Ensino aos Cuidadores de Doentes com Sonda Nasogástrica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ensino aos Cuidadores de Doentes com Sonda Nasogástrica"

Transcrição

1 Ensino aos Cuidadores de Doentes com Sonda Nasogástrica

2 Índice 2 Alimentação por Sonda Nasogástrica.. pág.5 O que uma Sonda Nasogástrica?...pág.6 Como Preparar a Alimentação por Sonda?...pág.7 Para alimentar correctamente o doente: O que Fazer?...pág.10 Como dar a Alimentação por Sonda?...pág.11 Alimentar Próximo Passo.... pág.17 E se Tiver MEDICAMENTOS como FAÇO?...pág.22 Cuidados Gerais com a Sonda Nasogástrica.....pág.24 Se a pessoa vomitar?.....pág.26 A quem se deve dirigir se tiver dúvidas.pág.26 O que eu acho importante escrever pág.27 Acompanhamento do doente... pág.28

3 Vamos então descobrir o que vai dentro do Manual.. 3

4 Aos Cuidadores 4 É imprescindível estar bem informado, assim como ter o apoio de profissionais de saúde e daqueles que o rodeiam. Para si que agora cuida de alguém dependente, torna-se complicado dar toda a ajuda que essa pessoa necessita. Este manual reúne alguns conselhos que deverá seguir, para alimentar por sonda nasogástricade forma a manter a saúde e o bem-estar do doente.

5 Alimentação por Sonda Nasogástrica 5 Ilustração 1 - Doente com Sonda Nasogástrica

6 O que uma Sonda Nasogástrica? 6 É um tubo que é introduzido pelo nariz até ao estômago e permite a alimentação e a hidratação de doentes com dificuldade em engolir. Ilustração 2 - Sonda Nasogástrica 1 1 Fonte :

7 Como Preparar a Alimentação por Sonda? 7 O local de preparação deve estar limpo; Lavar bem as mãos antes da preparação; Ilustração 3 - Lavagem Higiénica das mãos 2 2 Fonte:http://4.bp.blogspot.com/_IhEnOwNkADQ/ Snw4lBZ9a6I/AAAAAAAAAQs/7YnSfGNNPcU/s400 /hand-wash.jpg

8 Verificar se os ingredientes estão dentro do prazo de validade e se as embalagens não estão danificadas; 8 Cozinhar muito bem todos os alimentos deve-se utilizar uma grande variedade de alimentos, tais como legumes batata, massa, arroz, carne, peixe isto segundo as indicações médicas aquando da alta para casa;

9 Depois de tudo preparado, para se introduzir na sonda a alimentação esta deve ser passada por varinha mágica de forma a ficar líquida, sem grumos pode passar depois por um coador para prevenir alguns grumos que fiquem e possam obstruir a sonda. 9 Ilustração 4 - Dieta Liquida para dar por Sonda

10 Para alimentar correctamente o doente: O que Fazer? 10 O doente deverá ficar na posição de sentado ou semi-sentado, podendo utilizar algumas almofadas para o amparar. Este cuidado evitará que haja regurgitação, vómitos ou aspiração da dieta para o pulmão. Almofadas Ilustração 5 - Doente posicionado para alimentar por Sonda Nasogástrica

11 Como dar a Alimentação por Sonda? 11 Lavar as mãos antes de manipular a Sonda Nasogástrica; Reunir todo o material sobre uma mesa; Água Guardanapo Seringa Alimentação Ilustração 6 - Material a preparar para Alimentar

12 Confirmar o Posicionamento da Sonda Nasogástrica: Quando a Sonda é colocada, pode anotar ou fazer uma MARCA no tubo para indicar a posição correcta da sonda. Verifique a marcação TODOS OS DIAS e compare com o valor inicial. Marca na Sonda

13 2. Aspiração do Conteúdo do Estômago 2.1 -Retirar o Clamp (o que fecha o orifício da Sonda) - Sempre que é retirado o clamp, deverá dobrar a sonda, pois evita a entrada de ar e a saída de líquidos 13 Clamp Dobrar a Sonda Ilustração 7 - Retirar o "Clamp" da Sonda Nasogástrica

14 2.2 - Adaptar a seringa à Sonda Nasogástrica e tentar ASPIRAR 14 - SE SAIR CONTEÚDO: INTRODUZA O NOVAMENTE (É importante introduzir sempre os resíduos aspirados, uma vez que são restos alimentares e de líquidos produzidos no estômago, que fazem parte do processo de digestão) - SE NÃO SAIR CONTEÚDO: Avaliar de outra forma

15 Colocar uma mão sobre o lado esquerdo da barriga (abaixo do esterno) do doente e usando uma seringa, introduzir 50 ml de AR, num movimento único e rápido. Sentirá o ar a entrar no estômago podendo ouvir um borbulhar. No fim, retire a quantidade de ar que introduziu. 15 ESTERNO Ilustração 8 - Colocar a Mão Ilustração 9 Ouvir Borbulhar

16 IMPORTANTE 16 CASO NÃO SAIA CONTEÚDO E NÃO OUÇA BORBULHAR NÃO ALIMENTE CONTACTE O ENFERMEIRO DE FAMÍLIA - A SONDA PODE NÃO ESTAR NO SÍTIO

17 Alimentar Próximo Passo: 17 Depois de aspirar o Conteúdo do Estômago, temos que ver a quantidade que sai, para poder dar a alimentação, assim: 1. Se for inferior a 50 ml introduzir o conteúdo e alimentar o doente na totalidade da alimentação; 2. Se for superior a 50 ml introduzir o conteúdo alimentar e dar metade da alimentação; 3. Se for igual a 100 ml introduzir o conteúdo alimentar e não alimentar. Esperar cerca de uma hora e avaliar novamente. Caso diminua, pode alimentar mas não dar a totalidade da alimentação. Conteúdo Alimentar

18 O doente deve fazer 6 a 8 Refeições por Dia e a QUANTIDADE de alimentação a introduzir por refeição deverá ser de 200 a 400 ml. 18

19 É importante que sempre que se encha a seringa retire o ar, pois este provoca ao doente mal-estar, cólicas e gases. Após todos estes passos, podemos então dar a alimentação Adaptar a seringa à Sonda e ADMINISTRAR OS ALIMENTOS LENTAMENTE. 19

20 Entre as refeições deve-se dar água ao doente, para que este seja hidratado e no final da alimentação para que a sonda não obstrua: 20 o Administrar entre 50 a 60 ml de água entre as refeições; o Para lavar a Sonda no FINAL da REFEIÇÃO 30 a 50 ml de água.

