security_options = noanonymous smtpd_sasl_local_domain = $myhostname broken_sasl_auth_clients = yes smtpd_recipient_restrictions = reject_non_fqdn_sender, reject_unknown_sender_domain, permit_mynetworks, permit_sasl_authenticated, reject_unauth_destination, check_helo_access hash:/etc/postfix/helo_access, check_client_access hash:/etc/postfix/client_access, check_sender_access hash:/etc/postfix/sender_access, check_sender_access regexp:/etc/postfix/sender_access.regexp, check_recipient_access hash:/etc/postfix/recipient_access, reject_rbl_client site.rbl.com, reject_rbl_client outrosite.rbl.com, permit Reinicie o Postfix e configure um MUA de sua preferência para autenticar-se no seu servidor. Configuração como Relay Agent Um servidor configurado como Relay Agent não envia as mensagens diretamente para os MTA dos provedores de destino, ele envia estas mensagens apenas para um servidor específico. Para fazer esta configuração edite o arquivo main.fc e faça: relayhost = smtp.meuprovedor.com.br Desta maneira, o servidor já está atuando como Relay Agent, mas em muitos casos os servidores exigem autenticação. Então deve-se configurar o Postfix como um cliente de autenticação SASL (diferente do passo anterior que configuramos como servidor de autenticação).

10 Habilitando a autenticação (cliente) no main.fc smtp_sasl_auth_enable = yes smtp_sasl_password_maps = hash:/etc/postfix/saslpass smtp_sasl_security_options = Como definimos o arquivo do mapa anteriormente, agora temos que definir os servidores remotos e seus usuários e senhas. Edite o arquivo /etc/postfix/saslpass e faça: smtp.meuprovedor.com.br bob:passw123 E depois, gere o mapa: postmap /etc/postfix/saslpass Domínios Virtuais Provedores de acesso tem em seus servidores diversos domínios configurados, para isso é utilizado Domínios Virtuais, vamos fazer uma configuração simples para um domínio editando o main.fc: virtual_alias_domains = virtual.com.br virtual_alias_maps = hash:/etc/postfix/virtual O arquivo /etc/postfix/virtual postmaster fulano jsilva maria Faça os testes enviando s para estas contas.

Adriano Mauro Cansian

Adriano Mauro Cansian Postfix Configurações para start-up Adriano Mauro Cansian adriano@acmesecurity.org Tópicos em Sistemas de Computação Configuração básica Configuração básica para o /etc/posfix/main.cf Configurações básicas

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMSI ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX

ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMSI ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX ADMSI ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS PARA INTERNET ADMSI ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX ESCOLA SENAI SUIÇO BRASILEIRA ENVIO DE E-MAILS - POSTFIX OBJETIVOS: Ao final dessa

Leia mais

Configuração de servidores SMTP e POP3

Configuração de servidores SMTP e POP3 Configuração de servidores SMTP e POP3 Disciplina: Serviços de Rede Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Configuração Postfix O servidor SMTP usado na

Leia mais

Passos Preliminares: Acessando a máquina virtual via ssh.

Passos Preliminares: Acessando a máquina virtual via ssh. CIn/UFPE Sistemas de Informação Redes de Computadores Professor: Kelvin Lopes Dias Monitor: Edson Adriano Maravalho Avelar {kld,eama}@cin.ufpe.br Instalando o POSTFIX. Este tutorial irá mostrar como instalar

Leia mais

Linux Network Servers

Linux Network Servers Postfix Na década de 70, as primeiras mensagens eram enviadas pela Arpanet, antecessora da atual Internet. A troca de mensagens era feita em sua maioria por estudantes, pesquisadores e profissionais dos

Leia mais

Servidor de Correio Eletrônico Postfix

Servidor de Correio Eletrônico Postfix Servidor de Correio Eletrônico Postfix IFSC UNIDADE DE SÃO JOSÉ CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE DE TELECOMUNICAÇÕES! Prof. Tomás Grimm Protocolos de correio Protocolos de correio SMTP (Simple Mail Transfer Protocol)

