Rodrigo Caetano Filgueira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rodrigo Caetano Filgueira"

Transcrição

1 Rodrigo Caetano Filgueira

2 Administração de Sistemas de Armazenamento Linux 40h Gerenciamento de disco Particionamento Quotas Raid Backup Cluster HA - High Availability(Alta Disponiblidade) Beowulf (Alto Desempenho)

3 Estrutura de Diretórios Linux

4 Gerenciamento de Discos

5 Sistemas de Arquivos Dentre os sistemas de arquivos suportados pelo GNU/Linux estão os sistemas EXT3 e ReiserFS, que apresentam excelentes tempos de resposta em suas tarefas e possuem recursos avançados de recuperação de dados em casos de desastres e falhas. Essa característica de recuperação é chamada de "journaling" (registro de ações). Sistemas que não possuem "journal" são mais suscetíveis às falhas e perdas de dados. Além disso, em caso de parada do sistema ou falta de energia, o tempo necessário para retomar as operações é elevado, já que uma verificação de integridade é realizada em cada arquivo do sistema. Nas partições que possuem milhares de arquivos essa verificação pode levar horas. Os sistemas de arquivos com suporte a "journal" são recomendados por aumentarem a disponibilidade (High Availability - HA) em servidores GNU/Linux. A alta disponibilidade é medida pelo tempo em que o servidor se encontra fora de serviço por falhas no sistema operacional ou no hardware. Quanto menor o tempo em que o sistema estiver indisponível, maior é o índice de disponibilidade, medido em uma escala de casas decimais que tende a se aproximar de 100%, conforme ilustração.

6 Utilitários mount umount df du fdisk mkfs fsck mkswap debugfs dumpe2fs tune2fs

7 FSTAB

8 FSTAB Coluna 1 - É a partição/disco a ser montado. No nosso exemplo temos duas entradas diferentes: LABEL=/ e /dev/hdb1 Utilizamos a primeira opção quando, ao formatarmos o disco/partição, damos ao mesmo um nome (LABEL) e a segunda, obviamente, quando não especificamos nenhum nome. Coluna 2 - Indica o local que o disco/partição deve ser montado. No nosso exemplo temos 4 discos no sistema, particionados de várias formas. Disco 1: /boot, /, /var e o Swap Disco 2: /home Disco 3: /backup Disco 4: /backup2 Nota: Apesar de saber dos problemas de um sistema de backup para um disco interno da máquina (falta de segurança, falta de protecção contra incêndios, desabamento e etc), devido a contenções de gastos da empresa, foi a única maneira permitida pelos proprietários (assunto para um próximo artigo). Coluna 3 - Curto e grosso, é onde informamos o sistema de arquivo do disco/partição. Temos disponíveis "algumas" opções: adfs, affs, autofs, coda, coherent, cramfs, devpts, efs, ext2, ext3, hfs, hpfs, iso9660, jfs, minix, msdos, ncpfs, nfs, ntfs, proc, qnx4, reiserfs, romfs, smbfs, sysv, tmpfs, udf, ufs, umsdos, vfat, xenix, xfs. Recarregando o fstab # mount -a Este comando recarrega o arquivo do fstab sem reiniciar o sistema.

9 FSTAB A coluna 4 descreve as opções de montagem da partição/disco associadas ao sistema de ficheiros. Aqui podemos fazer várias configurações afim de personalizarmos nosso sistema. Uma opção muito utilizada por administradores de sistemas é a opção de bloquear o uso da unidade de disquetes e cdrom (não que eu seja de acordo, sou a favor da liberdade). Vamos as opções:auto, noauto - Diz para o sistema se deve ou não montar automaticamente. Se colocar a opção "auto", o sistema irá montar no boot, se estiver "noauto", terá que montar o disco/partição manualmente. Default: auto. user, nouser - Aqui é onde permitimos ou não os usuários montarem o disco/partição. Colocando "user", qualquer usuário consegue montar, se colocarmos "nouser", apenas o super usuário conseguirá montar (root). Default: user. exec, noexec - Permite ou não a execução de binários no sistema de arquivos. Default: exec (imagine que, por engano, coloque noexec no /). rw - Monta o sistema de ficheiros com a opção Read-Write, ou seja, leitura e escrita. ro - Monta o sistema de ficheiros com a opção Read-Only, ou seja, somente leitura. sync, async - Diz ao sistema como deve ser a sincronização de dados (Input/output). Explicando melhor, diz como o sistema deve proceder quando tem que escrever no disco, se deve guardar em memória primeiro, aguardar confirmação e então escrever ou se escreve directamente (fisicamente) no disco/partição/disquete. Um exemplo, são as "pendrives", quando você escreve um documento de texto na sua pen, se estiver a opção sync, o sistema escreve na hora o documento na pen, se estiver async, o sistema apenas escreve o documento quando você for desmontar a pen. O grande problema coloca-se quando o utilizador esquece de desmontar o drive. Default: async. suid, nosuid - Habilita/desabilita o bit de set-user-identifier ou set-group-identifier. defaults - Diz ao sistema para carregar as opções padrão, que são: rw, suid, dev, exec, auto, nouser e async.

10 FSTAB Coluna 5 - Esta coluna é a opção de dump do sistema, que nada mais é do que um utilitário de backup do sistema. O dump "lê" aqui o número e decide se o sistema deve ou não ser feito backup. Se estiver 0 (zero), o dump simplesmente ignora o disco/partição. Coluna 6 - Esta coluna é utilizada pelo fsck para a verificação dos discos/partições. Partições/discos de sistema normalmente tem esta opção como 1, outras partições do sistema como 2. Sistemas de arquivos no mesmo disco são verificados sequencialmente, enquanto que sistemas de arquivos em discos diferentes são verificados ao mesmo tempo, utilizando a função de paralelismo (se o hardware permitir). Se colocar esta opção como 0 (zero), o fsck conclui não ser necessário a verificação aqui.

