Medbone. atitude. King s Coast vence 4.º Concurso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Medbone. atitude. King s Coast vence 4.º Concurso"

Transcrição

1 King s Coast vence 4.º Concurso de Ideias De Negócio de Cascais dna cascais edição bimestral Julho 2010 n.º 11 veja em P residente da República visita DNA Cascais P. 2 atitude DNA Cascais divulgou instrumentos de apoio ao Empreendedorismo junto de desempregados licenciados do Concelho P. 3 DN A Cascais apoia empreendedores a investir em Campinas P rojecto de Empreendedorismo Social em Cascais arranca para a 2.ª fase com 25 formandos Medbone Projecto Medbone, considerado a melhor ideia de negócios de Cascais em P. 4

2 Incoming de paquetes em Cascais vence 4.º CINC O projecto King s Coast foi seleccionado durante a final do 4.º Concurso de Ideias de Negócio de Cascais (CINC), promovido pela DNA, que se realizou no passado dia 8 de Junho, no Centro Cultural de Cascais. O King s Coast prevê o incoming de paquetes de luxo em Cascais e a disponibilização de outros serviços associados ao turismo, nomeadamente golfe, prova de vinhos, degustação gastronómica e passeios turísticos no Concelho. Foi promovido por Eurico Paes, Manuel Pinheiro e Paulo Dias, e está integrado na área de Turismo. O projecto foi contemplado com um prémio monetário de euros em conta BPI, para realização de parte do capital social da nova empresa ou para reforço de capital no caso de esta já estar formada. Terá também acesso directo à semi-final do concurso START Prémio Nacional de Empreendedorismo, onde será candidato a prémios que ascendem a 300 mil euros. Os vencedores consideram que a DNA Cascais é sem dúvida uma grande ajuda para este projecto. São pequenas empresas como esta que vão salvar o país. Todas as regiões deviam ter uma agência DNA. Para a escolha do projecto vencedor, entre os 18 finalistas, foi determinante o seu grau de inovação, a sua exequibilidade, o seu impacto económico no sector e o currículo e envolvimento dos seus promotores. Este ano concorreram ao CINC 76 projectos, maioritariamente na área de Comércio e Serviços com 31 projectos, seguidos de 11 na área do Ambiente, 13 no Turismo, sete projectos no plano da Saúde, seis na Energia e oito noutras áreas. O CINC, promovido pela DNA Cascais, é aberto a empresas recentemente constituídas ou autores de novos projectos, visando fomentar o empreendedorismo no Concelho e revelar novas propostas de negócio, junto de pessoas ou empresas interessadas em apostar em projectos empresariais inovadores. atitude positiva Ecoburn A Ecoburn pretende promover a comercialização e a instalação de soluções de eficiência energética no mercado internacional. Criada em Maio de 2009, tem tido um bom feedback por parte dos clientes. Um futuro risonho, como maior lucro e poupança energética por parte das empresas, são as expectativas de Dunia Reverter, uma das responsáveis do projecto. Como e quando nasceu o projecto Ecoburn? O projecto da Ecoburn, surge em 2008 depois do contacto com a tecnologia que sustenta a actual estratégia de comercialização da empresa. O negócio que a Ecoburn oferece permite às empresas poupar dinheiro, aumentar os fluxos de caixa e consequentemente aumentar a competitividade face à concorrência. Como pode ser caracterizado? A Ecoburn tem como missão promover a comercialização e instalação das melhores soluções de eficiência energética existentes no mercado, cuja aplicação incida sobre motores de combustão fóssil. O nosso primeiro produto para o mercado português é um kit GPL para motores pesados a gasóleo, desenvolvido nos EUA e adaptado pela primeira vez em Portugal para o mercado europeu. Consiste em injectar na câmara de combustão do motor pequenas quantidades de gás, controladas electronicamente consoante a leitura de saída da pressão do turbo. O gás é injectado, entra na câmara de combustão misturado com o ar, e juntamente com o gasóleo facilita uma combustão mais eficiente e limpa, permitindo obter do motor um rendimento superior. É portanto, um sistema bi-fuel. O resultado final traduzse num aumento da potência do motor, na redução do consumo total entre 15 a 25%, e reduz as emissões de gases nocivos. 2 Qual foi a importância da DNA Cascais na realização da empresa? A ajuda da Agência foi fundamental para que as coisas se concretizassem mais depressa. A empresa está no Ninho de Empresas da DNA que nos possibilita ter o nosso escritório e usufruir de um conjunto de serviços fundamentais. Por outro lado, permite desenvolver um conjunto de sinergias com as empresas envolventes o que possibilita novas oportunidades de negócio. Passado um ano do lançamento da empresa, que balanço faz do seu desempenho? Numa empresa que está no seu primeiro ano de actividade, o resultado foi muito positivo, o que é motivo de satisfação. Enfrentámos alguns desafios como o financiamento. Não é fácil obtê-lo nos bancos num clima de crise, mesmo com projectos interessantes, que demonstrem potencial e sejam bem estruturados. Por outro lado, temos sempre que lidar com atrasos, falhas, ineficiências das mais variadas formas e vindas dos mais variados stakeholders, para além do clima económico desfavorável, que se faz sentir indiscutivelmente no nosso mercado-alvo - o sector dos transportes rodoviários. Quais são as perspectivas de futuro para o projecto? O futuro da Ecoburn só pode ser risonho. As razões do nosso optimismo são muito simples e mensuráveis, pois temos um produto sólido, tecnologicamente avançado, e que traz valor acrescentado aos clientes, e porque a equipa de gestão da empresa oferece todas as garantias de sucesso. E o mais importante reduzir o consumo visto que os preços do gasóleo estão a aumentar cada vez mais.