Leia mais

Instalação e Configuração Servidor de Email Postfix

Instalação e Configuração Servidor de Email Postfix Instalação e Configuração Servidor de Email Postfix Instalação e Configuração Servidor de Email - Postfix Postfix e Courier são servidores de e-mail, usados para o envio de mensagens (Postfix) e o recebimento

Leia mais

Servidor de E-mails e Protocolo SMTP. Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes

Servidor de E-mails e Protocolo SMTP. Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Servidor de E-mails e Protocolo SMTP Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes Definições Servidor de Mensagens Um servidor de

Leia mais

Análise de Desempenho de Políticas de Segurança em Servidores de Correio Eletrônico

Análise de Desempenho de Políticas de Segurança em Servidores de Correio Eletrônico Análise de Desempenho de Políticas de Segurança em Servidores de Correio Eletrônico Gustavo Rodrigues Ramos Thiago Alves Siqueira Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian Coordenador ACME! Computer Security Research

Leia mais

Serviço e-mail Postfix. Instalação e configuração do serviço e-mail Postfix.

Serviço e-mail Postfix. Instalação e configuração do serviço e-mail Postfix. Serviço e-mail Postfix agosto/2013 Instalação e configuração do serviço e-mail Postfix. 1 Histórico O correio eletrônico [e-mail] foi uma das primeiras aplicações práticas utilizadas no início da internet

Leia mais

RELATÓRIO DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS APLICATIVOS BIND E POSTFIX

RELATÓRIO DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS APLICATIVOS BIND E POSTFIX RELATÓRIO DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS APLICATIVOS BIND E POSTFIX EDFRANCIS PEREIRA MARQUES SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO V INTRODUÇÃO NESTE RELATÓRIO VEREMOS A IMPORTÂNCIA DE CONHECER CADA COMANDO EXECUTADO,

Leia mais

LPI nível 2: Aula 10

LPI nível 2: Aula 10 Décima aula da preparação LPIC-2 TUTORIAL LPI nível 2: Aula 10 Listas de discussão. Servidor de email redirecionamento e aliases. Filtros do Procmail. Instalação de um servidor de notícias. por Luciano

Leia mais

Solução Anti-Spam. Set/2006

Solução Anti-Spam. Set/2006 Solução Anti-Spam Set/2006 Motivação do Projeto PROBLEMA : A taxa de recebimento de spams muito alta, gerando insatisfação dos usuários E-mails: Picos de 640 mil/dia Usuários: Média de 30 spams/dia Objetivo

Leia mais

Orientações para o uso do Mozilla Thunderbird

Orientações para o uso do Mozilla Thunderbird Orientações para o uso do Mozilla Thunderbird Mozilla Thunderbird O Mozilla Thunderbird é um software livre feito para facilitar a leitura, o envio e o gerenciamento de e-mails. Índice Configurando o Mozilla

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: NDDigital n-access Versão: 4.2 Versão do Doc.: 1.1 Autor: Lucas Santini Data: 27/04/2011 Aplica-se à: NDDigital n-billing Detalhamento de Alteração do Documento Alterado

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS LINUX. Servidor de

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS LINUX. Servidor de ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS LINUX Servidor de e-mail INTRODUÇÃO E-mail é sem dúvida a aplicação mais popular da Internet. Em 1991, metade de todas as conexões TCP eram para o SMTP. Atualmente, além do envio

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Menu Configurações - Multi-Empresa Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Cadastrar Empresas... 3 3.2 Agendar Sincronização... 3 4 FUNCIONALIDADES...

