Do SaaS ao PaaS no Mercado Eletrônico. Ricardo Pardini, qcon SP 13

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Do SaaS ao PaaS no Mercado Eletrônico. Ricardo Pardini, qcon SP 13"

Transcrição

1 Do SaaS ao PaaS no Mercado Eletrônico Ricardo Pardini, qcon SP 13

2 Quem? Ricardo Pardini, CTO, Mercado Eletrônico Lead Developer (desde 2001) SysAdmin Architect Guilty (forever) hjp://pardini.net/blog

3 Desde 1994! BBS > Web > SaaS > PaaS B2B: entre empresas SRM: o contrário do CRM Procurement: transacional: pedidos, cotações R$ 60 bilhões/ano 60k usuários e 100 grandes compradores Enterprise: grandes clientes corpora[vos

4 Enterprise??

5 Enterprise enterprise so+ware is o+en available as a suite of customizable programs (Wikipedia) Grande necessidade de customização Integração com ERPs também customizados Restrições técnicas (firewalls... browsers...) No Brasil adoramos customizar

6 SaaS: Sobware as a Service Era só um website... Single- instance MulB- tenant + Funcionalidade padrão - Custo de operação e invesbmento inicial Similar: SalesForce (1999), Basecamp (2004)

7 Simplicidade (<2001) Comprador Pedido de Compra Cotação de Preços Fornecedor Complexidades Impostos Integrações

8 SaaS + Enterprise Customizar! Mas, não era padrão? Manter as customizações vivas GMUDs Grande necessidade de recursos Inovar!

9 Feature GaKng if (gk_check('abc')) { do_abc(); } else { do_old_stuff(); } Gatekeeper (Facebook) Feature Bits (M.Fowler)

10 Dados específicos demais ALTER TABLE pessoa ADD COLUMN cordopagagaio VARCHAR(20); public String getcordopapagaio() { /*... */ } public void setcordopapagaio(string cor) { /*... */ }

11 Atributos ao resgate

12 Mais customizações / Limites Scrip[ng Processadores de filas customizados OOP: class per client, interfaces Limitações Fluxos e en[dades básicas tem de ser respeitados Disponibilidade de pessoal interno Audits / GMUDs Reuso

13 PaaS: Plalorm as a Service Infrastructure + SoluKon Stack Heroku, Azure, Force.com, CloudFoundry, AppEngine Serviços comuns (auth, storage) Deploy facilitado Cliente escreve funcionalidade do zero Ou, customiza pré- existente

14 PaaS no Mercado Eletrônico Gerenciar customizações em todos os níveis Look and Feel Funcionalidades Modelos de dados Permi[r compar[lhamento de pacotes funcionais entre clientes, ou top- down Agregar funcionalidade padrão comum (CRUD, analy[cs, APIs backend as a service) Desenvolvimento de customizações por terceiros

15 Arquitetura a um KM de altura Metadados Metadados Dados Código Custom Pré- definições Customizações Dados compar[lhados Composição de Aplicações em Tempo de Execução

16 Pré- definição ( padrão de mercado ) Implementações Específicas Especialização do Metadado Interfaces e Abstract Classes

17 Metadados Objetos de dados Campos, [pos, validações Similar a tabelas SQL Eventos Documentos Composição de objetos Listas e relacionamentos complexos Handlers completos

18 Materialização Geração de bytecode Java Javassist CGLib ASM JSR 199: Java Compiler API Groovy! Completo (Generics, Annota[ons, etc) Captura o bytecode gerado

19 Embedded Groovy GroovyClassLoader gcl = new GroovyClassLoader(); Class clazz = gcl.parseclass("class Custom1 implements MyIntf{...}"); Object ascript = clazz.newinstance(); MyIntf obj = (MyIntf) ascript; obj.metododainterface();

20 Funcionalidades padrão Equivalente ao Scaffolding, mas em run[me CRUD Batch Load/Export Analy[cs API genera[on Criação dinâmica de uma Bus do Apache CXF REST (WADL) e SOAP (WSDL)

21 Customização Na materialização, capturar o bytecode gerado Entregar ao cliente um JAR com modelos e interfaces geradas Receber outro JAR com suas extensões e customizações Também dynamic languages da JVM Maven Edição online

22 RunKme Classloader Carregar bytecode gerado e customizações Manter múl[plas versões da mesma classe Security Manager Controlar acessos a rede, disco, dados Definir permissões dependendo do caller

23 Serviços Dependency Injec[on Spring Anotações JSR- 330 Internacionalização/Templa[ng Mailer/No[fier Auth consumer/provider OAuth2 Authoriza[on Logging/Audit Trail/Excep[on Logging/Metrics MVC Controllers e API extensions Embedded jbpm Engine

24

25 DEMO TIME!?!

26 Problemas...? Os 4 problemas : encoding, Bmezone, dar nome às coisas, cache evicbon. Descasamento objeto/relacional (^n) PermGen! Caching: CoR/CoW vs. GC Overhead Front- end autogenera[on, never good enough

