Água suficiente é tão importante como água segura O fardo das mulheres O que é que faz com que a água não seja segura?...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Água suficiente é tão importante como água segura... 46 O fardo das mulheres... 46 O que é que faz com que a água não seja segura?..."

Transcrição

1 Água suficiente é tão importante como água segura O fardo das mulheres O que é que faz com que a água não seja segura? A história do Timóteo Como é que os micróbios e os vermes espalham as doenças Actividade: Como é que as doenças diarreicas se propagam Doenças diarreicas Tratamento para doenças diarreicas Como fazer uma bebida hidratante Actividade: Parar a propagação da diarreia Dracúnculo (filária-de-medina) Bilharziose (esquistossomíase, febre do caracol) Prevenir a propagação de micróbios e vermes Poluição tóxica da água Desenho para discussão: Como é que os produtos químicos tóxicos entram na água? Prevenir a poluição tóxica História: Arsénio na água segura O direito a ter água segura suficiente História: Parceria melhora o abastecimento de água Engarrafar e vender o direito à água

2 Ninguém pode viver sem água. Para serem saudáveis, as pessoas precisam de água suficiente e precisam que a água seja segura. A água não é segura quando tem micróbios e vermes dos dejectos humanos e animais (urina e fezes). Os micróbios e vermes podem passar através da água ou de uma pessoa para outra, causando muitos problemas graves de saúde e afectando uma comunidade inteira. Os produtos químicos da agricultura, da indústria e da exploração mineira e o abandono de lixos também podem tornar a água insegura e causar doenças como erupções da pele, cancros e outros problemas de saúde graves. Não ter água suficiente para beber, cozinhar e lavar pode levar ao aparecimento de doenças. Sobretudo quando não há forma de lavar as mãos depois de usar a casa de banho, as doenças com diarreia propagam -se rapidamente de pessoa para pessoa. Falta de água para limpeza pessoal também pode levar a infecções dos olhos e da pele. A falta de água pode causar (perda de demasiada água no corpo) e morte. Não ter água suficiente pode ter a ver com uma seca (tempo seco durante muito tempo), com o elevado custo da água ou com a água que não foi bem. A contaminação da água pode piorar os efeitos da escassez de água e, da mesma maneira, a escassez de água pode agravar a contaminação (para informação sobre como proteger pontos de água e tornar a água limpa e segura, ver Capítulo 6. Para informação sobre saneamento seguro, ver Capítulo 7).

3 Muitas pessoas não têm água suficiente para as suas necessidades diárias. Quando não há água suficiente para a higiene, as pessoas podem apanhar infecções como e. Não ter água suficiente para beber e lavar-se pode também causar infecções da bexiga e dos rins, em especial nas mulheres (para aprender mais sobre estas doenças, ver os livros da Hesperian Onde Não Há Médico, Where Women Have No Doctor ou qualquer outro manual sobre saúde geral). Nos hospitais e noutros centros de saúde, se não houver água suficiente para a limpeza, as infecções podem passar de pessoa para pessoa. Sobretudo para as crianças, não ter água suficiente pode significar desidratação e morte. Quando a água é pouca, as pessoas que a vão buscar e que a transportam habitualmente as mulheres e as crianças têm de viajar longas distâncias e transportar cargas muito pesadas. Isto leva a lesões nos seus pescoços, costas e ancas. Frequentemente, ir buscar água implica tanto tempo e força que elas e as suas famílias usam menos água do que o necessário. A procura de água pode levar tanto tempo que as restantes tarefas das mulheres para apoiarem a saúde familiar, incluindo cuidar dos filhos e trabalhar os campos, não se realizam. A água é usada para reduzir febres e para limpar feridas e infecções da pele. Beber muita água ajuda a prevenir e tratar a diarreia, as infecções urinárias, as tosses e a prisão de ventre. Lavar as mãos com sabão e água depois de usar a casa de banho e antes de comer ou mexer em alimentos também ajuda a prevenir muitas doenças.

4 A água não é segura quanto contém micróbios, vermes ou produtos químicos tóxicos (para mais informação sobre produtos tóxicos, ver Capítulos 16 e 20). Os micróbios (seres vivos muito pequeninos, demasiado pequenos para serem vistos, que causam muitos tipos de doenças) e os vermes, como o nemátodo da tricuríase, o ancilóstomo e o nemátodo da ascaríase, causam muitas doenças graves. Os micróbios e os vermes vivem nos dejectos humanos e animais (urina e fezes) e podem causar doenças graves e crónicas quando: Não há uma boa maneira de eliminar os dejectos humanos e animais; O abastecimento de água não está protegido e não é mantido limpo; Não há água suficiente para lavagens. Algumas das doenças provocadas pelos micróbios, como a cólera, propagam-se rapidamente e podem causar muitas mortes. Outras doenças causadas por micróbios e vermes podem durar anos e anos e trazer outros problemas de saúde como a desidratação, as infecções, a (sangue fraco) e a malnutrição. Como o sinal mais comum de doenças com micróbios e vermes é a diarreia, estas doenças chamam-se por vezes doenças com diarreia. A Njoki vivia numa aldeia com o seu filho de um ano de idade, o Timóteo. Tal como os outros aldeãos, ela ia buscar água a uma fonte bem construída há muitos anos atrás por um grupo de desenvolvimento. Nessa altura, quando a bomba se avariou, os trabalhadores de desenvolvimento trouxeram novas peças e arranjaram-na. Mas depois de os trabalhadores de desenvolvimento se terem ido embora, ninguém na aldeia sabia como arranjar a bomba ou onde obter as peças. E, de qualquer maneira, eles não tinham dinheiro para comprar peças. Por isso, quando a bomba se avariou, as mulheres passaram a ter de ir buscar água a um buraco fora da aldeia. O buraco também era usado pelos animais e estava contaminado com vermes e micróbios. Depois de beber a água deste buraco, o Timóteo ficou doente com diarreia aguada grave. Ele ficou cada vez mais fraco. A Njoki não tinha dinheiro para o levar ao centro de saúde, a muitas horas dali. Em poucos dias, o Timóteo morreu. A desidratação provocada pelas doenças diarreicas é a causa de morte mais comum das crianças no mundo. A discussão sobre a forma como as pessoas apanham doenças com diarreia continua na página seguinte.

5 A actividade Mas porquê? (ver páginas 7 e 12) pode ajudar a compreender as várias causas da doença e morte do Timóteo. Diarreia e desidratação. Porque havia micróbios na água. Era um buraco de água sem protecção, contaminado com micróbios e vermes. A bomba da aldeia estava avariada. Percorra a cadeia até não ter mais perguntas. Também pode voltar a um elo da cadeia e fazer mais perguntas sobre causas profundas. Por exemplo: Bomba avariada? Ela tinha pouca lenha para ferver a água e não tinha dinheiro para a desinfectar com cloro. Dejectos animais na água As perguntas Mas porquê? continuam à medida que as pessoas encontram razões para a morte do Timóteo. Uma cadeia de razões desenhada num papel ou num quadro, ou feita com cartão ou tecido, pode mostrar como é que cada causa está ligada às outras causas. Para cada razão dada, é acrescentado um elo à cadeia. Desta forma, as pessoas podem compreender as várias causas da doença e a maneira como estas causas podem ser prevenidas. Falta de lenha para ferver água Timóteo apanha diarreia Falta de bebida hidratante Falta de dinheiro para médico

6 Às vezes, é fácil saber onde é que os micróbios e os vermes estão, sobretudo nas coisas sujas, como as fezes, os alimentos estragados, as casas de banho sujas, etc. Mas, às vezes, eles estão em lugares que parecem limpos, como a água transparente, ou nas nossas mãos. Os micróbios e os vermes podem passar de pessoa para pessoa através do toque e através do ar, com a poeira ou quando as pessoas tossem ou espirram. Eles podem espalhar-se através da comida ou da água de beber ou podem ser transportados por moscas, outros insectos e animais. Eles também podem viver nos alimentos não cozinhados ou mal cozinhados. Alguns vermes podem ser passadas quando bebemos, pisamos ou nos lavamos com água contaminada ou quando comemos mariscos não cozinhados ou plantas provenientes de locais com água contaminada. Os micróbios e os vermes que causam diarreia viajam por estes caminhos:

7

8 A maior parte das doenças com diarreia são causadas por falta de água para a limpeza pessoal, casas de banho que não são limpas e seguras, e água e alimentos contaminados. O sinal mais comum de uma doença com diarreia são fezes frequentes, a pingar ou líquidas. Outros sinais incluem febre, dores de cabeça, tremuras, arrepios, fraqueza, dores no estômago e nos intestinos, vómitos e barriga inchada. O tratamento depende do tipo de diarreia que a pessoa tem. Estes sinais podem ajudá-lo a saber que tipo de doença com diarreia é que a pessoa tem: : diarreia tipo água de arroz, dores intestinais, vómitos. : febre, dores intestinais fortes, dores de cabeça, prisão de ventre ou diarreia grossa (tipo sopa de ervilhas). diarreia que parece gordurosa, que flutua e cheira mal, dores intestinais, febre baixa, vómitos, gases, os arrotos por vezes cheiram a ovos podres. diarreia com sangue, 10 a 20 vezes por dia, febre, dores intestinais graves. diarreia 4 a 10 vezes por dia, frequentemente com muco branco, febre, dores intestinais e diarreia logo depois de comer. barriga inchada, fraqueza, grandes vermes cor-de-rosa ou brancas que podem sair com as fezes ou através da boca e do nariz. diarreia, fraqueza, anemia, pele pálida. As crianças com ancilostomíase podem comer terra. diarreia, vermes finos cor-de-rosa ou cinzentas nas fezes. Para aprender mais sobre como tratar doenças com diarreia e infecções provocadas por vermes, ver os Capítulos 16 e 18 no livro da TALC Onde Não Há Médico. A diarreia trata-se melhor dando à pessoa muitos líquidos e alimentos. Na maior parte dos casos, mas não em todos, não são necessários medicamentos (para mais informações, consultar um trabalhador de saúde ou um livro sobre saúde geral como o Onde Não Há Médico). A trata-se melhor com medicamentos. A trata-se melhor com antibióticos, porque pode durar semanas e levar à morte. A trata-se melhor com bebidas hidratantes, muitos líquidos e alimentos de fácil digestão para substituir os nutrientes perdidos através da diarreia e dos vómitos. Os medicamentos podem ser usados para impedir que a cólera se propague. Se uma pessoa tem diarreia com sangue, febre ou está muito doente, precisa de ir imediatamente a um centro de saúde.

9 Muitas pessoas morrem de doenças com diarreia, sobretudo as crianças. É frequente elas morrerem porque ficaram desidratadas. As pessoas de qualquer idade podem ficar desidratadas, mas a desidratação grave pode acontecer mais depressa com as crianças pequenas e é muito perigosa para elas. Quando uma criança tem diarreia aguada ou diarreia e vómitos,. como por exemplo uma papa de cereais fina ou papa de aveia muito diluída, sopa, água ou uma bebida hidratante (ver página seguinte).. Assim que a criança doente (ou o adulto) puder comer comida, dê-lhe quantidades frequentes das comidas de que ela gosta. No caso dos bebés, continue a amamentar com frequência antes de lhe dar quaisquer outras comidas ou bebidas. ajuda a prevenir ou tratar a desidratação. Não cura a diarreia, mas pode ajudar a pessoa doente até que a diarreia passe.

10 Se a desidratação piorar ou aparecerem outros sinais perigosos, procure ajuda médica.

11

12 O dracúnculo ou filária-de-medina é um verme longo e fina que vive debaixo da pele e que faz uma ferida dolorosa no corpo. O verme, que parece um fio branco, pode crescer até mais de 1 metro de comprimento. O dracúnculo encontra-se em partes da África, porém não existe em nehum país d'espressão portuguesa. Está em vias de eradicação. Um inchaço doloroso, habitualmente no tornozelo ou na perna, mas que pode desenvolver-se noutra parte do corpo. Uns dias ou uma semana depois, forma -se uma chaga que rebenta rapidamente e forma uma ferida. Isto acontece frequentemente quando a pessoa está na água ou a tomar banho. Pode ver-se a ponta de um verme tipo fio branco a sair da ferida. O verme sai do corpo na semana seguinte. Se a ferida apanhar sujidade e ficar infectada, ou se o verme se partir ao tentar tirá-la, a dor e o inchaço alastram-se, e andar pode tornarse muito difícil., consulte um trabalhador de saúde ou um livro sobre saúde geral como o Onde Não Há Médico. Além disso, tome medidas para impedir novos contactos com vermes. proteja os pontos de água (ver páginas 75 a 85) e filtre a água (ver páginas 94 a 97). Se ninguém caminhar ou tomar banho em água usada para beber, a infecção não pode ser transmitida aos outros e acabará por desaparecer na região.

13 Esta infecção é causada por um tipo de larva que entra no sangue através da pele depois de a pessoa caminhar, lavar-se ou nadar em água contaminada. A doença pode causar danos graves ao fígado e aos rins e pode levar à morte depois de meses ou anos. As mulheres correm maior risco de infecção por bilharziose, porque passam muito tempo dentro ou à volta da água a ir buscá-la, a lavar as roupas e a dar banho às crianças. Às vezes, não há sinais iniciais. Um sinal comum nalgumas áreas é a presença de sangue na urina ou nas fezes. Também pode causar feridas genitais nas mulheres. Em áreas onde esta doença é muito comum, até as pessoas que só têm sinais ligeiros ou dores de barriga devem ser testadas. A bilharziose trata-se melhor com medicamentos. Consulte um trabalhador de saúde ou um livro de saúde geral como o Onde Não Há Médico. As feridas genitais e o sangue na urina também são sinais de infecções transmitidas sexualmente (ITS). Algumas mulheres não vão procurar tratamento porque têm medo que lhes digam que têm uma ITS. A falta de tratamento pode causar outras infecções graves e pode tornar as mulheres inférteis (incapazes de engravidarem). A bilharziose não passa directamente de pessoa para pessoa. Durante parte da sua vida, as larvas da bilharziose podem viver dentro de um certo tipo de caracol aquático pequeno. Podem organizar-se programas comunitários para matar estes caracóis e prevenir a bilharziose. Estes programas só funcionam se as pessoas seguirem os passos preventivos mais básicos: nunca urinar ou defecar dentro ou perto de água.

14 Embora os micróbios e vermes se encontrem em todo o lado, há passos simples que cada pessoa pode dar para ajudar a prevenir doenças. Para parar a propagação dos micróbios e vermes, é importante: para beber e lavar. A não ser que saiba que a água é segura, o melhor é tratá-la (ver páginas 92 a 99). Use água limpa e sabão, se disponíveis. Se não, use areia limpa ou cinzas.. Isto também vai ajudar a manter as mãos limpas. Isto mantém os micróbios e vermes fora de contacto com as pessoas. Se não houver casa de banho, o melhor é defecar longe dos pontos de água, num lugar onde as fezes não vão ser tocadas pelas pessoas ou animais. Cubra as fezes com terra para manter as moscas afastadas.. Lave as frutas e os legumes ou cozinhe-os bem antes de os comer. Dê os restos de comida aos animais ou ponha-os num monte de ou na casa de banho. Deite fora a comida estragada, mantenha a carne e os mariscos separados dos outros alimentos e garanta que a carne, os ovos e o peixe são bem cozinhados antes de os comer. Lave os pratos, as superfícies cortantes e os utensílios com água quente e sabão depois de os usar e deixe-os secar bem ao sol, se possível. dos alimentos da casa e longe de pontos de água comunitários. para impedir que os vermes entrem no seu corpo através dos pés. para impedir que as moscas espalhem os micróbios. Também pode ser uma ajuda ter casas de banho que controlam as moscas ou que as impedem de se procriarem (ver Capítulo 7).

