Manual de Instruções Sistema Aqualarme AQL-380

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Instruções Sistema Aqualarme AQL-380"

Transcrição

1 Manual de Instruções Sistema Aqualarme AQL-380

2 APRESENTAÇÃO DA AQUASAVE A Aquasave atua desde 2003 disponibilizando soluções práticas para a redução do consumo de água em instalações hidráulicas prediais. Tem como objetivo a pesquisa e o desenvolvimento de inovações tecnológicas aplicadas aos seguintes processos: Pesquisa eletrônica de vazamentos e de medições do perfil de consumo. Monitoramento dos reservatórios com alarmes locais e via internet. Monitoramento em tempo real dos indicadores de consumo e das perdas diárias. Regulagem do consumo de chuveiros, torneiras e descargas. Manutenção básica da instalação hidráulica. DESCRIÇÃO DO SISTEMA AQUALARME O sistema Aqualarme tem como objetivo garantir a segurança operacional da instalação hidráulica predial. É uma ferramenta importante de auxílio ao Administrador na tarefa de acompanhar e otimizar a gestão da instalação, com as seguintes funções: Controle do nível da água nos tanques em tempo real. Controle do status (ligado/desligado) das bombas e do seu tempo de operação. Controle da pressão de saída das válvulas redutoras de pressão (VRP s). Controle do volume e da vazão dos hidrômetros pulsados. Controle do status (aberto/fechado) e do tempo de atividade de outros eventuais dispositivos ligados ao sistema (bombas de incêndio, bombas jockeys, alarmes diversos, etc). O sistema é composto por Sensores, Estações Transmissoras e Estações Receptoras e, eventualmente, de Estação Repetidora de Sinal. As Estações Transmissoras ficam situadas próximas dos sensores, que por sua vez estão em contato direto com elemento que será medido (tanque, bombas, válvulas, etc). As Estações Receptoras ficam situadas nas Portarias, Guaritas e Centro de Controle de Operações e sala de Administração, em geral. A interligação entre as Estações Transmissoras e a Estação Receptora é feita através de cabos ou via rádio, o que simplifica e evita a passagem de fios entre os pontos medidos e a unidade de gerenciamento. A Estação Receptora dispara um aviso sonoro e visual em caso de nível de água alto ou baixo nos tanques. Esses alarmes evitam o transbordamento e a falta de água no prédio. O Aqualarme indica, também, quando a pressão nas válvulas redutoras de pressão estiver acima da pressão máxima de serviço (40mca). O excesso de pressão ocasionado pela falha de operação das VRP s é a principal causa de rompimentos dos engates flexíveis e do desgaste prematuro das válvulas de uma instalação, o que aumenta o risco de vazamentos e de alagamentos. Opcionalmente, as informações do Aqualarme podem ser consultadas pelo cliente via internet e com mais funcionalidades. Para isso o serviço Aquanet deve ser ativado e um novo módulo é colocado no equipamento Aqualarme, que passa a enviar os dados coletados diretamente para os servidores da Aquasave, via conexão GPRS (dados de celular). Essas informações são compiladas e disponibilizadas via Internet. O sistema Aquanet envia s e torpedos (via celular) quando ocorrerem situações de alarme no sistema. Além dos alarmes, o serviço Aquanet traça o perfil de consumo do prédio e é capaz de indicar se há vazamentos na instalação e qual o valor do desperdício diário com esses vazamentos. O sistema Aquanet já opera desde 2006 em diversos sistemas prediais em Salvador e em outras cidades do Brasil. Tem como principal função o monitoramento remoto do consumo predial e a indicação da ocorrência de vazamentos na instalação. É um sistema inovador que permite o acompanhamento através da internet do consumo de água do prédio em tempo real. INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA Antes de instalar os equipamentos do sistema Aqualarme, as seguintes instruções devem ser observadas: Somente técnicos autorizados pela Aquasave podem realizar a manutenção dos equipamentos. As fontes de alimentação fornecem tensão de 12V e corrente de consumo de 1,5A. As fontes devem ser ligadas a tomadas de energia elétrica de 127V ou 220V. Tensões e correntes fora dos valores acima podem danificar o aparelho e ferir o operador. SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 2

3 Utilizar somente fontes fornecidas pela Aquasave. Não tocar nos componentes eletrônicos internos, mesmo que o aparelho esteja desligado. Não retirar os componentes internos, mesmo que o aparelho esteja desligado. Nunca abrir o equipamento quando o aparelho estiver ligado na tomada. Instalar as estações transmissoras, receptoras e repetidoras do Aqualarme em locais secos, abrigados ao tempo e com acesso restrito somente a pessoas autorizadas. Não realizar instalação em locais úmidos ou molhados. ESQUEMA GERAL DO SISTEMA AQUALARME O esquema geral abaixo ilustra a instalação do sistema Aqualarme: O sistema Aqualarme é composto por sensores, Estações Transmissoras, Estação Receptora e, onde necessário, Estação Repetidora. Cada sistema pode monitorar até 20 sensores diferentes, como: nível, vazão, volume, pressão, status de bombas e tempo de operação. A estação transmissora envia os dados dos sensores para uma ou mais estação receptora através de cabos ou sinal de rádio, a depender da facilidade local. Se eventuais barreiras dificultar a comunicação via rádio, a Aquasave disponibiliza uma estação repetidora de sinal que dobra o alcance do rádio da estação transmissora. As estações receptoras possuem a interface homem-máquina e são responsáveis pela calibração e pela segurança operacional do sistema. Elas disponibilizam no visor de LCD as informações de cada serviço monitorado. Quando uma situação fora do padrão acontece, ocorre o disparo de um alarme sonoro e visual. O usuário pode silenciar o alarme sonoro através do botão silencia alarme, porém o alarme visual continuará ligado até que as condições de disparo do alarme voltem ao normal. SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 3