27 Obrigado!!! Feature Ga[ng/Feature Bits hjp://mar[nfowler.com/bliki/featuretoggle.html hjp://www.infoq.com/presenta[ons/feature- Bits Embedding Groovy hjp://groovy.codehaus.org/embedding+groovy Coda Hale, Metrics, Metrics Everywhere hjp://pivotallabs.com/139- metrics- metrics- everywhere/

Migrando seu site para o Azure utilizando

Migrando seu site para o Azure utilizando Migrando seu site para o Azure utilizando Plataforma como serviço. DEV210 Migrando seu site para o Azure utilizando Plataforma como serviço. Quem é o palestrante? Vinícius Souza Evangelista Técnico @vbs_br

Leia mais

Ricardo R. Lecheta. Novatec

Ricardo R. Lecheta. Novatec Ricardo R. Lecheta Novatec Copyright 2015 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por qualquer

Leia mais

SOA-1: Fundamentos da Arquitetura Orientada a Serviços. Douglas Charcon System Engineer

SOA-1: Fundamentos da Arquitetura Orientada a Serviços. Douglas Charcon System Engineer SOA-1: Fundamentos da Arquitetura Orientada a Serviços Douglas Charcon System Engineer Agenda Direcionadores de Negócios Arquitetura Orientada a Serviços Enterprise Service Bus Enhanced SOA Resumo 2 Busca

Leia mais

4 Solução Proposta. 4.1 Escopo Proposto

4 Solução Proposta. 4.1 Escopo Proposto 30 4 Solução Proposta 4.1 Escopo Proposto Neste trabalho propomos um arcabouço genérico que permite implementar leques de serviços baseados na Simulação de Monte Carlo, utilizando o ambiente de computação

Leia mais

Microserviços: flexibilidade e agilidade a que preço?

Microserviços: flexibilidade e agilidade a que preço? Microserviços: flexibilidade e agilidade a que preço? Summa Technologies www.summa.com.br Einar Saukas Fabio Velloso @fabiovelloso 2005, Summa Technologies, Inc. 1 Einar Saukas Principal Consultant - Summa

Leia mais

otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública

otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública chaves para o gerenciamento de serviços efetivo agility made possible sumário resumo executivo 3 Introdução: modelos de

Leia mais

EJB ainda tem vez no Java EE 6? Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br

EJB ainda tem vez no Java EE 6? Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br EJB ainda tem vez no Java EE 6? Fernando Lozano Consultor 4Linux lozano@4linux.com.br Você Gosta do EJB? O EJB esteve por muito tempo na berlinda do mundo Java É pesado... É complicado... Código muito

Leia mais

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SIGET Fabrício Pereira Santana¹, Jaime William Dias¹, ², Ricardo de Melo Germano¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil fabricioblack@gmail.com germano@unipar.br

Leia mais

7 RTTI e Interfaces. Desenvolvimento OO com Java. Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes.

7 RTTI e Interfaces. Desenvolvimento OO com Java. Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes. Desenvolvimento OO com Java 7 RTTI e Interfaces Vítor E. Silva Souza (vitorsouza@inf.ufes.br) http://www.inf.ufes.br/ ~ vitorsouza Departamento de Informática Centro Tecnológico Universidade Federal do

Leia mais

PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES

PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES Anexo II C Extranet Social PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES Página 1 de 15 Tudo que for diferente do que foi citado nesse documento deverá ser aprovado pela área de tecnologia do SESC. As

Leia mais

Frameworks - Grails. Aécio Costa

Frameworks - Grails. Aécio Costa Aécio Costa Abstração que une códigos comuns entre vários projetos de software provendo uma funcionalidade genérica. Framework é um conjunto de classes que colaboram para realizar uma responsabilidade

Leia mais

Web APIs e delivery. Matando a fome de 1 milhão de pedidos mensais no. Tiago Dolphine

Web APIs e delivery. Matando a fome de 1 milhão de pedidos mensais no. Tiago Dolphine Web APIs e delivery Matando a fome de 1 milhão de pedidos mensais no Tiago Dolphine Tiago Dolphine... Online Delivery Restaurant receives the order Customer search for restaurants APIs Order food from

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS Edi Carlos Siniciato ¹, William Magalhães¹ ¹ Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edysiniciato@gmail.com,

Leia mais

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse

Como criar um EJB. Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Como criar um EJB Criando um projeto EJB com um cliente WEB no Eclipse Gabriel Novais Amorim Abril/2014 Este tutorial apresenta o passo a passo para se criar um projeto EJB no Eclipse com um cliente web

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 10 Persistência de Dados

Leia mais

Ontologia Aplicada ao Desenvolvimento de Sistemas de Informação sob o Paradigma da Computação em Nuvem

Ontologia Aplicada ao Desenvolvimento de Sistemas de Informação sob o Paradigma da Computação em Nuvem Ontologia Aplicada ao Desenvolvimento de Sistemas de Informação sob o Paradigma da Computação em Nuvem Luiz Cláudio Hogrefe Orientador: Prof. Roberto Heinzle, Doutor Roteiro Introdução Fundamentação teórica