3 DNA Cascais apoia desempregados na criação de negócios A DNA Cascais, em parceria com o Centro de Emprego de Cascais (IEFP Cascais), promoveu um workshop sobre Empreendedorismo e políticas activas de emprego, destinado a 200 desempregados licenciados do Concelho de Cascais. A iniciativa decorreu entre os dias 25 e 28 de Maio, no Ninho de Empresas DNA, em Alcabideche. Esta iniciativa teve como objectivo dotar os formandos de conhecimentos e instrumentos práticos para a criação de empresas. Os workshops foram dinamizados pela equipa da DNA Cascais e do IEFP de Cascais, entidade que seleccionou os participantes. Na ocasião foram abordados temas como a metodologia de análise e optimização de projectos empreendedores, os tipos de apoio financeiros à criação de empresas e do próprio emprego (como o Microinvest, o Invest+, o Capital de Risco e os Business Angels) e as ferramentas de procura activa de emprego. Na formação esteve também em destaque o Portal do Empreendedor, o ponto de partida pelo qual os formandos poderão tornar-se empreendedores, pois, após o registo nesta ferramenta online, remetem automaticamente à DNA Cascais toda a informação dos seus projectos, e ainda estabelecem contactos com entidades financeiras, como business angel, interim managers, entre outros. Após este workshop, a DNA disponibilizouse a apoiar os participantes na criação das suas empresas, ajudando na elaboração e encaminhamento dos planos de negócio para as entidades financiadoras (em particular no caso do Microinvest e do Invest+), assim como os financiamentos protocolados entre a DNA e o Banco BPI, como o FAME Cascais. Foi ainda dado enfoque aos projectos passíveis de financiamento através de Capital de Risco, com recurso à Plataforma Finicia de Microcapital de Risco (um programa que visa estimular o desenvolvimento de projectos inovadores) e através de business angels (investidores que apostam capital e know-how nos projectos). Groovy Champô para cabelos estragados vence 4.º Concurso de Escolas Empreendedoras No passado dia 22 de Maio realizou-se a final do Concurso Escolas Empreendedoras (CEE), no Centro Cultural de Cascais. O projecto Groovy Champô para cabelos estragados, desenvolvido pelas alunas Constança Raposo, Cristina Navin e Beatriz Ferreira, da Escola Secundária de Cascais, foi o vencedor do 4º CEE, promovido pela Agência DNA Cascais. O grupo vencedor e a professora receberam uma oferta BPI e uma viagem a Londres, incluindo um workshop sobre empreendedorismo. As cinco escolas que apresentaram mais candidaturas (a Escola Secundária Fernando Lopes Graça, a Escola Secundária IBN Mucana, o Agrupamento de Escolas de Carcavelos, a Escola Secundária de Cascais e a Escola Secundária de Alvide), receberam o Prémio Escola Empreendedora e um computador. O projecto eleito, na categoria Outras áreas de negócio, foi escolhido entre 12 finalistas de várias áreas (seleccionados de um total de 112 candidaturas apresentadas), e consiste na criação e comercialização de um champô para cabelos estragados. O júri foi composto por Carlos Carreiras (vicepresidente CMC e presidente DNA Cascais), Miguel Pinto Luz (administrador da DNA Cascais e vereador da Juventude e Actividades Económicas da CMC), Mariana Ribeiro Ferreira (vereadora da Acção Social da CMC), Francisco Banha (presidente da FNABA), Paulo Andrez (Clube de Cascais Business Angels), Henrique Carreiro (manager Área Académica e Empreendedorismo Microsoft), Luís Botelho (director de Marketing - Banco BPI) e Nuno 3 Gonçalves (IAPMEI). O 2.º e 3.º lugar do Concurso foram conquistados pelo projecto Piezo Movement Implementação de placas Piezoeléctricas, da Escola Fernando Lopes Graça, e pelo ROOMOVE Cadeia de mini-alojamento em Cascais, da Escola Secundária de Cascais. O CEE visa distinguir os melhores projectos capazes de criarem um novo produto, serviço, processo produtivo, mercado ou novas características para um produto ou serviço, de forma original, viável e essencialmente com sucesso no sector a que se destina. Destina-se a todos os jovens inscritos nas escolas do Concelho de Cascais, com idade até aos 23 anos.

4 atitude global Opinião Medbone Considerada a melhor ideia de negócios de Cascais em 2008, e tendo recebido o Prémio BES Inovação 2009, o projecto Medbone caracteriza-se por ser único e bastante inovador na área da saúde. Tem como objectivo fabricar substitutos ósseos de excelência com base em biomaterias. Cláudia Ranito, a promotora do projecto, falou-nos um pouco sobre a Medbone. Como surgiu o projecto Medbone? Com os vários conhecimentos que tenho na área médica, tinha duas opções: ou ia para os EUA fazer um doutoramento ou ficava cá em Portugal e tentava implementá-los e montar uma empresa que fabricasse osso artificial. Há dois anos, foi o que fiz e os resultados já estão à vista, o osso já está pronto a ser comercializado. De que forma a Agência DNA Cascais ajudou a desenvolver o projecto? A DNA Cascais deu-me um apoio muito grande ao nível da promoção e na divulgação da empresa. A Agência tem feito um trabalho extraordinário com as start-ups, ajudando a nível de financiamentos, apoios e contactos com redes que são indispensáveis. Como é que o público reagiu, depois do lançamento da empresa? O feedback tem sido muito engraçado, porque as pessoas questionam muito É possível?, mas a realidade é que existe uma falta muito grande de osso no mercado, as alternativas não são muitas e é preciso ir buscar o osso ao próprio paciente ou a um cadáver. A alternativa do osso artificial é extraordinária para o mercado. Os profissionais da saúde afirmam É mesmo isto que precisamos. Está a ser fácil implementar e divulgar o produto no mercado nacional e internacional? Sim, mas vamos pouco a pouco. O público-alvo é muito restrito, é mais a ortopedia, veterinária e dentária, áreas muito especificas que fazem a reconstrução óssea. Estamos a focar-nos nessas áreas e a trabalhar com empresas multinacionais de distribuição que têm uma série de produtos mas que não têm osso para fornecer. Os produtos não irão ser distribuídos directamente nos hospitais, mas sim aos distribuidores dessas empresas que serão os representantes do produto a nível mundial. Considera que o produto além de inovador vai fazer a diferença no desenvolvimento da saúde mundial? Penso que todos os produtos inovadores na área da saúde ajudam os profissionais a terem ferramentas para desenvolverem cada vez melhor o seu trabalho e proporcionar uma maior qualidade de vida aos pacientes. Quais são as suas expectativas futuras? Crescer, desenvolvendo um variado leque de produtos que podem ser aplicados a qualquer tipo de situação óssea. Temos agora uma nova linha de produtos que vai ser lançada no final do ano. 4 No âmbito das comemorações do Ano Europeu de Combate à Pobreza e à Exclusão Social, a Câmara Municipal de Cascais promoveu, no passado dia 24 de Junho, um debate sobre A Pobreza Uma Responsabilidade Colectiva. Quem por lá passou teve o privilégio de ouvir intervenções de grande qualidade, que proporcionaram um debate intenso e profícuo sobre a responsabilidade social das empresas e o papel das famílias no combate à pobreza e à exclusão social. E quando falamos de combater a pobreza, falamos de inclusão social, numa lógica de direitos humanos, porque a existência de um nível mínimo de dignidade é uma exigência humana e, nesse sentido, um direito de toda a Humanidade. Os tempos que vivemos são particularmente agrestes para os mais pobres e excluídos e a actual crise económica criou novos riscos de pobreza associados ao desemprego, ao endividamento excessivo e à desestruturação familiar. Os novos pobres do País são pessoas que, muitas vezes, têm rendimentos do trabalho. São pessoas que têm encargos e dívidas junto da banca e que, muitas vezes, não conseguem honrar esses mesmos compromissos. Todos os dias cresce o número de pessoas que só conseguem chegar ao final do mês se tiverem o apoio e a protecção de uma entidade social, que na sua esmagadora maioria não está na esfera do Estado, mas na esfera de associações sociais e de muitas pessoas que dedicam o melhor da sua vida para poderem ajudar os outros. E a verdade é que a pobreza não pode ser vencida exclusivamente pela acção dos poderes públicos. A responsabilidade é de todos os cidadãos, empresas, câmaras municipais, juntas de freguesias, associações e universidades. Porque o risco de se cair na pobreza é mais alto, porque a probabilidade de aumentar o trabalho infantil é elevada e, acima de tudo, porque falta esperança na nossa sociedade, é necessário dar um sinal de que o único processo eficaz para que um País deixe a pobreza e caminhe para a prosperidade é apostando no trabalho e na educação. O conhecimento é um motor fundamental que promove a mobilidade social e transforma consciências. Conhecimento é poder. No entanto, e apesar disso, o Estado, que neste contexto devia estimular a competitividade, a criatividade, a iniciativa e a diferenciação, dá sinais de facilitismo e de grande vulnerabilidade. Baixar o nível de exigência não promove a inclusão nem a igualdade de oportunidades. O combate à pobreza tem de ser feito através da educação e da aquisição de competências. Porque são as pessoas que provocam a mudança, o desenvolvimento da sociedade e quem, em última análise, cria riqueza. Não é o Estado. E porque o combate à pobreza é tão nobre e tão urgente quanto construir a Paz, somos todos chamados a agir. Mariana Ribeiro Ferreira Vereadora da Acção Social da Câmara Municipal de Cascais