11 Quota Instalar utilitário #urpmi quota Modifique o arquivo /etc/fstab /dev/hda3 /home ext3 defaults,usrquota,grpquota 1 1 usrquota permite aplicação de cota por usuário na partição grpquota permite aplicação de cota por grupo na partição Criar arquivo de dados das cotas e mudar as permissões exclusivas para o root(para quota versão-2) # touch /home/aquota.group # touch /home/aquota.user # chmod 600 /home/aquota.* Remontar o sistema de arquivo # mount -o remount /home Verificar a integridade do sistema de arquivo # quotacheck auvg As opções usadas são as seguintes: a Verifica todos os sistemas de arquivo montados localmente com quotas habilitadas v Exibe informações verbais de status enquanto a verificação de quotas acontece u Verifica informações de quotas de disco do usuário g Verifica informações de quotas de disco do grupo

12 Quota Editar quotas #edquota u <usuário> #setquota -a -u <usuário> Editar grace period #edquota -t Ligar/desligar quotas #quotaon -a #quotaoff -a Para que possamos visualizar o uso em disco e seus limites, usamos o utilitário quota. # quota <usuário>

13 Atividade Pág 11 apostila.

14 RAID NÍVEIS DE RAID RAID LINEAR -> é transformar vários discos em um único. Não tem redundância. RAID-0 -> é igual ao linear. A grande diferença é que no RAID-0 o desempenho é melhor. Ele usa o conceito de Data Stripping --> segmentação de dados. Não é considerado o RAID verdadeiro. RAID-1 -> mais conhecido como espelhamento (mirror). Este sim, tem tolerância a falhas. Os dados são duplicados em outro HD. Aqui, existe perda de 50%. Caso um disco falhe o outro estará com os dados duplicados. RAID-2 e RAID-3. Este dois tipos raramente são utilizados. O Linux também não oferece suporte a RAID-3 por software. RAID-4 -> Um disco guarda informações de paridade. Quando um disco falha os dados podem ser recuperados usando a informação de paridade. RAID-5 -> Este é o modelo ideal. Mais as informações de paridade são guardada em todos os discos. São necessários 5 discos.

15 RAID Instalar pacotes: mdadm Criar o raid #mdadm C v /dev/md0 l 1 n 2 /dev/hdb1 /dev/hdb2 C criar Array v Exibir resultado do comando l Nível do RAID n Número de discos ou partições que compõe o RAID # mkfs.ext3 /dev/md0 # mkdir /mnt/raid # mount -t ext3 /dev/md0 /mnt/raid No /etc/fstab adicione a linha /dev/md0 /mnt/raid ext3 defaults 0 0

16 RAID Modificar arquivo de configuração #mcedit /etc/mdadm.conf DEVICE /dev/hdb1 /dev/hdb2 ARRAY /dev/md0 devices=/dev/hdb1,/dev/hdb2 Verificando o status do RAID: #mdadm D /dev/md0 Simulando uma falha: # mdadm -f /dev/md0 /dev/hdb1 Voltando o HD: # mdadm -a /dev/md0 /dev/hdb1 Monitorando o RAID: #cat /proc/mdstat Parar o RAID: # mdadm -S /dev/md0 Reiniciar o RAID: # mdadm -R /dev/md0

03/11/2011. Apresentação. SA do Linux. Sistemas de Arquivos. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux

03/11/2011. Apresentação. SA do Linux. Sistemas de Arquivos. Curso Tecnologia em Telemática. Disciplina Administração de Sistemas Linux Apresentação Administração de Sistemas Curso Tecnologia em Telemática Disciplina Administração de Sistemas Linux Professor: Anderson Costa anderson@ifpb.edu.br Assunto da aula Aspectos do Sistema de Arquivos

Leia mais

Gerenciamento de Disco

Gerenciamento de Disco - MBR Master Boot Record Pequena área em disco (geralmente no inicio deste) que contém informações para inicialização do Sistema Operacional. - Tabela de Partição Estrutura de dados que contém informações

Leia mais

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 5 SENAC TI Fernando Costa

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 5 SENAC TI Fernando Costa Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1 Aula 5 SENAC TI Fernando Costa Agenda 101.1 Identificar e editar configurações de hardware (/sys, /proc, /dev, modprobe, lsmod, lspci) 102.1 Dimensionar

Leia mais

DESMISTIFICANDO A FSTAB

DESMISTIFICANDO A FSTAB DESMISTIFICANDO A FSTAB Ricardo José Maraschini Graduado em Ciência da Computação LPIC-1 INICIANTE OBJETIVOS. Série LPI. Particionamento do Linux X Windows;. Entender a fstab(o que é);. Conceitos;. Principais

Leia mais

Admistração de Redes de Computadores (ARC)

Admistração de Redes de Computadores (ARC) Admistração de Redes de Computadores (ARC) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Campus São José Prof. Glauco Cardozo glauco.cardozo@ifsc.edu.br ,'*'F"&P'QKDRS'@

Leia mais

Introdução a Administração de Sistemas GNU/Linux

Introdução a Administração de Sistemas GNU/Linux Curso de extensão da Faculdade Ruy Barbosa Introdução a Administração de Sistemas GNU/Linux Dedicasse especial a Rogério Bastos e ao GRACO (Gestores da Rede Acadêmica de Computação) do DCC UFBA Paul Regnier

Leia mais

Linux. Quota de disco

Linux. Quota de disco Linux Quota de disco Quota Quotas de disco permitem controlar o uso do disco por usuário ou grupo, ou por ambos (usuário e grupo). São normalmente utilizadas em sistemas com vários usuários e não com 1