4 ESTAÇÃO TRANSMISSORA Estação que coleta os dados brutos dos sensores e envia via cabo ou rádio para a estação receptora. Cada estação transmissora consegue coletar até quatro portas analógicas (níveis de reservatórios e/ou pressões), quatro portas digitais (status de operação de bombas e/ou outras chaves) e dois hidrômetros ao mesmo tempo. Led que indica quando a estação envia os dados ESTAÇÃO RECEPTORA Esta estação recebe os dados brutos, efetua o tratamento destes dados com base nas informações inseridas na calibração dos sensores e monitora os sensores. Quando os dados recebidos estão fora dos parâmetros de segurança pré-estabelecidos na calibração, a condição de alarme é atingida e a estação começa a emitir sinais sonoros e visuais até que as devidas providências sejam tomadas para a normalização do evento. Desloca cursor para cima ou incrementa valor Seleção e valor Desloca cursor para baixo ou decrementa valor Led vermelho pisca em situação de alarme Botão que silencia o alarme sonoro Led que acende toda vez que um novo dado é recebido SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 4

5 ESTAÇÃO REPETIDORA Esta estação é utilizada em locais com dificuldade de comunicação entre uma Estação Transmissora e outra Receptora, onde não é possível realizar comunicação por cabo ou por rádio devido a obstáculos físicos, sendo necessária a utilização de uma estação repetidora de sinal, que contorne o obstáculo. Led piscando vermelho: recebendo dados. Piscando verde: enviando dados. SINAL DAS ESTAÇÕES TRANSMISSORAS Para melhor funcionamento dos rádios, é necessário que as antenas das estações transmissoras e receptoras sejam posicionadas de forma adequada, a fim de conseguir o melhor nível de sinal. Para facilitar o posicionamento das antenas, o Aqualarme dispõe de uma tela, chamada SINAL DAS ESTAÇÕES, que reúne as informações das estações transmissoras, de acordo com o exemplo abaixo: E1 Identificação da Estação Transmissora 100% Força do sinal de rádio que chega a Estação Receptora A1,A2,A3,A4 Valor do sensor das portas analógicas (sensor de nível e de pressão) D=1,1,1,1 Valor dos sensores (0 ou 1) das portas digitais D1,D2,D3,D4 H1,H2 Valor dos pulsos dos hidrômetros INSTALAÇÃO DA ESTAÇÃO TRANSMISSORA Para montagem da Estação Transmissora é preciso efetuar as interligações com os sensores, conforme as instruções abaixo: SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 5

6 12V Entrada 12V Saída Entrada de alimentação de 12V. O positivo se encontra na parte superior e o negativo abaixo dele. Saída auxiliar de 12V protegida. O positivo se encontra na parte superior e o negativo abaixo dele. 5V, 12V, GND Saídas reguladas para alimentação dos sensores. Saídas de 5V, 12V e terra. A1, A2, A3, A4 Entrada para sinal de 4 sensores analógicos. JP-1, JP-2, JP-3, JP-4 Seleção entre sensores analógicos de 0-5V e 4-20mA. Para sensor com sinal de tensão de 0-5V, deixar sem os jumpers. Para sensor com sinal de corrente de 4-20mA, conectar o jumper. D1, D2, D3, D4 Entradas digitais para conexão de 4 sensores digitais tipo contato seco (reed switch). Usado para bombas, chaves ou qualquer outra entrada digital. O sinal ( ) simboliza o terra do sensor e o (+) simboliza a entrada de dados. H1, H2 Entradas pulsadas, utilizadas para a medição dos pulsos gerados por hidrômetros do tipo contato seco (reed switch). O sinal ( ) simboliza o terra do sensor e o (+) a entrada de dados. Rádio Microcontrolador Conector para a colocação da placa do rádio transmissor ou do cabo de dados. Central de processamento do dispositivo. INSTALAÇÃO DA ESTAÇÃO RECEPTORA Na parte inferior no canto direito encontram-se os conectores das conexões. De baixo para cima é possível ver que existem as seguintes entradas: 5V Entrada de alimentação de 5V. O positivo se encontra na parte superior e o negativo abaixo dele. 3,6V Entrada de 3,6V para a placa do Modem e para a placa SD-Card. O positivo se encontra na parte superior e o negativo abaixo dele. Serial Serial PWR Cartão SD Modem Rádio Microcontrolador Entrada e saída para comunicação serial. Deixar desconectado. Saída 5V para comunicação serial. Deixar desconectado. Conector para instalação da placa cartão SD. Conector para instalação da placa Modem. Para uso exclusivo com o serviço Aquanet. Conector para a colocação da placa do rádio transmissor ou do cabo de dados. Central de processamento do dispositivo. SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 6

7 INSTALAÇÃO DOS SENSORES Os sensores efetuam as medições dos pontos monitorados e possuem as seguintes especificações: Medição Nível Pressão Pulso Contato do sensor Sensor de nível com escala de 0,4bar, com saída de 4-20mA ou 0-5V, alimentação 12V e 50mA, precisão de 2% do fundo de escala. Sensor de pressão com escala de 20 bar, com saída de 4-20mA ou 0-5V, alimentação 12V e 50mA, precisão de 2% do fundo de escala. Hidrômetro com equipado com sensor de pulso tipo contato seco (reed switch). Mini contatora auxiliar de contato seco (reed switch) para monitoramento do acionamento de bombas e chaves. Os sensores devem ser interligados à Estação Transmissora. Os sensores de medição de nível e de pressão devem ser ligados de acordo com as seguintes instruções: Fio amarelo ou verde Fio vermelho Interligar ao conector terra dos sensores analógicos da Estação Transmissora. Conector (GND). Interligar ao conector de alimentação dos sensores analógicos da Estação Transmissora. Conector 5V ou 12V, a depender da tensão do sensor. Fio preto Interligar ao conector de entrada de sinal analógico da Estação Transmissora. Conectores A1, A2, A3 ou A4. Os sensores de pulso de hidrômetro (série T3CIB5K0001E) devem ser ligados da seguinte forma: Fio amarelo Interligar ao conector neutro dos sensores de pulso da Estação Transmissora. Terminal (-) de H1 ou H2. Fio cinza Interligar ao conector de entrada de pulso da Estação Transmissora. Terminal (+) de H1 ou H2. CALIBRAÇÃO Ao instalar os sensores de nível, de pressão e de hidrômetro, é necessário efetuar a calibração em cada Estação Receptora do Aqualarme. CALIBRAÇÃO DE SENSORES DE NÍVEL A calibração dos sensores de nível é feita medindo-se dois níveis do reservatório: um nível máximo e um nível mínimo. O nível da água no reservatório é a altura entre o fundo do tanque e o nível da água atual e pode ser medido com uma escala de pedreiro (mais recomendado) ou uma régua (tubo de PVC ou ripa de madeira) graduada. Ao medir cada um dos dois níveis (nível máximo e nível mínimo) deve-se efetuar - no mesmo instante da medição do nível - a leitura do valor do sensor na tela SINAL DAS ESTAÇÕES. Os níveis da água e respectivos valores dos sensores serão utilizados na calibração do sensor. A calibração é feita seguindo os passos demonstrados nas telas abaixo, desde o momento que o aparelho é ligado até a finalização do procedimento de calibração. Quando se liga a Estação Receptora, a primeira tela é uma tela de inicialização, onde consta o nome do produto, a versão, o nome da empresa e o telefone para contato: SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 7