5 glossário Programa GET levou empreendedorismo às ruas de Cascais A DNA Cascais promoveu a iniciativa Empreendedor por um dia, no âmbito do programa GET Geração de Empreendedores com Talento, desenvolvido em parceria com a Câmara Municipal de Cascais, que decorreu nos dias 19 e 29 de Maio, para a turma de horário laboral e pós-laboral respectivamente. A iniciativa contou com 20 formandos no primeiro dia e realizou-se na Baixa de Cascais, onde em pequenas bancas os formandos apresentaram e venderam os seus produtos e serviços, com muitas expectativas, às pessoas que passavam no local. Teve como objectivo testar os vários projectos empreendedores desenvolvidos, de forma a perceber o seu impacto no público e as suas possibilidades de sucesso. Ainda no passado dia 23 de Junho deu início a 2.ª fase do GET, onde depois de feita uma rigorosa selecção dos candidatos e dos seus negócios, se irá realizar uma formação de 150 horas. A formação será baseada em áreas mais técnicas, que ajudará os formandos a prepararem, elaborarem e desenvolverem o seu negócio. breves O programa GET pretende incentivar as pessoas que vivem em bairros sociais, sem emprego e com poucas oportunidades a criarem o seu próprio emprego. A DNA Cascais apoia assim estas pessoas, avaliando os projectos lançados, dando formação especializada em Empreendedorismo Social e incentivando à criação do próprio emprego. A formação é ministrada pela GesEnterpreneur e pela DNA Cascais. Direito de Incorporação Direito atribuído aos accionistas de uma empresa, que no âmbito de uma operação de aumento de capital por incorporação de reservas lhes permite receber novas acções na proporção das anteriormente detidas. É equivalente ao direito de subscrição a preço zero, uma vez que um aumento de capital por incorporação de reservas consiste apenas na transformação desta rubrica contabilística em capital social, sem qualquer entrada em numerário. Direito de Subscrição Privilégio atribuído aos accionistas de uma empresa, que no âmbito de uma operação de aumento de capital lhes permite comprar novas acções antes das mesmas serem oferecidas a outros investidores. O objectivo destes direitos é proteger os actuais accionistas dos efeitos de diluição da propriedade (os accionistas têm o direito de comprar novas acções na proporção das anteriormente detidas) e do valor (os direitos podem ser vendidos pelos accionistas que não desejem acompanhar o aumento de capital). PME Invest VI com milhões de euros Encontro de tecnologia e inovação em Copenhaga Innovation Exchange é uma iniciativa que visa dar a conhecer às empresas e empreendedores da EMEA (Europa, Médio Oriente e África) quais as tendências tecnológicas e de inovação que devem seguir. Irá realizar-se a 14 de Outubro em Copenhaga, na Dinamarca e será promovida pela European Equity Private & Venture Capital Association (EVA), Informilo e The European Tech Tour Association (ETT). Serão seleccionadas 15 empresas, que terão a oportunidade de apresentar os seus produtos ou serviços para cerca de 200 potenciais investidores, entre os quais empresas como a Google, Microsoft, HP, Sony Ericsson, SAP, EBM, entre outras. A melhor empresa vai ser apresentada na Bolsa de Inovação Innovation Exchange é uma óptima oportunidade de visibilidade e reconhecimento das empresas que estiverem presentes. Para participar neste evento, candidatar-se a apresentar o seu projecto ou para garantir o seu lugar como participante registese em register/index.php. As candidaturas estão abertas até ao dia 1 de Agosto. Para mais informações do evento pode ainda visitar o site tionexchange.html. Já está disponível o PME Invest VI, uma linha de crédito para as Pequenas e Médias Empresas (PME) disponibilizada pelo Governo com o objectivo de apoiar o sector. No total serão disponibilizados milhões de euros, mais 500 milhões do que a edição passada. A nova PME Invest VI reserva 450 milhões para as empresas exportadoras e 350 milhões de euros para micro e pequenas empresas. As entidades que se candidatam pela primeira vez às linhas PME Invest terão prioridade e uma taxa de garantia de 60 por cento do financiamento. De acordo com o Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, as cinco edições anteriores das linhas PME Invest concretizaram um total de 66 mil operações, beneficiando um universo de 50 mil empresas, com um montante global de 5,7 mil milhões de euros. 5

Apresentação de 4 anos de actividade. DNA Cascais. Apoiamos Empreendedores

Apresentação de 4 anos de actividade. DNA Cascais. Apoiamos Empreendedores Apresentação de 4 anos de actividade DNA Cascais Apoiamos Empreendedores Janeiro 27 de 2011 Outubro de 2010 ECOSSISTEMA EMPREENDEDOR COMO INDUTOR DO TALENTO E DA SUSTENTABILIDADE ECONÓMICA E SOCIAL Parceiros

Leia mais

Apresentação de 4 anos de actividade. DNA Cascais. Apoiamos Empreendedores

Apresentação de 4 anos de actividade. DNA Cascais. Apoiamos Empreendedores Apresentação de 4 anos de actividade DNA Cascais Apoiamos Empreendedores 7 de Fevereiro 27 de Outubro de 2011 de 2010 ECOSSISTEMA EMPREENDEDOR COMO INDUTOR DO TALENTO E DA SUSTENTABILIDADE ECONÓMICA E