15 Uma das melhores maneiras de prevenir problemas de saúde causados por micróbios e vermes é lavar as mãos com sabão e água de defecar ou lavar o rabo de um bebé e de preparar comida, dar de comer às crianças ou comer. Mantenha uma fonte de água limpa perto da sua casa para facilitar a lavagem das mãos. Mas lavar só com água não é suficiente. Use sabão para tirar a sujidade e os micróbios. Se não tiver sabão, use areia, terra ou cinzas. Esfregue as mãos com sabão e água corrente de uma bomba, torneira ou torneira caseira. Se não tiver água corrente, use um lavatório ou uma bacia. Espalhe sabão (ou areia ou cinzas) nas mãos e conte até 30 enquanto esfrega as mãos. Depois, esfregue as mãos debaixo de água para limpá-las. Seque com um pano limpo ou deixe as mãos secarem ao ar. A torneira caseira permite-lhe lavar as mãos usando muito pouca água. Além disso, permite-lhe esfregar as duas mãos enquanto a água corre sobre elas. A torneira caseira é feita de materiais que estão disponíveis e pode ser colocada onde as pessoas precisam de lavar as suas mãos, por exemplo, perto do fogão, na casa de banho ou num mercado.

16 A agricultura, a exploração mineira, a extracção de petróleo e muitas outras indústrias deitam desperdícios químicos nos pontos de água. Isto torna a água não segura para beber ou para usar na preparação dos alimentos, para tomar banho ou para irrigação. Nalguns lugares, a água pode estar contaminada por produtos tóxicos que existem naturalmente na terra, como o arsénio (ver página 61) ou o fluoreto (uma substância natural que provoca manchas castanhas nos dentes e fraqueza grave nos ossos). À medida que a é usada, o risco de influência dos produtos tóxicos naturais aumenta, porque eles estão concentrados na água que sobra. Sejam eles provenientes da indústria ou da própria terra, os produtos químicos tóxicos são habitualmente invisíveis e difíceis de detectar. Testar a água num laboratório possivelmente numa universidade, pode ajudar a detectar os produtos tóxicos naturais e químicos provenientes da indústria. Se possível tente levar a água para o laboratório no espaço de 6 horas após a recolha.

17 A única maneira de garantir que a água não tem produtos químicos tóxicos é prevenir a poluição na sua origem. Se pensa que a sua água está contaminada, você pode organizar a sua comunidade para mapear os pontos de água e descobrir os problemas ligados ao seu abastecimento (ver páginas 68 a 70) e depois tomar medidas para parar a poluição. Mas a única forma de saber com certeza quais os produtos químicos que estão na água é testá-la num laboratório (ver página 70). Lembre-se: tornar a água segura, sem micróbios e ovos de vermes, NÃO a vai tornar livre de produtos químicos. E proteger a água de produtos químicos NÃO a vai tornar livre de micróbios e ovos de vermes. Para prevenir a contaminação por produtos químicos tóxicos: As estradas e pontes devem ser planeadas com canais de drenagem para levar a poluição dos carros e camiões para longe das fontes de água. Plantar árvores ao longo das estradas também vai prevenir alguma poluição dos pontos de água, porque as árvores vão absorver alguma da poluição do ar. A indústria deve poluir menos. As fábricas podem tratar os seus resíduos e os negócios grandes e pequenos podem usar métodos de produção limpa (ver página 458). A exploração mineira e a extracção de petróleo não devem ser feitas nos lugares onde vão pôr em risco a qualidade da água (ver Capítulos 21 e 22). Os camponeses precisam de reduzir ou eliminar o uso de pesticidas e fertilizantes químicos e garantir que os produtos químicos não entram nos pontos de água. Eles podem substituir os produtos químicos por produtos naturais para controlo das pragas e fertilizantes naturais (ver Capítulo 15). Os governos podem fazer leis e fazê-las cumprir para prevenir a poluição da água. Ver também o Apêndice B sobre leis internacionais de protecção da água. Prevenir a poluição tóxica da água implica que as comunidades, os governos e a indústria têm que agir. Para mais informação sobre como prevenir e reduzir os danos causados por produtos químicos tóxicos, ver Capítulo 20.

18 Durante séculos, a maior parte das pessoas no Bangladesh beberam água de lagoas à superfície cuidadosamente protegidas. Mas para tomar banho e lavar a loiça e as roupas, eles usaram rios, fossos e outros pontos de água não protegidos. Esta água estava frequentemente contaminada com micróbios, causando diarreia, cólera, hepatite e outros problemas de saúde. Por isso, o governo trabalhou com agências internacionais para construir poços pouco fundos em todo o país. Campanhas de saúde pública incentivaram as pessoas a usarem a água segura dos poços subterrâneos, em vez da água à superfície. Logo havia menos problemas de saúde provocado por germes. Mas foi reportado um grande número de envenenamentos tóxicos, a partir de Muitas pessoas ficaram muito doentes com feridas, lesões na pele, cancro, doenças do coração e diabetes. Muitas pessoas morreram. Ninguém sabia o que é que estava a causar estas doenças. Em 1993, os cientistas chegaram à conclusão que algumas destas doenças eram causadas por arsénio na água subterrânea. Ninguém tinha testado a água subterrânea para saber se tinha arsénio. No entanto, cerca de metade dos poços têm água com demasiado arsénio. Como é que o arsénio entrou na água? Cientistas não chegaram a acordo sobre por que razão a água subterrânea em Bangladesh tinha muito arsénio. Embora o arsénio existisse naturalmente na água subterrânea anteriormente, algumas pessoas disseram que de alguma forma piorou desde que grandes empresas agrícolas extraíram demasiada água subterrânea para irrigação o que fez com que mudasse o fluxo da água subterrânea, o que fez com que o arsénio se concentrasse (ficasse mais forte). Cerca de pessoas no Bangladesh estão agora doentes por envenenamento com arsénio, a maior parte delas mulheres, pessoas pobres e domésticas. Os problemas de saúde relacionados com o arsénio levam muitos anos a desenvolver-se, por isso, muitas mais pessoas vão ficar doentes. Ter água melhor é a única forma de tratar os problemas de saúde causados por demasiado arsénio. O desastre piorou durante tanto tempo e manteve-se sem muito estudo ou solução porque as pessoas que sofriam encontravam-se entre os mais pobres do mundo. Se a água de Dhaka, a capital, tivesse sido contaminada (não foi) ou se a doença estivesse a acontecer num país rico, teriam sido tomadas medidas muito mais rapidamente. O envenenamento no Bangladesh mostra os perigos de poluir a água e mostra também a importância de testar as fontes de água e de agir rapidamente se houver qualquer dúvida relativamente à segurança da água. Um filtro de água simples foi desenvolvido no Bangladesh e usa pregos de ferro para retirar o arsénio da água (ver página 97 e a secção Recursos). Isto reduz o número de envenenamentos, mas não resolve o problema da água contaminada.

19 Em todo o mundo, as pessoas estão a trabalhar para proteger o seu direito à saúde, incluindo o direito a ter um bom abastecimento de água segura. As empresas privadas dizem que podem prestar um serviço melhor do que os governos e mesmo assim ter lucro. Mas quando as empresas privadas assumem o controlo dos serviços de água (o que se chama privatização da água), é frequente os preços subirem, forçando as pessoas a usarem menos água do que precisam para uma boa saúde. Muitas pessoas depois não têm outra opção senão irem buscar água onde quer que a possam encontrar de graça, mesmo que essa água esteja contaminada com micróbios, vermes e produtos químicos tóxicos. Isto traz problemas de saúde graves. Os governos e as comunidades devem trabalhar em conjunto para melhorar e expandir os sistemas de água, de modo a disponibilizarem um abastecimento de água segura e suficiente, sobretudo para os mais necessitados. No Gana, África Ocidental, os grupos comunitários assumiram o controlo do seu abastecimento de água. Na vila de Savelugu, a Empresa Estatal de Água do Gana fornece água canalizada e os membros da comunidade são responsáveis por definir o seu preço, fazer a sua distribuição e reparar o sistema de água quando há avarias. Eles chamam a isto uma parceria governo-comunidade. Como a comunidade é responsável pela gestão da água, é garantida água segura e suficiente por decisão popular. Se algumas pessoas não podem pagar pela água, a comunidade paga a sua água até elas poderem pagá-la. As necessidades das pessoas são correspondidas, não porque elas tenham dinheiro para pagar, mas porque elas fazem parte da comunidade. A Empresa de Água do Gana beneficia porque a comunidade lhes paga sempre pelo abastecimento de água. O sistema comunitário de Savelugu está a ser usado como modelo para as vilas do Gana. Ao gerirem o seu próprio sistema de água, as pessoas de Savelugu mostraram que a privatização não é a única maneira de disponibilizar água. Desde que começou a sua parceria governo -comunidade, há menos doenças e todos têm água suficiente.