8 Após um curto período de tempo uma nova tela será apresentada: Para efetuar a calibração, primeiro deve ser feita a inclusão do sensor desejado. Clique na opção INCLUIR SENSOR que o levará para a seguinte tela: Uma senha será requisitada. A senha padrão do Aqualarme é Insira a senha. Em seguida efetue a escolha do tipo de sensor a ser incluído: Após selecionar o tipo de sensor, forneça as seguintes informações do ponto a ser monitorado ao sistema; TAG Insira o número para identificar o sensor, entre 0 e 99 ESTAÇÃO PORTA Insira o número de identificação da Estação Transmissora em que o sensor está instalado. O número está gravado do lado externo da caixa da Estação Transmissora. Insira o número da porta da Estação Transmissora onde o sensor está instalado. Sensor analógico de nível ou de pressão nas portas A1 a A4, sensor digital nas portas D1 a D4 e sensor de pulso nas portas H1 ou H2. Depois da inclusão dos sensores instalados, corra o cursor na vertical e clique no botão VOLTAR. Neste momento, o sensor já foi inserido e está pronto para ser calibrado. Os tipos de sensores que devem ser calibrados são: Tanques, VRP, e Hidrômetro. Na tela inicial clique em EDITAR. Novamente será necessário inserir a senha e depois escolha qual dos sensores instalados se deseja editar. Uma nova tela apresenta os dados do sensor selecionado e permite a escolha entre calibrar ou excluir o sensor. SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 8

9 Se o sensor for do tipo TANQUE, TANQUE SUPERIOR ou TANQUE INFERIOR, as seguintes opções devem ser preenchidas pelo usuário: NA 100% ALARME MÁX ALARME MÍN NA1 SINAL1 NA2 SINAL2 Valor do nível da água máximo do reservatório (em metros, com duas casas decimais). Porcentagem em relação ao nível máximo do reservatório para disparo do alarme de nível alto. Se não for preenchido o sistema assume como 100%. Porcentagem em relação ao nível máximo do reservatório para disparo do alarme de nível baixo. Se não for preenchido o sistema assume como 40%. Nível da água medido com o reservatório cheio (em metros, com duas casas decimais). Valor do sensor mostrado na tela SINAL DAS ESTAÇÕES quando fez a medição do NA com o reservatório cheio. Nível da água medido com o nível do reservatório o mais baixo possível (em metros, com duas casas decimais). Valor do sensor mostrado na tela SINAL DAS ESTAÇÕES quando fez a medição do NA com o reservatório o mais baixo possível. CALIBRAÇÃO DE SENSORES DE PRESSÃO Se o sensor for do tipo VRP, as seguintes opções devem ser preenchidas: P SET 100% ALARME MÁX ALARME MÍN P1 SINAL1 P2 SINAL2 Valor da pressão de trabalho máxima da linha (em metros, com duas casas decimais). Porcentagem em relação à pressão máxima de trabalho para disparo do alarme de pressão muito alta. Se não for preenchido o sistema assume como 150%. Porcentagem em relação à pressão máxima de trabalho para disparo do alarme de nível muito baixo. Se não for preenchido o sistema assume como 40%. Pressão máxima lida no manômetro (em metros, com duas casas decimais). Valor do sensor mostrado na tela SINAL DAS ESTAÇÕES quando se fez a medição da pressão máxima lida com o manômetro. Pressão mínima lida com o manômetro (em metros, com duas casas decimais). Valor do sensor mostrado na tela SINAL DAS ESTAÇÕES quando se fez a medição da pressão mínima lida com o manômetro. CALIBRAÇÃO DE SENSORES DE PULSO DE HIDRÔMETRO Se o sensor for do tipo contador de pulso de hidrômetro as seguintes informações devem ser fornecidas pelo usuário: SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 9

10 VOL INI Valor da leitura do relógio do hidrômetro momento da calibração. Usado para alinhar as duas medições. 1 PULSO Valor em litros que o hidrômetro conta cada vez que um pulso é gerado. Dado fornecido pelo fabricante do hidrômetro/gerador de pulsos. EXCLUSÃO DE SENSOR Se for necessário excluir um sensor, os seguintes passos devem ser seguidos: no menu EDITAR deve-se escolher EXCLUIR, selecionar o sensor e confirmar a exclusão: FUNÇÃO MONITORAR Durante o seu uso normal, a Estação Receptora do Aqualarme estará sempre apontada para a função MONITORAR. Nesta função são apresentadas as medições e os status atuais dos locais que estão sendo monitorados: FUNÇÃO ALARME Se a medição atual de um sensor ficar acima ou abaixo das porcentagens limites estabelecidas na função CALIBRAR, a Estação Receptora do Aqualarme dispara um alarme sonoro e visual (LED vermelho na parte frontal da Estação Receptora) para alertar o operador da ocorrência. O alarme sonoro pode ser desativado através de um botão na Estação Receptora. O alarme visual para de piscar apenas quando a ocorrência que deu origem ao alarme for corrigida. MANUTENÇÃO Somente técnicos indicados pela Aquasave devem realizar a manutenção do equipamento. Verificações gerais podem ser realizadas seguindo rigorosamente os pontos a seguir: Qualquer operação de instalação e/ou verificação deverá ser feita com o aparelho desligado da rede elétrica. Verificar o estado geral dos cabos dos sensores e de alimentação do sistema. Verificar as conexões de todos os cabos do sistema. Verificar a correta instalação e estado dos sensores. SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 10