Leia mais

REGULAMENTO DO VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS

REGULAMENTO DO VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS Preâmbulo O CINC CASCAIS - VI Concurso de Ideias de Negócio do Concelho de Cascais é uma iniciativa de captação de ideias

Leia mais

1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006. 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder

1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006. 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder Revista de Imprensa 08-11-2010 DNA 1 - Rádio Ocidente.pt, 29-10-2010, Mais de cem empresas criadas pela DNA Cascais desde 2006 2 - Diário Económico, 28-10-2010, A não perder 3 - Diário Económico, 28-10-2010,

Leia mais

REGULAMENTO DO IV CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS

REGULAMENTO DO IV CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS IV CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS Preâmbulo O CINC CASCAIS - IV Concurso de Ideias de Negócio do Concelho de Cascais é uma iniciativa de captação de ideias

Leia mais

DNA CASCAIS. 3 Anos a apoiar Empreendedores. 11 de Março de 2010

DNA CASCAIS. 3 Anos a apoiar Empreendedores. 11 de Março de 2010 DNA CASCAIS 3 Anos a apoiar Empreendedores 11 de Março de 2010 Missão p e n s a r g l o b a l l a g i r l o c a l Ecossistema Empreendedor Parceiros Globais : DNA CASCAIS Ecossistema Empreendedor em Cascais

Leia mais

Regulamento. Preâmbulo

Regulamento. Preâmbulo Regulamento Preâmbulo As Empresas e os Empreendedores são a espinha dorsal de qualquer economia, em termos de inovação, de criação de emprego, de distribuição de riqueza e de coesão económica e social

Leia mais

DNA CASCAIS Catalisadora de Empreendedorismo há 7 anos. Marco Fernandes Diretor Executivo

DNA CASCAIS Catalisadora de Empreendedorismo há 7 anos. Marco Fernandes Diretor Executivo DNA CASCAIS Catalisadora de Empreendedorismo há 7 anos Marco Fernandes Diretor Executivo Empreendedorismo e Inovação a nível Municipal O Ecossistema Empreendedor Parceiros Globais : Empreendedorismo Jovem

Leia mais

Concurso de Ideias Jovem Empreendedor Estarreja 2013

Concurso de Ideias Jovem Empreendedor Estarreja 2013 Concurso de Ideias Jovem Empreendedor Estarreja 2013 Preâmbulo O Concurso de Ideias é uma iniciativa promovida pela DESTAC em parceria com a DOW Portugal, a Câmara Municipal de Estarreja e a Escola Secundária

Leia mais

Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial.

Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial. CoP de Gestão do Conhecimento Notas da sessão presencial de 24 de Março de 2014 Realizou-se dia 24 de Março, na Maia, nas instalações da Sonae Learning Center, a 6ª sessão da CoP, desta vez presencial.

Leia mais

Revista de Imprensa Janeiro de 2007. 1 - Destak, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 18 milhões em 2006

Revista de Imprensa Janeiro de 2007. 1 - Destak, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 18 milhões em 2006 Revista de Imprensa Janeiro de 2007 DNA 1 - Destak, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 18 milhões em 2006 2 - Diário Económico, 31-01-2007, Agência DNA Cascais capta 10 projectos em 2006 3 - Jornal

Leia mais

Ecossistemas Empreendedores

Ecossistemas Empreendedores Ecossistemas Empreendedores O caso de Cascais Paulo Andrez Administrador da DNA Cascais Vice-Presidente da EBAN (Ass.Europeia de Business Angels) 1 O papel de uma autarquia no apoio ao empreendedorismo

Leia mais

DNA CASCAIS Catalisadora de Empreendedorismo há 7 anos. Principais Resultados da Atividade

DNA CASCAIS Catalisadora de Empreendedorismo há 7 anos. Principais Resultados da Atividade DNA CASCAIS Catalisadora de Empreendedorismo há 7 anos Principais Resultados da Atividade Empreendedorismo e Inovação a nível Municipal O Ecossistema Empreendedor Parceiros Globais : Empreendedorismo Jovem

Leia mais

REGULAMENTO BOLSA DE IDEIAS. Preâmbulo

REGULAMENTO BOLSA DE IDEIAS. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo A Bolsa de Ideias CAIE (BI) é uma iniciativa desenvolvida pelo Projecto CAIE Centro de Apoio à Inovação e ao Empreendedorismo, financiado pela Iniciativa Comunitária EQUAL. Esta iniciativa

Leia mais

O princípio da afirmação da sociedade civil.

O princípio da afirmação da sociedade civil. Dois dos Valores do PSD O Princípio do Estado de Direito, respeitante da eminente dignidade da pessoa humana - fundamento de toda a ordem jurídica baseado na nossa convicção de que o Estado deve estar

Leia mais

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO A noção de Empreendedorismo, como uma competência transversal fundamental para o desenvolvimento humano, social e económico, tem vindo a ser reconhecida

Leia mais

Ser empreendedor em Portugal é ser:

Ser empreendedor em Portugal é ser: Ser empreendedor em Portugal é ser: Um pouco louco; Muito curioso; Muito persistente; Capaz de arriscar de forma sustentada; É ter noção das limitações do mercado nacional e das potencialidades do mercado

Leia mais

Projecto TUCAS vence a 5.ª edição do Concurso Escolas Empreendedoras 1. Novas tecnologias distinguidas no 5.º Concurso de Ideias de Negócio P.

Projecto TUCAS vence a 5.ª edição do Concurso Escolas Empreendedoras 1. Novas tecnologias distinguidas no 5.º Concurso de Ideias de Negócio P. Novas tecnologias distinguidas no 5.º Concurso de Ideias de Negócio P. 2 dna cascais edição bimestral www.dnacascais.pt Julho 2011 nº 15 veja em www.dnacascais.pt:. Prémios Com.Arte entregues. Portal do

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO ECONOMIA VERDE REGULAMENTO

CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO ECONOMIA VERDE REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO ECONOMIA VERDE REGULAMENTO A Câmara Municipal de São Lourenço dos Órgãos, o Centro de Juventude de São Lourenço dos Órgãos, a Direção Nacional do Ambiente MAHOT e a Agência

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS Artigos: 1º OBJECTIVOS São objectivos do Concurso : a) Estimular o empreendedorismo qualificado e inovador junto da comunidade empresarial e académica da região Norte, Centro

Leia mais

Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar?

Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar? QUESTÕES COLOCADAS PELO JORNALISTA MARC BARROS SOBRE O PROTOCOLO ENTRE A FNABA E O TURISMO DE PORTUGAL Qual o âmbito deste protocolo e que tipo de projectos pretende apoiar? Com propostas para fazer e

Leia mais

SE CHALLENGE. Ideias e projectos de empreendedores sociais ATREVE-TE A CONCORRER! És interessado, dedicado e comprometido com a transformação social?

SE CHALLENGE. Ideias e projectos de empreendedores sociais ATREVE-TE A CONCORRER! És interessado, dedicado e comprometido com a transformação social? SE SIM És interessado, dedicado e comprometido com a transformação social? Ideias e projectos de empreendedores sociais És um agente de mudança social? Se sim, este concurso é a oportunidade ideal para

Leia mais

Vale Projecto - Simplificado

Vale Projecto - Simplificado IDIT Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica Vale Projecto - Simplificado VALES Empreendedorismo e Inovação Associados Parceiros / Protocolos IDIT Enquadramento Vale Projecto - Simplificado

Leia mais

Concurso de Ideias de Negócio

Concurso de Ideias de Negócio Concurso de Ideias de Negócio Preâmbulo O Concurso de Ideias é uma iniciativa desenvolvida através do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS) de Estarreja 7 Desafios em Rede, promovido pela DESTAC

Leia mais

O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum

O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum Working Draft Last Modified 30/01/2007 18:09:06 GMT Standard Time O desemprego como oportunidade Fundo Bem Comum Conferência Mercado Laboral: A responsabilidade social das empresas em tempo de crise OJE

Leia mais

Passaporte para o Empreendedorismo

Passaporte para o Empreendedorismo Passaporte para o Empreendedorismo Enquadramento O Passaporte para o Empreendedorismo, em consonância com o «Impulso Jovem», visa através de um conjunto de medidas específicas articuladas entre si, apoiar

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO CRIAÇÃO DO ECOSSISTEMA EMPREENDEDOR TERRAS DE SICÓ Considerando que: I O IAPMEI reconhece a importância da promoção do espírito empreendedor ao nível autárquico e que a conjugação

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

Dinâmicas de exportação e de internacionalização

Dinâmicas de exportação e de internacionalização Dinâmicas de exportação e de internacionalização das PME Contribuição da DPIF/ Como fazemos? 1. Posicionamento e actuação da DPIF A DPIF tem como Missão: Facilitar o acesso a financiamento pelas PME e

Leia mais

A Concepção da Ideia

A Concepção da Ideia A Concepção da Ideia Inov@emprego - Fórum do emprego, formação e empreendedorismo do litoral alentejano Tiago Santos Sines, 7 de Novembro de 2008 Sines Tecnopolo O Sines Tecnopolo é uma associação de direito

Leia mais

Regulamento do Concurso

Regulamento do Concurso Regulamento do Concurso Preâmbulo Considerando que, constituem objectivos do CRÉDITO AGRÍCOLA, enquanto Entidade Promotora: - Promover iniciativas empresariais inovadoras e conciliadoras com sinergias

Leia mais

Lusoflora 2015. Crédito Agrícola. Santarém, 27 de Fevereiro

Lusoflora 2015. Crédito Agrícola. Santarém, 27 de Fevereiro Lusoflora 2015 Crédito Agrícola Santarém, 27 de Fevereiro Agenda 1. Quem somos 2. Proposta Valor 3. Soluções Crédito Agrícola para EMPRESAS/ ENI 4. CA Seguros 2 Quem somos O Grupo Crédito Agrícola é um

Leia mais

POLÍTICA DE PME's Debate promovido pela AIP. 11 Setembro 2007

POLÍTICA DE PME's Debate promovido pela AIP. 11 Setembro 2007 POLÍTICA DE PME's Debate promovido pela AIP 11 Setembro 2007 Durante o 1º trimestre de 2007, o PIB cresceu 2,0% Crescimento do PIB 2,5% 2,0% 1,5% 1,5% 1,7% 2,0% 1,0% 1,1% 1,0% 0,9% 0,5% 0,5% 0,5% 0,0%

Leia mais

As A p s e p c e t c os o s Só S c ó i c o o P r P of o iss s i s on o a n i a s s d a d a I nf n or o mát á ica c 2º Trabalho Prático Abril de 2007

As A p s e p c e t c os o s Só S c ó i c o o P r P of o iss s i s on o a n i a s s d a d a I nf n or o mát á ica c 2º Trabalho Prático Abril de 2007 Aspectos Sócio Profissionais da Informática 2º Trabalho Prático Abril de 2007 Sumário Estratégia de Lisboa Plano Tecnológico Visão Geral Prioridades Alguns Resultados Ideias de Negócio Referências Bibliográficas

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Curso de Formação 2011 Índice PROPOSTA FORMATIVA... 3 Introdução... 3 Objectivo geral... 3 Estrutura... 3 Metodologias... 3

Leia mais

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS (Aberto a todos os Cidadãos) 1. O QUE É: O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de

Leia mais

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates

Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates Debate Quinzenal Economia Intervenção do Primeiro-Ministro José Sócrates 11.02.2009 1. A execução da Iniciativa para o Investimento e o Emprego A resposta do Governo à crise económica segue uma linha de

Leia mais

PROGRAMA FINICIA IAPMEI IAPMEI IAPMEI IAPMEI POTENCIAR TALENTOS. Objectivos da Área de Negócio Financiamento Empresarial.

PROGRAMA FINICIA IAPMEI IAPMEI IAPMEI IAPMEI POTENCIAR TALENTOS. Objectivos da Área de Negócio Financiamento Empresarial. PROGRAMA FINICIA POTENCIAR TALENTOS O tem por missão promover a inovação e executar políticas de estímulo ao desenvolvimento empresarial, visando o reforço da competitividade e da produtividade das empresas,

Leia mais

INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E O FUTURO MINISTÉRIO DA ECONOMIA

INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E O FUTURO MINISTÉRIO DA ECONOMIA INOVAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E O FUTURO MINISTÉRIO DA ECONOMIA Empresas INOVAÇÃO PRODUTOS DIMENSÃO MERCADO PRODUÇÃO MARKETING GESTÃO LIDERANÇA FINANCIAMENTO RH COMPETÊNCIAS Empreendedorismo VISÃO ESTRUTURADA

Leia mais

O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão

O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão 1 2 O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão 3 A origem do Fundo Social Europeu O Fundo Social Europeu foi criado em 1957 pelo Tratado de Roma,

Leia mais

ECONOMIA E EMPREENDEDORISMO

ECONOMIA E EMPREENDEDORISMO ECONOMIA E Rui Leão Martinho Junho 2013 O O termo empreendedor é derivado da palavra francesa entrepreneur e foi usada pela primeira vez em 1725, pelo economista irlandês Richard Cantillon, reconhecido