21 Após alimentação, o doente deverá permanecer na posição Sentado ou Semi-Sentado durante um mínimo de 30 minutos, para evitar o vómito e facilitar a digestão. 21

22 E se Tiver MEDICAMENTOS como FAÇO? 22 Os medicamentos devem ser dados ao doente por Sonda Nasogástrica, mediante a prescrição médica: 1. Todos os medicamentos por via oral devem ser triturados para serem administrados por Sonda Nasogástrica; 2. Para ser mais fácil triturarem, utiliza-se duas colheres; 3. Depois junta-se água morna, para que estes se dissolvam e possam ser dados pela Sonda Nasogástrica; 4. No fim de dar a medicação deve-se lavar de novo a sonda, para que toda a medicação vá para o estômago do doente.

23 23 3 Ilustração 10 Medicamento Triturado 3 Fonte: ries/02_10/ _remedio-partido.jpg 4 Ilustração 11 Medicamento Triturado na Água 4 Fonte: Ix2QYI/AAAAAAAAAFI/3GfUgxOPRs/s1600/Copo+de+agua.jpg Água

24 Cuidados Gerais com a Sonda Nasogástrica 24 Lavar com água sempre a Sonda Nasogástrica após cada refeição; Mudar o adesivo sempre que descolar; Ilustração 12 Adesivo da Sonda Nasogástrica Escovar dentes, boca e língua todos os dias, pelo menos três vezes ao dia;

25 Nunca dar nada pela Sonda Nasogástrica sem se ter a Certeza que se pode Administrar!!!! 25

26 SE A PESSOA VOMITAR? 26 Se a pessoa tiver comida na boca ou vomitar deve-se: 1 Virar a pessoa de lado imediatamente 2 Com a seringa tentar aspirar pela sonda todo o conteúdo possível do estômago. 3 Lavar a sonda com 20 ml de água. E aguardar 1h antes de voltar a dar alimentação pela sonda. 4 Começar por dar chá e verificar se a pessoa não vomita. Se voltar a vomitar contactar imediatamente um profissional de saúde.

27 A quem se deve dirigir se tiver dúvidas? 27 Se surgir alguma dúvida ou problema pode contactar o seu Centro de Saúde e falar com o Médico ou Enfermeiro de Família. Fonte: magens/telefone%20fixo.gif

28 28

29 29 Data/Hora Conteúdo Alimentar Volume da alimentação dada Volume de água dada

30 30 Data/Hora Conteúdo Alimentar Volume da alimentação dada Volume de água dada

31 Data/Hora 31 Conteúdo Alimentar Volume da alimentação dada Volume de água dada

32 "Em geral, nove décimos da nossa felicidade baseiam-se exclusivamente na saúde. Com ela, tudo se transforma em fonte de prazer." 32 (Arthur Schopenhauer) Realizado pelas Alunas do 4.º Ano de Licenciatura do Curso de Enfermagem da Escola Superior de Saúde Vale do Sousa (ESSVS): Ânia Monteiro e Rita Costa 2010/2011

Guia de administração para os doentes pediátricos dirigido aos cuidadores. Leia este guia antes de administrar a injeção à sua criança.

Guia de administração para os doentes pediátricos dirigido aos cuidadores. Leia este guia antes de administrar a injeção à sua criança. Humira Guia de administração para os doentes pediátricos dirigido aos cuidadores Leia este guia antes de administrar a injeção à sua criança. Mantenha o medicamento no frigorífico (a uma temperatura entre

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA MANIPULAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E INTERCORRÊNCIAS NA UTILIZAÇÃO DE DIETAS ENTERAIS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA MANIPULAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E INTERCORRÊNCIAS NA UTILIZAÇÃO DE DIETAS ENTERAIS MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA MANIPULAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E INTERCORRÊNCIAS NA UTILIZAÇÃO DE DIETAS ENTERAIS 2ª edição SUMÁRIO Nutrição Enteral: definição 1. Cuidados no preparo da Nutrição Enteral Higiene

Leia mais

Índice: Expediente. Elaboração e organização: Renata Zaccara - Farmacêutica Clínica. Diagramação: Impressão: Ano 2010. Pág. 2 ...

Índice: Expediente. Elaboração e organização: Renata Zaccara - Farmacêutica Clínica. Diagramação: Impressão: Ano 2010. Pág. 2 ... ... Pág. 1 Índice: O QUE PRECISO SABER SOBRE OS MEDICAMENTOS QUE ESTOU TOMANDO? 01 ONDE E COMO DEVO GUARDAR E/OU DESPREZAR OS MEDICAMENTOS? QUAIS CUIDADOS DEVO TER COM AS INSULINAS? INFORMAÇÕES GERAIS

Leia mais

Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria,

Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria, O Afonso levantou-se de um salto, correu para a casa de banho, abriu a tampa da sanita e vomitou mais uma vez. Posso ajudar? perguntou a Maria, preocupada, pois nunca tinha visto o primo assim tão mal

Leia mais

Manual de orientação a pacientes com dieta enteral

Manual de orientação a pacientes com dieta enteral Manual de orientação a pacientes com dieta enteral APRESENTAÇÃO Este manual tem o objetivo informar os pacientes, familiares e cuidadores que fazem uso de nutrição enteral sobre os cuidados necessários

Leia mais

NOSSA SAÚDE. Ministério da Educação e Cultura. Com o apoio do povo do Japão

NOSSA SAÚDE. Ministério da Educação e Cultura. Com o apoio do povo do Japão A HIGIENE E A NOSSA SAÚDE Ministério da Educação e Cultura Com o apoio do povo do Japão O QUE SÃO CUIDADOS DE HIGIENE? É tudo o que fazemos para cuidar da limpeza do nosso corpo, como tomar banho, lavar

Leia mais

Orientações sobre o uso correto dos medicamentos.

