CERIMONIA DE PREMIAÇÃO EXPO NACIONAL MILSET BRASIL 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CERIMONIA DE PREMIAÇÃO EXPO NACIONAL MILSET BRASIL 2015"

Transcrição

1 CERIMONIA DE PREMIAÇÃO EXPO NACIONAL MILSET BRASIL 2015 DESTAQUE PANDILLAS OS ALUNOS RECEBERÃO MEDALHAS E TAMBÉM O PRÊMIO DO MINISTÉRIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA- MCTI, UM LIVRO MAMIRAUÁ 1º HIDROTORTUGAS CHILE 2º NADA CONTRA GÍRIAS, BRODÍ, MAS TUDO TEM SEU TEMPO E SEU LUGAR- PE BRASIL 3º CILANTRIBIOTICO, UNA ALTERNATIVA NATURAL A LOS ANTIBIÓTICOS MÉXICO 4º AGUA RECICLADA ARGENTINA 1º DESTAQUE PROJETOS POR ÁREA OS ALUNOS RECEBERÃO CERTIFICADO, TROFÉU E MEDALHAS CIÊNCIAS AGRÁRIAS 1º REFORMULAÇÃO DE COMPOSTOS PARTICULADOS DE L MEGASTRÓBILOS E ACÍCULAS NÃO MODIFICADAS DE Pinus elliottii (Engelm var,eelliottii) POR INDUÇÃO PERICÁRPICA DE Phaseolus vulgaris RS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 1º AÇÃO SINERGÉTICA DE ANTIVIRAL NATURAL II CE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA 1º MODELOS PEDAGÓGICOS DE LAS PRINCIPALES ESTRUCTURAS DE UN AGN PARA EL ESTUDIO DEL COMPORTAMIENTO DE LOS JETS ASTROFÍSICOS - CHILE CIÊNCIAS HUMANAS 1º EPIFANIA FRONTEIRIÇA: POSSÍVEIS DIÁLOGOS ENTRE AS DITADURAS MILITARES BRASILEIRA E PARAGUAIA SP

2 CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS 1º JUEGOS DE ANTAÑO, UNA SOLUCIÓN PARA LAS MATEMÁTICAS - PERU ENGENHARIAS 1º PHYSQUEST - SOFTWARE DINÂMICO EDUCACIONAL MS MEIO AMBIENTE 1º REAPROVEITAMENTO DA ÁGUA DOS APARELHOS CONDICIONADORES DE AR RN CIÊNCIAS DA SAÚDE 1º UTILIZAÇÃO DO ÓLEO DE CANELA (CINNAMOMUM ZEYLANICUM) NA OBTENÇÃO DE SUBSTÂNCIAS COM POTENCIAIS ATIVIDADES ANALGÉSICAS- BA 2º DESTAQUE POR ÁREA OS ALUNOS RECEBERÃO MEDALHAS E CERTIFICADOS CIÊNCIAS AGRÁRIAS 2º ELABORAÇÃO DE PIZZA SEM GLÚTEN CE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 2º TELGEL PARAGUAY CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA 2º COGERAÇÃO: SANDUÍCHE FOTOVOLTAICO TERMÉLETRICO RN CIÊNCIAS HUMANAS 2º JOGOS PEDAGÓGICOS: UM RECURSO ESTRATÉGICO DE APRENDIZAGEM E INCLUSÃO CE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS 2º BEBES EN MICROONDAS MÉXICO

3 ENGENHARIAS 2º APLICATIVO ANDROID PARA MONITORAMENTO DE BURACOS EM VIAS PÚBLICAS BURACOS MONITOR MS MEIO AMBIENTE 2º O USO DOS MATERIAIS RECICLÁVEIS NO ENSINO DA GEOMETRIA EM PARINTINS-AM CIÊNCIAS DA SAÚDE 2º ESTUDO DO USO POPULAR DE GORDURAS ANIMAIS COMO REMÉDIO PA 3º DESTAQUE POR ÁREA OS ALUNOS RECEBERÃO MEDALHAS E CERTIFICADOS CIÊNCIAS AGRÁRIAS 3º AGRODUÍNO - CENTRAL DE CONTROLE DE ESTUFAS AGRÍCOLAS DE BAIXO CUSTO MS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 3º PALECO- PASTEURIZADOR DE LEITE COMPACTO: UMA ALTERNATIVA DE BAIXO CUSTO PARA MELHORAR A QUALIDADE DO LEITE NAS PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS, - CE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA 3º ESTUDO TERMOXIDATIVO DE BIODIESEIS DE GORDURA ANIMAL E TRATAMENTO DO SEU EFLUENTE DE PURIFICAÇÃO POR ELETROFLOCULAÇÃO- RN CIÊNCIAS HUMANAS 3º O IMPACTO SOCIOEDUCACIONAL DA EEEP DOUTOR JOSÉ IRAN COSTA NO MUNÍCIPIO DE VÁRZEA ALEGRE-CE

4 CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS 3ª MULHERES MARANGUAPENSES: HISTÓRIAS DE FÉ E SUPERAÇÃO DE LIMITES CE ENGENHARIAS 3º CONSTRUÇÃO DE UM MINI CLIMATIZADOR DE BAIXO CUSTO E ALTO DESEMPENHO ENERGÉTICO UTILIZANDO COMO FONTE DE RESFRIAMENTO UM ELEMENTO DE PELTIER E QUE SEJA ACOPLÁVEL A UMA PLACA SOLAR DE BAIXA TE CE MEIO AMBIENTE 3º GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA ATRAVÉS DA PIRÓLISE DE RESÍDUOS PLÁSTICOS PÓS-CONSUMO- MS CIÊNCIAS DA SAÚDE 3º MICROPOLVO DE HOJAS DE GUAYABA Y CORAZON DE INDIA PARA EL TRATAMIENTO DE LA DIABETES TIPO 2 "HIPOGLUCEMIN PLUS" - PARAGUAY 4º DESTAQUE POR ÁREA PROJETOS RECEBERÃO MEDALHAS E CERTIFICADOS CIÊNCIAS AGRÁRIAS 4º POTENCIAL DO ALGODÃO DE SEDA (CALOTROPIS PROCERA) NO TRATAMENTO DA PAPILOMATOSE EM BOVINOS. BA CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 4º MEDICINA POPULAR: ANÁLISE DA TOXICIDADE DO MUSSAMBÊ CLEOME SPINOSA JACQ, ATRAVÉS DE BIOENSAIO COM ARTEMIA SALINA AL

5 CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA 4º EXPLORANDO AS ÁREAS DAS FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS PRESENTES NAS PIPAS AP CIÊNCIAS HUMANAS 4º ENTRETENIMENTO JUVENIL NO MUNICÍPIO DE TIBAU/RN: UMA QUESTÃO PARA REFLETIR! RN CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS 4º ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE O GRAU DE SOCIABILIDADE E A CAPACIDADE DE LEITURA DA LINGUAGEM CORPORAL EM CRIANÇAS DE 5 A 7 ANOS SP ENGENHARIAS 4º PROTÓTIPO DE UM BARCO AUTOSSUSTENTÁVEL COM SISTEMA EMBARCADO PARA MONITORAMENTO DE LOCAIS INÓSPITOS E/OU DE DIFÍCIL ACESSO RN MEIO AMBIENTE 4º UTILIZAÇÃO DA Eichhorniacrassipes, Pistiastratiotes E Heliconiarostrata PARA O TRATAMENTO E REAPROVEITAMENTO DA ÁGUA DE ESGOTO DOMÉSTICO SC CIÊNCIAS DA SAÚDE 4º PROGRAMA FÍSICO ESCOLAR: SOLUÇÕES PRÁTICAS NO AUXÍLIO À DEPRESSÃO JUVENIL NO ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO PE PRÊMIO ABRIC DE DESTAQUE EM INICIAÇÃO CIENTÍFICA OS ESTUDANTES RECEBERÃO MEDALHAS E CERTIFICADO CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DO EXTRATO OLEOSO DE ALHO ROXO (Allium sativum) E SUA UTILIZAÇÃO NA PRODUÇÃO DE UMA