Leia mais

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Tecnologia Java Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Origem da Tecnologia Java Projeto inicial: Oak (liderado por James Gosling) Lançada em 1995 (Java) Tecnologia

Leia mais

Tuning Apache/MySQL/PHP para Desenvolvedores. By Douglas V. Pasqua Zend Certified Engineer / LPI / SCJP douglas.pasqua@gmail.com

Tuning Apache/MySQL/PHP para Desenvolvedores. By Douglas V. Pasqua Zend Certified Engineer / LPI / SCJP douglas.pasqua@gmail.com Tuning Apache/MySQL/PHP para Desenvolvedores By Douglas V. Pasqua Zend Certified Engineer / LPI / SCJP douglas.pasqua@gmail.com Objetivos Dicas de Tuning para Apache/MySQL e PHP. Parâmetros de configuração

Leia mais

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_3: OpenShift

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_3: OpenShift OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 9_3: OpenShift Prof. Charles Christian Miers e-mail: charles.miers@udesc.br OpenShift Solução livre de PaaS da RedHat Aquisição da Makara em 2010 Principais concorrentes:

Leia mais

TDC2012. EJB simples e descomplicado, na prática. Slide 1

TDC2012. EJB simples e descomplicado, na prática. Slide 1 TDC2012 EJB simples e descomplicado, na prática Slide 1 Palestrantes Kleber Xavier Arquiteto Senior / Globalcode kleber@globalcode.com.br Vinicius Senger Arquiteto Senior / Globalcode vinicius@globalcode.com.br

Leia mais

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Amarildo Aparecido Ferreira Junior 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil aapfjr@gmail.com

Leia mais

Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério.

Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério. EDSON GONÇALVES Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério. AGRADECIMENTOS Primeiramente gostaria de agradecer

Leia mais

Ricardo R. Lecheta. Novatec

Ricardo R. Lecheta. Novatec Ricardo R. Lecheta Novatec Copyright 2014 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por qualquer

Leia mais

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Workflow Processo

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS 1 de 6 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS BURITREINAMENTOS MANAUS-AM NOVEMBRO / 2014 2 de 6 PACOTES DE TREINAMENTOS BURITECH A Buritech desenvolveu um grupo de pacotes de treinamentos, aqui chamados de BuriPacks,

Leia mais

Java Web/UI. Maven3 Redmine CVS. Áreas de conhecimento: Web o Aplicativos Web o Portal de conteúdo o REST Services Web Site Performance

Java Web/UI. Maven3 Redmine CVS. Áreas de conhecimento: Web o Aplicativos Web o Portal de conteúdo o REST Services Web Site Performance Java Web/UI Atribuições do cargo: Desenvolvimento de um Portal/Aplicativo Web de conteúdo público utilizando HTML5+CSS3+JS de design responsivo usando a Web API do portal de transparência como provedora

Leia mais

Google App Engine. André Gustavo Duarte de Almeida. Computação Ubíqua e Nuvens. Natal, 24 de maio de 2012 andregustavoo@gmail.com

Google App Engine. André Gustavo Duarte de Almeida. Computação Ubíqua e Nuvens. Natal, 24 de maio de 2012 andregustavoo@gmail.com Google App Engine Natal, 24 de maio de 2012 andregustavoo@gmail.com Sumário Introdução Instalação Aplicação Exemplo Implantação Conclusão Introdução Google App Engine developers.google.com/appaengine Permite

Leia mais

PHP Profissional. Alexandre Altair de Melo Mauricio G. F. Nascimento

PHP Profissional. Alexandre Altair de Melo Mauricio G. F. Nascimento PHP Profissional APRENDA A DESENVOLVER SISTEMAS PROFISSIONAIS ORIENTADOS A OBJETOS COM PADRÕES DE PROJETO Alexandre Altair de Melo Mauricio G. F. Nascimento Novatec Sumário Agradecimentos...13 Sobre os

Leia mais

Integrações e o ecossistema Java. Fabric8 ao Resgate!

Integrações e o ecossistema Java. Fabric8 ao Resgate! Integrações e o ecossistema Java Fabric8 ao Resgate! Quem sou eu? Leandro O. Gomes blog.leandrogomes.com @leandro_gomes 7 anos de estrada Arquiteto de Software na Owse no Rio de Janeiro Apaixonado por

Leia mais

Como já foi muito bem detalhado no Capítulo IV, o jcompany Developer Suite pode ser

Como já foi muito bem detalhado no Capítulo IV, o jcompany Developer Suite pode ser A1Criando um módulo de negócio Capítulo 27 Aplicação dividida em módulos - Introdução Como já foi muito bem detalhado no Capítulo IV, o jcompany Developer Suite pode ser compreendido como uma solução de

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX. Vinícius Barreto de Sousa Neto