Leia mais

3.3. Espelhamento (RAID1)

3.3. Espelhamento (RAID1) 3.3. Espelhamento (RAID1) Neste servidor estamos usando dois HDs idênticos, cada um com 160GB de espaço em disco. Nos passos seguintes é importante existir dois HDs idênticos em tamanho. Caso ocorra a

Leia mais

Capítulo 9 Manipulando Hardware e dispositivos

Capítulo 9 Manipulando Hardware e dispositivos Linux Essentials 450 Slide - 1 Capítulo 9 Manipulando Hardware e Os do mundo Unix trabalham de uma maneira bem diferente do mundo paralelo. Usaremos esta aula para entender como eles funcionam. Linux Essentials

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 2 - Estrutura, dispositivos e sistema de arquivos do Linux

Sistema Operacional Unidade 2 - Estrutura, dispositivos e sistema de arquivos do Linux Sistema Operacional Unidade 2 - Estrutura, dispositivos e sistema de arquivos do Linux Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 ESTRUTURA DE DIRETÓRIOS LINUX... 3 SISTEMA DE ARQUIVOS E PARTICIONAMENTO...

Leia mais

Sistemas. Arquivos. www.4linux.com.br

Sistemas. Arquivos. www.4linux.com.br Sistemas de Arquivos - 2 Sumário Capítulo 1 Sistemas de Arquivos... 3 1.1. Objetivos... 3 1.2. Mãos a obra...4 Capítulo 2 Gerenciando... 5 2.1. Objetivos... 5... 5 2.2. Troubleshooting... 6 2.2.1. Cfdisk...7

Leia mais

Introdução a Administração de Sistemas GNU/Linux

Introdução a Administração de Sistemas GNU/Linux Curso de extensão da Faculdade Ruy Barbosa Introdução a Administração de Sistemas GNU/Linux Dedicasse especial a Rogério Bastos e ao GRACO (Gestores da Rede Acadêmica de Computação) do DCC UFBA Paul Regnier

Leia mais

Linux Network Servers

Linux Network Servers RAID Objetivo: Entender os principais níveis de RAID, configurar RAID-1, verificar o estado do RAID, simular falhas no RAID. Um servidor deve sofrer muitas manutenções durante seu período de uso? Não!

Leia mais

Faculdades Senac Pelotas

Faculdades Senac Pelotas Faculdades Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Introdução a informática Alunos Daniel Ferreira, Ícaro T. Vieira, Licurgo Nunes Atividade 4 Tipos de Arquivos Sumário 1 Tipos

Leia mais

Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Recursos, Redes e Samba Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Módulo III Módulo III

Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Recursos, Redes e Samba Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Módulo III Módulo III 1 Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Prof.: Nelson Monnerat Recursos, Redes e Samba 1 Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Módulo

Leia mais

Recuperando o GRUB após instalação do Windows

Recuperando o GRUB após instalação do Windows Recuperando o GRUB após instalação do Windows PET Engenharia de Computação - http://www.inf.ufes.br/~pet 1 Instruções iniciais Para efetuar as configurações a seguir talvez precisaremos executar comandos

Leia mais

1. Adição de um disco rígido a uma máquina existente. Iremos utilizar uma máquina virtual

1. Adição de um disco rígido a uma máquina existente. Iremos utilizar uma máquina virtual Curso: Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Disciplina: Administração de Sistemas Operacionais Professor: João Medeiros de Araújo Atividade Prática: Formatação e montagem de partições no Linux

Leia mais

Onde vai o Quê em um Sistema Linux?! 1

Onde vai o Quê em um Sistema Linux?! 1 Onde vai o Quê em um Sistema Linux?! 1 Onde vai o Quê em um sistema Linux?! Um sistema Linux típico tem uma grande quantidade de arquivos, dos mais variados tipos, organizados em uma estrutura de árvore

Leia mais

RAID. Redundant Array of Independent Drives. Conjunto Redundante de Discos Independentes

RAID. Redundant Array of Independent Drives. Conjunto Redundante de Discos Independentes RAID Redundant Array of Independent Drives Conjunto Redundante de Discos Independentes Redundância?! Redundância é ter componentes de reserva para substituir o componente principal mantendo disponibilidade

Leia mais

Preparatório LPIC-1 Tópico 104

Preparatório LPIC-1 Tópico 104 Preparatório LPIC-1 Tópico 104 Professor M.Sc. Thiago Leite thiago.leite@udf.edu.br 1 Qual comando do fdisk cria uma nova partição no disco atual? a) c b) n c) p d) w 2 Qual comando do fdisk cria uma nova

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 8.3 Montagem de dispositivos. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 8.3 Montagem de dispositivos. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 8.3 Montagem de dispositivos Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 MOUNT E UMOUNT... 3 Sintaxe dos comandos... 4 Verificando Sistema de Arquivos... 4 Definindo

Leia mais

22:59:36. Introdução à Informática com Software Livre

22:59:36. Introdução à Informática com Software Livre 22:59:36 Introdução à Informática com Software Livre 1 22:59:36 O Debian é uma distribuição GNU/Linux desenvolvida abertamente por um grupo mundial de voluntários, no esforço de se produzir um sistema

Leia mais

Sistemas de Arquivos FAT FAT32 NTFS EXT3. Formatação do disco

Sistemas de Arquivos FAT FAT32 NTFS EXT3. Formatação do disco Formatação do disco Para que o sistema operacional seja capaz de gravar e ler dados no disco rígido, é preciso que antes sejam criadas estruturas que permitam gravar os dados de maneira organizada, para