6 POMADA NATURAL INIBIDORA DAS TOXINAS CAUSADAS POR PICADAS DE ABELHAS- RN ISADORA CARVALHO DE JESUS E SAULO LUÍS CAPIM ESTUDO DO CONTROLE ALTERNATIVO DE Cryptoterme brevix E Aedes aegypti POR EXTRATO DE ANNONA SQUAMOSA- RN KEVIN DANUWAY DE OLIVEIRA ALVES E JOSÉ EVERTON PINHEIRO MONTEIRO CONTROLE ALTERNATIVO DE Cochonilhas EM PALMAS FORRAGEIRAS NA LOCALIDADE DE SERRA BRANCA - CASA NOVA- BA. CARLOS JOSÉ DE SOUZA, CAMILA DA SILVA NASCIMENTO E ANA CLAUDIA DOS PASSOS FERNANDES PROJETOS PREMIADOS PELA ABRITEC ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INCENTIVO A CIÊNCIA E TECNOLOGIA PRÊMIO - DESTAQUE INCENTIVO À PESQUISA CIENTIFICA ABRITEC OS ESTUDANTES RECEBERÃO MEDALHAS E CERTIFICADO PROJETOS NACIONAIS CIÊNCIAS AGRÁRIAS O BENEFICIAMENTO DO CAJU ATRAVÉS DA (RE) UTILIZAÇÃO DO BAGAÇO NA CONSTRUÇÃO DE UMA ECONOMIA SUSTENTÁVEL E SOLIDÁRIA- CE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DO EXTRATO OLEOSO DE ALHO ROXO (Allium sativum) E SUA UTILIZAÇÃO NA PRODUÇÃO DE UMA

7 POMADA NATURAL INIBIDORA DAS TOXINAS CAUSADAS POR PICADAS DE ABELHAS- BA CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA CIÊNCIAS COM HUMOR: DIVERSÃO EM APRENDER-CE CIÊNCIAS HUMANAS ENTRETENIMENTO JUVENIL NO MUNICÍPIO DE TIBAU/RN: UMA QUESTÃO PARA REFLETIR!- RN CIÊNCIAS DA SAÚDE ESTUDO DO USO POPULAR DE GORDURAS ANIMAIS COMO REMÉDIO- PA CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS HISTÓRIA EM QUADRINHOS: UMA NOVA FORMA METODOLÓGICA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DE BIOLOGIA- PA ENGENHARIA CAPACETE SALVA-VIDAS- BA MEIO AMBIENTE GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA ATRAVÉS DA PIRÓLISE DE RESÍDUOS PLÁSTICOS PÓS-CONSUMO- MS PROJETO INTERNACIONAL SURTIDOR SOLAR MULTIPROPÓSITO FEBO II - ARGENTINA PANDILHAS CIENTÍFICAS EXPLORAÇÃO DAS PROPRIEDADES MEDICINAIS DE Aloe vera (L.) burm- GO

8 PRÊMIO - DESTAQUE ABRITEC OS ESTUDANTES RECEBERÃO CERTIFICADO E CREDENCIAIS CREDENCIAL INFORMATRIX O PROJETO RECEBERÁ CREDENCIAL PARA PARTICIPAR DO EVENTO QUE SERÁ REALIZADO EM AGOSTO DE 2015 EM SANTA CATARINA. CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DO EXTRATO OLEOSO DE ALHO ROXO (Allium sativum) E SUA UTILIZAÇÃO NA PRODUÇÃO DE UMA POMADA NATURAL INIBIDORA DAS TOXINAS CAUSADAS POR PICADAS DE ABELHAS CREDENCIAL MCL MOSTRA CIENTIFICA LATINO-AMERICANA REALIZADA EM NOVEMBRO DE 2015 NA CIDADE DE TRUJILLO NO PERU. O PROJETO TERÁ HOSPEDAGEM, ALIMENTAÇÃO E TRANSPORTE LOCAL. GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA ATRAVÉS DA PIRÓLISE DE RESÍDUOS PLÁSTICOS PÓS-CONSUMO- MS PRÊMIO INSTITUTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO- ITIC OS ALUNOS RECEBERÃO UM CURSO PRÁTICO DE ROBÓTICA EM FORTALEZA- CE PATHU - PULVERIZADOR AGRÍCOLA DE TRAÇÃO HUMANA: UMA ALTERNATIVA DE BAIXO CUSTO PARA AUMENTAR À PRODUTIVIDADE E DIMINUIR O DESAGASTE FÍSICO DOS TRABALHADORES RURAIS- CE DESENVOLVIMENTO, AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE UMA CADEIRA DE RODAS- CE

9 B.A.T.E.C.C (BENEFICIAMENTO E APLICAÇÃO DO TIJOLO ECOLOGICO NA CONSTRUÇÃO CIVIL)- CE DESTAQUE NACIONAL FACULDADE ESTACIO FIC OS ALUNOS RECEBERÃO MEDALHA DE CIDADÃO EMÉRITO REFORMULAÇÃO DE COMPOSTOS PARTICULADOS DE L- MEGASTRÓBILOS E ACÍCULAS NÃO MODIFICADAS DE Pinus elliottii (Engelm var, Elliottii) POR INDUÇÃO PERICÁRPICA DE Phaseolus vulgaris RS PRÊMIO FACULDADE PARAISO FAP, PROJETOS MAIS PONTUADOS NA MILSET BRASIL OS PROJETOS RECEBERÃO UMA PLACA FAP DESTAQUE NACIONAL AÇÃO SINERGÉTICA DE ANTIVIRAL NATURAL II CE DESTAQUE INTERNACIONAL MICROPOLVO DE HOJAS DE GUAYABA Y CORAZON DE INDIA PARA EL TRATAMIENTO DE LA DIABETES TIPO 2 "HIPOGLUCEMIN PLUS" - PARAGUAY PRÊMIO FACULDADE ATENEU O ALUNO RECEBERÁ UMA CREDENCIAL PARA A MILSET AMLAT, QUE ACONTECERÁ DE 30 DE MAIO A 3 DE JUNHO DE 2016, NA CIDADE DE MAZATLÁN, SINALOA, MÉXICO. OS ESTILOS DE LIDERANÇA DA EMPRESA BELMETAL FILIAL FORTALEZA CE

10 PROJETOS CREDENCIADOS PARA FEIRAS NACIONAIS FEIRA DA ESCOLA JORDANO BRUNO SP, SETEMBRO DE 2015 DEGRADAÇÃO DE SACOLAS PLÁSTICAS A PARTIR DE MICRORGANISMOS DO SOLO- BA Contato: MOSTRA TÉCNICA DE PROJETOS- MTEP IMPERATRIZ, MA, 09 A 12 DE SETEMBRO 2015 ALHO ARDENTE - REPELENTE NATURAL PARA FORMIGAS: UMA ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL (sento da taxa de inscrição, direito a hospedagem e alimentação) - AP POTENCIAL DO ALGODÃO DE SEDA (Calotropis procera) NO TRATAMENTO DA PAPILOMATOSE EM BOVINOS- BA (Isento da taxa de inscrição) DESEMPENHO DE BIODIGESTOR NA PRODUÇÃO DE BIOGÁS UTILIZANDO RESTOS ALIMENTARES- MS (Isento da taxa de inscrição) ROBÓTICA EDUCACIONAL: UMA FERRAMENTA DE APOIO AO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO EUDORO CORRÊA, FORTALEZA, CE (Isento da taxa de inscrição) Contato: FEIRA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA ESCOLA DO AÇAI-MCTEA- ABAETETUBA-PA, NOVEMBRO DE 2015 AVALIAÇÃO TÉRMICA DE UM SISTEMA DE DESTILAÇÃO SOLAR PARA TRATAMENTO DE CHORUME, FASE II: UTILIZAÇÃO DE UM PAINEL SOLAR FOTOTÉRMICO PARA POTENCIALIZAR O SISTEMA- CE

11 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA APLICADA EM SISTEMA RENOVÁVEL DE TRATAMENTO DE ÁGUA Contato: FEIRA NORDESTINA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA-FENECIT, SETEMBRO DE 2015, CAMARAGIBE-PE MULHERES MARANGUAPENSES: HISTÓRIAS DE FÉ E SUPERAÇÃO DE LIMITES- CE (Isento inscrição, incluso hospedagem para 1 aluno e 1 professor) BIBLIOTERAPIA: OS ASPECTOS METODOLÓGICOS DE PAULO FREIRE NA INFLUÊNCIA DE CONHECIMENTO E INCENTIVO A LEITURA NAS FONTES TEXTUAL E LITERÁRIA NA COMPREENSÃO DE JOVENS CRIADORES- CE INCORPORAÇÃO DO CAROÇO DA JACA ( Artocapus heterophllus L,) NA ALIMENTAÇÃO DE SUINOS BINGO BIOLÓGICO: UMA PRÁTICA LÚDICA PARA A FACILITAÇÃO DA COMPREENSÃO DOS CONTEÚDOS DE CITOLOGIA, ECOLOGIA E EVOLUÇÃO NO ENSINO MÉDIO- CE. Contato: FEIRA CIÊNCIA JOVEM, RECIFE-PE,, 26 A 30 DE OUTUBRO DE 2015 OBG - UM PASSEIO PELA MÚSICA CEARENSE-CE (Isento Inscrição) ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA LÃ DE VIDRO RECICLADA PARA REDUÇÃO DA EMISSÃO DE MATERIAL PARTICULADO ORIGINADO DA QUEIMA DE COMBUSTÍVEIS FASEII- CE Contato:

12 MOVIMENTO CIENTÍFICO NORTE E NORDESTE- MOCINN, 3 A 6 DE NOVEMBRO DE 2015, NATAL-RN PESQUISA, AVALIAÇÃO E ANÁLISE BIOQUÍMICA DOS LANCHES MAIS CONSUMIDOS PELOS ALUNOS DA ETRB, COMO INSTRUMENTO NA PREVENÇÃO DA OBESIDADE INFANTO-JUVENIL- PA CILANTRIBIOTICO, UNA ALTERNATIVA NATURAL A LOS ANTIBIÓTICOS- MÉXICO AGUA RECICLADA-ARGENTINA ELABORACIÓN DE BEBIDA SABORIZADA A BASE DE SEMILLA DE ALPISTE PARA NIÑOS EN EDAD ESCOLAR- PARAGUAY Contato: FEIRA BRASILEIRA DE CIÊNCIA E ENGENHARIA- FEBRACE- SP, 15 A 18 DE MARÇO DE 2016 EXPLORANDO AS ÁREAS DAS FIGURAS GEOMÉTRICAS PLANAS PRESENTES NAS PIPAS- AP A UTILIZAÇÃO DA FIBRA DE COCO (Cocos nucífera l,) COMO ADSORVENTE DE ÓLEO VEGETAL USADO PARA FORMULAÇÃODE CARVÃO ECOLÓGICO- CE Contato: MOSTRA BRASILEIRA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA- MOSTRATEC - NOVO HAMBURGO-RS, 26 A 30 DE OUTUBRO DE 2015 ROTEIRO TURÍSTICO AMBIENTAL DE MARANGUAPE- CE

13 SABORNATO: UMA ALTERNATIVA PARA A REDUÇÃO DO CONSUMO EXCESSIVO DE SAL- RN CAPACETE SALVA-VIDAS- BA O AÇAÍ NUMA PERSPECTIVA FILOSÓFICA DE CONSTITUIÇÃO IMAGINÁRIA DA SOCIEDADE NO MUNICÍPIO DE IGARAPÉ-MIRI- PA Contato: MOSTRATEC JÚNIOR - NOVO HAMBURGO-RS, 26 A 30 DE OUTUBRO DE 2015 REDUÇÃO DA TEMPERATURA AMBIENTE A PARTIR DA CONFECÇÃO DE ISOLAMENTO TÉRMICO UTILIZANDO CAIXAS TETRA PAK NA EMEF BRAZ RIBEIRO DA SILVA- CE JOGANDO NA ESCOLA- AP Contato: PROJETOS CREDENCIADOS PARA FEIRAS E EVENTOS INTERNACIONAIS NATIONAL YOUTH SCIENCE FORUM A 30 DE JANEIRO DE 2016, CANBERRA AUSTRÁLIA ESTUDO TERMOXIDATIVO DE BIODIESEIS DE GORDURA ANIMAL E TRATAMENTO DO SEU EFLUENTE DE PURIFICAÇÃO POR ELETROFLOCULAÇÃO- RN Contato:

14 FEIRA CIENCAP- ASSUNÇÃO- PARAGUAY, OUTUBRO DE 2015 AGRODUÍNO - CENTRAL DE CONTROLE DE ESTUFAS AGRÍCOLAS DE BAIXO CUSTO- MS (Isento da taxa de inscrição e com direito a hospedagem e alimentação). MEDICIÓN DEL EFECTO DE LA TERAPIA CLOWN MEDIANTE LA ESCALA DE VALORACIÓN DEL ESTADO DE ÁNIMO (EVEA) - COLOMBIA PATHU - PULVERIZADOR AGRÍCOLA DE TRAÇÃO HUMANA: UMA ALTERNATIVA DE BAIXO CUSTO PARA AUMENTAR À PRODUTIVIDADE E DIMINUIR O DESAGASTE FÍSICO DOS TRABALHADORES RURAIS- CE Contato: FECITEC GIRASSOLES, ENCARNACIÓN- PARAGUAY, AGOSTO DE 2015 CARAVANA CALON: A INSERÇÃO DA CULTURA CIGANA NOS ESPAÇOS ESCOLARES DE JACOBINA-BA E REGIÃO (Isento a taxa de inscrição e com direito a hospedagem e alimentação) A REUTILIZAÇÃO DA ÁGUA DESPERDIÇADA NOS BEBEDOUROS COMO FERRAMENTA NA APRENDIZAGEM DA FISICA- CE Contato: 35TH ESKOM EXPO FOR YOUNG SCIENTISTS- 6 A 8 DE OUTUBRO DE 2015, JOHANNESBURG AFRICA DO SUL (PROJETO PANDILLA) EVENTOS CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS: UM OLHAR PROMISSOR PARA A PESQUISA CIENTIFICA NO ENSINO FUNDAMENTAL- CE Contato:

15 EXPOCIENTEC, ENCARNACIÓN - PARAGUAY, 7 A11 DE SETEMBRO 2015 HIDROTORTUGAS (PANDILLA)- CHILE PRODUÇÃO DE RAÇÃO-ANIMAL ALTERNATIVA A PARTIR DO APROVEITAMENTO DE RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS: UMA ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL- CE (Isento da taxa de inscrição e com direito a hospedagem e alimentação) Contato: EDINBURGH INTERNATIONAL SCIECE FESTIVAL, EDINBURGH- ESCÓCIA, 04 A 10 DE ABRIL DE 2016 CONSTRUÇÃO DE UM MINI CLIMATIZADOR DE BAIXO CUSTO E ALTO DESEMPENHO ENERGÉTICO UTILIZANDO COMO FONTE DE RESFRIAMENTO UM ELEMENTO DE PELTIER E QUE SEJA ACOPLÁVEL A UMA PLACA SOLAR- RN PROTÓTIPO DE UM BARCO AUTOSSUSTENTÁVEL COM SISTEMA EMBARCADO PARA MONITORAMENTO DE LOCAIS INÓSPITOS E/OU DE DIFÍCIL ACESSO- RN Contato: LONDON INTERNATIONAL YOUTH SCIENCE FORUM 22 DE JULHO A 5 DE AGOSTO DE LONDRES INGLATERRA MEDICINA POPULAR: ANÁLISE DA TOXICIDADE DO MUSSAMBÊ CLEOME SPINOSA JACQ, ATRAVÉS DE BIOENSAIO COM ARTEMIA SALINA- AL SMART SNAILS- PORTUGAL Contato:

16 ACAMPAMENTO CIENTÍFICO INTERACTIVO - FORO DE CIENCIAS Y CIVILIZACIÓN, CERRITO ARGENTINA, SETEMBRO DE 2015 CATININGA: A PLANTA CICATRIZANTE DE QUEIMADURAS E FERIMENTOS- PA (Isento a taxa de inscrição e com direito a hospedagem e alimentação) O ENTRETENIMENTO JUVENIL NO MUNICÍPIO DE TIBAU/RN: UMA QUESTÃO PARA REFLETIR!- RN Contato: CIENTEC 2015 FEIRA NACIONAL DE CIÊNCIAS E ENGENHARIA, NOVEMBRO DE 2015, LIMA PERU UTILIZAÇÃO DA Eichhorniacrassipes, Pistiastratiotes e Heliconiarostrata PARA O TRATAMENTO E REAPROVEITAMENTO DA ÁGUA DE ESGOTO DOMÉSTICO- SC Contato: ENCONTRO INTERNACIONAL DE SEMILLEROS, COLÔMBIA, OUTUBRO DE COGERAÇÃO: SANDUÍCHE FOTOVOLTAICO TERMÉLETRICO- RN JUEGOS DE ANTAÑO,UNA SOLUCIÓN PARA LAS MATEMÁTICAS- PERU DIAGNOSTICO DO GERENCIAMENTO DO SISAR SISTEMA INTEGRADO DE SANEAMENTO RURAL, DO ESTADO DO CEARÁ Contato:

17 FICI- FORO INTERNACIONAL DE CIÊNCIA E INGENIERIA, CATEGORIA SUPRANIVEL, AGOSTO 2016, SANTIAGO - CHILE UTILIZAÇÃO DA MUCILAGEM DO CHUCHU NA REDUÇÃO DA OLEOSIDADE DA PELE, COM E NA REMOÇÃO DE ACNES- CE GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA ATRAVÉS DA PIRÓLISE DE RESÍDUOS PLÁSTICOS PÓS-CONSUMO- MS ELABORAÇÃO DE PIZZA SEM GLÚTEN-CE Contato: EXPOCIÊNCIAS NACIONAL MÉXICO, 6 A 9 DE DEZEMBRO DE 2015, NA CIUDADE DE TAMPICO, TAMAULIPAS- MÉXICO NADA CONTRA GÍRIAS, BRODÍ, MAS TUDO TEM SEU TEMPO E SEU LUGAR PE (Isento da taxa de inscrição e com direito a hospedagem e alimentação)- PANDILLA JOGOS PEDAGÓGICOS: UM RECURSO ESTRATÉGICO DE APRENDIZAGEM E INCLUSÃO- CE O IMPACTO SOCIOEDUCACIONAL DA EEEP DOUTOR JOSÉ IRAN COSTA NO MUNÍCIPIO DE VÁRZEA ALEGRE- CE Contato: GENIUS, NEW YORK, EUA, JUNHO DE 2016 (PROJETO DA ÁREA DE MEIO AMBIENTE) AÇÃO SINERGÉTICA DE ANTIVIRAL NATURAL II- CE Contato:

18 I-SWEEEP, HOUSTON, ESTADOS UNIDOS, MAIO DE 2016 (PROJETO DA ÁREA DE MEIO AMBIENTE E ENGENHARIA, MÁXIMO DOIS ALUNOS E UM PROFESSOR) PHYSQUEST - SOFTWARE DINÂMICO EDUCACIONAL- MS Contato: EXPORECERCA JOVE- MARÇO DE 2016, BARCELONA, ESPANHA A UTILIZAÇÃO DO GENGIBRE (Zingiber officinale) COMO AGENTE MITIGADOR DE BACTÉRIAS BUCAIS- (Isento a taxa de inscrição e com direito a hospedagem e alimentação (1 professor e 2 alunos) Contato: YOUTH SCIENCE MEETING - 26 DE JULHO A 02 DE AGOSTO DE 2015, FARO PORTUGAL REFORMULAÇÃO DE COMPOSTOS PARTICULADOS DE L- MEGASTRÓBILOS E ACÍCULAS NÃO MODIFICADAS DE Pinus elliottii (Engelm var, elliottii) POR INDUÇÃO PERICÁRPICA DE Phaseolus vulgaris.rs (Isento da texa de inscrição e com direito a hospedagem e alimentação) REAPROVEITAMENDO DA ÁGUAS DOS APARELHOS CONDICIONADORES DE AR- RN (Isento da taxa de inscrição e com direito a hospedagem e alimentação). EPIFANIA FRONTEIRIÇA: POSSÍVEIS DIÁLOGOS ENTRE AS DITADURAS MILITARES BRASILEIRA E PARAGUAIA- SP Contato:

19 MILSET AMLAT, ESI 2016, 30 DE MAIO A 3 DE JUNHO DE 2016, NA CIDADE DE MAZATLÁN, SINALOA, MÉXICO. OS ALUNOS RECEBERÃO MEDALHA UTILIZAÇÃO DO ÓLEO DE CANELA (Cinnamomum zeylanicum) NA OBTENÇÃO DE SUBSTÂNCIAS COM POTENCIAIS ATIVIDADES ANALGÉSICAS- BA MICROPOLVO DE HOJAS DE GUAYABA Y CORAZON DE INDIA PARA EL TRATAMIENTO DE LA DIABETES TIPO 2 "HIPOGLUCEMIN PLUS"- PARAGUAY MODELOS PEDAGÓGICOS DE LAS PRINCIPALES ESTRUCTURAS DE UN AGN PARA EL ESTUDIO DEL COMPORTAMIENTO DE LOS JETS ASTROFÍSICOS- CHILE PROGRAMA FÍSICO ESCOLAR: SOLUÇÕES PRÁTICAS NO AUXÍLIO À DEPRESSÃO JUVENIL NO ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO- PE O USO DOS MATERIAIS RECICLÁVEIS NO ENSINO DA GEOMETRIA EM PARINTINS- AM RELACIÓN NEUROFISIOLÓGICA Y NEUROPSICOLÓGICA DEL HOMÚNCULO DE PENFIELD,EN EL SÍNDROME DE MIEMBRO FANTASMA EN VICTIMAS DE LAS MINAS ANTIPERSONAS Y EL DESORDEN DE IDENTIDAD DE LA INTEGRIDAD- COLOMBIA TELGEL- PARAGUAY PALECO- PASTEURIZADOR DE LEITE COMPACTO: UMA ALTERNATIVA DE BAIXO CUSTO PARA MELHORAR A QUALIDADE DO LEITE NAS PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS- CE HÁ QUALQUER COISA NO AR ALÉM DOS AVIÕES DE CARREIRA- PE

20 APLICATIVO ANDROID PARA MONITORAMENTO DE BURACOS EM VIAS PÚBLICAS BURACOS MONITOR- MS Contato:

3 Publicação na Revista Ciência Júnior, Menção Honrosa e Medalha

3 Publicação na Revista Ciência Júnior, Menção Honrosa e Medalha Classificação Premiação Nome do Projeto Ciências Humanas 1 02 bolsas CNPq, Ciência Exatas 1 02 bolsas CNPq, Ciências da Saúde 1 02 bolsas CNPq, O IFBA e a Problemática Nas Transformações Socioespaciais

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE PROJETOS POR ÁREA

CLASSIFICAÇÃO DE PROJETOS POR ÁREA Expo Nacional MILSET Brasil, Fortaleza- CE 20 a 24 de Maio de 2013 PADILHAS CIENTÍFICAS NACIONAIS 1. Análise das Abelhas Uruçus como forma de recuperação da mata ciliar da Várzea PE 2. Embalagens Ecológicas

Leia mais

PROJETOS GANHADORES NA EXPO NACIONAL MILSET BRASIL 2014

PROJETOS GANHADORES NA EXPO NACIONAL MILSET BRASIL 2014 PROJETOS GANHADORES NA EXPO NACIONAL MILSET BRASIL 2014 DESTAQUES PADILHAS CIENTÍFICAS 1º Lugar- Gel natural a partir das sementes de linhaça (Linum usitatissimum L.) para cabelos cacheados ou crespos.

Leia mais

Aspectos Tecnológicos das Fontes de Energia Renováveis (Biomassa)

Aspectos Tecnológicos das Fontes de Energia Renováveis (Biomassa) Aspectos Tecnológicos das Fontes de Energia Renováveis (Biomassa) Aymoré de Castro Alvim Filho Eng. Eletricista, Dr. Especialista em Regulação, SRG/ANEEL 10/02/2009 Cartagena de Indias, Colombia Caracterização

Leia mais

Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida.

Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida. Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida. Plástico é Energia Esta cidade que você está vendo aí de cima tem uma população aproximada de 70.000 mil habitantes e

Leia mais

LISTA DOS FINALISTAS DO VI MOCINN 2015

LISTA DOS FINALISTAS DO VI MOCINN 2015 LISTA DOS FINALISTAS DO VI MOCINN 2015 1 DESTILAÇÃO DE ÁGUAS CINZAS,NEGRAS E SALOBRAS POR AQUECIMENTO SOLAR UTILIZANDO LENTES CONVERGENTES 2 POTENCIAL REPELENTE DE XAMPU PARA CÃES A BASE DE NIM (AZADIRACHTA

Leia mais

Classificação de Projetos Finalistas na MOCITECZN 2015

Classificação de Projetos Finalistas na MOCITECZN 2015 Classificação de Projetos Finalistas na MOCITECZN 2015 Área Projeto Classificação Sistema eletrônico de monitoramento dos níveis internos de temperatura, umidade e CO² relativa em colmeias Engenharias

Leia mais

ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS

ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS DA III MOSTRA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA ESCOLA AÇAÍ. ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS CATEGORIA: ENSINO FUNDAMENTAL II: 1º LUGAR: Com média de 8,8: A INICIAÇÃO CIENTIFICA ATRAVÉS DA OBA