Leia mais

COLÉGIO IMPERATRIZ LEOPOLDINA. Como utilizar o Webmail nome.sobrenome@colegiocil.com.br

COLÉGIO IMPERATRIZ LEOPOLDINA. Como utilizar o Webmail nome.sobrenome@colegiocil.com.br COLÉGIO IMPERATRIZ LEOPOLDINA Como utilizar o Webmail nome.sobrenome@colegiocil.com.br Após identificação no Portal CIL ( www.colegiocil.com.br ) alguns serviços estão à disposição da comunidade de alunos

Leia mais

Introdução. Instalando o Postfix. # apt-get install postfix. # apt-get install postfix-ldap. # apt-get install postfix-mysql

Introdução. Instalando o Postfix. # apt-get install postfix. # apt-get install postfix-ldap. # apt-get install postfix-mysql Introdução Tradicionalmente, o Sendmail é o servidor de e-mails mais conhecido, não apenas no Linux, mas nos sistemas Unix em geral. Ele é um dos mais antigos (disponível desde 1982, mais de uma década

Leia mais

Configurando o Outlook Express - Passo a Passo

Configurando o Outlook Express - Passo a Passo Configurando o Outlook Express - Passo a Passo PASSO 1 Na "Barra de menus" do Outlook Express clique em "Ferramentas", depois em "Contas..." PASSO 2 Na janela "Contas na Internet", clique em "Adicionar",

Leia mais

Manual do Usuário. Resumo

Manual do Usuário. Resumo Manual do Usuário Grupo de Teleinformática e Automação (GTA) Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) http://www.gta.ufrj.br 11 de fevereiro de 2008 Resumo O Grupo de Teleinformática e Automação (GTA/UFRJ)

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NTIC E-MAIL INSTITUCIONAL

DOCUMENTAÇÃO NTIC E-MAIL INSTITUCIONAL DOCUMENTAÇÃO NTIC E-MAIL INSTITUCIONAL (GERENCIAMENTO) 09/2014 1 LISTA DE FIGURAS Figura 1: Configuração GMAIL [SERVIDORES]: Configurações... 7 Figura 2: Configuração GMAIL [SERVIDORES]: Contas e Importação...

Leia mais

Implementando Políticas ANTI-SPAM

Implementando Políticas ANTI-SPAM POP-RS / CERT-RS Implementando Políticas ANTI-SPAM Émerson Virti emerson@tche.br Resumo Motivação - Problemática do Spam Os Remetentes Formas de Controle de Spam Controlando Spam no POP-RS Conclusões Reunião

Leia mais

Guia de Instalação e Configuração do Noosfero

Guia de Instalação e Configuração do Noosfero Guia de Instalação e Configuração do Noosfero Índice Instalação e Configuração do Noosfero...3 Instalação das dependências principais do Noosfero no Debian 7...3 Instalação do PostFix e SASL...3 Configuração

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Tutorial: Webmail. Dicas de Uso e Funcionalidades 02/2015. Versão 01

Tutorial: Webmail. Dicas de Uso e Funcionalidades 02/2015. Versão 01 Tutorial: Webmail Dicas de Uso e Funcionalidades 02/2015 Versão 01 Conteúdo Tutorial: Webmail 2015 Descrição... 2 Possíveis problemas... 5 Criando Regras de Mensagens (Filtros Automáticos)... 11 A partir

Leia mais

Michel Max SMTP Redirect Versão 1.00

Michel Max SMTP Redirect Versão 1.00 Índice Configuration Console (Console de Configuração)... 2 Aba Seriviço... 2 Aba Permissão de Envio... 3 Aba Permissão de Destino... 4 Aba Rastreamento... 5 Michel Max All Rights Reserved 1 Configuration

Leia mais

Faculdade Senac Relatório Projeto integrador SI 5

Faculdade Senac Relatório Projeto integrador SI 5 Faculdade Senac Relatório Projeto integrador SI 5 Introdução O objetivo do projeto era o de implementar alguns serviços e dividi-los em dois servidores. Os serviços são HTTP, Banco de Dados, DNS, FTP e

Leia mais

SMTP, POP, IMAP, DHCP e SNMP. Professor Leonardo Larback

SMTP, POP, IMAP, DHCP e SNMP. Professor Leonardo Larback SMTP, POP, IMAP, DHCP e SNMP Professor Leonardo Larback Protocolo SMTP O SMTP (Simple Mail Transfer Protocol) é utilizado no sistema de correio eletrônico da Internet. Utiliza o protocolo TCP na camada