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX. Vinícius Barreto de Sousa Neto INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX Vinícius Barreto de Sousa Neto Libgdx é um framework multi plataforma de visualização e desenvolvimento de jogos. Atualmente ele suporta Windows, Linux,

Leia mais

um token de requisição garante que o usuário final autorize a aplicação; um token de acesso permite que a aplicação execute as operações da API.

um token de requisição garante que o usuário final autorize a aplicação; um token de acesso permite que a aplicação execute as operações da API. 6 Implementação Este capítulo irá apresentar as tecnologias e os protocolos utilizados no Mobile Social Gateway e explicar de forma mais detalhada o papel de cada componente na arquitetura e o porquê de

Leia mais

Esclarecimento: Não, a operação de matching ocorre no lado cliente da solução, de forma distribuída.

Esclarecimento: Não, a operação de matching ocorre no lado cliente da solução, de forma distribuída. 1 Dúvida: - Em relação ao item 1.2 da Seção 2 - Requisitos funcionais, entendemos que a solução proposta poderá funcionar em uma arquitetura Web e que na parte cliente estará apenas o componente de captura

Leia mais

Aplicabilidade: visão geral

Aplicabilidade: visão geral CURSO BÁSICO SAXES 2 Aplicabilidade: visão geral BI Comércio Indústria nf-e Serviços Software house Enterprise Business Bus Banco financeiro Instituição Sindicato ERP html Casos 3 6 Customização: importação

Leia mais

WOW Mobile Rui Miguel Miranda Ramos

WOW Mobile Rui Miguel Miranda Ramos WOW Mobile Rui Miguel Miranda Ramos Programa 1. Plataforma WOW 2. WOW Mobile 3. API do WOW 4. Clientes 5. Conclusões Plataforma WOW Plataforma WOW Issue tracking system Motor de workflow flexível Plataforma

Leia mais

Adriano Reine Bueno Rafael Barros Silva

Adriano Reine Bueno Rafael Barros Silva Adriano Reine Bueno Rafael Barros Silva Introdução RMI Tecnologias Semelhantes Arquitetura RMI Funcionamento Serialização dos dados Criando Aplicações Distribuídas com RMI Segurança Exemplo prático Referências

Leia mais

Alexandre Malveira, Wolflan Camilo

Alexandre Malveira, Wolflan Camilo Alexandre Malveira, Wolflan Camilo Introdução Cloud Computing Computação Móvel SaaS, PaaS e IaaS CloudBees Diariamente arquivos são acessados, informações dos mais variados tipos são armazenadas e ferramentas

Leia mais

Principais novidades do Entity Framework 5.0

Principais novidades do Entity Framework 5.0 Principais novidades do Entity Framework 5.0 Fernando Henrique I. B. Ferreira, analista de sistemas. ITGroup. MVP (Data Platform Development), MCC, MCPD, MCTS & Mestrando em Sistemas de Informação. Entity

Leia mais

Facebook. Java com o. Integrando Aplicações. Descubra como é fácil criar uma aplicação para rodar no Facebook. _capa

Facebook. Java com o. Integrando Aplicações. Descubra como é fácil criar uma aplicação para rodar no Facebook. _capa _capa Integrando Aplicações Java com o Facebook Descubra como é fácil criar uma aplicação para rodar no Facebook Desde o lançamento oficial do Facebook, em 2004, o número de usuários vem aumentando a cada

Leia mais

Java Laboratório Aula 1. Divisões da Plataforma. Introdução a Plataforma Java. Visão geral da arquitetura da

Java Laboratório Aula 1. Divisões da Plataforma. Introdução a Plataforma Java. Visão geral da arquitetura da Java Laboratório Aula 1 Programação orientada a objetos Profa. Renata e Cristiane Introdução a Plataforma Java O que é Java? Tecnologia Linguagem de Programação Ambiente de Execução (JVM) Tudo isso é a

Leia mais

Prova Específica Cargo Desenvolvimento

Prova Específica Cargo Desenvolvimento UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD/UFPI Rua Olavo Bilac 1148 - Centro CEP 64.280-001 Teresina PI Brasil Fones (86) 3215-4101/ 3221-6227 ; Internet: www.uapi.edu.br

Leia mais

7 Passos para um e-commerce de Sucesso. André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes 18.Out.2013

7 Passos para um e-commerce de Sucesso. André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes 18.Out.2013 7 Passos para um e-commerce de Sucesso André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes 18.Out.2013 MERCADO DE E- COMMERCE PORQUE INVESTIR... Crescimento 20,3% Crescimento 24,4% 354% R$ 770 Milhões 117%

Leia mais

Etc & Tal. Volume 2 - Número 1 - Abril 2009 SBC HORIZONTES 44

Etc & Tal. Volume 2 - Número 1 - Abril 2009 SBC HORIZONTES 44 Armazenando Dados em Aplicações Java Parte 2 de 3: Apresentando as opções Hua Lin Chang Costa, hualin@cos.ufrj.br, COPPE/UFRJ. Leonardo Gresta Paulino Murta, leomurta@ic.uff.br, IC/UFF. Vanessa Braganholo,