Orientações sobre o uso correto dos medicamentos. Orientações sobre o uso correto dos medicamentos. O quê preciso saber sobre os medicamentos do paciente? Antes de administrar qualquer medicamento, verifique: O nome: alguns medicamentos têm nomes parecidos,

Leia mais

Boas práticas na manipulação do pescado

Boas práticas na manipulação do pescado Boas práticas na manipulação do pescado O Brasil tem uma grande variedade de pescados e todas as condições para a produção deste alimento saudável e saboroso. Para que o pescado continue essa fonte rica

Leia mais

Realizado por: Com colaboração: Sílvia Santos. Vera Oliveira

Realizado por: Com colaboração: Sílvia Santos. Vera Oliveira Realizado por: Sílvia Santos Vera Oliveira Alunas do 4º ano de Licenciatura em Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem D. Ana Guedes Com colaboração: Enf. Cândida (Enfermeira chefe) Enf. Celeste Centro

Leia mais

5) Você é capaz de abrir as embalagens dos medicamentos que usa?

5) Você é capaz de abrir as embalagens dos medicamentos que usa? MOATT (ferramenta para auxílio na educação de pacientes em tratamento oral contra o câncer) Esta ferramenta foi preparada para assistir os profissionais de saúde na avaliação e educação de pacientes que

Leia mais

GUIA PARA PRESTADORES DE CUIDADOS USF TERRAS DE SANTA MARIA

GUIA PARA PRESTADORES DE CUIDADOS USF TERRAS DE SANTA MARIA GUIA PARA PRESTADORES DE CUIDADOS USF TERRAS DE SANTA MARIA Realizado por: Grupo de trabalho cuidados domiciliários da USF Terras de Santa Maria Colaboração: Com a colaboração da equipa multiprofissional

Leia mais

MANUAL DA IODOTERAPIA. Para cuidar de si!

MANUAL DA IODOTERAPIA. Para cuidar de si! Para cuidar de si! TUDO O QUE PRECISA DE SABER SOBRE IDENTIFICAÇÃO DO DOENTE Vinheta do Doente FICHA TÉCNICA EDIÇÃO IPO-Porto PROPRIEDADE IPO-Porto TEXTOS IPO-Porto Versão 2 / Julho 2015 SERVIÇO DE MEDICINA

Leia mais

A CÓLERA, DOENÇA DAS MAÕS SUJAS

A CÓLERA, DOENÇA DAS MAÕS SUJAS A CÓLERA, DOENÇA DAS MAÕS SUJAS Lembre-se da transmissão da diarreia: Tenreira Martins Suzanne, Responsavel da formação Cada bicho tem um nome e um orgao onde prefere instalar-se e atacar. O corpo humano

Leia mais

sondagem Friday, April 23, 2010 Seja bem-vindo(a) ao e-learning Sondagem Nasoenteral! Page 1 of 6

sondagem Friday, April 23, 2010 Seja bem-vindo(a) ao e-learning Sondagem Nasoenteral! Page 1 of 6 Seja bem-vindo(a) ao e-learning Sondagem Nasoenteral! Page 1 of 6 Definição Sondagem Nasoenteral é a introdução através da cavidade nasal/oral de uma sonda de poliuretano ou outro material, posicionada

Leia mais

Primeiros socorros Material a ter na caixa de primeiros socorros:

Primeiros socorros Material a ter na caixa de primeiros socorros: Primeiros socorros Os primeiros socorros é o tratamento inicial dado a alguém que se magoou ou sofreu um acidente. Se o acidente for grave, não deves mexer na pessoa lesionada e chamar o 112, explicando-lhe

Leia mais

1.5.2 Avaliar a Amamentação

1.5.2 Avaliar a Amamentação 1.5.2 Avaliar a Amamentação Primeiro decida se você vai avaliar a amamentação da criança. Avaliar sempre que: tiver sendo consultada pela 1ª vez no serviço de saúde ou tiver qualquer dificuldade em se

Leia mais

Universidade Estadual de Campinas Reitor Prof. Dr. Carlos Henrique de Brito Cruz

Universidade Estadual de Campinas Reitor Prof. Dr. Carlos Henrique de Brito Cruz O E N T E R A L Universidade Estadual de Campinas Reitor Prof. Dr. Carlos Henrique de Brito Cruz Hospital das Clínicas da Unicamp Superintendente Prof. Dr. Ivan F. Contrera Toro Realização Grupo de Apoio

Leia mais

Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau

Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau 1 Lembre-se de três coisas Não tocar Isole a pessoa doente Ligue para a linha de apoio 2 Se pensa que alguém

Leia mais

NUTRIÇÃO ENTERAL DOMICILIAR MANUAL DO USUÁRIO. Como preparar e administrar a dieta por sonda

NUTRIÇÃO ENTERAL DOMICILIAR MANUAL DO USUÁRIO. Como preparar e administrar a dieta por sonda NUTRIÇÃO ENTERAL DOMICILIAR MANUAL DO USUÁRIO Como preparar e administrar a dieta por sonda NUTRIÇÃO ENTERAL DOMICILIAR MANUAL DO USUÁRIO Como preparar e administrar a dieta por sonda UNICAMP FACULDADE

Leia mais

Cartilha do. Manipulador de Alimentos

Cartilha do. Manipulador de Alimentos Cartilha do Manipulador de Alimentos apresenta Cartilha do Manipulador de Alimentos Belezas naturais e lugares maravilhosos, assim é o turismo no Brasil, que se desenvolve a cada dia e ocupa um importante