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA)

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA) PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA) Análise e Processamento de Imagens Antropologia Ciência e Tecnologia dos

Leia mais

USO DO GÁS NATURAL DE PETRÓLEO NA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

USO DO GÁS NATURAL DE PETRÓLEO NA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA PÓS - GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA ADP8088 - SEMINÁRIOS EM ENGENHARIA AGRÍCOLA II USO DO GÁS NATURAL DE

Leia mais

Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria

Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria Soluções sustentáveis em eficiência energética para a indústria PROGRAMA SENAI + COMPETITIVIDADE INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (60) MA Construção Civil CE EletroMetalmecânica Energias Renováveis RN Petróleo

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS

CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS CATEGORIA: CIÊNCIAS EXATAS 1º LUGAR: TECNOLOGIA E INTERATIVIDADE NA SALA DE AULA UM TUTORIAL SOBRE RECURSOS MULTIMÍDIAS DEMONSTRADOS NO SOFTWARE FLASH 8. 2º LUGAR: APLICAÇÕES

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

Caminhos da sustentabilidade no Recife SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

Caminhos da sustentabilidade no Recife SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Caminhos da sustentabilidade no Recife SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE ÁGUA, DIREITO DE TODAS AS PESSOAS Recursos hídricos recursos naturais essenciais bens de valor econômico limitado viabiliza

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: MARKETING Políticas de supply chain management e logística reversa Planejamento estratégico de marketing Marketing de serviço Pesquisa de marketing Marketing

Leia mais

Tratamento de resíduos. Estimativas Emissões GEE 1970-2013

Tratamento de resíduos. Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Tratamento de resíduos Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Resíduos Estimativas Emissões GEE 1970-2013 Equipe Técnica - Igor Reis de Albuquerque - Andrea Manetti Entidades e Pessoas que Colaboraram - ICLEI

Leia mais

PREMIAÇÃO MOSTRATEC JÚNIOR 2015 PRÊMIO FTD DE INCENTIVO A LEITURA

PREMIAÇÃO MOSTRATEC JÚNIOR 2015 PRÊMIO FTD DE INCENTIVO A LEITURA PREMIAÇÃO MOSTRATEC JÚNIOR 2015 PRÊMIO FTD DE INCENTIVO A LEITURA (KITS DE LIVROS) 1. LIXO: UM GRANDE PROBLEMA! DE QUE MANEIRA NOSSAS PEQUENAS AÇÕES PODEM MELHORAR A VIDA NO PLANETA? SÃO SEBASTIÃO DO CAÍ

Leia mais

FESURV-UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CONCURSO PÚBLICO PARA CARGOS DE PROFESSOR (NÍVEL ADJUNTO I) - EDITAL N. 001/2014

FESURV-UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CONCURSO PÚBLICO PARA CARGOS DE PROFESSOR (NÍVEL ADJUNTO I) - EDITAL N. 001/2014 FESURV-UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CONCURSO PÚBLICO PARA CARGOS DE PROFESSOR (NÍVEL ADJUNTO I) - EDITAL N. 0/24 ANEXO I QUADRO GERAL DE S E 1. Faculdade de Administração 1.1 Administração Administração ou

Leia mais

Instituto Federal do Espírito Santo EDITAL 04 /2015. VI SEMINÁRIO MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO _ 21 e 22 DE OUTUBRO DE 2015_

Instituto Federal do Espírito Santo EDITAL 04 /2015. VI SEMINÁRIO MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO _ 21 e 22 DE OUTUBRO DE 2015_ Instituto Federal do Espírito Santo EDITAL 04 /2015 VI SEMINÁRIO MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO _ 21 e 22 DE OUTUBRO DE 2015_ O Diretor do Instituto Federal do Espírito Santo e a Comissão

Leia mais

Estudos da Universidade Federal de Alagoas com Biomassa para o Aproveitamento Energético

Estudos da Universidade Federal de Alagoas com Biomassa para o Aproveitamento Energético Seminar Energies from Biomass Maceió, Alagoas, Brazil, 21-23 November, 2012 Estudos da Universidade Federal de Alagoas com Biomassa para o Aproveitamento Energético Aline da Silva Ramos (CTEC/UFAL, aline@lccv.ufal.br)

Leia mais

CURRICULUM DE VITÓRIAS. Campeonato mundial de Natação Ilha de Malta / Itália

CURRICULUM DE VITÓRIAS. Campeonato mundial de Natação Ilha de Malta / Itália CURRICULUM DE VITÓRIAS ANO: 1992 1. IX Paraolimpiada de Barcelona ESPANHA Premiação: 01 Medalhas de Bronze ANO: 1993 Campeonato mundial de Natação Ilha de Malta / Itália Premiação: 01 medalha de Ouro 200

Leia mais

TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO

TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO TOTAL DE CANDIDATOS POR IES/CURSO UF da IES Nome da IES Nome do Curso Qtd. Inscritos SP FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Ciência e Tecnologia ** 16.253 BA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

Anexo III da Resolução n o 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima

Anexo III da Resolução n o 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima Anexo III da Resolução n o 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável I Introdução O Projeto Granja São Roque de redução

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA FORMAÇÃO PARA O MAGISTÉRIO EM EDUCAÇÃO INFANTIL SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

Participação da mulher na Inovação Tecnológica

Participação da mulher na Inovação Tecnológica Participação da mulher na Inovação Tecnológica Marcia B. H.Mantelli Professora Coordenadora do Laboratório de Tubos de Calor Departamento de Engenharia Mecânica Universidade Federal de Santa Catarina Agradecimentos

Leia mais

Master em Sustentabilidade e Eficiência Energética

Master em Sustentabilidade e Eficiência Energética Master em Sustentabilidade e Eficiência Energética Área de Energias Renováveis Energias Renováveis Datos del curso Área formativa: Energias Renováveis Modalidade: A Distância/E-learning Duração: 60 ECTS

Leia mais

Infraestrutura,alternativas

Infraestrutura,alternativas Demandas crescentes em Infraestrutura,alternativas energéticas. Hitachi South America Ltda TOSHIRO IWAYAMA Diretor, Conselheiro Especial A MATRIZ ENERGÉTICA DO BRASIL (FONTE: ANEEL) INTRODUÇÃO: RESUMO:

Leia mais

Visão Sustentável sobre o Desenvolvimento de Embalagens

Visão Sustentável sobre o Desenvolvimento de Embalagens Fórum Varejo Sustentável Alternativas de Embalagens no Varejo Visão Sustentável sobre o Desenvolvimento de Embalagens Eloísa E. C. Garcia CETEA / ITAL VISÃO DE SUSTENTABILIDADE Consumo Sustentável é saber

Leia mais

AVALIAÇÕES E PERSPECTIVAS ESTRATÉGIAS PARA OS PROJETOS IV SEMINÁRIO NACIONAL DO PNCF

AVALIAÇÕES E PERSPECTIVAS ESTRATÉGIAS PARA OS PROJETOS IV SEMINÁRIO NACIONAL DO PNCF AVALIAÇÕES E PERSPECTIVAS ESTRATÉGIAS PARA OS PROJETOS IV SEMINÁRIO NACIONAL DO PNCF Crédito Fundiário no combate a pobreza rural: Sustentabilidade e qualidade de vida 2011 PROGRAMA NACIONAL DE CRÉDITO

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PROFESSOR DE TERCEIRO GRAU

ANEXO I QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PROFESSOR DE TERCEIRO GRAU ANEXO I QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PROFESSOR DE TERCEIRO GRAU CAMPUS I JOÃO PESSOA-PB Cidade Universitária - João Pessoa/PB - Brasil - CEP - 58051-900 - Fone: +55 (83) 3216-7200 CENTRO DE BIOTECNOLOGIA

Leia mais

Fórum sobre Eficiência Energética e Geração Distribuída

Fórum sobre Eficiência Energética e Geração Distribuída Dep. Engeharia Mecânica Escola Politécnica Universidade de São Paulo Fórum sobre Eficiência Energética e Geração Distribuída Experiências de Sucesso e Perspectivas: a Percepção da Academia Escola Politécnica

Leia mais

Guia de sustentabilidade para plásticos

Guia de sustentabilidade para plásticos Guia de sustentabilidade para plásticos Maio 2014 1 2 3 4 5 6 7 8 Introdução... 4 Contextualização dos plásticos... 6 Composição dos móveis e utensílios de plásticos...7 Requerimentos para materiais que