Leia mais

Programação e Configuração de Aplicações JEE. Edilmar Alves

Programação e Configuração de Aplicações JEE. Edilmar Alves Programação e Configuração de Aplicações JEE Edilmar Alves Palestrante Sócio da InterSite Informática Professor Universitário Coordenador do JUGMS e membro do BrazilJUGs Fã de Linux, Java e outros softwares

Leia mais

Capítulo 1 - Java EE 6 por alto - 1

Capítulo 1 - Java EE 6 por alto - 1 Capítulo 1 - Java EE 6 por alto - 1 Um pouquinho de história - 2 Padrões - 4 Arquitetura - 4 Componentes - 5 Contentores - 6 Serviços - 7 Protocolos de rede - 9 Empacotamento - 9 Java Standard Edition

Leia mais

7 Passos para um e- Commerce de Sucesso. André Lucena 28.nov.2013

7 Passos para um e- Commerce de Sucesso. André Lucena 28.nov.2013 7 Passos para um e- Commerce de Sucesso André Lucena 28.nov.2013 MERCADO DE E- COMMERCE PORQUE INVESTIR... E- commerce Processo de compra e venda de produtos e serviços online. Além de catálogos, carrinhos

Leia mais

Oracle Database 11g: Novos Recursos para Administradores

Oracle Database 11g: Novos Recursos para Administradores Oracle Database 11g: Novos Recursos para Administradores Course O11NFA 5 Day(s) 30:00 Hours Introduction Este curso de cinco dias oferece a você a oportunidade de conhecer e fazer exercícios com os novos

Leia mais

Groovy & Grails. Arian Pasquali. quarta-feira, 12 de outubro de 11

Groovy & Grails. Arian Pasquali. quarta-feira, 12 de outubro de 11 Groovy & Grails Arian Pasquali Arian Pasquali 24 anos eu Formado em Sistemas de Informação Java, Objective-C, Flex, Groovy SCJP, SCJA, ACE 6 anos de Java Orientação a Objetos Plataforma Multi-plataforma

Leia mais

Linguagem Java. Arquitetura e Ambiente de Desenvolvimento. Arquitetura e Ambiente de Desenvolvimento Prof. Anderson Augustinho Uniandrade

Linguagem Java. Arquitetura e Ambiente de Desenvolvimento. Arquitetura e Ambiente de Desenvolvimento Prof. Anderson Augustinho Uniandrade Linguagem Java de Desenvolvimento Máquina Virtual Um código intermediário, chamado de bytecode, é gerado quando um programa Java é compilado. Este bytecode é interpretado pelas máquinas virtuais java (JVMs)

Leia mais

PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES

PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES Anexo II D Novo Portal Sesc Rio PLANEJAMENTO DO DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÕES Página 1 de 16 Tudo que for diferente do que foi citado nesse documento deverá ser aprovado pela área de tecnologia do SESC.

Leia mais

Limites do Salesforce

Limites do Salesforce Guia do usuário, Spring 16 @salesforcedocs Última atualização: 17/12/2015 A versão em Inglês deste documento tem precedência sobre a versão traduzida. Copyright 2000 2016 salesforce.com, inc. Todos os

Leia mais

phpwafr - Framework para o desenvolvimento de Sistemas Web em PHP

phpwafr - Framework para o desenvolvimento de Sistemas Web em PHP ANEXO 7 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS Orientações para o desenvolvimento de Sites e Sistemas Web Fronteira entre Site e Sistema Web Definição de Site: um site é constituído por um conjunto de informações,

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE TÉCNICAS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE UM AMBIENTE PARA O JOGO DE XADREZ

INTEGRAÇÃO DE TÉCNICAS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE UM AMBIENTE PARA O JOGO DE XADREZ INTEGRAÇÃO DE TÉCNICAS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE UM AMBIENTE PARA O JOGO DE XADREZ Acadêmico: Antonio Carlos Bambino Filho Orientador: Prof. Marcel Hugo SUMÁRIO Introdução;

Leia mais

Alfresco Content Management

Alfresco Content Management Alfresco Content Management Alfresco é um sistema ECM (Enterprise Content Management) também conhecido como GED (Gestão Eletrônica de Documentos) em nosso mercado de porte corporativo para atender a empresas

Leia mais

Desenvolvimento de aplicações para a Cloud. Introdução

Desenvolvimento de aplicações para a Cloud. Introdução Desenvolvimento de aplicações para a Cloud Introdução Introdução } O que é Cloud Computing? } Porquê o termo Cloud? 2 Introdução } O que é Cloud Computing? } Porquê o termo Cloud? } Cloud Computing versus

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Cloud Computing (arquitetura) From: Mastering Cloud Computing Foundations and Applications Programming Rajkumar Buyya, Christian Vecchiola, Thamarai Selvi Morgan Kaufmann Publishers 2 A Arquitetura da