20 Quando as pessoas não confiam que a água das suas torneiras é limpa, os que podem dar-se a esse luxo compram água engarrafada. Se houver micróbios na água da torneira, beber água engarrafada segura é uma maneira de evitar doenças. Mas o simples facto de a água ser vendida numa garrafa não significa que ela seja segura. Em muitos casos, a água engarrafada é apenas água da torneira numa garrafa, mas vendida a um preço muito superior. A melhor maneira de apoiar a saúde das pessoas e do ambiente é melhorar a qualidade e o grau de confiança da água, melhorando o abastecimento de água pública. Quando você tem em conta os problemas de saúde causados pelo fabrico das garrafas de plástico em que a água é vendida, bem como o enchimento, transporte e eliminação dessas garrafas, o custo da água engarrafada é maior do que disponibilizar água segura para todos. As empresas vendem água engarrafada porque é mais rentável. Muitas vezes elas anunciam as suas águas de maneira a levar as pessoas a pensarem que a água de abastecimento público não é saudável ou FONTANÁRIO suficientemente boa. As empresas multinacionais que vendem água, como por exemplo a Coca-Cola, muitas vezes prejudicam a economia local ao levarem as empresas locais de refrescos a fecharem. Às vezes, elas usam tanta água que prejudicam as pessoas ao criarem uma situação de falta de água para beber, para as necessidades caseiras, para irrigação das culturas e para outras actividades locais (ver história na página 67). Os sistemas seguros e saudáveis de água canalizada são uma das formas mais importantes de melhorar a saúde para todos. Na Europa e na América do Norte, os sistemas de água segura são a base da saúde pública. Não há razão para que as pessoas nos países menos pobres sofram por falta de água segura e sejam forçadas a comprar água engarrafada cara. Ter água limpa suficiente para viver uma vida saudável é um direito humano. Consegue-se proteger e realizar melhor os direitos das pessoas a terem água, através de sistemas de controlo de água geridos pelo Estado ou pelas comunidades. Para garantir que o governo presta um bom serviço, os membros da comunidade estão cada vez mais envolvidos na supervisão das instalações de água. Isto ajuda a garantir que elas são geridas tendo como prioridade a saúde das pessoas. ÁGUA SUPERIOR DE FONTES DA MONTANHA

NOSSA SAÚDE. Ministério da Educação e Cultura. Com o apoio do povo do Japão

NOSSA SAÚDE. Ministério da Educação e Cultura. Com o apoio do povo do Japão A HIGIENE E A NOSSA SAÚDE Ministério da Educação e Cultura Com o apoio do povo do Japão O QUE SÃO CUIDADOS DE HIGIENE? É tudo o que fazemos para cuidar da limpeza do nosso corpo, como tomar banho, lavar

Leia mais

Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau

Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau 1 Lembre-se de três coisas Não tocar Isole a pessoa doente Ligue para a linha de apoio 2 Se pensa que alguém

Leia mais

GRIPE A (H1N1) INFORMAÇÃO E RECOMENDAÇÕES PARA ESCOLAS E OUTROS ESTABELECIMENTOS DE EDUCAÇÃO

GRIPE A (H1N1) INFORMAÇÃO E RECOMENDAÇÕES PARA ESCOLAS E OUTROS ESTABELECIMENTOS DE EDUCAÇÃO GRIPE A (H1N1) INFORMAÇÃO E RECOMENDAÇÕES PARA ESCOLAS E OUTROS ESTABELECIMENTOS DE EDUCAÇÃO As escolas e outros estabelecimentos de ensino assumem um papel muito importante na prevenção de uma pandemia

Leia mais

Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT. Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD. Fundação Portugal - África

Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT. Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD. Fundação Portugal - África Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT APOIO: Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD Casa de Cultura da Beira/CCB CERjovem ATENÇAÕ MULHER MENINA! Fundação Portugal - África RESPOSTAS

Leia mais

Desigualdades: causa e efeito dos problemas de saúde ambiental... 22 O controlo das empresas é mau para a nossa saúde... 24 Criar instituições

Desigualdades: causa e efeito dos problemas de saúde ambiental... 22 O controlo das empresas é mau para a nossa saúde... 24 Criar instituições Desigualdades: causa e efeito dos problemas de saúde ambiental......... 22 O controlo das empresas é mau para a nossa saúde...................... 24 Criar instituições comunitárias...........................................

Leia mais

Esta informação reflete o que era conhecido em abril de 2016. Veja o website da Hesperian em http://en.hesperian.org/hhg/zika para atualização.

Esta informação reflete o que era conhecido em abril de 2016. Veja o website da Hesperian em http://en.hesperian.org/hhg/zika para atualização. Esta informação reflete o que era conhecido em abril de 2016. Veja o website da Hesperian em http://en.hesperian.org/hhg/zika para atualização. O Vírus Zika O vírus Zika é transmitido por mosquitos de

Leia mais

A CÓLERA, DOENÇA DAS MAÕS SUJAS

A CÓLERA, DOENÇA DAS MAÕS SUJAS A CÓLERA, DOENÇA DAS MAÕS SUJAS Lembre-se da transmissão da diarreia: Tenreira Martins Suzanne, Responsavel da formação Cada bicho tem um nome e um orgao onde prefere instalar-se e atacar. O corpo humano

Leia mais

Agir contra a Gripe A

Agir contra a Gripe A Agir contra a Gripe A O papel dos estabelecimentos de educação e ensino Maria Neto Responsável pela área funcional da Promoção e Protecção da Saúde Responsável pelo Programa Nacional de Saúde Escolar na

Leia mais

MÓDULO VIII ACIDENTES COM PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS

MÓDULO VIII ACIDENTES COM PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS Acidentes com Programa de formação sobre a aplicação de MÓDULO VIII ACIDENTES COM PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS Acidentes com Os são seguros se forem utilizados com cuidado, de acordo com todas as indicações

Leia mais

A MULHER E O MANUSEIO DA ÁGUA A MULHER E O USO DA ÁGUA

A MULHER E O MANUSEIO DA ÁGUA A MULHER E O USO DA ÁGUA A MULHER E O USO DA ÁGUA A sociedade define as atividades que os seres humanos devem fazer a partir do seu sexo. Aos homens são destinadas aquelas consideradas produtivas, ou seja, que servem para ganhar

Leia mais

Lição N o 3 TEMPO E REFERENCIAL DOS TEMPOS. Objectivos de Aprendizagem. 45s 20s 35s A B C D. No final desta lição, você deve ser capaz de:

Lição N o 3 TEMPO E REFERENCIAL DOS TEMPOS. Objectivos de Aprendizagem. 45s 20s 35s A B C D. No final desta lição, você deve ser capaz de: Lição N o 3 TEMPO E REFERENCIAL DOS TEMPOS Objectivos de Aprendizagem No final desta lição, você deve ser capaz de: Construir e interpretar o referencial dos tempos de um movimento. Na lição anterior vimos

Leia mais

Primeiros socorros Material a ter na caixa de primeiros socorros:

Primeiros socorros Material a ter na caixa de primeiros socorros: Primeiros socorros Os primeiros socorros é o tratamento inicial dado a alguém que se magoou ou sofreu um acidente. Se o acidente for grave, não deves mexer na pessoa lesionada e chamar o 112, explicando-lhe

Leia mais

39 Por que ferver a água antes de beber?

39 Por que ferver a água antes de beber? A U A UL LA Por que ferver a água antes de beber? Todo ano seu Antônio viaja para o litoral com a família e enfrenta sempre os mesmos problemas: congestionamento na estrada, praias lotadas e sujas que,

Leia mais

Secretaria Regional da Saúde. Gripe A (H1N1) Informação para as Escolas, Colégios e ATL s

Secretaria Regional da Saúde. Gripe A (H1N1) Informação para as Escolas, Colégios e ATL s Secretaria Regional da Saúde Gripe A (H1N1) Informação para as Escolas, Colégios e ATL s Na sequência dos comunicados emitidos pela Direcção Regional da Saúde e atendendo à informação oficial disponível,

Leia mais

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Ciências Nome: Leia este texto para resolver as questões propostas.