Leia mais

Rota Estratégica de Metal Mecânica

Rota Estratégica de Metal Mecânica Rota Estratégica de Metal Mecânica Reuso, Redução e Reciclagem: Case -Interação Universidade/Empresa Prof. Dr. IVANIR LUIZ DE OLIVEIRA Departamento de Eng. Mecânica e PPGEP/UTFPR-Ponta Grossa Grupo de

Leia mais

Pesquisa e Desenvolvimento que geram avanços

Pesquisa e Desenvolvimento que geram avanços P&D O compromisso das empresas com o desenvolvimento sustentável por meio da energia limpa e renovável será demonstrado nesta seção do relatório. Nela são disponibilizados dados sobre a Pesquisa, Desenvolvimento

Leia mais

Tecnologia em Produção de Grãos

Tecnologia em Produção de Grãos Tecnologia em Produção de Grãos Nível/Grau: Superior/Tecnólogo Vagas: 30 Turno: Matutino Duração: 3 anos mais estágio (7 semestres) Perfil do Egresso O profissional estará capacitado para: Produzir grãos

Leia mais

Nesse sistema de aquecimento,

Nesse sistema de aquecimento, Enem 2007 1- Ao beber uma solução de glicose (C 6 H 12 O 6 ), um corta-cana ingere uma substância: (A) que, ao ser degradada pelo organismo, produz energia que pode ser usada para movimentar o corpo. (B)

Leia mais

Plastivida lança campanha de reciclagem na Brasilplast 2007

Plastivida lança campanha de reciclagem na Brasilplast 2007 Plastivida lança campanha de reciclagem na Brasilplast 2007 O objetivo é promover o conceito de reciclagem e ampliar cada vez mais a atividade no Brasil, que hoje já recicla cerca de 520 mil toneladas

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA QUÍMICA I TRIMESTRE CIÊNCIAS NATURAIS SABRINA PARENTE A química é a ciência que estuda a estrutura, a composição, as propriedades e as transformações da matéria. Ela é frequentemente

Leia mais

ESPORTE E UNIVERSIDADE: a reestruturação do esporte universitário no Brasil

ESPORTE E UNIVERSIDADE: a reestruturação do esporte universitário no Brasil ESPORTE E UNIVERSIDADE: a reestruturação do esporte universitário no Brasil Wadson Ribeiro Secretário Nacional de Esporte Educacional Ministério do Esporte A DÉCADA DO ESPORTE BRASILEIRO Criação do Ministério

Leia mais

O PAPEL DAS FEIRAS DE CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL

O PAPEL DAS FEIRAS DE CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL ANAIS DA 67ª REUNIÃO ANUAL DA SBPC - SÃO CARLOS - SP - JULHO/2015 O PAPEL DAS FEIRAS DE CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL Antes de entender qual a diferença entre educação formal e não formal é preciso entender

Leia mais

Presença global. Dispersão geográfica com presença 8 países. 40 Unidades fabris 9.500 colaboradores diretos 38 MM ton capacidade

Presença global. Dispersão geográfica com presença 8 países. 40 Unidades fabris 9.500 colaboradores diretos 38 MM ton capacidade Setembro 2013 Presença global Dispersão geográfica com presença 8 países 40 Unidades fabris 9.500 colaboradores diretos 38 MM ton capacidade SUSTENTABILIDADE Inspirar a transformação sustentável, gerando

Leia mais

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS Resumo da Agenda 21 CAPÍTULO 1 - Preâmbulo Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS CAPÍTULO 2 - Cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento e políticas

Leia mais

Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina: Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica. Biomassa

Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina: Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica. Biomassa Universidade Federal do Ceará Departamento de Engenharia Elétrica Disciplina: Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica Universidade Federal do Ceará Biomassa Professora: Ruth Pastôra Saraiva

Leia mais

Indústria brasileira de pellets. Texto publicado na Revista da Madeira Edição n 133 de Dezembro/2012. As Indústrias de Pellets no Brasil 01/10/2012

Indústria brasileira de pellets. Texto publicado na Revista da Madeira Edição n 133 de Dezembro/2012. As Indústrias de Pellets no Brasil 01/10/2012 Prof. MSc. Dorival Pinheiro Garcia Diretor de Pesquisa da ABIPEL Engenheiro Industrial Madeireiro Especialista em pellets de madeira pelletsdemadeira@gmail.com 01/10/2012 Texto publicado na Revista da

Leia mais

Prof. Jose Roberto Scolforo Reitor da Universidade Federal de Lavras UFLA. jscolforo@ufla.br

Prof. Jose Roberto Scolforo Reitor da Universidade Federal de Lavras UFLA. jscolforo@ufla.br Prof. Jose Roberto Scolforo Reitor da Universidade Federal de Lavras UFLA jscolforo@ufla.br Câmpus da UFLA em 2015 Discentes graduação:11.607 Discentes pós-graduação: 2.184 Técnicos: 563 Docentes: 603

Leia mais

Ciência sem Fronteiras: construindo redes internacionais para inovação

Ciência sem Fronteiras: construindo redes internacionais para inovação Ciência sem Fronteiras: construindo redes internacionais para inovação Recursos Humanos Universidade Petrobras Brasil 12 a 14 de novembro Hotel Transamérica São Paulo. 2 Petrobras A PETROBRAS Atua como

Leia mais

Atuação Internacional da Embrapa

Atuação Internacional da Embrapa Atuação Internacional da Embrapa Atuação Internacional Cooperação Científica Negócios Tecnológicos Cooperação Técnica Cooperação Científica Conhecimentos do Mundo Agricultura Brasileira Cooperação Científica

Leia mais

Maria Nezilda Culti 1 (Coordenadora da Ação de Extensão)

Maria Nezilda Culti 1 (Coordenadora da Ação de Extensão) IMPLANTAÇÃO DAS TECNOLOGIAS SOCIAIS: PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA INTEGRADA SUSTENTÁVEL- PAIS (HORTA MANDALA), CISTERNA E FOSSA SÉPTICA BIODIGESTORA COMO MEIO DE SUSTENTABILIDADE PARA AGRICULTURA FAMILIAR. Área

Leia mais

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Seminário: Caminhos para a Inovação Debate: A Atividade de CT&I e a Estratégia Nacional de Ciência Tecnologia e Inovação (ENCTI) Infraestrutura

Leia mais

Seminário de Políticas para o trânsito Seguro de Motos Saúde, Processo de Habilitação e Questões Socioeducativas

Seminário de Políticas para o trânsito Seguro de Motos Saúde, Processo de Habilitação e Questões Socioeducativas Seminário de Políticas para o trânsito Seguro de Motos Saúde, Processo de Habilitação e Questões Socioeducativas Marta Maria Alves da Silva CGDANT/DASIS/SVS/MS Brasília/DF, 13 de setembro de 2012 2009:

Leia mais

2. Porque queremos diminuir a Pegada Ecológica? 4. Em que consiste a sustentabilidade ambiental?

2. Porque queremos diminuir a Pegada Ecológica? 4. Em que consiste a sustentabilidade ambiental? 1. Quais são as dimensões do Desenvolvimento Sustentável? 2. Porque queremos diminuir a Pegada Ecológica? a) Económica b) Social c) Ambiental d) Todas as anteriores a) Melhorar a nossa qualidade de vida

Leia mais

Uma visão geral do sector das energias renováveis na Roménia

Uma visão geral do sector das energias renováveis na Roménia Uma visão geral do sector das energias renováveis na Roménia A Roménia localiza-se geograficamente no centro da Europa (parte sudeste da Europa Central). O país tem,5 milhões de habitantes e abrange uma

Leia mais

INSCRIÇÕES FEIRAS AFILIADAS Nª IN 17 PROJETO FOLCLORE ESCOLA PADRE PEREGRINO CARNEIRO DE LIMA

INSCRIÇÕES FEIRAS AFILIADAS Nª IN 17 PROJETO FOLCLORE ESCOLA PADRE PEREGRINO CARNEIRO DE LIMA INSCRIÇÕES FEIRAS AFILIADAS Nª INICIAÇÃO À PESQUISA FEIRA AFILIADA/ESCOLA IN 17 PJETO FOLCLORE ESCOLA PADRE PEREGRINO CARNEI DE LIMA Nº INCENTIVO À PESQUISA FEIRA AFILIADA/ESCOLA EIC - ENCONT DE INICIAÇÃO

Leia mais

- PAPAI COLOCOU UMA SEMENTE NA BARRIGA DA MAMÃE E DEPOIS O QUE ACONTECEU NOVO HAMBURGO (RS) - CONHECENDO O NOSSO CORPO NOVO HAMBURGO (RS)