Leia mais

CAPITAL DE RISCO EM MUDANÇA

CAPITAL DE RISCO EM MUDANÇA CAPITAL DE RISCO EM MUDANÇA Realizaram-se na passada semana dois acontecimentos que reputo de importância ímpar para a promoção do Empreendedorismo em Portugal O Dia Europeu do Empreendedor e o Encontro

Leia mais

Regulamento Interno StartUp Lisboa Comércio

Regulamento Interno StartUp Lisboa Comércio Regulamento Interno StartUp Lisboa Comércio Lisboa, Junho de 2014 Artigo 1º Âmbito A Incubadora StartUp Lisboa Comércio resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Lisboa, o Montepio Geral, o IAPMEI

Leia mais

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES 2015 2 Formar gestores e quadros técnicos superiores, preparados científica e tecnicamente para o exercício de funções na empresa

Leia mais

MUNICÍPIO DA BOA VISTA CÂMARA MUNICIPAL PRÉMIO JOVEM EMPREENDEDOR BOA VISTA 2015 REGULAMENTO

MUNICÍPIO DA BOA VISTA CÂMARA MUNICIPAL PRÉMIO JOVEM EMPREENDEDOR BOA VISTA 2015 REGULAMENTO PRÉMIO JOVEM EMPREENDEDOR BOA VISTA 2015 REGULAMENTO O Prémio do Jovem Empreendedor é um projecto da Câmara Municipal da Boa Vista, em parceria com a Agência para o Desenvolvimento Empresarial e Inovação

Leia mais

REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS.

REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS. REGULAMENTO DO VI CONCURSO ESCOLAS EMPREENDEDORAS DE CASCAIS Preâmbulo O concurso de Escolas Empreendedoras de Cascais é uma iniciativa da Agência DNA Cascais. O presente documento visa regular o VI Concurso

Leia mais

Ministro da Economia inaugura novo espaço no Ninho de Empresas

Ministro da Economia inaugura novo espaço no Ninho de Empresas Ministro da Economia inaugura novo espaço no Ninho de Empresas P. 2 dna cascais edição bimestral www.dnacascais.pt Maio 2012 nº 18 veja em www.dnacascais.pt: Empresa apoiada pela DNA recebe Prémio Jovem

Leia mais

WORKSHOP COMO FINANCIAR O MEU NEGÓCIO?

WORKSHOP COMO FINANCIAR O MEU NEGÓCIO? WORKSHOP COMO FINANCIAR O MEU NEGÓCIO? FINANCIAMENTOS DISPONÍVEIS para PME s Mecanismos de Financiamento 1. Sistemas de Incentivos do QREN 2. Linhas PME Investe 3. Microcrédito 4. Valtejo FINICIA 5. PAECPE

Leia mais

Concurso de Ideias e Projectos

Concurso de Ideias e Projectos Concurso de Ideias e Projectos Regulamento Promotor Colaboração Apoios CONCURSO DE IDEIAS E PROJECTOS EMPREENDEDORISMO COMÉRCIO E SERVIÇOS Regulamento Art. 1º - Entidade Promotora O concurso de ideias

Leia mais

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA 2015 CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Joaquim Sérvulo Rodrigues Membro da Direcção da COTEC Portugal, Presidente do Júri; Carlos Brazão Director Sénior de Vendas

Leia mais

CONCURSO IDEIAS EM CAIXA 2007. REGULAMENTO Preâmbulo

CONCURSO IDEIAS EM CAIXA 2007. REGULAMENTO Preâmbulo CONCURSO IDEIAS EM CAIXA 2007 REGULAMENTO Preâmbulo O Centro Regional para a Inovação do Algarve (CRIA) em parceria com a Associação Nacional de Jovens Empresários Núcleo do Algarve (ANJE Algarve) e a

Leia mais

ESPECIAL PMEs. Volume III Fundos europeus 2ª parte. um Guia de O Portal de Negócios. www.oportaldenegocios.com. Março / Abril de 2011

ESPECIAL PMEs. Volume III Fundos europeus 2ª parte. um Guia de O Portal de Negócios. www.oportaldenegocios.com. Março / Abril de 2011 ESPECIAL PMEs Volume III Fundos europeus 2ª parte O Portal de Negócios Rua Campos Júnior, 11 A 1070-138 Lisboa Tel. 213 822 110 Fax.213 822 218 geral@oportaldenegocios.com Copyright O Portal de Negócios,

Leia mais

Programa FINICIA Financiamento de Start up inovadoras. Universidade de Évora, 13 de Dezembro de 2007

Programa FINICIA Financiamento de Start up inovadoras. Universidade de Évora, 13 de Dezembro de 2007 Programa FINICIA Financiamento de Start up inovadoras Universidade de Évora, 13 de Dezembro de 2007 O parceiro das PME 2 Missão Visão Produtos e Serviços Facilitar e assistir as PME nas suas estratégias

Leia mais

Soluções de Financiamento FINICIA

Soluções de Financiamento FINICIA Projetos, Financiamento e Empreendedorismo Soluções de Financiamento FINICIA Cascais, 28 de Outubro de 2011 andre.marco@iapmei.pt Direcção de Participadas e Instrumentos Financeiros no IAPMEI. Soluções

Leia mais

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 A aposta no apoio à internacionalização tem sido um dos propósitos da AIDA que, ao longo dos anos, tem vindo a realizar diversas acções direccionadas para

Leia mais

Empresas que se mexem, são empresas que crescem!

Empresas que se mexem, são empresas que crescem! Empresas que se mexem, são empresas que crescem! Apresentação do Projecto/ Abertura de inscrições Introdução A Adere-Minho - Associação para o Desenvolvimento Regional do Minho, entidade de natureza associativa

Leia mais

Eixo I Projectos de Forte Conteúdo de Inovação Eixo II Negócio Emergentes de Pequena Escala Eixo III Iniciativas Empresarias de Interesse Regional

Eixo I Projectos de Forte Conteúdo de Inovação Eixo II Negócio Emergentes de Pequena Escala Eixo III Iniciativas Empresarias de Interesse Regional Programa FINICIA 02.02.2006 retirado de www.iapmei.pt Caracterização dos eixos de intervenção Eixo I Projectos de Forte Conteúdo de Inovação Eixo II Negócio Emergentes de Pequena Escala Eixo III Iniciativas

Leia mais

StartMeUp - Powered by U.S. Embassy Portugal Prémio Nacional de Empreendedorismo 2012 (STARTMEUP) Regulamento do Prémio

StartMeUp - Powered by U.S. Embassy Portugal Prémio Nacional de Empreendedorismo 2012 (STARTMEUP) Regulamento do Prémio StartMeUp - Powered by U.S. Embassy Portugal Prémio Nacional de Empreendedorismo 2012 (STARTMEUP) Regulamento do Prémio Artigo 1.º Organização e objectivos 1. O Prémio STARTMEUP é uma iniciativa organizada