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Ciências Nome: Leia este texto para resolver as questões propostas. 3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de Ciências Nome: Leia este texto para resolver as questões propostas. 1) O nosso corpo se divide em cabeça, tronco e membros, mas existe uma estrutura, a menor

Leia mais

Informação e Recomendações para Escolas. Segundo a Direcção-Geral de Saúde Ano lectivo 2009/2010

Informação e Recomendações para Escolas. Segundo a Direcção-Geral de Saúde Ano lectivo 2009/2010 Informação e Recomendações para Escolas Segundo a Direcção-Geral de Saúde Ano lectivo 2009/2010 O vírus da Gripe A(H1N1) é um novo subtipo de vírus que afecta os seres humanos. Este novo subtipo, contém

Leia mais

Tratar danos causados por produtos químicos; Tratar queimaduras; Estado de choque; Respiração de socorro (respiração boca-a-boca).

Tratar danos causados por produtos químicos; Tratar queimaduras; Estado de choque; Respiração de socorro (respiração boca-a-boca). Quando se trabalha ou se está exposto a substâncias perigosas no local de trabalho, na comunidade ou em casa, é importante estar tão seguro quanto possível e estar preparado para acidentes. Esta secção

Leia mais

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico

Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Proteja-se! Faça Chuva ou faça Sol, vacine-se a partir de Outubro e até ao final do Inverno. Consulte o seu médico Gripe Perguntas Frequentes Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a

Leia mais

As causas das doenças

As causas das doenças CAPÍTULO 2 As causas das doenças As pessoas têm maneiras diferentes de explicar a causa duma doença. Um bebé está com diarreia. Mas porquê? Em certas comunidades, talve digam que isso aconteceu porque

Leia mais

O desastre com gás tóxico em Bhopal... 36 A luta pelos direitos e pela justiça... 37 Como é que as substâncias tóxicas entram nos nossos corpos...

O desastre com gás tóxico em Bhopal... 36 A luta pelos direitos e pela justiça... 37 Como é que as substâncias tóxicas entram nos nossos corpos... O desastre com gás tóxico em Bhopal.................................... 36 A luta pelos direitos e pela justiça........................................ 37 Como é que as substâncias tóxicas entram nos nossos

Leia mais

Reciclagem 40 - A Fossa Alterna. da fossa com terra. adicional da adição de terra e, especialmente. possa ser aproveitado. também a homogeneizar

Reciclagem 40 - A Fossa Alterna. da fossa com terra. adicional da adição de terra e, especialmente. possa ser aproveitado. também a homogeneizar Reciclagem 40 - A Fossa Alterna 105 40 A Fossa Alterna A fossa alterna é um sistema de instalação sanitária simples especificamente construído para produzir fertilizante valioso para jardins e terrenos.

Leia mais

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão. Não, porque contêm químicos e está clorada.

Podem ser portadores e formar uma rede de transmissão. Não, porque contêm químicos e está clorada. Influenza A H1N1 /GRIPE SUÍNA PERGUNTAS E RESPOSTAS: PERGUNTA 1. Quanto tempo o vírus da gripe suína permanece vivo numa maçaneta ou superfície lisa? 2. O álcool em gel é útil para limpar as mãos? 3. Qual

Leia mais

ORIENTAÇÕES EM SITUAÇÕES DE ENCHENTES OU ENXURRADAS

ORIENTAÇÕES EM SITUAÇÕES DE ENCHENTES OU ENXURRADAS ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUPERINTENDENCIA DE VIGILÂNCIA EM SAUDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA ORIENTAÇÕES EM SITUAÇÕES DE ENCHENTES OU ENXURRADAS

Leia mais

A informação que se segue pretende ajudar a sua família durante a pandemia de Gripe A (H1N1) v.

A informação que se segue pretende ajudar a sua família durante a pandemia de Gripe A (H1N1) v. A informação que se segue pretende ajudar a sua família durante a pandemia de Gripe A (H1N1) v. A observação das medidas de prevenção é responsabilidade de cada um de nós! Conheça a forma de contágio da

Leia mais

Água e saúde comunitária... 66 História: Indústria leva a água de uma comunidade... 67 Sensibilizar a comunidade... 68 Actividade: Água transparente

Água e saúde comunitária... 66 História: Indústria leva a água de uma comunidade... 67 Sensibilizar a comunidade... 68 Actividade: Água transparente Água e saúde comunitária................................................ 66 História: Indústria leva a água de uma comunidade................... 67 Sensibilizar a comunidade................................................

Leia mais

GRIPE SUÍNA E GRAVIDEZ:

GRIPE SUÍNA E GRAVIDEZ: PORTUGUESE GRIPE SUÍNA E GRAVIDEZ: Como pode proteger-se e ao seu bebé Este folheto informa-a sobre: a vacinação contra a gripe suína (gripe A H1N1), que pode receber durante a gravidez, para a ajudar

Leia mais

1. Promover a saúde ambiental comunitária... 1. 2. Compreender e mobilizar para a saúde comunitária... 11

1. Promover a saúde ambiental comunitária... 1. 2. Compreender e mobilizar para a saúde comunitária... 11 1. Promover a saúde ambiental comunitária.......................... 1 Promotores de saúde param a cólera.... 2 Trabalhar em conjunto para a mudança. 3 O que é que tornou esta organização de saúde tão bem-sucedida?.........

Leia mais

GRIPE A (H1N1) v Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar

GRIPE A (H1N1) v Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar GRIPE A (H1N1) v Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar Informação para Professores Agosto de 2009 Direcção-Geral da Saúde (www.dgs.pt) Direcção de Serviços de Promoção e Protecção da Saúde Gripe

Leia mais

Informação ao abrigo do artigo 43, alínea 1, secção 1, da Lei de proteção contra infecções (LPCI)

Informação ao abrigo do artigo 43, alínea 1, secção 1, da Lei de proteção contra infecções (LPCI) Admínístração do Concelho Informação ao abrigo do artigo 43, alínea 1, secção 1, da Lei de proteção contra infecções (LPCI) Informação de saúde para os cuidados a ter com géneros alimenticios Indivíduos

Leia mais

Mobilizar para a saúde ambiental... 12 A mudança leva tempo... 13 Actividades para aprender e mobilizar... 14 As mulheres precisam de uma voz...

Mobilizar para a saúde ambiental... 12 A mudança leva tempo... 13 Actividades para aprender e mobilizar... 14 As mulheres precisam de uma voz... Mobilizar para a saúde ambiental........................... 12 A mudança leva tempo................................... 13 Actividades para aprender e mobilizar........................ 14 As mulheres precisam

Leia mais

ÁGUA QUE BRILHA E ILUMINA A VIDA Aos Educadores:

ÁGUA QUE BRILHA E ILUMINA A VIDA Aos Educadores: ÁGUA QUE BRILHA E ILUMINA A VIDA Aos Educadores: A consciência ecológica levanta-nos um problema de profundidade e vastidão extraordinárias. Temos que defrontar ao mesmo tempo o problema da Vida na Terra,

Leia mais

GRIPE A (H1N1) PLANO DE CONTINGÊNCIA. Exposição e Motivos

GRIPE A (H1N1) PLANO DE CONTINGÊNCIA. Exposição e Motivos CORPO NACIONAL DE ESCUTAS ESCUTISMO CATÓLICO PORTUGUÊS JUNTA REGIONAL DOS AÇORES GRIPE A (H1N1) PLANO DE CONTINGÊNCIA Plano de Contingência contra a Gripe A em acampamentos e actividades escutistas Exposição

Leia mais

Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar. Informação para alunos e Pais

Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar. Informação para alunos e Pais Medidas de Prevenção e Controlo em Meio Escolar Informação para alunos e Pais O que éo vírus da Gripe A(H1N1)v? O vírus A(H1N1)v é um novo vírus da gripe, que afecta os seres humanos. Esta nova estirpe,