- PAPAI COLOCOU UMA SEMENTE NA BARRIGA DA MAMÃE E DEPOIS O QUE ACONTECEU NOVO HAMBURGO (RS) - CONHECENDO O NOSSO CORPO NOVO HAMBURGO (RS) PREMIAÇÃO MOSTRATEC JÚNIOR 2014 PRÊMIO FTD DE INCENTIVO A LEITURA (KITS DE LIVROS) ANOS INICIAIS - PAPAI COLOCOU UMA SEMENTE NA BARRIGA DA MAMÃE E DEPOIS O QUE ACONTECEU NOVO HAMBURGO - CONHECENDO O NOSSO

Leia mais

O quadro abaixo mostra que a disposição dos resíduos em aterros é aquela que traz menos benefícios ambientais

O quadro abaixo mostra que a disposição dos resíduos em aterros é aquela que traz menos benefícios ambientais VANTAGES PROJETO PEGASUS E RECICLAGEM ENERGÉTICA O problema do lixo é extremamente grave em nosso país. Estimativas baseadas nos dados do IBGE mostram que no País são geradas diariamente cerca de 140 mil

Leia mais

368 municípios visitados

368 municípios visitados TURISTAS INTERNACIONAIS 60,3% visitaram o Brasil pela primeira vez 91,4 % Copa como o principal motivo da viagem 83% o Brasil atendeu plenamente ou superou suas expectativas 95% tem intenção de retornar

Leia mais

Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária

Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária Responsabilidades Secretaria de Defesa Agropecuária Prevenção, controle e erradicação de doenças e pragas animais e vegetais de interesse econômico e de importância para a saúde pública. Assegurar a sanidade,

Leia mais

Painel 1: Agricultura e Segurança Alimentar e Nutricional

Painel 1: Agricultura e Segurança Alimentar e Nutricional Painel 1: Agricultura e Segurança Alimentar e Nutricional Relatora Elíria Alves Teixeira Engenheira Agrônoma, M.Sc. Coordenadora da Câmara Especializada de Agronomia CREA/GO Presidente do Colegiado de

Leia mais

Tecnologia 100% Nacional Transformação e Recuperação Energética de Resíduos Orgânicos

Tecnologia 100% Nacional Transformação e Recuperação Energética de Resíduos Orgânicos Tecnologia 100% Nacional Transformação e Recuperação Energética de Resíduos Orgânicos Pirólise Convencional (400 C x 60 minutos x pressão atmosférica) Quantidade ano 2011 (1.000 t) Motivação (exemplo)

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOMASSAS

ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOMASSAS ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOMASSAS O que é biomassa? - É toda matéria orgânica proveniente das plantas e animais. Como se forma a biomassa? - A biomassa é obtida através da fotossíntese realizada pelas plantas.

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO E VIABILIDADES DE FONTES ENERGÉTICAS

CLASSIFICAÇÃO E VIABILIDADES DE FONTES ENERGÉTICAS CLASSIFICAÇÃO E VIABILIDADES 1 INTRODUÇÃO NA PRÉ HISTÓRIA O HOMEM UTILIZAVA SUA PRÓPRIA ENERGIA PARA DESENVOLVER SUAS ATIVIDADES TRANSFERÊNCIA DO ESFORÇO PARA OS ANIMAIS 2 APÓS A INVENSÃO DA RODA: UTILIZAÇÃO

Leia mais

o hectare Nesta edição, você vai descobrir o que é um biodigestor, como ele funciona e também O que é o biodigestor? 1 ha

o hectare Nesta edição, você vai descobrir o que é um biodigestor, como ele funciona e também O que é o biodigestor? 1 ha o hectare Publicação do Ecocentro IPEC Ano 1, nº 3 Pirenópolis GO Nesta edição, você vai descobrir o que é um biodigestor, como ele funciona e também vai conhecer um pouco mais sobre a suinocultura. Na

Leia mais

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF Dezembro de 2013 OBJETIVO Promover a competitividade das micro e pequenas empresas

Leia mais

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 PRESIDENTE: Marciano Gianerini Freire EQUIPE TÉCNICA: Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: Heike Duske César Melo

Leia mais

Premiação Mostratec 2015

Premiação Mostratec 2015 Premiação Mostratec 2015 1. DESTAQUE MOSTRATEC 2014 QUE REPRESENTARÁ O BRASIL NO EVENTO STOCKHOLM INTERNATIONAL YOUNG SCIENCE SEMINAR EM ESTOCOLMO -SUÉCIA EM DEZEMBRO DE 2015. PARTICIPARÁ DA REUNIÃO DE

Leia mais

PREMIAÇÃO 24ª MOSTRATEC / 2009

PREMIAÇÃO 24ª MOSTRATEC / 2009 PREMIAÇÃO 24ª MOSTRATEC / 2009 PROJETOS DESTAQUES 24ª MOSTRATEC QUE RECEBEM CREDENCIAMENTOS PARA PARTICIPAR EM FEIRAS BRASILEIRAS 1. PROJETOS CREDENCIADOS PARA PARTICIPAREM DA FEBRACE EM SÃO PAULO, MARÇO

Leia mais

Setor de Agropecuária

Setor de Agropecuária Setor de Agropecuária SEEG >> AGROPECUÁRIA 48 423 418 161 24 SEEG >> AGROPECUÁRIA 49 SEEG >> AGROPECUÁRIA 50 25 SEEG >> AGROPECUÁRIA 51 Principais Estados Emissores de GEE em 2014 SEEG >> AGROPECUÁRIA

Leia mais

ANEXO EDITORA CODIGO LIVRO TITULO ARGVMENTVM EDITORA LTDA 26093L0000 GEOGRAFIA NO ENSINO FUNDAMENTAL I

ANEXO EDITORA CODIGO LIVRO TITULO ARGVMENTVM EDITORA LTDA 26093L0000 GEOGRAFIA NO ENSINO FUNDAMENTAL I ANEXO EDITORA CODIGO LIVRO TITULO ARGVMENTVM EDITORA 26093L0000 GEOGRAFIA NO ENSINO FUNDAMENTAL I ARTMED EDITORA 25664L0000 CADERNOS DO MATHEMA - ENSINO FUNDAMENTAL - JOGOS DE MATEMATICA DE 1 A 5 ANO ARTMED

Leia mais

Fortaleza, junho de 2015

Fortaleza, junho de 2015 Fortaleza, junho de 2015 All About Energy 2015 Política de Energia e Mudança Climática Luiz Pinguelli Rosa Diretor da COPPE UFRJ * Secretário do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas Membro da Academia

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Analista de Correios / Administrador AC / Rio Branco 123 1 123,00 Analista de Correios / Técnico em Comunicação Social Atuação: Jornalismo AC / Rio Branco 27 1 27,00 Médico do Trabalho Formação: Medicina

Leia mais

PROPEP Encontro com docentes da UNEAL 2 7 / 1 1 / 2 0 1 3

PROPEP Encontro com docentes da UNEAL 2 7 / 1 1 / 2 0 1 3 PROPEP Encontro com docentes da UNEAL 2 7 / 1 1 / 2 0 1 3 CURSOS ESTRITO SENSO OFERTADOS PELA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA CAPINA GRANDE - UECG DOUTORADOS: 1. ENGENHARIA AMBIENTAL ÁREA BÁSICA: ENGENHARIA

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS NA AMAZÔNIA Como Conciliar Desenvolvimento e Sustentabilidade

ENERGIAS RENOVÁVEIS NA AMAZÔNIA Como Conciliar Desenvolvimento e Sustentabilidade ENERGIAS RENOVÁVEIS NA AMAZÔNIA Como Conciliar Desenvolvimento e Sustentabilidade Paulo Felipe de Oliveira Lima Graduando de Geografia na UFPA paulo.felipelima@gmail.com 1. Introdução Energia é algo primordial

Leia mais

Explora. Materiais: recuperação para efeitos energéticos

Explora. Materiais: recuperação para efeitos energéticos 1 Ciências Físico-Químicas 7.º ANO Explora Duarte Nuno Januário Eliana do Carmo Correia Ângelo Filipe de Castro Materiais: recuperação para efeitos energéticos Público-alvo Alunos de Ciências Físico-Químicas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DO RESULTADO FINAL SELEÇÃO PARA OS PROGRAMAS INTEGRAIS POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFAM 2015/2