Leia mais

Tópicos Especiais em Redes de Computadores. Servidor de Correio Eletrônico (Sendmail) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes

Tópicos Especiais em Redes de Computadores. Servidor de Correio Eletrônico (Sendmail) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes Tópicos Especiais em Redes de Computadores Servidor de Correio Eletrônico (Sendmail) Professor: Alexssandro Cardoso Antunes Roteiro Objetivos Instalação (projetos envolvidos) Definições, Características

Leia mais

Senha Admin. Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização

Senha Admin. Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização Manual do Nscontrol Principal Senha Admin Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização Aqui, você poderá selecionar quais programas você quer que

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG Página 1 de 26 Sumário Introdução...3 Layout do Webmail...4 Zimbra: Nível Intermediário...5 Fazer

Leia mais

O Protocolo SMTP. Configuração de servidor SMTP

O Protocolo SMTP. Configuração de servidor SMTP O Protocolo SMTP (Simple Mail Transfer Protocol, que se pode traduzir por Protocolo Simples de Transferência de Correio) é o protocolo standard que permite transferir o correio de um servidor a outro em

Leia mais

Configuração do Outlook para o servidor da SET

Configuração do Outlook para o servidor da SET Configuração do Outlook para o servidor da SET Selecione Ferramentas + Contas... no seu Outlook Express. Clique no botão Adicionar + Email, para acrescentar uma nova conta, ou no botão Propriedades para

Leia mais

Aker SMTP Gateway Manual Introdução 1. Instalação 1.1. Requisitos mínimos de Hardware 1.2. Instalação do Módulo Servidor do Aker Secure Mail Gateway

Aker SMTP Gateway Manual Introdução 1. Instalação 1.1. Requisitos mínimos de Hardware 1.2. Instalação do Módulo Servidor do Aker Secure Mail Gateway Aker SMTP Gateway Manual Introdução 1. Instalação 1.1. Requisitos mínimos de Hardware 1.2. Instalação do Módulo Servidor do Aker Secure Mail Gateway para ambientes Unix 2. Interface Gráfica de Administração

Leia mais

Parte I. Demoiselle Mail

Parte I. Demoiselle Mail Parte I. Demoiselle Mail Para o envio e recebimento de e-s em aplicativos Java, a solução mais natural é usar a API JavaMail [http:// www.oracle.com/technetwork/java/java/index.html]. Ela provê um framework

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

Ao ligar o equipamento, você verá a mensagem abaixo, o objetivo dela é fazer a configuração mínima para LOGAR ao servidor da Internet.

Ao ligar o equipamento, você verá a mensagem abaixo, o objetivo dela é fazer a configuração mínima para LOGAR ao servidor da Internet. MANUAL DE OPERAÇÃO DO NET MACHINE VOCÊ NÃO NECESSITA MAIS DE UM COMPUTADOR PARA CONVERSAR COM ALGUÉM QUE ESTA NO MIRC NET MACHINE É UM PLACA ELETRÔNICA DE BAIXO CUSTO A PLACA TAMBEM PODE MANDAR E LER E-MAILS

Leia mais

Atualizaça o do Playlist Digital

Atualizaça o do Playlist Digital Atualizaça o do Playlist Digital Prezados Clientes, Nós da Playlist Software Solutions empresa líder de mercado no desenvolvimento de software para automação de rádios - primamos pela qualidade de nossos

Leia mais

Utilização do Webmail da UFS

Utilização do Webmail da UFS Universidade Federal de Sergipe Centro de Processamento de Dados Coordenação de Redes de Computadores Utilização do Webmail da UFS Procedimento Com o intuito de facilitar a execução dos passos, este tutorial