Leia mais

QUESTIONÁRIO UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO DE ESTUDOS DA CRIANÇA MESTRADO EM ESTUDOS DA CRIANÇA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE

QUESTIONÁRIO UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO DE ESTUDOS DA CRIANÇA MESTRADO EM ESTUDOS DA CRIANÇA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE QUESTIONÁRIO UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO DE ESTUDOS DA CRIANÇA MESTRADO EM ESTUDOS DA CRIANÇA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE INVESTIGADORA: ISABEL ALVES ESTEVES ORIENTADORA: DOUTORA ZÉLIA ANASTÁCIO

Leia mais

Você sabia. As garrafas de PET são 100% recicláveis. Associação Brasileira da Indústria do PET

Você sabia. As garrafas de PET são 100% recicláveis. Associação Brasileira da Indústria do PET Você sabia? As garrafas de PET são 100% recicláveis Associação Brasileira da Indústria do PET O Brasil é um dos maiores recicladores de PET do mundo A reciclagem é uma atividade industrial que gera muitos

Leia mais

O que esperar quando é colocado em quarentena CS255151B

O que esperar quando é colocado em quarentena CS255151B O que esperar quando é colocado em quarentena O que esperar quando é colocado em quarentena 1 A quarentena ajuda-nos a travar a transmissão do Ébola. Sabemos que pode ser difícil, mas é necessário para

Leia mais

Instruções de Uso do Aplicador

Instruções de Uso do Aplicador CM09FEV11 AXERON (testosterona) solução tópica Instruções de Uso do Aplicador Antes de usar seu novo aplicador de AXERON leia as Instruções de Uso. Siga cuidadosamente as instruções ao utilizar o aplicador

Leia mais

Orientações à pessoa. Sonda Alimentar. traqueostomizada. Orientações aos pacientes

Orientações à pessoa. Sonda Alimentar. traqueostomizada. Orientações aos pacientes Orientações à pessoa Sonda Alimentar traqueostomizada Orientações aos pacientes 1 2011 Ministério da Saúde. É permitida a reprodução total ou parcial desta obra, desde que citada a fonte. Esta obra pode

Leia mais

Manual para Cuidadores Informais de Idosos URIPEN E SONDA VESICAL DE DEMORA A sonda de Foley ou sonda vesical de demora pode ser utilizada em pacientes que perderam a capacidade de urinar espontaneamente,

Leia mais

Prevenção da pneumonia por broncoaspiração, remoção de secreções de vias aéreas inferiores.

Prevenção da pneumonia por broncoaspiração, remoção de secreções de vias aéreas inferiores. Revisão: 24/05/2014 PÁG: 1 CONCEITO Consiste na retirada de secreções das vias aéreas inferiores com objetivo de manter a permeabilidade das vias aéreas, facilitar a oxigenação e prevenção da broncoaspiração.

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 4º ANO

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 4º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 4º ANO 2010 Questão 1 PROVA DE CIÊNCIAS 4 ANO Boa alimentação

Leia mais

Lição N o 3 TEMPO E REFERENCIAL DOS TEMPOS. Objectivos de Aprendizagem. 45s 20s 35s A B C D. No final desta lição, você deve ser capaz de:

Lição N o 3 TEMPO E REFERENCIAL DOS TEMPOS. Objectivos de Aprendizagem. 45s 20s 35s A B C D. No final desta lição, você deve ser capaz de: Lição N o 3 TEMPO E REFERENCIAL DOS TEMPOS Objectivos de Aprendizagem No final desta lição, você deve ser capaz de: Construir e interpretar o referencial dos tempos de um movimento. Na lição anterior vimos

Leia mais

Prevenção da Gripe A(H1N1)v

Prevenção da Gripe A(H1N1)v Prevenção da Gripe A(H1N1)v Recomendações DSD Departamento da Qualidade na Saúde Quais os Sintomas? Os sintomas são semelhantes aos da gripe sazonal: Febre de início súbito (superior a 38ºC) Tosse Dores

Leia mais

GUIA DE BOLSO Outono combina Com SOPA!

GUIA DE BOLSO Outono combina Com SOPA! GUIA DE BOLSO Outono combina Com SOPA! Sumário Introdução Composição da sopa Benefícios da sopa Que quantidade de sopa devo comer por dia? Sopa no início ou depois do prato principal? Receitas de sopas

Leia mais

Qual o aspecto das Ostomias?

Qual o aspecto das Ostomias? Qual o aspecto das Ostomias? Toda ostomia é uma mucosa, parecida com a pele existente dentro da boca. Sendo assim, o aspecto também é parecido: úmido, vermelho vivo ou róseo. Não há sensibilidade no estoma:

Leia mais

Amamentação. Factos e Mitos. Juntos pela sua saúde! Elaborado em Julho de 2011. USF Terras de Santa Maria

Amamentação. Factos e Mitos. Juntos pela sua saúde! Elaborado em Julho de 2011. USF Terras de Santa Maria Elaborado em Julho de 2011 USF Terras de Santa Maria Rua Professor Egas Moniz, nº7 4520-909 Santa Maria da Feira Telefone: 256 371 455/56 Telefax: 256 371 459 usf _terrassantamaria@csfeira.min-saude.pt

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

1 Por que tomar café da manhã?

1 Por que tomar café da manhã? A U A UL LA Por que tomar café da manhã? Exercícios Acordar, lavar o rosto, escovar os dentes, trocar de roupa e... tomar o café da manhã. É assim que muitas pessoas começam o dia, antes de ir trabalhar.

Leia mais

Orientações à pessoa traqueostomizada

Orientações à pessoa traqueostomizada Orientações à pessoa traqueostomizada Prezado paciente, Esta cartilha tem como principal objetivo orientá-lo a respeito da traqueostomia e os efeitos que ela terá na sua vida. Esperamos ajudar a esclarecer

Leia mais

SONDAGEM VESICAL DEMORA FEMININA

SONDAGEM VESICAL DEMORA FEMININA SONDAGEM VESICAL SONDAGEM VESICAL DEMORA FEMININA MATERIAL: Bandeja com pacote de cateterismo vesical; Sonda vesical duas vias(foley) de calibre adequado (em geral n. 14); Xylocaína gel, gazes, luvas estéreis;

Leia mais

SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE Diga não às drogas apresentação A droga oferece um único caminho: começa pela busca do prazer e da euforia e acaba no inferno para manter o vício.