11 Verificar o estado geral e condições dos cases das Estações Transmissoras e Receptoras. Verificar o encaixe correto das placas dentro das Estações Transmissoras e Receptoras. Verificar a existência de corrente elétrica e a adequação da tensão de entrada do sistema. VERIFICAÇÃO DE ERROS Em caso de falha no funcionamento do sistema, verificar as seguintes ocorrências antes de entrar em contato com a Aquasave. Verificar se o LED de alimentação de cada Estação Transmissora e Receptora se acende ao colocar o aparelho na tomada. Verificar se o LED de transmissão de dados de cada Estação Transmissora pisca a cada 10 segundos. Verificar se o LED de aquisição de dados da Estação Receptora pisca a cada 10 segundos. Verificar na tela SINAL DAS ESTAÇÕES na Estação Receptora se todas as Estações Transmissoras interligadas ao sistema estão enviando dados. Verificar se o LED de armazenamento de dados da Estação Receptora pisca a cada 1 minuto. SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 11

12 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Estação Estação Estação Unidade Receptora Transmissora Repetidora Tensão de entrada V Consumo de corrente constante 1,5 1 0,6 A Consumo de corrente de pico 3 1,5 1,2 A Baudrate bps Diâmetro dos parafusos fixadores 3,5 e 4,0 3,5 e 4,0 3,5 e 4,0 mm Plug para alimentação J4 J4 J4 - Quantidade máxima de sensores por estação Frequência de operação do rádio 169,41 169,41 169,41 MHz Tamanho da antena bobinada cm Protocolo de comunicação entre estações Manchester Manchester Manchester - Protocolo de comunicação com o servidor TCP/IP/Socket Datalogger - Armazenamento de dados Anos Tamanho das Estações 18,5 x 17 x 6,5 18,5 x 17 x 6,5 12 x 12 x 6,5 cm GARANTIA O Aqualarme esta sendo disponibilizado com garantia de 1 ano, exceto em casos que o motivo do mal funcionamento seja devido a uma dessas causas: Uso do aparelho para outros fins que não os especificados. Rompimento do lacre de segurança. Danos devido a quedas. Danos devido ao mau uso dos usuários. Fenômenos da natureza. Picos de tensão gerados pela rede elétrica. NOTAS GERAIS A Aquasave se reserva o direito de alterar as especificações técnicas e este Manual de Instruções sem aviso prévio. AQUASAVE Comércio e Serviços Hidráulicos Ltda. Av. Tancredo Neves, 274 sala 323-B - Caminho das Árvores Centro Empresarial Iguatemi, Salvador-BA CEP Tel: Fax: Registro no CREA-BA nº SISTEMA AQUALARME AQL-380 MANUAL DE INSTALAÇÃO 12set12 Página 12

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048. Discadora por Celular HERA HR2048 Manual do Usuário Índice: Paginas: 1. Introdução 03 1.1 Visão Geral 03 2. Características 04 3. Funcionamento 04, 05 e 06 3.1 Mensagens 06 e 07 4. Instalação da Discadora

Leia mais

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0 GPRS Universal Manual do Instalador C209994 - Rev 0 » Introdução: Antes da instalação deste produto, recomendamos a leitura deste manual, que contém todas as informações necessárias para a correta instalação

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 SUMÁRIO Descrição do Rastreador ST-240... 03 Descrição das entradas e saídas... 03 Led indicador GPS - Vermelho... 04 Led indicador GPRS - Azul... 04 Dicas de instalação... 05

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL Módulos para automação Características gerais - Processamento independente - Possui alerta sonoro e luminoso de falta de conexão - Não precisa ser configurado (Plug and

Leia mais

STOPSAT 02. Índice. Revisão 01/10/2003

STOPSAT 02. Índice. Revisão 01/10/2003 Revisão 01/10/2003 TECMORE AUTOMAÇÃO COMÉRCIO LTDA Rua Marechal Deodoro, 2709-Centro São Carlos-SP CEP 13.560-201 Tel (16) 274-3885 / Fax (16) 274-7300 www.tecmore.com.br STOPSAT 02 Índice 1 Descrição

Leia mais

Conect. Senha. Manual de Instalação Controle de Acesso C203702R3

Conect. Senha. Manual de Instalação Controle de Acesso C203702R3 Conect Senha C203702R3 Manual de Instalação Controle de Acesso : 1 - Antes de Começar...01 2 - Características Gerais... 02 3 - O Teclado... 03 4 - Instalação... 04 5 - Sinalização Audível... 05 6 - Sinalização

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Central de alarme HR 4031 Light \ Plus 4 setores HERA

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Central de alarme HR 4031 Light \ Plus 4 setores HERA Central de alarme HR 4031 Light \ Plus 4 setores HERA Manual do Usuário 1 Índice: 1 Aplicação:... 3 2 Características:... 3 3 Características de funcionamento... 3 4- Apresentação da Central... 4 4.1 Parte

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-211 CONTROLE REMOTO

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-211 CONTROLE REMOTO CENTRAL DE ALARME COM FIO AW2 CONTROLE REMOTO CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado;

Leia mais

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões

Manual de Instruções. Rastreador Via Satelite para Automóveis e Caminhões Manual de Instruções Manual de Instruções Esta embalagem contém: Módulo AT1000 1 relé de potência 1 alto falante 1 antena GPS 1 antena GSM 1 soquete p/ relé com cabo 1 conector com cabo Manual de instruções

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Central de alarme HR 4020 2 setores HERA.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Central de alarme HR 4020 2 setores HERA. Central de alarme HR 4020 2 setores HERA Manual do Usuário 1 Índice: 1 Aplicação... 3 2 Características... 3 3 - Apresentação da Central... 3 3.1 - Parte externa... 3 3.2 - Parte interna... 4 4 - Diagramas

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

Central de alarme Ventura GSM

Central de alarme Ventura GSM Central de alarme Ventura GSM Manual do Usuário 1 Índice: 1 Aplicação:... 3 2 Características:... 3 3 Características de funcionamento... 3 4- Apresentação da Central... 4 4.1 Parte externa... 4 4.2 Parte

Leia mais

Leitor MaxProx-Lista-PC

Leitor MaxProx-Lista-PC Leitor MaxProx-Lista-PC O leitor de cartões de proximidade MaxProx-Lista-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso. Ele foi especialmente projetado para controle de acesso, para ser usado Stand

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Manual do equipamento Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição

Leia mais

DIGIPROX SA202 VERSÃO DO MANUAL

DIGIPROX SA202 VERSÃO DO MANUAL DIGIPROX SA202 VERSÃO DO MANUAL 1.0 de 01/04/02013 8672 2 Sumário 1. Apresentação... 5 2. Itens que Acompanham... 5 3. Especificações Técnicas... 5 4. Características Gerais... 6 5. Visão Geral do Equipamento...