Leia mais

ANÁLISE DE FERRAMENTAS PARA O CONTROLE DE SPAM

ANÁLISE DE FERRAMENTAS PARA O CONTROLE DE SPAM ANÁLISE DE FERRAMENTAS PARA O CONTROLE DE SPAM Paulo Manoel Mafra Departamento de Automação e Sistemas Universidade Federal de Santa Catarina 88040-900 Florianópolis - SC mafra@das.ufsc.br ANÁLISE DE FERRAMENTAS

Leia mais

Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS

Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS Instituto de Física de São Carlos Seção Técnica de Informática Tutorial para configurar o e-mail do IFSC usando o OUTLOOK EXPRESS OBS: Este tutorial foi elaborado usando o Outlook Express, no entanto,

Leia mais

Configuração do cliente de e-mail Thunderbird para usuários DAC

Configuração do cliente de e-mail Thunderbird para usuários DAC Configuração do cliente de e-mail Thunderbird para usuários DAC A. Configurando a autoridade certificadora ICPEdu no Thunderbird Os certificados utilizados nos serviços de e-mail pop, imap e smtp da DAC

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PROFESSOR: DIOGO NUNES

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PROFESSOR: DIOGO NUNES FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PROFESSOR: DIOGO NUNES PREPARAÇÃO DOS SERVIDORES, CONFIGURAÇÃO DE SERVIÇOS E APLICAÇÃO DETÉCNICAS DE SEGURANÇA E HARDERING GABRIEL DUARTE THIAGO BATISTA

Leia mais

Servidor de E-mails e Protocolo SMTP

Servidor de E-mails e Protocolo SMTP Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Servidor E-mails e Protocolo SMTP Professor: João Paulo Brito Gonçalves Disciplina: Serviços Res Definições Servidor Mensagens Um servidor mensagens é responsável

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Avisos Automáticos no Sistema TOTVS RM.

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Avisos Automáticos no Sistema TOTVS RM. Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Avisos Automáticos no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Parâmetros da Coligada Atual...

Leia mais

Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário. 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S.

Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário. 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S. Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S. Tomaz IT.002 02 2/14 Como acessar o Webmail da Secretaria de Educação? Para

Leia mais

E-mail Seguro - Guia do Destinatário

E-mail Seguro - Guia do Destinatário E-mail Seguro - Guia do Destinatário Índice Como abrir sua primeira Mensagem Criptografada... 3 Guia Passo-a-Passo para Abrir Seu Primeiro Envelope... 3 Primeiro Passo:... 3 Segundo Passo:... 3 Terceiro

Leia mais

Atualizaça o do Maker

Atualizaça o do Maker Atualizaça o do Maker Prezados Clientes, Nós da Playlist Software Solutions empresa líder de mercado no desenvolvimento de software para automação de rádios - primamos pela qualidade de nossos produtos,

Leia mais

SEGURANÇA EM SERVIDORES DE CORREIO ELETRÔNICO

SEGURANÇA EM SERVIDORES DE CORREIO ELETRÔNICO UNIÃO EDUCACIONAL MINAS GERAIS S/C LTDA FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS DE MINAS Autorizada pela Portaria no 577/2000 MEC, de 03/05/2000 ESPECIALIZAÇÃO EM SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO MARCEL FAGUNDES SOUZA

Leia mais

Configuração de e-mail. Treinamento OTRS Help Desk

Configuração de e-mail. Treinamento OTRS Help Desk Configuração de e-mail Treinamento OTRS Help Desk Sumário Recebimento de Email...4 Envio de Email... 5 FAQs Complemento relacionadas...7 Recebimento de Email O OTRS permite criar emails a partir de uma

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil...