DIVULGAÇÃO DO RESULTADO FINAL SELEÇÃO PARA OS PROGRAMAS INTEGRAIS POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFAM 2015/2 DIVULGAÇÃO DO RESULTADO FINAL SELEÇÃO PARA OS PROGRAMAS INTEGRAIS POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFAM 2015/2 A Comissão designada pela Portaria Nº 905-GAB/DG/CMC/IFAM, de 30 de junho de 2015, responsável

Leia mais

ANEXO I QUADRO DAS ÁREAS DE ESTUDO. Lotação 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ

ANEXO I QUADRO DAS ÁREAS DE ESTUDO. Lotação 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ Código/Área de Estudo. Desenho Técnico, Desenho Assistido por Computador (CAD), Informática 02. Materiais para Construção Mecânica, Corrosão e Tribologia 03. Termodinâmica, Refrigeração, Transferência

Leia mais

O Manejo de Residuos, a Gestão Ambiental e a Sustentabilidade

O Manejo de Residuos, a Gestão Ambiental e a Sustentabilidade O Manejo de Residuos, a Gestão Ambiental e a Sustentabilidade Profa. Dra. Anelise Leal Vieira Cubas Unisul Universidade do Sul de Santa Catarina Unisul Virtual RESÍDUOS Resíduo: Qualquer material ou substância

Leia mais

INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIAS MINERAIS

INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIAS MINERAIS INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIAS MINERAIS Slide 1 O que fazer para melhorar a competitividade da indústria? Mobilização Empresarial pela Inovação MEI Melhorar a infraestrutura Disseminar a cultura

Leia mais

Linha Economia Verde

Linha Economia Verde Linha Economia Verde QUEM SOMOS Instituição Financeira do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009 Instrumento institucional de apoio àexecução de políticas

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Gestão Ambiental campus Angra Missão O Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Estácio de Sá tem por missão a formação de Gestores Ambientais

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

CONCENTRADOR SOLAR CILÍNDRICO PARABÓLICO PARA REAPROVEITAMENTO DA ÁGUA NAS ATIVIDADES DOMÉSTICAS

CONCENTRADOR SOLAR CILÍNDRICO PARABÓLICO PARA REAPROVEITAMENTO DA ÁGUA NAS ATIVIDADES DOMÉSTICAS CONCENTRADOR SOLAR CILÍNDRICO PARABÓLICO PARA REAPROVEITAMENTO DA ÁGUA NAS ATIVIDADES DOMÉSTICAS Caren Rayane Ribeiro da Silva (1); David Domingos Soares da Silva (2) (1) FPB FACULDADE INTENACIONAL DA

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação

Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação Institutos SENAI de Tecnologia e Inovação AS INDÚSTRIAS NECESSITAM IN O VAR PARA SEREM MAIS COMPETITIVAS + Educação Tecnologia + Inovação = Competitividade INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (60) MA Construção

Leia mais

Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade.

Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade. Realização: Parceiro: Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade. Cesar Ramos - Gerente de projetos da Yuny Incorporadora Daniel Gallo - Gerente

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA 06/ 05/ INSTITUTO FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCESSO SELETIVO DO º SEMESTRE 05 ANEXO II EDITAL Nº 8/05 DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA Técnico em Redes de Computadores

Leia mais

Energia e Meio Ambiente

Energia e Meio Ambiente INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO Energia e Meio Ambiente Rodrigo Valle Cezar O que é Energia INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO Tudo o que existe no mundo é energia. A luz O calor A matéria Os Átomos As estrelas A

Leia mais

Energias Renováveis Palestrante: Lucas Redecker Secretário de Minas e Energia do RS

Energias Renováveis Palestrante: Lucas Redecker Secretário de Minas e Energia do RS Energias Renováveis Palestrante: Lucas Redecker Secretário de Minas e Energia do RS Dia: 15 desetembro/2015 Local: Auditório Central do Colégio Teutônia Horário: 19h30min Configuração dos Sistemas de Distribuição

Leia mais

Avaliação Ambiental Estratégica em Instituições Financeiras Multilaterais

Avaliação Ambiental Estratégica em Instituições Financeiras Multilaterais Avaliação Ambiental Estratégica em Instituições Financeiras Multilaterais Garo Batmanian Banco Mundial Seminário Latino Americano de Avaliação Ambiental Estratégica Brasília, 28 de agosto de 2006 Estratégia

Leia mais

Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France

Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France Reed Exhibitions Alcantara Machado & Reed Expositions France Estrutura do grupo Reed Elsevier REED EXHIBITIONS Alcance Global 500 eventos por ano 43 países 43 setores da economia 7 milhões de visitantes

Leia mais

DQ de Portas Abertas

DQ de Portas Abertas 1 2 A Universidade e as Profissões DQ de Portas Abertas Experimentando a Ciência ORQ Olimpíada Regional de Química 3 Universidade Pública FUVEST Oportunidades 4 Bolsa Livro Auxílio Moradia Auxílio Transporte

Leia mais

Lixo é tudo aquilo que já não tem utilidade e é jogado fora, qualquer material de origem doméstica ou industrial.

Lixo é tudo aquilo que já não tem utilidade e é jogado fora, qualquer material de origem doméstica ou industrial. Lixo reflexo da sociedade Definição Lixo é tudo aquilo que já não tem utilidade e é jogado fora, qualquer material de origem doméstica ou industrial. Todo lixo gerado pode ser classificado em dois tipos:orgânico

Leia mais

II Seminário Resultados da Lei da Informática ABINEE TEC SUL Porto Alegre RS 28 a 30 de março de 2006. www.intermed.com.br.

II Seminário Resultados da Lei da Informática ABINEE TEC SUL Porto Alegre RS 28 a 30 de março de 2006. www.intermed.com.br. II Seminário Resultados da Lei da Informática ABINEE TEC SUL Porto Alegre RS 28 a 30 de março de 2006 www.intermed.com.br São Paulo Brasil Ventilação Mecânica e Anestesia 1982 - Fundação 1987 - Linha de

Leia mais

Viver Confortável, Morar Sustentável

Viver Confortável, Morar Sustentável Viver Confortável, Morar Sustentável A Verde Lar foi criada em Março de 2009, dando início a uma jornada com o compromisso e ética das questões ambientais no mercado habitacional oferecendo soluções para

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologia Diploma de Estudos Avançados Engenharia Sanitária e Gestão Integrada de Resíduos. 1º Período

Faculdade de Ciências e Tecnologia Diploma de Estudos Avançados Engenharia Sanitária e Gestão Integrada de Resíduos. 1º Período 1. Plano de estudos: Faculdade de Ciências e Tecnologia Diploma de Estudos Avançados Engenharia Sanitária e Gestão Integrada de Resíduos 1º Período QUADRO N.º 2-Engenharia Sanitária e Gestão Integrada

Leia mais

Disciplina: Fontes Alternativas de Energia

Disciplina: Fontes Alternativas de Energia Disciplina: Fontes Alternativas de Parte 1 Fontes Renováveis de 1 Cronograma 1. Fontes renováveis 2. Fontes limpas 3. Fontes alternativas de energia 4. Exemplos de fontes renováveis 1. hidrelétrica 2.

Leia mais

Conjunto de Realização Busca de Oportunidades e Iniciativa Exigência de Qualidade e Eficiência Correr Riscos Calculados Persistência Comprometimento

Conjunto de Realização Busca de Oportunidades e Iniciativa Exigência de Qualidade e Eficiência Correr Riscos Calculados Persistência Comprometimento O que é? Seminário de 80 horas em sala, aplicado num período de 9 dias, em regime de imersão; Metodologia trabalha, através de vivências, 10 Características do Comportamento Empreendedor (CCEs), que compreendem

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2013

Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Volume 40 Ano base 2012 Guia de leitura Guia de leitura O Guia de Leitura tem o propósito de orientar

Leia mais

Jardim Escola Aladdin

Jardim Escola Aladdin Jardim Escola Aladdin Os 4 Rs da Sustentabilidade Rio de janeiro 2016 Objetivo geral Esse projeto tem como objetivo promover o envolvimento dos alunos, professores, pais e comunidade em defesa à sustentabilidade

Leia mais

Princípios de Termoelétricas em Pequenas Propriedades Rurais

Princípios de Termoelétricas em Pequenas Propriedades Rurais Princípios de Termoelétricas em Pequenas Propriedades Rurais Orientandas: Viviane Costa da Silva Lucivania i Lima da Silva Maria Silvânia Alvas da Silva Orientador: André Leite Rocha Objetivos Geral: Possibilitar

Leia mais