Leia mais

Infecção respiratória aguda

Infecção respiratória aguda O bebê de 2 e 3 meses Infecção respiratória aguda Toda idéia é boa ou má, dependendo de como se desenvolve. As infecções respiratórias são doenças responsáveis por grande número de internações e mortes

Leia mais

Medidas de protecção individual contra a Gripe A(H1N1)

Medidas de protecção individual contra a Gripe A(H1N1) Medidas de protecção individual contra a Gripe A(H1N1) Evite o contacto próximo com pessoas com gripe! Procure não estar na presença de pessoas com gripe. Se ficar doente, mantenha-se afastado dos outros,

Leia mais

Profa. Ana Luiza Veltri

Profa. Ana Luiza Veltri Profa. Ana Luiza Veltri EJA Educação de Jovens e Adultos Água de beber Como está distribuída a água no mundo? A Terra, assim como o corpo humano, é constituída por dois terços de água; Apenas 1% da quantidade

Leia mais

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a gripe? É uma doença infecciosa aguda das vias respiratórias, causada pelo vírus da gripe. Em

Leia mais

HIGIENE DO MANIPULADOR DE ALIMENTOS

HIGIENE DO MANIPULADOR DE ALIMENTOS DE ALIMENTOS 2. HIGIENE DO MANIPULADOR O principal responsável dos casos de intoxicação é quase sempre o Homem. As intoxicações alimentares são causadas, quase sempre, por não se seguir as boas práticas

Leia mais

APANHA O VIH. Da mãe que tem o VIH para o bebé

APANHA O VIH. Da mãe que tem o VIH para o bebé APANHA O VIH 1 - Como é que se apanha o vírus que causa a SIDA (VIH)? Nas RELAÇÕES SEXUAIS sem usar o preservativo porque o esperma (homem), os líquidos da vagina (mulher) ou alguma ferida podem estar

Leia mais

FÉRIAS ESCOLARES ACIDENTES DOMÉSTICOS

FÉRIAS ESCOLARES ACIDENTES DOMÉSTICOS FÉRIAS ESCOLARES X ACIDENTES DOMÉSTICOS As férias escolares exigem mais cuidados com os acidentes domésticos porque as crianças ficam mais tempo em casa e isso aumenta o risco de ocorrerem acidentes que

Leia mais

Actualizado em 21-09-2009* Doentes com Diabetes mellitus 1

Actualizado em 21-09-2009* Doentes com Diabetes mellitus 1 Doentes com Diabetes mellitus 1 Estas recomendações complementam outras orientações técnicas para protecção individual e controlo da infecção pelo vírus da gripe pandémica (H1N1) 2009. Destaques - Os procedimentos

Leia mais

Cartilha. Doenças e Complicações. de Verão. Queimaduras solares. Desconforto. Micoses. Coceira. Desidratação. Fungos. Infecções. Ardência. Manchas.

Cartilha. Doenças e Complicações. de Verão. Queimaduras solares. Desconforto. Micoses. Coceira. Desidratação. Fungos. Infecções. Ardência. Manchas. Cartilha Doenças e Complicações de Verão Queimaduras solares. Desconforto. Micoses. Coceira. Desidratação. Fungos. Infecções. Ardência. Manchas. Devido às condições climáticas, diversas são as doenças

Leia mais

Manual Básico para os Manipuladores de Alimentos

Manual Básico para os Manipuladores de Alimentos Secretaria Municipal de Saúde VISA Ponte Nova Manual Básico para os Manipuladores de Alimentos Elaborado pela Equipe da Vigilância Sanitária de Ponte Nova Índice: 1. Manipulador de Alimentos e Segurança

Leia mais

Boas práticas na manipulação do pescado

Boas práticas na manipulação do pescado Boas práticas na manipulação do pescado O Brasil tem uma grande variedade de pescados e todas as condições para a produção deste alimento saudável e saboroso. Para que o pescado continue essa fonte rica

Leia mais

PLANO DE CONTIGÊNCIA

PLANO DE CONTIGÊNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO CENTRO DA ÁREA EDUCATIVA DO BAIXO ALENTEJO E ALENTEJO LITORAL ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I 7800-478 BEJA I PRÓLOGO PLANO DE

Leia mais

Orientações para cuidado em casa com pessoas suspeitas ou confirmadas de Gripe por Influenza A H1N1(Gripe A)

Orientações para cuidado em casa com pessoas suspeitas ou confirmadas de Gripe por Influenza A H1N1(Gripe A) Orientações para cuidado em casa com pessoas suspeitas ou confirmadas de Gripe por Influenza A H1N1(Gripe A) Essas são recomendações do CDC (Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos) sobre o tempo

Leia mais

Oi amigos. A maioria de vocês já me conhece, eu sou o Kiko, o amigo do futuro, e vou apresentar a vocês o Tibum, que é o amigo da água.

Oi amigos. A maioria de vocês já me conhece, eu sou o Kiko, o amigo do futuro, e vou apresentar a vocês o Tibum, que é o amigo da água. Oi amigos. A maioria de vocês já me conhece, eu sou o Kiko, o amigo do futuro, e vou apresentar a vocês o Tibum, que é o amigo da água. 01 Água no corpo humano: cérebro 75% sangue 81% músculos 75% coração

Leia mais

Etapa 1: A Diarreia: Identificar e reconhecer a doença

Etapa 1: A Diarreia: Identificar e reconhecer a doença GUIA DO/DA FACILITADOR(A) DE SAUDE Luta contra doenças diarreicas e a Malária Inter Aide Projecto Agua e Saneamento Luta contra Malaria CP 6 Nacala a Velha 82 78 29 956 MENSAGENS CHAVES Etapa 1: A Diarreia:

Leia mais

detecção do cancro do cólon

detecção do cancro do cólon Um guia sobre a detecção do cancro do cólon Por que motivo devo fazer o exame de rastreio?...because...porque I have todos a eles lot dependem of cooking to do. de mim....because...porque I have as minhas

Leia mais

Módulo 1 Entendendo a contaminação dos alimentos

Módulo 1 Entendendo a contaminação dos alimentos Módulo 1 Entendendo a contaminação dos alimentos Aula 1 - O que é um Alimento Seguro? Por que nos alimentamos? A alimentação é uma atividade básica para o indivíduo manter- se vivo. Precisamos nos nutrir

Leia mais

Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches

Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches The Commonwealth of Massachusetts Executive Office of Health and Human Services Department of Public Health Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches 18 de setembro, 2009 A gripe H1N1 (suína) voltará

Leia mais

O curativo do umbigo

O curativo do umbigo Higiene do bebê O curativo do umbigo Organizo meu futuro porque o presente já passou. O curativo do umbigo deve ser feito todos os dias, depois do banho, até que o cordão do umbigo seque e caia. Isso leva

Leia mais

Prevenção da Gripe A(H1N1)v

Prevenção da Gripe A(H1N1)v Prevenção da Gripe A(H1N1)v Recomendações DSD Departamento da Qualidade na Saúde Quais os Sintomas? Os sintomas são semelhantes aos da gripe sazonal: Febre de início súbito (superior a 38ºC) Tosse Dores

Leia mais

Objectivos Pedagógicos

Objectivos Pedagógicos Programa de Ciências da Natureza 6º Ano Tema: Ambiente de Vida Capítulo II- Agressões do meio e integridade do organismo 1) A Higiene No Capítulo 3, Tratamento das Infecções, fala-se sobre a utilização

Leia mais

Compostagem doméstica

Compostagem doméstica Compostagem doméstica Na Natureza tudo se transforma 1 2 3 Este guia vai ser-lhe útil! Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo e sentir-se bem por isso! Os restos de comida, as

Leia mais

Gripe pandémica. Factos que deve conhecer acerca da gripe pandémica

Gripe pandémica. Factos que deve conhecer acerca da gripe pandémica Gripe pandémica Factos que deve conhecer acerca da gripe pandémica De que trata esta brochura? Esta brochura apresenta informações acerca da gripe pandémica. Dá resposta a 10 perguntas importantes acerca

Leia mais

Competências Técnicas

Competências Técnicas Missão Atender bem os clientes, com bons produtos, da maneira mais rápida possível, sempre com muita atenção, com os menores preços possíveis, em um local agradável e limpo. Competências Técnicas Formar

Leia mais

PLANO DE CONTINGÊNCIA GRIPE A (H1N1)

PLANO DE CONTINGÊNCIA GRIPE A (H1N1) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALFREDO DA SILVA ESCOLA EB 2,3 DE ALBARRAQUE GRIPE A (H1N1) Elaborado pela Direcção do Agrupamento de Escolas Alfredo da Silva Tel: 219156510 Fax: 219156513 Mail: eb23alba.geral@mail.telepac.pt

Leia mais

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL- Coma bem se divertindo Higiene e Saúde Alimentar

PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL- Coma bem se divertindo Higiene e Saúde Alimentar PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL- Coma bem se divertindo Higiene e Saúde Alimentar Professoras: Eliete, Maria Cristina e Midian INTRODUÇÃO O homem com o seu próprio corpo podem contaminar diretamente os alimentos

Leia mais

Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso!

Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso! Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso! Os restos de comida, as folhas do jardim ou as plantas secas do quintal ganham vida nova através de um processo

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I

FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES CIÊNCIAS DESAFIO DO DIA. Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula: 17.1 Conteúdo: Doenças relacionadas à água I 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Identificar algumas

Leia mais

Reciclagem de Lixo. 38 Introdução a Reciclagem. Saneamento ecológico. Reciclagem 38 - Introdução a Reciclagem

Reciclagem de Lixo. 38 Introdução a Reciclagem. Saneamento ecológico. Reciclagem 38 - Introdução a Reciclagem Reciclagem 38 - Introdução a Reciclagem 99 5 Reciclagem de Lixo 38 Introdução a Reciclagem Neste capítulo vamos tratar dois tipos de reciclagem: a reciclagem de nutrientes através de saneamento ecológico,

Leia mais

Direcção-Geral da Saúde

Direcção-Geral da Saúde Direcção-Geral da Saúde Circular Informativa Assunto: Doença pelo novo vírus da gripe A (H1N1)v - Mulheres grávidas ou a amamentar Nº: 26/DSR DATA: 28/07/09 Para: Contacto na DGS: Todos os estabelecimentos

Leia mais

PALESTRA SOBRE O VIRUS ÉBOLA Dr. VENCESLAU BRAVO DANIEL VEMBA

PALESTRA SOBRE O VIRUS ÉBOLA Dr. VENCESLAU BRAVO DANIEL VEMBA PALESTRA SOBRE O VIRUS ÉBOLA Dr. VENCESLAU BRAVO DANIEL VEMBA O QUE É A DOENÇA PELO VÍRUS ÉBOLA É a infecção provocada pelo vírus Ébola, que é uma doença grave, muitas vezes fatal em seres humanos,macacos,

Leia mais

Problemas de saúde causados por mosquitos... 141 História: Malária na auto-estrada transamazónica... 142 Como é que os mosquitos causam doenças...

Problemas de saúde causados por mosquitos... 141 História: Malária na auto-estrada transamazónica... 142 Como é que os mosquitos causam doenças... Problemas de saúde causados por mosquitos............................. 141 História: Malária na auto-estrada transamazónica................. 142 Como é que os mosquitos causam doenças..............................

Leia mais

Medidas gerais de higiene pessoal:

Medidas gerais de higiene pessoal: Plano de Contingência Gripe A O que é a Gripe A (H1N1)? A gripe A é uma doença infecto contagiosa que afecta o nariz, a garganta e a árvore respiratória, provocada por um novo vírus da Gripe, o designado

Leia mais

ALDEIA TERPEN EVITA A GRIPE AVIÁ RIA

ALDEIA TERPEN EVITA A GRIPE AVIÁ RIA ALDEIA TERPEN EVITA A GRIPE AVIÁ RIA Português ALDEIA TERPEN EVITA A GRIPE AVIÁRIA Autores: Di Mathews, MD Drh.lndarto Revisado por: Luciene Burgess Carmen Pereira Mary Daniel Helen Cutler Ilustrado por:

Leia mais

Trabalho com a energia da vida. Tenho orgulho disso. Sou Boa Cozinha.

Trabalho com a energia da vida. Tenho orgulho disso. Sou Boa Cozinha. Trabalho com a energia da vida. Tenho orgulho disso. Sou Boa Cozinha. Sou consciente, escolhido por Deus. Sei o que faço. Amo o meu trabalho, amo a vida. Faço o certo. Aqui tem segurança. Sou comprometido

Leia mais

Objectivos Pedagógicos

Objectivos Pedagógicos Programa de Ciências da Natureza 6º Ano Tema: Ambiente de Vida Capítulo II- Agressões do meio e integridade do organismo 1) Os Micróbios No Capítulo 1.3, Micróbios Nocivos, são apresentadas várias situações

Leia mais

Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2

Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2 Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2 Fases do método PHAST... 3 1. Técnica: Historias Comunitárias... 4 2. Técnica: Enfermeira Felicidade... 5 3. Técnica: Mapeamento comunitário... 6

Leia mais

Na área de trabalho de uma unidade de processamento de pescado

Na área de trabalho de uma unidade de processamento de pescado Na área de trabalho de uma unidade de processamento de pescado 46 C-52 C 115 F-125 F 00:00:20 Todas as pessoas que entram na área de trabalho de uma unidade de processamento de pescado devem vestir roupas

Leia mais

Mulheres grávidas ou a amamentar*

Mulheres grávidas ou a amamentar* Doença pelo novo vírus da gripe A(H1N1) Fase Pandémica 6 OMS Mulheres grávidas ou a amamentar* Destaques: A análise dos casos ocorridos, a nível global, confirma que as grávidas constituem um grupo de

Leia mais

SANEAMENTO BÁSICO. Remoção e Tratamento de Resíduos - Dejectos

SANEAMENTO BÁSICO. Remoção e Tratamento de Resíduos - Dejectos SANEAMENTO BÁSICO Remoção e Tratamento de Resíduos - Dejectos SANEAMENTO BÁSICO Remoção e Tratamento de Resíduos = Dejectos = Módulo de Saneamento Disciplina de Enfermagem em Saúde Comunitária III Curso

Leia mais

O que esperar quando é colocado em quarentena CS255151B

O que esperar quando é colocado em quarentena CS255151B O que esperar quando é colocado em quarentena O que esperar quando é colocado em quarentena 1 A quarentena ajuda-nos a travar a transmissão do Ébola. Sabemos que pode ser difícil, mas é necessário para

Leia mais

Gripe: o que você pode fazer. Cuidados em casa

Gripe: o que você pode fazer. Cuidados em casa Gripe: o que você pode fazer Cuidados em casa Para mais informações, confira: www.mass.gov/dph/flu Gripe: o que você pode fazer Cuidados em casa ÍNDICE: O que é a gripe? 2 Prevenção da gripe 6 Cuidados

Leia mais

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR?

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? O NÚMERO DE PESSOAS AFETADAS POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EVITÁVEIS NÃO PÁRA DE AUMENTAR. AS CRIANÇAS E OS MAIS VELHOS SÃO OS MAIS ATINGIDOS. SÃO DOENÇAS

Leia mais

ÍNDICE CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA DIVISÃO DE ÁGUAS E SANEAMENTO

ÍNDICE CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA DIVISÃO DE ÁGUAS E SANEAMENTO ÍNDICE 1. OBJECTIVO E ÂMBITO DE APLICAÇÃO... 2 2. INFORMAÇÕES A TRANSMITIR AOS FUNCIONÁRIOS... 2 2.1. QUAIS OS SINTOMAS DA GRIPE A?... 2 2.2. MODOS DE CONTÁGIO... 3 2.3. MEDIDAS DE PROTECÇÃO E PREVENÇÃO...