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil... Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4 2. Ferramentas e Configurações... 5 2.1 Ver Perfil... 5 2.2 Modificar Perfil... 6 2.3 Alterar Senha... 11 2.4 Mensagens... 11 2.4.1 Mandando

Leia mais

Manual de uso do e-mail institucional FMB e HC. Manual de uso do e-mail institucional FMB e HC

Manual de uso do e-mail institucional FMB e HC. Manual de uso do e-mail institucional FMB e HC Manual de uso do e-mail institucional FMB e HC 1 FICHA CATALOGRÁFICA ELABORADA PELA SEÇÃO TÉC. AQUIS. E TRAT. DA INFORMAÇÃO DIVISÃO TÉCNICA DE BIBLIOTECA E DOCUMENTAÇÃO - CAMPUS DE BOTUCATU - UNESP BIBLIOTECÁRIA

Leia mais

Introdução. Nesta guia você aprenderá:

Introdução. Nesta guia você aprenderá: 1 Introdução A criação de uma lista é a primeira coisa que devemos saber no emailmanager. Portanto, esta guia tem por objetivo disponibilizar as principais informações sobre o gerenciamento de contatos.

Leia mais

Intranets. Servidor de Correio Eletrônico

Intranets. Servidor de Correio Eletrônico Intranets Servidor de Correio Eletrônico Hamilton Lima - athanazio@pobox.com 2004 versão 2 Correio eletrônico Email siginifica eletronic mail O @ em inglês significa at, ou em tal servidor, joao@nono.com

Leia mais

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso Manual de Apoio ao Treinamento Expresso 1 EXPRESSO MAIL É dividido em algumas partes principais como: Caixa de Entrada: local onde ficam as mensagens recebidas. O número em vermelho entre parênteses refere-se

Leia mais

U3 Sistemas Análise e Desenvolvimento de Softwares ===== Manual [Atualização nº 1141] ===== Manual. Atualização nº 2015.

U3 Sistemas Análise e Desenvolvimento de Softwares ===== Manual [Atualização nº 1141] ===== Manual. Atualização nº 2015. 1 Manual Atualização nº 2015.1141 Junho/2015 01 ENVIO DE E-MAIL ATRAVÉS DO SISTEMA 2 01.01 Acrescentamos um novo recurso no sistema que permitirá o envio de e-mails simples ou com anexos. A nossa intenção

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

1 Arquivamento de e-mails

1 Arquivamento de e-mails 1 Arquivamento de e-mails Um arquivamento nada mais é do que uma base de dados com a estrutura idêntica ao seu correio padrão, com utilização similar, mas que por definição serve para armazenar documentos

Leia mais

http://divulgafacil.terra.com.br/novahospedagem_4/configuracoes.html

http://divulgafacil.terra.com.br/novahospedagem_4/configuracoes.html Page 1 of 9 Veja abaixo como proceder para alterar as configurações de hospedagem do seu site: Na nova plataforma de hospedagem, a estrutura de diretórios FTP vai mudar um pouco. Ou seja, em caso de atualização

Leia mais

Serviços de Rede. João Victor A. Di Stasi jvictor@ufrj.br. 17 de Outubro de 2006

Serviços de Rede. João Victor A. Di Stasi jvictor@ufrj.br. 17 de Outubro de 2006 oão Victor A. Di Stasi () Serviços de Rede 17 de Outubro de 2006 1 / 76 Serviços de Rede João Victor A. Di Stasi jvictor@ufrj.br 17 de Outubro de 2006 DNS oão Victor A. Di Stasi () Serviços de Rede 17

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE MICROINFORMÁTICA

PROVA DE NOÇÕES DE MICROINFORMÁTICA 18 PROVA DE NOÇÕES DE MICROINFORMÁTICA AS QUESTÕES DE 41 A 60 CONSIDERAM O ESQUEMA PADRÃO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA OPERACIONAL MICROSOFT WINDOWS ME E DAS FERRAMENTAS MICROSOFT WINDOWS EXPLORER, MICRO-

Leia mais

Gateways de Correio Eletrônico Usando o MDaemon 6.0

Gateways de Correio Eletrônico Usando o MDaemon 6.0 Gateways de Correio Eletrônico Usando o MDaemon 6.0 Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N Technologies. Todos os Direitos Reservados.