Leia mais

SENHA LIGHT VERSÃO DO MANUAL

SENHA LIGHT VERSÃO DO MANUAL SENHA LIGHT VERSÃO DO MANUAL 1.2. de 05/02/2013 7767 2 Sumário 1. Apresentação... 5 2. Itens que Acompanham... 5 3. Especificações Técnicas... 5 4. Características Gerais... 6 5. Visão geral do Equipamento...

Leia mais

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 CENTRAL DE E SEM FIO AS- CARACTERÍSTICAS DO APARELHO - Central de alarme sem fio com setor misto ( com e/ou sem fio ); - Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; - Carregador de bateria

Leia mais

Manual de Operação REV 2.2 MMD1 Virtual Sistema Inteligente (VSI) VERSÃO 2.7 OPERAÇÃO

Manual de Operação REV 2.2 MMD1 Virtual Sistema Inteligente (VSI) VERSÃO 2.7 OPERAÇÃO Manual de Operação REV 2.2 MMD1 Virtual Sistema Inteligente (VSI) VERSÃO 2.7 OPERAÇÃO Parabéns! Você acaba de adquirir um produto de alta confiabilidade, projetado e construído dentro dos mais rígidos

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada AP4/AP4 D

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada AP4/AP4 D MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Central de Alarme Particionada AP/AP D Índice 1.Apresentação... 2.Características... 3.Características Técnicas... 5.Status de Bips... 5 5.Status dos Led s... 5 6.Conhecendo

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO A EQUIPEL assegura ao proprietário deste aparelho garantia de 01 ano contra qualquer defeito de peça ou de fabricação desde que,

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

Manual do usuário IPR 8000

Manual do usuário IPR 8000 Manual do usuário IPR 8000 IPR 8000 Porteiro residencial Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O porteiro residencial IPR 8000 possui saída para fechadura

Leia mais

Monitor Digital Interno VPIP

Monitor Digital Interno VPIP Imagem Meramente Ilustrativa Monitor Digital Interno VPIP Manual de Referência e Instalação Sumário 1. Parâmetros Técnicos... 3 2. Funções Básicas... 4 3. Instalação... 4 4. Conexões... 5 5. Operação de

Leia mais

Transmissor EXT-240 de áudio e vídeo sem fio

Transmissor EXT-240 de áudio e vídeo sem fio Transmissor de áudio e vídeo sem fio Manual de operação Índice I. Introdução... 1 II. Informações de segurança... 1 III. Especificações... 1 IV. Instruções de instalação... 2 1. Opções de posicionamento...

Leia mais

RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES

RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES RÁDIO PARA SISTEMAS DE TRANSPORTES Atenção e Cuidado Os seguintes símbolos podem ser encontrados no produto ou toda a documentação. Consulte o manual do usuário para obter informações adicionais quando

Leia mais

1) Antes de Começar. 2) Características Gerais

1) Antes de Começar. 2) Características Gerais Índice: 1 - Antes de Começar... 01 2 - Características Gerais... 01 3 - Instalação... 02 3 -... 04 4.1 - Cadastro dos Números Telefônicos... 05 4.2 - Testando os Números Telefônicos... 09 5 - Alteração

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...8 2 APRESENTAÇÃO: O SS300 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Termo de Garantia. Extinção da Garantia

Termo de Garantia. Extinção da Garantia OBS IMPORTANTE: Você esta adquirindo um produto de segurança. Verifique com o Engenheiro responsável da obra, se ele atende as necessidades para o local onde será Instalado, pois todo o equipamento de

Leia mais

Controladora CT370 Manual Versão 3.2 Revisão 0 Outubro/2014

Controladora CT370 Manual Versão 3.2 Revisão 0 Outubro/2014 Controladora CT370 Manual Versão 3.2 Revisão 0 Outubro/2014 Sumário 1. Apresentação... 4 2. Itens que Acompanham... 4 3. Especificações Técnicas... 4 4. Características Gerais... 5 5. Visão Geral do Equipamento...

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

A precisão que você precisa.

A precisão que você precisa. A precisão que você precisa. -30 Agronave 30 O Agronave 30 é um moderno sistema de navegação agrícola para auxiliar o produtor rural nos diversos processos de aplicação, plantio e colheita. Leia com cuidado

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO AP6 Central de Alarme Particionada www.compatec.com.br 2 www.compatec.com.br 3 4. Dimensões do produto... 5. Conhecendo o seu produto... 7 5.1 Conhecendo as funções da central...

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Seguidor de Linha Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19 Sensor Smart Seguidor de Linha 1. Introdução Os sensores seguidores de linha são sensores que detectam

Leia mais

AP4/AP4D CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compatec Sistemas Eletrônicos Ltda Indústria Brasileira www.compatec.com.

AP4/AP4D CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compatec Sistemas Eletrônicos Ltda Indústria Brasileira www.compatec.com. SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE COMPATEC ALARMES PARA SUA SEGURANÇA MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO suporte@compatec.com.br fone:(54)4009 4711 Compatec Sistemas Eletrônicos Ltda Indústria Brasileira

Leia mais

Controle de acesso FINGER

Controle de acesso FINGER Controle de acesso FINGER MANUAL DE INSTRUÇÕES Sobre esse Guia Esse guia fornece somente instruções de instalação. Para obter informações sobre instruções de uso, favor ler o Manual do usuário.. ÍNDICE

Leia mais

Eagle Rastreamento Veicular

Eagle Rastreamento Veicular Softech Software Brasil Ltda. Eagle Rastreamento Veicular Softech Tecnologia em Software Versão 1.4.0.0 13 2 Introdução Objetivo do manual de instruções O presente manual foi elaborado com o objetivo de

Leia mais

ori Portaria á su R al Time e U o dlauna M

ori Portaria á su R al Time e U o dlauna M M a nua ld o Usu á roi Portaria Re al Time Sumário Introdução... Especificações... 3 3 Ilustrações Portaria RT sem descarga de coletor... Portaria RT com descarga de coletor... Portaria RT TCP/IP... Portaria

Leia mais

O Collector GPRS tem a capacidade de armazenar até 50 descargas de Guardus, possibilitando que estas sejam transferidas para um PC.