Leia mais

INTRODUÇÃO AO SISTEMA

INTRODUÇÃO AO SISTEMA MANUAL DE INSTALAÇÃO DE SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO Nome do Software: Guarux Versão do Software: Guarux Educacional 4.0 INTRODUÇÃO AO SISTEMA O Guarux Educacional 4.0 é uma distribuição idealizada pela

Leia mais

Mondo Rescue. Projeto Libertas-BR http://www.libertasbr.org.br. 8 de setembro de 2005

Mondo Rescue. Projeto Libertas-BR http://www.libertasbr.org.br. 8 de setembro de 2005 Mondo Rescue Projeto Libertas-BR http://www.libertasbr.org.br 8 de setembro de 2005 Este documento descreve o processo de instalação e utilização da ferramenta Mondo Rescue. 1 Introdução O Mondorescue

Leia mais

Instalando o Debian em modo texto

Instalando o Debian em modo texto Instalando o Debian em modo texto Por ser composto por um número absurdamente grande de pacotes, baixar os CDs de instalação do Debian é uma tarefa ingrata. Você pode ver uma lista dos mirrors disponíveis

Leia mais

SISTEMAS DE ARQUIVOS

SISTEMAS DE ARQUIVOS SISTEMAS DE ARQUIVOS LINUX E WINDOWS Prof.: Bruno Pinheiro brunodop@gmail.com NING: http://timasters.ning.com/profile/brunodeoliveirapinheiro Mini CV Especialista em Regulação da ANTAQ e gerente de Estudos

Leia mais

Criação de sistemas RAID

Criação de sistemas RAID RAID com Raider SOLUÇÕES Criação de sistemas RAID Juntamente com os backups regulares, um sistema RAID deveria ser uma presença comum em qualquer bom servidor. Este artigo mostra como converter uma instalação

Leia mais

09a: Máquina Virtual Particionamento Sistemas de Arquivos. ICO60801 2014/2 Professores: Bruno Fontana da Silva Maria Cláudia de Almeida Castro

09a: Máquina Virtual Particionamento Sistemas de Arquivos. ICO60801 2014/2 Professores: Bruno Fontana da Silva Maria Cláudia de Almeida Castro 09a: Máquina Virtual Particionamento Sistemas de Arquivos ICO60801 2014/2 Professores: Bruno Fontana da Silva Maria Cláudia de Almeida Castro PARTICIONAMENTO Particionamento e Sistema de Arquivos Divisão

Leia mais

Programação de Sistemas

Programação de Sistemas Hierarquia normalizada dos directórios em Linux Hierarquia directórios no Linux : 1/27 Introdução (1) [Def] FHS (File system Hierarchy Standard): norma que pretende normalizar o sistema de ficheiros em

Leia mais

SISTEMAS DE ARQUIVOS Sistemas operacionais

SISTEMAS DE ARQUIVOS Sistemas operacionais Técnico em Informática SISTEMAS DE ARQUIVOS Sistemas operacionais Professor Airton Ribeiro de Sousa Sistemas operacionais Sistema de Arquivos pode ser definido como uma estrutura que indica como os dados

Leia mais

Informações sobre o Trabalho Final Fundamentos do Linux

Informações sobre o Trabalho Final Fundamentos do Linux Informações sobre o Trabalho Final Fundamentos do Linux - Marcsson Vadesilho Fernandes O trabalho final consiste na simulação de atividades de gerenciamento de usuários e de sistemas de arquivos. Os alunos

Leia mais

Laboratório de Hardware

Laboratório de Hardware Laboratório de Hardware Prof. Marcel Santos Responsável por implementar em software um recurso que não existe no hardware. O hardware oferece simplesmente um grande conjunto de bytes contíguos, e a tarefa

Leia mais

Tutorial de instalação do Debian Rudson Ribeiro Alves

Tutorial de instalação do Debian Rudson Ribeiro Alves Tutorial de instalação do Debian Rudson Ribeiro Alves UVV/2007 Sep 24, 2007 Opções de Boot Tela inicial do CD de instalação do Debian. Escolha F2 para ver mais opções de boot. 2 Opções de Boot Tela com

Leia mais

Sistema de Arquivos do Windows

Sistema de Arquivos do Windows Registro mestre de inicialização (MBR) A trilha zero do HD, onde ficam guardadas as informações sobre o(s) sistema(s) operacionais instalados. Onde começa o processo de inicialização do Sistema Operacional.

Leia mais

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO Sistema Operacional Conteúdo retirado do livro Sistemas Operacionais Marcos Aurélio Pchek Laureano Diogo Roberto Olsen

Leia mais

Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras

Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras LPI Linux Professional Institute Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras Sobre esta apresentação: - Nível: Intermediário - Escopo: Dicas sobre como obter a certificação LPI. - Pré-requisitos:

Leia mais

>>> OBJETIVOS... === FHS - Filesystem Hierarchy Standard. === Sistemas de arquivos e Partições

>>> OBJETIVOS... === FHS - Filesystem Hierarchy Standard. === Sistemas de arquivos e Partições >>> OBJETIVOS... === FHS - Filesystem Hierarchy Standard === Sistemas de arquivos e Partições >>> FHS - Filesystem Hierarchy Standard >Padrão de organização de pastas e arquivos em Sistemas Unix-Like >organizar

Leia mais

Simulado LPI 101. 5. Qual o comando que exibe a última vez em que o sistema de arquivos foi verificado. dumpe2fs

Simulado LPI 101. 5. Qual o comando que exibe a última vez em que o sistema de arquivos foi verificado. dumpe2fs Simulado LPI 101 1. Quais comandos exibem os processos no Linux? Escolha uma. a. ls e df b. ps e top c. ps e df d. df e top e. du e df 2. O que representa o dispositivo /dev/hdb6? Escolha uma. a. Um partição