Leia mais

ChasqueMail O e mail da UFRGS

ChasqueMail O e mail da UFRGS ChasqueMail O e mail da UFRGS Alexandre Marchi, Everton Foscarini, Rui Ribeiro Universidade Federal do Rio Grande do Sul Centro de Processamento de Dados Rua Ramiro Barcelos, 2574 Portao K Porto Alegre

Leia mais

Configuração do cliente de e-mail Windows Live Mail para usuários DAC

Configuração do cliente de e-mail Windows Live Mail para usuários DAC Configuração do cliente de e-mail Windows Live Mail para usuários DAC A. Configurando a autoridade certificadora ICPEdu no Windows Live Mail Os certificados utilizados nos serviços de e-mail pop, imap

Leia mais

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para BLACKBERRY INTERNET SERVICE. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS NO WINDOWS Se todos os computadores da sua rede doméstica estiverem executando o Windows 7, crie um grupo doméstico Definitivamente, a forma mais

Leia mais

BLACKBERRY - PME e PL Passo a Passo Registro Site BIS www.claro.blackberry.com. BlackBerry PME e Profissional Liberal

BLACKBERRY - PME e PL Passo a Passo Registro Site BIS www.claro.blackberry.com. BlackBerry PME e Profissional Liberal BLACKBERRY - PME e PL Passo a Passo Registro www.claro.blackberry.com É essencial que o usuário do BlackBerry faça um registro no site www.claro.blackberry.com O site funciona de forma semelhante a um

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

Configuração de Conta - Passo a Passo Outlook Express

Configuração de Conta - Passo a Passo Outlook Express Configuração de Conta - Passo a Passo Outlook Express Explicação do 1º PASSO Na "Barra de menus" do Outlook Express clique em "Ferramentas", depois em "Contas..." Explicação do 2º PASSO Abrirá a janela

Leia mais

MANUAL DO ANIMAIL 1.0.0.1142 Terti Software

MANUAL DO ANIMAIL 1.0.0.1142 Terti Software O Animail é um software para criar campanhas de envio de email (email Marketing). Você pode criar diversas campanhas para públicos diferenciados. Tela Principal do sistema Para melhor apresentar o sistema,

Leia mais

GUIA PRÁTICO DE INSTALAÇÃO

GUIA PRÁTICO DE INSTALAÇÃO GUIA PRÁTICO DE INSTALAÇÃO 1 1. PROCEDIMENTOS ANTES DA INSTALAÇÃO SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios 1.1. Solicitar Senha para Fechamento de PLP Solicitar ao seu consultor comercial a senha

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Guia de Configuração Rápida de D-igitalizar para E-mail

Guia de Configuração Rápida de D-igitalizar para E-mail Xerox WorkCentre M118i Guia de Configuração Rápida de D-igitalizar para E-mail 701P42686 Este guia fornece uma referência rápida para configurar a função Digitalizar para E-mail no Xerox WorkCentre M118i.

Leia mais

Guia rápido de recursos Wi-Fi GZ-EX210

Guia rápido de recursos Wi-Fi GZ-EX210 Guia rápido de recursos Wi-Fi GZ-EX210 Funcionalidades Wi-Fi Este aparelho está equipado com a função Wi-Fi. Pode realizar as seguintes operações com o uso de um smartphone ou computador, através de uma

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ UFC TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS LINUX

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ UFC TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS LINUX UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ UFC TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS LINUX Amaro Cesar Ceiça Arruda Paulo Victor Estevam Roberto Cabral TUTORIAL: SERVIDOR DE EMAIL

Leia mais

15/8/2007 Gerencia de Tecnologia da Informação Claudia M.S. Tomaz

15/8/2007 Gerencia de Tecnologia da Informação Claudia M.S. Tomaz 15/8/2007 Gerencia de Tecnologia da Informação Claudia M.S. Tomaz MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEBMAIL GETEC 01 2/13 Como acessar o Webmail da Secretaria de Educação? Para utilizar o Webmail da Secretaria de