O Collector GPRS tem a capacidade de armazenar até 50 descargas de Guardus, possibilitando que estas sejam transferidas para um PC. Introdução O Collector GPRS é um equipamento eletrônico portátil, utilizado para a captura, o armazenamento e a transferência dos dados provenientes dos coletores de dados Guardus G3, G5 e G7. Esta transferência

Leia mais

www: toppoalarmes.com.br SAC: 0800-643-6680

www: toppoalarmes.com.br SAC: 0800-643-6680 Prezado cliente, Muito obrigado por escolher o alarme residencial TPS-100: você adquiriu um produto de alta qualidade, confiabilidade e sofisticação. Por favor leia todas as instruções relacionadas ao

Leia mais

IPR 8000. Porteiro residencial MANUAL DO USUÁRIO

IPR 8000. Porteiro residencial MANUAL DO USUÁRIO IPR 8000 Porteiro residencial MANUAL DO USUÁRIO Porteiro residencial Modelo IPR 8000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e a segurança Intelbras-Maxcom. O porteiro residencial

Leia mais

Discador Celular D-Cell

Discador Celular D-Cell Discador Celular D-Cell Guia rápido de programação O discador celular D-Cell fornece um sistema seguro de comunicação entre o seu equipamento de alarme e você. Utiliza a infraestrutura de telefonia móvel

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL

CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL CARACTERÍSTICAS BÁSICAS 8 Zonas programáveis sendo 4 mistas, ou seja, com fio e sem fio e 4 com fio; 1 senha mestre; 1 senha de usuário; Entrada para teclado

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital

MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital DEZEMBRO / 2010 NEXTCALL GRAVADOR TELEFÔNICO DIGITAL Obrigado por adquirir o NextCall. Este produto foi desenvolvido com o que há de mais atual em

Leia mais

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação

Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Módulo Rastreador Veicular Manual de Instalação Última atualização: Maio de 2010 www.trackmaker.com ÍNDICE 1 - Instalação 1.1 - Detalhes do Módulo... 3 Descrição dos Pinos... 3,4 1.2 - Instalando o Chip

Leia mais

Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800

Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800 Manual do usuário Vídeo Porteiro Sem Fio VPV-800 Atenção: Antes de operar o equipamento, leia o manual do usuário, qualquer dano causado decorrente de utilização errônea do mesmo implicará na perda imediata

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

CAUSA DO ÚLTIMO DISPARO Sensor de ultrassom Interruptor de portas Chave de ignição Interruptor do capô e portamalas. Alarme 1 - Apresentação

CAUSA DO ÚLTIMO DISPARO Sensor de ultrassom Interruptor de portas Chave de ignição Interruptor do capô e portamalas. Alarme 1 - Apresentação - Desligue a ignição; Sequência 1 - Apresentação para Ligar o Alarme - Saia do veículo, feche portas, capô e portamala; - Pressione o botão TRAVA do Chaveador eletrônico do veículo; - A sirene emite um

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N Imagem Ilustrativa Características: 1. Leitura de 125 khz do cartão de proximidade com o EM chip acoplado internamente para o modelo padrão. 2. Os parâmetros do sistema

Leia mais

ÍNDICE. 1.0 Introdução. 2.0 Descrição. 3.0 Instalação e Aplicação. 4.0 Programação. 5.0 Características Técnicas. 6.0 Principais Problemas e Soluções

ÍNDICE. 1.0 Introdução. 2.0 Descrição. 3.0 Instalação e Aplicação. 4.0 Programação. 5.0 Características Técnicas. 6.0 Principais Problemas e Soluções ÍNDICE 1.0 Introdução 2.0 Descrição 3.0 Instalação e Aplicação 4.0 Programação 5.0 Características Técnicas 6.0 Principais Problemas e Soluções Termo de Garantia 5 6 9 16 18 18 21 4 1.0 Introdução A TRANSSEN

Leia mais

Guia de Referência Rápida de Operação

Guia de Referência Rápida de Operação Guia de Referência Rápida de Operação Projetor Proinfo GIPM.04/2U Guia de Referência Rápida de Operação LS-5580 Projetor Proinfo 69.000.70207-1 Guia de Referência Rápida de Operação Projetor Proinfo 1-2

Leia mais

Manual Técnico. Gabinete 45 CMPC. para notebooks educacionais

Manual Técnico. Gabinete 45 CMPC. para notebooks educacionais Manual Técnico Gabinete 45 CMPC para notebooks educacionais 01 Sobre o produto Armazenamento transporte e carga: - 45 Notebooks Educacionais + Notebook do professor Segurança: - Totalmente fabricado em

Leia mais

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência O princípio de transmissão de dados de telemetria por rádio freqüência proporciona praticidade, agilidade,

Leia mais

FingerTech Importação e Comércio de produtos tecnológicos LTDA

FingerTech Importação e Comércio de produtos tecnológicos LTDA FingerTech Importação e Comércio de produtos tecnológicos LTDA Avenida Tiradentes, 501 - Torre 2 5 Andar - Sala 502 Jardim Shangrilá A - 86070-565 Londrina - PR Sumário 1. Introdução...4 1.1 Características...4

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO DO PROGRAMADOR DE ALARMES MOD. EB-15

MANUAL DE OPERAÇÃO DO PROGRAMADOR DE ALARMES MOD. EB-15 Empresa Brasileira de Engenharia, Sistemas e Tecnologia MANUAL DE OPERAÇÃO DO PROGRAMADOR DE ALARMES MOD. EB-15 EBEST COM. DE PROD. ELETRÔNICOS LTDA http://www.ebest-eng.com.br ebest-eng@uol.com.br Av.