Leia mais

Ficha Técnica. Mais uma edição de nosso jornal,

Ficha Técnica. Mais uma edição de nosso jornal, Nº5 E. M. Professor Lund Fernandes Villela Mais uma edição de nosso jornal, mais notícias, imagens e fatos acontecendo na escola Lund. Essa edição conta com novos alunos do 5º ano que estão animados com

Leia mais

MÓDULO VIII ACIDENTES COM PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS

MÓDULO VIII ACIDENTES COM PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS Acidentes com Programa de formação sobre a aplicação de MÓDULO VIII ACIDENTES COM PRODUTOS FITOFARMACÊUTICOS Acidentes com Os são seguros se forem utilizados com cuidado, de acordo com todas as indicações

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7900 A L F A

MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7900 A L F A ASPIRADOR TIPO CICLONE Manual do utilizador MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO 7900 A L F A 1 Estimados clientes: Muito obrigada por ter escolhido um dos nossos aspiradores de uso doméstico, que é um aparelho

Leia mais

Combate ao Desperdício Alimentar. Dicas e sugestões

Combate ao Desperdício Alimentar. Dicas e sugestões Combate ao Desperdício Alimentar Dicas e sugestões 2014 A alimentação ocupa um lugar importante na gestão da economia familiar. No entanto, nas casas portuguesas são desperdiçadas cerca de 324 mil toneladas

Leia mais

A importância do tratamento contra a aids

A importância do tratamento contra a aids dicas POSITHIVAS A importância do tratamento contra a aids Por que tomar os medicamentos (o coquetel) contra o HIV? A aids é uma doença que ainda não tem cura, mas tem tratamento. Tomando os remédios corretamente,

Leia mais

Como lidar com os problemas de deglutição após um Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Como lidar com os problemas de deglutição após um Acidente Vascular Cerebral (AVC) Como lidar com os problemas de deglutição após um Acidente Vascular Cerebral (AVC) How to Manage Swallowing Problems After a Stroke - Portuguese UHN Informação para pacientes e famílias Leia esta informação

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Assegurar a satisfação do cliente no pós-venda, desenvolvendo um relacionamento duradouro entre o vendedor e o cliente, além de conseguir indicações através de um sistema de follow-up (acompanhamento).

Leia mais

Atividade 1: Para onde vão os alimentos que comemos?

Atividade 1: Para onde vão os alimentos que comemos? Oficina 4: Corpo Humano Nesta oficina serão trabalhadas duas atividades sobre alimentação, uma sobre as articulações e outra sobre a quantidade de ar que respiramos. Atividade 1: Para onde vão os alimentos

Leia mais

Nesta experiência vamos ver que o conceito de temperatura pode ser subjectivo.

Nesta experiência vamos ver que o conceito de temperatura pode ser subjectivo. Estudo do Meio Físico-Natural I P06 - Termodinâmica 1 Objectivo Realizar várias experiências relacionadas com termodinâmica. 2 Quente ou frio? Nesta experiência vamos ver que o conceito de temperatura

Leia mais

sanguínea, o medicamento estimula o centro do vómito no cérebro provocando o reflexo das náuseas e vómitos. 4

sanguínea, o medicamento estimula o centro do vómito no cérebro provocando o reflexo das náuseas e vómitos. 4 NÁUSEAS E VÓMITOS INDUZIDOS PELA QUIMIOTERAPIA CONSELHOS ÚTEIS As náuseas e os vómitos são os efeitos secundários mais temidos da quimioterapia. A frequência destes efeitos e a sua gravidade dependem dos

Leia mais

(3) Depois de logar como CONSULTOR com uma conta já criada

(3) Depois de logar como CONSULTOR com uma conta já criada Melhorias/Ajustes a serem feitos no website. (1) Landpage Sobre as duas caixas do banner. Preciso conseguir alterar a fonte/tamanho de seus títulos, Consultor Local e Consultoria Online. Deixe as caixas

Leia mais

SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE OS FATORES QUE MAIS CAUSAM AS QUEDAS PODEM SER:

SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE OS FATORES QUE MAIS CAUSAM AS QUEDAS PODEM SER: SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE As quedas tornam-se mais frequentes com o avançar da idade. Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, a maioria dos casos acontecem dentro de casa e são a

Leia mais

manual_orientacao.indd 1 26/08/2013 10:58:37

manual_orientacao.indd 1 26/08/2013 10:58:37 manual_orientacao.indd 1 26/08/2013 10:58:37 O MANUAL DE ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL EN- TERAL EM DOMICÍLIO, elaborado pela DIFARMIG, tem por objetivo informar e auxiliar os pacientes, familiares e cuidadores,

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE ACESSOS VASCULARES PARA TRATAMENTO DE HEMODIÁLISE. Contactos: Unidade de Hemodiálise: 276300932.