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS VEM REGULAMENTO

CONCURSO DE IDEIAS VEM REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS VEM REGULAMENTO PARTE I ENQUADRAMENTO GERAL Artigo 1.º Âmbito das iniciativas de apoio a empreendedores emigrantes O Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (doravante ACM, I.P.) propõe

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

O contributo do Cluster Habitat Sustentável

O contributo do Cluster Habitat Sustentável O contributo do Cluster Habitat Sustentável Victor Ferreira Plataforma para a Construção Sustentável Seminário Construção Sustentável CONCRETA 2011 20/10/2011 Visão e Missão O Cluster Habitat? agregador

Leia mais

Posicionamento Estratégico e Fundo de Apoio ao Empreendedorismo

Posicionamento Estratégico e Fundo de Apoio ao Empreendedorismo Posicionamento Estratégico e Fundo de Apoio ao Empreendedorismo FUNDAÇÃO AEP Fomentar uma verdadeira cultura de empreendedorismo, da valorização e dignificação do papel social do empresário e da modernização

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

Empreendedorismo De uma Boa Ideia a um Bom Negócio

Empreendedorismo De uma Boa Ideia a um Bom Negócio Empreendedorismo De uma Boa Ideia a um Bom Negócio 1. V Semana Internacional A Semana Internacional é o evento mais carismático e que tem maior visibilidade externa organizado pela AIESEC Porto FEP, sendo

Leia mais

Dia do Voluntário da U.Porto: Formar para o voluntariado Conclusões dos Workshops

Dia do Voluntário da U.Porto: Formar para o voluntariado Conclusões dos Workshops Dia do Voluntário da U.Porto: Formar para o voluntariado Conclusões dos Workshops Workshop1 Voluntariado na área social e humanitária nacional Dinamizadores: Vo.U Associação de Voluntariado Universitário

Leia mais

1º CONTRIBUTO DA UGT O EMPREGO DOS JOVENS INICIATIVA OPORTUNIDADE PARA A JUVENTUDE

1º CONTRIBUTO DA UGT O EMPREGO DOS JOVENS INICIATIVA OPORTUNIDADE PARA A JUVENTUDE 1º CONTRIBUTO DA UGT O EMPREGO DOS JOVENS INICIATIVA OPORTUNIDADE PARA A JUVENTUDE I. Enquadramento A UGT regista o lançamento da Iniciativa Oportunidade para a Juventude em Dezembro de 2011 e, no âmbito

Leia mais

OdiArquivo 2012 CONFERÊNCIA ORÇAMENTO DE ESTADO 2012

OdiArquivo 2012 CONFERÊNCIA ORÇAMENTO DE ESTADO 2012 OdiArquivo 2012 CONFERÊNCIA ORÇAMENTO DE ESTADO 2012 A Câmara Municipal de Odivelas em colaboração com a empresa B Time realizou no dia 28 de Janeiro, no auditório do Centro de Exposições de Odivelas,

Leia mais

CONCURSO CONCEPÇÃO DA IMAGEM CORPORATIVA DO CACCAU COM O APOIO:

CONCURSO CONCEPÇÃO DA IMAGEM CORPORATIVA DO CACCAU COM O APOIO: CONCURSO CONCEPÇÃO DA IMAGEM CORPORATIVA DO CACCAU COM O APOIO: 1. PREÂMBULO Com base nas diversas necessidades identificadas pela Agência INOVA ao nível do empreendedorismo cultural e criativo, foi concebido

Leia mais

FINICIA APOIO AO FINANCIAMENTO. Mar./2009. rita.seabra@iapmei.pt ana.rosas@iapmei.pt leitao.gomes@iapmei.pt www.finicia.pt

FINICIA APOIO AO FINANCIAMENTO. Mar./2009. rita.seabra@iapmei.pt ana.rosas@iapmei.pt leitao.gomes@iapmei.pt www.finicia.pt FINICIA APOIO AO FINANCIAMENTO na fase START-UP rita.seabra@iapmei.pt ana.rosas@iapmei.pt leitao.gomes@iapmei.pt www.finicia.pt Mar./2009 FINICIA Apresentação composta por duas partes: 1. Instrumentos

Leia mais

PLANO DE PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA NO CONSUMO (PPEC) REVISÃO DAS REGRAS

PLANO DE PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA NO CONSUMO (PPEC) REVISÃO DAS REGRAS PLANO DE PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA NO CONSUMO (PPEC) REVISÃO DAS REGRAS Intervenção do Senhor Presidente da CIP Confederação da Indústria Portuguesa, Eng.º Francisco van Zeller, na Audição Pública (CCB, 04/04/2008)

Leia mais

COMO FINANCIAR O MEU PRÓPRIO NEGÓCIO

COMO FINANCIAR O MEU PRÓPRIO NEGÓCIO COMO FINANCIAR O MEU PRÓPRIO NEGÓCIO Jul/2012 o general que vence uma batalha faz muitos cálculos o general que perde uma batalha não faz mais que uns poucos cálculos Sun Tzu Plano de Negócio Jul/2012

Leia mais

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt Pedro Gomes Nunes Director Executivo Lisboa, Fevereiro 2014 RISA - Apresentação ÁREAS DE NEGÓCIO Estudos e Projectos + 20 anos de experiência + 1.500 candidaturas a Fundos Comunitários aprovadas. + 1,6

Leia mais

REGULAMENTO. 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH.

REGULAMENTO. 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH. 12 de Março de 2014 Centro de Congressos do Estoril REGULAMENTO DISPOSIÇÕES GERAIS 1) Os Masters do Capital Humano são uma iniciativa do Grupo IFE e do Salão Profissional de Recursos Humanos - EXPO RH.

Leia mais

QUEM SOMOS. O clube tem como objectivo apoiar projectos em todas as áreas de actividade, inclusive nas áreas mais tradicionais.