Leia mais

Framework em Java para Desenvolvimento de Aplicações contendo Janelas Gráficas

Framework em Java para Desenvolvimento de Aplicações contendo Janelas Gráficas Framework em Java para Desenvolvimento de Aplicações contendo Janelas Gráficas Leandro Salvatti Piscke 1, Adilson Vahldick 1 1 Departamento de Sistemas e Computação Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Leia mais

Redes Industriais. Alexandre Rocha Alysson Geisel

Redes Industriais. Alexandre Rocha Alysson Geisel Redes Industriais OPC OLE for Process Control Alexandre Rocha Alysson Geisel 1 O que é OPC? Padrão de comunicação entre os dispositivos de chão de fábrica e os sistemas de automação e informação, desenvolvido

Leia mais

Heroku. Implantando Aplicações Java no. heroku_. Descubra como é fácil ter sua aplicação rodando em Cloud Computing

Heroku. Implantando Aplicações Java no. heroku_. Descubra como é fácil ter sua aplicação rodando em Cloud Computing heroku_ Implantando Aplicações Java no Heroku Descubra como é fácil ter sua aplicação rodando em Cloud Computing O que é o Heroku? Heroku é uma plataforma de cloud computing que foi criada para facilitar

Leia mais

Criando documentação com javadoc

Criando documentação com javadoc H Criando documentação com javadoc H.1 Introdução Neste apêndice, fornecemos uma introdução a javadoc ferramenta utilizada para criar arquivos HTML que documentam o código Java. Essa ferramenta é usada

Leia mais

TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB

TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB Ruan Alves Brandão 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil brandao15@gmail.com

Leia mais

Framework. Marcos Paulo de Souza Brito João Paulo Raittes

Framework. Marcos Paulo de Souza Brito João Paulo Raittes Framework Marcos Paulo de Souza Brito João Paulo Raittes Sobre o seu surgimento A primeira versão do spring foi escrita por Rod Johnson em 2002, quando ele estava Lancando o seu livro Expert One-on-One

Leia mais

INES 2.0. Proposta de arquitetura e projeto piloto em andamento 27/02/2015

INES 2.0. Proposta de arquitetura e projeto piloto em andamento 27/02/2015 INES 2.0 Proposta de arquitetura e projeto piloto em andamento 27/02/2015 Roteiro Proposta da arquitetura do INES 2.0 Projeto em andamento no INES 1.0 Mundo exterior: Sensores (IoT), Usuários (Crowdsensing),

Leia mais

Cloud Compu)ng Bancos de dados distribuídos e móveis

Cloud Compu)ng Bancos de dados distribuídos e móveis Cloud Compu)ng Bancos de dados distribuídos e móveis Rafael Barbosa Gonçalves (rbg2) Sérgio Barza (sb) Roteiro Introdução O que é Cloud Compu:ng? Tipos de serviços oferecidos Privacidade na Cloud Arquitetura

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis Aula 1. Prof. William Yamamoto

Programação para Dispositivos Móveis Aula 1. Prof. William Yamamoto Programação para Dispositivos Móveis Aula 1 Prof. William Yamamoto Visual Studio É uma ferramenta de desenvolvimento completa que atende praticamente a todas as plataformas de desenvolvimento, como: Web

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Introdução ao Paradigma OO

Leia mais

Esta dissertação apresentou duas abordagens para integração entre a linguagem Lua e o Common Language Runtime. O objetivo principal da integração foi

Esta dissertação apresentou duas abordagens para integração entre a linguagem Lua e o Common Language Runtime. O objetivo principal da integração foi 5 Conclusão Esta dissertação apresentou duas abordagens para integração entre a linguagem Lua e o Common Language Runtime. O objetivo principal da integração foi permitir que scripts Lua instanciem e usem

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Ciência da Computação Sistemas Distribuídos Professor Ciro Barbosa

Universidade Federal de Juiz de Fora Ciência da Computação Sistemas Distribuídos Professor Ciro Barbosa Universidade Federal de Juiz de Fora Ciência da Computação Sistemas Distribuídos Professor Ciro Barbosa Web Service Plínio Antunes Garcia Sam Ould Mohamed el Hacen Sumário Introdução conceitual O Web Service

Leia mais

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br CLOUD COMPUTING Andrêza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing

Leia mais

Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.0

Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.0 Desenvolvimento Web com Framework Demoiselle versão 1.0 Módulo 07: Outros Componentes Autor: Rodrigo Hjort Serpro / Coordenação Estratégica de Tecnologia / Curitiba www.frameworkdemoiselle.org.br Modificado

Leia mais

Web Designer (m/f) Lisboa

Web Designer (m/f) Lisboa Web Designer (m/f) Integre uma prestigiada instituição assumindo a função de Web Designer. Este profissional será responsável pelo desenvolvimento de conteúdos gráficos adequados aos meios de comunicação,