ORIENTAÇÕES SOBRE ACESSOS VASCULARES PARA TRATAMENTO DE HEMODIÁLISE. Contactos: Unidade de Hemodiálise: 276300932. Evitar a infecção A infecção é uma complicação grave que pode ocorrer por ter as defesas diminuídas. Prevenir também depende de si. Cumpra as regras de higiene e as indicações fornecidas pela Equipa do

Leia mais

AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL ESTUFA A BLU FLAME SBF

AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL ESTUFA A BLU FLAME SBF AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL ESTUFA A BLU FLAME SBF 02 PT ES Dados Técnicos AQUECEDOR A GÁS DE CHAMA AZUL Tipo Categoria Potência Potência Potência Pressão máxima média mínima do gás G30 I3B KW g/h KW

Leia mais

Sobre o Processo de Morrer

Sobre o Processo de Morrer Sobre o Processo de Morrer Se você nunca viu alguém morrendo, poderá ter medo do que acontecerá, mas o momento de morte é normalmente sereno. Este folheto tem o objetivo de ajudá-lo. Encontre mais informações

Leia mais

Entrevista 1.02 - Brenda

Entrevista 1.02 - Brenda Entrevista 1.02 - Brenda (Bloco A - Legitimação da entrevista onde se clarificam os objectivos do estudo, se contextualiza a realização do estudo e participação dos sujeitos e se obtém o seu consentimento)

Leia mais

INTRODUÇÃO. Nesta apostila são apresentados os procedimentos de recarga para cerca de 99% dos cartuchos utilizados no mercado.

INTRODUÇÃO. Nesta apostila são apresentados os procedimentos de recarga para cerca de 99% dos cartuchos utilizados no mercado. INTRODUÇÃO A recarga é um procedimento que deve ser feito com muito cuidado e atenção, depende diretamente das condições de uso de seu cartucho original. Nesta apostila são apresentados os procedimentos

Leia mais

FRD-2892 507 MANUAL DO USUÁRIO FRITADEIRA FRD-2892 PREZADO CLIENTE A fim de obter o melhor desempenho de seu produto, por favor, leia este manual do usuário cuidadosamente antes de começar a usá-lo,

Leia mais

DETOX. 5 RECEITAS DETOX PODEROSAS E FÁCEIS DE FAZER por Rosi Feliciano

DETOX. 5 RECEITAS DETOX PODEROSAS E FÁCEIS DE FAZER por Rosi Feliciano DETOX 5 RECEITAS DETOX PODEROSAS E FÁCEIS DE FAZER por Rosi Feliciano Índice Introdução... Como Fazer... Suco Detox de Melancia com Linhaça... Suco Detox de Chá Verde e Uva... Sopa Detox Energizante...

Leia mais

Orientações aos Cuidadores de Pacientes Acamados

Orientações aos Cuidadores de Pacientes Acamados Orientações aos Cuidadores de Pacientes Acamados SUMÁRIO Prezado cuidador....................... 03 Algumas Sugestões Sobre Higiene Bucal e Corporal........ 04 Banho.......................................

Leia mais

Cuidados profissionais para a higiene bucal HIGIENE BUCAL

Cuidados profissionais para a higiene bucal HIGIENE BUCAL HIGIENE BUCAL A Higiene bucal é considerada a melhor forma de prevenção de cáries, gengivite, periodontite e outros problemas na boca, além de ajudar a prevenir o mau-hálito (halitose). Higiene bucal é

Leia mais

Lavagem à Detalhe 2ª Parte

Lavagem à Detalhe 2ª Parte Lavagem à Detalhe 2ª Parte No seguimento da 1ª parte do artigo sobre as lavagens à Detalhe, depois de termos visto tudo o que precisamos, vamos agora ver quais são as técnicas correctas do processo.» Técnicas

Leia mais

Conselhos para ter uma vida mais saudável

Conselhos para ter uma vida mais saudável Conselhos para ter uma vida mais saudável Colégio Richard Anderson Turma de Português : 2ºA - 2014 Professora: Nóris Blank Autores: Josefina Galain - Mª Paz Juambeltz San9ago Ribeiro - Luca Spektor María

Leia mais

GUIA DE APOIO SONDA DE ALIMENTAÇÃO GABINETE DE ESTOMATERAPIA IPO DE COIMBRA

GUIA DE APOIO SONDA DE ALIMENTAÇÃO GABINETE DE ESTOMATERAPIA IPO DE COIMBRA GUIA DE APOIO SONDA DE ALIMENTAÇÃO GABINETE DE ESTOMATERAPIA IPO DE COIMBRA SONDA DE ALIMENTAÇÃO GABINETE DE ESTOMATERAPIA IPO DE COIMBRA Este guia destina-se a apoiar os doentes e cuidadores na alimentação

Leia mais

08 Capital de giro e fluxo de caixa

08 Capital de giro e fluxo de caixa 08 Capital de giro e fluxo de caixa Qual o capital que sua empresa precisa para funcionar antes de receber o pagamento dos clientes? Como calcular os gastos, as entradas de dinheiro, e as variações de

Leia mais

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS ESPECIALIZADOS DA ÁREA DE SAÚDE

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS ESPECIALIZADOS DA ÁREA DE SAÚDE REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS ESPECIALIZADOS DA ÁREA DE SAÚDE I. Objetivos do Regulamento dos Laboratórios Especializados da Área de Saúde 1. Fornecer um guia geral e regras básicas consideradas mínimas

Leia mais

MANUAL INFORMATIVO PARA ORDENHA MECÂNICA BPA 34 3818-1300 34 9684-3150. bpa@cemil.com.br REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

MANUAL INFORMATIVO PARA ORDENHA MECÂNICA BPA 34 3818-1300 34 9684-3150. bpa@cemil.com.br REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ilustra BPA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA Normativa nº 51 18/09/2002. Regulamentos Técnicos de Produção, Identidade e Qualidade do Leite tipo A, do Leite tipo B, do Leite tipo C, do Leite Pasteurizado e do

Leia mais

Cartuchos HP 10 / 11 / 12 / 13 e 88 - Procedimentos de recondicionamento (Guia do Reciclador Set 2012)

Cartuchos HP 10 / 11 / 12 / 13 e 88 - Procedimentos de recondicionamento (Guia do Reciclador Set 2012) Cartuchos HP 10 / 11 / 12 / 13 e 88 - Procedimentos de recondicionamento (Guia do Reciclador Set 2012) Cartucho C4800A Preto C4802A Ciano C4802A Magenta C4843A Amarelo C4840A Preto C4841A Ciano C4842A