Leia mais

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E SIGMA Sistema Integrado de Combate a Incêndio CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E CABO BLINDADO (SHIELD) 4 VIAS 2X2,50 MM + 2X0,75 MM IHM Possibilidade de até 95 loops. LOOP LOOP LOOP CABO

Leia mais

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA 3. CARACTERÍSTICAS 3.1 Central de alarme microprocessada com 1 setor; 3.2 Acompanha dois transmissores (mod. TSN); 3.3 Freqüência de transmissão: 433MHz;

Leia mais

Placa Acessório Modem Impacta

Placa Acessório Modem Impacta manual do usuário Placa Acessório Modem Impacta Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa Modem é um acessório que poderá ser utilizado em todas as centrais

Leia mais

DL-1500. Manual de Operação. www.dlock.com.br

DL-1500. Manual de Operação. www.dlock.com.br DL-1500 Manual de Operação Agradecemos por ter adquirido este produto Leia o manual por completo antes de utilizar o produto Guarde este manual para futuras referências www.dlock.com.br Observações: 1.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CARO CLIENTE MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Parabéns você acaba de adquirir o mais novo VÍDEO PORTEIRO CONDUVOX CDV - 78C. Pensando na segurança de sua família e do seu ambiente de trabalho a Conduvox

Leia mais

A L A R M E S P A R A S U A S E G U R A N Ç A MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA AP2/AP2D

A L A R M E S P A R A S U A S E G U R A N Ç A MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA AP2/AP2D COMPATEC A L A R M E S P A R A S U A S E G U R A N Ç A MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA AP2/AP2D ÍNDICE Apresentação...3 Conheçendo a central...3 Características Gerais...4

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 135, de 18 de agosto de 2005.

Leia mais

1 Introdução. 2 REDES sem fio de comunicações

1 Introdução. 2 REDES sem fio de comunicações 1 Introdução Neste manual serão apresentados os procedimentos de instalação e configuração do sistema de detecção e prevenção de incêndio GALBA V251, além de dicas que certamente agilizarão os trabalhos

Leia mais

Sistemas indicadores e transmissores de PRESSÃO DIFERENCIAL PARA SALAS LIMPAS MODELO VEC-PP-LED

Sistemas indicadores e transmissores de PRESSÃO DIFERENCIAL PARA SALAS LIMPAS MODELO VEC-PP-LED INTERNO INSTRUMENTO PARA EMBUTIR Sistemas indicadores e transmissores de PRESSÃO DIFERENCIAL PARA SALAS LIMPAS MODELO VEC-PP-LED Aplicação : Especialmente em salas limpas, pois podem ser embutidas em paredes

Leia mais

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto.

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Com o intuito de fornecer ao mercado um dispositivo de rastreamento seguro e confiável, com base na mais alta tecnologia de rastreamento de veículos, seguindo rígidos padrões de

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

A empresa se reserva no direito de fazer alterações sem prévio aviso. Produto produzido por Eletroppar - CNPJ. 02.748.434/0001-08

A empresa se reserva no direito de fazer alterações sem prévio aviso. Produto produzido por Eletroppar - CNPJ. 02.748.434/0001-08 As imagens deste manual são meramente ilustrativas. A empresa se reserva no direito de fazer alterações sem prévio aviso. Produto produzido por Eletroppar - CNPJ. 02.748.434/0001-08 P27130 - Rev. 1 1 Índice

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 065, de 18 de maio de 2000.

Leia mais

Manual de Instruções do Senha Light

Manual de Instruções do Senha Light Manual de Instruções do Senha Light 2 Sumário 1. Apresentação... 4 2. Especificações Técnicas... 4 3. Configuração do Sistema... 5 4. Esquema de Ligação... 5 4.1. Ligação da Fechadura Eletroímã... 6 4.1.1.

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201 CENTRAL DE ALARME COM FIO AW201 CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de 1 setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado; Tempo de

Leia mais

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA 3. CARACTERÍSTICAS 3.1 Central de alarme microprocessada com 4 setores expansível para 8 ou 12 setores; 3.2 Acompanha dois transmissores (mod. TSN); 3.3 Acionamento

Leia mais

BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE

BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE MANUAL DE INSTALAÇÃO ATENÇÃO! LEIA TODAS AS INSTRUÇÕES DO MANUAL ANTES DE INSTALAR E OPERAR ESTE EQUIPAMENTO Parabéns, você adquiriu um produto com o selo Qualidade Máxima

Leia mais

Manual de Instruções Controladora Básica

Manual de Instruções Controladora Básica Manual de Instruções Controladora Básica 2 Sumário 1. Apresentação... 5 2. Recomendações Importantes... 5 3. Especificações Técnicas... 6 4. Configuração do Sistema... 6 5. Esquema de Ligação... 7 5.1.

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Mini Sirene Eletrônica Audiovisual Um Toque Iluminação a LED - Para Pequenas e Médias Áreas - Código: AFMSF A sirene audiovisual de alarme código AFMSF é um equipamento que deve ser instalado no teto ou

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO FECHADURA ELETRÔNICA COM VISOR BASIC PLUS

MANUAL DO USUÁRIO FECHADURA ELETRÔNICA COM VISOR BASIC PLUS 1 / 11 MANUAL DO USUÁRIO FECHADURA ELETRÔNICA COM VISOR 2 / 11 ÍNDICE 1 IDENTIFICAÇÃO... 3 2 INSTALAÇÃO... 3 2.1 Conteúdo... 3 2.2 Desembalagem... 4 2.3 Instruções de Instalação... 4 2.3.1 Fixação do teclado

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO DO PROGRAMADOR DE ALARMES MOD. EB-14

MANUAL DE OPERAÇÃO DO PROGRAMADOR DE ALARMES MOD. EB-14 MANUAL DE OPERAÇÃO DO PROGRAMADOR DE ALARMES MOD. EB-14 EBEST COM. DE PROD. ELETRÔNICOS LTDA http://www.ebest-eng.com.br ebest-eng@uol.com.br Av. Otávio Braga de Mesquita, 1299, 2 andar SL 7 GUARULHOS

Leia mais

Central Discadora Celular. ITCell SEG MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO P P B. Empresa Nacional. Processo Produtivo Básico

Central Discadora Celular. ITCell SEG MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO P P B. Empresa Nacional. Processo Produtivo Básico Central Discadora Celular ITCell MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO P P B Processo Produtivo Básico Empresa Nacional 01. INTRODUÇÃO 03 02. FUNCIONAMENTO 03 2.1. SINAIS SONOROS 03 2.2. ESQUEMA DE CONEXÃO 04

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. Monitor de Monóxido de Carbono de Mesa. Modelo CO50

GUIA DO USUÁRIO. Monitor de Monóxido de Carbono de Mesa. Modelo CO50 GUIA DO USUÁRIO Monitor de Monóxido de Carbono de Mesa Modelo CO50 Introdução Obrigado por escolher o Extech Instruments Modelo CO50, Esse medidor mede o monóxido de carbono (CO), temperatura do ar e umidade.