Leia mais

Administração de Sistemas de Armazenamento Linux. Rodrigo Caetano Filgueira

Administração de Sistemas de Armazenamento Linux. Rodrigo Caetano Filgueira Administração de Sistemas de Armazenamento Linux Rodrigo Caetano Filgueira Tipos de cluster Cluster para Alta Disponibilidade (High Availability) - Proteção e de detecção de falhas. Cluster para Balanceamento

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SUSE LINUX ENT. DESKTOP 10

INSTALAÇÃO DO SUSE LINUX ENT. DESKTOP 10 Duração: 02:45 min INSTALAÇÃO DO SUSE LINUX ENT. DESKTOP 10 1. Inicializar o Virtual PC 2007 e criar uma máquina virtual. a. Salvar em C:\Laboratorio b. O nome da máquina virtual será: Linux_Suse_Seunome.vmc

Leia mais

Administração de Redes Linux. Unidade 1 - LINUX

Administração de Redes Linux. Unidade 1 - LINUX Administração de Redes Linux Unidade 1 - LINUX Breve Histórico O Linux é um sistema operacional moderno e gratuito, baseado nos padrões UNIX. Desenvolvido inicialmente em 1991 como um KERNEL PEQUENO E

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais O Sistema de Arquivos Fabricio Breve O que você encontra no Sistema de Arquivos do Linux... Processos Portas seriais Canais de comunicação entre

Leia mais

FAT32 ou NTFS, qual o melhor?

FAT32 ou NTFS, qual o melhor? FAT32 ou NTFS, qual o melhor? Entenda quais as principais diferenças entre eles e qual a melhor escolha O que é um sistema de arquivos? O conceito mais importante sobre este assunto, sem sombra de dúvidas,

Leia mais

Revisão LPI101. Tópicos e Objetivos. - 1.102 Instalação e Gerenciamento de Pacotes do Linux. - 1.104 Dispositivos, Sistemas de Arquivos Linux e o FHS

Revisão LPI101. Tópicos e Objetivos. - 1.102 Instalação e Gerenciamento de Pacotes do Linux. - 1.104 Dispositivos, Sistemas de Arquivos Linux e o FHS Tópicos e Objetivos - 1.101 Hardware e Arquitetura - - 1.103 Comandos GNU e Unix - 1.104 Dispositivos, Sistemas de Arquivos Linux e o FHS - 1.1.10 Sistema Xwindow 65 Questões em 90 minutos = 1m24s por

Leia mais

Curso Técnico em Informática. Informática Aplicada Rafael Barros Sales

Curso Técnico em Informática. Informática Aplicada Rafael Barros Sales Curso Técnico em Informática Informática Aplicada Rafael Barros Sales A palavra INFORMÁTICA pode ser traduzida como a ciência que trata e usa a INFORMAÇÃO. História dos HD'S O primeiro disco rígido foi

Leia mais

Linux Network Servers

Linux Network Servers Instalação de Hardening Nesse curso vamos falar 100% do tempo sobre servidores Linux. Antes de falarmos de Linux, temos que falar um pouco de hardware, especialmente discos rígidos ( hard disk, HD). Os

Leia mais

Curso GNU/Linux. Instalação do Linux...2 O HD não possui nenhuma partição...3. Existe apenas uma partição com espaço livre...3

Curso GNU/Linux. Instalação do Linux...2 O HD não possui nenhuma partição...3. Existe apenas uma partição com espaço livre...3 Cesar Kállas - cesarkallas@gmx.net Curso GNU/Linux Realização CAECOMP Puc Campinas 2004 Capítulo 3 Instalação do Linux...2 O HD não possui nenhuma partição...3 O HD tem espaço livre não particionado...3

Leia mais

SMB vs NFS. Técnico Integrado em Telecomunicações turma 6080822

SMB vs NFS. Técnico Integrado em Telecomunicações turma 6080822 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA SMB vs NFS Técnico Integrado em Telecomunicações

Leia mais

Aula 01 Visão Geral do Linux

Aula 01 Visão Geral do Linux Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Administração de Redes de Computadores Aula 01 Visão Geral do Linux Prof. Gustavo Medeiros de Araujo Profa.

Leia mais

Curso de Introdução ao. Debian GNU/Linux

Curso de Introdução ao. Debian GNU/Linux Curso de Introdução ao Debian GNU/Linux Apresentação Marcos Azevedo Idade: 23 anos Administrador da Rede Senac Goiás Usuário Linux desde 1993 Desenvolvedor: Java, C/C++/C#, Assembly,.NET e Perl. Hobby

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas

Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso superior de Tecnologia em Redes De Computador UC: Introdução a Informática I Componentes: Everton Perleberg, Arthur Felippe Knapp Madruga, Maicon de Vargas Pereira Atividade 2: Documentação de recursos

Leia mais

Estudo de Sistemas de Arquivos

Estudo de Sistemas de Arquivos Estudo de Sistemas de Arquivos Cronograma: EXT e EXT2. Melhorias do EXT3. Visão Geral do EXT4. Testes Práticos com o EXT2. Novos Paradigmas: LISFS - Logical Information System as a File System 1 Conceitos

Leia mais

Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves

Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves 1 Introdução ao Linux e Instalação do Ubuntu Linux História Em 1973, um pesquisador da Bell Labs, Dennis Ritchie, reescreveu todo o sistema Unix numa

Leia mais

Multi-Terminal 5.0. Versão Customizada de GNU/Linux com o Gnome e Userful 5.0. Testada no Pregão 83/2008