Leia mais

Persistência de dados com JPA. Hélder Antero Amaral Nunes haanunes@gmail.com

Persistência de dados com JPA. Hélder Antero Amaral Nunes haanunes@gmail.com Persistência de dados com JPA Hélder Antero Amaral Nunes haanunes@gmail.com O que é persistência? A persistência de dados é o fato de pegar um dado e torná-lo persistente, ou seja, salvar em algum banco

Leia mais

Desmistificando o Hibernate Envers em 10 passos

Desmistificando o Hibernate Envers em 10 passos _envers Desmistificando o Hibernate Envers em 10 passos Auditoria de dados? Registro de Log? Trilha de auditoria? Descubra como é fácil, através do Hibernate Envers, rastrear o histórico de mudanças e

Leia mais

FERRAMENTAS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE OPEN SOURCE. Caso de Sucesso no ACM, IP

FERRAMENTAS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE OPEN SOURCE. Caso de Sucesso no ACM, IP FERRAMENTAS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE OPEN SOURCE Caso de Sucesso no ACM, IP Metodologia, processos, ferramentas, arquitetura, tecnologias e infraestrutura usadas na implementação de portais em Liferay,

Leia mais

Lidando de Forma Eficiente com Validações Locais de Objetos

Lidando de Forma Eficiente com Validações Locais de Objetos Lidando de Forma Eficiente com Validações Locais de Objetos Aprenda a construir um mini-framework para validar objetos locais sem afetar a complexidade do código. Autor Paulo César M. N. A. Coutinho (pcmnac@gmail.com):

Leia mais

Visão Geral do CMS e Framework Joomla

Visão Geral do CMS e Framework Joomla Visão Geral do CMS e Framework Joomla Brazil CMS Business IT South America 13 de maio de 2014 Emerson Rocha Luiz Full Stack Web Developer e sócio fundador na Alligo Especialista Joomla; membro do Joomla

Leia mais

3 Serviços na Web (Web services)

3 Serviços na Web (Web services) 3 Serviços na Web (Web services) 3.1. Visão Geral Com base na definição do Word Wide Web Consortium (W3C), web services são aplicações autocontidas, que possuem interface baseadas em XML e que descrevem

Leia mais

What`s going on. Rede social para eventos geo-referenciados. Fernando Bunn Paul Eipper Jonatan

What`s going on. Rede social para eventos geo-referenciados. Fernando Bunn Paul Eipper Jonatan What`s going on Rede social para eventos geo-referenciados Fernando Bunn Paul Eipper Jonatan Introdução Rede social virtual, que provê informações geo-referenciadas sobre eventos em geral (ex.: festas,

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Marcelo Lobosco DCC/UFJF Comunicação em Sistemas Distribuídos Aula 06 Agenda Modelo Cliente-Servidor (cont.) Invocação Remota de Método (Remote Method Invocation RMI) Visão Geral

Leia mais

Curso: Especializado Desenvolvimento de Aplicações para Android

Curso: Especializado Desenvolvimento de Aplicações para Android Curso: Especializado Desenvolvimento de Aplicações para Android Duração: 66h Área formativa: Programação Web & Mobile Sobre o curso Desde o lançamento dos smartphones no mercado, é crescente a procura

Leia mais

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES COM VISUAL FOXPRO 8 E 9

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES COM VISUAL FOXPRO 8 E 9 DESENVOLVENDO SOLUÇÕES COM VISUAL FOXPRO 8 E 9 Í N D I C E Capítulo 1 - O Início de Tudo 1 Reunindo todas as informações necessárias 2 Instalando o Visual FoxPro 2 Configurando o Visual FoxPro 7 Capítulo

Leia mais

Arquitecturas de Sistemas de Informação

Arquitecturas de Sistemas de Informação Arquitecturas de Sistemas de Informação Arquitectura Tecnológica Arquitectura Tecnológica O que é: É a escolha dos tipos de tecnologia que devem ser utilizados para dar suporte a cada um dos sistemas e

Leia mais

Uma Introdução ao. Computação Móvel (MAC5743/MAC330) Prof. Alfredo Goldman Monitores: Rodrigo Barbosa Daniel Cordeiro

Uma Introdução ao. Computação Móvel (MAC5743/MAC330) Prof. Alfredo Goldman Monitores: Rodrigo Barbosa Daniel Cordeiro Uma Introdução ao J2ME Computação Móvel (MAC5743/MAC330) DCC-IME-USP Prof. Alfredo Goldman Monitores: Rodrigo Barbosa Daniel Cordeiro Visão Geral do Java 2 (1) A plataforma Java 2 engloba três elementos:

Leia mais

JPA: Persistência padronizada em Java

JPA: Persistência padronizada em Java JPA: Persistência padronizada em Java FLÁVIO HENRIQUE CURTE Bacharel em Engenharia de Computação flaviocurte.java@gmail.com Programação Orientada a Objetos X Banco de Dados Relacionais = Paradigmas diferentes

Leia mais

Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android. Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com.

Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android. Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com. Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com.br 08/2014 Agenda Introdução Conceitos Web Service Por que utilizar

Leia mais

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB)

Uma Introdução à Arquitetura CORBA. O Object Request Broker (ORB) Uma Introdução à Arquitetura Francisco C. R. Reverbel 1 Copyright 1998-2006 Francisco Reverbel O Object Request Broker (ORB) Via de comunicação entre objetos (object bus), na arquitetura do OMG Definido

Leia mais

NOME DA APRESENTAÇÃO

NOME DA APRESENTAÇÃO 25 DE MAIO @MICROSOFT Novidades de Java EE 7 Ernest Duarte NOME DA APRESENTAÇÃO Nome (Nick no Fórum) About me! Nickname na Comunidade Ernest Duarte Profissão Instrutor em Ciências e Tecnologias Numéricas

Leia mais

Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) Copyright e-core LTDA, 2010. Todos os direitos reservados.

Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) Copyright e-core LTDA, 2010. Todos os direitos reservados. Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) Visão Geral e-coree Estabelecida em 1999 Escritórios rios no Brasil e EUA Aproximadamente 100 profissionais Atua em prestação de serviços offshore desde 2004 Roteiro

Leia mais

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com Cloud Computing Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing O

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS 1 de 6 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS BURITREINAMENTOS MANAUS-AM MARÇO / 2015 2 de 6 PACOTES DE TREINAMENTOS BURITECH A Buritech desenvolveu um grupo de pacotes de treinamentos, aqui chamados de BuriPacks,

Leia mais

GERÊNCIA DINÂMICA DE REDE BASEADA NA TECNOLOGIA JAVA JMX

GERÊNCIA DINÂMICA DE REDE BASEADA NA TECNOLOGIA JAVA JMX GERÊNCIA DINÂMICA DE REDE BASEADA NA TECNOLOGIA JAVA JMX Por Francisco Adell Péricas Resumo Este artigo apresenta uma avaliação da proposta de desenvolvimento de aplicações de gerência de rede de acordo

Leia mais

Criando Web Services. Palestrante: Daniel Destro do Carmo

Criando Web Services. Palestrante: Daniel Destro do Carmo Criando Web Services com Apache Axis Palestrante: Daniel Destro do Carmo Tópicos do Tutorial Introdução O que são Web Services? Padrões Web Services SOAP WSDL Web Services com Java O que é Apache Axis?

Leia mais

A Linguagem Algorítmica Estrutura de Repetição. Ex. 2

A Linguagem Algorítmica Estrutura de Repetição. Ex. 2 Estrutura de Repetição. Ex. 2 A ESTRUTURA Enquanto faça{} É MELHOR UTILIZADA PARA SITUAÇÕES ONDE O TESTE DE CONDIÇÃO (V OU F) PRECISA SER VERIFICADO NO INÍCIO DA ESTRUTURA DE REPETIÇÃO.

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 Londrina, 07 de outubro de 2015. EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 OBJETO: Art.1º. Constitui objeto desta licitação a aquisição de 01 (uma) Plataforma de Solução

Leia mais

SOLUÇÕES F-SECURE PARA O MERCADO CORPORATIVO. Vitor Vianna, Sales Engineer Latin America Thales Buso, Inside Sales Latin America

SOLUÇÕES F-SECURE PARA O MERCADO CORPORATIVO. Vitor Vianna, Sales Engineer Latin America Thales Buso, Inside Sales Latin America SOLUÇÕES F-SECURE PARA O MERCADO CORPORATIVO Vitor Vianna, Sales Engineer Latin America Thales Buso, Inside Sales Latin America SOMOS F-SECURE O QUE FAZ A F-SECURE INCOMPARÁVEL? EMPRESA CONFIÁVEL DE UM

Leia mais

MÓDULOS DE REGISTRO DE PARA ÓRGÃOS PÚBLICOS

MÓDULOS DE REGISTRO DE PARA ÓRGÃOS PÚBLICOS MÓDULOS DE REGISTRO DE ABASTECIMENTO DE VEÍCULOS INTEGRADOS PARA ÓRGÃOS PÚBLICOS Gabriel Vieira Orientador: Prof. Jacques Robert Heckmann Roteiro de apresentação 1. Introdução e objetivos 2. Fundamentação

Leia mais

Gerador de aplicativos Oracle PL/SQL WEB baseado na estrutura das tabelas do. Wagner da Silva Orientando Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador

Gerador de aplicativos Oracle PL/SQL WEB baseado na estrutura das tabelas do. Wagner da Silva Orientando Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador Gerador de aplicativos Oracle PL/SQL WEB baseado na estrutura das tabelas do banco de dados Oracle Wagner da Silva Orientando Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador Roteiro Introdução e Objetivos;

Leia mais

para persistência de objetos na Google App Engine

para persistência de objetos na Google App Engine capa_ Usando JSON para persistência de objetos na Google App Engine A criação de aplicações de larga escala com dados distribuídos exige que repensemos nossos modelos de persistência de objetos. Ambientes

Leia mais