Leia mais

Configurações de Filas. Treinamento OTRS Help Desk

Configurações de Filas. Treinamento OTRS Help Desk Configurações de Filas Treinamento OTRS Help Desk Sumário Filas... 3 Anexos... 5 Autorrespostas... 5 Modelos... 5 Saudações e Assinaturas...6 Tel: +55 (11) 2506-0180 - São Paulo SP - Brasil Filas Recomendamos

Leia mais

Configuração do cliente de e-mail Outlook 2010 para usuários DAC

Configuração do cliente de e-mail Outlook 2010 para usuários DAC Configuração do cliente de e-mail Outlook 2010 para usuários DAC A. Configurando a autoridade certificadora ICPEdu no Outlook Os certificados utilizados nos serviços de e-mail pop, imap e smtp da DAC foram

Leia mais

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep 1. Introdução Firewall é um quesito de segurança com cada vez mais importância no mundo da computação. À medida que o uso de informações e sistemas é

Leia mais

EDITORA FERREIRA MP/RJ_EXERCÍCIOS 01

EDITORA FERREIRA MP/RJ_EXERCÍCIOS 01 EDITORA FERREIRA MP/RJ NCE EXERCÍCIOS 01 GABARITO COMENTADO 01 Ao se arrastar um arquivo da pasta C:\DADOS para a pasta D:\TEXTOS utilizando se o botão esquerdo do mouse no Windows Explorer: (A) o arquivo

Leia mais

Manual de configuração do e-mail push em dispositivos móveis

Manual de configuração do e-mail push em dispositivos móveis Manual de configuração do e-mail push em dispositivos móveis 1. Como verificar a versão de seu android...pag. 02 2. Android Versão 2.2...Pag. 03 3. Android Versões 2.3.6 e 4.0.3...Pag. 08 4. Android Versão

Leia mais

Outlook 2003. Apresentação

Outlook 2003. Apresentação Outlook 2003 Apresentação O Microsoft Office Outlook 2003 é um programa de comunicação e gerenciador de informações pessoais que fornece um local unificado para o gerenciamento de e-mails, calendários,

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

Email Protection para sua conta

Email Protection para sua conta Guia do usuário Revisão D SaaS Email Protection Email Protection para sua conta O serviço Email Protection funciona na nuvem para proteger sua conta de e-mail contra spam, vírus, worms, golpes de phishing

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION

PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION PRIMEIROS PASSOS NO CRACKIT MEDIUM VERSION Parabéns por instalar o CRACKIT MV! Agora chegou a hora de configurá-lo e administrá-lo. Todo o ambiente de administração do CRACKIT MV é web, ou seja via Browser

Leia mais

Produto IV: ATU SAAP. Manual de Referência

Produto IV: ATU SAAP. Manual de Referência Produto IV: ATU SAAP Manual de Referência Pablo Nogueira Oliveira Termo de Referência nº 129275 Contrato Número 2008/000988 Brasília, 30 de outubro de 2008 1 Sistema de Apoio à Ativideade Parlamentar SAAP

Leia mais

Kerio Exchange Migration Tool

Kerio Exchange Migration Tool Kerio Exchange Migration Tool Versão: 7.3 2012 Kerio Technologies, Inc. Todos os direitos reservados. 1 Introdução Documento fornece orientações para a migração de contas de usuário e as pastas públicas

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho vi http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Administração de Redes de Computadores Resumo de Serviços em Rede Linux Controlador de Domínio Servidor DNS

Leia mais

KalumaFin. Manual do Usuário

KalumaFin. Manual do Usuário KalumaFin Manual do Usuário Sumário 1. DICIONÁRIO... 4 1.1 ÍCONES... Erro! Indicador não definido. 1.2 DEFINIÇÕES... 5 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 7 3. ACESSAR O SISTEMA... 8 4. PRINCIPAL... 9 4.1 MENU

Leia mais

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Satélite Manual de instalação e configuração CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Índice Índice 1.Informações gerais 1.1.Sobre este manual 1.2.Visão geral do sistema 1.3.História

Leia mais