Multi-Terminal 5.0. Versão Customizada de GNU/Linux com o Gnome e Userful 5.0. Testada no Pregão 83/2008 Multi-Terminal 5.0 Versão Customizada de GNU/Linux com o Gnome e Userful 5.0. Testada no Pregão 83/2008 O que é? O que você vai ver nesse tutorial, nada mais é do que como instalar uma versão Customizada

Leia mais

Roteiro Prático para a Migração dos Servidores Turing e Godel

Roteiro Prático para a Migração dos Servidores Turing e Godel Roteiro Prático para a Migração dos Servidores Turing e Godel Alfenas, Abril de 2010. Rodrigo Martins Pagliares Última atualização: 27/05/2010 Conteúdo 1. Introdução... 3 2. Instalação do Debian Lenny

Leia mais

Hardening Linux. Fábio Costa fabio@pop-ba.rnp.br

Hardening Linux. Fábio Costa fabio@pop-ba.rnp.br Hardening Linux Fábio Costa fabio@pop-ba.rnp.br AGENDA Hardening 1: Definição Importante Checklist Hardening 2: Serviços e Aplicações Hardening 3: Controle de log e Auditoria DEFINIÇÕES Processo de fortificação

Leia mais

Guia de instalação UEG Linux 14.04 LTS

Guia de instalação UEG Linux 14.04 LTS 1. Apresentação O UEG Linux 14.04 LTS é um sistema operacional baseado em Linux e derivado do Ubuntu, customizado pela Gerência de Núcleo de Inovação Tecnológica da Universidade Estadual de Goiás para

Leia mais

Considerações sobre o Disaster Recovery

Considerações sobre o Disaster Recovery Considerações sobre o Disaster Recovery I M P O R T A N T E O backup completo para Disaster Recovery não dispensa o uso de outros tipos de trabalhos de backup para garantir a integridadedo sistema. No

Leia mais

RAID Tutorial RAID por software no Linux

RAID Tutorial RAID por software no Linux RAID Tutorial RAID por software no Linux Autor: Marcio Katan Técnico de Suporte Linux e Instrutor Certificado Conectiva Mandriva Autor do livro: Linux no Computador Pessoal com Conectiva 10 marcio_katan@yahoo.com.br

Leia mais

1 INTRODUÇÃO 2 DESENVOLVIMENTO 2.1 OBJETIVO

1 INTRODUÇÃO 2 DESENVOLVIMENTO 2.1 OBJETIVO 1 INTRODUÇÃO Este trabalho visa apresentar um estudo detalhado sobre o Sistema de Arquivos (File System) ReiserFS que foi desenvolvido inicialmente por Hans Reiser e que atualmente está sendo patrocinado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E ESTATÍSTICA CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO SEMINÁRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E ESTATÍSTICA CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO SEMINÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E ESTATÍSTICA CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO SEMINÁRIO JOURNALING FILESYSTEMS Seminário com o tema Journaling FileSystems

Leia mais

Introdução a Administração de Sistemas Linux

Introdução a Administração de Sistemas Linux - Redundant Array of Inexpensive Disks designa diferentes arranjos de discos em que se pode obter maior confiabilidade, capacidade e redução de tempo de acesso. - Ganha-se em Desempenho, Armazenamento

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Revisão: Seg, 21 de Março de 2011 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4 1.1. Pré Requisitos...4 1.2. Na Prática...4 1.2.1. Download...4

Leia mais

VITOR, LUCÉLIA WIKBOLDT, NATANIEL AFONSO RELATÓRIO FINAL DE PROJETO FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICOS HIREN S CD

VITOR, LUCÉLIA WIKBOLDT, NATANIEL AFONSO RELATÓRIO FINAL DE PROJETO FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICOS HIREN S CD Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática JOÃO VITOR, LUCÉLIA WIKBOLDT, NATANIEL

Leia mais

Sou o professor Danilo Augusto, do TIParaConcursos.net, e costumo trabalhar temas relacionados a Redes de Computadores e Sistemas Operacionais.

Sou o professor Danilo Augusto, do TIParaConcursos.net, e costumo trabalhar temas relacionados a Redes de Computadores e Sistemas Operacionais. Olá nobre concurseiro e futuro servidor público! Sou o professor Danilo Augusto, do TIParaConcursos.net, e costumo trabalhar temas relacionados a Redes de Computadores e Sistemas Operacionais. Essa lista

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO FAMELIX DUAL BOOT VERSÃO 1.1

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO FAMELIX DUAL BOOT VERSÃO 1.1 MANUAL DE INSTALAÇÃO DO FAMELIX DUAL BOOT VERSÃO 1.1 GDU-FAMELIX e-mail: manuais@fameg.edu.br FACULDADE METROPOLITANA DE GUARAMIRIM MANUAL DE INSTALAÇÃO DO FAMELIX DUAL BOOT VERSÃO 1.1 Este manual tem

Leia mais

Instalação do Linux Educacional 3.0 Bancadas SED

Instalação do Linux Educacional 3.0 Bancadas SED Instalação do Linux Educacional 3.0 Bancadas SED A instalação do Linux Educacional 3.0 segue os mesmos moldes da instalação normal, porém, com algumas considerações. Backup de Configurações Para evitar

Leia mais

Criar e confgurar as opções do sistema de arquivos

Criar e confgurar as opções do sistema de arquivos Criar e confgurar as opções do sistema de arquivos - 2 Sumário Capítulo 1 Criar e confgurar as opções do sistema de arquivos... 3 1.1. Objetivos... 3 1.2. Mãos a obra...4 Capítulo 2 Gerenciando... 7 2.1.