Leia mais

QUASAR LIGHT. Apresentação, Instalação, Operação & Instruções de Programação

QUASAR LIGHT. Apresentação, Instalação, Operação & Instruções de Programação Os micro-sinalizadores de LED de alta intensidade QuasarLight dispõe da mais alta tecnologia que permite criar micro-sinalizadores em tamanho reduzido em um ampla variedade de formas, disponíveis nos modelos

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA Manual de Instalação e Operação DISCADORA VIA CELULAR. HERA HR 2050. Cel.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA Manual de Instalação e Operação DISCADORA VIA CELULAR. HERA HR 2050. Cel. DISCADORA VIA CELULAR HERA HR 2050. Cel Manual do Usuário ÍNDICE 1 Introdução 03 1.1 Visão Geral 03 1.2 Descrição 03 1.3 Funcionamento 04 1.4 Instalação do Receptor Acionador via cel. 05, 06 e 07 1.5 Configurando

Leia mais

3 - Quadro de Comando - Sistema de Irrigação

3 - Quadro de Comando - Sistema de Irrigação 3 - Quadro de Comando - Sistema de Irrigação PAINEL E SEUS COMPONENTES O sistema de irrigação necessita de alguns dispositivos que servem para filtrar a água, controlar a frequência das irrigações, controlar

Leia mais

Discador Celular D-Cell

Discador Celular D-Cell Discador Celular D-Cell Guia rápido de programação Introdução O discador celular D-Cell fornece um sistema seguro de comunicação entre o seu equipamento de alarme e você. Utiliza a infraestrutura de telefonia

Leia mais

PORTARIA Nº 102, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008

PORTARIA Nº 102, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008 PORTARIA Nº 102, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 19, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro

Leia mais

Controle de Nível Automatizado Através da Pressão no Recalque em Elevatórias com Reservatório Superior.

Controle de Nível Automatizado Através da Pressão no Recalque em Elevatórias com Reservatório Superior. Controle de Nível Automatizado Através da Pressão no Recalque em Elevatórias com Reservatório Superior. Tema 1: Abastecimento de Água Autores: Jean Carlos Esser, técnico em eletrônica pelo CEDUP-Blumenau,

Leia mais

Módulo de Acesso com Teclado 1. Manual do Usuário. Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações

Módulo de Acesso com Teclado 1. Manual do Usuário. Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações Módulo de Acesso com Teclado 1 Manual do Usuário Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações 2 Manual do Usuário Módulo de Acesso com Teclado 3 ÍNDICE CAPÍTULO I - APRESENTAÇÃO...07

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Revisão 03 INSTALAÇÃO DO DISCO SOLAR Parabéns por adquirir um dos mais tecnológicos meios de aquecimento de água existentes no mercado. O Disco Solar é por sua natureza uma tecnologia

Leia mais

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4 P18640 - Rev. 0 Índice Características... 3 Identificando a placa... 3 Esquema de ligação... 3 Parâmetros programados no painel de alarme... 4 Instalação do software programador... 4 Instalação do cabo

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme AP 1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme AP 1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Central de Alarme AP 1 www.compatec.com.br 2.Características...3 3.Características Técnicas...3 4.Conhecendo o seu produto...4 5.Programando o seu produto...5 6.Utilidades...8

Leia mais

1. Apresentação. Fig. 1 - Rastreador Portátil OnixMiniSpy. Led indicativo de Sinal GSM/GPRS e GPS. LED indicativo de recarga de bateria

1. Apresentação. Fig. 1 - Rastreador Portátil OnixMiniSpy. Led indicativo de Sinal GSM/GPRS e GPS. LED indicativo de recarga de bateria 1. Apresentação O OnixMiniSpy é um rastreador portátil que utiliza a tecnologia de comunicação de dados GPRS (mesma tecnologia de telefone celular) para conectar-se com a central de rastreamento e efetuar

Leia mais

Discadora Via Modulo GSM HERA HR-QUAD

Discadora Via Modulo GSM HERA HR-QUAD Discadora Via Modulo GSM HERA HR-QUAD Manual do Usuário [Ver.V4] Página 1 SUMARIO 1- Identificação e suas FUNCIONALIDADES:... 3 2- Características... 5 3- Cadastrando 1 ou mais números na discadora...

Leia mais

SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE

SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE duoiva-3010 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO Esta página foi intencionalmente deixada em branco. INTRODUÇÃO

Leia mais

Como Iniciar. Nokia N76

Como Iniciar. Nokia N76 Como Iniciar Nokia N76 Nokia N76 Introdução Teclas e componentes (frente e parte interna) Neste manual denominado Nokia N76. 1 Tecla externa direita 2 Tecla central 3 Tecla externa esquerda 4 Câmera secundária

Leia mais

Sumário. Capítulo 2 COMPONENTES... 5

Sumário. Capítulo 2 COMPONENTES... 5 Sumário Capítulo 1 INTRODUÇÃO... 3 1.1 Apresentação... 3 1.2 Sobre este manual... 3 1.3 Instruções de segurança... 3 1.4 Instruções de instalação... 4 1.4.1 Fixação... 4 1.4.2 Ventilação... 4 1.4.3 Proteção

Leia mais

P á g i n a 2. Avisos Importantes

P á g i n a 2. Avisos Importantes P á g i n a 1 P á g i n a 2 Avisos Importantes Todas as instruções contidas neste manual devem ser seguidas, caso contrário o produto perderá a garantia. Faça primeiro as conexões dos cabos de alimentação

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

Manual do Usuário. TVA Digital

Manual do Usuário. TVA Digital Manual do Usuário TVA Digital AF_Manual_TV_SD_8.indd 1 AF_Manual_TV_SD_8.indd 2 Parabéns por escolher a TVA Digital! Além de optar por uma excelente programação, você terá uma série de recursos e interatividade.

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final)

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) 1 - INTRODUÇÃO: CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) Trata-se de uma sistema de alarme de incêndio para utilização onde há somente acionadores manuais e sirenes convencionais, não

Leia mais