Leia mais

COMO CUIDAR DE GATOS E CÃES RECÉM-NASCIDOS ASSOCIAÇÃO QUATRO PATINHAS

COMO CUIDAR DE GATOS E CÃES RECÉM-NASCIDOS ASSOCIAÇÃO QUATRO PATINHAS COMO CUIDAR DE GATOS E CÃES RECÉM-NASCIDOS ASSOCIAÇÃO QUATRO PATINHAS COMO CUIDAR DE GATOS E CÃES RECÉM-NASCIDOS SOBRE OS FILHOTES RECÉM-NASCIDOS Gatinhos e cãozinhos filhotes nascem ainda mais dependentes

Leia mais

LEPTOSPIROSE X ENCHENTES

LEPTOSPIROSE X ENCHENTES LEPTOSPIROSE X ENCHENTES Durante os temporais e inundações, a bactéria leptospira, presente na urina do rato, se espalha nas águas, invade as casas e pode contaminar, através da pele, os que entram em

Leia mais

A- Estou sentindo as lentes confortáveis em meus olhos? B- Meus olhos estão claros e brilhantes como estavam antes de colocar as lentes?

A- Estou sentindo as lentes confortáveis em meus olhos? B- Meus olhos estão claros e brilhantes como estavam antes de colocar as lentes? COMO PREVENIR ACIDENTES COM LENTES DE CONTATO Por Luiz Alberto Perez Alves As lentes de contato modernas além de práticas são muito seguras, desde que você siga corretamente todas as orientações que seu

Leia mais

Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil!

Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil! Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil! Implemente esses 3 passos para obter resultados fantásticos no Inglês! The Meridian, 4 Copthall House, Station Square, Coventry, Este material pode ser redistribuído,

Leia mais

ELEIÇÕES REGIONAIS ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA

ELEIÇÕES REGIONAIS ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA ELEIÇÕES REGIONAIS 2 0 1 5 ELEIÇÃO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA O que é uma eleição? Uma eleição é quando votamos para escolher quem nos vai representar e falar em nosso nome.

Leia mais

PREVENÇÃO DA GRIPE A(H1N1)V

PREVENÇÃO DA GRIPE A(H1N1)V PREVENÇÃO DA GRIPE A(H1N1)V Gripe A(H1N1)v Quais os sintomas? Os sintomas são semelhantes aos da gripe sazonal: RECOMENDAÇÕES Qual o modo de contágio? Pessoa a pessoa através de gotículas quando tosse

Leia mais

Acompanhamento. Sejam bem-vindos. 7 dias 1 mês 2 meses 3 meses 6 meses 1 ano

Acompanhamento. Sejam bem-vindos. 7 dias 1 mês 2 meses 3 meses 6 meses 1 ano Acompanhamento Sejam bem-vindos Nós desenvolvemos este guia para ajudá-lo a se preparar para a alta de sua criança. Muitas famílias acreditam que aprendendo e conversando antes da alta hospitalar de sua

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 364/2014 Isosource Soya

RESPOSTA RÁPIDA 364/2014 Isosource Soya RESPOSTA RÁPIDA 364/2014 Isosource Soya SOLICITANTE Dr. André Luiz Polydoro Juiz de Direito - Comarca de Santa Rita de Caldas/MG NÚMERO DO PROCESSO 0012218-08.2014.8.13.0592 DATA 09/07/2014 SOLICITAÇÃO

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Centro de Pesquisas Epidemiológicas Coorte de Nascimentos de 2015 VISITA DE 3 MESES QUESTIONÁRIO GEMELAR

Universidade Federal de Pelotas Centro de Pesquisas Epidemiológicas Coorte de Nascimentos de 2015 VISITA DE 3 MESES QUESTIONÁRIO GEMELAR Universidade Federal de Pelotas Centro de Pesquisas Epidemiológicas Coorte de Nascimentos de 2015 VISITA DE 3 MESES QUESTIONÁRIO GEMELAR INFORMAÇÕES DO PERINATAL A CONFIRMAR/CORRIGIR 0a. Qual o seu nome

Leia mais

Cartilha de Treinamento para Garçons.

Cartilha de Treinamento para Garçons. Cartilha de Treinamento para Garçons. Informe-se e saia na frente. A Sodexo é a melhor parceira na hora de incentivar o crescimento e desenvolvimento de seu negócio. Está presente em cada etapa da administração

Leia mais

Para agitar não tem idade. Reserve um tempo para cuidar de seu bem-estar!

Para agitar não tem idade. Reserve um tempo para cuidar de seu bem-estar! Para agitar não tem idade. Reserve um tempo para cuidar de seu bem-estar! Veja o que você ganha praticando atividade física todos os dias Benefícios físicos Ajuda a controlar o peso do corpo. Melhora a

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal Sobral-CE, 17 de março de 2004 Meu caro governador do estado do Ceará, Lúcio Alcântara, Meu caro companheiro

Leia mais

MANUAL PARA O CUIDADOR

MANUAL PARA O CUIDADOR MANUAL PARA O CUIDADOR 2015 Estudantes do 4º Ano da Licenciatura de Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra: João André Ferrinho Jordão Mariana Patrícia Gonçalves Cunha Rita Arriscado Cabrita

Leia mais

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R 8 DICAS ESSENCIAIS PARA ESCOLHER SUA CORRETORA W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados, utilizando-os

Leia mais

HIGIENE DO MANIPULADOR DE ALIMENTOS

HIGIENE DO MANIPULADOR DE ALIMENTOS DE ALIMENTOS 2. HIGIENE DO MANIPULADOR O principal responsável dos casos de intoxicação é quase sempre o Homem. As intoxicações alimentares são causadas, quase sempre, por não se seguir as boas práticas

Leia mais

Como preparar sua casa após cirurgia de quadril

Como preparar sua casa após cirurgia de quadril PÓS-OPERATÓRIO Como preparar sua casa após cirurgia de quadril Retire os tapetes, extensões e fios telefônicos, pois eles podem ocasionar quedas. Caso ainda não tenha, instale corrimãos em pelo menos um

Leia mais

BS 29. Beurer GmbH Söflinger Str. 218 89077 Ulm (Germany) Tel. +49 (0) 731 / 39 89-144 Fax: +49 (0) 731 / 39 89-255 www.beurer.de Mail: kd@beurer.