Leia mais

Tutorial Kurumin GNU/Linux 6.0 1/20

Tutorial Kurumin GNU/Linux 6.0 1/20 Tutorial Kurumin GNU/Linux 6.0 1/20 Tutorial para particionamento, instalação do Kurumin GNU/Linux 6.0 e configuração de boot loader. Tutorial Kurumin GNU/Linux 6.0 2/20 Introdução... 3 Requisitos... 4

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA DO IFCE - EDITAL 01/2013

PROGRAMA DE MONITORIA DO IFCE - EDITAL 01/2013 PROGRAMA DE MONITORIA DO IFCE - Disciplina/Unidade Curricular: Administração de Sistemas Abertos 1. Instalação do Linux: Particionamento: Planejando as partições do disco / Partição swap. Filtros de texto:

Leia mais

Introdução à Computação: Sistemas de Computação

Introdução à Computação: Sistemas de Computação Introdução à Computação: Sistemas de Computação Beatriz F. M. Souza (bfmartins@inf.ufes.br) http://inf.ufes.br/~bfmartins/ Computer Science Department Federal University of Espírito Santo (Ufes), Vitória,

Leia mais

Introdução ao Linux MICHELLE NERY

Introdução ao Linux MICHELLE NERY Introdução ao Linux MICHELLE NERY O que é preciso saber para conhecer o Linux? Entender os componentes de um computador. Conhecimentos básicos de sistemas operacionais. Referência: Sistemas Operacionais

Leia mais

Capacitação Vix Linux. Marcos Alessandro By: Jacson RC Silva

Capacitação Vix Linux. Marcos Alessandro <marcos@doctum.edu.br> By: Jacson RC Silva <jacsonrcsilva@gmail.com> Capacitação Vix Linux Marcos Alessandro By: Jacson RC Silva GRUB The GRand Unified Bootloader Gestor de Inicialização GRUB O que é Primeiro programa ao

Leia mais

O que é RAID? Tipos de RAID:

O que é RAID? Tipos de RAID: O que é RAID? RAID é a sigla para Redundant Array of Independent Disks. É um conjunto de HD's que funcionam como se fosse um só, isso quer dizer que permite uma tolerância alta contra falhas, pois se um

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais

Administração de Sistemas Operacionais Diretoria de Educação e Tecnologia da Informação Análise e Desenvolvimento de Sistemas INSTITUTO FEDERAL RIO GRANDE DO NORTE Administração de Sistemas Operacionais ESTRATÉGIA DE PARTICIONAMENTO Prof. Bruno

Leia mais

RESUMÃO LPI 101. Tópico 101 Arquitetura de Sistema Sub-Tópico 101.1 Identificar e editar configurações de hardware.

RESUMÃO LPI 101. Tópico 101 Arquitetura de Sistema Sub-Tópico 101.1 Identificar e editar configurações de hardware. Tópico 101 Arquitetura de Sistema Sub-Tópico 101.1 Identificar e editar configurações de hardware. 1. Qual comando é utilizado para verificar dispositivos usb conectados ao computador? lsusb 2. Qual o

Leia mais

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO

UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO UM PBX GENUINAMENTE BRASILEIRO MANUAL DE INSTALAÇÃO COM IMAGEM ISO Criado por: Flavio Henrique Somensi flavio@opens.com.br Revisão: qui, 25 de abril de 2013 www.sneplivre.com.br Índice 1. Instalação...4

Leia mais

Engenharia Informática Ano Lectivo 08/09

Engenharia Informática Ano Lectivo 08/09 Engenharia Informática Ano Lectivo 08/09 Administração de Sistemas Relatório: Laboratório -2 Tema: Quotas, FTP e DNS Docente: Armando Ventura Alunos: Andreia Graça nº 2621 José Janeiro nº 2467 19/11/ User:

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E ARQUITETURA DE COMPUTADORES ATIVIDADE 10 RAID /VIA SOFTWARE Gil Eduardo de Andrade

ORGANIZAÇÃO E ARQUITETURA DE COMPUTADORES ATIVIDADE 10 RAID /VIA SOFTWARE Gil Eduardo de Andrade ORGANIZAÇÃO E ARQUITETURA DE COMPUTADORES ATIVIDADE 10 RAID /VIA SOFTWARE Gil Eduardo de Andrade Esta a tividade deve ser efetuada no sistema operacional Windows XP, os passos efetuados possibilitam verificar

Leia mais

Jackson Barbosa de Azevedo

Jackson Barbosa de Azevedo <jacksonbazevedo@hotmail.com> Autor: Jackson Barbosa de Azevedo Revisores: Aecio Pires 1 Conteúdo Sobre o OpenSUSE... 3 Procedimento de Instalação... 3 Preparando a Instalação do

Leia mais

Introdução ao Linux. Professor Breno Leonardo G. de M. Araújo

Introdução ao Linux. Professor Breno Leonardo G. de M. Araújo Introdução ao Linux Professor Breno Leonardo G. de M. Araújo Sistema Operacional Linux Embora o Sistema Operacional Microsoft Windows ainda seja predominante no mercado de desktops e Notebooks,já é, bastante

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba. Eu defendo!!! Mini Curso. Linux

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba. Eu defendo!!! Mini Curso. Linux INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS GERAIS Campus Rio Pomba Mini Curso Linux Eu defendo!!! Apresentação Rafael Arlindo Dias Técnico em Informática CEFET Rio Pomba/MG Cursos

Leia mais

Instalação em Dual Boot

Instalação em Dual Boot Manual Instalação em Dual Boot tutorial de instalação Dual boot Windows XP e o Linux Educacional 2.0 Francisco Willian Saldanha Analista de Teste de Sistemas MEC/SEED/DITEC/CETE Manual Instalação em Dual

Leia mais

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos Partição Parte de um disco físico que funciona como se fosse um disco fisicamente separado. Depois de criar uma partição, você deve formatá-la e atribuir-lhe uma letra de unidade antes de armazenar dados