Leia mais

COMPETÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL SOBRE GRIPE AVIÁRIA

COMPETÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL SOBRE GRIPE AVIÁRIA COMPETÊNCIAS DE COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL SOBRE GRIPE AVIÁRIA PROFISSIONAIS DE SAÚDE HUMANA E ANIMAL AI.COMM FICHAS DOS PARTICIPANTES FORMAÇÃO DE UM DIA 2 A QUEM SE DESTINA ESTA FORMAÇÃO? Esta acção de

Leia mais

PLANO DE ACTUAÇÃO CONTRA A GRIPE PANDÉMICA NO INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA

PLANO DE ACTUAÇÃO CONTRA A GRIPE PANDÉMICA NO INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA PLANO DE ACTUAÇÃO CONTRA A GRIPE PANDÉMICA NO INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA 1. OBJECTIVOS DO PLANO Antecipar e gerir a resposta do ISA para minimizar as condições de propagação da Gripe A na comunidade

Leia mais

COLECÇÃO DE HABILIDADES PARA A VIDA SAÚDE COMUNITÁRIA. Alberto da Barca

COLECÇÃO DE HABILIDADES PARA A VIDA SAÚDE COMUNITÁRIA. Alberto da Barca COLECÇÃO DE HABILIDADES PARA A VIDA SAÚDE COMUNITÁRIA Alberto da Barca Alberto da Barca Colecção de Habilidades para a Vida SAÚDE COMUNITÁRIA Livro adoptado pelo Ministério da Educação e Cultura da República

Leia mais

PREVENÇÃO DA GRIPE A(H1N1)V

PREVENÇÃO DA GRIPE A(H1N1)V PREVENÇÃO DA GRIPE A(H1N1)V Gripe A(H1N1)v Quais os sintomas? Os sintomas são semelhantes aos da gripe sazonal: RECOMENDAÇÕES Qual o modo de contágio? Pessoa a pessoa através de gotículas quando tosse

Leia mais

QUERO SABER... FIZ O TESTE E DEU ( POSITIVO ) Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida?

QUERO SABER... FIZ O TESTE E DEU ( POSITIVO ) Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida? Como é que uma pessoa se pode proteger do VIH/sida? Para NÃO APANHAR nas relações intimas e sexuais: 1. Não fazer sexo enquanto não se sentir preparado para usar o preservativo (pode experimentar primeiro

Leia mais

Apresentação Mobilização no combate à dengue

Apresentação Mobilização no combate à dengue Apresentação Mobilização no combate à dengue Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública do mundo. Com a temporada de chuvas, os riscos de surtos da doença ficam ainda

Leia mais

GRIPE SUÍNA PERGUNTAS E RESPOSTAS: Até 10 horas.

GRIPE SUÍNA PERGUNTAS E RESPOSTAS: Até 10 horas. GRIPE SUÍNA PERGUNTAS E RESPOSTAS: PERGUNTA 1.- Quanto tempo dura vivo o vírus suíno numa maçaneta ou superfície lisa? 2. - Quão útil é o álcool em gel para limpar-se as mãos? 3.- Qual é a forma de contágio

Leia mais

História: Camponeses resistem ao algodão GM... 238 Reprodução de plantas tradicionais... 239 Como é que as plantas GM são diferentes das plantas

História: Camponeses resistem ao algodão GM... 238 Reprodução de plantas tradicionais... 239 Como é que as plantas GM são diferentes das plantas História: Camponeses resistem ao algodão GM..................... 238 Reprodução de plantas tradicionais...................................... 239 Como é que as plantas GM são diferentes das plantas tradicionais?...

Leia mais

cisternas para os convênios municipais Cartilha do programa

cisternas para os convênios municipais Cartilha do programa cisternas para os convênios municipais Cartilha do programa 1 Prefácio Esta cartilha se propõe a ser uma companheira útil e simples. É voltada, principalmente, para as comunidades do semi-árido brasileiro

Leia mais

Objectivos Pedagógicos

Objectivos Pedagógicos Programa de Ciências da Natureza 6º Ano Tema: Ambiente de Vida Capítulo II- Agressões do meio e integridade do organismo 1) A Higiene Este capítulo tem como objectivo ensinar aos alunos que a falta de

Leia mais

Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e

Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e ,, 2, Nós, da GWA, estamos contentes por esta cartilha ter chegado às suas mãos. Por meio dela, conversaremos com você sobre assuntos muito importantes e muito atuais. Em primeiro lugar, gostaríamos de

Leia mais

Segurança Alimentar na Restauração. Higienização Pessoal na Restauração

Segurança Alimentar na Restauração. Higienização Pessoal na Restauração Segurança Alimentar na Restauração Higienização Pessoal na Restauração 1 Índice Consequências para a segurança alimentar de uma higiene pessoal inadequada... 3 Boas práticas de higiene pessoal... 3 Higiene

Leia mais

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE SAÚDE BUCAL Para ter um sorriso bonito, saudável e com hálito bom, é preciso: Escovar os dentes, utilizando uma escova de dente de tamanho adequado

Leia mais

Gripe H1N1 ou Influenza A

Gripe H1N1 ou Influenza A Gripe H1N1 ou Influenza A A gripe H1N1 é uma doença causada por vírus, que é uma combinação dos vírus da gripe normal, da aviária e da suína. Essa gripe é diferente da gripe normal por ser altamente contagiosa

Leia mais

Promotores de saúde param a cólera... 2 Trabalhar em conjunto para a mudança... 3 O que é que tornou esta organização de saúde tão bem-sucedida?...

Promotores de saúde param a cólera... 2 Trabalhar em conjunto para a mudança... 3 O que é que tornou esta organização de saúde tão bem-sucedida?... Promotores de saúde param a cólera...................................... 2 Trabalhar em conjunto para a mudança.................................. 3 O que é que tornou esta organização de saúde tão bem-sucedida?........

Leia mais

Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib)

Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib) Este medicamento está sujeito a monitorização adicional. Guia para o doente Informação de segurança sobre o seu tratamento com Xalkori (crizotinib) Este guia destina-se a doentes a quem tenha sido receitado

Leia mais

2014 AEA International Holdings Pte. Ltd. All rights reserved. 1

2014 AEA International Holdings Pte. Ltd. All rights reserved. 1 2014 AEA International Holdings Pte. Ltd. All rights reserved. 1 SENSIBILIZAÇÃO SOBRE O ÉBOLA Agosto 2014 PORTUGUESE Disclaimer: Esta informação foi desenvolvida apenas para fins educacionais e estão correctas

Leia mais

Limpando a Caixa D'água

Limpando a Caixa D'água Limpando a Caixa D'água É muito importante que se faça a limpeza no mínimo 2 (duas) vezes ao ano. Caixas mal fechadas/tampadas permitem a entrada de pequenos animais e insetos que propiciam sua contaminação.

Leia mais

2.1 COMO SE TRANSMITE O VIH

2.1 COMO SE TRANSMITE O VIH VIVER COM VIH 2.1 COMO SE TRANSMITE O VIH As formas de transmissão do VIH são: - Relação sexual anal, vaginal e oral não protegida, com alguém infectado pelo VIH; - Partilha de seringas, agulhas, escovas

Leia mais

Revisão de Ciências 3 Trimestre

Revisão de Ciências 3 Trimestre PARNAMIRIM - RN Revisão de Ciências 3 Trimestre Prof. José Roberto. Água e cidadania. Os diferentes usos da água Tudo em nossa vida depende da água, seja de forma direta, como na manutenção da vida: beber,

Leia mais

PROCEDIMENTOS RELATIVOS À GRIPE A (H1N1) PARA AS COMPETIÇÕES DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL

PROCEDIMENTOS RELATIVOS À GRIPE A (H1N1) PARA AS COMPETIÇÕES DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL COMUNICADO OFICIAL N.: 193 DATA: 2009.11.20 PROCEDIMENTOS RELATIVOS À GRIPE A (H1N1) PARA AS COMPETIÇÕES DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL Para conhecimento dos Sócios Ordinários, Clubes, Sad s e demais

Leia mais

Diarréia e desidratação

Diarréia e desidratação 2 e 3 meses Diarréia e desidratação Coloque seus projetos num círculo. É a única maneira de acertar o alvo. A diarréia é uma doença que pode ser causada por micróbios, presentes nas fezes, que contaminam

Leia mais

A família acolhe a mãe e o bebê em casa

A família acolhe a mãe e o bebê em casa Mãe e bebê em casa A família acolhe a mãe e o bebê em casa Hoje vou ter uma nova idéia A família deve receber mãe e bebê num ambiente de amor e respeito. Cuidado e protegido, o bebê se sente seguro e com

Leia mais