QUEM SOMOS. O clube tem como objectivo apoiar projectos em todas as áreas de actividade, inclusive nas áreas mais tradicionais. QUEM SOMOS O Business Angels Club de Lisboa é constituído por um grupo de pessoas ligadas há mais de 20 anos ao mundo empresarial e ao empreendedorismo com larga experiência no desenvolvimento e triagem

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À

SISTEMA DE INCENTIVOS À SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISOS PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS INOVAÇÃO PRODUTIVA EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Elisabete Félix Turismo de Portugal, I.P. - Direcção de Investimento PRIORIDADE

Leia mais

Introdução. O Júri seleccionará cinco organizações para cada uma das seguintes categorias:

Introdução. O Júri seleccionará cinco organizações para cada uma das seguintes categorias: REGULAMENTO Introdução O Prémio Healthy Workplaces - Locais de Trabalho Saudáveis pretende reconhecer e distinguir as organizações portuguesas com contributos notáveis e inovadores para a segurança, o

Leia mais

Revista de Imprensa. 1 - Jornal da Costa do Sol, 26-03-2009, "Água e energia" a concurso. 2-24 Horas, 23-03-2009, Água e energia valem prémios

Revista de Imprensa. 1 - Jornal da Costa do Sol, 26-03-2009, Água e energia a concurso. 2-24 Horas, 23-03-2009, Água e energia valem prémios Revista de Imprensa Cascais Atlântico 1 - Jornal da Costa do Sol, 26-03-2009, "Água e energia" a concurso 2-24 Horas, 23-03-2009, Água e energia valem prémios 3 - Notícias da Manhã, 23-03-2009, Concurso

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO 2011 DA CIM ALTO MINHO RELATÓRIO DE PROGRESSO 31 MARÇO 2011

GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO 2011 DA CIM ALTO MINHO RELATÓRIO DE PROGRESSO 31 MARÇO 2011 GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO 2011 DA CIM ALTO MINHO RELATÓRIO DE PROGRESSO 31 MARÇO 2011 Versão Preliminar Este relatório tem por objectivo da conta do que de mais relevante foi realizado no cumprimento

Leia mais

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS

CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS CARTA EUROPEIA DAS PEQUENAS EMPRESAS As pequenas empresas são a espinha dorsal da economia europeia, constituindo uma fonte significativa de emprego e um terreno fértil para o surgimento de ideias empreendedoras.

Leia mais

Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas

Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas À semelhança do que acontece nas sociedades contemporâneas mais avançadas, a sociedade portuguesa defronta-se hoje com novos e mais intensos

Leia mais

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Candidatura aprovada ao Programa Política de Cidades - Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação Síntese A cidade de S.

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO

COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO COMO ELABORAR UM PLANO DE NEGÓCIOS DE SUCESSO 1 Sumário: Conceito e Objectivos Estrutura do PN o Apresentação da Empresa o Análise do Produto / Serviço o Análise de Mercado o Estratégia de Marketing o

Leia mais

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo «atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Évora, através da Divisão de Projetos e Informação (SCC-DPI), enquanto parte integrante do Serviço de Ciência e Cooperação,

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO

CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO CONCURSO ESCOLAS DA NOVA GERAÇÃO REGULAMENTO Enquadramento geral Um dos principais desafios que se colocam à sociedade portuguesa é o do desenvolvimento de uma Sociedade de Informação, voltada para o uso

Leia mais

A caixa de medicamentos inteligente ganhou 80 mil euros, para avisar que é hora do c...

A caixa de medicamentos inteligente ganhou 80 mil euros, para avisar que é hora do c... Page 1 of 6 LISBON INVESTMENT SUMMIT A caixa de medicamentos inteligente ganhou 80 mil euros, para avisar que é hora do comprimido 11/7/2014, 7:08 129 PARTILHAS A Pharmassistant venceu a competição do

Leia mais

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS

EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 1 2 EMPREENDEDORISMO JOVEM METODOLOGIA DESCRITIVA E ORIENTADORA DE ACÇÕES PARA ENQUADRAMENTO DE INICIATIVAS DE EMPREGO LOCAL PARA JOVENS DESEMPREGADOS/AS 3 4 TÍTULO: Empreendedorismo jovem - metodologia

Leia mais

Programa. Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012

Programa. Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 Programa Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 Programa Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 3 Hemisfério esquerdo responsável pelo pensamento lógico e pela competência

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

TAKE. IT.E5G. Relatório Semestral. (Global 1/1/2013 a 30/06/2014)

TAKE. IT.E5G. Relatório Semestral. (Global 1/1/2013 a 30/06/2014) TAKE. IT.E5G Relatório Semestral (Global 1/1/2013 a 30/06/2014) TAKE.IT.E5G Talentos e Artes com Kreatividade e Empreendedorismo pretende constituir-se como resposta inovadora para os jovens residentes

Leia mais

2.2. Podem, ainda, candidatar-se entidades agrupadas num projecto comum, devendo ser indicado o líder do mesmo.

2.2. Podem, ainda, candidatar-se entidades agrupadas num projecto comum, devendo ser indicado o líder do mesmo. 1. Do Programa EDP SOLIDÁRIA 1.1. A Fundação EDP, adiante designada por FEDP, no âmbito das suas actividades nas áreas da solidariedade e da inovação social, promove uma iniciativa anual o Programa EDP

Leia mais

CONCURSO INOVAÇÃO HOTSPOT DESIGN. Desenvolvimento Novo Aquecedor de Esplanada a Gás

CONCURSO INOVAÇÃO HOTSPOT DESIGN. Desenvolvimento Novo Aquecedor de Esplanada a Gás CONCURSO INOVAÇÃO HOTSPOT DESIGN Desenvolvimento Novo Aquecedor de Esplanada a Gás 1. NOVA NECESSIDADE - SOLUÇÃO 2. CONCURSO INOVAÇÃO 3. TALENT NETWORKING 4. CRONOGRAMA 5. PEÇAS COMUNICAÇÃO - CONCURSO

Leia mais

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Outubro de 2010 Agenda EM DESTAQUE Aderir à REDE! NOTÍCIAS/ EVENTOS Índice Nota Editorial Eventos/Notícias Na Primeira Pessoa Instituição do Mês Protocolos

Leia mais

Normas do Concurso de Ideias de Negócio Escolas Empreendedoras

Normas do Concurso de Ideias de Negócio Escolas Empreendedoras Preâmbulo O concurso de Ideias de Negócio é uma iniciativa da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira. O presente documento visa regular o Concurso de Ideias Escolas Empreendedoras e pretende contribuir

Leia mais

INICIATIVA PARA O INVESTIMENTO E EMPREGO

INICIATIVA PARA O INVESTIMENTO E EMPREGO FISCAL N.º 1/2009 JAN/FEV 2009 INICIATIVA PARA O INVESTIMENTO E EMPREGO Nuno Sampayo Ribeiro No Conselho de Ministros de 13 de Dezembro de 2008 foi aprovado um reforço do investimento público. O qual será

Leia mais

OPORTUNIDADES. Cluster energético: oportunidades; horizontes; observatório, BejaGlobal; PASE

OPORTUNIDADES. Cluster energético: oportunidades; horizontes; observatório, BejaGlobal; PASE CLUSTER ENERGÉTICO DE BEJA OPORTUNIDADES SUSTENTABILIDADE ENERGÉTICA E CRESCIMENTO ECONÓMICO A sustentabilidade energética e climática é um desígnio estratégico duplo significado. Por um lado, desenvolvimento

Leia mais