Leia mais

Manual de instalação. Manual de instalação. Liberdade. Liberdade. Versão 1.0.0-31/10/2002. Versão 1.0.0-31/10/2002

Manual de instalação. Manual de instalação. Liberdade. Liberdade. Versão 1.0.0-31/10/2002. Versão 1.0.0-31/10/2002 Liberdade Manual de instalação Liberdade Manual de instalação Versão 1.0.0-31/10/2002 Versão 1.0.0-31/10/2002 Praça dos Açorianos, s/n - CEP 90010-340 Porto Alegre, RS (051) 3210-3100 http:\\www.procergs.com.br

Leia mais

Processamento Distribuído em Cluster do Tipo Beowulf

Processamento Distribuído em Cluster do Tipo Beowulf UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JULIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE TECNOLOGIA DA BAIXADA SANTISTA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA GESTÃO DE NEGÓCIOS Processamento Distribuído em Cluster do Tipo Beowulf ALEXANDRE

Leia mais

Sistemas de arquivos no Linux. Carlos Eduardo Maiolino Software Engineer Red Hat

Sistemas de arquivos no Linux. Carlos Eduardo Maiolino Software Engineer Red Hat Sistemas de arquivos no Linux Carlos Eduardo Maiolino Software Engineer Red Hat Agenda Parte I Introdução a sistemas de arquivos Parte II Estrutura e funcionamento básico Parte III Sistemas de arquivos

Leia mais

AULA 6. Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki. PET Computação UFRGS

AULA 6. Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki. PET Computação UFRGS M i n i - C u r s o d e I n t r o d u ç ã o a o G N U / L i n u x AULA 6 Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki PET Computação UFRGS Março/Abril 2008 A d m i n i s t r a c a o B á s i c a Arquivos

Leia mais

Instituto Federal de Santa Catarina - São José ARC - Administração de Redes de Computadores

Instituto Federal de Santa Catarina - São José ARC - Administração de Redes de Computadores Instituto Federal de Santa Catarina - São José Área de Telecomunicações ARC - Administração de Redes de Computadores Professor Arliones Hoeller - Semestre 2013-2 1 Avaliação 2-25/11/2013 Nome completo:

Leia mais

Particionando e formatando um disco rígido

Particionando e formatando um disco rígido Sua Oficina Virtual Apostila totalmente Gratuita Edição 2002 2 Particionando e formatando um disco rígido Todos nós sabemos que dados sejam eles partes de programas ou dados propriamente dito, como um

Leia mais

Auditoria e Segurança de Sistemas Aula 03 Segurança off- line. Felipe S. L. G. Duarte Felipelageduarte+fatece@gmail.com

Auditoria e Segurança de Sistemas Aula 03 Segurança off- line. Felipe S. L. G. Duarte Felipelageduarte+fatece@gmail.com Auditoria e Segurança de Sistemas Aula 03 Segurança off- line Felipe S. L. G. Duarte Felipelageduarte+fatece@gmail.com Cenário off- line (bolha) 2 Roubo de Informação Roubo de Informação - Acesso físico

Leia mais

SISTEMA DE ARQUIVOS. Instrutor: Mawro Klinger

SISTEMA DE ARQUIVOS. Instrutor: Mawro Klinger SISTEMA DE ARQUIVOS Instrutor: Mawro Klinger Estrutura dos Discos As informações digitais, quer sejam programas ou dados do usuário, são gravadas em unidades de armazenamento. O HD é uma unidade de armazenamento

Leia mais

Capítulo 8. Serviço de Ficheiros em Rede. Sistemas operativos UNIX e Linux. Network File System (NFS) Network Information System (NIS)

Capítulo 8. Serviço de Ficheiros em Rede. Sistemas operativos UNIX e Linux. Network File System (NFS) Network Information System (NIS) Capítulo 8 Serviço de Ficheiros em Rede. Sistemas operativos UNIX e Linux Network File System (NFS) Network Information System (NIS) Gestão de Redes e Serviços (GRS) Capítulo 8 1/1 Network File System

Leia mais

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os

REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA. e) os REVISÃO LINUX CAP /SIN PROF. ESTRELA 1 - Em um determinado servidor Linux, a saída do comando "df" aponta 100% de uso no "/". Isso significa que a(o): a) rede atingiu sua capacidade máxima de recepção.

Leia mais

Instalação de sistemas GNU/Linux em Servidores

Instalação de sistemas GNU/Linux em Servidores Instalação de sistemas GNU/Linux em Servidores Introdução O objetivo deste documento é mostrar a instalação e configuração de um servidor com o sistema operacional GNU/Linux, podendo ser utilizado como

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática DRIELE ALVARO,LUCAS ROBLEDO,NATACHA

Leia mais

CURSO EFA 2012 / 2013

CURSO EFA 2012 / 2013 Avaliação CURSO EFA 2012 / 2013 Formando: Data: / / ÁREA/Assunto: Formando Formador / Mediador: Formador FICHA INFORMATIVA E DE TRABALHO MÓDULO: 0774 INSTALAÇÃO DE SOFTWARE BASE CONTEÚDOS Segurança no

Leia mais

INSTALANDO O UBUNTU PELA IMAGEM ISO OU LIVE-USB DA UFV PASSO-A-PASSO.

INSTALANDO O UBUNTU PELA IMAGEM ISO OU LIVE-USB DA UFV PASSO-A-PASSO. INSTALANDO O UBUNTU PELA IMAGEM ISO OU LIVE-USB DA UFV PASSO-A-PASSO. 1 - Qual arquitetura devo usar para instalar no meu computador, 32bits ou 64bits? a) Simplificando bastante para ter uma opção viável,

Leia mais