BS 29. Beurer GmbH Söflinger Str. 218 89077 Ulm (Germany) Tel. +49 (0) 731 / 39 89-144 Fax: +49 (0) 731 / 39 89-255 www.beurer.de Mail: kd@beurer. BS 29 P P Espelho de bolso iluminado Instruções de utilização Beurer GmbH Söflinger Str. 218 89077 Ulm (Germany) Tel. +49 (0) 731 / 39 89-144 Fax: +49 (0) 731 / 39 89-255 www.beurer.de Mail: kd@beurer.de

Leia mais

Manual do Utilizador Rocker! O seu parceiro para uma vida elegante

Manual do Utilizador Rocker! O seu parceiro para uma vida elegante Manual do Utilizador Rocker! O seu parceiro para uma vida elegante Conteúdo Prefácio Características Preparação Funcionamento LIGAR e DESLIGAR Como utilizar o seu aparelho auditivo Controlo de volume

Leia mais

Frio ou gripe? Nao, aos antibióticos!

Frio ou gripe? Nao, aos antibióticos! Brochura de informação Usar mal um medicamento, este torna-se ineficaz! Frio ou gripe? Nao, aos antibióticos! z6creation.net Uma iniciativa europeia em matéria de saúde. Frio ou gripe? Nao, aos antibióticos!

Leia mais

Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches

Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches The Commonwealth of Massachusetts Executive Office of Health and Human Services Department of Public Health Informações aos Pais sobre a Gripe nas Creches 18 de setembro, 2009 A gripe H1N1 (suína) voltará

Leia mais

SUMÁRIO MÓDULO 6 ALIMENTOS E NUTRIENTES ATIVIDADE 1 (PÁGINA 221)

SUMÁRIO MÓDULO 6 ALIMENTOS E NUTRIENTES ATIVIDADE 1 (PÁGINA 221) 1 SUMÁRIO Módulo 6 Alimentos e nutrientes... 1 Atividade 1 (página 221)... 1 Atividade 2 (página 228)... 1 Atividade 3 (página 229)... 2 Em Casa (pagina 231)... 3 Módulo 7 O processo de digestão I... 4

Leia mais

Manual Básico para os Manipuladores de Alimentos

Manual Básico para os Manipuladores de Alimentos Secretaria Municipal de Saúde VISA Ponte Nova Manual Básico para os Manipuladores de Alimentos Elaborado pela Equipe da Vigilância Sanitária de Ponte Nova Índice: 1. Manipulador de Alimentos e Segurança

Leia mais

Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2

Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2 Método PHAST TABELA DE CONTEUDOS METODOLOGIA PHAST... 2 Fases do método PHAST... 3 1. Técnica: Historias Comunitárias... 4 2. Técnica: Enfermeira Felicidade... 5 3. Técnica: Mapeamento comunitário... 6

Leia mais

SAÚDE.sempre. Gripe. newsletter. medidas de auto cuidado. Secretaria Regional dos Assuntos Sociais

SAÚDE.sempre. Gripe. newsletter. medidas de auto cuidado. Secretaria Regional dos Assuntos Sociais Janeiro * 2014 Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais, IP-RAM Gripe medidas de auto cuidado newsletter Secretaria Regional dos Assuntos Sociais Ficha Técnica Newsletter - Janeiro de 2014

Leia mais

Como reduzir as Perdas de Perecíveis Hortifruti

Como reduzir as Perdas de Perecíveis Hortifruti Como reduzir as Perdas de Perecíveis Hortifruti Diante de um cenário onde empresas buscam eficiência e está cada vez mais preocupada com a redução das perdas, não podemos nos esquecer dos perecíveis que

Leia mais

Gerador de Ozonio e Ions negativos

Gerador de Ozonio e Ions negativos MANUAL DE OPERAÇÃO DO OZONIC HOME Parabéns, você adquiriu nosso Gerador de Ozônio e Ionizador OZONIC HOME. Antes de começar a operá-lo, por favor, verifique a voltagem correta do equipamento e leia este

Leia mais

Acesse: http://spacestarmodas.com.br/segredo/maquiagem

Acesse: http://spacestarmodas.com.br/segredo/maquiagem http://www.spacestarmodas.com.br 12 Super Dicas Para Hidratar Os Cabelos Aqui vai o Titulo do Capitulo #1 Enganam-se quem acha que só é possível ter cabelos sempre hidratados indo ao salão. Hoje em dia

Leia mais

Actualizado em 21-09-2009* Doentes com Diabetes mellitus 1

Actualizado em 21-09-2009* Doentes com Diabetes mellitus 1 Doentes com Diabetes mellitus 1 Estas recomendações complementam outras orientações técnicas para protecção individual e controlo da infecção pelo vírus da gripe pandémica (H1N1) 2009. Destaques - Os procedimentos

Leia mais

Primeiros Socorros Volume I

Primeiros Socorros Volume I Manual Primeiros Socorros Volume I um Manual de Junho de 2008 Rua Braancamp, 52-4º 1250-051 Lisboa Tel. 212476500 geral@oportalsaude.com Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Técnico não pode

Leia mais

Frio» Recomendações gerais

Frio» Recomendações gerais No domicílio Antes do Inverno, verifique os equipamentos de aquecimento da sua casa; Se tiver lareira mande limpar a chaminé, se necessário; Mantenha a casa arejada, abrindo um pouco a janela/porta para

Leia mais

Unidade de Saúde do Afonsoeiro DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR

Unidade de Saúde do Afonsoeiro DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR Unidade de Saúde do Afonsoeiro DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR GRUPO A Batata Cenoura Abóbora Dente de alho Nabo Cebola 4 5 meses SOPA DE LEGUMES GRUPO B Alho Francês Alface Brócolos Nabiça Agrião Espinafres

Leia mais